11 de fev de 2017

CORINTHIANS 11/02/2017










Abuso de bolas aéreas e desempenho: Carille pede paciência no Corinthians
treinador do Timão explica excesso de cruzamentos e falta de chances reais de gol


Carille tem 16 jogos à frente do Corinthians somando período como interino e agora efetivo (Foto: Daniel Augusto Jr)
Gabriel Carneiro
12/02/2017
00:04
O Timão abusou de erros defensivos e improdutividade ofensiva. Após o jogo, o treinador foi questionado sobre os 48 cruzamentos tentados por sua equipe ao longo da partida e preferiu elogiar o Ramalhão em vez de justificar a infertilidade das ações de sua equipe.

- Eles bloquearam bem a frente da área e a saída era buscar os lados. Marquinhos, Marlone, depois com Jô e Kazim, que cabeceiam bem, são de referência. É mais pelo Santo André ter fechado bem esse número (48 cruzamentos ao longo da partida) - sentenciou Fabio Carille.

O treinador dirigiu o Timão em 16 partidas até o momento, sendo seis como efetivado e as outras como interino desde 2009, ano em que chegou ao clube para trabalhar como auxiliar de Mano Menezes. Foram oito vitorias, três empates e agora cinco derrotas, com 16 gols marcados pela equipe e 13 sofridos.  Carille elogiou o desempenho alvinegro na Arena Corinthians.

- Tivemos mais posse de bola, mais finalizações, mas não fomos efetivos. Criamos, pressionamos, mas em gol de bola parada, que ainda não vi onde foi o erro, tomamos o primeiro gol. No segundo tempo continuamos em cima do adversário e num contra-ataque que eles escaparam chegaram ao outro gol. É isso, um grupo novo, temos que amadurecer com a derrota. Gostei do desempenho, da entrega, mas sofremos um pouco por não sermos efetivos e também um grupo novo - analisou o técnico, que espera paciência da torcida para o processo de montagem do Corinthians de 2017.

- Os torcedores apoiaram, mas sabemos que precisamos trazer pro nosso lado o quanto antes, e isso acontece com resultado e entrega. Corintiano gosta que o time não deixe de correr atrás e por isso que apoiou até o fim hoje.


No Corinthians de hoje, o destaque negativo ficou por conta de Jô, que perdeu um pênalti quando a partida ainda estava 1 a 0. Pouco antes, ele ainda teve um gol anulado, em lance de falta ofensiva assinalada pelo árbitro Salim Fende Chavez. O público pagante foi de 18.046 (18.271 no total), com renda de R$ 798.997,30.


O Corinthians enfrenta o Novorizontino, quarta-feira, às 19h30, novamente na Arena Corinthians. Como já jogou, de forma antecipada, sua partida pela terceira rodada (1 a 1 com o RB Brasil), o Santo André só volta a jogar no domingo, em casa, contra o São Bernardo.


O jogo


O Corinthians começou bem e chegou a abrir o placar com Jô, aos 7, mas o lance foi anulado, por falta de ataque. Quatro minutos depois, porém, o Santo André abriu o placar num lance de bola parada: após cruzamento, Reniê desviou para o centro e o ex-palmeirense Edmilson completou para o gol vazio.

O Timão sentiu o golpe, mas ganhou uma excelente chance para empatar aos 21, quando o árbitro Salim Fende Chavez marcou pênalti de Deivid em Marlone. Jô foi para a cobrança, e Zé Carlos fez a defesa. No intervalo, o goleiro do Santo André disse que estudou as últimas sete cobranças de Jô e notou que todas elas haviam sido no canto direito do batedor.


No segundo tempo, com o atacante Guilherme no lugar do volante Fellipe Bastos, Fábio Carille mandou o Corinthians todo pra frente. O treinador ainda perdeu Marlone, machucado, aos 19. Kazim entrou, e a pressão aumentou.
O Santo André se fechou e soube sair no contra-ataque. Aos 21, chegou ao segundo gol, com Claudinho, que está emprestado pelo Timão, completando cruzamento de Deivid.

Carille escancarou a equipe de vez ao trocar o lateral Moisés pelo atacante Romero. No "abafa", o Corinthians criou chances. Mas o Santo André soube se defender e segurar o resultado.

11/02/2017 22h50

Jadson  é apresentado antes do jogo e o assiste em camarote da Arena
Por GloboEsporte.com

Antes do jogo o Corinthians promoveu apresentação de Jadson e homenagem aos campeões de 1977. Jadson, num dos camarotes da Arena Corinthians, viu ao jogo



Em homenagem ao Corinthians campeão paulista 77, Jadson volta ao Corinthians com número especial

Meio-campista que usou a camisa 10 na primeira passagem, entre 2014 e 2015, agora será o 77, em tributo aos 40 anos deste importante título. Guilherme, que já estava com a 10, seguirá com numeração

Jadson na Arena Corinthians
(Foto: Agência Corinthians)

Jadson na Arena Corinthians
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Jadson na Arena Corinthians
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Jadson na Arena Corinthians
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Jadson na Arena Corinthians
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Jadson na Arena Corinthians
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)


Gabriel Carneiro
11/02/2017
21:07




O Corinthians decidu inscrever o meia Jadson com a camisa 77, em alusão ao importante título paulista do Corinthians de 1977, que completa 40 anos,

Além da ação de marketing em torno da numeração e da homenagem à conquista histórica
Jadson recebeu a camisa 77 das mãos de Basilio, o autor do gol histórico do Corinthians, além de Geraldão, Wladimir, Vaguinho e Tobias. Os ídolos corinthianos ainda foram homenageados com uma placa pelos 40 anos do feito e foram saudados pela torcida no gramado da Arena Corinthians antes da partida de hoje
Contratado de volta um ano depois de deixar o clube como campeão brasileiro, o meia de 33 anos assinou contrato com o Corinthians por duas temporadas. Ele não atua desde outubro, tem participado de uma preparação especial e deve estrear somente em março.

- E aí, Fiel? Me sinto honrado de voltar à Arena, onde tive muitas alegrias. Tenho certeza que com apoio de vocês será como foi em 2015 - disse Jadson, no sistema de som da Arena Corinthians.







11/02/2017 23h43
Carille vê evolução no meio-campo do Corinthians
Por GloboEsporte.com

O técnico Fábio Carille, do Corinthians, tratou de manter a calma na entrevista coletiva após o jogo. O treinador viu apoio da arquibancada. Ele também saiu em defesa de Jô e afirmou ter visto evolução tática da equipe, principalmente no meio-campo.


Veja abaixo os principais tópicos da coletiva de Fábio Carille

Fábio Carille, do Corinthians (Foto: Marcos Ribolli)

Cobrança de Jô
– Tem de continuar trabalhando. Bateu lá em Sorocaba muito bem, foi feliz. É dar confiança. Não podemos porque errou o pênalti dizer que não é mais oficial, senão não da confiança para ninguém. É o cobrador oficial, vai continuar trabalhando, para quando tiver os pênaltis, ele fazer.


Marquinhos Gabriel como lateral no fim
– Percebemos ali que o Moisés havia sentido, em uma bola que ele foi, o retorno já não foi o mesmo. Precisávamos de uma transição defensiva rápida, por isso recuamos o Marquinhos para fazer a lateral, para ficarmos em cima do adversário.


Houve evolução hoje?
– A evolução foi que jogamos meio-campo. Nossa linha trabalhou bem correndo para trás. O gol que tomamos foi num lance de tiro de meta, e o segundo foi na bola parada. Vai ter jogos aqui em que as equipes vão vir fechadas, e nossa zaga vai ter de trabalhar em cima, organizada, para evitar o contra-ataque.


Tem como jogar com Kazim e Jô na área?
– Para jogar com os dois dentro da área tem de mudar mecânica, tirar um do meio-campo, fazer com que as jogadas aconteçam de lado. Perdemos tempo com o Kazim machucado, tentei no jogo contra o São Paulo fazer alguma coisa, na Flórida. A competição da Flórida é preparatória para o ano. Mas teve a expulsão, não conseguimos trabalhar. Depois ele voltou e ficou à disposição para esse jogo. Temos de trabalhar muito ainda, a possibilidade de jogar com os dois dentro da área existe.


Sobre a postura da torcida
– Vi pelo menos ali até o ultimo minuto apoiando, cantando. Sabemos que precisamos trazer eles para nós o quanto antes, e isso vem com resultado e entrega. Escutamos que o corinthiano gosta que os jogadores não deixem de se entregar, e acho que a torcida buscou apoiar porque houve entrega dos atletas hoje.








11/02/2017 21h31

Apresentado à Fiel na Arena Corinthians, corinthiano meia Jadson terá camisa 77 no Corinthians
Meia aparece no gramado da Arena Corinthians e recebe uniforme das mãos do ídolo Basílio, autor do gol do título paulista há 40 anos


Por Carlos Augusto Ferrari

Principal contratação do Corinthians para 2017, o meia Jadson foi apresentado à torcida neste sábado. Vestindo a camisa 77, o jogador apareceu no gramado da arena, minutos antes da partida contra o Santo André, pelo Paulistão, e foi ovacionado pelo público.

Jadson e os campeões de 1977: (da esq pra direita) Geraldão, Vaguinho, Basílio, Wladimir e Tobias (Foto: Marcos Ribolli)

Jadson entrou em campo ao lado dos filhos, Matheus e Miguel, ambos com a camisa 77. Ele também esteve junto de ídolos do Timão que conquistaram o título paulista de 1977 e, naquela oportunidade, encerraram um jejum do clube de quase 23 anos sem títulos.

O uniforme foi recebido das mãos de Basílio, autor do gol do título naquele ano. Também estavam presentes Wladimir, Geraldão, Tobias e Vaguinho.

– Eu me sinto honrado por voltar à Arena Corinthians, onde tive muitas alegrias com essa torcida maravilhosa. Podem contar comigo para esse ano. Tenho certeza que esse grupo tem qualidade. Com apoio de vocês, vamos dar muitas alegrias, como em 2015 – disse Jadson, que foi ovacionado pela Fiel.


O meio-campista, que foi campeão brasileiro com o Corinthians em 2015, iniciou os treinos no CT Joaquim Grava nesta semana, mas ainda precisará de um longo período para poder atuar. A previsão é de que ele fique um mês alternando trabalhos físicos e técnicos para perder cerca de quatro quilos.

Jadson com a camisa 77, em referência ao título paulista  (Foto: Marcos Ribolli)









11/02/2017 22h54

Atuações DO



AS NOTAS:
Cássio [GOL]: 6
Fagner [LAD]: 5,5
Balbuena [ZAG]: 5,5
Pablo [ZAG]: 4
Moisés [LAE]: 5,5
(Romero [ATA]): Sem nota
Gabriel [VOL]: 6
Fellipe Bastos [VOL]: 5
(Guilherme [MEC]): 5,5
Rodriguinho [MEC]: 6
Marlone [MEC]: 6
(Kazim [ATA]): 6
Marquinhos Gabriel [ATA]: 4,5
Jô [ATA]: 5

Rodriguinho teve atuação discreta (Foto: Marcos Ribolli)






CORINTHIANS TROPEÇA EM CASA E FICA NO 0X2 CONTRA STO A.

A segunda partida do Corinthians na Arena em 2017 já começou polêmica. Logo aos oito minutos, Fagner levantou a bola na área, Balbuena desviou e Jô balançou as redes do Santo André. O problema é que o árbitro viu falta de Pablo no lance e invalidou o gol. O Timão reclamou e não conseguiu superar o golpe rapidamente, tanto é que foi o Ramalhão que abriu a contagem em Itaquera: cobrança de falta pouco à frente da intermediária, desvio de Reniê e finalização precisa de Edmilson.
O gol sofrido foi meio bizarro para uma defesa que vinha mostrando bom futebol até aqui na temporada. Foi uma desatenção enorme de Marlone, que deixou os jogadores adversários em condições na área, e uma falta de concentração ainda maior dos defesores, que deixaram justamente o camisa 9 rival sem marcação.  Teve até uma bola na trave na sequência, após cobrança de falta de Eduardo. Ramos. Aquele mesmo, ex-Corinthians. Quase gol.

Aos 21 minutos, Marlone foi empurrado por Deivid dentro da área e o árbitro marcou pênalti para o Corinthians. O camisa 8 até pediu para bater, mas Jô chamou a responsabilidade e cobrou do lado esquerdo, o mesmo da estreia contra o São Bento. Zé Carlos, atento, fez a defesa.  O Corinthians ainda teve outras oportunidades no primeiro tempo, mas nada feito em chutes de Fellipe Bastos de fora da área e finalização de Jô após cruzamento de Moisés. Apresentado antes da partida com a camisa 77, Jadson acompanhou a partida de um dos camarotes da Arena.

Carille arriscou mudanças no segundo tempo, com as entradas de Guilherme e Kazim logo cedo. Ao aos 18 minutos da etapa complementar, Claudinho, emprestado pelo Corinthians, aproveitou erro de Fagner, tirou Pablo da jogada e marcou o segundo.

O Corinthians foi para cima, trocou lateral por atacante, viu o técnico adversário ser expulso e tentou entrar no jogo. Frágil defensivamente e improdutivo no ataque, o Corinthians lembrou os piores momentos do time do ano passado, que foi o pior do Timão em muitos anos. Alerta ligado.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS x stoandre
Local: Arena Corinthians
Data/ Hora: 11/02, às 21h
Árbitro: Salim Chaves
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli e Alberto Poletto Masseira
Público/ Renda: 18.046 pagantes/ R$ 798.997,30
Cartões amarelos: Eduardo Ramos, Zé Carlos e Cicinho (s); Rodriguinho (COR)
Gols: Edmílson, aos 11'/1T (0-1); Claudinho, aos 21'/2T (0-2)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Moisés (Romero, aos 33'/2T); Gabriel; Fellipe Bastos (Guilherme, intervalo), Rodriguinho, Marlone (Kazim, aos 19'/2T) e Marquinhos Gabriel; Jô. Técnico: Fábio Carille.

sto.a.: Zé Carlos; Cicinho, Reniê, Leonardo e Paulinho (Diogo Orlando); Baraka, Dudu Vieira, Fernando Neto e Eduardo Ramos; Deivid (Diogo Borges, aos 24'/2T) e Edmílson (Claudinho, aos 18'/2T). Técnico: Toninho Cecílio.





CORINTHIANOS LATERAL ESQUERDO IMPROVISADO NA DIREITA GUILHERME ARANA, ZAGUEIRO LEO, VOLANTE MAYCON POR 90 MINUTOS E ATACANTE LEO JABA POR 25 MINUTOS PARTICIPARAM DE EMPATE DE SELEÇÃO BRASILEIRA SUB 20 CONTRA COLOMBIA POR 0X0 E DESPEDIRAM-SE DO SUL AMERICANO SUB 20, SEM VAGA PARA O MUNDIAL





SC Corinthians Paulista
Além de ser homenageado com uma placa pelos 40 anos do título de 1977, Basílio participará da entrega da camisa pro Jadson. Qual será o número do meia na segunda passagem dele pelo Timão?








RECORDAR VITÓRIA DO CORINTHIANS POR 2X1 SOBRE ADV DE HOJE: stoa. COM DIREITO A GOL 10.000 DA HISTÓRIA DO TIMÃO. 


CORINTHIANS 2 X 1 sto.andre
paulistão 2010
Estádio: Arena Barueri, Barueri
Data/hora: 14/3/2010 - 19h30
Arb: Paulo César de Oliveira, Edmílson Corona e Alberto Poletto Maseira 
Renda/público: R$ 243.801,50 - 7.845 pagantes
Cartões amarelos: Marcel, Ricardo Conceição e Júlio Cesar (STO) Elias, Felipe (COR)
Cartões vermelhos: Branquinho (10'/ 2°T)
GOLS: Dentinho 3'/ 1°T, Roberto Carlos 11'/1°T; Ricardo Conceição 41'/ 1°T

CORINTHIANS: 1-Felipe; 24-Moacir (15-Marcelo Mattos 39'/ 2°T), 3-Chicão, 4-Willian, 6-Roberto Carlos; 5-Ralf, 18-Jucilei, 7-Elias; 23-Jorge Henrique (11-Iarley 35'/ 2°T), 17-Dentinho (21-Morais 3'/2°T) e 9-Ronaldo. Técnico: Mano Menezes + 12-Rafael 14-LeandroCastan 27-Balbuena 25-Edu

sto andre: 1-Júlio César; 2-Cicinho, 4-Marcel, 3-Cesinha, 6-Arthur (18-Rodrigão - 35'/ 1°T); 5-Alê, 7-Ricardo Conceição, 8-Branquinho, 10-Bruno César (16-Pio - 33'/ 2°T); 9-Nunes (14-Rômulo - 24'/ 2°T) e 11-Rodriguinho. Técnico: Sérgio Soares + 12-Fabiano 13-VitorHugo 15-Wendel 17-Renato Dias






Com homenagem a campeões de 77 e apresentação de Jadson à Fiel, Corinthians enfrenta Santo André

Depois de dois jogos fora de casa, Timão faz a primeira partida oficial de 2017 na Arena Corinthians neste sábado (11), às 21h, pelo Paulistão Itaipava


10h00 11/02/2017 - Agência Corinthians

Depois de dois jogos fora de casa, o Corinthians volta para casa para fazer o primeiro jogo oficial na Arena Corinthians em 2017. O Timão enfrenta o Santo André pela segunda rodada do Paulistão Itaipava neste sábado (11), às 21h. O Premiere transmite ao vivo a partida com exclusividade.

Na estreia pela competição estadual, o Alvinegro venceu o São Bento por 1 a 0 em Sorocaba, no último sábado (04). No meio de semana, na última quarta-feira (08), o Corinthians foi a Poços de Caldas-MG e eliminou a Caldense em jogo único com uma vitória pelo mesmo placar pela primeira fase da Copa do Brasil.

Para o jogo deste sábado (11), o técnico Fabio Carille relacionou 21 jogadores. O treinador tem um retorno e uma ausência. Depois de se recuperar de um desconforto muscular, Kazim voltará a ser opção. A baixa é Giovanni Augusto, com dores musculares.

O time titular do Corinthians contra o Santo André deve ter Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Moisés; Gabriel; Fellipe Bastos, Rodriguinho, Marlone e Marquinhos Gabriel; Jô.

Com nenhum gol sofrido até agora em jogos oficiais, Carille se mostrou muito satisfeito com o rendimento do sistema defensivo do Timão. Segundo o técnico, o foco do trabalho neste momento é fazer o ataque evoluir, melhorando o rendimento de um gol marcado por partida até agora.

"Aos poucos vamos equilibrando a parte ofensiva para ficar um time bem forte. Essa parte ofensiva vai crescer ainda", afirmou Carille.

O Corinthians volta a enfrentar o Santo André após quase seis anos desde o último confronto entre as equipes. No Paulistão de 2011, o Timão venceu a equipe do ABC paulista por 2 a 0 no estádio Bruno José Daniel, em Santo André-SP.

Na história do duelo, Corinthians e Santo André se enfrentaram 32 vezes. O Timão venceu 16, empatou 12, perdeu quatro, marcou 47 gols e sofreu 25.












Um dos heróis do histórico título paulista de 1977, Vaguinho completa 67 anos

Ex-ponta direita fez o gol na segunda partida da final que quase quebrou o tabu de 23 anos e chutou a bola na trave no histórico lance do gol de Basílio

10h50 11/02/2017 - Agência Corinthians
Vaguinho década de 70

Vaguinho nos dias de hoje

Um dos grandes nomes da história do Corinthians, o ex-ponta direita Vaguinho completa 67 anos neste sábado (11). Em dez anos dedicados ao clube do Parque São Jorge, entre 1971 e 1981, o ex-jogador atuou em 551 jogos, o sexto que mais entrou em campo pelo Timão na história, e marcou 110 gols.

Vaguinho foi peça importante em um dos maiores títulos da história do Corinthians: o Campeonato Paulista de 1977, que acabou com 23 anos de jejum do Timão. O ex-ponta era titular da equipe, mas no segundo jogo da final, foi colocado no banco de reservas pelo técnico Oswaldo Brandão. Isso se tornou motivação para o ex-jogador, que quase entrou para história como o autor do gol da quebra do tabu.

“O Brandão optou por me tirar do time por uma questão tática. Meu estilo de jogo era de um futebol para frente, e ele optou por aderir uma postura mais defensiva. Quando veio me avisar que iniciaria a partida no banco, eu não aceitei e disse que não ficaria fora da foto do título. Ele me disse que eu entraria no segundo tempo e faria o gol do título", relembrou Vaguinho.

"A raiva que eu senti dele naquele momento me motivou tanto que acabei fazendo o gol quando entrei no lugar do Palhinha. A minha ideia era fazer o gol, desabafar com o Brandão e ir embora do jogo, mas pensei muito na minha mulher e na minha filha, que era recém nascida, e mudei de ideia”, revelou o ex-jogador.

O gol a qual Vaguinho se refere foi o único que o Corinthians fez no segundo jogo da final, abrindo o placar. Porém, a Ponte Preta virou e venceu por 2 a 1, forçando a terceira partida da decisão, no inesquecível dia 13 de outubro de 1977.
No duelo decisivo, Vaguinho também teve participação importante, chutando a bola que bateu na trave no histórico lance do gol do título marcado por Basílio.
Dois anos depois, em 1979, Vaguinho ainda conquistou mais um título paulista pelo Corinthians.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.














Homenagem aos campeões paulistas de 1977 e apresentação de Jadson à Fiel

Além do jogo do Corinthians contra o Santo André, os torcedores que forem à Arena Corinthians neste sábado (11) viverão momentos especiais antes da partida com uma grande homenagem e o retorno de um campeão.

O Timão iniciará uma série de celebrações para os jogadores do histórico título paulista de 1977, que acabou com quase 23 anos de jejum do clube do Parque São Jorge. Um dos maiores heróis da campanha vitoriosa e autor do gol do título, Basílio estará presente. O Pé de Anjo e outros jogadores campeões paulistas daquele ano receberão uma placa e ainda participarão de outra ação que será revelada apenas no estádio corinthiano.

Para completar, Jadson será apresentado à Fiel como novo jogador do Corinthians. Hexacampeão brasileiro com o Timão em 2015, o meia retorna ao Alvinegro após um ano atuando no futebol chinês.












Arena Corinthians e Indigo fecham parceria para operação dos estacionamentos da casa do Timão

O contrato de quatro anos prevê todo o investimento necessário em tecnologia e infraestrutura para atender o torcedor corinthiano e o funcionamento dos estacionamentos nos dias em que não acontecem jogos no estádio

10h10 11/02/2017 - Agência Corinthians

A Indigo é a nova parceira da Arena Corinthians. Nesta semana, foi firmado um contrato para operação e exploração dos estacionamentos do estádio corinthiano pela empresa, especializada neste ramo.
O contrato de quatro anos prevê que a Indigo fará todo o investimento necessário em tecnologia e infraestrutura para atender o torcedor corinthiano, possibilitando a compra do estacionamento por aplicativo de celular, acesso através de sistema de controle eletrônico, entre outras facilidades para quem vai à Arena Corinthians.

A operação terá total sinergia com o programa Fiel Torcedor, mas também possibilitará a compra de estacionamento por torcedores que não são sócios do programa. Além disso, o contrato prevê o funcionamento dos estacionamentos nos dias em que não acontecem jogos no estádio.

“Pensamos, sempre, em oferecer a melhor experiência aos torcedores que vem à Arena Corinthians, seja para ver um jogo, ou simplesmente para visitação. Por isso, estamos muito satisfeitos em formalizar este acordo, que vem sendo discutido desde o ano passado. Entendemos que é nosso papel oferecer o melhor serviço, para que o torcedor tenha conforto em sua escolha de como vir à Arena, e essa parceria certamente trará muitos benefícios àqueles que preferem vir de carro ao estádio”, disse Roberto de Andrade, presidente do Corinthians.

“A Indigo está muito orgulhosa em firmar essa parceria com a Arena Corinthians. Estaremos empenhados e comprometidos com a experiência do torcedor, através da implementação de tecnologias que facilitem a tomada de decisão de como dirigir-se à Arena e onde estacionar. Esta experiência já se iniciará no momento da compra do ingresso para que, no dia do jogo, fiquem mais simples e seguras a entrada, estacionamento e saída dos veículos dos torcedores”, garantiu o Diretor Comercial da Indigo, Roque Perachi.

Sobre a Arena Corinthians
Inaugurada em maio de 2014, a Arena Corinthians foi palco da abertura da Copa do Mundo de 2014 e recebeu outras cinco partidas da competição internacional. No ano passado, foi sede do torneio de futebol dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Estádio oficial do Sport Club Corinthians Paulista, onde o clube possui retrospecto invejável, a Arena Corinthians caracteriza-se por ser uma plataforma completa de entretenimento, com espaços privilegiados para a realização de eventos esportivos, sociais e corporativos.




Sobre a Indigo
A Indigo é a rede de estacionamentos mais avançada do mercado, voltada para servir a mobilidade das pessoas. Presente em mais de 500 cidades e 17 países, sua expertise em serviços é adaptada a cada local, e atua atendendo todas as necessidades de cada segmento. Líder mundial em administração de Estacionamentos e uma das maiores operadoras do Brasil, gerencia mais de 130 mil vagas, em 15 estados, e proporciona mais de 3.000 empregos diretos. A Indigo oferece serviços, concessões e construções de Estacionamentos.



















Corinthians busca gols de falta
O Corinthians espera marcar mais gols de falta neste ano, pois conta com volta de meia Jadson e cotratação do volante Fellipe Bastos.


Jadson recorda 2015 no Corinthians e seu gol de falta.

“Naquele ano, fiz alguns gols de falta, na Libertadores e no Brasileiro. Foi um ano importante para mim. Não sei o que o Carille está pensando para as bolas paradas, mas ele sabe da minha qualidade porque trabalhamos juntos”, comentou Jadson, oficialmente apresentado como principal reforço para 2017 na sexta-feira.

Neste ano, contudo, o meia ganhou concorrência nas cobranças de falta. O volante Fellipe Bastos logo propagandeou a sua facilidade para chutar quando chegou ao Corinthians, tornando-se o encarregado das bolas paradas nos primeiros jogos da temporada.

“O Fellipe Bastos pega bem na bola e está aí para nos ajudar. O importante é que ganhamos mais uma solução para as faltas, para levar perigo aos adversários”, comemorou Jadson.

O meia só ponderou que o rótulo de especialista em bolas paradas não basta. Também é preciso se dedicar nos treinamentos. “Em 2015, o Tite cobrava muito que eu exercitasse as cobranças depois dos treinamentos. Não era algo exagerado, mas eu batia pelo menos dez bolas. Isso me ajudou bastante”, recordou Jadson, que precisará de até um mês de preparação até entrar em forma e reestrear.






































Meia Jadson sobre o Corinthians no Paulistão: 'Favorito pelo peso da camisa'

Jadson foi apresentado como reforço do Corinthians na última sexta

(Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

Jadson foi apresentado como reforço do Corinthians na última sexta


O Corinthians briga com os rivais pelo titulo Paulista. Quem afirma é o meia Jadson, principal reforço do Timão para 2017

Segundo o jogador, a equipe é favorita a todos os títulos que disputa por sua tradição, e promete o time com raça e dedicação:

- Na minha opinião o Corinthians é favorito em qualquer campeonato, pelo peso da camisa, pela história. Quando a bola rola é força de vontade, comprometimento e entrega dos jogadores. Quando a gente tiver jogos importantes, clássicos, o jogador coloca a bunda no chão, dá carrinho, é através disso que vêm os resultados - declarou.

Jadson ainda fará recondicionamento físico, pois está 3 meses sem atuar. A expectativa é de que ele ainda leve um mês até poder atuar
- Minha vontade era de atuar, mas como a parte física não está ideal o importante é ficar bem e evitar lesões durante o ano, porque são muito jogos. Tem que pedir a compreensão da torcida, porque estou parado desde novembro, mas meu foco, determinação e entrega serão os melhores. Eu sei da minha responsabilidade de ajudar o clube e meus companheiros, mas cada um precisa saber a sua também. O importante é todo mundo estar unido, se fechar e trabalhar!


















Hoje adversário, centroavante Claudinho, 21 anos, não saiu do radar do Timão, que ainda monitora suas partidas e estuda a utilização após o fim do empréstimo. Ele jogou nos jrs do Timão




















Após quase seis anos, Corinthians reencontra adversário em que marcou gol número 10.000 de sua história
Foi em uma vitória sobre o Santo André que o Timão chegou à marca dos 10.000 gols marcados; confronto não acontecia desde 2011


11h40 11/02/2017 - Agência Corinthians
O confronto contra o Santo André, adversário do Corinthians na noite deste sábado (11) pelo Paulistão Itaipava, tem um histórico recente, mas já foi marcante para o Timão. Foi em um jogo contra a equipe do ABC paulista que o Alvinegro chegou aos 10.000 gols marcados na história.

No dia 14 de março de 2010, faltava apenas um gol para o Corinthians alcançar a histórica marca, e o adversário daquele fim de tarde de domingo seria o Santo André no estádio Bruno José Daniel, na cidade do ABC paulista, pelo Paulistão. A Fiel não precisou esperar muito para soltar o grito do gol número 10.000.

Logo aos quatro minutos, Roberto Carlos puxou o ataque vindo da defesa e tocou para Ronaldo. O Fenômeno deu passe na medida, entre a zaga do Santo André, para Dentinho, que se movimentou e invadiu a área. O camisa 31 bateu de primeira e entrou na história do Corinthians como o autor do gol 10.000. No fim, o Timão venceu o jogo por 2 a 1.

Depois dessa partida, só houve mais um confronto entre Corinthians e Santo André. Em 2011, também no estádio Bruno José Daniel, o Timão venceu por 2 a 0 pelo Paulistão. As equipes ficaram quase seis anos sem se enfrentarem, até a noite deste sábado (11), quando se reencontrarão na Arena Corinthians, às 21h.


Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.



Após quase seis anos, Corinthians reencontra adversário do gol número 10.000. Confira










Corinthians põe demais ingressos à venda nas bilheterias da Arena Corinthians para jogo de hoje contra sto. andre
Partida deste sábado (11) marca a estreia do Timão na Arena Corinthians pelo Paulistão Itaipava e a apresentação de Jadson como reforço corinthiano para a Fiel

11h50 11/02/2017 - Agência Corinthians

O Corinthians faz o primeiro jogo oficial em casa em 2017 neste sábado (11) contra o Santo André, às 21h, na Arena Corinthians, pelo Paulistão Itaipava. A venda dos ingressos para a partida continuará nas bilheterias apenas na Arena Corinthians, das 12h até o horário do jogo.

Os torcedores podem comprar as entradas também na internet, pelo www.fieltorcedor.com.br/ingressos, até as 13h deste sábado (11).

Antes da partida, será feita a apresentação do meia Jadson para a Fiel e uma homenagem aos campeões paulistas de 1977, no início das comemorações dos 40 anos da quebra do tabu de títulos.


SETORES DISPONÍVEIS
Norte: R$ 40 (R$ 20 meia-entrada)
Sul: R$ 54 (R$ 27 meia-entrada)
Oeste Superior: R$ 68 (R$ 34 meia-entrada)
Leste Lateral (Superior e Inferior): R$ 84 (R$ 42 meia-entrada)
Leste Central (Superior e Inferior): R$ 98 (R$ 49 meia-entrada)
Oeste Corner: R$ 128 (R$ 64 meia-entrada)
Oeste Inferior: R$ 178 (R$ 89 meia-entrada)
Visitante: R$ 54 (R$ 27 meia-entrada)

TEM DIREITO À CATEGORIA MEIA-ENTRADA
Estudantes
Lei nº 13.933, de 26/12/2013
§2º: ...mediante a apresentação, no momento da aquisição do ingresso e na portaria do local de realização do evento, da Carteira de Identificação Estudantil (CIE), emitida pela Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), pela União Nacional dos Estudantes (UNE), pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), pelas entidades estaduais e municipais filiadas àquelas, pelos Diretórios Centrais dos Estudantes (DCEs) e pelos Centros e Diretórios Acadêmicos, com prazo de validade renovável a cada ano, conforme modelo único nacionalmente padronizado e publicamente disponibilizado pelas entidades nacionais antes referidas e pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), com certificação digital deste...

§6º: A Carteira de Identificação Estudantil (CIE) será válida da data de sua expedição até o dia 31 de março do ano subsequente.

1. É necessário apresentar a carteirinha do ano vigente;
2. Boleto ou declaração com firma reconhecida.

Idosos maiores de 60 anos
Lei nº 13.933, de 26/12/2013
Apresentar RG Original


Professores do Estado e dos Municípios Paulistas
Lei 14729/12
Apresentar Carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação do Estado e o comprovante de pagamento mensal (holerith) do mês vigente.

Diretores, Coordenadores pedagógicos, Supervisores e titulares de cargos do quadro de apoio das escolas da rede pública estadual e municipal de ensino

Lei 15298/14
Apresentar Carteira funcional emitida pela Secretaria da Educação do Estado e o comprovante de pagamento mensal (holerith) do mês vigente.

NÃO DÃO DIREITO À COMPRA DE INGRESSOS NA CATEGORIA MEIA ENTRADA

Aposentadorias
Conselhos de classe tais como OAB, CRC ou CREA



CORINTHIANS JOGA HOJE EM CASA POR SEGUNDA VITÓRIA NO PAULISTÃO
O Corinthians iniciou o ano com três vitórias seguidas por 1 a 0, o time mostra equilíbeio, mas quer melhorar a artilharia. É o desafio do Timão no jogo deste sábado, contra o Santo André, às 21h (horário de Brasília), na arena, com presença ilustre na plateia.

Apresentado nesta sexta-feira como principal reforço do clube, Jadson vai ao estádio ter seu primeiro contato com a torcida desde o retorno – ele defendeu o Corinthians de 2014 a 2015.
Ele deve entrar em campo com a camisa do Timão, saudar os torcedores e assistir ao jogo em um camarote.

Jadson, porém, só deve ficar à disposição do técnico Fábio Carille em um mês. Enquanto isso, o comandante quebra a cabeça para achar a melhor formação no setor ofensivo.

Neste sábado, há uma mudança importante: Giovanni Augusto, com dores musculares, foi vetado e vai dar lugar a Marquinhos Gabriel. Com isso, o Timão deixa de ter um armador pelo lado do campo e passa a ter dois jogadores mais incisivos, que atuam quase como pontas – Marquinhos pela esquerda, e Marlone aberto pela direita.

Sem Giovanni Augustono time, Marlone troca de lado na linha de quatro meio-campistas. Marquinhos Gabriel vai para a esquerda

É mais uma opção que Fábio Carille tem para deixar o ataque efetivo. Na vitória sobre a Caldense, quarta-feira passada, o placar magro escondeu uma evolução: foram 21 finalizações do Timão, que mostram uma equipe que se arrisca e chega mais ao gol adversário.

Contra o Santo André, o Timão disputa apenas a segunda rodada do Campeonato Paulista. Com três pontos, é líder no Grupo A do torneio, à frente de Ituano, São Bernardo e Botafogo. Novas vitórias, por mais magras que sejam, podem aumentar a confiança de um elenco que está em fase de remontagem. E deixar Jadson ainda mais à vontade na sua volta ao clube.

Veja as informações da partida:
Corithians x Santo André
Local: Arena Corinthians
Data e horário: sábado, às 21h (de Brasília)
Escalação: Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Moisés; Gabriel; Fellipe Bastos, Marlone, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; Jô
Desfalques: Jadson, Giovanni Augusto, Walter e Danilo
Arbitragem: Salim Fende Chavez, Daniel Paulo Ziolli e Alberto Poletto Masseira