8 de abr de 2018

CORINTHIANS BI CAMPEÃO PAULISTA, 29 TITULOS MAIOR CAMPEÃO 08/04/2018







Corinthians é bicampeão paulista! A conquista do 29º título estadual, saborosa , aumenta ainda mais a supremacia no Estado, deixando cada vez mais para trás os rivais, agora o Timão tem sete titulos de vantagem





Timão vence e Carille faz campanha por Cássio na Seleção: 'Ele e mais 22'

Técnico do Corinthians exalta goleiro que brilhou na vitória no derby por 1 a 0 no tempo normal e por 4 a 3 nos pênaltis. Arqueiro revela estudo do rival

Cássio saiu como herói após defender penalidades
(Foto: Jales Valquer/Fotoarena/Lancepress!)


Carille e Cássio na entrevista coletiva após o título
Carille leva banho de isotônico dos jogadores (Foto: Marcio Porto)

Corinthians campeão paulista
( Foto : Luis Moura / WPP)

Festa do Corinthians bicampeao
( Foto : Luis Moura / WPP)

Festa corinthiana no título
( Foto : Luis Moura / WPP)



LANCE!
08/04/2018
19:50


Na dia em que o Corinthians foi bicampeão do Campeonato Paulista, Fábio Carille fez questão de exaltar Cássio, tanto que fez campanha pelo goleiro na Seleção Brasileira. O treinador rasgou elogios ao arqueiro que defendeu dois pênaltis

O Timão já havia vencido no tempo normal por 1 a 0, mas levou o título nos pênaltis, por 4 a 3. Para Carille, o time de Tite está bem servido, mas vê Cássio com totais condições.

- São 23? Então é Cássio e mais 22. Tite que se vira. Acho que o único ano que ele foi ruim, foi 2016, e nos outros sempre foi muito bem. O que mais chama a atenção, é que ele pega a bola do jogo. Como foi Diego Souza em 2012 e no Mundial com a bola cruzada. O que pegou em 2015 no nosso título brasileiro, como contra o Atlético-PR. O Brasil está bem servido e o Cássio tem totais condições - explicou o comandante.

Questionado sobre as defesas, o goleiro corintiano afirmou que estudou os rivais, mas também usou o feeling.

- Sobre pênaltis, tem um pouco de feeling e um pouco de estudo. Vi os pênaltis deles Que bom que eu possa estar contribuindo com minha equipe. deu mais tranquilidade para quem veio em seguida - disse Cássio.

Tite deve convocar a Seleção Brasileira para a Copa do Mundo no dia 15 de maio. Cássio espera ir










2018 - Corinthians bicampeão paulista
Guilherme Amaro


2017 - Corinthians campeão brasileiro: hepta!
(Foto: Gero Rodrigues/O Fotográfico)

2017 - Título paulista foi o primeiro de Carille
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

2015 - Corinthians voltou a ser campeão do Brasileirão
(Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

2013 - Recopa Sul-Americana sobre o rival São Paulo
(Foto: Eduardo Viana/Lancepress!)


2013 - Corinthians campeão paulista
(Foto: Eduardo Viana/Lancepress!)

2012 - Corinthians campeão da sonhada Copa Libertadores
LANCE!

2012 - Corinthians campeão mundial contra o Chelsea (ING)
(Foto: KAZUHIRO NOGI / AFP)

2011 - Timão campeão brasileiro, o primeiro com Tite
(Foto: Eduardo Viana/Lancepress!)


2001 - Corinthians campeão paulista
(Foto: Nelson Almeida/Lancepress!)

2009 - Corinthians campeão da Copa do Brasil
(Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

2009 - Corinthians campeão paulista na 'era Ronaldo'
(Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

2008 - Corinthians campeão da indesejada Série B
(Foto: Eduardo Viana/Lancepress!)

2005 - Corinthians campeão brasileiro com Tevez
(Foto: Nelson Almeida/Lancepress!)

2003 - Corinthians campeão paulista
(Foto: Reginaldo Castro/Lancepress!)

Pôster do LANCE! da conquista do Rio-São Paulo em 2002
(Foto: Arquivo LANCE!)

2002 - Corinthians campeão da Copa do Brasil
Reprodução


Marcio Porto
08/04/2018
18:54


A força corinthiana no futebol brasileiro neste século aumentou ainda mais com o título paulista deste domingo Foi o sexto estadual do Alvinegro de Parque São Jorge desde 2001. O Timão agora soma 17 taças no período. Somando apenas títulos nacionais e internacionais, o Timão já tem a supremacia no Brasil com dez troféus.

Os triunfos do século formam a era mais vitoriosa da história do Corinthians. Além das conquistas estaduais, foram quatro Brasileiros (2005, 2011, 2015 e 2017), duas Copas do Brasil (2002 e 2009), uma Liga Rio-sp (2002), uma Recopa Sul-Americana (2013) e os tão aguardados Libertadores e Mundial em 2012.

Dentro do Estado, o reinado do Corinthians é ainda maior. Abriu uma vantagem de cinco títulos em relação

Assim, não resta dúvida de quem é o Todo Poderoso Timão. Confira abaixo os títulos dos 12 grandes no Século XXI:

2) Corinthians - 17
Paulista (2001, 03, 09, 13, 17, 18), Libertadores da America (12), Mundial (12), Brasileiro (05, 11, 15, 17), Copa do Brasil (02, 09),  Rio-s (02), Recopa sul americana(13)




Carille iguala dupla e entra na lista dos maiores campeões do Corinthians

Com o terceiro título em pouco mais de um ano, treinador já atinge lugar privilegiado na galeria dos grandes comandantes da história do clube. Atrás só de Tite e Brandão


Fábio Carille já faz história no Corinthians
(Ricardo Moreira/Lancepress!)


Fábio Carille já faz história no Corinthians
(Foto: Antonio Cicero/PhotoPress)

Fábio Carille já faz história no Corinthians
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Fábio Carille já faz história no Corinthians
(Bruno Ulivieri/ Raw-Image)

Fábio Carille, campeão brasileiro
Daniel Augusto Jr


08/04/2018
19:30

A conquista do BI Campeonato Paulista do Corinthians neste domingo, consagrou Fábio Carille como um dos técnicos mais vitoriosos da história do Corinthians. Em apenas 15 meses de trabalho, que fique registrado. O bi estadual foi o terceiro do treinador, que também conquistou o Brasileiro do ano passado. Em número de taças, ele igualou Oswaldo de Oliveira e Mano Menezes, dois grandes nomes da história recente do clube, e agora só está atrás de outros dois gigantes: Oswaldo Brandão e Tite.

A nova taça tem sabor especial para Carille por igualá-lo, pelo menos em número, a uma de suas grandes inspirações no futebol. Sempre que perguntado sobre sua trajetória no Corinthians, o treinador cita o trabalho implantado por Mano em 2008, que tem lastros até hoje, segundo o atual comandante. Venceu o Paulista e a Copa do Brasil, em 2009.  Oswaldo de Oliveira o Paulista e Brasileiro em 99 e o primeiro Mundial em 2000.

Com contrato até o fim de 2019, podendo renovar por mais um ano, Carille agora fica a uma conquista de igualar o número de taças de um gigante na história do Corinthians. Treinador com maior número de jogos no comando do Timão (435), Oswaldo Brandão venceu dois Paulistas (1954 e 1977) e dois Rio São-Paulo (54 e 66)


O recordista também tem participação especial na trajetória de Carille. Foi com Tite que o treinador do Corinthians consolidou-se no clube, auxiliando nas campanhas de seis títulos. O atual treinador da Seleção venceu dois Brasileiros (2011 e 2015), um Paulista (2013), a Recopa Sul-Americana (2013), Libertadores e Mundial (2012). Em todos, Carille estava na comissão técnica. Agora é ele quem comanda. Dá para chegar no mestre?





ATUAÇÕES: Goleiro nota 10! Cássio pega dois pênaltis e Timão é bicampeao paulista


Goleiro brilha e deixa estádio rival em silêncio com conquista do bicampeonato paulista; Rodriguinho faz logo no início e também é destaque. Veja notas




Cássio está acostumado a ser decisivo e conquistar títulos para o Corinthians. E isso aconteceu mais uma vez, com um gosto especial. O goleiro pegou dois pênaltis e foi o herói do bicampeonato paulista, obtido no estádio do rival Palmeiras. Levou nota dez! (notas por Márcio Porto)

(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

1 | 16



10 - Cássio - Novamente, o goleiro e capitão se agigantou e garantiu o título para o Corinthians com duas defesas de pênalti. Monstro.



Atuações - Corinthians

2 | 16



6,0 - Fagner - Forte no tempo normal, com sua marcação costumeira,tímido no apoio, e desperdiçou a penalidade. Foi importante no título histórico.




Atuações - Corinthians

3 | 16



7,0 - Balbuena - A defesa começou mal, dando sustos, mas depois foi soberano. Um dos melhores do país na posição. Mais uma grande partida.




Atuações - Corinthians

4 | 16



7,0 - Henrique - Do mesmo nível do companheiro, apesar da parte técnica meis privilegiada. Mantém a segurança nas rebatidas e pelo alto.




Atuações - Corinthians

5 | 16



7,0 - Sidcley - Travou uma verdadeira guerra contra Dudu e tentou de todo jeito. Quase marcou um golaço no fim. Boa partida.




Atuações - Corinthians

6 | 16



6,0 - Ralf - Errou muito, principalmente no primeiro tempo, sentindo o jogo. Mas se recuperou no fim dando mais sustentação atrás.


Atuações - Corinthians

7 | 16



8,0 - Maycon - Errou pouco no tempo normal e não sentiu a pressão de cobrar o último pênalti. Ótimo campeonato do volante, 




Atuações - Corinthians

9 | 16


5,5 - Jadson - Depois de sete jogos fora, retornou sem ritmo e cometeu erros que não são de seu normal. Com dificuldade para ficar com a bola.


Atuações - Corinthians



9,0 - Rodriguinho - Mostrou novamente sua estrela ao marcar o gol do Corinthians. Foi o melhor jogador do time no campeonato. Joga muita bola.




Atuações - Corinthians

8 | 16



7,5 - Romero - Tecnicamente abaixo, mas lutou muito o jogo inteiro e converteu bem sua cobrança de pênalti. Importante para o esquema do time.


Atuações - Corinthians

11 | 16



8,0 - Mateus Vital - Garoto fez um excelente primeiro tempo, criando as principais jogadas pelo lado esquerdo. Deu assistência.

Atuações - Corinthians




6,0 - Emerson Sheik - Pegou muito pouco na bola . Título importante em sua volta ao time, para alguém vencedor.




Atuações - Corinthians

13 | 16



7,5 - Lucca - Não conseguiu criar no tempo normal, mas converteu o seu pênalti com frieza. Acabou sendo importante no fim.

Atuações - Corinthians

14 | 16



7,5 - Danilo - Entrou só para cobrar o pênalti e converteu com perfeição. Já havia feito na semi. É muito decisivo.



Atuações - Corinthians




9,0 - Fábio Carille - Conseguiu conquistar um campeonato mesmo com tantos obstáculos e sem centroavante. Já está na história do clube como grande.

Atuações - Corinthians















Corinthians bicampeão paulista calando rival

Timão vence jogo e supera rival nos pênaltis graça a Cássio, que pegou duas cobranças . Histórico!

Corinthians venceu nos pênaltis e foi bicampeão paulista
( Foto : Luis Moura / WPP)


Antes do jogo, banco do Timão teve passar por um processo de retirada de uma colmeia
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancenet!)

Rodriguinho abriu o placar com pouco mais de um minuto
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancenet!)

Mateus Vital tenta passar por Marcos Rocha
(Foto: Eduardo Carmim/Photo Premium/Lancepress!)

Jogadores do Corinthians comemoram o gol de Rodriguinho
Gil Guzzo/Ofotografico


( Foto : Luis Moura / WPP)

Timão é bicampeão paulista
(Foto: Bruno Ulivieri/Raw Image)

Romero tira selfie do título
( Foto : Luis Moura / WPP)

Cássio foi o herói da conquista
(Foto: Jales Valquer/Fotoarena/Lancepress!)



Em uma final histórica, o Corinthians conquistou o título paulista na casa rival só com torcedores do rival. O Timão venceu no tempo normal por 1 a 0, gol de Rodriguinho com pouco mais de um minuto, e também nos pênaltis, por 4 a 3. Cássio pegou duas cobranças.

Este é o primeiro bicampeonato paulista do Corinthians desde 1983, que veio ainda com uma inédita virada do time na segunda decisão. Um feito histórico.

O mesmo roteiro, mas com personagens invertidos

no primeiro minuto, Mateus Vital fez uma jogadaça pela esquerda, e Rodriguinho, com um chute desviado por Victor Luis, marcou o seu sexto gol no ano (artilheiro corinthiano)
o time da casa jogou no seu campo de ataque, mas criou poucas chances claras. Dudu, o mais participativo, sofreu pela falta de apoio na direita. O Corinthians, com Vital e Rodriguinho, também não voltou a incomodar Jailson até o intervalo.

A temperatura do clássico subiu na etapa final, quando o rival chegou a ter um pênalti marcado a seu favor, em falta de Ralf sobre Dudu. O capitão já estava pronto para bater, mas os corintianos reclamaram muito, dizendo que o volante tocou na bola. O árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza mudou de ideia minutos depois e deu só escanteio, desta vez para revolta rival, que chegaram a cercar o quarto árbitro, Adriano de Assis Miranda, tendo até de a polícia entrar para afastar os jogadores

Os pênaltis
A última chance no tempo normal foi do Corinthians, com Sidcley. O lateral arrancou, driblou dois rivais e chutou para fora. No fim, a vitória simples do Timão levou o jogo aos pênaltis.

Nas cobranças, Cássio foi o grande nome. Ele pegou as batidas de Dudu e Lucas Lima e deu ao Corinthians a vantagem. Fagner errou pelo Corinthians, chutando por cima, mas Danilo, Romero, Lucca e Maycon converteram para calar o estadio rival e dar o bicampeonato ao Timão.

FICHA TÉCNICA

p 0 (3) X (4) 1 CORINTHIANS
Local: chiqueiro
Data-Hora: 08/04/2018 - 16h
arb: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, Anderson José de Moraes Coelho e Daniel Paulo Ziolli
Público/Renda: 41.227/ R$ 4.001.277,68
Cartões amarelos: Cássio, Romero, Fagner e Balbuena (COR) - Dudu e Moisés (PAL)
Cartões vermelhos: -
Gols: Rodriguinho (2'/1ºT) (0-1)
Pênaltis: Dudu (Cassio defendeu), Danilo (GOL), Victor Luis (GOL), Romero (GOL), Lucas Lima (Cassio defendeu), Lucca (GOL), Marcos Rocha (GOL), Fagner (errou), Moisés (GOL), Maycon (GOL).

p: Jailson, Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor Luis; Bruno Henrique (Thiago Santos, aos 44'/2T), Moisés e Lucas Lima; Dudu, Borja (Deyverson, aos 43'/2T) e William (Keno, no intervalo).

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf e Maycon; Jadson (Emerson Sheik, aos 20'/2T), Rodriguinho (Danilo, aos 53'/2T), 
Romero e Mateus Vital (Lucca, aos 40'/2T).






Herói do Corinthians, Rodriguinho fala em renovar por cinco anos

Decisivo na campanha do bicampeonato paulista, com gols na semifinal e na final, meio-campista, porém, diz que não descarta ouvir uma boa proposta para ele e para o clube

Corinthians 
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancenet!)





 Corinthians 
(Foto: Bruno Ulivieri/Raw Image)
 Corinthians 
(Foto: Bruno Ulivieri/Raw Image)

Palmeiras x Corinthians 
( Foto : Luis Moura / WPP)

Corinthians provoca Palmeiras via redes sociais 
Reprodução / Twitter



Marcio Porto
08/04/2018
19:55

Decisivo na conquista do bicampeonato paulista, com gols nos clássicos da semifinal e da final, Rodriguinho, neste domingo, já fala em abrir mão do sonho de jogar na Europa. Autor do gol da vitória por 1 a 0 no tempo normal da decisão, o meio-campista já fala em renovar seu contrato com o Corinthians.

- Estou muito feliz aqui. Não passa nem pela minha cabeça uma saída. Tenho contrato até o fim de 2019, então é sentar com o presidente para ver se a gente renova por mais um cinco anos aí - sorriu o jogador, admitindo, porém, que aceita ouvir uma boa proposta, caso apareça.

- Sou muito feliz aqui, desde que pisei aqui. Ganhando títulos, melhor ainda. Estou muito tranquilo em relação a isso. Se aparecer a oportunidade, que seja muito boa para ambos, podemos sentar e pensar. Mas meu pensamento é primeiro aproveitar a festa de hoje, porque merecemos.

Rodriguinho balançou as redes antes do segundo minuto de jogo na decisiva partida pelo Paulista, neste domingo na vitória alvinegra por 1 a 0. 
Rodriguinho termina o Campeonato Paulista como artilheiro do time na competição, com quatro gols em 15 partidas no torneio, dando ainda quatro assistências na campanha do título. Na temporada, o meio-campista balançou as redes sete vezes.




Corinthians bicampeão e Carille toma banho dos jogadores e diz: 'Sou abençoado'

Após conquistar o bicampeonato paulista, treinador é surpreendido por brincadeira dos atletas e reage com emoção. Ele diz que vem mais conquistas por aí no Corinthians

Carille toma banho de isotônico 
Carille leva banho de isotônico dos jogadores (Foto: Marcio Porto)


Técnico festeja com o elenco após banho 
Técnico festeja com o elenco após banho (Foto: Marcio Porto)

Carille durante a final 
EDUARDO CARMIM/PHOTO PREMIUM

Festa do Corinthians campeão no Allianz 
( Foto : Luis Moura / WPP)

Corinthians faz a festa no Allianz Parque 
( Foto : Luis Moura / WPP)


Corinthians bicampeão paulista 
(Foto: Bruno Ulivieri/Raw Image)


Guilherme Amaro e Marcio Porto
08/04/2018
19:44
O técnico Fábio Carille neste domingo saiu consagrado e nos braços do elenco do Corinthians. Após conquistar o bicampeonato paulista, desta vez em cima do rival, o comandante foi alvo de brincadeiras dos atletas, que lhe deram um banho de isotônico enquanto Carille concedia entrevista coletiva. 

Os jogadores invadiram a entrevista, que também tinha a participação do capitão Cássio, Fagner e Rodriguinho, autor do gol da vitória corintiana no tempo normal. Comandados por Balbuena, os atletas despejaram um balde inteiro de bebida no treinador, que reagiu com um "filhos da puta", em tom de brincadeira.

Em seguida, o treinador falou sobre a satisfação de conquistar seu terceiro título no comando do Corinthians. 

- Eu sou um abençoado, já falei isso várias vezes para vocês. Sou abençoado por ter um grupo desse que compra a ideia. Demais, muito honrado disso e desse time - declarou o treinador.

Com a conquista, Carille chegou ao mesmo número de taças de Mano Menezes, treinador que é uma de suas inspirações e com quem trabalhou junto no Corinthians. Mano venceu um Paulista e a Copa do Brasil. Carille agora está atrás de Oswaldo Brandão, com quatro títulos, e Tite, com seis, na história do Corinthians. Dá para chegar?

- O ano passado, ganhamos os dois, saímos da Sul-Americana sem perder e da Copa do Brasil também. É de muito trabalho, de muito entendimento, sempre discutimos o trabalho. Às vezes tem jogador prejudicado, como o Rodriguinho que teve de se sacrificar. Vamos buscar mais coisas, do nosso jeito, quietinho, trabalhando bastante. Vamos atrás de mais conquistas. Estou muito feliz, batendo números. Esses dias atrás foram 100 jogos, agora bicampeão paulista. Feliz demais - declarou o comandante. 

Fábio Carille tem contrato com o Corinthians até o fim de 2019, com possibilidade de mais um ano de renovação.




Sheik relembra provocação: 'Que dó da formiguinha'; assista

Após conquista do Corinthians, Emerson Sheik participou de live no perfil de Jadson e postou no seu Insta Stories relembrando provocação de 2012



Reprodução
HUMOR ESPORTIVO
08/04/2018
20:32

O atacante Emerson Sheik aproveitou a conquista do Campeonato Paulista para relembrar uma provocação feita em 2012, quando o rival foi rebaixado de novo para Série B. Na época, o ídolo corinthiano usou o Twitter e aproveitou um viral que estava em alta para postar 'que dó, que dó da formiguinha...'.

Hoje, Emerson participava de uma live de Jadson no Instagram quando após algumas provocações decidiu relembrar 'teve um tempo atrás que eu falei uma frase que ela ficou guardada: que dó, que dó da formiguinha! Chora, formiguinha!'.








Corinthians é bicampeão paulista após “gol relâmpago”, polêmica e disputa nos pênaltis

08/04/2018 18h16

ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDOCorinthians superou o Palmeiras no Allianz Parque


A final do Campeonato Paulista teve que ser decidida nos pênaltis e terminou com título do Corinthians, o segundo consecutivo e o 29º na história. Durante o tempo normal, o Timão, que tinha perdido o primeiro jogo por 1 a 0 em casa, venceu o Palmeiras pelo mesmo placar no Allianz Parque. Houve também uma grande polêmica com arbitragem, que gerou muitas reclamações dos palmeirenses e até confusão nos vestiários.

O jogo praticamente começou com gol do Corinthians, pois Mateus Vital fez ótima jogada e deu assistência para Rodriguinho marcar no primeiro minuto. Depois disso, o Palmeiras reagiu bem, teve domínio do jogo e criou oportunidades. O Corinthians recusou e abriu mão de contra-atacar, mas segurou a vitória até o fim do 1º tempo.

No 2º tempo o Palmeiras continuou a ter mais posse de bola, mas teve mais dificuldade para criar oportunidades. O jogo ficou morno até que, aos 26min, o juiz Marcelo Aparecido marcou pênalti para o Palmeiras. Após muitas reclamações contra o juiz e interferência clara do 4º árbitro, ele voltou atrás e cancelou a própria marcação.

Depois disso os dois times até conseguiram criar chances de gol nos minutos finais, mas a partida terminou mesmo empatada. Nos pênaltis, Cássio foi o grande herói, pois defendeu cobranças de Dudu e Lucas Lima.

Gol alvinegro e pressão alviverde

No primeiro minuto, Mateus Vital se livrou como quis de Antônio Carlos na ponta esquerda e tocou para trás. Rodriguinho chutou, a bola desviou em Victor Luís e entrou.






A reação do Palmeiras foi ótima, mas faltou pontaria. Aos 5min, o time até fez gol, mas o juiz marcou impedimento. Aos 9min, Borja levou perigo em um cabeceio que foi para fora por pouco. Aos 11min, Willian chutou livre na área, mas desperdiçou a chance. E aos 33min, Dudu deu bom passe para Marcos Rocha, que chutou forte na área, mas Cássio defendeu.

Polêmica do 2º tempo

Após o intervalo, o Palmeiras voltou com Keno no lugar de Willian. Mas mesmo assim chegou ao ataque em raras oportunidades, como um chute de Bruno Henrique e um cabeceio de Antônio Carlos. A marcação do Corinthians estava impecável.

A partida só pegou fogo quando houve uma polêmica com a arbitragem. Dudu entrou na área, Ralf chegou por trás  O juiz marcou pênalti. Depois de muita reclamação corintiana, ele foi conversar com o 4º árbitro. A partida ficou paralisada por mais de 5 minutos até a decisão ser cancelada, para revolta dos palmeirenses, que ameaçaram não recomeçar o jogo.

Últimos minutos

Apesar de tudo, o jogo recomeçou e continuou da mesma forma que estava: com o Corinthians recuado, e o rival sem inspiração. A melhor chance de gol foi criada por Keno, aos 47min, quando ele driblou Sidcley e cruzou na área, mas Thiago não conseguiu cabecear para o gol. O Corinthians ainda conseguiu assustar o Palmeiras em uma cobrança direta de escanteio e em uma bela jogada de Sidcley, que errou na finalização.

Pênaltis

Pelo Corinthians, Danilo, Romero, Lucca acertaram as primeiras cobranças. Fagner chutou a bola para longe. Mas Maycon fez o último gol e partiu pra comemoração. Cassio defendeu dois


Cássio revela como defendeu pênaltis; Carille exige goleiro na Copa

Por Jovem Pan 
08/04/2018 19h39


JALES VALQUER/FOTOARENA/Cássio defende chute cruzado de Lucas Lima


Cássio foi o grande herói do Corinthians bicampeão Paulista, afinal defendeu dois pênaltis. Depois de comemorar a conquista, ele revelou o que foi decisivo para pegar as cobranças de Dudu e Lucas Lima,
“Tem um pouco de feeling e um pouco de estudo. Assisti os pênaltis do Palmeiras contra o Santos. O do Dudu eu vi contra o Novorizontino. O do Lucas Lima eu acho que vi na final, que ele bateu cruzado daquele jeito. São coisas que marcam”, lembrou Cássio.

Mas o goleiro também destacou a análise de desempenho feita no clube: “tenho que agradecer ao CIFUT (Centro de Inteligência do Futebol do Corinthians). Eles nos deixam preparados. O Mauri Lima (preparador de goleiros) também. Ter pegado o primeiro pênalti deu mais tranquilidade para quem veio bater depois”, afirmou Cássio, citando o pênalti cobrado por Dudu.

A ótima fase de Cássio fez Fábio Carille exigir Cássio na Copa do Mundo de 2018: “é o Cássio e mais 22 para a Copa. O Tite que se vire”, brincou, para depois analisar: “além de o Cássio ser um excelente jogador, ele está há sete anos no clube e só em 2016 não foi bem. O Cássio pega a bola do jogo, tem totais condições de ir à Copa”.







Gigantesco! Cássio é herói no Timão e levanta seu terceiro troféu

Corinthians venceu derby por 1 a 0 no tempo normal e por 4 a 3 nos pênaltis. Goleiro brilhou e ajuda Timão a ser bicampeão 



Corinthians
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)










Guilherme Amaro
08/04/2018
18



Jogador do Corinthians que mais atuou, com 18 partidas, decisivo na semifinal e herói na decisão do Paulistão... Não à toa Cássio foi o escolhido para ser o capitão da equipe na partida contra o Palmeiras. O goleiro defendeu dois pênaltis e deu ao Timão o 29º título estadual. Ele é um gigante, e não por causa do seu 1,96m de altura.

Cássio foi importante não só nas cobranças de pênaltis, mas sim durante toda a partida. Ele não errou nas saídas de bola e conseguiu afastar o perigo da área quando foi exigido. Após a partida, elogiou seus companheiros e também a torcida, que lotou a Arena Corinthians no treino de sexta-feira.

- Mais um título. Mesmo tendo perdido em casa, nosso time nunca desconfiou que poderia vencer. É uma emoção muito grande. Agradeço à Fiel pela festa na sexta-feira. A torcida faz mais coisa que nos surpreende. Estamos muito felizes, parabéns. Batemos pênalti com qualidade. Estamos de parabéns, por todo o comprometimento. Só quero agradecer mesmo - disse Cássio, emocionado após conquistar seu oitavo título pelo clube.

Experiente, aos 30 anos, Cássio não sentiu o peso da final. Ele já havia sido frio durante a semifinal, quando defendeu também dois pênaltis contra o São Paulo e garantiu a vaga do Corinthians na decisão do campeonato.

Assim, Cássio deixou o Allianz Parque sendo o herói. O goleiro levantou seu terceiro troféu pelo Corinthians. Já havia sido capitão nas conquistas do Paulistão e Brasileirão no ano passado.

Cássio se consolida como um dos principais goleiros do Brasil e está de olho na disputa da Copa do Mundo. Após um 2016 com falhas e até no banco de reservas, o goleiro faz sua segunda temporada como um dos pilares da equipe.

Ele tem se acostumado a ser decisivo para o Corinthians, e até por isso não deve sentir o peso da final. O goleiro foi um dos melhores jogadores nos principais títulos do clube: Libertadores e Mundial em 2012. Seis anos depois, Cássio não para de colecionar taças. Sorte do Timão, que tem seu goleiro decisivo e com contrato até o fim de 2021.





Herói do Corinthians outra vez, Cássio diz que analisou pênaltis de Dudu: "Foi estudo"

Goleiro pegou duas cobranças na decisão do Paulista após vitória por 1 a 0 no tempo normal

Por Bruno Cassucci
08/04/2018 18h55

Cássio foi, mais uma vez, o herói do Corinthians numa disputa por pênaltis. Assim como na semifinal do Paulista, neste domingo o goleiro defendeu outras duas 
cobranças e fez o Corinthians comemorar o 29º título estadual.

A disputa nos pênaltis se deu após o Corinthians vencer por 1 a 0 na casa do rival

O camisa 12 disse que analisou as batidas

– Foi mais estudo do que feeling. Eu tinha visto que o Dudu batia daquele lado. Estamos de parabéns. Vamos comemorar agora – disse ele.


Cássio levanta a taça após vitória do Corinthians (Foto: Marcos Ribolli)

Foi o oitavo título de Cássio com a camisa do Corinthians. Ele, que chegou ao clube em 2012, ganhou o terceiro estadual (2013, 2017 e 2018), e tem também dois Brasileiros (2015 e 2017), uma Libertadores da America (2012), o Mundial (2012) e uma Recopa (2013).

Ele elogiou a torcida do Corinthians, que fez grande festa na sexta-feira, em treino aberto realizado na Arena Corinthians

– Mesmo tendo perdido na nossa casa, nosso time nunca teve desconfiança de que não poderia ganhar o título aqui. Todo muito batalhou, da pessoa que limpa, faz a nossa comida... É uma emoção muito grande. Aquela festa na sexta-feira foi sensacional. É de arrepiar. É meu sétimo ano aqui, mas a torcida ainda faz coisas que nos surpreende. Somos merecedores.

O goleiro ainda prometeu força do Corinthians para a temporada:

– Muito feliz, a gente vai ganhando título e crescendo. Mas a felicidade é de ver o grupo, o trabalho do dia a dia. A forma como o Fábio (Carille) leva as coisas. A gente gosta de estar junto, de treinar. Com essa sintonia, tudo fica mais fácil. A gente não se acomoda, vamos comemorar. Foi o campeonato mais difícil, saímos atrás nos mata-matas. Vamos ficar fortes para o restante do ano.










Rodriguinho faz gol decisivo em Corinthians bicampeão paulista
 e agora quer “renovar por mais cinco anos”

Meia diz que não pensa em sair do Corinthians

Por Bruno Cassucci
08/04/2018 19h44

O título paulista do Corinthians passou pelos pés de Rodriguinho. Foi o meia, com um minuto de jogo no Dérbi deste domingo, o autor do gol que deu a vitória ao Timão e permitiu que a disputa pela taça fosse aos pênaltis – onde Cássio brilhou e garantiu a conquista. Depois do jogo, o atleta falou sobre seu próximo objetivo: renovar contrato.

- Se aparecer alguma oportunidade que seja muito boa para todos, podemos sentar e conversar. Mas meu pensamento agora é de comemorar. Sou muito feliz aqui e espero que continue assim. Não passa pela minha cabeça nesse momento uma saída. Tenho contrato até o fim de 2019. Vamos sentar com o presidente e ver se renova por mais uns cinco anos.



Gol do Corinthians! Mateus Vital faz boa jogada, e Rodriguinho marca, com 1' do 1º

Rodriguinho não vê motivos para sair. Diz que no Corinthians encontra felicidade para trabalhar desde os primeiros momentos no clube.

- Sou muito feliz no Corinthians, desde o primeiro dia que pisei aqui. Ganhando títulos, melhor ainda. Estou muito tranquilo em relação a isso (saída).

Rodriguinho celebra gol no Dérbi deste domingo, decisivo para o título do Corinthians (Foto: Marcos Ribolli)

Este foi o quarto título de Rodriguinho no clube - ele também foi o artilheiro do Corinthians no campeonato, com quatro gols. Antes, havia conquistado o Brasileirão em 2015 e 2017 e o Paulistão no ano passado.













Herói do Corinthians bicampeão paulista, Rodriguinho fala em renovar por cinco anos

Decisivo na campanha do bicampeonato paulista, com gols na semifinal e na final, meio-campista, porém, diz que não descarta ouvir uma boa proposta para ele e para o clube

 Corinthians
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancenet!)



Palmeiras x Corinthians
(Foto: Eduardo Carmim/Photo Premium/Lancepress!)

Palmeiras x Corinthians
(Foto: Bruno Ulivieri/Raw Image)











Corinthians
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Corinthians
Guilherme Amaro

 Corinthians
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)



Palmeiras x Corinthians
( Foto : Luis Moura / WPP)



Palmeiras x Corinthians
( Foto : Luis Moura / WPP)




Marcio Porto
08/04/2018
19:55

Decisivo na conquista do bicampeonato paulista do Corinthians, com gols nos clássicos da semifinal e da final, Rodriguinho, neste domingo, já fala em abrir mão do sonho de jogar na Europa. Autor do gol da vitória por 1 a 0, no tempo normal da decisão, o meio-campista já fala em renovar seu contrato com o Corinthians.

- Estou muito feliz aqui. Não passa nem pela minha cabeça uma saída. Tenho contrato até o fim de 2019, então é sentar com o presidente para ver se a gente renova por mais um cinco anos aí - sorriu o jogador, admitindo, porém, que aceita ouvir uma boa proposta, caso apareça.

- Sou muito feliz aqui, desde que pisei aqui. Ganhando títulos, melhor ainda. Estou muito tranquilo em relação a isso. Se aparecer a oportunidade, que seja muito boa para ambos, podemos sentar e pensar. Mas meu pensamento é primeiro aproveitar a festa de hoje, porque merecemos.

Rodriguinho balançou as redes antes do segundo minuto de jogo na decisiva partida pelo Paulista, neste domingo, na vitória alvinegra por 1 a 0.

Rodriguinho termina o Campeonato Paulista como artilheiro do time na competição, com quatro gols em 15 partidas no torneio, dando ainda quatro assistências na campanha do título. Na temporada, o meio-campista balançou as redes sete vezes.









Teve selfie! Romero repete foto após título do Corinthians bicampeao paulista

Atacante paraguaio fez imagem no estádio do rival, assim como havia feito em casa em 2017

Por GloboEsporte.com

Teve mais uma selfie! Assim como fez na vitória sobre o Palmeiras no ano passado, no segundo turno do Brasileiro, o atacante Romero, do Corinthians, fez outra foto com o grupo alvinegro neste domingo, depois da conquista do título do Campeonato Paulista, no estádio do rival.

Desta vez, porém, o paraguaio não fez gol. Quem marcou foi Rodriguinho, no 1 a 0 no tempo normal que levou a final para os pênaltis.

Veja a foto, que circula pelas redes sociais:


A selfie do Paulistão 2018 (Foto: Reprodução)


O fotógrafo Marcos Ribolli, do GloboEsporte.com, flagou os bastidores da selfie:



Romero faz a selfie do título com jogadores do Corinthians (Foto: Marcos Ribolli)

Mais tarde, o Corinthians também postou a foto no Twitter:





Corinthians
✔@Corinthians


#PensaPositivoQueOJogoVira#BicampeãoDaFé



Vai achando que dessa vez não ia ter selfie... #BicampeãoDaFé









Corinthians deixa vestiário preto e branco antes de final

Jogadores são surpreendidos com local personalizado para o time no estádio do rival


Por Bruno Cassucci,
08/04/2018 19h44

Os jogadores do Corinthians foram surpreendidos ao chegar no estadio alugado de rival para a decisão do Campeonato Paulista, neste domingo. Ao entrarem no vestiário, os atletas encontraram o local todo envelopado em preto e branco.

Para incentivar o elenco, o Timão decorou paredes e armários e espalhou frases motivacionais, como “nunca foi fácil” e “jogai por nós”.
O Corinthians sagrou se bicam
peao paulista por 1 a 0 no tempo normal, gol de Rodriguinho, e conquistou o título nos pênaltis.


Veja abaixo as imagens do vestiário:



(Foto: GloboEsporte.com)



(Foto: GloboEsporte.com)



(Foto: GloboEsporte.com)






Corinthians deixa vestiário do rival em preto e branco antes da final

Para deixar os jogadores com a sensação de que estavam na Arena Corinthians, o Timão envelopou o vestiário antes da decisão.

Vestiário do Corinthians
FOTO: Divulgação


Vestiário do Corinthians
FOTO: DIvulgação

Vestiário do Corinthians FOTO: Divulgação


LANCE!
08/04/2018
20:58

Os jogadores alvinegros tiveram uma surpresa quando chegaram no vestiário, para a disputa da grande decisão, neste domingo. O presidente Andrés Sanchez e o departamento de marketing do clube enveloparam o local com escudos e as cores do Corinthians nas paredes e nas estruturas, como armários e mesa.

O clube teve tal iniciativa, justamente para deixar os jogadores corintianos com a sensação de que estavam na Arena Corinthians. E, dentro de campo o Corinthians não se intimidou. Com gol de Rodriguinho, o Timão abriu o placar logo no primeiro minuto e soube se defender até o fim do tempo normal, levando a decisão para os pênaltis. Nas cobranças, Cássio defendeu duas vezes garantindo o título de campeão paulista 2018.






Carille leva banho de isotônico na coletiva e festeja seu terceiro título pelo Corinthians: "Sou abençoado"

Técnico destaca força do grupo do Timão após vitória na casa do arquirrival

Por Bruno Cassucci,
08/04/2018 19h32

Em meio a um banho de isotônico (assista abaixo), o técnico Fábio Carille falou sobre a conquista do título paulista pelo Corinthians. O Timão venceu o derby por 1 a 0 no tempo normal e levou a taça nos pênaltis por 4 a 3.

– Eu sou abençoado. Vocês já ouviram várias vezes isso nas minhas entrevistas. Tenho um grupo maravilhoso, que compra a ideia, sabe das nossas dificuldades e procura cumprir da melhor forma possível. Estou honrado – afirmou o técnico.


Fabio Carille beija a medala de campeão paulista (Foto: Marcos Ribolli)

Carille comandou também sobre o pênalti que o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza cancelou após disputa de Ralf e Dudu na área. O juiz voltou atrás depois de conversar com o quarto árbitro.

– Falaram que o Ralf pega primeiro na bola. Estou falando o que me disseram, depois posso ver a imagem e mudar de opinião.

– E se empata com um pênalti que não foi? Ficaria sujo o título? Se não foi, que bom... A gente poderia até ficar mais chateado se fosse pênalti, e o juiz não deu – disse o técnico.



Carille leva banho de isotônico durante a entrevista coletiva após o título do Corinthians

Fábio Carille também destacou a força da equipe para superar um momento de partidas seguidas e conseguir dois triunfos nos pênaltis

– Temos que comemorar bastante. Nas quartas de final, semifinal, tendo dois dias de preparação... Fiz questão de dar dois dias de folga para esses caras depois da primeira final. Era necessário. Foram 40 dias com viagem, jogo de Libertadores e tudo mais. Graças a Deus as coisas caminharam de forma positiva.




Corinthians
✔@Corinthians




Olha o recado do cara que ganhou  
ganhou  em 16 meses de trabalho!#BicampeãoDaFé
8:09 PM - Apr 8, 2018


Há pouco mais de um ano no cargo, Fábio Carille conquistou seu terceiro título pelo Corinthians (duas vezes o Paulistão e uma o Brasileirão)

–  Ano passado ganhamos Paulista e Brasileiro, e saímos na Copa do Brasil e na Sul-Americana invictos. É de muito trabalho e entendimento. Nós, da comissão, discutimos sempre. Às vezes, algum jogador é prejudicado, como o Rodriguinho, que não tem um cara na frente e vem jogar com dois meias. É o trabalho de todos e vamos buscar mais coisas, do nosso jeito, quietinho, trabalhando bastante. Vamos atrás de mais conquistas. Dias atrás completei 100 jogos. Agora, bicampeão paulista.



 0 (3 x 4) 1 Corinthians pela final do Campeonato Paulista








Andrés Sanchez rebate declarações do presidente rival: "Perder é duro"

Dirigente do Corinthians diz que não deixou jogadores darem volta olímpica por respeito ao rival


Por Bruno Cassucci
08/04/2018 20h59 

Andrés Sanchez ironizou as declarações do presidente rival, após a conquista do título paulista pelo Corinthians. O mandatário do Timão criticou a postura do dirigente do arquirrival por chamar o torneio de “Paulistinha” depois das polêmicas deste domingo.

– O Maurício está chorando aí, mas é duro... Ele não pode reclamar. Eu o cumprimentei, tudo, faz parte. Não deixei dar volta olímpica por respeito e porque não tinha torcedor do Corinthians. Não pode falar que é Paulistinha. Até a semifinal era Paulistão. Aí é duro! – disse Sanchez.

– Até a semifinal o campeonato era bom. Eu nunca falei que era bom ou ruim. Ele falava que era bom. Mas perder é duro, sei que dói. Nós ganhamos jogando futebol. Infelizmente, faz parte do processo – afirmou o presidente do Corinthians.

– O favorito eram ... eles. Como eu falei, a zebra às vezes acontece. Estamos trabalhando. O Corinthians é um time humilde, respeitamos o estadual para caceta. Acho que é um campeonato importante.

Em fevereiro, o Corinthians foi contra à implantação do árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro. Sanchez defende que a tecnologia seja utilizada apenas em alguns lances.

– Eu fui contra porque ninguém sabia quanto custava. Ninguém participou da licitação. Aqui vale R$ 20 milhões, na Europa vale R$ 3 milhões... A partir do momento que definir do que o árbitro de vídeo pode participar, eu sou a favor. Tem que ter regras – explicou o dirigente.

– Eu não quero acreditar nisso (interferência externa). Entendo que o quarto árbitro acompanhou os lances. Ele viu, ele que falou. Foi provado que não foi pênalti – respodeu Sanchez.

Andrés Sanchez abraça o técnico Fábio Carille após o título (Foto: Marcos Ribolli)






Corinthians chega ao 29º título paulista; 
Timão é líder absoluto no número de títulos estaduais 
 
Por GloboEsporte.com 

08/04/2018 18h23 
   
O Corinthians aumentou neste domingo sua superiridade. Ao vencer o derby, no tempo normal e nos pênaltis, o Timão chegou ao 29º título paulista, consolidado na liderança do ranking de conquistas. 
 

Jogadores do Corinthians comemoram gol de Rodriguinho, fundamental para o 29º título paulista (Foto: Marcos Ribolli) 

Com o título, o Corinthians chega ao bicampeonato repetindo 1982 e 1983. 

Títulos paulistas por clubes
Clube Títulos
Corinthians 29
 
CORINTHIANS BICAMPEAO PAULISTA





Atuações do Corinthians bicampeão paulista: Mateus Vital e Rodriguinho comandam vitória no tempo normal; Cássio brilha nos pênaltis

Timão conquista o 29º título estadual na casa do arquirrival Palmeiras


Por Carlos Augusto Ferrari
08/04/2018 18h18
Cássio [GOL] Foi bem quando exigido. Nos pênaltis, brilhou ao pegar duas cobranças que deram o título ao Corinthians.Nota: 9,5


Fagner [LAD]Praticamente não atacou. Na defesa, conseguiu marcar bem no primeiro tempo e no segundo. Nota: 6,5

Balbuena [ZAG]Muito bem pelo alto e com segurança por baixo. Mais uma boa atuação. Nota: 7

Henrique [ZAG]Errou em algumas disputas individuais quando precisou sair da posição para marcar. Foi seguro na área. Nota: 6,5

Sidcley [LAE]. Mesmo não sendo um especialista na marcação, levou vantagem na maior parte dos lances. Teve a chance de fazer o gol do título nos acréscimos, mas chutou para fora. Nota: 7


Ralf [VOL] Deu mais força física à marcação na entrada da área e auxiliou muito bem os zagueiros nos momentos de pressão do rival. Acertou a bola no polêmico lance do pênalti cancelado. Nota: 7

Maycon [VOL]Manteve a regularidade de sempre com boa marcação e algumas descidas ao ataque. Nota: 7

Jadson [MEI]: Não fez boa partida Nota: 5

(Emerson [ATA]): Entrou para puxar os contra-ataques, mas, com o time muito recuado, pouco participou do jogo. Sem nota


Rodriguinho [MEI]Sempre perigoso perto da área, marcou o gol que mudou a partida. Também foi prejudicado pela forma defensiva que a equipe passou a jogar após a vantagem no placar. Mesmo assim, fez boa partida. Nota: 8

(Danilo: [MEI]): Entrou nos minutos finais para participar das cobranças de pênaltis. Sem nota

Mateus Vital [ATA]Fez a melhor partida desde que foi contratado. Aberto pela esquerda, o meia criou toda a jogada para Rodriguinho marcar logo no início do jogo e deu muito trabalho. Nota: 7,5

(Lucca [ATA]): Entrou nos minutos finais. Sem nota


Romero [ATA]  teve novamente papel determinante para ajudar os laterais na marcação. Nota: 6,5








 
#BicampeãoDaFé: Autor do gol no tempo regulamentar, Rodriguinho exalta Fiel e título na casa do rival
Meio campista voltou a ser decisivo em finais; em 2017, marcou duas vezes na final contra a Ponte Preta
Em entrevista coletiva após a conquista do #BicampeãoDaFé, Rodriguinho comemorou a vitória sobre o arquirrival e exaltou a virada da equipe corinthiana na final de 2017, o camisa 26 foi decisivo e marcou o gol alvinegro na tarde deste domingo.

“Foi incrível o que conseguimos aqui. Nos reerguemos rapidamente depois da derrota. No dia seguinte, todo mundo sabia que teríamos totais condições de vir aqui e sair com o título. Foi uma coisa unânime no nosso grupo. Falamos: vamos erguer a cabeça, porque temos total condição de ganhar lá”, disse Rodriguinho.

Assim como todos os atletas alvinegro, o meio-capista fez questão de exaltar o apoio da Fiel durante a semana que precedeu a decisão. Na sexta-feira (08), 37 mil pessoas lotaram a Arena Corinthians e fizeram uma festa histórica para incentivar a equipe.

“A festa na sexta-feira foi uma coisa de louco. A torcida passou toda sua energia para a gente. Foi incrível ver aquele brilho no olho, de ‘aqui é Corinthians’. Esse grupo está de parabéns por tudo que foi feito no campeonato. Temos que seguir fortes, porque virão muitas batalhas pela frente”, completou. 










#BicampeãoDaFé: Paredão do Timão, Cássio comemora mais um título com camisa alvinegra!
Goleiro alvinegro pegou duas cobranças de pênalti na tarde deste domingo


 08/04/2018





FOTO: RODRIGO GAZZANEL / AGENCIA CORINTHIANS

Na tarde deste domingo, o Corinthians conquistou o 29º título paulista de sua história ao vencer o derby na disputa de pênaltis na casa emprestada do rival. Autor de duas defesas nas penalidades, Cássio comemorou mais um título conquistado pelo Timão, o oitavo do camisa 12 com a camisa alvinegra.

“Mais um título. Mesmo tendo perdido em casa, nosso time nunca desconfiou que poderia vencer. É uma emoção muito grande. Agradeço a fiel pela festa na sexta-feira. A torcida faz mais coisa que nos surpreende. Estamos muito felizes, parabéns. Batemos pênalti com qualidade. Estamos de parabéns, por todo o comprometimento. Só quero agradecer mesmo”

Nas sexta, o Corinthians contou com grande apoio da Fiel, que lotou a Arena Corinthians na sexta-feira (06) para empurrar a equipe no penúltimo treino antes da decisão, Para o goleiro, o apoio da torcida foi fundamental para reverter o placar. Segundo o camisa 12, o elenco corinthiano nunca deixou de acreditar.

“Mesmo perdendo o 1º jogo, nosso time nunca desconfiou que poderia ganhar o título aqui. Todo mundo está de parabéns”, completou.







#BicampeãoDaFé: Campeão! Corinthians bate em rival no derby, fora de casa
Timão conquistou seu 29º campeonato paulista depois de vencer o rival por 1 a 0 no tempo regular e nas cobranças de pênalti

- 08/04/2018





FOTO: RODRIGO GAZZANEL / AGENCIA CORINTHIANS

Na tarde deste domingo (08), o Corinthians sagrou-se #BicampeãoDaFé. Fora de casa, o Corinthians venceu no tempo regular por 1 a 0 com gol de Rodriguinho e venceu as cobranças de pênalti. O título marca o terceiro bicampeonato paulista da história do clube do Parque São Jorge.

Timão em campo: O time escalado por Fábio Carille teve Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf e Maycon; Jadson e Rodriguinho; Mateus Vital e Romero. Entre os suplentes, estavam Caíque França (GOL); Mantuan (LAD) e Pedro Henrique (ZAG); Gabriel (VOL) e Renê Júnior (VOL); Pedrinho (MEI), Danilo (MEI) e Marquinhos Gabriel (MEI); Júnior Dutra (ATA), Emerson Sheik (ATA), Lucca (ATA) e Matheus Matias (ATA).

Goool do Corinthians, Rodriguinho: Foi no primeiro minuto da partida que o Timão deixou tudo igual na soma dos placares. Em grande jogada individual, Mateus Vital rabiscou pela lateral esquerda, invadiu a área e recuou para Rodriguinho. O chute do meia foi desviado antes de estufar as redes do goleiro rival.

Paredão corinthiano: Ao longo da primeira etapa, o Timão atuou em seu campo defensivo. Segurando as ofensivas do rival, a lateral esquerda corinthiana foi a que mais trabalhou. Sidcley, Henrique e Cássio garantiram que nenhuma das jogadas adversárias tivessem êxito.

Segunda etapa: De volta aos gramados, a equipe comandada por Fábio Carille voltou sem alterações. No lado rival, Keno substituiu William.

Jogo duro: Nos 45 minutos finais, muita tensão no Derby. Jogando defensivamente o Alvinegro não sofreu perigo. Em desarme de Ralf em Dudu dentro da área, o árbitro anotou erroneamente o pênalti mas foi corrigido pelo quarto árbitro. Em bela oportunidade do Coringão já nos minutos finais, Sidcley arrancou pela lateral esquerda, invadiu a área e bateu cruzado mas para fora. A vitória, por 1 a 0, levou o jogo para as penalidades.

Substituições: No lugar de Mateus Vital, entrou Lucca. Emerson Sheik e Danilo substituíram Jadson e Rodriguinho, respectivamente.

Penalidades

SCCP: OOOXO

p : XOXOO









#BicampeãoDaFé: Fagner exalta preparação para decisão e comemora
Lateral direito exaltou também a confiança do grupo com o técnico Fábio Carille
- 08/04/2018

Na sala de imprensa após o Corinthians ser bicampeão paulista, Fagner conversou com a imprensa após a conquista do 29º título paulista da história do Corinthians. Ao lado de Rodriguinho, Cássio e Carille, o lateral direito alvinegro falou sobre o sentimento que teve durante a semana que antecedeu a decisão.

“Quando voltamos para o CT na terça-feira, eu tinha a certeza que de seríamos campeões. Trabalhando forte, como trabalhamos, faríamos de tudo para sair com o título. Hoje, quando pisei no estádio, senti que era o dia, que a gente sairia vitorioso. Com um minuto de jogo, o abençoado aqui (Rodriguinho) conseguiu nos ajudar com o gol e, depois, nos pênaltis, o gigante Cássio nos garantiu”, disse o camisa 23.

Sobre o jogo em si, Fagner exaltou o treinador corinthiano e toda a preparação da equipe para enfrentar o arquirrival em busca do bicampeonato paulista. 

“Esse grupo abraça o que o Fábio quer, o que ele tem de ideia para os jogos. Um fator fundamental hoje foi o emocional da equipe, que a todo momento se preocupou em jogar. Estivemos concentrados. Isso foi passado para nós e todo mundo entendeu a importância disso para a gente ser campeão”, completou o jogador.







CORINTHIANS bicampeão paulista
#BicampeãoDaFé: Após 35 anos, Corinthians volta a conquistar um bicampeonato paulista
Entre 1983 e 2017, Timão conquistou nada menos do que 24 títulos. Destes, apenas dois foram consecutivos (1998 e 1999, no Campeonato Brasileiro)


 - 08/04/2018

A conquista do Campeonato Paulista de 2018 é histórica para o Sport Club Corinthians Paulista. Apesar de ter colecionado uma série de troféus nos últimos anos, vencer por duas vezes o Estadual é algo que não acontecia desde a inesquecível Democracia Corinthiana, em 1982/83.

Entre 1983 e 2017, o Corinthians conquistou nada menos do que 24 títulos. Do Paulistão ao Mundial da FIFA, o número de troféus foi impressionante: Paulista (1988, 1995, 1997, 1999, 2001, 2003, 2009, 2013 e 2017), Copa Rio-sp (2002), Copa do Brasil (1995, 2002 e 2009), Campeonato Brasileiro (1990, 1998, 1999, 2005, 2011, 2015 e 2017), Recopa Sul-Americana (2013), Copa Libertadores da América (2012) e Mundial de Clubes da FIFA (2000 e 2012).

Com a conquista do último domingo (08), o Corinthians se consolidou como o maior campeão do Estado com 29 títulos, 7 a frente do segundo. O Corinthians foi bicampeao por seis vezes sendo que destas foi tricampeão, assim cmo oode interar o tri o ano que vem . Além de 2017/18 e de 1982/83, o Timão havia alcançado o feito apenas outra vez, em 1951/52. Três também são os tricampeonatos do clube do Parque São Jorge na competição (1922/23/24, 1928/29/30 1937/38/39).

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store. 





CORINTHIANS bicampeão! Corinthians bate rival no tempo normal e nos pênaltis e conquista seu 29º título paulista Em jogo marcado por muita reclamação contra a arbitragem, Timão vence no tempo normal e nos penais na arena do maior rival

Melhores momentos:  0 (3 x 4) 1 Corinthians

VÍDEOS

DESTAQUE


DESTAQUE


DESTAQUE


DESTAQUE



32' 2º TEMPOLance


26' 2º TEMPOLance


01' 1º TEMPOGol


PRÉ-JOGO


PRÉ-JOGO
RESUMÃO
DESTAQUE DEU TIMÃO!

Foram quase 20 anos sem uma final de Campeonato Paulista entre Corinthians e Palmeiras. E pela primeira vez na história houve uma virada: o Timão, que havia perdido o primeiro jogo em casa, venceu o segundo fora por 1 a 0 e levou a decisão para os pênaltis, quando brilhou a estrela de Cássio novamente (ele já havia sido o destaque nas semifinais ). O goleiro pegou as cobranças dos dois 'melhores' jogadores  (Cudu e Lucas Lima), dando o título para o Timão.



DESTAQUE CAMPEÃO DOS CAMPEÕES

O Corinthians chegou a seu 29º título, ampliando sua dinastia estadual



DESTAQUE CONFUSÃO

O jogo foi marcado por muita confusão por conta da arbitragem. O árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza marcou pênalti de Ralf em Dudu aos 26 minutos do segundo tempo. No lance, o volante do Corinthians toca primeiro a bola, mandando-a para escanteio. Depois de muita reclamação dos corinthianos, o quarto árbitro Adriano de Assis Miranda chamou o juiz para dar sua opinião. Na leitura labial, é facilmente identificável: "Pegou primeiro a bola. Mas a decisão é sua". Marcelo Aparecido, então, decidiu voltar atrás na decisão, para revolta dos palmeirenses. A paralisação foi de sete minutos no total.




DESTAQUE OS PÊNALTIS

Danilo, Romero, Lucca e Maycon fizeram para o Corinthians, e Fagner errou (chutou por cima). Victor Luis, Marcos Rocha e Moisés marcaram para o Palmeiras, enquanto Dudu e Lucas Lima erraram (Cássio pegou as duas cobranças).


DESTAQUE TEVE SELFIE DE ROMERO

Virou tradição






DESTAQUE CARILLE
Em 16 meses como técnico efeito do Corinthians, Fábio Carille chega a seu terceiro título pelo clube: dois Paulistas e um Brasileiro.

DESTAQUE GOL RELÂMPAGO

O Corinthians abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo. Mateus Vital fez bela jogada em cima de Antônio Carlos na esquerda, invadiu a área e rolou para Rodriguinho chapar. A bola desviou em Victor Luis e matou Jailson.



Aos 5, Willian marcou de cabeça, mas a arbitragem anulou corretamente por impedimento. O atacante estava um pouco à frente do penúltimo homem do Corinthians quando Thiago Martins faz o desvio. Outro lance reclamado pelos palmeirenses foi de um suposto pênalti de Ralf em Borja. No vídeo abaixo, o comentarista de arbitragem Paulo César de Oliveira analisa.



DESTAQUE O JOGO

Com o gol de Rodriguinho logo no início, o Corinthians se fechou com duas linhas de quatro. O rival encontrou dificuldade para furar a defesa alvinegra. Lucas Lima praticamente não apareceu para jogar, assim como Willian, aberto na esquerda. Só Dudu chamava a responsabilidade, pela direita. No segundo tempo, o Palmeiras voltou melhor, com Keno no lugar de Willian, e, assim, passou a ter jogadas também pela esquerda. Virou ataque contra defesa. Mas o Corinthians soube segurar a vitória por 1 a 0 e ser bi campeão nos penaltis









O caminho para o título: veja quatro lições fundamentais para o Corinthians ser campeão neste domingo

Timão precisa vencer para faturar o seu 29º título do Paulistão

Por Bruno Cassucci

08/04/2018 08h3
A missão não é fácil, mas está longe de ser impossível. Para conquistar o seu 29º título paulista, o Corinthians precisa ganhar o derby, neste domingo, a partir das 16h, na arena do rival, por dois ou mais gols de diferença. Caso o Timão conquiste uma vitória pela vantagem mínima, a taça será decidida nos pênaltis.
O Corinthians chega motivado pelo apoio de sua torcida, que lotou o treinamento aberto da última sexta, e também inspirado pelo retrospecto recente. Afinal, antes do tropeço no sábado passado, a equipe vinha de quatro vitórias no Dérbi.

Em busca da virada, o técnico Fábio Carille manterá a equipe sem centroavante, formação que passou a ser utilizada justamente a partir do derby na primeira fase do Paulistão (vencido por 2 a 0). Clayson, suspenso, será substituído por Romero, e Ralf e Jadson começarão a final como titulares nas vagas de Gabriel e Emerson Sheik
Fábio Carille no treino aberto do Corinthians na sexta (Foto: Marcos Ribolli)

Veja o que o Corinthians deve explorar:
Paciência e organização 

Mesmo tendo que vencer, o Corinthians precisará manter a calma e esperar os momentos certos para atacar o rival.





– Em clássicos assim, decisões, toda vantagem é importante. Mas é o mínimo, um gol de diferença, a gente não pode se atirar, porque se toma um gol é pior. Não temos que ir lá para o desespero. Se acontecer, será só nos minutos finais, quando podemos fazer algo diferente. Até então, faremos um jogo inteligente lá dentro – afirmou o técnico.



Em nove dos 21 jogos desta temporada o Corinthians conseguiu não ser vazado. Um deles foi o clássico contra o Palmeiras, na primeira fase do estadual.


O Timão espera uma pressão do rival nos primeiros minutos, tentando se aproveitar de jogar em seu estádio, com torcida única. Depois, porém, a comissão técnica alvinegra acredita que o adversário se retrairá à espera dos contra-ataques.


Fagner e o auxiliar-técnico do Corinthians Leandro Silva, conhecido com(Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)


Mais jogo, menos briga
Para o Corinthians, não é interessante ter novamente um jogo "picado" como o de semana passada, com várias confusões e média de uma falta a cada dois minutos. Precisando vencer, o Timão tem de jogar mais e brigar menos.

Os atletas estão cientes disso. Durante toda a semana que antecedeu a decisão deste domingo, os jogadores corintianos e o técnico Fábio Carille adotaram discursos pacíficos e destacaram a importância de não entrar na pilha do adversário.


Isso não significa um time menos aguerrido. O Timão tem de entrar ligado e "morder", como fez em vários clássicos desde o ano passado, mas sem perder a cabeça.




Olhar para trás
Jogar na casa do Palmeiras não é fácil, mas o Corinthians sabe bem os caminhos para triunfar na arena alviverde. Em quatro jogos no local, o Timão tem mais vitórias do que o rival: duas contra uma – e mais um empate.


Mais do que o retrospecto, o Timão precisa se atentar aos fatores que levaram às últimas vitórias, apesar de elas terem sido obtidas em condições diferentes da atual. Frieza, compactação defensiva e velocidade para contra-atacar foram virtudes fundamentais para os triunfos recentes.
  


Na primeira fase, Timão venceu o rival por 2 a 0 (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)


Não é só em relação a isso que o Corinthians precisa olhar para trás. A equipe também pode se espelhar nas viradas nas últimas fases. Diante de Bragantino, nas quartas de final, e São Paulo, na semi, o Timão saiu atrás, mas conseguiu buscar a classificação. Agora, o roteiro tem de se repetir para a conquista do 29º título paulista.


Eles podem desequilibrar
A organização tática é apontada por jornalistas e torcedores como a principal qualidade do Corinthians. É verdade, mas talvez "só" isso não seja suficiente neste domingo. É hora de a qualidade individual de alguns jogadores sobressair, e o elenco alvinegro tem peças capazes disso.


De volta ao time titular após um mês, Jadson pode ser fundamental no Dérbi, mesmo não tendo condições de atuar os 90 minutos. Com o camisa 10 em campo, Rodriguinho pode ter mais liberdade para criar e concluir jogadas, algo que faltou no sábado passado.

 


Jadson voltará a ser titular do Corinthians depois de mais de um mês (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)


Além disso, Fábio Carille conta com outros jogadores experientes e acostumados com decisões, como Ralf, que será titular, e Emerson Sheik, que ficará como opção no banco.


Dentre os reservas, também há atletas que oferecem outras alternativas técnicas e táticas, como os velozes e dribladores Pedrinho e Marquinhos Gabriel.


Se por um lado falta um centroavante ao Timão, por outro há a estrela de Danilo, que busca seu oitavo título pelo clube e está acostumado com decisões.