27 de fev de 2017

CORINTHIANS 27/02/2017


CORINTHIANS AO VIVO QUARTA
21h45 Brusque x Corinthians
Transmissão: TV Gl para estado paulista, RS, SC, PR, MG (menos Juiz de Fora), MS, MT, BA, AL, CE e PA menos Santarém 




CORINTHIANS HOJE
27/02 - Segunda-feira
14h30 - Treino no CT Dr. Joaquim Grava




27/02/2017 07h00

Semana do Corinthians: decisão em SC e clássico
Meio-campista Jadson deve estrear na partida do Coritnhians contra o Brusque, quarta-feira, pela Copa do Brasil. Fábio Carille ainda precisa decidir se manterá Jô e Kazim juntos no ataque


Por GloboEsporte.com


Depois de chegar à quarta vitória consecutiva ao bater o Mirassol, no último sábado, o Corinthians volta aos treinos nesta segunda-feira para uma semana agitada. O Timão faz dois jogos importantes, pela Copa do Brasil e 
pelo Campeonato Paulista, e vive a expectativa pela estreia do meia Jadson. Além disso, o técnico Fábio Carille precisa decidir como montará a equipe.





Jadson durante treino do Timão no CT (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Veja como será a semana do Timão:

A estreia de Jadson
O meio-campista treina há pouco mais de duas semanas no CT Joaquim Grava e já melhorou seu condicionamento físico. Por conta disso, a comissão técnica planeja levá-lo para a partida de quarta-feira, do Corinthians contra o Brusque, em Santa Catarina. O técnico Fábio Carille ainda não se manifestou sobre como pretende utilizá-lo, mas a tendência é de que ele comece a partida no banco de reservas e entre no decorrer do jogo.


Decisão em Santa Catarina
O Corinthians aposta na Copa do Brasil como uma de suas chances de títulos em 2017. Após passar pela Caldense-MG, o Timão tem pela frente o Brusque. O Corinthians precisa vencer. Em caso de igualdade, a decisão será nos pênaltis. A bola rola às 21h45 de quarta-feira, em Brusque.

Clássico na Arena Corinthians
Três dias depois do duelo no Sul, o Corinthians vai encarar stos, sábado, às 18h30, na Arena Corinthians. O Timão precisa de uma vitória para manter o bom momento no estadual e se aproximar da vaga na segunda fase. A equipe de Fábio Carille lidera o Grupo A, com 15 pontos, sete acima do segundo

Como fica o time?
A boa atuação do sistema ofensivo na vitória sobre o Mirassol deixou uma dúvida na cabeça do técnico Fábio Carille. Kazim e Jô tiveram bom desempenho jogando juntos no esquema 4-4-2, mas não estão garantidos como titulares nos próximos jogos. A prioridade do treinador é utilizar o 4-1-4-1 com variação para o 4-2-3-1. A decisão deve sair no treino de terça-feira, em Santa Catarina.

Kazim e Jô atuaram juntos na vitória de anteontem do Timão (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Quem volta
O lateral-direito Fagner, o zagueiro Balbuena e o meia Rodriguinho devem retornar ao time na quarta. Os jogadores não enfrentaram o Mirassol em virtude do desgaste físico e possuem grandes chances de regressarem. Carille aguarda também pelas recuperações físicas de Guilherme e Giovanni Augusto, outros dois ausentes no confronto no interior paulista.











Corinthians tenta manter desconhecida promessa, jovem atacante Caio, 18 anos, que nada fez pelo clube, mas já cria problemas jurídicos
Ele tem contrato encerrado e propostas de clubes do exterior. Corinthians tem 25% de direitos sobre ele e teria que comprar outros 25% para mantê-lo. O Corinthians acha que pode convencer Caio com dois elementos: maior aproveitamento da base no time profissional a partir da chegada do técnico Fabio Carille e visibilidade maior do que ele teria em outros lugares, com chance de disputar a Copinha mais duas vezes pelo time mais vezes campeão e ser observado pela base da Seleção Brasileira. 



Corinthians pode terminar fase do Paulistão como o melhor pelo terceiro ano seguido
rafael bullara




Corinthians venceu cinco de seis jogos (Foto: Jales Valquer/Fotoarena)

O Corinthians é o melhor time do Campeonato Paulista depois de seis rodadas. O Timão assumiu o posto após a vitória sobre o Mirassol e caso mantenha o posto até o fim da primeira fase, terminará como o maior pontuador pelo terceiro ano consecutivo.

Em 2015 e 2016, conseguiu o feito com Tite e, mesmo com a vantagem de jogar na Arena no mata-mata.

Com Fabio Carille, a campanha até agora é de 83,3% de aproveitamento, melhor do que com Tite nos dois anos anteriores.

Campanhas do Corinthians na primeira fase:
2017: 15 pontos / 6 jogos / 5 vitórias / 1 derrota / 7 gols pró / 4 gols contra (83,3%)
2016: 35 pontos / 15 jogos / 11 vitórias / 2 empates / 2 derrotas / 26 gols pró / 8 gols contra (77,7%)
2015: 37 pontos / 15 jogos / 11 vitórias / 4 empates / 28 gols pró / 10 gols contra (82,2%)





Técnico Fabio Carille utiliza treinos de vitorioso passado recente do Corinthians para melhorar finalizações

Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro

27 FEV2017
07h13
atualizado às 07h13

Com a vitória do Timão por 3 a 2 sobre o Mirassol, no último sábado, o Corinthians assumiu a liderança geral do Paulistão (15 pontos) e pela primeira vez no ano fez mais que um gol no jogo. 

E para isso o técnico Fabio Carille utilizou um expediente de Tite utilizado em 2013
- Eu tenho tudo arquivado, vou, busco, olho... Outro dia mesmo fiquei vendo em casa o que a gente treinava para melhorar a parte ofensiva - contou o comandante alvinegro

Fabio Carille vem insistindo em suas entrevistas que a sua prioridade era ter uma defesa sólida, para depois se preocupar em aumentar a produtividade ofensiva. É isso o que vem acontecendo. O Timão só foi vazado cinco vezes em nove partidas na temporada.

Os números mostram que o Corinthians cria muitas oportunidades, porém peca nas conclusões. A equipe é a que mais finaliza errado no Paulistão, média de 9,5 por partida. As conclusões a gol são: 5 por duelo.

A vitória do Corinthians de virada no último sábado empolgou Carille e reforçou a impressão do técnico de que a equipe está no caminho certo:

- O grupo vai amadurecendo nessas situações de sair perdendo e buscar resultado. A resposta do grupo todo está sendo maravilhosa!







27/02/2017 09h20

Goleiro corinthiano Cássio festeja série de vitórias
Goleiro elogia trabalho do técnico Fábio Carille e comprometimento da equipe


Por GloboEsporte.com

Cássio em treino do Timão no CT Joaquim Grava (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)

O Timão venceu os últimos quatro jogos, disparou na liderança de seu grupo e, de quebra, é dono da melhor campanha entre os 16 participantes do Campeonato Paulista. Para o goleiro Cássio, o início de ano satisfatório não pode servir para relaxar a equipe.
– Não podemos nos acomodar. O time está no caminho certo, mas temos de evoluir. Não podemos achar que porque conseguimos uma boa sequência de vitórias vamos nos acomodar. Estamos em um começo muito bom, mas precisamos manter essa regularidade – afirmou.

Cássio destacou o trabalho feito pelo técnico Fábio Carille e a forma como ele conduz o elenco. O ex-auxiliar permanente do Corinthians assumiu a equipe no fim do ano passado.
– Eu, que sou um dos mais velhos, e um menino da base temos a mesma liberdade. O respeito e o comprometimento são fundamentais. O Carille é o treinador e temos um respeito muito grande por ele. Estamos felizes, mas queremos evoluir. Podemos melhorar nosso desempenho – disse Cássio.

O Corinthians volta a jogar na quarta-feira, contra o Brusque, às 21h45, em Santa Catarina, pela segunda fase da Copa do Brasil. Ao contrário da primeira fase, o Timão tem que vencer. Caso haja a igualdade, a decisão será nos pênaltis.

– Falou-se muito do cderby, mas o time se comportou muito bem também contra o Mirassol (2 vitórias corinthianas), com humildade e comprometimento. Demos um importante passo para a classificação no Paulista, mas quarta já temos outro jogo importante – reforçou o goleiro.


Corinthians parabeniza seu ex técnico Carlos Alberto Parreira completa 74 anos nesta segunda-feira

Com 66 jogos à frente do Timão, Parreira conquistou o Rio-São Paulo e a Copa do Brasil em 2002


09h00 27/02/2017 - Agência Corinthians




Ricardo Corrêa/ Placar


Um dos grandes técnicos que dirigiu o Corinthians faz aniversário nesta segunda-feira (27): Carlos Alberto Gomes Parreira. O ex-treinador alvinegro completa 74 anos.

Nascido no Rio de Janeiro, o treinador chegou para comandar o Corinthians em 2002. E logo de cara mostrou por que era um treinador diferenciado. No comando alvinegro, Parreira conquistou o Rio-São Paulo, que estava valorizado naquele ano por contar com as principais equipes cariocas e paulistas.

Após a conquista do Rio-São Paulo, Carlos Alberto Parreira ainda contribuiu para que o Corinthians fosse campeão da Copa do Brasil, em decisão com Brasiliense, após vencer por 2 a 1 no Pacaembu e empatar em 1 a 1 fora de casa.

Com 66 jogos à frente do Timão, Parreira só não continuou o trabalho por conta de um convite que recebeu à época para comandar a Seleção Brasileira na Copa do Mundo FIFA 2006. Com a equipe canarinho, o técnico tornou-se tetracampeão mundial em 1994, em decisão vencida nos pênaltis contra a Itália.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.

Corinthians dispara como maior torcida do Estado com 36% da preferência
Fiel torcida do Corinthians equivale à soma das três torcidas rivais

A pesquisa divulgada pelo jornal Folha afirma que o Timão é o time de coração de 36% dos paulistanos

10h00 27/02/2017 - Agência Corinthians

Bruno Teixeira

Nesta segunda-feira (27), o jornal Folha divulgou uma nova pesquisa sobre o tamanho das torcidas na capital paulista. Com 36% da preferência dos moradores da capital, a Fiel equivale ao número de torcedores de 3 rivais somados.

26 de fev de 2017

CORINTHIANS 26/02/2017


Corinthians inicia semana com expectativa pela reestreia do meia Jadson

Helder Júnior -

26/02/2017 19:04:11 — 26/02/2017 19:05:16

Acompanhando de fora a ascensão do Corinthians em 2017, o meia Jadson está próximo de colaborar com a equipe do técnico Fábio Carille dentro de campo. Ele projetou a sua reestreia para a noite de quarta-feira, em jogo decisivo do Corinthians contra o Brusque, pela segunda fase da Copa do Brasil.

Em processo de recuperação física, já que vem de um longo período de inatividade após deixar o chinês Tianjin Quanjian, Jadson já treina como corinthiano há mais de 20 dias.
O técnico Fábio Carille tem visto Jadson evoluir satisfatoriamente nas atividades realizadas no CT Joaquim Grava, onde a sua equipe se reapresentará nesta segunda-feira. O jogador já teve até a oportunidade de participar de um jogo-treino.

A princípio, Carille imaginava utilizar Jadson pela primeira vez em Corinthians x s7os, no sábado, na Arena Corinthians, pelo Campeonato Paulista, porém já deverá relacioná-lo para enfrentar o Brusque. A reestreia, seja como for, não passará desta semana.

Jadson volta ao Corinthians após um ano. Ele integrou o Corinthians hexacampeão Brasileiro 2015. Como corinthiano, ele tem 103 jogos e 24 gols.

Nesta segunda passagem, a tendência é de que Jadson seja escalado pela direita, assim como ocorreu sob o comando de Tite. Na posição,Fabio  Carille já testou Giovanni Augusto, Jô, Marquinhos Gabriel, Romero e Léo Jabá em 2017.

Mesmo que Jadson não jogue contra o Brusque, o Corinthians terá novidades em relação à desfalcada formação que venceu o jogo contra Mirassol por 3 a 2 no sábado de Carnaval, fora de casa. Poupados na ocasião, o lateral direito Fagner, o zagueiro Balbuena e o armador Rodriguinho figurarão outra vez entre os titulares. Já os meias Marlone, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel dependem de aval do departamento médico para voltar a campo.











Perto de volta, Danilo se anima com Timão: 'Quando encaixar, vai embora'

Danilo curtiu o primeiro dia de desfiles do Carnaval no Camarote (Foto: Guilherme Amaro)

LANCE! - 26/02/2017 - 08:00
Em fase final de recuperação, o meia Danilo está empolgado com o Corinthians. O experiente jogador elogiou o grupo e disse acreditar em briga por títulos nesta temporada.

- O clima é muito bom. Futebol não depende só de jogador, depende muito do treinador, e o Carille conhece todo mundo, acho que isso faz muita diferença. O grupo é bom, tenho certeza de que vamos brigar por muita coisa esse ano - afirmou Danilo, que curtiu o primeiro dia de desfiles das escolas de samba paulistanas no Camarote

- O tem peças de reposição à altura, com jogadores de qualidade. Quando encaixar, vai embora - acrescentou.


Danilo trabalha em dois períodos para voltar a ficar à disposição em abril. O meia sofreu fraturas na tíbia e na fíbula da perna direita no dia 30 de agosto do ano passado.

- Minha recuperação está boa, na parte final, uma lesão que é complicada, demorada, mas está boa. Se Deus quiser, em abril estou de volta. A princípio esse é o prazo, mas a gente sabe que essa lesão não é fácil, estou treinando em dois períodos todo dia para voltar em abril. Isso faz parte, fiquei parado quatro meses. Estou confiante, tem que matar um leão por dia e recuperar o tempo perdido. Futebol é assim, espero voltar em abril bem - disse





















26/02/2017 10h00

Guilherme trata inflamação no joelho e lamenta não ter caracteríticas para se encaixa em atual esquema tático do Timão
Meia-atacante vira reserva em 2017, mas descarta chance de sair. O 4-1-4-1, dinâmico, de Carille faz jogador não se encaixar, pois só trabalha criando, sem ajudar na marcação

Guilherme fala o que pensa e acredita em nova chance no Corinthians (Foto: Fernando Vidotto)

O meia Guilherme, do Corinthians, se diz pronto para ter uma sequência de jogos, ajudar a equipe e, enfim, conseguir se firmar entre os titulares depois de mais de um ano no clube.

Ele tem consciência de que a situação se deve às opções táticas do técnico Fábio Carille. Ele as respeita. E continua em busca da oportunidade.

Fora do jogo de sábado contra o Mirassol, no interior paulista, Guilherme vai tratar uma inflamação no joelho direito para, depois, brigar por uma posição. Quer voltar 100% e depender só dele para recuperar o espaço dentro do clube.

O meia-atacante tem apenas 51 minutos somados em campo nesta temporada (em jogos oficiais). São seis na vitória por 1 a 0 sobre a Caldense, pela Copa do Brasil, mais 45 na derrota por 2 a 0 para o Santo André, pelo Paulistão. As estatísticas não são as melhores, mas ele garante que ainda não pensa em deixar o clube para ter mais oportunidades.


– Acho que (a volta por cima) acontece aqui. A não ser que não me seja dada a oportunidade. Aí já não depende de mim. Mas ainda acredito que vou ter uma sequência e alegrias aqui, jogando onde devo jogar. Minha questão é essa. Terminei o ano bem, fiz alguns gols, consegui ter destaque. Por um detalhe, não conseguimos a vaga na Libertadores. Para mim, foi estranho não voltar titular naquele posicionamento. Mas tenho muita confiança de que as coisas acontecerão aqui nesse ano – disse o meia.


Guilherme deixou claro que sua falta de oportunidades é por questão tática. Carille, comissão técnica e o próprio meia sabem que ele não vai render seu melhor se não atuar mais avançado, preparando as jogadas ofensivas e aparecendo para finalizar. A concorrência, porém, é grande e, por enquanto, há outros jogadores à frente de Guilherme.

– Com certeza, não estou tendo sequência porque está claro que para mim é difícil jogar ali. Não é uma concorrência, assim, justa. Pelo posicionamento. Tem jogadores que fazem aquilo a carreira toda. Mas tenho de continuar bem, cabeça tranquila, e treinando, porque a oportunidade pode surgir a qualquer momento – explicou o meia corintiano.

Pela clareza das questões, não houve diálogo com o técnico sobre a parte tática. Maduro, o meia trata o assunto com tranquilidade. A insatisfação é com a situação, mas não com Carille.

– Não tive nenhum tipo de diálogo, de informação. Diariamente, fazemos os trabalhos normais. O que percebo é que, às vezes, treino no meio, às vezes de falso 9, há um revezamento. Tenho me sentido bem, porque tem sido ali onde consigo desenvolver melhor. Espero que, quando tiver oportunidades, seja da mesma forma que estou treinando para evoluir bem – disse.

Guilherme treina no CT Joaquim Grava: chances são poucas em 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)

Guilherme tem 47 jogos e oito gols marcados pelo Corinthians. É um meia-atacante de finalização e só terá espaço no 4-1-4-1 do Timão se for atuando à frente, como um falso 9, concorrendo com Jô e Kazim.


Veja abaixo as principais respostas de Guilherme:

Depois de um 2016 de altos e baixos, como você se sente neste ano?
Guilherme: Ano passado tive um início de adaptação, de dificuldades, para fazer parte de um esquema que era novo na minha carreira. Depois, as coisas melhoraram, pude ter um rendimento melhor e ter destaque em alguns jogos. Para esse ano, estou me sentindo bem fisicamente e conhecendo mais o clube, a torcida. Parte física e técnica em dia. Melhorei em relação ao ano passado, mas tenho margem para melhorar ainda mais.

Por que você acha que teve pouco espaço nos jogos oficiais até o momento?
– Na pré-temporada, podemos falar basicamente do jogo contra Vasco, que foi muito bom. Contra 5P, não houve jogo. Foi uma baderna, pouco futebol jogado, tivemos as expulsões... Isso modifica o jeito de jogar. Normalmente, acabo sendo prejudicado quando há expulsão... Nos jogos oficiais, não tenho tido essa sequência, está havendo outras preferências, o que a gente respeita. Não são nem dois jogos, entrei cinco minutos contra a Caldense e não deu para desfrutar muito. Vou continuar trabalhando.


O que se passa pela sua cabeça ao terminar 2016 como titular e, em 2017, ter menos chances do que imaginava?
– A verdade é que, jogando no 4-1-4-1, tenho uma função diferente da que tive na minha carreira. Esse ano ainda não tive sequência, mas ano passado meus melhores jogos não foram assim. Foram jogando mais avançado, próximo do centroavante ou como falso 9. Para esse ano, não tenho que fazer nada de diferente. Mantenho sempre um nível técnico e físico alto nos treinamentos. O que me falta, de repente, é ser melhor encaixado dentro de um sistema ou uma condição que privilegie minha característica.


Onde você acha que pode ter mais chances nesse time?
– Com essa formação, praticamente não joguei esse ano. O Carille mesmo já respondeu uns dias atrás sobre essas funções, e que me via como um centroavante nesse 4-1-4-1. Eles sabem do meu potencial, da minha qualidade, do que represento. Com certeza, sabem onde me posicionar melhor para extrair o máximo de mim. Estou absolutamente tranquilo. Hoje eu não sei direito, mas antes eu disputava posição com volantes, numa posição que era de volantes. Estou tranquilo, porque sou um meia-atacante. Quando for utilizado dessa forma, vou render melhor.


Você teve alguma conversa com o Carille sobre essa questão tática?
– Não, nenhum tipo de diálogo, de informação. Diariamente, fazemos os trabalhos normais. Não tem nenhum tipo de conversa. O que percebo é que às vezes treino no meio, às vezes de falso 9, há um revezamento. Tenho me sentido bem, porque tem sido ali onde consigo desenvolver melhor. Espero que, apesar de não estar tendo oportunidades, quando tiver seja da mesma forma que estou treinando para evoluir bem.


Você sente falta desse diálogo?
– Acho que não tem (diálogo) da forma que poderia ter porque está muito claro para mim, para ele, para o clube. Para toda comissão e diretoria. Acho que eu não preciso falar que jogo assim ou assado, questão de preferências. Pelos jogos que tive ano passado e pelo dia a dia, é um assunto que já deu. Eles já sabem como eu jogo. É importante para o clube explorar o que tenho de melhor. Sei que fiz bastante, lutei, tentei. De repente, não sou o cara para a função. Com certeza, não estou tendo sequência porque está claro que para mim é difícil jogar ali. Não é uma concorrência, assim, justa. Pelo posicionamento. Tem jogadores que fazem aquilo a carreira toda. Mas tenho de continuar bem, cabeça tranquila, e treinando, porque a oportunidade pode surgir a qualquer momento.


O Carille gosta muito do 4-1-4-1 e parece que dificilmente vai abrir mão dele. Nesse contexto, como você ainda pode se encaixar?
– A insistência nisso vai me causar talvez mais desconforto. Acho que já está comprovado que é uma situação que não é fácil para mim, por mais que eu tenha tentado. Interessante é que essa situação já foi solucionada ano passado, com o Tite. Eu tinha de cumprir as mesmas funções táticas do Elias, por exemplo, que é um volante de natureza e saía para o jogo. É difícil voltar bastante, de box a box. O Tite, percebendo isso, me adiantou um pouco. Era a mesma ideia de jogo, porém, segurava o Elias um pouco e eu adiantava. Foram cinco, seis jogos em que eu comecei a ter sequência, deslanchar. Aí o Tite saiu, as coisas mudaram, não demorou muito e saí do time. Estando bem. Agora, no 4-1-4-1, no meio, disputando posição com volantes, acho que fico em desvantagem.


Não bastasse a questão tática, o Corinthians ainda contratou o Jadson. Como recebeu o reforço? Alguém chegou a te pedir para dar a camisa 10 a ele?
– Achei ótima a vinda dele. Tem uma história recente no clube, é vencedor, qualifica o grupo, cresce a competitividade. Sou um cara que tem a característica de facilitar o jogo para quem está ao lado. Não o vejo como concorrente, mas sim como um reforço para criar. Em relação à camisa, sou desprendido de qualquer tipo de vaidade desse tipo. O 10 nunca foi um número que eu fizesse questão, não sou preso a isso, não tenho vaidade, ego. Quando cheguei, a camisa estava disponível. Pelo meu posicionamento, acabei pegando ela. Mas não tenho nada com isso.

Diante de tudo isso, como ainda conseguir uma vaga no time?
– Para mim é claro. Talvez, só havendo uma mudança de esquema ou um posicionamento mais adequado. Claro que, numa eventual situação, vou fazer outras funções. Não pode dizer não. Pra conseguir desfrutar e explorar toda essa qualidade, preciso estar numa zona que respeite essas características. O futebol é dinâmico, já jogamos com outro esquema, é louvável isso. Se prender o ano inteiro de uma forma... Também pode acontecer de mudar o esquema, e os jogadores adaptados ao 4-1-4-1 terem dificuldades. É cada um aproveitar a oportunidade.

Guilherme garante que não pensa em deixar o clube (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians )

Como manter a cabeça boa?
– Eu fiz agora dez anos de profissional. No início, a gente é mais afoito e desesperado. Qualquer coisa já vê fantasma, acha que está tudo errado. Hoje, vejo que é um processo normal. Muito do que vai acontecer depende de mim. A oportunidade aparece. Se o cara estiver muito desfocado, reclamando todo dia, ele não aproveita. Pode até estar bem fisicamente, mas não mentalmente. Procuro me cercar de tudo que é bom, tudo que o clube oferece, das instruções da comissão técnica. E tenho a plena certeza de que, quando chegar esse momento, vou desfrutar e explorar bem.


Pensa que a volta por cima será aqui? Ou já pensou em sair? Teve propostas?
– Acho que acontece aqui. A não ser que não me seja dada a oportunidade. Aí já não depende de mim. Mas ainda acredito que vou ter uma sequência e alegrias aqui, jogando onde devo jogar. Minha questão é essa. Estou bem, tenho confiança de que é aqui ainda. Terminei o ano bem, fiz alguns gols, consegui ter destaque em alguns jogos. Por um detalhe, não conseguimos a vaga na Libertadores. Para mim, foi estranho voltar, mas não voltar titular naquele posicionamento. Mas, tenho muita confiança de que as coisas acontecem aqui nesse ano.


O que te faz acreditar nessa volta por cima e não cogitar a chance de trocar de clube?
– Sabemos como funciona o dia a dia do futebol, as coisas mudam muito. Vê o exemplo do Jô. Dois minutos em campo, dois toques na bola e gol. Vai dizer que foi o craque do jogo? Não foi, mas as coisas acontecem e são boas para a autoestima e confiança. Logo acontece com outro, acontece comigo. Não pode parar. Tem de seguir tranquilo, e não há indício ou tratamento por parte do clube que me faça pensar em não seguir o trabalho sério. Todos jogam muito aberto, não tem rixa e nem birra de nada. Sou extremamente profissional, alheio a qualquer tipo de confusão. Sinto tranquilidade da parte deles. A oportunidade logo aparece.

O que achou da vitória no derby?
– Ninguém me falou nada, mas eu estava com uma sensação muito forte de que iria entrar naquele jogo. Mas depois que houve a expulsão (de Gabriel), tudo mudou. A necessidade muda, as características também. Eu estava com a certeza muito grande de que iria entrar, estava com a preparação alta para chegar, aproveitar e tirar o máximo daquele jogo, mudar a chave e conquistar um espaço novamente, o carinho do torcedor. Não foi dessa vez, mas o momento chega.


Tem recebido carinho do torcedor? Como você lida com críticas e elogios na rua e nas redes sociais?
– Rede social, sinceramente, não é parâmetro algum para mim. O mundo das redes sociais é traiçoeiro, não só com jogador. É com cantor, ator, atleta de qualquer modalidade. Não precisa nem ser famoso ou tão conhecido, já recebe críticas de todo lado. Para mim, serve como nada. Mas sinto, sim, a cobrança. Aquele incentivo com cobrança. É algo natural, que acontece sempre nesse universo do futebol. O torcedor vê o jogo, compreende bastante, mas às vezes não consegue ter o discernimento de um detalhe ou outro, que é normal. O torcedor, quando critica, boa parte tem razão. Dependendo do que a gente faz, elogiam. Tudo depende de nós atletas.

Por que não foi relacionado para o jogo contra o Mirassol?
– Já tem quase dez dias que estou com uma dor no joelho, uma pequena inflamação, nada de exagero, que impossibilite de treinar, que eu não possa estar treinando ou fazendo os exercícios. Existe o incomodo, e faz três ou quatro jogos que estou fazendo o que é necessário. Sempre dá aquela magoada na região. Optamos por segurar dois ou três dias. É início de temporada, não é nada preocupante, mas não é o momento de expor demais e estourar. Eu me sinto muito bem, vocês acompanham nos treinos. Mas, por estar insistindo e não conseguindo me livrar 100% desse incômodo, vamos segurar e tratar. Para semana que vem começar de uma forma melhor.


Você costuma ser claro em suas posições e fala o que pensa. Isso te prejudica?
– O único problema que eu tenho, que vejo em mim... O grande detalhe é que não sou político. Sou verdadeiro, então sempre falo o que penso, mas com sabedoria, sem afetar ninguém, ofender ninguém. Quando eu falo de tudo, é assim. Acho que isso é um legado que tenho na minha carreira, sempre fui muito honesto e correto. Acho que isso me ajuda também a poder me manter bem e ter a cabeça tranquila. Saber que o caminho que sigo é o mais justo e simples possível, para aguentar a pressão com tranquilidade.


O Corinthians é o maior desafio da sua carreira?
– É o meu desafio de hoje. Tem sido meu desafio aqui. Mas, na minha carreira não. Nem na minha vida. O jogador sempre tem uma coisa ou outra, problemas maiores ou menores, mas lesão é pior... Do que questão tática, tudo. Joguei 43 jogos, fiquei disponível em mais de 50. Estou inteiro, saudável, não vivo no departamento médico. Minha maior alegria é essa. Questão de posicionamento, vamos ajustando. Com saúde, a gente consegue mexer o esqueleto e se ajustar. Mas, para voltar a ser aquele Guilherme, tem de ser mais avançado. O pessoal aqui sabe disso.







Perto de volta, Danilo se anima com Timão: 'Quando encaixar, vai embora'

Meia trabalha em dois períodos para voltar a ficar à disposição em abril. Ele sofreu fraturas na tíbia e na fíbula da perna direita no dia 30 de agosto do ano passado


LANCE!

26 FEV2017
08h04
atualizado às 08h04


Em fase final de recuperação, o meia Danilo está empolgado com o Corinthians. O experiente jogador elogiou o grupo e disse acreditar em briga por títulos nesta temporada.

- O clima é muito bom. Futebol não depende só de jogador, depende muito do treinador, e o Carille conhece todo mundo, acho que isso faz muita diferença. O grupo é bom, tenho certeza de que vamos brigar por muita coisa esse ano - afirmou Danilo, que curtiu o primeiro dia de desfiles das escolas de samba de São Paulo no Camarote Bar Brahma.

- O tem peças de reposição à altura, com jogadores de qualidade. Quando encaixar, vai embora - acrescentou.

Danilo trabalha em dois períodos para voltar a ficar à disposição em abril. O meia sofreu fraturas na tíbia e na fíbula da perna direita no dia 30 de agosto do ano passado.

- Minha recuperação está boa, na parte final, uma lesão que é complicada, demorada, mas está boa. Se Deus quiser, em abril estou de volta. A princípio esse é o prazo, mas a gente sabe que essa lesão não é fácil, estou treinando em dois períodos todo dia para voltar em abril. Isso faz parte, fiquei parado quatro meses. Estou confiante, tem que matar um leão por dia e recuperar o tempo perdido. Futebol é assim, espero voltar em abril bem - disse.


Danilo curtiu o primeiro dia de desfiles do Carnaval no Camarote Bar Brahma (Foto: Guilherme Amaro)







Carille exalta esforço e evolução do Timão no ataque: 'Foi impressionante'

Técnico do Corinthians se mostra satisfeito após vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol neste sábado. Foi a primeira vez que a equipe ganhou sem ser por 1 a 0 neste Paulistão


LANCE!

25 FEV2017
22h54
atualizado em 26/2/2017 às 12h53






0
COMENTÁRIOS


O técnico Fabio Carille passará o Carnaval satisfeito com o Corinthians. E não apenas pela vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol neste sábado, mas principalmente pela evolução ofensiva apresentada pela equipe. O Timão venceu pela primeira vez neste Paulistão por um placar diferente de 1 a 0 e assumiu a liderança geral da competição.

Apesar de muitos desfalques e até de mudar o sistema tático para o 4-4-2, o Corinthians conseguiu criar várias oportunidades, fato que empolgou o comandante alvinegro:

- Tivemos de vir para esse jogo na base da conversa. Com os jogadores muito desgastados depois do clássico, tivemos de segurar os cansados. Na parte ofensiva crescemos muito, parecia que a gente já tinha feito outros jogos assim. Foi impressionante o tanto que conseguimos envolver o Mirassol. Na parte defensiva, claro, com Kazim e Jô tendo que voltar um pouco mais, requer um pouco de trabalho. Mas o resultado foi muito positivo - afirmou Carille.

SAIBA MAIS


Atuações: Em dia de atacantes, dupla de zaga aparece e ajuda em vitória



Carille celebra vitória e diz que melhor futebol trará torcida de volta



Corinthians em testes: Fellipe Bastos em baixa e chance de Kazim com Jô



Satisfeito, Carille elogia atuação do Corinthians em 'clima de decisão'



Carille prioriza sistema defensivo, e Timão repete feito após um semestre




O treinador ainda destacou a força de vontade do grupo, que saiu atrás no placar, conseguiu a virada e ainda anotou o gol da vitória aos 38 minutos do segundo tempo:

- Desde o dia 22 de dezembro, deixei clara a questão da organização defensiva, primeiro arrumar lá atrás. Depois, a parte ofensiva iria crescendo. Sempre deixei isso claro, da organização, entrega e vontade. Hoje, foi um momento de superação para atletas que jogaram na quarta, um jogo que exigiu muito de nós. Estou muito feliz pelo trabalho, um entendimento legal, o interesse deles também em saber como fazer. O resultado está aparecendo.

Após folga neste domingo, o Timão se reapresenta na segunda-feira no CT Joaquim Grava. No mesmo dia o elenco viaja para Brusque, em Santa Catarina, onde enfrenta o time da casa na quarta-feira, pela segunda fase da Copa do Brasil.










Carille exalta esforço e evolução do Timão no ataque: 'Foi impressionante'




Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do PaulistaCELIO MESSIAS

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do PaulistaCELIO MESSIAS

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do PaulistaCELIO MESSIAS

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do PaulistaCELIO MESSIAS

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)1/7

LANCE! - 25/02/2017 - 22:48
Mirassol (SP)
O técnico Fabio Carille passará o Carnaval satisfeito com o Corinthians. E não apenas pela vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol neste sábado, mas principalmente pela evolução ofensiva apresentada pela equipe. O Timão venceu pela primeira vez neste Paulistão por um placar diferente de 1 a 0 e assumiu a liderança geral da competição.

Apesar de muitos desfalques e até de mudar o sistema tático para o 4-4-2, o Corinthians conseguiu criar várias oportunidades, fato que empolgou o comandante alvinegro:

- Tivemos de vir para esse jogo na base da conversa. Com os jogadores muito desgastados depois do clássico, tivemos de segurar os cansados. Na parte ofensiva crescemos muito, parecia que a gente já tinha feito outros jogos assim. Foi impressionante o tanto que conseguimos envolver o Mirassol. Na parte defensiva, claro, com Kazim e Jô tendo que voltar um pouco mais, requer um pouco de trabalho. Mas o resultado foi muito positivo – afirmou Carille.





O treinador ainda destacou a força de vontade do grupo, que saiu atrás no placar, conseguiu a virada e ainda anotou o gol da vitória aos 38 minutos do segundo tempo:

– Desde o dia 22 de dezembro, deixei clara a questão da organização defensiva, primeiro arrumar lá atrás. Depois, a parte ofensiva iria crescendo. Sempre deixei isso claro, da organização, entrega e vontade. Hoje, foi um momento de superação para atletas que jogaram na quarta, um jogo que exigiu muito de nós. Estou muito feliz pelo trabalho, um entendimento legal, o interesse deles também em saber como fazer. O resultado está aparecendo.

Após folga neste domingo, o Timão se reapresenta na segunda-feira no CT Joaquim Grava. No mesmo dia o elenco viaja para Brusque, em Santa Catarina, onde enfrenta o time da casa na quarta-feira, pela segunda fase da Copa do Brasil.


26/02/2017 12h43

Rodriguinho e Danilo curtem desfile das escolas de samba
Jogadores do Corinthians estiveram no Anhembi na madrugada de sexta-feira


Por GloboEsporte.


Os meias Danilo e Rodriguinho aproveitaram a folga no fim de semana para curtir o Carnaval. Os jogadores do Corinthians estiveram em um camarote no Anhembi para assistir ao desfile das escolas de samba da capital paulista.

Rodriguinho e Danilo, jogadores do Corinthians , durante o desfile de Carnaval  (Foto: Marcos Ribolli)

Rodriguinho não atuou contra o Mirassol, no último sábado, pelo Paulistão, em virtude do desgaste físico. A tendência é de que ele retorne ao time na quarta-feira, contra o Brusque, em Santa Catarina, pela segunda fase da Copa do Brasil.


Danilo não joga desde agosto, quando sofreu uma fratura na perna direita durante um treino, no CT Joaquim Grava. O armador passa por um processo de recuperação no clube, mas ainda não tem um prazo para retornar aos gramados.

Danilo e a esposa durante o desfile das escolas de samba paulistas Foto: Marcos Ribolli)








Arena Corinthians promove Esquenta da Fiel antes do clássico alvinegro

O primeiro lote de ingressos para o Esquenta da Fiel terá o valor de R$ 10, com direito à primeira cerveja e um copo especial reutilizável do evento.


12h00 26/02/2017 - Agência Corinthians





Os torcedores do Timão que vierem à Arena Corinthians para o jogo do Corinthians contra s7os, no sábado (04), poderão chegar mais cedo para curtir o Esquenta da Fiel, a festa da torcida corinthiana na área externa do estádio.

A bola rola somente às 18h30, mas a festa começa às 13h, com food trucks, bebidas, baterias e bandeiras do Timão. A comercialização de bebidas alcoólicas acontecerá até a abertura dos portões da Arena Corinthians.

O primeiro lote de ingressos para o Esquenta da Fiel terá o valor de R$ 10, com direito à primeira cerveja e um copo especial reutilizável do evento. A venda de entradas para o Esquenta começa neste sábado, às 15h, para todos os torcedores que já garantiram ou garantirem o seu ingresso para o clássico.

“Queremos que o torcedor chegue mais cedo e curta um dia diferente aqui na Arena Corinthians. Ao invés de cada torcedor fazer o esquenta para o jogo de forma isolada, estamos convidando a Fiel para fazer essa festa na Arena, com direito à bateria, bandeiras e os cantos que embalam o Corinthians dentro de campo”, explica Bernardo Pontes, gerente de marketing da Arena Corinthians.

O Esquenta da Fiel é uma realização da Arena Corinthians, em parceria com a Estrella Galícia, a cerveja oficial do Timão e da casa do Corinthians. A Meu Copo Eco irá fornecer os copos personalizados reutilizáveis, que reduz o uso de descartáveis e contribui para a gestão de resíduos.

A venda de ingressos para o clássico alvinegro está aberta para sócios do programa Fiel Torcedor, que possuem descontos progressivos, a partir de 20%, e para os demais torcedores, com desconto de 5% na compra pela internet. Para comprar, basta acessar www.arenacorinthians.com.br/ingressos.

25 de fev de 2017

CORINTHIANS 25/02/2017















Carille exalta esforço e evolução do Timão no ataque: 'Foi impressionante'

Técnico do Corinthians se mostra satisfeito após vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol neste sábado. Foi a primeira vez que a equipe ganhou sem ser por 1 a 0 neste Paulistão

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista

(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista

(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista

(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista

(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista

(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista

CELIO MESSIAS

Timão venceu o Mirassol por 3 a 2 e assumiu liderança do Paulista

CELIO MESSIAS



LANCE!
25/02/2017
22:48

O técnico Fabio Carille passará o Carnaval satisfeito com o Corinthians. E não apenas pela vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol neste sábado, mas principalmente pela evolução ofensiva apresentada pela equipe. O Timão venceu pela primeira vez neste Paulistão por um placar diferente de 1 a 0 e assumiu a liderança geral da competição.

Apesar de muitos desfalques e até de mudar o sistema tático para o 4-4-2, o Corinthians conseguiu criar várias oportunidades, fato que empolgou o comandante alvinegro:

- Tivemos de vir para esse jogo na base da conversa. Com os jogadores muito desgastados depois do clássico, tivemos de segurar os cansados. Na parte ofensiva crescemos muito, parecia que a gente já tinha feito outros jogos assim. Foi impressionante o tanto que conseguimos envolver o Mirassol. Na parte defensiva, claro, com Kazim e Jô tendo que voltar um pouco mais, requer um pouco de trabalho. Mas o resultado foi muito positivo – afirmou Carille.

O treinador ainda destacou a força de vontade do grupo, que saiu atrás no placar, conseguiu a virada e ainda anotou o gol da vitória aos 38 minutos do segundo tempo:

– Desde o dia 22 de dezembro, deixei clara a questão da organização defensiva, primeiro arrumar lá atrás. Depois, a parte ofensiva iria crescendo. Sempre deixei isso claro, da organização, entrega e vontade. Hoje, foi um momento de superação para atletas que jogaram na quarta, um jogo que exigiu muito de nós. Estou muito feliz pelo trabalho, um entendimento legal, o interesse deles também em saber como fazer. O resultado está aparecendo.

Após folga neste domingo, o Timão se reapresenta na segunda-feira no CT Joaquim Grava. No mesmo dia o elenco viaja para Brusque, em Santa Catarina, onde enfrenta o time da casa na quarta-feira, pela segunda fase da Copa do Brasil.









Após falta que originou gol, volante do Corinthians afirma: 'Fui cabaço'

Marciel, de 21 anos, criticou a si mesmo no Twitter por lance que originou empate do Mirassol. Contudo, jovem recebeu o apoio da Fiel torcida após vitória por 3 a 2

Marciel se manifestou no Twitter após vitória sobre o Mirassol

(Foto: Reprodução)

Corinthians venceu o Mirassol por 3 a 2 neste sábado de Carnaval


O volante Marciel, do Corinthians, ironizou o próprio erro cometido na vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol na noite deste sábado, fora de casa. Ele cometeu falta em Paulinho, aos 35 minutos do segundo tempo, na entrada da área. Xuxa cobrou com maestria e empatou a partida: 2 a 2. Contudo, dois minutos depois, Pedro Henrique recolocou o Timão em vantagem.

Logo depois da partida, Marciel usou o Twitter para criticar a si mesmo:

"Parabéns para mim que fui cabaço (sic) e parabéns ao grupo pela vitória", escreveu na rede social.

Apesar o erro, o volante de 21 anos recebeu o apoio da Fiel torcida, que enviou diversas mensagens de incentivo a ele no Twitter.








Pedro Henrique faz primeiro gol pelo Corinthians: 'Sensação indescritível'

Zagueiro fez o gol da vitória do Timão sobre o Mirassol, neste sábado, pelo Campeonato Paulista. Pedro Henrique tem 21 anos e 20 jogos pela equipe profissional alvinegra


Pedro Henrique marcou o primeiro gol pelo Corinthians (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)
LANCE!
25/02/2017
22:21



O zagueiro Pedro Henrique marcou seu primeiro gol no profissional do Corinthians. Neste sábado, o defensor garantiu a vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol ao aparecer na área e cabecear aos 38 minutos do segundo tempo. Ele tem 21 anos e 20 jogos pelo time principal.

- Sensação pelo primeiro gol é indescritível, é uma felicidade enorme fazer um gol com essa camisa do Corinthians. Era um adversário duro, nos dificultou até os últimos minutos, mas graças a Deus conseguimos o gol. O mérito é de todo o grupo, que está de parabéns pela entrega - afirmou.

Pedro Henrique subiu ao profissional do Corinthians no ano passado, após um período emprestado ao Bragantino em 2015. No início desta temporada, ele foi titular da Florida Cup, mas perdeu a posição com a chegada de Pablo. Neste sábado, ele substituiu Balbuena, poupado.

Com a vitória deste sábado, o Corinthians se tornou o time com melhor aproveitamento do Campeonato Paulista, com 83.3%, superando justamente o Mirassol. No Grupo A, o Timão tem 15 pontos, sete a mais que o vice-líder

O Corinthians volta a campo nesta quarta-feira, 21h45, contra o Brusque, pela Copa do Brasil. Pelo Paulistão, o próximo jogo é o clássico contra o Santos, no sábado que vem.





Atuações: Em dia de atacantes, dupla de zaga aparece e ajuda em vitória do Timão

Pablo e Pedro Henrique marcam contra o Mirassol e ajudam no triunfo fora de casa. Maycon também deixa o dele em outra boa partida do meio de campo pelo Corinthians

Mirassol x Corinthians
(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Mirassol x Corinthians
(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Mirassol x Corinthians
(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Mirassol x Corinthians
(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Mirassol x Corinthians
CELIO MESSIAS

Mirassol x Corinthians
CELIO MESSIAS

Mirassol x Corinthians
CELIO MESSIAS

Mirassol x Corinthians
CELIO MESSIAS

Mirassol x Corinthians
CELIO MESSIAS

Mirassol x Corinthians
CELIO MESSIAS

Mirassol x Corinthians
CELIO MESSIAS

Mirassol x Corinthians
(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)


Guilherme Amaro
25/02/2017
22:06

O Corinthians assumiu o posto de melhor time do Campeonato Paulista na vitória sobre o Mirassol por 3 a 2, neste sábado, e a dupla de zaga formada por Pablo e Pedro Henrique contribuiu com gols. Maycon, em outra boa participação, fez o outro no triunfo conquistado no interior. Confira as notas:

ATUAÇÕES CORINTHIANS:

5,0
Cássio
Vacilou no primeiro gol ao demorar a pular para fazer fazer a defesa. No segundo, estava sem visão na cobrança de falta e nem pulou.

6,0
Léo Príncipe
Ficou mais preso, até porque Guilherme Arana estava subindo a todo instante pelo lado oposto, e não comprometeu na marcação.

7,0
Pedro Henrique
Voltou a ser titular porque Balbuena foi poupado e brilhou no fim: aproveitou falha do goleiro do Mirassol e marcou o gol da vitória corintiana.

7,0
Pablo
Outro zagueiro que não teve muito trabalho na defesa e apareceu no ataque para marcar. Foi perigoso nas jogadas aéreas.

7,0
Guilherme Arana
Foi ótima opção ofensiva. Deu os dois cruzamentos que resultaram no primeiro e terceiro gols. Não comprometeu na marcação.

6,0
Gabriel
Teve mais trabalho no segundo tempo, com uma certa pressão do Mirassol, e não comprometeu. Fez o simples nas saídas de bola.

6,0
Fellipe Bastos
Voltou a ser titular e ajudou armação das poucas jogadas pelo meio de campo. Teve alguns vacilos na marcação.

7,0
Maycon
Mais uma boa atuação. Fez boas jogadas pelo lado esquerdo com Guilherme Arana e aproveitou sobra para marcar o segundo gol.

6,0
Léo Jabá
Foi “sacrificado” e teve de atuar mais recuado, pelo lado direito do campo. Discreto nas jogadas ofensivas, mas importante na ajuda defensiva.

6,5
Kazim
Deu duas assistências sem querer nos dois primeiros gols. Saiu da área e deu bons passes. Perdeu chance inacreditável no segundo tempo.

6,0

Movimentou-se muito e abriu espaços para a chegada de Maycon. Não participou diretamente dos gols, mas teve uma boa atuação.

6,0
Romero
Bola bateu nele e sobrou para Pedro Henrique fazer o gol da vitória. Como de costume, esforçou-se para voltar e ajudar na marcação.

5,5
Marciel
Jogou um pouco mais de dez minutos e pouco pegou na bola. Fez a falta que originou o segundo gol do Mirassol.


Moisés
Entrou aos 41 minutos do segundo tempo. Também fica sem nota.

6,5
Fabio Carille
Poupou jogadores, testou um novo esquema e saiu com a vitória. Liberou Guilherme Arana e segurou Léo Príncipe.





Estatísticas de Mirassol 2×3 Corinthians




Corinthians venceu o Mirassol (Foto: Célio Messias)

NÚMEROS GERAIS DE MIRASSOL 2X3 CORINTHIANS:
– Dados Footstats

Posse de bola do Mirassol: 52%
Posse de bola do Corinthians: 48%
Finalizações certas do Mirassol: 5
Finalizações certas do Corinthians: 7
Finalizações erradas do Mirassol: 11
Finalizações erradas do Corinthians: 7
Cruzamentos certos do Mirassol: 3
Cruzamentos certos do Corinthians: 3
Cruzamentos errados do Mirassol: 18
Cruzamentos errados do Corinthians: 20
Passes certos do Mirassol: 273
Passes certos do Corinthians: 265
Passes errados do Mirassol: 38
Passes errados do Corinthians: 30
Desarmes certos do Mirassol: 12
Desarmes certos do Corinthians: 23
Faltas do Mirassol: 9
Faltas do Corinthians: 8




#EuSouCorinthians: Timão vence o Mirassol e é o melhor do Paulistão

Com gols de Pablo, Maycon e Pedro Henrique, Alvinegro supera desfalques no sábado de Carnaval e vence a equipe do interior, que até então era a líder geral do campeonato

Mirassol x Corinthians
(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Mirassol x Corinthians
(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Mirassol x Corinthians
(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Mirassol x Corinthians
(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Bruno Cassucci
25/02/2017
21:30
O recado foi dado: eu sou Corinthians! O Timão bateu o Mirassol por 3 a 2, fora de casa, na noite deste sábado de Carnaval, virando o jogo.

Os gols alvinegros foram anotados por Pablo, Maycon e Pedro Henrique, que assim como os demais companheiros de equipe levaram a inscrição "#EuSou" antes de seus nomes nas costas da camisa. A brincadeira fez referência a vitória do Corinthians no derbby, na última quarta-feira, quando o volante Gabriel foi expulso por engano. Zé Roberto e Xuxa anotaram para o clube do interior.

O Corinthians também mostrou quem é para os que não acreditavam na equipe antes do início da temporada. Com o resultado, o Timão abriu sete pontos para o Ituano, segundo colocado do Grupo A, e se tornou o melhor do campeonato, com 15 pontos e 83% de aproveitamento após seis rodadas. 

No 4-4-2, o time comandado por Fabio Carille supriu a falta de entrosamento e até algumas deficiências, com muita intensidade e organização tática. Jô se movimentava bastante, Maycon armava as jogadas, mas faltava finalizar com mais precisão. O Corinthians era melhor quando Zé Roberto entortou Pablo e abriu o placar, contando com uma pequena ajuda de Cássio, que não alcançou a bola.

Porém, o Timão tratou de mostrar quem era quem logo e em cinco minutos marcou duas vezes. Após confusão na área, Pablo empatou aos 38, e Maycon virou aos 43, após assistência de bicicleta (sem querer?) de Kazim.

A partida, que era boa, caiu no segundo tempo, quando a chuva prejudicou o gramado e as equipes se cansaram.

Kazim teve chance de matar o duelo após vacilo da defesa do Mirassol, mas chutou para fora mesmo com o gol aberto. O castigo veio na sequência. De falta, Xuxa marcou aos 36 e deu emoção novamente ao jogo.

A festa da torcida local, contudo, não durou quase nada. Dois minutos depois Pedro Henrique mostrou que ser Corinthians é sofrer, mas não desistir jamais e marcou novamente, selando a quinta vitória alvinegra no torneio, a primeira sem ser por 1 a 0.

FICHA TÉCNICA
mirassol 2 X 3 CORINTHIANS
Paulistão 2017- 6ª rodada
Data: 25/2/2017 - 19h30
Local: Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol
Árbitro: Vinicius Furlan
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Luis Alexandre Nilsen
Cartões amarelos: Paulinho (m); Pedro Henrique e Fellipe Bastos (COR)
Gols: Zé Roberto, 28'/1ºT (1-0); Pablo, 38'/1ºT (1-1); Maycon, 43'/1ºT (1-2); Xuxa, 36'/2ºT (2-2); Pedro Henrique, 38'/2ºT (2-3).

mirassol: Vagner; Mário Sergio, Wallace, Edson Silva e Raul (Luiz Fernando, 41'/2ºT); William, Wellington Junior (Bruno Sávio, 31'/2ºT), Paulinho e Xuxa; Rodolfo (Rafhael Lucas, 17'/2ºT) e Zé Roberto. Técnico: Moisés Egert.

CORINTHIANS: Cássio, Léo Príncipe, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Fellipe Bastos, Maycon (Moisés, 41'/2ºT) e Léo Jabá (Romero, 25'/2ºT); Jô (Marciel, 34'/2ºT) e Kazim. Técnico: Fábio Carille.






 25/02/2017 22h24
Técnico Fábio Carille destaca evolução ofensiva e superação do Timão contra Mirassol em 4ª vitória seguida
Técnico aprova atuação de Jô e Kazim juntos na vitória do Corinthians por 3 a 2 neste sábado


Por Marcos Lavezo

O técnico Fábio Carille ficou satisfeito com a atuação do Corinthians na vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol, neste sábado, no interior, pelo Campeonato Paulista. O treinador destacou a evolução ofensiva da equipe em comparação com os outros jogos, quando teve dificuldade para criar e finalizar. O Timão atuou no esquema 4-4-2, com Kazim e Jô na frente.

Fábio Carille antes da partida do Timão contra o Mirassol (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

– Tivemos de vir para esse jogo na base da conversa. Com os jogadores muito desgastados depois do clássico, tivemos de segurar os cansados. Na parte ofensiva crescemos muito, parecia que a gente já tinha feito outros jogos assim. Foi impressionante o tanto que conseguimos envolver o Mirassol. Na parte defensiva, claro, com Kazim e Jô tendo que voltar um pouco mais, requer um pouco de trabalho. Mas o resultado foi muito positivo – afirmou.

O Corinthians precisou se superar para vencer novamente. A equipe saiu perdendo, mas obteve a virada ainda no primeiro tempo, com Pablo e Maycon. Na etapa final, Xuxa empatou para os donos da casa e, logo em seguida, Pedro Henrique assegurou o triunfo alvinegro.

– O grupo vai amadurecendo nessas situações de sair perdendo e buscar resultado. A resposta do grupo todo está sendo maravilhosa – disse Carille.

A vitória coloca o Corinthians como dono da melhor campanha entre os 16 participantes. O Timão tem agora 15 pontos contra 13 do mesmo Mirassol. No Grupo A, a equipe alvinegra lidera com folga.
– Desde o dia 22 de dezembro, deixei clara a questão da organização defensiva, primeiro arrumar lá atrás. Depois, a parte ofensiva iria crescendo. Sempre deixei isso claro, da organização, entrega e vontade. Hoje, foi um momento de superação para atletas que jogaram na quarta, um jogo que exigiu muito de nós. Estou muito feliz pelo trabalho, um entendimento legal, o interesse deles também em saber como fazer. O resultado está aparecendo.








Corinthians tem melhor campanha do Paulistão 2017

Depois de vencer o Mirassol por 3 a 2, o Timão acumula 15 pontos e é líder isolado geral e do grupo A da competição estadual


22h30 25/02/2017 - Agência Corinthians




Pablo comemora gol contra o Mirassol pela sexta rodada do Paulistão

© Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians


O Corinthians venceu o Mirassol por 3 a 2 neste sábado (25) de Carnaval. A vitória rendeu ao Timão mais três pontos, acumulando um total de 15 nas seis rodadas disputadas pelo Paulistão Itaipava até então.

O triunfo rendeu não apenas a liderança isolada do grupo A da competição estadual. Agora, o Time do Povo possui a melhor campanha dentre os 16 times da competição.

São cinco vitórias e um revés nas seis partidas disputadas até aqui. Um aproveitamento de pouco mais de 83%. No total foram sete gols marcados e quatro sofridos.

O Corinthians voltará a jogar pela competição estadual no clássico contra s7os, no sábado (04), na Arena Corinthians.

Mas antes o Corinthians enfrenta o Brusque às 21h45 desta quarta-feira (01), no estádio Augusto Bauer, em Brusque-SC, pela segunda fase da Copa do Brasil.






Depois da quinta vitória do Corinthians no Paulistão, técnico Fábio Carille diz: "Toda equipe está sendo exemplar"

Em coletiva à imprensa, treinador do Timão disse estar muito feliz com o desempenho da equipe alvinegra


22h20 25/02/2017 - Agência Corinthians






© Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians


A vitória do Corinthians por 3 a 2 diante do Mirassol neste sábado (25), fora de casa, foi o quinto triunfo alvinegro na competição e rendeu ao Corinthians a liderança do grupo A com 15 pontos conquistados.

Além disso, o Coringão tem a melhor campanha do Paulistão Itaipava 2017 no momento. Fábio Carille, treinador do Corinthians, falou em coletiva à imprensa após a partida e disse que está muito feliz em ver os jogadores fazendo aquilo que é trabalhado durante os treinos.

"Dentro do que agente trabalha dá pra ver que os jogadores sabem o que fazer. É isso que me deixa feliz", disse

Além da movimentação e posicionamento da equipe corinthiana, Carille ficou muito contente com a vitória, pois sabia que o Mirassol era uma equipe de qualidade.

"Sabíamos da qualidade do Mirassol e estou muito feliz pois o comportamento de toda equipe está sendo exemplar", finalizou.

O Corinthians voltará a jogar pela competição estadual no clássico contra s7os, no sábado (04), na Arena Corinthians.

Mas antes o Timão enfrentará o Brusque pela segunda fase da Copa do Brasil, nesta quarta-feira (01), às 21h45, no estádio Augusto Bauer, em Brusque-SC.






Após marcar o gol da vitória do Corinthians, Pedro Henrique diz: "O mérito é de todo grupo"

Zagueiro que é cria da base do Timão exaltou a emoção de marcar o primeiro gol com o manto alvinegro e dedicou a vitória a entrega do grupo


22h00 25/02/2017 - Agência Corinthians






© Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians


A melhor campanha do Paulistão Itaipava 2017 até o momento é do Corinthians! Depois de vencer o Mirassol por 3 a 2, em Mirassol-SP, o Timão acumulou 15 pontos em seis jogos e é o melhor time do estadual.

Autor do gol que rendeu a vitória para o Alvinegro do Parque São Jorge, Pedro Henrique falou sobre a felicidade de marcar o primeiro gol com a camisa do Corinthians e dedicou o triunfo a todo o grupo.

"Sensação indescritível. É uma felicidade enorme fazer um gol com essa camisa do Corinthians. Era um adversário duro, nos dificultou até os últimos minutos, mas graças a Deus conseguimos o gol. O mérito é de todo o grupo, que está de parabéns pela entrega’’, disse o camisa 34 do Timão.

A próxima partida do Time do Povo na competição estadual será o clássico contra o s7os, no próximo sábado (04), na Arena Corinthians, válido pela sétima rodada. Já nesta quarta-feira, o Timão enfrenta o Brusque-SC pela segunda fase da Copa do Brasil, no estádio Augusto Bauer.













Corinthians vence Mirassol por 3 a 2 e tem melhor campanha do Paulistão

Com gols de Pablo, Maycon e Pedro Henrique, Timão somou 15 pontos na competição estadual e é líder isolado do grupo A


21h20 25/02/2017 - Agência Corinthians






© Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

É carnaval e o Timão é só alegria! Neste sábado (25), o Corinthians venceu por 3 a 2 o Mirassol e terminou a rodada com a melhor campanha da competição até o momento. Pablo, Maycon e Pedro Henrique foram os autores dos gols corinthianos.

A partida em Mirassol, no estádio José Maria de Campos Maia, começou com o Coringão comandando as ações do jogo e indo para cima dos donos da casa.

Logo aos cinco minutos, na primeira chance de gol do Timão, Jô lançou Kazim que mandou de primeira para defesa de Walter, goleiro do Mirassol. A segunda grande chance veio dos pés de Maycon.

Aos 20 minutos, o volante do Time do Povo alçou a bola na área e ia encobrir o goleiro adversário. Mas Walter estava atento e se esticou todo para empurrar a redonda pela linha de fundo.

No lance seguinte, Zé Roberto marcou o primeiro tento da partida para o Mirassol. Contudo, o Timão não desanimou e manteve o controle do jogo.

Aos 38 minutos, Guilherme Arana cobrou uma falta e colocou a rendonda dentro da área. A bola sobrou para o zagueiro dentro da pequena área que estufou as redes e deixou tudo igual em Mirassol-SP.

Cinco minutos depois de empatar a partida, o Corinthians marcou o segundo e terminou o primeiro tempo à frente do resultado no placar. Kazim recebeu dentro da área e tentou fazer uma bicicleta, mas não pegou bem na bola.

A redonda sobrou para Maycon que dominou, tocou com precisão na saída do goleiro adversário para e correu para o abraço.

Na volta do intervalo, o Mirassol veio para cima do Timão, pois precisava do resultado e jogava dentro de casa. Mas o Alvinegro não se intimidou e voltou a dominar as ações.

Aos 34 minutos Kazim teve grande chance, mas não conseguiu colocar a bola para dentro do gol. Dois minutos depois, Xuxa empatou a partida para o Mirassol em uma cobrança de falta.

Contudo, o Timão foi para cima e quando o relógio batia nos 38 minutos do segundo tempo, Pedro Henrique marcou o terceiro do Timão e deu números finais a partida.

Com a vitória, o Corinthians se mantém líder do grupo A com 15 pontos conquistados, sete a mais que o segundo colocado. Além de liderar o grupo, o Coringão é agora dono da melhor campanha do Paulistão Itaipava 2017.

A próxima partida do Time do Povo na competição estadual será o clássico contra s7os, no próximo sábado (04), na Arena Corinthians, válido pela sétima rodada. Já nesta quarta-feira, o Timão enfrenta o Brusque-SC pela segunda fase da Copa do Brasil, no estádio Augusto Bauer.







25/02/2017 21h24
Corinthians vence
Atuações: garotos da base vão bem em vitória; Kazim rouba cena na frente
Guilherme Arana e Maycon se destacam nos 3 a 2 sobre o Mirassol, e Pedro Henrique faz o gol decisivo. No ataque, gringo dá assistência, mas também perde boa chance


Por Diego Ribeiro




aycon
Cada vez mais à vontade no meio-campo do Corinthians, o volante é o jogador de transição que o time precisava ter em 2017. Ele busca a bola na defesa e invade sempre a área. Quase fez um golaço por cobertura, mas depois foi premiado com seu gol, de canhota. Nota: 7,5


Guilherme Arana
Pelo lado esquerdo, entendeu-se bem com Maycon e Jô. Bastante ofensivo, precisa ainda melhorar na recomposição defensiva, mas a evolução é notória. Neste sábado, sofreu pouco pelo seu setor, enquanto as principais jogadas do Mirassol saíam pelo outro lado. Nota: 7

Maycon comemora com Léo Jabá: garotos da base ganham espaço (Foto: Célio Messias/Estadão Conteúdo)




Kazim
Ao lado de Jô, conseguiu um entrosamento rápido e, assim como fez no clássico contra o Palmeiras, segurou sempre dois zagueiros na sua marcação. Deu uma assistência, mas o gol incrível perdido nos minutos finais o deixa na média. Nota: 6


Léo Príncipe
Reserva de Fagner, teve muito trabalho na marcação de Welinton Júnior e Zé Roberto. Aos poucos, foi se encontrando. Nota: 5,5


AS NOTAS:
Cássio [GOL]: 5,5
Léo Príncipe [LAD]: 5,5
Pedro Henrique [ZAG]: 6,5
Pablo [ZAG]: 7
Guilherme Arana [LAE]: 7
Gabriel [VOL]: 6,5
Maycon [VOL]: 7,5
(Moisés [LAE]): sem nota
Fellipe Bastos [VOL]: 6
Léo Jabá [ATA]: 6
(Romero [ATA]): 5,5
Kazim [ATA]: 6
Jô [ATA]: 7
(Marciel [VOL]): 5






25/02/2017 21h21

Corinthians vence Mirassol e lidera o Paulistão
Timão está na frente do Grupo A e também na classificação geral do estadual, com 15 pontos.


Por GloboEsporte.com

Num jogo muito movimentado, o Corinthians venceu o Mirassol, por 3 a 2, neste sábado, em Mirassol, e assumiu a condição de melhor time do Campeonato Paulista. Com 15 pontos, o Timão lidera o Grupo A.. Pablo, Maycon e Pedro Henrique marcaram para o Timão

O Corinthians começou o jogo muito bem. Teve bola e campo para jogar, trocou bons passes, chegou fácil a área adversária, criou chances. Mas, de repente, gol do Mirassol. Numa escapada aos 28, Zé Roberto deu um corte em Pablo e abriu o placar.

Não passou de um lampejo do, até agora, melhor time do campeonato. Logo, o Timão tratou de empurrar novamente o adversário para trás. Aos 38, o empate. Após cruzamento de Arana, Kazim errou o domínio e a bola sobrou para Pablo chutar. A bola desviou no peito de Kazim e entrou. Na comemoração, o carismático atacante saiu gritando para o banco: “É meu, é meu!”.

Comandando as ações, o Corinthians chegou à virada aos 43 num lance em que o gringo novamente foi protagonista. Ele recebeu cruzamento e tentou de bicicleta. O chute saiu todo torto, e a bola foi na direção de Maycon, que dominou e marcou.


Um temporal desabou sobre Mirassol durante os primeiros minutos do segundo tempo. O campo pesado atrapalhou os jogadores. Ainda assim, o jogo se manteve movimentado, com chances de gols. O Timão seguiu tomando a iniciativa, e o Mirassol buscava velocidade nos contra-ataques. Aos 34, Kazim perdeu chance incrível após trapalhada entre o goleiro Vagner e o atacante Zé Roberto. A bola sobrou livre para o turco, mas, com gol aberto à sua frente, ele jogou para fora.


O castigo veio logo. Aos 36, Xuxa cobrou falta com perfeição e empatou a partida. Só que o Corinthians tinha mais apetite e se lançou à frente em busca da vantagem. Aos 38, ela veio, com o zagueiro Pedro Henrique, que pegou sobra após escanteio e marcou.







CORINTHIANS VENCE POR 3X2 FORA DE CASA o mirassol. AGORA TIMÃO TEM 15 PONTOS NO SEU GRUPO. 7 A FRENTE DO SEGUNDO






Colin Kazim-RichardsC
O que importa é que foi gol do Corinthians e que conseguimos uma importante vitória!
#EuSouCorinthians e tenho a melhor campanha do Paulistão 2017! Boa noite e bom Carnaval, Fiel! #VaiCorinthians


CorinthiansConta verificada‏@Corinthians  E para fechar, o gol do garoto Pedro Henrique, mais um formado na base do Timão, que decretou a vitória do líder geral do Paulistão!




 Imagens do gol do garoto Maycon, que vem jogando o fino da bola com o manto alvinegro.  #EuSouCorinthians #EuSouMaycon




A comemoração do gol de Pablo, que ajudou o Timão a vencer o Mirassol e chegar a melhor campanha do Paulistão 2017.





E ai, Fiel? Quem foi o destaque do Timão na vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol? #EuSouCorinthians


#EuSouCorinthians Timão vence Mirassol e sai para o carnaval com a melhor campanha do Paulistão: 15 pontos!


Pra não haver dúvidas, o Maycon foi substituido pelo Moisés. Gabriel permanece em campo. #EuSouMaycon

Substituição no #Timão! 2T | 42' | MIRxCOR 2-3


Guilherme Arana cruza, o goleiro rebate e a bola sobra para o zagueiro Pedro Henrique marcar o terceiro do Timão! 2T | 39' | MIRxCOR 2-3

GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL!
Mirassol 2 x 2 Corinthians 2T | 36' | MIRxCOR 2-2
Substituição no #Timão! 2T | 34' | MIRxCOR 1-2



QUE CHANCE! Após confusão na zaga do Mirassol, a bola sobra para Kazim, que chuta pra fora. 2T | 33' | MIRxCOR 1-2

Corinthians

Substituição no #Timão! 2T | 26' | MIRxCOR 1-2




Muito organizado taticamente, o Timão vai fazendo um bom início de segundo tempo. 2T | 11' | MIRxCOR 1-2


Bola rolando para a segunda etapa!  #VaiCorinthians





 Kazi.. ops, Pablo marcou o primeiro gol do Timão na vitória parcial por 2 a 1 sobre o Mirassol!  #VaiCorinthians



Fim de primeiro tempo em Mirassol! O Timão vai vencendo por 2 a 1 com gols de Pablo e Maycon! #VaiCorinthians


#EuSouMaycon Após tentativa de bicicleta de Kazim a bola sobra para Maycon que marca com categoria o gol da virada! 1T | 44' | MIRxCOR 1-2


GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL!
Após cruzamento na área, a bola sobra para o zagueiro Pablo que chuta firme e empata o jogo para o Timão! 1T | 39' | MIRxCOR 1-1


GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL!

UUUUUUUUH! Arana cruza e Kazim quase chega para marcar. No rebote, Gabriel chuta firme, mas o goleiro defende. 1T | 33' | MIRxCOR 1-0
Mirassol 1 x 0 Corinthians 1T | 28' | MIRxCOR 1-0


UUUUUUUUUH! Maycon coloca a bola na área e quase engana o goleiro! Escanteio para o Timão! 1T | 24' | MIRxCOR 0-0


Com mais de 20 minutos de bola rolando, o Timão vai comandando as principais ações ofensivas da partida. 1T | 22' | MIRxCOR 0-0


Primeira chance! Kazim recebe de Jô e chuta cruzado para defesa do goleiro do Mirassol. 1T | 05' | MIRxCOR 0-0

BOLA ROLANDO EM MIRASSOL! VAMOS! VAMOS CORINTHIANS! ESTA NOITE TEREMOS QUE GANHAR!


 Aquecimento dos goleiros do #Timão direto do gramado do estádio Municipal de Mirassol. #VaiCorinthians


Corinthians escalado!

 Corinthians já chegou! Daqui a pouco tem #MIRxCOR pelo Campeonato Paulista.  #VaiCorinthians
Tudo pronto no vestiário do Timão! #VaiCorinthians


O estádio Municipal de Mirassol pronto pra receber o duelo entre #MIRxCOR pelo #Paulistão. Premiere transmite o duelo às 19h30.



Volante corinthiano Maycon vive ano de sonho: enfim titular do Timão e prestes a ser pai
 volante repete várias vezes a palavra 'felicidade'. Além de ter conseguido inédita sequência no time, boa fase na vida pessoal, à espera de Asafe

Maycon tem 17 jogos e um gol pelo Timão
(Foto: Agência Corinthians)

Maycon tem 17 jogos e um gol pelo Timão
(Foto: Agência Corinthians)
Gabriel Carneiro
25/02/2017
07:30

Maycon não consegue disfarçar a felicidade. Na verdade, nem tenta. Aos 19 anos, o jogador do Corinthians está vivendo um ano de sonho na vida pessoal e também profissionalmente. Cercado de muita expectativa ao ser promovido pelo técnico Tite à equipe principal do Timão, o volante agora é titular, elogiado e badalado. E fora de campo alimenta a enorme expectativa e curte as últimas semanas de gravidez da esposa Lyarah. O Asafe Lucca está chegando aí.

A programação das famílias é que Asafe, nome bíblico de origem hebraica que significa "Deus se apoderou", nasça em 27 de abril. Três dias depois disso, acontecerá a final do Campeonato Paulista, jogo que o pai espera participar como titular do Corinthians. É para isso que ele está trabalhando, inclusive neste sábado, às 19h30, contra o Mirassol, pela sexta rodada da primeira fase da competição.

- É mágico. Todo homem sonha com isso, em formar uma família. E também em realizar o seu trabalho bem feito. Agora isso está acontecendo comigo ao mesmo tempo, graças a Deus. Estou muito feliz por esse momento que estou passando, quero aproveitar ao máximo porque daqui a pouco pode ser que aconteça alguma coisa e isso caia. Vou trabalhar para isso não acontecer, para que eu mantenha o foco e pés nos chãos para sempre seguir como estou agora: feliz - conta Maycon, ao LANCE!, exibindo largo sorriso.

Maycon é jogador profissional do Corinthians desde o início de 2016.Fez 2 gols na final do Corinthians eneacampeão da copinha em 2015 e foi emprestado à Ponte Preta no ano passado, vestiu a camisa 10 e fez boas atuações. Teve o nome cobrado pela torcida corinthiana por conta do talento demonstrado na base, mas não fez a pré-temporada de 2017 porque estava a serviço da Seleção Brasileira no fracasso do Sul-americano sub-20. A reapresentação ao Timão foi há duas semanas, e desde então foram duas partidas como titular, sendo uma delas o Dérbi.

Foi Maycon, formado na base do Corinthians, quem roubou a bola do rival e tocou para Jô fazer o único gol do primeiro clássico do ano do centenário. Não foi pouca coisa.

- Nós molecada falamos entre nós que temos que batalhar, mostrar para o Fabio e a comissão que merecemos a oportunidade, e quando surgir estar preparados. Muitas vezes alguns jogadores ficam tristes porque não têm oportunidade, mas tem que continuar trabalhando, persistir, porque uma hora vai pintar. Pô, você trabalha a vida inteira para chegar esse momento, tem saber que é especial e fazer valer a pena - reflete o maduro garoto de 19 anos.

CONFIRA A ENTREVISTA DO CORINTIANO MAYCON AO LANCE!:
Para você, qual foi a importância de ter atuado e sido decisivo em uma partida de tanta rivalidade, como na vitória corinthiana no Dérbi de quarta-feira?
Fico muito feliz, é sempre uma honra vestir a camisa do Corinthians, ainda mais em um jogo desse tamanho. Fico feliz demais por poder representar bem não só o Corinthians, como toda a nação corintiana. Esse é o intuito de quem chega aqui: representar bem a instituição e a nação. Fiquei feliz também pela partida que todos os companheiros fizeram, foi fundamental a dedicação, a raça que todos tiveram, fomos coroados com o gol no final e saímos vencedores.

Você já vinha sendo elogiado no ano passado, como foi ser emprestado para ganhar experiência e agora ter chance de jogar aqui?
Não poderia trabalhar com essa hipótese de talvez não voltar, não ter novas chances aqui. Fui para a Ponte convicto que tinha que mostrar meu potencial para poder voltar e mostrar que posso jogar aqui. Fiz boas atuações, no meu ponto de vista, quando Tite estava aqui, até mesmo com Cristóvão entrei num jogo e fui bem, sabia do meu potencial, sabia que poderia estar aqui e ajudar o grupo. Não sei se titular, reserva ou nem relacionado, mas sabia que poderia ajudar o grupo de alguma forma. Fiquei feliz depois da partida de quarta que consegui um dos meus objetivos, que era voltar bem e corresponder à altura.
'Fui para a Ponte convicto que tinha que mostrar meu potencial para poder voltar e mostrar que posso jogar aqui. Fiz boas atuações, no meu ponto de vista, quando Tite estava aqui, até mesmo com Cristóvão entrei num jogo e fui bem, sabia de todo o meu potencial', diz Maycon

Mas esperava já ser titular logo depois de voltar do Sul-americano?
Acho que as coisas acontecem no tempo certo. O Arana já jogou de titular, o Léo (Jabá) tem entrado, o Léo está no DM, contudido, não pode ser aproveitado. Mas eu sabia que poderia pintar a chance em qualquer momento e rápido, porque o time está em construção, está precisando de peças novas. A gente não teve férias, está com gás bom, início de temporada o pessoal sente um pouco, e a gente está com o gás da temporada passada. Sabia que poderia ajudar de alguma forma, e principalmente nessa forma, no gás, que a gente está um pouco mais preparado por não ter tido férias, então foi importante.

As férias não fazem falta, não?
Fazem, né (risos)? Mas isso aqui vale muito mais a pena. Jogar um jogo como o Dérbi vale muito mais a pena do que uma ou duas semanas de férias.

Espera continuar como titular nas próximas semanas?
Cada um está buscando o seu espaço. A gente tem um respeito muito grande. Quando um está jogando, o outro está no banco vibrando, comemorando vitória, gol, defesa do Cássio, todo mundo vibra, o respeito é muito grande. Cabe ao professor Fabio decidir o que é melhor para o jogo, cabe a nós nos prepararmos para ir bem quando a oportunidade aparecer e ajudar a equipe

Queria que você falasse um pouco sobre o modo como você tem entrado no time. Já jogou de ponta, de volante, no 4-2-3-1, no 4-1-4-1...
Eu tenho um transição muito forte, desde a Copinha fui bem fazendo isso, defendendo e chagando no ataque. A gente sabia que o rival flutuava muito com os pontas. Se ficasse só o Gabriel ali, talvez eles conseguissem achar espaço nas nossas linhas, e o professor Fabio me recuou um pouco, mas me deu liberdade de ir ao ataque quando a gente estava com a bola. No primeiro tempo quando podia fazer estava bem, no segundo foi um jogo à parte, nos defendemos mais, estávamos mais preocupados em chamar o time deles e sair no contra-ataque, então não consegui fazer muito isso.

Por falar em tática, você teve muitos treinadores preocupados com essa parte na sua carreira
Com certeza isso me ajuda, desde o Loss, agora o Fabio, todos os técnicos são importantes. O Tite era uma filosofia, o Eduardo (Baptista) era uma completamente diferente. Chega aqui com o Fabio junta um pouquinho do Tite com o Eduardo, com sistema defensivo forte e saída no contra-ataque. Vai acrescentando muito para mim, vou acumulando rodagem, vou acumulando passagem em times diferentes que estou me adaptando e conseguindo fazer um bom jogo.

Como foi a experiência no Sul-americano sub-20? Vocês não conseguiram a classificação para o Mundial, mas você individualmente foi bem avaliado.
Verdade. Comecei de reserva e assumi a posição depois no último jogo da primeira fase. Fui titular no hexagonal todo. É difícil quando as coisas não vão bem para o time, mas fiquei feliz com minha atuação. Acho que o time estava bem e tomava um gol, abalava todo mundo, sofria a virada... Isso que nos enfraqueceu. Foi um pouco injusto, mas o futebol conta com isso. Merecíamos classificar, tivemos atuações abaixo, sim, mas também fizemos outras boas atuações, anulamos o adversário, mas é futebol. Fiquei feliz com meu Sul-americano, me superei, comecei de reserva e virei titular. Fiquei feliz.

E o pessoal do Corinthians viu o quarteto do "Terrão" lá no Equador?
A gente já vem jogando desde o sub-15 e sub-17, já tem um entrosamento, isso conta bastante. Não só no sul-americano, mas contra o Palmeiras foi uma prova que a gente está lutando e buscando o nosso espaço. Acho que nós três ali da base conseguimos corresponder à altura.

Você está prestes a ser pai e virou titular do Corinthians. Agora é curtir a boa fase?
Com certeza, e também fazer de tudo para que se mantenha por um bom tempo. Tem pessoas que essa fase boa demora muito para chegar, e quando passa, passa por um curto momento... Mas meu objetivo é curtir bastante, porque estou muito feliz mesmo, então é trabalhar para que esse momento demore para passar. E se vier a acontecer uma má fase, que passe rápido. É com trabalho, foco e pés nos chãos, porque tudo passa, vai passar sempre.













25/02/2017 09h15

Trio comanda ascensão (e resenha) da base nos profissionais do Corinthians
Amigos desde a infância no Timão, Guilherme Arana, Maycon e Léo Jabá vão bem na vitória corinthiana em clássico e se firmam com Fabio Carille. Ao GloboEsporte.com, lateral lidera a zoeira


Por Diego Ribeiro e Fernando Vidotto

– Ladies and gentlemen, aqui é o Arana!


Normalmente tímido durante as entrevistas coletivas do Corinthians, o lateral-esquerdo Guilherme Arana se solta quando está ao lado de dois dos seus melhores amigos da vida. Coincidência ou não, eles também são formados na base e titulares do Timão. Os três devem enfrentar o Mirassol neste sábado, às 19h30 (horário de Brasília), no interior paulista.

A convite do GloboEsporte.com, Guilherme Arana comandou um bate-papo com os amigos. O lateral, de19 anos, juntou-se ao volante Maycon, também de 19, e ao atacante Léo Jabá – caçula da turma, com 18. Todos se conhecem há, no mínimo, oito anos. Assista à resenha no vídeo acima.


Desde a base, os três construíram uma amizade sólida que chegou ao profissional. Pelo lado esquerdo do campo, foram importantes na vitória do Corinthians por 1 a 0 no derby, quarta-feira passada. Maycon fez a jogada que resultou no gol de Jô.


Léo Jabá, Guilherme Arana e Maycon comandam resenha da base do Corinthians (Foto: Diego Ribeiro)

– Os três juntos por ali? Acho que não imaginava. A gente se entende bastante, e nosso lado foi bem, como o grupo todo. O Léo estava marcando cinco (risos), mas eles concentraram mais as jogadas do nosso lado. Deu tudo certo – comemorou Maycon.

Quem sofre mais é Jabá, caçula no profissional, que tem até seu apelido revelado: Boi.


– Fui recebido com a zoação de sempre, me deram esse apelido de Boi. Ele e o Malcom (atacante ex-Timão) falaram que eu era um trator, ficavam zoando. Feliz por estar com eles aqui. Antes eu pegava ônibus, hoje vou embora de carona com o Arana, na nave. Ar condicionado e tudo, aí é suave (risos). Ele está me ajudando muito – brincou Jabá.

Muitos falam que o clube não aproveita a base, não sei o quê... Agora está aproveitando e estamos dando conta do recado

Guilherme Arana, sobre o aproveitamento da base do Timão

Questionado sobre quem é o craque da turma, Arana, o mais velho, usa a humildade. Ao mesmo tempo, faz questão de elogiar os amigos que o acompanham desde o início.

– O Maycon é craque, o Jabá é craque. Eu sou bom. É manter essa amizade que formamos desde a base para a vida. É difícil você encontrar amigos de verdade, esses são meus amigos. Nas dificuldades e nas vitórias estão comigo – disse o lateral.

– Bom saber o que você pensa de mim! – retrucou Maycon.

Neste sábado, o Corinthians pode começar a partida com até seis pratas da casa – além deles, há o lateral-direito Léo Príncipe, o zagueiro Pedro Henrique e o atacante Jô. Este último, perto de completar 30 anos, é de outra geração da base corintiana.

– Muitos falam que o clube não aproveita a base, não sei o quê... Agora está aproveitando e estamos dando conta do recado. Isso motiva os garotos que estão na base hoje. Antigamente, assistíamos ao clássico pela televisão. E não poderia imaginar que poderia estar representando essa nação, ainda mais junto com meus amigos. Ainda vamos muito além – desejou Arana.

– Dá para confiar nos garotos. Trabalhamos desde a base esperando esse momento, e vamos, sim, dar conta do recado! – avisou Jabá.


Corinthians
Próximo adversário: Mirassol
Data e horário: sábado, às 19h30 (de Brasília)
Local: Estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol
Escalação provável: Cássio; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Fellipe Bastos, Maycon e Léo Jabá; Kazim e Jô
Desfalques: Giovanni Augusto, Marlone e Guilherme
Arbitragem: Vinicius Furlan apita, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Luis Alexandre Nilsen
Transmissão: Premiere, Premiere HD e PFCI (com Odinei Ribeiro e Luiz Ademar)
Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir das 18h30










Autor do gol do título do Corinthians na Copinha, Marquinhos relembra a conquista do Deca

Atacante comenta sobre presságio de companheiro sobre o importante gol, que ajudou o Timão na conquista do décimo título da competição


10h00 25/02/2017 - Agência Corinthians






© Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians


Há um mês, no dia 25 de janeiro, o Corinthians conquistava a Copinha de Futebol Júnior pela décima vez em sua história. Peça fundamental da equipe comandada por Osmar Loss – hoje auxiliar técnico de Fábio Carille no elenco principal do Timão – e autor do gol que decretou a vitória do Alvinegro diante do Batatais, Marquinhos relembrou o triunfo.

“Esse gol representou muito para mim e para a minha família, que sempre batalhou por mim”, comentou o atleta. Marquinhos disse que um grande companheiro de equipe na conquista do Deca teve um presságio sobre o importante tento. “Ainda em Taubaté (onde o Corinthians jogou a primeira, a segunda e a terceira fase da competição), tinha falado com o Renan [Areias, volante da equipe] que sempre fazia gols decisivos e ele disse que eu faria o gol do título. Deu certo!”, brincou o jogador.

Para Marquinhos, a conquista foi um sonho realizado. “Entrar para a história de um clube da grandeza do Corinthians é algo que levarei para o resto da vida com muito orgulho”, completou.

O jogador – assim como os outros atletas campeões da Copinha, exceto Carlinhos, Mantuan e Pedrinho, que foram promovidos para a equipe principal do Alvinegro – curte seus últimos dias de férias. O elenco se reapresenta na próxima quinta-feira (02/03), no Parque São Jorge, onde encontrarão Dyego Coelho, ex-auxiliar técnico de Loss, e, agora, treinador do Sub-20 do Corinthians. A primeira competição importante do ano será a Copa do Brasil Sub-20, já em abril.






Corinthians enfrenta Mirassol para ter melhor campanha do Paulistão 2017

Timão vem de três vitórias consecutivas na competição estadual


10h00 25/02/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agencia Corinthians


No início da noite deste sábado (25), às 19h30, o Corinthians encara o Mirassol no estádio José Maria de Campos Maia, na cidade de Mirassol, interior paulista, pela 6ª rodada do Paulistão 2017. O duelo, que marca a disputa das duas melhores campanhas da competição, terá transmissão do canal Premiere.

Após vencer por 1 a 0 no #DerbyDaRaça, o Timão busca a quarta vitória consecutiva para chegar a melhor campanha da competição estadual. Com 12 pontos, o Corinthians lidera o grupo A do Paulistão e tem a segunda melhor campanha na tabela geral. Já o Mirassol, adversário do Alvinegro, lidera o grupo D com 13 pontos ganhos, um a mais do que o Timão.

Foram poucos duelos entre Corinthians e Mirassol na história, mas com retrospecto extremamente positivo para o Timão. Em seis duelos, disputados desde 2008, o Alvinegro tem três vitórias e três empates.

Na última vez que enfrentou o Mirassol, pelo mesmo Paulistão em 2013, o Corinthians venceu por 1 a 0 com gol de cabeça do atacante Romarinho, no mesmo palco do duelo deste sábado, o estádio municipal José Maria de Campos Maia. Já no primeiro duelo entre as equipes, a partida terminou em empate sem gols, no Estadual de 2008.

Após a partida contra o Mirassol, o Timão muda o foco para a segunda fase da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (01), o Corinthians visita o Brusque-SC, em busca da vaga para a terceira fase da competição nacional.







Corinthians põe ingressos à venda na internet para jogo contra s7os.
Não-sócios do Fiel Torcedor tem 5% de desconto na compra pela internet das entradas para o clássico na Arena Corinthians válido pelo Paulistão Itaipava


16h00 24/02/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agencia Corinthians


No próximo sábado (04) é dia de clássico Alvinegro na Arena Corinthians. O Corinthians encara s7os em jogo válido pela sétima rodada do Paulistão Itaipava 2017 no estádio corinthiano a partir das 18h30. Os ingressos para essa partida estão à venda na internet – para sócios e não sócios do Fiel Torcedor – pelo www.fieltorcedor.com.br/ingressos.

As entradas estarão disponíveis para compra na internet até as 13h45 do próximo sábado (04), dia do clássico. Quem não é sócio do Fiel Torcedor pode comprar com 5% de desconto.

25/02/2017 07h30

Missão ataque: Corinthians tem seis das sete vitórias obtidas em 2017, pelo placar de 1 a 0 e busca ser mais artilheiro após solificação defensiva
Por Carlos Augusto Ferrari


Fábio Carille e Jô durante o treino do Timão no CT (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)

A heroica vitória do Timão no derby, na quarta-feira, deu ao técnico Fábio Carille a tranquilidade necessária para continuar o processo de reconstrução do Corinthians. A meta agora é fazer o ataque funcionar melhor. Se os resultados agradam, o desempenho ofensivo deixa a desejar. Das sete vitórias do Timão no ano, seis foram por 1 a 0.

O primeiro desafio após o Dérbi acontece neste sábado, às 19h30 (de Brasília), contra o Mirassol. No interior, o Timão encara o único invicto da competição estadual.

O único triunfo alvinegro acima do placar mínimo aconteceu justamente na estreia em 2017, em uma partida não-oficial. A equipe goleou o Vasco por 4 a 1, pelo Torneio da Flórida, e surpreendeu pelo volume de jogo e pelo número de oportunidades criadas – Camacho, Marlone, Kazim e Marquinhos Gabriel marcaram naquela ocasião.
Nas oito partidas seguintes, o Timão fez seis gols, em seis vitórias por 1 a 0. A defesa, ponto forte da equipe neste momento, se comportou muito bem, e o ataque busca ajustes.
– Precisamos ser mais decisivos, achar o melhor passe e fazer as melhores escolhas para marcarmos – disse Carille.

O Corinthians vem obtendo bons resultados. Em nove partidas na temporada, foram sete vitórias, um empate, aproveitamento de 81,48% dos pontos em disputa. O time tem a segunda melhor campanha do estadual, com 12 pontos, e lidera com folga o Grupo A, com quatro de vantagem.

Kazim comemora o gol marcado na vitória do Timão sobre o osasco Audax, também por 1 a 0 (Foto: Marcos Rilbolli)


Para enfrentar o Mirassol, Carille ainda não confirmou a escalação do Timão, mas ensaiou uma novidade na sexta-feira. Antes concorrentes pela vaga de centroavante, Kazim e Jô podem atuar juntos, agora com o esquema 4-4-2. Com eles em campo, o Timão ganha, na teoria, mais presença na área e, claro, fica com um poder maior nas finalizações.

Os atacantes precisam de bons desempenhos neste início de ano para provarem à diretoria que podem ser decisivos. Os dirigentes querem aguardar o rendimento deles antes de decidir se partem em busca de um outro centroavante para disputar o Brasileirão.

Nos dois últimos jogos, funcionou. Kazim marcou o gol da vitória sobre o Audax, enquanto Jô o da nova vitória corinthiana no Derbys. Vencer por 1 a 0 vale (e muito), mas a Fiel e Carille ainda esperam mais.







Corinthians enfrenta o Mirassol para conquistar a quarta vitória Com ataque inédito, Corinthians encara o Mirassol (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
25/02/2017 8h00
A vitória no derby embalou o Corinthians no Campeonato Paulista. Neste sábado (25 de fevereiro), o Timão encara o Mirassol, dono da melhor campanha geral na fase de grupos do Estadual, no Estádio Municipal José Maria de Campos Maia, às 19h30 (horário de Brasília).
Para esta partida, no entanto, o Timão terá mudanças em sua formação titular. Com o desgaste físico na vitória no Dérbi, a comissão técnica decidiu poupar quatro jogadores: o lateral-direito Fagner, o zagueiro Balbuena, o meia Rodriguinho e o atacante Ángel Romero. Com isso, o Alvinegro irá a campo com Cássio; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Fellipe Bastos, 
e Maycon, Léo Jabá ; Jô e Kazim.


Goleiros: Cássio e Caíque;

Laterais direito: Fagner, Léo Príncipe

Laterais esquerdo: Guilherme Arana e Moisés;

Zagueiros: Balbuena, Pablo, Pedro Henrique e Vilson;

Volantes: Gabriel, Paulo Roberto, Maycon, Fellipe Bastos e Marciel;

Atacantes: Romero, Kazim, Jô e Léo Jabá;