29 de dez de 2017

CORINTHIANS 29/12/2017






Corinthians empresta 3º atleta para 2018
Depois de Marlone e Marciel, cedidos a Sport e Ponte Preta, respectivamente, o Corinthians definiu o futuro de outro de seus emprestados. O atacante Luidy foi anunciado como reforço do Ceará nesta sexta-feira. A contratação foi divulgada via site oficial.












Corinthians volei comemora primeiros meses e prevê 2º turno “perigoso” na Superliga

Serão seis jogos fora de casa contra SESI-SP, Taubaté, Minas, Sada e Vôlei Renata. Time encara próximo turno como mata-mata na competição


14h30 29/12/2017 - Agência Corinthians






© Divulgação/Corinthians-Guarulhos


Sete meses de existência. Três finais. Um título (Taça Ouro), dois vice-campeonatos (Copa SP e Campeonato Paulista). Esse é o saldo dos primeiros 215 dias do Corinthians-Guarulhos em quadra.

Com lugar garantido na Superliga 2017/2018, o time alvinegro comandado pelo técnico Alexandre Stanzioni foi para o nacional cercado de grande expectativa, de como se comportaria diante dos grandes e já históricos times. A torcida guarulhense abraçou o time. Com o Ginásio da Ponte Grande sempre lotado, o local virou um caldeirão para os adversários que precisaram jogar duro em busca de pontos.

“O balanço desses primeiros meses é bastante positivo. Montamos uma equipe com o mercado já andando, com uma certa limitação de recursos financeiros e por isso buscamos uma equipe com a mescla de jogadores mais velhos e experientes com jogadores mais jovens que pudessem ter uma força de trabalho maior e o resultado está sendo bem positivo. Surpreendemos ao chegar na final do Paulista com pouco tempo de trabalho e, sobre a classificação da Superliga sabíamos que seria bastante dura e conseguimos chegar lá”, avaliou o treinador, mentor do projeto Corinthians-Guarulhos.

Na atual competição, a Superliga, a equipe guarulhense é a atual sexta colocada com 19 pontos somados. Para o líbero Serginho, embaixador do projeto, uma boa colocação, que poderia ter sido um pouco melhor ao longo do início do torneio. “Acredito que poderíamos estar em uma melhor classificação, pecamos em alguns momentos, acabamos levando muitos jogos para o tie-break (o time paulista é, ao lado do Taubaté, o que mais fez cinco sets no primeiro turno da Superliga) e perdendo oportunidades de conquistar pontos. Mas, para uma equipe formada nesta temporada, estamos conseguindo nos manter entre os primeiros colocados e isto é muito importante”, argumentou o camisa 10.

Assim, o técnico do alvinegro sabe que é preciso ampliar a diferença para os demais colocados e superar adversários diretos na casa do adversário. “Para o segundo turno a ideia é manter as vitórias em cima das equipes que já vencemos e, jogando fora de casa, incomodar os donos da casa, jogando com um pouco mais com tranquilidade, criando um ritmo forte de jogo diante deles que tem a obrigação também de nos vencer dentro da casa deles”, acrescentou Alexandre Stanzioni.

“O importante do segundo turno é já começar jogando diante de um adversário direto, o Minas - que vencemos em casa no primeiro turno - um adversário direto na classificação. Será um jogo duro, na casa deles, mas que possamos ter a possibilidade de alavancar na classificação. Já encaro esse jogo como uma final de campeonato para que possamos pular à frente na tabela”, analisou o técnico.

Se este primeiro jogo de 2018 será uma final, para Serginho, cada jogo do segundo turno será um ‘playoff’, um ‘mata-mata’ para a sua equipe. “Considero o segundo turno ainda mais perigoso para a nossa equipe, pois iremos jogar todas as partidas diante das grandes equipes fora de casa. Esse será o nosso playoff antecipado, em que cada jogo será uma final, que irá decidir nosso caminho na competição. Ao mesmo tempo, será importante para ver como nossa equipe se comportará fora de casa, pois dentro de casa fizemos nossa parte, jogamos com a torcida junto, dificultamos a vida dos adversários com o clima que criamos na Ponte Grande. Fora, mesmo com a torcida que sempre nos acompanha, será hora de entender em que ponto estamos”, finalizou.

JOGOS FORA DE CASA NO 2º TURNO: Minas Tênis Clube (13.01); Sada/Cruzeiro (16.01); Montes Claros (03.02); Vôlei Renata (17.02); SESI-SP (24.02); Funvic/Taubaté (10.03)

JOGOS EM CASA NO 2º TURNO: SESC-RJ (20.01); Copel Telecom Maringá (08.02); Ponta Grossa/Caramuru (21.02); Vôlei Canoas (03.03); JF Vôlei (17.03)

ESTATÍSTICAS 1º TURNO (segundo analista de desempenho do Corinthians-Guarulhos):

- Melhor Sacador: Luizinho, 12 pontos no fundamento, seguido de Rodrigo com 8 pontos

- Melhor Bloqueador: Luizinho, 28 pontos no fundamento, seguindo de Sidão com 15 pontos

- Melhor Recepção: Mineiro com 55% de eficiência no fundamento

- Maior Pontuador: Rivaldo com 125 pontos no fundamento, seguido de Mineiro com 122 pontos

- Pontos feitos pelo Corinthians-Guarulhos (excluído os pontos que os adversários cederam à equipe alvinegra): 656 pontos









#RetrôTimão2017: ano em que as redes sociais do Corinthians foram consideradas as melhores do mundo

Timão ficou à frente de todas as outras equipes esportivas do mundo – envolvendo todas as modalidades


14h00 29/12/2017 - Agência Corinthians



A temporada 2017 foi inesquecível para o torcedor corinthiano e entrou para a história do Sport Club Corinthians Paulista. Durante o ano, marcado pela raça e pela fé alvinegra, foram conquistados títulos importantes – Copinha de Futebol Jr., Paulistão e Brasileirão – e vitórias marcantes. Nas redes sociais, o Timão também alcançou números expressivos e um prêmio de expressão mundial.

No mês de agosto, um estudo feito pela agência norte-americana Sprinklr, que atende, entre outros clientes, a NASA e a NASDAQ, apontou as redes sociais do Corinthians como as melhores de uma equipe esportiva em todo o mundo. A análise, que envolveu 20 diferentes plataformas, como Facebook, Instagram e Twitter, levou em conta a audiência, qualidade de conteúdo e atendimento.

A nota final do Corinthians foi 8,8 (9,7 em audiência, 9,4 em conteúdo e 7,4 em atendimento).

Maior engajamento do mundo

Novembro marcou a conquista do sétimo Campeonato Brasileiro da história do clube. O grande trabalho feito pelo clube – nas 24 horas seguintes à conquista, por exemplo, 42 posts foram feitos apenas no Facebook – gerou identificação com a Fiel. A torcida corinthiana deu show e deu à fã page do Corinthians no próprio Facebook o maior engajamento do mundo entre os clubes de futebol no mês.

Outro destaque em novembro foi o Twitter. Clube mais popular de fora da Europa na plataforma, o Corinthians teve o segundo maior engajamento do planeta durante o mês, superando todos os grandes clubes europeus 







Segue-se especulando interesse do Corinthians no lateral esquerdo Juninho Capixaba e/ou Danilo Avelar







Corinthians precisa “só” negociar salários para contratar zagueiro Henrique, pois flumn, sem comdiçòes financeiras, o liberou

O Corinthians considera o caminho aberto para a contratação do zagueiro Henrique após o flumi. liberá-lo por não ter condições de arcar com salários. O nome do defensor de 31 anos foi um dos indicados pelo técnico Fábio Carille para substituir Pablo e agora, livre no mercado, voltou à pauta da diretoria corinthiana.

Antes, o Corinthians não havia avançado no assunto porque considerava difícil pagar pela transferência e ainda arcar com um salário considerado alto, o valor recebido pelo jogador no clube carioca. Agora, é necessário se acertar apenas com o atleta. A soma dos honorários, porém, ainda é vista como um entrave.

A experiência e passagem pelo futebol europeu são os principais fatores que seduziram a comissão técnica por Henrique

- É um dos nomes, jogador de qualidade, com uma história, já jogou Copa do Mundo hoje. Ainda não falei com o Alessandro (Nunes, gerente), mas se acontecer, vai acrescentar muito para nós. Jogador experiente, jogou na Itália, entende bem o que é uma linha de quatro jogadores. Se acontecer, vai acrescentar bastante – afirmou o técnico Fábio Carille, em entrevista reproduzida pelo site do Globo Esporte.

Para 2018, o Corinthians já anunciou a contratação do atacante Júnior Dutra e tem tudo acertado com o volante Renê Júnior. Negocia com os laterais-esquerdos Danilo Avelar, emprestado pelo Torino (ITA) ao Amiens (FRA), e Juninho Capixaba, do Bahia, com o meia Gustavo Scarpa, do Fluminense, e o atacante Tréllez, do Vitória.







Corinthians quer jogadores inteiros para “driblar” tempo curto de pré temporada do calendário brasileiro
O Corinthians fez diversos pedidos antes das férias e tem na sua comissão técnica a expectativa que os jogadores não “abusem” demais do período de descanso entre a atual temporada e o próximo ano. Preocupado com a curta pré-temporada que terá pela frente, o Timão quer que os jogadores não tenham de recuperar muita coisa na parte física para desempenharem um futebol aceitável.

“Uma pena que nós tenhamos uma preparação tão curta por conta da Copa do Mundo. Por isso pedimos para os atletas se cuidarem bastante, terem um pouco de consciência para não perder muito no retorno aos treinos”, disse à Corinthians TV o gerente de futebol do clube, Alessandro, um dos responsáveis por essa conversa com o grupo de jogadores.

Além das curtas duas semanas entre a reapresentação dos atletas e a estreia no Campeonato Paulista, marcada para o dia 17 de janeiro, quando o Corinthians atua contra a Ponte Preta, no estádio do Pacaembu, os comandados de Fábio Carille ainda vão perder alguns dias de treino para se deslocar aos Estados Unidos, local da disputa da Copa Flórida.  

O clube deve realizar três treinamentos com bola antes de embarcar para o país em que enfrentará o PSV-HOL, no dia 10, e o Rangers-ESC, no dia 13. Somando-se a isso o deslocamento da volta capital, o Timão terá 9 dias de treinos físicos até a estréia, por isso são importantes os dois jogos no EUA, para iniciar preparação técnica junto com a física

“A Flórida proporciona uma experiência boa, sempre, mesmo fora do mundo do futebol, os Estados Unidos estão um pouco fora mesmo. São jogos de alto nível para a gente iniciar o trabalho”, continuou Alessandro.

O Timão têm uma tabela com pouquíssimos deslocamentos nos dois primeiros meses do ano. Até o primeiro jogo da Libertadores, contra o Millonarios-COL, em Bogotá, no dia 28 de fevereiro, serão nove partidas. Sete delas ocorrerão na capital paulista, uma se dará em Santo André enquanto a outra ficará a cargo de Novo Horizonte, na única viagem do elenco neste período.








Corinthians aguarda atacante Tréllez se desvincular do vitória ba, onde está insatisfeito

Já acertado com o Timão, Tréllez esperava que o Vitória fosse flexível para liberá-lo mediante uma oferta que envolve dinheiro (fala-se em R$ 2 milhões), mais o empréstimo de jogadores. No entanto, o vit fez jogo duro e exigiu o pagamento da multa rescisória no valor de R$ 10 milhões. Isso congelou as tratativas.

Das conversas com o Vitória, Tréllez, que passa férias na Colômbia, não se sentiu valorizado com os valores oferecidos e esperava que o clube ao menos tentasse adquirir parte de seus direitos econômicos, o que nunca aconteceu desde que ele chegou este ano. O atleta foi contratado do Deportivo Pasto (COL).

Não há uma nova reunião agendada para os próximos dias entre as partes. O Vitória segue com o discurso de que ainda não recebeu uma oferta oficial do Corinthians e não se mostra disposto a aceitar os termos propostos. A diretoria do Timão também ainda não sinalizou sobre uma nova oferta para os representantes repassarem ao clube baiano. A contratação do centroavante é um pedido do técnico Fábio Carille.

Aos 27 anos, Tréllez acredita que precisa dar um salto na carreira e quer aproveitar o bom momento por ter marcado dez gols. O atleta já disse aos dirigentes que se sente muito grato ao clube, mas que gostaria da compreensão da diretoria. Citou seu esforço para ser liberado do seu ex-clube e sua dedicação enquanto esteve em campo. Os dirigentes, no entanto, disseram que contam com ele para a próxima temporada.

Caso não haja acordo, o colombiano se apresentará no Barradão para a temporada 2018 e acertará com outro clube em junho, quando já poderá assinar pré-contrato. Assim, sairá de graça. 











Corinthians na Copinha: hegemonia aumentada

Em 2009, Corinthians superou a desconfiança e conquistou a Copinha pela sétima vez na história

12h00 29/12/2017 - Agência Corinthians




© Divulgação

Depois de vencer a Copinha de Futebol Júnior pela sexta vez, em 2005, e ter se tornado o maior campeão da competição – superando o Fluminense –, o Corinthians voltou a ser campeão em 2009

O Corinthians ficou no Grupo S, em São Carlos, no Estádio Prof. Luis Augusto de Oliveira. A estreia não foi como o esperado: no dia 3 de janeiro, o Timão, que tinha Bruno Bertucci, Marcelinho e Boquita na equipe e o técnico Adaílton Ladeira, empatou em 1 a 1 diante do Paraibano – gol de Fernando Henrique.

Na segunda rodada, dia 6 de janeiro, o Corinthians fez a lição de casa e superou o Democrata por 3 a 0 – com 3 gols de Marcelinho. Na rodada derradeira da primeira fase, em 10 de janeiro, o adversário foi o São Carlos e, com uma vitória apertada, por 1 a 0 – mais uma vez com Marcelinho anotando –, e assegurou a primeira colocação do Grupo S.

O adversário da segunda fase foi o Sertãozinho, também em São Carlos, no dia 13 de janeiro. Fernando Henrique abriu o placar, aos 13 minutos do primeiro tempo, mas o adversário buscou o empate pouco depois, aos 20. Ainda no primeiro tempo, Guilherme recolocou o Timão em vantagem, aos 37 minutos, e o placar não foi mais alterado.

No dia 17 de janeiro, ainda em São Carlos, o Corinthians teve pela frente o finalista da Copinha de 1995: a Ponte Preta. Boquita fez dois, Silvio fez um e a equipe de Parque São Jorge superou o adversário de Campinas por 3 a 1.

O duelo entre os maiores campeões da Copinha ocorreu nas quartas de final. O Alvinegro encarou o Fluminense, no dia 20 de janeiro, na sua despedida de São Carlos nesta edição da Copinha. Em uma grande partida dos comandados do técnico Adailton Ladeira, o Corinthians venceu por 3 a 0 – gols de Jadson, Sacha e Marcelinho – e avançou à semifinal. 

No último passo antes da decisão, o Avaí foi o desafiante da semi, no Pacaembu, em 23 de janeiro. Cristian abriu o placar para a equipe catarinense, aos 31 da etapa inicial. O empate só veio aos 10 do segundo tempo, com Marcelinho. O empate persistiu e a decisão foi para os pênaltis. Marcelinho, Sacha e Bruno Bertucci fizeram, o Corinthians venceu por 3 a 2 e chegou a mais uma final, a 13ª em sua história. 

O Estádio do Pacaembu, no dia 25 de janeiro, foi o palco mais uma vez da final da Copinha Corinthians 2x1 atl cu. Com mais de 30 mil loucos apoiando, Fernando Henrque inaugurou o marcador, aos 30 minutos da etapa final. Jadson fez o segundo, aos 36. Patrick descontou no minuto seguinte, mas não teve jeito. O Timão superou a desconfiança e sagrou-se campeão da Copinha pela sétima vez na história.

Técnico Supercampeão
Adailton Ladeira chegou ao seu terceiro título da Copinha (2004, 2005 e 2009) e se tornou o maior campeão da competição pelo Corinthians – superando Luizinho, o Pequeno Polegar, que tinha dois (1969 e 1970).