29 de jun de 2016

CORINTHIANS 29/06/2016

CORINTHIANS JOGA HOJE
29/06 - Quarta-feira
Am-MG x Corinthians - Independência - Brasileirão

28 de jun de 2016

CORINTHIANS 28/06/2016



Corinthians goleia Fluminense e assume liderança no Brasileirão Sub-20

Com uma atuação intensa, Timão fez 4 a 0 e derrubou o último invicto da competição nacional


21h30 28/06/2016 - Agência Corinthians





© Divulgação


Nesta terça-feira (28), o Corinthians deu um passo importante rumo à classificação para a semifinal do Campeonato Brasileiro Sub-20. Fora de casa, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), a equipe comandada por Osmar Loss goleou o Fluminense por 4 a 0 e deu fim à invencibilidade dos atuais campeões na competição nacional.

Aos seis minutos do primeiro tempo, Lauder abriu o placar para o Timãozinho. Fabricio cobrou o escanteio pela direita, Léo Jabá desviou de cabeça e o camisa 9 só empurrou para o fundo da rede. Foi seu segundo gol na competição nacional. O Alvinegro ampliou, aos 17 minutos. Lauder deu belo lançamento para Léo Jabá pela direita e o atacante, com calma, tocou por baixo das pernas do goleiro do Fluminense. Ele também chegou ao seu segundo gol no Brasileirão Sub-20.

Aos 16 minutos da etapa complementar, o Corinthians fez o terceiro. Fabricio cobrou escanteio pela esquerda e Thiago cabeceou forte. O goleiro do Fluminense fez uma defesa incrível, mas, no rebote, Carlo só escorou para o gol vazio. A vitória se transformou em goleada aos 28 minutos. Del Amore tirou a bola da defesa no chutão, que caiu no pé de Carlinhos. Ele tocou por cobertura e fez um golaço!

“Tudo aquilo que a gente planificou, os treinamentos enquanto eu estava fora [fazendo curso na CBF], que o [Dyego] Coelho (auxiliar técnico) e o André [Galbe] (preparador físico) comandaram, a partir daquilo que havíamos estudado do Fluminense, deu certo”, ressaltou Osmar Loss, treinador da equipe.

“Além de vencer um jogo muito competitivo, vencemos a partida na questão tática. As mudanças que a gente propôs para a equipe foram muito bem entendidas”, completou. Loss que acabou expulso no finalzinho da partida.

A vitória colocou o Timão na primeira colocação do Grupo E, com seis pontos em duas partidas (cinco gols de saldo). Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians viaja a Lajeado, no Rio Grande do Sul, para encarar a equipe do Grêmio, na Arena Alviazul. A partida acontece no dia 10 de julho, às 15h.

Corinthians

Filipe; Mantuan, Thiago, Del Amore, Carlo; Warian (Dudu), Dawhan, Rodrigo (Guedes), Fabricio Oya (Renan); Lauder (Carlinhos) e Léo Jabá (Lucas Amorim).

Técnico: Osmar Loss


CORINTHIANS SUB 20 VENCE POR GOLEADA DE 4X0 o flu, fora de casa
O Corinthians está na liderança do grupo E do Brasileiro Sub-20. Com gols do lateral-esquerdo Carlo e dos atacantes Lauder, Léo Jabá e Carlinhos, a equipe alvinegra venceu o atual campeão Fluminense nesta terça-feira à noite por 4 a 0, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), pela segunda fase da competição nacional.











28/06/2016 18h34

Desfalque no Corinthians, quarteto treina no campo; veja boletim médico
Bruno Paulo, Danilo, Yago e Walter vão a campo, mas não atuam. Outros quatro seguem fora dos treinos


Por GloboEsporte.com

Yago e Danilo voltaram a correr no CT
(Foto: Daniel Augusto Júnior/Ag. Corinthians)

Quatro jogadores que não enfrentam o América-MG nesta quarta-feira, às 21h45, no Independência, pela 12ª rodada do Brasileirão, foram a campo durante o treino fechado desta tarde, no CT Joaquim Grava.

O goleiro Walter, recuperado de um estiramento no músculo adutor da perna direita, fez seu segundo dia de treinos no campo e dá mostras de que poderá reforçar o time no domingo, às 16h, contra o Flamengo, em Itaquera. Contra o Coelho, em Minas, Cássio segue como titular.

Vetados para a partida, o zagueiro Yago e o meia Danilo correram no campo. Fora dos últimos três jogos – um por suspensão, contra o Botafogo, e dois por trauma ósseo no tornozelo, contra Atlético-MG e Santa Cruz –, o defensor ainda não tem prazo para voltar a jogar. Já o veterano, que teve lesão muscular na panturrilha direita, ficará até quatro semanas sem atuar.

Outro que deu as caras no campo foi Bruno Paulo. O atacante, contratado após o vice-campeonato paulista pelo Audax, chegou ao Timão machucado e passou por cirurgia nos ligamentos do pé direito. Ele realiza transição para o campo.

Fora por uma fratura na costela, o volante Elias não tem frequentado o clube, seguindo de repouso. Ele ainda tem 50 dias de recuperação pela frente. O atacante André, que operou uma hérnia inguinal, ainda demora três semanas para poder atuar.

Por fim, o volante Cristian realizou tratamento na parte interna do CT por uma lesão muscular na coxa esquerda. O retorno será em duas semanas. O zagueiro Vilson, com uma torção no tornozelo esquerdo, tinha a expectativa de retornar já nesta rodada, mas será ausência pelo segundo jogo consecutivo.

Veja as informações para o próximo jogo:

Próximo adversário: América-MG
Local: Independência, Belo Horizonte
Data e horário: quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília)
Escalação provável: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Uendel; Bruno Henrique e Rodriguinho; Romero, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel; Luciano.
Desfalques: Walter, Vilson, Yago, Danilo, Cristian, Elias, André e Bruno Paulo
Pendurados: André, Bruno Henrique e Fagner
Arbitragem: Wagner Reway (MT), auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (Fifa-MS) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Transmissão: TV Globo para SP, MG (Varginha, Coronel Fabriciano e Montes Claros), PR, GO, TO e BA (com Cleber Machado, Casagrande e Leonardo Gaciba) e Premiere, Premiere HD e PFCI (com Rogério Correa e Bob Faria)
Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir das 20h45
Cristóvão reúne elenco do Corinthians e diz: todos terão chance
Antes do treino desta terça-feira, com portões fechados à imprensa, treinador do Corinthians reuniu elenco para conversa. 


Cristóvão Borges reunido com o elenco do Corinthians no CT Joaquim Grava (Foto: Daniel Augusto Jr)

Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro
28/06/2016
18:06
O técnico do Corinthians, Cristóvão Borges, nesta terça-feira,  reuniu o elenco para uma conversa e aproveitou para prometer chances a todos.

O papo aconteceu no gramado do CT Joaquim Grava, antes do treinamento desta terça, com portões fechados para os jornalistas. Cristóvão ressaltou que a maratona de jogos no segundo semestre fará com que o elenco seja "rodado" e, desta forma, todos precisarão estar motivados e preparados para defender a equipe.

- Sabemos que todos seremos usados. O Cristóvão falou quando chegou aqui, falou hoje (terça-feira) também. É o discurso do Corinthians, que todos nós somos importantes. Todos se sentem úteis, isso é o mais importante. Quando a gente vem para o campo, todos se doam ao máximo. A oportunidade sempre aparece uma hora por lesões ou cartões dos companheiros. Não podemos perder essa gana de querer jogar - afirmou o lateral-esquerdo Uendel.










28/06/2016 17h59
Corinthians escalado para amanhã jogar em BH
Técnico fecha treino desta terça-feira, mas indica que não deve fazer mudanças para quarta-feira.


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga

Contra o América-MG, Corinthians deve repetir formação de vitória sobre o Santa Cruz

A vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o Santa Cruz, sábado, na Arena Corinthians, deu algumas respostas ao técnico Cristóvão Borges. Por isso, a tendência é de que ele mantenha o time para o duelo desta quarta-feira contra o América-MG, às 21h45 (horário de Brasília), em Belo Horizonte.

Em treino fechado para a imprensa nesta terça-feira, no CT Joaquim Grava, Cristóvão não escondeu a provável escalação e só usou o momento de privacidade para orientar melhor os jogadores e trabalhar jogadas ensaiadas. Os jornalistas só tiveram entrada liberada por volta das 17h, com o treino praticamente finalizado.


Entrevistado do dia, o lateral-esquerdo Uendel brincou com jornalistas sobre o treino fechado no CT, o terceiro desde a chegada do novo treinador.

– Vocês estavam olhando ali no muro, né? (risos)

Em um dos gramados, porém, foi possível observar os 11 titulares separados por Cristóvão. Eles faziam um trabalho de bolas paradas.


Estavam em campo Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel; 
Romero e Luciano.

O técnico ainda não pode contar com o goleiro Walter e o zagueiro Vilson, que se recuperaram de lesões, mas não estão na forma física ideal. Walter treinou com bola pelo segundo dia seguido e deve estar à disposição para o jogo de domingo


O elenco do Corinthians viaja a Belo Horizonte na noite desta terça e se concentra na cidade até horas antes do jogo. Com 19 pontos, o Timão é o quarto colocado na tabela do Brasileiro e busca a liderança.

Confira abaixo as informações do Corinthians para o jogo de quarta:

Corinthians x América-MG
Local: Independência, Belo Horizonte
Data e horário: quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília)
Escalação provável do Corinthians: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Uendel; Bruno Henrique e Rodriguinho; Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel; 
 Romero e Luciano. 
Desfalques: Walter, Vilson, Yago, Danilo, Cristian, Elias, André e Bruno Paulo
Pendurados: André, Bruno Henrique e Fagner
Arbitragem: Wagner Reway (MT), auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (Fifa-MS) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Transmissão: TV Globo para estado paulista, MG (Varginha, Coronel Fabriciano e Montes Claros), PR, GO, TO e BA (com Cleber Machado, Casagrande e Leonardo Gaciba) e Premiere, Premiere HD e PFCI (com Rogério Correa e Bob Faria)

Parte de treino do Corinthians foi fechada; Cristóvão deve manter formação contra o América (Foto: Marcelo Braga)




CORINTHIANS VIAJA HOJE COM




Walter e Vilson não viajam a BH, mas estão recuperados de lesões. Devem voltar ao Corinthians no domingo,. #trsccp

FOTOSaiu a lista de relacionados para a partida de amanhã!
Crédito: Divulgação

Oficial: Vilson e Walter não estão à disposição do Crinhians contra o América-MG #trCOR
17:52


Elenco alvinegro viaja ainda esta noite para a capital mineira.




Fim da entrevista coletiva do lateral Uendel. E aí, o que acharam das respostas?
Uendel comenta o discurso de Cristóvão: "Já era um grupo que sabia que todos seriam usados, o Cristóvão falou isso na chegada, falou hoje. É o discurso do Corinthians. Todos vão ser importantes, e todos se sentem úteis. Todos se doam ao máximo porque sabem que a oportunidade aparece, às vezes de uma hora para outra. Não podemos perder essa gana de vir aqui e treinar 100%".

O grupo do Corinthians é muito sincero nas entrevistas? "Demais, às vezes assusta (risos). Mas isso é bom, não tem problema algum em externar os sentimentos. O importante é que dentro do grupo todos se respeitam. E também não deixar de treinar forte, o problema às vezes é o cara não falar nada na imprensa, mas deixar de treinar bem aqui. O que acontece no jogo é reflexo do treinamento".

"Nosso elenco está reduzido por causa de lesões, então sabemos que todos serão importantes. Não tem segredo nenhum, o grupo é muito bom e fácil de trabalhar. Estamos muito unidos", completa Uendel.

Nosso elenco está reduzido por causa de lesões, então sabemos que todos serão importantes. Não tem segredo nenhum, o grupo é muito bom e fácil de trabalhar. Estamos muito unidos", completa Uendel.

Uendel é questionado sobre as reclamações de Guilherme, que virou reserva: "Nosso grupo é bastante tranquilo, entendemos as palavras dele. Ele foi sincero, ele é bem sincero. Ele não entendeu porque saiu, mas respeita. O que nunca pode se perder é o respeito pelo companheiro. Ele é um dos caras que mais trabalham aqui, confiamos muito nele. Cristóvão falou que vai utilizar todo mundo".
O lateral responde sobre o possível retorno de Pato ao Corinthians: "Se ele voltar, receberíamos da melhor maneira possível. A diretoria vai definir se vai utilizar ele, emprestar, tentar vender... Mas se ele ficar, vamos receber de braços abertos".


Uendel é questionado sobre as falhas: "Acontece, todo mundo está sujeito a errar, é um erro técnico que pode acontecer com qualquer jogador. Na defesa, quando um erro acontece geralmente acaba em gol, mas tivemos poucas falhas neste ano. Não foi falta de comunicação ou treinamento, nos concentramos bastante antes dos jogos. É coincidência ter dois seguidos".


"No outro lado, o Romero não segura tanto a bola e é mais agudo, domina a bola e vai para o um contra um. São detalhes que mudam, mas deu certo no último jogo, principalmente no primeiro tempo, e vamos ver se ele mantém todos para esse jogo de quarta-feira. Se continuar com essa ideia de jogo, tem tudo para dar certo", completa Uendel.

Uendel comenta a mudança no time, com Romero aberto pela direita e Luciano na frente: "O Marquinhos fica mais pelo meu lado, e o Giovanni centralizado. Meio que inverte os papeis que aconteciam no começo do ano. Estávamos acostumados a um atacante mais agudo pelo meu lado, agora é pelo lado direito. Então a posse de bola fica com o lado esquerdo, e minha função é dar esse apoio a ele".
Uendel fala sobre o desempenho da defesa nos últimos jogos: "Não tem só um fator, tivemos muitas mudanças na equipe, não só no setor defensivo, e isso acaba tirando aquela sequência que a equipe tinha. Normal um jogador novo entrar e ter de se adaptar. Continuamos nos defendendo bem, mas em um ou outro lance tomamos gols. Cristóvão tem a mesma ideia de defesa, linha de quatro, por zona, facilita".


O lateral é questionado sobre o trabalho de Cristóvão: "É muito cedo para analisar, nem tivemos tempo de treinar ainda. Ele está colocando alguns conceitos aos poucos, mal conseguimos trabalhar no dia a dia, a não ser nesse treino em véspera de jogo, que é mais de bolas paradas. Tem as ideias dele de jogo, conhece bem os adversários, dá toques importantes. É cedo para qualquer tipo de comparação".

17:40
Está encerrada a entrevista coletiva de Uendel.


17:40
Teve Cássio, Romero, agora o Guilherme... Esse grupo é sincero demais? "Às vezes até assusta, né? Mas é bom, não tem problema externar o sentimento, o importante é a gente se respeitar e não deixar de treinar forte."

17:39
De que forma os jogadores mais experientes podem ajudar o Cristóvão? "Passando tranquilidade. Nosso grupo é muito bom em relação a isso. A questão do Guilherme a gente entendeu, ele foi sincero, falou que não entendeu por que saiu, mas disse que respeita. O mais importante é o respeito pelo companheiro, que nunca se perdeu aqui. Ele é um dos caras que mais trabalham aqui, está sempre na academia se dedicando. A gente confia muito nele. O Cristóvão se reuniu com a gente, falou que vai aproveitar todo mundo até o fim do campeonato. Nosso grupo está reduzido por conta de lesões, sabemos que todos serão importantes, como já têm sido. Não tem segredo, nosso grupo é fácil, bom de trabalhar, e está unido atrás de um só objetivo."


17:37
Você vive o melhor momento da carreira? "Com certeza. Desde que cheguei tive uma evolução grande como jogador e como pessoa, na parte ofensiva e na defensiva, que era cobrado de mim no início. Aprendi com os auxiliares e com certeza me sinto muito bem, principalmente fisicamente, pois as lesões ficaram para trás."


17:36
Lateral também fala sobre a renovação de contrato: "Fiquei bastante feliz. Quando meu empresário falou da ideia de estender o contrato, a diretoria tinha a mesma ideia, então foi uma negociação muito rápida. Em uma semana já se resolveu tudo. Fiquei feliz por ganhar mais um ano de contrato, agora tenho mais dois anos e meio de clube. Agradeço a confiança da diretoria e da comissão técnica por apostarem em mim. Agradeci também aos meus companheiros. Isso me dá uma tranquilidade para trabalhar aqui e me sentir útil. O clube tem 100% dos meus direitos também, isso mostra a confiança deles em mim."


17:34
"Pro treinador é importante fechar treino, não municiar o adversário. Mas vi que vocês estavam olhando ali no muro", brinca Uendel #trCOR



17:32
Como vocês receberão o Pato caso ele volte? "Da melhor maneira possível. Já trabalhamos com ele aqui, sabemos do potencial dele. Quando ele saiu do Brasil foi em altaA diretoria vai decidir o que vai fazer, se vai emprestar, vender... A gente não se mete, mas se ele voltar, receberemos de braços abertos."


17:31
"Esse tipo de erro acontece, todo mundo está sujeito. É um erro técnico, pode acontecer com qualquer um. Ali na parte da defesa quando erra acaba resultando em gol, então não podemos cometer esses vacilos. Desde o começo do ano tivemos poucos erros, acontece com qualquer equipe. Não foi por falta de comunicação ou de treinamento. É coincidência mesmo acontecer dois erros em sequência. Trabalhamos para diminuir isso", opina Uendel.

Uendel comenta o treino fechado: "Vocês estavam olhando ali no muro, né? (risos)" #trsccp


Luciano empinando pipa no fim da atividade #trsccp





Uendel segue falando por aqui #trCOR





Bruno Paulo, que se recupera de lesão, conversa com membros da comissão #trsccp




Balbuena em ação. Jogará ao lado de Pedro Henrique novamente #trsccp


CORINTHIANO UENDEL FALA


Sobre Pato: "Se vier, recebemos de braços abertos. Se não vier, desejamos sorte a ele", diz Uendel #trCOR 17:27

Sobre mudanças na defesa: "Essa mudanças acabam tirando aquela sequência que a equipe tinha, é normal ter jogador novo entrando. A gente continua se defendendo bem, mas de vez em quando acaba havendo erros. Acabamos tomando gols, mas num todo continuamos nos defendendo bem. O Cristóvão chegou e manteve a estratégia de marcação por zona, nunca individual, linha de quatro... Isso vai facilitar para a sequência do campeonato"
17:25
"Sabemos que todos seremos usados. O Cristóvão falou quando chegou aqui, falou hoje também. É o discurso do Corinthians, que todos nós somos importantes. Todos se sentem úteis, isso é o mais importante. Quando a gente vem para o campo, todos se doam ao máximo. A oportunidade sempre aparece uma hora por lesões ou cartões dos companheiros. Não podemos perder essa gana de querer jogar."

17:23

Ele é questionado sobre as declarações de Guilherme: "Não tem problema externar o sentimento, o mais importante é dentro do campo a gente se respeitar e não deixar de treinar forte. O problema é quando o cara não fala nada na imprensa e aqui não treina forte. Sabemos que o resultado em campo é fruto do que fazemos no dia a dia. Nos doamos ao máximo aqui, independentemente do que é dito fora."


17:23


Uendel fala com a imprensa por aqui #trCOR 

17:21

Vamos acompanhar a partir de agora a entrevista coletiva do lateral-esquerdo Uendel.


Corinthians diz que não negocia Pato com clube brasileiro. Expectativa é de manter o jogador na Europa. #trsccp


17:10
Maioria dos titulares já dispensada do treinamento, a caminho do vestiário #trCOR

17:06 portões abertos no CT do Corinthians #trCOR

16:59
Cristóvão trabalha posicionamento em bolas paradas #trCOR




Walter participa mais uma vez do treino dos reservas. Mostra estar recuperado #trsccp

Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique e Rodriguinho; Romero, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel; Luciano. #trsccp




Cristóvão faz treino fechado, mas de longe é possível ver que Corinthians vai enfrentar o América-MG sem mudanças. #trsccp



Treino fechado mais uma vez no Corinthians. Cristóvão vai escalar o mesmo time contra o América-MG #trsccp 


Em recuperação física, goleiro Walter celebra novo contrato no Corinthians: 'Motivação'
28/06/16 - 15:31



Goleiro voltou aos treinos em campo nesta segunda, no CT do Timão (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)


Por LANCE!

Jogador do Corinthians desde maio de 2013, o goleiro Walter acertou a renovação de seu contrato com o clube na semana passada, agora com validade até o fim de 2019 - o vínculo anterior vencia em agosto do ano que vem. Hoje em tratamento de lesão no músculo adutor da coxa direita, o camisa 27 do Timão se pronunciou sobre a prorrogação do vínculo e agradeceu a confiança do clube. Apesar da lesão, o goleiro tem motivos para comemorar.

- Agradeço ao Corinthians por confiar em mim e renovar novamente meu contrato. Antes de chegar aqui era difícil eu ter tranquilidade para trabalhar porque não sabia como seria o mês seguinte em clubes pequenos do interior. A estabilidade que o Corinthians me proporciona só me dá mais motivação e vontade de trabalhar ainda melhor para retribuir a confiança. Quero ficar aqui por muito tempo - disse o goleiro do Corinthians.


Antes do Timão, Walter havia passado sufoco com contratos curtos e dificuldades. Revelado pelo XV de Jaú, clube da cidade onde nasceu, ele defendeu Iraty-PR, Rio Branco-PR, Londrina, J. Malucelli, Caxias-RS, Novo Hamburgo-RS, Noroeste e União Barbarense antes de fechar com o Corinthians. Hoje o goleiro já soma 42 partidas pelo clube, e vinha sendo titular antes de se lesionar.

Ainda sob o comando de Tite, Walter ganhou a posição de Cássio na abertura do Campeonato Brasileiro e foi titular oito partidas seguidas, até se lesionar contra o Fluminense, em Brasília. Substituído por Cássio no intervalo daquele jogo, o goleiro iniciou tratamento de lesão na coxa direita com previsão de volta para um mês. Em 11 dias, ele já voltou ao gramado nesta segunda-feira, e agora só precisa de fortalecimento para ficar à disposição e voltar a atuar normalmente.

- Felizmente a recuperação está sendo muito boa. Voltei a treinar no campo, me senti muito bem e acredito que logo terei condições de ser relacionado novamente. É muito ruim ficar fora por lesão, mas só tenho a agradecer a todos do departamento médico e da fisioterapia que têm me ajudado para estar pronto rapidamente - elogiou o goleiro corintiano.














Além de zagueiro e atacante, Timão traça perfil e busca opção na lateral

28/06/16 - 07:00


Por Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro





Cristóvão terá nomes na mesa nas próximas semanasFoto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Além de um zagueiro e um atacante, o Corinthians também deseja a contratação de um lateral-direito para o segundo semestre. O clube já observou alguns nomes, acionou o mercado e nas próximas semanas deve fazer investidas a partir de um perfil já traçado.

O Corinthians deseja um jogador jovem, que ainda não tenha tido todo seu potencial explorado, mas que já tenha mostrado qualidades em competições de alto nível e não represente uma perda técnica muito grande quando Fagner não atuar. Uma referência do clube é trazer alguém como Uendel, que foi bem na Ponte Preta e chegou ao Timão no início de 2014, tendo que esperar um ano pela saída de Fábio Santos para se tornar titular.

O Timão entende que Fagner é um nome interessante ao mercado europeu nesta janela de transferências, não descarta uma transferência, e ainda tem a convicção de que ele será convocado à Seleção Brasileira por Tite e, assim, pode desfalcar a equipe no Brasileirão e na Copa do Brasil. O Corinthians conta só com o garoto Léo Príncipe na reserva.

Aos 19 anos, o jovem já foi relacionado para quatro jogos – curiosamente, todos após a saída de Tite –, mas ainda não estreou como profissional. Ele estava emprestado ao Oeste/Audax antes do Timão pedir o retorno, o que aconteceu há mais de um mês.
- Nós confiamos no Léo, não é à toa que ele está no elenco. O Cristóvão precisa conhecê-lo mais, só estão trabalhando juntos há uma semana. A gente não sabe se a oportunidade vai aparecer e quando aparecer como o menino vai se comportar dentro de campo. Que tem qualidade e competência para estar aqui, tem. Mas precisamos esperar esse momento de oportunizá-lo ou não. É uma situação que temos que acompanhar. Às vezes o mercado não é tão positivo assim para você substituir ou ter um reserva ou mesmo uma segunda opção para o setor. Todas essas avaliações você precisa fazer antes de contratar. Não pode contratar mais um para ele simplesmente virar uma segunda opção. Uma oportunidade hoje pode virar problema amanhã. Temos de ter calma nas avaliações para trazer segurança no trabalho, para que o Cristóvão possa ter jogadores que somem em campo - explica o gerente de futebol do Corinthians, Alessandro Nunes.

Fagner, que em breve deve ganhar novo concorrente, atuou em 31 dos 36 jogos oficiais do Timão no ano, e é considerado unanimidade, inclusive por Cristóvão. Ele tem contrato até o fim da temporada de 2018.



28/06/2016 07h05
No Corinthians, Alessandro sente-se pronto para novo cargo e avalia reforços para o Timão
Antes coordenador de futebol, ex-lateral do Corinthians é promovido para a função que era de Edu com a saída dele para a CBF.

Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga

Alessandro se tornou gerente de futebol do Corinthians (Foto: Marcelo Braga)

O homem que levantou duas das taças mais importantes da história do Corinthians em 2012 (Mundial e Libertadores) tem, há quase 15 dias, o peso do futebol corintiano em suas mãos. Antes coordenador de futebol e dividindo funções com Edu Gaspar, que partiu para a CBF, Alessandro Nunes teve um desafio enorme em seus primeiros dias como gerente: achar o substituto para Tite.

Em entrevista ao GloboEsporte.com, o ex-lateral-direito falou da escolha de Cristóvão Borges para o cargo de técnico do Timão, em decisão tomada em conjunto com o diretor-adjunto Eduardo Ferreira, o presidente Roberto de Andrade e o ex-mandatário Andrés Sanchez. E também da difícil busca por reforços para qualificar a equipe neste segundo semestre.


Alessandro assumiu as funções de Edu no Corinthians. Há quase nove anos no Corinthians (seis como jogador e dois anos e meio na diretoria), ele apostou na continuidade e acabou premiado com um cargo de maior peso dias depois. Uma “bronca” que ele diz estar apto para encarar.

– Não digo bronca (risos). Sinto-me pronto, confesso que me sinto assim. É uma experiência diferente porque você passa a pilotar e ficar à frente de todas as decisões que eu dividia com Edu (Gaspar). Mas me sinto pronto, conheço o clube, os departamentos, as pessoas. Estou feliz e com uma margem de crescimento absurda. O período que tive com ele, com Mano Menezes e com Tite me deram uma bagagem positiva para seguir meu trabalho com Roberto (de Andrade) e com o Edu Ferreira – destacou.


CONFIRA ABAIXO OS PRINCIPAIS TRECHOS DA ENTREVISTA


GloboEsporte.com: Como foram suas experiências como coordenador nestes dois anos e meio de clube após a aposentadoria? Aprendeu muito com Edu Gaspar?
Alessandro: No meu primeiro ano, fui mais na linha de observar, pegar a dinâmica do dia a dia, do trabalho, não só na integração com o futebol amador, mas para conhecer as funções, as atividades, carga horária. Além dos treinos, tem as reuniões, a preocupação com os departamentos físico, técnico, o laboratório, a estafe toda. O CT é amplo, tem gente trabalhando o dia todo e temos de dar suporte. Tem ainda os departamentos jurídico e de registro, que são bem relacionados ao futebol. É um mundo que eu não conhecia. Dividi muito com o Mano também, que me ajudou na passagem de atleta para coordenador. Fui participando de reuniões técnicas, me posicionando no que eu conhecia. E assim fui me soltando para, a partir de 2015, estar mais ativo com o Edu.


O campo por si só já qualifica para a função ou é preciso buscar conhecimento fora?
O campo dá uma bagagem bem grande, dá conhecimento para abordagens técnicas, para feelings de dia a dia, de jogador, em situações para ficar atento. Mas se faz necessário não se apegar só a isso, fazer cursos, conhecer novas ideias de trabalho, clubes, estruturas, CTs, metodologias de trabalho. Tem de participar de reuniões, congressos, isso agrega não só em network, mas também para trocar ideias.


Você conseguiu participar de congressos e buscar novas informações?
Fui a pouquíssimos, alguns no Parque São Jorge e na CBF. No primeiro ano fiquei nessa de aprendizado e no segundo eu e o Edu começamos a dividir as funções e as viagens. Confesso que gostaria de ter feito mais (cursos), o futebol te suga bastante.


Como foram essas duas semanas? Tudo aconteceu muito rápido no clube...
Sabíamos que qualquer situação ruim com a seleção brasileira seria direcionada ao Tite. Pelo profissional que é e por sua competência. Ficamos preocupados, mas não imaginávamos que tudo ocorreria na velocidade que ocorreu. Estávamos nos preparando para o jogo contra o Fluminense e veio aquele turbilhão. Foi rápido, mas futebol é assim. Foi importante o Roberto tomar a decisão que dali em diante seguiriam novas pessoas. Fomos ao jogo com auxiliares que dominam muito o elenco, tínhamos confiança que fariam um bom trabalho. E vida que segue. Fica o orgulho em saber que Tite, Edu e os auxiliares estão na Seleção. Perdemos pessoas com ligação forte ao clube, mas seguimos nossa busca constante por resultados.


Sondaram Roger Machado e Sylvinho antes do acerto com Cristóvão Borges?
O único contato foi com Sylvinho. Na quarta se definiu a saída do Tite, dali seguimos para Brasília e ficamos em contato com presidente por telefone, mas não sentamos para discutir nomes, o que seria o ideal. Roberto fez um contato com Sylvinho, que já conhecíamos por ter sido auxiliar aqui, mas ele tinha uma sequência na Europa para fazer. Sexta, na nossa primeira reunião, chegamos ao nome do Cristóvão. Roberto foi bater um papo com ele no sábado e domingo ele já estava no CT pela manhã.

Cristóvão Borges e Alessandro Nunes: parceria
(Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)

Por que escolheram Cristóvão?
Pelo profissional que é, pelo trabalho que tinha feito, buscamos referências que foram as melhores possíveis, pelo passado como atleta, por ser respeitado no mundo do futebol. São características que você busca no profissional. E somos um clube com uma identidade, em que as coisas estão funcionando. Tinha de ser um profissional para chegar e acrescentar. Estamos felizes. Tudo o que tínhamos de expectativa está se comprovando em nosso dia a dia.


Havia uma preocupação para que não houvesse uma ruptura no estilo de Tite?
Com todo respeito ao trabalho do Tite, sou até suspeito para falar dele, mas a nossa preocupação maior era com o clube. Por tudo o que o clube evoluiu de 2008 para cá, por sua marca, característica própria, por seu torcedor, sua maneira de jogar. Pesamos muito. Não podemos trazer em nenhuma área um profissional eu queira ser radical com mudanças. Futebol é imediato e a mudança radical não traz um resultado tão imediato. Era preciso que fosse um profissional que com o tempo aplicasse suas ideias e o que acredita, mas que no início tivesse calma e paciência. O clube tem uma marca forte que não pode ser quebrada.


Vocês renovaram com Walter, Cássio e Uendel. Vem mais por aí?
Tem situações prestes a acontecer, bem avançadas inclusive, e outras que vamos monitorar.

Corinthians renovou recentemente com Walter, Cássio e Uendel. Bruno Henrique deve ser o próximo da fila


A renovação do Bruno Henrique está travada?
É uma situação de direito federativo fácil de solucionar e o quanto antes vamos finalizar, está adiantado. São questões jurídicas. Acho que nas próximas semanas faremos isso com calma.


Cristóvão Borges já pediu a contratação de reforços. A busca é por um zagueiro e um atacante?
Estamos bastante atentos, existe um canal de comunicação forte entre o treinador e a diretoria para que a gente traga melhorias ao elenco, mas não quero deixar de enfatizar o quanto temos um elenco qualificado, a prova disso é nossa posição na tabela (quarto no Brasileirão) mesmo com as mudanças que tivemos. As melhorias são naturais, o mercado não favorece tanto, não nos dá tantas opções do que a gente acredita que precisa. Falar em nomes é difícil, pois jogamos para cima (os valores) e o que estava sendo fácil de tratar entra em um caminho difícil. Estamos de olho, monitorando situações para no momento certo trazer mais qualidade ao Cristóvão.


Vários clubes estão trazendo reforços do mercado sul-americano. Virão de lá?
É o que todo mundo mais tem buscado, recentemente os clubes têm se direcionado mais ao mercado sul-americano do que ao brasileiro, mas não acredito que seja só nele que vamos encontrar soluções. Acredito que no Brasil, com um pouco mais de calma e acompanhando os clubes, você terá atletas em momentos positivos. O cuidado de trazer um atleta tão rápido é o de errar. Sempre na necessidade você acaba se precipitando um pouco. Traçamos uma linha de calma. O torcedor às vezes gostaria de contar com esse ou aquele, mas a gente às vezes não consegue pela situação financeira ou porque ele já passou os sete jogos no Brasileirão, mas estamos monitorando para não perder oportunidades.


Cássio e Luciano tiveram problemas pessoais recentemente que podem ter tido reflexos no campo. Vocês conversaram com eles?
Conversamos bastante com Cássio no período difícil das semanas da perda da avó e na perda da titularidade. Estamos sempre dispostos a ajudá-los, mas quando um atleta relaciona um problema pessoal temos cuidado para não espremer demais. Se ele dividir conosco, ok. Senão, tomamos cuidado. Mas conversamos bastante com ele com Luciano também.
Nota da Redação: Luciano levou golpe de agente.


E como viu a reclamação do Guilherme, que se queixou da reserva publicamente?
Não fico chateado com incômodo do atleta, fico feliz. É importante que se manifeste assim, com certeza isso vai ser um fator emocional para ele voltar a ser titular. Não pode ficar dando risada porque saiu da equipe. Ele tem que ser sincero, não pode gostar, mas tem de respeitar quem está entrando, o seu treinador, vir treinar e buscar a titularidade. Com Guilherme, todo mundo tinha receio de lesões, e ele mostrou que não. Se envolve na parte nutricional e física, busca cada vez mais. Foi uma situação pontual.


É impossível imaginar Alexandre Pato de volta ao elenco?
Não dá para dizer essa palavra, hoje temos um novo treinador, temos Pato com seis meses de contrato, precisamos quando ele retornar aos trabalhos entender o que pensa também, o que projeta para a carreira dele. No início do ano ele não projetava jogar, ele queria ir para a Europa, e assim fez no Chelsea. Há questões que precisamos sentar, conversar e alinhar para tomar decisões. Vamos esperar o término do contrato dele com o Chelsea, que até o último dia pode exercer (a compra), então não podemos nos antecipar.


O Chelsea já manifestou alguma coisa?
Não, até o momento não.


É possível usá-lo como uma moeda de troca para fazer render algo ao clube, seja dinheiro ou algum outro jogador? Amenizar o prejuízo? Ele está em um nível muito qualificado, tem características para jogar em qualquer equipe brasileira, sabe finalizar como poucos, é jovem, tem muita lenha para queimar ainda, estamos falando de um excelente atleta, não podemos avaliá-lo mal. Dá para visualizar e esperar alguma coisa bastante importante.

Se Cristóvão quiser contar com ele e o próprio Pato topar, a diretoria aceitaria o retorno?
Vamos conversar. Antecipar agora a ideia do treinador ou o pensamento do Pato não é possível. Estamos a dias de colocar um ponto final na questão. Vamos fazer com calma.

Corinthians campeão da Libertadores em 2012 com Alessandro de capitão (Foto: Agência EFE)







Gerente corinthiano Alessandro 'pega gosto' por gestão e admite busca de reforços no Timão

28/06/16 - 06:


Alessandro ocupa novo cargo no Corinthians há apenas duas semanas (Foto: Ale Vianna/Eleven/Lancepress!)


Por Bruno Cassucci

Alessandro trocou uniforme e chuteira pela roupa social e gostou. No cargo de coordenador de futebol do Corinthians, ganhou não só o "Nunes", sobrenome que passou a ser incorporado nas reportagens sobre ele, como também experiência e conhecimentos em áreas que mal conhecia. Hoje, trata de assuntos jurídicos e administrativos com desenvoltura. Aos poucos ele foi ganhando bagagem e espaço dentro do clube, a ponto de o presidente Roberto de Andrade lhe confiar o cargo de gerente de futebol, antes ocupado por Edu Gaspar, que na última semana acompanhou Tite rumo à CBF.



O mais curioso na "transformação" de Alessandro, hoje com 37 anos, é que atualmente ele diz sentir prazer justamente naquilo que nunca esteve acostumado a fazer: negociações, discussões financeiras, trabalhos burocráticos... A bola, o campo, o vestiário, onde ele esteve até os 35, ainda agradam, mas não mais como nos tempos de lateral-direito.



Nesta segunda-feira, ele desligou os dois celulares (que recebem mensagens e tocam insistentemente durante todo o dia) por pouco mais de meia hora no CT Joaquim Grava para falar com a reportagem do LANCE!. Na entrevista abaixo, o capitão do título mundial do Corinthians fala sobre o novo desafio na carreira, diz que o Timão tem elenco para brigar pelo título e comenta o planejamento do clube. Confira:




Você queria assumir o cargo de gerente agora? Sente-se preparado?

A gente nunca escolhe a oportunidade para estrear como jogador profissional, virar titular definitivamente, trocar de clube pequeno para um grande... Isso infelizmente não é no nosso tempo. A gente se prepara para evoluir e alcançar status maiores. Quando eu parei de jogar tomei a decisão de seguir como coordenador do clube e dois anos e meio após isso sou gerente de futebol com a rápida saída do Edu para a Seleção Brasileira. É uma mistura grande de satisfação com responsabilidade a mais. Estou em um cargo muito difícil e preciso estar preparado para essa função. Por outro lado, fiquei esses dois anos e meio ao lado de um baita executivo, que hoje está na Seleção Brasileira e me direcionou, me fez conhecer o clube melhor ainda... As palavras "pronto" ou "preparado" talvez não sejam as que eu quero dizer, porque quero sempre evoluir, melhorar, aprender... Mas estou feliz e confiante com a oportunidade, me sentindo privilegiado por ter chegado aqui para disputar a Série B e ter terminado como campeão mundial e já na aposentadoria ter tido a oportunidade de trabalhar em uma função que gostei. Hoje estou em uma função de responsabilidade e confiança. Agradeço muito ao presidente, quero retribuir a confiança ao longo do trabalho. Em resumo, é difícil essa preparação, não dá para saber o momento que a oportunidade vai aparecer. Basta a nós estarmos preparados e acreditar.

Como foram as conversas para você virar gerente?

Foi tudo muito rápido. Na quarta-feira (15/6) o professor (Tite) esperou o presidente chegar e comunicou ele, em reunião, que havia aceitado o convite da CBF e que o Edu também havia sido convidado e também aceitou. Então o presidente se reuniu rapidamente conosco e falou: daqui para frente o Tite, o Edu, o Cléber (Xavier, auxiliar-técnico), o Matheus (Bachi, filho e auxiliar de Tite) estão indo. Chama o Fábio Carille (auxiliar-técnico) e o Fernando Lázaro (coordenador do Cifut), eles vão comandar a equipe, e falou que eu iria no lugar do Edu, que era quem iria viajar a Brasília. A gente estava alternado, em cada viagem ia um. Foi toda aquela correria, na quarta à tarde, e ele foi para a entrevista coletiva e se posicionou. Foi tudo muito rápido. Na segunda (13/6) acompanhamos toda aquela questão da Seleção, mas eu não imaginava que o Edu estaria envolvido, falava-se do Tite, é claro, mas o Edu ainda não era certo, só estava sendo ventilado.



E o que sentiu?

Tem uma mistura de felicidade pelo reconhecimento de tudo que eles fizeram aqui, o Tite um pouco mais, o Edu em cinco ou seis anos aqui dentro e conquistou muita coisa... Agora é batalhar pelo meu espaço, mostrar meu trabalho, dar sequência a tudo que dá certo aqui no clube e com o tempo colocar coisas que acredito... Foi assim, rápido e corrido. Cheguei para um dia de trabalho achando que à noite voltaria para casa, mas fui para Brasília. É aquilo que o futebol costuma proporcionar, uma velocidade absurda.



Como tem sido a rotina agora? Gerente de futebol trabalha mais?

Mais, com certeza. Afora a presença em todas as viagens, que antes eu me revezava com o Edu, tem a questão de se preocupar mais com o departamento. Antes, em dois, a gente combinava: "chega mais cedo você, eu vou depois...", mas agora tenho a preocupação de chegar antes, ver se está tudo bem. Tem alguns departamentos no CT que têm que estar funcionado plenamente, bem coordenados para que todos vão preparados para o campo... Então o trabalho aumenta, a preocupação também, me envolvo bastante. O trabalho que era feito em dois agora é em um só, dobrei a carga (risos).



O que mais gosta no seu trabalho atualmente?

Por incrível que pareça o que mais me despertou, mais me entusiasmou foi a parte administrativa, não só essas reuniões para deixar o departamento organizado, mas também com agentes, empresários, jurídicas, administrativas, de registro... Coisas que no começo eram novas para mim e eu fui me envolvendo, gostando, e conhecendo melhor. Você só vai aprender se for curioso, estar envolvido no dia a dia. Essa é a parte que mais me interessa. Quero solucionar tudo para deixar tudo redondinho. O campo, o treino, a gente vai, olha, é prazeroso... Mas, sei lá, talvez esses anos todos ali dentro já tirou um pouquinho do desejo e a função não é mais essa. Agora olho, até tenho compreensão de algumas coisas, mas só vou opinar se um auxiliar ou um treinador me der o espaço. Respeito, cada um dentro da sua função. Mas o que mais me entusiasma é isso, a gestão, quero que as pessoas estejam bem, que os funcionários estejam felizes, que se tiver algum problema eles me procurem para resolver, isso me entusiasma.



E do que menos gosta? Lidar com pais de garotos que querem espaço no clube, por exemplo?

Não tem uma questão muito pontual que eu fale "caramba, tudo que eu não gostaria era resolver isso." A parte mais dura ainda são as viagens, nas quais você fica dois ou três dias fora e completamente envolvido com o jogo, quase não dá para fazer as coisas que resolveria no escritório. Essa parte de base a gente faz, chama o pai e a mãe, explica porque o garoto ainda não subiu, fala que é momento de ter paciência e não firmar um contrato profissional tão longo como eles e o próprio atleta esperava... Isso é bacana. A avaliação correta do atleta te dá segurança para explicar isso aos pais. Por mais que os pais e o empresário não acreditem e optem por deixar o clube. Essa parte eu gosto, acho interessante, tem que ter uma paciência danada, é natural.

Ex-jogador defendeu o Timão por seis temporadas de suas 13 como profissional, de 2000 até 2013 (Foto: Eduardo Viana/ LANCE!Press)

Fez algum curso desde o fim da carreira? Como foi a capacitação?

Não consegui. Fui pouquíssimo. Fui em curso na CBF, no Rio, mas cursos diários, coisa de chegar, ficar um dia e voltar. Coisas bacanas de gestão, mas só. A dinâmica do futebol é complicada, não consegui fazer uma viagem mais longa para conhecer filosofias e metodologias de trabalho... Não consegui, por exemplo, ir para a Europa, como o Edu fez em algumas ocasiões. Ficar 10 ou 15 dias fora é quase impossível. Fui em cursos de gestão e palestras e gostei. O mais legal é essa troca de experiência, de informações. Você fala com outro executivo, divide os problemas que ele tem e são parecidos com os seus, mostra como solucionou, que às vezes é diferente da forma dele... Troca de experiência ajuda muito.



O Edu Gaspar foi seu grande mentor?

Com certeza. Desde o primeiro dia que entrei aqui procurei olhar o que ele estava fazendo, a maneira como estava conduzindo, como resolvia problemas, o modo como ele procurava se antecipar a algumas situações... Sempre fui muito observador.



E no fim vocês já estavam 100% integrados...

Ele até brincou, porque eu falei "caramba, você está indo, como vai ser o dia a dia?" E ele falou: você nem percebeu, mas já estava pilotando há muitas rodadas e meses. A gente estava se alternando. Em alguns dias eu participava de reuniões que ele havia agendado e só passava a pauta para mim, depois definíamos juntos. Eu também já fazia viagens com a delegação, estava ciente de tudo que envolve um dia de jogo. O Edu me inseriu no departamento, naturalmente fui pegando e fazendo as coisas. Ainda tenho muito para fazer, a experiência te dá um lastro positivo e eu só estou há dois anos e meio.

Como o mercado e os jogadores recebem um ex-atleta em função de gestão?

Penso que no primeiro momento é muito bem recebido. Depois depende do perfil, da maneira que a pessoa lida no dia a dia com os atletas. O contato é diário, importante também para o atleta, que tem necessidades, às vezes quer dividir alguma dificuldade... Deixo minha porta aberta, para que eles possam compartilhar as dificuldades não só com o treinador, como com a gente. Creio que eles podem até olhar para a gente com mais segurança, por já ter sido atleta.



Reconhece um caso mais difícil nesta nova função?

Nunca teve um caso dificílimo no profissional, que tenha tido dificuldade para resolver. Até aquelas negociações que não deram certo, como o Guerrero, por exemplo, sabíamos que fizemos tudo que poderia, fomos até onde o clube poderia ir. A parte mais difícil é no departamento amador, alguns contratos de formação para entrar no trabalho, a dificuldade dos pais para entender que o menino não vai ficar rico no primeiro contrato... Os problemas maiores, mais longos para solucionar, vieram do amador.



O gerente também vira um conselheiro dos jogadores dentro do Corinthians? Há casos complicados hoje, como Luciano, Cássio...

Na verdade é um trabalho todo do Corinthians, do presidente a um simples funcionários. As relações com os atletas são diretas. A gente cria intimidade para que eles possam dividir questões profissionais e pessoais. É difícil pontuar como abordar questões pessoais. Se ele não traz isso para a gente, não tem como chegar até ele. O que o clube sempre fez a pedido do presidente é ficar completamente à disposição para auxiliar o jogador. Tem que ver o caso. O do Luciano é bem claro. O agente teve alguns problemas, ele trocou e hoje está com um novo agente. Já o Cássio a gente vinha acompanhando e conversando com ele desde antes, lá atrás, quando ele perdeu a avó, infelizmente. É um cara que a gente tem um carinho muito grande, estaremos solícitos a ajudar em qualquer problema que ele venha a ter. Isso vale para todos. O clube está com as portas escancaradas, a sala do Cristóvão, a minha e a do presidente estão às ordens para os atletas, pois precisamos deles confiantes e seguros para os jogos.



A postura do dirigente nesse caso é ativa ou você espera as manifestações?

Não nos baseamos por resultados. A gente convive diariamente com os atletas, em um simples comportamento já temos um sinal que dá a iniciativa de abordar os atletas. Pelo longo convívio sabemos se o atleta está bem, como está a vida fora daqui... estamos sempre abertos, trocando mensagens... solícitos a eles. Não precisa nem ser um grande problema. Teve vários casos pequenos que fomos procurados, solucionamos e as questões não vieram a público. É uma comunicação que tem que existir para evitar problemas maiores.



Como é a divisão de trabalho no departamento de futebol hoje?

A diretoria trabalha integrada, eu, presidente e Eduardo Ferreira. Eu faço esse elo técnico, junto com o Cristóvão e a comissão técnica, inserindo o Cifut (Centro de Inteligência do Futebol). Não necessariamente os atletas que interessam surgem do Cifut. O Cifuté um banco de dados completamente atualizado, parrudo para nos dar informações precisas de atletas que a gente acha importante. O mercado é gigantesco. A gente não precisa ir no computador para saber onde o atleta está. Pelo conhecimento, sabemos onde está a maioria. Mas alguns não. O Cifut dá uma precisão absurda. Surgem nomes interessantes também, porque o Cifut tem uma capacidade de avaliação maior que a nossa por conta de toda a demanda de trabalho que temos. Há atletas, por exemplo, que saíram de clubes menores ou estão disputando estaduais em clubes menores. A gente vai trocando figurinhas.



É assim para buscar jogadores também?

Existe sempre um contato inicial, que é combinado entre o presidente e o Eduardo Ferreira. Eu não faço isso sem comunicar o presidente ou o Eduardo Ferreira.



Com o elenco atual o Corinthians briga por quais objetivos?

Vai brigar sempre pelo título, Libertadores, independentemente do elenco. Temos um grupo bastante qualificado, confiamos em todos que aqui estão, são jovens, com margem de evolução ampla. Está em um início de campeonato e vai buscar regularidade, uma sequência positiva. Está muito cedo para falar, estamos na briga e não podemos desgarrar. Estamos a uma vitória do líder, buscamos um pouco mais de regularidade, encontrar umas três vitórias, o que nos dará condição de brigar pelo título. Tem muita coisa ainda, o campeonato está só começando.



O grupo hoje é pequeno, como disse o Cristóvão?

A gente está com um grupo bom, 32 jogadores é um número com o qual o Corinthians vem trabalhando nos últimos anos. Nós detectamos o que é importante agregar ao elenco, já sabemos, isso foi dividido com o Cristóvão, mas não ficamos levantando pontualmente e passando a vocês. Daqui a pouco aquilo que temos bastante adiantado muda tudo, valoriza-se mais... Você sabe como funciona. Mas estabelecemos um canal de comunicação direto com o Cristóvão com base naquilo que achamos ser necessidade ao elenco. Vamos buscar cada vez mais oportunidades ao clube. O time é muito bom, se tivermos oportunidade, vamos fazer.



Para a zaga é necessário, já que o Felipe foi vendido?

Não dá para dizer qual o setor. De repente a gente pontua uma posição e ali na frente ela passa a não ser mais necessária. Hoje o Pedro fez sua quarta ou quinta partida e mostrou uma qualidade muito grande e ainda tem muito a evoluir. Temos o Yago voltando de lesão, Balbuena, Vilson... Quatro excelente atletas mais um da base, que é o Léo. Se for uma oportunidade interessante para somar, vamos fazer, mas tem que vir para agregar.



Então o Corinthians está buscando reforços?

Não tem um foco urgente. Como disse, havia coisas alinhadas, que colocamos para o Cristóvão, que é o novo treinador. As coisas estão em andamento e caso se concretizem ele vai ser o primeiro a saber. Ele está a par de tudo o que o clube está buscando. Temos que ter paciência. Não podia o Cristóvão chegar aqui e no dia seguinte chegar um novo profissional. O treinador está chegando, ele precisa conhecer as situações que estão acontecendo... Precisamos ter calma e paciência para não errar nessa tomada de decisão.



Há negociações para contratar jogadores, então?

O Corinthians nunca parou e não vai parar, está atento, se mexendo, tendo reuniões, o torcedor pode ter a certeza. Se tiver possibilidade de reforçar e ajudar, isso será feito, com convicção e responsabilidade diante do que o presidente e o Cristóvão pensam.



E existe alguma proposta para alguém ir embora?

Nenhuma consulta nem proposta para ninguém, sinceramente.



Chegar à Seleção é uma ambição sua também?

Estou há poucos dias como executivo, é difícil falar. Estou há quase nove anos no clube, tenho uma história e um carinho grande, não posso olhar tão para frente. Tenho uma margem de crescimento grande, tenho muito a evoluir como profissional e pessoa. Quero poder contribuir mais com atletas, diretoria e funcionários neste momento em que estou tendo uma nova oportunidade. Quando cheguei em 2008 jamais imaginava que poderia ser campeão do mundo. A gente tem que trabalhar a cada dia, pois é assim que se conquista resultados.













28/06/2016 09h38

Emoção de Luciano não é por acaso; veja cinco motivos para o desabafo
Jogador tem que superar lesão séria, problema com empresário, risco de não ir a Olimpíada, jejum após lesão... Atacante ganha confiança após gol e tenta ser artilheiro ideal para o Corinthians


Por Diego Ribeiro

O jogo desta quarta-feira do Corinthians contra o América-MG, às 21h45 (horário de Brasília), em Belo Horizonte, representa o início de uma nova era para o atacante Luciano. Depois do gol, do choro e do desabafo na vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o Santa Cruz, sábado passado, ele se vê mais leve na tentativa de comandar o ataque do Corinthians no Campeonato Brasileiro.

– Acho que ganho bastante confiança, foram vários meses sem fazer gol desde que voltei da lesão. Acho que causei uma boa impressão para o treinador, muito tempo sem marcar. Agora é trabalhar dentro de campo pra voltar a marcar – afirmou.

Entender o choro de Luciano não é tarefa difícil. Desde uma grave lesão sofrida no joelho direito, em agosto do ano passado, o atacante passou por um longo calvário que incluiu a troca de empresário, o quase fim do sonho olímpico e um jejum de dez meses sem gols.

Com a boa atuação na vitória do Corinthians sobre sta cruz, Luciano voltou a acreditar que pode alcançar seus objetivos em 2016. Ele seguirá titular do Corinthians contra o América-MG e, se retomar a boa fase, deve desbancar André na disputa por uma vaga no ataque corintiano.

Confira abaixo cinco fatores que contribuíram para o choro de Luciano:


PREJUÍZO COM EMPRESÁRIO

Luciano cai no choro (Foto: Marcos Ribolli)

Luciano era ligado a Marcos Santos, dono de uma empresa de marketing esportivo. O agente, porém, sumiu há alguns meses e deixou o atacante “órfão”, a ponto de ele passar a trabalhar com outro empresário, Nilson Moura. A explicação: Marcos Santos estava preso por desvio de dinheiro público, falsidade ideológica e formação de quadrilha.

Marcos Santos é, na verdade, Wesley de Moura Lima, procurado pela Interpol. Marcos (ou Wesley) ainda é acusado por Luciano de ter contraído empréstimos em seu nome – o dinheiro, claro, jamais chegou às mãos do atacante. O imbróglio fora de campo atrapalhou seu desempenho dentro dele, de acordo com análise da diretoria.

CONTUSÃO


Antes da lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito, Luciano era titular do Corinthians e vivia fase iluminada sob o comando de Tite, em agosto de 2015. Quando voltou a jogar, em fevereiro passado, após grave lesão demorou para ter confiança necessária para marcar gols.

SONHO OLÍMPICO

Luciano não sabe se está na pré-lista de 35 jogadores montada pelo técnico Rogério Micale para a Olimpíada no Rio de Janeiro, mas vinha alimentando o sonho desde o ano passado. Ele era convocado regularmente até a lesão. Depois dela, voltou a ser lembrado para amistosos contra Nigéria e África do Sul, em março. Com a sequência de jogos e a boa fase, a esperança de ser chamado para a seleção brasileira ficou renovada.


DURA CONCORRÊNCIA

Luciano sabia que não podia mais errar. Depois de uma sequência em branco como titular, perdeu a vaga para Romero, mas voltou a ter oportunidade com Cristóvão Borges no comando. O gol lhe dá alento diante de um clube que busca centroavante desde o início do ano. E ainda há a sombra de André, que também não vivia boa fase e agora se recupera de uma cirurgia de hérnia. O atacante sabia que teria chance única contra o Santa Cruz.


PERMANÊNCIA NO TIMÃO

Enquanto se recuperava da lesão, Luciano teve contrato renovado até dezembro de 2017. Um voto de confiança, claro. Mesmo assim, a diretoria, até pouco tempo atrás, não descartava uma negociação por empréstimo a outro clube – fato que mudou com a escassez de atacantes, a volta do gol e o potencial de crescimento mostrado pelo jogador de 23 anos.









28/06/2016 12h02
Corinthians avalia desconhecido atacante
Presidente do Timão diz que clube está monitorando Getterson, do J. Malucelli-PR
Por GloboEsporte.com


A diretoria do Corinthians estuda investir na contratação do atacante Getterson, do JMalucelli, do Paraná. que não foi contratado pelo rival por ter em sua rede socia; declarações ofensivas a este rival e declara-se corinthiano de coração.
– Temos um departamento que fica monitorando todo mundo. É um jogador que foi visto antes e estão vendo de novo agora – afirmou o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, em entrevista ao canal Fox Sports.
O Cifut (Centro de Inteligência do Futebol do Corinthians) vem fazendo relatórios sobre o desempenho de Getterson para que a diretoria possa decidir se vai abrir negociações. Enquanto isso, o atacante voltou a treinar em Curitiba. Ele se destacou pelo JMalucelli ao marcar cinco gols último no Campeonato Paranaense.
O Corinthians segue as avaliações a Getterson. O clube procura por um centroavante para reforçar o elenco, mas gostaria de buscar um jogador renomado para ser titular. Com André fora após realizar uma cirurgia de hérnia inguinal, Luciano voltou a ser o “camisa 9” do Timão.




CORINTHIANS LIBEROU MEIA MATHEUS PEREIRA PARA O EMPOLI E SEGUE COM SEUS 5% SOBRE DIREITOS FEDERATIVOS DO JOGADOR





Ontem, meia Danilo treina em campo e está perto de voltar no Timão; Veja mais casos


Meio-campista de 37 anos participa de trabalhos em campo pela primeira vez desde que sofreu lesão muscular na panturrilha. Timão ainda tem mais seis lesionados atualmente


LANCE!

28 JUN2016
12h36

Nesta segunda-feira, os médicos do clube deram duas boas notícias ao técnico Cristóvão Borges: Walter e Danilo iniciaram o processo de transição para o campo e já estão mais próximos de voltar.

Walter sofreu um estiramento no músculo adutor da coxa direita há 12 dias, mas já trabalhou em campo nesta segunda, ao lado do preparador de goleiros Mauri Lima. A previsão de volta era de um mês, mas tudo indica que o retorno do concorrente de Cássio será antecipado. Assim também deve ocorrer com Danilo, que sofreu uma lesão muscular na panturrilha direita no dia 12, com expectativa de voltar aos treinos em um mês e meio. O prazo foi superado, e ele também participou de trabalhos físicos neste início de semana. 


Além de Vilson, que não atuou na vitória por 2 a 1 sobre o Santa Cruz em razão de uma torção no tornozelo esquerdo, mas já está em fase final de tratamento de lesão, o Corinthians ainda tem sete jogadores em processo de recuperação. 


Experiente meia treinou no gramado do CT nesta segunda-feira (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)Foto: LANCE!


Walter e Danilo não são os únicos jogadores lesionados atualmente. Além deles, Yago, Elias, Cristian, Bruno Paulo e André também estão fora de ação, fora da lista de nomes à disposição de Cristóvão Borges. Veja, a seguir, os prazos de recuperação e quais são as lesões de cada um.

YAGO
Em tratamento de um edema ósseo no tornozelo direito, deve voltar aos treinos ainda nesta semana.

ELIAS
Sofreu uma fratura na costela durante a partida contra o Fluminense, no dia 16. De acordo com as previsões, deve ficar mais cerca de 50 dias fora dos treinos.

CRISTIAN
Após sequência de jogos, sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda. Já está fora há duas semanas e deve perder mais duas.

BRUNO PAULO
Chegou ao Corinthians com uma lesão ligamentar no pé direito, passou por cirurgia, e já está em transição para o campo. Fez trabalhos físicos e deve iniciar treinos com bola nos próximos dias.

ANDRÉ
Operou uma hérnia inguinal há uma semana, com previsão de ficar um mês fora. Assim, deve perder mais três semanas de trabalho.












Presidente do Timão não descarta que Pato volte a jogar pelo clube, mas ainda quer negociá-lo em deinitivo

28/06/16 - 10:59

A possibilidade de Alexandre Pato ganhar mais uma chance para mostrar seu futebol no Corinthians não está descartada. A poucos dias do empréstimo com o Chelsea chegar ao final, o presidente do Timão, Roberto de Andrade, declarou ao programa "Boa Noite Fox" que a situação do jogador está indefinida e que nem mesmo o eventual aproveitamento do jogador pelo técnico Cristóvão Borges não está descartado.

- A parte técnica eu não posso responder. O treinador hoje é outro, temos uma vida nova no clube. Caso o Pato volte, o treinador vai conversar com ele. Vamos aguardar e ver o que acontece. Ele é jogador do Corinthians, vou pagar o salário. Por que não? Não tem nenhum problema.

Caso o clube inglês não opte pela compra de Pato, o atacante deve se reapresentar no CT Joaquim Grava nesta sexta-feira, e Cristóvão Borges poderá participar da definição. O gerente de futebol do Timão, Alessandro Nunes, declarou ao LANCE! que deve haver uma conversa entre as partes nos próximos dias. Na ocasião, o Timão deve perguntar a Pato qual o desejo dele e também consultar o técnico, que assumiu o comando da equipe há uma semana.

- Ainda não tem nada definido, é preciso esperar, ter uma conversa com o Pato, o representante dele, e então definir. Em janeiro, o atleta manifestou o interesse de jogar na Europa e foi o que aconteceu - explicou.

Ao programa "Boa Noite Fox", Roberto de Andrade ainda teceu críticas sobre a maneira como a negociação por Pato ocorreu:

- Eu teria vendido o Pato. Não quero criticar ninguém, mas tentar negociar com um prazo maior de contrato era o que teria que ser feito. Teria feito em definitivo a troca O Chelsea foi a única opção que tivemos, e que o Pato aceitou.



















Corinthiano técnico Cristóvão observa jovens do Timão e prepara 'intensivo' para tempo livre
28/06/16 - 08:00


Por Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro
Cristóvão avaliará revelações nas próximas semanas


Antes coordenador técnico do Corinthians e responsável por acompanhar a integração do time profissional com as categorias de base, o ex-lateral Alessandro Nunes passou a ocupar o cargo de gerente de futebol há duas semanas, mas não perderá as funções de acompanhamento das divisões inferiores. Ele, inclusive, promete uma importante medida para facilitar o trabalho de Cristóvão Borges no conhecimento dos garotos.



- A integração vai continuar. Muitas pessoas perguntaram se a saída do Edu (Gaspar, novo coordenador de seleções da CBF) e essa demanda maior para mim iria dificultar, mas não vai. A categoria sub-20 está treinando aqui do lado, semana passada mesmo fui acompanhar um trabalho deles para cada vez mais a gente trazer essa integração definitivamente. Então nem vai aumentar nem vai dificultar a integração com a minha promoção. Talvez a gente acelere um pouquinho agora porque o Cristóvão e o Cassiano (de Jesus, auxiliar técnico) ainda não conhecem os atletas do amador. Nessas seis semanas que não teremos jogos durante a semana vamos tentar acelerar esse processo um pouco - citou o dirigente corintiano, ao LANCE!.



Nesta segunda-feira, um número de garotos maior que o habitual participou do treino dos profissionais no CT Joaquim Grava: Miullen, Cesinha, Caio Uriel, Luan e Nathan, do sub-20, além de Michel, Felipe, Franklin e Vitinho, da categoria sub-17. Outros jogadores também participam constantemente dos trabalhos, como Fabricio Oya, Léo Jabá, Antonio Guilherme, Lauder, Pedro Victor, entre outros.


O elenco atual do Corinthians conta com 32 jogadores. Deles, apenas oito têm passagem pelas categorias de base do clube: Matheus Vidotto, Caique, Fagner, Léo Príncipe, Guilherme Arana, Pedro Henrique, Léo Santos e Maycon. Eles têm o seguinte número de jogos oficiais disputados nesta temporada: dois, um, 31, zero, oito, quatro, zero e 14.


- Acho o elenco bastante qualificado. Nós já antecipamos bastante coisa ao Cristóvão, ele está a par das situações em andamento, coisas que o clube vem buscando e acompanhando. Neste contexto tem o departamento amador, com atletas que ele precisa conhecer para avaliar se o momento de aproveitar é esse. Só o tempo vai dizer se teremos mais atletas do sub-20, que é a categoria que temos que aproveitar, por ser mais experiente e madura. Ele (Cristóvão) tem que acompanhar para saber com o que pode contar - cita Alessandro.



CORINTHIANS PARA AMANHÃ
Pendurados: André, Fagner e Bruno Henrique




CORINTHIANS AO VIVO QUARTA-FEIRA, 29

Série A do Brasileiro

21h45 América-MG x Corinthians
Transmissão: TV Globo para o estado paulista, MG (Varginha, Coronel Fabriciano e Montes Claros), PR, GO, TO e BA (com Cleber Machado, Casagrande e Leonardo Gaciba) e Premiere, Premiere HD e PFCI (com Rogério Correa e Bob Faria)

CORINTHIANS HOJE

28/06 - Terça-feira
15h30 - Treino no CT Dr. Joaquim Grava

27 de jun de 2016

CORINTHIANS 27/06/2016










CORINTHIANS BUSCA REFORÇO DE CENTROAVANTE COMO PRIORIDADE (ANDA SEM CONSENSO DE NOME PARA BUSCAR), LATERAL DIREITO PARA RESERVA E ZAGUEIRO, DIZ PRESIDENTE ROBERTO ANDRADE











PRESIDENTE CORINTHIANO ROBERTO ANDRADE DIZ QUE PARCELAS DA ARENA ESTÃO SENDO PAGAS EM DIA E RENEGOCIA PRAZOS, VIA CAIXA, PARA AUMENTAR POR MAIS UM ANO. VE QUE GRANDE MEDIA DE PUBLICO DO CORINTHIANS, MAIS DE 30 MIL PESSOAS, DÁ UMA CERTA TRANQUILIDADE E GARANTIA DO PAGAMENTO. NÃO FALA MAIS DE PRAZO PARA ANUNCIAR VENDA DE NOME DA ARENA CORINTHIANS. DIZ QUE NEGOCIAÇÃO ATUAL ESTÁ ANDANDO E COM DEFINIÇÕES JURÍDICAS



PRESIDENTE ROBERTO ANDRADE DIZ ATACANTE ALEXANDRE PATO PODE SER REINTEGRADO SE TÉCNICO CRISTÓVÃO O QUISER DE VOLTA

DIZ QUE NÃO VE MOTIVO PARA NÃO PERMITIR CONVERSA COM TORCIDA ORGANIZADA E QUE SE TIVER INVASÃO CHAMA POLÍCIA

DIZ QUE TODAS SEXTAS E SÁBADOS CT DO CORINTHIANS É ABERTO AO TORCEDOR COMUM PARA ENCONTRO COM JOGADORES

 CORINTHIANS ESTÁ EM BUSCA DE ATACANTE, MAS MANTÉM NOME EM SIGILO, DIZ PRES ROBERTO ANDRADE


ROBERTO ANDRADE DIZ QUE NÃO FOI PROCURADO PELO GREMIO PARA VENDER CÁSSIO E RECLAMA DE CLUBE TER FEITO PROPOSTA DIRETO AO JOGADOR E NÃO TER PROCURADO O CORINTHIANS E SE FOR PROCURADO RESPONDERÁ QUE CÁSSIO NÃO ESTÁ A VENDA. RECEBEU APENAS UMA SONDAGEM DE INTERMEDIARIO













27/06/2016 23h04
Corinthians futsal cede empate por 3x3 em casa
Timão chega a estar dois gols à frente, mas não consegue vitória apesar de pressão


Por SporTV.com

Numa partida intensa no Parque São Jorge,  o empate persistiu entre Corinthians e Joinville, pela 12ª rodada da Liga Nacional de Futsal. Corinthians é 7º colocado e está na zona de classificação
O Corinthians saiu na frente após a cobrança de lateral de Marcel desviar em Eka e enganar Dudu. O Joinville empatou num golaço de Alex, mas logo os donos da casa abriram vantagem com Rocha e Pepita. Antes do intervalo, Eka conseguiu diminuir. Na volta da partida, Gabriel tabelou com Xuxa e igualou o marcador. Daí para frente, o Corinthians pressionou com Guitta auxiliando no ataque, mas o placar permaneceu inalterado.
Na 13ª rodada, o Corinthians visita o Orlândia nesta sexta-feira, às 20h15.




CORINTHIANS FUTSAL EMPATA POR 3X3 NO PQ SAO JORGE pela liga nacional de futsal contra joinville. CORINTHIANS É 7º COLOCADO COM 17 PONTOS


















Gerente Alessandro ve Guilherme com muita vontade no Corinthians
Segundo Alessandro Nunes, gerente de futebol do Timão, o discurso do camisa 10 evidencia a vontade dele de ajudar a equipe, algo que a direção espera de todos os atletas.

- Não é indisciplina. Ele falou os números que ele tem acompanhado, e realmente ele tem mostrado. É uma escolha técnica em um determinado momento, por questão do treinador, ele tem que respeitar. Isso não quer dizer que está feliz no banco. Ele está insatisfeito porque queria estar lá dentro jogando, é normal. Vai acontecer com qualquer atleta que não for titular. Mas não vai acontecer falta de profissionalismo. Hoje (segunda-feira) ele chegou e trabalhou como nos outros dias para ser titular. A busca tem que ser saudável. A relação segue da melhor maneira possível - declarou o dirigente






- Ele é um atleta em que confiamos muito. Tudo o que o Guilherme fez desde a chegada dele foi bastante satisfatório, ele é profissional, tem envolvimento absurdo, com cuidados físicos e nutricionais para ser um atleta de ponta. Isso está claro para nós. Ele está se dedicando muito. Eu ficaria incomodado se ele dissesse que está feliz de ir para a reserva. Nós precisamos que eles busquem a titularidade, tenham o desejo de ajudar a equipe. Quando a decisão do treinador for diferente, ele tem que aceitar. Mas isso não quer dizer indisciplina, falta de comprometimento ou de profissionalismo. Não podemos falar nada do Guilherme. O Cristóvão já tinha conversado com ele, eu também. Não existe problema quando ele faz um manifesto desse - comentou Alessandro.

Contratado por cerca de R$ 5,7 milhões em janeiro do Antalyaspor, da Turquia, o meia tem contrato com o Timão até o fim de 2019.






































































Corinthians espera reunião para definir futuro do marreco,ops, Pato

Empréstimo do jogador ao Chelsea se encerra no fim de junho. Alessandro Nunes, que substituiu Edu Gaspar no Corinthians, não descarta utilizar o atacante até o fim do ano

Atacante Alexandre Pato tem contrato com o Timão até dezembro
Empréstimo do jogador ao Chelsea (ING) acaba na quinta-feira

Alexandre Pato deve voltar a ser assunto no Corinthians nos próximos dias. Na quinta-feira (30) se encerra o empréstimo do jogador ao Chelsea, da Inglaterra, que até o momento não manifestou interesse em comprá-lo. Assim, com contrato até dezembro com o Timão, ele terá de se apresentar no CT Joaquim Grava na sexta-feira.

Contudo, o clube de Parque São Jorge ainda não sabe o que fazer com o atleta. A saída do técnico Tite, que havia dito à diretoria alvinegra que não pretendia contar com o atacante, abre espaço para ele voltar a ser aproveitado, mas a possibilidade é remota.

Segundo Alessandro Nunes, novo gerente de futebol do Corinthians, deve haver uma conversa entre as partes nos próximos dias. Na ocasião, o Timão deve perguntar a Pato qual o desejo dele e também consultar o técnico Cristóvão Borges, que assumiu o comando da equipe há uma semana.

- Ainda não tem nada definido, é preciso esperar, ter uma conversa com o Pato, o representante dele, e então definir. Em janeiro, o atleta manifestou o interesse de jogar na Europa e foi o que aconteceu - explicou,

Em 2013, quando ainda era lateral-direito do Corinthians, Alessandro atuou ao lado do atacante.

Recentemente, Pato recusou nova oferta da China, fato que irritou a diretoria alvinegra. Os cartolas do Timão entendem que o jogador não pretende ser vendido antes do fim de seu contrato e sairá de graça em dezembro.

A prioridade do atacante é seguir na Europa, enquanto o Corinthians tenta se livrar dele o quanto antes. Pato recebe R$ 800 mil mensalmente, muito acima do teto salarial do clube.









" Polêmico" atacante-torcedor corinthiano Getterson é observado pelo Timão, diz presidente

Roberto de Andrade afirma que atacante dispensado do rival por postagens em que se dizia corintiano tem sido monitorado pelo departamento de futebol após ficar livre de novo

O atacante Getterson está na mira de seu clube do coração. Roberto de Andrade, presidente do Timão, admite que o jogador de 25 anos é um dos nomes observados pelo departamento de futebol neste momento - o Corinthians busca novas opções para o setor ofensivo, dada a insatisfação com o rendimento dos jogadores testados como centroavantes em 2016.
- Temos um departamento que fica mapeando todo mundo. É um jogador que já tínhamos visto e estão vendo de novo agora - disse, à Fox Sports, o presidente do Corinthians, admitindo que Getterson tem sido monitorado pelo Cifut (Centro de Inteligência do Futebol) e comissão técnica do Timão.



- O Ronaldo Fenômeno era meu ídolo, estava no Corinthians e aí falava disso com meus amigos. Tomara que Deus abra a porta para algo de bom. Minha mulher ficou chateada, mas estamos tranquilos - chegou a dizer o jogador, ao jornal Estado


























































27/06/2016 14h41

 Cássio treina na linha e até arrisca dribles
Goleiro participa de atividade em campo reduzido com jogadores de linha. 


O goleiro Cássio participou de um treino com a bola nos pés nesta segunda-feira
Cássio

O técnico Cristóvão Borges dividiu reservas e goleiros do Corinthians em dois grupos. Em cada um deles, dois times disputavam a posse de bola em um quadrado delimitado por fitas. Cássio foi bastante acionado e até arriscou dribles. Walter e Caíque França, os outros goleiros, treinaram apenas com o preparador Mauri Lima.

Titular do Timão há três jogos, desde a lesão de Walter, Cássio voltou à equipe principal fora de ritmo e convivendo com problemas fora de campo – principalmente a perda da avó, um dia antes do início do Campeonato Brasileiro

Walter está praticamente recuperado de um estiramento no adutor da coxa direita, mas Cássio deve continuar entre os titulares no jogo desta quarta-feira contra o América-MG, às 21h45 (horário de Brasília), em Belo Horizonte.

Cássio tenta até drible durante treino: falha já é passado para o goleiro corintiano (Foto: Marcelo Braga)






















Após desencantar, Luciano busca manter evolução dentro de campo

Atacante corinthiano marcou pela primeira vez no ano na vitória por 2 a 1 sobre o Santa Cruz, na noite do último sábado (25)


14h30 27/06/2016 - Agência Corinthians

Luciano marcou o primeiro gol da vitória do Timão sobre o Santa Cruz no último sábado (25)

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Após derrotar o Santa Cruz no último sábado (25), na Arena Corinthians, o elenco corinthiano se reapresentou na manhã desta segunda-feira (25), no CT Dr. Joaquim Grava. Autor de um gols da vitória corinthiana por 2 a 1, Luciano, que no treino desta manhã apenas correu ao redor do gramado, conversou com a imprensa e falou sobre voltar a marcar pelo Timão.

“Foram vários meses sem fazer gol desde que voltei da lesão. Acho que causei uma boa impressão para o treinador, muito tempo sem marcar. Agora é trabalhar dentro de campo pra voltar a marcar", disse o atacante do Corinthians.

Com a equipe atuando com dois atacantes – Romero foi escalado por Cristóvão no lugar do meio campo Guilherme – Luciano disse que gostou da mudança, destacando que é mais fácil jogar com um companheiro dentro da área.


“Como falei depois do jogo, ter um cara por perto toda hora, como o Romero, é muito bom. Quando a gente fica sozinho no ataque, acaba saindo para buscar a bola. Foi melhor porque o Romero ficou mais perto de mim dentro da área”, completou Luciano.
























CORINTHIANS PEDE R$ 20 MILHÕES POR GOLEIRO CÁSSIO E PODE TER PROPOSTA POR ATACANTE LÉO JABÁ
O Corinthians receberá nas próximas horas a segunda oferta oficial do Grêmio pelo goleiro Cássio. Agora, em definitivo. A primeira ocorreu dias atrás, por empréstimo, e acabou rejeitada pelo presidente alvinegro Roberto de Andrade.
Perguntado sobre a possibilidade de vender Cássio para um rival brasileiro, Andrade disse em uma reunião de diretoria que só faria negócio por R$ 20 milhões.
Assediado:
O jovem atacante corinthiano Léo Jabá, de apenas 17 anos, já teve duas propostas de fora em 2016: da Roma e de um time francês.









CORINTHIANS SUB 20 EMBARCA PARA RJ E JOGAR AMANHÃ, TERÇA, PELO BRASILEIRO SUB 20 contra fluminenC, no raulino oliveira, volta redonda, 19h30, com retransmissão no blog Corinthians atual
Partiu RJ !!! ⚽️👊🏼 Vamos com Deus 🙏🏽#VaiCorinthians #BrasileiroSub20







Luciano prevê dificuldades ao Timão contra o lanterna: 'Vão dar a vida'
Atacante crê em jogo difícil










Luciano, durante treinamento do Corinthians no CT Joaquim Grava (Foto: Daniel Augusto Jr)
LANCE!
27/06/2016
12:55
O Corinthians não espera facilidades diante do América-MG, lanterna do Brasileirão, nesta quarta-feira. O atacante Luciano, autor do segundo gol da vitória alvinegra diante do Santa Cruz, no último sábado, prevê uma partida difícil, mais dura até do que se fosse contra um clube que está nos primeiros lugares do Brasileirão.

- O jogo vai ser bastante difícil, eles estão em uma situação desagradável e vão dar a vida contra a gente. Vamos tentar marcar bastante e tentar sair com um resultado positivo. Pensamos que é mais difícil do que jogar contra equipe grande, da parte de cima da tabela. Eles não têm nada a perder, é início de campeonato. Todo time dá a vida contra o Corinthians. Temos que dar o nosso máximo para sair com os três pontos - analisou o atacante.

Luciano marcou o primeiro gol em 2016 no último sábado. Ele não balançava as redes desde agosto do ano passado, quando teve de operar o joelho direito e parar por seis meses. Segundo o atleta, ele "tirou um peso das costas".
Para o atacante, a presença de Romero na equipe contribuiu para a atuação dele. O paraguaio voltou a atuar aberto na ponta direita e participou de algumas tabelas com Luciano.

- Ter um cara por perto toda hora, como o Romero, é muito bom. Quando a gente fica sozinho no ataque, acaba saindo para buscar a bola. Foi melhor porque o Romero ficou mais perto de mim dentro da área - opinou.

O Timão é o quarto colocado do Brasileirão, com 19 pontos,










Luciano ressalta o bom ambiente do elenco. “Todos são amigos aqui. Quem está jogando tenta ajudar o Corinthians”, discursou.

“Ter uma sequência como titular é muito importante. É para isso que estou trabalhando. Vamos ver o que virá. Já tirei um peso das minhas costas e espero retomar o ritmo do ano passado, com vários gols”, vislumbrou.

“Ter um cara por perto a toda hora, o Romero, foi muito bom para mim. Querendo ou não, acabo muito sozinho no ataque sem ele, precisando sair para buscar a bola. É melhor assim”, aprovou Luciano.










27/06/2016 12h30

Walter treina e se aproxima de volta; veja "plantão médico" do Corinthians
Goleiro se recupera de estiramento na coxa e deve retornar ao time domingo, contra o Flamengo. Cristóvão tem pelo menos seis desfalques para enfrentar o América


Por Diego RIbeiro e Marcelo Braga


Walter participa de treino nesta segunda e deve voltar a ser titular em breve (Foto: Diego Ribeiro)

Recuperado de um estiramento no músculo adutor da coxa direita, o goleiro Walter treinou com bola na manhã desta segunda-feira, no CT Joaquim Grava, e deve voltar a jogar pelo Corinthians bem antes do previsto pelo departamento médico. Com tratamento estimado em um mês, ele deve estar à disposição cerca de 15 dias depois da lesão.


Walter ainda não deve ter condições de jogo contra o América-MG, nesta quarta-feira, em Belo Horizonte. A tendência é de que ele volte no domingo, contra o Flamengo, na arena. Sem ele, Cássio deve ser titular pela quarta partida seguida.

O atual dono da meta corintiana se machucou durante o jogo contra o Fluminense, em Brasília. Desde então, Cássio voltou ao time

O técnico Cristóvão Borges comandou um leve treino com os reservas nesta segunda. O volante Willians fez apenas recuperação física na academia e não foi a campo. O zagueiro Vilson, por sua vez, fez tratamento no tornozelo esquerdo, não treinou, mas pode ser novidade contra o América-MG. Cristóvão, porém, ainda não pode contar com outros seis jogadores.


Confira abaixo a situação de cada um deles:


Yago: trauma ósseo no tornozelo (sem previsão de volta)
Cristian: lesão muscular na coxa esquerda (até duas semanas fora)
Danilo: teve lesão muscular na panturrilha direita (até quatro semanas fora)
Elias: fratura na costela (mais 50 dias fora)
Bruno Paulo: operou os ligamentos do pé direito (iniciou a transição no campo)
André: operou uma hérnia inguinal (mais três semanas fora)











27/06/2016 12h37

Luciano diz que parceria com Romero facilitou sua atuação no Corinthians
Atacante destaca as chegadas do paraguaio no ataque e diz que não teve obrigação de buscar a bola na defesa durante a vitória corinthiana sobre o Santa Cruz, no último sábado


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga


Luciano fez o primeiro gol contra o Santa Cruz , sábado (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Escalado como titular pela primeira vez com o técnico Cristóvão Borges na vitória do Corinthians por 2 a 1 contra o Santa Cruz, sábado, em Itaquera, o atacante Luciano destacou a parceria com o paraguaio Romero como um fator decisivo para seu crescimento em campo. O jogador fez o seu primeiro gol desde a lesão no joelho direito que sofreu no ano passado e encerrou período de 18 jogos em branco.

– Ter um cara para ficar perto toda hora foi muito bom, acrescentou mais para mim. Querendo ou não, quando você fica muito sozinho no ataque, fica voltando para buscar a bola. O treinador deixou bem claro que quer a gente lá na frente – afirmou o centroavante.

Em seu segundo jogo no comando do Timão, o técnico manteve o esquema 4-2-3-1, com Romero aberto pelo lado direito, mas sempre encostando no atacante de referência. Além de ter aberto o placar com Luciano, a equipe chegou ao segundo gol em infiltração de Romero.
Luciano entrou no lugar de Guilherme. Giovanni Augusto passou a ser o articulador por dentro. Fora do time, Guilherme reclamou e disse que não havia entendido o motivo de sua saída. Luciano, é claro, preferiu não polemizar sobre a situação.

– O professor me chamou um dia antes do jogo e falou que eu ia ser titular. Não tive a oportunidade de conversar com o Guilherme. É um cara experiente, todo mundo aqui é amigo. Independente de quem for estar dentro e campo, todos querem ajudar o Corinthians – disse.

Quarto colocado do Brasileirão com 19 pontos, o Corinthians enfrenta o América-MG, quarta-feira, em Belo Horizonte, às 21h45 (horário de Brasília).








Corinthians se reapresenta e conta com volta de Walter antes do prazo

Goleiro sofreu um estiramento no músculo adutor da coxa direita há 11 dias e tinha expectativa de ficar um mês fora. Ele ainda não está apto a jogar, e Cássio seguirá titular


Goleiro Walter voltou a treinar no Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr)

Bruno Cassucci
27/06/2016
12:29
O Corinthians se reapresentou na manhã desta segunda-feira no CT Joaquim Grava, após folga no dia seguinte à vitória sobre o Santa Cruz, na noite de sábado. A atividade não trouxe a definição da equipe que enfrentará o América-MG, quarta-feira, mas apresentou uma boa novidade à torcida alvinegra: a volta do goleiro Walter.

Recuperado de estiramento no músculo adutor da coxa direita, o arqueiro retornou aos trabalhos no campo muito antes do previsto. Ele se machucou há 11 dias e a expectativa era de que ficasse afastado por até um mês.

Walter fez trabalhos com o preparador de goleiros Mauri Lima. Contudo, ele não deve voltar ao time nos próximos jogos, já que ainda necessita fazer trabalhos de fortalecimento muscular antes de ser liberado para atuar.
Enquanto isso, Cássio seguirá titular. O goleiro participou da atividade desta segunda-feira e, inclusive, treinou com os pés, fundamento que ele falhou na última rodada e originou o gol do Santa Cruz.

Se Walter está mais próximo de voltar, o mesmo não acontece com outros sete jogadores que seguem no departamento médico do clube. São os casos de André, Bruno Paulo, Cristian, Danilo, Elias, Matheus Vidotto, Vilson e Yago, que nem sequer foram ao gramado nesta segunda.

Os titulares na partida de sábado realizara apenas trabalho físico. Bruno Henrique, Rodriguinho e Giovanni Augusto ficaram na academia, enquanto os outros jogadores correram no campo do CT Joaquim Grava.

O Timão encerra a preparação para o duelo contra o Coelho nesta terça-feira a tarde. Na sequência, o grupo embarca para Belo Horizonte, local do duelo de quarta-feira, às 21h45, no Independência.











27/06/2016 12h50

Papo com Pato vai definir o futuro dele no Corinthians; veja as possibilidades
Empréstimo do atacante com o Chelsea termina na quinta e clube inglês não deu sinal de que exercerá o direito de compra. Gerente não vê retorno como "impossível"


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga

A semana é decisiva para o Corinthians em relação a Alexandre Pato. Emprestado ao Chelsea até quinta-feira, dia 30 de junho, o jogador se reapresentará no CT Joaquim Grava caso o clube inglês não exerça o direito de compra fixado em contrato.

Sem se precipitar, a diretoria do Timão prefere aguardar uma conversa olho no olho com o atacante de 26 anos caso ele retorne ao clube para definir se ocorrerá um novo empréstimo, se ele poderá ser envolvido em alguma troca ou se a remota possibilidade de ser aproveitado por Cristóvão Borges no segundo semestre for a opção escolhida. O contrato é até 31 de dezembro.
O gerente de futebol Alexandre Nunes disse que o Chelsea até agora não deu nenhum sinal de que poderá ficar com o atleta, que curte férias no momento.
Ele disse ainda que a palavra "impossível" não deve ser usada para tratar da chance de reintegração do jogador.


– Não dá para dizer essa palavra, hoje temos um novo treinador, temos Pato com seis meses de contrato, precisamos quando ele retornar aos trabalhos entender o que pensa também, o que projeta para a carreira dele. No início do ano ele não projetava jogar, ele queria ir para a Europa, e assim fez no Chelsea. Há questões que precisamos sentar, conversar e alinhar para tomar decisões. Vamos esperar o término do contrato dele com o Chelsea, que até o último dia pode exercer (a compra), então não podemos nos antecipar – explicou Alessandro.

Alessandro diz que todas as chances são trabalhadas.

– Estamos a dias de colocar um ponto final na questão. Então vamos fazer com calma – disse.














Luciano troca choro por riso e avisa que é o mesmo goleador de 2015


Editor FCL

27 JUN 2016 11h20


As lágrimas que Luciano derramou na Arena Corinthians após abrir o placar na vitória corinthiana por 2 a 1 sobre o Santa Cruz, na noite de sábado - se transformaram em sorrisos. Na manhã desta segunda-feira, o atacante apareceu sorridente no CT Joaquim Grava para trabalhar. Estava otimista.

"Muita gente desacredita no nosso potencial depois de uma lesão. Infelizmente, essas pessoas existem e nos criticam de uma forma até pesada. Mas o Luciano é o mesmo". "Só estava faltando sorte. Isso voltou, e, se Deus quiser, vou continuar nessa caminhada", complementou.

"O meu joelho ficou mais novo depois da operação", brincou Luciano, garantindo que não carrega qualquer trauma do período de tratamento. "Podem ver que não tiro o pé nos jogos. Sou o mesmo do ano passado", repetiu.
"Agora, estou mais confiante. Causei uma boa impressão no treinador", sorriu, satisfeito por agradar ao recém-chegado Cristóvão Borges.

O centroavante também terá um pouco de paz nos próximos dias. "Na hora dos erros, muita gente nos critica. Mas essas mesmas pessoas estão me parabenizando agora. Vou manter os pés no chão porque ainda não fiz nada pelo Corinthians e almejo muitas coisas aqui", avisou




10:56

Corinthians volta a treinar amanhã, quando Cristóvão Borges deve definir a equipe que enfrentará o América-MG, no Independência.



10:56

Está encerrada a entrevista coletiva.



10:55

Você vê alguma diferença no Cássio? "Não. Quando perdemos um parente, a gente fica triste mesmo. Mas o Cássio é o mesmo desde que eu cheguei. Temos total confiança nele."



10:54

Jogador fala sobre a mudança na escalação do Timão: "Como falei depois do jogo, ter um cara por perto toda hora, como o Romero, é muito bom. Quando a gente fica sozinho no ataque, acaba saindo para buscar a bola. Foi melhor porque o Romero ficou mais perto de mim dentro da área."



10:53

Jogador comenta declarações de Guilherme, insatisfeito com a reserva: "O professor me chamou um dia antes do jogo, falou que eu seria titular, não tive oportunidade de falar com o Guilherme. Ele é experiente e entende isso. Aqui todo mundo é amigo, quem entrar vai tentar ajudar o Corinthians."



10:53

Jogador fala como lida com críticas: "Bastante gente fala mesmo, desacredita do potencial da gente depois da lesão, há pessoas que criticam de forma pesada. O Luciano é o mesmo, estava faltando sorte, que agora voltou. Espero continuar nessa caminhada."



10:52

Jogador fala do mau desempenho do Timão como visitante: "Incomoda bastante, não só a mim, mas todo o elenco. Temos de acertar detalhes fora de casa para conseguir os três pontos. Quando acertarmos esses detalhes, vai ser difícil segurar a gente."



10:51

"A sequência é importante pelo tempo que fiquei fora, sem jogar futebol. O treinador é bacana, o ambiente é o mesmo do antigo treinador. Trabalho nos treinos para tentar ganhar sequência. Tirei esse peso das costas e espero voltar ao ritmo do ano passado", opina o atacante.



10:49

Luciano é perguntado sobre erro de Cássio no sábado: "Setor defensivo é bem seguro para a gente, trabalhamos isso. Aqui é um grupo, quando erra são todos. Trabalhamos para errarmos o menos possível. Temos total confiança no Cássio e em todos os goleiros."



10:49

"Tem cobranças dos torcedores também, eu mesmo fico incomodado por não estar marcando. Recebi vários parabéns no domingo. Na hora dos erros têm muita gente criticando, mas quando vai bem essas mesmas pessoas parabenizam. Tem que ter o pé no chão. Não fiz nada ainda pelo Corinthians, almejo coisas grandes", afirma Luciano.



10:48

Como é enfrentar uma equipe que está brigando para não cair? "Pensamos que é mais difícil do que jogar contra equipe grande, da parte de cima da tabela. Eles não têm nada a perder, é início de campeonato. Todo time dá a vida contra o Corinthians. Temos que dar o nosso máximo para sair com os três pontos."



10:47

O que esperar de quarta-feira? "O jogo vai ser bastante difícil, eles estão em situação desagradável e vão dar a vida contra a gente. Vamos tentar marcar bastante e tentar sair com um resultado positivo."



10:47







Sorridente, atacante Luciano chega para entrevista coletiva #trCOR






Balbuena e Romero, titulares, finalizam o treino desta segunda. #trsccp





Titulares deixam o campo e Fagner brinca com Luciano, que dará coletiva hoje: "Vou chorar aqui viu?" #trsccp




Walter deixa o campo. Goleiro está recuperado de estiramento no adutor e volta ao Corinthians em breve. #trsccp















Sub-20 do Corinthians tem jogo amanhã pelo Brasileiro. joga contra Fluminense em Volta Redonda #trsccp




10:39

Quem dará entrevista coletiva após o treino será o atacante Luciano. Ainda hoje, nossos setoristas farão uma exclusiva com o novo gerente de futebol, Alessandro.




Mauri Lima agora faz trabalhos específicos com Cássio e Walter. O primeiro deve atuar quarta #trsccp




Corinthians busca um centroavante. Gols de Luciano e Romero contra o Santa Cruz não mudam o foco da diretoria. #trsccp




Titulares que estão no campo fazem um trabalho de troca de passes #trsccp













Balbuena e Luciano no campo. Atacante dá coletiva hoje #trsccp







Fagner, Balbuena, Pedro Henrique, Uendel, Romero, Luciano e Marquinhos Gabriel surgem para aquecimento no campo #trsccp





Matheus Pereira já não treina aqui. Foi para a Itália ontem. Vendido ao Juventus, mas jogará no Empoli #trsccp
Cássio, Walter, Caíque, Luan e Matheus Vidotto: todos os goleiros no campo nesta segunda #trsccp












Bruno Paulo vinha fazendo treino físico no campo, mas hoje também não veio a campo #trsccp


André, que operou uma hérnia, deve recomeçar as atividades na parte interna nesta semana #trsccp


Elias, de repouso por uma fratura na costela, nem tem vindo no CT #trsccp



Treino de troca de passes. Cássio participa com os pés #trsccp






Franklin, Michel, Felipe, Vitinho, do sub-17, são os meninos que completam o treino #trsccp


Willians está na parte interna junto de Vilson, Cristian e os titulares. Danilo corre no campo #trsccp



Treino conta com vários garotos da base #trsccp


Cristóvão observa a atividade dos reservas. Titulares na parte interna do CT #trsccp




Médicos tratam como boa a chance de recuperação de Vilson para quarta. Hoje, porém, não está no campo #trsccp


Departamento médico tem Vilson, Yago, André, Bruno Paulo, Danilo, Elias e Cristian #trsccp
9:55

Dos jogadores que entraram sábado, Willians é o único que não treina no campo. Ainda não sabemos o motivo #trsccp














Novidade boa: Walter no campo! #trsccp








Bom dia! Corinthians treina nesta segunda-feira. Só reservas e goleiros no campo #trsccp



Bom dia, nação corinthiana! Nada de começar a segunda-feira com desânimo! Vamos trazer para vocês as informações do treino desta manhã, direto do CT Joaquim Grava.



















CORINTHIANS HOJE

27/06 - Segunda-feira

09h30 - Treino no CT Dr. Joaquim Grava






27/06/2016 07h30

Corinthians pode ter reforço para a defesa no jogo de quarta
Fora da vitória do Corinthians sobre Santa Cruz, Vilson avança na recuperação e deve voltar ao time na quarta. Corinthians segue com 7 desfalques contra amercia min, fora de casa
Por Marcelo Braga

Vilson e Yago podem reforçar o Corinthians em Minas (Foto: Daniel Augusto Jr/ Ag. Corinthians)

Com departamento médico lotado, o Corinthians inicia a semana com a expectativa de ganhar um reforço para a partida contra o América-MG, quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasíla), no Independência, em Minas Gerais, pelo Brasileirão.

O zagueiro Vilson atuou na quarta-feira passada, torceu o tornozelo esquerdo em Minas, fez tratamento até a tarde de sábado, mas não conseguiu se recuperar para a vitória por 2 a 1 contra o Santa Cruz.
Balbuena e Pedro Henrique formaram a defesa. Vilson inicia a semana como dúvida, mas com boas chances de voltar. Esse é o segundo problema clínico do defensor no Timão desde janeiro. Antes, havia ficado fora de quatro jogos por um edema muscular na coxa direita.

Fora dos últimos três jogos – um por suspensão e dois por trauma ósseo no tornozelo –, o zagueiro Yago ainda não foi liberado pelo departamento médico, e seguirá como desfalque.

Confira os demais jogadores do Corinthians que estão no departamento médico:


Walter: estiramento no músculo adutor da perna direita (mais 20 dias fora)
Cristian: lesão muscular na coxa esquerda (até duas semanas fora)
Danilo: teve lesão muscular na panturrilha direita (até quatro semanas fora)
Elias: fratura na costela (mais 50 dias fora)
Bruno Paulo: operou os ligamentos do pé direito (iniciou a transição no campo)
André: operou uma hérnia inguinal (mais três semanas fora)


























































CORINTHIANS EMPATAVA COM BOCA NA FINAL DA LIB DA AMÉ HÁ 4 ANOS ATRÁS

Histórico gol de Romarinho em empate contra Boca na final da Libertadores completa quatro anos


Após sair perdendo em La Bombonera, o Timão contou com um lance inesquecível, protagonizado por Romarinho, que fazia a estreia em Libertadores naquela partida decisiva



09h15 27/06/2016 - Agência Corinthians




Há quatro anos, o Corinthians dava um passo muito importante para acabar de vez com uma longa espera. No mítico estádio La Bombonera, no dia 27 de junho de 2012, a equipe do Timão montada para aquela competição deu mais uma prova de que estava prestes a entrar na história do centenário clube do Parque São Jorge. O empate por 1 a 1 contra o Boca Juniors em Buenos Aires (ARG), no primeiro jogo da final da Copa Libertadores da América daquela temporada, criou personagens marcantes e guardou memórias inesquecíveis para a Fiel.

Era a primeira final de Libertadores da história do Corinthians. Tinha de ser logo contra o Boca Juniors, que não é o maior campeão da história do torneio -- este posto é do Independiente (ARG) --, mas se tornou o bicho papão do século XXI, principalmente contra brasileiros. Porém, para quem já tinha passado por batalhas épicas, essa só seria a cereja do bolo para o Timão de 2012.




A entrada em campo foi a usual em jogos importantes na Argentina. Muito canto, muito papel picado, muita pirotecnia. A tentativa era de acuar os jogadores alvinegros antes mesmo de a bola rolar, mas o primeiro tempo não mostrou um jogo de uma equipe só. O Corinthians se lançou ao ataque, propôs o jogo. Poderia ter aberto o placar logo aos sete minutos, quando Paulinho arriscou um chute de longe, que só não entrou no gol porque o goleiro Orión espalmou para fora.

A etapa inicial não teve muitas chances claras, e as emoções que costumam cercar uma decisão ficaram guardadas para o segundo tempo. Foram 45 minutos de pressão do Boca Juniors. A equipe argentina conseguiu se impôr dentro de campo, e o estádio conhecido por parecer uma caixa de bombons parecia causar efeitos à equipe corinthiana. Teve chute de Riquelme para fora, tentativa de Mouche na área defendida por Cássio. O Timão só conseguiu responder aos 20 minutos, sem causar muito perigo, em cabeçada de Danilo.




A pressão que só aumentava se transformou em gol do Boca Juniors aos 25 minutos. Após escanteio cobrado na área, em uma disputa, a bola sobrou para Santiago Silva cabecear para fazer o gol, que só não aconteceu porque Chicão meteu a mão na bola. O pênalti não foi marcado porque ainda assim houve um novo rebote para o time argentino, concluído por Roncaglia. Parecia que La Bombonera faria uma nova vítima brasileira. Mas o Timão tinha uma carta na manga, um salvador com nome diminutivo de craque.




Romarinho entrou no lugar de Danilo aos 39 minutos. O atacante tinha acabado de chegar ao Corinthians e nunca havia atuado em uma partida de Libertadores. Pressões que não surtiram o menor efeito negativo para o jovem atleta do Timão. Pelo contrário.




Aos 41, o lance decisivo alvinegro começou com Paulinho, que roubou a bola de Riquelme e tocou para Emerson. O camisa 11 girou e quase se desequilibrou, mas se recuperou a tempo de passar em profundidade para Romarinho, que conseguiu furar a defesa do Boca Juniors e entrou livre na área. Eram apenas o atacante e o goleiro Orión, frente a frente. E Romarinho, como se estivesse jogando no quintal de casa, deu o primeiro toque em um jogo de Libertadores. Sutil, que encobriu o arqueiro e fez a bola morrer lentamente no gol do time argentino.

Um momento épico, inesquecível para os corinthianos que estavam vendo o jogo em La Bombonera ou pela TV. As feições de jogadores e torcedores do Boca Juniors eram de incredulidade. Pareciam não acreditar no que havia acontecido. O alcapão que derrubou tantos adversários foi ao chão pelo menino nascido na cidade de Palestina, no interior do estado paulista

Devido ao que foi o segundo tempo e a possibilidade de conquistar o título inédito com uma simples vitória no Pacaembu, o resultado de 1 a 1 era enorme para o Corinthians. Ainda assim, o Boca Juniors quase deu um segundo golpe aos 45 minutos. Cruzamento na área aproveitado por Viatri, que cabeceou na travessão. Deu rebote, mas Cvitanichi não teve tempo de reação. A bola bateu em cima dele e foi para fora. Era um sinal dos deuses do futebol de que aquele resultado estava sacramentado e de que algo de muito bom estava reservado para os 30 milhões de corinthianos.

O fim dessa história, todo mundo sabe.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do S. C. Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.







http://corinthiansatual.blogspot.com.br/2012/06/boca-juniors-1-x-1-corinthians-1-jogo.html
















bocajrs 1 X 1 CORINTHIANS
Lib da América 2012- ida final
Local: La Bombonera, Buenos Aires (ARG)
Data/hora: 27/6/2012 - 21h50
Árbitro: Enrico Ósses (CHI)
Assistentes: Francisco Mondria e Carlos Astroza (CHI)
Renda e público: 2.450 CORINTHIANOS
Cartões amarelos: Roncaglia, Riquelme
Cartão vermelho: -
GOLS: Roncaglia (28'2°T) e Romarinho (40'/2ºT)
boca: 1-Orión; 23-Roncaglia, 2-Schiavi, 6-Caruzzo e 3-Clemente Rodríguez; 18-Somoza, 16-Ledesma (8-Rivero, 36'/2ºT), 11-Erviti e 10-Riquelme; 7-Mouche (20-Cvitanich - 42'/2ºT) e 19-Santiago Silva (24-Viatri - 39'/2ºT). Técnico: Julio Cesar Falcioni +13-Carlos Sosa, 14-Sauro, 21-Chavez, 5-Miño


CORINTHIANS: 24-Cássio, 2-Alessandro, 3-Chicão, 4-Leandro Castán e 6-Fábio Santos; 5-Ralf, 8-Paulinho, 12-Alex (25-Wallace 47'2ºT) e 20-Danilo (21-Romarinho - 38'/2º); 23-Jorge Henrique (9-Liedson - 38'/1ºT) e 11-Emerson. Técnico: Tite + 1-Júlio César, 18-Wélder, 10-Marquinhos, 15-Douglas



 























 Timão volta a ocupar G4 do Campeonato Brasileiro 2016

09h30 27/06/2016 - Agência Corinthians

A vitória sobre o Santa Cruz por 2 a 1 no último sábado (25) na Arena Corinthians levou o Corinthians de volta ao G4 do Campeonato Brasileiro 2016. Com 19 pontos ganhos -- seis vitórias, um empate e quatro derrotas --, o Timão subiu para a quarta colocação na tabela de classificação, depois do fim da 11ª rodada.

O próximo compromisso do Corinthians no Campeonato Brasileiro 2016 será no meio desta semana, fora de casa. O Timão enfrenta o América-MG no estádio Independência, em Belo Horizonte, nesta quarta-feira (29), às 21h45