4 de jul de 2017

CORINTHIANS 04/07/2017






Com a presença de Alex, Corinthians relembra trajetória marcante na Libertadores nos Jogos Eternos
O jogador bateu um papo com os torcedores presentes e contou histórias sobre o título conquistado pelo Corinthians em 2014

22h00 04/07/2017 - Agência Corinthians




© Divulgação

Nesta terça-feira (04), data que se completa cinco anos da histórica conquista da Libertadores da América pelo Corinthians, o Timão recebeu no Teatro Omni Corinthians o meia Alex, um dos pilares da equipe campeã em 2012. O jogador participou dos Jogos Eternos e contou diversas histórias sobre este importante título e falou da importância de estar presente nesta edição do projeto.

“É uma importância gigante, porque nem todos os atletas conseguem, obviamente, estar em um momento deste aqui, comemorando algo dessa forma. Você estar ali, diante de tantos corinthianos e alguns outros que não conseguem acabar vindo. E no Corinthians é tudo uma proporção grande. É tudo louco, mesmo. É sempre pra mim uma honra, um orgulho está relembrando essa gigante história”, contou Alex.

Os torcedores que compareceram ao Parque São Jorge puderam assistir aos melhores momentos da campanha do Corinthians na conquista invicta da Libertadores e fazer perguntas ao jogador.

O Jogos Eternos é um dos tradicionais eventos realizados pelo Departamento Cultural do Corinthians e relembra alguns dos principais jogos e títulos da história alvinegra.

Luciano tem oferta do Catar e deve se reunir com Corinthians nesta quarta

Al-Gharafa fez uma proposta de 300 mil dólares (cerca de R$ 1,2 milhão) pelo atacante de 24 anos, que tem contrato com o Timão até o fim desta temporada e não está nos planos

Com contrato até o fim desta temporada e fora dos planos da comissão técnica, o atacante Luciano pode render 300 mil dólares (cerca de R$ 1,2 milhão) ao Corinthians. Isso porque o jogador de 24 anos recebeu uma proposta do Al-Gharafa, do Catar, e deve se reunir com a diretoria do Timão nesta quarta-feira. Na oferta, o Corinthians ainda permaneceria com os 25% dos direitos econômicos do jogador.

A proposta chegou ao Timão por intermediários, e não pelo empresário do jogador, Nilson Moura, que retorna da Europa nesta quarta. O agente ainda espera por outras ofertas pelo atacante e confia que uma chegará do futebol mexicano. Os dirigentes do Corinthians aguardam a reunião.

O jogador estava emprestado ao Leganés, da Espanha, até o dia 30 de junho. Avisado de quenão está nos planos para o restante da temporada, Luciano foi liberado pelo Timão e não precisou reapresentar-se no CT Joaquim Grava, como explicou o gerente de futebol Alessandro Nunes.

- O Luciano tem contrato até dezembro, mas não entendemos que vamos renovar. Essa semana vamos definir o futuro dele, avaliar algumas possibilidades que o agente vai trazer para nós, ver o melhor destino para ele e o melhor para o Corinthians. É uma situação clara pelo período que está o contrato dele e da não renovação, até para que ele possa ter a sequência profissional em outro clube - afirmou Alessandro.

- Ele pediu uns dias a mais, tinha que se apresentar segunda-feira e pediu até quarta. Tinha combinado que até quarta-feira definiria o futuro dele. Estou esperando que ele se apresente ou que a gente tenha uma reunião. Com certeza resolveremos tudo essa semana - acrescentou.

Alessandro, por outro lado, também preferiu deixar aberta a possibilidade de Luciano ainda cumprir o fim de contrato. Ele reapareceu no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF como jogador do Timão na última segunda-feira, mas tem raras chances de permanecer: só se "não encontrar nenhum outro destino".

- Não dá para dizer que não (vai ser aproveitado), porque é um atleta nosso, né? Mas tenho que entender primeiro quais as possibilidades que ele e o empresário estão olhando para o futuro, deve ter alguma coisa. Em cima disso vamos dar um norte. Se não encontrar nenhum destino, tem que se reapresentar para cumprir o contrato, e o aproveitamento dele ou não passa pelo técnico Fábio Carille - declarou Alessandro.

Luciano foi contratado pelo Corinthians em 2014, disputou 93 jogos e marcou 24 gols. Ele foi emprestado em agosto do ano passado ao Leganés.










Centroavante Gustavo, que pertence ao Corinthians e estava emprestado ao bahia na serie A, foi repassado para disputar a serie b pelo Goias














Atacante corinthiano Romero celebra aniversário no Paraguai, volta ao Corinthians e agradece à Fiel

Atacante comemorou 25 anos nesta terça-feira. Ele não esteve na vitória do Corinthians por 1x0 Botafogo, no último domingo, por suspensão e foi liberado  para visitar a família em sua terra natal


Por GloboEsporte.com

04/07/2017 18h01
Aniversariante do dia, o atacante corinthiano Romero foi celebrado na manhã desta terça-feira, no Corinthians. Ele completou 25 anos e recebeu os parabéns antes do treino do Timão, no CT Joaquim Grava.

O jogador se reapresentou ao elenco alvinegro após viagem ao Paraguai, onde encontrou familiares. Ele foi liberado pelo clube para ir à sua terra natal, pois estava suspenso no jogo que Corinthians venceu por 1x0 o bota

– Estava com muitas saudades do Paraguai, fazia seis meses que não ia visitar minha família. Contente pela visita, curtimos muito, comemorei meu aniversário lá dois dias antes. Agora estou de volta, com muita vontade de treinar e ajudar o time – disse o atleta, à TV do Corinthians.


Xodó da torcida corinthiana, Romero completa 25 anos nesta terça-feira (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag Corinthians)

Romero deve voltar a ser titular do Timão no sábado, quando a equipe enfrenta a Ponte Preta, na Arena Corinthians. Vivendo boa fase, o paraguaio aproveitou para agradecer à Fiel torcida:

– Desde que cheguei, não só agora, sempre senti esse carinho da torcida. Eu fico feliz. Quando saio na rua, vou ao shopping, sinto esse carinho. É muito legal para um jogador. É curtir esse momento do time, que está muito bem – declarou.

Contratado em 2014, Romero tem 136 jogos e 25 gols com a camisa do Timão – 20 deles foram marcados na Arena Corinthians, da qual o paraguaio é o maior artilheiro.












Corinthians tem 20,5 mil ingressos vendidos para jogo na Arena contra ponte

Equipes se enfrentam neste sábado, às 19h, em duelo válido pela 12ª rodada do Brasileirão. Punido pelo STJD, Timão não vende entradas para o setor Norte de seu estádio


Por Globoesporte.com

04/07/2017 18h52

O Corinthians vendeu até a noite desta terça-feira 20,5 mil ingressos para a partida contra a Ponte Preta, sábado, às 19h, na Arena. O duelo é válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Devido a punição imposta pelo Superior Tribuna de Justiça Desportiva (STJD), por conta do uso de sinalizadores por torcedores, o Timão não comercializa entradas para o setor Norte do estádio, que estará fechado. Quem já havia comprado bilhetes para este espaço antes da pena ser anunciada será transferido para o Oeste Superior, sem custos adicionais.
A venda de ingressos seguirá pela internet até às 13h de sábado, por meio do site www.ingressoscorinthians.com. Já as bilheterias serão abertas na quinta-feira e funcionarão nos seguintes horários:
Das 12h às 17h – Arena Corinthians e loja Poderoso Timão da Rua Augusta
Das 12h às 19h – Parque São Jorge e lojas Poderoso Timão do Shopping D e do Tietê Plaza



Torcida do Corinthians deve comparecer em bom número na Arena, sábado (Foto: Marcos Ribolli)

Confira abaixo os valores de cada setor (sócios têm desconto):
Leste: R$ 84
Leste Central: R$ 98
Oeste Superior: R$ 68
Oeste Inferior: R$ 178
Oeste Corner: R$ 128




O Corinthians é líder do Campeonato Brasileiro, com 29 pontos, sete a mais que o segundo colocado. A equipe comandada pelo técnico Fábio Carille está invicta há 25 partidas.






















Corinthians campeão da América 12
#Liberta5Anos: “A conquista da Libertadores foi mais importante que a do Mundial”, declara Tite

O atual treinador da Seleção Brasileira concedeu entrevista para a Revista Placar e falou sobre a inédita conquista alvinegra

18h00 04/07/2017 - Agência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Nesta terça-feira (04), o Corinthians completa cinco anos da conquista invicta da Copa Libertadores da América. Um dos principais pilares daquela equipe, o treinador Tite relembrou o título e fez um paralelo com o Mundial de Clubes, que seria vencido posteriormente. Em entrevista para a Revista Placar, o técnico elegeu qual dos dois títulos foi mais importante em sua concepção.

“Tenho a impressão de que a conquista da Libertadores foi mais importante que a do Mundial. Muitos corinthianos dizem que o resgate da Libertadores foi muito importante. Agora nenhum outro clube pode dizer que não temos mais – e ainda conquistamos de forma invicta, com todos aqueles números, defesa menos vazada, equipe mais disciplinada!  Eu acho que esse sentimento da Libertadores fica com um peso tanto ou maior que o Mundial.”

Após passar por Emelec (EQU), V asco e stos na fase de mata-mata da Libertadores, o Timão enfrentou o Boca Juniors em dois jogos pela final da competição. No primeiro duelo, empate em 1 a 1 no La Bombonera, com direito a gol no fim de cavadinha de Romarinho para igualar o marcador.

Já no segundo jogo, o Corinthians não deu chances para a equipe argentina e venceu por 2 a 0. Emerson Sheik foi o autor dos dois gols corinthianos naquela decisiva final, realizada no Pacaembu.






















Corinthians tem 20.500 ingressos vendidos contra ponte

Pela internet, a venda de ingressos para a partida continua no www.ingressoscorinthians.com até as 13h de sábado

18h20 04/07/2017 - Agência Corinthians

O Corinthians tem mais um compromisso pelo Campeonato Brasileiro 2017 neste sábado (08). O Timão recebe a Ponte Preta na Arena Corinthians, às 19h. Até o momento, já foram vendidos 20.500 ingressos para o duelo com a equipe de Campinas.

As bilheterias serão abertas nesta quarta-feira (05). Confira os pontos de venda, horários de funcionamento e setores ainda disponíveis abaixo:

Das 12h às 17h – Arena Corinthians e loja Poderoso Timão da Rua Augusta

Das 12h às 19h – Parque São Jorge e lojas Poderoso Timão do Shopping D e do Tietê Plaza

Os associados do programa podem garantir presença pelo www.fieltorcedor.com.br até as 23h59 desta terça-feira (04) ou no posto de atendimento localizado na galeria central do Parque São Jorge até as 20h da mesma data. No ingressoscorinthians.com, a comercialização dos ingressos seguem até as 13h deste sábado (08).

TEM DIREITO À CATEGORIA MEIA-ENTRADA

Estudantes

Lei nº 13.933, de 26/12/2013

§2º: ...mediante a apresentação, no momento da aquisição do ingresso e na portaria do local de realização do evento, da Carteira de Identificação Estudantil (CIE), emitida pela Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), pela União Nacional dos Estudantes (UNE), pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), pelas entidades estaduais e municipais filiadas àquelas, pelos Diretórios Centrais dos Estudantes (DCEs) e pelos Centros e Diretórios Acadêmicos, com prazo de validade renovável a cada ano, conforme modelo único nacionalmente padronizado e publicamente disponibilizado pelas entidades nacionais antes referidas e pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), com certificação digital deste...

§6º: A Carteira de Identificação Estudantil (CIE) será válida da data de sua expedição até o dia 31 de março do ano subsequente.

1. É necessário apresentar a carteirinha do ano vigente;

2. Boleto ou declaração com firma reconhecida.

Idosos maiores de 60 anos


Lei nº 13.933, de 26/12/2013

Apresentar RG Original

Professores do Estado e dos Municípios Paulistas

Lei 14729/12

Apresentar Carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação do Estado e o comprovante de pagamento mensal (holerite) do mês vigente - DOCUMENTO IMPRESSO.

Diretores, Coordenadores pedagógicos, Supervisores e titulares de cargos do quadro de apoio das escolas da rede pública estadual e municipal de ensino

Lei 15298/14

Apresentar Carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação do Estado e o comprovante de pagamento mensal (holerite) do mês vigente.

NÃO DÃO DIREITO À COMPRA DE INGRESSOS NA CATEGORIA MEIA ENTRADA

Aposentadorias

Conselhos de classe tais como OAB, CRC ou CREA















"Pronto", Guilherme Arana é visto como nome difícil de segurar no Corinthians


Tomás Rosolino

4 JUL2017
17h21


O lateral esquerdo Guilherme Arana é o principal alvo do mercado europeu no líder Corinthians, na avaliação dos próprios dirigentes corintianos. Com negociações abertas e dúvida sobre sua permanência no Alvinegro até o final da temporada, o defensor, titular absoluto desde o início da temporada, é visto pelos companheiros como um jogador pronto para atuar na Europa.

"O Arana já foi campeão brasileiro, em muito tempo no profissional, é um jogador formado já. Difícil falar sobre momento de sair, mas ele é um jogador muito mais pronto do que eu quando saí", afirmou recentemente o lateral Fagner, que deixou o Corinthians com apenas 17 anos e sete jogos na equipe de cima, em 2007, mostrando certo conformismo com a ideia de perder o jovem.

Outro que entrou nesse ritmo foi o centroavante Jô, que também deixou o clube bastante jovem, aos 18 anos de idade, negociado com o CSKA-RUS pouco depois da conquista do tetracampeonato nacional, em 2005. Para ele, pelo futebol que o camisa 13 tem jogado, será difícil o Alvinegro não negociá-lo.

"Arana já tem três anos como profissional, estava num time campeão brasileiro em 2015, chega uma hora que não tem mais como segurar, até pela bola que ele está jogando", disse o camisa 7, sem querer se aprofundar na questão envolvendo o companheiro.

"Às vezes o lado financeiro pesa. Torcemos para que ele fique, nos ajude mais, mas quem vai decidir isso vai ser ele. Arana chegou num nível bem difícil de segurar, tem jogado muito, aproveitado as oportunidades, isso quem vai decidir vai ser ele e o Corinthians", continuou Jô.
No momento, Arana tem na cabeça a ideia de permanecer até dezembro e, se possível, ganhar ao menos mais um título pelo Timão. Ainda que esteja aberta a negociações, a diretoria tem colocado como condição a manutenção do elenco por toda a temporada, algo que condicionaria a saída do jovem de 20 anos justamente para o final do Brasileiro.
Com contrato renovado recentemente até o final de 2021, Arana tem multa rescisória "muito alta" de acordo com dirigentes, que não gostam de revelar o valor. Internamente, porém, é consenso que algo entre 12 e 15 milhões de euros (R$ 43 a 55 milhões) seria um bom valor de venda para o clube do Parque São Jorge, que tem 40% dos direitos econômicos do atleta.
























'Vontade de sair': Corinthians explica liberação, mas manterá parte do atacante Léo Jabá

Segundo Alessandro, gerente de futebol do Timão, jogador pediu para não ser relacionado para jogo e estava com 'cabeça voltada' à Rússia. Corinthians vai embolsar cerca de R$ 4 milhões


Gabriel Carneiro e Guilherme Amaro

4 JUL2017
17h15

A diretoria do Corinthians assinará nos próximos dias a rescisão de contrato do atacante Léo Jabá, que já iniciou exames médicos e será confirmado em breve como reforço do Akhmat Grozny, da Rússia. Dono de 75% dos direitos econômicos do atacante de 18 anos, o Timão venderá parte da cota aos europeus e manterá 20% pensando em futuras negociações. Segundo relatou ao LANCE! o gerente de futebol corintiano, Alessandro Nunes, Léo Jabá manifestou interesse pela transferência e até pediu para ficar fora de uma partida por conta da negociação avançada para deixar o país.

- O Léo tinha recebido uma oferta de um clube russo que chegou via agentes e não ao Corinthians e ele criou uma expectativa muito grande sobre isso, porque economicamente era muito bom para ele. Na mesma velocidade em que ele criou essa expectativa boa, se decepcionou, porque ela não foi concretizada, não chegou nada para nós. Ali ele perdeu um pouco do timing do time, passou a não jogar mais. Inclusive teve uma ocasião em que ele pediu para não ser relacionado porque estava com a cabeça um pouco direcionada - comentou o dirigente corintiano, que atribui a venda de Léo Jabá a duas razões: vontade do jogador e o fato de ele ser pouco aproveitado em 2017.

- Futebol é assim: se fica fora de uma ou duas rodadas a concorrência é grande, você perde espaço, outros aproveitam. Não impedimos ele de retomar a oportunidade, mas a escolha dele e a cabeça dele estavam voltadas para sair, atrelado ao fato de que não é um atleta titular, isso tem um peso também. É uma vontade de sair e eu entendo isso. Às vezes um jovem, bombardeado pelos agentes, tem esse desejo, isso acontece. Acabamos tomando uma decisão, vimos que estava muito propício a sair, e liberamos para conhecer essa nova cultura. Desejamos que ele tenha feito uma boa escolha, porque ele é jovem, e quando somos jovens fazemos escolhas que talvez não sejam tão boas para o nosso futuro.

Léo Jabá foi liberado para exames médicos pelo Akhmat Grozny e viajou no último sábado à Áustria e à Alemanha, onde deu novos passos da negociação e se juntou ao elenco do clube russo, que está em pré-temporada. Assim que a documentação for recebida, o departamento jurídico do Corinthians assinará a liberação. A proposta russa é de 2 milhões de euros (R$ 7,5 milhões), dos quais o Corinthians terá direito a 55%, o que representa pouco mais de R$ 4 milhões. A boa notícia é que a promessa é realizar o pagamento à vista.

- Todo valor para um momento econômico ruim do futebol é bem vindo, todo dinheiro é importante. Mas temos que analisar se esse dinheiro vai realmente ajudar e não trazer prejuízo técnico ao Corinthians - afirmou Alessandro.

Promovido de vez ao elenco profissional por Carille em setembro do ano passado, Léo Jabá sai com 20 jogos e um gol marcado pelo Corinthians, no Paulistão, na vitória por 3 a 1 sobre o Linense. Seu último jogo foi na estreia do Brasileirão
















Corinthiano Vander Carioca é eleito destaque em vitória pela Liga Nacional de Futsal sobre o Carlos Barbosa na sexta-feira (30)

17h00 04/07/2017 - Agência Corinthians



Vander Carioca foi eleito destaque da partida após grande atuação contra o Carlos Barbosa

© Yuri Gomes

Na última sexta-feira (30), o Corinthians/UNIP derrotou o Carlos Barbosa por 3 a 1 no Ginásio Poliesportivo Wlamir Marques, em partida válida pela Liga Nacional de Futsal. Depois de grande atuação no resultado que diminuiu a distância entre o Timão e o líder Sorocaba para apenas quarto pontos – com uma partida a menos –, Vander Carioca, camisa 14 alvinegro e autor do gol de desempate, foi eleito o Destaque da Partida pela LNF.

“Sabíamos que ia ser um jogo difícil. É um jogo pegado, a equipe deles é muito rápida, não dá nem tempo de você respirar. Saímos de quadra muito cansados e mas fico feliz de poder ajudar a equipe à manter a sequência de vitórias e encostar na liderança”, afirmou o pivô.

A equipe adulta do Corinthians/UNIP é patrocinada por Magnus, Colégio Amorim e UNIP-Universidade Paulista.






















Corinthians campeão
#Liberta5Anos: Roberto de Andrade conta superstição durante campanha
Atual presidente do Corinthians viu a todos os jogos do Timão no banco de reservas

16h40 04/07/2017 - Agência Corinthians



Roberto de Andrade viu a final do banco de reservas

© Reprodução/Youtube

Há cinco anos, o presidente Roberto de Andrade se preparava para acompanhar o Corinthians na final da Copa Libertadores da América Ansioso pela primeira decisão do Alvinegro na história da competição, ele pôde assistir ao jogo no banco de reservas do Pacaembu. Isso porque os integrantes da comissão técnica não queriam acabar com uma superstição que vinha dando efeito.

“Eu assisti ao jogo como a Conmebol permite. Eu tinha assistido a todos os jogos e nós vínhamos vencendo. Ninguém deixava eu sair do banco de reservas. Estava dentro de campo e não preciso nem dizer. A emoção foi muito maior. Estar ao lado dos jogadores naquele momento foi muito legal”, relembra.

O apelo à fé tem sentido. Nas semanas em que Corinthians e Boca Juniors estiveram envolvidos na final da Libertadores, as previsões eram todas favoráveis aos argentinos. Preocupado, Roberto de Andrade conta que ao visitar o CT Dr. Joaquim Grava na manhã do dia 04 de julho viu a confiança dos atletas, que lhe passaram tranquilidade para a partida.

“Todas as manchetes de jornais, tanto no Brasil como na Argentina, diziam que o Boca era o maior ganhador da Libertadores e o Corinthians chegava em sua primeira final. Que não sabíamos jogar a Libertadores. Tudo aquilo vai passando um filme na cabeça”, revelou o presidente.

“Eu passei aquele dia inteiro no CT. Conversei com os atletas e os próprios atletas vão tirando aquela ansiedade. O time estava muito bem, emocionalmente muito legal”, concluiu.








Corinthians renova contrato com volante da base Renan Areias

04/07/2017 15:15:44

Procurando manter os jovens campeões da Copinha deste ano no clube, o Corinthians renovou contrato com um dos principais jogadores da conquista deste ano. Nesta terça-feira, o clube anunciou a renovação do jovem volante Renan Areias.

Aos 19 anos, Renan Areias foi titular do Corinthians decacampeão da Copinha de Futebol Júnior pelo Timão no início do ano, mas não ganhou espaço no elenco do técnico Fabio Carille. O vínculo do jovem com o clube foi ampliado por dois anos.


“Tenho a sensação de estar voltando para casa sem nem mesmo ter saído. Sou muito grato ao Corinthians e a Deus de renovar meu contrato e de poder dar o meu melhor aqui, como eu sempre fiz”, afirmou Areias.Areias conquistou a Copinha em janeiro (Foto: Divulgação/Corinthians)


Cria do Terrão, o jovem está no Corinthians desde 2004. Atualmente, defende o Sub-20, treinado por Dyego Coelho, ex-lateral do Timão. “Vou trabalhar forte para, um dia, chegar à equipe principal pronto para corresponder à altura dos jogadores que estão lá”, acrescentou.

No atual elenco corinthiano, Carille possui à disposição 15 jogadores que vieram das categorias de base do clube, incluindo Jô e Fagner, que tiveram formação ainda no Terrão. No meio-campo, setor onde Areias atua, Maycon, Marciel, Warian e Mantuan são aproveitados pelo treinador.





Danilo celebra volta em jogo-treino do Corinthians: "A melhor possível"

Recuperado de fratura na perna e lesão muscular recente na panturrilha, meia enfrenta o Bragantino e volta a uma partida depois de 11 meses. Ainda não há previsão para jogos oficiais

Por GloboEsporte.com,
04/07/2017 13h35

Ojogo-treino Corinthians 6x1 Bragantino serviu para dar ritmo aos reservas do Corinthians, mas teve significado muito maior para o meia Danilo. De volta a uma partida depois de 11 meses, o jogador de 38 anos deu passo importante na tentativa de voltar a jogar profissionalmente.

Danilo não participava de uma partida desde o fim de julho do ano passado. Um mês depois, teve fratura grave na tíbia e na fíbula da perna direita. Desde então, passa por longo processo de recuperação – que incluiu pequenas lesões musculares, atrasando o retorno.
O 4 de julho de 2017, porém, foi muito especial para o meia. Justamente na data em que o Corinthians completa cinco anos da conquista da Taça Libertadores da América– quando Danilo foi peça importante na campanha.

Danilo participa de jogo-treino contra o Bragantino, nesta terça (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

– Hoje foi um dia muito bom, é uma data importante também pelo título inédito na história do clube. Todo ano vai ser lembrado. Agradeço por ter feito parte do grupo que ganhou. E minha volta foi a melhor possível, muito tempo parado, vou procurar dar meu máximo para a cada dia ficar mais perto de voltar a jogar – afirmou o meia, à TV oficial do Corinthians.

Danilo recapitulou todo o processo pelo qual passou. A amigos e diretores do Timão, ele nega a possibilidade de encerrar a carreira em 2017. Por isso, o discurso é otimista:

– Foi um momento complicado, primeira lesão séria que tive na carreira. É complicado passar por isso. Às vezes as coisas acontecem e você tem de superar. Foi um momento muito difícil, mas o melhor é estar voltando ao campo. Treinar com os companheiros hoje, isso é o que me motiva. Estou em fase de fortalecimento, mas estou focado para voltar o mais rápido possível.

De acordo com o departamento médico do Corinthians, Danilo ainda não tem data para voltar a jogar. Recuperado recentemente de uma lesão na panturrilha, ele melhorou o equilíbrio muscular nas últimas semanas, mas ainda é tratado com cautela.








'Melhor volta possível': há 11 meses fora, Danilo faz jogo-treino no Timão

Danilo participou de jogo-treino(Foto: Gabriel Carneiro)

Danilo participou de jogo-treino(Foto: Gabriel Carneiro)

Danilo participou de jogo-treino(Foto: Gabriel Carneiro)

Danilo participou de jogo-treino(Foto: Gabriel Carneiro)

Danilo participou de jogo-treino(Foto: Gabriel Carneiro)

Danilo participou de jogo-treino(Foto: Gabriel Carneiro)

Danilo participou de jogo-treino(Foto: Gabriel Carneiro)1/3

O meia corinthiano Danilo deu na manhã desta terça-feira um passo importante para voltar a atuar pelo Corinthians, ao participar do jogo-treino contra o Bragantino, 11 meses após sofrer fraturas em dois ossos da perna direita. Aos 38 anos, ele entrou aos 13 minutos do segundo tempo da atividade.

Danilo atuou como centroavante, movimentou-se bastante e mostrou qualidade nos passes. Enquanto esteve em campo, o Corinthians marcou o último gol da goleada por 6 a 1. Após o jogo-treino, ele comemorou:

- Minha volta é a melhor possível, primeiro jogo que eu atuo e vou procurar dar meu máximo a cada dia para voltar a jogar - afirmou Danilo, à Corinthians TV, que transmitiu a atividade ao vivo no Youtube.

- Foi um momento complicado, a primeira lesão que tive séria na carreira, sempre estou em campo, gosto de treinar, foi complicado, mas as coisas acontecem e tem que superar. Agradeço muito ao Corinthians e à minha família, que me apoiaram. O mais importante foi voltar a treinar, e agora vou fazer de tudo para voltar o mais rápido possível a jogar - acrescentou.

Danilo sofreu a grave lesão na perna durante treino em agosto do ano passado. Na ocasião, ele teve de ser levado de ambulância do CT Joaquim Grava e logo no dia seguinte já realizou a cirurgia. Sua última partida havia sido em 31 de julho.

O meia retornou aos treinos em abril, mas sofreu um estiramento muscular na panturrilha esquerda há cerca de um mês. Após recuperar-se e fazer alguns trabalhos à parte, ele fez sua primeira atividade mais forte com bola nesta terça.




Jô prevê dificuldade para Arana ficar no Corinthians, devido ao poderio financeiro do exterior: 'Tem hora que não dá para segurar'
Guilherme Arana tem proposta do BordeauxDaniel Augusto Jr

Jô falou sobre a situação do lateralDaniel Augusto Jr

Jô falou sobre a situação do lateral(Foto: Daniel Augusto Jr)

Jô falou sobre a situação do lateral(Foto: Daniel Augusto Jr)

Guilherme Arana tem proposta do BordeauxDaniel Augusto Jr

Guilherme Arana tem proposta do BordeauxDaniel Augusto Jr1/5


Gabriel Carneiro e Guilherme Amaro - 04/07/2017 - 12:40

Um dos jogadores mais experientes do elenco do Corinthians, Jô sabe que será difícil o clube manter o lateral-esquerdo Guilherme Arana. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o atacante disse que torce para o lateral-esquerdo permanecer, mas admitiu que é difícil resistir ao assédio europeu.

- Tem uma hora que não dá para segurar, até pela família humilde. A gente torce para que ele fique, mas o assédio é muito grande. Ele chegou numa maturidade em que é bem difícil segurar, ele tem jogado muito e aproveitado as oportunidades - analisou Jô.

O Bordeaux (FRA) fez uma proposta ao Corinthians por Guilherme Arana. O Timão negocia com o clube francês a compra dos direitos econômicos do zagueiro Pablo e a venda da porcentagem que detém do lateral-esquerdo. A única restrição demonstrada pelo clube brasileiro nas conversas até o momento é que Arana saia para a Europa somente no fim do ano.


Assim, Arana pode sair por 9 milhões de euros (cerca de R$ 34 milhões) e mais a cessão do zagueiro, que tem valor de compra fixado em 3 milhões de euros (cerca de R$ 11 milhões). Dono de 40% dos direitos do lateral, o Corinthians receberia 3,6 milhões de euros (R$ 13,5 milhões) para ceder seu jogador apenas em 2018 e teria 100% de Pablo. As tratativas ocorrem, mas sem pressa, de acordo com as partes envolvidas.












Jô elogia Pedrinho no Timão: "Será um dos maiores talentos do Brasil e do mundo"

Atacante de 30 anos dá conselhos e prevê garoto disputando a Copa do Mundo. Jovem diz se espelhar no companheiro e vê vídeos de Messi para se aperfeiçoar


Por Bruno Cassucci e Marcelo Braga,
04/07/2017 13h02 

O atacante Jô fez uma previsão ousada na manhã desta terça-feira. Segundo o atacante, o jovem Pedrinho, de 19 anos, companheiro dele no Corinthians, será um dos maiores jogadores do mundo.


Para isso, no entanto, o camisa 7 pediu paciência e humildade ao garoto, que foi promovido ao elenco profissional do Timão no começo do ano e atuou em apenas dez partidas.


– Não tem como olhar para ele e o Carlinhos, que ainda não teve oportunidade no profissional, e não reparar o talento deles. Mas eu procuro ter cuidado. Na minha época foi tudo muito rápido. Talvez se não fosse assim, poderia ser um pouco diferente. A gente precisa tomar cuidado com eles por essa questão. Tem assédio de clubes europeus, até aqui dentro saber a hora de jogar... Temos de ter o maior cuidado possível. Ele será um dos maiores talentos do Brasil e até do mundo, posso afirmar porque vejo ele nos treinamentos – declarou.

Jô e Pedrinho, durante treinamento do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr)


– Eu sempre converso com o Pedrinho e os meninos mais novos, tudo tem seu tempo, e ele entende isso. O que a gente faz nos treinamentos reflete em campo. – afirmou o camisa 7

Ao lado de Jô na entrevista coletiva, Pedrinho agradeceu os elogios e disse se inspirar no companheiro, também revelado no Timão.

O garoto se divertiu ao lembrar que, quando atuava na base, os outros garotos brincavam que ele deveria fazer embaixadinhas no semáforo, afim de ganhar alguns trocados. O meia ainda revelou uma de suas inspirações no futebol:

– Desde pequeno acompanhei a trajetória do Messi, um canhoto fora de série. Procuro ver vídeos dele antes dos jogos. Se pegar um pouco do que ele faz, para mim pode significar muito. Eu tenho ele como inspiração para tentar fazer um pouco do que ele fez até hoje no futebol.







Pedrinho ouve previsão e explica fase no Corinthians: humildade e desafios


Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)

Pedrinho soma dez partidas na temporada(Foto: Daniel Augusto Jr)1/9

Gabriel Carneiro - 04/07/2017 - 12:32

- Nós jogadores já sabemos que o Pedrinho será um dos melhores do Brasil e do mundo.

A previsão não saiu da boca de qualquer um, e sim de um dos atacantes da Seleção Brasileira na última Copa do Mundo, com carreira consolidada e atualmente dono da marca de principal goleador do Corinthians na temporada. Ao lado de Jô enquanto os elogios eram feitos, o meia Pedrinho já soma dez partidas como profissional do Timão e chamou atenção no último domingo, quando iniciou a jogada do gol marcado justamente por Jô com lances de muita habilidade para cima da marcação do Botafogo.

Aos 19 anos, o jogador ganhou 4kg de massa muscular, manteve o bom nível técnico apresentado desde as categorias de base e cada vez mais agrada à Fiel torcida, ansiosa por um talento criado na base. Alvo da previsão de Jô para ser um dos melhores do mundo futuramente, o camisa 38 explicou algumas das razões de seu sucesso precoce no Corinthians: foco no clube, sem pensar em transferência para a Europa, e autodesafios de habilidade.


- Eu trabalho com muita humildade, um momento de cada vez. Primeiro quero entrar, me firmar, fazer uma grande história no Corinthians, com títulos. Penso primeiro no Corinthians, em virar ídolo, no dia a dia. Sem dúvidas uma das minhas marcas espero que seja a habilidade. Desde as categorias de base eu brinco com a bola, meus amigos falam: "ah, se quer fazer embaixadinha vai pro sinal ganhar dinheiro" e eu me divirto. Fico me desafiando a fazer coisas novas. É uma característica que espero que marque minha carreira - disse o meia-atacante, inspirado nada mais, nada menos do que por Lionel Messi.

- Desde pequeno acompanhei a trajetória do Messi, por ser canhoto e com muito improviso. Vejo jogos dele, o que ele faz. Se eu pegar um pouco disso pode significar muito para mim, porque ele é um craque. Tenho ele como inspiração, fazer um pouco do que ele faz no futebol.

VEJA OUTRAS RESPOSTAS DE PEDRINHO NESTA TERÇA-FEIRA:

LANCE DO FIM DE SEMANA
"Quando acabou o jogo muitas pessoas vieram me perguntar se eu tinha noção do quanto o lance era bonito. Eu não sabia. Mas foi muito especial, algo que busco de habilidade, improviso. O carinho das pessoas nas ruas e nas redes sociais é muito especial, meu amigo que mora comigo brincou sobre o número de seguidores até. É legal ver esse carinho".

INSPIRAÇÃO EM JÔ
Eu sempre admirei o Jô, de Copa do Mundo, Atlético-MG, e sempre falo pro Carlinhos que precisamos nos inspirar no Jô, que subiu com 16 anos e teve uma grande história. Ele tem descido, mas vai ter oportunidade. E o mais importante é que os mais experientes falam muito conosco"

4 DE JULHO DE 2012?
"Faz muito tempo para mim, estava crescendo. Tinha acabado de chegar ao Corinthians aos 14 anos, estava no alojamento assistindo com meus amigos".

PREFERÊNCIA POR POSIÇÃO
"Gosto de jogar nos dois lugares, mas na ponta direita corto para o meio para achar o passe e centralizado tenho a visão do jogo. Gosto dos dois. Sempre fui centralizado, mas entrei na ponta com o Osmar Loss e aprendi bem".



Corinthians goleia Bragantino em jogo-treino

Timão venceu por 6 a 1 na manhã desta terça-feira (04)


11h30 04/07/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Sem compromisso oficial durante a semana, o Corinthians usou a manhã desta terça-feira (04) para enfrentar o Bragantino em um jogo-treino realizado no CT Dr. Joaquim Grava. Com bela atuação da equipe, o Timão goleou o adversário por 6 a 1. Os gols foram marcados por Kazim (2), Giovanni Augusto (2), Marquinhos Gabriel e um contra. A partida contou com a transmissão ao vivo da Corinthians TV (assista abaixo).

Fábio Carille optou por mandar a campo apenas os jogadores que não foram titulares no triunfo sobre o Botafogo, no último domingo (02). Assim, o Alvinegro iniciou o duelo com Walter; Léo Príncipe, Léo Santos, Pedro Henrique e Moisés; Fellipe Bastos e Paulo Roberto; Giovanni Augusto, Pedrinho e Clayton; Kazim.

A escalação funcionou e o primeiro tempo terminou com vitória por 4 a 1. Na volta para a segunda etapa, Carille colocou Marquinhos Gabriel no lugar de Clayton, Rodrigo Figuereido no lugar de Giovanni Augusto, Camacho para a vaga de Paulo Roberto, Warian no lugar de Léo Santos e Matheus Vidotto no gol.

Além disso, o meia Danilo voltou a jogar após 11 meses da sua lesão. O camisa 20 alvinegro entrou no lugar do Pedrinho. Sem deixar o ritmo diminuir, o Timão ainda marcou duas vezes antes de fechar o placar.

Agora, o Alvinegro realiza semana de treinos para encarar a Ponte Preta, no sábado, às 19h, na Arena Corinthians, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os ingressos já estão à venda para sócios do Fiel Torcedor e para não sócios.

Veja o jogo-treino entre Corinthians 6x1 Bragantino:















Volante integrante do Corinthians decacampeão da Copinha jrs 2017 renova por dois anos
Renan Areias assina novo vínculo nesta terça-feira, depois de longa negociação com o clube. Contrato antigo havia expirado no sábado

Por Marcelo Braga

04/07/2017 14h33

Titular do Corinthians na campanha do decacampeão da copinha jrs, em janeiro, o volante Renan Areias assinou nesta terça-feira seu novo contrato com o clube. Depois de indefinições nas últimas semanas, ele firmou vínculo válido por dois anos.

O antigo contrato de Renan com o Timão expirou no sábado, dia 1º de julho. As negociações se arrastavam havia alguns meses e esbarravam em valores que não agradavam à família do jogador.


– Tenho a sensação de estar voltando para casa sem nem mesmo ter saído. Vou trabalhar forte para, um dia, chegar à equipe principal pronto para corresponder à altura dos jogadores que estão lá – afirmou Renan.

No clube desde 2004, Areias é um volante marcador, tem passagens pelas seleções sub-15 e sub-17 e teve destaque no sub-20 do Corinthians ao lado de Mantuan, que subiu ao profissional com Pedrinho e Carlinhos.



Renan Areias assina novo contrato com o Corinthians (Foto: Arquivo Pessoal)

Recentemente, o Corinthians firmou novo contrato com outro destaque da Copinha: o lateral-esquerdo Guilherme Romão, hoje emprestado ao Oeste. Mantuan, Pedrinho e Carlinhos também já possuem vínculos longos com o Timão.









Volante titular do Corinthians jrs decacampeão da Copinha renova por mais dois anos

Agência Corinthians

Gabriel Carneiro - 04/07/2017 - 15:04

Uma das novelas do departamento de futebol de base do Corinthians teve fim na tarde desta terça-feira, quando o clube oficializou a renovação de contrato do volante Renan Areias, de 19 anos, por mais duas temporadas. O vínculo havia vencido no último sábado, mas naquele momento já havia acordo referente ao caso.

Renan Areias formou dupla de volantes titular com Mantuan na campanha que rendeu o título de decacampéão do Corinthians na Copinha de Juniores em janeiro, sob o comando de Osmar Loss. Enquanto o parceiro já está no elenco profissional, a promessa que ainda participa dos jogos do time sub-20 deve receber a promoção após a Copinha de 2018.

- Tenho a sensação de estar voltando para casa sem nem mesmo ter saído. Sou muito grato ao Corinthians e a Deus de renovar meu contrato e de poder dar o meu melhor aqui, como eu sempre fiz. Vou trabalhar forte para, um dia, chegar à equipe principal pronto para corresponder à altura dos jogadores que estão lá - disse Renan Areias, que está no Timão desde o futsal, em 2004.









Corinthians renova contrato de jovem volante Renan Areias

Volante da equipe Sub-20 do Timão chegou a um acordo com a diretoria do Centro de Excelência em Formação de Atletas e novo contrato é de mais dois anos


14h00 04/07/2017 - Agência Corinthians






© Divulgação


Nesta terça-feira (04), o volante Renan Areias, integrante do Corinthians decacampeão da Copinha de Futebol Júnior de 2017, chegou a um acordo com a diretoria do Centro de Excelência em Formação de Atletas do Corinthians e renovou seu vínculo com o clube por mais dois anos.

“Tenho a sensação de estar voltando para casa sem nem mesmo ter saído”, brincou o atleta, que está nas categorias de base do Timão desde 2004 – uma verdadeira cria do Terrão. “Sou muito grato ao Corinthians e a Deus de renovar meu contrato e de poder dar o meu melhor aqui, como eu sempre fiz”, complementou.

Areias quer evoluir ainda mais no Sub-20, sob o comando técnico de Dyego Coelho. “Vou trabalhar forte para, um dia, chegar à equipe principal pronto para corresponder à altura dos jogadores que estão lá”, frisou o volante.

Agora, Renan Areias volta suas atenções para as duas competições das quais a equipe Sub-20 do Corinthians está disputando: os Campeonatos Paulista e Brasileiro. “A expectativa é muito grande, porque quando envolve o nome do Corinthians, a gente tem que estar pronto para ganhar todos os títulos”, disse.

Conheça um pouco mais da história de Renan Areais no Alvinegro
- Chegada ao clube: 2004 (ainda no futsal)
- Principais conquistas: Paulista Sub-13 (2011); Paulista Sub-15 (2013); Mundial Sub-17 (2015); Taça BH Sub-17 (2015); Copinha de Futebol Júnior (2017)
- No futsal, ganhou praticamente todos os títulos possíveis entre as categorias Sub-6 e Sub-15.

Ficha técnica:
Renan Carvalho Areias
Data de Nascimento: 18/01/1998
Posição: Volante
Altura: 1,74m







Pedrinho ouve conselhos de Jô e diz: “Quero ser ídolo aqui”

Garoto que se espelha no camisa 7 nem pensa em deixar o Timão e ir para a Europa


12h50 04/07/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Desde o início do ano, alguns nomes da base do Corinthians estão badalados. Isso porque o Timão mostrou um futebol de alto nível durante a campanha vitoriosa na Copinha de Futebol Júnior. Um dos grandes destaques daquela equipe era Pedrinho, jovem atacante que caiu de vez nas graças da Fiel após protagonizar grande jogada que deu a vitória diante do Botafogo.

"Quando acabou o jogo, algumas pessoas me chamaram e perguntaram se eu tinha visto quão grande foi o lance. Eu não fazia ideia. Quando cheguei em casa, eu vi, foi uma grande jogada. Vi o lance várias vezes”, revelou em coletiva.

Tamanha habilidade faz com que as expectativas em cima do garoto sejam altas. Para lidar com essa situação, Pedrinho conta com o apoio de Jô, que quando foi revelado pelo Corinthians também passou por situação semelhante.

"Tenho o Jô como exemplo. Até falo para o Carlinhos, a gente tem que se inspirar no Jô. Ver o Jô, Rodriguinho, Cássio e outros dando atenção para a gente fez eu me sentir mais confiante aqui no profissional”, disse o jovem de 19 anos.

E o “guru” de Pedrinho não tem dúvidas de que a permanência no Timão vai levar o garoto a disputar uma Copa do Mundo pela Seleção Brasileira.

“Eu sempre converso com o Pedrinho e os meninos mais novos, tudo tem seu tempo, e ele entende isso. O que a gente faz nos treinamentos reflete em campo. ."

Após ouvir os conselhos do camisa 7, Pedrinho sabe o que quer para seu futuro: fazer história no Timão.

"O Jô vem falando para a gente ter calma, que tem a hora certa de ser titular, de ir para a Europa... Trabalho com humildade e pés no chão. Uma coisa de cada vez: primeiro entrar, fazer história, me firmar. Não adianta pensar em Europa. Eu quero ser ídolo aqui, fazer uma grande história”,

Nos jogos em que faz na Arena Corinthians, quase sempre é possível ouvir das arquibancadas o nome de Pedrinho. Jô avisa a torcida que é preciso ter cautela com os momentos certos de mandar o jogador a campo.

"Em 2003 a gente treinava no Parque São Jorge. A necessidade de um atacante era muito grande. Eles não me prepararam, eu era franzino, magro, perdia jogadas bobas. Hoje o Corinthians tem uma estrutura fantástica, laboratório, parte fisiológica. Isso pode ser trabalhado com o Pedrinho, que é um jogador de muita técnica. Ele precisa a questão física sem perder velocidade”, disse no CT Dr. Joaquim Grava.

"Tem que ter um pouco de paciência, sei que todo mundo quer ver ele jogando mais vezes, mas o Corinthians está indo bem trabalhando ele. Pedrinho vai ser um dos maiores talentos do Brasil e até do mundo, posso afirmar porque vejo ele nos treinamentos", concluiu.







Veja por onde andam os campeões da Libertadores cinco anos após o título

Do elenco que participou de campanha histórica, somente Cássio e Danilo seguem atuando pelo Timão


15h00 04/07/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Nesta terça-feira (04), o Corinthians comemora os cinco anos da conquista da Copa Libertadores da América, um dos maiores títulos da história do clube.

Cinco anos depois daquela noite, veja onde estão os jogadores que gravaram seus nomes na história do Alvinegro com a vitória sobre o Boca Juniors, por 2 a 0, no Pacaembu.

GOLEIROS

Cássio

É um dos poucos que ainda faz parte do atual elenco corinthiano. Herói contra o Vasco, o goleiro Cássio segue conquistando títulos pelo Timão. Após a Libertadores, também foi campeão Mundial da FIFA (2012), da Recopa Sul-Americana (2013), do Paulistão (2013 e 2017) e do Campeonato Brasileiro (2015).

Júlio Cesar

Titular na conquista do Brasileirão de 2011, que levou o Corinthians até a Copa Libertadores do ano seguinte, Júlio Cesar mudou para o Náutico no início de 2014. No começo desta temporada, assinou com o Santa Cruz.

Danilo Fernandes

Cria da base do Timão, Danilo foi para o Sport em 2015, onde se destacou por ajudar o Sport a fazer sua melhor campanha na história dos pontos corridos. Suas atuações chamaram a atenção do Internacional, para onde se mudou em 2016.

ZAGUEIROS

Chicão

Chicão chegou ao Corinthians em 2008. Fez parte da reformulação da equipe e participou dos principais títulos da equipe desde então. Deixou o clube em 2013. Passou por Flamengo, Bahia e Delhi Dynamos, da Índia, antes de se aposentar em julho de 2016.

Leandro Castán

Pilar defensivo ao lado de Chicão, Leandro Castán se despediu do Corinthians justamente após o título da Copa Libertadores, se transferindo para a Roma (ITA), onde permanece até hoje. Ano passado, viveu um drama por conta de um tumor cerebral e ficou afastado dos gramados.

Wallace

Reserva imediato nas conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes da FIFA, Wallace foi contratado pelo Flamengo em 2013. Recentemente, deixou o Grêmio para defender o Vitória, por empréstimo.

Marquinhos

Uma das grandes revelações do Corinthians nos últimos anos, Marquinhos foi inscrito apenas na segunda fase da Libertadores, herdando a vaga deixada por Adriano, que rescindiu contrato. Foi emprestado e depois vendido à Roma, da Itália. Pouco tempo depois, chamou a atenção do Paris Saint-Germain, clube que defende até hoje. Marquinhos tem sido convocado constantemente para a Seleção Brasileira e deve ser nome certo para a Copa do Mundo de 2018.

Paulo André

Paulo André chegou ao Corinthians em 2009, vindo do Le Mans, da França. Permaneceu no clube até 2014, período em que também conquistou o Mundial da FIFA, a Recopa Sul-Americana e um Paulistão. Foi para o Shangai Shenhua, da China. Em fevereiro de 2015, decidiu retornar ao Brasil e se transferiu para o Cruzeiro. No ano seguinte, foi para o Atlético-PR, onde permanece até hoje.

LATERAIS

Alessandro

O lateral direito foi o capitão do Corinthians e levantou a taça em duas das conquistas mais importantes da história do clube: a Libertadores de América e Mundial de Clubes da FIFA de 2012. Aposentou-se dos gramados no fim de 2013, mas nunca deixou o Timão. Atualmente, trabalha como gerente de futebol do Alvinegro.

Fábio Santos

Fábio Santos chegou ao Corinthians em 2011 e assumiu a lateral esquerda após a saída de Roberto Carlos. Colocou o nome de vez na história alvinegra ao conquistar a Libertadores e o Mundial em 2012. Após quatro anos no Timão, se transferiu para o Cruz Azul, do México, em 2015. Ano passado, acertou o retorno ao Brasil, para o Atlético-MG.

Ramon

Destaque no Vasco, Ramon chegou ao Corinthians em 2011. Foi emprestado ao Flamengo após a conquista da Copa Libertadores da América, em 2012. Após breve passagem na equipe carioca, acertou com o Besiktas, da Turquia. Depois de três anos, se transferiu para o Antalyaspor, também da Turquia, em janeiro de 2016. Há algumas semanas, acertou seu retorno ao Vasco.

Welder

Também chamado de Weldinho, o lateral direito chegou ao Parque São Jorge em 2011 para a disputa do Brasileirão. Reserva imediato do capitão Alessandro, deixou o clube logo após a conquista da Libertadores. Passou por Palmeiras, Sporting (POR), Oeste e Brasil de Pelotas. Atualmente está no Figueirense, que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro.

Edenílson

Polivalente, Edenílson atuava como volante e lateral direito. Chegou ao Timão em 2011 e, aos poucos, se tornou fundamental para a equipe. Completou 100 partidas pelo Corinthians em 2013. No início de 2014, foi vendido à Udinese, da Itália. Após uma temporada emprestado ao Genoa, retornou ao seu clube, mas no começo deste ano virou reforço do Internacional.

VOLANTES

Ralf

Campeonato Brasileiro (2011 e 2015), Copa Libertadores e Mundial de Clubes (2012), Campeonato Paulista e Recopa Sul-Americana (2013). Ralf se tornou ídolo do Corinthians ao conquistar todos esses títulos sem nunca ser expulso. Exemplo dentro e fora dos gramados, o volante deixou o clube para atuar no Beijing Guoan, da China, em 2016.

Paulinho

Paulinho foi contratado pelo Corinthians em 2010, após se destacar no Bragantino. Em 2012, foi um dos principais jogadores na conquista da Libertadores e do Mundial. No ano seguinte, o volante foi vendido ao Tottenham, da Inglaterra. Jogou a Copa do Mundo de 2014 pela Seleção Brasileira. No início de 2015, acertou transferência para o Guangzhou Evergrande, da China.

Willian Arão

Willian Arão chegou ao Corinthians em 2011 para compor o grupo de jogadores. Com a lesão de Paulo André no Campeonato Brasileiro, o meio-campista acabou inscrito no meio da Libertadores e ainda esteve no grupo do Mundial de Clubes de 2012. Foi emprestado para Portuguesa, Chapecoense, Atlético-GO e, por fim, contratado pelo Botafogo. Após se destacar na conquista da Série B pelo alvinegro carioca em 2015, se transferiu para o Flamengo.

MEIAS

Danilo

Exemplo de liderança, Danilo foi um dos principais nomes do Corinthians na Libertadores. Tranquilo e frio, o armador foi decisivo pelos gols marcados e pela inteligência dentro de campo. Acostumado a decidir clássicos, deu assistência de calcanhar para o primeiro gol do Timão sobre o Boca Juniors na decisão no Pacaembu, marcado por Emerson Sheik. É um dos poucos remanescentes do elenco campeão da América.

Douglas

O experiente meia-atacante retornou ao Timão em fevereiro de 2012. Permaneceu boa parte da Copa Libertadores na reserva devido às boas atuações de Alex e Danilo. Campeão do torneio, conquistou a titularidade no Brasileirão e se sagrou campeão do Mundial de Clubes da FIFA, no Japão. No início de 2014, foi emprestado ao Vasco até o término do vínculo com o Corinthians. Atualmente, defende o Grêmio, mas está parado por lesão no joelho.

Ramirez

O meio-campista peruano atuou pelo Corinthians nas temporadas de 2011 e 2012. Após um bom começo, não conseguiu se firmar entre os titulares e passou boa parte dos campeonatos entre os reservas. Após a conquista da Libertadores, acabou emprestado à Ponte Preta e, posteriormente, ao Botafogo. Depois do término do contrato, retornou ao futebol peruano, defendeu o Universidad San Martin e hoje joga pelo Alianza Lima.

Alex

Responsável por armar as jogadas do Corinthians ao lado de Danilo, Alex ajudou a equipe a fazer a segunda melhor campanha geral da primeira fase com bons passes e assistências. Na final contra o Boca Juniors, cobrou a falta que originou o primeiro gol de Emerson Sheik, no Pacaembu. Após o término do torneio, acabou se transferindo ao Al-Gharafa, do Catar. Voltou para o Internacional em 2016, deixando a equipe no começo deste ano. Atualmente, está livre no mercado.

ATACANTES

Emerson Sheik

Sheik foi o grande nome do Corinthians na final da Libertadores. Herói do título sobre o Boca Juniors, com dois gols marcados na decisão, o atacante se tornou ídolo no Timão. Em 2014, Emerson foi emprestado ao Botafogo. Em 2015, retornou ao Parque São Jorge. Com o término do contrato, assinou com o Flamengo. Ficou no clube até 2017, quando se transferiu para a Ponte Preta.

Jorge Henrique

Jorge Henrique chegou ao Corinthians em 2009 para formar o ataque com Ronaldo Fenômeno. Foi destaque na conquista da Libertadores e no Mundial de Clubes da FIFA em 2012, sempre como titular nos momentos decisivos. Em 2013, acertou transferência para o Internacional. Depois, seguiu para o Vasco, antes de mudar novamente para o Figueirense.

Liedson

Com duas passagens de sucesso pelo Corinthians, o atacante baiano se aposentou em setembro de 2013. Após a conquista do título sul-americano, Liedson acertou ida para o Flamengo. Em janeiro de 2013, voltou para Portugal, onde foi campeão português pelo Porto. Pelo Corinthians, Liedson foi campeão paulista em 2003, brasileiro em 2011 e da Libertadores em 2012.

Romarinho

Com a lesão de Edenílson, Romarinho, recém-chegado após bom Campeonato Paulista pelo Bragantino, acabou inscrito na Libertadores. O garoto mal sabia o que o destino lhe reservava. O atacante marcou o gol do empate do Corinthians com o Boca Juniors, na primeira partida da final, e silenciou a Bombonera. Conquistou quatro títulos pelo clube. Em setembro de 2014, foi negociado com o Al-Jaish, do Catar, onde atua até hoje.

William

Vindo do Figuereinse, Wiiliam foi peça importante da equipe campeã brasileira em 2011 e da Libertadores em 2012. Após a conquista continental, o atacante foi vendido ao Metallist, da Ucrânia. Um ano depois, em julho de 2013, o atacante acertou o retorno ao futebol brasileiro, defendendo o Cruzeiro. Hoje, atua pelo Palmeiras.

Élton

Élton chegou ao Corinthians após passagem pelo Vasco em 2011. O atacante marcou um gol na vitoriosa campanha da Libertadores em 2012, na vitória por 3 a 1 sobre o Nacional (PAR), fora de casa. Em agosto do mesmo ano, o atacante foi emprestado ao Vitória, depois passou por Náutico, Al-Nassr, Flamengo, Vitória, JEF United, no Japão, Red Bull Brasil e Ceará, onde está no momento.

Gilsinho

Gilsinho foi contratado pelo Corinthians no início de 2012. Sem muitas chances, permaneceu no elenco por apenas seis meses. Após a Libertadores, teve uma passagem rápida pelo Sport e voltou ao futebol japonês, desta vez para o Ventforet Kofu. Em 2015, disputou o Campeonato Paulista pelo Audax, clube de Osasco, depois se transferiu para o FC Gifu, no Japão, voltou para o país no Atlético-GO, mas retornou ao Japão. Desta vez para usar as cores do Avispa Fukuoka.




#Liberta5Anos: Alex exalta bola parada que ajudou Corinthians na Libertadores
Meia também elogiou Danilo e Emerson, protagonistas do primeiro gol da final


15h30 04/07/2017 - Agência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Durante a trajetória vitoriosa do Corinthians na Libertadores de 2012, os lances de bola parada foram fundamentais para o sucesso da equipe de Tite. Naquela edição, 10 dos 22 gols do Timão saíram em lances de tiro livre.
Alex terminou aquela edição como o principal assistente do Alvinegro. Em cinco oportunidades ele levantou a bola que resultou em gol corinthiano. O mais importante deles no segundo jogo da final da Libertadores.

“A gente tinha uma bola parada muito forte. Eu que era o batedor já havia marcado alguns gols de falta. Sempre era um momento onde a gente acreditava bastante. Antes disso tudo, o Paulinho fez o gol no escanteio contra o Vasco. O pessoal falava que aquela era a bola”, relembrou.


















Corinthians campeão
#Liberta5Anos: Danilo conta o que pensou antes de passe para gol de Emerson

De acordo com o meia, toque de calcanhar foi a única saída que encontrou para o lance

15h20 04/07/2017 - Agência Corinthians




© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

04 de julho de 2012. Corinthians e Boca Juniors se enfrentavam pela final da Copa Libertadores da América no Pacaembu. O relógio chegava aos 8 minutos do segundo tempo quando Alex levantou bola para a área e Jorge Henrique desviou. Ela subiu e caiu na frente de Danilo e o meia fez jus ao carinhoso apelido que recebeu da Fiel. “Zidanilo”, com um só toque de calcanhar na bola deixou Emerson livre na cara de Orion. Gol do Corinthians que deixava o Alvinegro próximo de ser campeão.

Hoje, cinco anos depois daquela noite, o camisa 20 falou sobre aquele lance e o que passou em sua cabeça desde o momento em que Alex cruzou na área.

“Eu estava de costas para o Emerson e para o gol. A única coisa que eu podia fazer era aquilo ali”, disse à Corinthians TV.

“Lembro que a bola subiu e quando eu fui para disputa, vi o lance e olhei mais ou menos o posicionamento do Emerson. Foi uma coisa que na hora eu arrisquei”, finalizou. Emerson Sheik também recontou a história do que viveu naquele jogo.

Naquela quarta-feira, Danilo experimentava pela segunda vez o gosto de vencer a Copa Libertadores da América. Mesmo assim, não deixou de ficar impressionado com a emoção que tomava conta das arquibancadas do estádio.

“É de outro mundo. Só o jogador que participou, que estava dentro de campo podia ver. A gente olhava para o alambrado, todo mundo chorando. Passa um filme na minha cabeça”.









#Liberta5anos: “Um dia inesquecível”, recorda Carille sobre a conquista da Libertadores

O técnico do Timão concedeu entrevista exclusiva para a Corinthians TV


12h40 04/07/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Nesta terça-feira (04), a conquista inédita do Corinthians na Copa Libertadores da América completa cinco anos. À época auxiliar técnico de Tite, Fábio Carille falou com a Corinthians TV sobre os momentos que marcaram aquela trajetória tão importante para a história alvinegra.

“Uma data especial, me sinto um privilegiado por tudo o que está acontecendo na minha vida. E principalmente de ter participado deste campeonato tão importante para o torcedor. Que buscava tanto. Uma expectativa muito grande há muitos anos por este título. E eu fazendo parte desta história me sinto muito honrado, muito feliz. Um dia inesquecível. Desde a saída do CT até chegar ao Pacaembu. Aquela movimentação toda da torcida. Aquela força, aquela energia. Pacaembu superlotado. Momentos marcantes que a gente não vai esquecer nunca mais”, falou Carille.

Confira abaixo a entrevista completa do treinador do Timão:




















Corinthians vence jogo treino com reservas por 6x1

Após 11 meses, Danilo retorna, joga por 17 minutos e participa de gol

A manhã de terça-feira do Corinthians parecia ser apenas mais um dia comum para o líder do Campeonato Brasileiro, em meio à celebração dos cinco anos de seu primeiro título na Taça Libertadores da América, mas um dos atores principais daquela conquista decidiu roubar a cena. Quase um ano depois de quebrar a fíbula da perna direita, o meia Danilo participou pela primeira vez de um jogo-treino, na goleada por 6 a 1 do Timão sobre o Bragantino, no CT Joaquim Grava.

O jogador não atuava em uma partida competitiva desde o dia 31 de julho do ano passado, quando entrou na vitória do Timao por 1 a 0 sobre o Intern, no Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro. Quase um mês depois, no dia de 30 de agosto, ele acabou quebrando a perna em uma dividida com o zagueiro Yago, durante um treinamento no CT Joaquim Grava, no campo ao lado do gramado em que ele enfrentou o Braga.

“Um momento complicado, a primeira lesão que tive série na carreira, sempre estou em campo, gosto de treinar, foi complicado, mas as coisas acontecem e tem que superar. Agradeço muito ao Corinthians e à minha família. O mais importante foi voltar a treinar, agora vou fazer de tudo para voltar o mais rápido possível a jogar”, disse o atleta à Corinthians TV, logo após deixar o gramado.

Em campo, Danilo entrou aos 13 minutos do segundo tempo, em um duelo que teve duas etapas de 30, no lugar de Giovanni Augusto. Preocupado em poupar os esforços do armador, Carille o poupou da marcação, deixando-o praticamente como centroavante e recuando Kazim para ajudar. Logo em seu primeiro lance, quase que para dar uma resposta, Danilo pressionou a saída de bola e quase conseguiu roubá-la.

Sua melhor participação, porém, veio já na parte final da atividade. Após alguns passes, divididas e uma falta sofrida, ele acompanhou o avanço de Moisés pelo lado esquerdo e pediu a bola. O lateral cruzou e o camisa 20 apenas puxou a marcação, deixando a bola passar para Marquinhos Gabriel, livre, que dominou e marcou o sexto tento corintiano. Os aplausos, porém, foram todos para Danilo.


O “retorno” aos campos, por sinal, se dá exatamente cinco anos depois da conquista do título da Taça Libertadores da América, levantada após vitória do Corinthians campeão por 2 a 0 sobre o Boca Juniors, em 2012. Presente naquela final, assim como o goleiro Cássio, ele ainda relembrou os momentos que sucederam ao título inédito do Alvinegro.
“Na hora foi muito rápido, ainda mais com a pressão que a gente vive, você nem vê. Vai caindo na real no outro dia, quando acorda e fala: “nossa, título inédito no clube”, você lembra dos torcedores. Foi loucura, a partir daquele momento era comemorar, foi uma loucura não só dos torcedores, e sim do clube inteiro comemorando. Depois a ficha caiu, entramos para a história”, comentou o jogador.

Agora já participante de uma partida, ainda que não no tempo oficial, Danilo espera por uma chance do técnico Fábio Carille. Com cuidado para não abusar da parte física do atleta, que teve de se recuperar recentemente de um estiramento na panturrilha da perna direita, a comissão pretende levá-lo a alguns jogos nos próximos meses, principalmente na Arena Corinthians.

















Corinthians goleia em jogo-treino de reservas com volta de Danilo e golaço de Kazim

Meia volta a atuar depois de 11 meses e comemora recuperação de lesão. Atacante inglês naturalizado turco se destaca contra o Bragantino, no CT Joaquim Grava

Por Bruno Cassucci,
04/07/2017 12h20

O Corinthians goleou o Bragantino por 6 a 1 em jogo-treino disputado na manhã desta terça-feira, no CT Joaquim Grava. Porém, mais do que o placar, o destaque da atividade foi o retorno de Danilo, que está recuperado de lesão e não disputa uma partida oficial há 11 meses.

Os gols da vitória do Timão foram anotados por Kazim e Giovanni Augusto (2 vezes), Marquinhos Gabriel e Guilherme Mattis (contra). O inglês naturalizado turco marcou um golaço, ao chapelar um zagueiro e bater de primeira. Rafael Toledo descontou para o clube do interior

.


Danilo mostra recuperação de lesão (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)


Olha ele aí!

Danilo não disputava uma partida desde o fim de julho de 2016, por conta de uma grave fratura na tíbia e na fíbula da perna direita. Recentemente, ele também sofreu uma lesão muscular na panturrilha esquerda, que atrasou ainda mais o retorno dele aos gramados.


O veterano de 37 anos entrou no segundo tempo da atividade contra o Bragantino e apresentou boa movimentação. Ele participou do último gol, ao puxar a marcação e deixar Marquinhos Gabriel livre para marcar.

Reservas empolgados!

O Corinthians iniciou o jogo-treino só com quem não foi titular na vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, no último domingo. O time teve Walter, Léo Príncipe, Pedro Henrique, Léo e Moisés; Paulo Roberto e Fellipe Bastos; Pedrinho, Giovanni Augusto e Clayton; Kazim.

Jogando em alta intensidade, a equipe dominou o Bragantino do começo ao fim. O técnico Fábio Carille, o gerente de futebol Alessandro Nunes e o diretor de futebol Flávio Adauto acompanharam de perto o trabalho.

Na segunda etapa, além de Danilo, nomes como Camacho, Marquinhos Gabriel, Warian e os goleiros Caíque e Matheus Vidotto foram utilizados.


Um brilha, outro sai

Destaque do Corinthians na vitória sobre o Botafogo, no último domingo, o meia-atacante Pedrinho foi bem no jogo-treino, embora não tenha balançado as redes. Ele teve boa movimentação, deu um passe de letra e aplicou bons dribles.

Já o atacante Léo Jabá, também formado na base do clube, não apareceu. Ele foi liberado para acertar sua transferência ao Akhmat Grozny, da Rússia, e não participa mais das atividades no CT Joaquim Grava.

Com a provável presença dos titulares em campo, o Corinthians volta a treinar nesta quarta-feira.







Corinthians goleia em jogo-treino de reservas com volta de Danilo e golaço de Kazim


Corinthians fica perto de negociar jovem atacante Léo Jabá com russos por R$ 5,6 milhões

Timão aguarda os detalhes finais do contrato do atacante com o Akhmat para confirmar a venda. Apesar de achar que poderia conseguir mais dinheiro, momento financeiro corintiano pesa

Por Marcelo Brag

04/07/2017 12h34

O Corinthians confirmou nesta terça-feira que aguarda apenas a assinatura de contrato do atacante Léo Jabá com o FC Akhmat Grozny, da Rússia, e alguns outros pequenos detalhes burocráticos, para confirmar a negociação em definitivo do jogador de 18 anos.

O negócio deve custar 2 milhões de euros (R$ 7,5 milhões) aos russos. Desse montante, o Timão tem direito a 75%, o que equivale a cerca de R$ 5,6 milhões. O restante do percentual está dividido entre o próprio jogador e seu ex-empresário Nick Arcuri.

Apesar de considerar que poderia conseguir mais dinheiro com o atacante, pesou o fato de o clube estar necessitando de novos recursos para normalizar seu fluxo de caixa neste momento.

Além disso, Jabá vinha sem espaço no elenco, perdendo a disputa até no banco para Pedrinho, Clayton e Clayson. O garoto chegou a atuar em 17 partidas no começo da temporada, mas não entrava na equipe desde 13 de maio, na estreia do Brasileirão, contra a Chapecoense. 




Léo Jabá está de saída do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)


Na segunda-feira, Léo Jabá apareceu em foto com o uniforme do FC Akhmat Grozny em redes sociais Ela foi tirada no último final de semana. Desde então, passou a receber mensagens de boas vindas dos torcedores turcos. Por outro lado, muitos corintianos reclamaram da saída precoce. Ao todo, fez 20 partidas e um gol com a camisa corintiana.




Corinthians cria grupo com empresários para aproximar clube do mercado


O Corinthians vai se aproximar do mercado de uma forma diferente. Desta vez, o clube teve a iniciativa de criar o GCCor, um grupo com empresários, presidentes e diretores de grandes empresas para promover encontros com representantes de alguns setores do clube, como o futebol, marketing, conteúdo e a própria Arena.


O grupo reúne 19 empresários e dirigentes de companhias multinacionais e/ou líderes de segmento de mercado. O objetivo principal da criação deste é, justamente, esta aproximação do Corinthians com o mercado, disse o presidente Roberto de Andrade.

“É a aproximação do mercado por meio de corintianos apaixonados que se destacam em suas respectivas profissões. Já agendamos a segunda reunião, e o Corinthians terá boas novidades para apresentar em breve. Tenho certeza de que esta iniciativa vai trazer resultados ainda durante a minha gestão, bem como ficar de legado para os próximos presidentes”, acrescentou.









Reservas do Corinthians goleiam em jogo-treino; confira quem se destacou

Kazim marcou dois - um golaço, Giovanni Augusto também, Mattis fez contra e Marquinhos Gabriel fechou a goleada por 6 a 1 sobre Bragantino. Pedrinho contribuiu com bons lances

Jogo-treino Corinthians 6x1 Bragantino 



(Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)



(Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)




(Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)



















Jogo treino entre Corinthians e Bragantino
Gabriel Carneiro

Jogo-treino Corinthians x Bragantino 
Gabriel Carneiro

Kazim marcou dois gols no jogo-treino 
Gabriel Carneiro



Gabriel Carneiro e Guilherme Amaro

04/07/2017
11:42

Os reservas do Corinthians tiveram um teste na manhã desta terça-feira, no CT Joaquim Grava, e corresponderam. Em jogo-treino contra o Bragantino, o Timão goleou por 6 a 1.

Os destaques foram Kazim e Giovanni Augusto, que marcaram duas vezes cada, e Pedrinho, autor de belas jogadas e uma assistência. Um dos gols do atacante, inclusive, foi o mais bonito da atividade: ele dominou no peito, chapelou o adversário dentro da área e tocou com precisão.

Os outros gols do Corinthians foram de Guilherme Mattis, contra, e de Marquinhos Gabriel. Já o do Bragantino foi em lance que teve falha de Walter, que reclamou que a bola não havia entrado, marcado por Rafael Toledo.

O Corinthians iniciou o jogo-treino com Walter; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Léo Santos e Moisés; Paulo Roberto e Fellipe Bastos; Giovanni Augusto, Pedrinho e Clayton; Kazim. Os goleiros revezaram entre o teste diante do Bragantino e trabalhos com o preparador Mauri Lima.

A escalação do jogo-treino indica que Léo Príncipe será substituto de Fagner, suspenso contra a Ponte Preta, sábado, pela 12ª rodada do Brasileirão. Isso porque Paulo Roberto, que atuou improvisado no setor quando os laterais foram desfalques, voltou a jogar como volante.

No segundo tempo, entraram Camacho e Marquinhos Gabriel nos lugares de Paulo Roberto e Clayton, respectivamente. Depois, outras mudanças foram realizadas: Ameixa, Rodrigo Figueiredo e Danilo nas vagas de Léo Santos, Giovanni Augusto e Pedrinho.

Essa foi a primeira atividade mais forte com bola de Danilo desde quando sofreu fratura em dois ossos da perna direita, em agosto do ano passado. Ele ainda sofreu uma lesão muscular na panturrilha há cerca de um mês.

O elenco voltou aos trabalhos após ganhar folga na última segunda-feira. Os titulares fizeram trabalhos na parte interna do CT e devem fazer atividades em campo no treino da tarde desta quarta-feira.















Sendo negociado pelo Corinthians: Léo Jabá aparece em foto com agasalho de time russo
Imagem do atacante vestindo uniforme do FC Akhmat Grozny circula nas redes sociais. Jogador vinha sem espaço e diretoria alvinegra já admitia sua saída nesta janela de transferências

Por Globoesporte.com
04/07/2017 01h41
A curta trajetória do atacante Léo Jabá no Corinthians está perto do fim. Sem espaço no clube, o jogador apareceu em foto com o uniforme do FC Akhmat Grozny, da Rússia. Ela foi tirada no último final de semana. O garoto de 18 anos treinou no sábado de manhã com o elenco alvinegro, mas como não foi relacionado para a partida contra o Botafogo, acabou liberado.

A imagem em que Jabá veste o agasalho do Akhmat circulou nesta segunda-feira nas redes sociais sua página no Instagram, o atacante já recebeu mensagens de boas vindas de torcedores do clube russo.










Presidente do Timão explica negociações com Bordeaux

Roberto de Andrade diz que não há chance de o Corinthians liberar o lateral agora e que uma transferência não depende da outra. "Pode acontecer? Até prefiro, mas não caminha conjuntamente"

Por Bruno Cassucci e Marcelo Braga
04/07/2017 09h02
O Corinthians mantém duas negociações em paralelo com o Bordeaux, da França. Uma para a compra do zagueiro Pablo, já bem encaminhada, e outra para a venda do lateral-esquerdo Guilherme Arana, que só se apresentaria ao clube europeu após o Campeonato Brasileiro Mas, segundo o presidente Roberto de Andrade, uma transferência não depende da outra, embora o clube priorize um acordo "casado".

De acordo com o mandatário, o Timão possui os recursos necessários para exercer a preferência de compra de Pablo, fixada em contrato em € 3 milhões (aproximadamente R$ 10 milhões), e não tem necessidade de vender Guilherme Arana.

– Pode vir a acontecer, porque eles (Bordeaux) têm interesse. Até prefiro se isso ocorrer. Mas as conversas não estão caminhando conjuntamente – declarou Roberto de Andrade. 




Pablo e Guilherme Arana têm futuro incerto no Corinthians (Foto: Daniel Agusto Jr/Ag. Corinthians)

Fernando César, empresário de Pablo, não quer que as negociações sejam tratadas em conjunto. Ele teme que isso possa atrapalhar as tratativas.


Apesar de dizer que o Corinthians não precise vender atletas para fazer pagar contas, Roberto de Andrade se mostrou aberto a negociar Arana, desde que o lateral permaneça no clube até o fim da temporada.


– Depende do Bordeaux esperar. Essa (venda) é uma opção, não estou falando que vai ser isso que vai acontecer. É mais uma opção, como qualquer outra – afirmou.


Vivendo ótima fase aos 20 anos, Arana vem atraindo o interesse de diversos clubes do exterior. Recentemente, ele renovou contrato com o Timão até o fim de 2021. Pablo está emprestado até o fim do ano e no final de semana iniciou as discussões para firmar um novo vínculo










Título invicto inédito do Corinthians na Libertadores da América completa 5 anos


A até então inédita conquista da Taça Libertadores da América pelo Corinthians completa cinco anos nesta quarta-feira, dia 4 de julho, data em que o Alvinegro venceu o Boca Juniors por 2 a 0 no ano de 2012, no Pacaembu, e assegurou o título continental após anos de espera e muitas piadas dos rivais. Para completar a forra dos alvinegros, o caneco chegou de forma invicta para o elenco comandado pelo técnico Tite.

Celebrado com pompa em cima de um dos times de maior tradição nos torneios de mata-mata da América do Sul, o título corinthiano começou a ser construído sete meses antes. No dia 4 de dezembro de 2011, com Tite e seis atletas que mais tarde assegurariam o domínio sul-americano, o Timão assegurou seu quinto título brasileiro.

Tite ganha moral e vira ídolo

Dali, o treinador começou a solidificar sua imagem como ídolo da torcida e ganhou carta branca para tomar decisões. Dentre elas estiveram algumas das mais difíceis que ele vê na carreira: perceber que Cássio e Alex estavam melhores e tinham que ser titulares nos lugares do goleiro Júlio César e o centroavante Liedson, em declínio técnico. Assim como dar chance a Romarinho entre reservas na primeira final na Argentina no lugar de Willian. Também decidiu dispensar o centroavante Adriano

Emerson e Romarinho: decisivos

O resultado, como se sabe, foi o gol do jovem atacante na sua única participação no torneio, encobrindo o goleiro Orión e empatando a partida em 1 a 1. Depois, no Pacaembu, Emerson Sheik tornou-se o grande ícone do título ao marcar os dois gols da vitória por 2 a 0 sobre os argentinos, além de protagonizar um embate de mordidas e xingamentos com o zagueiro Caruzzo.

“Ele estava com o braço no meu rosto e estava me machucando. Não achei legal da parte dele. Se quer respeito, precisa dar respeito, fiz ele provar do próprio veneno. Eu só falava “boludo” (idiota, em argentino) porque achava bonita a palavra (risos)”, explicou após a conquista o jogador, que, aos 38 anos, hoje defende as cores da Ponte Preta no Campeonato Brasileiro.

Conquista de empate no último lance fora de casa na estreia e titularidade de Cássio

A campanha, porém, teve outras partes inesquecíveis para o torcedor. O primeiro logo na estreia, contra o Deportivo Táchira-VEN, o gol de empate do Timão no 1x1 saiu aos 48 minutos do segundo tempo. Foi então que, em cobrança de falta lateral, Alex achou Ralf dentro da área e o volante assegurou não só o empate, mas o início de uma invencibilidade que não teve fim.

Após passar tranquilamente pela fase, o time viu Tite trocar de goleiro. Em mau momento técnico, Júlio César deu lugar àquele que seria um grande nome na campanha e único remanescente daquele elenco no atual time titular: o gigante Cássio, então inexperiente arqueiro vindo do PSV-HOL.

Com grande atuação, o camisa 24 segurou o ímpeto do Emelec-EQU nas oitavas de final, fora de casa, e assegurou o 0 a 0. Na volta, o time abriu o placar logo de cara, com Fábio Santos. Depois, selou a vaga com Paulinho e Alex.

Nas quartas de final, o rival era o Vasco, mesmo adversário direto na disputa pelo Brasileiro de 2011. Em São Januário, novo empate sem gols, com mais uma boa atuação de Cássio. Mas foi na volta, no Pacaembu, que ele se consagrou. Com o time nervoso, salvou lance cara a cara com Diego Souza, no começo do segundo tempo, em defesa lembrada até hoje pela torcida.

Gols “na raça” e final inédita

Depois do “milagre”, Paulinho, na parte final do jogo, marcou o único gol do confronto, de cabeça, e carimbou a vaga corinthiana para encarar stos nas semifinais. Em mais uma prova de maturidade, o time foi à Vilinha e venceu, com gol de Emerson Sheik, suportando a pressão do time da casa após a expulsão do camisa 11, no segundo tempo.

Na volta, a torcida levou um susto com o gol rival, no final do primeiro tempo, mas o tento pareceu ser a senha para mais um nome pintar como herói na campanha: o meia Danilo, que anotou seu quarto gol na competição ainda no começo da etapa final, assegurando outra classificação, a primeira do Timão a uma decisão de Libertadores em toda a história.

Domínio e “estrela” coroam título

A decisão opôs o Timão ao Boca Juniors, hexacampeão do torneio, mas a melhor equipe nos dois jogos foi o clube do Parque São Jorge. Fisicamente superior ao adversário, Tite apostou no ataque sem referência e na movimentação, buscando ao menos um empate fora de casa. Já na metade final do segundo tempo, porém, Roncaglia aproveitou bola rebatida na área e abriu o placar.

Sem poder de fogo, o treinador usou sua famigerada “estrela” e mandou a campo Romarinho no lugar de Danilo. O atacante, que acabara de fazer dois gols na vitória corinthiana no derby, pelo Campeonato Brasileiro, recebeu ótimo passe de Sheik e encobriu Orión para deixar tudo igual. Ainda antes do fim, uma cabeçada de Viatri explodiu na trave e, no rebote, Cvitanich perdeu o gol sem goleiro, fazendo parecer que o título não tinha mais como não ser corintiano.

Já calejada pelas decepções da história, porém, a Fiel esperou a longa semana entre 27 de junho e 4 de julho para comemorar. Em campo, mais uma vez o Alvinegro foi superior, contando com a lesão do bom goleiro adversário Orión ainda no primeiro tempo. Faltava, porém, alguém que conseguisse transformar a imposição dos comandados de Tite em gols marcados.

Foi aí que, aos oito minutos, Alex cobrou falta na área, Jorge Henrique desviou e a zaga não tirou. Quase caindo, Danilo tocou de calcanhar para Emerson Sheik matar no peito e fuzilar, abrindo caminho para o triunfo. Pouco depois, aos 27, o camisa 11 se consagrou: roubou a bola no ataque e correu muito para vencer Caruzzo na velocidade, deslocar Sosa e, como um raio, marcar seu nome na história corinthiana.





12:03
Obrigado pela audiência e boa tarde!

12:02
A transmissão em tempo real do dia do Corinthians fica por aqui.
12:00
Encerradas as entrevistas coletivas de Pedrinho e Jô na sala de imprensa do CT Joaquim Grava

11:56
PEDRINHO, sobre referências no futebol

- Desde pequeno acompanhei a trajetória do Messi, por ser canhoto e com muito improviso. Vejo jogos dele, o que ele faz. Se eu pegar um pouco disso pode significar muito, porque ele é um craque. Tenho ele como inspiração, fazer um pouco do que ele faz no futebol

11:55
JÔ, sobre Guilherme Arana 
- Tem uma hora em que não dá para segurar, até pela família humilde. A gente torce para que ele fique, mas o assédio é muito grande. Ele chegou numa maturidade em que é bem difícil segurar, ele tem jogado muito e aproveitado as oportunidades


11:54
PEDRINHO, sobre preferência por posição
- Gosto de jogar nos dois lugares, mas na ponta direita corto para o meio para achar o passe e centralizado tenho a visão do jogo. Gosto dos dois. Sempre fui centralizado, mas entrei na ponta com o Osmar Loss e aprendi bem

11:53
PEDRINHO, sobre marcas pessoais
- Sem dúvidas é a habilidade. Desde as categorias de base eu brinco com a bola, meus amigos falam: "se quer fazer embaixadinha vai pro sinal ganhar dinheiro". Fico me desafiando a fazer coisas novas. É uma característica que espero que marque minha carreira

11:52
PEDRINHO, sobre assédio
- Eu trabalho com muita humildade, um momento de cada vez. Primeiro quero entrar, me firmar, fazer uma grande história no Corinthians, com títulos. Penso primeiro no Corinthians, em virar ídolo, no dia a dia

11:51
JÔ, sobre sucesso da base no elenco atual
- Quando você consegue trabalhar com tranquilidade a categoria de base e os mais rodados consegue ter sucesso. Esse ano está muito bom, o Osmar sabe as qualidades dos jogadores, aproveitar o ponto forte de quem sobe. É 50 a 60% de bom trabalho na categoria de base




11:50
ONDE ESTAVAM EM 4 DE JULHO DE 2012?
Pedrinho: "Faz muito tempo para mim, estava crescendo. Tinha acabado de chegar ao Corinthians aos 14 anos, estava no alojamento assistindo com meus amigos"

Jô: "Tinha dois meses de Galo e nunca escondi que era corintiano. Estava em casa, sem jogo no meio de semana, acompanhei, fiquei muito feliz, comemorei com minha mãe ao telefone"


11:48
JÔ, sobre diferenças do Corinthians atual para o que ele estreou

- Em 2003 treinávamos no Parque São Jorge, mas a necessidade era muito grande de atacante, não fui muito bem preparado, não tinha porte físico para aguentar, era magro, fraco. Hoje há uma estrutura fisiológica que ajuda jogadores como o Pedrinho, que tem talento e alia à força física. Sei que todos querem vê-lo jogar mais vezes, mas temos que ter cuidado e o Corinthians está tendo uma inteligência muito grande de trabalhar ele

11:47
JÔ, sobre golaço de Kazim e jogo-treino

- Isso é o mais importante, porque é um grupo. Quem se prepara entra bem, concentrado. Não são só 11 e sim 33, 34. É bacana ter um jogo-treino assim, encarar com seriedade, isso é Corinthians. Se continuarmos trabalhando desse jeito vamos colher coisas boas. O Kazim achou um espaço, deu um chapéu, foi um gol de craque



11:44
JÔ, sobre jogadas de gol em lateral 
- Desde a pré-temporada estamos treinando isso, é uma forma de aproveitar um jogador da minha estatura dentro da área, porque sempre sai alguma jogada. Não sei se foi o Bruno Silva que tentou tirar, aí a bola foi no peito do Pedrinho e aconteceu tudo. O futebol é muito competitivo, é necessários outras alternativas, bola parada, lateral bem cobrado. Temos tido êxito, mas vamos continuar treinando



11:43
ESPELHOS UM DO OUTRO

Jô: "Não tem como não olhar para o Pedrinho e para o Carlinhos e ver o talento da base. Eu procuro ter cuidado, porque na minha época foi tudo muito rápido, talvez se as coisas não acontecessem tão rápido seria de outro jeito. Temos que tomar cuidado, assédio de clubes europeus, saber a hora de jogar, de sair. A diretoria está sendo bem capacitada e nós jogadores sabemos que o Pedrinho será um dos melhores jogadores do Brasil e do mundo, fico feliz e grato por vê-lo".

Pedrinho: "Eu sempre admirei o Jô, de Copa do Mundo, Atlético-MG, e sempre falo pro Carlinhos que precisamos nos inspirar no Jô, que subiu com 16 anos e teve uma grande história. Ele tem descido, mas vai ter oportunidade. E o mais importante é que os mais experientes falam muito conosco"

11:40
PEDRINHO, sobre lance do fim de semana
- Quando acabou o jogo muitas pessoas vieram me perguntar se eu tinha noção do quanto o lance era bonito. Eu não sabia. Mas foi muito especial, algo que busco de habilidade, improviso. O carinho das pessoas nas ruas e nas redes sociais é muito especial, meu amigo que mora comigo brincou sobre o número de seguidores até. É legal ver esse carinho

11:39

JÔ, sobre erros em pênaltis
- Tem mais gente, mas quem mais treina sou eu e Jadson e temos que treinar cada vez mais. Dos últimos quatro que bati errei dois, tenho que melhorar, tenho consciência de que preciso saber a hora de trocar o canto, bater no alto. Isso é treinamento. Eu vou me cobrar nessa questão de melhorar o índice de acertos em pênaltis


11:38
JÔ, sobre semana livre
- Vai ser bom pra alguns descansarem e se prepararem, porque o próximo jogo será mais difícil. O Corinthians está sendo muito estudado, então essa semana serve para melhorar, seria muito corrido já jogar neste meio de semana. Essa semana será proveitosa

11:36
JÔ, sobre agradecimento a Pedrinho 
- Procuro conversar sempre com eles, muito bonita a persistência do Pedrinho. Se me escutar vai chegar igual ao Bernard na Copa do Mundo. Se Deus quiser vai acontecer, porque ele tem muito talento

11:35  
Pedrinho e Jô vão falar com a imprensa aqui no CT Joaquim Grava #trCOR
11:34
Pedrinho e Jô em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava































Fim de jogo-treino: Corinthians 6 x 1 Bragantino, gols de Kazim (2), Giovanni (2), Marquinhos Gabriel e Guilherme Mattis (contra) #trCOR

11:27 Moisés cruzou pela esquerda, Danilo puxou a marcação e Marquinhos Gabriel apareceu livre para marcar o sexto gol #trCOR

11:24 Danilo está com 38 anos se recuperou de lesão grave pós cirurgia e jogou pela última vez em 31 de julho de 2016 #trCOR

11:19 Danilo se movimenta bastante, tenta ocupar espaços vazios, se posiciona bem e até agora não errou passes #trCOR

11:16 Entrada de Danilo como centroavante fez Kazim virar armador dos reservas do Corinthians #trCOR

11:11 Além de Danilo, entraram meia Rodrigo Figueiredo e volante/ zagueiroWarian. Saíram meia atacante Pedrinho, meia Giovanni Augusto e zagueiro Léo  #trCOR

11:10
Danilo em campo! Após quase 11 meses, entra como centroavante no jogo-treino #trCOR

11:09Marquinhos Gabriel sofre pênalti e Giovanni Augusto marca o quinto gol do Corinthians contra o Bragantino #trCOR

10:57 Segundo tempo do jogo-treino com saídas de Paulo Roberto e Clayton e entradas de Camacho e Marquinhos Gabriel #trCOR

10:49  Camacho, Marquinhos Gabriel, Warian  e Rodrigo Figueiredo aquecem para entrar no segundo tempo do jogo-treino #trCOR 



10:47 
Corinthians goleia por 4 a 1 , com Giovanni Augusto. Invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado. Em só 26 minutos #trCOR

10:44 
Domínio no peito, chapéu no marcador dentro da área e chute preciso: golaço de Kazim no jogo-treino, 3 a 1 #trCOR


10:40 
Com 20 minutos, Corinthians troca o goleiro do jogo-treino: Walter por Matheus #trCOR

10:35 Pedrinho já deu passe de letra, cruzamento para gol, drible, passe em profundidade... sobra no jogo-treino contra o Bragantino #trCOR

10:29 
2 a 1 para o Corinthians: jogadaça de Giovanni Augusto, que passou para Pedrinho. Cruzamento foi cortado por Mattis, que fez contra

10:26 Com 5 minutos, Bragantino empata o placar em falha de Walter, que diz que a bola na verdade não entrou #trCOR

10:24 
Bragantino: Renan Rocha; Cesinha, Guilherme  Mattis, Marcel e James; Adenilson, Daniel Pereira, Vitor e Rafael Toledo; Ligeiro e Jovinho
10:22 De Moisés para Clayton, de volta para Moisés e Kazim marca o primeiro gol do jogo-treino contra o Bragantino, com dois minutos #trCOR

10:21 Léo Príncipe joga na lateral e Paulo Roberto no meio durante o jogo-treino. Jovem deve ser titular contra a Ponte Preta, sábado #trCOR

10:19 Walter é o goleiro escolhido para atuar entre os reservas no jogo-treino




10:06 Léo Príncipe, Pedro Henrique, Léo  e Moisés; Paulo Roberto e Fellipe Bastos; Giovanni, Pedrinho e Clayton; Kazim será o time #trCOR

10:03 Jogadores do Corinthians já aquecem no gramado para o jogo-treino. Só reservas vão atuar contra o Bragantino #trCOR



09:54
Bom dia, torcedores! Iniciamos agora nosso tempo real do jogo-treino do Corinthians contra o Bragantino, no CT Joaquim Grava.











Com passaporte italiano,  volante corinthiano Gabriel nega saída agora e diz sonhar com Seleção
Volante do Corinthians diz que não pretende jogar na seleção italiana e transferência para a Europa, só no futuro: sonhos agora são título brasileiro e ser chamado por Tite


Por SporTV.com
Na liderança do Campeonato Brasileiro, com sete pontos à frente do segundo colocado, o Corinthians tem no seu conjunto a grande mola para manter a regularidade. E por falar em regularidade, o volante Gabriel tem sido um dos pontos mais seguros no esquema do técnico Fábio Carille e vive uma boa fase no clube. Nesta segunda-feira, no programa "Bem, Amigos!", o jogador falou da felicidade por viver o bom momento junto com toda a equipe. Aos 24 anos, já ocupa seu espaço no Parque São Jorge, tem a confiança da torcida e começa a vislumbrar mais sonhos.

Recentemente, houve rumores de que o Corinthians poderia negociar o jogador para a Europa, já que, recentemente, ele obtivera o passaporte italiano. O locutor Galvão Bueno ainda foi mais além: perguntou se estava nos planos do jogador defender a seleção italiana um dia. Gabriel garantiu que não.
- Até tirei meu passaporte italiano para ter uma facilidade depois de vida, né, para viver num país teoricamente melhor que o nosso, mais organizado. Mas meu sonho é primeiramente vestir a camisa da seleção brasileira. É o país onde eu cresci, nasci. Eu vou lutar para um dia chegar lá, eu sei que é difícil. Mas se eu mantiver uma regularidade, ainda mais num clube como o Corinthians, num grande ano, num grande campeonato, as possibilidades existem. É tentar agarrar as oportunidades que aparecem. O sonho é com certeza vestir a camisa da Seleção.





Gabriel mira título brasileiro (Foto: Marcos Ribolli)

Gabriel sabe que Tite está atento ao Brasileirão e quer se empenhar para conseguir uma chance. Sabe também que a boa fase pode despertar interesse do exterior, principalmente dos clubes europeus. Não negou que, um dia, pensa numa transferência. Mas assegurou que no momento a cabeça está no Corinthians e na briga pelo título brasileiro.


- Claro que é um sonho de todo jogador viver um momento na Europa, jogar uma Champions League, um campeonato desse porte. Mas nós falamos... O Campeonato Brasileiro é o campeonato teoricamente mais disputado do mundo, que tem 10 clubes candidatos ao título, no mínimo. Então sou privilegiado de poder estar disputando essa competição pelo Corinthians, que é uma equipe que entra nos campeonatos para ser campeão. Então talvez uma possível transferência para a Europa a gente deixa para o futuro. Realmente é pensar aqui e no Corinthians agora.


Gabriel disse que a boa fase vem da autoconfiança do grupo. Tanto no Paulistão como no Brasileiro, o time era cercado de desconfiança por ter um elenco sem grandes estrelas. O volante acredita que essa desconfiança, de certa forma, serviu até como motivação.

- Sempre acreditamos no nosso plantel. O que vinha de fora, pessoas que não acreditavam na gente... A gente procurou trabalhar, se motivar, não só em cima disso, mas no nosso ambiente, nossa comissão. O Carille vem fazendo um trabalho especial. Então nós estamos felizes, e acredito que esse início está do jeito que esperávamos pela capacidade que nós temos ali de grupo.















Corinthians libera atacante Léo Jabá para acertar com clube russo

Léo Jabá fez 20 jogos e um gol com a camisa do Corinthians (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)


O atacante Léo Jabá viajou para a Áustria no último sábado e está perto de acertar sua saída para o Akhmat Grozny-RUS, clube que realiza pré-temporada no país. O jogador, que pouco vinha sendo aproveitado pelo técnico Fábio Carille, chegou a aparecer em uma foto com um agasalho de treino dos russos. O Corinthians, porém, não confirma a saída do atleta, dono de contrato até 2018 com a equipe do Parque São Jorge, e espera seu retorno até o final desta semana.

Aos 18 anos, Jabá recebeu sondagens de equipes dos Emirados Árabes, Coreia do Sul e da própria Rússia recentemente, mas ainda estava nos planos da comissão técnica. Para os representantes do jogador, no entanto, o problema foi a falta de espaço dada ao atleta após o Campeonato Paulista, com mais chances ao emprestado Clayton, que veio do Atlético-MG, e ao contratado Clayson, ex-Ponte Preta.

Com multa rescisória na casa dos R$ 20 milhões, o atleta foi também o único da geração que subiu recentemente das categorias de base que não renovou seu vínculo neste ano. Dono de 75% dos direitos federativos do atleta, o Timão espera arrecadar pelos menos R$ 8 milhões com uma possível saída.

Caso a negociação se confirme, Carille teria como opções para o setor o paraguaio Ángel Romero, Clayson e Clayton, além de meias como Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto e Pedrinho, considerados capazes de atuar pelos lados. Uma contratação para repor a saída, no momento, está descartada pela diretoria.















Corinthians campeão da América completa 5 anos:
Mensagem dos filhos, olhar de Tite, gols: Emerson Sheik e as memórias de uma noite "mágica"

No aniversário dos cinco anos do inédito título da Libertadores do Corinthians, atacante revive lembranças daquele 4 de julho de 2012, quando fez os dois gols e virou herói da Fiel 
Por Heitor Esmeriz

04/07/2017 05h58
 Emerson Sheik tirou onda: 
– Gosto desse tipo de partida – referindo-se a jogos eliminatórios em torneios sul-americanos. 
O corintiano sabe disso melhor do que ninguém. O exemplo perfeito da química entre Sheik e mata-mata aconteceu na noite de 4 de julho de 2012. Considerada por muitos a conquista mais importante do clube, a Libertadores daquele ano teve o atacante como protagonista. Com dois gols sobre o Boca Juniors na final, em um Pacaembu lotado, ele virou herói de um título inédito. 

– Foi um momento mágico para todos nós, uma conquista que o Corinthians não tinha, que o corintiano desejava há muito tempo, impossível não lembrar – disse Emerson Sheik, em entrevista ao GloboEsporte.com. 
Nos cinco anos da Libertadores, Emerson Sheik recorda final contra o Boca 

No aniversário de 5 anos da Libertadores, o atacante reviveu as principais memórias daquela noite que mudou a história do Corinthians - e também a sua. Entre as lembranças mais marcantes aparecem a mensagem dos filhos ao acordar e, claro, os dois gols que definiram a vitória do Timão por 2 a 0 sobre o Boca Juniors de Riquelme e companhia. 

– Lembro de muita coisa, mas muita coisa mesmo. Os cinco momentos mais marcantes daquele dia... Certamente a mensagem dos meus filhos quando acordei, desejando sorte. O olhar do Tite no vestiário, na hora que fechamos ali. Também a entrada do time no Pacaembu, com a torcida gritando, e os meus dois gols, né. 

A festa ficou ainda mais completa pela presença da família de Emerson Sheik no Pacaembu. Com os dois filhos e a mãe na arquibancada, o atacante classifica aquela decisão como o grande jogo da sua carreira. 

– Foi o momento mais bacana meu como profissional. Meus filhos participaram desse momento. É um presente que vou levar para o resto da vida. A minha mãe ali, passando a história da minha infância, as dificuldades que passei. Então esse lance da minha família talvez tenha sido a cereja da conquista. Foi um momento muito lindo da minha vida. 






Emerson Sheik chuta para marcar gol do Timão na final (Foto: Marcos Ribolli) 

Mais um motivo que ajuda a explicar a fome de bola que Emerson Sheik estava. Após um primeiro tempo truncado, com poucas chances, o atacante resolveu na etapa final. Aos oito minutos, aproveitou ajeitada de Danilo após cobrança de falta, dominou no peito e soltou a bomba para abrir o placar. 

Depois, aos 27, fez tudo ao interceptar passe de Schiavi na intermediária, colocar na frente e tocar na saída do goleiro para ampliar e tornar de vez realidade um antigo sonho da Fiel. Diante de tanta coisa boa para recordar, Sheik prefere deixar de lado a confusão em que se meteu com Caruzzo na reta final da partida. 

Os dois jogadores trocaram provocações até Emerson, em dividida já nos acréscimos, morder o dedo do argentino. Mas Caruzzo também sofreu com o atacante na bola. Aos 16 minutos do primeiro tempo, Sheik aplicou uma caneta no zagueiro na linha de fundo para levantar a galera. Foi também em cima dele que o atacante arrancou para fazer o segundo gol. 





Corinthians campeão Libertadores da América  de 2012

– O Caruzzo não vale (risos). Vamos falar só de coisa muito boa, né. Acabou sendo bacana para o torcedor aquela pequena discussão, mas vamos lembrar só das melhores situações, coisas realmente do Corinthians – brincou.
Ainda que seja - justamente - reverenciado pelos dois gols na decisão, Sheik foi decisivo ao longo de toda campanha alvinegra naquela Libertadores, tanto que terminou como artilheiro do time, com cinco gols. Três deles nas fases mais agudas do torneio. 


Além de marcar duas vezes sobre o Boca, foi às redes na primeira semifinal  garantindo uma fundamental vitória por 1 a 0 sobre stos, fora de casa , que abriu caminho para a classificação à final, quando, de fato, viria a se eternizar como um dos grandes ídolos da Fiel, em um sentimento recíproco.
– O torcedor não tem jeito, estará no meu coração para sempre, para o resto da minha vida. Esse amor é para sempre, até morrer.


Mordida em Caruzzo também marcou atuação de Sheik contra o Boca (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)












Relembre Corinthians campeão da América 2012 em fotos:


Corinthians em ação na Libertadores-12Rodrigo Coca/ Fotoarena

Corinthians em ação na Libertadores-12(Foto: AFP)

Corinthians conquistou a Libertadores em 2012Daniel Augusto Jr

Corinthians conquistou a Libertadores em 2012Daniel Augusto Jr

Corinthians em ação na Libertadores-12AFP

Corinthians em ação na Libertadores-12Daniel Augusto Junior

Corinthians em ação na Libertadores-12Daniel Augusto Junior

Corinthians em ação na Libertadores-12Daniel Augusto Jr

Corinthians em ação na Libertadores-12Daniel Augusto Jr

Corinthians em ação na Libertadores-12Daniel Augusto Jr

Corinthians em ação na Libertadores-12Daniel Augusto Jr

Corinthians em ação na Libertadores-12Daniel Augusto Jr

Corinthians em ação na Libertadores-12Daniel Augusto Jr

Corinthians em ação na Libertadores-12Daniel Augusto Jr

Corinthians em ação na Libertadores-12Daniel Augusto Jr

Corinthians em ação na Libertadores-12Daniel Augusto Jr

Corinthians em ação na Libertadores-12Rodrigo Coca/ Fotoarena

Corinthians em ação na Libertadores-12(Foto: AFP)

Corinthians conquistou a Libertadores em 2012Daniel Augusto Jr

Corinthians conquistou a Libertadores em 2012Daniel Augusto Jr1/16Gabriel Carneiro e Guilherme Amaro - 04/07/2017 - 06:00
















CORINTHIANS campeão da américa há 5 anos