19 de mai de 2017

CORINTHIANS 19/05/2017












Corinthians tem dia de treinos leves antes de ida à Bahia

Atacante Clayson, apresentado ontem, ainda não deve reforçar o Timão contra o Vitória, mas já trabalhou em campo nesta sexta-feira, véspera da viagem. Grupo teve até futevôlei no gramado do CT



Treino do Corinthians nesta sexta
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians



Treino do Corinthians nesta sexta
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians





Treino do Corinthians nesta sexta
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians





Treino do Corinthians nesta sexta
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians





Treino do Corinthians nesta sexta
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians





Treino do Corinthians nesta sexta
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians





Treino do Corinthians nesta sexta
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians





Treino do Corinthians nesta sexta
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians






Gabriel Carneiro

19/05/2017
17:15


O Corinthians trabalhou na tarde desta sexta-feira, sob chuva forte,  mas não ensaiou a escalação que vai enfrentar o Vitória. A ideia das atividades foi proporcionar momentos mais recreativos aos jogadores - houve um trabalho leve de fundamentos técnicos, como passe e cabeceio, em duplas, e depois um animado circuito de futevôlei, que durou até mesmo depois de Carille encerrar o treinamento do dia. Os trabalhos duraram cerca de duas horas, e só os goleiros realizaram atividades específicas mais exigentes.


O Corinthians já havia treinado dois dias com a mesma escalação e dificilmente terá novidades para domingo. Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô é o time titular. No time titular, Pablo é desfalque por incômodo na coxa direita. Já entre o restante do elenco, Léo Príncipe, Vilson, Mantuan, Danilo e Giovanni Augusto são baixas - o último realizou um treino físico com o fisioterapeuta Caio Mello no gramado do CT nesta sexta, e mostrou avanço na recuperação.


Apresentado na tarde de quinta-feira, o atacante Clayson foi a grande novidade do treinamento do Corinthians nesta sexta. Após assinar contrato por quatro temporadas com o Timão, o jogador de 22 anos trabalhou no gramado sem restrições, mas dificilmente estará regularizado a tempo da partida de domingo, às 16h, contra o Vitória, pela segunda rodada do Brasileirão. Apesar de estar bem fisicamente, Clayson ainda não teve nem sequer o contrato rescindido com a Ponte Preta antes de ser registrado como corintiano no Boletim Diário (BID) da CBF - o próprio jogador acha difícil que tenha condições de jogo no próximo desafio do Corinthians


Carille ainda comanda mais um treinamento na manhã deste sábado antes da viagem a Salvador, onde o Corinthians enfrenta o Vitória no domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova.








Dupla de Seleção do Corinthians fala sobre sonhos, novo status e até trote

Já 'veterano' em Seleção Brasileira, Fagner orienta Rodriguinho a 'evitar' ex-corintiano Gil na apresentação ao grupo do técnico Tite. Jogadores se dizem realizados por convocação


Fagner está no Corinthians desde 2014 e Rodriguinho chegou na temporada anterior (Foto: Daniel Augusto Jr)

Gabriel Carneiro
19/05/2017
18:36

- Eu já falei para ele tomar cuidado com o Gil.

Convocado pela segunda vez para a Seleção Brasileira - primeira aberta para jogadores de todo o mundo -, o meia Rodriguinho recebeu conselhos do lateral-direito Fagner nesta sexta-feira, dia em que o técnico Tite anunciou a lista para os amistosos contra Argentina e Austrália, em 9 e 13 de junho, com os nomes dos dois jogadores do Corinthians. Mesmo já sendo figurinha carimbada na Seleção, Fagner ainda demonstra felicidade pela oportunidade com Tite.

- Fico feliz mais uma vez de ser lembrado. Ao mesmo tempo dá essa ansiedade, esse frio na barriga, porque você é avaliado pelo que fez no clube. Estava em casa com a família, fiquei feliz de estar retornando, pelo clube proporcionar isso. É agradecer pelos meus companheiros também. A felicidade é imensa de poder estar retornando. Se vou jogar é só o Tite que pode dizer, mas por enquanto tenho que pensar nos jogos que tenho pela frente no Brasileirão - disse o lateral de 27 anos, que sonha em disputar a primeira Copa do Mundo em 2018.

Para Rodriguinho, o sonho de Copa do Mundo ainda está mais distante em razão da concorrência e do fato de estar sendo chamado só agora - ele estreou contra a Colômbia, no Jogo da Amizade em que só jogadores que atuam no Brasil puderam ser chamados, e agora terá duas chances de mostrar serviço ao técnico Tite. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o camisa 26 do Corinthians celebrou a convocação e a valiosa oportunidade aos 29 anos.

- A emoção é parecida com a primeira vez, a felicidade é a mesma de representar, alcançar um sonho que buscamos incessantemente desde pequeno de estar na Seleção. Mas hoje eu estava sozinho em casa, esperando, com esperança, e dá um frio na barriga quando vão saindo os nomes e não chega o seu. Até que acontece a explosão de alegria quando vem seu nome, logo compartilhei com a família e foi bem legal - diz Rodriguinho, que admite viver um novo status com a camisa alvinegra.

- A confiança é uma das coisas que mais te fazem evoluir no futebol e no esporte. Quando você tem dúvidas dá errado, e quando tem nível de confiança cresce e coloca para fora o que sabe fazer. É o que está acontecendo.


Para 'não estacionar', Fagner aprova busca do Corinthians por novo lateral

Titular da lateral direita do Corinthians pela quarta temporada consecutiva acredita que possível chegada de Cicinho pode fazê-lo evoluir. Durante ausência, dica é bem humorada

Lateral já realizou três assistências neste ano
(Foto: Daniel Augusto Jr)

Lateral já realizou três assistências neste ano
Daniel Augusto Jr
Gabriel Carneiro
19/05/2017
19:19

Frequente na trajetória do técnico Tite pela Seleção Brasileira, o lateral-direito Fagner é titular do Corinthians há quatro temporadas consecutivas e jamais teve a condição ameaçada pelos cinco treinadores que passaram pelo clube neste período - inclusive o atual comandante da Seleção. Em 2017, porém, o Timão corre atrás de um novo jogador da posição, e o camisa 23 gosta da notícia porque pode ajudá-lo a sair da "zona de conforto".

A busca do Corinthians por um lateral-direito é motivada justamente pela frequência de convocações de Fagner em contraste com a oscilação dos jovens Léo Príncipe e Mantuan, que são opções do elenco no setor e atualmente, por curiosidade, se recuperam de lesão. O Timão busca Cicinho, do Ludogorets (BUL), uma opção mais experiente, que disputará com os dois jovens a condição de sombra de Fagner. Não para o próprio titular.

- Eu acho que isso fica muito por parte da imprensa, de rotular um jogador que está vindo para ser reserva. Se o Fagner deixar de trabalhar ele corre o risco de perder a condição, ninguém tem cadeira cativa. A concorrência é válida para evitar uma zona de conforto, procurar sempre evoluir, não estacionar e achar que está bom. E o atleta que vier será muito bem recebido por todos para que consiga nos ajudar e render - disse Fagner, referindo-se a si mesmo na terceira pessoa.

Como Cicinho, foco para a posição, só poderá se apresentar em junho, o Corinthians terá que se virar em caso de necessidade da ausência de Fagner. Alguns jogadores têm treinado na lateral, casos de Paulo Roberto e Camacho, mas o titular da posição tem um conselho para dar ao técnico Fábio Carille.

- Quando eu não puder jogar podiam chamar o Henrique - brincou Fagner, muito parecido fisicamente com seu filho de sete anos, antes de responder seriamente a pergunta.

- Não sei exatamente o que vai acontecer quando eu for, mas ainda temos duas semanas até lá, dá para o Fábio pensar em alguma coisa e o jogador que ele escolher dará conta do recado e temos que dar confiança. Às vezes é um sacrifício para o jogador ser improvisado, mas o que tiver que ser feito será para manter o padrão.


Corinthiano selecionável Rodriguinho comemora boa fase no Timão: 'Melhor momento da carreira'

Nesta temporada, meia atuou em 23 jogos, fez oito gols e conquistou o Campeonato Paulista. Rodriguinho também analisou o confronto com o Vitória, neste domingo

Rodriguinho marcou oito gols neste ano
Daniel Augusto Jr

Rodriguinho em treino do Corinthians
Daniel Augusto Jr




Rodriguinho em treino do Corinthians
Daniel Augusto Jr

Fagner e Rodriguinho foram convocados
Daniel Augusto Jr



Rodriguinho diz viver melhor fase no Timão
(Foto: Daniel Augusto Jr)

LANCE!
19/05/2017
19:38


Convocado para a Seleção Brasileira nesta sexta-feira, o meia do Corinthians, Rodriguinho,  não tem dúvidas: vive seu melhor momento da carreira neste início de temporada com o Corinthians. Em 2017, ele atuou em 23 jogos, fez oito gols e conquistou o Campeonato Paulista.

- Sem dúvida é o melhor momento da minha carreira. O título ainda está fresco na memória, agora a convocação, sentimento muito especial. Agora a vida continua e temos que estar provando a cada dia, trabalhando, tendo um ano bom. O título e os gols estão ajudando a provar isso, não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira - afirmou Rodriguinho, em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, após treino no CT Joaquim Grava.

Além de falar sobre seu momento pessoal, Rodriguinho já analisou o próximo adversário do Corinthians. Neste domingo, o Timão enfrenta o Vitória, na Arena Fonte Nova, pela segunda rodada do Brasileirão. Após o empate com a Chapecoense na estreia do campeonato, o meia quer "arrancar pontos" em Salvador.

- Lógico que respeitando a equipe adversária, mas nossa intenção é ganhar sempre, ainda mais porque empatamos em casa, precisamos recuperar os pontos. Vai ser um jogo difícil, mas vamos para lá com a intenção de arrancar alguns pontos - disse Rodriguinho, que também reforçou a "facilidade" que o Corinthians tem em atuar fora de casa.

- Vai muito da nossa forma de jogar, conseguimos ter uma organização boa, trocando passes rápidos e com espaço conseguimos evoluir, criar oportunidades. Quando a gente tem que propor o jogo a dificuldade é maior, então quando joga fora facilita um pouco. Para mim, especificamente, posso infiltrar mais por ter o Jadson armador e o Romero rápido chegando na área. A gente acaba tendo uma certa facilidade - analisou.


Ao lado do lateral-direito Fagner, também convocado, Rodriguinho estará à disposição da Seleção Brasileira para os amistosos contra Argentina e Austrália, em 9 e 13 de junho. Com isso, a dupla desfalcará o Corinthians em três jogos.












Corinthians usará hashtag na camisa contra Vitória para promover campanha #AdotarÉamor

A parceria com o Conselho Nacional de Justiça divulga campanha para sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção; Dia Nacional da Adoção é celebrado em 25 de maio


15h00 19/05/2017 - Agência Corinthians




Hashtag #AdotarÉamor aparecerá na camisa do Corinthians neste domingo (21)

© Divulgação


Neste domingo (21), às 16h, o Corinthians enfrenta o Vitória pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Além de buscar os três pontos em Salvador-BA, o Timão entrará em campo por uma causa nobre: divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, de autoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A hashtag aparecerá na barra da frente do manto alvinegro.

Sobre a campanha

A parceria com o Corinthians é uma das ações que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) preparou para divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, que acontece nas redes sociais e no portal do Conselho durante todo o mês de maio, cujo objetivo é sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ vai liderar um “twittaço” da hashtag #AdotarÉamor às 11h da manhã, com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas.

Adoção no Brasil

Atualmente existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil. Destes, 7.577 já estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção, coordenado pela Corregedoria do CNJ.

Apesar de o número de pretendentes ser bastante superior ao de crianças, a conta não fecha principalmente porque o perfil exigido por quem vai adotar não é o mesmo das crianças que estão disponíveis nos abrigos. A idade é o fator que mais pesa para esse desencontro: 48% deles são adolescentes entre 13 e 17 anos de idade, faixa etária aceita por somente 0,7% dos pretendentes. Já 20,1% das crianças têm entre 9 e 12 anos de idade, e somente 3,3% dos pretendentes aceitam crianças nessa faixa etária.

Das 7.577 crianças aptas à adoção, 61,02% possuem irmãos, mas só 33% dos futuros pais aceitam essa condição. A raça é outro fator que limita o número de adoções possíveis, já que 65,62% das crianças são negras ou pardas, e 19,62% dos pretendentes só aceitam crianças brancas. Outro dado que restringe o perfil desejado é que um quarto das crianças cadastradas têm algum tipo de doença ou deficiência, mas 65,53% dos pretendentes somente aceitam crianças sem essa condição.

Corinthians usará hashtag na camisa contra o Vitória para incentivar a adoção

Clube terá #AdotarÉamor na barra da camisa na partida de domingo, em Salvador. Campanha digital é de autoria do Conselho Nacional de Justiça


Por GloboEsporte.com

19/05/2017 17h49

O Corinthians terá uma novidade na camisa na partida contra o Vitória, às 16h de domingo, na Arena Fonte Nova. O clube estampará a hashtag #AdotarÉamor na barra do uniforme, para divulgar a campanha digital do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 


A ação visa sensibilizar a população para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ realizará um “twittaço” com hashtag #AdotarÉamor às 11h. A campanha contará com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas. 



Camisa que o Timão usará contra o Vitória (Foto: Divulgação) 

Segundo dados oficiais, existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil, sendo que 7.577 estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção. Entretanto, a conta não fecha, já que quem vai adotar faz exigências de idade, raça e outras características, dificultando o processo.










Corinthians escalado para domingo contra Vitória. Técnico Fábio Carille confirma equipe com Pedro Henrique na zaga

Clayson faz primeiro treino. Atacante participa nesta sexta-feira de atividade no campo, porém, ainda não está regularizado na CBF. 

Por Bruno Cassucci e Diego Ribeiro

19/05/2017 17h46

O técnico Fabio Carille comandou uma atividade leve nesta sexta. Depois do aquecimento, os jogadores foram divididos em três grupos e disputaram partidas de futevôlei em clima descontraído.

Neste sábado, o Corinthians encerra a preparação para a partida contra o Vitória pela manhã e na sequência embarca para Salvador. Carille deve comandar um trabalho tático somente com os titulares no gramado para decidir a escalação. 

Com incômodo na coxa direita, o zagueiro Pablo será o único desfalque do Timão. Assim, a equipe deve ir a campo com: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô.

O atacante Clayson fez seu primeiro treino em campo com a camisa do Corinthians nesta sexta-feira. Porém, mesmo estando bem fisicamente, o ex-jogador da Ponte Preta tem chance mínima estrear pelo Timão neste domingo, contra o Vitória, já que não foi regularizado junto à CBF.

Um pouco tímido, o reforço alvinegro, que foi apresentado na última quinta-feira, conversou com companheiros, deu algumas risadas e arriscou embaixadinhas e outras firulas com a bola. 




Clayson participa de trabalho em campo nesta sexta-feira, no CT (Foto: Bruno Cassucci) 
Veja as informações do Corinthians para a partida:

Adversário: Vitória
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data e horário: domingo, às 16h (de Brasília)

Escalação provável do Corinthians: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô

Desfalques do Corinthians: Pablo (dores na coxa direita), Moisés (recuperação de gripe), Léo Príncipe (estiramento na coxa esquerda), Giovanni Augusto (lesão no tornozelo esquerdo) e Vilson (lesão no joelho esquerdo)





Há quatro anos, Corinthians conquistava 27º título paulista da história do clube
15h30 19/05/2017 - Agência Corinthians



Corinthians 2013 conquistou o 27º dos 28 títulos paulistas da história do clube

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Neste ano, o Corinthians se sagrou campeão paulista pela 28ª vez na história. Antes de 2017, a última conquista estadual, a 27ª, tinha acontecido em 2013. Esse título completa quatro anos nesta sexta-feira (19). No dia 19 de maio de 2013, o Timão empatou em 1 a 1 contra s7os e levou a taça na casa adversaria, após vitória por 2 a 1 no estádio do Pacaembu no duelo de ida.

Na primeira fase da competição, o Timão fez a quinta melhor campanha, com 35 pontos em 19 rodadas. O Alvinegro teve nove vitórias, oito empates e apenas duas derrotas.

Ao fim da primeira fase, o Corinthians se classificou para enfrentar a Ponte Preta nas quartas de final, em jogo único no Moisés Lucarelli, em Campinas. O Timão não teve dificuldades e goleou o adversário por 4 a 0, com gols de Emerson, Romarinho, Guerrero e Alexandre Pato.

Na semifinal, clássico contra 5P. O Corinthians já havia vencido o rival na primeira fase por 2 a 1 fora de casa , com direito a um golaço de Danilo de fora da área.

No reencontro, jogo com poucas oportunidades no tempo normal e decisão nos pênaltis. O Timão levou a melhor nas penalidades (4 a 3) e garantiu vaga na decisão da competição estadual.
O Timão enfrentou s7os na final. O primeiro jogo da decisão foi com mando corinthiano no Pacaembu. Aos 41 da primeira etapa, Paulinho aproveitou sobra dentro da área e abriu o placar. Aos 29 do segundo tempo, o zagueiro Paulo André também se valeu de um rebote, após confusão dentro da área, soltou o pé e ampliou para o Corinthians. Cinco minutos depois, o Santos descontou com Durval, de cabeça.

A equipe comandada pelo técnico Tite levou a vantagem do empate para o confronto final na Vila Belmiro. O Timão saiu atrás no placar, aos 27 minutos, com gol de Cícero, mas logo reagiu. Dois minutos depois, aos 29, o Corinthians chegou tabelando até chegar na área do Santos. Romarinho recebeu e chutou travado, mas a bola sobrou para Paulinho, que chutou em cima do goleiro. No rebote, com a calma de sempre, Danilo empurrou para o fundo das redes com muita categoria e garantiu o 27° título paulista para o Alvinegro do Parque São Jorge.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.





san7os 1 X 1 CORINTHIANS CAMPEÃO PAULISTA 2013
Local: Vilinha
Data/Hora: 19 de maio de 2013, às 16h
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gass (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Renda/Público: R$ 867.256, 62 / 14.740 pagantes
Cartões Amarelos: Renê Júnior (s); Cássio, Fábio Santos, Edenilson e Romarinho (COR)
Cartões Vermelhos: Não houve

GOLS: Cícero, aos 26'/1º (1-0) e Danilo, aos 28'/1ºT (1-1)

san7os: 1-Rafael; 4-Bruno Peres, 2-Edu Dracena, 6-Durval e 3-Léo; 7-Renê Júnior (16-Patito, aos 32'/2ºT), 5-Arouca, 8-Cícero e 10-Felipe Anderson; 11-Neymar e 9-André (18-Miralles, aos 13'/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho. + 12-Vladimir, 13-Émerson Palmiéri, 14-neto, 15-Alan Santos, 20-marcos Assunção

CORINTHIANS: 12-Cássio; 2-Alessandro, 4-Gil, 13-Paulo André e 6-Fábio Santos; 5-Ralf, 8-Paulinho, 31-Romarinho (7-Alexandre Pato, aos 30'/2ºT), 20-Danilo e 11-Emerson (21-Edenilson, aos 13'/2ºT); 9-Guerrero (10-Douglas, aos 37'/2ºT). Técnico: Tite. + 22-Danilo Fernandes, 28-Felipe, 26-Igor, 19-Guilherme







Após convocação da Seleção Brasileira, corinthianos  Fágner e Rodriguinho falam com exclusividade à CorinthiansTV

Lateral direito e meia do Corinthians demonstraram a felicidade pelo chamado do técnico Tite para os amistosos contra Austrália e Argentina


18h30 19/05/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Convocados pelo técnico Tite para defender a Seleção Brasileira em amistosos contra Argentina e Austrália em Melbourne (AUS) no mês de junho, o lateral direito Fágner e o meia Rodriguinho falaram com exclusividade à Corinthians TV sobre a oportunidade de representar o Brasil.

"Feliz em poder mais uma vez ser lembrado e também pelo momento no clube. Porque se as coisas não estivessem acontecendo no clube, eu não teria essa oportunidade. Quero agradecer aos meus companheiros, ao Fábio, a todo o trabalho que vem sendo para estar tendo essa oportunidade de voltar mais uma vez", falou Fágner, que sempre vem sendo chamado por Tite desde quando o ex-técnico do Corinthians assumiu o comando da Seleção Brasileira.

“A alegria é muito grande, dever cumprido e feliz por poder estar representando o povo brasileiro. A gente tem conseguindo alcançar objetivos que a gente sonha desde criança. Como o professor fala, se você fizer o seu trabalho sempre representando bem o seu clube, as chances vão aparecer e foi basicamente o que aconteceu. Muito feliz por esse momento e por estar representando a seleção", disse Rodriguinho, que foi convocado pela segunda vez em 2017. Em janeiro, o meia alvinegro atuou no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro.

Confira a entrevista de Fagner e Rodriguinho à CorinthiansTV

















18:10 Vai ter trote para o Rodriguinho na Seleção, Fagner?
"Eu já falei para ele tomar cuidado com o Gil" #trCOR

18:08


FAGNER, sobre calendário do futebol brasileiro

"É difícil, o futebol brasileiro é diferente do futebol europeu, não adianta querer deixar as cisas iguais porque temos regionais, agora os atletas europeus estarão de férias, então não é data-Fifa. É difícil equalizar esse calendário, até porque se tirar jogos acaba espremendo, aí ficam muitos jogos sem descanso. É um assunto delicado para se tratar", diz

18:06


SOBRE DANILO

"Desde que eu cheguei aqui tínhamos um grupo de jogadores que já haviam conquistado muitas coisas no clube, Libertadores, Recopa,. Mundial, várias coisas. O Danilo sempre representou muito pelo que fez em outros clubes também. O que ele passou e ainda está passando tentando voltar é uma coisa bem difícil, que faz a gente pensar que somos pequenos, de ter um problema, uma tragédia na sua vida. Temos que ser corretos, andar na linha, aproveitar com responsabilidade. Ele tem nosso respeito", diz Rodriguinho

"Desde que cheguei aqui é um cara que você nunca ouviu reclamar de nada, sempre trabalhou, se dedicou, exemplo para os mais novos. Vejo ele como exemplo e com muito respeito pela história que construiu no futebol. É uma pena ele não ter tido a oportunidade de defender a Seleção Brasileira, por isso temos que agradecer sempre por essa chance, de realizar um sonho de criança", diz Fagner

18:03


FICAM NO CORINTHIANS POR SONHO DE COPA DO MUNDO?

"Prender não, porque ninguém me algemou aqui. Estou aqui porque quero, Fagner também. Mas estar aqui, viver um bom momento nos colocou na Seleção. É uma coisa difícil chegar em um novo clube porque tem um período de adaptação. Isso pode contar em uma futura decisão", diz Rodriguinho

"Eu concordo. No meu caso envolve família, filhos, escola, toda decisão tem que ser muito pensada em termos de projeção de carreira. Mas o fato de estarmos bem, num clube de ponta, foi o que proporcionou a convocação", diz Fagner

18:01
FAGNER, sobre Vitória jogar fora do Barradão

"A gente sabe da força do Vitória jogando em Salvador, sabemos que saindo do Barradão não é o habitual para eles. Por ser uma arena a gente espera se habituar ao campo e fazer um grande jogo para fazer a lição de casa fora de casa, porque não fizemos em casa", diz









18:00


FAGNER, sobre Corinthians como visitante indigesto

"É importante ser uma equipe bem estruturada na marcação para poder criar chances e ser efetivo", diz

18:00


RODRIGUINHO, sobre postura fora de casa

"Vai muito da nossa forma de jogar, conseguimos ter uma organização boa, trocando passes rápidos e com espaço conseguimos evoluir, criar oportunidades. Quando a gente tem que propor o jogo a dificuldade é maior, então quando joga fora facilita um pouco. Para mim, especificamente, posso infiltrar mais por ter o Jadson armador e o Romero rápido chegando na área. A gente acaba tendo uma certa facilidade"

17:58

RODRIGUINHO, sobre busca pela vitória em Salvador 

"Lógico que respeitando a equipe adversária, mas nossa intenção é ganhar sempre, ainda mais porque empatamos em casa, precisamos recuperar os pontos. Vai ser um jogo difícil, mas vamos para lá com a intenção de arrancar alguns pontos', diz


17:58FAGNER, sobre titularidade absoluta no Corinthians



"Eu acho que isso fica muito por parte da imprensa, de rotular um jogador que está vindo para ser reserva. Se o Fagner deixar de trabalhar ele corre o risco de perder a condição, ninguém tem cadeira cativa. A concorrência é válida para evitar uma zona de conforto, e o atleta que vier será muito bem recebido por todos para que consiga nos ajudar e render", diz

17:57 Fagner brinca sobre ausência em três jogos do Corinthians no Brasileirão: "Vou chamar o Henrique para me substituir" #trCOR


17:56

RODRIGUINHO, sobre mudança de status

"A confiança é uma das coisas que mais te fazem evoluir no futebol e no esporte. Quando você tem dúvidas dá errado, e quando tem nível de confiança cresce e coloca para fora o que sabe fazer. É o que está acontecendo, com a ajuda dos companheiros, esperando meu momento chegar, porque sabia que tinha condição de ajudar, ser mais decisivo. Estou conseguindo fazer isso. Agora houve uma adaptação na minha função, mais perto do Jô", diz

17:55

FAGNER, sobre disputa por posição na Seleção

"Acredito que seja na Seleção e nos clubes, para ir para a Seleção tem que manter um nível bom no seu clube, procurar sempre evoluir, não estacionar e achar que está bom. Se você achar que está indo para jogar fica para trás, então a mentalidade tem que ser de evoluir, respeitando companheiros para se manter junto ali", diz


17:53
RODRIGUINHO, sobre chegada de Clayson 

"No começo é assim mesmo. Se você já trabalhou com vários jogadores facilita, tem certa intimidade, então é normal chegar tímido. Mas aqui todos são bem acolhidos, bem recebidos pelos atletas, comissão, funcionários, a gente brinca e deixa bem à vontade. Logo logo ele vai estar bem solto aí", diz



17:52

RODRIGUINHO, sobre ausência de Pablo

"Ele é um grande zagueiro, chegou e demonstrou todo seu potencial, seu trabalho, tomou conta da posição, muita técnica e imposição física. Pena que machucou, sentimos a falta dele, mas temos jogadores mais novos e com capacidade para substituí-lo", diz


17:51


FAGNER, sobre lacuna na lateral direita

"Não sei exatamente o que vai acontecer quando eu for, mas ainda temos duas semanas até lá, dá para o Fábio pensar em alguma coisa e o jogador que ele escolher dará conta do recado e temos que dar confiança. Às vezes é um sacrifício para o jogador ser improvisado, mas o que tiver que ser feito será para manter o padrão", diz

17:50


RODRIGUINHO, sobre Tite

"Ele me conhece muito bem, sabe onde posso render, me trouxe e depois trouxe de volta. Acho que ele por conhecer bem o Carille devem ter conversado, como faz com outros treinadores. Mas ele é estudioso, deve acompanhar muito, acho que sabe muito bem o que está fazendo", diz


17:49
RODRIGUINHO, sobre ser desfalque no Brasileirão 

"Que pena que tem os jogos do Brasileiro, mas ninguém abriria mão de jogar pela sua Seleção, estar representando seu país. Não podemos estar em dois lugares ao mesmo tempo e não tem o que fazer"

17:48
FAGNER, sobre briga por espaço na Seleção


"A felicidade é imensa de poder estar retornando. Se vou jogar é só o Tite que pode dizer, mas por enquanto tenho que pensar nos jogos que tenho pela frente no Brasileirão"

17:48 

Rodriguinho: "O título e os números estão ajudando a provar isso: não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira" 




17:47


RODRIGUINHO, sobre ano especial

"Sem dúvida é o melhor momento da minha carreira. O título ainda está fresco na memória, agora a convocação, sentimento muito especial. Agora a vida continua e temos que estar provando a cada dia, trabalhando, tendo um ano bom. O título e os gols estão ajudando a provar isso, não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira', diz

17:46


FAGNER, sobre a convocação

"Fico feliz mais uma vez de ser lembrado. Ao mesmo tempo dá essa ansiedade, esse frio na barriga, porque você é avaliado pelo que fez no clube. Estava em casa com a família, fiquei feliz de estar retornando, pelo clube proporcionar isso. É agradecer pelos meus companheiros também", diz


17:45
RODRIGUINHO começa falando sobre a convocação


"A emoção é parecida com a primeira vez, a felicidade é a mesma de representar, alcançar um sonho que buscamos incessantemente desde pequeno de estar na Seleção. Mas hoje eu estava sozinho em casa, esperando, com esperança, e dá um frio na barriga quando vão saindo os nomes e não chega o seu. Até que acontece a explosão de alegria quando vem seu nome, logo compartilhei com a família e foi bem legal", diz

17:44 A dupla de Seleção - e de touca - está aqui na sala de imprensa #trCOR




17:41


Fagner e Rodriguinho estão na sala de imprensa do CT Joaquim Grava

17:35 Fagner em 2017: 23 jogos (três assistências)
Rodriguinho em 2017: 23 jogos (oito gols e cinco assistências) #trCOR


17:25


Fagner e Rodriguinho foram tomar banho depois do treino, que começou debaixo de chuva. Daqui a pouco chegam à sala de imprensa do CT



Meia Giovanni Augusto, que se recupera de lesão no tornozelo esquerdo, faz trabalho com bola com fisioterapeuta #trsccp





Corinthians tem dia de treinos leves antes de ida à Bahia

Atacante Clayson treina mas ainda não deve reforçar Timão contra o Vitória, mas já trabalhou em campo nesta sexta-feira, véspera da viagem. Grupo teve até futevôlei no gramado do CT


Clayson ao centro, entre Marquinhos Gabriel e Romero, no treino desta sexta-feira no CT (Foto: LANCE!Press)

Gabriel Carneiro
19/05/2017
17:15


Apresentado na tarde de quinta-feira, o atacante Clayson foi a grande novidade do treinamento do Corinthians nesta sexta. Após assinar contrato por quatro temporadas com o Timão, o jogador de 22 anos trabalhou no gramado sem restrições, mas dificilmente estará regularizado a tempo da partida de domingo, às 16h, contra o Vitória, pela segunda rodada do Brasileirão. Apesar de estar bem fisicamente, Clayson ainda não teve nem sequer o contrato rescindido com a Ponte Preta antes de ser registrado como corintiano no Boletim Diário (BID) da CBF - o próprio jogador acha difícil que tenha condições de jogo no próximo desafio do Corinthians.

Com Clayson em campo, o Corinthians trabalhou na tarde desta sexta-feira, mas não ensaiou a escalação que vai enfrentar o Vitória. A ideia das atividades foi proporcionar momentos mais recreativos aos jogadores - houve um trabalho leve de fundamentos técnicos, como passe e cabeceio, em duplas, e depois um animado circuito de futevôlei, que durou até mesmo depois de Carille encerrar o treinamento do dia. Os trabalhos duraram cerca de duas horas, e só os goleiros realizaram atividades específicas mais exigentes.
O Corinthians já havia treinado dois dias com a mesma escalação e dificilmente terá novidades para domingo. Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô é o time titular. No time titular, Pablo é desfalque por incômodo na coxa direita. Já entre o restante do elenco, Léo Príncipe, Vilson, Mantuan, Danilo e Giovanni Augusto são baixas - o último realizou um treino físico com o fisioterapeuta Caio Mello no gramado do CT nesta sexta, e mostrou avanço na recuperação.

O treino desta sexta transcorreu sem chuva. As fortes chuvas que atingem a região da Zona Leste  desde a última noite deram trégua mais para o fim da tarde.

Carille ainda comanda mais um treinamento na manhã deste sábado antes da viagem a Salvador, onde o Corinthians enfrenta o Vitória no domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova.











17:06
Ainda à espera da dupla de jogadores da Seleção Brasileira na sala de imprensa do CT

16:53
Rodriguinho e Fagner já aguardados para entrevista coletiva na sala de imprensa do CT Joaquim Grava. Os dois foram convocados para amistosos contra Argentina e Austrália, em 9 e 13 de junho

16:53
Corinthians para domingo: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô
Não há trabalho tático hoje. Atletas disputam futevôlei em clima bem descontraído #trsccp


Clayson ainda não está no BID. Tem de ser regularizado até o fim da tarde de hoje para poder estrear domingo, contra o Vitória. #trsccp
16:21 Novo reforço, apresentado ontem, atacante Clayson dificilmente fica à disposição para domingo. Além de treinar em campo pela primeira vez só hoje, ainda não está registrado #trCOR


16:17 A bola da vez é Anderson Martins, que passou pelo clube em 2014. Já existe negociação #trCOR


16:16 Domingo, 16h, ao vivo na Tv aberta, na Fonte Nova, em savador, contra o Vitória, Corinthians terá Balbuena e Pedro Henrique na zaga e Léo como opção. Por isso, clube busca zagueiros #trCOR


 O ex-volante Fabinho agora é auxiliar técnico do Corinthians #trsccp 


Único desfalque do Corinthians contra o Vitória será o zagueiro Pablo, machucado. Pedro Henrique irá substituí-lo #trsccp 


Convocados para Seleção Grasileira  nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp

16:05 Duplas trocam passes rasteiros e pelo alto nesta primeira parte do treinamento #trCOR

Aquecimento já rola no gramado do CT do Corinthians. Neste momento sem chuva #trCOR


Convocados para Seleção Brasileira nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp





15:33

Boa tarde, torcedores. Iniciamos agora nosso tempo real da sexta-feira do Corinthians. Após o treino no CT Joaquim Grava, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva. A dupla foi convocada para a Seleção Brasileira

Elenco alvinegro em campo para aquecimento. 
 #trsccp 





Corinthians usará hashtag na camisa contra Vitória para promover campanha #AdotarÉamor

A parceria com o Conselho Nacional de Justiça divulga campanha para sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção; Dia Nacional da Adoção é celebrado em 25 de maio


15h00 19/05/2017 - Agência Corinthians




Hashtag #AdotarÉamor aparecerá na camisa do Corinthians neste domingo (21)

© Divulgação


Neste domingo (21), às 16h, o Corinthians enfrenta o Vitória pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Além de buscar os três pontos em Salvador-BA, o Timão entrará em campo por uma causa nobre: divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, de autoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A hashtag aparecerá na barra da frente do manto alvinegro.

Sobre a campanha

A parceria com o Corinthians é uma das ações que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) preparou para divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, que acontece nas redes sociais e no portal do Conselho durante todo o mês de maio, cujo objetivo é sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ vai liderar um “twittaço” da hashtag #AdotarÉamor às 11h da manhã, com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas.

Adoção no Brasil

Atualmente existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil. Destes, 7.577 já estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção, coordenado pela Corregedoria do CNJ.

Apesar de o número de pretendentes ser bastante superior ao de crianças, a conta não fecha principalmente porque o perfil exigido por quem vai adotar não é o mesmo das crianças que estão disponíveis nos abrigos. A idade é o fator que mais pesa para esse desencontro: 48% deles são adolescentes entre 13 e 17 anos de idade, faixa etária aceita por somente 0,7% dos pretendentes. Já 20,1% das crianças têm entre 9 e 12 anos de idade, e somente 3,3% dos pretendentes aceitam crianças nessa faixa etária.

Das 7.577 crianças aptas à adoção, 61,02% possuem irmãos, mas só 33% dos futuros pais aceitam essa condição. A raça é outro fator que limita o número de adoções possíveis, já que 65,62% das crianças são negras ou pardas, e 19,62% dos pretendentes só aceitam crianças brancas. Outro dado que restringe o perfil desejado é que um quarto das crianças cadastradas têm algum tipo de doença ou deficiência, mas 65,53% dos pretendentes somente aceitam crianças sem essa condição.


















Boato: Corinthians pode estar negociando volta do zagueiro Anderson Martins, livre no mercado

Especula-se na imprensa que o Corinthians possa tentar contratar o zagueiro Anderson Martins, que teve passagem pelo Timão entre junho e dezembro de 2014. Ele ainda tinha mais seis meses de contrato por empréstimo, mas o clube do Qatar exigiu seu retorno e ativou uma cláusula contratual que abreviou a passagem pelo Parque São Jorge, que teve 21 partidas e um gol marcado.Porém, desta vez, o Timão terá que trazê-lo em definitivo. . Aos 29 anos, e de saída do Al-Jaish, do Qatar, o zagueiro Anderson Martins tem conversas com o Corinthians e outros dois clubes. Desta vez, Anderson Martins não deve fechar por empréstimo com nenhum clube, e sim em caráter definitivo. Ele conseguiu a rescisão contratual no Qatar e está livre para negociar com os interessados








Corinthians joga domingo, ao vivo na TV

16h Vitória x Corinthians
Transmissão: TV Globo paulista, PR, GO, TO, MS, MT, AL, PE, CE, PA , AP e DF  e Premiere, Premiere e PFCI 








Corinthianos Fagner e Rodriguinho são convocados para amistosos da Seleção Brasileira

O Corinthians foi o time brasileiro com mais jogadores convocados pelo técnico Tite para os jogos contra Argentina e Austrália

11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians




Na manhã desta sexta-feira (19), o técnico Tite divulgou a lista de convocados para os próximos desafios da Seleção Brasileira com dois jogadores do Corinthians. Fagner e Rodriguinho, destaques alvinegros na temporada 2017, foram chamados para representar o Brasil nos amistosos contra Argentina e Austrália, que acontecerão em junho.
Entre as equipes brasileiras, o Timão foi a única a ter dois atletas convocados para os duelos, marcados para Melbourne, na Austrália. O primeiro amistoso será o clássico contra a Argentina, no dia 9 de junho, às 7h (horário de Brasília). Depois, no dia 13 de junho, o Brasil enfrenta a seleção local, no mesmo horário.

Desde quando Tite passou a ser o técnico da Seleção Brasileira, Fagner esteve em todas as convocações. Já Rodriguinho foi chamado pela segunda vez, após ter representado o Brasil no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro, em janeiro deste ano.






Corinthians acerta salários com lateral e quer mais 'dois ou três' reforços
Cicinho, que está no Ludogorets, da Bulgária, está próximo de ser anunciado pelo time de Parque São Jorge, que se preocupa com o BrasileiroCarille aguarda a chegada de até quatro reforços no Parque São Jorge (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
18/05/2017 20h42R

O Corinthians, que apresentou o atacante Clayson na tarde desta quinta-feira, ainda quer reforçar o seu elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Admitindo busca por até três atletas até a metade do ano, o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, espera poder anunciar novos nomes para o elenco do técnico Fábio Carille conforme transcorrerem as duas próximas semanas no Alvinegro.

“Não vamos parar. Quem sabe mais dois ou três jogadores”, disse o dirigente, preocupado em sempre exaltar a capacidade atual do grupo de atletas. “Não vamos ficar prometendo com muita antecedência. Não precisamos de meia dúzia de jogadores, temos um elenco bom. Mas o Brasileiro é mais difícil”, continuou Adauto.

Além de um atleta que atuasse pelas beiradas, Carille pediu à diretoria a aquisição de mais um lateral direito, justamente a negociação que está mais próxima de ocorrer. Com um emissário na Bulgária, o Timão tenta a liberação de Cicinho com o Ludogorets-BUL, dono dos seus direitos federativos.

Com tudo certo a respeito de salários e luvas por assinatura, o Alvinegro espera apenas o defensor e seus representantes acertarem uma extensão do contrato para conseguirem um empréstimo até junho do ano que vem. Como o vínculo do atleta com os europeus vai apenas até a metade de 2018, ele teria de renovar o vínculo para ser cedido aos paulistas.

Ansioso pela resolução do caso, Adauto ainda espera por um zagueiro, posição vista como carente devido ao excesso de lesões envolvendo os jogadores do setor. A ideia é que, diferentemente de Clayson, cheguem jogadores que possam atuar tanto no Brasileiro quanto na Sul-Americana. Por já ter atuado pela Ponte no torneio continental, ele só poderá jogar pela competição nacional.

“O Clayson é a revelação do Paulista e todos sabemos o quanto ele produziu e o quanto ele pode render. Provavelmente em algumas posições bem pontuais a gente possa ter outros reforços para disputar o Brasileiro ou ainda disputar uma Copa Sul-Americana. Quando tiver tudo certinho, a gente pega e anuncia”, concluiu Adauto.





Convocados, Rodriguinho e Fagner desfalcarão Corinthians em três jogos do Brasileiro



Por GloboEsporte.com


19/05/2017 11h35


Felicidade por um lado, tristeza pelo outro. Convocados pelo técnico Tite para amistosos da seleção brasileira contra Argentina e Austrália na primeira quinzena de junho, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho vão desfalcar o Corinthians em três jogos do Campeonato Brasileiro. 



A dupla viajará com a Seleção logo após o jogo contra o Santos em Itaquera, pela quarta rodada, no dia 3 de junho. 


O técnico Fábio Carille não poderá contar com Fagner e Rodriguinho nos jogos do Timão contra

V asco (dia 7), 5P (11) e Cruzeiro (14). 



Fagner e Rodriguinho: convocados para a seleção brasileira (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 




No jogo contra o Vasco, Carille também não terá a dupla paraguaia Balbuena e Romero, convocada para amistoso contra o Peru, no dia 8. Eles não farão parte do jogo do Paraguai contra a França no dia 2, em Paris.






Perda de peso, igreja e zero álcool: Cássio revela motivos para virada no Corinthians

Goleiro fez trabalho até nas férias e começou temporada com seis quilos a menos. Sem beber e com nova rotina religiosa, ele sonha com Seleção e diz: "Sou um dos melhores, sim"
Por Diego Ribeiro e Mauro Naves

19/05/2017 07h04
A virada de Cássio depois de sua pior fase em seis anos de Corinthians começou quando ele começou a reconhecer os próprios erros. Acima do peso, sem confiança e com uma história de quase 300 jogos pelo clube a zelar, o goleiro encarou o início de 2017 como um período decisivo para sua recuperação física e técnica. Deu certo.
Depois de inúmeros problemas em 2016, Cássio começou a temporada com seis quilos a menos e dentro de sua forma ideal. Em campo, as coisas começaram a fluir com boas atuações, a volta da segurança debaixo das traves e a expectativa de ser convocado para a seleção brasileira – os próximos amistosos são em junho, contra Argentina e Austrália, com lista a ser anunciada nesta sexta.

Com a confiança de volta, Cássio se vê, sim, como um dos candidatos às três vagas de goleiro a serem preenchidas pelo técnico Tite.


– Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores) – disse Cássio.



Cássio em entrevista no CT (Foto: Diego Ribeiro)

Prestes a completar 30 anos (dia 6 de junho), Cássio atingiu a maturidade. Fora de campo, a família também contribuiu. Com alimentação balanceada e longe do álcool há alguns meses, Cássio passou a ter vida regrada. Muito por causa de sua noiva, Janara. Ao lado dela, largou a bebida e, depois de um convite do zagueiro Vilson, passou a frequentar a igreja Voz da Verdade, em Alphaville, perto de onde mora.






– Hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem – revelou o corintiano.




Nesta conversa de quase meia hora com o GloboEsporte.com e a TV Globo, Cássio não escondeu nada. Revelou números sobre o peso perdido, admitiu que já jogou fora de forma (e até bem), e só quer saber de coisas boas no Timão. Inclusive ser o maior goleiro da história do clube – posto que, para ele, pertence a Ronaldo Giovanelli.


Leia a íntegra da conversa:


GloboEsporte.com: Dos seis títulos como titular do Corinthians, esse foi seu primeiro como capitão. Foi diferente? Bateu uma ansiedade antes do fim do jogo contra a Ponte?
Cássio: Foi, foi bem diferente. Nos cinco, dez minutos finais, bateu uma ansiedade, sim. Comecei a lembrar dos momentos que passei no Corinthians, títulos, vitórias, a carreira do jogador não é feita só de vitórias, também de derrotas. Passou um filme. Fiquei muito feliz por ser campeão novamente, campeão na arena e ter o privilégio de erguer uma taça num clube tão vitorioso quanto o Corinthians.


O que mudou para você retomar a boa fase nesse ano?
Comecei a colocar as coisas na balança, em casa, com minha família, minha noiva. Começamos a pensar e rever coisas positivas e negativas do ano passado. Eu tinha que pensar o que queria para esse ano. Traçamos uma meta de aproveitar as férias, deixar um pouco de lado o futebol, curtir, mas depois me preparar. O time se reapresentou no dia 11 de janeiro. Até o dia 1º consegui curtir minhas férias, e depois disso comecei a fazer um trabalho para voltar bem fisicamente, um trabalho mais aeróbico.


E como você conseguiu fazer isso nas férias? Numa época de Natal, Ano Novo...
É importante ter uma família unida. Ela se revezava em vários momentos para fazer minha alimentação, meu primo ia correr, minha noiva, outro dia meu irmão. Todo mundo estava pronto para ajudar. Sempre tive auxílio de alguém nessas coisas, no Corinthians mesmo, até o Fabrício, da preparação física, passou uma série de exercícios que me ajudaram. Foi tudo programado. Não é algo que caí de paraquedas e está acontecendo. Eu me preparei. Quando fiz pré-temporadas boas, meu ano sempre foi muito bom. Hoje consegui chegar num nível bom, ficar mais leve, chegar no que você quer.


Você tem ideia de quantos quilos perdeu nessa preparação?
Acho que seis... Perdi por aí... É bem complicado porque minha família é boa de garfo, a culinária é muito boa lá. Mas a partir do momento em que comecei a fazer minha dieta, tinha a comilança do pessoal, mas me mantive focado. Quando você tem um objetivo, tem de abrir mão de algumas coisas. Abri mão, e essas coisas fazem a diferença hoje, sinto essa diferença no meu trabalho.




Cássio levanta a taça do Corinthians campeão paulista (Foto: Marcos Ribolli)


Você já jogou acima do peso? No que influencia em sua performance?
Sou um goleiro que depende muito da agilidade. Já joguei com alguns quilinhos acima, já joguei bem. Mas no próximo jogo você não sabe se vai dar sequência. Bem fisicamente, você consegue chegar em todas as bolas. Quando eu estava lá no Mundial, tinha problemas de peso. A gente só treinava e comia, então tive de me cuidar mais. Todo jogador joga um pouquinho acima do peso, porque, normalmente, na véspera do jogo você acaba se alimentando um pouquinho mais para aguentar o ritmo do jogo. Ano passado, eu não consegui controlar tanto o peso.


Por quê?
Não digo que eu estava decepcionado. Pode ser, ou triste... A cabeça do jogador é que controla. Qualquer pessoa, quando está com a cabeça boa, acaba fazendo as coisas. Sempre me dediquei nos treinos, mas o que acontece fora de campo é muito importante. Faz muita diferença. No Japão, eu fazia tudo certinho, conseguia ter esse controle. Quando a cabeça não está boa, você acaba se descuidando aqui e ali.


Álcool também faz parte desse contexto? Você chegou a usar como escape?
Beber acho que não, mas hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem. Independentemente da religião, tem de fazer o que faz feliz. E eu me sinto muito feliz. Desde que comecei a frequentar, comecei a me arrepender muito de coisas que tinha feito e demorei a perceber. Isso faz parte do amadurecimento. Para mim, está sendo um momento novo, mas estou muito feliz por tudo que está acontecendo.


Qual o papel da sua noiva nessa mudança?
Total, ela foi fundamental. Em momentos difíceis, em que eu poderia ter jogado a toalha, ela esteve comigo. É minha companheira, melhor amiga, está sempre comigo quando acordo. Sempre de pé para fazer meu café, minha dieta, minha comida. Quando estou de cabeça baixa, é muito mais fácil ter alguém ao lado. Minha recuperação hoje depois de uma perda, uma eliminação, é muito mais rápida do que antes. Tenho uma companheira para conversar, dividir as coisas.


Ela vai à igreja com você?
Ela está indo à igreja comigo. Hoje tenho uma mudança de hábito. Para mim, essas coisas que estou mudando na vida estão sendo positivas. Tenho de seguir isso. Ela é minha companheira. Às vezes, uma mulher leva você para baixo, mas, às vezes, também ajuda a crescer. Ano passado tive a perda da minha avó, sempre foi a chefe da família. Foi bem difícil, coincidiu com minha perda de posição. Demorei uns dois ou três meses para entender tudo isso e começar uma mudança. Tive essa mudança e consegui evoluir.



Vai ter casamento do Cássio em 2017?
Tem um pouquinho de pressão, ainda mais agora que a Arena Corinthians anunciou que vai ter casamento lá... Se eu fizesse isso, iam me chamar de boleirão, marqueteiro. Mas não é má ideia (risos). Vamos ver futuramente, ela é corintiana...


Alguém do Corinthians ajudou você nesse novo caminho?
O Vilson. Ele e a esposa dele, a Fabi, temos uma amizade muito boa. Começamos a conversar, não fui obrigado. Ele fez um convite, começamos a frequentar e nos sentimos muito felizes lá. Não vamos lá para brigar por religião, isso ou aquilo. Só para ler a bíblia, tentar entender um pouco mais, evoluir, fazer as coisas certas. É uma mudança positiva para mim. Já respeitava muito o Vilson, mas o respeito muito porque sempre esteve do meu lado, um cara bacana. O grupo todo tem o maior respeito por ele.


Você chegou a falar em falta de comprometimento em alguns momentos da temporada passada. O grupo de hoje é mais unido? Mais leve?
É um grupo totalmente diferente do ano passado, chegaram peças novas. Acho que hoje o grupo conversa mais. Se temos um problema, conversamos e tentamos nos ajudar. E não sou só eu falando. É o Fagner, é o Jô, o Fellipe Bastos, o Balbuena... Não fica aquele negócio em só uma pessoa. Por isso o revezamento dos capitães também é legal. Hoje, todo mundo tem voz ativa. Os meninos da base também, temos um respeito muito grande por eles. Não é porque são mais novos que não terão direito de opinar ou falar. Isso faz um grupo forte. Temos uma amizade boa, e um joga limpo com o outro. A equipe cresce com isso.


Perder a posição ano passado deixou você como? Preocupado? Chateado?
Não posso faltar com respeito com o Walter, que estava muito bem, teve a oportunidade de jogar e mereceu estar ali. Mas eu sabia que tinha perdido a posição para mim mesmo. Não tinha me cuidado nem me dedicado, e aí caí de produção. Coincidiu de ele estar bem, e eu não estar num momento tão bom. Mesmo assim, tinha convicção de que, se trabalhasse bem, tinha chances de voltar a ser o goleiro titular do Corinthians.


Quais são suas chances na seleção brasileira? Última convocação foi em 2015...
Eu estava num momento bom, porque o time estava bem naquele momento. Foi antes de sermos campeões, em outubro de 2015, tínhamos a melhor defesa, fiz um bom campeonato. Não era sempre que eu estava mal fisicamente, que fique bem claro. Ano passado que relaxei, nos outros anos não teve nada absurdo. Em 2016, em alguns momentos, acabei extrapolando. Quando perdi a posição, Tite me mostrou os números em comparação a outras temporadas. Não eram normais mesmo. O treinador que está na Seleção me conhece, sabe do que sou capaz, tenho esperança de ser convocado pelo que venho apresentando no meu clube.




Cássio durante treino do Corinthians no CT (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)Você se vê como o melhor ou um dos melhores goleiros do Brasil hoje?
Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores). Tem muitos goleiros, cada vez aparecem mais. Os clubes estão apostando em goleiros competentes na base. Estou em uma safra de goleiros com muita qualidade.


Depois do título, você ainda acha que o Ronaldo é o maior goleiro da história do Corinthians?
Mantenho a opinião, acho que é o Ronaldo. Não só pelos jogos, até posso passar números de jogos, mas, pelo tempo de casa e identificação com o Corinthians, é o maior. O Corinthians é um celeiro de grandes goleiros, Dida também... O que tem mais títulos é o Julio Cesar, privilégio trabalhar com ele. São goleiros vitoriosos. Só de fazer parte do Corinthians e ganhar títulos aqui, já me sinto privilegiado.

O Corinthians briga pelo que no Brasileiro?
Conseguimos ganhar o Campeonato Paulista. Dizem que não vale muita coisa, mas para nós vale. Ganhamos todos os clássicos, isso nos deu muita confiança. O Corinthians tem uma cara, tem um estilo, sabemos como tudo funciona. Se conseguirmos encarar todo duelo como decisão, temos grandes chances de estar brigando por alguma coisa em dezembro.





Há 79 anos, Servílio balançava as redes pela primeira vez com a camisa do Timão

Com 200 gols em 364 jogos, o ex-jogador é o sexto maior artilheiro da história do Corinthians


11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians

Há 79 anos, Servílio, um dos grandes artilheiros da história do Corinthians, marcou o primeiro gol com a camisa alvinegra. Durante 11 anos em que ficou no Timão, o ex-jogador atuou em 364 jogos e anotou 200 gols, o que o coloca como o sexto maior goleador da história centenária do clube corinthiano.

O primeiro gol de Servílio com a camisa do Timão veio em um clássico. Em amistoso contra o São Paulo no estádio Palestra Itália, no dia 19 de maio de 1938, o ex-jogador anotou o último tento do duelo que garantiu a vitória corinthiana sobre o rival por 3 a 2. Teleco e Sabratti também marcaram para o Corinthians.

Além dos inúmeros gols, Servílio também foi campeão com a camisa alvinegra. O jogador ganhou três vezes o Campeonato Paulista pelo Corinthians, nos anos de 1938, 1939 e 1941.

Pela forma como jogava, ganhou o apelido de bailarino. Quando o atacante alvinegro Teleco parou de jogar, em 1944, Servílio, anteriormente meia, foi deslocado para a posição de centroavante, onde não decepcionou. O jogador foi artilheiro do Campeonato Paulista por três anos consecutivos. Em 1945, o atleta marcou 17 gols; em 1946, foram nove gols; e em 1947, a maior marca individual dele no torneio: 20 gols.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.








Corinthians pode ter proposta por lateral esquerdo Guilherme Arana, mas só abre possível negociação em dezembro. Ele pode ser moeda para manter zagueiro Pablo


Lateral esquerdo Guilherme Arana fica no Timão em 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)


O Corinthians rejeitou uma proposta oficial do Bordeaux-FRA pelos direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana.Cumprindo a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco..


Para conseguir a contratação em definitivo de Pablo, junto ao próprio Bordeaux. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o Hexacampeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Guilherme Arana, pertence 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corinthianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.










Corinthians negocia para ficar com zagueiro Pablo


O Corinthians deve avançar nas negociações para comprar o zagueiro Pablo a partir da próxima semana, quando o gerente de futebol Alessandro Nunes voltará ao trabalho após alguns dias de recesso. O primeiro passo será discutir as condições contratuais. O atleta exige que o Timão se acerte com ele para só depois tratar com o Bordeaux, da França, dono dos direitos econômicos. 


 O zagueiro  prioriza a permanência no Timão e avisou a diretoria alvinegra que não ouvirá outras propostas enquanto não esgotar as possibilidades de ficar. 



Pablo integrou o Corinthians campeão paulista 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 


Se fechar com o defensor, o Timão partirá para o segundo passo: a negociação com o Bordeaux. Quando acordou o empréstimo do zagueiro, em janeiro, o Corinthians garantiu a preferência de compra do atleta por um valor pré-estipulado de 3 milhões de euros (aproximadamente R$ 11,2 milhões). Porém, nada impede que um acerto seja firmado por valor inferior. 


Desta forma, os franceses terão de comunicar ao Corinthians se receberem qualquer oferta por Pablo na janela de transferências do meio do ano. 


Há duas outras negociações que podem afetar diretamente a permanência do zagueiro. A principal delas é uma eventual venda do atacante Malcom. O Timão manteve 15% dos direitos do garoto, vendido no ano passado para o Bordeaux, e pode usar essa possível receita para abater da compra de Pablo. 



A outra tratativa que pode ajudar a segurar o defensor é menos provável: a venda de Guilherme Arana ao clube francês. O Bordeaux demonstrou interesse no lateral-esquerdo, mas o Timão já avisou que não vai vendê-lo antes de dezembro. A possibilidade de o garoto ser negociado agora, mas se transferir apenas em 2018, é vista como remota pelo clube e pelos empresários do atleta.









Corinthians renova contratos de zagueiro Léo e lateral esquerdo Moisés

O Corinthians acertou a prorrogação de contrato de dois jovens do elenco. O zagueiro Léo, de 18 anos, deve assinar até o fim de 2021, enquanto que o lateral-esquerdo Moisés, de 22 anos, renovará seu vínculo até o fim de 2019.

A prorrogação de contrato de Moisés deve ser anunciada nos próximos dias. Com Léo Santos, faltam "só detalhes burocráticos", de acordo com o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto.

O dirigente, aliás, comemorou o fato de o clube ter conseguido renovar os contratos de todos os jovens recentemente. Do fim do ano passado para cá, todos os garotos promovidos da base que tinham vínculo com vencimento próximo prorrogaram.


- Não vai ficar faltando ninguém. Concluímos todos os outros jogadores e agora só faltam o Moisés, que já está acertado, e o Léo, que faltam só alguns detalhes burocráticos- disse Flávio Adauto,

Os contratos vigentes do zagueiro e do lateral vão até setembro de 2018 e fim de 2017, respectivamente.











Zagueiro Léo, grande aposta para o futuro, Joia da base, rompe com agente para renovar com CorinthiansLéo fica mais perto de renovar com o Corinthians (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 10h55

O jovem zagueiro Léo trocou de agente e viu as tratativas com Corinthians fluírem com muita rapidez.


Dono de 30% dos seus direitos, e 70% vinculado ao Corinthians, Léo teve que trocar de empresário para acertar com o Timão, pois o anterior pedia alto salário


Depois de meses sem resolução, porém, algumas mudanças deixaram o futuro do atleta bem mais claro no Timão. Após trocar de agente, em pouco tempo, já tinha as bases salariais acertadas.


A ideia da diretoria de futebol, que normalmente tem o gerente Alessandro a cargo dessas questões, é renovar o vínculo até o final de 2021, protegendo-se com relação a investidas do futebol europeu ao jovem, titular da Seleção sub-20 mesmo quase dois anos mais novos que os concorrentes no último Sul-Americano da categoria. Atualmente, seu contrato é válido até setembro do ano que vem.


Internamente, Léo é visto como um provável titular da equipe na próxima temporada, atuando algumas vezes durante o ano e ganhando mais experiência. Por ter grande parte ainda vinculada ao Timão, diferentemente de vendas recentes, ele também aparece como atleta com bastante bastante margem de lucro no futuro. Sua renovação, por sinal, segue a linha adotada neste ano com jovens da base.


Preocupada com o assédio de clubes do exterior com o maior aproveitamento de nomes como Caíque França, Léo Príncipe, Guilherme Arana, Maycon, Pedrinho e Marciel, a cúpula alvinegra resolveu assinar novos acordos com cada, pelo menos por mais dois anos do que os antigos, aumentando salários e, consequentemente, a multa rescisória.


Dos nomes que se firmaram no elenco na atual temporada, resta apenas uma extensão a Léo Jabá, também de 18 anos. Dono de um contrato maior do que os companheiros, até dezembro de 2018, ele deve ser chamado para conversar até o meio do ano para tratar de uma renovação. 




















Especula-se que Corinthians possa receber proposta oara trocar seu goleiro reserva Wálter pelo meia Mancuello, flamengo e que desta vez Wálter tenha interesse em ir








Corinthians recusa proposta do futebol europeu por jogador titular

Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento para o Bordeaux-FRATimão dificilmente ficará com o lateral em 2018 (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 8h31


O Bordeaux-FRA fez uma proposta oficial para adquirir os direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana, mas o Corinthians rejeitou prontamente. Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco.


De acordo com a apuração da reportagem, Arana mostrou-se disposto a ir para a Europa, mas entendeu que ficar até dezembro no Brasil, com a possibilidade de ao menos mais um título pela equipe, será benéfico para a sua carreira. Amigo de infância do atacante Malcom, vendido aos franceses no início de 2016, ele recebeu ótimas referências do clube europeu.


Malcom, por sinal, é quem pode ser envolvido na engenharia financeira para a contratação em definitivo de Pablo. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o campeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Arana, que é apenas 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corintianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.


Corinthians usará hashtag na camisa contra o Vitória para incentivar a adoção

Clube terá #AdotarÉamor na barra da camisa na partida de domingo, em Salvador. Campanha digital é de autoria do Conselho Nacional de Justiça


Por GloboEsporte.com

19/05/2017 17h49

O Corinthians terá uma novidade na camisa na partida contra o Vitória, às 16h de domingo, na Arena Fonte Nova. O clube estampará a hashtag #AdotarÉamor na barra do uniforme, para divulgar a campanha digital do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 


A ação visa sensibilizar a população para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ realizará um “twittaço” com hashtag #AdotarÉamor às 11h. A campanha contará com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas. 



Camisa que o Timão usará contra o Vitória (Foto: Divulgação) 

Segundo dados oficiais, existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil, sendo que 7.577 estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção. Entretanto, a conta não fecha, já que quem vai adotar faz exigências de idade, raça e outras características, dificultando o processo.










Corinthians escalado para domingo contra Vitória. Técnico Fábio Carille confirma equipe com Pedro Henrique na zaga

Clayson faz primeiro treino. Atacante participa nesta sexta-feira de atividade no campo, porém, ainda não está regularizado na CBF. 

Por Bruno Cassucci e Diego Ribeiro

19/05/2017 17h46

O técnico Fabio Carille comandou uma atividade leve nesta sexta. Depois do aquecimento, os jogadores foram divididos em três grupos e disputaram partidas de futevôlei em clima descontraído.

Neste sábado, o Corinthians encerra a preparação para a partida contra o Vitória pela manhã e na sequência embarca para Salvador. Carille deve comandar um trabalho tático somente com os titulares no gramado para decidir a escalação. 

Com incômodo na coxa direita, o zagueiro Pablo será o único desfalque do Timão. Assim, a equipe deve ir a campo com: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô.

O atacante Clayson fez seu primeiro treino em campo com a camisa do Corinthians nesta sexta-feira. Porém, mesmo estando bem fisicamente, o ex-jogador da Ponte Preta tem chance mínima estrear pelo Timão neste domingo, contra o Vitória, já que não foi regularizado junto à CBF.

Um pouco tímido, o reforço alvinegro, que foi apresentado na última quinta-feira, conversou com companheiros, deu algumas risadas e arriscou embaixadinhas e outras firulas com a bola. 




Clayson participa de trabalho em campo nesta sexta-feira, no CT (Foto: Bruno Cassucci) 
Veja as informações do Corinthians para a partida:

Adversário: Vitória
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data e horário: domingo, às 16h (de Brasília)

Escalação provável do Corinthians: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô

Desfalques do Corinthians: Pablo (dores na coxa direita), Moisés (recuperação de gripe), Léo Príncipe (estiramento na coxa esquerda), Giovanni Augusto (lesão no tornozelo esquerdo) e Vilson (lesão no joelho esquerdo)





Há quatro anos, Corinthians conquistava 27º título paulista da história do clube
15h30 19/05/2017 - Agência Corinthians



Corinthians 2013 conquistou o 27º dos 28 títulos paulistas da história do clube

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Neste ano, o Corinthians se sagrou campeão paulista pela 28ª vez na história. Antes de 2017, a última conquista estadual, a 27ª, tinha acontecido em 2013. Esse título completa quatro anos nesta sexta-feira (19). No dia 19 de maio de 2013, o Timão empatou em 1 a 1 contra s7os e levou a taça na casa adversaria, após vitória por 2 a 1 no estádio do Pacaembu no duelo de ida.

Na primeira fase da competição, o Timão fez a quinta melhor campanha, com 35 pontos em 19 rodadas. O Alvinegro teve nove vitórias, oito empates e apenas duas derrotas.

Ao fim da primeira fase, o Corinthians se classificou para enfrentar a Ponte Preta nas quartas de final, em jogo único no Moisés Lucarelli, em Campinas. O Timão não teve dificuldades e goleou o adversário por 4 a 0, com gols de Emerson, Romarinho, Guerrero e Alexandre Pato.

Na semifinal, clássico contra 5P. O Corinthians já havia vencido o rival na primeira fase por 2 a 1 fora de casa , com direito a um golaço de Danilo de fora da área.

No reencontro, jogo com poucas oportunidades no tempo normal e decisão nos pênaltis. O Timão levou a melhor nas penalidades (4 a 3) e garantiu vaga na decisão da competição estadual.
O Timão enfrentou s7os na final. O primeiro jogo da decisão foi com mando corinthiano no Pacaembu. Aos 41 da primeira etapa, Paulinho aproveitou sobra dentro da área e abriu o placar. Aos 29 do segundo tempo, o zagueiro Paulo André também se valeu de um rebote, após confusão dentro da área, soltou o pé e ampliou para o Corinthians. Cinco minutos depois, o Santos descontou com Durval, de cabeça.

A equipe comandada pelo técnico Tite levou a vantagem do empate para o confronto final na Vila Belmiro. O Timão saiu atrás no placar, aos 27 minutos, com gol de Cícero, mas logo reagiu. Dois minutos depois, aos 29, o Corinthians chegou tabelando até chegar na área do Santos. Romarinho recebeu e chutou travado, mas a bola sobrou para Paulinho, que chutou em cima do goleiro. No rebote, com a calma de sempre, Danilo empurrou para o fundo das redes com muita categoria e garantiu o 27° título paulista para o Alvinegro do Parque São Jorge.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.





san7os 1 X 1 CORINTHIANS CAMPEÃO PAULISTA 2013
Local: Vilinha
Data/Hora: 19 de maio de 2013, às 16h
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gass (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Renda/Público: R$ 867.256, 62 / 14.740 pagantes
Cartões Amarelos: Renê Júnior (s); Cássio, Fábio Santos, Edenilson e Romarinho (COR)
Cartões Vermelhos: Não houve

GOLS: Cícero, aos 26'/1º (1-0) e Danilo, aos 28'/1ºT (1-1)

san7os: 1-Rafael; 4-Bruno Peres, 2-Edu Dracena, 6-Durval e 3-Léo; 7-Renê Júnior (16-Patito, aos 32'/2ºT), 5-Arouca, 8-Cícero e 10-Felipe Anderson; 11-Neymar e 9-André (18-Miralles, aos 13'/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho. + 12-Vladimir, 13-Émerson Palmiéri, 14-neto, 15-Alan Santos, 20-marcos Assunção

CORINTHIANS: 12-Cássio; 2-Alessandro, 4-Gil, 13-Paulo André e 6-Fábio Santos; 5-Ralf, 8-Paulinho, 31-Romarinho (7-Alexandre Pato, aos 30'/2ºT), 20-Danilo e 11-Emerson (21-Edenilson, aos 13'/2ºT); 9-Guerrero (10-Douglas, aos 37'/2ºT). Técnico: Tite. + 22-Danilo Fernandes, 28-Felipe, 26-Igor, 19-Guilherme







Após convocação da Seleção Brasileira, corinthianos  Fágner e Rodriguinho falam com exclusividade à CorinthiansTV

Lateral direito e meia do Corinthians demonstraram a felicidade pelo chamado do técnico Tite para os amistosos contra Austrália e Argentina


18h30 19/05/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Convocados pelo técnico Tite para defender a Seleção Brasileira em amistosos contra Argentina e Austrália em Melbourne (AUS) no mês de junho, o lateral direito Fágner e o meia Rodriguinho falaram com exclusividade à Corinthians TV sobre a oportunidade de representar o Brasil.

"Feliz em poder mais uma vez ser lembrado e também pelo momento no clube. Porque se as coisas não estivessem acontecendo no clube, eu não teria essa oportunidade. Quero agradecer aos meus companheiros, ao Fábio, a todo o trabalho que vem sendo para estar tendo essa oportunidade de voltar mais uma vez", falou Fágner, que sempre vem sendo chamado por Tite desde quando o ex-técnico do Corinthians assumiu o comando da Seleção Brasileira.

“A alegria é muito grande, dever cumprido e feliz por poder estar representando o povo brasileiro. A gente tem conseguindo alcançar objetivos que a gente sonha desde criança. Como o professor fala, se você fizer o seu trabalho sempre representando bem o seu clube, as chances vão aparecer e foi basicamente o que aconteceu. Muito feliz por esse momento e por estar representando a seleção", disse Rodriguinho, que foi convocado pela segunda vez em 2017. Em janeiro, o meia alvinegro atuou no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro.

Confira a entrevista de Fagner e Rodriguinho à CorinthiansTV

















18:10 Vai ter trote para o Rodriguinho na Seleção, Fagner?
"Eu já falei para ele tomar cuidado com o Gil" #trCOR

18:08


FAGNER, sobre calendário do futebol brasileiro

"É difícil, o futebol brasileiro é diferente do futebol europeu, não adianta querer deixar as cisas iguais porque temos regionais, agora os atletas europeus estarão de férias, então não é data-Fifa. É difícil equalizar esse calendário, até porque se tirar jogos acaba espremendo, aí ficam muitos jogos sem descanso. É um assunto delicado para se tratar", diz

18:06


SOBRE DANILO

"Desde que eu cheguei aqui tínhamos um grupo de jogadores que já haviam conquistado muitas coisas no clube, Libertadores, Recopa,. Mundial, várias coisas. O Danilo sempre representou muito pelo que fez em outros clubes também. O que ele passou e ainda está passando tentando voltar é uma coisa bem difícil, que faz a gente pensar que somos pequenos, de ter um problema, uma tragédia na sua vida. Temos que ser corretos, andar na linha, aproveitar com responsabilidade. Ele tem nosso respeito", diz Rodriguinho

"Desde que cheguei aqui é um cara que você nunca ouviu reclamar de nada, sempre trabalhou, se dedicou, exemplo para os mais novos. Vejo ele como exemplo e com muito respeito pela história que construiu no futebol. É uma pena ele não ter tido a oportunidade de defender a Seleção Brasileira, por isso temos que agradecer sempre por essa chance, de realizar um sonho de criança", diz Fagner

18:03


FICAM NO CORINTHIANS POR SONHO DE COPA DO MUNDO?

"Prender não, porque ninguém me algemou aqui. Estou aqui porque quero, Fagner também. Mas estar aqui, viver um bom momento nos colocou na Seleção. É uma coisa difícil chegar em um novo clube porque tem um período de adaptação. Isso pode contar em uma futura decisão", diz Rodriguinho

"Eu concordo. No meu caso envolve família, filhos, escola, toda decisão tem que ser muito pensada em termos de projeção de carreira. Mas o fato de estarmos bem, num clube de ponta, foi o que proporcionou a convocação", diz Fagner

18:01
FAGNER, sobre Vitória jogar fora do Barradão

"A gente sabe da força do Vitória jogando em Salvador, sabemos que saindo do Barradão não é o habitual para eles. Por ser uma arena a gente espera se habituar ao campo e fazer um grande jogo para fazer a lição de casa fora de casa, porque não fizemos em casa", diz









18:00


FAGNER, sobre Corinthians como visitante indigesto

"É importante ser uma equipe bem estruturada na marcação para poder criar chances e ser efetivo", diz

18:00


RODRIGUINHO, sobre postura fora de casa

"Vai muito da nossa forma de jogar, conseguimos ter uma organização boa, trocando passes rápidos e com espaço conseguimos evoluir, criar oportunidades. Quando a gente tem que propor o jogo a dificuldade é maior, então quando joga fora facilita um pouco. Para mim, especificamente, posso infiltrar mais por ter o Jadson armador e o Romero rápido chegando na área. A gente acaba tendo uma certa facilidade"

17:58

RODRIGUINHO, sobre busca pela vitória em Salvador 

"Lógico que respeitando a equipe adversária, mas nossa intenção é ganhar sempre, ainda mais porque empatamos em casa, precisamos recuperar os pontos. Vai ser um jogo difícil, mas vamos para lá com a intenção de arrancar alguns pontos', diz


17:58FAGNER, sobre titularidade absoluta no Corinthians



"Eu acho que isso fica muito por parte da imprensa, de rotular um jogador que está vindo para ser reserva. Se o Fagner deixar de trabalhar ele corre o risco de perder a condição, ninguém tem cadeira cativa. A concorrência é válida para evitar uma zona de conforto, e o atleta que vier será muito bem recebido por todos para que consiga nos ajudar e render", diz

17:57 Fagner brinca sobre ausência em três jogos do Corinthians no Brasileirão: "Vou chamar o Henrique para me substituir" #trCOR


17:56

RODRIGUINHO, sobre mudança de status

"A confiança é uma das coisas que mais te fazem evoluir no futebol e no esporte. Quando você tem dúvidas dá errado, e quando tem nível de confiança cresce e coloca para fora o que sabe fazer. É o que está acontecendo, com a ajuda dos companheiros, esperando meu momento chegar, porque sabia que tinha condição de ajudar, ser mais decisivo. Estou conseguindo fazer isso. Agora houve uma adaptação na minha função, mais perto do Jô", diz

17:55

FAGNER, sobre disputa por posição na Seleção

"Acredito que seja na Seleção e nos clubes, para ir para a Seleção tem que manter um nível bom no seu clube, procurar sempre evoluir, não estacionar e achar que está bom. Se você achar que está indo para jogar fica para trás, então a mentalidade tem que ser de evoluir, respeitando companheiros para se manter junto ali", diz


17:53
RODRIGUINHO, sobre chegada de Clayson 

"No começo é assim mesmo. Se você já trabalhou com vários jogadores facilita, tem certa intimidade, então é normal chegar tímido. Mas aqui todos são bem acolhidos, bem recebidos pelos atletas, comissão, funcionários, a gente brinca e deixa bem à vontade. Logo logo ele vai estar bem solto aí", diz



17:52

RODRIGUINHO, sobre ausência de Pablo

"Ele é um grande zagueiro, chegou e demonstrou todo seu potencial, seu trabalho, tomou conta da posição, muita técnica e imposição física. Pena que machucou, sentimos a falta dele, mas temos jogadores mais novos e com capacidade para substituí-lo", diz


17:51


FAGNER, sobre lacuna na lateral direita

"Não sei exatamente o que vai acontecer quando eu for, mas ainda temos duas semanas até lá, dá para o Fábio pensar em alguma coisa e o jogador que ele escolher dará conta do recado e temos que dar confiança. Às vezes é um sacrifício para o jogador ser improvisado, mas o que tiver que ser feito será para manter o padrão", diz

17:50


RODRIGUINHO, sobre Tite

"Ele me conhece muito bem, sabe onde posso render, me trouxe e depois trouxe de volta. Acho que ele por conhecer bem o Carille devem ter conversado, como faz com outros treinadores. Mas ele é estudioso, deve acompanhar muito, acho que sabe muito bem o que está fazendo", diz


17:49
RODRIGUINHO, sobre ser desfalque no Brasileirão 

"Que pena que tem os jogos do Brasileiro, mas ninguém abriria mão de jogar pela sua Seleção, estar representando seu país. Não podemos estar em dois lugares ao mesmo tempo e não tem o que fazer"

17:48
FAGNER, sobre briga por espaço na Seleção


"A felicidade é imensa de poder estar retornando. Se vou jogar é só o Tite que pode dizer, mas por enquanto tenho que pensar nos jogos que tenho pela frente no Brasileirão"

17:48 

Rodriguinho: "O título e os números estão ajudando a provar isso: não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira" 




17:47


RODRIGUINHO, sobre ano especial

"Sem dúvida é o melhor momento da minha carreira. O título ainda está fresco na memória, agora a convocação, sentimento muito especial. Agora a vida continua e temos que estar provando a cada dia, trabalhando, tendo um ano bom. O título e os gols estão ajudando a provar isso, não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira', diz

17:46


FAGNER, sobre a convocação

"Fico feliz mais uma vez de ser lembrado. Ao mesmo tempo dá essa ansiedade, esse frio na barriga, porque você é avaliado pelo que fez no clube. Estava em casa com a família, fiquei feliz de estar retornando, pelo clube proporcionar isso. É agradecer pelos meus companheiros também", diz


17:45
RODRIGUINHO começa falando sobre a convocação


"A emoção é parecida com a primeira vez, a felicidade é a mesma de representar, alcançar um sonho que buscamos incessantemente desde pequeno de estar na Seleção. Mas hoje eu estava sozinho em casa, esperando, com esperança, e dá um frio na barriga quando vão saindo os nomes e não chega o seu. Até que acontece a explosão de alegria quando vem seu nome, logo compartilhei com a família e foi bem legal", diz

17:44 A dupla de Seleção - e de touca - está aqui na sala de imprensa #trCOR




17:41


Fagner e Rodriguinho estão na sala de imprensa do CT Joaquim Grava

17:35 Fagner em 2017: 23 jogos (três assistências)
Rodriguinho em 2017: 23 jogos (oito gols e cinco assistências) #trCOR


17:25


Fagner e Rodriguinho foram tomar banho depois do treino, que começou debaixo de chuva. Daqui a pouco chegam à sala de imprensa do CT



Meia Giovanni Augusto, que se recupera de lesão no tornozelo esquerdo, faz trabalho com bola com fisioterapeuta #trsccp





Corinthians tem dia de treinos leves antes de ida à Bahia

Atacante Clayson treina mas ainda não deve reforçar Timão contra o Vitória, mas já trabalhou em campo nesta sexta-feira, véspera da viagem. Grupo teve até futevôlei no gramado do CT


Clayson ao centro, entre Marquinhos Gabriel e Romero, no treino desta sexta-feira no CT (Foto: LANCE!Press)

Gabriel Carneiro
19/05/2017
17:15


Apresentado na tarde de quinta-feira, o atacante Clayson foi a grande novidade do treinamento do Corinthians nesta sexta. Após assinar contrato por quatro temporadas com o Timão, o jogador de 22 anos trabalhou no gramado sem restrições, mas dificilmente estará regularizado a tempo da partida de domingo, às 16h, contra o Vitória, pela segunda rodada do Brasileirão. Apesar de estar bem fisicamente, Clayson ainda não teve nem sequer o contrato rescindido com a Ponte Preta antes de ser registrado como corintiano no Boletim Diário (BID) da CBF - o próprio jogador acha difícil que tenha condições de jogo no próximo desafio do Corinthians.

Com Clayson em campo, o Corinthians trabalhou na tarde desta sexta-feira, mas não ensaiou a escalação que vai enfrentar o Vitória. A ideia das atividades foi proporcionar momentos mais recreativos aos jogadores - houve um trabalho leve de fundamentos técnicos, como passe e cabeceio, em duplas, e depois um animado circuito de futevôlei, que durou até mesmo depois de Carille encerrar o treinamento do dia. Os trabalhos duraram cerca de duas horas, e só os goleiros realizaram atividades específicas mais exigentes.
O Corinthians já havia treinado dois dias com a mesma escalação e dificilmente terá novidades para domingo. Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô é o time titular. No time titular, Pablo é desfalque por incômodo na coxa direita. Já entre o restante do elenco, Léo Príncipe, Vilson, Mantuan, Danilo e Giovanni Augusto são baixas - o último realizou um treino físico com o fisioterapeuta Caio Mello no gramado do CT nesta sexta, e mostrou avanço na recuperação.

O treino desta sexta transcorreu sem chuva. As fortes chuvas que atingem a região da Zona Leste  desde a última noite deram trégua mais para o fim da tarde.

Carille ainda comanda mais um treinamento na manhã deste sábado antes da viagem a Salvador, onde o Corinthians enfrenta o Vitória no domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova.











17:06
Ainda à espera da dupla de jogadores da Seleção Brasileira na sala de imprensa do CT

16:53
Rodriguinho e Fagner já aguardados para entrevista coletiva na sala de imprensa do CT Joaquim Grava. Os dois foram convocados para amistosos contra Argentina e Austrália, em 9 e 13 de junho

16:53
Corinthians para domingo: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô
Não há trabalho tático hoje. Atletas disputam futevôlei em clima bem descontraído #trsccp


Clayson ainda não está no BID. Tem de ser regularizado até o fim da tarde de hoje para poder estrear domingo, contra o Vitória. #trsccp
16:21 Novo reforço, apresentado ontem, atacante Clayson dificilmente fica à disposição para domingo. Além de treinar em campo pela primeira vez só hoje, ainda não está registrado #trCOR


16:17 A bola da vez é Anderson Martins, que passou pelo clube em 2014. Já existe negociação #trCOR


16:16 Domingo, 16h, ao vivo na Tv aberta, na Fonte Nova, em savador, contra o Vitória, Corinthians terá Balbuena e Pedro Henrique na zaga e Léo como opção. Por isso, clube busca zagueiros #trCOR


 O ex-volante Fabinho agora é auxiliar técnico do Corinthians #trsccp 


Único desfalque do Corinthians contra o Vitória será o zagueiro Pablo, machucado. Pedro Henrique irá substituí-lo #trsccp 


Convocados para Seleção Grasileira  nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp

16:05 Duplas trocam passes rasteiros e pelo alto nesta primeira parte do treinamento #trCOR

Aquecimento já rola no gramado do CT do Corinthians. Neste momento sem chuva #trCOR


Convocados para Seleção Brasileira nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp





15:33

Boa tarde, torcedores. Iniciamos agora nosso tempo real da sexta-feira do Corinthians. Após o treino no CT Joaquim Grava, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva. A dupla foi convocada para a Seleção Brasileira

Elenco alvinegro em campo para aquecimento. 
 #trsccp 





Corinthians usará hashtag na camisa contra Vitória para promover campanha #AdotarÉamor

A parceria com o Conselho Nacional de Justiça divulga campanha para sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção; Dia Nacional da Adoção é celebrado em 25 de maio


15h00 19/05/2017 - Agência Corinthians




Hashtag #AdotarÉamor aparecerá na camisa do Corinthians neste domingo (21)

© Divulgação


Neste domingo (21), às 16h, o Corinthians enfrenta o Vitória pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Além de buscar os três pontos em Salvador-BA, o Timão entrará em campo por uma causa nobre: divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, de autoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A hashtag aparecerá na barra da frente do manto alvinegro.

Sobre a campanha

A parceria com o Corinthians é uma das ações que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) preparou para divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, que acontece nas redes sociais e no portal do Conselho durante todo o mês de maio, cujo objetivo é sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ vai liderar um “twittaço” da hashtag #AdotarÉamor às 11h da manhã, com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas.

Adoção no Brasil

Atualmente existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil. Destes, 7.577 já estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção, coordenado pela Corregedoria do CNJ.

Apesar de o número de pretendentes ser bastante superior ao de crianças, a conta não fecha principalmente porque o perfil exigido por quem vai adotar não é o mesmo das crianças que estão disponíveis nos abrigos. A idade é o fator que mais pesa para esse desencontro: 48% deles são adolescentes entre 13 e 17 anos de idade, faixa etária aceita por somente 0,7% dos pretendentes. Já 20,1% das crianças têm entre 9 e 12 anos de idade, e somente 3,3% dos pretendentes aceitam crianças nessa faixa etária.

Das 7.577 crianças aptas à adoção, 61,02% possuem irmãos, mas só 33% dos futuros pais aceitam essa condição. A raça é outro fator que limita o número de adoções possíveis, já que 65,62% das crianças são negras ou pardas, e 19,62% dos pretendentes só aceitam crianças brancas. Outro dado que restringe o perfil desejado é que um quarto das crianças cadastradas têm algum tipo de doença ou deficiência, mas 65,53% dos pretendentes somente aceitam crianças sem essa condição.


















Boato: Corinthians pode estar negociando volta do zagueiro Anderson Martins, livre no mercado

Especula-se na imprensa que o Corinthians possa tentar contratar o zagueiro Anderson Martins, que teve passagem pelo Timão entre junho e dezembro de 2014. Ele ainda tinha mais seis meses de contrato por empréstimo, mas o clube do Qatar exigiu seu retorno e ativou uma cláusula contratual que abreviou a passagem pelo Parque São Jorge, que teve 21 partidas e um gol marcado.Porém, desta vez, o Timão terá que trazê-lo em definitivo. . Aos 29 anos, e de saída do Al-Jaish, do Qatar, o zagueiro Anderson Martins tem conversas com o Corinthians e outros dois clubes. Desta vez, Anderson Martins não deve fechar por empréstimo com nenhum clube, e sim em caráter definitivo. Ele conseguiu a rescisão contratual no Qatar e está livre para negociar com os interessados








Corinthians joga domingo, ao vivo na TV

16h Vitória x Corinthians
Transmissão: TV Globo paulista, PR, GO, TO, MS, MT, AL, PE, CE, PA , AP e DF  e Premiere, Premiere e PFCI 








Corinthianos Fagner e Rodriguinho são convocados para amistosos da Seleção Brasileira

O Corinthians foi o time brasileiro com mais jogadores convocados pelo técnico Tite para os jogos contra Argentina e Austrália

11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians




Na manhã desta sexta-feira (19), o técnico Tite divulgou a lista de convocados para os próximos desafios da Seleção Brasileira com dois jogadores do Corinthians. Fagner e Rodriguinho, destaques alvinegros na temporada 2017, foram chamados para representar o Brasil nos amistosos contra Argentina e Austrália, que acontecerão em junho.
Entre as equipes brasileiras, o Timão foi a única a ter dois atletas convocados para os duelos, marcados para Melbourne, na Austrália. O primeiro amistoso será o clássico contra a Argentina, no dia 9 de junho, às 7h (horário de Brasília). Depois, no dia 13 de junho, o Brasil enfrenta a seleção local, no mesmo horário.

Desde quando Tite passou a ser o técnico da Seleção Brasileira, Fagner esteve em todas as convocações. Já Rodriguinho foi chamado pela segunda vez, após ter representado o Brasil no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro, em janeiro deste ano.






Corinthians acerta salários com lateral e quer mais 'dois ou três' reforços
Cicinho, que está no Ludogorets, da Bulgária, está próximo de ser anunciado pelo time de Parque São Jorge, que se preocupa com o BrasileiroCarille aguarda a chegada de até quatro reforços no Parque São Jorge (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
18/05/2017 20h42R

O Corinthians, que apresentou o atacante Clayson na tarde desta quinta-feira, ainda quer reforçar o seu elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Admitindo busca por até três atletas até a metade do ano, o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, espera poder anunciar novos nomes para o elenco do técnico Fábio Carille conforme transcorrerem as duas próximas semanas no Alvinegro.

“Não vamos parar. Quem sabe mais dois ou três jogadores”, disse o dirigente, preocupado em sempre exaltar a capacidade atual do grupo de atletas. “Não vamos ficar prometendo com muita antecedência. Não precisamos de meia dúzia de jogadores, temos um elenco bom. Mas o Brasileiro é mais difícil”, continuou Adauto.

Além de um atleta que atuasse pelas beiradas, Carille pediu à diretoria a aquisição de mais um lateral direito, justamente a negociação que está mais próxima de ocorrer. Com um emissário na Bulgária, o Timão tenta a liberação de Cicinho com o Ludogorets-BUL, dono dos seus direitos federativos.

Com tudo certo a respeito de salários e luvas por assinatura, o Alvinegro espera apenas o defensor e seus representantes acertarem uma extensão do contrato para conseguirem um empréstimo até junho do ano que vem. Como o vínculo do atleta com os europeus vai apenas até a metade de 2018, ele teria de renovar o vínculo para ser cedido aos paulistas.

Ansioso pela resolução do caso, Adauto ainda espera por um zagueiro, posição vista como carente devido ao excesso de lesões envolvendo os jogadores do setor. A ideia é que, diferentemente de Clayson, cheguem jogadores que possam atuar tanto no Brasileiro quanto na Sul-Americana. Por já ter atuado pela Ponte no torneio continental, ele só poderá jogar pela competição nacional.

“O Clayson é a revelação do Paulista e todos sabemos o quanto ele produziu e o quanto ele pode render. Provavelmente em algumas posições bem pontuais a gente possa ter outros reforços para disputar o Brasileiro ou ainda disputar uma Copa Sul-Americana. Quando tiver tudo certinho, a gente pega e anuncia”, concluiu Adauto.





Convocados, Rodriguinho e Fagner desfalcarão Corinthians em três jogos do Brasileiro



Por GloboEsporte.com


19/05/2017 11h35


Felicidade por um lado, tristeza pelo outro. Convocados pelo técnico Tite para amistosos da seleção brasileira contra Argentina e Austrália na primeira quinzena de junho, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho vão desfalcar o Corinthians em três jogos do Campeonato Brasileiro. 



A dupla viajará com a Seleção logo após o jogo contra o Santos em Itaquera, pela quarta rodada, no dia 3 de junho. 


O técnico Fábio Carille não poderá contar com Fagner e Rodriguinho nos jogos do Timão contra

V asco (dia 7), 5P (11) e Cruzeiro (14). 



Fagner e Rodriguinho: convocados para a seleção brasileira (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 




No jogo contra o Vasco, Carille também não terá a dupla paraguaia Balbuena e Romero, convocada para amistoso contra o Peru, no dia 8. Eles não farão parte do jogo do Paraguai contra a França no dia 2, em Paris.






Perda de peso, igreja e zero álcool: Cássio revela motivos para virada no Corinthians

Goleiro fez trabalho até nas férias e começou temporada com seis quilos a menos. Sem beber e com nova rotina religiosa, ele sonha com Seleção e diz: "Sou um dos melhores, sim"
Por Diego Ribeiro e Mauro Naves

19/05/2017 07h04
A virada de Cássio depois de sua pior fase em seis anos de Corinthians começou quando ele começou a reconhecer os próprios erros. Acima do peso, sem confiança e com uma história de quase 300 jogos pelo clube a zelar, o goleiro encarou o início de 2017 como um período decisivo para sua recuperação física e técnica. Deu certo.
Depois de inúmeros problemas em 2016, Cássio começou a temporada com seis quilos a menos e dentro de sua forma ideal. Em campo, as coisas começaram a fluir com boas atuações, a volta da segurança debaixo das traves e a expectativa de ser convocado para a seleção brasileira – os próximos amistosos são em junho, contra Argentina e Austrália, com lista a ser anunciada nesta sexta.

Com a confiança de volta, Cássio se vê, sim, como um dos candidatos às três vagas de goleiro a serem preenchidas pelo técnico Tite.


– Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores) – disse Cássio.



Cássio em entrevista no CT (Foto: Diego Ribeiro)

Prestes a completar 30 anos (dia 6 de junho), Cássio atingiu a maturidade. Fora de campo, a família também contribuiu. Com alimentação balanceada e longe do álcool há alguns meses, Cássio passou a ter vida regrada. Muito por causa de sua noiva, Janara. Ao lado dela, largou a bebida e, depois de um convite do zagueiro Vilson, passou a frequentar a igreja Voz da Verdade, em Alphaville, perto de onde mora.






– Hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem – revelou o corintiano.




Nesta conversa de quase meia hora com o GloboEsporte.com e a TV Globo, Cássio não escondeu nada. Revelou números sobre o peso perdido, admitiu que já jogou fora de forma (e até bem), e só quer saber de coisas boas no Timão. Inclusive ser o maior goleiro da história do clube – posto que, para ele, pertence a Ronaldo Giovanelli.


Leia a íntegra da conversa:


GloboEsporte.com: Dos seis títulos como titular do Corinthians, esse foi seu primeiro como capitão. Foi diferente? Bateu uma ansiedade antes do fim do jogo contra a Ponte?
Cássio: Foi, foi bem diferente. Nos cinco, dez minutos finais, bateu uma ansiedade, sim. Comecei a lembrar dos momentos que passei no Corinthians, títulos, vitórias, a carreira do jogador não é feita só de vitórias, também de derrotas. Passou um filme. Fiquei muito feliz por ser campeão novamente, campeão na arena e ter o privilégio de erguer uma taça num clube tão vitorioso quanto o Corinthians.


O que mudou para você retomar a boa fase nesse ano?
Comecei a colocar as coisas na balança, em casa, com minha família, minha noiva. Começamos a pensar e rever coisas positivas e negativas do ano passado. Eu tinha que pensar o que queria para esse ano. Traçamos uma meta de aproveitar as férias, deixar um pouco de lado o futebol, curtir, mas depois me preparar. O time se reapresentou no dia 11 de janeiro. Até o dia 1º consegui curtir minhas férias, e depois disso comecei a fazer um trabalho para voltar bem fisicamente, um trabalho mais aeróbico.


E como você conseguiu fazer isso nas férias? Numa época de Natal, Ano Novo...
É importante ter uma família unida. Ela se revezava em vários momentos para fazer minha alimentação, meu primo ia correr, minha noiva, outro dia meu irmão. Todo mundo estava pronto para ajudar. Sempre tive auxílio de alguém nessas coisas, no Corinthians mesmo, até o Fabrício, da preparação física, passou uma série de exercícios que me ajudaram. Foi tudo programado. Não é algo que caí de paraquedas e está acontecendo. Eu me preparei. Quando fiz pré-temporadas boas, meu ano sempre foi muito bom. Hoje consegui chegar num nível bom, ficar mais leve, chegar no que você quer.


Você tem ideia de quantos quilos perdeu nessa preparação?
Acho que seis... Perdi por aí... É bem complicado porque minha família é boa de garfo, a culinária é muito boa lá. Mas a partir do momento em que comecei a fazer minha dieta, tinha a comilança do pessoal, mas me mantive focado. Quando você tem um objetivo, tem de abrir mão de algumas coisas. Abri mão, e essas coisas fazem a diferença hoje, sinto essa diferença no meu trabalho.




Cássio levanta a taça do Corinthians campeão paulista (Foto: Marcos Ribolli)


Você já jogou acima do peso? No que influencia em sua performance?
Sou um goleiro que depende muito da agilidade. Já joguei com alguns quilinhos acima, já joguei bem. Mas no próximo jogo você não sabe se vai dar sequência. Bem fisicamente, você consegue chegar em todas as bolas. Quando eu estava lá no Mundial, tinha problemas de peso. A gente só treinava e comia, então tive de me cuidar mais. Todo jogador joga um pouquinho acima do peso, porque, normalmente, na véspera do jogo você acaba se alimentando um pouquinho mais para aguentar o ritmo do jogo. Ano passado, eu não consegui controlar tanto o peso.


Por quê?
Não digo que eu estava decepcionado. Pode ser, ou triste... A cabeça do jogador é que controla. Qualquer pessoa, quando está com a cabeça boa, acaba fazendo as coisas. Sempre me dediquei nos treinos, mas o que acontece fora de campo é muito importante. Faz muita diferença. No Japão, eu fazia tudo certinho, conseguia ter esse controle. Quando a cabeça não está boa, você acaba se descuidando aqui e ali.


Álcool também faz parte desse contexto? Você chegou a usar como escape?
Beber acho que não, mas hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem. Independentemente da religião, tem de fazer o que faz feliz. E eu me sinto muito feliz. Desde que comecei a frequentar, comecei a me arrepender muito de coisas que tinha feito e demorei a perceber. Isso faz parte do amadurecimento. Para mim, está sendo um momento novo, mas estou muito feliz por tudo que está acontecendo.


Qual o papel da sua noiva nessa mudança?
Total, ela foi fundamental. Em momentos difíceis, em que eu poderia ter jogado a toalha, ela esteve comigo. É minha companheira, melhor amiga, está sempre comigo quando acordo. Sempre de pé para fazer meu café, minha dieta, minha comida. Quando estou de cabeça baixa, é muito mais fácil ter alguém ao lado. Minha recuperação hoje depois de uma perda, uma eliminação, é muito mais rápida do que antes. Tenho uma companheira para conversar, dividir as coisas.


Ela vai à igreja com você?
Ela está indo à igreja comigo. Hoje tenho uma mudança de hábito. Para mim, essas coisas que estou mudando na vida estão sendo positivas. Tenho de seguir isso. Ela é minha companheira. Às vezes, uma mulher leva você para baixo, mas, às vezes, também ajuda a crescer. Ano passado tive a perda da minha avó, sempre foi a chefe da família. Foi bem difícil, coincidiu com minha perda de posição. Demorei uns dois ou três meses para entender tudo isso e começar uma mudança. Tive essa mudança e consegui evoluir.



Vai ter casamento do Cássio em 2017?
Tem um pouquinho de pressão, ainda mais agora que a Arena Corinthians anunciou que vai ter casamento lá... Se eu fizesse isso, iam me chamar de boleirão, marqueteiro. Mas não é má ideia (risos). Vamos ver futuramente, ela é corintiana...


Alguém do Corinthians ajudou você nesse novo caminho?
O Vilson. Ele e a esposa dele, a Fabi, temos uma amizade muito boa. Começamos a conversar, não fui obrigado. Ele fez um convite, começamos a frequentar e nos sentimos muito felizes lá. Não vamos lá para brigar por religião, isso ou aquilo. Só para ler a bíblia, tentar entender um pouco mais, evoluir, fazer as coisas certas. É uma mudança positiva para mim. Já respeitava muito o Vilson, mas o respeito muito porque sempre esteve do meu lado, um cara bacana. O grupo todo tem o maior respeito por ele.


Você chegou a falar em falta de comprometimento em alguns momentos da temporada passada. O grupo de hoje é mais unido? Mais leve?
É um grupo totalmente diferente do ano passado, chegaram peças novas. Acho que hoje o grupo conversa mais. Se temos um problema, conversamos e tentamos nos ajudar. E não sou só eu falando. É o Fagner, é o Jô, o Fellipe Bastos, o Balbuena... Não fica aquele negócio em só uma pessoa. Por isso o revezamento dos capitães também é legal. Hoje, todo mundo tem voz ativa. Os meninos da base também, temos um respeito muito grande por eles. Não é porque são mais novos que não terão direito de opinar ou falar. Isso faz um grupo forte. Temos uma amizade boa, e um joga limpo com o outro. A equipe cresce com isso.


Perder a posição ano passado deixou você como? Preocupado? Chateado?
Não posso faltar com respeito com o Walter, que estava muito bem, teve a oportunidade de jogar e mereceu estar ali. Mas eu sabia que tinha perdido a posição para mim mesmo. Não tinha me cuidado nem me dedicado, e aí caí de produção. Coincidiu de ele estar bem, e eu não estar num momento tão bom. Mesmo assim, tinha convicção de que, se trabalhasse bem, tinha chances de voltar a ser o goleiro titular do Corinthians.


Quais são suas chances na seleção brasileira? Última convocação foi em 2015...
Eu estava num momento bom, porque o time estava bem naquele momento. Foi antes de sermos campeões, em outubro de 2015, tínhamos a melhor defesa, fiz um bom campeonato. Não era sempre que eu estava mal fisicamente, que fique bem claro. Ano passado que relaxei, nos outros anos não teve nada absurdo. Em 2016, em alguns momentos, acabei extrapolando. Quando perdi a posição, Tite me mostrou os números em comparação a outras temporadas. Não eram normais mesmo. O treinador que está na Seleção me conhece, sabe do que sou capaz, tenho esperança de ser convocado pelo que venho apresentando no meu clube.




Cássio durante treino do Corinthians no CT (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)Você se vê como o melhor ou um dos melhores goleiros do Brasil hoje?
Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores). Tem muitos goleiros, cada vez aparecem mais. Os clubes estão apostando em goleiros competentes na base. Estou em uma safra de goleiros com muita qualidade.


Depois do título, você ainda acha que o Ronaldo é o maior goleiro da história do Corinthians?
Mantenho a opinião, acho que é o Ronaldo. Não só pelos jogos, até posso passar números de jogos, mas, pelo tempo de casa e identificação com o Corinthians, é o maior. O Corinthians é um celeiro de grandes goleiros, Dida também... O que tem mais títulos é o Julio Cesar, privilégio trabalhar com ele. São goleiros vitoriosos. Só de fazer parte do Corinthians e ganhar títulos aqui, já me sinto privilegiado.

O Corinthians briga pelo que no Brasileiro?
Conseguimos ganhar o Campeonato Paulista. Dizem que não vale muita coisa, mas para nós vale. Ganhamos todos os clássicos, isso nos deu muita confiança. O Corinthians tem uma cara, tem um estilo, sabemos como tudo funciona. Se conseguirmos encarar todo duelo como decisão, temos grandes chances de estar brigando por alguma coisa em dezembro.





Há 79 anos, Servílio balançava as redes pela primeira vez com a camisa do Timão

Com 200 gols em 364 jogos, o ex-jogador é o sexto maior artilheiro da história do Corinthians


11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians

Há 79 anos, Servílio, um dos grandes artilheiros da história do Corinthians, marcou o primeiro gol com a camisa alvinegra. Durante 11 anos em que ficou no Timão, o ex-jogador atuou em 364 jogos e anotou 200 gols, o que o coloca como o sexto maior goleador da história centenária do clube corinthiano.

O primeiro gol de Servílio com a camisa do Timão veio em um clássico. Em amistoso contra o São Paulo no estádio Palestra Itália, no dia 19 de maio de 1938, o ex-jogador anotou o último tento do duelo que garantiu a vitória corinthiana sobre o rival por 3 a 2. Teleco e Sabratti também marcaram para o Corinthians.

Além dos inúmeros gols, Servílio também foi campeão com a camisa alvinegra. O jogador ganhou três vezes o Campeonato Paulista pelo Corinthians, nos anos de 1938, 1939 e 1941.

Pela forma como jogava, ganhou o apelido de bailarino. Quando o atacante alvinegro Teleco parou de jogar, em 1944, Servílio, anteriormente meia, foi deslocado para a posição de centroavante, onde não decepcionou. O jogador foi artilheiro do Campeonato Paulista por três anos consecutivos. Em 1945, o atleta marcou 17 gols; em 1946, foram nove gols; e em 1947, a maior marca individual dele no torneio: 20 gols.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.








Corinthians pode ter proposta por lateral esquerdo Guilherme Arana, mas só abre possível negociação em dezembro. Ele pode ser moeda para manter zagueiro Pablo


Lateral esquerdo Guilherme Arana fica no Timão em 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)


O Corinthians rejeitou uma proposta oficial do Bordeaux-FRA pelos direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana.Cumprindo a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco..


Para conseguir a contratação em definitivo de Pablo, junto ao próprio Bordeaux. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o Hexacampeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Guilherme Arana, pertence 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corinthianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.










Corinthians negocia para ficar com zagueiro Pablo


O Corinthians deve avançar nas negociações para comprar o zagueiro Pablo a partir da próxima semana, quando o gerente de futebol Alessandro Nunes voltará ao trabalho após alguns dias de recesso. O primeiro passo será discutir as condições contratuais. O atleta exige que o Timão se acerte com ele para só depois tratar com o Bordeaux, da França, dono dos direitos econômicos. 


 O zagueiro  prioriza a permanência no Timão e avisou a diretoria alvinegra que não ouvirá outras propostas enquanto não esgotar as possibilidades de ficar. 



Pablo integrou o Corinthians campeão paulista 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 


Se fechar com o defensor, o Timão partirá para o segundo passo: a negociação com o Bordeaux. Quando acordou o empréstimo do zagueiro, em janeiro, o Corinthians garantiu a preferência de compra do atleta por um valor pré-estipulado de 3 milhões de euros (aproximadamente R$ 11,2 milhões). Porém, nada impede que um acerto seja firmado por valor inferior. 


Desta forma, os franceses terão de comunicar ao Corinthians se receberem qualquer oferta por Pablo na janela de transferências do meio do ano. 


Há duas outras negociações que podem afetar diretamente a permanência do zagueiro. A principal delas é uma eventual venda do atacante Malcom. O Timão manteve 15% dos direitos do garoto, vendido no ano passado para o Bordeaux, e pode usar essa possível receita para abater da compra de Pablo. 



A outra tratativa que pode ajudar a segurar o defensor é menos provável: a venda de Guilherme Arana ao clube francês. O Bordeaux demonstrou interesse no lateral-esquerdo, mas o Timão já avisou que não vai vendê-lo antes de dezembro. A possibilidade de o garoto ser negociado agora, mas se transferir apenas em 2018, é vista como remota pelo clube e pelos empresários do atleta.









Corinthians renova contratos de zagueiro Léo e lateral esquerdo Moisés

O Corinthians acertou a prorrogação de contrato de dois jovens do elenco. O zagueiro Léo, de 18 anos, deve assinar até o fim de 2021, enquanto que o lateral-esquerdo Moisés, de 22 anos, renovará seu vínculo até o fim de 2019.

A prorrogação de contrato de Moisés deve ser anunciada nos próximos dias. Com Léo Santos, faltam "só detalhes burocráticos", de acordo com o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto.

O dirigente, aliás, comemorou o fato de o clube ter conseguido renovar os contratos de todos os jovens recentemente. Do fim do ano passado para cá, todos os garotos promovidos da base que tinham vínculo com vencimento próximo prorrogaram.


- Não vai ficar faltando ninguém. Concluímos todos os outros jogadores e agora só faltam o Moisés, que já está acertado, e o Léo, que faltam só alguns detalhes burocráticos- disse Flávio Adauto,

Os contratos vigentes do zagueiro e do lateral vão até setembro de 2018 e fim de 2017, respectivamente.











Zagueiro Léo, grande aposta para o futuro, Joia da base, rompe com agente para renovar com CorinthiansLéo fica mais perto de renovar com o Corinthians (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 10h55

O jovem zagueiro Léo trocou de agente e viu as tratativas com Corinthians fluírem com muita rapidez.


Dono de 30% dos seus direitos, e 70% vinculado ao Corinthians, Léo teve que trocar de empresário para acertar com o Timão, pois o anterior pedia alto salário


Depois de meses sem resolução, porém, algumas mudanças deixaram o futuro do atleta bem mais claro no Timão. Após trocar de agente, em pouco tempo, já tinha as bases salariais acertadas.


A ideia da diretoria de futebol, que normalmente tem o gerente Alessandro a cargo dessas questões, é renovar o vínculo até o final de 2021, protegendo-se com relação a investidas do futebol europeu ao jovem, titular da Seleção sub-20 mesmo quase dois anos mais novos que os concorrentes no último Sul-Americano da categoria. Atualmente, seu contrato é válido até setembro do ano que vem.


Internamente, Léo é visto como um provável titular da equipe na próxima temporada, atuando algumas vezes durante o ano e ganhando mais experiência. Por ter grande parte ainda vinculada ao Timão, diferentemente de vendas recentes, ele também aparece como atleta com bastante bastante margem de lucro no futuro. Sua renovação, por sinal, segue a linha adotada neste ano com jovens da base.


Preocupada com o assédio de clubes do exterior com o maior aproveitamento de nomes como Caíque França, Léo Príncipe, Guilherme Arana, Maycon, Pedrinho e Marciel, a cúpula alvinegra resolveu assinar novos acordos com cada, pelo menos por mais dois anos do que os antigos, aumentando salários e, consequentemente, a multa rescisória.


Dos nomes que se firmaram no elenco na atual temporada, resta apenas uma extensão a Léo Jabá, também de 18 anos. Dono de um contrato maior do que os companheiros, até dezembro de 2018, ele deve ser chamado para conversar até o meio do ano para tratar de uma renovação. 




















Especula-se que Corinthians possa receber proposta oara trocar seu goleiro reserva Wálter pelo meia Mancuello, flamengo e que desta vez Wálter tenha interesse em ir








Corinthians recusa proposta do futebol europeu por jogador titular

Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento para o Bordeaux-FRATimão dificilmente ficará com o lateral em 2018 (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 8h31


O Bordeaux-FRA fez uma proposta oficial para adquirir os direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana, mas o Corinthians rejeitou prontamente. Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco.


De acordo com a apuração da reportagem, Arana mostrou-se disposto a ir para a Europa, mas entendeu que ficar até dezembro no Brasil, com a possibilidade de ao menos mais um título pela equipe, será benéfico para a sua carreira. Amigo de infância do atacante Malcom, vendido aos franceses no início de 2016, ele recebeu ótimas referências do clube europeu.


Malcom, por sinal, é quem pode ser envolvido na engenharia financeira para a contratação em definitivo de Pablo. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o campeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Arana, que é apenas 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corintianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.

Corinthians usará hashtag na camisa contra o Vitória para incentivar a adoção

Clube terá #AdotarÉamor na barra da camisa na partida de domingo, em Salvador. Campanha digital é de autoria do Conselho Nacional de Justiça


Por GloboEsporte.com

19/05/2017 17h49

O Corinthians terá uma novidade na camisa na partida contra o Vitória, às 16h de domingo, na Arena Fonte Nova. O clube estampará a hashtag #AdotarÉamor na barra do uniforme, para divulgar a campanha digital do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 


A ação visa sensibilizar a população para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ realizará um “twittaço” com hashtag #AdotarÉamor às 11h. A campanha contará com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas. 



Camisa que o Timão usará contra o Vitória (Foto: Divulgação) 

Segundo dados oficiais, existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil, sendo que 7.577 estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção. Entretanto, a conta não fecha, já que quem vai adotar faz exigências de idade, raça e outras características, dificultando o processo.










Corinthians escalado para domingo contra Vitória. Técnico Fábio Carille confirma equipe com Pedro Henrique na zaga

Clayson faz primeiro treino. Atacante participa nesta sexta-feira de atividade no campo, porém, ainda não está regularizado na CBF. 

Por Bruno Cassucci e Diego Ribeiro

19/05/2017 17h46

O técnico Fabio Carille comandou uma atividade leve nesta sexta. Depois do aquecimento, os jogadores foram divididos em três grupos e disputaram partidas de futevôlei em clima descontraído.

Neste sábado, o Corinthians encerra a preparação para a partida contra o Vitória pela manhã e na sequência embarca para Salvador. Carille deve comandar um trabalho tático somente com os titulares no gramado para decidir a escalação. 

Com incômodo na coxa direita, o zagueiro Pablo será o único desfalque do Timão. Assim, a equipe deve ir a campo com: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô.

O atacante Clayson fez seu primeiro treino em campo com a camisa do Corinthians nesta sexta-feira. Porém, mesmo estando bem fisicamente, o ex-jogador da Ponte Preta tem chance mínima estrear pelo Timão neste domingo, contra o Vitória, já que não foi regularizado junto à CBF.

Um pouco tímido, o reforço alvinegro, que foi apresentado na última quinta-feira, conversou com companheiros, deu algumas risadas e arriscou embaixadinhas e outras firulas com a bola. 




Clayson participa de trabalho em campo nesta sexta-feira, no CT (Foto: Bruno Cassucci) 
Veja as informações do Corinthians para a partida:

Adversário: Vitória
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data e horário: domingo, às 16h (de Brasília)

Escalação provável do Corinthians: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô

Desfalques do Corinthians: Pablo (dores na coxa direita), Moisés (recuperação de gripe), Léo Príncipe (estiramento na coxa esquerda), Giovanni Augusto (lesão no tornozelo esquerdo) e Vilson (lesão no joelho esquerdo)





Há quatro anos, Corinthians conquistava 27º título paulista da história do clube
15h30 19/05/2017 - Agência Corinthians



Corinthians 2013 conquistou o 27º dos 28 títulos paulistas da história do clube

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Neste ano, o Corinthians se sagrou campeão paulista pela 28ª vez na história. Antes de 2017, a última conquista estadual, a 27ª, tinha acontecido em 2013. Esse título completa quatro anos nesta sexta-feira (19). No dia 19 de maio de 2013, o Timão empatou em 1 a 1 contra s7os e levou a taça na casa adversaria, após vitória por 2 a 1 no estádio do Pacaembu no duelo de ida.

Na primeira fase da competição, o Timão fez a quinta melhor campanha, com 35 pontos em 19 rodadas. O Alvinegro teve nove vitórias, oito empates e apenas duas derrotas.

Ao fim da primeira fase, o Corinthians se classificou para enfrentar a Ponte Preta nas quartas de final, em jogo único no Moisés Lucarelli, em Campinas. O Timão não teve dificuldades e goleou o adversário por 4 a 0, com gols de Emerson, Romarinho, Guerrero e Alexandre Pato.

Na semifinal, clássico contra 5P. O Corinthians já havia vencido o rival na primeira fase por 2 a 1 fora de casa , com direito a um golaço de Danilo de fora da área.

No reencontro, jogo com poucas oportunidades no tempo normal e decisão nos pênaltis. O Timão levou a melhor nas penalidades (4 a 3) e garantiu vaga na decisão da competição estadual.
O Timão enfrentou s7os na final. O primeiro jogo da decisão foi com mando corinthiano no Pacaembu. Aos 41 da primeira etapa, Paulinho aproveitou sobra dentro da área e abriu o placar. Aos 29 do segundo tempo, o zagueiro Paulo André também se valeu de um rebote, após confusão dentro da área, soltou o pé e ampliou para o Corinthians. Cinco minutos depois, o Santos descontou com Durval, de cabeça.

A equipe comandada pelo técnico Tite levou a vantagem do empate para o confronto final na Vila Belmiro. O Timão saiu atrás no placar, aos 27 minutos, com gol de Cícero, mas logo reagiu. Dois minutos depois, aos 29, o Corinthians chegou tabelando até chegar na área do Santos. Romarinho recebeu e chutou travado, mas a bola sobrou para Paulinho, que chutou em cima do goleiro. No rebote, com a calma de sempre, Danilo empurrou para o fundo das redes com muita categoria e garantiu o 27° título paulista para o Alvinegro do Parque São Jorge.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.





san7os 1 X 1 CORINTHIANS CAMPEÃO PAULISTA 2013
Local: Vilinha
Data/Hora: 19 de maio de 2013, às 16h
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gass (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Renda/Público: R$ 867.256, 62 / 14.740 pagantes
Cartões Amarelos: Renê Júnior (s); Cássio, Fábio Santos, Edenilson e Romarinho (COR)
Cartões Vermelhos: Não houve

GOLS: Cícero, aos 26'/1º (1-0) e Danilo, aos 28'/1ºT (1-1)

san7os: 1-Rafael; 4-Bruno Peres, 2-Edu Dracena, 6-Durval e 3-Léo; 7-Renê Júnior (16-Patito, aos 32'/2ºT), 5-Arouca, 8-Cícero e 10-Felipe Anderson; 11-Neymar e 9-André (18-Miralles, aos 13'/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho. + 12-Vladimir, 13-Émerson Palmiéri, 14-neto, 15-Alan Santos, 20-marcos Assunção

CORINTHIANS: 12-Cássio; 2-Alessandro, 4-Gil, 13-Paulo André e 6-Fábio Santos; 5-Ralf, 8-Paulinho, 31-Romarinho (7-Alexandre Pato, aos 30'/2ºT), 20-Danilo e 11-Emerson (21-Edenilson, aos 13'/2ºT); 9-Guerrero (10-Douglas, aos 37'/2ºT). Técnico: Tite. + 22-Danilo Fernandes, 28-Felipe, 26-Igor, 19-Guilherme







Após convocação da Seleção Brasileira, corinthianos  Fágner e Rodriguinho falam com exclusividade à CorinthiansTV

Lateral direito e meia do Corinthians demonstraram a felicidade pelo chamado do técnico Tite para os amistosos contra Austrália e Argentina


18h30 19/05/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Convocados pelo técnico Tite para defender a Seleção Brasileira em amistosos contra Argentina e Austrália em Melbourne (AUS) no mês de junho, o lateral direito Fágner e o meia Rodriguinho falaram com exclusividade à Corinthians TV sobre a oportunidade de representar o Brasil.

"Feliz em poder mais uma vez ser lembrado e também pelo momento no clube. Porque se as coisas não estivessem acontecendo no clube, eu não teria essa oportunidade. Quero agradecer aos meus companheiros, ao Fábio, a todo o trabalho que vem sendo para estar tendo essa oportunidade de voltar mais uma vez", falou Fágner, que sempre vem sendo chamado por Tite desde quando o ex-técnico do Corinthians assumiu o comando da Seleção Brasileira.

“A alegria é muito grande, dever cumprido e feliz por poder estar representando o povo brasileiro. A gente tem conseguindo alcançar objetivos que a gente sonha desde criança. Como o professor fala, se você fizer o seu trabalho sempre representando bem o seu clube, as chances vão aparecer e foi basicamente o que aconteceu. Muito feliz por esse momento e por estar representando a seleção", disse Rodriguinho, que foi convocado pela segunda vez em 2017. Em janeiro, o meia alvinegro atuou no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro.

Confira a entrevista de Fagner e Rodriguinho à CorinthiansTV

















18:10 Vai ter trote para o Rodriguinho na Seleção, Fagner?
"Eu já falei para ele tomar cuidado com o Gil" #trCOR

18:08


FAGNER, sobre calendário do futebol brasileiro

"É difícil, o futebol brasileiro é diferente do futebol europeu, não adianta querer deixar as cisas iguais porque temos regionais, agora os atletas europeus estarão de férias, então não é data-Fifa. É difícil equalizar esse calendário, até porque se tirar jogos acaba espremendo, aí ficam muitos jogos sem descanso. É um assunto delicado para se tratar", diz

18:06


SOBRE DANILO

"Desde que eu cheguei aqui tínhamos um grupo de jogadores que já haviam conquistado muitas coisas no clube, Libertadores, Recopa,. Mundial, várias coisas. O Danilo sempre representou muito pelo que fez em outros clubes também. O que ele passou e ainda está passando tentando voltar é uma coisa bem difícil, que faz a gente pensar que somos pequenos, de ter um problema, uma tragédia na sua vida. Temos que ser corretos, andar na linha, aproveitar com responsabilidade. Ele tem nosso respeito", diz Rodriguinho

"Desde que cheguei aqui é um cara que você nunca ouviu reclamar de nada, sempre trabalhou, se dedicou, exemplo para os mais novos. Vejo ele como exemplo e com muito respeito pela história que construiu no futebol. É uma pena ele não ter tido a oportunidade de defender a Seleção Brasileira, por isso temos que agradecer sempre por essa chance, de realizar um sonho de criança", diz Fagner

18:03


FICAM NO CORINTHIANS POR SONHO DE COPA DO MUNDO?

"Prender não, porque ninguém me algemou aqui. Estou aqui porque quero, Fagner também. Mas estar aqui, viver um bom momento nos colocou na Seleção. É uma coisa difícil chegar em um novo clube porque tem um período de adaptação. Isso pode contar em uma futura decisão", diz Rodriguinho

"Eu concordo. No meu caso envolve família, filhos, escola, toda decisão tem que ser muito pensada em termos de projeção de carreira. Mas o fato de estarmos bem, num clube de ponta, foi o que proporcionou a convocação", diz Fagner

18:01
FAGNER, sobre Vitória jogar fora do Barradão

"A gente sabe da força do Vitória jogando em Salvador, sabemos que saindo do Barradão não é o habitual para eles. Por ser uma arena a gente espera se habituar ao campo e fazer um grande jogo para fazer a lição de casa fora de casa, porque não fizemos em casa", diz









18:00


FAGNER, sobre Corinthians como visitante indigesto

"É importante ser uma equipe bem estruturada na marcação para poder criar chances e ser efetivo", diz

18:00


RODRIGUINHO, sobre postura fora de casa

"Vai muito da nossa forma de jogar, conseguimos ter uma organização boa, trocando passes rápidos e com espaço conseguimos evoluir, criar oportunidades. Quando a gente tem que propor o jogo a dificuldade é maior, então quando joga fora facilita um pouco. Para mim, especificamente, posso infiltrar mais por ter o Jadson armador e o Romero rápido chegando na área. A gente acaba tendo uma certa facilidade"

17:58

RODRIGUINHO, sobre busca pela vitória em Salvador 

"Lógico que respeitando a equipe adversária, mas nossa intenção é ganhar sempre, ainda mais porque empatamos em casa, precisamos recuperar os pontos. Vai ser um jogo difícil, mas vamos para lá com a intenção de arrancar alguns pontos', diz


17:58FAGNER, sobre titularidade absoluta no Corinthians



"Eu acho que isso fica muito por parte da imprensa, de rotular um jogador que está vindo para ser reserva. Se o Fagner deixar de trabalhar ele corre o risco de perder a condição, ninguém tem cadeira cativa. A concorrência é válida para evitar uma zona de conforto, e o atleta que vier será muito bem recebido por todos para que consiga nos ajudar e render", diz

17:57 Fagner brinca sobre ausência em três jogos do Corinthians no Brasileirão: "Vou chamar o Henrique para me substituir" #trCOR


17:56

RODRIGUINHO, sobre mudança de status

"A confiança é uma das coisas que mais te fazem evoluir no futebol e no esporte. Quando você tem dúvidas dá errado, e quando tem nível de confiança cresce e coloca para fora o que sabe fazer. É o que está acontecendo, com a ajuda dos companheiros, esperando meu momento chegar, porque sabia que tinha condição de ajudar, ser mais decisivo. Estou conseguindo fazer isso. Agora houve uma adaptação na minha função, mais perto do Jô", diz

17:55

FAGNER, sobre disputa por posição na Seleção

"Acredito que seja na Seleção e nos clubes, para ir para a Seleção tem que manter um nível bom no seu clube, procurar sempre evoluir, não estacionar e achar que está bom. Se você achar que está indo para jogar fica para trás, então a mentalidade tem que ser de evoluir, respeitando companheiros para se manter junto ali", diz


17:53
RODRIGUINHO, sobre chegada de Clayson 

"No começo é assim mesmo. Se você já trabalhou com vários jogadores facilita, tem certa intimidade, então é normal chegar tímido. Mas aqui todos são bem acolhidos, bem recebidos pelos atletas, comissão, funcionários, a gente brinca e deixa bem à vontade. Logo logo ele vai estar bem solto aí", diz



17:52

RODRIGUINHO, sobre ausência de Pablo

"Ele é um grande zagueiro, chegou e demonstrou todo seu potencial, seu trabalho, tomou conta da posição, muita técnica e imposição física. Pena que machucou, sentimos a falta dele, mas temos jogadores mais novos e com capacidade para substituí-lo", diz


17:51


FAGNER, sobre lacuna na lateral direita

"Não sei exatamente o que vai acontecer quando eu for, mas ainda temos duas semanas até lá, dá para o Fábio pensar em alguma coisa e o jogador que ele escolher dará conta do recado e temos que dar confiança. Às vezes é um sacrifício para o jogador ser improvisado, mas o que tiver que ser feito será para manter o padrão", diz

17:50


RODRIGUINHO, sobre Tite

"Ele me conhece muito bem, sabe onde posso render, me trouxe e depois trouxe de volta. Acho que ele por conhecer bem o Carille devem ter conversado, como faz com outros treinadores. Mas ele é estudioso, deve acompanhar muito, acho que sabe muito bem o que está fazendo", diz


17:49
RODRIGUINHO, sobre ser desfalque no Brasileirão 

"Que pena que tem os jogos do Brasileiro, mas ninguém abriria mão de jogar pela sua Seleção, estar representando seu país. Não podemos estar em dois lugares ao mesmo tempo e não tem o que fazer"

17:48
FAGNER, sobre briga por espaço na Seleção


"A felicidade é imensa de poder estar retornando. Se vou jogar é só o Tite que pode dizer, mas por enquanto tenho que pensar nos jogos que tenho pela frente no Brasileirão"

17:48 

Rodriguinho: "O título e os números estão ajudando a provar isso: não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira" 




17:47


RODRIGUINHO, sobre ano especial

"Sem dúvida é o melhor momento da minha carreira. O título ainda está fresco na memória, agora a convocação, sentimento muito especial. Agora a vida continua e temos que estar provando a cada dia, trabalhando, tendo um ano bom. O título e os gols estão ajudando a provar isso, não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira', diz

17:46


FAGNER, sobre a convocação

"Fico feliz mais uma vez de ser lembrado. Ao mesmo tempo dá essa ansiedade, esse frio na barriga, porque você é avaliado pelo que fez no clube. Estava em casa com a família, fiquei feliz de estar retornando, pelo clube proporcionar isso. É agradecer pelos meus companheiros também", diz


17:45
RODRIGUINHO começa falando sobre a convocação


"A emoção é parecida com a primeira vez, a felicidade é a mesma de representar, alcançar um sonho que buscamos incessantemente desde pequeno de estar na Seleção. Mas hoje eu estava sozinho em casa, esperando, com esperança, e dá um frio na barriga quando vão saindo os nomes e não chega o seu. Até que acontece a explosão de alegria quando vem seu nome, logo compartilhei com a família e foi bem legal", diz

17:44 A dupla de Seleção - e de touca - está aqui na sala de imprensa #trCOR




17:41


Fagner e Rodriguinho estão na sala de imprensa do CT Joaquim Grava

17:35 Fagner em 2017: 23 jogos (três assistências)
Rodriguinho em 2017: 23 jogos (oito gols e cinco assistências) #trCOR


17:25


Fagner e Rodriguinho foram tomar banho depois do treino, que começou debaixo de chuva. Daqui a pouco chegam à sala de imprensa do CT



Meia Giovanni Augusto, que se recupera de lesão no tornozelo esquerdo, faz trabalho com bola com fisioterapeuta #trsccp





Corinthians tem dia de treinos leves antes de ida à Bahia

Atacante Clayson treina mas ainda não deve reforçar Timão contra o Vitória, mas já trabalhou em campo nesta sexta-feira, véspera da viagem. Grupo teve até futevôlei no gramado do CT


Clayson ao centro, entre Marquinhos Gabriel e Romero, no treino desta sexta-feira no CT (Foto: LANCE!Press)

Gabriel Carneiro
19/05/2017
17:15


Apresentado na tarde de quinta-feira, o atacante Clayson foi a grande novidade do treinamento do Corinthians nesta sexta. Após assinar contrato por quatro temporadas com o Timão, o jogador de 22 anos trabalhou no gramado sem restrições, mas dificilmente estará regularizado a tempo da partida de domingo, às 16h, contra o Vitória, pela segunda rodada do Brasileirão. Apesar de estar bem fisicamente, Clayson ainda não teve nem sequer o contrato rescindido com a Ponte Preta antes de ser registrado como corintiano no Boletim Diário (BID) da CBF - o próprio jogador acha difícil que tenha condições de jogo no próximo desafio do Corinthians.

Com Clayson em campo, o Corinthians trabalhou na tarde desta sexta-feira, mas não ensaiou a escalação que vai enfrentar o Vitória. A ideia das atividades foi proporcionar momentos mais recreativos aos jogadores - houve um trabalho leve de fundamentos técnicos, como passe e cabeceio, em duplas, e depois um animado circuito de futevôlei, que durou até mesmo depois de Carille encerrar o treinamento do dia. Os trabalhos duraram cerca de duas horas, e só os goleiros realizaram atividades específicas mais exigentes.
O Corinthians já havia treinado dois dias com a mesma escalação e dificilmente terá novidades para domingo. Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô é o time titular. No time titular, Pablo é desfalque por incômodo na coxa direita. Já entre o restante do elenco, Léo Príncipe, Vilson, Mantuan, Danilo e Giovanni Augusto são baixas - o último realizou um treino físico com o fisioterapeuta Caio Mello no gramado do CT nesta sexta, e mostrou avanço na recuperação.

O treino desta sexta transcorreu sem chuva. As fortes chuvas que atingem a região da Zona Leste  desde a última noite deram trégua mais para o fim da tarde.

Carille ainda comanda mais um treinamento na manhã deste sábado antes da viagem a Salvador, onde o Corinthians enfrenta o Vitória no domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova.











17:06
Ainda à espera da dupla de jogadores da Seleção Brasileira na sala de imprensa do CT

16:53
Rodriguinho e Fagner já aguardados para entrevista coletiva na sala de imprensa do CT Joaquim Grava. Os dois foram convocados para amistosos contra Argentina e Austrália, em 9 e 13 de junho

16:53
Corinthians para domingo: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô
Não há trabalho tático hoje. Atletas disputam futevôlei em clima bem descontraído #trsccp


Clayson ainda não está no BID. Tem de ser regularizado até o fim da tarde de hoje para poder estrear domingo, contra o Vitória. #trsccp
16:21 Novo reforço, apresentado ontem, atacante Clayson dificilmente fica à disposição para domingo. Além de treinar em campo pela primeira vez só hoje, ainda não está registrado #trCOR


16:17 A bola da vez é Anderson Martins, que passou pelo clube em 2014. Já existe negociação #trCOR


16:16 Domingo, 16h, ao vivo na Tv aberta, na Fonte Nova, em savador, contra o Vitória, Corinthians terá Balbuena e Pedro Henrique na zaga e Léo como opção. Por isso, clube busca zagueiros #trCOR


 O ex-volante Fabinho agora é auxiliar técnico do Corinthians #trsccp 


Único desfalque do Corinthians contra o Vitória será o zagueiro Pablo, machucado. Pedro Henrique irá substituí-lo #trsccp 


Convocados para Seleção Grasileira  nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp

16:05 Duplas trocam passes rasteiros e pelo alto nesta primeira parte do treinamento #trCOR

Aquecimento já rola no gramado do CT do Corinthians. Neste momento sem chuva #trCOR


Convocados para Seleção Brasileira nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp





15:33

Boa tarde, torcedores. Iniciamos agora nosso tempo real da sexta-feira do Corinthians. Após o treino no CT Joaquim Grava, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva. A dupla foi convocada para a Seleção Brasileira

Elenco alvinegro em campo para aquecimento. 
 #trsccp 





Corinthians usará hashtag na camisa contra Vitória para promover campanha #AdotarÉamor

A parceria com o Conselho Nacional de Justiça divulga campanha para sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção; Dia Nacional da Adoção é celebrado em 25 de maio


15h00 19/05/2017 - Agência Corinthians




Hashtag #AdotarÉamor aparecerá na camisa do Corinthians neste domingo (21)

© Divulgação


Neste domingo (21), às 16h, o Corinthians enfrenta o Vitória pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Além de buscar os três pontos em Salvador-BA, o Timão entrará em campo por uma causa nobre: divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, de autoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A hashtag aparecerá na barra da frente do manto alvinegro.

Sobre a campanha

A parceria com o Corinthians é uma das ações que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) preparou para divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, que acontece nas redes sociais e no portal do Conselho durante todo o mês de maio, cujo objetivo é sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ vai liderar um “twittaço” da hashtag #AdotarÉamor às 11h da manhã, com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas.

Adoção no Brasil

Atualmente existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil. Destes, 7.577 já estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção, coordenado pela Corregedoria do CNJ.

Apesar de o número de pretendentes ser bastante superior ao de crianças, a conta não fecha principalmente porque o perfil exigido por quem vai adotar não é o mesmo das crianças que estão disponíveis nos abrigos. A idade é o fator que mais pesa para esse desencontro: 48% deles são adolescentes entre 13 e 17 anos de idade, faixa etária aceita por somente 0,7% dos pretendentes. Já 20,1% das crianças têm entre 9 e 12 anos de idade, e somente 3,3% dos pretendentes aceitam crianças nessa faixa etária.

Das 7.577 crianças aptas à adoção, 61,02% possuem irmãos, mas só 33% dos futuros pais aceitam essa condição. A raça é outro fator que limita o número de adoções possíveis, já que 65,62% das crianças são negras ou pardas, e 19,62% dos pretendentes só aceitam crianças brancas. Outro dado que restringe o perfil desejado é que um quarto das crianças cadastradas têm algum tipo de doença ou deficiência, mas 65,53% dos pretendentes somente aceitam crianças sem essa condição.


















Boato: Corinthians pode estar negociando volta do zagueiro Anderson Martins, livre no mercado

Especula-se na imprensa que o Corinthians possa tentar contratar o zagueiro Anderson Martins, que teve passagem pelo Timão entre junho e dezembro de 2014. Ele ainda tinha mais seis meses de contrato por empréstimo, mas o clube do Qatar exigiu seu retorno e ativou uma cláusula contratual que abreviou a passagem pelo Parque São Jorge, que teve 21 partidas e um gol marcado.Porém, desta vez, o Timão terá que trazê-lo em definitivo. . Aos 29 anos, e de saída do Al-Jaish, do Qatar, o zagueiro Anderson Martins tem conversas com o Corinthians e outros dois clubes. Desta vez, Anderson Martins não deve fechar por empréstimo com nenhum clube, e sim em caráter definitivo. Ele conseguiu a rescisão contratual no Qatar e está livre para negociar com os interessados








Corinthians joga domingo, ao vivo na TV

16h Vitória x Corinthians
Transmissão: TV Globo paulista, PR, GO, TO, MS, MT, AL, PE, CE, PA , AP e DF  e Premiere, Premiere e PFCI 








Corinthianos Fagner e Rodriguinho são convocados para amistosos da Seleção Brasileira

O Corinthians foi o time brasileiro com mais jogadores convocados pelo técnico Tite para os jogos contra Argentina e Austrália

11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians




Na manhã desta sexta-feira (19), o técnico Tite divulgou a lista de convocados para os próximos desafios da Seleção Brasileira com dois jogadores do Corinthians. Fagner e Rodriguinho, destaques alvinegros na temporada 2017, foram chamados para representar o Brasil nos amistosos contra Argentina e Austrália, que acontecerão em junho.
Entre as equipes brasileiras, o Timão foi a única a ter dois atletas convocados para os duelos, marcados para Melbourne, na Austrália. O primeiro amistoso será o clássico contra a Argentina, no dia 9 de junho, às 7h (horário de Brasília). Depois, no dia 13 de junho, o Brasil enfrenta a seleção local, no mesmo horário.

Desde quando Tite passou a ser o técnico da Seleção Brasileira, Fagner esteve em todas as convocações. Já Rodriguinho foi chamado pela segunda vez, após ter representado o Brasil no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro, em janeiro deste ano.






Corinthians acerta salários com lateral e quer mais 'dois ou três' reforços
Cicinho, que está no Ludogorets, da Bulgária, está próximo de ser anunciado pelo time de Parque São Jorge, que se preocupa com o BrasileiroCarille aguarda a chegada de até quatro reforços no Parque São Jorge (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
18/05/2017 20h42R

O Corinthians, que apresentou o atacante Clayson na tarde desta quinta-feira, ainda quer reforçar o seu elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Admitindo busca por até três atletas até a metade do ano, o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, espera poder anunciar novos nomes para o elenco do técnico Fábio Carille conforme transcorrerem as duas próximas semanas no Alvinegro.

“Não vamos parar. Quem sabe mais dois ou três jogadores”, disse o dirigente, preocupado em sempre exaltar a capacidade atual do grupo de atletas. “Não vamos ficar prometendo com muita antecedência. Não precisamos de meia dúzia de jogadores, temos um elenco bom. Mas o Brasileiro é mais difícil”, continuou Adauto.

Além de um atleta que atuasse pelas beiradas, Carille pediu à diretoria a aquisição de mais um lateral direito, justamente a negociação que está mais próxima de ocorrer. Com um emissário na Bulgária, o Timão tenta a liberação de Cicinho com o Ludogorets-BUL, dono dos seus direitos federativos.

Com tudo certo a respeito de salários e luvas por assinatura, o Alvinegro espera apenas o defensor e seus representantes acertarem uma extensão do contrato para conseguirem um empréstimo até junho do ano que vem. Como o vínculo do atleta com os europeus vai apenas até a metade de 2018, ele teria de renovar o vínculo para ser cedido aos paulistas.

Ansioso pela resolução do caso, Adauto ainda espera por um zagueiro, posição vista como carente devido ao excesso de lesões envolvendo os jogadores do setor. A ideia é que, diferentemente de Clayson, cheguem jogadores que possam atuar tanto no Brasileiro quanto na Sul-Americana. Por já ter atuado pela Ponte no torneio continental, ele só poderá jogar pela competição nacional.

“O Clayson é a revelação do Paulista e todos sabemos o quanto ele produziu e o quanto ele pode render. Provavelmente em algumas posições bem pontuais a gente possa ter outros reforços para disputar o Brasileiro ou ainda disputar uma Copa Sul-Americana. Quando tiver tudo certinho, a gente pega e anuncia”, concluiu Adauto.





Convocados, Rodriguinho e Fagner desfalcarão Corinthians em três jogos do Brasileiro



Por GloboEsporte.com


19/05/2017 11h35


Felicidade por um lado, tristeza pelo outro. Convocados pelo técnico Tite para amistosos da seleção brasileira contra Argentina e Austrália na primeira quinzena de junho, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho vão desfalcar o Corinthians em três jogos do Campeonato Brasileiro. 



A dupla viajará com a Seleção logo após o jogo contra o Santos em Itaquera, pela quarta rodada, no dia 3 de junho. 


O técnico Fábio Carille não poderá contar com Fagner e Rodriguinho nos jogos do Timão contra

V asco (dia 7), 5P (11) e Cruzeiro (14). 



Fagner e Rodriguinho: convocados para a seleção brasileira (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 




No jogo contra o Vasco, Carille também não terá a dupla paraguaia Balbuena e Romero, convocada para amistoso contra o Peru, no dia 8. Eles não farão parte do jogo do Paraguai contra a França no dia 2, em Paris.






Perda de peso, igreja e zero álcool: Cássio revela motivos para virada no Corinthians

Goleiro fez trabalho até nas férias e começou temporada com seis quilos a menos. Sem beber e com nova rotina religiosa, ele sonha com Seleção e diz: "Sou um dos melhores, sim"
Por Diego Ribeiro e Mauro Naves

19/05/2017 07h04
A virada de Cássio depois de sua pior fase em seis anos de Corinthians começou quando ele começou a reconhecer os próprios erros. Acima do peso, sem confiança e com uma história de quase 300 jogos pelo clube a zelar, o goleiro encarou o início de 2017 como um período decisivo para sua recuperação física e técnica. Deu certo.
Depois de inúmeros problemas em 2016, Cássio começou a temporada com seis quilos a menos e dentro de sua forma ideal. Em campo, as coisas começaram a fluir com boas atuações, a volta da segurança debaixo das traves e a expectativa de ser convocado para a seleção brasileira – os próximos amistosos são em junho, contra Argentina e Austrália, com lista a ser anunciada nesta sexta.

Com a confiança de volta, Cássio se vê, sim, como um dos candidatos às três vagas de goleiro a serem preenchidas pelo técnico Tite.


– Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores) – disse Cássio.



Cássio em entrevista no CT (Foto: Diego Ribeiro)

Prestes a completar 30 anos (dia 6 de junho), Cássio atingiu a maturidade. Fora de campo, a família também contribuiu. Com alimentação balanceada e longe do álcool há alguns meses, Cássio passou a ter vida regrada. Muito por causa de sua noiva, Janara. Ao lado dela, largou a bebida e, depois de um convite do zagueiro Vilson, passou a frequentar a igreja Voz da Verdade, em Alphaville, perto de onde mora.






– Hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem – revelou o corintiano.




Nesta conversa de quase meia hora com o GloboEsporte.com e a TV Globo, Cássio não escondeu nada. Revelou números sobre o peso perdido, admitiu que já jogou fora de forma (e até bem), e só quer saber de coisas boas no Timão. Inclusive ser o maior goleiro da história do clube – posto que, para ele, pertence a Ronaldo Giovanelli.


Leia a íntegra da conversa:


GloboEsporte.com: Dos seis títulos como titular do Corinthians, esse foi seu primeiro como capitão. Foi diferente? Bateu uma ansiedade antes do fim do jogo contra a Ponte?
Cássio: Foi, foi bem diferente. Nos cinco, dez minutos finais, bateu uma ansiedade, sim. Comecei a lembrar dos momentos que passei no Corinthians, títulos, vitórias, a carreira do jogador não é feita só de vitórias, também de derrotas. Passou um filme. Fiquei muito feliz por ser campeão novamente, campeão na arena e ter o privilégio de erguer uma taça num clube tão vitorioso quanto o Corinthians.


O que mudou para você retomar a boa fase nesse ano?
Comecei a colocar as coisas na balança, em casa, com minha família, minha noiva. Começamos a pensar e rever coisas positivas e negativas do ano passado. Eu tinha que pensar o que queria para esse ano. Traçamos uma meta de aproveitar as férias, deixar um pouco de lado o futebol, curtir, mas depois me preparar. O time se reapresentou no dia 11 de janeiro. Até o dia 1º consegui curtir minhas férias, e depois disso comecei a fazer um trabalho para voltar bem fisicamente, um trabalho mais aeróbico.


E como você conseguiu fazer isso nas férias? Numa época de Natal, Ano Novo...
É importante ter uma família unida. Ela se revezava em vários momentos para fazer minha alimentação, meu primo ia correr, minha noiva, outro dia meu irmão. Todo mundo estava pronto para ajudar. Sempre tive auxílio de alguém nessas coisas, no Corinthians mesmo, até o Fabrício, da preparação física, passou uma série de exercícios que me ajudaram. Foi tudo programado. Não é algo que caí de paraquedas e está acontecendo. Eu me preparei. Quando fiz pré-temporadas boas, meu ano sempre foi muito bom. Hoje consegui chegar num nível bom, ficar mais leve, chegar no que você quer.


Você tem ideia de quantos quilos perdeu nessa preparação?
Acho que seis... Perdi por aí... É bem complicado porque minha família é boa de garfo, a culinária é muito boa lá. Mas a partir do momento em que comecei a fazer minha dieta, tinha a comilança do pessoal, mas me mantive focado. Quando você tem um objetivo, tem de abrir mão de algumas coisas. Abri mão, e essas coisas fazem a diferença hoje, sinto essa diferença no meu trabalho.




Cássio levanta a taça do Corinthians campeão paulista (Foto: Marcos Ribolli)


Você já jogou acima do peso? No que influencia em sua performance?
Sou um goleiro que depende muito da agilidade. Já joguei com alguns quilinhos acima, já joguei bem. Mas no próximo jogo você não sabe se vai dar sequência. Bem fisicamente, você consegue chegar em todas as bolas. Quando eu estava lá no Mundial, tinha problemas de peso. A gente só treinava e comia, então tive de me cuidar mais. Todo jogador joga um pouquinho acima do peso, porque, normalmente, na véspera do jogo você acaba se alimentando um pouquinho mais para aguentar o ritmo do jogo. Ano passado, eu não consegui controlar tanto o peso.


Por quê?
Não digo que eu estava decepcionado. Pode ser, ou triste... A cabeça do jogador é que controla. Qualquer pessoa, quando está com a cabeça boa, acaba fazendo as coisas. Sempre me dediquei nos treinos, mas o que acontece fora de campo é muito importante. Faz muita diferença. No Japão, eu fazia tudo certinho, conseguia ter esse controle. Quando a cabeça não está boa, você acaba se descuidando aqui e ali.


Álcool também faz parte desse contexto? Você chegou a usar como escape?
Beber acho que não, mas hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem. Independentemente da religião, tem de fazer o que faz feliz. E eu me sinto muito feliz. Desde que comecei a frequentar, comecei a me arrepender muito de coisas que tinha feito e demorei a perceber. Isso faz parte do amadurecimento. Para mim, está sendo um momento novo, mas estou muito feliz por tudo que está acontecendo.


Qual o papel da sua noiva nessa mudança?
Total, ela foi fundamental. Em momentos difíceis, em que eu poderia ter jogado a toalha, ela esteve comigo. É minha companheira, melhor amiga, está sempre comigo quando acordo. Sempre de pé para fazer meu café, minha dieta, minha comida. Quando estou de cabeça baixa, é muito mais fácil ter alguém ao lado. Minha recuperação hoje depois de uma perda, uma eliminação, é muito mais rápida do que antes. Tenho uma companheira para conversar, dividir as coisas.


Ela vai à igreja com você?
Ela está indo à igreja comigo. Hoje tenho uma mudança de hábito. Para mim, essas coisas que estou mudando na vida estão sendo positivas. Tenho de seguir isso. Ela é minha companheira. Às vezes, uma mulher leva você para baixo, mas, às vezes, também ajuda a crescer. Ano passado tive a perda da minha avó, sempre foi a chefe da família. Foi bem difícil, coincidiu com minha perda de posição. Demorei uns dois ou três meses para entender tudo isso e começar uma mudança. Tive essa mudança e consegui evoluir.



Vai ter casamento do Cássio em 2017?
Tem um pouquinho de pressão, ainda mais agora que a Arena Corinthians anunciou que vai ter casamento lá... Se eu fizesse isso, iam me chamar de boleirão, marqueteiro. Mas não é má ideia (risos). Vamos ver futuramente, ela é corintiana...


Alguém do Corinthians ajudou você nesse novo caminho?
O Vilson. Ele e a esposa dele, a Fabi, temos uma amizade muito boa. Começamos a conversar, não fui obrigado. Ele fez um convite, começamos a frequentar e nos sentimos muito felizes lá. Não vamos lá para brigar por religião, isso ou aquilo. Só para ler a bíblia, tentar entender um pouco mais, evoluir, fazer as coisas certas. É uma mudança positiva para mim. Já respeitava muito o Vilson, mas o respeito muito porque sempre esteve do meu lado, um cara bacana. O grupo todo tem o maior respeito por ele.


Você chegou a falar em falta de comprometimento em alguns momentos da temporada passada. O grupo de hoje é mais unido? Mais leve?
É um grupo totalmente diferente do ano passado, chegaram peças novas. Acho que hoje o grupo conversa mais. Se temos um problema, conversamos e tentamos nos ajudar. E não sou só eu falando. É o Fagner, é o Jô, o Fellipe Bastos, o Balbuena... Não fica aquele negócio em só uma pessoa. Por isso o revezamento dos capitães também é legal. Hoje, todo mundo tem voz ativa. Os meninos da base também, temos um respeito muito grande por eles. Não é porque são mais novos que não terão direito de opinar ou falar. Isso faz um grupo forte. Temos uma amizade boa, e um joga limpo com o outro. A equipe cresce com isso.


Perder a posição ano passado deixou você como? Preocupado? Chateado?
Não posso faltar com respeito com o Walter, que estava muito bem, teve a oportunidade de jogar e mereceu estar ali. Mas eu sabia que tinha perdido a posição para mim mesmo. Não tinha me cuidado nem me dedicado, e aí caí de produção. Coincidiu de ele estar bem, e eu não estar num momento tão bom. Mesmo assim, tinha convicção de que, se trabalhasse bem, tinha chances de voltar a ser o goleiro titular do Corinthians.


Quais são suas chances na seleção brasileira? Última convocação foi em 2015...
Eu estava num momento bom, porque o time estava bem naquele momento. Foi antes de sermos campeões, em outubro de 2015, tínhamos a melhor defesa, fiz um bom campeonato. Não era sempre que eu estava mal fisicamente, que fique bem claro. Ano passado que relaxei, nos outros anos não teve nada absurdo. Em 2016, em alguns momentos, acabei extrapolando. Quando perdi a posição, Tite me mostrou os números em comparação a outras temporadas. Não eram normais mesmo. O treinador que está na Seleção me conhece, sabe do que sou capaz, tenho esperança de ser convocado pelo que venho apresentando no meu clube.




Cássio durante treino do Corinthians no CT (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)Você se vê como o melhor ou um dos melhores goleiros do Brasil hoje?
Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores). Tem muitos goleiros, cada vez aparecem mais. Os clubes estão apostando em goleiros competentes na base. Estou em uma safra de goleiros com muita qualidade.


Depois do título, você ainda acha que o Ronaldo é o maior goleiro da história do Corinthians?
Mantenho a opinião, acho que é o Ronaldo. Não só pelos jogos, até posso passar números de jogos, mas, pelo tempo de casa e identificação com o Corinthians, é o maior. O Corinthians é um celeiro de grandes goleiros, Dida também... O que tem mais títulos é o Julio Cesar, privilégio trabalhar com ele. São goleiros vitoriosos. Só de fazer parte do Corinthians e ganhar títulos aqui, já me sinto privilegiado.

O Corinthians briga pelo que no Brasileiro?
Conseguimos ganhar o Campeonato Paulista. Dizem que não vale muita coisa, mas para nós vale. Ganhamos todos os clássicos, isso nos deu muita confiança. O Corinthians tem uma cara, tem um estilo, sabemos como tudo funciona. Se conseguirmos encarar todo duelo como decisão, temos grandes chances de estar brigando por alguma coisa em dezembro.





Há 79 anos, Servílio balançava as redes pela primeira vez com a camisa do Timão

Com 200 gols em 364 jogos, o ex-jogador é o sexto maior artilheiro da história do Corinthians


11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians

Há 79 anos, Servílio, um dos grandes artilheiros da história do Corinthians, marcou o primeiro gol com a camisa alvinegra. Durante 11 anos em que ficou no Timão, o ex-jogador atuou em 364 jogos e anotou 200 gols, o que o coloca como o sexto maior goleador da história centenária do clube corinthiano.

O primeiro gol de Servílio com a camisa do Timão veio em um clássico. Em amistoso contra o São Paulo no estádio Palestra Itália, no dia 19 de maio de 1938, o ex-jogador anotou o último tento do duelo que garantiu a vitória corinthiana sobre o rival por 3 a 2. Teleco e Sabratti também marcaram para o Corinthians.

Além dos inúmeros gols, Servílio também foi campeão com a camisa alvinegra. O jogador ganhou três vezes o Campeonato Paulista pelo Corinthians, nos anos de 1938, 1939 e 1941.

Pela forma como jogava, ganhou o apelido de bailarino. Quando o atacante alvinegro Teleco parou de jogar, em 1944, Servílio, anteriormente meia, foi deslocado para a posição de centroavante, onde não decepcionou. O jogador foi artilheiro do Campeonato Paulista por três anos consecutivos. Em 1945, o atleta marcou 17 gols; em 1946, foram nove gols; e em 1947, a maior marca individual dele no torneio: 20 gols.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.








Corinthians pode ter proposta por lateral esquerdo Guilherme Arana, mas só abre possível negociação em dezembro. Ele pode ser moeda para manter zagueiro Pablo


Lateral esquerdo Guilherme Arana fica no Timão em 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)


O Corinthians rejeitou uma proposta oficial do Bordeaux-FRA pelos direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana.Cumprindo a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco..


Para conseguir a contratação em definitivo de Pablo, junto ao próprio Bordeaux. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o Hexacampeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Guilherme Arana, pertence 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corinthianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.










Corinthians negocia para ficar com zagueiro Pablo


O Corinthians deve avançar nas negociações para comprar o zagueiro Pablo a partir da próxima semana, quando o gerente de futebol Alessandro Nunes voltará ao trabalho após alguns dias de recesso. O primeiro passo será discutir as condições contratuais. O atleta exige que o Timão se acerte com ele para só depois tratar com o Bordeaux, da França, dono dos direitos econômicos. 


 O zagueiro  prioriza a permanência no Timão e avisou a diretoria alvinegra que não ouvirá outras propostas enquanto não esgotar as possibilidades de ficar. 



Pablo integrou o Corinthians campeão paulista 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 


Se fechar com o defensor, o Timão partirá para o segundo passo: a negociação com o Bordeaux. Quando acordou o empréstimo do zagueiro, em janeiro, o Corinthians garantiu a preferência de compra do atleta por um valor pré-estipulado de 3 milhões de euros (aproximadamente R$ 11,2 milhões). Porém, nada impede que um acerto seja firmado por valor inferior. 


Desta forma, os franceses terão de comunicar ao Corinthians se receberem qualquer oferta por Pablo na janela de transferências do meio do ano. 


Há duas outras negociações que podem afetar diretamente a permanência do zagueiro. A principal delas é uma eventual venda do atacante Malcom. O Timão manteve 15% dos direitos do garoto, vendido no ano passado para o Bordeaux, e pode usar essa possível receita para abater da compra de Pablo. 



A outra tratativa que pode ajudar a segurar o defensor é menos provável: a venda de Guilherme Arana ao clube francês. O Bordeaux demonstrou interesse no lateral-esquerdo, mas o Timão já avisou que não vai vendê-lo antes de dezembro. A possibilidade de o garoto ser negociado agora, mas se transferir apenas em 2018, é vista como remota pelo clube e pelos empresários do atleta.









Corinthians renova contratos de zagueiro Léo e lateral esquerdo Moisés

O Corinthians acertou a prorrogação de contrato de dois jovens do elenco. O zagueiro Léo, de 18 anos, deve assinar até o fim de 2021, enquanto que o lateral-esquerdo Moisés, de 22 anos, renovará seu vínculo até o fim de 2019.

A prorrogação de contrato de Moisés deve ser anunciada nos próximos dias. Com Léo Santos, faltam "só detalhes burocráticos", de acordo com o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto.

O dirigente, aliás, comemorou o fato de o clube ter conseguido renovar os contratos de todos os jovens recentemente. Do fim do ano passado para cá, todos os garotos promovidos da base que tinham vínculo com vencimento próximo prorrogaram.


- Não vai ficar faltando ninguém. Concluímos todos os outros jogadores e agora só faltam o Moisés, que já está acertado, e o Léo, que faltam só alguns detalhes burocráticos- disse Flávio Adauto,

Os contratos vigentes do zagueiro e do lateral vão até setembro de 2018 e fim de 2017, respectivamente.











Zagueiro Léo, grande aposta para o futuro, Joia da base, rompe com agente para renovar com CorinthiansLéo fica mais perto de renovar com o Corinthians (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 10h55

O jovem zagueiro Léo trocou de agente e viu as tratativas com Corinthians fluírem com muita rapidez.


Dono de 30% dos seus direitos, e 70% vinculado ao Corinthians, Léo teve que trocar de empresário para acertar com o Timão, pois o anterior pedia alto salário


Depois de meses sem resolução, porém, algumas mudanças deixaram o futuro do atleta bem mais claro no Timão. Após trocar de agente, em pouco tempo, já tinha as bases salariais acertadas.


A ideia da diretoria de futebol, que normalmente tem o gerente Alessandro a cargo dessas questões, é renovar o vínculo até o final de 2021, protegendo-se com relação a investidas do futebol europeu ao jovem, titular da Seleção sub-20 mesmo quase dois anos mais novos que os concorrentes no último Sul-Americano da categoria. Atualmente, seu contrato é válido até setembro do ano que vem.


Internamente, Léo é visto como um provável titular da equipe na próxima temporada, atuando algumas vezes durante o ano e ganhando mais experiência. Por ter grande parte ainda vinculada ao Timão, diferentemente de vendas recentes, ele também aparece como atleta com bastante bastante margem de lucro no futuro. Sua renovação, por sinal, segue a linha adotada neste ano com jovens da base.


Preocupada com o assédio de clubes do exterior com o maior aproveitamento de nomes como Caíque França, Léo Príncipe, Guilherme Arana, Maycon, Pedrinho e Marciel, a cúpula alvinegra resolveu assinar novos acordos com cada, pelo menos por mais dois anos do que os antigos, aumentando salários e, consequentemente, a multa rescisória.


Dos nomes que se firmaram no elenco na atual temporada, resta apenas uma extensão a Léo Jabá, também de 18 anos. Dono de um contrato maior do que os companheiros, até dezembro de 2018, ele deve ser chamado para conversar até o meio do ano para tratar de uma renovação. 




















Especula-se que Corinthians possa receber proposta para trocar seu goleiro reserva Wálter pelo meia Mancuello, flamengo e que desta vez Wálter tenha interesse em ir








Corinthians recusa proposta do futebol europeu por jogador titular

Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento para o Bordeaux-FRATimão dificilmente ficará com o lateral em 2018 (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 8h31


O Bordeaux-FRA fez uma proposta oficial para adquirir os direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana, mas o Corinthians rejeitou prontamente. Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco.


De acordo com a apuração da reportagem, Arana mostrou-se disposto a ir para a Europa, mas entendeu que ficar até dezembro no Brasil, com a possibilidade de ao menos mais um título pela equipe, será benéfico para a sua carreira. Amigo de infância do atacante Malcom, vendido aos franceses no início de 2016, ele recebeu ótimas referências do clube europeu.


Malcom, por sinal, é quem pode ser envolvido na engenharia financeira para a contratação em definitivo de Pablo. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o campeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Arana, que é apenas 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corintianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.

Corinthians usará hashtag na camisa contra o Vitória para incentivar a adoção

Clube terá #AdotarÉamor na barra da camisa na partida de domingo, em Salvador. Campanha digital é de autoria do Conselho Nacional de Justiça


Por GloboEsporte.com

19/05/2017 17h49

O Corinthians terá uma novidade na camisa na partida contra o Vitória, às 16h de domingo, na Arena Fonte Nova. O clube estampará a hashtag #AdotarÉamor na barra do uniforme, para divulgar a campanha digital do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 


A ação visa sensibilizar a população para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ realizará um “twittaço” com hashtag #AdotarÉamor às 11h. A campanha contará com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas. 



Camisa que o Timão usará contra o Vitória (Foto: Divulgação) 

Segundo dados oficiais, existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil, sendo que 7.577 estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção. Entretanto, a conta não fecha, já que quem vai adotar faz exigências de idade, raça e outras características, dificultando o processo.










Corinthians escalado para domingo contra Vitória. Técnico Fábio Carille confirma equipe com Pedro Henrique na zaga

Clayson faz primeiro treino. Atacante participa nesta sexta-feira de atividade no campo, porém, ainda não está regularizado na CBF. 

Por Bruno Cassucci e Diego Ribeiro

19/05/2017 17h46

O técnico Fabio Carille comandou uma atividade leve nesta sexta. Depois do aquecimento, os jogadores foram divididos em três grupos e disputaram partidas de futevôlei em clima descontraído.

Neste sábado, o Corinthians encerra a preparação para a partida contra o Vitória pela manhã e na sequência embarca para Salvador. Carille deve comandar um trabalho tático somente com os titulares no gramado para decidir a escalação. 

Com incômodo na coxa direita, o zagueiro Pablo será o único desfalque do Timão. Assim, a equipe deve ir a campo com: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô.

O atacante Clayson fez seu primeiro treino em campo com a camisa do Corinthians nesta sexta-feira. Porém, mesmo estando bem fisicamente, o ex-jogador da Ponte Preta tem chance mínima estrear pelo Timão neste domingo, contra o Vitória, já que não foi regularizado junto à CBF.

Um pouco tímido, o reforço alvinegro, que foi apresentado na última quinta-feira, conversou com companheiros, deu algumas risadas e arriscou embaixadinhas e outras firulas com a bola. 




Clayson participa de trabalho em campo nesta sexta-feira, no CT (Foto: Bruno Cassucci) 
Veja as informações do Corinthians para a partida:

Adversário: Vitória
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data e horário: domingo, às 16h (de Brasília)

Escalação provável do Corinthians: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô

Desfalques do Corinthians: Pablo (dores na coxa direita), Moisés (recuperação de gripe), Léo Príncipe (estiramento na coxa esquerda), Giovanni Augusto (lesão no tornozelo esquerdo) e Vilson (lesão no joelho esquerdo)





Há quatro anos, Corinthians conquistava 27º título paulista da história do clube
15h30 19/05/2017 - Agência Corinthians



Corinthians 2013 conquistou o 27º dos 28 títulos paulistas da história do clube

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Neste ano, o Corinthians se sagrou campeão paulista pela 28ª vez na história. Antes de 2017, a última conquista estadual, a 27ª, tinha acontecido em 2013. Esse título completa quatro anos nesta sexta-feira (19). No dia 19 de maio de 2013, o Timão empatou em 1 a 1 contra s7os e levou a taça na casa adversaria, após vitória por 2 a 1 no estádio do Pacaembu no duelo de ida.

Na primeira fase da competição, o Timão fez a quinta melhor campanha, com 35 pontos em 19 rodadas. O Alvinegro teve nove vitórias, oito empates e apenas duas derrotas.

Ao fim da primeira fase, o Corinthians se classificou para enfrentar a Ponte Preta nas quartas de final, em jogo único no Moisés Lucarelli, em Campinas. O Timão não teve dificuldades e goleou o adversário por 4 a 0, com gols de Emerson, Romarinho, Guerrero e Alexandre Pato.

Na semifinal, clássico contra 5P. O Corinthians já havia vencido o rival na primeira fase por 2 a 1 fora de casa , com direito a um golaço de Danilo de fora da área.

No reencontro, jogo com poucas oportunidades no tempo normal e decisão nos pênaltis. O Timão levou a melhor nas penalidades (4 a 3) e garantiu vaga na decisão da competição estadual.
O Timão enfrentou s7os na final. O primeiro jogo da decisão foi com mando corinthiano no Pacaembu. Aos 41 da primeira etapa, Paulinho aproveitou sobra dentro da área e abriu o placar. Aos 29 do segundo tempo, o zagueiro Paulo André também se valeu de um rebote, após confusão dentro da área, soltou o pé e ampliou para o Corinthians. Cinco minutos depois, o Santos descontou com Durval, de cabeça.

A equipe comandada pelo técnico Tite levou a vantagem do empate para o confronto final na Vila Belmiro. O Timão saiu atrás no placar, aos 27 minutos, com gol de Cícero, mas logo reagiu. Dois minutos depois, aos 29, o Corinthians chegou tabelando até chegar na área do Santos. Romarinho recebeu e chutou travado, mas a bola sobrou para Paulinho, que chutou em cima do goleiro. No rebote, com a calma de sempre, Danilo empurrou para o fundo das redes com muita categoria e garantiu o 27° título paulista para o Alvinegro do Parque São Jorge.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.





san7os 1 X 1 CORINTHIANS CAMPEÃO PAULISTA 2013
Local: Vilinha
Data/Hora: 19 de maio de 2013, às 16h
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gass (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Renda/Público: R$ 867.256, 62 / 14.740 pagantes
Cartões Amarelos: Renê Júnior (s); Cássio, Fábio Santos, Edenilson e Romarinho (COR)
Cartões Vermelhos: Não houve

GOLS: Cícero, aos 26'/1º (1-0) e Danilo, aos 28'/1ºT (1-1)

san7os: 1-Rafael; 4-Bruno Peres, 2-Edu Dracena, 6-Durval e 3-Léo; 7-Renê Júnior (16-Patito, aos 32'/2ºT), 5-Arouca, 8-Cícero e 10-Felipe Anderson; 11-Neymar e 9-André (18-Miralles, aos 13'/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho. + 12-Vladimir, 13-Émerson Palmiéri, 14-neto, 15-Alan Santos, 20-marcos Assunção

CORINTHIANS: 12-Cássio; 2-Alessandro, 4-Gil, 13-Paulo André e 6-Fábio Santos; 5-Ralf, 8-Paulinho, 31-Romarinho (7-Alexandre Pato, aos 30'/2ºT), 20-Danilo e 11-Emerson (21-Edenilson, aos 13'/2ºT); 9-Guerrero (10-Douglas, aos 37'/2ºT). Técnico: Tite. + 22-Danilo Fernandes, 28-Felipe, 26-Igor, 19-Guilherme







Após convocação da Seleção Brasileira, corinthianos  Fágner e Rodriguinho falam com exclusividade à CorinthiansTV

Lateral direito e meia do Corinthians demonstraram a felicidade pelo chamado do técnico Tite para os amistosos contra Austrália e Argentina


18h30 19/05/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Convocados pelo técnico Tite para defender a Seleção Brasileira em amistosos contra Argentina e Austrália em Melbourne (AUS) no mês de junho, o lateral direito Fágner e o meia Rodriguinho falaram com exclusividade à Corinthians TV sobre a oportunidade de representar o Brasil.

"Feliz em poder mais uma vez ser lembrado e também pelo momento no clube. Porque se as coisas não estivessem acontecendo no clube, eu não teria essa oportunidade. Quero agradecer aos meus companheiros, ao Fábio, a todo o trabalho que vem sendo para estar tendo essa oportunidade de voltar mais uma vez", falou Fágner, que sempre vem sendo chamado por Tite desde quando o ex-técnico do Corinthians assumiu o comando da Seleção Brasileira.

“A alegria é muito grande, dever cumprido e feliz por poder estar representando o povo brasileiro. A gente tem conseguindo alcançar objetivos que a gente sonha desde criança. Como o professor fala, se você fizer o seu trabalho sempre representando bem o seu clube, as chances vão aparecer e foi basicamente o que aconteceu. Muito feliz por esse momento e por estar representando a seleção", disse Rodriguinho, que foi convocado pela segunda vez em 2017. Em janeiro, o meia alvinegro atuou no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro.

Confira a entrevista de Fagner e Rodriguinho à CorinthiansTV

















18:10 Vai ter trote para o Rodriguinho na Seleção, Fagner?
"Eu já falei para ele tomar cuidado com o Gil" #trCOR

18:08


FAGNER, sobre calendário do futebol brasileiro

"É difícil, o futebol brasileiro é diferente do futebol europeu, não adianta querer deixar as cisas iguais porque temos regionais, agora os atletas europeus estarão de férias, então não é data-Fifa. É difícil equalizar esse calendário, até porque se tirar jogos acaba espremendo, aí ficam muitos jogos sem descanso. É um assunto delicado para se tratar", diz

18:06


SOBRE DANILO

"Desde que eu cheguei aqui tínhamos um grupo de jogadores que já haviam conquistado muitas coisas no clube, Libertadores, Recopa,. Mundial, várias coisas. O Danilo sempre representou muito pelo que fez em outros clubes também. O que ele passou e ainda está passando tentando voltar é uma coisa bem difícil, que faz a gente pensar que somos pequenos, de ter um problema, uma tragédia na sua vida. Temos que ser corretos, andar na linha, aproveitar com responsabilidade. Ele tem nosso respeito", diz Rodriguinho

"Desde que cheguei aqui é um cara que você nunca ouviu reclamar de nada, sempre trabalhou, se dedicou, exemplo para os mais novos. Vejo ele como exemplo e com muito respeito pela história que construiu no futebol. É uma pena ele não ter tido a oportunidade de defender a Seleção Brasileira, por isso temos que agradecer sempre por essa chance, de realizar um sonho de criança", diz Fagner

18:03


FICAM NO CORINTHIANS POR SONHO DE COPA DO MUNDO?

"Prender não, porque ninguém me algemou aqui. Estou aqui porque quero, Fagner também. Mas estar aqui, viver um bom momento nos colocou na Seleção. É uma coisa difícil chegar em um novo clube porque tem um período de adaptação. Isso pode contar em uma futura decisão", diz Rodriguinho

"Eu concordo. No meu caso envolve família, filhos, escola, toda decisão tem que ser muito pensada em termos de projeção de carreira. Mas o fato de estarmos bem, num clube de ponta, foi o que proporcionou a convocação", diz Fagner

18:01
FAGNER, sobre Vitória jogar fora do Barradão

"A gente sabe da força do Vitória jogando em Salvador, sabemos que saindo do Barradão não é o habitual para eles. Por ser uma arena a gente espera se habituar ao campo e fazer um grande jogo para fazer a lição de casa fora de casa, porque não fizemos em casa", diz









18:00


FAGNER, sobre Corinthians como visitante indigesto

"É importante ser uma equipe bem estruturada na marcação para poder criar chances e ser efetivo", diz

18:00


RODRIGUINHO, sobre postura fora de casa

"Vai muito da nossa forma de jogar, conseguimos ter uma organização boa, trocando passes rápidos e com espaço conseguimos evoluir, criar oportunidades. Quando a gente tem que propor o jogo a dificuldade é maior, então quando joga fora facilita um pouco. Para mim, especificamente, posso infiltrar mais por ter o Jadson armador e o Romero rápido chegando na área. A gente acaba tendo uma certa facilidade"

17:58

RODRIGUINHO, sobre busca pela vitória em Salvador 

"Lógico que respeitando a equipe adversária, mas nossa intenção é ganhar sempre, ainda mais porque empatamos em casa, precisamos recuperar os pontos. Vai ser um jogo difícil, mas vamos para lá com a intenção de arrancar alguns pontos', diz


17:58FAGNER, sobre titularidade absoluta no Corinthians



"Eu acho que isso fica muito por parte da imprensa, de rotular um jogador que está vindo para ser reserva. Se o Fagner deixar de trabalhar ele corre o risco de perder a condição, ninguém tem cadeira cativa. A concorrência é válida para evitar uma zona de conforto, e o atleta que vier será muito bem recebido por todos para que consiga nos ajudar e render", diz

17:57 Fagner brinca sobre ausência em três jogos do Corinthians no Brasileirão: "Vou chamar o Henrique para me substituir" #trCOR


17:56

RODRIGUINHO, sobre mudança de status

"A confiança é uma das coisas que mais te fazem evoluir no futebol e no esporte. Quando você tem dúvidas dá errado, e quando tem nível de confiança cresce e coloca para fora o que sabe fazer. É o que está acontecendo, com a ajuda dos companheiros, esperando meu momento chegar, porque sabia que tinha condição de ajudar, ser mais decisivo. Estou conseguindo fazer isso. Agora houve uma adaptação na minha função, mais perto do Jô", diz

17:55

FAGNER, sobre disputa por posição na Seleção

"Acredito que seja na Seleção e nos clubes, para ir para a Seleção tem que manter um nível bom no seu clube, procurar sempre evoluir, não estacionar e achar que está bom. Se você achar que está indo para jogar fica para trás, então a mentalidade tem que ser de evoluir, respeitando companheiros para se manter junto ali", diz


17:53
RODRIGUINHO, sobre chegada de Clayson 

"No começo é assim mesmo. Se você já trabalhou com vários jogadores facilita, tem certa intimidade, então é normal chegar tímido. Mas aqui todos são bem acolhidos, bem recebidos pelos atletas, comissão, funcionários, a gente brinca e deixa bem à vontade. Logo logo ele vai estar bem solto aí", diz



17:52

RODRIGUINHO, sobre ausência de Pablo

"Ele é um grande zagueiro, chegou e demonstrou todo seu potencial, seu trabalho, tomou conta da posição, muita técnica e imposição física. Pena que machucou, sentimos a falta dele, mas temos jogadores mais novos e com capacidade para substituí-lo", diz


17:51


FAGNER, sobre lacuna na lateral direita

"Não sei exatamente o que vai acontecer quando eu for, mas ainda temos duas semanas até lá, dá para o Fábio pensar em alguma coisa e o jogador que ele escolher dará conta do recado e temos que dar confiança. Às vezes é um sacrifício para o jogador ser improvisado, mas o que tiver que ser feito será para manter o padrão", diz

17:50


RODRIGUINHO, sobre Tite

"Ele me conhece muito bem, sabe onde posso render, me trouxe e depois trouxe de volta. Acho que ele por conhecer bem o Carille devem ter conversado, como faz com outros treinadores. Mas ele é estudioso, deve acompanhar muito, acho que sabe muito bem o que está fazendo", diz


17:49
RODRIGUINHO, sobre ser desfalque no Brasileirão 

"Que pena que tem os jogos do Brasileiro, mas ninguém abriria mão de jogar pela sua Seleção, estar representando seu país. Não podemos estar em dois lugares ao mesmo tempo e não tem o que fazer"

17:48
FAGNER, sobre briga por espaço na Seleção


"A felicidade é imensa de poder estar retornando. Se vou jogar é só o Tite que pode dizer, mas por enquanto tenho que pensar nos jogos que tenho pela frente no Brasileirão"

17:48 

Rodriguinho: "O título e os números estão ajudando a provar isso: não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira" 




17:47


RODRIGUINHO, sobre ano especial

"Sem dúvida é o melhor momento da minha carreira. O título ainda está fresco na memória, agora a convocação, sentimento muito especial. Agora a vida continua e temos que estar provando a cada dia, trabalhando, tendo um ano bom. O título e os gols estão ajudando a provar isso, não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira', diz

17:46


FAGNER, sobre a convocação

"Fico feliz mais uma vez de ser lembrado. Ao mesmo tempo dá essa ansiedade, esse frio na barriga, porque você é avaliado pelo que fez no clube. Estava em casa com a família, fiquei feliz de estar retornando, pelo clube proporcionar isso. É agradecer pelos meus companheiros também", diz


17:45
RODRIGUINHO começa falando sobre a convocação


"A emoção é parecida com a primeira vez, a felicidade é a mesma de representar, alcançar um sonho que buscamos incessantemente desde pequeno de estar na Seleção. Mas hoje eu estava sozinho em casa, esperando, com esperança, e dá um frio na barriga quando vão saindo os nomes e não chega o seu. Até que acontece a explosão de alegria quando vem seu nome, logo compartilhei com a família e foi bem legal", diz

17:44 A dupla de Seleção - e de touca - está aqui na sala de imprensa #trCOR




17:41


Fagner e Rodriguinho estão na sala de imprensa do CT Joaquim Grava

17:35 Fagner em 2017: 23 jogos (três assistências)
Rodriguinho em 2017: 23 jogos (oito gols e cinco assistências) #trCOR


17:25


Fagner e Rodriguinho foram tomar banho depois do treino, que começou debaixo de chuva. Daqui a pouco chegam à sala de imprensa do CT



Meia Giovanni Augusto, que se recupera de lesão no tornozelo esquerdo, faz trabalho com bola com fisioterapeuta #trsccp





Corinthians tem dia de treinos leves antes de ida à Bahia

Atacante Clayson treina mas ainda não deve reforçar Timão contra o Vitória, mas já trabalhou em campo nesta sexta-feira, véspera da viagem. Grupo teve até futevôlei no gramado do CT


Clayson ao centro, entre Marquinhos Gabriel e Romero, no treino desta sexta-feira no CT (Foto: LANCE!Press)

Gabriel Carneiro
19/05/2017
17:15


Apresentado na tarde de quinta-feira, o atacante Clayson foi a grande novidade do treinamento do Corinthians nesta sexta. Após assinar contrato por quatro temporadas com o Timão, o jogador de 22 anos trabalhou no gramado sem restrições, mas dificilmente estará regularizado a tempo da partida de domingo, às 16h, contra o Vitória, pela segunda rodada do Brasileirão. Apesar de estar bem fisicamente, Clayson ainda não teve nem sequer o contrato rescindido com a Ponte Preta antes de ser registrado como corintiano no Boletim Diário (BID) da CBF - o próprio jogador acha difícil que tenha condições de jogo no próximo desafio do Corinthians.

Com Clayson em campo, o Corinthians trabalhou na tarde desta sexta-feira, mas não ensaiou a escalação que vai enfrentar o Vitória. A ideia das atividades foi proporcionar momentos mais recreativos aos jogadores - houve um trabalho leve de fundamentos técnicos, como passe e cabeceio, em duplas, e depois um animado circuito de futevôlei, que durou até mesmo depois de Carille encerrar o treinamento do dia. Os trabalhos duraram cerca de duas horas, e só os goleiros realizaram atividades específicas mais exigentes.
O Corinthians já havia treinado dois dias com a mesma escalação e dificilmente terá novidades para domingo. Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô é o time titular. No time titular, Pablo é desfalque por incômodo na coxa direita. Já entre o restante do elenco, Léo Príncipe, Vilson, Mantuan, Danilo e Giovanni Augusto são baixas - o último realizou um treino físico com o fisioterapeuta Caio Mello no gramado do CT nesta sexta, e mostrou avanço na recuperação.

O treino desta sexta transcorreu sem chuva. As fortes chuvas que atingem a região da Zona Leste  desde a última noite deram trégua mais para o fim da tarde.

Carille ainda comanda mais um treinamento na manhã deste sábado antes da viagem a Salvador, onde o Corinthians enfrenta o Vitória no domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova.











17:06
Ainda à espera da dupla de jogadores da Seleção Brasileira na sala de imprensa do CT

16:53
Rodriguinho e Fagner já aguardados para entrevista coletiva na sala de imprensa do CT Joaquim Grava. Os dois foram convocados para amistosos contra Argentina e Austrália, em 9 e 13 de junho

16:53
Corinthians para domingo: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô
Não há trabalho tático hoje. Atletas disputam futevôlei em clima bem descontraído #trsccp


Clayson ainda não está no BID. Tem de ser regularizado até o fim da tarde de hoje para poder estrear domingo, contra o Vitória. #trsccp
16:21 Novo reforço, apresentado ontem, atacante Clayson dificilmente fica à disposição para domingo. Além de treinar em campo pela primeira vez só hoje, ainda não está registrado #trCOR


16:17 A bola da vez é Anderson Martins, que passou pelo clube em 2014. Já existe negociação #trCOR


16:16 Domingo, 16h, ao vivo na Tv aberta, na Fonte Nova, em savador, contra o Vitória, Corinthians terá Balbuena e Pedro Henrique na zaga e Léo como opção. Por isso, clube busca zagueiros #trCOR


 O ex-volante Fabinho agora é auxiliar técnico do Corinthians #trsccp 


Único desfalque do Corinthians contra o Vitória será o zagueiro Pablo, machucado. Pedro Henrique irá substituí-lo #trsccp 


Convocados para Seleção Grasileira  nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp

16:05 Duplas trocam passes rasteiros e pelo alto nesta primeira parte do treinamento #trCOR

Aquecimento já rola no gramado do CT do Corinthians. Neste momento sem chuva #trCOR


Convocados para Seleção Brasileira nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp





15:33

Boa tarde, torcedores. Iniciamos agora nosso tempo real da sexta-feira do Corinthians. Após o treino no CT Joaquim Grava, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva. A dupla foi convocada para a Seleção Brasileira

Elenco alvinegro em campo para aquecimento. 
 #trsccp 





Corinthians usará hashtag na camisa contra Vitória para promover campanha #AdotarÉamor

A parceria com o Conselho Nacional de Justiça divulga campanha para sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção; Dia Nacional da Adoção é celebrado em 25 de maio


15h00 19/05/2017 - Agência Corinthians




Hashtag #AdotarÉamor aparecerá na camisa do Corinthians neste domingo (21)

© Divulgação


Neste domingo (21), às 16h, o Corinthians enfrenta o Vitória pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Além de buscar os três pontos em Salvador-BA, o Timão entrará em campo por uma causa nobre: divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, de autoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A hashtag aparecerá na barra da frente do manto alvinegro.

Sobre a campanha

A parceria com o Corinthians é uma das ações que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) preparou para divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, que acontece nas redes sociais e no portal do Conselho durante todo o mês de maio, cujo objetivo é sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ vai liderar um “twittaço” da hashtag #AdotarÉamor às 11h da manhã, com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas.

Adoção no Brasil

Atualmente existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil. Destes, 7.577 já estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção, coordenado pela Corregedoria do CNJ.

Apesar de o número de pretendentes ser bastante superior ao de crianças, a conta não fecha principalmente porque o perfil exigido por quem vai adotar não é o mesmo das crianças que estão disponíveis nos abrigos. A idade é o fator que mais pesa para esse desencontro: 48% deles são adolescentes entre 13 e 17 anos de idade, faixa etária aceita por somente 0,7% dos pretendentes. Já 20,1% das crianças têm entre 9 e 12 anos de idade, e somente 3,3% dos pretendentes aceitam crianças nessa faixa etária.

Das 7.577 crianças aptas à adoção, 61,02% possuem irmãos, mas só 33% dos futuros pais aceitam essa condição. A raça é outro fator que limita o número de adoções possíveis, já que 65,62% das crianças são negras ou pardas, e 19,62% dos pretendentes só aceitam crianças brancas. Outro dado que restringe o perfil desejado é que um quarto das crianças cadastradas têm algum tipo de doença ou deficiência, mas 65,53% dos pretendentes somente aceitam crianças sem essa condição.


















Boato: Corinthians pode estar negociando volta do zagueiro Anderson Martins, livre no mercado

Especula-se na imprensa que o Corinthians possa tentar contratar o zagueiro Anderson Martins, que teve passagem pelo Timão entre junho e dezembro de 2014. Ele ainda tinha mais seis meses de contrato por empréstimo, mas o clube do Qatar exigiu seu retorno e ativou uma cláusula contratual que abreviou a passagem pelo Parque São Jorge, que teve 21 partidas e um gol marcado.Porém, desta vez, o Timão terá que trazê-lo em definitivo. . Aos 29 anos, e de saída do Al-Jaish, do Qatar, o zagueiro Anderson Martins tem conversas com o Corinthians e outros dois clubes. Desta vez, Anderson Martins não deve fechar por empréstimo com nenhum clube, e sim em caráter definitivo. Ele conseguiu a rescisão contratual no Qatar e está livre para negociar com os interessados








Corinthians joga domingo, ao vivo na TV

16h Vitória x Corinthians
Transmissão: TV Globo paulista, PR, GO, TO, MS, MT, AL, PE, CE, PA , AP e DF  e Premiere, Premiere e PFCI 








Corinthianos Fagner e Rodriguinho são convocados para amistosos da Seleção Brasileira

O Corinthians foi o time brasileiro com mais jogadores convocados pelo técnico Tite para os jogos contra Argentina e Austrália

11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians




Na manhã desta sexta-feira (19), o técnico Tite divulgou a lista de convocados para os próximos desafios da Seleção Brasileira com dois jogadores do Corinthians. Fagner e Rodriguinho, destaques alvinegros na temporada 2017, foram chamados para representar o Brasil nos amistosos contra Argentina e Austrália, que acontecerão em junho.
Entre as equipes brasileiras, o Timão foi a única a ter dois atletas convocados para os duelos, marcados para Melbourne, na Austrália. O primeiro amistoso será o clássico contra a Argentina, no dia 9 de junho, às 7h (horário de Brasília). Depois, no dia 13 de junho, o Brasil enfrenta a seleção local, no mesmo horário.

Desde quando Tite passou a ser o técnico da Seleção Brasileira, Fagner esteve em todas as convocações. Já Rodriguinho foi chamado pela segunda vez, após ter representado o Brasil no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro, em janeiro deste ano.






Corinthians acerta salários com lateral e quer mais 'dois ou três' reforços
Cicinho, que está no Ludogorets, da Bulgária, está próximo de ser anunciado pelo time de Parque São Jorge, que se preocupa com o BrasileiroCarille aguarda a chegada de até quatro reforços no Parque São Jorge (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
18/05/2017 20h42R

O Corinthians, que apresentou o atacante Clayson na tarde desta quinta-feira, ainda quer reforçar o seu elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Admitindo busca por até três atletas até a metade do ano, o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, espera poder anunciar novos nomes para o elenco do técnico Fábio Carille conforme transcorrerem as duas próximas semanas no Alvinegro.

“Não vamos parar. Quem sabe mais dois ou três jogadores”, disse o dirigente, preocupado em sempre exaltar a capacidade atual do grupo de atletas. “Não vamos ficar prometendo com muita antecedência. Não precisamos de meia dúzia de jogadores, temos um elenco bom. Mas o Brasileiro é mais difícil”, continuou Adauto.

Além de um atleta que atuasse pelas beiradas, Carille pediu à diretoria a aquisição de mais um lateral direito, justamente a negociação que está mais próxima de ocorrer. Com um emissário na Bulgária, o Timão tenta a liberação de Cicinho com o Ludogorets-BUL, dono dos seus direitos federativos.

Com tudo certo a respeito de salários e luvas por assinatura, o Alvinegro espera apenas o defensor e seus representantes acertarem uma extensão do contrato para conseguirem um empréstimo até junho do ano que vem. Como o vínculo do atleta com os europeus vai apenas até a metade de 2018, ele teria de renovar o vínculo para ser cedido aos paulistas.

Ansioso pela resolução do caso, Adauto ainda espera por um zagueiro, posição vista como carente devido ao excesso de lesões envolvendo os jogadores do setor. A ideia é que, diferentemente de Clayson, cheguem jogadores que possam atuar tanto no Brasileiro quanto na Sul-Americana. Por já ter atuado pela Ponte no torneio continental, ele só poderá jogar pela competição nacional.

“O Clayson é a revelação do Paulista e todos sabemos o quanto ele produziu e o quanto ele pode render. Provavelmente em algumas posições bem pontuais a gente possa ter outros reforços para disputar o Brasileiro ou ainda disputar uma Copa Sul-Americana. Quando tiver tudo certinho, a gente pega e anuncia”, concluiu Adauto.





Convocados, Rodriguinho e Fagner desfalcarão Corinthians em três jogos do Brasileiro



Por GloboEsporte.com


19/05/2017 11h35


Felicidade por um lado, tristeza pelo outro. Convocados pelo técnico Tite para amistosos da seleção brasileira contra Argentina e Austrália na primeira quinzena de junho, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho vão desfalcar o Corinthians em três jogos do Campeonato Brasileiro. 



A dupla viajará com a Seleção logo após o jogo contra o Santos em Itaquera, pela quarta rodada, no dia 3 de junho. 


O técnico Fábio Carille não poderá contar com Fagner e Rodriguinho nos jogos do Timão contra

V asco (dia 7), 5P (11) e Cruzeiro (14). 



Fagner e Rodriguinho: convocados para a seleção brasileira (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 




No jogo contra o Vasco, Carille também não terá a dupla paraguaia Balbuena e Romero, convocada para amistoso contra o Peru, no dia 8. Eles não farão parte do jogo do Paraguai contra a França no dia 2, em Paris.






Perda de peso, igreja e zero álcool: Cássio revela motivos para virada no Corinthians

Goleiro fez trabalho até nas férias e começou temporada com seis quilos a menos. Sem beber e com nova rotina religiosa, ele sonha com Seleção e diz: "Sou um dos melhores, sim"
Por Diego Ribeiro e Mauro Naves

19/05/2017 07h04
A virada de Cássio depois de sua pior fase em seis anos de Corinthians começou quando ele começou a reconhecer os próprios erros. Acima do peso, sem confiança e com uma história de quase 300 jogos pelo clube a zelar, o goleiro encarou o início de 2017 como um período decisivo para sua recuperação física e técnica. Deu certo.
Depois de inúmeros problemas em 2016, Cássio começou a temporada com seis quilos a menos e dentro de sua forma ideal. Em campo, as coisas começaram a fluir com boas atuações, a volta da segurança debaixo das traves e a expectativa de ser convocado para a seleção brasileira – os próximos amistosos são em junho, contra Argentina e Austrália, com lista a ser anunciada nesta sexta.

Com a confiança de volta, Cássio se vê, sim, como um dos candidatos às três vagas de goleiro a serem preenchidas pelo técnico Tite.


– Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores) – disse Cássio.



Cássio em entrevista no CT (Foto: Diego Ribeiro)

Prestes a completar 30 anos (dia 6 de junho), Cássio atingiu a maturidade. Fora de campo, a família também contribuiu. Com alimentação balanceada e longe do álcool há alguns meses, Cássio passou a ter vida regrada. Muito por causa de sua noiva, Janara. Ao lado dela, largou a bebida e, depois de um convite do zagueiro Vilson, passou a frequentar a igreja Voz da Verdade, em Alphaville, perto de onde mora.






– Hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem – revelou o corintiano.




Nesta conversa de quase meia hora com o GloboEsporte.com e a TV Globo, Cássio não escondeu nada. Revelou números sobre o peso perdido, admitiu que já jogou fora de forma (e até bem), e só quer saber de coisas boas no Timão. Inclusive ser o maior goleiro da história do clube – posto que, para ele, pertence a Ronaldo Giovanelli.


Leia a íntegra da conversa:


GloboEsporte.com: Dos seis títulos como titular do Corinthians, esse foi seu primeiro como capitão. Foi diferente? Bateu uma ansiedade antes do fim do jogo contra a Ponte?
Cássio: Foi, foi bem diferente. Nos cinco, dez minutos finais, bateu uma ansiedade, sim. Comecei a lembrar dos momentos que passei no Corinthians, títulos, vitórias, a carreira do jogador não é feita só de vitórias, também de derrotas. Passou um filme. Fiquei muito feliz por ser campeão novamente, campeão na arena e ter o privilégio de erguer uma taça num clube tão vitorioso quanto o Corinthians.


O que mudou para você retomar a boa fase nesse ano?
Comecei a colocar as coisas na balança, em casa, com minha família, minha noiva. Começamos a pensar e rever coisas positivas e negativas do ano passado. Eu tinha que pensar o que queria para esse ano. Traçamos uma meta de aproveitar as férias, deixar um pouco de lado o futebol, curtir, mas depois me preparar. O time se reapresentou no dia 11 de janeiro. Até o dia 1º consegui curtir minhas férias, e depois disso comecei a fazer um trabalho para voltar bem fisicamente, um trabalho mais aeróbico.


E como você conseguiu fazer isso nas férias? Numa época de Natal, Ano Novo...
É importante ter uma família unida. Ela se revezava em vários momentos para fazer minha alimentação, meu primo ia correr, minha noiva, outro dia meu irmão. Todo mundo estava pronto para ajudar. Sempre tive auxílio de alguém nessas coisas, no Corinthians mesmo, até o Fabrício, da preparação física, passou uma série de exercícios que me ajudaram. Foi tudo programado. Não é algo que caí de paraquedas e está acontecendo. Eu me preparei. Quando fiz pré-temporadas boas, meu ano sempre foi muito bom. Hoje consegui chegar num nível bom, ficar mais leve, chegar no que você quer.


Você tem ideia de quantos quilos perdeu nessa preparação?
Acho que seis... Perdi por aí... É bem complicado porque minha família é boa de garfo, a culinária é muito boa lá. Mas a partir do momento em que comecei a fazer minha dieta, tinha a comilança do pessoal, mas me mantive focado. Quando você tem um objetivo, tem de abrir mão de algumas coisas. Abri mão, e essas coisas fazem a diferença hoje, sinto essa diferença no meu trabalho.




Cássio levanta a taça do Corinthians campeão paulista (Foto: Marcos Ribolli)


Você já jogou acima do peso? No que influencia em sua performance?
Sou um goleiro que depende muito da agilidade. Já joguei com alguns quilinhos acima, já joguei bem. Mas no próximo jogo você não sabe se vai dar sequência. Bem fisicamente, você consegue chegar em todas as bolas. Quando eu estava lá no Mundial, tinha problemas de peso. A gente só treinava e comia, então tive de me cuidar mais. Todo jogador joga um pouquinho acima do peso, porque, normalmente, na véspera do jogo você acaba se alimentando um pouquinho mais para aguentar o ritmo do jogo. Ano passado, eu não consegui controlar tanto o peso.


Por quê?
Não digo que eu estava decepcionado. Pode ser, ou triste... A cabeça do jogador é que controla. Qualquer pessoa, quando está com a cabeça boa, acaba fazendo as coisas. Sempre me dediquei nos treinos, mas o que acontece fora de campo é muito importante. Faz muita diferença. No Japão, eu fazia tudo certinho, conseguia ter esse controle. Quando a cabeça não está boa, você acaba se descuidando aqui e ali.


Álcool também faz parte desse contexto? Você chegou a usar como escape?
Beber acho que não, mas hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem. Independentemente da religião, tem de fazer o que faz feliz. E eu me sinto muito feliz. Desde que comecei a frequentar, comecei a me arrepender muito de coisas que tinha feito e demorei a perceber. Isso faz parte do amadurecimento. Para mim, está sendo um momento novo, mas estou muito feliz por tudo que está acontecendo.


Qual o papel da sua noiva nessa mudança?
Total, ela foi fundamental. Em momentos difíceis, em que eu poderia ter jogado a toalha, ela esteve comigo. É minha companheira, melhor amiga, está sempre comigo quando acordo. Sempre de pé para fazer meu café, minha dieta, minha comida. Quando estou de cabeça baixa, é muito mais fácil ter alguém ao lado. Minha recuperação hoje depois de uma perda, uma eliminação, é muito mais rápida do que antes. Tenho uma companheira para conversar, dividir as coisas.


Ela vai à igreja com você?
Ela está indo à igreja comigo. Hoje tenho uma mudança de hábito. Para mim, essas coisas que estou mudando na vida estão sendo positivas. Tenho de seguir isso. Ela é minha companheira. Às vezes, uma mulher leva você para baixo, mas, às vezes, também ajuda a crescer. Ano passado tive a perda da minha avó, sempre foi a chefe da família. Foi bem difícil, coincidiu com minha perda de posição. Demorei uns dois ou três meses para entender tudo isso e começar uma mudança. Tive essa mudança e consegui evoluir.



Vai ter casamento do Cássio em 2017?
Tem um pouquinho de pressão, ainda mais agora que a Arena Corinthians anunciou que vai ter casamento lá... Se eu fizesse isso, iam me chamar de boleirão, marqueteiro. Mas não é má ideia (risos). Vamos ver futuramente, ela é corintiana...


Alguém do Corinthians ajudou você nesse novo caminho?
O Vilson. Ele e a esposa dele, a Fabi, temos uma amizade muito boa. Começamos a conversar, não fui obrigado. Ele fez um convite, começamos a frequentar e nos sentimos muito felizes lá. Não vamos lá para brigar por religião, isso ou aquilo. Só para ler a bíblia, tentar entender um pouco mais, evoluir, fazer as coisas certas. É uma mudança positiva para mim. Já respeitava muito o Vilson, mas o respeito muito porque sempre esteve do meu lado, um cara bacana. O grupo todo tem o maior respeito por ele.


Você chegou a falar em falta de comprometimento em alguns momentos da temporada passada. O grupo de hoje é mais unido? Mais leve?
É um grupo totalmente diferente do ano passado, chegaram peças novas. Acho que hoje o grupo conversa mais. Se temos um problema, conversamos e tentamos nos ajudar. E não sou só eu falando. É o Fagner, é o Jô, o Fellipe Bastos, o Balbuena... Não fica aquele negócio em só uma pessoa. Por isso o revezamento dos capitães também é legal. Hoje, todo mundo tem voz ativa. Os meninos da base também, temos um respeito muito grande por eles. Não é porque são mais novos que não terão direito de opinar ou falar. Isso faz um grupo forte. Temos uma amizade boa, e um joga limpo com o outro. A equipe cresce com isso.


Perder a posição ano passado deixou você como? Preocupado? Chateado?
Não posso faltar com respeito com o Walter, que estava muito bem, teve a oportunidade de jogar e mereceu estar ali. Mas eu sabia que tinha perdido a posição para mim mesmo. Não tinha me cuidado nem me dedicado, e aí caí de produção. Coincidiu de ele estar bem, e eu não estar num momento tão bom. Mesmo assim, tinha convicção de que, se trabalhasse bem, tinha chances de voltar a ser o goleiro titular do Corinthians.


Quais são suas chances na seleção brasileira? Última convocação foi em 2015...
Eu estava num momento bom, porque o time estava bem naquele momento. Foi antes de sermos campeões, em outubro de 2015, tínhamos a melhor defesa, fiz um bom campeonato. Não era sempre que eu estava mal fisicamente, que fique bem claro. Ano passado que relaxei, nos outros anos não teve nada absurdo. Em 2016, em alguns momentos, acabei extrapolando. Quando perdi a posição, Tite me mostrou os números em comparação a outras temporadas. Não eram normais mesmo. O treinador que está na Seleção me conhece, sabe do que sou capaz, tenho esperança de ser convocado pelo que venho apresentando no meu clube.




Cássio durante treino do Corinthians no CT (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)Você se vê como o melhor ou um dos melhores goleiros do Brasil hoje?
Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores). Tem muitos goleiros, cada vez aparecem mais. Os clubes estão apostando em goleiros competentes na base. Estou em uma safra de goleiros com muita qualidade.


Depois do título, você ainda acha que o Ronaldo é o maior goleiro da história do Corinthians?
Mantenho a opinião, acho que é o Ronaldo. Não só pelos jogos, até posso passar números de jogos, mas, pelo tempo de casa e identificação com o Corinthians, é o maior. O Corinthians é um celeiro de grandes goleiros, Dida também... O que tem mais títulos é o Julio Cesar, privilégio trabalhar com ele. São goleiros vitoriosos. Só de fazer parte do Corinthians e ganhar títulos aqui, já me sinto privilegiado.

O Corinthians briga pelo que no Brasileiro?
Conseguimos ganhar o Campeonato Paulista. Dizem que não vale muita coisa, mas para nós vale. Ganhamos todos os clássicos, isso nos deu muita confiança. O Corinthians tem uma cara, tem um estilo, sabemos como tudo funciona. Se conseguirmos encarar todo duelo como decisão, temos grandes chances de estar brigando por alguma coisa em dezembro.





Há 79 anos, Servílio balançava as redes pela primeira vez com a camisa do Timão

Com 200 gols em 364 jogos, o ex-jogador é o sexto maior artilheiro da história do Corinthians


11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians

Há 79 anos, Servílio, um dos grandes artilheiros da história do Corinthians, marcou o primeiro gol com a camisa alvinegra. Durante 11 anos em que ficou no Timão, o ex-jogador atuou em 364 jogos e anotou 200 gols, o que o coloca como o sexto maior goleador da história centenária do clube corinthiano.

O primeiro gol de Servílio com a camisa do Timão veio em um clássico. Em amistoso contra o São Paulo no estádio Palestra Itália, no dia 19 de maio de 1938, o ex-jogador anotou o último tento do duelo que garantiu a vitória corinthiana sobre o rival por 3 a 2. Teleco e Sabratti também marcaram para o Corinthians.

Além dos inúmeros gols, Servílio também foi campeão com a camisa alvinegra. O jogador ganhou três vezes o Campeonato Paulista pelo Corinthians, nos anos de 1938, 1939 e 1941.

Pela forma como jogava, ganhou o apelido de bailarino. Quando o atacante alvinegro Teleco parou de jogar, em 1944, Servílio, anteriormente meia, foi deslocado para a posição de centroavante, onde não decepcionou. O jogador foi artilheiro do Campeonato Paulista por três anos consecutivos. Em 1945, o atleta marcou 17 gols; em 1946, foram nove gols; e em 1947, a maior marca individual dele no torneio: 20 gols.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.








Corinthians pode ter proposta por lateral esquerdo Guilherme Arana, mas só abre possível negociação em dezembro. Ele pode ser moeda para manter zagueiro Pablo


Lateral esquerdo Guilherme Arana fica no Timão em 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)


O Corinthians rejeitou uma proposta oficial do Bordeaux-FRA pelos direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana.Cumprindo a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco..


Para conseguir a contratação em definitivo de Pablo, junto ao próprio Bordeaux. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o Hexacampeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Guilherme Arana, pertence 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corinthianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.










Corinthians negocia para ficar com zagueiro Pablo


O Corinthians deve avançar nas negociações para comprar o zagueiro Pablo a partir da próxima semana, quando o gerente de futebol Alessandro Nunes voltará ao trabalho após alguns dias de recesso. O primeiro passo será discutir as condições contratuais. O atleta exige que o Timão se acerte com ele para só depois tratar com o Bordeaux, da França, dono dos direitos econômicos. 


 O zagueiro  prioriza a permanência no Timão e avisou a diretoria alvinegra que não ouvirá outras propostas enquanto não esgotar as possibilidades de ficar. 



Pablo integrou o Corinthians campeão paulista 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 


Se fechar com o defensor, o Timão partirá para o segundo passo: a negociação com o Bordeaux. Quando acordou o empréstimo do zagueiro, em janeiro, o Corinthians garantiu a preferência de compra do atleta por um valor pré-estipulado de 3 milhões de euros (aproximadamente R$ 11,2 milhões). Porém, nada impede que um acerto seja firmado por valor inferior. 


Desta forma, os franceses terão de comunicar ao Corinthians se receberem qualquer oferta por Pablo na janela de transferências do meio do ano. 


Há duas outras negociações que podem afetar diretamente a permanência do zagueiro. A principal delas é uma eventual venda do atacante Malcom. O Timão manteve 15% dos direitos do garoto, vendido no ano passado para o Bordeaux, e pode usar essa possível receita para abater da compra de Pablo. 



A outra tratativa que pode ajudar a segurar o defensor é menos provável: a venda de Guilherme Arana ao clube francês. O Bordeaux demonstrou interesse no lateral-esquerdo, mas o Timão já avisou que não vai vendê-lo antes de dezembro. A possibilidade de o garoto ser negociado agora, mas se transferir apenas em 2018, é vista como remota pelo clube e pelos empresários do atleta.









Corinthians renova contratos de zagueiro Léo e lateral esquerdo Moisés

O Corinthians acertou a prorrogação de contrato de dois jovens do elenco. O zagueiro Léo, de 18 anos, deve assinar até o fim de 2021, enquanto que o lateral-esquerdo Moisés, de 22 anos, renovará seu vínculo até o fim de 2019.

A prorrogação de contrato de Moisés deve ser anunciada nos próximos dias. Com Léo Santos, faltam "só detalhes burocráticos", de acordo com o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto.

O dirigente, aliás, comemorou o fato de o clube ter conseguido renovar os contratos de todos os jovens recentemente. Do fim do ano passado para cá, todos os garotos promovidos da base que tinham vínculo com vencimento próximo prorrogaram.


- Não vai ficar faltando ninguém. Concluímos todos os outros jogadores e agora só faltam o Moisés, que já está acertado, e o Léo, que faltam só alguns detalhes burocráticos- disse Flávio Adauto,

Os contratos vigentes do zagueiro e do lateral vão até setembro de 2018 e fim de 2017, respectivamente.











Zagueiro Léo, grande aposta para o futuro, Joia da base, rompe com agente para renovar com CorinthiansLéo fica mais perto de renovar com o Corinthians (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 10h55

O jovem zagueiro Léo trocou de agente e viu as tratativas com Corinthians fluírem com muita rapidez.


Dono de 30% dos seus direitos, e 70% vinculado ao Corinthians, Léo teve que trocar de empresário para acertar com o Timão, pois o anterior pedia alto salário


Depois de meses sem resolução, porém, algumas mudanças deixaram o futuro do atleta bem mais claro no Timão. Após trocar de agente, em pouco tempo, já tinha as bases salariais acertadas.


A ideia da diretoria de futebol, que normalmente tem o gerente Alessandro a cargo dessas questões, é renovar o vínculo até o final de 2021, protegendo-se com relação a investidas do futebol europeu ao jovem, titular da Seleção sub-20 mesmo quase dois anos mais novos que os concorrentes no último Sul-Americano da categoria. Atualmente, seu contrato é válido até setembro do ano que vem.


Internamente, Léo é visto como um provável titular da equipe na próxima temporada, atuando algumas vezes durante o ano e ganhando mais experiência. Por ter grande parte ainda vinculada ao Timão, diferentemente de vendas recentes, ele também aparece como atleta com bastante bastante margem de lucro no futuro. Sua renovação, por sinal, segue a linha adotada neste ano com jovens da base.


Preocupada com o assédio de clubes do exterior com o maior aproveitamento de nomes como Caíque França, Léo Príncipe, Guilherme Arana, Maycon, Pedrinho e Marciel, a cúpula alvinegra resolveu assinar novos acordos com cada, pelo menos por mais dois anos do que os antigos, aumentando salários e, consequentemente, a multa rescisória.


Dos nomes que se firmaram no elenco na atual temporada, resta apenas uma extensão a Léo Jabá, também de 18 anos. Dono de um contrato maior do que os companheiros, até dezembro de 2018, ele deve ser chamado para conversar até o meio do ano para tratar de uma renovação. 




















Especula-se que Corinthians possa receber proposta oara trocar seu goleiro reserva Wálter pelo meia Mancuello, flamengo e que desta vez Wálter tenha interesse em ir








Corinthians recusa proposta do futebol europeu por jogador titular

Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento para o Bordeaux-FRATimão dificilmente ficará com o lateral em 2018 (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 8h31


O Bordeaux-FRA fez uma proposta oficial para adquirir os direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana, mas o Corinthians rejeitou prontamente. Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco.


De acordo com a apuração da reportagem, Arana mostrou-se disposto a ir para a Europa, mas entendeu que ficar até dezembro no Brasil, com a possibilidade de ao menos mais um título pela equipe, será benéfico para a sua carreira. Amigo de infância do atacante Malcom, vendido aos franceses no início de 2016, ele recebeu ótimas referências do clube europeu.


Malcom, por sinal, é quem pode ser envolvido na engenharia financeira para a contratação em definitivo de Pablo. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o campeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Arana, que é apenas 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corintianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.

Corinthians usará hashtag na camisa contra o Vitória para incentivar a adoção

Clube terá #AdotarÉamor na barra da camisa na partida de domingo, em Salvador. Campanha digital é de autoria do Conselho Nacional de Justiça


Por GloboEsporte.com

19/05/2017 17h49

O Corinthians terá uma novidade na camisa na partida contra o Vitória, às 16h de domingo, na Arena Fonte Nova. O clube estampará a hashtag #AdotarÉamor na barra do uniforme, para divulgar a campanha digital do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 


A ação visa sensibilizar a população para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ realizará um “twittaço” com hashtag #AdotarÉamor às 11h. A campanha contará com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas. 



Camisa que o Timão usará contra o Vitória (Foto: Divulgação) 

Segundo dados oficiais, existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil, sendo que 7.577 estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção. Entretanto, a conta não fecha, já que quem vai adotar faz exigências de idade, raça e outras características, dificultando o processo.










Corinthians escalado para domingo contra Vitória. Técnico Fábio Carille confirma equipe com Pedro Henrique na zaga

Clayson faz primeiro treino. Atacante participa nesta sexta-feira de atividade no campo, porém, ainda não está regularizado na CBF. 

Por Bruno Cassucci e Diego Ribeiro

19/05/2017 17h46

O técnico Fabio Carille comandou uma atividade leve nesta sexta. Depois do aquecimento, os jogadores foram divididos em três grupos e disputaram partidas de futevôlei em clima descontraído.

Neste sábado, o Corinthians encerra a preparação para a partida contra o Vitória pela manhã e na sequência embarca para Salvador. Carille deve comandar um trabalho tático somente com os titulares no gramado para decidir a escalação. 

Com incômodo na coxa direita, o zagueiro Pablo será o único desfalque do Timão. Assim, a equipe deve ir a campo com: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô.

O atacante Clayson fez seu primeiro treino em campo com a camisa do Corinthians nesta sexta-feira. Porém, mesmo estando bem fisicamente, o ex-jogador da Ponte Preta tem chance mínima estrear pelo Timão neste domingo, contra o Vitória, já que não foi regularizado junto à CBF.

Um pouco tímido, o reforço alvinegro, que foi apresentado na última quinta-feira, conversou com companheiros, deu algumas risadas e arriscou embaixadinhas e outras firulas com a bola. 




Clayson participa de trabalho em campo nesta sexta-feira, no CT (Foto: Bruno Cassucci) 
Veja as informações do Corinthians para a partida:

Adversário: Vitória
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data e horário: domingo, às 16h (de Brasília)

Escalação provável do Corinthians: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô

Desfalques do Corinthians: Pablo (dores na coxa direita), Moisés (recuperação de gripe), Léo Príncipe (estiramento na coxa esquerda), Giovanni Augusto (lesão no tornozelo esquerdo) e Vilson (lesão no joelho esquerdo)





Há quatro anos, Corinthians conquistava 27º título paulista da história do clube
15h30 19/05/2017 - Agência Corinthians



Corinthians 2013 conquistou o 27º dos 28 títulos paulistas da história do clube

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Neste ano, o Corinthians se sagrou campeão paulista pela 28ª vez na história. Antes de 2017, a última conquista estadual, a 27ª, tinha acontecido em 2013. Esse título completa quatro anos nesta sexta-feira (19). No dia 19 de maio de 2013, o Timão empatou em 1 a 1 contra s7os e levou a taça na casa adversaria, após vitória por 2 a 1 no estádio do Pacaembu no duelo de ida.

Na primeira fase da competição, o Timão fez a quinta melhor campanha, com 35 pontos em 19 rodadas. O Alvinegro teve nove vitórias, oito empates e apenas duas derrotas.

Ao fim da primeira fase, o Corinthians se classificou para enfrentar a Ponte Preta nas quartas de final, em jogo único no Moisés Lucarelli, em Campinas. O Timão não teve dificuldades e goleou o adversário por 4 a 0, com gols de Emerson, Romarinho, Guerrero e Alexandre Pato.

Na semifinal, clássico contra 5P. O Corinthians já havia vencido o rival na primeira fase por 2 a 1 fora de casa , com direito a um golaço de Danilo de fora da área.

No reencontro, jogo com poucas oportunidades no tempo normal e decisão nos pênaltis. O Timão levou a melhor nas penalidades (4 a 3) e garantiu vaga na decisão da competição estadual.
O Timão enfrentou s7os na final. O primeiro jogo da decisão foi com mando corinthiano no Pacaembu. Aos 41 da primeira etapa, Paulinho aproveitou sobra dentro da área e abriu o placar. Aos 29 do segundo tempo, o zagueiro Paulo André também se valeu de um rebote, após confusão dentro da área, soltou o pé e ampliou para o Corinthians. Cinco minutos depois, o Santos descontou com Durval, de cabeça.

A equipe comandada pelo técnico Tite levou a vantagem do empate para o confronto final na Vila Belmiro. O Timão saiu atrás no placar, aos 27 minutos, com gol de Cícero, mas logo reagiu. Dois minutos depois, aos 29, o Corinthians chegou tabelando até chegar na área do Santos. Romarinho recebeu e chutou travado, mas a bola sobrou para Paulinho, que chutou em cima do goleiro. No rebote, com a calma de sempre, Danilo empurrou para o fundo das redes com muita categoria e garantiu o 27° título paulista para o Alvinegro do Parque São Jorge.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.





san7os 1 X 1 CORINTHIANS CAMPEÃO PAULISTA 2013
Local: Vilinha
Data/Hora: 19 de maio de 2013, às 16h
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gass (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Renda/Público: R$ 867.256, 62 / 14.740 pagantes
Cartões Amarelos: Renê Júnior (s); Cássio, Fábio Santos, Edenilson e Romarinho (COR)
Cartões Vermelhos: Não houve

GOLS: Cícero, aos 26'/1º (1-0) e Danilo, aos 28'/1ºT (1-1)

san7os: 1-Rafael; 4-Bruno Peres, 2-Edu Dracena, 6-Durval e 3-Léo; 7-Renê Júnior (16-Patito, aos 32'/2ºT), 5-Arouca, 8-Cícero e 10-Felipe Anderson; 11-Neymar e 9-André (18-Miralles, aos 13'/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho. + 12-Vladimir, 13-Émerson Palmiéri, 14-neto, 15-Alan Santos, 20-marcos Assunção

CORINTHIANS: 12-Cássio; 2-Alessandro, 4-Gil, 13-Paulo André e 6-Fábio Santos; 5-Ralf, 8-Paulinho, 31-Romarinho (7-Alexandre Pato, aos 30'/2ºT), 20-Danilo e 11-Emerson (21-Edenilson, aos 13'/2ºT); 9-Guerrero (10-Douglas, aos 37'/2ºT). Técnico: Tite. + 22-Danilo Fernandes, 28-Felipe, 26-Igor, 19-Guilherme







Após convocação da Seleção Brasileira, corinthianos  Fágner e Rodriguinho falam com exclusividade à CorinthiansTV

Lateral direito e meia do Corinthians demonstraram a felicidade pelo chamado do técnico Tite para os amistosos contra Austrália e Argentina


18h30 19/05/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Convocados pelo técnico Tite para defender a Seleção Brasileira em amistosos contra Argentina e Austrália em Melbourne (AUS) no mês de junho, o lateral direito Fágner e o meia Rodriguinho falaram com exclusividade à Corinthians TV sobre a oportunidade de representar o Brasil.

"Feliz em poder mais uma vez ser lembrado e também pelo momento no clube. Porque se as coisas não estivessem acontecendo no clube, eu não teria essa oportunidade. Quero agradecer aos meus companheiros, ao Fábio, a todo o trabalho que vem sendo para estar tendo essa oportunidade de voltar mais uma vez", falou Fágner, que sempre vem sendo chamado por Tite desde quando o ex-técnico do Corinthians assumiu o comando da Seleção Brasileira.

“A alegria é muito grande, dever cumprido e feliz por poder estar representando o povo brasileiro. A gente tem conseguindo alcançar objetivos que a gente sonha desde criança. Como o professor fala, se você fizer o seu trabalho sempre representando bem o seu clube, as chances vão aparecer e foi basicamente o que aconteceu. Muito feliz por esse momento e por estar representando a seleção", disse Rodriguinho, que foi convocado pela segunda vez em 2017. Em janeiro, o meia alvinegro atuou no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro.

Confira a entrevista de Fagner e Rodriguinho à CorinthiansTV

















18:10 Vai ter trote para o Rodriguinho na Seleção, Fagner?
"Eu já falei para ele tomar cuidado com o Gil" #trCOR

18:08


FAGNER, sobre calendário do futebol brasileiro

"É difícil, o futebol brasileiro é diferente do futebol europeu, não adianta querer deixar as cisas iguais porque temos regionais, agora os atletas europeus estarão de férias, então não é data-Fifa. É difícil equalizar esse calendário, até porque se tirar jogos acaba espremendo, aí ficam muitos jogos sem descanso. É um assunto delicado para se tratar", diz

18:06


SOBRE DANILO

"Desde que eu cheguei aqui tínhamos um grupo de jogadores que já haviam conquistado muitas coisas no clube, Libertadores, Recopa,. Mundial, várias coisas. O Danilo sempre representou muito pelo que fez em outros clubes também. O que ele passou e ainda está passando tentando voltar é uma coisa bem difícil, que faz a gente pensar que somos pequenos, de ter um problema, uma tragédia na sua vida. Temos que ser corretos, andar na linha, aproveitar com responsabilidade. Ele tem nosso respeito", diz Rodriguinho

"Desde que cheguei aqui é um cara que você nunca ouviu reclamar de nada, sempre trabalhou, se dedicou, exemplo para os mais novos. Vejo ele como exemplo e com muito respeito pela história que construiu no futebol. É uma pena ele não ter tido a oportunidade de defender a Seleção Brasileira, por isso temos que agradecer sempre por essa chance, de realizar um sonho de criança", diz Fagner

18:03


FICAM NO CORINTHIANS POR SONHO DE COPA DO MUNDO?

"Prender não, porque ninguém me algemou aqui. Estou aqui porque quero, Fagner também. Mas estar aqui, viver um bom momento nos colocou na Seleção. É uma coisa difícil chegar em um novo clube porque tem um período de adaptação. Isso pode contar em uma futura decisão", diz Rodriguinho

"Eu concordo. No meu caso envolve família, filhos, escola, toda decisão tem que ser muito pensada em termos de projeção de carreira. Mas o fato de estarmos bem, num clube de ponta, foi o que proporcionou a convocação", diz Fagner

18:01
FAGNER, sobre Vitória jogar fora do Barradão

"A gente sabe da força do Vitória jogando em Salvador, sabemos que saindo do Barradão não é o habitual para eles. Por ser uma arena a gente espera se habituar ao campo e fazer um grande jogo para fazer a lição de casa fora de casa, porque não fizemos em casa", diz









18:00


FAGNER, sobre Corinthians como visitante indigesto

"É importante ser uma equipe bem estruturada na marcação para poder criar chances e ser efetivo", diz

18:00


RODRIGUINHO, sobre postura fora de casa

"Vai muito da nossa forma de jogar, conseguimos ter uma organização boa, trocando passes rápidos e com espaço conseguimos evoluir, criar oportunidades. Quando a gente tem que propor o jogo a dificuldade é maior, então quando joga fora facilita um pouco. Para mim, especificamente, posso infiltrar mais por ter o Jadson armador e o Romero rápido chegando na área. A gente acaba tendo uma certa facilidade"

17:58

RODRIGUINHO, sobre busca pela vitória em Salvador 

"Lógico que respeitando a equipe adversária, mas nossa intenção é ganhar sempre, ainda mais porque empatamos em casa, precisamos recuperar os pontos. Vai ser um jogo difícil, mas vamos para lá com a intenção de arrancar alguns pontos', diz


17:58FAGNER, sobre titularidade absoluta no Corinthians



"Eu acho que isso fica muito por parte da imprensa, de rotular um jogador que está vindo para ser reserva. Se o Fagner deixar de trabalhar ele corre o risco de perder a condição, ninguém tem cadeira cativa. A concorrência é válida para evitar uma zona de conforto, e o atleta que vier será muito bem recebido por todos para que consiga nos ajudar e render", diz

17:57 Fagner brinca sobre ausência em três jogos do Corinthians no Brasileirão: "Vou chamar o Henrique para me substituir" #trCOR


17:56

RODRIGUINHO, sobre mudança de status

"A confiança é uma das coisas que mais te fazem evoluir no futebol e no esporte. Quando você tem dúvidas dá errado, e quando tem nível de confiança cresce e coloca para fora o que sabe fazer. É o que está acontecendo, com a ajuda dos companheiros, esperando meu momento chegar, porque sabia que tinha condição de ajudar, ser mais decisivo. Estou conseguindo fazer isso. Agora houve uma adaptação na minha função, mais perto do Jô", diz

17:55

FAGNER, sobre disputa por posição na Seleção

"Acredito que seja na Seleção e nos clubes, para ir para a Seleção tem que manter um nível bom no seu clube, procurar sempre evoluir, não estacionar e achar que está bom. Se você achar que está indo para jogar fica para trás, então a mentalidade tem que ser de evoluir, respeitando companheiros para se manter junto ali", diz


17:53
RODRIGUINHO, sobre chegada de Clayson 

"No começo é assim mesmo. Se você já trabalhou com vários jogadores facilita, tem certa intimidade, então é normal chegar tímido. Mas aqui todos são bem acolhidos, bem recebidos pelos atletas, comissão, funcionários, a gente brinca e deixa bem à vontade. Logo logo ele vai estar bem solto aí", diz



17:52

RODRIGUINHO, sobre ausência de Pablo

"Ele é um grande zagueiro, chegou e demonstrou todo seu potencial, seu trabalho, tomou conta da posição, muita técnica e imposição física. Pena que machucou, sentimos a falta dele, mas temos jogadores mais novos e com capacidade para substituí-lo", diz


17:51


FAGNER, sobre lacuna na lateral direita

"Não sei exatamente o que vai acontecer quando eu for, mas ainda temos duas semanas até lá, dá para o Fábio pensar em alguma coisa e o jogador que ele escolher dará conta do recado e temos que dar confiança. Às vezes é um sacrifício para o jogador ser improvisado, mas o que tiver que ser feito será para manter o padrão", diz

17:50


RODRIGUINHO, sobre Tite

"Ele me conhece muito bem, sabe onde posso render, me trouxe e depois trouxe de volta. Acho que ele por conhecer bem o Carille devem ter conversado, como faz com outros treinadores. Mas ele é estudioso, deve acompanhar muito, acho que sabe muito bem o que está fazendo", diz


17:49
RODRIGUINHO, sobre ser desfalque no Brasileirão 

"Que pena que tem os jogos do Brasileiro, mas ninguém abriria mão de jogar pela sua Seleção, estar representando seu país. Não podemos estar em dois lugares ao mesmo tempo e não tem o que fazer"

17:48
FAGNER, sobre briga por espaço na Seleção


"A felicidade é imensa de poder estar retornando. Se vou jogar é só o Tite que pode dizer, mas por enquanto tenho que pensar nos jogos que tenho pela frente no Brasileirão"

17:48 

Rodriguinho: "O título e os números estão ajudando a provar isso: não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira" 




17:47


RODRIGUINHO, sobre ano especial

"Sem dúvida é o melhor momento da minha carreira. O título ainda está fresco na memória, agora a convocação, sentimento muito especial. Agora a vida continua e temos que estar provando a cada dia, trabalhando, tendo um ano bom. O título e os gols estão ajudando a provar isso, não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira', diz

17:46


FAGNER, sobre a convocação

"Fico feliz mais uma vez de ser lembrado. Ao mesmo tempo dá essa ansiedade, esse frio na barriga, porque você é avaliado pelo que fez no clube. Estava em casa com a família, fiquei feliz de estar retornando, pelo clube proporcionar isso. É agradecer pelos meus companheiros também", diz


17:45
RODRIGUINHO começa falando sobre a convocação


"A emoção é parecida com a primeira vez, a felicidade é a mesma de representar, alcançar um sonho que buscamos incessantemente desde pequeno de estar na Seleção. Mas hoje eu estava sozinho em casa, esperando, com esperança, e dá um frio na barriga quando vão saindo os nomes e não chega o seu. Até que acontece a explosão de alegria quando vem seu nome, logo compartilhei com a família e foi bem legal", diz

17:44 A dupla de Seleção - e de touca - está aqui na sala de imprensa #trCOR




17:41


Fagner e Rodriguinho estão na sala de imprensa do CT Joaquim Grava

17:35 Fagner em 2017: 23 jogos (três assistências)
Rodriguinho em 2017: 23 jogos (oito gols e cinco assistências) #trCOR


17:25


Fagner e Rodriguinho foram tomar banho depois do treino, que começou debaixo de chuva. Daqui a pouco chegam à sala de imprensa do CT



Meia Giovanni Augusto, que se recupera de lesão no tornozelo esquerdo, faz trabalho com bola com fisioterapeuta #trsccp





Corinthians tem dia de treinos leves antes de ida à Bahia

Atacante Clayson treina mas ainda não deve reforçar Timão contra o Vitória, mas já trabalhou em campo nesta sexta-feira, véspera da viagem. Grupo teve até futevôlei no gramado do CT


Clayson ao centro, entre Marquinhos Gabriel e Romero, no treino desta sexta-feira no CT (Foto: LANCE!Press)

Gabriel Carneiro
19/05/2017
17:15


Apresentado na tarde de quinta-feira, o atacante Clayson foi a grande novidade do treinamento do Corinthians nesta sexta. Após assinar contrato por quatro temporadas com o Timão, o jogador de 22 anos trabalhou no gramado sem restrições, mas dificilmente estará regularizado a tempo da partida de domingo, às 16h, contra o Vitória, pela segunda rodada do Brasileirão. Apesar de estar bem fisicamente, Clayson ainda não teve nem sequer o contrato rescindido com a Ponte Preta antes de ser registrado como corintiano no Boletim Diário (BID) da CBF - o próprio jogador acha difícil que tenha condições de jogo no próximo desafio do Corinthians.

Com Clayson em campo, o Corinthians trabalhou na tarde desta sexta-feira, mas não ensaiou a escalação que vai enfrentar o Vitória. A ideia das atividades foi proporcionar momentos mais recreativos aos jogadores - houve um trabalho leve de fundamentos técnicos, como passe e cabeceio, em duplas, e depois um animado circuito de futevôlei, que durou até mesmo depois de Carille encerrar o treinamento do dia. Os trabalhos duraram cerca de duas horas, e só os goleiros realizaram atividades específicas mais exigentes.
O Corinthians já havia treinado dois dias com a mesma escalação e dificilmente terá novidades para domingo. Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô é o time titular. No time titular, Pablo é desfalque por incômodo na coxa direita. Já entre o restante do elenco, Léo Príncipe, Vilson, Mantuan, Danilo e Giovanni Augusto são baixas - o último realizou um treino físico com o fisioterapeuta Caio Mello no gramado do CT nesta sexta, e mostrou avanço na recuperação.

O treino desta sexta transcorreu sem chuva. As fortes chuvas que atingem a região da Zona Leste  desde a última noite deram trégua mais para o fim da tarde.

Carille ainda comanda mais um treinamento na manhã deste sábado antes da viagem a Salvador, onde o Corinthians enfrenta o Vitória no domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova.











17:06
Ainda à espera da dupla de jogadores da Seleção Brasileira na sala de imprensa do CT

16:53
Rodriguinho e Fagner já aguardados para entrevista coletiva na sala de imprensa do CT Joaquim Grava. Os dois foram convocados para amistosos contra Argentina e Austrália, em 9 e 13 de junho

16:53
Corinthians para domingo: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô
Não há trabalho tático hoje. Atletas disputam futevôlei em clima bem descontraído #trsccp


Clayson ainda não está no BID. Tem de ser regularizado até o fim da tarde de hoje para poder estrear domingo, contra o Vitória. #trsccp
16:21 Novo reforço, apresentado ontem, atacante Clayson dificilmente fica à disposição para domingo. Além de treinar em campo pela primeira vez só hoje, ainda não está registrado #trCOR


16:17 A bola da vez é Anderson Martins, que passou pelo clube em 2014. Já existe negociação #trCOR


16:16 Domingo, 16h, ao vivo na Tv aberta, na Fonte Nova, em savador, contra o Vitória, Corinthians terá Balbuena e Pedro Henrique na zaga e Léo como opção. Por isso, clube busca zagueiros #trCOR


 O ex-volante Fabinho agora é auxiliar técnico do Corinthians #trsccp 


Único desfalque do Corinthians contra o Vitória será o zagueiro Pablo, machucado. Pedro Henrique irá substituí-lo #trsccp 


Convocados para Seleção Grasileira  nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp

16:05 Duplas trocam passes rasteiros e pelo alto nesta primeira parte do treinamento #trCOR

Aquecimento já rola no gramado do CT do Corinthians. Neste momento sem chuva #trCOR


Convocados para Seleção Brasileira nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp





15:33

Boa tarde, torcedores. Iniciamos agora nosso tempo real da sexta-feira do Corinthians. Após o treino no CT Joaquim Grava, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva. A dupla foi convocada para a Seleção Brasileira

Elenco alvinegro em campo para aquecimento. 
 #trsccp 





Corinthians usará hashtag na camisa contra Vitória para promover campanha #AdotarÉamor

A parceria com o Conselho Nacional de Justiça divulga campanha para sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção; Dia Nacional da Adoção é celebrado em 25 de maio


15h00 19/05/2017 - Agência Corinthians




Hashtag #AdotarÉamor aparecerá na camisa do Corinthians neste domingo (21)

© Divulgação


Neste domingo (21), às 16h, o Corinthians enfrenta o Vitória pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Além de buscar os três pontos em Salvador-BA, o Timão entrará em campo por uma causa nobre: divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, de autoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A hashtag aparecerá na barra da frente do manto alvinegro.

Sobre a campanha

A parceria com o Corinthians é uma das ações que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) preparou para divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, que acontece nas redes sociais e no portal do Conselho durante todo o mês de maio, cujo objetivo é sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ vai liderar um “twittaço” da hashtag #AdotarÉamor às 11h da manhã, com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas.

Adoção no Brasil

Atualmente existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil. Destes, 7.577 já estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção, coordenado pela Corregedoria do CNJ.

Apesar de o número de pretendentes ser bastante superior ao de crianças, a conta não fecha principalmente porque o perfil exigido por quem vai adotar não é o mesmo das crianças que estão disponíveis nos abrigos. A idade é o fator que mais pesa para esse desencontro: 48% deles são adolescentes entre 13 e 17 anos de idade, faixa etária aceita por somente 0,7% dos pretendentes. Já 20,1% das crianças têm entre 9 e 12 anos de idade, e somente 3,3% dos pretendentes aceitam crianças nessa faixa etária.

Das 7.577 crianças aptas à adoção, 61,02% possuem irmãos, mas só 33% dos futuros pais aceitam essa condição. A raça é outro fator que limita o número de adoções possíveis, já que 65,62% das crianças são negras ou pardas, e 19,62% dos pretendentes só aceitam crianças brancas. Outro dado que restringe o perfil desejado é que um quarto das crianças cadastradas têm algum tipo de doença ou deficiência, mas 65,53% dos pretendentes somente aceitam crianças sem essa condição.


















Boato: Corinthians pode estar negociando volta do zagueiro Anderson Martins, livre no mercado

Especula-se na imprensa que o Corinthians possa tentar contratar o zagueiro Anderson Martins, que teve passagem pelo Timão entre junho e dezembro de 2014. Ele ainda tinha mais seis meses de contrato por empréstimo, mas o clube do Qatar exigiu seu retorno e ativou uma cláusula contratual que abreviou a passagem pelo Parque São Jorge, que teve 21 partidas e um gol marcado.Porém, desta vez, o Timão terá que trazê-lo em definitivo. . Aos 29 anos, e de saída do Al-Jaish, do Qatar, o zagueiro Anderson Martins tem conversas com o Corinthians e outros dois clubes. Desta vez, Anderson Martins não deve fechar por empréstimo com nenhum clube, e sim em caráter definitivo. Ele conseguiu a rescisão contratual no Qatar e está livre para negociar com os interessados








Corinthians joga domingo, ao vivo na TV

16h Vitória x Corinthians
Transmissão: TV Globo paulista, PR, GO, TO, MS, MT, AL, PE, CE, PA , AP e DF  e Premiere, Premiere e PFCI 








Corinthianos Fagner e Rodriguinho são convocados para amistosos da Seleção Brasileira

O Corinthians foi o time brasileiro com mais jogadores convocados pelo técnico Tite para os jogos contra Argentina e Austrália

11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians




Na manhã desta sexta-feira (19), o técnico Tite divulgou a lista de convocados para os próximos desafios da Seleção Brasileira com dois jogadores do Corinthians. Fagner e Rodriguinho, destaques alvinegros na temporada 2017, foram chamados para representar o Brasil nos amistosos contra Argentina e Austrália, que acontecerão em junho.
Entre as equipes brasileiras, o Timão foi a única a ter dois atletas convocados para os duelos, marcados para Melbourne, na Austrália. O primeiro amistoso será o clássico contra a Argentina, no dia 9 de junho, às 7h (horário de Brasília). Depois, no dia 13 de junho, o Brasil enfrenta a seleção local, no mesmo horário.

Desde quando Tite passou a ser o técnico da Seleção Brasileira, Fagner esteve em todas as convocações. Já Rodriguinho foi chamado pela segunda vez, após ter representado o Brasil no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro, em janeiro deste ano.






Corinthians acerta salários com lateral e quer mais 'dois ou três' reforços
Cicinho, que está no Ludogorets, da Bulgária, está próximo de ser anunciado pelo time de Parque São Jorge, que se preocupa com o BrasileiroCarille aguarda a chegada de até quatro reforços no Parque São Jorge (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
18/05/2017 20h42R

O Corinthians, que apresentou o atacante Clayson na tarde desta quinta-feira, ainda quer reforçar o seu elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Admitindo busca por até três atletas até a metade do ano, o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, espera poder anunciar novos nomes para o elenco do técnico Fábio Carille conforme transcorrerem as duas próximas semanas no Alvinegro.

“Não vamos parar. Quem sabe mais dois ou três jogadores”, disse o dirigente, preocupado em sempre exaltar a capacidade atual do grupo de atletas. “Não vamos ficar prometendo com muita antecedência. Não precisamos de meia dúzia de jogadores, temos um elenco bom. Mas o Brasileiro é mais difícil”, continuou Adauto.

Além de um atleta que atuasse pelas beiradas, Carille pediu à diretoria a aquisição de mais um lateral direito, justamente a negociação que está mais próxima de ocorrer. Com um emissário na Bulgária, o Timão tenta a liberação de Cicinho com o Ludogorets-BUL, dono dos seus direitos federativos.

Com tudo certo a respeito de salários e luvas por assinatura, o Alvinegro espera apenas o defensor e seus representantes acertarem uma extensão do contrato para conseguirem um empréstimo até junho do ano que vem. Como o vínculo do atleta com os europeus vai apenas até a metade de 2018, ele teria de renovar o vínculo para ser cedido aos paulistas.

Ansioso pela resolução do caso, Adauto ainda espera por um zagueiro, posição vista como carente devido ao excesso de lesões envolvendo os jogadores do setor. A ideia é que, diferentemente de Clayson, cheguem jogadores que possam atuar tanto no Brasileiro quanto na Sul-Americana. Por já ter atuado pela Ponte no torneio continental, ele só poderá jogar pela competição nacional.

“O Clayson é a revelação do Paulista e todos sabemos o quanto ele produziu e o quanto ele pode render. Provavelmente em algumas posições bem pontuais a gente possa ter outros reforços para disputar o Brasileiro ou ainda disputar uma Copa Sul-Americana. Quando tiver tudo certinho, a gente pega e anuncia”, concluiu Adauto.





Convocados, Rodriguinho e Fagner desfalcarão Corinthians em três jogos do Brasileiro



Por GloboEsporte.com


19/05/2017 11h35


Felicidade por um lado, tristeza pelo outro. Convocados pelo técnico Tite para amistosos da seleção brasileira contra Argentina e Austrália na primeira quinzena de junho, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho vão desfalcar o Corinthians em três jogos do Campeonato Brasileiro. 



A dupla viajará com a Seleção logo após o jogo contra o Santos em Itaquera, pela quarta rodada, no dia 3 de junho. 


O técnico Fábio Carille não poderá contar com Fagner e Rodriguinho nos jogos do Timão contra

V asco (dia 7), 5P (11) e Cruzeiro (14). 



Fagner e Rodriguinho: convocados para a seleção brasileira (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 




No jogo contra o Vasco, Carille também não terá a dupla paraguaia Balbuena e Romero, convocada para amistoso contra o Peru, no dia 8. Eles não farão parte do jogo do Paraguai contra a França no dia 2, em Paris.






Perda de peso, igreja e zero álcool: Cássio revela motivos para virada no Corinthians

Goleiro fez trabalho até nas férias e começou temporada com seis quilos a menos. Sem beber e com nova rotina religiosa, ele sonha com Seleção e diz: "Sou um dos melhores, sim"
Por Diego Ribeiro e Mauro Naves

19/05/2017 07h04
A virada de Cássio depois de sua pior fase em seis anos de Corinthians começou quando ele começou a reconhecer os próprios erros. Acima do peso, sem confiança e com uma história de quase 300 jogos pelo clube a zelar, o goleiro encarou o início de 2017 como um período decisivo para sua recuperação física e técnica. Deu certo.
Depois de inúmeros problemas em 2016, Cássio começou a temporada com seis quilos a menos e dentro de sua forma ideal. Em campo, as coisas começaram a fluir com boas atuações, a volta da segurança debaixo das traves e a expectativa de ser convocado para a seleção brasileira – os próximos amistosos são em junho, contra Argentina e Austrália, com lista a ser anunciada nesta sexta.

Com a confiança de volta, Cássio se vê, sim, como um dos candidatos às três vagas de goleiro a serem preenchidas pelo técnico Tite.


– Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores) – disse Cássio.



Cássio em entrevista no CT (Foto: Diego Ribeiro)

Prestes a completar 30 anos (dia 6 de junho), Cássio atingiu a maturidade. Fora de campo, a família também contribuiu. Com alimentação balanceada e longe do álcool há alguns meses, Cássio passou a ter vida regrada. Muito por causa de sua noiva, Janara. Ao lado dela, largou a bebida e, depois de um convite do zagueiro Vilson, passou a frequentar a igreja Voz da Verdade, em Alphaville, perto de onde mora.






– Hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem – revelou o corintiano.




Nesta conversa de quase meia hora com o GloboEsporte.com e a TV Globo, Cássio não escondeu nada. Revelou números sobre o peso perdido, admitiu que já jogou fora de forma (e até bem), e só quer saber de coisas boas no Timão. Inclusive ser o maior goleiro da história do clube – posto que, para ele, pertence a Ronaldo Giovanelli.


Leia a íntegra da conversa:


GloboEsporte.com: Dos seis títulos como titular do Corinthians, esse foi seu primeiro como capitão. Foi diferente? Bateu uma ansiedade antes do fim do jogo contra a Ponte?
Cássio: Foi, foi bem diferente. Nos cinco, dez minutos finais, bateu uma ansiedade, sim. Comecei a lembrar dos momentos que passei no Corinthians, títulos, vitórias, a carreira do jogador não é feita só de vitórias, também de derrotas. Passou um filme. Fiquei muito feliz por ser campeão novamente, campeão na arena e ter o privilégio de erguer uma taça num clube tão vitorioso quanto o Corinthians.


O que mudou para você retomar a boa fase nesse ano?
Comecei a colocar as coisas na balança, em casa, com minha família, minha noiva. Começamos a pensar e rever coisas positivas e negativas do ano passado. Eu tinha que pensar o que queria para esse ano. Traçamos uma meta de aproveitar as férias, deixar um pouco de lado o futebol, curtir, mas depois me preparar. O time se reapresentou no dia 11 de janeiro. Até o dia 1º consegui curtir minhas férias, e depois disso comecei a fazer um trabalho para voltar bem fisicamente, um trabalho mais aeróbico.


E como você conseguiu fazer isso nas férias? Numa época de Natal, Ano Novo...
É importante ter uma família unida. Ela se revezava em vários momentos para fazer minha alimentação, meu primo ia correr, minha noiva, outro dia meu irmão. Todo mundo estava pronto para ajudar. Sempre tive auxílio de alguém nessas coisas, no Corinthians mesmo, até o Fabrício, da preparação física, passou uma série de exercícios que me ajudaram. Foi tudo programado. Não é algo que caí de paraquedas e está acontecendo. Eu me preparei. Quando fiz pré-temporadas boas, meu ano sempre foi muito bom. Hoje consegui chegar num nível bom, ficar mais leve, chegar no que você quer.


Você tem ideia de quantos quilos perdeu nessa preparação?
Acho que seis... Perdi por aí... É bem complicado porque minha família é boa de garfo, a culinária é muito boa lá. Mas a partir do momento em que comecei a fazer minha dieta, tinha a comilança do pessoal, mas me mantive focado. Quando você tem um objetivo, tem de abrir mão de algumas coisas. Abri mão, e essas coisas fazem a diferença hoje, sinto essa diferença no meu trabalho.




Cássio levanta a taça do Corinthians campeão paulista (Foto: Marcos Ribolli)


Você já jogou acima do peso? No que influencia em sua performance?
Sou um goleiro que depende muito da agilidade. Já joguei com alguns quilinhos acima, já joguei bem. Mas no próximo jogo você não sabe se vai dar sequência. Bem fisicamente, você consegue chegar em todas as bolas. Quando eu estava lá no Mundial, tinha problemas de peso. A gente só treinava e comia, então tive de me cuidar mais. Todo jogador joga um pouquinho acima do peso, porque, normalmente, na véspera do jogo você acaba se alimentando um pouquinho mais para aguentar o ritmo do jogo. Ano passado, eu não consegui controlar tanto o peso.


Por quê?
Não digo que eu estava decepcionado. Pode ser, ou triste... A cabeça do jogador é que controla. Qualquer pessoa, quando está com a cabeça boa, acaba fazendo as coisas. Sempre me dediquei nos treinos, mas o que acontece fora de campo é muito importante. Faz muita diferença. No Japão, eu fazia tudo certinho, conseguia ter esse controle. Quando a cabeça não está boa, você acaba se descuidando aqui e ali.


Álcool também faz parte desse contexto? Você chegou a usar como escape?
Beber acho que não, mas hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem. Independentemente da religião, tem de fazer o que faz feliz. E eu me sinto muito feliz. Desde que comecei a frequentar, comecei a me arrepender muito de coisas que tinha feito e demorei a perceber. Isso faz parte do amadurecimento. Para mim, está sendo um momento novo, mas estou muito feliz por tudo que está acontecendo.


Qual o papel da sua noiva nessa mudança?
Total, ela foi fundamental. Em momentos difíceis, em que eu poderia ter jogado a toalha, ela esteve comigo. É minha companheira, melhor amiga, está sempre comigo quando acordo. Sempre de pé para fazer meu café, minha dieta, minha comida. Quando estou de cabeça baixa, é muito mais fácil ter alguém ao lado. Minha recuperação hoje depois de uma perda, uma eliminação, é muito mais rápida do que antes. Tenho uma companheira para conversar, dividir as coisas.


Ela vai à igreja com você?
Ela está indo à igreja comigo. Hoje tenho uma mudança de hábito. Para mim, essas coisas que estou mudando na vida estão sendo positivas. Tenho de seguir isso. Ela é minha companheira. Às vezes, uma mulher leva você para baixo, mas, às vezes, também ajuda a crescer. Ano passado tive a perda da minha avó, sempre foi a chefe da família. Foi bem difícil, coincidiu com minha perda de posição. Demorei uns dois ou três meses para entender tudo isso e começar uma mudança. Tive essa mudança e consegui evoluir.



Vai ter casamento do Cássio em 2017?
Tem um pouquinho de pressão, ainda mais agora que a Arena Corinthians anunciou que vai ter casamento lá... Se eu fizesse isso, iam me chamar de boleirão, marqueteiro. Mas não é má ideia (risos). Vamos ver futuramente, ela é corintiana...


Alguém do Corinthians ajudou você nesse novo caminho?
O Vilson. Ele e a esposa dele, a Fabi, temos uma amizade muito boa. Começamos a conversar, não fui obrigado. Ele fez um convite, começamos a frequentar e nos sentimos muito felizes lá. Não vamos lá para brigar por religião, isso ou aquilo. Só para ler a bíblia, tentar entender um pouco mais, evoluir, fazer as coisas certas. É uma mudança positiva para mim. Já respeitava muito o Vilson, mas o respeito muito porque sempre esteve do meu lado, um cara bacana. O grupo todo tem o maior respeito por ele.


Você chegou a falar em falta de comprometimento em alguns momentos da temporada passada. O grupo de hoje é mais unido? Mais leve?
É um grupo totalmente diferente do ano passado, chegaram peças novas. Acho que hoje o grupo conversa mais. Se temos um problema, conversamos e tentamos nos ajudar. E não sou só eu falando. É o Fagner, é o Jô, o Fellipe Bastos, o Balbuena... Não fica aquele negócio em só uma pessoa. Por isso o revezamento dos capitães também é legal. Hoje, todo mundo tem voz ativa. Os meninos da base também, temos um respeito muito grande por eles. Não é porque são mais novos que não terão direito de opinar ou falar. Isso faz um grupo forte. Temos uma amizade boa, e um joga limpo com o outro. A equipe cresce com isso.


Perder a posição ano passado deixou você como? Preocupado? Chateado?
Não posso faltar com respeito com o Walter, que estava muito bem, teve a oportunidade de jogar e mereceu estar ali. Mas eu sabia que tinha perdido a posição para mim mesmo. Não tinha me cuidado nem me dedicado, e aí caí de produção. Coincidiu de ele estar bem, e eu não estar num momento tão bom. Mesmo assim, tinha convicção de que, se trabalhasse bem, tinha chances de voltar a ser o goleiro titular do Corinthians.


Quais são suas chances na seleção brasileira? Última convocação foi em 2015...
Eu estava num momento bom, porque o time estava bem naquele momento. Foi antes de sermos campeões, em outubro de 2015, tínhamos a melhor defesa, fiz um bom campeonato. Não era sempre que eu estava mal fisicamente, que fique bem claro. Ano passado que relaxei, nos outros anos não teve nada absurdo. Em 2016, em alguns momentos, acabei extrapolando. Quando perdi a posição, Tite me mostrou os números em comparação a outras temporadas. Não eram normais mesmo. O treinador que está na Seleção me conhece, sabe do que sou capaz, tenho esperança de ser convocado pelo que venho apresentando no meu clube.




Cássio durante treino do Corinthians no CT (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)Você se vê como o melhor ou um dos melhores goleiros do Brasil hoje?
Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores). Tem muitos goleiros, cada vez aparecem mais. Os clubes estão apostando em goleiros competentes na base. Estou em uma safra de goleiros com muita qualidade.


Depois do título, você ainda acha que o Ronaldo é o maior goleiro da história do Corinthians?
Mantenho a opinião, acho que é o Ronaldo. Não só pelos jogos, até posso passar números de jogos, mas, pelo tempo de casa e identificação com o Corinthians, é o maior. O Corinthians é um celeiro de grandes goleiros, Dida também... O que tem mais títulos é o Julio Cesar, privilégio trabalhar com ele. São goleiros vitoriosos. Só de fazer parte do Corinthians e ganhar títulos aqui, já me sinto privilegiado.

O Corinthians briga pelo que no Brasileiro?
Conseguimos ganhar o Campeonato Paulista. Dizem que não vale muita coisa, mas para nós vale. Ganhamos todos os clássicos, isso nos deu muita confiança. O Corinthians tem uma cara, tem um estilo, sabemos como tudo funciona. Se conseguirmos encarar todo duelo como decisão, temos grandes chances de estar brigando por alguma coisa em dezembro.





Há 79 anos, Servílio balançava as redes pela primeira vez com a camisa do Timão

Com 200 gols em 364 jogos, o ex-jogador é o sexto maior artilheiro da história do Corinthians


11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians

Há 79 anos, Servílio, um dos grandes artilheiros da história do Corinthians, marcou o primeiro gol com a camisa alvinegra. Durante 11 anos em que ficou no Timão, o ex-jogador atuou em 364 jogos e anotou 200 gols, o que o coloca como o sexto maior goleador da história centenária do clube corinthiano.

O primeiro gol de Servílio com a camisa do Timão veio em um clássico. Em amistoso contra o São Paulo no estádio Palestra Itália, no dia 19 de maio de 1938, o ex-jogador anotou o último tento do duelo que garantiu a vitória corinthiana sobre o rival por 3 a 2. Teleco e Sabratti também marcaram para o Corinthians.

Além dos inúmeros gols, Servílio também foi campeão com a camisa alvinegra. O jogador ganhou três vezes o Campeonato Paulista pelo Corinthians, nos anos de 1938, 1939 e 1941.

Pela forma como jogava, ganhou o apelido de bailarino. Quando o atacante alvinegro Teleco parou de jogar, em 1944, Servílio, anteriormente meia, foi deslocado para a posição de centroavante, onde não decepcionou. O jogador foi artilheiro do Campeonato Paulista por três anos consecutivos. Em 1945, o atleta marcou 17 gols; em 1946, foram nove gols; e em 1947, a maior marca individual dele no torneio: 20 gols.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.








Corinthians pode ter proposta por lateral esquerdo Guilherme Arana, mas só abre possível negociação em dezembro. Ele pode ser moeda para manter zagueiro Pablo


Lateral esquerdo Guilherme Arana fica no Timão em 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)


O Corinthians rejeitou uma proposta oficial do Bordeaux-FRA pelos direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana.Cumprindo a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco..


Para conseguir a contratação em definitivo de Pablo, junto ao próprio Bordeaux. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o Hexacampeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Guilherme Arana, pertence 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corinthianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.










Corinthians negocia para ficar com zagueiro Pablo


O Corinthians deve avançar nas negociações para comprar o zagueiro Pablo a partir da próxima semana, quando o gerente de futebol Alessandro Nunes voltará ao trabalho após alguns dias de recesso. O primeiro passo será discutir as condições contratuais. O atleta exige que o Timão se acerte com ele para só depois tratar com o Bordeaux, da França, dono dos direitos econômicos. 


 O zagueiro  prioriza a permanência no Timão e avisou a diretoria alvinegra que não ouvirá outras propostas enquanto não esgotar as possibilidades de ficar. 



Pablo integrou o Corinthians campeão paulista 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 


Se fechar com o defensor, o Timão partirá para o segundo passo: a negociação com o Bordeaux. Quando acordou o empréstimo do zagueiro, em janeiro, o Corinthians garantiu a preferência de compra do atleta por um valor pré-estipulado de 3 milhões de euros (aproximadamente R$ 11,2 milhões). Porém, nada impede que um acerto seja firmado por valor inferior. 


Desta forma, os franceses terão de comunicar ao Corinthians se receberem qualquer oferta por Pablo na janela de transferências do meio do ano. 


Há duas outras negociações que podem afetar diretamente a permanência do zagueiro. A principal delas é uma eventual venda do atacante Malcom. O Timão manteve 15% dos direitos do garoto, vendido no ano passado para o Bordeaux, e pode usar essa possível receita para abater da compra de Pablo. 



A outra tratativa que pode ajudar a segurar o defensor é menos provável: a venda de Guilherme Arana ao clube francês. O Bordeaux demonstrou interesse no lateral-esquerdo, mas o Timão já avisou que não vai vendê-lo antes de dezembro. A possibilidade de o garoto ser negociado agora, mas se transferir apenas em 2018, é vista como remota pelo clube e pelos empresários do atleta.









Corinthians renova contratos de zagueiro Léo e lateral esquerdo Moisés

O Corinthians acertou a prorrogação de contrato de dois jovens do elenco. O zagueiro Léo, de 18 anos, deve assinar até o fim de 2021, enquanto que o lateral-esquerdo Moisés, de 22 anos, renovará seu vínculo até o fim de 2019.

A prorrogação de contrato de Moisés deve ser anunciada nos próximos dias. Com Léo Santos, faltam "só detalhes burocráticos", de acordo com o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto.

O dirigente, aliás, comemorou o fato de o clube ter conseguido renovar os contratos de todos os jovens recentemente. Do fim do ano passado para cá, todos os garotos promovidos da base que tinham vínculo com vencimento próximo prorrogaram.


- Não vai ficar faltando ninguém. Concluímos todos os outros jogadores e agora só faltam o Moisés, que já está acertado, e o Léo, que faltam só alguns detalhes burocráticos- disse Flávio Adauto,

Os contratos vigentes do zagueiro e do lateral vão até setembro de 2018 e fim de 2017, respectivamente.











Zagueiro Léo, grande aposta para o futuro, Joia da base, rompe com agente para renovar com CorinthiansLéo fica mais perto de renovar com o Corinthians (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 10h55

O jovem zagueiro Léo trocou de agente e viu as tratativas com Corinthians fluírem com muita rapidez.


Dono de 30% dos seus direitos, e 70% vinculado ao Corinthians, Léo teve que trocar de empresário para acertar com o Timão, pois o anterior pedia alto salário


Depois de meses sem resolução, porém, algumas mudanças deixaram o futuro do atleta bem mais claro no Timão. Após trocar de agente, em pouco tempo, já tinha as bases salariais acertadas.


A ideia da diretoria de futebol, que normalmente tem o gerente Alessandro a cargo dessas questões, é renovar o vínculo até o final de 2021, protegendo-se com relação a investidas do futebol europeu ao jovem, titular da Seleção sub-20 mesmo quase dois anos mais novos que os concorrentes no último Sul-Americano da categoria. Atualmente, seu contrato é válido até setembro do ano que vem.


Internamente, Léo é visto como um provável titular da equipe na próxima temporada, atuando algumas vezes durante o ano e ganhando mais experiência. Por ter grande parte ainda vinculada ao Timão, diferentemente de vendas recentes, ele também aparece como atleta com bastante bastante margem de lucro no futuro. Sua renovação, por sinal, segue a linha adotada neste ano com jovens da base.


Preocupada com o assédio de clubes do exterior com o maior aproveitamento de nomes como Caíque França, Léo Príncipe, Guilherme Arana, Maycon, Pedrinho e Marciel, a cúpula alvinegra resolveu assinar novos acordos com cada, pelo menos por mais dois anos do que os antigos, aumentando salários e, consequentemente, a multa rescisória.


Dos nomes que se firmaram no elenco na atual temporada, resta apenas uma extensão a Léo Jabá, também de 18 anos. Dono de um contrato maior do que os companheiros, até dezembro de 2018, ele deve ser chamado para conversar até o meio do ano para tratar de uma renovação. 




















Especula-se que Corinthians possa receber proposta oara trocar seu goleiro reserva Wálter pelo meia Mancuello, flamengo e que desta vez Wálter tenha interesse em ir








Corinthians recusa proposta do futebol europeu por jogador titular

Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento para o Bordeaux-FRATimão dificilmente ficará com o lateral em 2018 (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 8h31


O Bordeaux-FRA fez uma proposta oficial para adquirir os direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana, mas o Corinthians rejeitou prontamente. Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco.


De acordo com a apuração da reportagem, Arana mostrou-se disposto a ir para a Europa, mas entendeu que ficar até dezembro no Brasil, com a possibilidade de ao menos mais um título pela equipe, será benéfico para a sua carreira. Amigo de infância do atacante Malcom, vendido aos franceses no início de 2016, ele recebeu ótimas referências do clube europeu.


Malcom, por sinal, é quem pode ser envolvido na engenharia financeira para a contratação em definitivo de Pablo. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o campeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Arana, que é apenas 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corintianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.

Corinthians usará hashtag na camisa contra o Vitória para incentivar a adoção

Clube terá #AdotarÉamor na barra da camisa na partida de domingo, em Salvador. Campanha digital é de autoria do Conselho Nacional de Justiça


Por GloboEsporte.com

19/05/2017 17h49

O Corinthians terá uma novidade na camisa na partida contra o Vitória, às 16h de domingo, na Arena Fonte Nova. O clube estampará a hashtag #AdotarÉamor na barra do uniforme, para divulgar a campanha digital do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 


A ação visa sensibilizar a população para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ realizará um “twittaço” com hashtag #AdotarÉamor às 11h. A campanha contará com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas. 



Camisa que o Timão usará contra o Vitória (Foto: Divulgação) 

Segundo dados oficiais, existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil, sendo que 7.577 estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção. Entretanto, a conta não fecha, já que quem vai adotar faz exigências de idade, raça e outras características, dificultando o processo.










Corinthians escalado para domingo contra Vitória. Técnico Fábio Carille confirma equipe com Pedro Henrique na zaga

Clayson faz primeiro treino. Atacante participa nesta sexta-feira de atividade no campo, porém, ainda não está regularizado na CBF. 

Por Bruno Cassucci e Diego Ribeiro

19/05/2017 17h46

O técnico Fabio Carille comandou uma atividade leve nesta sexta. Depois do aquecimento, os jogadores foram divididos em três grupos e disputaram partidas de futevôlei em clima descontraído.

Neste sábado, o Corinthians encerra a preparação para a partida contra o Vitória pela manhã e na sequência embarca para Salvador. Carille deve comandar um trabalho tático somente com os titulares no gramado para decidir a escalação. 

Com incômodo na coxa direita, o zagueiro Pablo será o único desfalque do Timão. Assim, a equipe deve ir a campo com: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô.

O atacante Clayson fez seu primeiro treino em campo com a camisa do Corinthians nesta sexta-feira. Porém, mesmo estando bem fisicamente, o ex-jogador da Ponte Preta tem chance mínima estrear pelo Timão neste domingo, contra o Vitória, já que não foi regularizado junto à CBF.

Um pouco tímido, o reforço alvinegro, que foi apresentado na última quinta-feira, conversou com companheiros, deu algumas risadas e arriscou embaixadinhas e outras firulas com a bola. 




Clayson participa de trabalho em campo nesta sexta-feira, no CT (Foto: Bruno Cassucci) 
Veja as informações do Corinthians para a partida:

Adversário: Vitória
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data e horário: domingo, às 16h (de Brasília)

Escalação provável do Corinthians: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô

Desfalques do Corinthians: Pablo (dores na coxa direita), Moisés (recuperação de gripe), Léo Príncipe (estiramento na coxa esquerda), Giovanni Augusto (lesão no tornozelo esquerdo) e Vilson (lesão no joelho esquerdo)





Há quatro anos, Corinthians conquistava 27º título paulista da história do clube
15h30 19/05/2017 - Agência Corinthians



Corinthians 2013 conquistou o 27º dos 28 títulos paulistas da história do clube

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Neste ano, o Corinthians se sagrou campeão paulista pela 28ª vez na história. Antes de 2017, a última conquista estadual, a 27ª, tinha acontecido em 2013. Esse título completa quatro anos nesta sexta-feira (19). No dia 19 de maio de 2013, o Timão empatou em 1 a 1 contra s7os e levou a taça na casa adversaria, após vitória por 2 a 1 no estádio do Pacaembu no duelo de ida.

Na primeira fase da competição, o Timão fez a quinta melhor campanha, com 35 pontos em 19 rodadas. O Alvinegro teve nove vitórias, oito empates e apenas duas derrotas.

Ao fim da primeira fase, o Corinthians se classificou para enfrentar a Ponte Preta nas quartas de final, em jogo único no Moisés Lucarelli, em Campinas. O Timão não teve dificuldades e goleou o adversário por 4 a 0, com gols de Emerson, Romarinho, Guerrero e Alexandre Pato.

Na semifinal, clássico contra 5P. O Corinthians já havia vencido o rival na primeira fase por 2 a 1 fora de casa , com direito a um golaço de Danilo de fora da área.

No reencontro, jogo com poucas oportunidades no tempo normal e decisão nos pênaltis. O Timão levou a melhor nas penalidades (4 a 3) e garantiu vaga na decisão da competição estadual.
O Timão enfrentou s7os na final. O primeiro jogo da decisão foi com mando corinthiano no Pacaembu. Aos 41 da primeira etapa, Paulinho aproveitou sobra dentro da área e abriu o placar. Aos 29 do segundo tempo, o zagueiro Paulo André também se valeu de um rebote, após confusão dentro da área, soltou o pé e ampliou para o Corinthians. Cinco minutos depois, o Santos descontou com Durval, de cabeça.

A equipe comandada pelo técnico Tite levou a vantagem do empate para o confronto final na Vila Belmiro. O Timão saiu atrás no placar, aos 27 minutos, com gol de Cícero, mas logo reagiu. Dois minutos depois, aos 29, o Corinthians chegou tabelando até chegar na área do Santos. Romarinho recebeu e chutou travado, mas a bola sobrou para Paulinho, que chutou em cima do goleiro. No rebote, com a calma de sempre, Danilo empurrou para o fundo das redes com muita categoria e garantiu o 27° título paulista para o Alvinegro do Parque São Jorge.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.





san7os 1 X 1 CORINTHIANS CAMPEÃO PAULISTA 2013
Local: Vilinha
Data/Hora: 19 de maio de 2013, às 16h
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gass (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Renda/Público: R$ 867.256, 62 / 14.740 pagantes
Cartões Amarelos: Renê Júnior (s); Cássio, Fábio Santos, Edenilson e Romarinho (COR)
Cartões Vermelhos: Não houve

GOLS: Cícero, aos 26'/1º (1-0) e Danilo, aos 28'/1ºT (1-1)

san7os: 1-Rafael; 4-Bruno Peres, 2-Edu Dracena, 6-Durval e 3-Léo; 7-Renê Júnior (16-Patito, aos 32'/2ºT), 5-Arouca, 8-Cícero e 10-Felipe Anderson; 11-Neymar e 9-André (18-Miralles, aos 13'/2ºT). Técnico: Muricy Ramalho. + 12-Vladimir, 13-Émerson Palmiéri, 14-neto, 15-Alan Santos, 20-marcos Assunção

CORINTHIANS: 12-Cássio; 2-Alessandro, 4-Gil, 13-Paulo André e 6-Fábio Santos; 5-Ralf, 8-Paulinho, 31-Romarinho (7-Alexandre Pato, aos 30'/2ºT), 20-Danilo e 11-Emerson (21-Edenilson, aos 13'/2ºT); 9-Guerrero (10-Douglas, aos 37'/2ºT). Técnico: Tite. + 22-Danilo Fernandes, 28-Felipe, 26-Igor, 19-Guilherme







Após convocação da Seleção Brasileira, corinthianos  Fágner e Rodriguinho falam com exclusividade à CorinthiansTV

Lateral direito e meia do Corinthians demonstraram a felicidade pelo chamado do técnico Tite para os amistosos contra Austrália e Argentina


18h30 19/05/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Convocados pelo técnico Tite para defender a Seleção Brasileira em amistosos contra Argentina e Austrália em Melbourne (AUS) no mês de junho, o lateral direito Fágner e o meia Rodriguinho falaram com exclusividade à Corinthians TV sobre a oportunidade de representar o Brasil.

"Feliz em poder mais uma vez ser lembrado e também pelo momento no clube. Porque se as coisas não estivessem acontecendo no clube, eu não teria essa oportunidade. Quero agradecer aos meus companheiros, ao Fábio, a todo o trabalho que vem sendo para estar tendo essa oportunidade de voltar mais uma vez", falou Fágner, que sempre vem sendo chamado por Tite desde quando o ex-técnico do Corinthians assumiu o comando da Seleção Brasileira.

“A alegria é muito grande, dever cumprido e feliz por poder estar representando o povo brasileiro. A gente tem conseguindo alcançar objetivos que a gente sonha desde criança. Como o professor fala, se você fizer o seu trabalho sempre representando bem o seu clube, as chances vão aparecer e foi basicamente o que aconteceu. Muito feliz por esse momento e por estar representando a seleção", disse Rodriguinho, que foi convocado pela segunda vez em 2017. Em janeiro, o meia alvinegro atuou no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro.

Confira a entrevista de Fagner e Rodriguinho à CorinthiansTV

















18:10 Vai ter trote para o Rodriguinho na Seleção, Fagner?
"Eu já falei para ele tomar cuidado com o Gil" #trCOR

18:08


FAGNER, sobre calendário do futebol brasileiro

"É difícil, o futebol brasileiro é diferente do futebol europeu, não adianta querer deixar as cisas iguais porque temos regionais, agora os atletas europeus estarão de férias, então não é data-Fifa. É difícil equalizar esse calendário, até porque se tirar jogos acaba espremendo, aí ficam muitos jogos sem descanso. É um assunto delicado para se tratar", diz

18:06


SOBRE DANILO

"Desde que eu cheguei aqui tínhamos um grupo de jogadores que já haviam conquistado muitas coisas no clube, Libertadores, Recopa,. Mundial, várias coisas. O Danilo sempre representou muito pelo que fez em outros clubes também. O que ele passou e ainda está passando tentando voltar é uma coisa bem difícil, que faz a gente pensar que somos pequenos, de ter um problema, uma tragédia na sua vida. Temos que ser corretos, andar na linha, aproveitar com responsabilidade. Ele tem nosso respeito", diz Rodriguinho

"Desde que cheguei aqui é um cara que você nunca ouviu reclamar de nada, sempre trabalhou, se dedicou, exemplo para os mais novos. Vejo ele como exemplo e com muito respeito pela história que construiu no futebol. É uma pena ele não ter tido a oportunidade de defender a Seleção Brasileira, por isso temos que agradecer sempre por essa chance, de realizar um sonho de criança", diz Fagner

18:03


FICAM NO CORINTHIANS POR SONHO DE COPA DO MUNDO?

"Prender não, porque ninguém me algemou aqui. Estou aqui porque quero, Fagner também. Mas estar aqui, viver um bom momento nos colocou na Seleção. É uma coisa difícil chegar em um novo clube porque tem um período de adaptação. Isso pode contar em uma futura decisão", diz Rodriguinho

"Eu concordo. No meu caso envolve família, filhos, escola, toda decisão tem que ser muito pensada em termos de projeção de carreira. Mas o fato de estarmos bem, num clube de ponta, foi o que proporcionou a convocação", diz Fagner

18:01
FAGNER, sobre Vitória jogar fora do Barradão

"A gente sabe da força do Vitória jogando em Salvador, sabemos que saindo do Barradão não é o habitual para eles. Por ser uma arena a gente espera se habituar ao campo e fazer um grande jogo para fazer a lição de casa fora de casa, porque não fizemos em casa", diz









18:00


FAGNER, sobre Corinthians como visitante indigesto

"É importante ser uma equipe bem estruturada na marcação para poder criar chances e ser efetivo", diz

18:00


RODRIGUINHO, sobre postura fora de casa

"Vai muito da nossa forma de jogar, conseguimos ter uma organização boa, trocando passes rápidos e com espaço conseguimos evoluir, criar oportunidades. Quando a gente tem que propor o jogo a dificuldade é maior, então quando joga fora facilita um pouco. Para mim, especificamente, posso infiltrar mais por ter o Jadson armador e o Romero rápido chegando na área. A gente acaba tendo uma certa facilidade"

17:58

RODRIGUINHO, sobre busca pela vitória em Salvador 

"Lógico que respeitando a equipe adversária, mas nossa intenção é ganhar sempre, ainda mais porque empatamos em casa, precisamos recuperar os pontos. Vai ser um jogo difícil, mas vamos para lá com a intenção de arrancar alguns pontos', diz


17:58FAGNER, sobre titularidade absoluta no Corinthians



"Eu acho que isso fica muito por parte da imprensa, de rotular um jogador que está vindo para ser reserva. Se o Fagner deixar de trabalhar ele corre o risco de perder a condição, ninguém tem cadeira cativa. A concorrência é válida para evitar uma zona de conforto, e o atleta que vier será muito bem recebido por todos para que consiga nos ajudar e render", diz

17:57 Fagner brinca sobre ausência em três jogos do Corinthians no Brasileirão: "Vou chamar o Henrique para me substituir" #trCOR


17:56

RODRIGUINHO, sobre mudança de status

"A confiança é uma das coisas que mais te fazem evoluir no futebol e no esporte. Quando você tem dúvidas dá errado, e quando tem nível de confiança cresce e coloca para fora o que sabe fazer. É o que está acontecendo, com a ajuda dos companheiros, esperando meu momento chegar, porque sabia que tinha condição de ajudar, ser mais decisivo. Estou conseguindo fazer isso. Agora houve uma adaptação na minha função, mais perto do Jô", diz

17:55

FAGNER, sobre disputa por posição na Seleção

"Acredito que seja na Seleção e nos clubes, para ir para a Seleção tem que manter um nível bom no seu clube, procurar sempre evoluir, não estacionar e achar que está bom. Se você achar que está indo para jogar fica para trás, então a mentalidade tem que ser de evoluir, respeitando companheiros para se manter junto ali", diz


17:53
RODRIGUINHO, sobre chegada de Clayson 

"No começo é assim mesmo. Se você já trabalhou com vários jogadores facilita, tem certa intimidade, então é normal chegar tímido. Mas aqui todos são bem acolhidos, bem recebidos pelos atletas, comissão, funcionários, a gente brinca e deixa bem à vontade. Logo logo ele vai estar bem solto aí", diz



17:52

RODRIGUINHO, sobre ausência de Pablo

"Ele é um grande zagueiro, chegou e demonstrou todo seu potencial, seu trabalho, tomou conta da posição, muita técnica e imposição física. Pena que machucou, sentimos a falta dele, mas temos jogadores mais novos e com capacidade para substituí-lo", diz


17:51


FAGNER, sobre lacuna na lateral direita

"Não sei exatamente o que vai acontecer quando eu for, mas ainda temos duas semanas até lá, dá para o Fábio pensar em alguma coisa e o jogador que ele escolher dará conta do recado e temos que dar confiança. Às vezes é um sacrifício para o jogador ser improvisado, mas o que tiver que ser feito será para manter o padrão", diz

17:50


RODRIGUINHO, sobre Tite

"Ele me conhece muito bem, sabe onde posso render, me trouxe e depois trouxe de volta. Acho que ele por conhecer bem o Carille devem ter conversado, como faz com outros treinadores. Mas ele é estudioso, deve acompanhar muito, acho que sabe muito bem o que está fazendo", diz


17:49
RODRIGUINHO, sobre ser desfalque no Brasileirão 

"Que pena que tem os jogos do Brasileiro, mas ninguém abriria mão de jogar pela sua Seleção, estar representando seu país. Não podemos estar em dois lugares ao mesmo tempo e não tem o que fazer"

17:48
FAGNER, sobre briga por espaço na Seleção


"A felicidade é imensa de poder estar retornando. Se vou jogar é só o Tite que pode dizer, mas por enquanto tenho que pensar nos jogos que tenho pela frente no Brasileirão"

17:48 

Rodriguinho: "O título e os números estão ajudando a provar isso: não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira" 




17:47


RODRIGUINHO, sobre ano especial

"Sem dúvida é o melhor momento da minha carreira. O título ainda está fresco na memória, agora a convocação, sentimento muito especial. Agora a vida continua e temos que estar provando a cada dia, trabalhando, tendo um ano bom. O título e os gols estão ajudando a provar isso, não tem como discutir que é o melhor momento da minha carreira', diz

17:46


FAGNER, sobre a convocação

"Fico feliz mais uma vez de ser lembrado. Ao mesmo tempo dá essa ansiedade, esse frio na barriga, porque você é avaliado pelo que fez no clube. Estava em casa com a família, fiquei feliz de estar retornando, pelo clube proporcionar isso. É agradecer pelos meus companheiros também", diz


17:45
RODRIGUINHO começa falando sobre a convocação


"A emoção é parecida com a primeira vez, a felicidade é a mesma de representar, alcançar um sonho que buscamos incessantemente desde pequeno de estar na Seleção. Mas hoje eu estava sozinho em casa, esperando, com esperança, e dá um frio na barriga quando vão saindo os nomes e não chega o seu. Até que acontece a explosão de alegria quando vem seu nome, logo compartilhei com a família e foi bem legal", diz

17:44 A dupla de Seleção - e de touca - está aqui na sala de imprensa #trCOR




17:41


Fagner e Rodriguinho estão na sala de imprensa do CT Joaquim Grava

17:35 Fagner em 2017: 23 jogos (três assistências)
Rodriguinho em 2017: 23 jogos (oito gols e cinco assistências) #trCOR


17:25


Fagner e Rodriguinho foram tomar banho depois do treino, que começou debaixo de chuva. Daqui a pouco chegam à sala de imprensa do CT



Meia Giovanni Augusto, que se recupera de lesão no tornozelo esquerdo, faz trabalho com bola com fisioterapeuta #trsccp





Corinthians tem dia de treinos leves antes de ida à Bahia

Atacante Clayson treina mas ainda não deve reforçar Timão contra o Vitória, mas já trabalhou em campo nesta sexta-feira, véspera da viagem. Grupo teve até futevôlei no gramado do CT


Clayson ao centro, entre Marquinhos Gabriel e Romero, no treino desta sexta-feira no CT (Foto: LANCE!Press)

Gabriel Carneiro
19/05/2017
17:15


Apresentado na tarde de quinta-feira, o atacante Clayson foi a grande novidade do treinamento do Corinthians nesta sexta. Após assinar contrato por quatro temporadas com o Timão, o jogador de 22 anos trabalhou no gramado sem restrições, mas dificilmente estará regularizado a tempo da partida de domingo, às 16h, contra o Vitória, pela segunda rodada do Brasileirão. Apesar de estar bem fisicamente, Clayson ainda não teve nem sequer o contrato rescindido com a Ponte Preta antes de ser registrado como corintiano no Boletim Diário (BID) da CBF - o próprio jogador acha difícil que tenha condições de jogo no próximo desafio do Corinthians.

Com Clayson em campo, o Corinthians trabalhou na tarde desta sexta-feira, mas não ensaiou a escalação que vai enfrentar o Vitória. A ideia das atividades foi proporcionar momentos mais recreativos aos jogadores - houve um trabalho leve de fundamentos técnicos, como passe e cabeceio, em duplas, e depois um animado circuito de futevôlei, que durou até mesmo depois de Carille encerrar o treinamento do dia. Os trabalhos duraram cerca de duas horas, e só os goleiros realizaram atividades específicas mais exigentes.
O Corinthians já havia treinado dois dias com a mesma escalação e dificilmente terá novidades para domingo. Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô é o time titular. No time titular, Pablo é desfalque por incômodo na coxa direita. Já entre o restante do elenco, Léo Príncipe, Vilson, Mantuan, Danilo e Giovanni Augusto são baixas - o último realizou um treino físico com o fisioterapeuta Caio Mello no gramado do CT nesta sexta, e mostrou avanço na recuperação.

O treino desta sexta transcorreu sem chuva. As fortes chuvas que atingem a região da Zona Leste  desde a última noite deram trégua mais para o fim da tarde.

Carille ainda comanda mais um treinamento na manhã deste sábado antes da viagem a Salvador, onde o Corinthians enfrenta o Vitória no domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova.











17:06
Ainda à espera da dupla de jogadores da Seleção Brasileira na sala de imprensa do CT

16:53
Rodriguinho e Fagner já aguardados para entrevista coletiva na sala de imprensa do CT Joaquim Grava. Os dois foram convocados para amistosos contra Argentina e Austrália, em 9 e 13 de junho

16:53
Corinthians para domingo: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô
Não há trabalho tático hoje. Atletas disputam futevôlei em clima bem descontraído #trsccp


Clayson ainda não está no BID. Tem de ser regularizado até o fim da tarde de hoje para poder estrear domingo, contra o Vitória. #trsccp
16:21 Novo reforço, apresentado ontem, atacante Clayson dificilmente fica à disposição para domingo. Além de treinar em campo pela primeira vez só hoje, ainda não está registrado #trCOR


16:17 A bola da vez é Anderson Martins, que passou pelo clube em 2014. Já existe negociação #trCOR


16:16 Domingo, 16h, ao vivo na Tv aberta, na Fonte Nova, em savador, contra o Vitória, Corinthians terá Balbuena e Pedro Henrique na zaga e Léo como opção. Por isso, clube busca zagueiros #trCOR


 O ex-volante Fabinho agora é auxiliar técnico do Corinthians #trsccp 


Único desfalque do Corinthians contra o Vitória será o zagueiro Pablo, machucado. Pedro Henrique irá substituí-lo #trsccp 


Convocados para Seleção Grasileira  nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp

16:05 Duplas trocam passes rasteiros e pelo alto nesta primeira parte do treinamento #trCOR

Aquecimento já rola no gramado do CT do Corinthians. Neste momento sem chuva #trCOR


Convocados para Seleção Brasileira nesta manhã, o lateral Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva depois da atividade #trsccp





15:33

Boa tarde, torcedores. Iniciamos agora nosso tempo real da sexta-feira do Corinthians. Após o treino no CT Joaquim Grava, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho concederão entrevista coletiva. A dupla foi convocada para a Seleção Brasileira

Elenco alvinegro em campo para aquecimento. 
 #trsccp 





Corinthians usará hashtag na camisa contra Vitória para promover campanha #AdotarÉamor

A parceria com o Conselho Nacional de Justiça divulga campanha para sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção; Dia Nacional da Adoção é celebrado em 25 de maio


15h00 19/05/2017 - Agência Corinthians




Hashtag #AdotarÉamor aparecerá na camisa do Corinthians neste domingo (21)

© Divulgação


Neste domingo (21), às 16h, o Corinthians enfrenta o Vitória pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Além de buscar os três pontos em Salvador-BA, o Timão entrará em campo por uma causa nobre: divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, de autoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A hashtag aparecerá na barra da frente do manto alvinegro.

Sobre a campanha

A parceria com o Corinthians é uma das ações que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) preparou para divulgar a campanha digital #AdotarÉamor, que acontece nas redes sociais e no portal do Conselho durante todo o mês de maio, cujo objetivo é sensibilizar a população brasileira para o tema da adoção. No Dia Nacional da Adoção, comemorado em 25 de maio, o CNJ vai liderar um “twittaço” da hashtag #AdotarÉamor às 11h da manhã, com a participação de figuras públicas que já adotaram crianças ou que foram adotadas.

Adoção no Brasil

Atualmente existem 36.524 crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento em abrigos no Brasil. Destes, 7.577 já estão à espera de adoção. Por outro lado, há 39.619 pretendentes inscritos no Cadastro Nacional da Adoção, coordenado pela Corregedoria do CNJ.

Apesar de o número de pretendentes ser bastante superior ao de crianças, a conta não fecha principalmente porque o perfil exigido por quem vai adotar não é o mesmo das crianças que estão disponíveis nos abrigos. A idade é o fator que mais pesa para esse desencontro: 48% deles são adolescentes entre 13 e 17 anos de idade, faixa etária aceita por somente 0,7% dos pretendentes. Já 20,1% das crianças têm entre 9 e 12 anos de idade, e somente 3,3% dos pretendentes aceitam crianças nessa faixa etária.

Das 7.577 crianças aptas à adoção, 61,02% possuem irmãos, mas só 33% dos futuros pais aceitam essa condição. A raça é outro fator que limita o número de adoções possíveis, já que 65,62% das crianças são negras ou pardas, e 19,62% dos pretendentes só aceitam crianças brancas. Outro dado que restringe o perfil desejado é que um quarto das crianças cadastradas têm algum tipo de doença ou deficiência, mas 65,53% dos pretendentes somente aceitam crianças sem essa condição.


















Boato: Corinthians pode estar negociando volta do zagueiro Anderson Martins, livre no mercado

Especula-se na imprensa que o Corinthians possa tentar contratar o zagueiro Anderson Martins, que teve passagem pelo Timão entre junho e dezembro de 2014. Ele ainda tinha mais seis meses de contrato por empréstimo, mas o clube do Qatar exigiu seu retorno e ativou uma cláusula contratual que abreviou a passagem pelo Parque São Jorge, que teve 21 partidas e um gol marcado.Porém, desta vez, o Timão terá que trazê-lo em definitivo. . Aos 29 anos, e de saída do Al-Jaish, do Qatar, o zagueiro Anderson Martins tem conversas com o Corinthians e outros dois clubes. Desta vez, Anderson Martins não deve fechar por empréstimo com nenhum clube, e sim em caráter definitivo. Ele conseguiu a rescisão contratual no Qatar e está livre para negociar com os interessados








Corinthians joga domingo, ao vivo na TV

16h Vitória x Corinthians
Transmissão: TV Globo paulista, PR, GO, TO, MS, MT, AL, PE, CE, PA , AP e DF  e Premiere, Premiere e PFCI 








Corinthianos Fagner e Rodriguinho são convocados para amistosos da Seleção Brasileira

O Corinthians foi o time brasileiro com mais jogadores convocados pelo técnico Tite para os jogos contra Argentina e Austrália

11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians




Na manhã desta sexta-feira (19), o técnico Tite divulgou a lista de convocados para os próximos desafios da Seleção Brasileira com dois jogadores do Corinthians. Fagner e Rodriguinho, destaques alvinegros na temporada 2017, foram chamados para representar o Brasil nos amistosos contra Argentina e Austrália, que acontecerão em junho.
Entre as equipes brasileiras, o Timão foi a única a ter dois atletas convocados para os duelos, marcados para Melbourne, na Austrália. O primeiro amistoso será o clássico contra a Argentina, no dia 9 de junho, às 7h (horário de Brasília). Depois, no dia 13 de junho, o Brasil enfrenta a seleção local, no mesmo horário.

Desde quando Tite passou a ser o técnico da Seleção Brasileira, Fagner esteve em todas as convocações. Já Rodriguinho foi chamado pela segunda vez, após ter representado o Brasil no amistoso contra a Colômbia no Rio de Janeiro, em janeiro deste ano.






Corinthians acerta salários com lateral e quer mais 'dois ou três' reforços
Cicinho, que está no Ludogorets, da Bulgária, está próximo de ser anunciado pelo time de Parque São Jorge, que se preocupa com o BrasileiroCarille aguarda a chegada de até quatro reforços no Parque São Jorge (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
18/05/2017 20h42R

O Corinthians, que apresentou o atacante Clayson na tarde desta quinta-feira, ainda quer reforçar o seu elenco para a disputa do Campeonato Brasileiro. Admitindo busca por até três atletas até a metade do ano, o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, espera poder anunciar novos nomes para o elenco do técnico Fábio Carille conforme transcorrerem as duas próximas semanas no Alvinegro.

“Não vamos parar. Quem sabe mais dois ou três jogadores”, disse o dirigente, preocupado em sempre exaltar a capacidade atual do grupo de atletas. “Não vamos ficar prometendo com muita antecedência. Não precisamos de meia dúzia de jogadores, temos um elenco bom. Mas o Brasileiro é mais difícil”, continuou Adauto.

Além de um atleta que atuasse pelas beiradas, Carille pediu à diretoria a aquisição de mais um lateral direito, justamente a negociação que está mais próxima de ocorrer. Com um emissário na Bulgária, o Timão tenta a liberação de Cicinho com o Ludogorets-BUL, dono dos seus direitos federativos.

Com tudo certo a respeito de salários e luvas por assinatura, o Alvinegro espera apenas o defensor e seus representantes acertarem uma extensão do contrato para conseguirem um empréstimo até junho do ano que vem. Como o vínculo do atleta com os europeus vai apenas até a metade de 2018, ele teria de renovar o vínculo para ser cedido aos paulistas.

Ansioso pela resolução do caso, Adauto ainda espera por um zagueiro, posição vista como carente devido ao excesso de lesões envolvendo os jogadores do setor. A ideia é que, diferentemente de Clayson, cheguem jogadores que possam atuar tanto no Brasileiro quanto na Sul-Americana. Por já ter atuado pela Ponte no torneio continental, ele só poderá jogar pela competição nacional.

“O Clayson é a revelação do Paulista e todos sabemos o quanto ele produziu e o quanto ele pode render. Provavelmente em algumas posições bem pontuais a gente possa ter outros reforços para disputar o Brasileiro ou ainda disputar uma Copa Sul-Americana. Quando tiver tudo certinho, a gente pega e anuncia”, concluiu Adauto.





Convocados, Rodriguinho e Fagner desfalcarão Corinthians em três jogos do Brasileiro



Por GloboEsporte.com


19/05/2017 11h35


Felicidade por um lado, tristeza pelo outro. Convocados pelo técnico Tite para amistosos da seleção brasileira contra Argentina e Austrália na primeira quinzena de junho, o lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho vão desfalcar o Corinthians em três jogos do Campeonato Brasileiro. 



A dupla viajará com a Seleção logo após o jogo contra o Santos em Itaquera, pela quarta rodada, no dia 3 de junho. 


O técnico Fábio Carille não poderá contar com Fagner e Rodriguinho nos jogos do Timão contra

V asco (dia 7), 5P (11) e Cruzeiro (14). 



Fagner e Rodriguinho: convocados para a seleção brasileira (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 




No jogo contra o Vasco, Carille também não terá a dupla paraguaia Balbuena e Romero, convocada para amistoso contra o Peru, no dia 8. Eles não farão parte do jogo do Paraguai contra a França no dia 2, em Paris.






Perda de peso, igreja e zero álcool: Cássio revela motivos para virada no Corinthians

Goleiro fez trabalho até nas férias e começou temporada com seis quilos a menos. Sem beber e com nova rotina religiosa, ele sonha com Seleção e diz: "Sou um dos melhores, sim"
Por Diego Ribeiro e Mauro Naves

19/05/2017 07h04
A virada de Cássio depois de sua pior fase em seis anos de Corinthians começou quando ele começou a reconhecer os próprios erros. Acima do peso, sem confiança e com uma história de quase 300 jogos pelo clube a zelar, o goleiro encarou o início de 2017 como um período decisivo para sua recuperação física e técnica. Deu certo.
Depois de inúmeros problemas em 2016, Cássio começou a temporada com seis quilos a menos e dentro de sua forma ideal. Em campo, as coisas começaram a fluir com boas atuações, a volta da segurança debaixo das traves e a expectativa de ser convocado para a seleção brasileira – os próximos amistosos são em junho, contra Argentina e Austrália, com lista a ser anunciada nesta sexta.

Com a confiança de volta, Cássio se vê, sim, como um dos candidatos às três vagas de goleiro a serem preenchidas pelo técnico Tite.


– Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores) – disse Cássio.



Cássio em entrevista no CT (Foto: Diego Ribeiro)

Prestes a completar 30 anos (dia 6 de junho), Cássio atingiu a maturidade. Fora de campo, a família também contribuiu. Com alimentação balanceada e longe do álcool há alguns meses, Cássio passou a ter vida regrada. Muito por causa de sua noiva, Janara. Ao lado dela, largou a bebida e, depois de um convite do zagueiro Vilson, passou a frequentar a igreja Voz da Verdade, em Alphaville, perto de onde mora.






– Hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem – revelou o corintiano.




Nesta conversa de quase meia hora com o GloboEsporte.com e a TV Globo, Cássio não escondeu nada. Revelou números sobre o peso perdido, admitiu que já jogou fora de forma (e até bem), e só quer saber de coisas boas no Timão. Inclusive ser o maior goleiro da história do clube – posto que, para ele, pertence a Ronaldo Giovanelli.


Leia a íntegra da conversa:


GloboEsporte.com: Dos seis títulos como titular do Corinthians, esse foi seu primeiro como capitão. Foi diferente? Bateu uma ansiedade antes do fim do jogo contra a Ponte?
Cássio: Foi, foi bem diferente. Nos cinco, dez minutos finais, bateu uma ansiedade, sim. Comecei a lembrar dos momentos que passei no Corinthians, títulos, vitórias, a carreira do jogador não é feita só de vitórias, também de derrotas. Passou um filme. Fiquei muito feliz por ser campeão novamente, campeão na arena e ter o privilégio de erguer uma taça num clube tão vitorioso quanto o Corinthians.


O que mudou para você retomar a boa fase nesse ano?
Comecei a colocar as coisas na balança, em casa, com minha família, minha noiva. Começamos a pensar e rever coisas positivas e negativas do ano passado. Eu tinha que pensar o que queria para esse ano. Traçamos uma meta de aproveitar as férias, deixar um pouco de lado o futebol, curtir, mas depois me preparar. O time se reapresentou no dia 11 de janeiro. Até o dia 1º consegui curtir minhas férias, e depois disso comecei a fazer um trabalho para voltar bem fisicamente, um trabalho mais aeróbico.


E como você conseguiu fazer isso nas férias? Numa época de Natal, Ano Novo...
É importante ter uma família unida. Ela se revezava em vários momentos para fazer minha alimentação, meu primo ia correr, minha noiva, outro dia meu irmão. Todo mundo estava pronto para ajudar. Sempre tive auxílio de alguém nessas coisas, no Corinthians mesmo, até o Fabrício, da preparação física, passou uma série de exercícios que me ajudaram. Foi tudo programado. Não é algo que caí de paraquedas e está acontecendo. Eu me preparei. Quando fiz pré-temporadas boas, meu ano sempre foi muito bom. Hoje consegui chegar num nível bom, ficar mais leve, chegar no que você quer.


Você tem ideia de quantos quilos perdeu nessa preparação?
Acho que seis... Perdi por aí... É bem complicado porque minha família é boa de garfo, a culinária é muito boa lá. Mas a partir do momento em que comecei a fazer minha dieta, tinha a comilança do pessoal, mas me mantive focado. Quando você tem um objetivo, tem de abrir mão de algumas coisas. Abri mão, e essas coisas fazem a diferença hoje, sinto essa diferença no meu trabalho.




Cássio levanta a taça do Corinthians campeão paulista (Foto: Marcos Ribolli)


Você já jogou acima do peso? No que influencia em sua performance?
Sou um goleiro que depende muito da agilidade. Já joguei com alguns quilinhos acima, já joguei bem. Mas no próximo jogo você não sabe se vai dar sequência. Bem fisicamente, você consegue chegar em todas as bolas. Quando eu estava lá no Mundial, tinha problemas de peso. A gente só treinava e comia, então tive de me cuidar mais. Todo jogador joga um pouquinho acima do peso, porque, normalmente, na véspera do jogo você acaba se alimentando um pouquinho mais para aguentar o ritmo do jogo. Ano passado, eu não consegui controlar tanto o peso.


Por quê?
Não digo que eu estava decepcionado. Pode ser, ou triste... A cabeça do jogador é que controla. Qualquer pessoa, quando está com a cabeça boa, acaba fazendo as coisas. Sempre me dediquei nos treinos, mas o que acontece fora de campo é muito importante. Faz muita diferença. No Japão, eu fazia tudo certinho, conseguia ter esse controle. Quando a cabeça não está boa, você acaba se descuidando aqui e ali.


Álcool também faz parte desse contexto? Você chegou a usar como escape?
Beber acho que não, mas hoje já não bebo mais nada de álcool, tem um tempinho que abri mão disso. Comecei a frequentar a igreja, tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem. Independentemente da religião, tem de fazer o que faz feliz. E eu me sinto muito feliz. Desde que comecei a frequentar, comecei a me arrepender muito de coisas que tinha feito e demorei a perceber. Isso faz parte do amadurecimento. Para mim, está sendo um momento novo, mas estou muito feliz por tudo que está acontecendo.


Qual o papel da sua noiva nessa mudança?
Total, ela foi fundamental. Em momentos difíceis, em que eu poderia ter jogado a toalha, ela esteve comigo. É minha companheira, melhor amiga, está sempre comigo quando acordo. Sempre de pé para fazer meu café, minha dieta, minha comida. Quando estou de cabeça baixa, é muito mais fácil ter alguém ao lado. Minha recuperação hoje depois de uma perda, uma eliminação, é muito mais rápida do que antes. Tenho uma companheira para conversar, dividir as coisas.


Ela vai à igreja com você?
Ela está indo à igreja comigo. Hoje tenho uma mudança de hábito. Para mim, essas coisas que estou mudando na vida estão sendo positivas. Tenho de seguir isso. Ela é minha companheira. Às vezes, uma mulher leva você para baixo, mas, às vezes, também ajuda a crescer. Ano passado tive a perda da minha avó, sempre foi a chefe da família. Foi bem difícil, coincidiu com minha perda de posição. Demorei uns dois ou três meses para entender tudo isso e começar uma mudança. Tive essa mudança e consegui evoluir.



Vai ter casamento do Cássio em 2017?
Tem um pouquinho de pressão, ainda mais agora que a Arena Corinthians anunciou que vai ter casamento lá... Se eu fizesse isso, iam me chamar de boleirão, marqueteiro. Mas não é má ideia (risos). Vamos ver futuramente, ela é corintiana...


Alguém do Corinthians ajudou você nesse novo caminho?
O Vilson. Ele e a esposa dele, a Fabi, temos uma amizade muito boa. Começamos a conversar, não fui obrigado. Ele fez um convite, começamos a frequentar e nos sentimos muito felizes lá. Não vamos lá para brigar por religião, isso ou aquilo. Só para ler a bíblia, tentar entender um pouco mais, evoluir, fazer as coisas certas. É uma mudança positiva para mim. Já respeitava muito o Vilson, mas o respeito muito porque sempre esteve do meu lado, um cara bacana. O grupo todo tem o maior respeito por ele.


Você chegou a falar em falta de comprometimento em alguns momentos da temporada passada. O grupo de hoje é mais unido? Mais leve?
É um grupo totalmente diferente do ano passado, chegaram peças novas. Acho que hoje o grupo conversa mais. Se temos um problema, conversamos e tentamos nos ajudar. E não sou só eu falando. É o Fagner, é o Jô, o Fellipe Bastos, o Balbuena... Não fica aquele negócio em só uma pessoa. Por isso o revezamento dos capitães também é legal. Hoje, todo mundo tem voz ativa. Os meninos da base também, temos um respeito muito grande por eles. Não é porque são mais novos que não terão direito de opinar ou falar. Isso faz um grupo forte. Temos uma amizade boa, e um joga limpo com o outro. A equipe cresce com isso.


Perder a posição ano passado deixou você como? Preocupado? Chateado?
Não posso faltar com respeito com o Walter, que estava muito bem, teve a oportunidade de jogar e mereceu estar ali. Mas eu sabia que tinha perdido a posição para mim mesmo. Não tinha me cuidado nem me dedicado, e aí caí de produção. Coincidiu de ele estar bem, e eu não estar num momento tão bom. Mesmo assim, tinha convicção de que, se trabalhasse bem, tinha chances de voltar a ser o goleiro titular do Corinthians.


Quais são suas chances na seleção brasileira? Última convocação foi em 2015...
Eu estava num momento bom, porque o time estava bem naquele momento. Foi antes de sermos campeões, em outubro de 2015, tínhamos a melhor defesa, fiz um bom campeonato. Não era sempre que eu estava mal fisicamente, que fique bem claro. Ano passado que relaxei, nos outros anos não teve nada absurdo. Em 2016, em alguns momentos, acabei extrapolando. Quando perdi a posição, Tite me mostrou os números em comparação a outras temporadas. Não eram normais mesmo. O treinador que está na Seleção me conhece, sabe do que sou capaz, tenho esperança de ser convocado pelo que venho apresentando no meu clube.




Cássio durante treino do Corinthians no CT (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)Você se vê como o melhor ou um dos melhores goleiros do Brasil hoje?
Sem desmerecer ninguém ou ter soberba, sempre tive um bom destaque quando estive bem, participações em títulos, tudo. O futebol brasileiro tem grandes goleiros. Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores). Tem muitos goleiros, cada vez aparecem mais. Os clubes estão apostando em goleiros competentes na base. Estou em uma safra de goleiros com muita qualidade.


Depois do título, você ainda acha que o Ronaldo é o maior goleiro da história do Corinthians?
Mantenho a opinião, acho que é o Ronaldo. Não só pelos jogos, até posso passar números de jogos, mas, pelo tempo de casa e identificação com o Corinthians, é o maior. O Corinthians é um celeiro de grandes goleiros, Dida também... O que tem mais títulos é o Julio Cesar, privilégio trabalhar com ele. São goleiros vitoriosos. Só de fazer parte do Corinthians e ganhar títulos aqui, já me sinto privilegiado.

O Corinthians briga pelo que no Brasileiro?
Conseguimos ganhar o Campeonato Paulista. Dizem que não vale muita coisa, mas para nós vale. Ganhamos todos os clássicos, isso nos deu muita confiança. O Corinthians tem uma cara, tem um estilo, sabemos como tudo funciona. Se conseguirmos encarar todo duelo como decisão, temos grandes chances de estar brigando por alguma coisa em dezembro.





Há 79 anos, Servílio balançava as redes pela primeira vez com a camisa do Timão

Com 200 gols em 364 jogos, o ex-jogador é o sexto maior artilheiro da história do Corinthians


11h30 19/05/2017 - Agência Corinthians

Há 79 anos, Servílio, um dos grandes artilheiros da história do Corinthians, marcou o primeiro gol com a camisa alvinegra. Durante 11 anos em que ficou no Timão, o ex-jogador atuou em 364 jogos e anotou 200 gols, o que o coloca como o sexto maior goleador da história centenária do clube corinthiano.

O primeiro gol de Servílio com a camisa do Timão veio em um clássico. Em amistoso contra o São Paulo no estádio Palestra Itália, no dia 19 de maio de 1938, o ex-jogador anotou o último tento do duelo que garantiu a vitória corinthiana sobre o rival por 3 a 2. Teleco e Sabratti também marcaram para o Corinthians.

Além dos inúmeros gols, Servílio também foi campeão com a camisa alvinegra. O jogador ganhou três vezes o Campeonato Paulista pelo Corinthians, nos anos de 1938, 1939 e 1941.

Pela forma como jogava, ganhou o apelido de bailarino. Quando o atacante alvinegro Teleco parou de jogar, em 1944, Servílio, anteriormente meia, foi deslocado para a posição de centroavante, onde não decepcionou. O jogador foi artilheiro do Campeonato Paulista por três anos consecutivos. Em 1945, o atleta marcou 17 gols; em 1946, foram nove gols; e em 1947, a maior marca individual dele no torneio: 20 gols.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.








Corinthians pode ter proposta por lateral esquerdo Guilherme Arana, mas só abre possível negociação em dezembro. Ele pode ser moeda para manter zagueiro Pablo


Lateral esquerdo Guilherme Arana fica no Timão em 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)


O Corinthians rejeitou uma proposta oficial do Bordeaux-FRA pelos direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana.Cumprindo a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco..


Para conseguir a contratação em definitivo de Pablo, junto ao próprio Bordeaux. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o Hexacampeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Guilherme Arana, pertence 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corinthianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.










Corinthians negocia para ficar com zagueiro Pablo


O Corinthians deve avançar nas negociações para comprar o zagueiro Pablo a partir da próxima semana, quando o gerente de futebol Alessandro Nunes voltará ao trabalho após alguns dias de recesso. O primeiro passo será discutir as condições contratuais. O atleta exige que o Timão se acerte com ele para só depois tratar com o Bordeaux, da França, dono dos direitos econômicos. 


 O zagueiro  prioriza a permanência no Timão e avisou a diretoria alvinegra que não ouvirá outras propostas enquanto não esgotar as possibilidades de ficar. 



Pablo integrou o Corinthians campeão paulista 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians) 


Se fechar com o defensor, o Timão partirá para o segundo passo: a negociação com o Bordeaux. Quando acordou o empréstimo do zagueiro, em janeiro, o Corinthians garantiu a preferência de compra do atleta por um valor pré-estipulado de 3 milhões de euros (aproximadamente R$ 11,2 milhões). Porém, nada impede que um acerto seja firmado por valor inferior. 


Desta forma, os franceses terão de comunicar ao Corinthians se receberem qualquer oferta por Pablo na janela de transferências do meio do ano. 


Há duas outras negociações que podem afetar diretamente a permanência do zagueiro. A principal delas é uma eventual venda do atacante Malcom. O Timão manteve 15% dos direitos do garoto, vendido no ano passado para o Bordeaux, e pode usar essa possível receita para abater da compra de Pablo. 



A outra tratativa que pode ajudar a segurar o defensor é menos provável: a venda de Guilherme Arana ao clube francês. O Bordeaux demonstrou interesse no lateral-esquerdo, mas o Timão já avisou que não vai vendê-lo antes de dezembro. A possibilidade de o garoto ser negociado agora, mas se transferir apenas em 2018, é vista como remota pelo clube e pelos empresários do atleta.









Corinthians renova contratos de zagueiro Léo e lateral esquerdo Moisés

O Corinthians acertou a prorrogação de contrato de dois jovens do elenco. O zagueiro Léo, de 18 anos, deve assinar até o fim de 2021, enquanto que o lateral-esquerdo Moisés, de 22 anos, renovará seu vínculo até o fim de 2019.

A prorrogação de contrato de Moisés deve ser anunciada nos próximos dias. Com Léo Santos, faltam "só detalhes burocráticos", de acordo com o diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto.

O dirigente, aliás, comemorou o fato de o clube ter conseguido renovar os contratos de todos os jovens recentemente. Do fim do ano passado para cá, todos os garotos promovidos da base que tinham vínculo com vencimento próximo prorrogaram.


- Não vai ficar faltando ninguém. Concluímos todos os outros jogadores e agora só faltam o Moisés, que já está acertado, e o Léo, que faltam só alguns detalhes burocráticos- disse Flávio Adauto,

Os contratos vigentes do zagueiro e do lateral vão até setembro de 2018 e fim de 2017, respectivamente.











Zagueiro Léo, grande aposta para o futuro, Joia da base, rompe com agente para renovar com CorinthiansLéo fica mais perto de renovar com o Corinthians (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 10h55

O jovem zagueiro Léo trocou de agente e viu as tratativas com Corinthians fluírem com muita rapidez.


Dono de 30% dos seus direitos, e 70% vinculado ao Corinthians, Léo teve que trocar de empresário para acertar com o Timão, pois o anterior pedia alto salário


Depois de meses sem resolução, porém, algumas mudanças deixaram o futuro do atleta bem mais claro no Timão. Após trocar de agente, em pouco tempo, já tinha as bases salariais acertadas.


A ideia da diretoria de futebol, que normalmente tem o gerente Alessandro a cargo dessas questões, é renovar o vínculo até o final de 2021, protegendo-se com relação a investidas do futebol europeu ao jovem, titular da Seleção sub-20 mesmo quase dois anos mais novos que os concorrentes no último Sul-Americano da categoria. Atualmente, seu contrato é válido até setembro do ano que vem.


Internamente, Léo é visto como um provável titular da equipe na próxima temporada, atuando algumas vezes durante o ano e ganhando mais experiência. Por ter grande parte ainda vinculada ao Timão, diferentemente de vendas recentes, ele também aparece como atleta com bastante bastante margem de lucro no futuro. Sua renovação, por sinal, segue a linha adotada neste ano com jovens da base.


Preocupada com o assédio de clubes do exterior com o maior aproveitamento de nomes como Caíque França, Léo Príncipe, Guilherme Arana, Maycon, Pedrinho e Marciel, a cúpula alvinegra resolveu assinar novos acordos com cada, pelo menos por mais dois anos do que os antigos, aumentando salários e, consequentemente, a multa rescisória.


Dos nomes que se firmaram no elenco na atual temporada, resta apenas uma extensão a Léo Jabá, também de 18 anos. Dono de um contrato maior do que os companheiros, até dezembro de 2018, ele deve ser chamado para conversar até o meio do ano para tratar de uma renovação. 




















Especula-se que Corinthians possa receber proposta oara trocar seu goleiro reserva Wálter pelo meia Mancuello, flamengo e que desta vez Wálter tenha interesse em ir








Corinthians recusa proposta do futebol europeu por jogador titular

Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento para o Bordeaux-FRATimão dificilmente ficará com o lateral em 2018 (Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

19/05/2017 8h31


O Bordeaux-FRA fez uma proposta oficial para adquirir os direitos econômicos do lateral esquerdo Guilherme Arana, na última semana, mas o Corinthians rejeitou prontamente. Buscando cumprir a promessa feita a Fábio Carille de que manteria o elenco titular ao menos até dezembro, a diretoria não viu vantagem em liberar o jogador de 20 anos no momento, visto como um potencial atleta de Seleção Brasileira no futuro.


A ideia dos franceses era usar a negociação pelo zagueiro Pablo para “abater” o valor, visto que o Timão já deixou claro que quer exercer a opção de compra do atleta. No contrato de empréstimo com o clube do Parque São Jorge, o valor por 100% dos direitos do atleta está fixado em 3 milhões de euros (R$ 10 milhões), quantia que o Alvinegro tenta angariar sem a necessidade de negociar nomes do elenco.


De acordo com a apuração da reportagem, Arana mostrou-se disposto a ir para a Europa, mas entendeu que ficar até dezembro no Brasil, com a possibilidade de ao menos mais um título pela equipe, será benéfico para a sua carreira. Amigo de infância do atacante Malcom, vendido aos franceses no início de 2016, ele recebeu ótimas referências do clube europeu.


Malcom, por sinal, é quem pode ser envolvido na engenharia financeira para a contratação em definitivo de Pablo. O Corinthians ainda possui 15% dos seus direitos, avaliados em 10 milhões de euros segundo a cúpula alvinegra. Com isso, o campeão brasileiro de 2015 pode reduzir pela metade o valor a ser pago na aquisição do camisa 3, destaque nos primeiros meses do ano.


Arana, que é apenas 40% do Timão, dificilmente continuará no clube em 2018. Titular da Seleção sub-20, ele é visto como um jogador com “bom mercado” na Europa, inclusive por dirigentes corintianos. Até dezembro, porém, o acordo interno é que ele continue no Parque São Jorge e valorize ainda mais uma possível negociação.