28 de abr de 2016

CORINTHIANS 28/04/2016




Corinthians põe demais ingressos de jogo contra nacional uru à venda pela internet
A venda de ingressos pela internet acontece até as 12h45

18h15 28/04/2016 - Agência Corinthians

Nesta quarta-feira (04), o Corinthians entra em campo pelas oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores. Na Arena Corinthians, o Timão recebe o Nacional (URU) às 21h45. Para esta partida, a venda de ingressos pela internet, para sócios e não sócios do Fiel Torcedor, será aberta nesta sexta (29).

A venda de ingressos pela internet acontece entre 12h desta sexta e 12h45 da própria quarta, pelo pelo www.fieltorcedor.com.br/ingressos, ou o fim das entradas disponíveis para a Fiel.












28/04/2016 16h27
Meia Alan Mineiro justifica momento no Corinthians: "Mudou muito rápido a minha vida"
Contratado pelo Corinthians após se destacar no Bragantino, meia ganha chance com Tite como titular, e ainda busca melhor futebol


Por Marcelo Braga
Alan Mineiro está em adaptação no Corinthians
(Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Bancado por Tite como titular no primeiro duelo contra o Nacional, no Uruguai, pelas oitavas de final da Libertadores, Alan Mineiro mais uma vez não teve uma boa atuação no empate por 0 a 0, e saiu de campo no segundo tempo dando lugar a Marlone. No clube há quatro meses, ele admite que o impacto é grande na transição entre jogador do Bragantino e titular do Corinthians.

– Mudou muito rápido a minha vida. No começo do ano um jogador que não servia e agora um titular da equipe. Mas vou continuar trabalhando, tenho de crescer ainda mais. Estou me adaptando ao jeito de jogar que o Tite está pedindo. Espero evoluir cada vez mais – afirmou ele nesta quinta-feira, na chegada ao Brasil.

Aos 28 anos, Alan Mineiro acumula 12 jogos pelo Corinthians, com dois gols marcados e uma assistência. Agora disputa vaga  com Giovanni Augusto, Romero, Marlone e Marquinhos Gabriel

– Olha, não sei (se continuo titular). Mas como dizemos sempre, aqui não tem titular nem reserva. Se eu jogar ou se outro entrar, faremos tudo para o time vencer a partida – disse.

Liberado para um dia de folga, o elenco do Corinthians volta a treinar na tarde de sexta-feira.







Alan Mineiro se vê em adaptação e espera evoluir no Corinthians
Meio-campista soma 12 jogos pelo Corinthians até o momento e tem sido escalado por Tite no time principal após a lesão de Giovanni Augusto.


Camisa 29 tem dois gols e uma assistência pelo Corinthians nesta temporada (Foto: PABLO PORCIUNCULA/AFP)

Primeiro reforço anunciado pelo Corinthians para 2016, o meio-campista Alan Mineiro já participou de 13 jogos nesta temporada, incluindo amistoso, Campeonato Paulista e Copa Libertadores da América, com dois gols e uma assistência anotados. Escolhido pelo técnico Tite para substituir o lesionado Giovanni Augusto nos últimos jogos, ele não repetiu a boa performance que o credenciou à vaga. Porém, o jogador tem a confiança do técnico Tite e a expectativa de que as próximas experiências serão melhores, já que a adaptação ao Corinthians está em curso.

- Mudou muito rápido a minha vida. No começo do ano um jogador que não servia, agora titular da equipe. Mas vou continuar trabalhando, tenho que crescer ainda mais, me adaptando ao jeito de jogar que o Tite pede e espero evoluir. Tecnicamente ontem (quarta-feira) foi abaixo, porque o Nacional pressionou bastante e priorizamos um pouco a defesa. Mas para mim é um momento único - afirmou Alan Mineiro, que superou críticas antes de ser acionado como titular por Tite.
Logo na chegada, o técnico do Corinthians reclamou a respeito de questões físicas, e exigiu uma preparação diferenciada. Com apoio de nutricionistas e departamento físico, Alan Mineiro perdeu peso, ganhou espaço e foi a primeira opção de Tite após a lesão de Giovanni Augusto, ultrapassando Romero e Marlone na ordem de preferências.

O Corinthians foca atenções na disputa da Libertadores. Depois de empatar em 0 a 0 com o Nacional no Uruguai, no jogo de ida das oitavas de final, a equipe recebe o adversário na Arena Corinthians na próxima quarta, às 21h45 e joga por vitória simples. Para esta partida, Tite contará com uma nova opção: Marquinhos Gabriel foi inscrito na vaga de Matheus Pereira e será relacionado pela primeira vez. A expectativa é que o novo reforço dispute posição com Alan Mineiro enquanto Giovanni Augusto não volta de lesão.







Elenco vê Corinthians adaptando-se bem aos jogos da Libertadores da América
Depois de se adaptar ao jogo uruguaio, Timão quer tomar as iniciativas (Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)
28/04/2016 17h27

O empate por 0 a 0 do Corinthians contra o Nacional (URU), na última quarta-feira (27 de abril), pela ida das oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores, de certo, apresentou poucas emoções. Mais do que as chegadas à área e os chutes a gol, as disputas de bola, os empurrões e as provocações tiveram lugar no Estádio Parque Central.

Na volta ao Brasil, na manhã desta quinta-feira, o elenco alvinegro comentou a exploração da ‘catimba’ por parte dos uruguaios e ressaltou a necessidade de se adequar à proposta de jogo dependendo do adversário. Porém, deixou claro que, na partida de volta, na Arena Corinthians, a dinâmica da partida será diferente.

Ainda durante o desembarque, o grupo de atletas foi unânime ao demonstrar otimismo com relação à vaga

“ Nosso time consegue impor ritmo de jogo, como sempre fez. Jogamos assim o ano passado inteiro e fomos campeões. Temos alternativas dentro do jogo para poder mudar, o Tite sempre trabalha isso, não tem problema. Temos tudo para fazer um grande jogo na quarta”, disse Bruno Henrique.

Desempenhando uma função mais dirigida ao setor de armação, Rodriguinho elogiou a postura do Corinthians em campo. De acordo com o meia, que por vezes já carregou a faixa de capitão nesta temporada, a equipe soube suportar as provocações para conservar um resultado favorável.

“A gente sabia que a equipe deles ia querer arrumar uma graça de toda forma, fazendo com que a gente ficasse nervoso. A equipe foi muito tranquila em relação a isso, tínhamos conversado bastante antes do jogo. Eles tentam intimidar a gente de todas as formas, sabemos que jogo de Libertadores é assim. Temos tudo para ficarmos concentrados e buscarmos a vaga”, salientou.
“Na Libertadores, ainda mais fora de casa, são jogos que têm que brigar muito, competir muito. O time deles é assim, os uruguaios são assim. Estávamos focados em não tomar gol e trazer o empate, mas aqui tem que ser diferente”, declarou.












Após empate no Uruguai, Timão precisa de vitória simples para ir às quartas da Libertadores

A grande decisão está marcada para esta quarta-feira (04), às 21h45, na Arena Corinthians


13h00 28/04/2016 - Agência Corinthians




Elias em ação no primeiro jogo das oitavas de final contra o Nacional (URU), no Gran Parque Central

© Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians


Na última quarta-feira (27), o Corinthians empatou sem gols com o Nacional (URU), no primeiro jogo das oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores. Apesar do empate no estádio Gran Parque Central, em Montevidéu (URU), o Timão tem boas chances de avançar para a próxima fase.

Para garantir a classificação para as quartas de final da competição continental, o Timão precisa de uma vitória simples, por qualquer placar. Um novo empate sem gols leva a decisão para os pênaltis. Em caso de empate com gols, a equipe uruguaia leva vantagem pelo gol marcado fora de casa.

A grande decisão está marcada para esta quarta-feira (04), às 21h45, na Arena Corinthians, que deve estar cheia de “loucos” empurrando o Timão rumo à classificação para as semifinais da Copa Bridgestone Libertadores. Os ingressos já estão à venda para os sócios do Fiel Torcedor pelo www.fieltorcedor.com.br





28/04/2016 12h15

Elias vê cobrança excessiva da imprensa com  Corinthians
Volante afirma que 0 a 0 contra o Nacional-URU, em Montevidéu, é um bom resultado. Timão precisa de vitória simples para avançar


Por SporTV.com
Após o empate sem gols do Corinthians contra o Nacional do Uruguai, em Montevidéu, na última quarta-feira, pelas oitavas de final da Taça Libertadores, os jogadores do Corinthians desembarcaram. O volante Elias rejeitou preocupação com o desfecho da partida
– Preocupa? Situação ruim está o Grêmio, que perdeu em casa de 1 a 0 e agora vai ter que ir lá (na Argentina) resolver. É um bom resultado, gente. Acho que vocês estão muito preocupados com a gente e esquecendo que outras equipes dariam de tudo para ter empatado esse jogo, fora, em 0 a 0 – disse.

Elias ve empate fora de casa como bom resultado para o Corinthians (Foto: Reprodução SporTV)

O goleiro Cássio disse que o empate ideal seria com a marcação de gols, já que o critério do tento fora de casa contaria a favor do Corinthians. No entanto, ele destacou que a vantagem ainda é do Timão, pois uma derrota teria sido muito mais negativa.

- Importante é não perder fora, porque é difícil jogar fora de casa. Melhor que ter empatado em 0 a 0 seria ter empatado com gols. Mas a equipe não tomou gol. Libertadores é difícil fora de casa. Fizemos um bom resultado, porque se perdêssemos iríamos jogar com muita pressão em casa.

O Corinthians depende de uma vitória simples contra o Nacional no dia 4, na Arena Corinthians, para avançar às quartas de final da Libertadores. Depois de um primeiro tempo fraco, o Timão conseguiu controlar a partida no segundo tempo e segurar o placar. As chances de gol, no entanto, ficaram bem abaixo do esperado.


 28/04/2016 11h16
Corinthiano volante Elias explica clima de Libertadores: "Não tem joguinho bonitinho"
Após empate sem gols com o Nacional, Corinthians volta do Uruguai e festeja o resultado. Rodriguinho diz que time estava preparado para a catimba


Por Marcelo Braga


Elias, no desembarque (Foto: Marcelo Braga)

O Corinthians fez um jogo de bastante pegada, mas poucas chances de gol no empate por 0 a 0 contra nacional uru no Parque Central, na noite de quarta-feira, no primeiro encontro das equipes pelas oitavas de final da Taça Libertadores da América. Na chegada ao Brasil, Elias minimizou o clima quente da competição.

– Não entramos em pilha nenhuma, a gente joga duro, compete leal até nos treinos. Não tem porque mudar no jogo. Não teve catimba, a gente só tentou se impor jogando fora de casa. É Libertadores, não tem joguinho bonitinho – disse o volante.

Com a igualdade, uma vitória simples na Arena Corinthians, no dia 4, já leva o Timão para as quartas de final. Novo 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

– Naturalmente não sai gol, temos é de fazer o futebol que temos jogado na arena. Trouxemos um bom resultado, esperamos apoio e compreensão do torcedor para nos ajudar, e não atrapalhar. Nos ajudar para uma vitória – disse Elias.

Novamente titular da equipe após um período de lesão, Rodriguinho considerou o jogo mais quente do que deveria. Segundo o meia, porém, o técnico Tite já tinha avisado o seu elenco para os perigos do adversário, que poderia tentar desconcentrar os atletas brasileiros.

– A gente sabia que a equipe deles ia querer arranjar uma graça de toda forma, tentar fazer com que ficássemos nervosos para ter um expulso e perdermos a cabeça. Mas nossa equipe foi muito tranquila. Tínhamos conversado no hotel que o jogo ia ser assim. Tentamos não revidar e jogar o nosso melhor futebol. Não podíamos entrar nesse jogo deles.

De volta a capital paulista, os jogadores do Corinthians curtem folga nesta quinta e voltam aos trabalhos na sexta. O Corinthians volta a jogar apenas na quarta-feira, novamente diante do Nacional, às 21h45, na Arena Corinthians














28/04/2016 11h17
Especula-se que Corinthians demonstra interesse por Camacho e Bruno Paulo. Tchê Tchê está descartado


Por Carlos Augusto Ferrari

O Corinthians pode buscar reforços no clube de Osasco. O Timão está de olho no volante Camacho e no atacante Bruno Paulo
Os jogadores agradam bastante à comissão técnica e aos dirigentes corinthianos. A cúpula do futebol fez contato com os empresários nos últimos dias e aguarda o fim do estadual, marcado para o dia 8 de maio, para definir cada caso.

Bruno Paulo, de 26 anos, marcou o primeiro gol no empate por 2 a 2 com o Corinthians em lindo chute de fora da área e deu muito trabalho à defesa do Corinthians. O jogador tem um pré-contrato com o Joinville, mas o acordo pode ser desfeito caso receba ofertas maiores.

Camacho, também de 26 anos, é o jogador que mais passes acertou no Paulistão e se destaca por poder atuar em diferentes funções no meio de campo.
A diretoria do Corinthians garante que não tem interesse na contratação do meio-campista Tchê Tchê,
Tite gostaria de receber mais jogadores para aumentar a competição interna na disputa do Campeonato Brasileiro. Na semana passada, o clube apresentou o meia-atacante Marquinhos Gabriel. Ele deve estrear contra o Nacional, do Uruguai, quarta que vem, na Arena Corinthians, pelas oitavas de final da Taça Libertadores da América 2016







Crianças de projeto social da Praia Grande realizam Visita Monitorada no Parque São Jorge
Grupo conheceu a estrutura da sede social do clube e visitou a sala de troféus do Memorial Corinthians

15h30 28/04/2016 - Agência Corinthians


Nesta quinta-feira (28), crianças do Projeto Social Praia Grande, do litoral, estiveram no Parque São Jorge para viverem um dia de Corinthians. O grupo de 54 meninos e meninas carentes teve a oportunidade de conhecer o estádio da Fazendinha, o Ginásio Poliesportivo e a tradicional Bica de São Jorge através da Visita Monitorada, além de apreciar as conquistas do Timão no Memorial Corinthians.


No fim da visita, eles almoçaram em um dos restaurantes do complexo e receberam kits com materiais escolares e squeezes personalizados.


Projeto Time do Povo


O objetivo do projeto social é proporcionar “um dia de Corinthians” na vida de jovens e crianças que dependem do auxílio de comunidades e instituições filantrópicas. O Time do Povo é um projeto pioneiro do Sport Club Corinthians Paulista que oferece a menores carentes visitas à sede social do clube, Memorial, eventos, treinos no CT Dr. Joaquim Grava, jogos na Arena Corinthians, passeios culturais e educativos.


Para se cadastrar no "Time do Povo", envie e-mail para responsabilidadesocial@sccorinthians.com.br e descubra mais sobre as atividades oferecidas pelo projeto.











28/04/2016 09h27

Corinthians mantém cabeça no lugar; Felipe comemora: "Equipe madura"
Contra o Nacional, Timão não vai bem tecnicamente, mas também não cai em jogo duro e provocações de uruguaios. Zagueiro quer imposição no jogo de volta, em casa


Por Diego Ribeiro


Felipe elogiou comportamento dos corintianos (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

O Corinthians viu uma característica positiva da equipe no gramado do Grand Parque Central: a cabeça no lugar para não cair no jogo físico e nas provocações do rival uruguaio.
O 0 a 0 não era o ideal, mas as circunstâncias deixaram os corintianos otimistas para o jogo de volta das oitavas de final da Libertadores, quarta-feira que vem, na Arena Corinthians. O zagueiro Felipe ressaltou a maturidade que o time teve no Uruguai.

– Nossa equipe é muito madura. Quando jogamos contra uruguaios, paraguaios, argentinos, eles tentam tirar nossa concentração o tempo todo. Bola aérea, bola parada, deixam o braço. Nossa equipe amadurece a cada jogo e consegue entender essas provocações. Fizemos nosso jogo e deixamos a arbitragem trabalhar. Eles apitaram bem – comemorou.

O árbitro argentino Patrício Loustau teve mais trabalho no primeiro tempo, quando houve princípio de confusão depois de duas faltas marcadas. Na saída para o intervalo, o volante Elias mostrou nervosismo com os jogadores do Nacional, mas logo foi contido pelos companheiros. Tudo para evitar possíveis desfalques no jogo de volta.

– É o tempo todo assim, brigado, eles pulam antes nas jogadas, vem dois, três brigar na marcação. Temos de estar atentos a isso, porque é o tipo de jogo que eles gostam. Em casa, temos de impor nosso ritmo com posse de bola e velocidade para não sermos surpreendidos na arena – analisou Felipe.

O elenco do Corinthians terá uma semana de preparação. O meia Marquinhos Gabriel está liberado para estrear depois de quase duas semanas em preparação física e briga por vaga com Alan Mineiro, Romero, Marlone e até Giovanni Augusto, que se recupera de lesão

28/04/2016 09h15

Marquinhos Gabriel é liberado para estrear no Corinthians;
Meia ficará ao menos no banco contra o Nacional, na Arena.
Por Diego Ribeiro

Marquinhos Gabriel deve estrear na quarta-feira
(Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

O Corinthians que vai enfrentar o Nacional na próxima quarta-feira, na Arena Corinthians, pelo jogo de volta das oitavas de final da Taça Libertadores, não deve ser o mesmo que empatou sem gols com o clube uruguaio em Montevidéu.
O Corinthians deve contar com a estreia de Marquinhos Gabriel, a evolução médica de Giovanni Augusto

A maior novidade para a próxima quarta será a presença de Marquinhos Gabriel. De acordo com a comissão técnica, o meia evoluiu fisicamente durante a semana e está no mesmo nível dos companheiros. Ele já vinha bem, mas não foi relacionado para o jogo do Uruguai para ter mais dias de preparação e não correr risco de ter qualquer problema muscular.

Marquinhos Gabriel, Alan Mineiro, Lucca, Guilherme, Rodriguinho, Giovanni Augusto, Romero e Marlone disputam 3 posições entre titulares.

– Tenho conversado com os médicos sobre essas reavaliações. O processo de evolução dele é bom, mas prematuro. Vamos deixar o dia a dia falar – explicou o técnico.

Há ainda o caso do zagueiro Yago, flagrado no exame antidoping com a substância betametasona. A contraprova deve sair na próxima segunda-feira, dois dias antes do jogo contra o Nacional. Caso o resultado seja positivo, ele será suspenso preventivamente por 30 dias. Balbuena, então, ganharia uma chance entre os titulares para o jogo decisivo.

Sem jogo no fim de semana, Tite deu folga aos jogadores nesta quinta-feira, mas pretende usar os dias seguintes para preparar a equipe já com as possíveis mudanças. Fora do Campeonato Paulista e com o Brasileiro perto de começar, o técnico sabe que o jogo de volta contra o Nacional é o mais importante de 2016 para o Corinthians.





28/04/2016 11h39

No Corinthians, Balbuena torce contra punição de Yago
Contraprova de Yago sai na segunda-feira e o defensor pode pegar punição de 30 dias

Por Marcelo Braga


Balbuena, do Corinthians (Foto: Marcelo Braga)

Flagrado no exame antidoping com a substância betametasona, Yago aguarda a contraprova, que deve sair na próxima segunda-feira, dois dias antes do jogo.
Caso o resultado seja positivo, ele será suspenso preventivamente por 30 dias. Balbuena, então, ganharia nova chance.

– Temos muitos jogadores de qualidade para suprir o Yago caso o doping seja punido, mas tomara que não, ele não teve culpa. Não sabia que podia acontecer com ele. Mas estamos focados só no jogo de quarta para poder passar para a próxima fase – disse Balbuena, na chegada ao Brasil, após o empate em 0 a 0 com o Nacional, em Montevidéu.

O defensor analisou o empate sem gols obtido pela equipe no Uruguai, e mostrou confiança na classificação do Timão na próxima semana.

– Não é um resultado perigoso, sabíamos que estávamos jogando contra um grande time, muito tradicional no Uruguai, que sempre joga Libertadores. Vocês viram como foi o jogo. É um time que joga forte em casa, com sua torcida, mas soubemos passar por todos esses fatores para conseguir um empate bom. Tudo vai se definir na arena. Temos de fazer um bom trabalho no próximo jogo para o que fizemos ontem ter valor – disse Balbuena.

De volta, os jogadores do Corinthians folga nesta quinta e voltam a treinar na sexta. O Corinthians joga na quarta, às 21h45, diante do Nacional, na Arena Corinthians. 










Elias diz que empate com o Nacional na ida das oitavas de final da Libertadores foi um bom resultado e cita até equipe brasileira, derrotada em casa. Expectativa de vencer na Arena


Volante atuou os 90 minutos do empate sem gols do Corinthians, fora de casa, contra o Nacional nesta quarta-feira (Foto: Agência Corinthians)
LANCE!
28/04/2016
14:51


Os jogadores do Corinthians desembarcaram no Brasil na manhã desta quinta-feira sem lamentar o empate em 0 a 0 com o Nacional, do Uruguai, pela ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América. Além da inspiração em 2012, quando ocorreu algo bem semelhante na mesma fase da competição continental, o grupo confia na possibilidade de fazer o resultado dentro da Arena Corinthians na próxima semana. De acordo com Elias, um dos líderes do elenco, é necessário observar os resultados de outras equipes para concluir porque o Timão volta do Uruguai com boas perspectivas.
- É um bom resultado, gente. Acho que vocês estão muito preocupados com a gente e esquecendo que outras equipes fariam de tudo para ter empatado esse jogo fora em 0 a 0 - desabafou Elias,

Depois de empatar sem gols no Uruguai, o Timão recebe o Nacional na próxima quarta-feira, às 21h45, na Arena Corinthians. O Corinthians agora joga por vitória simples. O Corinthians, inclusive, havia traçado um "plano" de preferências a respeito de resultados possíveis fora de casa.

- A gente sabia que o primeiro resultado importante seria a vitória, o segundo o empate com gols e o terceiro o empate em 0 a 0. Não é de todo ruim, a equipe lutou bastante para trazer a decisão para a Arena, onde somos muito fortes. Temos conhecimento do nosso campo. Sabíamos que a equipe deles ia querer arrumar uma graça, tentar fazer a gente ficar nervoso, mas fomos bem tranquilos em relação a isso. A gente sabe que jogo de Libertadores eles tentam intimidar, desestabilizar jogadores, mas não podemos entrar nesse jogo deles e temos tudo para fazer um bom jogo aqui - disse o volante Rodriguinho, companheiro de posição de Elias.
O Corinthians voltará à Arena na próxima quarta-feira para defender uma invencibilidade de 22 jogos. Segundo o volante Bruno Henrique, é preciso aproveitar a folga desta quinta-feira e retomar os treinamentos a partir de sexta com foco na classificação em casa.

- Empate com gols lá seria uma coisa melhor do que sem gols, mas fora de casa, Libertadores, não é mau resultado. Agora é descansar hoje (quinta-feira), a partir de amanhã (sexta) começa o treinamento novamente e temos totais condições. Temos que jogar sabendo do regulamento - avisou o camisa 25.














Corinthians conta com fiel torcida para se classificar na Arena Corinthians



Elenco alvinegro acredita que atmosfera da Arena ajudará o time na busca pela classificação para as quartas de final da Libertadores da América
Tite confia no Corinthians em casa (Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)
28/04/2016 12h06


O técnico Tite e os seus jogadores apontaram a torcida do Corinthians como uma das justificativas para a notória confiança da equipe após o empate sem gols com o Nacional, em Montevidéu, na noite de quarta-feira. Segundo eles, o público na Arena será capaz de empurrar o time à vitória e à próxima fase da Copa Bridgestone Libertadores da América na semana que vem.

“Temos consciência de que a atmosfera, assim como foi difícil para nós no Uruguai, estará do nosso lado. Isso não assegura a vitória, mas nos credencia”, comentou o técnico Tite.

O discurso foi endossado pela maioria dos jogadores que se pronunciou depois do jogo. Um dos mais entusiasmados foi o goleiro Cássio: “Teremos uma atmosfera similar ao que aconteceu no Uruguai. A torcida deles tentou conduzi-los a todo momento, e a nossa também é assim. Lá, o estádio é maior, e o gramado, bem diferente. Com todo o respeito, vamos procurar fazer um grande jogo em casa para garantir a nossa classificação”.

“A equipe sai do Uruguai feliz com o empate, mas ciente de que precisará impor o seu ritmo dentro de casa”, avisou o zagueiro Felipe. “Valeu pelo empenho. Agora é tentar colocar mais a bola no chão no nosso estádio”, concordou o lateral direito Fagner.










Motivado pela volta, Corinthians gosta de 0 a 0


Corinthianos valorizam resultado fora e apostam na força da Arena
Empate por 0 a 0 conquistado em Montevidéu, contra o Nacional (URU), deu ao Corinthians a possibilidade de vencer por qualquer placar no jogo de volta, na Arena Corinthians
Timão valorizou empate sem gols fora na esperança de fazer o resultado em casa (Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)
28/04/2016 14h00

Com planos de voltarem aos treinos nesta sexta-feira (29 de abril), após o empate por 0 a 0 na última quarta sobre o Nacional (URU), pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores, o elenco do Corinthians foi unânime ao enumerar os próximos passos da equipe até o confronto de volta contra os uruguaios, na próxima quarta, na Arena: descanso e trabalho.

Durante o desembarque alvinegro, na manhã desta quinta (28), ficou claro que os jogadores confiam plenamente em conseguir a classificação diante da torcida. Apesar do jogo brigado, o saldo do empate sem gols não foi interpretado de forma negativa.

Escalado como titular por Tite para desempenhar a função de Guilherme, Rodriguinho minimizou a mudança tática e elogiou a postura do Timão em território estrangeiro. “A equipe lutou bastante para trazer a decisão aqui para dentro. Temos que comemorar sim, porque temos a vantagem de jogar em casa e também o conhecimento do nosso campo”, comentou.

Companheiro de setor, Elias reforçou a importância da torcida estar presente em grande número na Arena Corinthians, na próxima quarta. “A gente tem que jogar, fazer o futebol que temos feito dentro da Arena. Conseguimos trazer um bom resultado para dentro de casa. Esperamos pelo apoio e a compreensão do torcedor para nos ajudar, e não atrapalhar, em busca de uma vitória”, falou.

Outro que pisou no gramado do Parque Central no decorrer da partida, o meia Marlone, que marcou seu primeiro gol com a camisa do Corinthians na goleada sobre o Cobresal (CHI) – após belo voleio da entrada da área – mostrou confiar na força do grupo, a quem chamou de “família” ao comentar sobre a concorrência pela titularidade.

“O grupo está focado para classificar. Queríamos sair com a vitória, seria importante para nós, mas acho que, independentemente da dificuldade, foi um resultado bom. Sabemos da nossa força dentro de casa, a torcida, quando apoia, faz uma grande diferença”, ponderou. “A gente costuma falar que aqui é uma família, o Tite sabe a hora de colocar quem estiver melhor”, completou.


Um dos últimos a deixar o saguão do Aeroporto de Guarulhos direto para seu carro particular, que o aguardava no estacionamento, o volante Bruno Henrique ressaltou o fato de o Timão ter jogado “com o regulamento”.

“Não adiantava se expor e tomar um gol de contra-ataque. Eles procuraram a bola longa porque têm um ataque rápido. Dificultaram bastante o jogo, principalmente no segundo tempo”, declarou o volante, que também comemorou o fato de a defesa não ter sido vazada fora de casa.











Após empate sem gols, Corinthians desembarca otimista com vaga
Jogadores do Timão se mostram satisfeitos com 0 a 0 no Uruguai e acreditam em classificação na Arena CorinthiansRomero valorizou a qualidade do Nacional, rival do Timão, mas disse confiar em vaga (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)
28/04/2016 14h45



Depois do voo que partiu de Montevidéu, nesta manhã, pousar em solo brasileiro com 20 minutos de antecedência, o Corinthians seguiu em ritmo acelerado durante o desembarque no terceiro terminal do Aeroporto de Guarulhos.

Um dos primeiros a puxar a fila em direção ao ônibus alvinegro, estacionado na porta do saguão, foi Tite. Caminhando a passos largos, o treinador disputou espaço com as câmeras de TV, tirou fotos com torcedores e se comprometeu a falar sobre o jogo só no CT Joaquim Grava.

Em grupos separados, os demais atletas foram deixando as dependências do aeroporto para se reunirem no ônibus. O zagueiro Felipe, que desfruta da titularidade na zaga alvinegra há quase um ano, falou em tom otimista para comentar a partida de volta, quando o Timão precisará de uma vitória simples para avançar às quartas.
“A gente vem trabalhando forte, em casa é um pouquinho diferente. A gente impõe um ritmo diferente quando joga lá, e para o primeiro jogo o 0 a 0 ficou de bom tamanho”, comentou o defensor, certo de que a força da torcida na Arena conduzirá o Corinthians à próxima fase.

Discurso semelhante ao de Felipe foi adotado por  Romero, atacante que foi a campo na etapa final. O paraguaio ressaltou as dificuldades do confronto, mas aposta na qualidade do elenco, atuando em Itaquera, para o Alvinegro seguir em frente e manter vivo o sonho do bicampeonato.

“Jogamos contra um time de muita tradição. Foi um jogo difícil, [o Nacional] é um time que brigou em todos os momentos para ganhar a bola. Teremos outro jogo em casa, agora com a possibilidade de definir. Temos muita confiança jogando na Arena, vai ser difícil, mas temos toda a qualidade para passar”, analisou.

A confiança dos alvinegros atuando em casa é comprovada em números. Até então, nesta edição da Copa Libertadores, o Corinthians ostenta 100% de aproveitamento. Foram três jogos e três vitórias, com nove gols marcados e nenhum sofrido.













Estreia? Timão quer ter Marquinhos Gabriel na volta contra o Nacional

Melhor fisicamente, meia deve ser relacionado para a partida na Arena Corinthians, quarta-feira, e pela primeira vez ficar no banco de reservas à disposição do técnico Tite


Marquinhos Gabriel já está melhor fisicamente (Foto: Daniel Augusto Jr)
Bruno Cassucci
28/04/2016
08:30

O Corinthians pode ter um importante reforço na busca por uma vaga nas quartas de final da Copa Libertadores da América. O meia Marquinhos Gabriel, contratado pelo clube há duas semanas, deve ficar no banco de reservas no duelo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores, quarta-feira, contra o Nacional (URU), na Arena.

Quando se apresentou ao Timão, após férias e três meses atuando pelo Al Nassr, da Arábia Saudita, o jogador estava sem ritmo de jogo e precisando readquirir a melhor forma física. Agora, porém, ele já está melhor preparado e pronto para atuar.

Fábio Mahseredjian, preparador físico do Corinthians, declarou na última quarta-feira, no Uruguai, que o jogador já pode ficar à disposição do técnico Tite. Contudo, ele não detalhou se Marquinhos já tem condições de atuar por 90 minutos.

A tendência é de que o ex-santista fique no banco de reservas contra o Nacional. Ele disputa posição com Alan Mineiro, Giovanni Augusto (machucado) e Marlone.

Com o novo reforço liberado, o técnico Tite terá de quebrar a cabeça para escolher os sete atletas que ficarão como suplentes no confronto de volta com os uruguaios. Na partida de ida, em Montevidéu, ele escolheu, além do goleiro Walter, Edílson, Balbuena, Maycon, Guilherme, Marlone e Romero.








28/04/2016 01h14

Aguardando contraprova, Yago se defende: "Não tenho culpa alguma"
Zagueiro evita culpar departamento médico do Corinthians por ter testado positivo para a substância betametasona e espera contraprova para o dia 2 de maio


Por Diego Ribeiro

Após o empate do Corinthians com o Nacional, nesta quarta-feira, no Uruguai, o zagueiro Yago falou que acredita que será absolvido e evitou culpar o departamento médico do Timão, responsável por aplicar a medicação para tratar uma inflamação no joelho.

– (Espero) punição zero. Não tenho culpa alguma quanto ao resultado que aconteceu. Estou bem tranquilo, para falar a verdade não estou pensando nisso. Tenho certeza de que vou ser absolvido. Comissão, diretoria e jurídico me dão condição de pensar só no jogo, e é isso que eu estou fazendo – afirmou.

Yago nos vestiários da arena do Timão (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)

– Quando veio o doping pensei mais na repercussão. As pessoas veem a notícia, mas não leem, e aí pensam que é droga, começam a julgar a pessoa. Só pensei nisso. Quanto ao resto, fiquei tranquilo, pois não tenho culpa alguma – disse.

O zagueiro também não quis colocar a culpa no departamento médico do Corinthians. Joaquim Grava, chefe do setor, assumiu em entrevista coletiva ainda no sábado toda a responsabilidade pelo erro.

– Sou funcionário do clube, não tomei medicamento fora do clube, tomei no clube. Poxa, a partir do momento que o doutor diz que é bom, eu tomei. Eu confio. Não tenho culpa alguma e se Deus quiser vai dar tudo certo – reforçou.

O Corinthians aguarda a contraprova do exame para o dia 2 de maio. Na defesa, o clube alegará que a substância foi relatada na súmula da partida e por isso o jogador não poderia ser suspenso.

– Confio em todo mundo do clube, ninguém faria para me prejudicar. Foi um erro, acontece. Todo mundo comete. Vou culpar alguém? Tranquilo, creio na absolvição.










Zagueiro corinthiano Yago está tranquilo após susto e perdoa departamento médico


28/04/2016 08:22:49
Zagueiro só soube do doping depois de ter enfrentado o Audax (foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

O zagueiro Yago finalmente se pronunciou após a notícia de que foi flagrado em exame antidoping realizado pela Federação Paulista de Futebol (FPF). O jogador adotou um discurso sereno quando tocou no assunto ao final do empate sem gols do Corinthians com o uruguaio Nacional, em Montevidéu, pelas oitavas de final da Copa Libertadores da América.

“Estou tranquilo. Não tenho culpa alguma, e é isso o que me deixa tranquilo. Está tudo sob controle. Confio em Deus”, disse Yago, pausadamente.

No sábado, quando noticiou que o jogador havia sido pego pelo uso de betametasona em 6 de março, o médico Joaquim Grava se encarregou de assumir a responsabilidade pelo problema. Segundo ele, a substância proibida foi administrada para o tratamento de uma inflamação no joelho de Yago.

“Sou funcionário do clube. Não tomei medicamento fora de lá. Eles falaram que era bom para mim, então tomei confiando. Mas a minha confiança neles continua a mesma. Confio em todos do Corinthians. O que tiver de acontecer vai acontecer. Creio na absolvição”, afirmou o zagueiro, perdoando Grava e os demais médicos corintianos.


“Dou os parabéns a eles, que me deixaram focado no jogo. Mas foi difícil, fiquei assustado. Não esperava. Pensei mais em como seria a repercussão. Às vezes, o pessoal vê a notícia, liga com droga e começa a te julgar. Quanto ao resto, fiquei tranquilo porque tenho absoluta certeza de que não tenho culpa alguma”, repetiu Yago.

O resultado da contraprova do exame de Yago será divulgado pela FPF em 2 de maio. O reserva imediato do atleta é o paraguaio Balbuena.










Corinthians conta com a sua torcida para se classificar na Arena
Elenco alvinegro acredita que atmosfera da Arena ajudará o time na busca pela classificação para as quartas de final da LibertadoresTite acredita no Corinthians em casa (Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)



O técnico Tite e os seus jogadores apontaram a torcida do Corinthians como uma das justificativas para a notória confiança da equipe após o empate sem gols com o Nacional, em Montevidéu, na noite de quarta-feira. Segundo eles, o público em Itaquera será capaz de empurrar o time à vitória e à próxima fase da Copa Bridgestone Libertadores da América na semana que vem.

“Temos consciência de que a atmosfera, assim como foi difícil para nós no Uruguai, estará do nosso lado. Isso não assegura a vitória, mas nos credencia”, comentou o técnico Tite.

O discurso foi endossado pela maioria dos jogadores que se pronunciou depois do jogo. Um dos mais entusiasmados foi o goleiro Cássio: “Teremos uma atmosfera similar ao que aconteceu no Uruguai. A torcida deles tentou conduzi-los a todo momento, e a nossa também é assim. Lá, o estádio é maior, e o gramado, bem diferente. Com todo o respeito, vamos procurar fazer um grande jogo em casa para garantir a nossa classificação”.

“A equipe sai do Uruguai feliz com o empate, mas ciente de que precisará impor o seu ritmo dentro de casa”, avisou o zagueiro Felipe. “Valeu pelo empenho. Agora é tentar colocar mais a bola no chão no nosso estádio”, concordou o lateral direito Fagner.






Corinthians observa Bruno Paulo e Tchê Tchê, que têm contrato só até o fim do Campeonato Paulista com osasco. Diretoria e comissão técnica colhem informações e aguardam ok de Tite

Gabriel Carneiro
28/04/2016
06:00
A comissão técnica e diretoria do Corinthians estão encantados e já monitoram dois jogadores do Osasco Audax: Tchê Tchê e Bruno Paulo.Eles têm contratos somente até o dia 18 de maio e ainda não receberam propostas oficiais. Porém, ambos ouviram internamente que o Timão pediu informações a respeito de suas situações e aguardam a oficialização do interesse.
Tchê Tchê, ou Danilo Neves, como era chamado anteriormente, tem 23 anos. O meio-campista também pode atuar como lateral direito
Tchê Tchê, porém, não é o único nome do Osasco Audax na mira do Corinthians. O outro jogador que interessa é Bruno Paulo, que tem 26 anos e marcou dois gols nesta edição do Paulistão, um deles justamente contra o Timão.

O Corinthians ainda não se manifestou oficialmente sobre o tema, mas pessoas ligadas ao clube já tiveram conversas com os empresários dos dois jogadores e também dirigentes do Osasco Audax. A ideia agora é aguardar o fim do Campeonato Paulista para definir se as informações colhidas pelo departamento de inteligência do clube e também pela diretoria serão utilizados pela contratação de novos reforços. Ambos agradam o técnico Tite.




Jogadores do Corinthians comemoram igualdade em Montevidéu

28/04/2016 00:01:36
Elias esteve em campo pelo Corinthians (foto: Pablo Porciuncula/AFP)

Por mais que definissem a vitória como meta em Montevidéu, os jogadores do Corinthians não conseguiram disfarçar a alegria com o empate sem gols com o Nacional, nesta quarta-feira. O resultado faz o time de Time depender de uma vitória simples na Arena, na semana que vem, para avançar na Copa Libertadores da América.

“Quando não se dá para ganhar, não se perde. Essa foi a nossa marca no Brasileiro. Quem entrou correspondeu. Viemos para ganhar, mas saímos felizes com o empate”, comentou o goleiro Cássio, valorizando o empenho dos seus companheiros de linha.

Para o zagueiro Felipe, o mais importante foi não ser ameaçado defensivamente. “O time jogou bem. Não tomamos gols, e era isso que esperávamos. Por isso, a gente sai daqui muito feliz”, disse, avaliando que a estratégia de Tite “deu muito certo”.

Com responsabilidade de também atacar, Elias foi mais um a não ficar frustrado. “As duas equipes jogaram firme, como é normal na Libertadores, mas a gente se portou muito bem”, resumiu o meio-campista.













No Corinthians, meia Rodriguinho é aprovado por Tite como substituto de Guilherme



28/04/2016 00:23:04

Corinthiano Rodriguinho, novo titular, foi elogiado (foto: Pablo Porciuncula/AFP)

O Corinthians pouco criou contra o uruguaio Nacional, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América, porém o técnico Tite deixou Montevidéu satisfeito com o principal articulador da sua equipe. O meia Rodriguinho agradou como substituto de Guilherme no empate por 0 a 0.

“A vantagem do Rodrigo é a repetição dos movimentos. Ele tem coordenação. Quando abaixa a cabeça, possui a memória tática da coordenação dos movimentos do meio-campo”, elogiou Tite, sem levar em consideração o resultado da partida, sobre a atuação de Rodriguinho na noite desta quarta-feira.

Recuperado de uma lesão muscular na coxa direita, Rodriguinho era cotado para assumir o lugar de Guilherme, que não se encontrou desde a chegada ao Corinthians, antes mesmo da eliminação no Campeonato Paulista. Segundo Tite, a dúvida só não existia porque o novo titular não se encontrava em perfeitas condições físicas.

Apesar de o treinador ter aprovado Rodriguinho, o Corinthians não chegou a encantar contra o Nacional. Novas mudanças não estão descartadas para o jogo de volta, que o time precisará vencer para se classificar.

Segundo Tite, até o meia Giovanni Augusto, que se recupera de lesão no tornozelo esquerdo, tem chances de atuar em Itaquera, na próxima semana. “Estou conversando com a comissão técnica e posso dizer que o processo de evolução vem sendo muito bom. Só que é prematuro criar uma expectativa. A gente vai monitorando”, comentou.








Corinthians enaltece “espírito de Libertadores”

Corinthians jogou contra o vento no segundo tempo (foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

Satisfeitos com o empate sem gols com o Nacional, nesta quarta-feira, os jogadores do Corinthians culparam até as condições climáticas de Montevidéu por sua baixa produtividade. O vento e o frio atrapalharam a equipe brasileira, segundo o técnico Tite e os seus comandados.

“Infelizmente, não conseguimos fazer gols. Estava ventando bastante, o que nos prejudicou, mas vale ressaltar a nossa briga em um jogo intenso, de força física. Competimos de igual para igual. Agora é tentar colocar a bola no chão na nossa casa”, comentou o lateral direito Fagner.

Tite adotou um discurso semelhante, apesar de ter ressaltado que esperava ao menos uma igualdade com gols. “Queríamos que a equipe continuasse a triangular, seguindo a sua escola. Mas, no segundo tempo, houve dificuldade pelo vento”, acusou, usando o caráter decisivo da partida para se esquentar. “O clima é frio, mas, por dentro, o cara já está quente, fervendo. Quem vive o jogo fica fervilhando. Não tem jeito.”

Quente por dentro, o Corinthians tentou compensar a falta de criatividade e inspiração com empenho, conforme enfatizou o goleiro Cássio, outro que sentiu “muito frio” na capital uruguaia. “A gente sai satisfeito pela luta, pelo espírito de Libertadores. Não tivemos muitas chances, mas lutamos até o final. Agora, sabemos que a vitória em casa nos dará a classificação”, observou.










CORINTHIANS HOJE
28/04 - Quinta-feira
VOLTA DE MONTEVIDEU E Folga
















Yago admite erro no Corinthians em caso de doping, mas releva

"Confio em todo mundo no clube"

O zagueiro Yago quebrou silêncio após Nacional-URU 0 x 0 Corinthians, nesta quarta-feira, em Montevidéu. Ele testou positivo em exame antidoping no mês de março, mas o departamento médico do clube, por meio do consultor Joaquim Grava, assumiu responsabilidade.


O jogador espera realização de contraprova, que deve acusar positivo, para apresentar a defesa pelo uso da substância betametasona por uma inflamação no joelho. O medicamento é liberado em algumas condições, mas Yago deve receber uma suspensão preventiva para ir a julgamento. Após o empate pela Libertadores, em que curiosamente foi sorteado para o exame antidoping, ele admitiu que houve erro do departamento médico. Mas se disse tranquilo.


“Confio em todo mundo no clube e ninguém me prejudicaria. É um erro que acontece, não vou culpar ninguém. É um erro e eu creio na absolvição. Está tudo tranquilo, o médico falou comigo, mas eu estou tranquilo e confio em Deus”, declarou Yago, que jogou 90 minutos no Uruguai.


“Eu não tenho culpa alguma e em momento algum eu quis (tirar vantagem). Eu não tomo medicamento fora do clube. Poxa, a partir do momento que o doutor disse que é bom, eu tomei, confiando e confio neles. Não tenho culpa e vai dar tudo certo. Foi mais o susto que veio após eliminação, mas eu não levo culpa alguma para dentro do campo quanto a isso”.


Yago também agradeceu a direção do Corinthians por dar a notícia após o jogo com o Audax no sábado. “Quero dar os parabéns para a equipe do Corinthians, pela diretoria, para ficar focado na semifinal. Quero dar os parabéns a eles. Foi difícil a reação, fiquei assustado. Não esperava de jeito nenhum. Foi mais pela repercussão, você vê a notícia, tem a chamada e não veem ela toda. Vê doping e começa a julgar a pessoa. Só pensei nisso. Com o resto fiquei tranquilo”.

27 de abr de 2016

CORINTHIANS 27/04/2016






nacional (uru) 0 X 0 CORINTHIANS
Copa Libertadores da América 2016- 8ª de final- ida
Local: estádio Parque Central, em Montevidéu (URU)
Data-Hora: 27/4/2016 - 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Patrício Loustau (ARG)
Auxiliares: Gustavo Rossi (ARG) e Ariel Scime (ARG)
Público-Renda: Não divulgados
Cartões amarelos: Polenta, Seba Fernández e Gonzalo Porras (n), Elias e Felipe (COR)

nacional uru: 1-Conde, 4-Fucile, 28-Victorino, 23-Polenta e 22-Espino; 19-Romero e 14-Gonzalo Porras; 11-Barcia, 7-Ramírez e 30-Fernández; 9-Nico López. Técnico: Gustavo Munúa + 25Mejia 5-Cabaco, 18-Carballo, 8-Eguren, 16-Cabrera, 29-Tabó 20-Leo Gamalho

CORINTHIANS: 12-Cássio, 23-Fagner, 28-Felipe, 3-Yago e 6-Uendel; 25-Bruno Henrique;  7-Elias, 29-Alan Mineiro (8-Marlone 24' 2ºT), 26-Rodriguinho e 30-Lucca; 9-André (11-Romero 33' 2ºT).Técnico: Tite + 1-Walter, 4-Balbuena, 2-Edilson, 22Maycon, 10-Guilherme





















Corinthiano Tite acredita que empate faz parte de: ''Processo de maturidade''

Treinador afirmou que acredita na atmosfera da Arena Corinthians para conseguir a classificação


00h20 28/04/2016 - Agência Corinthians




O técnico Tite comentou sobre o processo de maturidade da equipe e comentou sobre as dificuldades que o Timão encontrou na partida

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Na última quarta-feira (27), o Corinthians empatou sem gols com o Nacional (URU), no primeiro jogo das oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores. O técnico Tite comentou sobre o processo de maturidade da equipe e comentou sobre as dificuldades que o Timão encontrou na partida.

"A tensão que eu tinha era que a equipe continuasse com confiança para fazer aquilo que sabe, aquilo que é da sua escola. Faltou o último terço, mas também pela marcação do adversário. No segundo tempo tivemos dificuldade também por dentro. Essa maturidade é inevitável. Não dá para ter desclassificação no Paulistão e encontrar herói ou culpado. É processo de maturidade", declarou.

O treinador acredita que a atmosfera da Arena Corinthians ajudará o Corinthians a conquistar a classificação no jogo de volta. "Eu disse que empate com gols é bom, essa foi minha resposta ontem. Jogo está aberto, temos a consciência que essa atmosfera, do jogo contra o time do Nacional, pela qualidade, agora também nos credencia jogando em casa", finalizou.














Jogadores do Corinthians comemoram igualdade em Montevidéu
Com o resultado, Corinthians só precisa de uma vitória por um de diferença para avançar na competição sul-americana

Por mais que definissem a vitória como meta em Montevidéu, os jogadores do Corinthians não conseguiram disfarçar a alegria com o empate sem gols com o Nacional, nesta quarta-feira (27 de abril). O resultado faz o time de Time depender de uma vitória simples em Itaquera, na semana que vem, para avançar na Copa Bridgestone Libertadores.

“Quando não se dá para ganhar, não se perde. Essa foi a nossa marca no Brasileiro. Quem entrou correspondeu. Viemos para ganhar, mas saímos felizes com o empate”, comentou o goleiro Cássio, valorizando o empenho dos seus companheiros de linha.

Para o zagueiro Felipe, o mais importante foi não ser ameaçado defensivamente. “O time jogou bem. Não tomamos gols, e era isso que esperávamos. Por isso, a gente sai daqui muito feliz”, disse, avaliando que a estratégia de Tite “deu muito certo”.


Com responsabilidade de também atacar, Elias foi mais um a não ficar frustrado. “As duas equipes jogaram firme, como é normal na Libertadores, mas a gente se portou muito bem”, resumiu o meio-campista.












Libertadores
Jogando em Montevidéu, Corinthians empata sem gols com o Nacional
Com o resultado, time paulistano precisa de uma vitória simples na volta para se classificar

Publicado em 27 de abril de 2016, às 23h42
Um empate com sabor de vitória. Mesmo sem apresentar um futebol convincente, o Corinthians conseguiu segurar um empate sem gols com o Nacional (URU), no Estádio Parque Central, em Montevidéu (Uruguai). O resultado da noite desta quarta-feira (27) não deixa o time em situação confortável, mas poderia ser pior, já que os brasileiros praticamente não criaram chances de gol.

Agora o Corinthians precisará de uma vitória simples para passar de fase. A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira (04), na Arena Corinthians. Um novo 0 a 0 leva a disputa aos pênaltis. Qualquer outro empate garante os uruguaios para enfrentarem o ganhador de Boca Juniors (ARG) e Cerro Porteño (PAR).

O Corinthians quase foi castigado logo no começo do jogo. O Nacional aproveitou a sonolência dos brasileiros e exerceu grande pressão. Antes dos 30 segundos, quase marcou. O meia Ramírez cruzou para a área, o zagueiro Felipe não cortou e o goleiro Cássio hesitou. Por sorte, o volante Bruno Henrique cortou antes que alguém completasse para as redes.

O 'cartão de visitas' dos uruguaios foi um aviso para os paulistas, que logo conseguiram se recompor. Aos sete minutos, até poderiam ter aberto o placar. Isso não fosse um lance de desatenção de Felipe. Após escanteio, o meia Lucca desviou e a sobra ficou para o zagueiro, que não finalizou e ainda tocou a mão na bola.

Depois de sofrer no início, o time de Tite até controlou a posse de bola, mas sem conseguir penetrar a defesa adversária. Os donos da casa chegaram novamente aos 28 e aos 29 minutos. Primeiro, o atacante Nico López foi lançado nas costas da defesa, saiu na cara de Cássio, mas mandou pela linha de fundo. Depois, o volante Romero aproveitou cruzamento e cabeceou por cima do travessão.

Na segunda etapa, a partida começou tão fria quanto o clima que fazia em Montevidéu. Somente próximo dos 20 minutos o Nacional voltou a fazer pressão. Aos 19, quase saiu o primeiro gol. O meia Barcia cruzou na área e Sebá Fernandez cabeceou. Cássio espalmou para o meio da área e o lateral Fágner completou.

Ao contrário do que ocorreu no primeiro tempo, o Corinthians encontrou muitas dificuldades em trocar passes após o intervalo. Desta vez, acabou cedendo mais campo para o adversário se lançar a ataque. Aos 25 minutos, outro perigo. Fernández cobrou falta na área e o zagueiro Victorino cabeceou para outra grande defesa de Cássio.

Na metade final do segundo tempo, o jogo foi marcado por poucas emoções. A melhor chance foi novamente para o time uruguaio. Aos 36 minutos, Nico López cruzou para a área e Romero desviou com a perna direita, mas mandou por cima do gol corinthiano.




Estatísticas de Nacional-URU 0x0 Corinthians

POR ANDRÉ SCHMIDT 28 DE ABRIL DE 2016 ÀS 0:01




Corinthians conseguiu um empate no Uruguai (Foto: AFP)

NÚMEROS GERAIS DE NACIONAL-URU 0X0 CORINTHIANS
– Dados Footstats

Posse de bola do Nacional: 42,6%
Posse de bola do Corinthians: 57,4%
Finalizações certas do Nacional: 3
Finalizações certas do Corinthians: 0
Finalizações erradas do Nacional: 7
Finalizações erradas do Corinthians: 5
Cruzamentos certos do Nacional: 7
Cruzamentos certos do Corinthians: 2
Cruzamentos errados do Nacional: 13
Cruzamentos errados do Corinthians: 5
Passes certos do Nacional: 222
Passes certos do Corinthians: 424
Passes errados do Nacional: 46
Passes errados do Corinthians: 60
Desarmes certos do Nacional: 20
Desarmes certos do Corinthians: 20
Faltas cometidas pelo Nacional: 13
Faltas cometidas pelo Corinthians: 12

DESTAQUES INDIVIDUAIS:

Artilheiro do jogo: –
Jogador que mais acertou passes: Uendel (Corinthians) – 58
Jogador com mais finalizações certas: Kevin Ramírez, Victorino e Sebastián Fernández (Nacional) – 1
Jogador que mais acertou cruzamentos: Fucile e Nicolás López (Nacional) – 2
Jogador com mais desarmes certos: Fucile e Romero (Nacional); Bruno Henrique e Fagner (Corinthians) – 4
Jogador com mais lançamentos certos: Polenta (Nacional) – 4
Jogador com mais dribles certos: Rodriguinho (Corinthians) – 3
Jogador com mais defesas/bloqueios: Cássio (Corinthians) – 2
Jogador com mais inversões de jogo certas: Porras e Victorino (Nacional); Rodriguinho (Corinthians) – 2
Jogador que mais sofreu faltas: Kevin Ramírez (Nacional) e Lucca (Corinthians) – 3
Jogador com mais rebatidas: Felipe (Corinthians) – 15

DESTAQUES NEGATIVOS:

Jogador que mais errou passes: Fagner (Corinthians) – 17
Jogador que mais errou cruzamentos: Espino e Nicolás López (Nacional) – 3
Jogador que mais vezes perdeu a bola: Rodriguinho (Corinthians) – 13
Jogador com mais finalizações para fora: Romero (Nacional) – 3
Jogador com mais lançamentos errados: Cássio (Corinthians) – 12
Jogador com mais dribles errados: –
Jogador com mais inversões de jogo erradas: Elias (Corinthians) – 1
Jogador com mais faltas cometidas: Nicolás López (Nacional) – 4













Corinthians empata sem gols com Nacional (URU), no primeiro jogo das oitavas de final

Em jogo de muita marcação, Timão não conseguiu balançar as redes, mas também não sofreu gols


23h45 27/04/2016 - Agência Corinthians




Próximo jogo contra o Nacional (URU) acontece na próxima quarta-feira (04), na Arena Corinthians

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Nesta quarta-feira (27), o Corinthians empatou sem gols com o Nacional (URU), no primeiro jogo das oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores, em partida disputada no estádio Gran Parque Central. Uma vitória simples no jogo de volta garante o Timão nas oitavas de final.

Nos primeiros 15 minutos de jogo, a equipe do técnico Tite conseguiu manter boa posse de bola e chegou a ter algumas chances, mas nada muito perigoso. Com muita marcação, a primeira etapa não trouxe grandes emoções e terminou com empate sem gols.

Na segunda etapa, a partida seguiu com bastante marcação de ambos os lados. A forte pressão uruguaia impediu o Timão de criar chances, e quando o Nacional levou perigo, parou no goleiro Cássio, que fez pelo menos duas grandes defesas.

Com o empate sem gols, o Corinthians precisa de uma vitória simples no jogo de volta para avançar às quartas de final da competição continental. A decisão será nesta quarta-feira (04), às 21h45 na Arena Corinthians.















Corinthians segura 0 a 0 com o Nacional (URU) na partida de ida das oitavas
Com o resultado, equipe comandada por Tite depende de vitória simples em sua Arena para garantir vaga na próxima fase da LibertadoresEm jogo equilibrado, Corinthians arranca empate contra o Nacional, no Uruguai (EFE)
27/04/2016 23h59
Em uma partida sem emoções, o Corinthians ficou no empate por 0 a 0 com o uruguaio Nacional no jogo de ida das oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores, na noite desta quarta-feira (27 de abril), no Gran Parque Central, em Montevidéu.

O resultado (o mesmo do jogo de ida com o equatoriano Emelec, nas oitavas de 2012, ano em que o Corinthians foi campeão) fez o time de Tite depender de uma vitória simples em Itaquera, na próxima semana, para avançar. O Nacional garantirá a classificação com um empate com gols.

O jogo – O Corinthians foi tímido nos minutos iniciais de seu primeiro mata-mata na atual Copa Libertadores da América. Como se estivesse satisfeito com o empate, o time de Tite aceitou as primeiras (e as seguintes) investidas do Nacional e pouco produziu para responder.

Ainda com Alan Mineiro no lugar do lesionado Giovanni Augusto, o Corinthians também tinha pouco para mostrar ofensivamente em Montevidéu. Rodriguinho, o substituto de Guilherme, não fazia muito além de distribuir o jogo. Lucca continuava sem inspiração, assim como nos últimos compromissos.

Sem trabalho para a sua defesa, o Nacional esteve próximo de abrir o placar aos 27 minutos do primeiro tempo. Nico López tirou proveito de boa jogada da equipe uruguaia e apareceu sem marcação do lado direito da área, porém errou o alvo na hora do chute cruzado.

Assustado, o Corinthians só conseguiu responder quando a bola já não rolava mais. No intervalo, Elias discutiu com os jogadores uruguaios e recebeu o cartão amarelo, também mostrado para Polenta.

O Corinthians recobrou a paciência no segundo tempo. Após 20 minutos sem emoções, sendo ameaçado vez ou outra, o time de Tite apostou na entrada de Marlone no lugar do contestado Alan Mineiro.
A equipe dirigida por Tite não ficou mais perigosa após a alteração, o que fez o treinador mexer novamente nos minutos derradeiros. Romero substituiu André e foi pouco útil, uma vez que a bola quase não chegava ao ataque. O empate satisfazia o Corinthians.

FICHA TÉCNICA
nacional uru 0 X 0 CORINTHIANS
Libertadores da América 2016- 8ªs de final- ida
Local: Estádio Parque Central, em Montevidéu (Uruguai)
Data: 27 de abril de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Patrício Loustau (Argentina)
Assistentes: Gusavo Rossi e Ariel Scime (ambos da Argentina)
Cartões amarelos: Polenta, Fernández e Porras (Nacional); Elias e Felipe (Corinthians)

nacional: Conde; Fucile, Victorino, Polenta e Espino; Porras, Romero, Barcia e Ramírez; Fernández e Nico López
Técnico: Gustavo Munúa

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Elias, Alan Mineiro (Marlone), Rodriguinho e Lucca; André (Romero)
Técnico: Tite

Rodriguinho atrás da bola 
(Foto: PABLO PORCIUNCULA / AFP)

André sobe no Parque Central 
(Foto: PABLO PORCIUNCULA / AFP)

Rodriguinho de novo em disputa 
(Foto: PABLO PORCIUNCULA / AFP)

Alan Mineiro encara a marcação 
(Foto: PABLO PORCIUNCULA / AFP)

Nacional 0x0 Corinthians 
(Foto: PABLO PORCIUNCULA / AFP)

Fagner arrisca o chute 
(Foto: PABLO PORCIUNCULA / AFP)



Em jogo 'gelado' Corinthians e Nacional empatam sem gols

Na fria noite de Montevidéu, Timão não joga bem, mas consegue sair ileso no duelo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Decisão é quarta-feira, na Arena Corinthians
Elias lutou em campo
(Foto: PABLO PORCIUNCULA / AFP)


Nada foi suficiente para esquentar o duelo entre os uruguaios e o Corinthians na noite desta quarta-feira, no Estádio Parque Central, em Montevidéu. Com os termômetros marcando 7ºC e uma sensação térmica ainda abaixo, as equipes fizeram um jogo frio pelas oitavas de final da Copa Libertadores e terminaram com o placar congelado em 0 a 0.
Na próxima quarta-feira eles voltam a se enfrentar no caldeirão da Arena Corinthians, onde o Timão tentará manter o 100% de aproveitamento no torneio neste ano e garantir classificação para as quartas de final com vitória simples. Novo 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis

Acostumado a propor o jogo pelas laterais, o Corinthians teve Lucca e Alan Mineiro estáticos Os corinthianos até tinham a bola, mas trocavam passes inúteis até devolvê-la ao adversário sem criar nada.

O Nacional, por sua vez, também levava a partida em banho-maria. Nicolás López teve a melhor chance da partida, aos 27 do primeiro tempo, mas lhe faltou justamente o que mais sobrou na noite: frieza. Cara a cara com Cássio, ele chutou cruzado rente à trave.
A fim de esquentar o jogo, Tite colocou Romero e Malone na parte final da partida, mas ainda sim o Timão seguiu frio e terminou o duelo sem nem sequer testar o goleiro Esteban Conde. O treinador e a Fiel torcida certamente ficarão de cabeça quente até a próxima quarta-feira...


FICHA TÉCNICA
nacional (uru) 0 X 0 CORINTHIANS
​Copa Libertadores da América 2016- 8ª de final- ida
Local: estádio Parque Central, em Montevidéu (URU)
Data-Hora: 27/4/2016 - 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Patrício Loustau (ARG)
Auxiliares: Gustavo Rossi (ARG) e Ariel Scime (ARG)
Público-Renda: Não divulgados
Cartões amarelos: Polenta, Seba Fernández e Gonzalo Porras (n), Elias e Felipe (COR)

nacional uru: Conde, Fucile, Victorino, Polenta e Espino; Romero e Gonzalo Porras; Barcia, Ramírez e Fernández; Nico López. Técnico: Gustavo Munúa

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique; Alan Mineiro (Marlone 24' 2ºT), Elias, Rodriguinho e Lucca; André (Romero 33' 2ºT).Técnico: Tite

nacional 0
1Conde, 4 Fucile, 22Espino, 23Polenta, 28 Victorino, 7 Ramirez, 11Barcia, 14 Gonzalo Porras, 19 Romero, 9  Lopez, 30Fernandez

Banco:
5Cabaco, 8 Eguren, 16 Cabrera, 18 Carballo, 20 Leo Gamalho, 25 Mejia 29 Tabo


















TAÇA LIBERTADORES DA AMERICA 2016
OITAVAS DE FINAL IDA
nacional uru 0x0CORINTHIANS





FICHA DE JOGO
nacional 0
Esteban Conde  GOL
Fucile  LAD
Victorino  ZAD
Polenta  ZAE
Espino   LAE
Gonzalo Porras  VOL
Santiago Romero  VOL
Leandro Barcia  MEC
Kevin Ramírez  MEC
Nico López  ATA
Seba Fernández  ATA
Gustavo Munúa  TEC
RESERVAS

Luis MejíaGOL
CabacoZAD
EgurenVOL
Felipe CarballoVOL
Matías CabreraMEC
Christian TabóATA
Léo GamalhoATA


CORINTHIANS 0
Cássio  GOL
Fagner  LAD
FelipeZAD
YagoZAE
UendelLAE
Bruno HenriqueVOL
Alan MineiroMEC
(MarloneMEC)
EliasMEC
RodriguinhoMEC
LuccaMEC
AndréATA
(RomeroATA)

TiteTEC

RESERVAS
WalterGOL
EdílsonLAD
BalbuenaZAD
MayconVOL
GuilhermeMEC

Corinthians segura empate sem gols com o Nacional e aposta na arena para avançarEm fraca atuação, Timão ao menos consegue ficar no empate após bons momentos do time uruguaio no primeiro tempo em Montevidéu. Vitória simples no dia 4 de maio garante a vaga nas quartas de final




RESUMÃO
O JOGO

O Corinthians não jogou bem, mas pelo menos salvou um empate por 0 a 0 contra o Nacional, nesta quarta-feira, em Montevidéu, pela primeira partida das oitavas de final da Taça Libertadores da América 2016. Depois de um primeiro tempo bastante ruim, o Timão conseguiu controlar melhor a partida na etapa final e segurou o placar sem gols para decidir a vaga na Arena Corinthians, dia 4 maio.



DESTAQUE COMO FICA?
Corinthians tem que vencer para se classificar direto, se empatar por 0x0 tem que se classificar nos penaltis

DESTAQUE 90 MINUTOS

O Corinthians teve muitos problemas para suportar a pressão do Nacional no primeiro tempo. A equipe da casa forçou a marcação sobre a saída de bola alvinegra e chegou a sufocar em alguns momentos. A sorte, porém, estava ao lado do Timão. Nico López, o craque do adversário, apareceu na cara de Cássio e chutou para fora na melhor oportunidade do jogo. A etapa final foi mais tranquila. Os uruguaios pouco criaram, e os alvinegros colocaram a bola no chão. Mesmo assim, nada produziram. Foram só quatro finalizações em 90 minutos e nenhuma chance clara para marcar. No fim, o empate ficou de bom tamanho.





 


DESTAQUE FALA, TITE!

Técnico do Timão comenta a atuação no Uruguai.




LANCE A LANCE
FIM DE JOGO

FALA, ELIAS

"Duas equipes que jogaram firme, para competir, é Libertadores. Campo estava seco e depois molharam. Levamos a decisão para a casa para buscar a classificação"


48'2º TEMPO
Fim de jogo! O Corinthians segura o 0 a 0 com o Nacional.

46'2º TEMPO
Gonzalo PorrasMEIO-CAMPO
Cartão amarelo para Gonzalo Porras

46'2º TEMPO
Lucca puxa contra-ataque e ganha falta perto do meio-campo ainda.

45'2º TEMPO
Mais três minutos.
45'2º TEMPO
CORINTHIANS
Elias lança Romero pela direita. O paraguaio corta para o meio e tenta o toque para Marlone, mas erra.

43'2º TEMPO
Após falta, Ramírez dá pisão no pé de Rodriguinho. Árbitro finge que nada ocorreu.
42'2º TEMPO
Timão troca passes no meio, ainda em busca de um gol.

38'2º TEMPO
Rodriguinho chuta de bico na zaga. Time não consegue armar nada perigoso.

36'2º TEMPO
Nico cruza para a área, e Santiago Romero escora de perna direita por cima do gol.
36'2º TEMPO
Felipe fura após bola pipocada na área, mas depois consegue afastar.

35'2º TEMPO
Corinthians troca passes no campo de defesa. Time não consegue armar jogadas.

33'2º TEMPO
SAIAndréATACANTE
ENTRAÁngel RomeroATACANTE

33'2º TEMPO
Romero vem aí!
Depois de breve conversa com o auxiliar Cléber Xavier, Tite chama Romero. #truruguai
29'2º TEMPO
Empate é bom resultado, pois um 1 a 0 já é bom para o Corinthians na volta.
28'2º TEMPO
Lucca está de volta.

27'2º TEMPO
Lucca é retirado de campo. A pancada parece que atingiu sua boca.
Marlone entra aberto pela direita, no mesmo posicionamento de Alan Mineiro. #truruguai

25'2º TEMPO
Lucca puxa contra-ataque, mas leva uma pancada de Leandro Barcia no rosto. Os jogadores do Timão pedem atendimento rápido.
24'2º TEMPO
Seba Fernandéz cobra falta, Victorino desvia de cabeça e Cássio faz boa defesa.

24'2º TEMPO

SAIAlan MineiroMEIO-CAMPO
ENTRAMarloneMEIO-CAMPO


23'2º TEMPO
Bruno Henrique chuta do meio para looooonnnnge do gol.

22'2º TEMPO
INACREDITÁVEL
Nico foi cobrar escanteio rasteiro e...chutou pela linha de fundo. QUE BIZARRO!!!

21'2º TEMPO
Marlone vem aí!

20'2º TEMPO
Após cobrança de escanteio, Barcia chuta travado.

19'2º TEMPO
Leandro Barcia cruza, Seba Fernandéz cabeceia, Cássio espalma para o meio da área e Fagner afasta o periogo. Era ótima a chance do nacional.

17'2º TEMPO

Seba FernándezATACANTE
Cartão amarelo para Seba Fernández
Por matar contra-ataque

15'2º TEMPO
Após cruzamento, Fucile não alcança e a bola sai pela linha de fundo.
14'2º TEMPO
Seba cobra falta e Victorino, ex-Palmeiras, cabeceia para fora.
13'2º TEMPO

FelipeZAGUEIRO

Cartão amarelo para Felipe

Por falta em Seba

10'2º TEMPO
Clima está meio quente entre as duas equipes. Felipe se estranhou com Nico e Fagner com Espino. O árbitro não faz nada...

08'2º TEMPO
Espino dribla Fagner pela direita, se enrosca com ele e cai. O árbitro erra e manda seguir.
07'2º TEMPO
Segundo o repórter Mauro Naves, Tite conversou com Edilson no intervalo. Pode ser opção para o meio.

06'2º TEMPO
Outro lançamento em direção a Nico. Felipe tira pela linha de lado.

05'2º TEMPO
Nacional ataca com lançamentos, mas o Corinthians vai se virando bem.

03'2º TEMPO
Alan Mineiro recebe na direita e bate para o gol. Para fora.

02'2º TEMPO
Lucca e Porras dividem, e o uruguaio reclama de um braço na cara. O árbitro manda seguir.

02'2º TEMPO
Seba Fernandéz divide com Bruno Henrique e toca a mão na bola. O árbitro dá falta.

00'2º TEMPO
Recomeça o jogo! Nacional e Corinthians jogam mais 45 minutos!
Gramado irrigado no intervalo. #truruguai
Elias produz pouco e está nervoso. Na saída para o intervalo, nova discussão com jogadores do Nacional. #truruguai

Jogadores dos dois times se estranharam. Corintianos não gostaram da falta de Polenta em André, há poucos minutos. Depois, Fagner deixou a perna para machucar Nico. O clima esquentou e o árbitro amarelou um de cada lado.

INTERVALO

PolentaZAGUEIRO
Cartão amarelo para Polenta


INTERVALO

EliasMEIO-CAMPO

Cartão amarelo para Elias

INTERVALO
Jogadores se estranham na saída de campo.

45'1º TEMPO
Fim da primeira etapa.

45'1º TEMPO
Fagner e Nico se estranham. Lateral-direito deixou o pé para machucar o atacante. Árbitro ignora.

45'1º TEMPO
Alan Mineiro bate falta, Porras afasta fácil.

43'1º TEMPO
André faz grande jogada pela esquerda. Sozinho, passou por dois. Derrubado por Polenta, ganhou falta.

40'1º TEMPO
Lucca cobra a falta e o Nacional afasta. O Timão não consegue aproveitar suas bolas paradas.

39'1º TEMPO
Nico e Uendel dividem. O lateral reclama de maldade. Falta para o Timão. Vem bola para a área!

38'1º TEMPO
Nico cobra escanteio, a bola fica viva e Cássio sai de soco. Nico cruza de novo e Uendel tira. Pressão grande do time da casa.

37'1º TEMPO
Seba Fernández cobra falta com muita força. A bola corre pela linha de fundo.
36'1º TEMPO
Não deu em nada....Na sequência, o Nacional contra-ataca e Uendel faz falta. vem bola para a área.

35'1º TEMPO
Rodriguinho recebe na esquerda, mas Fucile manda para escanteio.

34'1º TEMPO
Lançamento para Seba Fernández na esquerda. Felipe tropeça, mas consegue cortar.

30'1º TEMPO
Gonzalo Porras dá um cruzamento TOSCO direto para fora. Que beleza!

29'1º TEMPO
Nacional consegue dois cruzamentos seguidos de muito perigo. O primeiro passa por todo mundo. No segundo, Romero cabeceia por cima.

28'1º TEMPO
Nico López recebe lançamento livre pelo lado direito da área e sai na cara de Cássio. O atacante, porém, bate à direita do gol. 

paciência foi a palavra mais repetida por Tite e seus auxiliares no Uruguai. Corinthians vai tentando seguir o pedido.

25'1º TEMPO
Uendel consegue bom cruzamento para Rodriguinho na pequena área. O meia gira, mas não aproveita a chance. A zaga afasta.

23'1º TEMPO
Timão segue trocando passes no campo de ataque. Jogadas pela direita são exploradas.

20'1º TEMPO
SEGUE O JOGO!
Após lançamento, Felipe e Nico López se enrolam e caem no campo de defesa. Lance polêmico, mas o árbitro manda seguir.

18'1º TEMPO
CORINTHIANS ASSUSTOU!
Fagner bate lateral direto para a área, a bola fica viva e Bruno Henrique enche o pé. A bola bate na placa, pertinho do gol do Nacional.
Rodriguinho vai fazendo bem o "box to box" exigido por Tite. Busca a bola na defesa e tem aparecido para armar e finalizar.
17'1º TEMPO
Mais um cruzamento para a área, com desvio. Mas Cássio fica com ela.

15'1º TEMPO
Defesa do Timão vacila, e Seba Fernández bate cruzado por trás de Felipe. A bola assusta Cássio, mas vai direto para fora.

14'1º TEMPO
Chance do Nacional pela esquerda com Ramírez, que cruza rasteiro. A zaga afasta.
13'1º TEMPO
CORINTHIANS
Uendel parte pela esquerda e abre para Rodriguinho. O meia ajeita e dispara por cima da meta.
11'1º TEMPO
Após o início forte do Nacional, Timão domina as ações na partida.

10'1º TEMPO
Nico cruza para a área e Ramírez desvia. Cássio fica com a bola.

08'1º TEMPO
Corinthians esboça outro ataque pela direita com Fagner. André recebe lançamento, mas escora de cabeça de forma equivocada.

Depois da pressão inicial, Nacional volta ao seu estilo: bolas longas e movimentação de Nico López e Fernández. #truruguai

07'1º TEMPO
CORINTHIANS UUHHH!
Após batida de escanteio, Lucca desvia e a bola sobra para Felipe. Ela, porém, bate nas mãos do zagueiro. O árbitro marca falta.


07'1º TEMPO
Bom ataque do Timão. Alan Mineiro abre para Fagner, que chuta cruzado. A defesa manda para escanteio.

06'1º TEMPO
CORINTHIANS
Lucca cobra a falta, a zaga desvia com Polenta e Esteban Conde fica com ela.

05'1º TEMPO
André recebe a bola no meio-campo, é cercado pelos marcadores e ganha falta. Vem bola para a área.

03'1º TEMPO
ACORDA, MEU!
Lucca recebe lançamento na esquerda, domina, mas vacila e deixa a bola sair pela linha de fundo.

01'1º TEMPO
No primeiro lance, Kevin Ramírez cria para a área, a bola passa por Felipe, Cássio hesita em cortar e ela fica pipocando na área. Bruno Henrique afasta.


00'1º TEMPO
Bola em jogo!

PRÉ-JOGO
A bola vai rolar em breve!
PRÉ-JOGO
Corinthians de camisas alvinegras e shorts brancos.

PRÉ-JOGO
Os times estão no túnel!

PRÉ-JOGO
Torcida do Corinthians no Parque Central

PRÉ-JOGO
BASTIDORES
Jogadores do Timão no vestiário (Foto: Daniel Augusto Jr)

Elenco do Corinthians não fez aquecimento no gramado. Partida começa em 20 minutos. #truruguai
Parque Central vai ficando cheio. E mais gelado. #truruguai

O técnico queria jogadores mais versáteis por causa do limite de sete no banco. Romero seria o substituto de André. #truruguai
Estranhou as ausências de Luciano e Danilo no banco? Tite explicou na entrevista de ontem. #truruguai
Fora da lista de relacionados, Matheus Vidotto e Guilherme Arana acompanham o aquecimento dos goleiros. #truruguai
Sistema de som do Parque Central ressalta a proibição de sinalizadores. Quem acender será identificado. #truruguai
Cafezinho para amenizar o frio? Tite aprova a ideia. #truruguai
Parque Central é acanhado. Auxiliar de Tite, Cléber Xavier disse ontem que as dimensões do gramado não influenciam no jogo. #truruguai
Corinthians só jogou uma vez no Parque Central. Venceu o Racing-URU por 2 a 0, em 2010, gols de Dentinho e Elias. #truruguai
Cássio e Walter vão para o aquecimento no gramado do Parque Central. #truruguai

PRÉ-JOGO
Jogadores do Corinthians fazem trabalho de aquecimento no vestiário.


Marquinhos Gabriel deve ter condições de jogo na próxima quarta. Comissão técnica, porém, só falará sobre ele depois da partida. #truruguai
Matheus Vidotto e Guilherme Arana cortados do banco de reservas. #truruguai
Corinthians escalado. Bruno Henrique será o capitão. #truruguai
Rodriguinho disse que Elias terá mais liberdade para se infiltrar na área. Meia substitui Guilherme. 
Corinthians está no Parque Central

O Corinthians acaba de chegar ao estádio em Montevidéu.


PRÉ-JOGO

HISTÓRICO

Contra o Nacional, o Timão fez oito jogos entre amistosos, Copa Mercosul e Taça Libertadores. A única vitória foi em 10 de março de 1956 – 2 a 1, gols de Baltazar e Paulo, em um torneio amigável realizado no Pacaembu. Desde então, são cinco empates e duas derrotas.


PRÉ-JOGO

ESCALAÇÃO PRÉVIA

Depois de muitos pedidos da torcida, Tite decidiu mexer no meio de campo. Guilherme não resistiu à má fase e foi para o banco de reservas. Rodriguinho assume a vaga para atuar ao lado de Elias. Pela direita, o treinador optou por manter Alan Mineiro, outro que não jogou bem diante do Audax. Marlone e Romero seguem no banco. A escalação é a seguinte: Cássio, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique; Alan Mineiro, Elias, Rodriguinho e Lucca; André.
Corinthians passou o dia concentrado no hotel. Apenas o atacante Romero recebeu alguns amigos no saguão.

PRÉ-JOGO
A TV Globo transmite para estado paulista, SC, PR, MG (menos Juiz de Fora), GO, TO, MS, MT, AL, RN e AP (com Galvão Bueno, Casagrande e Leonardo Gaciba). Você também assiste no SporTV (com Milton Leite e Mauricio Noriega).

PRÉ-JOGO
O trio de arbitragem é argentino. Patricio Loustau apita. Gustavo Rossi e Ariel Scime são os assistentes.
Torcida do Corinthians ocupa área de visitantes do Parque Central. #truruguai
Corinthians saiu do hotel às 20h. Daqui a pouco, elenco alvinegro já estará no estádio.
Parque Central pronto para receber Nacional x Corinthians. Muito frio em Montevidéu! #truruguai

A partir de agora você acompanha tudo o que rola no Parque Central, em Montevidéu (URU), onde a bola rola às 21h45 (de Brasília) para Nacional x Corinthians.














CORINTHIANS 0
12-Cassio, 23-Fagner, 3-Yago, 28-Felipe e 6-Uendel 7-Elias 25-Bruno Henrique, 26Rodriguinho, 29Alan Mineiro (8-Marlone) , 30-Lucca, 9-Andre (11-Romero )

banco 27-Walter 2-Edilson, 4-Balbuena, , 10-Guilherme, 22-Maycon, 




93'Fim do segundo tempo, Nacional 0, Corinthians 0.
Gonzalo Porras (Nacional) recebe cartão amarelo por uma entrada perigosa.

92'
Lucca (Corinthians) sofre uma falta na lateral esquerda.
Falta cometida por Gonzalo Porras (Nacional).

89'
Lucca (Corinthians) sofre uma falta no campo defensivo.
Falta cometida por Jorge Fucile (Nacional).

88'
Falta cometida por Ángel Romero (Corinthians).
Kevin Ramírez (Nacional) sofre uma falta no campo defensivo.

85'
Escanteio, Nacional. Cedido por Yago.

82'
Oportunidade perdida Santiago Romero (Nacional), finalização com o pé direito do meio da área. Assistência de Alfonso Espino com um cruzamento.
Escanteio, Nacional. Cedido por Felipe.

81'
Falta cometida por Rodriguinho (Corinthians).
Jorge Fucile (Nacional) sofre uma falta na lateral direita.

79'
Substituição Corinthians, entra em campo Ángel Romero substituindo André.

78'
Impedimento, Nacional. Kevin Ramírez tentou um passe em profundidade que encontrou Nico López em posição irregular.
Marlone (Corinthians) sofre uma falta no campo defensivo.
Falta cometida por Alfonso Espino (Nacional).

76'
Falta cometida por Rodriguinho (Corinthians).
Gonzalo Porras (Nacional) sofre uma falta no campo defensivo.

75'
Bruno Henrique (Corinthians) sofre uma falta no campo defensivo.
Falta cometida por Nico López (Nacional).

74'
Falta cometida por Rodriguinho (Corinthians).
Santiago Romero (Nacional) sofre uma falta no campo defensivo.

73'
Partida recomeça.

71'
Partida atrasada devido a uma lesão de Lucca (Corinthians).
Lucca (Corinthians) sofre uma falta no campo defensivo.
Falta cometida por Nico López (Nacional).
Impedimento, Nacional. Gonzalo Porras tentou um passe em profundidade que encontrou Kevin Ramírez em posição irregular.
Escanteio, Nacional. Cedido por Felipe.

70'
Finalização defendida junto ao lado inferior direito do gol. Mauricio Victorino (Nacional) de cabeça do meio da área. Assistência de Sebastián Fernández com um cruzamento.
Escanteio, Nacional. Cedido por Cássio.
Falta cometida por Bruno Henrique (Corinthians).
Kevin Ramírez (Nacional) sofre uma falta na lateral esquerda.

69'
Substituição Corinthians, entra em campo Marlone substituindo Alan Mineiro.
Oportunidade perdida Bruno Henrique (Corinthians), finalização com o pé direito de fora da área. Assistência de Elías.

67'
Escanteio, Nacional. Cedido por Yago.
Impedimento, Nacional. Leandro Barcia tentou um passe em profundidade que encontrou Kevin Ramírez em posição irregular.

66'
Oportunidade perdida Jorge Fucile (Nacional), finalização com o pé direito de fora da área após escanteio.
Finalização bloqueada, Leandro Barcia (Nacional) finalização com o pé direito do meio da área.
Partida recomeça.

65'
Partida atrasada devido a uma lesão de Cássio (Corinthians).
Escanteio, Nacional. Cedido por Fagner.
Finalização defendida em direção ao centro do gol. Sebastián Fernández (Nacional) de cabeça do meio da área. Assistência de Leandro Barcia com um cruzamento.

63'
Jorge Fucile (Nacional) recebe cartão amarelo por uma entrada perigosa.
Uendel (Corinthians) sofre uma falta no campo defensivo.
Falta cometida por Jorge Fucile (Nacional).

61'
Falta cometida por Fagner (Corinthians).

60'
Sebastián Fernández (Nacional) sofre uma falta na lateral esquerda.

59'
Felipe (Corinthians) recebe cartão amarelo por uma entrada perigosa.
Falta cometida por Felipe (Corinthians).
Sebastián Fernández (Nacional) sofre uma falta no campo adversário.

48'
Oportunidade perdida Alan Mineiro (Corinthians), finalização com o pé direito com muita distância vindo do lado direito. Assistência de Rodriguinho N.

47'
Mão de Sebastián Fernández (Nacional).


1º TEMPO
46'
Diego Polenta (Nacional) recebe cartão amarelo.
Elías (Corinthians) recebe cartão amarelo.
Fim do primeiro tempo, Nacional 0, Corinthians 0.
Fim do primeiro tempo, Nacional 0, Corinthians 0.

44'
Falta cometida por Diego Polenta (Nacional).
André (Corinthians) sofre uma falta na lateral direita.

41'
Oportunidade perdida Santiago Romero (Nacional), finalização com o pé direito de fora da área.

40'
Uendel (Corinthians) sofre uma falta na lateral esquerda.
Falta cometida por Nico López (Nacional).

39'
Finalização bloqueada, Sebastián Fernández (Nacional) de cabeça do lado esquerdo da área. Assistência de Nico López com um cruzamento.

38'
Escanteio, Nacional. Cedido por Fagner.

37'
Falta cometida por Uendel (Corinthians).
Leandro Barcia (Nacional) sofre uma falta na lateral direita.

36'
Escanteio, Corinthians. Cedido por Jorge Fucile.

32'
Mão de Fagner (Corinthians).

30'
Oportunidade perdida Santiago Romero (Nacional), de cabeça do meio da área. Assistência de Jorge Fucile com um cruzamento.

29'
Falta cometida por André (Corinthians).
Jorge Fucile (Nacional) sofre uma falta na lateral direita.

28'
Oportunidade perdida Nico López (Nacional), finalização com o pé esquerdo do meio da área. Assistência de Sebastián Fernández.

22'
Falta cometida por André (Corinthians).
Kevin Ramírez (Nacional) sofre uma falta no campo defensivo.

19'
Oportunidade perdida Bruno Henrique (Corinthians), finalização com o pé esquerdo de fora da área.

18'
Mão de Jorge Fucile (Nacional).

16'
Oportunidade perdida Nico López (Nacional), finalização com o pé esquerdo de um ângulo dificil da esquerda. Assistência de Leandro Barcia com um passe de cabeça.

15'
Oportunidade perdida Rodriguinho (Corinthians), finalização com o pé direito de fora da área. Assistência de Uendel.

13'
Felipe (Corinthians) sofre uma falta no campo defensivo.
Falta cometida por Sebastián Fernández (Nacional).

10'
Finalização defendida ao ângulo superior esquerdo. Kevin Ramírez (Nacional) finalização com o pé esquerdo de um ângulo dificil da esquerda. Assistência de Nico López com um cruzamento.

9'
Felipe (Corinthians) sofre uma falta no campo defensivo.
Falta cometida por Nico López (Nacional).

8'
Falta cometida por Felipe (Corinthians).
Santiago Romero (Nacional) sofre uma falta no campo defensivo.
Escanteio, Corinthians. Cedido por Gonzalo Porras.

6'
Falta cometida por Jorge Fucile (Nacional).
André (Corinthians) sofre uma falta na lateral esquerda.

4'
Impedimento, Nacional. Esteban Conde tentou um passe em profundidade que encontrou Kevin Ramírez em posição irregular.

2'
Impedimento, Nacional. Nico López tentou um passe em profundidade que encontrou Kevin Ramírez em posição irregular.

1'
Impedimento, Nacional. Gonzalo Porras tentou um passe em profundidade que encontrou Nico López em posição irregular.




























CORINTHIANS ESCALADO




Vestiário do Corinthians no Parque Central! 20h



CORINTHIANOS CHEGANDO AO ESTADIO  PQ CENTRAL, MONTEVIDEU URUGUAI. SÃO 600 INGRESSOS A DISPOSIÇÃO 19h30












Eterna casa corinthiana, Pacaembu completa 76 anos

Desde o dia 28 de abril de 1940, data da primeira partida no estádio municipal, o Corinthians jogou no Pacaembu 1689 vezes


10h00 27/04/2016 - Agência Corinthians




Em 2012, o Pacaembu foi o palco da conquista inédita e invicta da Libertadores do Timão

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Nesta quarta-feira (27), o estádio do Pacaembu completa 76 anos desde sua fundação, em 1940. A antiga – e eterna – casa alvinegra foi palco de grandes momentos da história alvinegra, como nas conquistas do pentacampeonato Brasileiro de 2011 e a Libertadores da América de 2012.

Em 2014, o Corinthians mudou de casa e passou a atuar na Arena Corinthians. Há dois anos, na segunda rodada do Campeonato Brasileiro, o Timão se despediu do Paulo Machado de Carvalho. Na ocasião, o Timão venceu o Flamengo por 2 a 0, com gols de Guilherme e Gil.

Desde o dia 28 de abril de 1940, data da primeira partida no estádio municipal, o Corinthians jogou no Pacaembu 1689 vezes. Venceu 966 vezes, empatou 396 e perdeu 327. Como mandante, foram 1421 jogos, com 864 vitórias, 330 empates e 227 derrotas.

Cláudio Christóvam Pinho foi o homem que mais jogou no Pacaembu pelo Corinthians. Foram 322 jogos entre 1945 e 1957. O “Gerente” é também o maior artilheiro do Timão no estádio com 186 gols.

Dentro do Pacaembu, a Portuguesa foi o time que mais enfrentou o Corinthians. Foram em 153 jogos. O Timão leva boa vantagem no retrospecto com 80 vitórias, 40 empates e 33 derrotas.

Maiores artilheiros do Corinthians no Pacaembu:

1º Cláudio (1945 a 1957), 186 gols

2º Baltazar (1946 a 1957), 161 gols

3º Servílio (1940 a 1949), 100 gols

4º Luizinho (1949 a 1965), 86 gols

5º Marcelinho (1994 a 2010), 66 gols

Quem mais jogou pelo Corinthians no Pacaembu:

1º Cláudio (1945 a 1957), 322 jogos

2º Luizinho (1949 a 1965), 269 jogos

3º Baltazar (1946 a 1957), 241 jogos

4º Wladimir (1972 a 1987), 224 jogos

5º Idário (1949 a 1959), 222 jogos

Confira os times que o Timão mais enfrentou no Pacaembu:

1ºCorinthians x Portuguesa, 153 jogos (80 vitórias, 40 empates, 33 derrotas, 296 gols pró, 214 gols contra)

Corinthians x Palm, 151 jogos (60 vitórias, 46 empates, 45 derrotas, 226 gols pró, 213 gols contra)

3º 
Corinthians x 5P, 135 jogos (50 vitórias, 35 empates, 50 derrotas, 218 gols pró, 216 gols contra)

4º 
Corinthians x s7os, 95 jogos (36 vitórias, 32 empates, 27 derrotas, 149 gols pró, 132 gols contra)

5º 
Corinthians x Juventus, 72 jogos (41 vitórias, 21 empates, 10 derrotas, 156 gols pró, 73 gols contra)

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.













A 100 dias do Rio 2016, Corinthians terá quatro nadadores em seis provas

Brandonn Almeida, Leonardo de Deus, Felipe França e Thiago Simon são os atletas alvinegros que representarão o Timão e o Brasil nas Olimpíadas


10h00 27/04/2016 - Agência Corinthians



Além deles, os treinadores Carlos Matheus e Sergio Marques também farão parte da comissão técnica da Seleção Brasileira

© Satiro Sodré/CBDA/SS Press

Daqui a 100 dias, será dado o pontapé inicial ao maior evento poliesportivo do mundo pela primeira vez no Brasil e na América do Sul: o Rio 2016. A cerimônia de abertura deste momento único para o esporte brasileiro está marcada para o dia 05 de agosto, e a natação do Corinthians fará parte desta história.

Com os índices alcançados no Troféu Maria Lenk, quatro nadadores do Timão disputarão as Olimpíadas do Rio de Janeiro em seis provas. Brandonn Almeida, formado nas piscinas do Parque São Jorge, Leonardo de Deus, Felipe França e Thiago Simon representarão o Timão no maior evento poliesportivo do mundo.

As provas 200m borboleta, costas, peito, 400m medley, 100m peito e 1500m livre serão as que contarão com as presenças dos nadadores do Timão.

Além deles, os treinadores Carlos Matheus e Sergio Marques também farão parte da comissão técnica da Seleção Brasileira.

Em 2012, nos Jogos Olímpicos de Londres, o Corinthians foi representado pelos atletas Thiago Pereira e Poliana Okimoto. Nos 400m medley, Pereira conquistou a medalha de prata, a primeira da história centenária corinthiana.





Há dois anos, Corinthians se despedia do Pacaembu com vitória sobre Flamengo

Timão bateu o time carioca por 2 a 0 com gols de Guilherme Torres e Gil


10h00 27/04/2016 - Agência Corinthians



Timão bateu o time carioca por 2 a 0 com gols de Guilherme Torres e Gil

© Agência Corinthians


Há dois anos, o Corinthians se despedia de sua antiga – e eterna – casa: o Pacaembu. No dia 27 de abril de 2014, o Corinthians recebeu o Flamengo no estádio municipal, em partida válida pela segunda rodada do Brasileirão, e venceu o adversário carioca por 2 a 0.

Com mais de 39 mil loucos presentes, o Timão não decepcionou e em apenas 10 minutos abriu o placar. Jadson bateu escanteio pela direita e após bate-rebate na área, a bola sobrou para Guilherme Torres, que, de perna esquerda, colocou a bola entre as pernas do goleiro Felipe e fez o primeiro gol do jogo.

Quando o duelo já se aproximava do fim, o Alvinegro ainda aumentou a diferença. Aos 35 do segundo tempo, Fábio Santos recebeu passe pela esquerda e cruzou rasteiro para o zagueiro Gil, que só empurrou para a rede e deu números finais ao jogo. A partir do tento, o show foi da Fiel, que se despedia do estádio que tantas glórias deu ao Corinthians.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.









Em busca da classificação, Corinthians enfrenta Nacional (URU) no estádio Gran Parque Central, em Montevidéu

Primeiro colocado do grupo 8 com 13 pontos, Corinthians decide a classificação em casa, na próxima quarta-feira, na Arena Corinthians


10h00 27/04/2016 - Agência Corinthians



Primeiro colocado do grupo 8 da competição continental, o Timão vai em busca da segunda conquista do torneio sul-americano

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians




O Corinthians visita a equipe do Nacional (URU) às 21h45 desta quarta-feira (27), no estádio Gran Parque Central, em Montevidéu, na partida de ida das oitavas-de-final da Copa Bridgestone Libertadores 2016. Primeiro colocado do grupo 8 da competição continental, o Timão vai em busca da segunda conquista do torneio sul-americano.

A equipe corinthiana deve ir a campo com uma mudança em relação ao time que enfrentou o Osasco Audax no último domingo (24). O meia Rodriguinho, que vinha sendo titular com o técnico Tite até sofrer uma lesão, ganhou a vaga de Guilherme e inicia a partida em território Uruguaio. Assim, a equipe que enfrenta a equipe do Nacional (URU) deve ser: Cássio; Fágner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Alan Mineiro, Rodriguinho, Elias e Lucca; André.

“A mecânica da equipe atingiu sua qualidade com quatro jogadores no meio de campo e dois atacantes. Nessa composição tem Elias, Rodrigo, Guilherme e Bruno Henrique, e mais um articulador, um de flutuação do lado. Machucou Elias, retornou, Rodrigo, retornou. Dos três eu tinha que optar por dois, e essa foi a escolha”, disse Tite. “Às vezes tu não sai do time porque está mal, e sim porque outros estão melhores. Foi assim com Rodrigo e Elias em relação ao Guilherme. Eles atingiram nível de atuação maior e tem uma rotina de função em que precisamos ter paciência com ele”, continuou o treinador.

O Corinthians fará nesta quarta-feira (27) a partida de número 18 no Uruguai. Até o momento, o retrospecto é positivo: são seis vitórias, seis empates e cinco derrotas.

Com a terceira melhor campanha da fase grupos da Libertadores 2016, o Timão tem a vantagem de decidir o confronto em casa. A partida de volta das oitavas de final da competição continental acontece na próxima quarta-feira (04), na Arena Corinthians, às 21h45.










100 dias para o Rio 2016: Arena Corinthians receberá 10 jogos do futebol olímpico

Canadá e Austrália, pelo feminino, dão o pontapé inicial ao calendário de jogos no estádio corinthiano; Colômbia e Nigéria se enfrentam no primeiro duelo pelo masculino


10h30 27/04/2016 - Agência Corinthians



O primeiro jogo na Arena Corinthians acontecerá no dia 03 de agosto, às 15h (horário de Brasília), entre Canadá e Austrália pelo grupo F do futebol feminino

© Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians


O Brasil está em contagem regressiva para receber o maior evento poliesportivo do mundo. Faltam 100 dias para os Jogos Olímpicos Rio 2016, cuja cerimônia de abertura está marcada para o dia 05 de agosto. A Arena Corinthians fará parte desse grande momento do esporte internacional como palco de 10 partidas dos torneios masculino e feminino de futebol.

O primeiro jogo na Arena Corinthians acontecerá no dia 03 de agosto, às 15h (horário de Brasília), entre Canadá e Austrália pelo grupo F do futebol feminino. Três horas depois, Zimbábue e Alemanha, pela mesma chave, se enfrentam no estádio corinthiano.

Pelo masculino, a primeira partida na Arena Corinthians será disputada em 10 de agosto. Às 19h (horário de Brasília), Colômbia e Nigéria se enfrentam pelo grupo B. Pela mesma chave, África do Sul e Iraque jogam logo depois, às 22h, também de Brasília.

A Arena Corinthians ainda receberá mais quatro jogos, pelas fases seguintes, incluindo uma semifinal do masculino e a disputa da medalha de bronze do feminino.

Dependendo dos resultados do grupo A, a Seleção Brasileira pode jogar na Arena Corinthians no dia 13 de agosto, pelas quartas de final. Para isso, o Brasil tem de ser o primeiro colocado na chave que tem África do Sul, Iraque e Dinamarca.

Com o Rio 2016, a Arena Corinthians se tornará o único estádio da cidade de São Paulo ao receber os dois principais eventos esportivos do mundo: as Olimpíadas e a Copa do Mundo. O estádio corinthiano foi o palco da abertura entre Brasil e Croácia e de mais cinco partidas, incluindo a semifinal entre Holanda e Argentina, da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014.

Os ingressos para as partidas de futebol que serão realizadas na Arena Corinthians pelos Jogos Olímpicos Rio 2016 estão à venda pelo site www.rio2016.org.br.

Confira o calendário do Rio 2016 na Arena Corinthians:

03/08 – 15h – Canadá x Austrália – Fase de grupos do futebol feminino

03/08 – 18h – Zimbábue x Alemanha – Fase de grupos do futebol feminino

06/08 – 15h – Canadá x Zimbábue – Fase de grupos do futebol feminino

06/08 – 18h – Alemanha x Austrália – Fase de grupos do futebol feminino

10/08 – 19h – Colômbia x Nigéria – Fase de grupos do futebol masculino

10/08 – 22h – África do Sul x Iraque – Fase de grupos do futebol masculino

12/08 – 19h – Quartas de final do futebol feminino

13/08 – 22h – Quartas de final do futebol masculino

17/08 – 16h – Semifinal do futebol masculino

19/08 – 13h – Disputa do bronze futebol feminino







Na única vez em que atuou no Gran Parque Central, Corinthians venceu Racing pela Libertadores

Volante Elias, que estará em campo esta noite, marcou um dos gols na vitória por 2 a 0, conquistada na primeira fase da competição continental de 2010


10h30 27/04/2016 - Agência Corinthians



Na última em vez que atuou no Gran Parque Central, o Corinthians, de Ronaldo Fenômeno, venceu o Racing (URU) por 2 a 0, pela competição continental de 2010, com gols de Dentinho e Elias

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Na noite desta quarta-feira (27), o Corinthians volta a disputar uma partida no estádio Gran Parque Central, no Uruguai. Pela Copa Bridgestone Libertadores, às 21h45, o Timão enfrenta o Nacional (URU), no palco que não atuava há seis anos.

Na última em vez que atuou no Gran Parque Central, o Corinthians, de Ronaldo Fenômeno, venceu o Racing (URU) por 2 a 0, pela competição continental de 2010, com gols de Dentinho e Elias.

O Alvinegro tem bom retrospecto atuando no país vizinho. Em 17 oportunidades, o Corinthians venceu seis, empatou seis e perdeu cinco jogos. Curiosamente, o Timão jamais atuou em outra cidade uruguaia que não seja Montevidéu.

Palco do duelo decisivo, o estádio uruguaio foi o primeiro estádio a receber jogos da Seleção Brasileira em Copas do Mundo. No dia 14 de julho de 1930, o Brasil estreava na competição contra a Iuguslávia, na derrota por 2 a 1, no Gran Parque Central.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.




Arena Corinthians recebe 
Netflix que grava sua primeira série no Brasil

Filmagens de ‘3%’ ocorrem no setor Oeste no estádio do Timão. Sem shows, clube tenta gerar receitas de outras formas. Expectativa é lançamento da produção ainda neste ano




Equipamento de filmagem da série brasileira nas dependências da Arena Corinthians (Foto: Reprodução/Instagram)
Bruno Cassucci
27/04/2016
08:05

Bolas, chuteiras, atletas e torcedores estão dando lugar a câmeras, cenários e atores na Arena Corinthians nos últimos dias. O estádio em Itaquera foi escolhido pela Netflix como um dos sets de gravação da primeira série televisiva da empresa norte-americana no Brasil, chamada “3%”.

As filmagens ocorrem desde o mês passado e não se passam no gramado ou nas arquibancadas da Arena, mas sim no setor Oeste, o mais luxuoso do local, com acabamento em mármore. A temática desta ficção nada tem a ver com futebol e, por isso, o campo, o escudo e qualquer outra referência ao Timão não serão exibidas em “3%”.

Locar o estádio para filmes, séries e outras produções televisivas e cinematográficas faz parte da estratégia do Corinthians para gerar receitas com a sua casa. O Corinthians busca cada vez mais explorar os espaços da Arena e pode abrigar convenções, seminários e outros eventos corporativos.

A série “3%”, que terá oito episódios e será toda em português, narra a história de um mundo dividido entre dois lados, o bom e o ruim. Nele jovens passam por um processo seletivo para terem a oportunidade de mudarem para "o lado de lá", onde há chances de uma vida melhor. Contudo, só 3% deles conseguem tal façanha (daí o nome da obra).

Dirigida por Cesar Charlone, o mesmo de “Cidade de Deus” e “Ensaio sobre a Cegueira”, “3%” tem nomes como Bianca Comparato, João Miguel, Zezé Motta, Rodolfo Valente, Michel Gomes, entre outros em seu elenco. A série deve estar disponível aos assinantes do serviço de streaming ainda neste ano.















Corinthians hoje contra Nacional, no Uruguai
Timão abre as oitavas de final da Libertadores  Tite muda o meio com nova oportunidade a Rodriguinho


Por Diego Ribeiro

Rodriguinho ganha a posição de Guilherme no time (Foto: Daniel Augusto Jr/ Ag. Corinthians)

O Corinthians agora só pensa na Libertadores.  Timão abre as oitavas de final, nesta quarta-feira, contra o Nacional, às 21h45 (de Brasília), no estádio Parque Central, em Montevidéu, no Uruguai. O segundo confronto está marcado para 4 de maio, na Arena Corinthians. Tite mexeu na equipe. Rodriguinho melhor fisicamente, volta, sai Guilherme
O trio de arbitragem é argentino. Patricio Loustau apita. Gustavo Rossi e Ariel Scime são os assistentes. A TV Globo transmite para o estado paulista, SC, PR, MG (menos Juiz de Fora), GO, TO, MS, MT, AL, RN e AP (com Galvão Bueno, Casagrande e Leonardo Gaciba). Você também assiste no SporTV (com Milton Leite e Mauricio Noriega) e acompanha em Tempo Real no GloboEsporte.com.

Alan Mineiro jogou mal contra o Audax, mas foi mantido na equipe por Tite (Foto: Daniel Augusto Jr/ Agência Corinthians)



ESCALAÇÕES


Nacional: pela primeira vez na Libertadores, o técnico Gustavo Munúa terá força máxima. O último retorno é o do volante Santiago Romero, que foi poupado contra o Rosario Central por ter dois cartões amarelos. O garoto Javier Carballo, que o substituiu, foi bem e disputa essa última vaga no time. A provável escalação tem: Conde, Fucile, Victorino, Polenta e Espino; Romero (Carballo), Gonzalo Porras, Barcia e Ramírez; Nico López e Fernández.


Corinthians: depois de muitos pedidos da torcida, Tite decidiu mexer no meio de campo. Guilherme não resistiu à má fase e foi para o banco de reservas. Rodriguinho assume a vaga para atuar ao lado de Elias. Pela direita, o treinador optou por manter Alan Mineiro, outro que não jogou bem diante do Audax. Marlone e Romero seguem no banco. 


A escalação DO CORINTHIANS é a seguinte: Cássio, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique; Elias, Alan Mineiro, Rodriguinho e Lucca; André. 





Nacional: todos os jogadores estão à disposição.

Corinthians: Giovanni Augusto e Rildo, ambos com problemas no tornozelo esquerdo.