16 de mai de 2018

CORINTHIANS 16/05/2018


pre jogo
FICHA TÉCNICA
dep lara X CORINTHIANS
lib da am grupo 8 5ª rodada
Local: estádio Metropolitano de Lara, em Cabudare (Venezuela)
Data: 17 de maio de 2018, quinta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
arb: Andrés Cunha Mauricio Espinosa e Nicolás Taran (ambos do Uruguai)

dep lara: Carlos Salazar; Carillo, Mendoza, Anzola e Yriarte; Sierra, Andreutti, Reyes, Ramírez e Soto; Hernández Téc: Leonardo González

CORINTHIANS: Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Jadson, Pedrinho, Rodriguinho e Romero Técnico: Fábio Carille






Corinthians se prepara para campo 'fofo', e Carille minimiza desgaste

Corinthians chegou à Venezuela após dez horas de viagem, mas técnico diz que Timão 'vai chegar muito bem' para o jogo contra o Deportivo Lara, nesta quinta-feira, pela Liberta


LANCE!

16 MAI2018
18h32
O Corinthians fez nesta quarta-feira seu primeiro e único treino na Venezuela para enfrentar o Deportivo Lara (VEN), na quinta-feira. Os jogadores realizaram apenas um rachão no Estádio Metropolitano de Lara, que tem um gramado "fofo", como alertou o técnico Fábio Carille.

- É um campo mais fofo, com algumas falhas. A bola não rola como estamos acostumados no nosso estádio e na maioria dos estádios do Brasil. Mas a gente já tinha observado isso pelos vídeos, então já fomos preparando nossos jogadores para não jogar bonito toda hora - afirmou Carille, em entrevista coletiva após a atividade desta quarta-feira.

O treinador também minimizou a viagem de cerca de dez horas. A delegação corinthiana embarcou em um voo fretado e chegou apenas na madrugada desta quarta-feira.

- Não me preocupa pelo jogo ser na quinta. Se o jogo fosse hoje (quarta), aí a gente tinha que vir na segunda, um dia a menos. Então, a gente vai chegar muito bem para o jogo - projetou Carille.

  Durante a entrevista coletiva, Carille também comentou sobre o que espera do Deportivo Lara e de sua torcida na Venezuela. Veja abaixo:

Como espera o jogo?
As duas partidas, diferente do que foi na Arena, jogando na sua casa ele já subiu a marcação, marcou pressão. As equipes que vieram aqui sofreram, principalmente aquelas que tentaram sair jogando. Às vezes vai ser um jogo de ligação direta pela situação do campo, mas estamos muito preparados para fazer um grande jogo.



Qual a ideia de jogo do Corinthians, que repetirá a escalação?
Jogando principalmente com Pedrinho, Jadson e Rodrigo você tem que ter a bola para que chegue nesses jogadores de qualidade para que a gente possa criar. O jogo vai mostrar se a gente vai marcar mais em cima, na intermediária ou baixa, como chamamos dentro do nosso campo. O jogo vai mostrar, mas pelo que eles vêm trabalhando desde janeiro estão preparados para qualquer situação.

Preocupa a pressão da torcida?
É isso que a gente conversou muito na hora do almoço: se é uma torcida que vem e apoia, se é uma torcida que vem e fica cobrando. No caso da nossa, ela vem e apoia o tempo todo. Essa é a única dúvida. Mas o mais importante é a gente estar muito concentrado naquilo que a gente tem que fazer independente da pressão que a gente vai encontrar aqui.






Carille repete Corinthians para jogo na Venezuela; veja escalação

Timão encerra preparação com treino leve no local da partida contra o Lara, pela Libertadores


Por Bruno Cassucci

16/05/2018 19h02


O Corinthians enfrentará o Deportivo Lara com a mesma escalação que cenceu na copa do brasile vlassificou-se e no derby. A partida de quinta-feira, marcada para as 21h30 (de Brasília), no estádio Metropolitano de Lara, garantirá antecipadamente  o Timão nas oitavas de final da Libertadores da America em caso de vitória. O Timão tem mais um jogo depois em casa.

Nesta quarta, após treino no local da partida, o técnico Fábio Carille confirmou que manterá a equipe com Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Pedrinho, Jadson, Rodriguinho e Romero.

A comissão técnica não quis realizar trabalhos técnicos ou táticos na véspera da partida e liberou os atletas para um rachão.

O elenco alvinegro tem que superar a sequência de jogos e também pela viagem à Venezuela, que durou mais de dez horas na última terça-feira.

Corinthians treina no estádio Metropolitano, local do jogo de quinta-feira (Foto: Bruno Cassucci)


O rachão contou com muitas brincadeiras entre os atletas e teve vitória da equipe de colete, que contou com Balbuena, Jadson, Rodriguinho, entre outros.


Líder do Grupo 7 da Libertadores, o Corinthians joga por vitória para se classificar anteciadamente


Veja as informações do Corinthians para enfrentar o Lara:
Local: Metropolitano de Lara, em Cabudare, na Venezuela
Data e horário: quinta-feira, às 21h30 (de Brasília)
Escalação: Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Pedrinho, Jadson, Rodriguinho e Romero
Desfalques: Emerson Sheik (suspenso); Fagner, Renê Júnior e Danilo (em recuperação física); Ralf e Clayson (em recuperação de lesões); Roger (não inscrito)
Pendurados: nenhum




Meia corinthiano Danilo será atração de tour e fará sessão de autógrafos na Arena Corinthians

16 MAI2018
18h01
atualizado às 18h01


O tour da Arena Corinthians completou um ano de funcionamento no último dia 10 de maio e, como marco de comemoração, o meia Danilo vai participar de sessão de autógrafos e fotos com os torcedores que fizerem o passeio na noite do dia 25 de maio, uma sexta-feira. Essa será a primeira edição do "Tour com o ídolo" com um jogador do atual elenco.


Danilo é um dos maiores vencedores da história corintiana. Aos 38 anos, ele tem 344 jogos, 33 gols e conquistou oito títulos pelo clube: Brasileiro (2011), Libertadores (2012), Mundial (2012), Paulista (2013), Recopa Sul-Americana (2013), Brasileiro (2015), Brasileiro (2017) e Paulista (2018).


"Tenho muito orgulho de fazer parte da história do Corinthians e, agora, vou dividir isso com quem realmente fez tudo ser possível! Aguardo o bando de loucos na nossa casa! Com certeza, teremos muitas coisas boas para lembrar e conversar", afirmou o meia, que estava no clube no Paulista do ano passado, mas, lesionado, não foi inscrito na competição.

Os ingressos do primeiro lote custam 120 reais, com meia-entrada para estudantes, idosos acima de 60 anos, e crianças de 4 a 12 anos. Crianças até 3 anos não pagam. No ano passado e neste ano, foram realizadas diversas edições do Tour com Ídolo, com presenças ilustres como Zé Maria, Basílio, Wladimir, Edilson Capetinha, Vampeta e Tobias.

Data: 25 de maio de 2018

Horários: 18h30, 19h, 19h30, 20h e 20h30.

Valor: 120 reais (1º lote). Membros do Programa Fiel Torcedor têm 20% de desconto. Estudantes, idosos e crianças de 4 a 12 anos tem direito à meia-entrada, e menores de três anos não pagam.

Como comprar: www.tour.arenacorinthians.com.br ou na bilheteria do Tour, no portão A da Arena Corinthians.





Na Venezuela, Corinthians repetirá escalação pela terceira vez seguida


Timão iniciará jogo contra o Deportivo Lara (VEN) com: Cássio, Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho, Pedrinho e Romero


LANCE! 

16 MAI2018
18h14


O Corinthians está definido para enfrentar o Deportivo Lara (VEN), nesta quinta-feira, às 21h45, na Venezuela, pela quinta rodada da Libertadores da América. O técnico Fábio Carille repetirá a escalação da equipe pela terceira vez seguida, algo inédito nesta temporada.


Carille repetirá a escalação do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr) Foto

Com isso, o Timão vai a campo com: Cássio, Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Jadson, Pedrinho,  Rodriguinho e Romero.

Na Venezuela, Corinthians repetirá escalação pela terceira vez seguida



Carille repetirá a escalação do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr)

LANCE! - 16/05/2018 - 18:11 


O Corinthians está definido para enfrentar o Deportivo Lara (VEN), nesta quinta-feira, às 21h45, na Venezuela, pela quinta rodada da Libertadores da América. O técnico Fábio Carille repetirá a escalação da equipe pela terceira vez seguida, algo inédito nesta temporada.Timão venceu e se classificou na copa do br e venceu o derby pelo Brasileiro

Com isso, o Timão vai a campo com: Cássio, Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho, Pedrinho e Romero.

Carille conseguiu repetir a escalação por três vezes seguidas apenas uma vez desde que assumiu o comando da equipe. Na ocasião, em 2017, o Timão iniciou quatro jogos consecutivos com os mesmos jogadores, e foi campeão paulista.

O Corinthians é o líder do Grupo 7, com sete pontos, e com uma vitória garante vaga antecipada







Dor, insônia, tensão e ordem errada: o medo de Fagner pré-convocação


Fagner em ação pelo CorinthiansDaniel Augusto Jr

Fágner e Cássio, os dois jogadores do Corinthians convocados por Tite(Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)

Fagner foi convocado por Tite para a Copa do Mundo(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Lateral-direito só ficou aliviado com o anúncio da lista(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!) 

Arte de convocação de Fagner, divulgada por sua assessoria de imprensa(Divulgação)

Fágner em treinamento da Seleção BrasileiraMowa Press

Fagner com a camisa da Seleção(Foto: Pedro Martins/ MoWa Press)

Fágner, em treino do CorinthiansDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Fagner, lateral-direito do Corinthians(Foto: Daniel Vorley/AGIF)

Fagner em ação pelo CorinthiansDaniel Augusto Jr

Fágner e Cássio, os dois jogadores do Corinthians convocados por Tite(Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)
  
Fagner foi convocado por Tite para a Copa do Mundo(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Lateral-direito só ficou aliviado com o anúncio da lista(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)1/9

Marcio Porto - 16/05/2018 - 06:15
Domingo, 13 de maio de 2018, por volta de 5h da manhã. Fagner se revira na cama. Tenta, mas não consegue dormir. Pensa. Sabe que, dali algumas horas, seu futuro estará em jogo. Dependerá de uma imagem. Da análise de Rodrigo Lasmar, médico da Seleção Brasileira que iria vistar o Corinthians para examiná-lo. A tensão toma conta. O alívio demorará para chegar. Chegará, mas sem moleza. 

O anúncio da convocação da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo, na segunda, dia 14, veio por volta das 14h05. Ali, o sofrimento de Fagner deu lugar à realização. Foi o desfecho de dias que pareciam terríveis, mas acabaram da maneira sonhada, nos sonos que Fagner não dormiu. Ele admite: temeu pelo pior quando se lesionou no duelo contra o Atlético-MG, no dia 29 de abril. O estiramento na coxa direita ameaçava jogar tudo por água abaixo. 

- A minha angústia maior era saber a gravidade da lesão. A gente que é atleta, vive do corpo, a gente sabe quando tem algo mais forte, algo mais fraco. Só queria pensar na extensão e gravidade da lesão, e ao mesmo tempo já comecei a pensar que talvez pudesse ser algo pior, que eu tinha de ter cabeça boa para a recuperação, e acho que isso influenciou - afirmou o lateral, em entrevista ao LANCE! no dia seguinte à convocação para a Copa. 

- Cabeça boa, não se preocupar com o que poderia acontecer. Isso fez com que as coisas evoluíssem muito bem, eu estar bem, me apresentar próximo de 100% para estar à disposição depois do primeiro, segundo, terceiro treino - completou o lateral-direito. 

Nesta quarta-feira, Fagner completa 18 dias de recuperação. Aprovado por Lasmar, que deu aval para a convocação, acredita que chegará quase 100% para a primeira fase de treinamentos, a ser iniciada na próxima segunda-feira na Granja Comary, no Rio de Janeiro. Mas aquela manhã de domingo pré-lista ainda não saiu da cabeça.  

- A ansiedade e angústia maior. Sabia que estava sendo tratado pelos melhores do Brasil, um dos melhores do mundo, o clube tem suporte muito grande, mas dá angústia de você ver o exame ali na hora, de repente o que o doutor fosse tirar de conclusão. Mas a evolução foi muito boa desde o primeiro exame que ele viu. Logo em seguida você fica aliviado, porque a lesão está melhorando - lembra. 

Mas Fagner não poderia imaginar que um pequeno detalhe fosse aumentar ainda mais a angústia. Ele foi examinado no domingo e no mesmo domingo a CBF informou que estava apto a disputar a Copa do Mundo. Porém, foi só Tite começar a anunciar os 23 nomes para o coração dele e dos familiares disparar. É que o chamado teve uma pequena fuga de script. 

Tite, como de praxe, começou pelos goleiros e em ordem alfabética. Falou o nome de Alisson, depois Cássio, Ederson. Em seguida, anunciou os defensores. Ou seja, laterais e zagueiros. Começou pela direita com Danilo. Logo, Fagner teria de ser o próximo. Não foi. Pulou para Filipe Luis, lateral-esquerdo. E depois Geromel. Marquinhos. Miranda. Como assim? Fora? Fagner! 

O nome do lateral-direito só apareceu depois de Miranda e antes de Thiago Silva. Pronto, podia explodir. A perna tremeu, mas deu tudo certo. Fagner recebeu o abraço efusivo da esposa, os filhos pularam de alegria. Até o cachorro da família fez parte da festa, registrada em vídeo publicado na internet depois. Final feliz. Mas que dureza...

Agora, Fagner volta a focar na recuperação, pois tem uma disputa de posição com Danilo e uma Copa, seja como titular ou reserva, pela frente. São dúvidas. A certeza é onde ele quer estar em 15 de julho próximo. 

- Se Deus quiser em Moscou, na final da Copa.

Fazendo o quê, Fagner?

- Se tudo ocorrer bem, ajudando o Brasil a ser campeão.

Dentro ou fora de campo?

Se for dentro melhor, mas se for de fora, já estarei feliz (risos).

Pronto, Fagner já pode dormir tranquilo. 










Patrocinadora do Corinthians, Positivo, doará computador a cada gol marcado


Patrocinadora estampou o peito da camisa alvinegra no Dérbi (Foto: RODRIGO GAZZANEL/RM SPORTS IMAGE)

LANCE! - 16/05/2018 - 16:22

O Corinthians e a empresa Positivo, que estampa a camisa alvinegra, anunciaram nesta quarta-feira a campanha "Juntos pela Democracia Digital". A primeira ação da patrocinadora será doar um computador a cada gol marcado pelo Timão.

Os computadores serão doados a ONGs focadas em inclusão digital. Se Pedrinho marcar, a doação será em dobro. O meia-atacante é patrocinado pela Positivo.

A campanha teve início desde o último domingo, quando o Corinthians venceu o derby por 1 a 0. Ou seja, o gol de Rodriguinho garantiu a doação de um computador para alguma ONG.


  


Positivo e Corinthians – Juntos pela Democracia Digital

16/05/2018

A partir desta semana, a Positivo e o Corinthians passam a entrar em campo para enfrentar o grande desafio de ajudar a promover a inclusão digital no Brasil, trabalho que a Positivo Tecnologia vem fazendo em seus quase 30 anos de história. Para isso, os dois gigantes se uniram na criação da campanha Democracia Digital. Com o mote “Pensa Positivo que o jogo vira”, a campanha apoiará projetos sociais que ajudam a população a fortalecer seu conhecimento em informática na Era Digital. Juntos, Positivo e Corinthians mostrarão como a democratização do acesso à tecnologia motiva e promove a inclusão digital, melhorando, por consequência, o bem-estar social.

A primeira ação da campanha será o Gol Positivo, cujo intuito é promover a doação de computadores à ONGs focadas em inclusão digital à medida que os jogadores do Timão marcarem gols, vestindo a recém-lançada camisa I 2018, alusiva à Democracia Corinthiana. Se o gol for marcado pelo jogador Pedrinho, atleta patrocinado pela Positivo, a doação será em dobro. A campanha teve início no jogo de domingo (13), quando o Corinthians venceu o Derby por 1 x 0.

“A desigualdade digital no Brasil é um jogo que precisa ser virado, e o Timão é especialista em viradas históricas. O conceito de democracia está gravado tanto para o Corinthians como para a Positivo, e justamente por isso não poderíamos deixar de trabalhar juntos em uma campanha com este viés”, declara Rodolfo Torello, vice-presidente de Marketing e Vendas da Positivo Tecnologia.




Artilheiro do Timão em 2018, Rodriguinho comemora seu melhor ano
 16/05/2018





Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Um dos destaques do Corinthians em 2018, temporada em que o Timão já conquistou o Campeonato Paulista, Rodriguinho vive grande fase. Artilheiro da equipe com dez gols, o meia pode superar sua melhor marca de redes balançadas pelo Alvinegro.

Em 2016, anotou dez gols em 52 partidas. Já no ano passado, foram 11 tentos em 57 jogos. Já agora, o camisa 26 balançou as redes dez vezes em apenas 26 jogos. Perto de ultrapassar os feitos das últimas temporadas, Rodriguinho comentou sobre a fase artilheira e analisou as mudanças. 

“Estou feliz pelo começo do ano, que pode ser o melhor ano com a camisa do Corinthians pelo número de gols. Estou perto de igualar e ainda temos muitos jogos pela frente. Espero poder corresponder às expectativas e seguir na mesma pegada. É um momento novo, em que fico mais próximo da área e tenho mais liberdade para chegar. Meus companheiros tem ajudado bastante e criado muito para eu finalizar. Esses dois fatores ajudam para que eu possa fazer tantos gols”, disse o artilheiro corinthiano.

Além de variações dentro de campo comandadas pelo técnico Fábio Carille, Rodriguinho tem utilizado outros recursos disponibilizados pelo Timão para buscar evoluir dentro das quatro linhas. Alguns deles são ferramentas fornecidas pelo Centro de Inteligência de Futebol (CIFUT).

“São coisas que a gente usa muito aqui. Primeiro, a parte tática do Fábio, que ele mostra durante a semana e com vídeos do CIFUT. Recebemos no nosso celular também informações sobre atletas que podem nos marcar no jogo para tirarmos o máximo de informação possível e poder tirar alguma vantagem no jogo e explorar isso”, completou.

Desde que chegou ao Corinthians, em 2013, o camisa 26 jogou 163 partidas e anotou 34 gols. Em 2018, foram quatro tentos no Campeonato Paulista, quatro no Campeonato Brasileiro e outros dois em torneios internacionais.

Artilharia do Timão em 2018:

Rodriguinho – 10 gols
Jadson – 5 gols
Balbuena – 3 gols
Romero – 3 gols
Clayson – 3 gols
Emerson – 2 gols
Sidcley – 2 gols
Gabriel – 2 gols
Henrique – 2 gols
Maycon – 2 gols








Antes de jogo 100 pelo Corinthians, Maycon relembra início e já mira volta no futuro


"Aqui é minha casa", diz o volante, que completará marca na partida do Timão contra o Deportivo Lara

Por Bruno Cassucci, Barquisimeto, Venezuela
  16/05/2018 14h47
Na véspera de completar 100 jogos pelo Corinthians, Maycon se divide entre as lembranças do início da carreira e a despedida iminente.  
O volante de 20 anos atingirá a marca na noite desta quinta-feira, quando o Timão enfrentará o Deportivo Lara, da Venezuela, às 21h30 (de Brasília). Ele falou sobre o assunto ao GloboEsporte.com.    
– Fico feliz, é muito difícil um garoto formado na base, da minha idade, chegar a 100 jogos pelo Corinthians na primeira passagem pelo clube. Porque o pessoal sai bastante cedo. Sei da importância disso, gosto muito dessa marca, almejei ela no passado e fico feliz de estar batendo esse número – afirmou.  

Você reparou que Maycon usou a expressão "primeira passagem"? O jogador evita falar sobre transferências, mas no próximo mês ele se despedirá do clube no qual foi formado rumo ao Shakhtar Donetsk. O clube ucraniano o contratou por cerca de R$ 24 milhões e já pagou metade do valor ao Timão

 
Maycon conversa com a reportagem na Venezuela (Foto: Bruno Cassucci)  
Maycon foi promovido ao elenco profissional do Corinthians em 2015, depois de se destacar no Corinthians eneacampeão da  Copinha  de Juniores daquele ano, inclusive com gol do título. Porém, sem muito espaço, foi emprestado no segundo semestre para a Ponte Preta. No ano passado, ele voltou ao clube e se firmou como titular da equipe nas conquistas do Paulistão e do Campeonato Brasileiro. 

O volante já anotou oito gols com a camisa alvinegra. A estatística, entretanto, não considera um dos gols mais importantes de Maycon: o último da disputa de pênaltis contra o Palmeiras, que garantiu o título paulista deste ano. 



Confira abaixo a entrevista do camisa 8 corintiano:


Você reparou que falou "primeira passagem" pelo Corinthians? Você mal saiu e já está pensando em voltar?

Tenho o sonho de sair, disputar outros campeonatos, ir para a Europa. Não sei se vai acontecer agora ou mais tarde. Mas depois de sair quero voltar, aqui é minha casa, nunca escondi isso de ninguém. Nas propostas que eu tive, falei que se não saísse ia ficar tranquilo, pois aqui me sinto bem. Mas a gente tem que pensar no futuro também. Mas, se eu for para a Europa e voltar um dia, espero voltar para o Corinthians. 
  Dos seus 99 jogos no Corinthians, qual o mais especial?
Gosto de alguns, mas tenho dois em minha memória, porque participei bastante: o derby, no primeiro turno do Paulistão do ano passado, quando a gente ganhou com um jogador a menos. Neste eu roubei a bola e dei o passe para o Jô marcar; e também a final deste ano. É claro que teve final ano passado, jogos do Brasileiro, mas uma final, contra nosso maior rival, marca bastante. Ainda pude bater o último pênalti. Não só por ter sido um título, mas pela forma como a gente jogou, por ter sido lá dentro, desbancamos o favorito. Foi um título muito grande.  


Você pediu para ser o quinto cobrador do Corinthians na disputa de pênaltis cona final do Paulista e ter feito o gol do título?

Eu pedi para ser o último. Esperava que acabasse antes, no Fagner. Sabia da responsabilidade que era. Eu pedi para ser o último, fomos ordenando de acordo com a vontade de cada um. Eu falei que queria ser o quinto. Esperava não bater (risos), a gente sabe da responsabilidade. Torci muito para o Fagner fazer o gol. Mas eu também estava tranquilo, treino bastante. Estava confiante, até meus companheiros sabiam como eu iria bater. 


Como foi seu início no Corinthians?

Eu vim da Portuguesa, disputei um Campeonato Paulista lá. O técnico do Corinthians na época era o Edson. A gente se encontrou em uma escola e ele me trouxe para cá. Eu tinha 12 anos e aceitei o convite. 

E sua ida para a Ponte Preta, em 2016? Foi um pedido seu?

É claro que eu queria ter ficado e jogado mais no Corinthians, mas eu sabia da concorrência, que naquele momento eu não estava tão preparado para concorrer com outros jogadores que estavam no clube. Foi uma opção minha e o clube também concordou. A Ponte Preta estava fazendo um bom campeonato, eu cheguei lá e a equipe estava em quarto. É claro que era início de competição, mas conseguimos fazer uma boa campanha. 

Este período te ajudou a crescer como jogador? 

Isso foi importante, me deu uma experiência importante. Jogar toda a base no Corinthians, estrear no profissional e depois ir para a Ponte, que costuma ficar no meio da tabela, às vezes briga em cima, às vezes luta para não cair... Eu sabia de todo o risco que eu corria, de ir para lá e acabar brigando contra o rebaixamento. Fizemos uma grande temporada, talvez a melhor da história da Ponte. Fico muito feliz de conseguir voltar para o Corinthians como voltei. 
  Também passou a valorizar mais a estrutura de um clube grande, não é? 
Sim! Aqui no Corinthians a gente tem coisas muito boas, lá (na Ponte Preta) muitas vezes eles pecam em algumas coisas, até por infraestrutura e o dinheiro que entra lá. Muitas vezes não é como o Corinthians, então tem uma certa diferença, sim. Sou muito grato porque sempre fui tratado muito bem, sempre me deram o que eu precisava para jogar. Eles sabiam da minha vontade de voltar e também não fizeram questionamento, me deixaram jogando. O tempo que passei lá foi muito bom, sou grato à Ponte por ter aberto as portas do futebol para mim. 
   
Muitos jogadores têm dificuldade para se adaptar ao Corinthians. Foi fácil para você?

Fácil, não. Realmente é diferente, não é um clube qualquer. Um jogo do Paulista, lá no interior, que você pensa que não vai ter ninguém, na fase de grupos, sempre está lotado. Eu sabia o que era o Corinthians, vivia o Corinthians, mas é diferente. A gente sabe que é grande, mas quando chega é de um tamanho ainda maior. Fico feliz de ter ido bem. Nos 15 jogos que fiz antes de ser emprestado, fui bem em alguns, mal em outros, até por estar começando no profissional. Depois, na volta, aí sim entendi completamente o que é o Corinthians.  







Há seis anos, Corinthians fazia o primeiro confronto com o Vasco pelas quartas da Libertadores da América 2012, em que foi campeão
Jogando fora de casa, Timão suportou a pressão do adversário e levou a decisão para o Pacaembu 16/05/2018





Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians


Há seis anos, em 16 de maio de 2012, Corinthians e Vasco empataram sem gols no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, pela primeira partida das quartas de final da Libertadores daquele ano – vencida de forma invicta pelo Timão.


Na ocasião, as equipes faziam um tira-teima da reta final do Brasileirão do ano anterior, vencido pelo Timão na última rodada e que teve o Vasco como vice. Em jogo marcado por forte chuva na capital fluminense, o Corinthians segurou o empate e levou a decisão da vaga às semifinais da Libertadores para o Pacaembu.


O Timão do técnico Tite foi a campo com a formação que fez história na Libertadores, com Cássio no gol, Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos formando a linha de zaga, Ralf, Paulinho, Danilo e Alex no meio, e Emerson Sheik e Jorge Henrique na frente. Durante a partida, Elton entrou no lugar de Danilo, o meia Douglas substituiu Alex e Willian ocupou a vaga de Sheik.


O jogo

O primeiro tempo foi marcado pelo jogo truncado. A forte chuva prejudicou as condições do gramado, o que fez com que a bola rolasse pouco. Com seu forte sistema defensivo, o Timão segurou o Vasco – que ofereceu pouco perigo. Nos contra-ataques os comandados de Tite tiveram duas boas chances de abrir o placar, em cobrança de falta de Alex e em avanço do lateral Alessandro, que invadiu a área e bateu cruzado, no último lance da primeira etapa.


No segundo tempo, o Corinthians foi pressionado pelos donos da casa mas conseguiu segurar o empate em 0 a 0. Os destaques da partida pelos lados do Timão foram o goleiro Cassio, com boas defesas, e o atacante Jorge Henrique – que além de reforçar a marcação pelo lado direito, ainda criou a melhor chance de gol do Alvinegro na segunda etapa, em um peixinho defendido por Fernando Prass, goleiro vascaíno.


O empate em 0 a 0 levou a decisão para o dia 23 de maio, no Pacaembu, em jogo que ficou para sempre na memória da Fiel Torcida. Mas isso é história para a semana que vem.


Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.

Corinthians parabeniza Edu
Nesta quarta-feira, Edu Gaspar completa 40 anos
Como jogador e gerente de futebol, Edu conquistou nada menos do que 10 títulos pelo Corinthians

16/05/2018



Foto: © Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Nesta quarta-feira (16), Edu Gaspar, ex-jogador e Gerente de Futebol, completa 40 anos de idade. Com sucesso conquistado nas duas funções, o profissional, que agora está na Seleção Brasileira, tem uma coleção de títulos pelo Corinthians.

Como jogador, Edu Gaspar teve duas passagens pelo Timão (1998/2000 e 2009/10), entrou em campo em 121 oportunidades, marcou um gol e conquistou quatro títulos: Mundial de Clubes da FIFA (2000), Campeonato Brasileiro (1998/99) e Campeonato Paulista (1999).

Como Gerente de Futebol, entre março de 2011 e junho de 2016, conquistou ainda mais taças. Foram seis, no total: Mundial de Clubes da FIFA (2012), Copa Libertadores da América (2012), Recopa Sul-Americana (2013), Campeonato Brasileiro (2011 e 2015) e Campeonato Paulista (2013)

O Sport Club Corinthians Paulista parabeniza Edu Gaspar pelo 40º aniversário, agradece pela contribuição para a construção da história alvinegra e deseja boa sorte na Copa do Mundo.



Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.







Após dez horas de viagem, Corinthians chega à Venezuela

Delegação alvinegra viajou em voo fretado
Por Bruno Cassucci, Barquisimeto
16/05/2018 02h22
O Corinthians já está na Venezuela, onde enfrenta o Deportivo Lara, quinta-feira, às 21h30, pela Copa Libertadores da América

Após dez horas de viagem, que contou com uma escala para abastecimento do avião em Belém, no Pará, o Timão desembarcou por volta da meia-noite (de Brasília) de terça para quarta-feira em Barquisimeto, capital de Lara.
Por conta das dificuldades logísticas, o Corinthians optou por viajar em um voo fretado, com investimento de cerca de R$ 1,3 milhão



Desembarque da delegação do Corinthians na Venezuela (Foto: Bruno Cassucci)
i
Durante o voo, os jogadores conversaram, viram filmes e brincaram entre si para passar o tempo. A tripulação também ajudou na distração dos atletas e, em clima descontraído, até cantou o samba “A amizade”, do Grupo Fundo de Quintal, após a aterrissagem.

A delegação alvinegra conta com a presença do presidente corintiano, Andrés Sanchez, e outros dirigentes, além de alguns torcedores organizados.

Líder do Grupo 7, a equipe de Fábio Carille treina nesta quarta no Estádio Metropolitano de Lara, local da partida de quinta.


Delegação do Corinthians chegou na madrugada desta quarta-feira na Venezuela (Foto: Bruno Cassucci)

Veja as informações do Corinthians para o jogo contra o Deportivo Lara:
Local: Metropolitano de Lara, em Cabudare, na Venezuela
Data e horário: quinta-feira, às 21h30 (de Brasília)

Escalação provável: Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho, Pedrinho e Romero
Desfalques: Emerson Sheik (suspenso); Fagner, Renê Júnior e Danilo (em recuperação física); Ralf e Clayson (em recuperação de lesões); Roger (não inscrito)
Pendurados: nenhum






Arena Corinthians terá shows e atrações da Virada Cultural, neste final de semana
Artistas como Negra Li, Leci Brandão, Paula Lima e Dudu Nobre farão apresentações na casa do Timão- 16/05/2018





Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Neste sábado (19) e domingo (20), a Arena Corinthians irá receber diversas atrações da Virada Cultural – evento promovido pela Prefeitura para oferecer atividades culturais durante 24 horas ininterruptas em toda a cidade. O evento está em sua 14ª edição e a casa do Corinthians será um dos palcos descentralizados da Virada.

O Samba será lembrado no palco principal da Virada na Arena Corinthians, trazendo apresentações de Katinguelê, Sampagode, Leci Brandão, Walmir Borges, Luciana Mello, Pretinho da Serrinha, Negra Li, Dudu Nobre, Paula Lima, Vanessa Jackson, Xande de Pilares e Eliana de Lima.

Além do palco principal, haverá outro palco para apresentação de novos talentos da música, atividades culturais para todas as idades e a Viradinha Cultural, com atrações específicas para a garotada, como brincadeiras de roda, oficinas de brinquedos e até uma oficina de xequerê (instrumento musical de percussão criado na África). Também será oferecida área de alimentação aos visitantes.
    


As atividades serão todas gratuitas, no estacionamento Oeste da casa do Timão, com entrada do público pela escadaria localizada na Radial Leste. O acesso de portadores de necessidades especiais será pelo Leste, na Avenida Miguel Ignácio Curi. Para mais informações sobre a 14ª Virada Cultura, acesse http://viradacultural.prefeitura.sp.gov.br/.

Confira a programação completa da Virada Cultural na Arena Corinthians*:

PALCO PRINCIPAL

MC Patricia Liberato

SÁB – 18h – Katinguelê, Sampagode e Leci Brandão

SÁB – 20h30 – Walmir Borges convida Luciana Mello, Pretinho da Serrinha e Negra Li

SÁB – 23h – Dudu Nobre e Paula Lima

MC Ana Rafaela

DOM – 12h – Unidos da Virada Cultural

DOM – 14h30 – Serial Funkers e Vanessa Jackson

DOM – 17h – Xande de Pilares e Eliana de Lima
PALCO TALENTOS

SÁB – 19h30 – Os Opalas e Izzy Gordon

SÁB – 22h – Carolina Soares e Kelly Silva

DOM – 13h30 – Fabiana Cozza

DOM – 16h – Brunno Zaia e Reinaldo

PALCO INTERVENÇÕES

SÁB – 18h – Sound Walk – Caminhos do Som

SÁB – 18h às 00h30 – Selfie Points

SÁB – 20h às 00h30 – Intervenção Caray Circo

SÁB – 20h às 00h30 – Rainhas e Quimeras

DOM – 10h às 18h30 – Selfie Points

DOM – 13h às 17h30 – Rainhas e Quimeras

DOM – 14h às 17h – Intervenção Caray Circo

VIRADINHA

DOM – 10h – Cirandá Cortejo

DOM – 10h às 12h – Oficina de Xequerê

DOM – 10h às 14h – Brincadeiras de roda

Itinerantes com Circle

DOM – 11h às 13h – Oficina de Brinquedos

DOM – 11h30 – Cantoria Animada

DOM – 12h às 14h – Oficina de Berimbau infantil

DOM – 13h – Cia Malas Portam apresenta: Viajando com a Mala Treco

*Qualquer alteração na grade de programação é de responsabilidade da Organização da Virada Cultural