6 de jan de 2018

CORINTHIANS 06/01/2018



Jovem lateral do Corinthians passa por trote e tem cabelo raspado; veja fotos

Guilherme Romão voltou de empréstimo do Oeste e está nos planos do Timão para 2018
Por GloboEsporte.com
06/01/2018 18h12
O lateral-esquerdo Guilherme Romão, de 20 anos, foi alvo de um trote dos companheiros de Corinthians neste sábado. Depois do treino da tarde, no CT Joaquim Grava, o jogador teve o cabelo raspado no vestiário.

Em imagens divulgadas no Instagram, o atacante Kazim aparece cortando o cabelo do jovem lateral com uma navalha, enquanto outros atletas se divertem.


Romão é formado nas categorias de base do Timão e estava emprestado ao Oeste. Com a venda de Guilherme Arana ao Sevilla, da Espanha, o Corinthians decidiu integrá-lo ao elenco profissional. Veja abaixo fotos do trote e também como estava o cabelo do lateral:



Kazim raspou o cabelo de Guilherme Romão com uma navalha (Foto: Reprodução)



Guilherme Romão passou por trote no vestiário do Corinthians (Foto: Reprodução)
 

Guilherme Romão inicia ano como titular







Corinthians espera fechar a contratação de zagueiro Henrique em breve

Zagueiro ainda discute últimos detalhes da sua rescisão contratual com flu

Por Bruno Cassucci e Hector Werlang

06/01/2018 17h07


O Corinthians tem um acerto verbal com o zagueiro Henrique, de 31 anos, mas aguarda o jogador acertar a sua rescisão contratual com o Fluminense para anunciá-lo como o quarto reforço do clube para a temporada – o Timão já fechou com Júnior Dutra, Renê Júnior e Juninho Capixaba.

A contração do defensor é dada como praticamente certa pelo Corinthians, mas ainda há detalhes a serem resolvidos com o Fluminense. O principal deles é o valor que o time carioca desembolsará para romper o contrato dele e como será feito o pagamento.

Afora prêmios, Henrique recebe cerca de R$ 450 mil em carteira no Fluminense. O Timão, por sua vez, aceitou pagar R$ 300 mil.
 as partes acreditam que a negociação pode ter um desfecho na próxima semana. De qualquer forma, ele não estará presente na pré-temporada do Corinthians nos Estados Unidos, já que a delegação alvinegra embarca para Orlando neste domingo.

O defensor teve uma proposta da Turquia recentemente, mas não se animou com os valores apresentados. Já possibilidade de disputar a Libertadores e atuar no Corinthians, que paga em dia e tem disputado títulos, empolgou o atleta, que busca um contrato de três anos.

Atualmente, o elenco corintiano conta com os seguintes zagueiros: Balbuena, Pedro Henrique, Yago, Léo e Vilson.








Corinthians busca informações sobre Vagner Love, mas retorno é improvável

Alto salário e contrato longo do atacante são apontados como empecilhos pelo Timão


Por GloboEsporte.com

06/01/2018 15h49
Na busca por um centroavante, um dos nomes estudados pelo Corinthians é o de Vágner Love, que está com 33 anos e defende o Alanyaspor, da Turquia. A contratação do jogador é considerada como improvável pela direção.

Vagner Love tem contrato com o clube turco até o meio de 2020 e recebe salário bem acima do que o Timão está disposto a pagar.




Vagner Love integrou o Corinthians hexacampeão brasileiro em 2015 (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Em entrevista coletiva na última sexta-feira, o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, negou o interesse em Vagner Love. Pessoas do clube, porém, confirmam que o atacante foi cogitado, mas sem grande espectativa de voltar.

Neste sábado, o técnico Fábio Carille afirmou que passou diversos nomes de potenciais reforços à diretoria alvinegra.

Atualmente, o elenco do Corinthians conta com Kazim e Carlinhos como referências de ataque, além de Júnior Dutra, recém-contratado do Avaí, que também pode desempenhar este papel. 






#TimãoNoTempo: Corinthians dava primeiro passo para 14º título paulista há 66 anos

Alvinegro contou com o trio Cláudio, Luizinho e Baltazar


11h00 06/01/2018 - Agência Corinthians






© Divulgação


O 14º título paulista do Corinthians começou a ser conquistado há exatos 66 anos. No dia 06 de janeiro de 1952, o Timão venceu por 4x2 stos na primeira rodada do estadual com grande atuação do trio Cláudio, Luizinho e Baltazar.

Para a estreia no Paulista, o Corinthians iniciou o duelo com Cabeção; Murilo, Julião, Idário e Lorena; Toguinha, Jackson e Carbone; Cláudio, Luizinho e Baltazar.

Em stos, o Corinthians abriu o placar com Baltazar logo aos nove minutos de jogo. Não demorou muito para Tite, aos 17, empatar para os mandantes. O Timão voltou a ficar à frente no marcador novamente com Baltazar – que terminou o Campeonato Paulista daquele ano como artilheiro com 27 gols em 30 jogos.

Na segunda etapa, a vantagem foi ampliada aos dois minutos, quando Cláudio balançou as redes. Seis minutos mais tarde, Nicácio recolocou o rival no jogo, mas não foi o suficiente. Quando o relógio marcava 23 minutos, Luizinho marcou mais um para o Corinthians e deu números finais à partida.

Foi o primeiro jogo da campanha vitoriosa daquele ano. Mais tarde, o Alvinegro seria campeão paulista com sobras, terminando na liderança do estadual com 52 pontos --seis à frente do vice

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.













Fábio Carille projeta temporada 2018 do Corinthians

Comandante também comentou as mudanças táticas que está testando na equipe às vésperas da viagem para a disputa da Florida Cup, nos Estados Unidos


12h45 06/01/2018 - Agência Corinthians






© Divulgação/Corinthians

Pela primeira vez em 2018, Fábio Carille concedeu entrevista coletiva para falar sobre o elenco que tem em mãos para os campeonatos que o Corinthians disputará ao longo da temporada. Após a atividade que o treinador comandou na manhã deste sábado (06), o técnico foi à sala de imprensa no CT Dr. Joaquim Grava para projetar o ano e avisar que precisará muito das peças que tem à disposição.

"O mais importante neste momento é o entendimento entre comissão e o elenco todo, para definir essa ideia de jogo. Este será um ano em que usaremos muito o grupo, mais do que os outros. Se chegarmos nas finais do Paulista, serão mais de 40 jogos até a parada da Copa. O que mais busco neste momento é o entendimento de todos. Algo que foi importante das outras vezes em que fomos aos Estados Unidos: pegamos adversários difíceis. O PSV vai estar à frente fisicamente, depois o Rangers também. É aí que a gente vê nossas dificuldades e acerta a equipe o quanto antes”, disse Carille, já imaginando os jogos da Florida Cup.

Na noite deste domingo (07), comissão técnica, elenco e diretoria embarcam para os Estados Unidos, onde pela quarta vez consecutiva o Timão disputará a Florida Cup, primeiro torneio da temporada 2018, em Orlando. Serão dois jogos, contra PSV (HOL) e Rangers (ESC), nesta quarta-feira (10) e no próximo sábado (13), respectivamente. Nestas partidas, Carille quer usar boa parte do elenco para realizar estudos e preparar o time que no dia 17 já inicia a defesa do título do Paulistão Itaipava contra a Ponte Preta, no Pacaembu. 

"A questão dos jogos lá na Flórida: o período é parecido com o do ano passado, a diferença é que o Paulista começou em fevereiro. Agora a gente chega no domingo ao Brasil e na quarta estreia contra a Ponte Preta. Eu achava que iria perder mais peças e estou feliz, até por tudo que aconteceu nos últimos anos. Está bom. Os jogadores que estão chegando já tinham uma ideia dentro de seus clubes e vão pegar muito fácil o que a gente quer", afirmou o técnico do Corinthians.

"Estou tranquilo, até porque a preparação é igual para todos. Temos de ser inteligentes, vão ter jogos em que a gente vai tirar todo mundo. Vamos estudar bem, estou conversando com a minha comissão, em alguns jogos a gente vai ter de 'limpar' bem e tirar todo mundo”, acrescentou Carille.

Na atividade deste sábado (06), Carille esboçou uma mudança no meio de campo. O 4-2-3-1 habitual de 2017 deu lugar ao 4-1-4-1, formação que o treinador já viu no Alvinegro e que acredita poder ser útil nesta temporada. 

"A mudança no meio de campo, que é o triângulo invertido, não tem nada a ver com a característica do camisa 9. Nos trabalhos curtos, usei o Júnior Dutra e o Danilo. Fica até parecido com 2012, quando a gente ganhou a Libertadores, com Alex e Danilo. Vou usar essa formação no segundo tempo contra o PSV. Mas essa mudança no meio não tem relação com o camisa 9”, avisou Carille.











Carille testa mudança tática na equipe do Corinthians no treino deste sábado

Treinador usou o 4-2-3-1 de 2017 e começou a estudar o 4-1-4-1, esquema que pretende usar na Florida Cup como experimento


13h40 06/01/2018 - Agência Corinthians




© Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O Corinthians treinou na manhã deste sábado (06), e pela primeira vez no ano o treinador Fábio Carille comandou uma atividade de 11 contra 11. Nela, foi possível ver uma mudança que deverá ser testada na Florida Cup. O 4-2-3-1 habitual do Timão ainda será utilizado, mas cada vez mais dando espaço ao 4-1-4-1.

“Tenho treinado bastante isso, porque é algo novo. O 4-2-3-1 já está mais definido, os jogadores já têm uma ideia melhor. Vamos ver a resposta, vou usar os jogos nos Estados Unidos para observações, o momento é para isso. Vamos ver a resposta que o elenco vai dar agora”, explicou Carille após a atividade.

A primeira etapa do treino deste sábado (06) aconteceu ainda na academia do CT Dr. Joaquim Grava. Lá, os jogadores iniciaram o aquecimento que se encerrou com um circuito, já dentro de campo, supervisionado pelo preparador físico Walmir Cruz. Antes de Carille tomar a dianteira, ainda aconteceu a famosa roda de “bobinho”.

Depois, o técnico separou o elenco em dois grupos, um sob a supervisão dele e outro no comando do auxiliar técnico Osmar Loss. Com Carille, os jogadores fizeram treino de cruzamento e finalizações de fora da área. Com o auxiliar, acompanhado dos colegas Leandro da Silva e Fabinho, os atletas voltaram a realizar treino de posse de bola em três toques.

O elenco voltou a ser reunido quando Carille armou o primeiro 11 contra 11 do ano. O treinador criou algumas regras para a atividade: no campo defensivo o jogador só podia trabalhar em três toques e Pedrinho era o coringa da atividade, ajudando a equipe que tivesse com a posse de bola.










Copinha 2018: elenco do Corinthians faz último treino antes de encarar Pinheiro-MA

Trabalho foi realizado em Américo Brasiliense, cidade próxima à Araraquara, onde o Timão está sediado


15h15 06/01/2018 - Agência Corinthians





© Divulgação/Corinthians


O Corinthians encerrou a preparação para a segunda rodada da Copinha de Futebol Júnior 2018. Na manhã deste sábado (06), o Timão realizou o último treino antes da partida diante do Pinheiro-MA, que será realizada neste domingo (07), às 16h, na Arena da Fonte Luminosa, em Araraquara.

Os comandados do técnico Dyego Coelho foram à cidade vizinha à Araraquara, Américo Brasiliense, para realizar o trabalho do dia. O treinador organizou uma atividade de movimentação e, na sequência, de finalização. Fernando Seabra, auxiliar técnico do Sub-20, comandou, do outro lado do campo, um treino de passes. No fim, houve tempo para o trabalho de posicionamento dos prováveis titulares da partida.

O jogo deste domingo (07) terá transmissão do SporTV e da ESPN Brasil. A entrada é gratuita para a Fiel apoiar os meninos do terrão alvinegro. 







Hoje cinco jogadres só realizam exames cardiológicos Corinthians


O Corinthians teve oito baixas no treinamento deste sábado, no CT Joaquim Grava, mas boa parte delas se deu apenas para a realização de exames cardiológicos entre as novidades do elenco. Além de Walter e Vilson, que recuperam-se de lesão, o técnico Fábio Carille não pôde contar com o goleiro Filipe, o zagueiro Yago, o lateral esquerdo Guilherme Romão, os volantes Jean e Renê Júnior, e o atacante Lucca.

O sexteto aproveitou o fim de semana para fazer as avaliações que o elenco “zerou” ainda na última semana de trabalho de 2017, buscando otimizar o pouco tempo de pré-temporada. Como estavam em outras equipes, os atletas precisaram dessa etapa para saber se têm condições de viajar com o elenco neste domingo aos EUA, local de disputa da Copa Flórida.

Recém-contratado e até anunciado oficialmente pelo Alvinegro, Renê Júnior só precisava disso para, enfim, poder aparecer no campo. Ele será apresentado após a movimentação deste domingo, antes de, provavelmente, pegar o voo com o restante dos companheiros. Juninho Capixaba, que realizou seu primeiro trabalho com bola nesta manhã, já havia feito o teste na sexta-feira.

Os casos de Yago e Lucca, que estavam na Ponte, Guilherme Romão, que defendeu o Oeste, e Jean, atleta do Vasco no ano passado, servem para deixá-los em condição de serem aproveitados por Carille. Ainda não há, porém, qualquer garantia de que eles irão permanecer no elenco.

“Ainda é muito cedo para falar sobre isso. Vai depender muito da chegada de jogadores e saída. Não dá para descartar o que o Jean fez pelo Vasco, Lucca um dos artilheiros do ano. Tem jogadores com proposta de outras equipes, vamos ver o que vai acontecer depois da Flórida”, explicou o comandante.

Último da lista, Filipe não havia feito os testes porque, até o dia 2, estava com o elenco que disputa a Copinha de Futebol Júnior. Como o time principal não pode contar com Walter e Matheus Vidotto está a procura de um outro clube, porém, ele foi solicitado pela comissão técnica para integrar o grupo de atletas. 




Corinthians treina e tem time titular esboçado

Lateral-esquerdo Juninho Capixaba deve ser o titular da equipe, admitiu o técnico Fábio Carille. Seis jogadores fizeram exames cardiológicos e não treinaram na manhã deste sábado



Juninho Capixaba treinou pela primeira vez em campo no Corinthians (Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Guilherme Amaro
06/01/2018
13:32

Recém-contratado, o lateral-esquerdo Juninho Capixaba treinou pela primeira vez em campo com os novos companheiros no Corinthians. E já foi titular na equipe montada pelo técnico Fábio Carille na manhã deste sábado.

O time teve: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba; Gabriel; Rodriguinho, Romero, Jadson e Clayson; Kazim.

Essa formação deve iniciar o primeiro jogo do Corinthians no ano: quarta-feira, às 22h (de Brasília), contra o PSV (HOL), pela Florida Cup. Carille admitiu que Juninho Capixaba deve ser o titular da lateral esquerda, mas lembrou que ainda faltam detalhes para ele acertar seu contrato com o Corinthians.

- A princípio, não está definido, mas devo iniciar com o Juninho, sim. Faltam detalhes ainda para ele fechar, mas está tudo definido, já foi liberado e veio para campo treinar. Então é bem provável, mas não definitivo. Temos amanhã e depois lá nos Estados Unidos para resolver - disse o treinador.

O técnico Fábio Carille escalou a equipe no 4-1-4-1, com Jadson e Rodriguinho por dentro. O Corinthians terminou ano passado no 4-2-3-1, com Camacho na vaga que agora é ocupada por Jadson. As outras mudanças foram por questões de saídas: Pedro Henrique entrou no lugar que era de Pablo, Juninho Capixaba no de Guilherme Arana, e Kazim no de Jô.

Do atual elenco de 36 jogadores, o treino contou com oito desfalques: goleiro Filipe, o lateral-esquerdo Guilherme Romão, o zagueiro Yago, os volantes Jean e Renê Júnior, e o atacante Lucca realizaram exames cardiológicos, enquanto o goleiro Walter e o zagueiro Vilson estão no departamento médico.

Assim, o time reserva no treino deste sábado teve: Caíque, Léo Príncipe, Warian, Léo e Moisés; Fellipe Bastos; Camacho, Maycon, Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto; Danilo.

Pedrinho foi o curinga na primeira parte e depois foi substituído por Rodrigo Figueiredo. Ainda entraram Mantuan, Júnior Dutra e Carlinhos nas vagas de Léo Príncipe, Giovanni Augusto e Danilo. Paulo Roberto deixou o campo mais cedo e não participou da atividade com os times definidos.

O Corinthians ainda treina neste domingo antes de embarcar aos Estados Unidos, onde disputará a Florida Cup.








Com reforço, Carille escala Corinthians pela primeira vez em 2018; veja o time

Juninho Capixaba já trabalha entre os titulares do Timão; esquema 4-1-4-1 está de volta


Por Bruno Cassucci


06/01/2018 12h23


O treino do Corinthians na manhã deste sábado apresentou novidades. Recém-contratado, o lateral-esquerdo Juninho Capixaba fez seu primeiro treino, e o técnico Fábio Carille armou pela primeira vez a equipe titular.

O treinador confirmou a volta ao esquema 4-1-4-1, estudada por ele desde o ano passado. O comandante posicionou Jadson centralizado.Com relação ao treino de ontem, saiu Camacho


Assim, o Timão foi escalado com: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba; Gabriel, Rodriguinho, Romero, Jadson e Clayson; Kazim.

Ainda não é possível saber se este será o time que estreará no Torneio da Flórida, quarta-feira, quando o Corinthians joga  contra o PSV, da Holanda, às 22h (de Brasília), em Orlando. Isso porque seis jogadores realizaram exames cardiológicos neste sábado e não treinaram.

São eles: o goleiro Filipe; o lateral Guilherme Romão; o zagueiro Yago; os volantes Jean e Renê Júnior; e o atacante Lucca.

Porém, Carille afirmou que Juninho Capuxaba deve mesmo já chegar ganhando a titularidade:

– Não está definido, não vou cravar, mas devo iniciar com o Juninho, sim. Faltam poucos detalhes para que ele feche, mas a situação não está definida. É bem provável que comece com o Juninho – comentou o treinador, lembrando que o ex-jogador do Bahia ainda precisa resolver detalhes burocráticos de sua transferência.

Já a equipe reserva do Corinthians treinou com: Caique, Leo Príncipe, Warian, Léo e Moisés; Fellipe Bastos, Camacho, Maycon, Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto; Danilo. Depois, entraram Mantuan, Júnior Dutra e Carlinhos.

Pedrinho e Rodrigo Figueiredo trabalharam como curingas, ajudando sempre o time que estava com a bola.

O Timão volta a treinar na tarde deste sábado, sem acesso aos jornalistas. No domingo, o elenco volta a campo e faz a última atividade antes da viagem aos Estados Unidos para a disputa do Torneio da Flórida.

  Juninho Capixaba treinou pela primeira vez como titular do Timão









Carille cita posições e aguarda chegada de mais dois reforços no Corinthians

Técnico diz estar satisfeito por ter perdido apenas três jogadores na janela


Por Bruno Cassucci

06/01/2018 12h13
O técnico Fábio Carille ainda espera pela chegada de dois jogadores para o início da temporada 2018 no Corinthians. Depois de negociar Jô e Guilherme Arana e não renovar com Pablo em relação ao Corinthians  heptacampeão brasileiro, o treinador quer um centroavante e um zagueiro para suprir as carências do elenco. A chegada de outros jogadores não está descartada.

– A gente busca um camisa 9, pela saída do Jô, e um zagueiro. O restante vai ser o que o mercado mostrar, talvez uma possibilidade boa. Mas, chegando estes dois jogadores, a gente consegue equilibrar o elenco.

O zagueiro esperado por Carille deve ser Henrique, que já tem um acerto verbal com o Corinthians e aguarda a sua rescisão contratual com o Fluminense. Ele não deve viajar com o elenco para os Estados Unidos para a disputa do Torneio da Flórida.


Fábio Carille espera a chegada de um zagueiro e de um atacante (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

Carille passou as últimas semanas analisando opções de reposição, principalmente para Jô.

– Eu passei vários nomes. Todos dentro de uma situação. Jogadores que não têm vínculo com clube, jogadores de investimento alto, investimento baixo... Estamos esperando para ver onde vamos atirar – acrescentou o técnico.

Carille diz que está satisfeito por ter perdido apenas três jogadores nesta janela – o outro foi o lateral-esquerdo Guilherme Arana, para o Sevilla. Até o momento, o Corinthians contratou o atacante Júnior Dutra, o volante Renê Júnior e o lateral-esquerdo Juninho Capixaba. Ele, aliás, foi titular no treino deste sábado.

– Eu achava que iria perder mais peças e estou feliz, até por tudo que aconteceu nos últimos anos. Está bom. Os jogadores que estão chegando já tinham uma ideia dentro de seus clubes e vão pegar muito fácil o que a gente quer.

O Corinthians viaja neste domingo para os Estados Unidos, onde disputará o Torneio da Flórida. O Timão estreia na quarta-feira, contra o PSV, da Holanda, às 22h (de Brasília), no estádio do Orlando City. No sábado, o Timão pega o Rangers, da Escócia, às 16h, novamente em Orlando








Fábio Carille afirma que Corinthians busca centroavante e zagueiro
Em sua primeira entrevista coletiva no ano, o técnico corinthiano Fábio Carille (Corinthians campeão paulista e brasileiro 2017) afirma que Corinthians está atento ao mercado em busca de um centroavante
- Está por aí (o substituto). Eu passei vários nomes. Todos dentro de uma situação. Jogadores que não têm vínculo com clube, jogadores de investimento alto, investimento baixo... Estamos esperando para ver onde vamos atirar. O Jô foi o melhor jogador do Campeonato Brasileiro, e quem chegar não pode ter esse peso, mesmo os que já estão no elenco. Não é fácil substituí-lo, mesmo que tenha um investimento alto. O Jô começou a ser o diferencial da equipe em fevereiro ou março. Estava muito clara a saída do Jô por tudo que ele fez durante o ano e pela falta de camisas 9 no mundo todo. Eu já estava preparado para essa situação. Ele fez por merecer - afirmou Carille, que vê no mercado jogadores disponíveis com as mesmas características de Jô.

- Tem jogadores para fazer isso, sim. Se vai dar a mesma resposta, não sabemos. Mas existe. Eu e o centro de inteligência aqui trabalhamos com nomes. Há um investimento alto para jogador com essa característica. Se não chegar, vamos buscar outra característica. Buscamos um cara que brigue pela primeira bola, não sei se um cara rápido, para armar, mas vai ser um cara que faz gols, e a diretoria está trabalhando para isso - acrescentou.

Além de um centroavante, o Corinthians procura no mercado mais um zagueiro para o elenco. Até agora, o Timão já anunciou o atacante Júnior Dutra, o lateral-esquerdo Junhinho Capixaba e o volante Renê Júnior. Para a defesa, o clube acertou com Henrique e aguarda apenas a rescisão do contrato dele com o Fluminense.

- Em relação a nomes, vamos centralizar na diretoria, no Alessandro, para que fique só uma pessoa respondendo sobre isso. Buscamos um 9, com a saída do Jô, e mais um zagueiro. O restante vai ser o que o mercado mostrar, talvez uma possibilidade boa. Chegando esses dois jogadores, conseguimos equilibrar o elenco - disse Fábio Carille, que ficou feliz por ter perdido três jogadores (Jô, Guilherme Arana e Pablo).

O treinador também comentou sobre a utilização de jogadores que voltaram de empréstimo (zagueiro Yago, lateral-esquerdo Guilherme Romão, volante Jean e atacante Lucca). Ao ser questionado se pretendia contar com esses atletas para 2018, Carille desconversou.

- Ainda é cedo para falar sobre isso, ainda é cedo, vai depender de chegadas e saídas. Vamos dar uma enxugada no elenco. Claro que não dá para descartar o que o Jean fez pelo Vasco, o Lucca que foi um dos artilheiros. Acho que só na volta da Flórida é que vamos direcionar melhor o que vai acontecer - disse Carille.

Em sua primeira entrevista coletiva de 2018, o técnico ainda falou sobre mudar o esquema do 4-2-3-1 para o 4-1-4-1, disputa da Florida Cup, calendário apertado por causa da Copa do Mundo e pressão após conquistar dois títulos no ano passado. Confira:

Pretende mudar o esquema para essa temporada?
Desde quinta, que foi o primeiro treino com bola, tenho feito coisas assim, dentro de uma ideia de jogo, alternando jogadores. Tenho treinado isso (4-1-4-1) porque é algo mais novo. O 4-2-3-1 já está mais definido, os jogadores já têm uma ideia melhor. Vou usar os jogos nos Estados Unidos para observações, o momento é para isso. Vamos ver a resposta que o elenco vai dar.



A mudança tem relação com a saída do Jô?
A mudança no meio de campo, que é o triângulo invertido que nós falamos, não tem nada a ver com a características do 9. Já usei o Júnior Dutra e o Danilo também, que daí muda, fica mais parecido com 2012, quando ganhamos a Libertadores com Alex e Danilo por dentro. Estou trazendo opções para acharmos o melhor. Mas a mudança no meio independe da característica do 9.

O que espera dos trabalhos no início do ano?
O mais importante nesse começo é o entendimento entre comissão e elenco. É um ano que vamos usar muito o grupo, mais do que nos outros anos, porque tem muitos jogos até a parada da Copa, vamos ter que rodar bem e busco o entendimento de todos. Algo importante é pegar adversários difíceis na pré-temporada. Que bom pegar o PSV que já está no meio da temporada, vão estar melhor na parte física. Com o Rangers também (ambos pela Florida Cup). É aí que a gente vê nossas dificuldades e acerta a equipe o quanto antes.

Acredita que a pressão vai ser maior do que em 2017?
A cobrança vai ser a mesma, mas a expectativa muda. Se ganhou dois ano passado, então acham que tem que ser três esse ano. Torcedor é assim. Mas nosso trabalho aqui dentro vai ser sério como sempre foi, vamos ter uma linha e vamos trabalhar em cima dela o tempo todo.





  Fábio Carille projeta um ano "ótimo" ao Corinthians
O técnico ficou satisfeito com a saída de apenas três jogadores e já acelerou os trabalhos neste início de ano. Ele prevê uma equipe bastante organizada.

- Por terem saído poucos jogadores, vai ficar muito clara essa questão da organização. Na apresentação já passei um processo mais adiantado, porque sei da resposta dos jogadores, então passamos para outra etapa. Tenho certeza de que vamos fazer um bom ano. Vai ser campeão? Não sei. Vamos de jogo a jogo, passo a passo, mas nosso ano vai ser bom, vai ser ótimo - disse Carille.

O Corinthians se reapresentou na última quarta-feira e vem treinando em dois períodos no CT Joaquim Grava. O elenco viaja na noite deste domingo para os Estados Unidos, onde disputará a Florida Cup. 




Corinthians volta a treinar hoje a tarde, amanhã também em dois períodos e viajem para Flórida EUA globo esporte 13h





Corinthians treinou no 4-1-4-1: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba; Gabriel, Rodriguinho, Jadson, Romero e Clayson; Kazim

Encerrada a entrevista coletiva do técnico Fábio Carille.


Jogadores que voltaram de empréstimo serão utilizados?

"Vamos ter que dar uma enxugada no elenco, não dá pra descartar o que o Jean fez, o Lucca teve um grande Campeonato Brasileiro. Acho que só na volta da Flórida vamos direcionar o que vai acontecer."


Qual o perfil do centroavante que você está buscando? Existe alguém com o estilo do Jô?

"Tem jogadores para fazer isso, sim. Se vai dar a mesma resposta, não sabemos. Mas existe. Tanto eu como o centro de inteligência do Corinthians trabalhamos para isso. Há um investimento alto para jogador com essa característica. Se não chegar, vamos buscar outra característica. Buscamos um cara que brigue pela primeira bola, não sei se um cara rápido, para armar, mas vai ser um cara que faz gols, e a diretoria está trabalhando para isso."



O elenco tem excesso de volantes?

"Com característica de volante mesmo, eu vejo três jogadores. Paulo Roberto e Gabriel, e o Renê que pode fazer as duas. No Santos e na Ponte ele jogou mais adiantado. O Maycon eu considero um meia armador, que infiltra, o Camacho também gosta de criar, o Fellipe Bastos tem o passe longo. Então volante eu tenho Paulo e Gabriel, além do Renê Jr que pode fazer isso."


A expectativa em relação ao Corinthians é outra?

"A cobrança vai ser a mesma, aqui há sempre muita cobrança. Mas a expectativa muda. Torcedor é assim, a gente entende, ele vai pela emoção. Eu sou tranquilo, sei o que pode acontecer durante o ano. Nosso trabalho vai ser sério independentemente do que pensa a torcida e a imprensa."


Em que patamar está o Corinthians em relação aos principais adversários?

"Por terem saído poucos jogadores, vai ser muito claro e muito nítido a questão da organização. Ainda bem que as coisas estão definidas, os jogadores sabendo o que fazer... na apresentação já passei para um processo mais adiantado, sei da resposta dos jogadores, então já passo para a próxima etapa. Sei que vai ser um ano bom, brilhante. Vai ser campeão? Não sei, mas vamos fazer um bom ano, jogo a jogo, semana a semana. Nosso ano vai ser bom, vai ser ótimo."




Quais as mudanças em relação a 2017 para você?

"Vai ser muito diferente, antes havia uma desconfiança normal, agora é uma realidade. Mas eu não posso mudar meu jeito de ser, gosto de ir a campo e é isso que vou fazer para deixar as coisas bem orientadas a todos os atletas."




Técnico fala mais sobre a busca por um centroavante:

"Está por aí. Eu passei vários nomes. Todos dentro de uma situação. Jogadores que não têm vínculo com clube, jogadores de investimento alto, investimento baixo... Estamos esperando para ver onde vamos atirar. Para muitos, o Jô foi o melhor jogador do campeonato. Quem chegar, não pode ter esse peso, mesmo quem está no grupo. Não é fácil substituí-lo, mesmo que tenha um investimento alto. O Jô começou a ser o diferencial da equipe em fevereiro ou março. Estava clara a saída do Jô, por tudo o que ele fez e pela falta de jogadores como ele. Eu estava preparado para essa situação, ele fez por merecer."







Quem será seu lateral-esquerdo?

"A princípio, não está definido, não vou cravar, mas devo iniciar com o Juninho, sim. Faltam poucos detalhes para que ele feche, mas a situação não está definida. É bem provável que comece com o Juninho."




A troca para o 4-1-4-1 tem relação com a saída do Jô?

"A mudança no meio de campo, que é o triângulo invertido, não tem nada a ver com a característica do camisa 9. Nos trabalhos curtos usei o Júnior Dutra e o Danilo. Fica até parecido com 2012, quando a gente ganhou a Libertadores, com Alex e Danilo. Vou usar essa formação no segundo tempo contra o PSV. Mas essa mudança no meio não tem relação com o camisa 9."







O que você espera de reforços?

"Vamos centralizar tudo na diretoria e no Alessandro. A gente busca um camisa 9, pela saída do Jô, e um zagueiro. O restante vai ser o que o mercado mostrar, talvez uma possibilidade boa. Mas chegando os jogadores, a gente consegue equilibrar o elenco."







Técnico fala da maratona de jogos:

"A questão dos jogos lá na Flórida: o período é parecido com o do ano passado, a diferença é que o Paulista começou em fevereiro. Agora a gente chega no domingo ao Brasil e na quarta estreia contra a Ponte Preta. Eu achava que iria perder mais peças e estou feliz, até por tudo que aconteceu nos últimos anos. Está bom. Os jogadores que estão chegando já tinham uma ideia dentro de seus clubes e vão pegar muito fácil o que a gente quer, deu até para ver com o Juninho hoje. Estou tranquilo, até porque a preparação é igual para todos. Temos de ser inteligentes, vão ter jogos em que a gente vai tirar todo mundo. Vamos estudar bem, estou conversando com a minha comissão, em alguns jogos a gente vai ter que 'limpar' bem e tirar todo mundo."







O que você espera no Torneio da Flórida?

"O mais importante neste momento é o entendimento entre comissão e o elenco todo, para definir essa ideia de jogo. Este será um ano em que usaremos muito o grupo, mais do que os outros. Se chegarmos nas finais do Paulista, serão mais de 40 jogos até a parada da Copa. O que mais busco neste momento é o entendimento de todos. Algo que foi importante das outras vezes em que fomos aos Estados Unidos: pegamos adversários difíceis. O PSV vai estar à frente fisicamente, depois o Rangers também. É aí que a gente vê nossas dificuldades e acerta a equipe o quanto antes."







Carille começa falando sobre a mudança para o 4-1-4-1:

"Bom dia, que vocês tenham um 2018 abençoado, com saúde e sabedoria. Desde quinta-feira, no primeiro treino com bola, já tenho feito coisas assim dentro de uma ideia de jogo. Tenho treinado bastante isso, porque é algo novo. O 4-2-3-1 já está mais definido, os jogadores já têm uma ideia melhor. Vamos ver a resposta, vou usar os jogos nos Estados Unidos para observações, o momento é para isso. Vamos ver a resposta que o elenco vai dar agora."

Fábio Carille vai conceder a sua primeira entrevista em 2018



Fim do treino. Titulares venceram por 1 a 0, gol de Rodriguinho. Daqui a pouco Carille dará entrevista
   






Danilo vai deixando o treino





Moisés começa a temporada sem espaço. Foi reserva de Guilherme Romão ontem e hoje perde a disputa com o estreante Juninho Capixaba
Mudanças no time reserva: saem Leo Príncipe, Giovanni Augusto e Danilo, entram Mantuan, Júnior Dutra e Carlinhos. Pedrinho também já não é mais o curinga. Rodrigo Figueiredo está na vaga dele
Após cruzamento de Clayson, Rodriguinho abre o placar para os titulares


Assessoria de imprensa do Corinthians informa que os jogadores que não estão em campo (com exceção de Walter e Vilson, machucados) estão fazendo exames cardiológicos


O time que treina ainda pode sofrer mudanças para a estreia no Torneio da Flórida, contra o PSV, na quarta-feira. Vale lembrar que oito jogadores (sendo seis aptos a jogar) não estão em campo hoje


Pedrinho usa um colete laranja e ajuda sempre o time que tem a bola. Em outro campo ficam Mantuan, Rodrigo Figueiredo, Carlinhos e Júnior Dutra


Reservas do Timão: Caique, Leo Príncipe, Warian, Léo  e Moisés; Fellipe Bastos, Camacho, Maycon, Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto; Danilo


Corinthians escalado no 4-1-4-1: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Juninho Capixaba; Gabriel, Rodriguinho, Jadson, Romero e Clayson; Kazim








Corinthians renova contrato de meia Danilo que fará nona temporada pelo clube

No Timão desde 2010, meia integrou sete títulos do Corinthians

10h00 06/01/2018 - Agência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Um dos principais ídolos do Corinthians ficará no clube do Parque São Jorge por mais um ano. Danilo renovou contrato com o Timão. Agora, o vínculo com o camisa 20 alvinegro vai até dezembro de 2018.

“Que a gente possa fazer um ano bom, digno de conquistas. Recuperado, espero dar o meu máximo dentro de campo”, afirmou Danilo com exclusividade à Corinthians TV.

Será a nona temporada de Danilo no Corinthians. O meia chegou ao Timão em 2010. Desde então, esteve em 338 jogos com o manto alvinegro, fez 33 gols e integrou elenco em sete títulos do Corinthians, incluindo três brasileiros (2011, 2015 e 2017), a inédita Libertadores da América (2012) e o Bi do Mundial de Clubes da FIFA (2012).



Danilo assina renovação com o Corinthians e mira mais títulos em nono ano no clube

Meia de 38 anos firmou contrato até o fim desta temporada com o Timão

Por GloboEsporte.com

06/01/2018 10h15
Agora é oficial! O Corinthians divulgou na manhã deste sábado a renovação de contrato do meia Danilo, de 38 anos, que estava apalavrada desde novembro de 2017. O novo vínculo é válido até dezembro deste ano.

O veterano, que chegou em 2000 no Timão, disputará a sua nona temporada pelo clube e sonha com mais conquistas:

– Espero que Deus possa abençoar e que a gente possa fazer um ano bom, com conquistas. Eu estou recuperado e nesse ano começarei a pré-temporada com todos os jogadores, espero dar meu máximo em campo para que a gente possa conquistar mais títulos – declarou o meia.




Danilo assinou a renovação de contrato com o Corinthians por mais um ano (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)


Danilo sofreu uma fratura na perna direita durante um treino em agosto de 2016 e precisou de um longo período de recuperação. Ele chegou a correr o risco de amputação. O jogador só voltou a atuar em novembro do ano passado por 2 joga


O meio-campista já integrou elenco em 8 títulos do Corinthians, sendo três Brasileiros (2011, 2015 e 2017), um Paulista (2013), uma Recopa Sul-Americana (2013), uma Libertadores da América (2012) e um Mundial (2012). Embora estivesse no clube no ano passado, ele não foi inscrito no Paulistão, por estar machucado.

O meia tem 338 jogos e 33 gols com a camisa do Corinthians.










Danilo assina renovação com Corinthians  e promete ajudar dentro de campo em 2018

O meia Danilo passou por momentos difíceis desde agosto de 2016, quando sofreu uma grave fratura na perna direita, e passou o ano seguinte inteiro buscando retomar sua melhor forma. Agora aos 38 anos, o armador corintiano teve a renovação de contrato oficializada pelo Corinthians e, após meses apenas na torcida, assegurou que espera ajudar seus companheiros dentro de campo na próxima temporada.

“Muito feliz por ficar mais um ano aqui no Corinthians. Espero que a gente possa fazer um grande ano, agora recuperado. Vamos fazer uma pré-temporada ao lado de todos os outros jogadores, nos dedicar ao máximo para ajudar dentro de campo no que for preciso para que a gente possa conquistar mais um título”, comentou o armador à Corinthians TV, em vídeo divulgado na manhã deste sábado. Essa será a nona temporada dele com a camisa alvinegra.

O retorno do jogador se deu justamente no jogo que coroou o título brasileiro do ano passado, a vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense, quando ele substituiu o centroavante Jô, já com o placar definido.

Sua renovação, por sinal, foi acertada antes ao jogo seguinte à conquista do Nacional. De acordo com a diretoria, a conversa não durou “nem cinco minutos”, com as partes chegando rápido a um acordo para a sua sequência no clube do Parque São Jorge.

Nome mais experiente do elenco, ele entra no ano como opção imediata a Kazim, substituto de Jô após a venda do camisa 7 ao Nagoya Grampus-JAP. Ao menos é o que indicam os primeiros treinos do técnico Fábio Carille, escalando-o para coordenar os suplentes. A ideia é que ele seja utilizado já nos jogos da Copa Flórida, na semana que vem, contra o PSV-HOL, no dia 10, e o Rangers-ESC, no dia 13.










Corinthians oficializa renovação com importante peça do seu elenco; veja
Neste sábado (6) o Timão confirmou que o meia Danilo permanece no clube por mais uma temporada
6/01/2018 10:32
Por Gazeta Press


O meia Danilo passou por momentos difíceis desde agosto de 2016, quando sofreu uma grave fratura na perna direita, e passou o ano seguinte inteiro buscando retomar sua melhor forma. Agora aos 38 anos, o armador corintiano teve a renovação de contrato oficializada pelo Corinthians e, após meses apenas na torcida, assegurou que espera ajudar seus companheiros dentro de campo na próxima temporada.

“Muito feliz por ficar mais um ano aqui no Corinthians. Espero que a gente possa fazer um grande ano, agora recuperado. Vamos fazer uma pré-temporada ao lado de todos os outros jogadores, nos dedicar ao máximo para ajudar dentro de campo no que for preciso para que a gente possa conquistar mais um título”, comentou o armador à Corinthians TV, em vídeo divulgado na manhã deste sábado. Essa será a nona temporada dele com a camisa alvinegra.

O retorno do jogador se deu justamente no jogo que coroou o título brasileiro do ano passado, a vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense, quando ele substituiu o centroavante Jô, já com o placar definido. Depois, chegou a ser aproveitado por cerca de meia hora na última rodada do Campeonato Brasileiro, na Ilha do Retiro.

Sua renovação, por sinal, foi acertada depois do título Brasileiro do Timão 2017. De acordo com a diretoria, a conversa não durou “nem cinco minutos”, com as partes chegando rápido a um acordo para a sua sequência no clube do Parque São Jorge.

Nome mais experiente do elenco, ele entra no ano como opção imediata a Kazim, substituto de Jô após a venda do camisa 7 ao Nagoya Grampus-JAP. Ao menos é o que indicam os primeiros treinos do técnico Fábio Carille, escalando-o para coordenar os suplentes. A ideia é que ele seja utilizado já nos jogos da Copa Flórida, na semana que vem, contra o PSV-HOL, no dia 10, e o Rangers-ESC, no dia 13.









Danilo assina renovação com o Corinthians e mira mais títulos em nono ano no clube

Meia de 38 anos firmou contrato até o fim desta temporada com o Timão

Por GloboEsporte.com

06/01/2018 10h15

Agora é oficial! O Corinthians divulgou na manhã deste sábado a renovação de contrato do meia Danilo, de 38 anos, que estava apalavrada desde novembro de 2017. O novo vínculo é válido até dezembro deste ano.

O veterano, que chegou em 2000 no Timão, disputará a sua nona temporada pelo clube e sonha com mais conquistas:

– Espero que Deus possa abençoar e que a gente possa fazer um ano bom, com conquistas. Eu estou recuperado e nesse ano começarei a pré-temporada com todos os jogadores, espero dar meu máximo em campo para que a gente possa conquistar mais títulos – declarou o meia. 


Danilo renovou o contrato com o Corinthians por mais uma temporada (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Danilo sofreu uma fratura na perna direita durante um treino em agosto de 2016 e precisou de um longo período de recuperação. Ele chegou a correr o risco de amputação. O jogador só voltou a atuar em novembro do ano passado, contra o Fluminense, e também participou do duelo diante do Sport, pela última rodada do Brasileirão.

O meio-campista participou de oito títulos do Corinthians, sendo três Brasileiros (2011, 2015 e 2017), um Paulista (2013), uma Recopa Sul-Americana (2013), uma Libertadores da América (2012) e um Mundial (2012). Embora estivesse no clube no ano passado, ele não foi inscrito no Paulistão, por estar machucado.

O meia tem 338 jogos e 33 gols com a camisa do Corinthians. 








Corinthians hoje 6/1/2018 Sábado
9h30 - Treino no CT Dr. Joaquim Grava







Corinthians no 4-1-4-1 ou 4-2-3-1? Auxiliar fala dos planos de Fábio Carille

Ex-volante Fabinho faz balanço de 2017 e explica as dificuldades para o planejamento
Por Marcelo Braga

06/01/2018 06h03

Apesar dos 247 jogos e 17 gols em duas passagens pelo Corinthians – entre 2001 e 2004, e de 2008 a 2009 –, foi apenas como auxiliar técnico que o ex-volante Fabinho conseguiu conquistar um título brasileiro de Série A pelo clube.

Assistente do técnico Fábio Carille desde maio do ano passado, ele chegou ao fim de 2017 realizado por fazer parte do heptacampeonato.

– O clube tem um nível de excelência muito alto. Nunca tinha trabalhado com um grupo de jogadores com nivel tão profissional – destacou.
Perguntado sobre os planos de Carille de mudar o esquema do 4-2-3-1 para o 4-1-4-1, Fabinho diz que tudo dependerá das peças que seguirão no elenco.


Fabinho e Osmar Loss no Corinthians (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinhians)

– Mudar o esquema era um assunto constante nas nossas reuniões de 2017, era um desejo do treinador ter outras alternativas. Só que você só consegue pensar nisso realmente quando souber quem sai e quem chega. Precisamos saber o que temos nas mãos. Sabíamos que seria difícil segurar alguns atletas que despontaram – afirmou ele.

Ao lado de Carille e dos demais auxiliares (Osmar Loss e Leandro da Silva), Fabinho participou de um curso de formação de técnicos na CBF no início de dezembro. Em balanço sobre a temporada de 2017, ele falou desse e de outros temas:


Veja o bate-papo com Fabinho:

GloboEsporte.com: Muitas vezes em 2017 você completou treinos no CT. Aos 37 anos, sente saudades de jogar?
Fabinho: Principalmente na hora da reza do vestiário, ali a gente vê que todos são um só, que estão com o mesmo pensamento.

Qual sua característica de trabalho?
– Eu peso muito a questão estética, trabalho o desenvolvimento técnico, a correção dos atletas. Você tem que estar bem para corrigir o movimento.

Além de você, Osmar Loss e Leandro são os outros auxiliares. Como se dividem?
– Fábio não repete auxiliares entre jogos. A gente monta uma escala para se preparar e cada um pega um jogo. Temos rodízio também entre os analistas de desempenho. É tudo muito profissional. Na parte do treinamento, não tem vaidade, também fazemos rodízio. Fábio todo dia está no campo. Além de resolver problemas de gestão, participa dos treinos especiais que antecedem o jogo, e ali fica com o auxiliar do jogo. Eles dissecam o adversário, mostram as jogadas ensaiadas, falam por onde sair jogando, onde pressionar. Em casa, vamos os três para o estádio. Fora de casa, só viajam o auxiliar e o analista do jogo.

Fabinho e Carille em treino do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Conheceu o Fabio Carille, quandp você ainda era jogador, em 2008. Ali ficaram amigos?
– Quando ele chegou, desenvolvemos uma amizade bacana. Ele sempre foi meio tímido, falava pouco e observava muito. Lembro que eu pedia para fazer trabalhos extras de cabeceio e ele me ajudava, a relação começou ali. Mais tarde, fiz estágio com Tite e ele me recebeu no CT. Mas trabalhar com ele foi uma surpresa. Nos formamos juntos no curso Licença A, da CBF.

Como voltou ao Corinthians?
– Tinha o anseio de conhecer todas as estruturas do futebol, passar pelo trabalho de formação. Meu retorno ao Corinthians não foi planejado. Voltei em dezembro de 2016, fez um ano agora. Na base, consegui trabalhar em quase todas as categorias, auxiliando os treinadores. Me surpreendi com o convite do Fábio para o profissional (foi integrado em maio). Fiquei muito feliz pela forma como tudo aconteceu. O melhor de tudo é se sentir preparado e desempenhar bem seu papel.

A formação da CBF te deixou preparado?
– O curso da CBF tem as graduações: C, B, A e Pro. Eu, Fábio e Osmar estamos cursando a Pro. O Leandro Silva  está no A. Ele é excelente por nos colocar com todos os treinadores brasileiros que atuam dentro e fora do Brasil em bom nível. E não te agrega só dentro de campo, mas também traz conhecimentos administrativos, tem palestrantes de fora. Ano que vem concluo o Pro. Acho que isso foi o que me embasou para chegar confiante na base e depois ao profissional. Nosso trabalho pede a preparação de relatórios para Alessandro, que é meu diretor de observação, relatórios sobre adversários para o Fábio. As licenças te preparam para esse dia a dia.

Como você encarou o período de oscilação do time no segundo turno de 2017?
– Normal, sempre tem o fator ansiedade. Fazer o que os guerreirinhos fizeram no primeiro turno num campeonato como o nosso é muito difícil. Estávamos preparados como comissão, sabíamos que o segundo turno não seria fácil. E pra gente seria muito mais duro porque tínhamos um elenco qualificado, mas sem muitas peças. Não foi surpresa, demos suporte a eles. As críticas vieram e ajudamos os jogadores com um cuidado psicológico e correções em campo. Deu certo.