5 de ago de 2017

CORINTHIANS 05/08/2017








CORINTHIANS CHEGA A 47 pontos em 19 jogos, invicto, com 14 vitórias e 5 empates












Corintians 3x1 ixpor notas dos jogadores do Timão 
A vitória do Timão sobre o Sport, que fez o Corinthians terminar o primeiro turno do Brasileirão invicto, teve um grande nome: Rodriguinho. O meia chamou o jogo, apareceu várias vezes na área para finalizar e fez um golaço no segundo tempo. Confira as atuações da partida:

CORINTHIANS

6,5
Cássio
Hesitou em um escanteio e quase tomou o gol. Fora isso, esteve sempre seguro e fez uma grande defesa diante de André. Não teve culpa no gol.


7,5
Fagner
Excelente opção de ataque, fez a jogada do gol de Arana e chegou outras várias vezes ao fundo. Defensivamente também foi muito bem.

7,0
Balbuena
Sempre muito atento, fez cortes que impediram o Sport de furar a defesa do Corinthians. Saiu jogando com segurança e qualidade.

7,5
Pedro Henrique
Quando Cássio vacilou em um escanteio, apareceu prontamente para salvar. Também surgiu no ataque para marcar o seu gol.

7,5
Guilherme Arana
Reencontrou o rival de sua estreia pelo Corinthians, em 2015, e mostrou de novo que já é uma realidade: outra atuação consistente, coroada com gol.


6,5
Gabriel
Atuação bem ao seu estilo: marcação firme, vibração ao desarmar o adversário, poucos erros de passe e uma ou outra chegada na frente.

6,5
Maycon
Estava dentro da área no lance do gol de Arana, dando opção, e iniciou a jogada do gol de Rodriguinho – e algumas outras boas jogadas também.

6,5
Romero
Fez, pela direita, o mesmo trabalho eficiente que costuma fazer pelo outro lado. Dedicação admirável na marcação e boas jogadas ofensivas.

8,0
Rodriguinho
Marcou um golaço no início do segundo tempo, coroando a insistência da etapa inicial. Chamou o jogo e entrou na área diversas vezes para concluir.

6,5
Clayson
Vem crescendo jogo após jogo. Cada vez mais adaptado à função defensiva que precisa exercer, foi boa opção no ataque e deu assistência para Pedro.

6,0

Atuação bem mais discreta do que em partidas recentes, sem grandes chances para marcar. Ainda assim, fez o pivô e abriu espaços.


6,5
Pedrinho
Fez uma grande jogada pelo lado direito, deixando dois adversários no chão. Soube encaixar-se perfeitamente no esquema quando entrou.

6,0
Camacho
A exemplo de Pedrinho, entrou já sabendo como se encaixar no esquema da equipe. O jogo já estava resolvido, não tinha muito a acrescentar.

6,0
Léo Príncipe
Entrou improvisado na lateral esquerda quando Guilherme Arana sentiu. Fez o básico nos minutos finais da partida.

9,0
Fábio Carille
O time venceu com autoridade sem Pablo e Jadson, fez sua primeira falta no jogo aos 10 do segundo tempo e ganhou o turno invicto. Espetacular.




Corinthians 3x1ixpó
Atuações do Corinthians: Rodriguinho faz golaço em mais um show coletivo

Meia acerta lindo chute de fora da área, quase faz gol de placa no fim e o Corinthians aplica 3 a 1 no Sport, com gols também de Guilhermr Arana e Pedro Henrique

Por Marcelo Braga

05/08/2017 20h57 

Fagner: Muito presente no ataque, fez boa dobradinha com Romero e criou grandes oportunidades na etapa inicial. Numa delas, cruzou para o gol de Guilherme Arana. Defensivamente também fez partida segura. Nota: 7


Guilherme Arana: Mais um belo jogo do lateral-esquerdo, que abriu o placar em ótimo chute de fora da área. Corajoso no um contra um, cumpriu seu papel defensivo na linha de quatro. Nota: 7


Rodriguinho: Perdeu duas boas chances no primeiro tempo, mas compensou tudo com um golaço no início do segundo tempo. Com 19 segundos, acertou um chute no ângulo de Magrão e aumentou a vantagem corintiana. Quase fez outro golaço no final, costurando os rivais. Nota: 7,5


Clayson: Assim como contra o Atlético-MG, deu outra assistência, dessa vez batendo escanteio para o gol de Pedro Henrique. Muito arisco, fez ótimas jogadas individuais e ajudou a brigar pela bola. Nota: 7



Time titular do Timão posa antes da partida (Foto: Marcos Ribolli) 


Confira as notas dos jogadores do Corinthians:


Cássio [GOL]: 6,5
Fagner [LAD]: 7
Balbuena [ZAG]: 6,5
Pedro Henrique [ZAG]: 7
Guilherme Arana [LAE]: 7
(Léo Príncipe [LAD]): 6
Gabriel [VOL]: 6,5
Maycon [VOL]: 6,5
(Camacho [VOL]): 6
Rodriguinho [MEC]: 7,5
Clayson [MEC]: 7
(Pedrinho [MEC]): 7
Romero [ATA]: 6,5
Jô [ATA]: 6













Corinthiano meia Rodriguinho recusa Rússia e diz que só aceitaria negociação por proposta "surreal"

Meia recebe oferta do Lokomotiv Moscou, mas entende que chances de título e Seleção são maiores no Brasil. Timão já tinha rechaçado investida de clube turco no início do ano


Por Marcelo Braga

05/08/2017 22h30


Autor de um dos gols da vitória do Corinthians por 3 a 1 sobre o Sport, neste sábado, na Srena Corinthians, o meia Rodriguinho mostrou não ter vontade de deixar o clube antes do fim do ano. A diretoria alvinegra recusou uma proposta do Lokomotiv Moscou, da Rússia, e o próprio jogador apresentou seus motivos para a permanência. 

– Da forma que estamos jogando aqui, com a possibilidade do título, fazendo um ano tão bom, adaptado ao time, dificilmente eu sairia agora. A não ser que fosse uma coisa muito surreal, que não desse para negar, nenhuma das duas partes – afirmou Rodriguinho. 

Apresentada de forma informal, a oferta era para que o jogador embarcasse para a Rússia ainda neste mês, durante a janela de verão dos europeus. A recusa imediata do clube aconteceu antes mesmo da formalização do documento. Os valores não foram divulgados. 


Rodriguinho comemora gol: momento iluminado no Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians) 

No início do ano, a diretoria já havia recusado uma oferta do Fenerbahçe, da Turquia, o que chegou a deixar o jogador chateado. Em maio, ele renovou contrato até o fim de 2019, com aumento salarial. O Timão tem 50% dos direitos. O resto pertence a Capivariano (40%) e América-MG (10%). 

– A gente atribui muitas coisas a Deus, não sabemos do futuro, você tem de tomar decisões difíceis na sua vida. Sempre são dois lados interessantes. Pensando friamente, foi uma decisão acertada, muito feliz de estar aqui, ter conseguido o título paulista, agora o time bem no Brasileiro, chegada à Seleção. Arrependimento zero por ter ficado – disse o meia.




















Corinthians retoma negociação para manter zagueiro Pablo e também quer outro zagueiro, Emerson

Pablo deve renovar contrato de empréstimo até o meio de 2018. Negociação continua (Foto: Daniel Augusto Jr)

Gabriel Carneiro - 05/08/2017 - 22:26

O Corinthians retomou negociações pela compra do zagueiro Pablo, que está emprestado pelo Bordeaux (FRA) até o fim do ano. Na última semana, o empresário do jogador decretou a suspensão das conversas em razão de um suposto descumprimento de acordo por parte do clube, que acusou o agente de ser ganancioso. Agora, o andamento das tratativas indica uma solução diferente da que vinha sendo trabalhada até agora.

Uma alternativa para o Corinthians ganhar tempo e poder de negociação e que pode ser colocada em prática nas próximas semanas é um novo empréstimo com validade de seis meses, até julho de 2018. Depois disso, o clube pagaria 1,2 milhão de euros (pouco mais de R$ 4 milhões) mais 15% dos direitos de Malcom para garantir um novo contrato válido por quatro anos. A ideia é que o contrato até o meio do ano seja dentro do mandato do presidente Roberto de Andrade, que vale até fevereiro.

- Conversamos bastante e temos uma posição definida do Corinthians: a gente queria, quer e vai ter o Pablo. Dentro das condições que o Corinthians pode fazer, sem aceitar faca no pescoço, nenhuma pressão. Com o Bordeaux está praticamente tudo acertado, Corinthians assinou, resolveu tudo com eles. Agora em relação ao contrato são detalhes que serão definidos ao longo desta semana que entra e temos 14 dias sem jogos, não vai ter problema nenhum. Nós nos alteramos um pouquinho quando imaginaram o Corinthians refém, e o Corinthians não fica refém de ninguém, nem de dirigente, nem de jogador - disse Flávio Adauto, diretor de futebol do Corinthians, que ainda voltou a criticar Fernando César, empresário de Pablo.

- No momento em que (o empresário) imaginou que fôssemos fazer loucura em razão de pressão não vamos fazer. Não houve falha do Corinthians. Quem disser que o Corinthians prometeu e não cumpriu está mentindo. O que acontece é que ficamos de negociar a forma de pagamento e agora começamos a renegociar. Posso dizer que o final será bom para todos os lados e ele não vai deixar o Corinthians.

EMERSO: CONVERSAS CONTINUAM...

O Corinthians ainda tem interesse na contratação do zagueiro Emerson, de 22 anos, que tem contrato até o fim da temporada com o Botafogo. Uma nova reunião na próxima semana dará novos rumos à negociação, como indica o dirigente corintiano.

- Esperando, conversando. Essa semana vamos conversar de novo com o Botafogo, sem usar essa letra fria da lei de assinar pré-contrato, não faremos. O Corinthians está conversando, recebeu os pais dos jogadores no CT, mas não vamos atropelar.













Antes de compra, Corinthians vai estender empréstimo de Pablo por seis meses

Diretor Flávio Adauto diz que novo empréstimo faz parte do acordo com o Bordeaux, clube francês que cedeu o zagueiro ao Timão inicialmente até dezembro. Negociação com agente recomeçou

Por Marcelo Braga
05/08/2017 22h53


O Corinthians retomou as negociações com o empresário de Pablo para acertar a permanência do zagueiro em 2018, após o término do empréstimo do Bordeaux, da França, que vai até dezembro. 

Segundo o diretor de futebol Flávio Adauto, o jogador terá o empréstimo estendido por mais seis meses antes de ser adquirido em definitivo, em julho do ano que vem. Essa nova cessão faz parte do acordo com a equipe francesa. 

– Conversamos bastante e temos uma posição definida do Corinthians: a gente queria, quer e vai ter o Pablo. Dentro das condições que o Corinthians pode fazer, sem aceitar faca no pescoço, nenhuma pressão. Com o Bordeaux está praticamente tudo acertado. Em relação ao contrato, são detalhes que serão definidos ao longo da semana que entra e temos 13 dias sem jogos, não vai ter problema nenhum. Nós nos alteramos um pouquinho quando imaginaram o Corinthians refém, e o Corinthians não fica refém de ninguém, nem de dirigente, nem de jogador. 


Na última semana, a forma de pagamento das luvas (prêmio pela assinatura do novo contrato) se tornou o principal entrave para a permanência do atleta no Corinthians, que já tem um acordo com o Bordeaux, para a compra do atleta. A diretoria alvinegra propôs diluir o bônus ao longo dos quatro anos e meio do novo contrato de Pablo, proposta rechaçada pelo agente Fernando César. Clube e emprésario se estranharam, mas o acordo deve acontecer

– O que acontece é que ficamos de negociar a forma de pagamento e agora começamos a renegociar. Posso dizer que o final será bom para todos os lados e ele não vai deixar o Corinthians. 

Ao Bordeaux, o Timão deverá pagar 1,2 milhão de euros pelo defensor (cerca de R$ 4,4 milhões) e ceder ainda 15% dos direitos econômicos que detém do atacante Malcom. Pablo se recupera de uma contratura no músculo posterior da coxa direita há 15 dias. Ele deve ficar fora por mais 30 dias.















Corinthians deve conversar com bot rj semana que vem para contratar zagueiro Emerson

Segundo a diretoria do Timão, o empresário do atleta assegurou que o que foi conversado no CT Joaquim Grava há algumas semanas segue com validade. A tendência é de que o gerente de futebol Alessandro Nunes vá ao Rio de Janeiro na próxima semana para se reunir com a diretoria botafoguense e conseguir a liberação imediata do jogador. 

– Essa semana vamos conversar de novo, ouvir o Botafogo, sem querer usar a letra fria da lei, de que já pode assinar o pré-contrato. Isso o Corinthians não vai fazer. O Corinthians está conversando com os agentes – disse o diretor de futebol Flávio Adauto.

Com as lesões de Vilson e Pablo, o Timão está no mercado atrás de um reforço para a defesa.Com contrato só até dezembro, Emerson  já pode assinar pré-contrato com qualquer equipe. 

No último dia 27, o empresário e os pais do jogador visitaram o CT do Timão e se reuniram com a diretoria.As conversas agora estão entre o gerente de futebol Alessandro Nunes e a diretoria do clube carioca, que quer uma compensação financeira para liberar o jogador de imediato. Hoje emprestado ao Vila Nova, o meia Alan Mineiro pode ser cedido ao bot em 2018.








Técnico Fabio Carille celebra primeiro turno do Corinthians, mas diz: "Não pode afrouxar"

Técnico se diz surpreso com números alcançados pelo Timão, que chega aos 47 pontos após vitória sobre o Sport. Meta, agora, é manter padrão no segundo turno para buscar título

Por Marcelo Braga
05/08/2017 21h38

A campanha excepcional do Corinthians no primeiro turno do Campeonato Brasileiro é motivo de orgulho para o técnico Fábio Carille. Pouco depois da vitória do Timão por 3 a 1 sobre o Sport, neste sábado, na Arena Corinthians, o comandante afirmou sobre a necessidade de manter o foco.

– Temos de confirmar isso no segundo turno. Agora são 19 jogos, 57 pontos em disputa, muita coisa, não pode afrouxar. Se continuar com essa concentração, entrega nos jogos, no dia a dia, vamos dar um passo muito importante para isso (título). Tem muita coisa para acontecer – afirmou o técnico corintiano. 

São 47 pontos na tabela – a melhor campanha de um turno nos pontos corridos desde que o Brasileirão passou a ter 20 clubes, em 2006. Além disso, há ainda a invencibilidade de 34 jogos na temporada, a três de empatar a maior sequência da história do clube. Números que surpreendem, mas também trazem satisfação.

 Fábio Carille após vitória do Corinthiand sobre o Sport
– Estou muito surpreso, feliz, não só pelos 47 pontos. É surpreendente, mas mostra a valorização de um trabalho, de um grupo. Não vou cansar de agradecer ao Corinthians pela oportunidade. O grupo que eu tenho na mão vai, mostra, cumpre, não é fácil num grupo de 30 jogadores. Estamos muito felizes e vamos continuar jogo a jogo – destacou Fábio Carille.

O elenco do Corinthians folga neste domingo e volta ao trabalho na segunda-feira. Serão duas semanas em jogos – o duelo contra a Chapecoense, pela 20ª rodada, foi adiado para 23 de agosto. O Timão volta a campo no dia 19, na Arena Corinthians, contra o Vitória
Corinthians terminou o turno invicto (Foto: Marcos Ribolli)






Corinthiano zagueiro Pedro Henrique pós gol em vitória por 3x1: ''Quando a oportunidade aparecer, é agarrar da melhor maneira''

Substituto do zagueiro Pablo, camisa 34 do Timão teve participação fundamental na vitória do Corinthians diante do Sport, por 3 a 1, após anotar um dos gols do triunfo


22h00 05/08/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Autor do terceiro e último gol do Timão na vitória diante do Sport, na noite deste sábado (05), na Arena Corinthians, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, por 3 a 1, Pedro Henrique exaltou a boa atuação dos atletas que saíram dos suplentes, como ele, para ajudar a equipe.

“Quem vem do banco está dando conta do recado. Quando a oportunidade aparecer, é agarrar da melhor maneira. Hoje coroei com um gol”, disse o camisa 34, substituto do zagueiro Pablo, que se recupera de lesão muscular.

No triunfo diante dos pernambucanos, o Alvinegro cometeu apenas duas faltas em toda a partida. “O professor fala para sermos leais. Não cometemos muitas faltas porque buscamos sempre a bola”, explicou Pedro Henrique.

Pedro Henrique e seus companheiros terão folga neste domingo (06). A partir de segunda-feira (07), a equipe terá duas semanas de treinos visando a partida diante do Vitória, dia 19, às 16h, na Arena Corinthians.










Jô exalta #TurnoDoCarille após vitória do Corinthians sobre Sport

Artilheiro do Brasileirão e do Timão na temporada falou sobre as mudanças que Carille trouxe à equipe


22h10 05/08/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Na noite deste sábado (05), o Corinthians derrotou o Sport, por 3 a 1, na Arena Corinthians, em jogo válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017. Com o resultado, a equipe segue na liderança da competição quebrando recordes.

Artilheiro do Timão na temporada 2017 com 18 gols e artilheiro isolado do Brasileirão com 11 gols, Jô falou à imprensa após o fim do jogo sobre as mudanças que o treinador Fábio Carille trouxe à equipe do Parque São Jorge.

“A filosofia dele é bem parecida com a do futebol europeu, com o que vivi lá. Organização, prezar sempre o posicionamento. Linha de quatro ali atrás mais os dois voltante, ficam seis marcando. Ter essa organização é coisa boa. É igual basquete, tem que ter repetição”, afirmou o camisa 7.

Efetivo na defesa e no ataque, o time comandado pelo treinador corinthiano sofreu apenas nove gols no Brasileirão e balançou as redes 32 vezes

"Nossa equipe faz muitas triangulações, sempre fazemos gols com muito toque de bola. É uma equipe muito eficiente. Temos esse poder de chegar ao ataque e fazer o gol. Isso é um dos méritos. Talvez a posse de bola não seja tão importante para nós. Além disso, tem que ser efetivo", concluiu Jô.









Fábio Carille exalta ''primeiro turno'' perfeito do Corinthians
Em entrevista coletiva concedida após a vitória do Corinthians por 3x1 sobre Sport, técnico alvinegro analisou a partida, valorizou as duas próximas semanas que terá de trabalho e falou ainda sobre o recorde conquistado


22h00 05/08/2017 - Agência Corinthians





© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Para fechar o #TurnoDoCarille, o Corinthians venceu por 3x1 o Sport na Arena Corinthians- gols de Guilherme Arana, Rodriguinho e Pedro Henrique. Com a vitória, o Timão consolidou a melhor campanha da história de um turno do Campeonato Brasileiro desde que passou a ser disputado por pontos corridos, em 2003: 19 jogos, 14 vitórias, 5 empates e 47 pontos conquistados (82,5% de aproveitamento).



Após a partida, o técnico Fábio Carille concedeu entrevista coletiva à imprensa presente na Arena Corinthians. O comandante fez uma análise do que foi a partida: “Ganhamos hoje, foi uma ótima vitória, mas senti meu time um pouquinho preso na questão de pressionar ali. Eles ficaram muito com a bola. Não sei se foi a sequência ou o ritmo de jogo lá em BH [vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-MG, no último dia 02]. Mesmo não conseguindo apertar a marcação, não sofremos tanto”.

Um dos triunfos do Coringão na partida foi o baixíssimo número de faltas cometidas – apenas duas. “[Nossa equipe] Não tenta adivinhar para antecipar o jogador, são essas coisas [que são feitas] para evitar faltas”, disse o treinador.

“Na maioria dos jogos, o Corinthians tem menos posse de bola, mas é o time que mais troca passes no campeonato. Estou muito surpreso com isso, e essa semana vou buscar o por quê disso. Não tenho a resposta, vou até ver essa semana”, respondeu Carille aos jornalistas quando questionado sobre ter menos posse de bola do que o adversário nas partidas.


Ele terá, agora, duas semanas para preparar a equipe para a partida diante do Vitória, no dia 19 de agosto, às 16h, na Arena Corinthians. “Temos de ser bastante inteligentes nessas duas semanas. Vamos usar tudo que oferece o CT, ver quem precisa ganhar força. Temos de ser inteligentes, saber a dosagem, não dar treino demais, ou de menos. Para isso, vou contar muito com a experiência do Walmir [Cruz, preparador físico]”, comentou.

Depois deste incrível desempenho no primeiro turno, Carille foi perguntado sobre o que fazer para chegar ao título brasileiro. “Temos de confirmar isso no segundo turno. Agora são 19 jogos, 57 pontos em disputa, muita coisa, não pode afrouxar. Se continuar com essa concentração, entrega nos jogos, no dia a dia, vamos dar um passo muito importante para isso. Tem muita coisa para acontecer”, afirmou, sempre com os pés no chão.

O técnico também valorizou a grande campanha até aqui. “Estou muito surpreso, feliz, não só pelos 47 pontos. É surpreendente, mas mostra a valorização de um trabalho, de um grupo. Não vou cansar de agradecer ao Corinthians pela oportunidade. O grupo que eu tenho na mão vai, mostra, cumpre, não é fácil num grupo de 30 jogadores. Estamos muito felizes e vamos continuar jogo a jogo. Preparação total para enfrentar o Vitória, dia 19.” Ele complementa: “O que sei dizer é que cada jogo é uma decisão, sou muito ciente disso. Não fico falando de invencibilidade, porque o técnico se fala isso traz mais responsabilidade”.



Recordes não são uma preocupação do comandante alvinegro. “As comparações não me chateiam. Me preocupa quando a equipe pode render mais e não rende o que eu espero”, garantiu.

Durante a entrevista coletiva, Carille fez um balanço do primeiro turno. “Nenhum jogo me desagradou, sinceramente. Posso falar do Avaí, mas o rendimento foi bom, Douglas foi bem. Aqui [na Arena Corinthians] contra o Atlético-PR teve um chute de longe com desvio. Não me apego a resultado, sim a desempenho. O primeiro turno foi perfeito, um dos três melhores jogos do ano contra o Atlético-MG. Gostei dos jogos contra Palmeiras e Grêmio, São Paulo também, nos colocando para buscar a vitória. Um primeiro turno maravilhoso e que temos que nos sentir orgulhosos”, exaltou.

Neste domingo (06), o elenco e a comissão técnica do Corinthians terão merecida folga. Na segunda (07), as atividades no CT Dr. Joaquim Grava voltam, mas o próximo jogo do Timão é apenas no dia 19, às 16h, na Arena Corinthians, diante do Vitória.








Bravo! 'Circense', Corinthians bate o Sport e fecha maior turno da história

Corinthians 3 x 1 SportMiguel SCHINCARIOL

Corinthians 3 x 1 SportMiguel SCHINCARIOL

Corinthians 3 x 1 SportMarcello Zambrana/AGIF

Corinthians 3 x 1 SportLuis Moura / WPP

Corinthians 3 x 1 SportMarcello Zambrana/AGIF

Corinthians 3 x 1 SportLuis Moura / WPP

Corinthians 3 x 1 SportFlavio Hopp / RAW Image

Corinthians 3 x 1 SportFlavio Hopp / RAW Image



Corinthians 3 x 1 SportDaniel Vorley/AGIF

Corinthians 3 x 1 SportMiguel SCHINCARIOL

Corinthians 3 x 1 SportMiguel SCHINCARIOL

Corinthians 3 x 1 SportMiguel SCHINCARIOL


Corinthians 3 x 1 SportMiguel SCHINCARIOL

Corinthians 3 x 1 SportMiguel SCHINCARIOL

Corinthians 3 x 1 SportMarcello Zambrana/AGIF

Corinthians 3 x 1 SportLuis Moura / WPP1/12

Gabriel Carneiro - 05/08/2017 - 20:54 

Uma pirueta, duas piruetas, bravo, bravo! Como um time de artistas de circo que encantou seu respeitável público superior a 40 mil pessoas no picadeiro da Arena Corinthians, o Timão do mágico Fábio Carille fechou o melhor primeiro turno da história do Campeonato Brasileiro em pontos corridos com 20 clubes. Neste sábado, diante do Sport, Guilherme Arana, Rodriguinho e Pedro Henrique foram os protagonistas da noite com os gols marcados na vitória por 3 a 1 (Thallyson descontou), que fez o Timão chegar a incríveis 47 pontos São 11 pontos a mais que o segundo , que  ainda joga nesta rodada

A arte começou cedo na Arena Corinthians, pelos pés do acrobata Guilherme Arana. Depois de perder uma chance com Rodriguinho em boa defesa de Magrão, o Corinthians abriu o placar após linda jogada de Fagner pela direita, ao driblar Osvaldo, cortar Sander e cruzar na área. Após Maycon furar, a bola encontrou Guilherme Arana na entrada da área pela esquerda para bater firme, no canto. O lateral-esquerdo comemorou o gol com uma cambalhota no gramado. Bravo!

O Sport até tentou roubar a cena após uma cobrança de escanteio em que Cássio saiu mal do gol e Durval ganhou pelo alto, mas foi o Corinthians quem teve as melhores chances do primeiro tempo em que dominou, não fez faltas e se impôs. Teve gol anulado de Romero, chances perdidas por Rodriguinho e um lindo chute de Clayson após cortar Samuel Xavier - uma rotina em Itaquera.

Depois da acrobacia de Arana, Rodriguinho começou o segundo tempo bancando o malabarista. Com 19 segundos de bola rolando, o Corinthians roubou a bola do Sport e Maycon tocou em velocidade para o meia, que avançou sem marcação e bateu no ângulo, sem defesa. Arte pura. Apenas vinte minutos depois, mais um: Clayson bateu escanteio e Pedro Henrique domou toda a defesa do Sport para subir sozinho e cabecear para baixo, de novo sem chances para Magrão. O malabarista e o domador do circense Corinthians não deixaram o time pernambucano respirar.

A questão é que o time pernambucano também tinha uma carta na manga. Aos 37 minutos, o recém-acionado Thallyson bateu de fora da área, escorregou, e viu a bola entrar no ângulo de Cássio. Um golaço de honra para abrilhantar o espetáculo na Arena Corinthians. Bravo!


CORINTHIANS 3 X ixpor 
Brasileirão 2017- 19ª rodada 
Local: Arena Corinthians
Data-Hora: 5/8/2017 - 19h
arb: Wagner Reway, Fabio Rodrigo Rubinho e Marcelo Grando (ambos do MT)
Público/renda: 41.522 total (41.279 pagantes 243 nao pag)/R$ 2.446.519,40
Cartões amarelos: Romero (COR), Oswaldo Henríquez e Samuel Xavier (SPO)
Cartões vermelhos: -
Gols: Guilherme Arana (9'/1ºT) (1-0), Rodriguinho (1'/2ºT) (2-0), Pedro Henrique (21'/2ºT) (3-0) e Thallyson (38'/2ºT) (3-1)

CORINTHIANS: 12- Cássio; 23- Fagner, 34- Pedro Henrique, 4-Balbuena e 13- Guilherme Arana (2-Léo Príncipe, 36'/2ºT); 5-Gabriel, 8-Maycon (29- Camacho, 30'/2ºT), 26- Rodriguinho, 11- Romero e 25- Clayson (38- Pedrinho, 29'/2ºT); Jô. Técnico: Fábio Carille. + 27- Walter, 14-Léo,  28- Paulo Roberto,  21- Fellipe Bastos, 17-Giovanni Augusto, Rodrigo Figueiredo,  Carlinhos, 9- Clayton, 18-Kazim

ixpor : 1Magrão; 27 Samuel Xavier, 4Durval, 2Oswaldo Henríquez e 56 Sander; 88 Patrick (44 Thallyson, 32'/2ºT), 21-Rithely, 10 Osvaldo (8Anselmo, 14'/2ºT), 87Diego Souza e 97 Everton Felipe (37 Juninho, 14'/2ºT); 90André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo. 19Agenor  , 23Raul Prata, 3 Ronaldo Alves,   89'Igor,   40 Evandro, 36 Fabrício,  5Rodrigo, 20Thomás













Corinthians vence Sport na Arena Corinthians e fecha primeiro turno lider isoladissimo e invicto

Guilherme Arana, Rodriguinho e Pedro Henrique foram os autores dos gols corinthianos na vitória por 3 a 1

21h00 05/08/2017 - Agência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Na noite deste sábado (05), o Corinthians venceu o Sport por 3 a 1 na Arena Corinthians na última rodada do primeiro turno e coroou a grande campanha realizada na primeira metade da competição nacional.

Mais uma vez abrindo o placar: Como de costume nos jogos do Corinthians na temporada 2017, o Timão abriu o placar mais uma vez na vitória sobre o Sport na Arena Corinthians. Aos oito minutos da primeira etapa, Fagner fez linda jogada pela direita e cruzou rasteiro. A bola passou por todo mundo e sobrou para Guilherme Arana, que chutou firme para abrir o placar.

Controle do jogo: O primeiro tempo foi de controle total da equipe do técnico Fábio Carille. Com muitas chances de gol, a equipe alvinegra criou boas oportunidades de ampliar o placar, principalmente com o meia Rodriguinho, que teve duas chances, mas o primeiro tempo acabou com vitória pelo placar mínimo. O atacante Ángel Romero, que voltou de lesão no duelo contra os pernambucanos, teve grande atuação com muita raça e categoria nos domínios.

Gol relâmpago: O segundo gol do Timão saiu logo no início da segunda etapa, com menos um minuto de bola rolando. No primeiro lance do jogo no segundo tempo, Rodriguinho avançou, deslocou o marcador da jogada e chutou com rara felicidade, no ângulo do goleiro Magrão. Um golaço do meia corinthiano para delírio da Fiel Torcida.


Mais um gol!: O Corinthians não tirou o pé após o segundo gol. Mesmo com boa vantagem no placar, o Timão seguiu pressionando a equipe do Sport até que chegou ao terceiro gol. O meia Clayson, que também teve grande atuação, cobrou escanteio com perfeição na cabeça de Pedro Henrique. O zagueiro formado na base alvinegra cabeceou firme para o fundo das redes, ampliando o placar!

Festa da Fiel: Como de costume nos jogos do Timão na Arena Corinthians, a Fiel torcida compareceu em peso para apoiar a equipe em mais um desafio pelo Brasileirão! Pelo 14º jogo seguido, a casa do povo recebeu mais de 30 mil pessoas. Desta vez a casa estava cheia: mais de 41 mil torcedores prestigiaram a vitória por Timão por 3 a 1 sobre o Sport.













Rodriguinho valoriza nível de concentração do Corinthians após vitória sobre o Sport

Camisa 26 fez um golaço no triunfo por 3 a 1 sobre os pernambucanos e falou sobre o que faria se soubesse como vencer o Corinthians

21h30 05/08/2017 - Agência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Na noite deste sábado (05), o Corinthians encerrou um #TurnoDoCarille: na Arena Corinthians, o Alvinegro recebeu o Sport, venceu por 3 a 1 e chegou aos 47 pontos, novo recorde de um turno do Brasileirão desde que a competição passou a ser disputada por pontos corridos, em 2003 – igualando o Cruzeiro daquele mesmo ano, com a diferença de que a equipe mineira disputou a competição com 24 equipes, ou seja, disputou 23 partidas para atingir a mesma pontuação.

O que fazer para parar esta campanha do Timão, com 14 vitórias e cinco empates? “Se eu soubesse o que fazer para bater o Corinthians, não iria falar. Estamos mantendo um nível de concentração muito alto e está sendo fundamental para nossa campanha”, respondeu Rodriguinho após o término da partida.

Ele foi o autor do segundo gol alvinegro na noite – um golaço, por sinal, batendo no ângulo do goleiro Magrão. “Está entre um [dos mais bonitos da minha carreira]. Eu vinha me cobrando muito, porque eu tive duas oportunidades no primeiro tempo e não tinha conseguido finalizar com perfeição”, comentou. Com mais esta rede balançada, o camisa 26 chegou ao 24º gol pelo Corinthians, o 11º apenas em 2017. No Brasileirão, este foi seu terceiro tento neste ano.

Rodriguinho e o elenco do Timão terão folga neste domingo (06) e se reapresentam no CT Dr. Joaquim Grava para mais uma semana de treinamentos na segunda-feira (07).










 

Romero 'sacrificado', e Clayson para flutuar: Timão mantém ideia de jogo
As peças mudam, mas o modelo de jogo permanece. O mantra do técnico Fábio Carille será novamente colocado em prática neste sábado, quando o Corinthians enfrenta o Sport às 19h, pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Ao contrário do habitual, o Timão entrará em campo com dois atacantes ocupando as pontas, e não um atacante e um meia. Em vez de Giovanni Augusto, que definitivamente perdeu espaço, Clayson permanece na equipe e Romero volta de lesão após dois jogos como titular.

A mudança ocasionará em poucas variações no estilo de jogo do Corinthians. Apesar de ser um atacante agudo e com o recurso do drible, Clayson também tem facilidade para flutuar e organizar o jogo por dentro e fará o papel de meia na ponta do esquema tático 4-2-3-1. A única indefinição de Carille está justamente em qual lado atuarão Clayson e Romero

O Corinthians deverá entrar em campo com a seguinte escalação: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Clayson, ​Rodriguinho e Romero; Jô. A ordem dos pontas está indefinida e são sete desfalques para a 19ª rodada do Brasileirão: Pablo, Vilson, Moisés, Mantuan, Marquinhos Gabriel, Jadson e Marciel. O Timão joga com quatro pendurados, que são Balbuena, Cássio, Jô e Gabriel.














"Anão" do Corinthians, Clayson fez tratamento para crescer antes de vingar

Apelidado assim por Guilherme Arana por conta da baixa estatura, meia-atacante foi levado pelo empresário ao consultório de Joaquim Grava quando tinha só 1,50 m. Hoje, será de novo titular do Timão


Escalado para conceder entrevista coletiva na última sexta-feira, ao lado de Guilherme Arana, Clayson sofreu com os ataques do colega na véspera da partida do Corinthians contra o Sport, às 19h (de Brasília), em Itaquera, pela 19ª rodada do Brasileirão. Com 1,66 m, o atacante foi chamado diversas vezes de anão pelo companheiro de 1,76 m.

– Campeonato Brasileiro todos os jogos são difíceis, você vê o primeiro perdendo para o último, todo jogo é final, o anão sabe bem disso – provocou Guiluerme Arana, em uma das respostas.

A altura sempre foi um tabu para Clayson, mas a coisa era muito pior. Em 2010, durante a adolescência, ele chegou a ser levado pelo empresário Edivaldo Ferraz à clínica de Joaquim Grava, hoje consultor médico do Timão, para ver o que poderia ser feito na tentativa de dar uma espichada. Encaminhado a um especialista, conseguiu algum resultado


Pequenino Clayson encarou o gigante Leonardo Silva (1,92 m): Timão venceu por 2 a 0 (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag Corinthians)


– Foi na época em que eu estava no União São João (na base). Sempre fui pequeno, então, me levaram para ver se tinha atraso na idade óssea. O Grava disse que eu realmente estava atrasado, mas que cresceria naturalmente. A gente fez os exames e, depois, acabei tomando um remédio para dar uma acelerada. Eu era bem pequenino, tinha 1,50 m. Até que cresci bastante!


Joaquim Grava diz se lembrar exatamente do dia em que o garoto entrou em sua sala levado pelo agente e pelo pai, hoje já falecido.

– Era um naniquinho. Diziam que era muito bom de bola, mas que o tamanho preocupava. Pedi um Raio-x do crescimento e tinha um atraso de uns quatro anos. Encaminhei para um especialista e ele cresceu. Quer dizer, ao menos ficou adulto (risos). Quando nos encontramos no Corinthians, ele veio falar comigo e lembramos da história – relatou Grava.