9 de jul de 2017

CORINTHIANS 09/07/2017









Na decisão! Corinthians/Audax vence Rio Preto e está na final do Brasileirão Feminino
O Timão enfrentará stos na decisão do torneio nacional; primeiro jogo acontece nesta quarta-feira

20h00 09/07/2017 - Agência Corinthians




© Bruno Teixeira

Na noite deste domingo (09), o Corinthians/Audax garantiu uma vaga para a final do Brasileirão Feminino. O Timão conseguiu reverter o placar na Arena Barueri e venceu o Rio Preto por 1 a 0. Pardal marcou o único gol alvinegro já no segundo tempo.

Primeiro tempo: mesmo jogando fora de casa, foi o Rio Preto quem tomou as iniciativas e levou perigo ao gol do Timão. Aos sete minutos, a atacante da equipe adversária invadiu a área, mas parou em Lelê, que abafou a finalização e salvou o Timão de sofrer o gol

Resposta corinthiana: apesar da pressão inicial, o Corinthians/Audax se encontrou no duelo e foi pra cima do Rio Preto. Aos 16 minutos, o principal lance do primeiro tempo. Após cruzamento para área, Gabi Nunes acertou a trave. No rebote, a bola sobrou para o Timão, mas a finalização parou nas mãos da goleira do Rio Preto que espalmou e tirou o gol alvinegro.

Partida truncada: a partir da chance do Timão, as equipes começaram a abusar das faltas, o que fez o jogo ficar mais amarrado e sem criação de jogadas perigosas.

Segundo tempo: Com cinco minutos após o recomeço do jogo, o Timão quase abriu o placar. Juci cruzou em direção à área, Mimi tentou desviar, mas mesmo assim a bola foi venenosa ao gol do Rio Preto. No entanto, a goleira Letícia estava ligada no lance e espalmou para escanteio.

Pressão corinthiana: O segundo tempo era dominado pelas meninas do Timão. Aos 15, Byanca Brasil invadiu a área e bateu, no entanto, a zagueira do Rio Preto afastou em cima da linha para escanteio.

Timão abre o placar: Aos 16 minutos, após cobrança de escanteio, a zagueira Pardal subiu livre e colocou o Timão em vantagem no placar.

Jogo quente e vaga na final garantida: Com o gol alvinegro, as jogadoras do Rio Preto perderam a concentração e acabaram tendo duas jogadas expulsas. Com isso, bastou ao Alvinegro administrar o placar e garantir uma vaga na final do Brasileirão Feminino.

Clássico Alvinegro na final: Agora, a equipe do Corinthians/Audax enfrentará o stos na grande decisão do Brasileirão Feminino. O primeiro jogo já acontece nesta quarta-feira (12).



Corinthians amplia vantagem na liderança do Brasileirão

Corinthians tem nove pontos de vantagem sobre novo vice-líder

18h00 09/07/2017 - Agência Corinthians
© Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthian
Na noite do último sábado (08), na Arena Corinthians, o Corinthians venceu a Ponte Preta por 2 a 0 e chegou aos 32 pontos no Campeonato Brasileiro. Neste domingo (09), a 12ª rodada teve sequência e o Timão ampliou a vantagem na liderança da competição. A distância do Corinthians para o vice é de nove pontos.

O Corinthians volta a entrar em campo já nesta quarta-feira (12), às 21h45, pelo derby, fora de casa. Na Arena Corinthians, o Timão joga no sábado (15), às 19h, contra o Atlético-PR. Para o duelo no estádio corinthiano, os ingressos estão à venda para os sócios do Fiel Torcedor no www.fieltorcedor.com.br. Ambas as partidas citadas são válidas pelo Campeonato Brasileiro.













Corinthians futebol feminino
Por vaga na final, Corinthians/Audax enfrenta o Rio Preto em Barueri

Para a conquista da vaga, uma vitória por 1 a 0 basta para a equipe do Timão


10h00 09/07/2017 - Agência Corinthians






© Bruno Teixeira
O Campeonato Brasileiro vive seus momentos decisivos e, jogando na Arena Barueri, o Corinthians/Audax tenta uma vaga na final da competição diante do Rio Preto. A partida terá início às 18h, entrada franca e transmissão ao vivo pelo canal Sportv 2.
Para alcançar seu principal objetivo, as meninas do Corinthians/Audax precisam reverter a vantagem de 2 a 1 conquistada pelas adversárias na última semana, no interior paulista. Para a conquista da vaga, uma vitória por 1 a 0 basta para as donas da casa, bem como qualquer placar com vantagem de dois gols ou mais. Já o marcador em 2 a 1 levará a partida para a prorrogação.
Mais experiente do elenco, a volante e capitã Grazi prevê uma partida difícil. Para ela, é necessário usar o jogo de ida como um exemplo de o que não se fazer em campo para, assim, ter a conquista do resultado necessário.
“Espero que consigamos reverter a situação. Sabemos que será um jogo complicado, como foi lá, porém, em Rio Preto fizemos um jogo atípico, que não está dentro daquilo que fizemos durante o ano”, afirmou.
Como a partida é decisiva, a divulgação da equipe titular e até mesmo das atletas relacionadas para o jogo ficará para momentos antes do apito inicial. 
Texto: Vinicius Carrilho/Corinthians Audax










Há três anos, Arena Corinthians se despedia da Copa do Mundo FIFA 2014

Nos pênaltis, a Argentina superou a Holanda e se classificou para a final do torneio

11h20 09/07/2017 - Agência Corinthians

Há três anos, a Arena Corinthians recebia um jogo histórico. Após ser sede de seis partidas na Copa do Mundo FIFA 2014, a casa corinthiana se despedia do torneio com a semifinal entre Holanda e Argentina, que duelaram em busca de uma vaga na decisão.

Holanda e Argentina iniciaram o jogo se estudando e, apesar de toda expectativa que se tinha no duelo, o primeiro tempo foi morno. Os argentinos chegaram ao gol apenas três vezes enquanto os holandeses finalizaram uma única vez.

A esperança de que um segundo tempo fosse mais acirrado e emocionante não se concretizou. O primeiro grande lance da etapa complementar aconteceu aos 20 minutos, quando Higuaín recebeu cruzamento e chutou na rede pelo lado de fora levando os argentinos à loucura.

Perto do fim do segundo tempo, os holandeses quase marcaram. Sneidjer deixou Robben em condição legal para marcar, porém, Mascherano foi mais rápido que o atacante holandês e conseguiu evitar o gol que garantiria a equipe na decisão da Copa do Mundo.

A prorrogação começou com uma Holanda mais ofensiva e Robben era o jogador que levava mais perigo ao gol argentino. No entanto, os avanços holandeses não foram efetivos. No segundo tempo, a seleção europeia cansou e abriu espaço para que a Argentina tivesse duas boas oportunidades com Palacio e Messi, porém, também não foram suficientes para evitarem as cobranças de pênaltis.

Nos pênaltis, Romero defendeu duas tentativas holandesas – de Vlaar e Sneidjer e se consagrou como o herói argentino. Com desempenho perfeito dos batedores, os argentinos fecharam a disputa de penalidades em 4 a 2 e fizeram a festa. No dia 09 de julho de 2014, na Arena Corinthians, a Argentina finalmente encerrava um tabu de 24 anos e voltava à decisão de uma Copa do Mundo.












Cássio defende mais um penalti e está intransponível a Eu vi que ele estava com a bola e falei: Hum, é você que vai bater?', relembrou, aos risos, o arqueiro (foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)
8/07/2017 22h

O goleiro Cássio conseguiu ser um dos principais atores da vitória corintiana por 2 a 0 sobre a Ponte Preta, na noite deste sábado (8 de julho), na Arena Corinthians ao pegar um pênalti batido por Lucca na metade do segundo tempo, impedindo que o adversário reagisse na partida. Contente pela segunda defesa consecutiva, em situação semelhante à da intervenção na vitória do Corinthians, fora de casa, sobre Grêmio, na penalidade batida por Luan, o arqueiro celebrou o longo período entre a marcação da falta e a batida, que lhe deu tempo até de provocar o antigo companheiro.



“Eu vi que ele estava com a bola e falei: ‘Hum, é você que vai bater?'”, relembrou, aos risos, o arqueiro. “Te conheço, hein”, disse ele ao avante, antes de esperar o último momento para saltar no seu canto direito e fazer a defesa, sem cair nas “paradinhas” tentadas pelo adversário. “Fiquei olhando para o Walter, o Mauri (preparador de goleiros), não sabia onde ele bateria. Aí o Jadson veio e disse que o Mauri pediu para esperar. Foi o que eu fiz”, revelou.

“Tenho muito respeito pelo Lucca, consegui ir bem e fazer a defesa. Acho que o que tive de maior mérito foi esperar até o último momento na hora de pular, sem me mexer. Consegui me manter em pé e tive a força para fazer a defesa”, relembrou o camisa 12, que está intransponível a seis jogos seguidos no Campeonato Brasileiro

Cobrado seguidas vezes para pegar mais pênaltis no Alvinegro, o arqueiro viu as reclamações atingirem o ápice na derrota para o Internacional, pela quarta fase da Copa do Brasil. Naquela ocasião. Apesar de fazer uma defesa, viu adversários o deixarem no chão ao esperarem até o último momento para definir o canto.

“Acho que esse é o meu maior mérito, esperar até o último momento, aproveitar o meu tamanho. Nesse jogo contra o Inter teve dois jogadores que andaram lentamente para a bola, mas eu talvez tenha me mexido um pouco antes e aí facilitou para eles. Agora tenho esperado até o fim”, disse o corintiano, exaltando a entrega de toda a equipe.

“Não tem segredo, às vezes pega, às vezes toma, já tomei vários pênaltis, mas a gente sempre quer pegar. Tem que ressaltar a entrega do time, sabemos que um dia vamos perder, mas já estamos há muito tempo sem isso. Estou tentando ajudar e o que eu puder fazer, eu vou fazer”, concluiu.






















Dica do banco e telefone sem fio: Cássio pega mais um pênalti no Corinthians

Cobrança de Lucca foi a quarta defendida pelo goleiro do Timão na temporada. Diante da Ponte, camisa 12 recebeu orientações do preparador, mas da boca de Jadson


Por Marcelo Braga,

09/07/2017 09h00 

Cássio neste ano de 2017, mostrado mais uma qualidade: pegador de penâltis, o que tem contribuído bastante para a consolidação da equipe na liderança do Campeonato Brasileirão. 

Na vitória do Timão sobre a ponte, na noite de sábado, o goleiro defendeu a cobrança de Lucca dois jogos depois de ter pego um de Luan, do Grêmio. Neste ano, ele defendeu ainda as penalidades de Léo Ortiz, contra o Intern rs, na Copa do Brasil, e Araruna, contra 5P, no Torneio da Flórida. O Timão venceu a Macaca por 2 a 0

– Estou tentando esperar mais, tentando usufruir da minha estatura (1,95 m). Teve dois pênaltis contra o Inter que o pessoal esperou até o último momento. Se mexer antes, o cara pode ter a qualidade de deslocar o goleiro. Fui feliz nas duas últimas cobranças, mas pênalti é assim, às vezes você defende, às vezes não. Mas fico feliz por estar contribuindo – afirmou o corintiano. 


Jadson transmitiu a ordem do banco para Cássio: esperar até o último momento (Foto: Marcos Ribolli) 

Cássio contou com dois elementos muito importantes para fazer a defesa: a orientação do banco de reservas e um "telefone sem fio". Enquanto o árbitro Ricardo Marques Ribeiro interrompia o jogo por alguns minutos para conversar com os auxiliares e corrigir um cartão dado equivocadamente a Balbuena, o goleiro recebia as dicas pela voz do meia Jadson. 

– Eu fazia sinal para o banco, para o Mauri (Lima, preparador de goleiros), para o Walter...E aí o Mauri passou para o Jadson. A gente estava numa dúvida, fazia tempo que não via o Lucca bater pênalti, e ele não sabia em que lado ele batia. O Mauri pediu para eu esperar ao máximo e, depois, ir na bola. Ele passou para o Jadson, que me falou. Esperei e consegui defender o pênalti. 

Intransponível nos últimos seis jogos do Brasileirão, Cássio acumula 547 minutos sem ser vazado. Esta é a terceira maior marca de um goleiro pelo Corinthians na história do campeonato. Ele perde apenas para Carlos, que ficou 661 minutos em 1985, e Jairo, que ficou imune a gols por 957 minutos em 1978.









Corinthians recusou propostas e mantem titulares
O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, revelou após a vitória por 2 a 0 do Corinthians sobre a Ponte Preta, na noite deste sábado (8 de julho), na Arena Corinthans, que negou duas propostas feitas pelo lateral esquerdo Guilherme Arana, jogador mais cobiçado pelo mercado europeu no atual elenco. Sem revelar as agremiações (Bordeaux-FRA e CSKA-RUS são os dois que mantiveram contato recente pelo defensor), ele negou a saída de atletas do líder do Brasileiro.

“O Corinthians recebeu duas propostas pelo Guilherme Arana. Não posso falar os times porque prometi não falar, mas negamos”, explicou o mandatário, mostrando-se bastante tranquilo e até sorridente para tratar do assunto, normalmente polêmico quando se trata da saída de nomes do clube.

“O Corinthians não está comprando ninguém e não está vendendo ninguém. Tudo que se ouvir fora isso, é outra história. Não existe negociação, quer que fale outra fez? Por enquanto, no agora não existe negociação por nem um jogador”, continuou o dirigente, dizendo ser mais fácil manter o elenco em boa fase do que o contrário.

Além de Arana, o zagueiro Balbuena também foi alvo recente do Genoa-ITA, mas segue no grupo de atletas. “Muito pelo contrário, entendo o contrário, pelo fato de o time estar tão bem, o jogador vai ter menos vontade de sair. Tem gente que prefere ver o copo meio vazio, eu prefiro ver o copo meio cheio”, exaltou Roberto.

Pedindo que os alvinegros se mantivessem tranquilos com os 32 pontos na liderança da competição, sendo nove deles de diferença para o atual vice-líder, o mandatário ainda fez discurso de jogador para celebrar o momento.

“Somando, jogo a jogo, três pontos, vamos indo. Campeonato Brasileiro é um dos mais difíceis do mundo, equilíbrio muito grande. Nove pontos de diferença, dois tropeços e um confronto direto já acaba com tudo isso. Então tem que se manter focado e o trabalho precisa ser feito como tem sido feito”, concluiu.



























Jô chega a vice-artilharia do Brasileirão 2017

Atacante marcou na vitória do Corinthians por 2x0 sobre ponte e chegou a 14 gols no ano; só no Brasileirão, foram sete, segundo maior goleador do campeonato

10h00 09/07/2017 - Agência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Jô é cada vez mais o artilheiro do Corinthians em 2017. O camisa 7 do Timão foi mais uma vez às redes na vitória sobre a Ponte Preta, no último sábado (08), pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Foi o 14º gol do atacante alvinegro na temporada.

São cinco gols a mais do que o vice-artilheiro corinthiano em 2017, Rodriguinho, que fez nove. Depois, vêm Jadson (sete) e Romero (cinco).

A liderança de Jô na artilharia do Corinthians também pode ser vista no Brasileirão. O atacante criado no terrão alvinegro é o goleador do Timão na competição com sete gols, e agora também é o vice-artilheiro ao lado do atacante Lucca.

O próximo compromisso de Jô e companheiros pelo Brasileirão 2017 é nesta quarta-feira (12). O Timão joga o derby, fora de casa, 
a partir das 21h45, pela 13ª rodada da competição.