13 de dez de 2017

CORINTHIANS 13/12/2017


Corinthians tem cinco candidatos à presidência do clube.
Andrés Sanchez, Antonio Roque Cittadini, Felipe Ezabella, Paulo Garcia e Romeu Tuma Júnior.




Diretores sairão para serem vice em chapa de candidatura presidencial do Timão
Atuais diretores, Emerson Piovesan, diretor financeiro do Corinthians, e Flávio Adauto, diretor de futebol do clube, entregarão seus cargos para disputar a eleição presidencial do Timão em 3 de fevereiro.

Ambos serão candidatos à vice na chapa encabeçada por Paulo Garcia. Ainda não há a confirmação de quando a saída deles da atual gestão irá acontecer.





Corinthians nada sabe sobre possíveis propostas 
Especula-se que meia Rodriguinho deva receber proposta de clube chinês no início de 2018
Asiáticos mantêm conversas com o agente dele há alguns meses, mas ainda não fizeram oferta

Por Marcelo Braga

13/12/2017 19h29

Campeão brasileiro pelo Corinthians, Rodriguinho está na mira do futebol chinês. 

Aos 29 anos, o jogador vem sendo analisado por uma equipe do país – mantida em sigilo – há alguns meses. As conversas com o agente dele se intensificaram depois do Brasileirão. Até o momento, porém, Timão não recebeu nenhuma proposta oficial pelo jogador. 

– Não recebemos nem por Balbuena nem por Rodriguinho nem por Jô. Hoje não temos proposta nenhuma em mãos – afirmou o diretor de futebol Flávio Adauto. 

Rodriguinho tem contrato com o Timão até o fim de 2019. O clube tem 50% dos direitos econômicos do jogador. O restante pertence a Capivariano (40%) e América-MG (10%). 

As negociaçõs de Rodriguinho com o clube chinês devem ganhar força a partir de janeiro – a janela chinesa só fecha em março. Por enquanto, o clube interessado busca resolver o excesso de estrangeiros no elenco. Para conseguir contratar o meia, precisa abrir uma vaga em sua equipe. 



Rodriguinho está na mira do fuebol chinês para o ano que vem (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 

Um dos protagonistas do Timão na temporada, Rodriguinho acabou 2017 como o vice-artilheiro do time (11 gols) e, ao lado de Guilherme Arana, o maior garçom (dez assistências). 

No meio do ano, o camisa 26 ficou perto de se transferir para o futebol turco Na ocasião, se irritou com a recusa da diretoria por uma proposta do Fenerbahçe. Pouco depois, entendeu a decisão e, com o título brasileiro, admitiu que foi a melhor coisa a se fazer no momento. 





























Jornal do hepta: Rodriguinho "Bonner" apresenta notícias do Corinthians campeão 


Com poucas chances de voltar a vestir a camisa da Seleção até a Copa do Mundo, o corintiano está novamente aberto a ouvir propostas para deixar o Brasil. Com 137 jogos pelo Corinthians, Rodriguinho soma 24 gols. Fora do país, ele jogou no Al-Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos.









Sem férias: zagueiros do Corinthians seguem em tratamento após cirurgias

Vilson e Léo mantém rotina de recuperação na clínica de Joaquim Grava

Por Marcelo Braga

13/12/2017 17h11

Enquanto os jogadores do Corinthians enchem as redes sociais de fotografias tiradas ao redor do mundo na diversão das férias, dois zagueiros do elenco mantém rotina de tratamento na clínica do médico Joaquim Grava por conta de cirurgias realizadas no mês passado.
Sem jogos oficiais em 2017, Vilson foi submetido a uma nova cirurgia no joelho esquerdo para implante de cartilagem em meados de novembro. Aos 29 anos, ele já havia passado por uma artroscopia no local em março.



Léo e Vilson fazem tratamento nas férias (Foto: reprodução do instagram)

Léo, que completou 19 anos no último dia 9, realizou uma cirurgia para correção de uma pubalgia e reforço na parede abdominal para prevenção de hérnia no dia 29 de novembro. Ele retornará aos trabalhos junto com os demais atletas na pré-temporada, dia 3 de janeiro 







Corinthians renova com fornecedora de material esportivo até 2029

Clube confirma novo contrato com a Nike, fechado pelo presidente Roberto de Andrade


Por Marcelo Braga

13/12/2017 13h59

A dois meses de passar o bastão de sua gestão, o presidente Roberto de Andrade fechou a renovação de contrato com o Nike, empresa norte-americana que fornece material esportivo para o clube, por mais quatro anos. O vínculo, que valia até 2025, agora acaba em 2029.

– No começo de 2018, a parceria entre Sport Club Corinthians Paulista e Nike completará 15 anos. Para nós, ter uma gigante multinacional como a Nike como parceira há tanto tempo é motivo de orgulho, pois só reforça o tamanho e o valor da marca do Corinthians. Nesses 15 anos, além dos uniformes, o clube e a empresa desenvolveram uma série de ações para valorizar o nosso maior patrimônio, que é a torcida – declarou Roberto de Andrade, em nota oficial.

– Com a renovação, o vínculo entre Corinthians e Nike fica ainda mais forte. Estamos muito felizes por estender o contrato com um parceiro desse porte e que nos apoia sempre – completou.

Ainda segundo o site, a renovação do contrato consta na previsão orçamentária aprovada no Conselho Deliberativo na noite de segunda-feira. O documento diz ainda que a Nike pagou R$ 25 milhões em luvas pelo novo acordo. Procurada, a assessoria de imprensa do clube não confirmou os valores.


A, via assessoria de imprensa, Nike também não deu detalhes do acordo.

“A Nike tem uma relação de longo prazo com o Sport Club Corinthians Paulista e não comenta detalhes de contratos respaldados por cláusulas de confidencialidade”.
No Corinthians desde janeiro de 2003, a Nike vinha pagando cerca de R$ 30 milhões por temporada ao Timão. Segundo o clube, o contrato foi reestruturado com aumento de percentual em royalties e premiação, o que pode render um valor maior anualmente.


Corinthians terá a Nike na camisa até 2029 (Foto: Marcos Ribolli)







13/12/2017, às 14:53
Corinthians renova com fornecedora de material esportivo até 2029
Clube confirma novo contrato com a Nike, fechado pelo presidente Roberto de Andrade




Corinthians terá a Nike na camisa até 2029 (Foto: Marcos Ribolli)
A dois meses de passar o bastão de sua gestão, o presidente Roberto de Andrade fechou a renovação de contrato com o Nike, empresa norte-americana que fornece material esportivo para o clube, por mais quatro anos. O vínculo, que valia até 2025, agora acaba em 2029. 




Corinthians acerta novo empréstino de centroavante Gustavo, agora para o fortaleza. Ele tem contrato como Timão até 2020. Este amo também ficou emprestado para goias e depois bahia







Há 19 anos, Corinthians e Cruzeiro realizavam 1º jogo da final do Brasileirão

Disputada no Mineirão, em Belo Horizonte, partida ficou no empate em 2 a 2


11h30 13/12/2017 - Agência Corinthians





© Alexandre Battibugli/Placar

No dia 13 de dezembro de 1998, o Corinthians iniciava a série final do Brasileirão em busca do bicampeonato diante do Cruzeiro. Como terminou a primeira fase na primeira posição, o Timão chegou à decisão com o direito de decidir em casa.

Desta forma, enfrentou o Cruzeiro no primeiro jogo como visitante. No Mineirão, em Belo Horizonte-MG, o Alvinegro foi escalado por Vanderlei Luxemburgo da seguinte forma: Nei; Índio, Batata, Gamarra e Sylvinho; Gilmar Fubá, Rincón, Vampeta e Marcelinho Carioca; Edílson e Didi.

Na primeira etapa, o Corinthians suportou a pressão dos mandantes e poderia ter aberto o placar se um pênalti claro em Edílson tivesse sido marcado. Já nos instantes finais da etapa, aos 43 minutos, Muller abriu o placar para o Cruzeiro.

Os mineiros ampliaram a vantagem já no primeiro minuto do segundo tempo, em cobrança de falta de Valdo. Não demorou muito e o Corinthians iniciou uma recuperação relâmpago, comandada por Dinei, que havia entrado no intervalo. Aos oito, Edílson tocou para o atacante receber sozinho na marca do pênalti e colocar no fundo do gol.

Cinco minutos depois, o camisa 18 foi ao fundo e cruzou para o baixinho Marcelinho fazer de cabeça.


Com a igualdade, o Corinthians ficou com certa vantagem sobre o adversário. Isso porque faria o segundo e o terceiro jogo, se necessário, ao lado de sua torcida.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.








#RetrôTimão2017: no primeiro ano como titular, Guilherme Arana vira garçom do Corinthians campeão paulista e heptacampeão brasileiro

O jogador foi o líder de assistências do Alvinegro no Paulistão e Copa do Brasil

12h00 13/12/2017 - Agência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Um dos grandes personagens do Corinthians em 2017, sem sombra de dúvidas, foi Guilherme Arana. Revelado pelas categorias de base do Timão, o ex-lateral, negociado com o Sevilla (ESP), teve um ano inesquecível, o primeiro como titular. Além de grandes atuações e dois títulos conquistados, o ex-jogador foi responsável por assistências importantes durante a temporada. Dos 72 passes para gol do Alvinegro, 11 foram só do atleta corinthiano.

O garçom do Timão em 2017

O Paulistão 2017 foi a confirmação de que Guilherme Arana teria um ano produtivo em 2017. Só no estadual, o ex-lateral esquerdo foi responsável por quatro assistências, sendo o líder isolado neste quesito.

Mesmo o Corinthians não tendo um grande desempenho na Copa do Brasil, Guilherme Arana também foi o líder alvinegro em assistências no torneio com dois passes para gol.

Na campanha do #Hep7aDeRespeito, Arana viveu altos e baixos, mas mesmo assim figurou como o segundo melhor assistente do Timão, ao lado de Rodriguinho, com cinco assistências. Clayson, com seis, foi o melhor passador do Timão no Campeonato Brasileiro.

A sequência da lista dos garçons alvinegros

Além de Guilherme Arana, outros jogadores do Corinthians também foram decisivos na hora de servir o companheiro para estufar as redes adversárias. No total foram 72 assistências para gols do Coringão divididas em 19 atletas.

O segundo jogador com mais assistências no elenco do Timão foi o meia Rodriguinho. O jogador foi responsável por 10 passes para gol. Logo atrás do camisa 26 aparece o lateral direito Fagner, com sete.

Ainda deram assistências pelo Corinthians em 2017:

Clayson e Jô: 6

Jadson, Marquinhos Gabriel e Maycon: 5

Romero: 4

Kazim: 3

Prêmios individuais

O bom desempenho dentro das quatro linhas também rendeu a Guilherme Arana prêmios individuais. No Paulistão 2017, o ex-jogador figurou a Seleção do campeonato, como o melhor lateral esquerdo na trajetória do 28º título estadual do Corinthians.

No Prêmio Brasileirão 2017, Guilherme Arana também foi escolhido o melhor lateral esquerdo pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O jogador figurou a seleção dos craques do campeonato ao lado de Balbuena, Fagner e Jô, além de Fábio Carille, eleito o melhor treinador do torneio.


Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians









Há 27 anos, Corinthians vencia sp no 1º jogo da final do Brasileiro

Em 1990, Timão deu o primeiro passo para a conquista inédita do Brasileirão

11h00 13/12/2017 - Agência Corinthians



© Antônio Milena/Placar

O ano de 1990 entrou para a história do Corinthians por ter sido a temporada em que o clube conseguiu o seu primeiro título de Campeonato Brasileiro. E foi no dia 13 de dezembro, há exatos 27 anos, que o Alvinegro deu o primeiro passo para ficar a taça.

No 1º jogo da decisão daquela edição, o Timão venceu sp por 1x0. Sob o comando de Nelsinho Baptista, o time entrou em campo com Ronaldo; Giba, Marcelo, Guinei e Jacenir; Márcio, Wilson Mano, Tupãzinho e Neto; Fabinho e Mauro. Entraram no decorrer da partida Ezequiel e Marcos Roberto.

Não demorou muito para o Corinthians abrir o placar. Aos quatro minutos, Neto, que comandava a equipe no mata-mata daquela edição, voltou a brilhar na bola parada. O camisa 10 cobrou falta na área e encontrou Wilson Mano que empurrou para as redes.

Ainda na primeira etapa, o Corinthians levou perigo em duas jogadas de Fabinho, em chute de fora da área e depois com linda jogada individual. Em seguida, a defesa conseguiu evitar que o rival empatasse.

Na segunda etapa, o clube do Parque São Jorge voltou a oferecer perigo. Mauro cruzou, a defesa falhou e Neto caprichou demais na cara do gol. O mesmo meia voltou a chegar perto de marcar. Na última chance do jogo, mais uma vez com o camisa 10, o cabeceio saiu à esquerda do goleiro.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.








Corinthians inaugura painel de título de campeão da Liga Nacional de Futsal 2016 no Memorial do Parque São Jorge

Eternizando o momento mais histórico do futsal Alvinegro, o evento contou com jogadores, comissão técnica, dirigentes e imprensa

10h40 13/12/2017 - Agência Corinthians



Divulgação/Corinthians

Na noite da última terça-feira (12), na comemoração de um ano da conquista da Liga Nacional de Futsal, o Memorial Corinthians inaugurou um novo painel. Eternizando a maior conquista do futsal Alvinegro, o evento contou com jogadores, comissão técnica, dirigentes e imprensa.



Em dezembro de 2016, depois de seis anos sendo eliminado nas semifinais da competição, a equipe comandada por André Bié levantou, de maneira inédita para o clube, o troféu de campeão nacional no Parque São Jorge.

“Gostaria de agradecer a minha família, que sempre esteve do meu lado, a minha oportunidade e confiança profissional aqui, dada pela diretoria, a todos os atletas e a torcida maravilhosa. É um sentimento única, agora eternizado no Memorial Corinthians. Muito obrigado. Vai, Corinthians!”, disse o treinador.

 









Corinthians heptacampeão brasileiro, disparadamente também foi o que mais arrecadou no Brasileirão-2017



Campeão brasileiro, Corinthians dominou a arrecadação do Brasileirão-2017 (Foto: Agência Corinthians)
O Corinthians heptacampeão brasileiro acumulou R$ 43,8 milhões de renda em 19 jogos como mandante e disparadamente liderou a arrecadação no Brasileiro 2017


Com essas cifras, não há dúvidas que o Timão foi o time que mais faturou com renda no Brasileirão, foram 10,7 milhões a mais que o segundo colocado e R$ 9,2 milhões a mais que os 4 cariocas juntos


O lucro com bilheteria do Corinthians vai para pagar a construção da Arena. Ela é guardada em um fundo que administra as contas do estádio, assim como os valores obtidos com a exploração de outras propriedades, como cadeiras, camarotes e eventos, mas é inegável que com uma torcida fiel, com o time disputando títulos e o sucesso na venda dos ingressos, o estádio é uma máquina de gerar dinheiro.









Corinthians se movimenta para definir seus atacantes para 2018. Além de contar com atacantes campeões brasileiros, já trouxe um reforço, busca outro e pode usar jogadores que voltam de empréstimos no elenco ou para fazer negociações

Marcio Porto
13/12/2017
05:45

O Corinthians tem como objetivo no mercado contratar mais um atacante que atue pelos lados do campo para 2018. Uma opção poderia estar no próprio clube: são os casos de Lucca, que voltará de empréstimo da Ponte Preta e Marlone, que volta de emoréstimo do atl min. Os jogadores possuem as características pretendidas pelo técnico Fábio Carille

Lucca tem contrato com o Corinthians até julho de 2019. O Timão é dono de 60% de seus direitos econômicos, enquanto o restante está dividido entre Cruzeiro e Criciúma, seus ex-clubes. Como o atacante marcou 13 gols no Brasileiro, está valorizado no mercado e a diretoria quer explorar bem isso para oferecer melhores opções a Carille.

O ideal, na visão da cúpula, seria uma transferência para aliviar o caixa, mas a possibilidade de o jogador ficar no Brasil é considerada maior. Por isso, a intenção é envolvê-lo em alguma troca.


Marlone, que atua pelos lados, mas tem características diferentes, possivelmente não deve ser utilizado pelo técnico Fábio Carille já que espera um jogador mais agudo, com facilidade para marcar e também chegar à frente. Marlone terminou o ano na reserva do Atlético-MG e também pode ser envolvido em troca. Seu nome foi cotado para ser moeda na possível negociação com o centroavante Tréllez, do Vitória, mas ainda não há nada concreto.

Até o momento, o Corinthians contratou o atacante Júnior Dutra, que disputou o Brasileiro pelo Avaí. Ele, de certa forma, preenche uma das lacunas de atacante pelos lados, podendo atuar aberto, mas Carille também o vê como meia-atacante e centroavante. O Timão também deixou tudo certo com o volante Renê Júnior, que assinará por três anos quando voltar de férias e procura um lateral-esquerdo para a vaga de Guilherme Arana e pelo menos mais um zagueiro para a vaga de Pablo.

No momento, as opções para o ataque são aqueles que integraram o Corinthians heptacampeão brasileiro: Jô, Clayson, Romero, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel, Pedrinho, Kazim e Carlinhos,



Corinthians tem 15 dias para recorrer ou pagar 1 milhão ao centroavante Gustavo por provável direito de imagem atrasado
Na última segunda-feira, o Justiça concedeu liminar favorável ao centroavante Gustavo e deu 15 dias para o Timão efetuar o pagamento. O clube ainda pode recorrer.

Gustavo ainda tem contrato com o Corinthians. Em agosto de 2016, ele assinou vínculo de quatro temporadas. No entanto, ele não agradou na reta final da temporada e, no início deste ano, foi emprestado ao Bahia. Depois, em julho, o atleta foi repassado ao Goiás.
A tendência é que Gustavo, 23 anos, seja emprestado mais uma vez. Em nove jogos pelo Timão, o jogador não marcou nenhum gol, mas ganhou destaque por fazer uma tatuagem em que ele aparece com a camisa do Corinthians.










Agente faz acordo com Corinthians e desiste de ir à Justiça por Dutra
Clube pagará comissão a empresário Carlos Corsini, por ter iniciado a negociação da contratação de Júnior Dutra. Atleta o retirou do negócio durante as conversas



Corinthians apresenta Júnior Dutra, via diretor Flávio Adauto e o gerente Alessandro (Foto: Divulgação)

Marcio Porto
13/12/2017
10:06

O Corinthians decidiu pelo justo e para evitar problemas jurídicos pagará a comissão de direito a empresário Carlos Corsini que iniciou a cnversação pela contratação do atacante Júnior Dutra, anunciado como reforço na semana passada.

- Entramos em acordo. O Corinthians é um clube sério, sempre honrou seus compromissos e agora não teria por que ser diferente agora. Está tudo certo, não tem nada mais de processo - afirmou Corsini, ao LANCE!.

Carlos Corsini iniciou as conversas com o Corinthians por Junior Dutra ao ser autorizado pela família do jogador então no Avaí. No início de outubro, ele chegou a dar o acordo como certo, mas o Timão recuou e chegou a congelar as tratativas pelo fato de haver um desacerto entre o empresário e os pais do atacante. As negociação só foi retomada no início de novembro, quando houve o duelo contra o Avaí na Arena Corinthians, e os dirigentes do Alvinegro se encontraram com os pais de Jr Dutra. Ao ficar ciente disso, Corsini ameaçou ir à Justiça cobrar sua parte. Ele criticou a postura de Sueli, mãe do jogador.

Júnior Dutra foi anunciado na semana passada após assinar dois anos de contrato com o Timão. Ele marcou nove gols no Campeonato Brasileiro e agrada ao técnico Fábio Carille por exercer diferentes funções no ataque, tanto de lado como mais centralizado. O contrato do atleta com o Avaí chegou ao fim agora em dezembro, por isso ele chegou sem custos de transação.





Corinthians paga corretamente comissão a empresários que iniciaram conversações em contratação de Júnior Dutra
Em contratação de Júnior Dutra, jogador dispensou empresários que iniciaram as conversas

Por Bruno Cassucci

13/12/2017 09h12

O Corinthians pagará a comissão que por direito é dos empresários que iniciaram a vinda do atacante Júnior Dutra. Depois eles foram retirados da negociação pelo próprio atacante durante a transferência. 

Com uma procuração do atleta, os agentes iniciaram as tratativas entre Júnior Dutra e Corinthians há mais de dois meses, mas depois foram desautorizados pela família dele. Isso ocorreu após Corsini ter declarado, em outubro, em meio ao Brasileirão, que já havia um acerto com o Timão, fato que irritou o atacante. 

Depois, as conversas para concluir o negócio passaram a ser conduzidas pela diretoria do Corinthians com Sérgio e Sueli, pais de Dutra. 


 

Júnior Dutra, reforço do Corinthians, entre Flávio Adauto e Alessandro Nunes, dirigentes do clube (Foto: Agência Corinthians) 

O Corinthians e a família de Dutra concordaram em recompensar financeiramente Corsini e Cecconi para evitar problemas com os agentes, que prometeram ir à Justiça caso não ganhassem comissão. 

O imbróglio chegou a emperrar a negociação, que esteve sob risco de não acontecer, como admite Roberto de Andrade, presidente do Timão. 

– Quando eu disse que ele (Júnior Dutra) não virai, é porque não viria mesmo. Ele tinha feito uma pedida e havia uma confusão com os empresários dele. Eu, como não gosto de me meter em coisa que não é transparente, falei que não queria fazer mais negócio com ele, porque não sabia se o empresário era A ou B. Ele solucionou esse problema, e aí a negociação voltou à tona da forma que tinha que ser – declarou o mandatário, em entrevista à Rádio Bandeirantes. 
Sem dar detalhes ou revelar valores, Carlos Corsini confirmou o acordo com o Corinthians. 
– A diretoria do clube me procurou e acertamos o pagamento. Eles sempre foram corretos, está tudo certo – afirmou. 
Após fim de contrato com o Avaí, Júnior Dutra assinou com o Corinthians por dois anos. Ele foi o primeiro reforço anunciado pelo Timão para 2018.









Com "férias resguardadas", volante Gabriel almeja novo ano perfeito com o Corinthians


Tomás Rosolino e Helder Júnior

13 DEZ2017
08h33
O volante Gabriel conseguiu passar uma temporada inteira a serviço do Corinthians sem se machucar. Só desfalcou o time de Fábio Carille em seis dos 70 jogos da temporada - foi poupado uma vez, cumpriu suspensão por acúmulo de cartões amarelos em duas ocasiões, por um vermelho equivocado em outra (foi confundido com Maycon em um lance em vitória corinthiana no derby. Se amarelo fosse dado ao jogador que fez a falta: Maycon, seria o primeiro deste no jogo) e pegou dois jogos de gancho no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Para ser ainda mais útil em 2018, Gabriel assegurou que as suas férias serão comportadas. "Tenho que aproveitar o momento, que é muito bom, mas também segurar um pouquinho. A gente deve comemorar mesmo, mas com os pés no chão. As férias passam rápido. Em janeiro, já teremos pré-temporada e Paulista e Libertadores em seguida", apontou. "Serão férias resguardadas", sorriu.

Gabriel foi a campo até mesmo quando a maioria dos titulares já estava de férias, na última rodada do Campeonato Brasileiro, assim como o goleiro Cássio e o zagueiro paraguaio Balbuena

"Eu me pus à disposição, e o Carille tinha necessidade porque não contava com alguns jogadores. Ele falou que precisava de mim, então tranquilo. Não está estipulado no meu contrato os jogos em que posso ou não jogar. Foi bom porque fechamos a temporada de maneira honrosa. Agora, vamos projetar um 2018 ainda melhor", vislumbrou o volante do Corinthians heptacampeão brasileiro em 2017.










Corinthans avança para comtratar lateral esquerdo Juninho Capixaba, mas rechaça primeiro pedido de troca

Diretorias avançam no papo, mas pedido baiano é recusado pelo Timão
Juninho Capixaba é alvo do Corinthians para substituir Guilherme Arana
Por André Hernan e Marcelo Braga

13/12/2017 06h10

Corinthians e Bahia avançaram nas conversas pelo lateral-esquerdo Juninho Capixaba após as eleições presidenciais do clube baiano, mas as primeiras exigências feitas para a liberação do jogador foram consideradas exageradas pelos paulistas.

Aberto a conversas, o Bahia pediu alto pelo jogador de 20 anos, que tem contrato até 2019: quer um valor em dinheiro e mais o empréstimo de três atletas em troca de 80% dos direitos econômicos dele, que iria em definitivo para o Corinthians.

Inicialmente, foram pedidos o atacante Lucca, o meia-atacante Marlone e o goleiro Douglas Friedrich, que voltam de empréstimo de Ponte Preta, Atlético-MG e Avaí, respectivamente. O Corinthians não aceitou incluir todos esses jogadores.

Nos próximos dias, os clubes devem retomar o papo com outra formulação de negócio.

Após vender Guilherme Arana ao Sevilla, da Espanha, o Corinthians identificou em Juninho Capixaba um bom potencial para, a longo prazo, assumir a vaga na lateral. Caso a contratação de concretize, Moisés e Marciel devem ser negociados pelo clube em 2018.








Torcedor com limitações físicas pagou viagem do irmão para poder ir ao Japão ver Corinthians bicamoeão Mundial de Clubes FIFA

William Truppel não mediu esforços para ver o Corinthians conquistar o mundo de novo sobre o Chelsea (ING) em 2012

09h50 13/12/2017 - Agência Corinthians



© Richard Truppel/Divulgação

Nada descreve melhor o amor pelo Corinthians do que a sua própria torcida. O bando de loucos jamais mediu esforços para acompanhar o Timão onde ele for e seja lá qual o obstáculo encontrado no caminho. Uma dessas histórias tem como personagem principal William Truppel, torcedor fanático que superou limitações físicas para ver de perto o Alvinegro ser bicampeão mundial em 2012.

“Sou cadeirante e tenho algumas limitações neuromotoras”, contou William. Apesar disso, foi às arquibancadas do Pacaembu ver a equipe conquistar a Conmebol Libertadores da América. No segundo jogo das quartas de final, contra o Vasco, colocou algo na cabeça após ver Paulinho marcar o gol da classificação.

“Com o rosto cheio de lágrimas, disse ao amigo que me acompanhava naquela noite: ‘seremos campeões e eu vou ao Japão. Você, não sei, mas eu irei’. Para meu amigo, pareceu brincadeira, mero entusiasmo. Não foi”, disse ele.

Devido à sua limitação física, viajar ao Japão sem acompanhante era inviável. Por isso, iniciou uma busca por um parceiro de viagem, mas sem sucesso. Foi então que no seu aniversário, apostou as suas últimas fichas.

“Fiz um pedido especial aos meus amigos e familiares antes de cortar o bolo: gostaria de acompanhar o Timão no Mundial de Clubes. Supliquei. Em alto e bom som, disse ainda a todos que estavam na festa que, portanto, pagaria também as despesas daquele que se dispusesse a ir comigo ao outro lado do mundo”, contou o torcedor.

“Na última semana de novembro, meu irmão Richard Truppel me diz que pediu para deixar a empresa onde trabalhava e que, então, poderia ir comigo ao Japão, caso eu pudesse mesmo arcar com os custos de toda a viagem”, concluiu William.

Assim, ao lado de Richard e Gustavo Ornellas, amigo que resolveu encarar a aventura de última hora, rumou a Narita, no Japão, no dia 09 de dezembro.

Durante a estadia, foi ver as vitórias corinthianas  sobre o Al-Ahly, do Egito, nas semifinais, e diante do Chelsea, da Inglaterra, no jogo que colocou o Corinthians no topo do mundo pela segunda vez.  Para William, o fator determinante da conquista foi a invasão corinthiana ao outro lado do mundo.

“Tenho convicção de que a invasão corinthiana ao Japão e o apoio incondicional da torcida foram determinantes para as vitórias do Time do Povo – identidade que, também, apresentamos do outro lado do mundo, inclusive para superar o poderoso Chelsea na finalíssima. Nossos gritos de incentivo, novamente, contribuíram para a conquista do título”, afirma o torcedor.








Há cinco anos, Corinthians viajava para Yokohama, palco da final do Mundial de Clubes da FIFA

Na chegada à cidade, equipe treinou sob o comando de Tite e viu do estádio o Chelsea (ING) superar o Monterrey (MEX) na outra semifinal do torneio

09h30 13/12/2017 - Agência Corinthians




© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Há exatos cinco anos, o Corinthians se despedia de Nagoya e rumava à Yokohama. Um dia após vencer o Al-Ahly (EGI), por 1 a 0, em Toyota, a delegação fez sua última atividade no hotel em que se hospedou desde a chegada ao Japão.

Os titulares que atuaram na vitória nas semifinais fizeram apenas trabalho leve na academia e regenerativo nas piscinas do prédio. Já os atletas que não atuaram foram ao CT de Kariya realizar o treino.

No período da tarde, às 15h10 (do horário local), a delegação embarcou no trem-bala para Yokohama, cidade que sediaria a decisão do Mundial de Clubes da FIFA. Após uma hora e meia de viagem, o Alvinegro desembarcou e foi ao Yokohama Stadium, acompanhar a semifinal e conhecer o Chelsea como se adversário da final.

Apesar de ter mexido na equipe que venceu o Al-Ahly para encarar o clube de Londres na final, Tite falou com a imprensa sobre a importância de dar continuidade ao sistema de jogo que vinha sendo vitorioso para o time.

“Esse sistema tático é da equipe há dois anos. O time vem atuando com essa situação há dois anos. Mudam-se características, mas não muda o desempenho, pois repetição é fundamental”, disse o treinador.

Diferente de Nagoya, a chegada do Timão a Yokohama foi mais tranquila. Isso porque a cidade ainda não havia recebido a grande massa de torcedores que pintou o Yokohama Stadium de preto e branco – a maioria dos corinthianos ficou hospedado em Tóquio, a 30 km da cidade.