23 de dez de 2017

CORINTHIANS 23/12/2017

Corinthians campeão paulista 2017
#RetrôTimão: Da desconfiança à conquista do #PrimeiraForça

Corinthians superou as críticas sofridas no início da temporada para conquistar incontestavelmente o 28o título paulista de sua história


15h00 23/12/2017 - Agência Corinthians






Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians


No início da temporada 2017, o Corinthians foi ganhando força e provou a todos o seu potencial, conquistando de forma incontestável o 28º título Paulista da história do clube.

Toda essa história começou no dia 4 de fevereiro, na vitória por 1 a 0 sobre o São Bento de Sorocaba, com gol de pênalti convertido por Jô. Na rodada seguinte, tropeço em casa na derrota por 2 a 0 para o Santo André.

O Timão se recuperou com vitória por 1 a 0 sobre o Novorizontino, e embalou nova vitória, também pelo placar mínimo sobre o Audax, no jogo que antecedeu o primeiro Derby no ano do centenário do clássico paulista.

Em um dos jogos mais marcantes da temporada, o Corinthians venceu o derby por 1 a 0 com gol de Jô, já nos minutos finais da partida. A vitória elevou a confiança da equipe, que iniciou então, uma grande série invicta, que se tornaria mais tarde, a segunda maior da história do clube.

Com boa campanha, o Timão se classificou para as quartas de final para enfrentar o Botafogo-rp. Após empate em Ribeirão Preto, e vitória por 1 a 0 na Arena Corinthians, o Alvinegro avançou para as semifinais.

Com gols de Jô e Rodriguinho, o Corinthians venceu o rival sp por 2 a 0 no primeiro jogo fora de casa. No jogo de volta, novo gol de Jô, no empate em 1 a 1 que selou a vaga na grande final contra a Ponte
Corinthians voltou a enfrentar a ponte em uma final de Campeonato Paulista, há exatos 40 anos da conquista história do Estadual de 1977

Dentro das quatro linhas, um show do Timão no primeiro jogo, realizado no estádio Moises Lucarelli. Rodriguinho (2), e Jadson, garantiram a vitória por 3 a 0, deixando o Corinthians ainda mais perto do título.

Para coroar a grande campanha, mais de 46 mil torcedores viram Romero marcar e selar o 28o títulos Paulista da história do Timão, no empate em 1 a 1 contra a Ponte Preta. O time do povo venceu a desconfiança e provou que é a primeira força








Há 19 anos, Corinthians bicampeão brasileiro

Depois de empates nas duas primeiras partidas, Timão contou com gols de Edílson e Marcelinho para ser campeão


13h00 23/12/2017 - Agência Corinthians





© Pisco Del Gaiso/Placar


Há 19 anos, uma final muito equilibrada de Campeonato Brasileiro chegava ao fim. No dia 23 de dezembro de 1998, o Corinthians superava o Cruzeiro pela terceira e decisiva partida da decisão do Brasileirão por 2 a 0, e se tornava bicampeão da competição.

Naquele dia, o técnico Vanderlei Luxemburgo escalou o Corinthians com Nei; Índio, Batata, Gamarra e Sylvinho; Rincón, Vampeta, Marcelinho e Ricardinho; Edílson e Mirandinha. Nos dois primeiros jogos, dois empates: 2 a 2 no Mineirão e 1 a 1 no Morumbi. O Timão partiu para cima da equipe mineira empurrados pelos mais de 57 mil pagantes que foram ao Morumbi naquela tarde.

Apesar da pressão e de criar algumas oportunidades, o Corinthians passou longe de assustar o Cruzeiro pela falta de precisão nas finalizações, algo que também aconteceu do outro lado.

As emoções ficaram reservadas para os últimos 45 minutos daquela série. A primeira boa chance veio com Marcelinho, com cinco minutos. Boa troca de passes no meio de campo resultou em chute da entrada da área do camisa 7 que parou em Dida. Pouco tempo depois, foi a vez de Dinei, que entrou no segundo tempo no lugar de Mirandinha, arriscar de longe e fazer novamente o goleiro cruzeirense trabalhar.

A resposta veio em cobrança de falta de Djair, que soltou o pé e obrigou Nei a se esticar para defender a finalização. Antes de abrir o placar, o Corinthians ainda parou mais uma vez em Dida. Dinei deixou Marcelinho em boa condição de marcar, mas o goleiro deixou o gol para disputar a bola com o meia e ficar com ela.

Depois não teve jeito. Dinei deu outro passe primoroso, desta vez para Edílson. O atacante só teve o trabalho de driblar Dida e empurrar para o gol, aos 25 minutos da etapa final. Dez minutos mais tarde, Dinei mostraria novamente que era o cara daquela final. O camisa 18 recebeu lançamento, partiu para cima do marcador e cruzou para achar Marcelinho, que com um mergulho cabeceou sem chances de defesa.

Com os 2 a 0 no placar, bastou ao Timão segurar o resultado por mais alguns minutos para enfim conquistar o bicampeonato brasileiro. Ainda deu tempo de Nei operar um milagre em finalização de Fábio Júnior.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.










Novo reforço do Corinthians, volante Renê Jr fala sobre futuro, Jô e Fiel
“Vamos trabalhar sério e buscar um grande ano de novo”, comentou o volante, presente a um jogo beneficente hoje pela manhã.

“O Jô é meu parceiro, fico feliz por ele, um dia a gente se tromba lá na frente”, continuou o meio-campista, que esteve perto do Alvinegro em duas oportunidades, mas só chegou a um acordo desta 


“Só quem é sabe, é o time do povo, muita gente dá força, incentiva. A gente fica feliz e agradecido por tudo isso, espero corresponder. Já rodei bastante, sou experiente para aguentar essa pressão”, concluiu o atleta, que segue para férias no Rio de Janeiro até o dia 3, quando deve ser apresentado e assinar contrato por três temporadas com o Timão.








Jô espera conclusão de venda para falar

Centroavante negociado com o Nagoya diz que só dará entrevistas após a oficialização do negócio


Por Marcelo Braga,

23/12/2017 11h10
Na manhã deste sábado, centroavante Jô, de 30 anos, respondeu rapidamente a algumas perguntas do GloboEsporte.com sobre seu futuro.

Negociado pel Corinthians com o Nagoya Grampus por cerca de de 11 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões), o jogador prefere ainda não dar entrevistas. Assim que considerar a venda como sacramentada, ele promete dar ao torcedor do Timão as respostas procuradas sobre a transferência.

– Existe a proposta, ela está em andamento, mas no melhor momento oportuno vou me pronunciar – disse o camisa 7, sempre educado com jornalistas.

A cautela de Jô se dá apenas pelos detalhes finais que separam o anúncio: exames médicos e assinatura de contrato. O documento deve ser válido por três temporadas.


Corinthians heptacampeão brasileiro 2017: Jô foi fundamental para o Corinthians na conquista do hepta (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)

De férias no Rio de Janeiro, onde curte os primeiros dias de vida do filho Miguel (nascido há uma semana), ele deve concluir os trâmites após o Natal. É possível que passe por exames já dia 26.

Ótima para o Corinthians em termos financeiros, a proposta também foi considerada irrecusável pelo jogador, que pode quase dobrar seus ganhos por temporada.

O Timão agora vasculha o mercado sul-americano atrás de um substituto.










Técnico corinthiano Fábio Carille espera que meia Rodriguinho fique
A montagem do Corinthians para 2018 passa pela permanência dos principais jogadores da campanha do título brasileiro.

Se entre 2015 e 2016 o jogador algumas vezes atuou como um segundo volante, o posicionamento mudou nesta temporada. Com o esquema 4-2-3-1, Carille deu liberdade para o camisa 26 encostar em Jô e ser presença constante na área.

– A característica do Rodriguinho hoje em dia poucos têm – Rodriguinho tem algo que cada vez mais está acabando no futebol: sabe jogar de costas para o marcador. Ele foi contratado do América-MG (em 2014), mas já era acompanhado por nós no Bragantino, jogando perto do 9, como um segundo atacante. Sabia que aqui daria resultado – disse o treinador.
– Primeiro, pelo bom ano que a gente teve e a perspectiva para o próximo com a comissão, que se mostrou competente, com a diretoria, que apesar das dificuldades honrou todos os compromissos e fez um excelente trabalho. É um ano muito promissor por jogar a Libertadores, sonhar mais uma vez em conquistá-la e buscar cada vez mais marcar meu nome na história do clube. São coisas que me motivam a continuar – afirmou.

Com 137 jogos pelo Corinthians, Rodriguinho soma 24 gols. Reserva na conquista do Campeonato Brasileiro de 2015, ele teve papel fundamental nos dois títulos de 2017 (Paulistão e Brasileirão).





Técnico corinthiano Fábio Carille fala como ficaria a tática do Corinthians sem um centroavante
- É uma grande preocupação (a saída do Jô). Aí a gente começa a viajar em relação a tudo que pode acontecer. Talvez jogue sem um 9, como foi no título da Libertadores de 2012... Tudo vai depender. Não quero que aconteça, mas é um jogador que está fazendo por merecer. Ele tem uma cabeça maravilhosa, tem 30 anos, que é uma idade boa ainda, e fez um grande campeonato. Falando do lado mais pessoal, ele ainda me ajuda muito nas questões dos mais jovens. Não quero, mas se acontecer, vai ser por merecimento por tudo que fez neste ano - afirmou Carille, há um mês