15 de jun de 2017

CORINTHIANS 15/06/2017









Corinthians/Audax vence Ferroviária no jogo de ida das quartas de final do Brasileirão Feminino

Byanca Brasil e Amanda Brunner fizeram os gols do triunfo de virada fora de casa, que deixou o Timão a um empate das semifinais


13h20 16/06/2017 - Agência Corinthians






© Lucas Tannuri/All Sports


O Corinthians/Audax saiu na frente nas quartas de final do Campeonato Brasileiro Feminino. As meninas do Timão venceram a Ferroviária por 2 a 1, de virada, na partida de ida realizada na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, na última quinta-feira (15).

Todos os gols saíram no primeiro tempo. Depois de a equipe do interior paulista sair na frente, Byanca Brasil, artilheira da competição com 14 gols, marcou de pênalti aos 34 minutos para empatar o jogo. Cinco minutos depois, Amanda Brunner aproveitou rebote do chute de Cacau para balançar as redes e virar o placar.

Com o resultado, o Corinthians/Audax se classifica para as semifinais com um empate ou até mesmo uma derrota por 1 a 0 no duelo de volta, que será realizado na Arena Barueri, na próxima quinta-feira (22), às 18h15.





CORINTHIANS FUTEBOL FEMININO VENCE POR 2X1 JOGO DE IDA DAS QUARTAS DE FINAL DO BRASILEIRO FEMININO 2017, SOBRE FERROVIARIA, FORA DE CASA





Cássio exalta elenco do Corinthians e diz: "Em regularidade, este é meu melhor ano"

Goleiro evita comparações entre a equipe campeã brasileira em 2015 e a atual e ressalta força coletiva do Timão nesta temporada: "Não vejo nenhum jogador que seja o craque"


Por Bruno Cassucci
15/06/2017 17h44

Desde 2012 no Corinthians, Cássio inyegrou equipes do Corinthians Bicampeã Mundial de Clubes, campeão da Libertadores da America  e Campeão Brasileiro. Porém, o goleiro acredita nunca ter tido uma temporada tão regular como a atual. 


Em 36 partidas em 2017, ele sofreu 21 gols e teve diversas boas atuações, como a da última quarta-feira, na vitória do Timão por 1 a 0 sobre o Cruzeiro. 

– Acho que em regularidade, esse é meu melhor ano, sendo bem honesto. Minha equipe ajuda, mas o fator regularidade... Venho muito bem esse ano. Falava-se muito em momentos decisivos em que eu aparecia bem. Esse é meu sexto ano aqui, é o mais regular – declarou, em entrevista coletiva. 



Cássio concedeu entrevista coletiva no Corinthians nesta quinta-feira (Foto: Marcelo Braga) 

Embora tenha destacado seu bom momento, o camisa 12 fez questão de exaltar a força do conjunto alvinegro. Ao ser questionado sobre as semelhanças e diferenças entre este elenco e o de 2015, quando o Timão foi campeão brasileiro, o goleiro ponderou: 

– São situações diferentes (2017 e 2015), o time deste ano tem o coletivo como forte, não vejo nenhum jogador que seja o craque, o diferencial. Nas vitórias, todo mundo vem participando. Aquele time, quando atingiu o ápice, tinha jogadores que desequilibravam: Jadson, Renato Augusto, Vágner Love... Fez gols decisivos. Naquela época tinha coisas que temos agora, mas hoje o coletivo é forte – ressaltou.
Líder do Campeonato Brasileiro, o Corinthians volta a campo no domingo, às 11h, contra o Coritiba, no Couto Pereira.






Cássio vê seu 'melhor ano' no Corinthians



Cássio vive grande momento no Timão

Gabriel Carneiro - 15/06/2017 - 17:38

Cássio, goleiro do Corinthians bicampeão mundial, se reabilitou e recuperou a condição e hoje é Walter quem está como suplente sem perspectiva próxima de aproveitamento. Isso significa que ele também pode pensar em sair do Timão? Cássio decidiu não opinar.

- É complicado falar sobre outra pessoa e não gosto de dar opinião, cada um sabe o que é melhor para si. Mas ele (Walter) é um grande goleiro e quando jogou foi bem. Mas não vejo só o Walter, e sim os outros dois goleiros que também temos e aproveitaram as chances. É bom ter goleiros de qualidade, o trabalho evolui, a cobrança é maior e temos que trabalhar. Mas jogar e ser titular no maior clube do Brasil já é pressão suficiente para você se dedicar - disse Cássio, questionado logo depois com um panorama comparativo entre os dois goleiros do Corinthians.

- Teve uma possibilidade no meio do ano em que quase fui embora para o Grêmio, mas não aconteceu porque não era para acontecer. Essa pergunta (se Walter também pode pensar em sair) você tem que fazer para ele, não sei o que se passa na cabeça dele. Não costumo falar com os companheiros sobre isso. Por isso é complicado eu falar sobre a situação


Cássio segue sua rotina de boas atuações. Ele não sofreu gols em 19 dos 36 jogos do Corinthians na temporada, conseguiu o sexto título no sexto ano como jogador do clube e conquistou novamente a confiança da Fiel torcida. A boa fase é tanta que o camisa 12 considera sua temporada como a melhor em regularidade.

- De regularidade esse é meu melhor ano. Venho muito bem, porque se falava muito que eu aparecia em momentos decisivos e esse ano venho sendo mais regular entre todos os anos. Nossa cabeça é nosso guia e hoje estou com a cabeça tranquila na vida particular e no campo, me entrego 100% ao trabalho. Estou trabalhando bem, forte, com a ajuda do Mauri na preparação e os companheiros, além de um treinador que passa confiança. Não fiz um bom segundo semestre ano passado, mas nesse ano recebi confiança e isso faz a diferença. O mínimo que posso fazer é me dedicar 100% a ele, ao clube, e isso faz eu viver um grande momento.

VEJA OUTRAS RESPOSTAS DE CÁSSIO EM ENTREVISTA NESTA QUINTA:

BOA FASE
"Muito legal estar entre os primeiros, é fruto do trabalho. Mas não colocamos isso como algo para jogar na cara de quem criticou e falou mal, de maneira alguma. Nos preocupamos com nossa equipe mesmo, em sempre fazer o melhor, se dedicar, competir jogo a jogo. Estamos só no meio do ano, mas o time mostra consistência e vem de bons resultados porque pensa jogo a jogo. Mesmo estando em primeiro e ganho clássicos a equipe não se deslumbrou, tem muita humildade, respeita todos e está colhendo os frutos".

ELEMENTOS DO SUCESSO
"Diretoria que dá tranquilidade para a gente trabalhador, treinador que tem total controle do grupo e jogadores que entendem o que ele fala. O principal de tudo é o treinador que todo mundo respeita por ser franco. A marca dessa equipe é o trabalho e a dedicação. Ganhamos o jogo sobre 5P e no dia seguinte nos reapresentamos seu euforia, parecia um dia normal, sabíamos que precisávamos de mais uma vitória na quarta-feira. Isso é humildade".

MELHOR INÍCIO DA HISTÓRIA DO BRASILEIRO
"A gente sempre almeja coisas grandes, esse grupo tem persistência e acredita, por mais difíceis que sejam as partidas ou as circunstâncias. Sempre acreditamos e pensamos jogo a jogo, não adianta ver estatística, ver outros anos. Estamos em 2017, esse é o ano, esse é o momento. Pensamos jogo a jogo, passo a passo e vamos adotar essa mentalidade até o fim".

SEQUÊNCIA INVICTA COMO A DE 2015?
"Acho que são times e situações diferentes, é difícil comparar. Nesse ano o mais forte é o coletivo, não tem um jogador que seja diferencial, craque, decida. Todos ajudam e decidam. Naquele time de 2015 tinha quem desequilibrava, Jadson em grande momento, Renato Augusto, Vágner Love em grande fase. Tem alguns comparativos, sim, mas naquele momento tinha jogadores que individualmente faziam uma diferença que o coletivo hoje faz".

TREINO PESADO MESMO APÓS JOGO
"É normal, sempre assim. A gente não tem muito tempo para trabalhar e goleiro precisa treinar velocidade e reflexo. Geralmente na sequência de jogos quarta e domingo a equipe titular só treina na véspera dos jogos, mas o goleiro não pode ter essa folga. Prefiro treinar hoje, porque o cansaço bate maior amanhã, então damos uma segurada para estar 100% no jogo".


JOGO CONTRA O CRUZEIRO E DEFESA
"A bola rondou, mas vieram poucas bolas, o que mostra que mesmo sendo pressionados a bola não chega, é pela nossa maturidade. Em jogos assim você precisa estar muito concentrado. No primeiro tempo não veio bola e no segundo veio aos 43 e aos acréscimos, o que reforça a importância da maturidade. No lance do Sóbis eu não vi a bola, então considero a defesa mais difícil. Considero o Cruzeiro o time mais organizado que enfrentamos no Brasileiro, eles tiveram mais posse de bola em alguns momentos, mas o que vale é o resultado, fizemos o gol e conseguimos nos defender e aguentar a pressão".

CARILLE
"O Carille traz algumas coisas do Tite, mas nem todos os jogadores trabalharam com o Tite, então o mérito hoje é do Carille, de mudanças táticas, dicas. Ele escuta muito, como o Tite, tem a cabeça aberta e muito a crescer. No dia a dia é muito tranquilo de se trabalhar".

VOLTAS DE FAGNER E RODRIGUINHO
"O Fagner é um dos líderes do elenco, ajuda fora do campo também, conhece todos. O Rodriguinho tem uma transição muito boa na parte ofensiva, não é à toa que faz tantos gols. São jogadores que vêm para agregar, mas é só ver que o Paulo Roberto teve uma evolução boa nesses três jogos e na frente o pessoal rendeu. Quem está jogando está bem e isso mostra a força do grupo".

CRUZEIRO
"Dificultou bastante o jogo, foi bem difícil, assim como sempre é contra o Cruzeiro. Equipe do Mano organiza bem, dificulta. Foi o jogo mais tenso e difícil, porque eles nos pressionaram mais do que estamos acostumados. Pressionou, mas chance de gols foram poucas. Agora é o Coritiba, já começamos a receber vídeos, vamos olhar o jogo de hoje, é um time que vem bem na tabela, mas vamos tentar tirar informações para fazer um grande jogo".

ÉPOCA DE BONS GOLEIROS
"É uma fase muito boa, tem muitos goleiros bons no Brasil e no exterior. Que bom que a gente tenha um nível muito bom de atletas. Gosto de ver grandes defesas. Hoje no Brasil temos 10, 15 jogando em alto nível, e alguns mais experientes que dispensam comentários, como Fábio, Victor, Prass, Vanderlei, que agora vem sendo falado, mas já há muito tempo vem sendo regular, gosto muito do Diego Cavalieri, que não vem jogando. Há muitos goleiros que dificultam para os atacantes".

19 JOGOS INTRANSPONÍVEL
"Estamos muito felizes, esses números se devem a todo conjunto do Corinthians, todo mundo entendendo, quem vem entrando necessita de defender muito bem a meta. A equipe toda está de parabéns e vamos trabalhar para continuar nessa crescente. Que bom que tudo está dando certo".


FOCADO NO CORINTHIANS
"Não estou surpreso porque estamos 100% focados aqui no Corinthians, não temos que nos preocupar com os outros, se estão ganhando ou não. Nosso objetivo é que o Corinthians esteja entre os primeiros, porque quando você fica olhando os outros esquece o seu. Precisamos manter esses resultados".

TOP 10 DE GOLEIROS?
"Essa pergunta é complicada, não sei. Quem tem que ver isso são vocês. Estou tentando contribuir à minha equipe, fazer o melhor e tentando evitar que a gente tome gols, porque na frente o pessoal está fazendo. O Corinthians saindo vitorioso, ótimo".












Ainda sem a dupla da Seleção, Timão, lider, reapresenta-se para treino, vê avanço de Danilo e jovens em alta



Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians


Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Imagens do treino desta quinta-feira no CTDaniel Augusto Jr/Ag. Corinthians1/15

Gabriel Carneiro - 15/06/2017 - 17:59

À exceção de Cássio, os titulares do lider Corinthians na vitória por 1 a 0 contra o Cruzeiro, pela sétima rodada do Brasileirão, fizeram apenas trabalhos regenerativos nesta quinta-feira, quando o elenco se reapresentou ao CT Joaquim Grava. Em campo, os reservas treinaram com o reforço de cinco garotos "emprestados" pelo time sub-20: os zagueiros Thiago e Carlos, os laterais-direitos Samuel e Lucas Minele e o meia-atacante Vitinho.

Além das lesões, os garotos também subiram ao elenco profissional para preencherem as lacunas de dois jogadores que ainda não se reapresentaram ao técnico Fábio Carille, que são o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho. A dupla serviu à Seleção Brasileira em dois amistosos na Austrália e retoma a rotina de treinamentos somente nesta sexta, às 15h30, quando o treinador define o time titular contando com a volta deles.

Já que Fagner e Rodriguinho ainda não retornaram, a novidade da tarde de quinta-feira ficou mesmo por conta de outro velho conhecido da Fiel que deu um novo passo em seu processo de recuperação. Fora há quase dez meses, quando foi submetido à cirurgia por conta de duas fraturas na perna direita, o meia Danilo sofreu um estiramento muscular na coxa esquerda durante o tratamento, o que atrasou ainda mais sua volta. Nesta quinta ele realizou tiros de corrida no gramado do CT e mostrou que está mais perto de retornar ao time

Além de Danilo, Léo Príncipe também fez trabalho físico e se aproximou do retorno. Ainda estão lesionados o zagueiro Vilson e o volante Mantuan, mas sem previsão de retorno às listas de relacionados.

Em campo, os garotos da base e os reservas fizeram um treinamento para desenvolver ataque e defesa, com o elenco dividido em quatro grupos que se enfrentavam em duelos de dois ou três contra dois. Já com os titulares, o Corinthians volta a treinar nesta sexta e logo depois viaja a Curitiba. O time ainda trabalha sábado de manhã na cidade do Sul e se ambienta para o jogo de domingo, às 11h, contra o Coritiba, pela oitava rodada do Brasileirão.



















Ainda sem dupla da Seleção e com titulares realizando recuperação física, Corinthians treina com 14 garotos da base


Rodriguinho e Fagner não participam de atividade nesta quinta-feira, mas serão titulares domingo do Timão contra o Coritiba. Após vitória do Corinthians, lider, sobre o Cruzeiro, apenas reservas trabalham em campo no Timão



Por Bruno Cassucci, Diego Ribeiro e Marcelo Braga

15/06/2017 17h12


O elenco do Corinthians se reapresentou nesta quinta-feira, após a vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, ainda com desfalques. Fagner e Rodriguinho, que estavam com a seleção brasileira na Austrália para amistosos, não chegaram a tempo da atividade e só serão reintegrados ao grupo na atividade desta sexta-feira. Antes mesmo de retornar ao Brasil a dupla foi confirmada pelo técnico Fábio Carille como titular na partida contra o Coritiba, domingo, às 11h.


Os titulares no jogo da última quarta ficaram apenas na academia do CT Joaquim Grava. Em campo, Fábio Carille comandou um trabalho técnico e tático com os reservas, que contou com a presença de 14 atletas formados nas categorias de base do clube.


Alguns garotos do time sub-20 foram convidados para completarem o treino, casos dos zagueiros Thiago e Carlos, dos laterais Samuel e Lucas Minele e do meia Vitinho. Além deles, participaram outras nove crias do terrão: Caique, Matheus, Pedro Henrique, Léo, Warian, Pedrinho, Rodrigo Figueiredo, Léo Jabá e Carlinhos.




Pedrinho e Vitinho, garotos formados na base do Corinthians, durante treino (Foto: Marcelo Braga)


Em recuperação de lesões musculares, Léo Príncipe e Danilo correram ao redor do campo. O lateral-direito sofreu um estiramento na coxa esquerda há pouco mais de um mês e está próximo de retorno. Já o meia, que não atua desde agosto do ano passado por conta de uma cirurgia, estava treinando em campo, mas machucou a panturrilha esquerda e teve sua volta aos gramados adiada em mais algumas semanas.

O Corinthians volta a treinar no CT Joaquim Grava na tarde desta sexta-feira e na sequência viaja para Curitiba. Na capital paranaense, a equipe encerra a preparação para o duelo no domingo, às 11h.












Corinthiano zagueiro Pablo espera ser comprado e ficar onde está feliz

Pablo tem contrato com o Corinthians até o fim do ano, emprestado pelo Bordeaux. O zagueiro garante que está feliz no Parque São Jorge e não tem intenção de deixar o clube. No entanto, os franceses podem vendê-lo na próxima janela de transferências, e o Timão teria que igualar a oferta para manter o jogador.

- Eu estou muito focado no Corinthians, muito feliz, pretendo ficar, mas não depende só de mim. Mas a chance de tudo dar certo é muito grande. Meu contrato vai até o final do ano, mas tem uma cláusula. Se algum time fizer uma proposta, o Corinthians teria que fazer a compra, para não ter chance de eu sair - disse Pablo.

O zagueiro afirmou ainda que sabe que, com a liderança, ele e outros jogadores estão chamando a atenção de outros clubes. Mas tem confiança de que o elenco ficará

- Em todo time que mostra alguma qualidade, existe uma chance de um jogador sair. Os jogadores do Corinthians são de qualidade. Mas acredito que todo mundo vai permanecer. A janela vai se abrir, outros clubes têm muito dinheiro. Se aparecer uma proposta irrecusável para algum atleta, vai ser difícil segurar.


















Corinthians já abre possibilidade de reintegrar centroavante Luciano a partir de julho


Luciano soma quase cem jogos no Timão. O atacante de 24 anos tem 93 partidas disputadas e 24 gols marcados pelo Corinthians

(Foto: Daniel Augusto Jr. Ag. Corinthians)1/7LANCE! - 15/06/2017 - 15:48
Apesar das consultas realizadas por Botafogo e Cruzeiro e da preferência de compra do Leganés (ESP) até o dia 30, o atacante Luciano pode ser reintegrado ao elenco do Corinthians a partir do próximo mês. Quem revelou a possibilidade foi Alessandro Nunes, gerente de futebol do Timão. O dirigente disse que o clube espanhol em que o jogador estava no último semestre não mostrou firmeza nas tratativas pela compra dos direitos e dificilmente efetivará o negócio. Neste caso, o futuro fica indefinido e de concreto há somente o contrato até dezembro com o Timão

- O Leganés tem uma prioridade de compra até o dia 30, e se não fizer a aquisição até o fim do mês vamos trazê-lo, colocá-lo no grupo, e então precisamos conversar com o Carille se ele tem interesse. O Luciano está de férias, precisamos respeitar isso, é importante, ele não teve férias por conta do empréstimo. Depois disso vamos avaliar o aproveitamento dele. O Botafogo fez uma consulta e outros clubes farão. Mas não dá para descartar o aproveitamento dele, é um jovem de potencial - disse, ao Globoesporte.com, o dirigente corinthiano

Luciano é jogador do Corinthians desde 2014, quando fez quatro gols em seus três primeiros jogos e chamou atenção do técnico Mano Menezes. Em 2015, ano em que disputou os Jogos Pan-Americanos pela Seleção Brasileira, ele teve uma sequência de cinco gols em quatro jogos antes de ter a boa fase interrompida por uma grave contusão no joelho direito. Ele não conseguiu readquirir o status de titular e foi cedido ao Leganés no meio do ano passado em empréstimo de seis meses. Agora restam apenas mais seis meses de vínculo com o Timão.

















Reforços, negociações, bastidores: um ano de Alessandro como gerente do Corinthians

Gerente de futebol do Timão respondeu às perguntas dos torcedores do Timão no GloboEsporte.com


Por Bruno Cassucci, Diego Ribeiro e Marcelo Braga


15/06/2017 15h33

No dia em que completou um ano no cargo de gerente de futebol do Corinthians, Alessandro Nunes respondeu nesta quinta-feira dezenas de perguntas dos torcedores do Timão em uma transmissão ao vivo do GloboEsporte.com.

O ex-jogador, capitão do time nas conquistas da Libertadores e do Mundial de 2012, falou de tudo que envolve o clube. Ele não fugiu da raia ao dar detalhes sobre a chance de contratações e as negociações de contrato de Pablo e Balbuena. O cartola também tentou explicar a ótima fase corintiana no Brasileirão e prometeu fazer o máximo para não negociar nenhum atleta na próxima janela de transferência para o exterior



Veja abaixo os principais tópicos da entrevista de Alessandro:




entrevista exclusiva com o gerente de futebol do Corinthians, Alessandro


Balbuena

– Todas essas multas são o teto máximo do contrato, proporcional ao contrato. O Balbuena tem o contrato até o final do ano que vem. Muitos especularam que ele teria nos pressionado para sair. Não teve nada disso ( lê-se: A imprensa inventa e mente). O Balbuena ficou mal com isso e queria falar. Não teve nada nesse sentido. E, com certeza, vamos conversar sobre renovação, porque ele está se firmando no setor. Junto com o Pablo, ele forma a melhor dupla de zaga no Brasil, na minha opinião. O torcedor não deve se preocupar com essas multas baixas.


Propostas para atletas saírem

– Temos uma janela que nos coloca numa exposição muito grande. Se vier uma proposta sensacional temos que conversar com todos os lados. Mas essa não é nossa intenção. O que teve de concreto foi a proposta do Fenerhbahçe pelo Rodriguinho. Nós sentamos e discutimos, mas ficou claro que não era o momento ideal, tanto que o Rodriguinho vive um grande momento na carreira. Temos que ter calma, mas, em andamento, não tem nenhuma proposta oficial, só consultas.


Comparação com as vendas

– Olhando o histórico recentes de venda do clube, acredito que tiveram boas vendas. A do Felipe foi importante. O clube realmente precisa ser justo, precisa entender o mercado e fazer com que o negócio evolua em valor. Muitas vezes, o próprio atleta já vem conversar com o clube. Quem diz que quer sair ou não é o atleta. Eu não posso exigir que um atleta fique descontente aqui, o dia a dia dele com o grupo seria o pior possível. Nós cada vez mais precisamos entender que temos atletas valiosos e, que, se formos vender precisa valer a pena.

Castán

– Se ele vai voltar para o Corinthians é uma pergunta muito direta que eu não consigo responder, porque não há nenhuma negociação para que ele volte. O pai dele, o Marcelo, tem uma relação muito boa com a gente, assim como o Castán. O que nós analisamos do Castán é que ele realmente está apto a jogar, mas ele tem um compromisso com a Roma, ele tem contrato. Mas não há negociação em andamento.


Zagueiro é necessidade ou oportunidade?

– Não é uma necessidade, nós temos um setor defensivo muito sólido. E temos substitutos, não só os garotos Pedro Henrique e Léo, como o Vilson, podem substituir, como já fizeram. Mas temos aí uma janela e não podemos prever o que vai acontecer. Temos que monitorar, analisar, ter alguns atletas no radar. Nosso setor não tem só o Pablo e o Balbuena.


Pablo

– Cada dia que passa, eu me sinto muito confortável para falar porque eu olho para o atleta e vejo como ele está feliz. Ele estava na reserva do Bordeaux e agora está muito feliz por jogar e ter reconhecimento. Cada dia que passa, eu fico mais contente e confiante de que vamos chegar a um final feliz que é a permanência do Pablo. Mas tem um valor financeiro importante. Conversamos toda semana com o Fernando César, que é o empresário do Pablo. Tudo está caminhando para que tenhamos uma decisão importante para o torcedor, que é a permanência do Pablo.


– Não tem acerto ainda, estamos conversando. Jamais iríamos ao Bordeaux fazer uma aquisição para depois falar com o atleta. O mais importante é o lado do atleta. Não é em dias que você resolve isso, tem o valor financeiro (3 milhões de euros). A gente espera que consiga consolidar isso. As conversas estão acontecendo, mas o contrato não está na mesa para que o Pablo assine.


Cicinho e a busca por um lateral

– Monitoramos sim o Cicinho e buscamos informação a respeito. Não chegamos a nenhum acordo sobre o que vinhamos discutindo. O Léo é um jovem muito promissor, que às vezes o torcedor, fica com a expectativa que ele precisa substituir a altura o Fagner. O Fagner é um atleta referência, que vai para a Copa e vive um momento fenomenal na carreira. O Léo fez um excelente jogo contra o Fluminense na Copa do Brasil do ano passado. Neste ano cometeu alguns erros na defesa. A gente entende que ele está em um momento de evoluir, mas o torcedor corintiano precisa apoiar e acreditar, assim como nós fazemos. Precisamos ter calma, eu sei que os erros acontecem, mas acontecem tanto para os mais jovens como para os mais velhos. Temos que passar muita confiança para o Léo, que é um grande atleta.


Atletas emprestados (Lucca, Jean, Luidy e outros)

– Eles seguem no planejamento quando a gente toma a decisão de emprestar. Por que emprestamos? Porque imaginamos que eles não seriam titulares. Tem o Luidy, o Jean, que fez um gol na Chapecoense. Temos relatórios semanais de como eles estão indo. São atletas nossos. A primeira oportunidade de ter novos atletas é com esses atletas emprestados. A gente precisa colocar esse atleta no mercado. Você conversa com os clubes e na maioria das vezes esses atletas atendem o que outros clubes precisam. O empréstimo é para que eles tenham oportunidade de jogar. O último deles foi o Mendonza. Eu confesso que tive dificuldade de convence-lo a ser emprestado. Tive que perguntar qual a ambição dele.




Elenco próximo do tamanho ideal

– Eu acredito que seja muito próximo, uma vez que temos muitos garotos. Esses garotos muitas vezes não estão prontos para saírem daqui e disputar uma Série B. Tem o caso do CarlinhoS, do Mantuan, que acabaram de sair do Sub-20. É importante eles ficarem aqui convivendo. Temos o Jô, que é titular, o Kazim pronto para substituir e temos o Carlinhos, que pode ganhar uma oportunidade. Esse é o futebol, alguns atletas aproveitam as oportunidades e outros não. Temos uma numeração alta no elenco, uma vez que temos 16 atletas formados na base. Todos os atletas que pensamos que deveriam sair, saíram. O Maycon, no ano passado, tomou a iniciativa de sair e sentou com a gente, porque tínhamos jogadores aqui titulares e ele viu que não iria jogar.

Reforço de peso/carência

– Não vejo uma carência absurda e imediata para que a gente tenha que trazer um atleta para reforçar a posição. O Pedro Henrique substituiu o Pablo e o Balbuena muito bem. E é difícil ficar muito tempo sem jogar e substituir bem, só treino é pouco. Não temos uma necessidade gravíssima. Espero que ela não aconteça tão cedo.



Reforço de peso?

– Sobre uma possível contratação de peso, não existe nada no radar. Nada impede dela acontecer. Toda vez que aparecer uma chance de contratação de peso, precisamos saber o perfil desse atleta. Hoje, esse elenco é muito comprometido com ele mesmo. Vamos ter muito cuidado em trazer um atleta que fique longe desse perfil que o grupo criou.



– Nada impede de daqui a pouco, a gente receber uma proposta maluca e perder alguém. Meio-campista, se a gente não tivesse conseguido repatriar o Jadson, talvez a gente não conseguiria repatriar alguém.



Reforços se encaixaram

– Perderemos muitos atletas importantes depois do título brasileiro de 2015. Ali, tivemos que ir ao mercado e não tinha como economizar. Conseguimos. No meio do ano, quando saiu o Tite e todos os outros funcionários, ali não tivemos uma perda de atletas, com exceção do Elias e do Bruno Henrique, nós tivemos uma perda de departamento. Ali foi um outro momento muito distinto. Era o momento de frieza, mas não estou diminuindo o Cristóvão.


Cristian
– Não recebemos proposta oficial, recebemos algumas consultas. Em todas, nossa posição foi a mesma. Estamos propícios a emprestar o atleta. Isso não impede em recolocar o atleta no mercado. Tecnicamente, ele é um atleta que jogaria em muitos clubes do futebol brasileiro. Eu jamais travaria a chance de ele jogar. Muitas e muitas consultas, mas nada concreto. A nossa vontade aqui é a mesma do Cristian, que ele possa jogar. Uma vez que entendemos que no Corinthians ele não vai jogar mais.



Walter
– Não pensamos em muito nenhum. No Rio, eu fui abordado por muitos torcedores flamenguistas me perguntando quando ele iria para o Flamengo. Mas é muito difícil ele sair. O Walter e o Cássio têm nível para ser titulares em qualquer equipe brasileira. Eles estão em um nível de competitividade muito alto. Eles respeitam o clube e o processo de oportunidades. A nossa vontade é continuar fomentando essa disputa entre eles. Que eles continuem com esse apetite e essa disputa saudável.



Luciano
– Temos até o final do mês uma prioridade para o Leganes contratar. Ele está de férias. Se o clube francês não fizer a aquisição, nós vamos trazer o atleta e conversar com o Carille sobre o aproveitamento dele no elenco. É importante que ele tenha uns dias para descansar. Vamos comentar com a comissão técnica para ver se ele será aproveitado ou não. O Botafogo fez uma consulta e outros clubes falarão. Não dá para descartar o aproveitamento dele, é um jovem de potencial.



Liderança
– A felicidade é enorme, porque você terminar um estadual campeão, se classificar na mesma semana para uma fase avançada na Sul-Americana e liderar o Brasileiro não é fácil de acontecer. O combustível desse elenco são as vitórias. São atletas extremamente competentes e os melhores elencos do Brasil (Flamengo e Palmeiras), mas não sei avaliar de longe. O que temos que fazer é instigar nosso elenco a continuar vencendo. Quando alguma derrota chegar, algo inevitável, que nada mude nesse elenco. Que eles continuem buscando as vitórias.




Hipotético jantar com Alexandre Mattos
– Quem paga a conta é ele, e ainda vamos tomar o melhor vinho.
Surpresa com a fase do time
– Não quero usar a palavra surpresa, porque surpresa seria esperar acontecer algo sem acompanhar. O acréscimo que os reforços deram foi muito grande. Na Flórida, a gente já ficou com uma expectativa muito boa. Esquecemos tudo que passou no fim do ano passado. Foi mais rápido do que imaginávamos, porque esperávamos uma oscilação, derrotas em clássico, e isso não aconteceu. Fomos campeões paulistas, avançamos na Copa Sul-Americana e estamos numa toada muito importante no Brasileiro. O que eles começaram a construir lá em janeiro, na pré-temporada, foi surpreendente.



Alessandro respondeu às perguntas dos torcedores do Corinthians no GloboEsporte.com (Foto: Bruno Cassucci)







Corinthians aguarda clube espanhol para definir futuro de centroavante Luciano

– Temos até o final do mês uma prioridade para o Leganés contratar. Ele está de férias. Se o clube espanhol não fizer a aquisição, nós vamos trazer o atleta e conversar com o Carille sobre o aproveitamento dele no elenco. É importante que ele tenha uns dias para descansar. Vamos comentar com a comissão técnica para ver se ele será aproveitado ou não. O Botafogo fez uma consulta e outros clubes farão. Não dá para descartar o aproveitamento dele, é um jovem de potencial – afirmou Alessandro Nunes, gerente de futebol do Corinthians









Corinthiano atacante Jô quer Timão humilde



Jô tem sido um exemplo para os mais jovens no Corinthians (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

– É complicado conter a animação com 20 jogos invicto, sendo líder do campeonato com seis vitórias, mas tenho mostrado exemplos. Falo que não ganhamos nada, são apenas vitórias. Os números são expressivos, mas temos que dar continuidade até o final do ano. Não podemos pensar que somos imbatíveis – disse o atacante.













 
















Feliz com fase no Corinthians, jovem volante Maycon: Hoje nada me tiraria do Corinthians

Volante afirma que só pensa no Corinthians e no seu filho pequeno
Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga
15/06/2017 09h20


A consolidação como titular do Corinthians e o nascimento do filho no último mês de abril são os motivos que fazem Maycon só pensar no Timão. O volante do Timão, líder do Campeonato Brasileiro com 19 pontos, afirmou depois da vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, quarta-feira, na Arena, que não pretende deixar o clube agora. Pelo contrário. 


– Hoje nada (me tiraria do Corinthians). Estou muito feliz aqui, com bebê pequeno. Nada me tiraria daqui – garantiu o jogador do Timão.


Maycon se consolidou na equipe durante a campanha do título paulista. O garoto teve de atuar por empréstimo na Ponte Preta no segundo semestre do ano passado antes de receber oportunidades definitivas no Corinthians. Com 42 jogos pelo Timão e cinco gols marcados, ele espera ter rodagem ainda maior antes de partir para o futebol internacional. 



Maycon tem total confiança do técnico Fábio Carille (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians) 


– Quero conquistar mais títulos. Espero fazer uma história bonita ainda antes de sair, não estou pensando nisso agora, ainda está muito cedo, pois comecei a jogar neste ano aqui. Tem que ser algo bom para o clube e para mim, mas não é o momento. Estou realmente muito feliz aqui e pretendo seguir ainda por muito tempo no clube – destacou o volante. 
Líder do Brasileirão com 19 pontos, o Corinthians volta a campo no próximo domingo, às 11h, no estádio Couto Pereira, para encarar o Coritiba.








Corinthians, lider isolado, recebe dupla da Seleção e retoma formação campeã paulista após seis jogos

Fagner e Rodriguinho reforçam a equipe diante do Coritiba, domingo, às 11h, no Couto Pereira. Paulo Roberto e Marquinhos Gabriel voltam para a reserva. Time principal só jogou junto por 42 minutos

Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga

15/06/2017 11h00
O elenco do Corinthians passou por sua maior prova na temporada. Em seis jogos com desfalques em quase todos os setores do time, o aproveitamento foi de 100%. Para o confronto do próximo domingo com o Coritiba, às 11h (horário de Brasília), no Couto Pereira, o técnico Fábio Carille deve voltar a ter seu time ideal em campo.

De volta ao Brasil depois de dois amistosos com a Seleção, contra Argentina e Austrália, Fagner e Rodriguinho se reapresentam ao Timão nesta quinta-feira, no CT Joaquim Grava. O Corinthians, então, poderá ter em campo sua formação principal.

Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô foram a base do Corinthians campeão paulista

Fagner e Rodriguinho, do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)

Desde então, desfalques fizeram Carille ter até de improvisar na equipe – Paulo Roberto foi lateral-direito nas vitórias sobre V asco, 5P e Cuzeiro. Depois da vitória por 1 a 0 sobre os mineiros, nesta quarta-feira, na Arena Corinthians, o técnico elogiou o aproveitamento.
– Perdemos o Balbuena por quatro jogos, os jogadores da Seleção, mas pensamos jogo a jogo. A partir da partida contra o Vasco, pensamos jogo a jogo. Trabalhamos para vencer, buscar a vitória, independentemente da estratégia – afirmou Carille.

O Corinthians vem de 6 vitóias seguidas. Fez 13 gols e tomou apenas quatro. E manteve a liderança do Brasileirão, com 19 pontos.

Os jogos também mostraram que há boas peças de reposição recuperadas no elenco. Destaques para o zagueiro Pedro Henrique, que foi bem durante o tratamento de Balbuena, e o meia Marquinhos Gabriel, que teve a responsabilidade de substituir Rodriguinho.
– A equipe está bem montada, mas estava bem montada antes com o Rodriguinho também. Se eu continuar jogando ou entrar no segundo tempo, terei a mesma vontade que tive nesses três jogos. Vou continuar me dedicando para, quando surgir a oportunidade, estar preparado como estive – disse Marquinhos Gabriel

O desgaste gerado pela sequência de jogos poderia fazer Carille poupar algum jogador no domingo, mas a tendência é de que isso não aconteça. O meia Jadson, que preocupava a comissão técnica, não reclamou de dores depois da partida contra o Cruzeiro e está bem. Ele vinha com incômodo muscular há algumas partidas.


















Corinthians apresenta equipe de volei na Arena

15 DE JUNHO DE 2017 ÀS 10:05 por daniel bortoleto

O time de volei Corinthians/Guarulhos foi apresentado na noite desta quarta-feira no intervalo da partida de futebol entre Corinthians 1x0 Cruzeiro, na Arena Corinthians

Além do experiente líbero Serginho, corinthiano de coração que participou do lançamento do time e do central Sidão, a equipe alvinegra apresentou o central Riad e o levantador Rafinha, ex-Sesi, o oposto Rivaldo e o ponta Ygor Ceará, o também ponteiro Rogério Mineiro, o central Luizinho e o levantador Rodrigo Ribeiro (que defendia Juiz de Fora).

A base mais jovem é formada pelos pontas Alan Patrick e Fábio e o oposto Gabriel. Os três treinam com a Seleção Brasileira sub-23 em Saquarema (RJ), para a disputa do Mundial da categoria. Eles se apresentarão ao técnico Alexandre Stanzioni apenas em setembro.
Previous


1/4Sidão entrando em campo (Nicolas Ornellas)

1/4Time e comissão técnica no gramado (Nicolas Ornellas)
1/4Dia de apresentação (Nicolas Ornellas)

1/4Foto na Arena Corinthians (Nicolas Ornellas)
1/4Sidão entrando em campo (Nicolas Ornellas)

1/4Time e comissão técnica no gramado (Nicolas Ornellas)Next

O objetivo do treinador alvinegro neste início de temporada é coloca colocar todo o elenco em condição de jogo para a maratona de campeonatos que o time irá participar: Copa sp , Taça Ouro, Campeonato Paulista e Superliga.

– A primeira coisa é fazer a retomada física desses atletas, o ajuste de alguns jogadores que estão voltando de lesão, de condição de jogo como o Ceará e o Sidão, incorporando a parte técnica e tática para que possamos estar aptos até o final de julho para as competições que iremos disputar – analisou Alexandre Stanzioni.

A equipe iniciou os treinamentos físicos nesta semana no Ginásio da Ponte Grande em Guarulhos e passará por avaliações físicas na próxima semana no CT Joaquim Grava, do Corinthians.

– Não será fácil, independente de termos um grupo forte que irá brigar sempre pelas primeiras colocações, é um trabalho que nasceu agora, e o mais importante é que todos irão precisar de todos, trabalhando muito forte, muito duro para ir em busca do nosso primeiro objetivo que é entrar para ganhar – disse Riad.

Na comissão técnica do Corinthians, dois ex-jogadores: Joel Monteiro, ex-oposto com passagens por tantas times grandes e pela Seleção Brasileira, será o gerente. Já Orlando Araújo, ponta que jogou muito tempo em Santo André, será auxiliar técnico de Alê Stanzioni.




























Peça importante em 3 vitórias do lider Corinthians, meia Marquinhos Gabriel promete manter “pegada” após aproveitar chance




Marquinhos Gabriel conquistou a torcida na ausência dos selecionáveis do Corinthians (foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Hoje titular do lider Corinthians, o meia Marquinhos Gabriel se empenha para seguir em alta sob o comando do técnico Fábio Carille. O jogador ganhou uma sequência de jogos como titular em função dos desfalques na equipe e teve atuações convincentes nas vitórias do Timão sobre V asco, 5P e Cuzero.

“Tenho que pensar que posso dar conta do recado aqui. Se não acreditasse nisso, não teria vindo para o Corinthians. Quando me perguntaram se queria ficar, falei a todo momento que sim. Agora, é continuar assim. Se parar, as críticas voltarão. Quero seguir nessa pegada porque o final do ano poderá ser bem feliz”, comentou, vislumbrando o título do Campeonato Brasileiro.

Marquinhos Gabriel foi poupado ao sentir dores musculares na coxa direita no segundo tempo do triunfo do lider Timão por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, na quarta-feira, na Arena Corinthians, sendo substituído por Clayson. Ele passará por exames na tarde desta quinta-feira, e brigará por titularidade mesmo com voltas de Rodriguinho .

A impressão que Marquinhos Gabriel deixou nos últimos jogos foi positiva. Fábio Carille tem elogiado repetidamente o atleta e até o apontou como exemplo para Giovanni Augusto, outro que foi tido como moeda de troca pela diretoria e almeja uma recuperação técnica.

“Todo o mundo tem me ajudado muito. Esse grupo me abraçou da mesma forma que está abraçando o Giovanni agora. Agradeço a todos. Sem eles, eu não seria nada”, discursou Marquinhos Gabriel.

- Para mim está sendo muito bom, mas a gente está falando de futebol e a gente fala coletivamente, então tem que exaltar todo mundo pela entrega que a gente está tendo nos jogos. Contra o Cruzeiro a gente sofreu e está sabendo sofrer nesses jogos aí, e importante é ficar lá em cima, estar em primeiro e vencer os jogos em casa.








Corinthians se reapresenta a tarde com volta de dois selecionáveis

Fagner e Rodriguinho voltarão ao CorinthiansDaniel Augusto Jr

LANCE! - 15/06/2017 - 07:30
Como já era esperado, o Corinthians terá as voltas dos selecionáveis: lateral-direito Fagner e meia Rodriguinho, na partida de domingo, contra o Coritiba, no Couto Pereira. A dupla retorna após ficar à disposição da Seleção Brasileira, mas o técnico Fábio Carille ainda tem preocupações para a partida da sétima rodada do Brasileirão.

Carille revelou que Jadson estava atuando com dores nos últimos confrontos e disse que analisará com os médicos e fisiologistas do clube a condição dos jogadores. O Corinthians teve cinco partidas seguidas de meio e fim de semana, o treinador não descartou poupar atletas para o duelo em Curitiba.

- O Jadson estava jogando com dores nas últimas partidas, mas saiu sem dor na vitória do Timão sobre Cruzeiro, o que nos deixa contente para o próximo jogo. Sempre vou decidir em conjunto com o departamento médico e fisiologistas para ver se precisa tirar algum jogador ou não. Se tiver que poupar, assim como já fizemos com Jadson e Jô na Copa do Brasil, vamos poupar. Sobre Fagner e Rodriguinho, eles estão confirmados para o jogo de domingo - afirmou Carille.

O treinador também elogiou o elenco ao lembrar os desfalques nas três últimas partidas. Além da dupla da Seleção Brasileira, o Corinthians Romero, que estava com a seleção do Paraguai, e também sem Balbuena, que voltou de lesão na vitória do Timão sobre 5P

- Dificilmente vocês vão me ver reclamando do elenco. Estamos aqui para resolver problemas, trago como desafios, foram três jogos difíceis, o Paulo Roberto muito bem, com erros normais para um cara que não é da posição (volante jogou improvisado na lateral direita). O Pedro (Henrique) jogando atrás e indo bem também. Fiquei muito feliz. Temos um elenco bem equilibrado que sempre vai dar a resposta - disse Carille.

O Corinthians volta a treinar na tarde desta quinta-feira, no CT Joaquim Grava. Como de costume, os titulares farão um regenerativo na academia, e a expectativa é que Fagner e Rodriguinho voltem aos trabalhos no Timão. A dupla retornou da Austrália na noite de quarta.











Técnico Fábio Carille segue trabalhando Corinthians jogo a jogo
Com sequência de seis vitórias consecutivas, Timão consolidou liderança após triunfo diante do Cruzeiro, que deu ao time 90,5% de aproveitamento conquistados nas sete primeiras rodadasFábio Carille trabalha Corinthians jogo a jogo e lidera Brasileirão(Marco Galvão/Foto Arena)
15/06/2017
Corinthians futebol feminino venceu por 2x1, fora de casa, a ferroviaria de araraquara, por jogo de ida das quartas de final do brasileiro feminino de futebol 2017 20h15






Com o Corinthians, lider isolado, 6 vitórias e 1 empate. o técnico Fábio Carille reafirma que pensa jogo a jogo e vibra com aproveitamento atual de 90,5% dos pontos conquistados nas sete primeiras rodadas
“Para chegar ao título de um campeonato a gente busca sempre equilíbrio, trabalha com um aproveitamento de 70% de pontos”, explicou o comandante, apontando a performance como algo muito acima do imaginado. O desempenho dentro de campo, no entanto, foi exaltado.

“Anormal é a pontuação, não é anormal o rendimento. São jogos em que a equipe tem mostrado o padrão, a repetição que a gente leva nos treinamentos. É claro que você não vai conseguir jogar bem 38 rodadas, mas é isso, conseguimos ganhar mesmo em duelo difícil como esse”, afirmou o treinador, que tem seis triunfos consecutivos e chegou a 20 partidas sem perder na atual temporada.

“Não vou ficar pensando muito em invencibilidade, sei que vão falar bastante disso daqui para frente, vou continuar pensando muito no meu grupo de atletas e trabalhando jogo a jogo”, observou.