6 de jun de 2017

CORINTHIANS 06/06/2017

Corinthians receberá R$ 525 mil sob nova transferência de meia Everton Ribeiro por ser clube formador

































Corinthians libera atacante Luciano para novo empréstimo; Botafogo e Cruzeiro no páreo

Sem perspectiva de negociação em definitivo, Timão busca economia com salários e admite empréstimo do atacante para os seis meses finais de contrato

Por Marcelo Braga

06/06/2017 22h13

Em reunião com os empresários do jogador nesta terça-feira, o Corinthians liberou o atacante Luciano para negociar e acertar com outro clube por empréstimo até o final do ano, quando acaba seu contrato. Dono de 25% dos direitos econômicos do jogador, o Timão entende que dificilmente conseguirá uma negociação em definitivo, então quer economizar com salários.

Fora dos planos do técnico Fábio Carille, o jogador de 24 anos tem propostas de Botafogo e Cruzeiro, times que hoje aparecem como favoritos a conseguirem a contratação. Internamente, há quem indique uma preferência da diretoria do Corinthians para o acerto com o Botafogo ou Cruzeiro

De férias em Goiás, onde vive sua família, Luciano aguarda a evolução das negociações. Jogador do Leganés nos últimos nove meses, o jogador atuou em 27 partidas na temporada. Apesar de não ter sido titular, anotou quatro gols e deu duas assistências no Campeonato Espanhol. O gol mais importante saiu contra o Real Madrid, em derrota por 4 a 2. Apesar de possuir preferência de compra, o clube europeu não deve efetuar a contratação em definitivo do jogador brasileiro.

No Timão entre 2014 e 2016, Luciano disputou 93 jogos e marcou 24 gols pelo clube, tendo uma participação importante na campanha do hexa, até sofrer uma séria lesão no joelho direito. No ano passado, foi negociado em agosto após perder espaço dentro do elenco.















Boatos sobre negociações no Corinthians


Quanto aos reservas, a chance de uma transferência é maior. Hoje, quem desperta maior interesse do exterior é o atacante Léo Jabá. Sem espaço nos últimos meses, ele pode receber uma proposta do futebol russo – seu empresário, Fernando Garcia, diz que apenas consultas foram tratadas até o momento. A diretoria corintiana diz não ter nada em mãos.





Corinthiano atacante reserva jovem Léo Jabá pode ter propostas do exterior (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)


Neste caso, porém, não haveria oposição por uma negociação. O Corinthians tem 75% dos direitos econômicos do atacante e pode faturar um bom valor com a venda do reserva.

Também apenas boatos e especulações envolvem os nomes de Guilherme Arana, Maycon e Rodriguinho sobre possível interesse europeu. O zagueiro Pablo está emprestado pelo Bordeaux até dezembro, e a diretoria precisa exercer o direito de compra até o fim de junho. Essa é a prioridade corinthiana no momento.


A ideia, aliás, é contratar mais dois nomes para o elenco do Brasileirão ficar completo: um zagueiro, que pode ser Leandro Castán, e um lateral-direito. Cicinho, do Ludogorets, da Bulgária, está distante de um acerto. A diretoria analisa opções para o setor.

O atacante colombiano Mendoza, que não jogou em 2017, foi emprestado ao Bahia até o fim do ano.










Menos vazada e mais disciplinada: zagueiro do Corinthians destaca números da defesa

Pedro Henrique diz que orientação da comissão técnica é para evitar faltas bobas. Corinthians comete menos de dez por jogo e foi pouco advertido com cartões amarelos até agora


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga
06/06/2017 18h22
Colider do Campeonato Brasileiro com dez pontos, Corinthians vêm se destacando também pelos números defensivos. Em quatro partidas disputadas, sofreu apenas um ol
O zagueiro Pedro Henrique destacou na entrevista coletiva desta terça-feira, no CT Joaquim Grava, a postura responsável do time na hora de marcar, o que o coloca como o mais disciplinado da competição. Com 37 faltas cometidas (9,25 por jogo), o Timão foi o time que menos cometeu infrações no campeonato.

– O professor (Fábio Carille) sempre pede para a gente pressionar, mas não fazer falta boba e tomar cartão. A gente vai pressionando os times sem falta, estamos conseguindo roubar a bola de forma limpa. Queremos nos manter como um time consistente, mas sem tomar cartões e nem tomar gols para sermos a defesa menos vazada e a mais sólida – analisou o jogador.







Pedro Henrique durante treino do Timão (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)


Em quatro rodadas, o Corinthians recebeu só três cartões amarelos até agora e nenhum vermelho, liderando também neste quesito. Apenas Fagner, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel foram advertidos. O time não levou nenhuma advertência nas vitórias do Timão sobre Atlético-GO e Santos. Nesta quarta, o Timão enfrenta o Vasco, em São Januário.















Em tratamento, volante Marciel não é relacionado no Corinthians para evitar doping


Volante sofre com doença que tem a queda de cabelo como o principal sintoma. Problema é causado por estresse e ansiedade e tem feito o atleta treinar utilizando um gorro


Por Globoesporte.com

06/06/2017 18h18

O Corinthians informou nesta terça-feira que o volante Marciel não tem sido relacionado para as partidas não por opção técnica, mas sim para evitar que ele seja flagrado no exame antidoping. Isso porque o jogador usa medicamentos para tratar uma doença chamada alopécia areata.

Tal problema tem como principal sintoma a queda de cabelos. Por conta disso, Marciel raspou a cabeça e vem treinando nas últimas semanas com um gorro.

O atleta de 22 anos não atua desde 29 de março, quando enfrentou o Linense. No elenco profissional do Timão desde 2015, Marciel fez 16 jogos e marcou um gol.



Marciel faz tratamento contra queda de cabelo (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)


















Titular do Timão pela primeira vez, Clayson diz que pode substituir Romero à altura no ataque

Meia-atacante entrará na vaga do paraguaio na partida do Timão contra o Vasco, nesta quarta-feira, no RJ. Jogador de 22 anos atuará pela faixa esquerda


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga
06/06/2017 18h00

O atacante Clayson promete que o torcedor do Corinthians não sentirá falta da raça e disposição de Romero no jogo do Corinthians contra o Vasco, nesta quarta-feira, às 21h45, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro.
Titular pela primeira vez, o meia-atacante será o substituto do paraguaio, que defende a seleção do Paraguai em amistoso contra o Peru, mas que tem retorno garantido para o Majestoso de domingo
– Eu ajudo tanto quanto o Romero, se tiver que voltar lá atrás, não vou deixar de voltar de maneira nenhuma, mas claro que são características um pouco diferentes. Isso não vai mudar – garantiu.




Clayson é uma das novidades do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

Aos 22 anos, Clayson jogará apenas pela terceira vez pelo Timão. Escalado aberto pela esquerda, ele será uma das três novidades da equipe, que terá também Paulo Roberto na vaga de Fagner e Marquinhos Gabriel na de Rodriguinho, já que a dupla defende a seleção brasileira na Austrália.
– Não muda muita coisa, são jogadores com características um pouco diferentes, mas nada absurdo. Carille me pediu para preencher a linha, tenho costume de ir um pouco mais para dentro, mas não vai mudar muita coisa – garantiu o jogador.











Com lesão muscular, meia Danilo adia chance de retorno ao Corinthians

Há mais de nove meses em recuperação de cirurgia, meia sofre estiramento na panturrilha esquerda e inicia novo tratamento no CT. Ele ainda não tem data para reforçar a equipe

Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga
06/06/2017 17h53
O meia Danilo teve nova complicação na sua tentativa de voltar aos gramados pelo Corinthians. Um estiramento muscular na panturrilha esquerda vai adiar o retorno do jogador por mais algumas semanas.
O problema foi detectado sexta-feira passada, durante testes de rotina realizados pelo clube com Danilo. Sem jogar há mais de nove meses, ele está em fase final de recuperação de fratura em dois ossos (tíbia e fíbula) da perna direita

Como o processo de recuperação é longo, Danilo estava sujeito a lesões musculares, de acordo com o departamento médico do clube. Ele não vinha treinando com bola justamente para evitar um problema maior. O tratamento clínico é considerado satisfatório até o momento.




Danilo chegou a treinar com bola, mas tratamento exige cuidados extras (Foto: Marcelo Braga)

Danilo sofreu a lesão em 30 de agosto de 2016, durante um treino no CT Joaquim Grava. O problema foi tão grave que ele correu risco de ter a perna direita amputada. Fosse em outro lugar, num jogo fora de casa, com estrutura menor para tratamento imediato, ele poderia ter lidado com complicações ainda maiores.

A fratura causou lesões arterial, venosa e neurológica. Numa fratura comum, os médicos usam uma haste intramedular na perna. Sem essa possibilidade, foi necessária uma cirurgia mais delicada, com maior tempo de imobilização – e, consequentemente, de inatividade. Prestes a completar 38 anos, ele também teve recuperação mais lenta.

Danilo tem contrato com o Timão até dezembro. O futuro é uma incógnita, mas, a princípio, o meia não cogita a aposentadoria. O vínculo não deve ser renovado. A partir daí, a decisão estará nas mãos de Danilo. A diretoria acompanha tudo de perto e não descarta convite para o meia ocupar algum cargo dentro do clube.









Corinthians relaciona 22 atletas para enfrentar o Vasco


Meia Giovanni Augusto volta antes do prazo inicial, recuperado de cirurgia no tornozelo esquerdo em abril Confira a lista de jogadores do Timão que viajam ao Rio


Por Globoesporte.com


06/06/2017 17h41


O Corinthians terá uma novidade no banco de reservas nesta quarta-feira, às 19h30, em São Januário, onde enfrentará o Vasco, às 21h45, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Recuperado após cirurgia no tornozelo esquerdo, o meia Giovanni Augusto voltou a ser relacionado pelo técnico Fábio Carille.


Faz quase dois meses desde a última vez que o jogador entrou em campo pelo Timão. Foi no segundo tempo da partida contra o Internacional, no dia 12 de abril, quando ele machucou a cartilagem e teve de passar por cirurgia. O prazo inicial para retorno era de três meses, mas o atleta teve boa recuperação e conseguiu retornar antes da expectativa.





Giovanni Augusto está de volta ao Corinthians após quase dois meses (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)


Sem contar com Fagner, Rodriguinho e Romero, nas seleções, o Timão irá a campo contra o Vasco com: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Jadson e Clayson; Jô.



Veja a lista de relacionados do Corinthians para o duelo desta quarta:

Goleiros: Cássio e Walter;

Zagueiros: Pedro Henrique, Pablo e Léo Santos;

Laterais: Guilherme Arana e Moisés;

Volantes: Paulo Roberto, Gabriel, Maycon, Camacho, Fellipe Bastos e Warian;

Meias: Jadson, Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto e Pedrinho;

Atacantes: Clayson, Jô, Léo Jabá, Clayton e Kazim. Corinthians escalado pelo técnico Fabio Carille


volante Maycon participa da atividade desta terça, no CT, e será titular na partida desta quarta, no Rio de Janeiro. Timão terá três desfalques


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga


06/06/2017 17h12

O torcedor do Corinthians ganhou uma boa notícia na tarde desta terça-feira. Maycon, que era dúvida para o jogo contra o Vasco, na quarta, às 21h45, em São Januário, pela quinta rodada do Brasileirão, participou de toda a atividade de campo e está confirmado para a partida no Rio.


A presença de Maycon era incerta por conta de dores na coxa direita. Na vitória do Corinthians por 2 a 0 sobre stos, no último sábado, ele foi substituído no segundo tempo pelo problema, dando lugar a Camacho. Com a manutenção do jogador, o Timão tem três desfalques para o jogo: Fagner e Rodriguinho, que defendem a seleção brasileira, e Romero, com a seleção paraguaia.


O Corinthians está escalado com: Cássio, Paulo Roberto, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Marquinhos Gabriel, Jadson e Clayson; Jô.

Preocupado com as mudanças, a comissão técnica do Timão deu bastante ênfase ao trabalho tático nesta terça, principalmente nos aspectos defensivos pelo lado direito, onde o volante Paulo Roberto será improvisado como lateral. A tendência é que ele pouco ataque, o que tornará a presença do lateral-esquerdo Guilherme Arana no campo adversário ainda maior nesta partida.

Veja as informações do Corinthians para o jogo contra o Vasco:

Local: S Januário

Data e horário: quarta-feira, 21h45 (de Brasília)

Provável escalação: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Jadson e Clayson; Jô.

Desfalques: Fagner, Rodriguinho e Romero (convocados); Balbuena, Léo Príncipe e Mantuan (machucados), Danilo e Vilson (em recuperação física)

Corinthians tem 21.000 ingressos vendidos para majestoso




Os associados do programa podem garantir presença pelo www.fieltorcedor.com.br até as 20h desta terça-feira (06)







18h00 06/06/2017 - Agência Corinthians




Neste domingo (11), às 16h, o Corinthians tem mais um compromisso pelo Brasileirão 2017. Na Arena Corinthians, o Timão recebe 5P. Os ingressos para esta partida já estão à venda pela internet para sócios e não sócios do Fiel Torcedor. Até o momento foram vendidos 21.000 ingressos para o confronto.




Os associados do programa podem garantir presença pelo www.fieltorcedor.com.br até as 20h desta terça-feira (06). Os ingressos para não sócios já estão à venda pelo www.ingressoscorinthians.com. Os torcedores podem comprar os bilhetes via internet até as 11h do domingo (11).






Após boas atuações no Corinthians, Pedro Henrique quer deixar “dúvida” para Fábio Carille

Com lesões de Pablo e Balbuena, zagueiro formado no terrão tem ganhado chances entre os titulares do Corinthians: “A sequência vem sendo boa para mim”


18h20 06/06/2017 - Agência Corinthians






© Divulgação


O início da trajetória do Corinthians no Campeonato Brasileiro 2017 trouxe lesões aos zagueiros do grupo. Primeiro, foi Pablo, se contundindo logo no jogo de estreia, contra a Chapecoense. Na rodada seguinte, contra o Vitória, foi a vez de Balbuena se machucar. Apesar do retorno de Pablo, a oportunidade surgiu para Pedro Henrique, que vem se estabelecendo como titular do Timão com boas atuações no início da competição. Ao lado da Chape, o Alvinegro tem a melhor defesa em quatro rodadas, com apenas um gol sofrido.

No próximo compromisso alvinegro, contra o Vasco fora de casa, o jovem revelado na base corinthiana deve ter mais uma chance de sair jogando e, quem sabe, colocar um ponto de interrogação na cabeça do técnico Fabio Carille.

"Fico triste com a lesão deles. Aprendo muito com eles, dois grandes zagueiros. A sequência vem sendo boa para mim, fiz grande partida contra o Santos, tem sido importante. Deixo uma dúvida para o professor”, disse o camisa 34 em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira (06) após o treino no CT Dr. Joaquim Grava.

Além de Pedro Henrique, outros atletas do elenco corinthiano terão chance de jogar como titulares nesta rodada, como Paulo Roberto, Marquinhos Gabriel e Clayson, já que Fagner, Rodriguinho e Romero estão a serviço das seleções nacionais – Brasil e Paraguai – nesta semana. Para o zagueiro, o grupo do Timão é qualificado, pode suprir à altura as ausências e manter o padrão de boas atuações.

“Quem entra quer mostrar serviço e mostrar que dá conta. Confiamos em todo elenco, em cada um, estamos tranquilos. Vamos fazer uma boa partida contra o Vasco”, finalizou Pedro Henrique.

O Corinthians enfrenta o Vasco no estádio São Januário, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (07), às 21h45, pela quinta rodada do Brasileirão 2017




Clayson mostra confiança na estreia como titular do Timão: ‘’Estou pronto’’

“Venho trabalhando forte para isso”, afirmou o atacante do Corinthians, que deve substituir Romero, que está com a seleção do Paraguai, contra o Vasco pelo Brasileirão


17h50 06/06/2017 - Agência Corinthians






© Divulgação


O próximo jogo do Corinthians pelo Campeonato Brasileiro 2017, contra o Vasco fora de casa, deve trazer a estreia do recém-contratado Clayson como titular da equipe corinthiana, substituindo Romero, que está a serviço da seleção do Paraguai nesta semana. Por conta disso, o atacante foi sabatinado pela imprensa presente no CT Dr. Joaquim Grava nesta terça-feira (06). Após o treino do dia, o camisa 25 demonstrou confiança para o desafio.

“A gente age naturalmente. Venho trabalhando forte para isso. Quando não tiver os jogadores, na seleção ou machucados, tenho de estar pronto para jogar. Estou tranquilo e focado para jogar. Venho trabalhando forte para isso, temos um grupo qualificado. Expectativa boa, espero fazer minha estreia de titular da melhor maneira possível para sairmos com os três pontos”, disse Clayson.

Novato na equipe do Parque São Jorge, o atacante elogiou o grupo de jogadores do Timão. Segundo Clayson, a união do elenco foi o que lhe chamou mais a atenção nesse começo de trajetória no clube alvinegro, que já o deixou à vontade.

"É um grupo de jovens de caráter que trabalha sério. Isso me chamou a atenção, além da estrutura e das pessoas que trabalham aqui", finalizou o jogador.

O Corinthians enfrenta o Vasco no estádio São Januário, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (07), às 21h45, pela quinta rodada do Brasileirão 2017


















































Titular do Timão pela primeira vez, Clayson diz que pode substituir Romero à altura

Meia-atacante entrará na vaga do paraguaio na partida contra o Vasco, nesta quarta-feira, em São Januário. Jogador de 22 anos atuará pela faixa esquerda


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga,



06/06/2017 18h00
Clayson promete que o torcedor do Corinthians não sentirá falta da raça e disposição de Romero no jogo contra o Vasco, nesta quarta-feira, às 21h45, em São Januário, pelo Campeonato Brasileiro.

Titular pela primeira vez, o meia-atacante será o substituto do paraguaio, que defende a seleção do Paraguai em amistoso contra o Peru, mas que tem retorno garantido no domingo

– Eu ajudo tanto quanto o Romero, se tiver que voltar lá atrás, não vou deixar de voltar de maneira nenhuma, mas claro que são características um pouco diferentes. Isso não vai mudar – garantiu.




Clayson é uma das novidades do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)


Aos 22 anos, Clayson jogará apenas pela terceira vez pelo Timão. Escalado aberto pela esquerda, ele será uma das três novidades da equipe, que terá também Paulo Roberto na vaga de Fagner e Marquinhos Gabriel na de Rodriguinho, já que a dupla defende a seleção brasileira na Austrália

– Não muda muita coisa, são jogadores com características um pouco diferentes, mas nada absurdo. Carille me pediu para preencher a linha, tenho costume de ir um pouco mais para dentro, mas não vai mudar muita coisa – garantiu o jogador.

Veja as informações do Corinthians para o jogo contra o Vasco:
Local: São Januário, no Rio de Janeiro
Data e horário: quarta-feira, 21h45 (de Brasília)
Provável escalação: Cássio, Paulo Roberto, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Jadson e Clayson; Jô.
Desfalques: Fagner, Rodriguinho e Romero (convocados); Balbuena, Léo Príncipe e Mantuan (machucados), Danilo e Vilson (em recuperação física)
















Corinthians escalado, recebe boa notícia: Maycon vai jogar


Volante Maycon esteve em campo nesta terça-feira, no CT do Timão (Foto: Daniel Augusto Jr)

Gabriel Carneiro - 06/06/2017 - 17:55

O Timão terá a seguinte escalação: Cássio; Paulo Roberto, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Marquinhos Gabriel, Jadson e Clayson; Jô.
Hoje, o volante Maycon treinou no gramado do CT Joaquim Grava e está escalado para o confronto da quinta rodada do Campeonato Brasileiro.
Ao todo, o técnico Fábio Carille tem nove desfalques para o jogo de São Januário: Fagner, Rodriguinho e Romero, em seleções, Balbuena, Vilson, Léo Príncipe, Mantuan e Danilo, por questões físicas, e Marciel, que tem feito uso de medicamento que requer aprovação do controle de doping da CBF. Destes nomes, quatro (Fagner, Rodriguinho, Romero e Balbuena) são titulares e serão substituídos por Paulo Roberto (improvisado na lateral direita), Marquinhos Gabriel, Clayson e Pedro Henrique (este pelo terceiro jogo consecutivo).

Nesta terça-feira, Carille aproveitou o treinamento para ajustar a escalação remendada com um trabalho tático no gramado do CT Joaquim Grava. Após aquecimento com todo o grupo, o treinador dividiu titulares e reservas. Enquanto os jogadores que não começam jogando fizeram um treino técnico em espaço reduzido, os titulares trabalharam posicionamento em bolas paradas defensivas e ofensivas e outros ajustes para o duelo contra o Vasco.

Maycon, que saiu do clássico do último sábado com dores na coxa direita, trabalhou sem restrições. Os exames médicos realizados na manhã desta terça-feira não acusaram qualquer lesão e ele está liberado para atuar.















Chega ao fim a entrevista coletiva da dupla.
17:30


CLAYSON:

"Não muda muita coisa, são jogadores com características um pouco diferentes, mas nada absurdo. pediu para eu preencher a linha, tenho costume de ir um pouco para dentro, mas não vai mudar muita coisa"

17:29

PEDRO HENRIQUE:
"Me espelho muito no Gil, humilde, trabalhador, observei e aprendi muito com ele. E tem Thiago Silva, David Luiz, Marquinhos, a gente olha para aprender o que de melhor tem neles"

17:29
CLAYSON:

"Ajudo tanto quanto o Romero, vou até atrás, são características diferentes, mas vou ajudar"


17:29
PEDRO HENRIQUE:

"Professor sempre pede para você pressionar, não fazer falta boba e tomar cartão. A gente vai pressionando os times sem falta, estamos conseguindo roubar a bola limpo, vamos manter um time consistente sem tomar cartão e gol para sermos uma defesa menos vazada e sólida"

17:28 Clayson e Pedro Henrique, titulares amanhã, falam com a imprensa aqui no CT #trCOR




17:26


PEDRO HENRIQUE:"em qualquer campeonato o Corinthians vai brigar"

17:25
CLAYSON
"Difícil falar o melhor time do Brasil, tem times qualificados, Brasileirão é assim. Mas campeonato é longo, tem lesões e saídas. Corinthians é um deles e vai brigar lá em cima"

17:25
CLAYSON:
"O que mais me chamou a atenção foi o grupo, que me deixou à vontade. É um grupo de jovens de caráter que trabalha sério. Isso me chamou a atenção, além da estrutura e das pessoas que trabalham aqui"

17:23
PEDRO HENRIQUE Vamos seguir fazendo o que a gente faz, vamos sair sem tomar gol"

17:23
CLAYSON
"A gente age naturalmente, venho trabalhando forte para isso, quando não tiver os jogadores qualificados na seleção ou machucados, tenho que estar pronto para jogar. Estou tranquilo e focado para jogar"

17:23
PEDRO HENRIQUE:

"Fico triste com a lesão deles (Pablo e agora Balbuena), aprendo muito com eles, dois grandes zagueiros. A sequência vem sendo boa para mim, fiz grande partida contra o Santos, a sequência tem sido importante. Deixo uma dúvida para o professor"

17:22
CLAYSON INICIA A COLETIVA:

"Venho trabalhando forte para isso, temos um grupo qualificado. Expectativa boa, espero fazer minha estreia de titular da melhor maneira possível para sairmos com os três pontos"

17:22
Clayson e Pedro Henrique já estão na sala de imprensa.

Corinthians escalado. Volante Maycon participa da atividade desta terça, no CT, e será titular na partida desta quarta, no Rio de Janeiro. Timão terá três desfalques
Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga
06/06/2017 17h12
O torcedor do Corinthians ganhou uma boa notícia na tarde desta terça-feira. Maycon, que era dúvida para o jogo contra o Vasco, na quarta, às 21h45, em São Januário, pela quinta rodada do Brasileirão, participou de toda a atividade de campo e está confirmado para a partida no Rio.

A presença de Maycon era incerta por conta de dores na coxa direita. Na vitória do Timão por 2 a 0 sobre o stos, no último sábado, ele foi substituído no segundo tempo pelo problema, dando lugar a Camacho. Com a manutenção do jogador, o Timão tem três desfalques para o jogo: Fagner e Rodriguinho, que defendem a seleção brasileira, e Romero, com a seleção paraguaia.

Diante dos problemas, tecnico Fabio Carille escalou Corinthians com: Cássio, Paulo Roberto, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Marquinhos Gabriel, Jadson e Clayson; Jô.

Preocupado com as mudanças, a comissão técnica do Timão deu bastante ênfase ao trabalho tático nesta terça, principalmente nos aspectos defensivos pelo lado direito, onde o volante Paulo Roberto será improvisado como lateral. A tendência é que ele pouco ataque, o que tornará a presença do lateral-esquerdo Guilherme Arana no campo adversário ainda maior nesta partida.




Veja as informações do Corinthians para o jogo contra o Vasco:
Local: São Januário, no Rio de Janeiro
Data e horário: quarta-feira, 21h45 (de Brasília)
Provável escalação: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Jadson e Clayson; Jô.
Desfalques: Fagner, Rodriguinho e Romero (convocados); Balbuena, Léo Príncipe e Mantuan (machucados), Danilo e Vilson (em recuperação física)























Clayson e Pedro Henrique na área. #trsccp






Léo Jabá também deve ser relacionado. #trsccp









Giovanni Augusto deve ser novidade no banco de reservas. Ele está recuperado de lesão e treina bem nesta terça. #trsccp

Clayson e Pedro Henrique serão os entrevistados do dia no CT. #trsccp

Carille, agora, trabalha bola parada com os titulares. Na atividade tática, deu muita liberdade a Clayson e Marquinhos Gabriel. #trsccp
Cássio é o aniversariante do dia. Completa 30 anos hoje. Teve bolo antes do treino... #trsccp





Balbuena vai fazer trabalho físico ao lado do fisioterapeuta Caio Mello. Zagueiro tem chance remota de voltar domingo . #trsccp








Prioridade de Carille é acertar a linha de defesa. Paulo Roberto, na direita, deve subir pouco ao ataque. Liberdade total a Guilherme Arana.
Fábio Carille recebe os titulares para treino tático nesta terça. #trsccp









Corinthians: Cássio, Paulo Roberto, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Marquinhos Gabriel, Jadson e Clayson; Jô. #trsccp
Recuperado de um desconforto na coxa direita, Maycon treina com os titulares e deve ir para o jogo. #trsccp
Boa tarde! Corinthians treina para o jogo desta quarta, contra o Vasco. Maycon em campo! #trsccp














Corinthiano meia Danilo trata contusão muscular após recuperar-se de grave lesã que durou nove meses de recuperação





Meia completa 38 anos no domingo(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)



Gabriel Carneiro - 06/06/2017 - 16:05



Fora de ação há nove meses, quando quebrou dois ossos da perna direita e correu até mesmo risco de amputação do membro após lance em treino do Corinthians, o meia Danilo precisará adiar em mais algumas semanas seu retorno aos treinamentos sem restrições junto com o restante do grupo. Nos últimos dias, o jogador de 37 anos teve diagnosticado um estiramento muscular na panturrilha esquerda e já iniciou tratamento no CT Joaquim Grava. Pelo tempo de afastamento, o clube considera a lesão como normal.


"No seu retorno às atividades, Danilo teve uma intercorrência muito comum nesses casos de longo período fora dos gramados", justificou o clube, por meio de nota oficial. Além da lesão delicada, o meia completa 38 anos no domingo, e a idade exerce influência no prazo de recuperação.


Em agosto de 2016, durante um treinamento fechado comandado por Cristóvão Borges, Danilo sofreu grave lesão e foi levado de ambulância do CT Joaquim Grava. No dia seguinte ele já operou as duas fraturas na perna direita e iniciou os períodos de repouso e em seguida de tratamento. Ele retomou os treinamentos em campo em abril, mas já sob precaução do departamento médico e comissão técnica, que não estabeleceu previsão de retorno.



Segundo relatos de membros da comissão, Danilo vinha mostrando muita euforia com o retorno aos gramados, mas é justamente essa empolgação que preocupa os profissionais do clube. Em outras palavras: se pudesse, o meia de 37 anos treinaria forte todo dia até conseguir voltar, mas uma carga muito alta pode atrapalhar o processo gradativo de retorno aos gramados e gerar novas lesões. O Corinthians trata a volta dele com calma.








Especula-se que Corinthians possa ter propostas por atacante Léo Jabá, além de Guilherme Arana. fox sports





Corinthians anuncia a renovação de contrato de jovem zagueiro Léo até 2020



Léo renovou com o CorinthiansDaniel Augusto Jr


LANCE! - 06/06/2017 - 14:35

O jovem zagueiro Léo, de 18 anos, renovou nesta terça-feira seu contrato com o Corinthians até setembro de 2020. O vínculo anterior ia até setembro de 2018.
- Contrato renovado, vou ficar mais um tempinho junto dessa torcida maravilhosa. Prometo que vou dar muitas alegrias a essa torcida - afirmou Léo, em vídeo divulgado pela TV Corinthians.

As negociações para prorrogar o contrato do zagueiro se arrastaram por vários meses. Léo, inclusive, chegou a trocar de empresário neste período. O defensor é visto no clube como uma das principais promessas dos últimos anos.
Léo foi promovido ao elenco profissional do Timão em 2016, quando ainda tinha 17 anos. Ao todo, ele soma três jogos pelo Corinthians, sendo dois este ano, e um gol, no empate por 1 a 1 com a Ponte Preta, pela primeira fase do Paulistão.

Com Léo, o Corinthians mantém seu projeto de renovações. Só nesta temporada, o zagueiro foi o décimo jogador do elenco profissional a prorrogar o vínculo com o Timão. Antes dele, estenderam seus contratos: Rodrigo Figueiredo (até o fim de 2019), Moisés (até o fim de 2019), Pedrinho (até o fim de 2020), Rodriguinho (até o fim de 2019), Guilherme Arana (até o fim de 2021), Maycon (até o fim de 2021), Marciel (até o fim de 2020), Caique (até o fim de 2020) e Léo Príncipe (até o fim de 2019.



Corinthians prorroga o contrato do zagueiro Léo
14h00 06/06/2017 - Agência Corinthians



Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

No inicio da tarde desta terça-feira (06), o Sport Club Corinthians Paulista aumentou o vínculo com o zagueiro Léo. Anteriormente, o contrato se encerrava em dezembro de 2018. Agora, o término passa a ser em setembro de 2020.

Formado nas categorias de base do Timão, Léo foi promovido ao elenco profissional do Timão em 2016, quando tinha apenas 17 anos. Na campanha do 28º título Paulista, conquistado no início de Maio, o zagueiro anotou o gol de empate no duelo contra a Ponte Preta, no Moises Lucarelli, pela fase de grupos da competição estadual.
Corinthians renova com jovem zagueiro Léo até 2020
Apontado como uma das maiores promessas da base do clube, zagueiro integra o elenco profissional desde o ano passado, e atuou em alguns jogos do Timão durante esta temporadaLéo renova com Corinthians até 2020 (Daniel Augusto Jr/Agencia Corinthians)
6/06/2017 14h


Após deixar tudo acertado há cerca de 15 dias, o Corinthians anunciou nesta terça-feira a extensão do vínculo com o zagueiro Léo , de 18 anos, cria das categorias de base que integra o elenco profissional desde o ano passado. Anteriormente, o contrato se encerrava em dezembro de 2018. Agora, o término passa a ser em setembro de 2020.

Dono de 30% dos seus direitos, com o restante vinculado ao clube, Léo, depois de meses sem resolução, trocou de empresário e viu as tratativas avançarem de forma muito mais natural. Em pouco tempo, também já tinha as bases salariais acertadas para o novo vínculo.

Por ter grande parte dos direitos ainda vinculada ao Timão, diferentemente de vendas recentes, Léo aparece como atleta com bastante margem de lucro no futuro. Sua renovação, por sinal, segue a linha adotada neste ano com jovens da base.

Preocupada com o assédio de clubes do exterior com o maior aproveitamento de nomes como Caíque França, Léo Príncipe, Guilherme Arana, Maycon, Pedrinho e Marciel, a cúpula alvinegra resolveu assinar novos acordos com cada, pelo menos por mais dois anos do que os antigos, aumentando salários e, consequentemente, a multa rescisória.

Dos nomes que se firmaram no elenco na atual temporada, resta apenas uma extensão a Léo Jabá, também de 18 anos. Dono de um contrato maior do que os companheiros, até dezembro de 2018, ele deve ser chamado para conversar até o meio do ano para tratar de uma renovação. Seu salário, por sinal, não sofre reajustes desde a primeira assinatura no profissional, realizada a pedido do técnico Tite, em 2015.












Corinthians tem 18.500 ingressos vendidos para majestoso

Os associados do programa podem garantir presença pelo www.fieltorcedor.com.br até as 20h desta terça-feira (06)

10h30 06/06/2017 - Agência Corinthians

Neste domingo (11), às 16h, o Corinthians tem mais um compromisso pelo Brasileirão 2017. Na Arena Corinthians, o Timão recebe 5P. Os ingressos para esta partida já estão à venda pela internet para sócios do Fiel Torcedor. Até o momento foram vendidos 18.500 ingressos para o confronto.

Os associados do programa podem garantir presença pelo www.fieltorcedor.com.br até as 20h desta terça-feira (06). Os ingressos para não sócios estarão à venda pelo www.ingressoscorinthians.com nesta terça-feira (06), às 15h.










Médico do Corinthians veta Léo Príncipe e ve chance remota de volta de zagueiro Balbuena no domingo
– O Balbuena está fazendo trabalho físico e talvez volte a campo na quarta-feira. Porém, tem chance pequena de voltar domingo - declarou Julio Stancati, médico do Timão
Enquanto o paraguaio tem chances remotas de disputar o Majestoso, o lateral-direito Léo Príncipe já está vetado do duelo. Apesar de estar em estágio final de recuperação de um estiramento na coxa esquerda, ele seguirá desfalcando a equipe.
– A situação dele é mais delicada. O Léo está tratando, no processo de transição, mas não tem chance de voltar ainda – explicou Stancati. Timão embolsará cerca de R$ 523 mil com volta do meia Everton Ribeiro ao futebol brasileiro, por ser clube formador










Para se adaptar ao fuso, Fagner, Rodriguinho e demais atletas fazem passeio em Melbourne


Seleção Brasileira enfrentará Argentina e Austrália nos próximos dias 09 e 13 de junho
11h20 06/06/2017 - Agência Corinthians




© Reprodução/CBF
Com uma diferença de 13 horas à frente em relação ao horário de Brasília, os jogadores e membros da comissão técnica da Seleção Brasileira também trabalham em Melbourne para se adaptar o mais rápido possível. Com Fagner e Rodriguinho, o grupo fez um passeio na manhã desta terça-feira (06) para manter os atletas acordados.

O grupo fez um passeio de barco pelo Yarra River, rio que corta Melbourne. Da embarcação, os jogadores e a comissão técnica puderam ver os principais pontos turísticos da cidade. Depois do desembarque, o grupo ainda caminhou por mais alguns lugares e pelo centro comercial da cidade.

Nesta sexta-feira (09), às 07h30 (horário de Brasília), a Seleção Brasileira enfrenta a Argentina. Na terça da semana que vem (13), no mesmo horário, o adversário será a Austrália. Os dois jogos acontecem no Melbourne Cricket Ground, localizado na própria cidade de Melbourne.

Desfalcado por seleções devido a má gestão da CBF no futebol brasileiro, Corinthians coloca elenco à prova pela primeira vez no Brasileirão














Colíder, Timão pode ter até quatro ausências diante do Vasco, na quarta-feira. Fábio Carille possui substitutos definidos, e diretoria ainda olha o mercado
06/06/2017 11h10
O Corinthians para o jogo contra o Vasco, quarta-feira, às 21h45, em São Januário, estará prejudicado pela CBF e amistosos que levarão Rodriguinho, Fagner e Romero estão servindo as seleções brasileira e paraguaia. Maycon fará exames médicos para saber se tem condições de atuar.
O técnico Fábio Carille conta hoje com 35 jogadores. Cinco deles, porém, estão machucados ou em recuperação: Danilo (cirurgia na perna direira), Vilson (artroscopia no joelho esquerda), Léo Príncipe (lesão na coxa esquerda), Mantuan (cirurgia no joelho esquerdo) e Balbuena (lesão na coxa esquerda). Do quinteto, o paraguaio é quem tem chance de jogar mais rápido, talvez contra 5P, dia 11, na Arena Corinthians







Jadson e Jô são alguns dos principais jogadores do Timão no Brasileirão (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)




Entre jovens e experientes, a maior carência do elenco é na lateral direita, onde o volante Paulo Roberto terá de ser improvisado. Nas demais posições, há substitutos da função de origem. Para o jogo no Rio de Janeiro, Marquinhos Gabriel e Clayson entrarão nas vagas de Rodriguinho e Romero, respectivamente.




À procura de oportunidades de negócio, porém, a diretoria vasculha o mercado e não descarta as contratações de um zagueiro experiente e de um lateral-direito. Cicinho, do Ludogorets, da Bulgáriafoi praticamente descartado. Leandro Castán, do Roma, surge como alternativa para a zaga.




Sem os quatro desfalques nesta quarta, são 26 opções para Carille escalar o time (contando Cássio e mais três goleiros). Deste grupo todo, 11 são jogadores jovens que recém-subiram das categorias de base, o que mostra a aposta do clube neste momento de crise: formar jogadores para não ter de fazer grandes investimentos e, depois, conseguir vendê-los. Nomes como Rodrigo Figueiredo, Warian e Carlinhos treinam com o grupo, mas não estrearam ainda.







Clayson vai ganhar uma chance contra o Vasco (Foto: Daniel Augusto Jr./Ag Corinthians)







Com 34 rodadas ainda pela frente, é certo que em vários momentos a equipe sofrerá com contusões, suspensões e convocações das seleções do Brasil e do Paraguai. A outra ameaça, essa bastante temida pela diretoria, é em relação à janela de transferências que se abre nesse mês e que pode levar destaques como Guilherme Arana, Maycon e Rodriguinho




Ciente de que para ser campeão brasileiro é preciso regularidade, o Timão tenta disparar na frente nas primeiras rodadas enquanto os principais adversários ainda vivem fase de reformulação e oscilação na tabela. Campeão como auxiliar técnico de Tite em 2011 e 2015, Carille sabe da importância da preparação dos reservas para um campeonato longo. Isso porque, cedo ou tarde, terão a missão de entrar em campo para repetir o padrão que os titulares vinham tendo.







Apesar da confiança no grupo, Carille ainda espera mais de jogadores como Camacho, Fellipe Bastos, Marciel, Pedrinho, Kazim, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel, Clayton, Clayson e Léo Jabá. Com uma caminhada longa e complicada pela frente, o técnico acredita que todos terão oportunidades.







JOGADORES DISPONÍVEIS PARA CARILLE NESTA QUARTA-FEIRA







GOLEIROS: Cássio, Walter, Matheus e Caíque

LATERAL-DIREITO: Nenhum

LATERAIS-ESQUERDOS: Guilherme Arana e Moisés

ZAGUEIROS: Pablo, Pedro Henrique e Léo Santos

VOLANTES: Gabriel, Paulo Roberto, Fellipe Bastos, Camacho, Marciel e Warian

MEIAS: Jadson, Pedrinho, Clayson, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel e Rodrigo Figueiredo

ATACANTES: Jô, Kazim, Clayton, Léo Jabá e Carlinhos












Fundamental nas conquistas do Corinthians campeão Libertadores da América e BiMundial, Cássio completa 30 anos

Com inúmeros títulos, o goleiro contabiliza 284 jogos até o momento com a camisa do Alvinegro


10h00 06/06/2017 - Agência Corinthians






© Renato Pizzutto/Placar


Nesta terça-feira (06), Cássio completa mais um ano de vida. Importante personagem na conquista invicta da Copa Libertadores e do Bi do Mundial de Clubes da FIFA, ambos em 2012, o goleiro do Corinthians faz 30 anos.

No Timão desde 2012, o arqueiro teve papel fundamental nas duas grandes conquistas. Com defesas espetaculares, Cássio conquistou a confiança e o respeito do torcedor alvinegro.

Na Libertadores, Cássio ficou marcado por espalmar um chute de Diego Souza, cara a cara, no segundo tempo do jogo de volta das quartas de final contra o Vasco, no Pacaembu. Um gol ali poderia acabar com as chances do sonho do título inédito do Corinthians. Já no Mundial de Clubes da FIFA, o goleiro parou o ataque do Chelsea (ING) na final com consecutivas intervenções. Com uma atuação de gala na decisão, foi escolhido o melhor jogador da competição.

Além dos dois importantes títulos, Cássio foi campeão paulista (2013), da Recopa Sul-Americana (2013), brasileiro (2015) e o Paulistão (2017). Atualmente, o goleiro do Timão soma 284 jogos em que atuou com a camisa corinthiana e é um dos jogadores que mais tem partidas pelo Alvinegro no atual elenco.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.








Corinthians pode repatriar seu zagueiro campeão da América de graça
Pai de zagueiro Leandro Castán vai à Itália e tem reunião na quarta por empréstimo ao Corinthians
Marcelo Silva se encontrará com a diretoria da Roma para negociar a liberação do zagueiro ao Timão.

Por Bruno Cassucci,
06/06/2017 07h02

O Corinthians espera evoluir nos próximos dias na tentativa de contratar o zagueiro Leandro Castán, de 30 anos. Um dos passos decisivos para fechar o acordo pode ser dado nesta quarta-feira, quando o pai do atleta, Marcelo Silva, se encontrará na Itália com a diretoria da Roma, clube com o qual o jogador tem mais dois anos de contrato. A reunião estava prevista esta terça-feira, mas foi adiada.
No encontro, Marcelo Silva tentará convencer os dirigentes a emprestar novamente o defensor, que na última temporada defendeu o Torino, também da Itália. A ideia é negociar com a Roma uma liberação sem custos, com o Timão tendo de pagar apenas salários.

Na conversa que teve com o pai de Castán, a diretoria corinthiana mostrou interesse na contratação do zagueiro, mas deixou claro que não está disposta a gastar.

– Estamos acompanhando isso de longe. Perguntaram para o Fábio Carille, ao Alessandro (gerente de futebol), e realmente nós gostamos do Castán, ele é um belo jogador. Mas temos de ver as condições. Ele tem mais dois anos de contrato, não vamos entrar em disputa em que tenhamos que gastar – afirmou Flávio Adauto, diretor de futebol do Corinthians, ao Globoesporte.com.



Castán foi avaliado positivamente pelo departamento de análise de desempenho do Timão, o Cifut. Entre agosto e janeiro, ele participou de 14 partidas do Campeonato Italiano, mas depois sofreu com lesões musculares e não jogou mais.
– Na verdade, o Castán tinha trabalhado comigo no Barueri em 2008. Ele e Ralf. Jogador com potencial enorme, não falei com ele, mas já tenho os números dele. Jogou o segundo semestre inteiro, sofreu uma lesão séria em janeiro e não conseguiu voltar. Tem muitas coisas que discutimos lá dentro, algo pode acontecer por esses dias – declarou o comandante alvinegro na última sexta-feira.

O zagueiro defendeu o Corinthians entre 2010 e 2012 e participou de 110 partidas pelo clube, e integrou o Corinthians campeão do Brasileirão de 2011 e da Libertadores da América do ano seguinte. A negociação com a Roma rendeu cerca de R$ 13 milhões aos cofres alvinegros na ocasião.


Em 2014, Castán foi diagnosticado com cavernoma (malformação vascular do sistema nervoso central, um tumor de três centímetros no cérebro) e foi obrigado a parar de jogar para se submeter a uma cirurgia. A operação foi bem-sucedida, mas o brasileiro precisou reaprender até a andar. Por conta disso, chegou a ficar mais de um ano fora dos gramados.















Diretor das categorias de base do Corinthians corta gastos e reformula departamento

Por Bruno Cassucci


06/06/2017 09h04


Nem parece que Carlos Nujud é diretor das categorias de base do Corinthians há pouco mais de dois meses. Neste curto período, profissionais foram demitidos, outros contratados, Coelho deixou o comando do time sub-20 – mas depois reassumiu, contratou o ex-goleiro Fernando Yamada como gerente da base


O cartola ainda disse ter encontrado desperdícios de recursos no departamento e prometeu deixar legados até fevereiro de 2018, quando acaba o mandato de Roberto de Andrade.


Confira a entrevista abaixo:

Eu sempre apoiei a administração do Roberto, que é um grande amigo. Sou conselheiro vitalício e tive a oportunidade de dirigir o futebol profissional, mas não aceitei por achar que o regime lá era profissional e dependeria muito de tempo, pois há viagens e tudo mais, então declinei o convite. Um dia o Roberto me ligou falando que precisava de mim no amador. Eu vim e aceitei o desafio. Procuramos moldar o departamento à nossa realidade financeira, conseguimos uma economia muito grande de salários. Nosso departamento foi o que mais economizou no clube neste semestre. Foi uma economia de quase 10% de economia no gasto geral do departamento. Esse resultado é significante.




Carlos Nujud, do Corinthians (Foto: Bruno Cassucci)


A grande verdade é que não estou sozinho no departamento. Tem o Jacinto e o Nenê do Posto (Carlos Roberto Auricchio), além de quatro ou cinco pessoas. Estamos dividindo responsabilidades. Na parte geral, estou eu, o Jaça e o Nenê. Dividimos muito as tarefas. Eu estava vindo aqui só no período da tarde. Como me recupero de uma cirurgia, minha família está tocando os negócios. Não estou querendo muito esquentar a cabeça, o que me deu uma disponibilidade maior de tempo. Eu aceitei o desafio em função disso, tenho como dividir esse tempo.

No profissional teria de ter uma dedicação 24 horas por dia, sete dias por semana, 365 dias por ano. Tem jogo domingo e quarta, tem de ir atrás de contratações, viagens, o dia a dia, tudo isso toma tempo. Eu estava vindo aqui 16h, despachava e ia embora. Isso me tomava muito menos tempo. Foi uma condição para eu aceitar o convite.


Como funciona essa divisão entre vocês?

Dividimos as tarefas. Nas viagens que a gente faz sempre tem um diretor acompanhando. O clube é responsável por tudo. Aliás, reformamos toda a frota de nossos ônibus, que estavam em situação precária. Fizemos o motor e tudo. Você não pode ir disputar, por exemplo, uma Taça BH e correr o risco de um acidente como aconteceu com o ônibus do Vasco.



Mas o Nenê e o Jaça são como diretores, têm as mesmas responsabilidades que você?

Eles viajam, trazem relatórios, acompanham treinamentos... O diretor está junto do captador, com o auxiliar, verificando tudo. O Yamada concentra algumas decisões mais internas. Se eu não estou e precisa de algo urgente, o Jaça autoriza. A gente conversa 24h. Estamos alinhados 110%. Dividimos a responsabilidade pelo bem do departamento. Todo mundo cuida de tudo. É tudo Corinthians. O cara cuida do sub-11, vai para viagem do sub-17...


Você garante que não houve troca de apoio político por cargos?

Não houve. Meu apoio ao Roberto sempre foi incondicional. O Jacinto trabalhou na base durante dez anos. Ele estava no departamento junto do Fausto. Esse foi um ponto nevrálgico da saída do Fausto, pois ele não aceitou a presença do Jacinto. Houve incompatibilidade entre os dois, o presidente foi intervir, e o Fausto não aceitou. É o que sei, mas não pretendo entrar nesse mérito. O Fausto é um grande amigo nosso, conselheiro, um cara do bem. Não quero saber quem tinha razão ou não. Aceitei o convite e estou tocando. Quando recebi o convite, telefonei para o Fausto. Numa boa, temos boa relação.


No começo da entrevista você falou sobre economia no departamento. Gostaria que explicasse mais detalhadamente.

Nossa preocupação é com o departamento como um todo. Enxugamos e tomamos algumas medidas significativas. Um exemplo: a alimentação dos atletas era feita antigamente no restaurante, pagávamos uma empresa terceirizada. Dava uns R$ 20 por refeição. Hoje é tudo no refeitório, sob supervisão da nutricionista do clube e gastamos R$ 7 ou R$ 8 . Além de darmos uma qualidade melhor de alimentação, estamos economizando. São quase 1.800 refeições por mês, com comida balanceada, fresca. São essas medidas que temos tomado de economia e qualidade de departamento. É uma medida praticamente imperceptível, mas que gera economia.


Quais outras medidas do tipo você pode citar?

Tudo é despesa, tudo envolve dinheiro. Estamos tentando enxugar sem perder qualidade. Antes pagávamos hora extra no transporte, havia motorista trabalhando 10h ou 12h por dia. Fizemos um escalonamento de carga horário e diminuímos muito os gastos. Estamos também controlando mais os gastos em viagens. Outro exemplo: comprávamos água para irrigar os campos do CT. Eu fui síndico de prédio recentemente, mexi com poço artesiano e tenho um amigo que trabalha com isso. Liguei para ele, peguei um orçamento e reduzi em 30% o custo da água em um telefonema. São detalhes.




A gente tem evitado o desperdício. Esse é o grande legado que espero deixar. Primeiro tem que enxugar, organizar e depois sair atrás do que precisa. Se você estiver desorganizado, gastando os tubos e quiser sair contratando, complica tudo.



Havia desperdício com a antiga diretoria?

No meu ponto de vista, sim. Se você tem um funcionário trabalhando em meio período, você precisa contratar outro. Se tem restaurante terceirizado, é um custo diferente de ter refeitório. Não é nem desperdício, mas uma orientação errada. Eu não assino nada se não tiver o supervisor da área me explicando por que quer e mostrando cotações. Isso tem reduzido custos sensivelmente. É 5% ali, 30% acolá...



Foi por economia que diversos profissionais foram demitidos? Porque o clube vinha obtendo bons resultados e mesmo assim houve uma grande reformulação...

Praticamente é isso. Conseguimos otimizar a parte de recursos humanos. Hoje todo profissional contratado pelo Corinthians chega em tempo integral, o que não acontecia no passado. Trabalha de manhã em uma categoria e à tarde, se não estiver na categoria dele, vai flutuar em outra para que se tenha a mesma linguagem. Assim, se pergunta de um jogador mais novo ou mais velho, ele já conhece, pois já passou por outra categoria. Isso mudou depois que assumi, foi uma coisa trazida pelo Yamada. Estamos fazendo isso em todas as categorias. Além disso, o setor de captação estava carente e está sendo melhorado. O centro do departamento é a captação.

Os profissionais que não foram demitidos se adequaram a essa nova realidade, de trabalhar em tempo integral?

Alguns ficaram, entenderam nossa filosofia e se readaptaram à nova metodologia de trabalho. E contratamos alguns novos. Não chegamos aqui para passar a vassoura e mandar todo mundo embora. Fizemos um enxugamento no departamento que estava um pouco inchado. Tinha gente que trabalhava de manhã e depois ia embora. Outros chegavam depois do almoço. Economizamos bastante com essa nova sistemática, pois assim otimizamos o trabalho.





Nujud (Foto: Bruno Cassucci)


Por que você decidiu contratar o Pepinho para ser técnico do time sub-20 e cerca de um mês depois voltou a efetivar o Coelho no cargo?

Quando nós chegamos aqui, encontramos uma situação difícil. Quando você perde um Tite da vida é difícil se organizar. Perder o Osmar Loss no amador é perder um top na base. Ele foi campeão de tudo, é muito competente. E o Coelho vinha num processo de ser auxiliar por muito pouco tempo. No início achei que ele não tinha tempo suficiente para pegar a cereja do bolo do departamento. Por informações, decidimos contratar o Pepe. Em pouco tempo, no período em que me recuperei da cirurgia, percebemos que a filosofia de trabalho do Pepe não condizia com aquilo que já tínhamos implantado. Entendemos que corria o risco de perder todo o trabalho que o Loss havia deixado.



O que seria essa filosofia de trabalho?

Metodologia em campo, intensidade de treinamento... O trabalho. Cada técnico tem um jeito. O perfil de um técnico muda de um para outro. E para não perder esse legado do Loss conversamos com o Pepe. Ele também entendeu a situação, expôs uma insatisfação dele, e então reconduzimos o Coelho. Eu me arrependo de ter tirado, o Coelho vem mostrando que merecia essa chance. Ele entendeu essa situação e está muito bem no cargo.


Então, você admite que errou?

Sim. Vi que estava equivocado. Tomei a decisão de contratar o Pepe para o lugar do Coelho antes de o Yamada chegar. Intempestivamente fiz algo que não deveria.



Para que fique claro: o Corinthians demitiu o Pepinho ou ele pediu para sair? Porque ele se disse aliviado ao deixar o cargo.

Foi em comum acordo. Na verdade havia uma dificuldade tanto da parte dele quanto da nossa. Sentamos para conversar e aconteceu naturalmente. Era uma intenção velada dele e nossa também. Conversamos e nos acertamos.



Muito se fala que não é possível um jogador entrar na base do Corinthians sem ter um "padrinho" forte. Conselheiros seguem indicando jogadores para o clube?

Conselheiro tem indicado, políticos indicam, amigos também. Todos participam, mas privilegiamos a qualidade técnica. É feita uma avaliação, tem um parecer do técnico, do auxiliar, do supervisor da categoria e do Yamada. Aí a aprovação vem para mim. Se a avaliação de qualquer um não for boa, ele está fora. Estamos fazendo um aplicativo agora na peneira, vamos informatizar todo o sistema. Uma vez recusado, o jogador não voltará ao clube. Porque antigamente havia isso: o cara era reprovado na peneira, mas depois voltava por outro caminho. Eram dados conflitantes, agora queremos unificar. A fila para teste é muito grande. Temos atletas inscritos para fazer peneira praticamente até o fim do ano. Precisamos otimizar o trabalho.



Não é problema o jogador ser indicado por conselheiros?

Não. O problema é o jogador que não tem aptidão continuar aqui. Ele pode ser um bom jogador independentemente de quem o indicou. O importante é o atleta dar o retorno. Se for bom, ele fica não importa quem o indica. Se for ruim, não permanece.



Eu não sei se tinha caminho mais fácil, mas agora não tem mais. Até acho que tinha, porque havia um pessoal com tempo muito longo de observação, e eu cortei isso. Agora são quatro treinamentos. Se o garoto não sobressair, não volta mais. Na base é muito diz que me diz. Viemos aqui para resgatar a credibilidade. Não tem mais essa história de padrinho. Ele pode até ser indicado, mas só vai ficar se tiver condições, ou então perderá o padrinho.


. Sempre que alguém tiver algum jogador para indicar aqui eu vou receber, e se o jogador tiver condições de ser aproveitado, ele será. Mas dentro dos protocolos do clube.

.



E como está a situação do Alyson? Ele tem contrato de formação perto do fim. Assinará um contrato profissional?

Estamos chamando o pai para uma reforma de contrato, é um jogador que tem potencial. Estamos agendando uma conversa. Não quero saber do que passou, não estou aqui para caçar bruxas. O que me interessa é daqui para frente.



Ainda sobre indicações, quando um conselheiro ou um empresário leva um jovem ao clube, ele recebe comissão?

Hoje não tem mais. Recebi aqui três contratos em que precisava pagar comissão ao empresário. Eu o chamei aqui e disse a ele que não pagaria comissão pois os jogadores não eram aquilo que esperávamos que fosse. Falei para ele levar os jogadores de volta. Estamos procurando emprestar esses jogadores e as comissões não serão pagas de comum acordo com o empresário. Fechei três portas e abri dez para que ele pudesse tirar proveito das indicações, mas sem pagamento de comissão.



Mas isso vale em todos os casos?

Para tudo deve haver uma exceção. Hoje a Fifa não permite a participação em direitos de atletas. De repente, ele traz um atleta aqui pedindo cinco mil ou dez mil reais, nada absurdo. Aí você tem que estudar caso a caso. Mas à princípio não pagaremos comissão a quem quer que seja. Por isso estamos otimizando o departamento de captação. Você paga um profissional para ele trazer atleta e tirar todo proveito disso. Até para evitar qualquer conversinha boba.




Pretendo deixar um departamento limpo, com resultados, um legado que dê um caminho para quem vier me suceder.



A contratação do Yamada para gerenciar o departamento gerou muitas críticas pelo fato de ele vir trabalhando como empresário e ter sido indicado pelo Edu Gaspar. Alguns torcedores organizados até vieram ao clube cobrá-lo. Como você encara essas reclamações?

Teve muita resistência, e eu fui firme no sentido de dizer que sabia o que estava fazendo. E ser amigo do Edu e tirar informações com o Edu é ruim? Hoje ele está no cargo máximo na carreira de gestor, na seleção brasileira. É o homem de confiança da CBF e do Tite. Qual o mal que tem nisso? Gostaria que estivesse tirando mais informações e que ele tivesse dando mais luz àquilo que temos de dificuldades no departamento.



O fato de ele ter atuado como empresário não é um problema?

Ele chegou com esse estigma e colocou-se sobre ele uma série de suspeitas. Sinceramente, quero afiançar o seguinte: tudo aquilo que esperávamos do Yamada ele tem correspondido. E com sobras. Na verdade ele não era empresário desse escritório, ele fazia a gestão do escritório. Captação, trabalhava... É lógico que ficava envolvido em um caso ou outro, mas ele não era empresário. Nesse período em que ele está aqui, em momento algum se levantou suspeita ou mesmo algum comportamento que o referendasse como empresário, mas sim como gestor. Com trabalho, ele tem revertido o pensamento de quem pensava o contrário.



Como tem sido o trabalho dele?




Quando eu fui diretor de futebol de 1998 a 2000, o Yamada foi terceiro goleiro, eu já tinha conhecimento de quem ele era. O Yamada estudou gestão de futebol, viajou, e em uma conversa nossa chegamos ao nome dele. Juntou a capacidade dele de colocar o plano em ação com a nossa vontade. Tecnicamente a gente não tinha esse conhecimento todo. Quando ele expôs o plano dele com muitos mais detalhes, juntou o útil ao agradável. Estamos colocando em prática tudo aquilo que ele nos propôs e que nós já imaginávamos executar no departamento. Foi um casamento perfeito.









Corinthians para quarta

21h45 Vasco x Corinthians
Transmissão: TV Globo para o estado paulista, SC, PR, MG, GO, TO, MS, MT, PE, CE, MA, PA (menos Santarém) e AP e Premiere, Premiere HD e PFCI





Corinthians faz projeção para contar com trio lesionado nos próximos dias

Balbuena tem chances de jogar o clássico do fim de semana, mas Léo Príncipe ainda trata lesão em estágio mais demorado. Já Vilson requer equilíbrio físico após três meses ausente


Gabriel Carneiro

6 JUN2017
08h06

Dos cinco jogadores do elenco do Corinthians que se recuperam de lesões atualmente, três já trabalham com projeções mais próximas de retorno às listas de relacionados do técnico Fábio Carille: Léo Príncipe, Balbuena e Vilson. Além deles, o volante Mantuan (passou por cirurgia no joelho esquerdo em 12 de maio) e o meia Danilo (foi submetido à delicada operação na perna direita em agosto do ano passado) também fazem tratamento, mas ainda sem previsão concreta de volta ao Timão.

Dos três que estão mais próximos, o caso mais iminente é de Balbuena. O paraguaio sofreu uma lesão de grau um na coxa direita na partida contra o Vitória, em 21 de maio, e foi até desconvocado de um amistoso de sua seleção para completar o tratamento no CT Joaquim Grava. Ele já iniciou a transição física, mas deve ser liberado para trabalhos com bola sem restrições só nos últimos dias da semana.

Caso o tratamento avance consideravelmente nos próximos dias, há uma chance de Balbuena ser relacionado para o clássico de domingo, às 16h, Corinthians x 5P, na Arena Corinthians, pela sexta rodada do Brasileirão. No entanto, é mais provável que o retorno seja mesmo no dia 14, na Arena, Corinthians x Cruzeiro.

Léo Príncipe também está próximo de retornar após um estiramento na coxa esquerda sofrido em 10 de maio. Ele ainda está em tratamento da lesão muscular e a tendência é que inicie a transição física na próxima semana. Assim, perde os jogos contra Vasco, São Paulo e Cruzeiro e tem chances de voltar contra o Coritiba, dia 18. Por fim, Vilson iniciou trabalhos em campo nesta segunda-feira, três meses depois de realizar uma artroscopia no joelho esquerdo. Assim que houver o reequilíbrio da musculatura em razão do tempo de tratamento, o zagueiro voltará a ser opção e poderá estrear em 2017.

Nesta quarta-feira, às 21h45, contra o Vasco, o Corinthians deve ter uma novidade em sua lista de relacionados. Trata-se de Giovanni Augusto, recuperado de uma lesão no tornozelo esquerdo e apto para ficar pelo menos no banco de reservas. Em contrapartida, Maycon será avaliado pelo departamento médico após dores na coxa direita e pode ser desfalque.

Amanhã, o Corinthians terá três baixas em razão de convocações: Fagner, Rodriguinho e Romero.






















Corinthiano meia Rodriguinho: ''O que nos faz chegar na Seleção é o trabalho que fazemos no nosso clube''

Meia concedeu entrevista coletiva em Melbourne (AUS) nesta sexta-feira e ressaltou o bom momento vivido no Corinthians


11h20 06/06/2017 - Agência

Com Fagner e Rodriguinho, a Seleção Brasileira já está em Melbourne (AUS) para a disputa de dois amistosos nos próximos dias. Nesta sexta-feira (09), às 07h30 (horário de Brasília), o Brasil enfrenta a Argentina. Na terça da semana que vem (13), no mesmo horário, o adversário será a Austrália.

Nesta terça-feira (06), os meias Rodriguinho e Willian, que começou a carreira no Corinthians, concederam entrevista coletiva em Melbourne. O camisa 26 do Timão começou falando sobre a relação que tem com o técnico Tite.

“Primeiramente, estou muito feliz pela oportunidade de estar aqui. Ele que me levou para o Corinthians, sabe muito bem meu trabalho. E o momento que eu estou vivendo... Por merecimento, ele me convocou e espero da melhor forma possível retribuir com dedicação para continuar sempre aqui, que é o objetivo de todos. Dentro de uma disputa sadia, representar a seleção da melhor maneira possível”, disse Rodriguinho.

“O momento que vivo é importante estando perto da Copa, de estar realizando um bom trabalho, sabendo que o que nos faz chegar na seleção é o trabalho que fazemos no nosso clube. Agora é nesses dois jogos tentar fazer o melhor. Lógico que o Tite já tem um grupo quase todo definido, mas tenho essa oportunidade de estar aqui e poder deixar uma dúvida pro Tite se eu tenho merecimento e tenho condição de chegar à Copa como todos os outros que estão aqui”, falou o camisa 26 do Timão.












Técnico corinthiano Fábio Carille define substitutos hoje




6 JUN2017

07h02




O Corinthians no jogo desta quarta-feira, contra o V.asco, às 21h45 (de Brasília), no estádio de SJanuário, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, não ter cinco titulares.




O técnico Fábio Carille não terá Fagner, Balbuena, Romero e Rodriguinho, nas seleções, Maycon é dúvida.




O volante Paulo Roberto será improvisado na lateral direita. Camacho, possível suplente de Maycon, entrou bem na vitória do Timão sobre stos. Marquinhos Gabriel, jogou bem, deu uma assistência a Jô no triunfo do Timao sobre o Vitória e será a opção para a ausência de Rodriguinho. Clayson, por sua vez, acabou de ser contratado e é cercado de expectativa na vaga de Romero.




"Talvez na parte ofensiva a gente perca um pouco, por isso o Paulo tem que se adaptar o mais rápido possível", comentou o centroavante Jô, externando o pensamento do elenco com relação aos três próximos jogos, todos sem a presença do lateral titular.




"O Fagner faz muito bem aquela parte da frente, acho que isso é o que pode dificultar mais. Acho que os outros dois podem ajudar, Clayson e Marquinhos são jogadores bem parecidos com os que vinham jogando. Agora é tentar ajudar o máximo possível para que o Paulo Roberto consiga ir bem dentro de campo", avaliou o camisa 7, enxergando no embate a possibilidade de os reservas mostrarem seu valor.




"Agora é a hora de quem está se preparando, vem treinando, mostrar a qualidade. Nós aqui sabemos a qualidade de cada um, agora é mostrar no jogo. Conhecemos a característica de cada um aqui dentro do elenco e esperamos que eles consigam demonstrar em campo. Vamos tentar fazer um grande jogo", concluiu.