10 de fev de 2017

CORINTHIANS 10/02/2017



Corinthians 100%, busca terceira vitória em jogos oficiais na temporada amanhã. Jogo é em casa contra o Santo André
10 FEV 2017 20h42 atualizado às 20h42
O Corinthians volta para casa, Arena Corinthians, amanhã contra o Santo André, as 21h. O Corinthians vem três vitórias por 1 a 0 consecutivas, sobre Ferroviária (em amistoso), São Bento (pelo Campeonato Paulista) e Caldense (pela Copa do Brasil), pretende mostrar que pode também ter um ataque mais produtivo.

"Ainda estamos começando a temporada, com o Carille implementando o trabalho dele. A nossa equipe não toma gols há alguns jogos e vai se entrosar e pegar ritmo para criar mais jogadas de ataque e fazer mais gols. A gente melhora a cada dia", confiou Rodriguinho, que ainda não terá a companhia de Jadson no meio-campo. O reforço, contudo, estará no estádio para ser apresentado à torcida.

Almejando mais gols, o Corinthians tem seguido o planejamento do técnico Fábio Carille: primeiro solidificar a defesa.

"O Carille fala que quem está na frente ajuda a defender. Quem está atrás também ajuda a criar. Tudo é compartilhado", insistiu Rodriguinho, autor do gol do triunfo em Poços de Caldas e satisfeito com os 3 pontos que o Corinthians soma no grupo A do Campeonato Paulista

Para conquistar a segunda vitória no Estadual, o Corinthians terá duas mudanças em relação à escalação utilizada contra a Caldense. O meia Marquinhos Gabriel ganhou a vaga de Giovanni Augusto na ponta direita, e o lateral esquerdo Moisés , que descobriu estar suspenso horas antes da estreia na Copa do Brasil, retomará o posto ocupado pelo improvisado Marciel.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X sto. andré

Paulisão  2017
Data: 11 de fevereiro de 2017, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Arb: Salim Fende Chavez, Daniel Paulo Ziolli e Alberto Poletto Masseira

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Moisés; Gabriel,  Fellipe Bastos, 
Giovanni Augusto, Rodriguinho e Marlone; Jô. Técnico: Fábio Carille

sto a.: Zé Carlos; Cicinho, Leonardo, Reniê e Paulinho; Baraka, Dudu Vieira, Fernando Neto e Eduardo Ramos; Henan e Edmilson
Técnico: Toninho Cecílio







Arena Corinthians tem nova parceira para estacionamento

A exploração do estabelecimento por quatro anos seá da Indigo
RODRIGO CAPELO
10/02/2017 - 19h57 - Atualizado 10/02/2017 20h41
A Arena Corinthians, representada pelo fundo de investimentos que a administra, rescindiu o contrato com a Omni pelo estacionamento do estádio, 
de modo amigável, e, para o lugar dela, assinou novo acordo com a Indigo. A negociação foi tocada pelo staff do fundo, enquanto coube aos funcionários do Corinthians acompanhar o processo de perto.

O novo contrato, com a Indigo, tem quatro anos de duração e prevê investimentos da empresa em tecnologia e infraestrutura para que os estacionamentos funcionem. O intuito da Arena é possibilitar a compra de bilhetes para o estacionamento por aplicativo de celular, por exemplo, e permitir o acesso via sistema de controle eletrônico.



Corinthians abre vagas de trabalho na Arena
Arena Corinthians


A Arena Corinthians é muito mais que uma arena. É a nossa casa. A Casa do Povo! E ninguém melhor que você para ser o anfitrião que irá apresentar a nossa casa para milhões de loucos!
Para participar da primeira fase do processo seletivo, envie um vídeo de até 1 minuto contando o que faz de você Corinthiano para o whats app: (11) 98872-0180.
Os vencedores do processo seletivo receberão uma oferta para trabalharem como anfitriões (guias) ou monitores da Casa do Povo.

Requisitos:
- ser muito corinthiano(a) e conhecer a história do Timão
- ter muita facilidade para falar em público
- (desejável) ter experiência como ator/atriz ou produtor(a) de eventos
- ter disponibilidade para trabalhar na Arena durante a semana e aos finais de semana em regime CLT
- ter 16 anos de idade ou mais


Informações importantes:
- Só serão aceitos vídeos de no máximo um minuto, enviados para o whats app (11) 98872-0180 até o dia 15 de fevereiro às 23h59.
- Vídeos enviados por qualquer outro canal do Corinthians ou da empresa organizadora da seleção não serão considerados.
- No início do vídeo, escreva em uma folha de sulfite, de forma bem visível, seu nome, idade, cidade onde mora e telefone para contato e mostre para a câmera.
- O processo seletivo será composto por 4 fases: 1 - Avaliação dos vídeos; 2 - Teste de atuação presencial; 3 - Entrevista; e 4 - Ensaios. Há dois tipos de vagas disponíveis: 1 – Anfitrião (guia que conduz o grupo e apresenta a arena) e 2 – Monitor (assistente do anfitrião). A comissão avaliadora irá definir qual vaga será adequada para cada candidato aprovado.
- Apenas os candidatos aprovados na primeira fase serão convocados para o teste presencial e serão informados sobre salários, benefícios e carga horária. Se você não receber resposta para seu vídeo, significa que não foi selecionado
- Recomendamos que os candidatos morem em São Paulo capital ou em cidades próximas, uma vez que terão que se deslocar até a Arena todos os dias de trabalho
- Os candidatos que forem convocados precisarão ter muitos dias (inclusive durante a semana) disponíveis em Março para participarem dos ensaios.
- Ao enviar o vídeo, o participante automaticamente cede os direitos de imagem sobre o conteúdo enviado para divulgação do Tour em redes sociais e outros meios de comunicação.






Corinthians abre vagas de trabalho na Arena

Corinthians contrata profissionais para trabalhar no tour do estádio, que começará em breve. Candidatos têm de enviar vídeos de até um minuto falando da paixão pelo clube

(Foto: Divulgação)

Arena Corinthians
LANCE!
10/02/2017
18:01

Já pensou em trabalhar no Corinthians do seu coração? Pois agora o torcedor do Corinthians tem a chance de realizar este sonho. O clube está contratando pessoas interessadas em trabalhar no tour da Arena. Informações sobre remuneração, benefícios e até mesmo quantos profissionais serão contratados não foram informadas. O Timão divulgou apenas os cargos disponíveis: anfitrião (guia que conduz o grupo e apresenta o estádio) e monitor (assistente do anfitrião).

Para se candidatar, o corintiano deve enviar um vídeo de até um minuto pelo WhatsApp no número (11) 98872-0180 até o dia 15 de fevereiro, explicando por que é um apaixonado pelo clube.

O Timão informa que os interessados devem conhecer a história do clube e ter muita facilidade para expressão em público. Outros pré-requisitos foram listados:

- desejável ter experiência como ator/atriz ou produtor (a) de eventos;
- ter disponibilidade para trabalhar na Arena durante a semana e aos finais de semana em regime CLT;
- ter 16 anos de idade ou mais;

O clube também pede que no início do vídeo o torcedor escreva em uma folha de sulfite, de forma bem visível, seu nome, idade, cidade onde mora e telefone para contato e mostre para a câmera.

Esta será apenas a primeira do processo seletivo que terá quatro fases.


















Com provável mudança, Corinthians fecha preparação para jogo contra Santo André

Timão jogará primeira partida na Arena Corinthians pelo Paulistão Itaipava 2017 neste sábado (11), às 21h


16h45 10/02/2017 - Agência Corinthians






© Divulgação


O Corinthians fez o último treino no CT Dr. Joaquim Grava antes do confronto contra o Santo André pelo Paulistão Itaipava 2017 nesta sexta-feira (10). Na atividade, Fabio Carille indicou uma mudança na formação titular que vem colocando em campo nos jogos do Timão no início desta temporada. Com dores musculares, Giovanni Augusto não foi relacionado e está fora da partida. Marquinhos Gabriel deve ser o substituto.

Outra alteração em relação ao jogo passado, a vitória sobre a Caldense por 1 a 0 pela Copa do Brasil, é a provável volta de Moisés à lateral esquerda, no lugar de Marciel. O camisa 6 não atuou em Poços de Caldas-MG porque estava suspenso.

Dessa forma, o time que deve ser escalado por Fabio Carille é formado por Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Moisés; Gabriel; Marlone, Fellipe Bastos, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; Jô. O técnico relacionou 21 jogadores para o confronto, incluindo Kazim, que volta a compor o grupo alvinegro após três jogos ausente.

O segundo compromisso do Corinthians pelo Paulistão Itaipava 2017 será o primeiro na Arena Corinthians. O Timão enfrenta o Santo André neste sábado (11), às 21h.

Confira a lista de jogadores relacionados

GOLEIROS: Cássio e Caíque França
LATERAIS: Fagner, Moisés e Léo Príncipe
ZAGUEIROS: Pablo, Balbuena, Vílson e Pedro Henrique
VOLANTES: Gabriel, Camacho, Marciel, Fellipe Bastos e Paulo Roberto
MEIAS: Rodriguinho, Guilherme, Marquinhos Gabriel e Marlone
ATACANTES: Jô, Romero e Kazim











Reapresentado, meia Jadson elogia elenco de qualidade do Corinthians

O meia Jadson foi reapresentado no Corinthians na tarde desta sexta-feira (10 de fevereiro). Em conversa com jornalistas, o jogador se mostrou focado e ansioso para voltar a jogar em alto nível, mas não definiu uma data para sua reestreia.

O jogador não escondeu em nenhum momento que ainda não está na forma ideal, mas disse que precisa continuar trabalhando para poder ajudar o Timão. “Estou desde novembro sem atuar. Acho que todo jogador acaba pecando um pouco nas férias e não fica em forma. É normal. Agora pode ter total confiança que eu vou me esforçar ao máximo dentro e fora do campo. Acho que a questão de tempo, de quilo, é irrelevante. O importante é estar treinando bem que daqui a pouco eu estou em forma e ajudando o Corinthians”.

Jadson ainda não tem uma data definida para reestrear e garantiu que está se esforçando bastante para voltar em bom nível, e não correr o risco de ter lesões ao longo da temporada. “Estou há algum tempo parado. O importante é ter uma base de treinamento para depois não acontecerem lesões. Já conversei com a comissão técnica, estou treinando em dois períodos desde que eu cheguei, estou me esforçando ao máximo”, disse o jogador. “A questão de quanto tempo vai demorar, vai depender muito, por mim eu já iria para o jogo amanhã, mas sei que as condições físicas não são as melhores”.













Movido pelo amor, meia Jadson retorna ao Corinthians e revela ter recusado outras três propostas
Apresentado no Corinthians nesta sexta, o armador afirmou que a parte financeira pouco importou em seu retorno ao Timão, que venceu a concorrência de clubes do próprio futebol brasileiroTeve três propostas além do Corinthians. Mas quando acertei rescisão na China sempre deixei bem claro que a preferência era do Corinthians", afirmou Jadson durante a sua apresentação (Foto: Reprodução/ Instagram Corinthians)
10/02/2017 18h02

A negociação entre Corinthians e Jadson levou um pouco mais de duas semanas para ser sacramentada, mas terminou em final feliz para ambas as partes. O meia de 33 anos batalhou para voltar ao Parque São Jorge e teve de reparar até algumas gafes do diretor de futebol corintiano, Flávio Adauto. Contente e sem remorso pelo esforço feito para retornar ao clube, o armador afirmou nesta sexta-feira (10 de fevereiro) ter negado propostas de três concorrentes e disse que não voltou ao Timão por causa do dinheiro.

“Pode ter certeza de que abri mão de dinheiro para jogar no Corinthians. Era uma vontade minha”, comentou nesta sexta-feira o atleta, apresentado de forma modesta pelo Alvinegro, vestindo o uniforme do clube e um chinelo, bastante à vontade com o retorno para o CT Joaquim Grava. Dentre os times que procuraram o meio-campista, o Grêmio foi o que mais chegou perto de seduzi-lo.

“Teve três propostas além do Corinthians. Mas quando acertei rescisão na China sempre deixei bem claro que a preferência era do Corinthians. Queria voltar porque me identifiquei com o clube, com a torcida. Deu certo. Estava um pouco ansioso. Estou feliz em voltar a um grande clube. Elenco novo, reformulação, mas vim para contribuir da melhor forma possível”, assegurou.

Incomodado com algumas críticas a respeito de sua forma física, que motivaram até um pequeno desentendimento entre ele e o consultor médico que dá nome ao centro de treinamentos do Timão, Jadson negou que tenha pedido valores absurdos ao clube. Sem esclarecer os R$ 10 milhões de luvas inicialmente cogitados foram realmente pedidos, ele se defendeu.

“A questão da negociação, as pessoas escrevem algumas notícias e tal. Às vezes nem são verdadeiras. Neste momento em que acabei vendo essas notícias de que eu pedi esse valor, preferi ficar quieto, esperar terminar tudo para poder falar. Cada atleta tem o seu valor. Eu tenho o meu. Meu empresário não falou de valores, não sei de onde saiu”, minimizou.

Por fim, Jadson ainda esclareceu que não terá uma cláusula de renovação automática do contrato, inicialmente válido até dezembro do ano que vem. De acordo com o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, caso o atleta atuasse em ao menos 50% das partidas em 2018, teria seu vínculo estendido por mais uma temporada.

“Não tem nada sobre isso. O Corinthians acertou dois anos e vou dar o meu melhor nesses dois anos”, explicou o atleta, que confia na possibilidade de ter dois grandes anos com a camisa alvinegra e, ao final do contrato, poder pedir um salário maior à diretoria.






Identificado com Corinthians e Fiel, Jadson comemora retorno: ''Eu estou muito feliz''

De volta após uma temporada no futebol chinês, meia afirmou em coletiva à imprensa que a prioridade dele sempre foi de voltar ao Timão


13h00 10/02/2017 - Agência Corinthians






Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians


No início da tarde desta sexta-feira (10), Jadson foi oficialmente apresentado como jogador do Corinthians à imprensa em entrevista coletiva no CT Dr. Joaquim Grava. Voltando ao Timão após um ano no futebol chinês, o camisa 10 da conquista do hexacampeonato brasileiro celebrou o retorno à equipe alvinegra e exaltou o carinho da Fiel.

"Eu estou muito feliz de retornar ao clube em que saí por cima em 2015, campeão brasileiro. Foi um ano muito bom para mim, para todos no grupo. Não esperava esses pedidos da torcida pela minha volta, essa repercussão foi muito bacana. A única forma de retribuir é me empenhando, jogando bem, fazendo gols, dando assistências. Esse é meu objetivo e para isso que voltei", disse o jogador.

Após a rescisão de contrato com o Tianjin Quanjian (CHN), clube que defendeu no ano de 2016, Jadson recebeu propostas de outros clubes, fato revelado pelo próprio jogador na coletiva. Mas segundo o meia, a identificação com o Timão e a torcida alvinegra fizeram com que o Corinthians fosse sempre prioridade para.

"Graças a Deus, as coisas deram certo na negociação, porque eu já estava um pouco ansioso. É uma reformulação do clube, e vim para contribuir", completou Jadson.

Na primeira passagem pela equipe do Parque São Jorge, entre 2014 e 2015, Jadson disputou 103 jogos e marcou 24 gols. Em 2015, foi um dos destaques do Timão na conquista do hexa brasileiro, terminando a competição como o maior garçom do torneio e o segundo maior artilheiro da Corinthians.








10/02/2017 17h12
Sem poder ser utilizado no Corinthians por causa do regulamento ridículo da FPF que delimita número de jogadores, centroavante Gabriel Vasconcelos, artilheiro da Copinha de 2015 aguarda propostas
Centroavante de 21 anos, que esteve emprestado para América-RJ e Joinville, treina no CT, mas nunca com o elenco profissional. Jogador tem contrato até o fim de 2018


Por Marcelo Braga


Gabriel Vasconcelos está encostado no Corinthians (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Enquanto o técnico Fábio Carille promete dar espaço a Carlinhos no Corinthians, artilheiro do Corinthians decacampeão deste ano com 11 gols, o também atacante Gabriel Vasconcelos, que brilhou no mesmo campeonato de base em 2015, voltou de empréstimos e espera por propostas.

Desde o início do ano, a rotina do garoto nascido em Rondônia é ir ao local diariamente, mas sem participar das atividades com o time principal.

Aos 20 anos – faz 21 em 15 de março –, Gabriel teve dois empréstimos frustrados no ano passado, para América-RJ e Joinville. Para acertar com o JEC, aliás, ele esticou o vínculo com o Timão, que vencia no fim de 2017, até o término de 2018.
Artilheiro no título corintiano da Copinha de 2015 com oito gols, o jogador participou da copinha 2016, marcando outros cinco tentos. No profissional do Corinthians, porém, nunca atuou. E por causa do ridículo regulamento da FPF que delimita número de jogadores inscritos, não será utilizado no Paulista.










Próximo adversário do Timão na Copa do Brasil será definido na quinta-feira

Corinthians enfrentará Brusque, de Santa Catarina, ou Remo, do Pará, na segunda fase


11h00 10/02/2017 - Agência Corinthians






Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians


Na última quarta-feira (08), o Corinthians venceu a Caldense por 1 a 0 em Poços de Caldas-MG e garantiu vaga na segunda fase da Copa do Brasil 2017. Agora, o Timão aguarda a definição do próximo adversário na competição, que acontecerá na semana que vem.

No estádio Augusto Bauer, em Brusque-SC, Brusque e Remo-PA se enfrentam a partir das 19h15 de quinta-feira (16). Quem avançar, enfrentará o Corinthians.

A segunda fase da Copa do Brasil também será disputada em apenas uma partida, mas com algumas diferenças. Ao contrário da etapa inicial, o empate não garante a classificação ao visitante. Se o tempo regulamentar terminar com placar igual, as equipes disputarão a vaga nos pênaltis.





Corinthians conquistava 17º título paulista da história há 37 anos

No terceiro jogo da decisão estadual, o Alvinegro superou a Ponte Preta por 2 a 0 com gols de Sócrates e Palhinha


11h00 10/02/2017 - Agência Corinthians






Divulgação


Há 37 anos, o Corinthians conquistava o 17º título paulista da história do clube. No dia 10 de fevereiro de 1980, o Timão superou a Ponte Preta por 2 a 0 no terceiro jogo da decisão, com gols de Sócrates e Palhinha, e levou mais uma taça estadual.

Dois anos após encerrar um jejum de quase 23 anos sem títulos, o Corinthians via pela frente novamente a Ponte Preta, adversário no duelo decisivo de 1977. E mais uma coincidência: três jogos foram necessários para decidir o estadual, como havia sido na quebra do tabu. Apesar de valer pelo Paulista de 1979, as partidas aconteceram em fevereiro de 1980.

No primeiro jogo, no dia 03 de fevereiro de 1980, o Corinthians venceu a Ponte Preta por 1 a 0. O duelo foi decidido com gol de Palhinha, já no segundo tempo.

Três dias depois, no dia 06 de fevereiro de 1980, o segundo jogo decisivo foi disputado. Corinthians e Ponte Preta ficaram no empate em 0 a 0, que levou o duelo para o terceiro e último confronto da final.

Com mais de 99 mil pessoas, o treinador Zé Duarte escalou o Timão no jogo que valeu a taça com Jairo; Luís Cláudio, Mauro, Amaral, Wladimir; Caçapava, Biro-Biro, Palhinha, Sócrates; Píter e Romeu.

Em busca da vitória, ainda no primeiro tempo, Sócrates cruzou para Palhinha, que livre e de peixinho marcou. Porém, o bandeirinha assinalou que o jogador do Corinthians estava em posição irregular.

Com isso, o Corinthians só abriu o placar no segundo tempo do jogo. Após bola cruzada na área, Sócrates chutou com força no gol e fez 1 a 0 para o Timão aos 11 minutos da etapa final.

Aos 24 minutos, veio o gol do título do Timão. Depois de cruzamento da direita, Palhinha infiltrou a grande área sem marcação e com chute certeiro colocou números finais na decisão. Após o apito final, a Fiel pôde gritar e comemorar o 17º título paulista da história do Corinthians.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.










Apresentado no Corinthians, Jadson diz: 'Abri mão de dinheiro para voltar'

Principal reforço do clube para a temporada, meia é apresentado no CT Joaquim Grava, revela ter recebido oferta de outros três clubes, mas afirma que priorizou retorno ao Timão














Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro
10/02/2017
13:16


Ele está de volta! Integrante do Corinthians hexaCampeão brasileiro em 2015, o meia Jadson foi apresentado como principal reforço da equipe para nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava. Ele destacou a sua identificação com o clube e a Fiel torcida e afirmou que sempre priorizou voltar ao Timão. O meia, hoje com 33 anos, assinou contrato de dois anos com o Timão depois de uma temporada no Tianjin Quanjian, da China.

Logo de cara o jogador aproveitou para esclarecer a negociação para o seu retorno e declarou que ganhará menos do que na Ásia:

- Saem algumas notícias que nem são verdadeiras às vezes. Nesse momento em que vi isso eu preferi ficar quieto, esperar terminar tudo. Mas cada atleta tem seu valor, eu tenho meu valor, meu empresário não falou nada disso e não sei de onde saiu. Mas tenham certeza que abri mão de dinheiro para voltar ao Corinthians. Voltei e estou feliz aqui! - comentou o atleta, que ainda não tem data para reestrear.



Questionado sobre o motivo de ter escolhido o Timão, Jadson revelou ter despertado o interesse de outros três clubes e disse:

- Teve três problemas que meu empresário me passou, mas quando acertei a rescisão na China deixei claro ao meu empresário que a preferência era o Corinthians, porque me identifiquei com o clube e com a torcida. Graças a Deus as coisas deram certo na negociação, porque eu já estava um pouco ansioso. É uma reformulação do clube e vim para contribuir.

O meia foi apresentado com uma camisa nem número. A 10, utilizada por ele em sua última passagem, hoje pertence a Guilherme, que está na reserva. A nova numeração será revelada apenas neste sábado, quando Jadson será apresentado à torcida.

Antes mesmo do reencontro com a Fiel, o meia mandou um recado para a torcida:

- Eu estou muito feliz de retornar ao clube em que saí por cima em 2015, campeão brasileiro. Foi um ano muito bom para mim, para todos no grupo. Não esperava esses pedidos da torcida pela minha volta, essa repercussão, foi muito bacana. A única forma de retribuir é me empenhando, jogando bem, fazendo gols, dando assistências. Esse é meu objetivo e para isso que voltei.

- Confira os principais trechos da entrevista coletiva de apresentação de Jadson:
​Não dá para comparar com os jogadores de 2015, mas os que estão têm qualidade e tem tudo para dar certo. Vai muito da entrega, de um ajudar o outro. Vim para ajudar, falar com todos, mas o trabalho é a melhor forma de conseguir resultados. Tomara que todos estejam focados para a gente conseguir as vitórias

​Nunca tive problema em jogar no meio-campo, joguei centralizado, na frente dos volantes, com o Tite joguei aberto... Não sei o que o professor Carille está pensando, não tivemos tempo de sentar e conversar ainda, mas onde for para jogar vou dar meu melhor. Não tem problema jogar aberto ou no meio.

Aqui no Corinthians tem outros jogadores com uma história bacana, que têm espírito de liderança. Mas sei da minha parte, o que tenho que fazer. Cada um tem que dar o seu melhor e e vou ter liderança também. Não sou salvador da pátria, mas a torcida pode esperar um Jadson determinado e focado.

Pelo que eu bati papo com alguns jogadores disseram que é um grupo bacana de se trabalhar, o que é muito importante para quem quer conseguir resultados. O importante é todos darem confiança ao grupo e à comissão técnica. Já trabalhei com o Carille na época do Tite, é um cara super bacana, merece estar onde está e está trazendo coisas boas que pegou com o Tite. Quando voltar a treinar com bola vou conversar com ele para ver como ele pensa em me usar. Com esse grupo há críticas um pouco exageradas também, então temos tudo para dar a volta por cima e conseguir resultados. Importante é o comprometimento do grupo.








CORINTHIANS CONTA COM MEIA JADSON EM 20 DIASVoltando a treinar agora após 3 meses parado , o meia Jadson deve ficar a disposição do Corinthians a partir do mês de março.

O próprio jogador de 33 anos ainda não sabe o prazo que será necessário para sua reestreia com a camisa alvinegra, o que deve ocorrer apenas a partir de março, segundo Carille.

- Estou há algum tempo parado, é importante ter uma bate de treinamento para não acontecerem lesões. Estou treinando dois períodos desde que cheguei e me esforçando ao máximo. O tempo vai depender da forma como estiver evoluindo, então espero que seja o mais rápido possível. Por mim já iria ao jogo amanhã, mas as condições físicas ainda não são as melhores - disse o meia, em sua apresentação.

- Houve uma entrevista do doutor Joaquim Grava, até assisti, e ele não falou na maldade dessa situação, mas foi uma declaração infeliz. Depois conversamos, sem problema nenhum. Eu não tinha nem assinado com o Corinthians e as pessoas já falavam que eu não estava em forma. Que jogador que vem de férias, ainda mais eu, desde novembro sem atuar, bem fisicamente? Acabei me irritando na hora, falei com meu assessor. Mas algumas pessoas fazem comentários maldosos, pegaram um trecho da entrevista e fiquei chateado, por isso postei. Mas sempre tratei todos bem, abri a porta da minha casa, sempre com as críticas fui respeitoso e trabalhei para melhorar. Ali no texto eu generalizei um pouco, mas para deixar claro são só algumas pessoas da imprensa. Quem se sentiu ofendido, só peço desculpas. Mas é erguer a cabeça, continuar trabalhando e mostrar meu futebol novamente - disse, antes de completar,

- Estou me esforçando dentro e fora dos treinamentos. Quero ir para os treinos técnicos o mais rápido possível. O comprometimento com o grupo, a instituição, todos que confiaram no meu trabalho, é o que me motiva. A torcida pode ter total confiança que vou me esforçar o máximo dentro e fora de campo para chegar à forma física. Essa questão de quilos é irrelevante, o importante é estar em forma, bem e apto.















10/02/2017 13h37

Jadson faz mistério sobre camisa no Timão, mas diz: "Sempre usei a 10"
Meia saberá número de uniforme neste sábado, em apresentação à torcida, mas não esconde preferência. Numeração, hoje, é de Guilherme


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga


Jadson concedeu entrevista sem número na camisa do Corinthians (Foto: Marcelo Braga)

A expectativa de Jadson – e de toda a torcida do Corinthians – é sobre o número que o meia vai utilizar na camisa em seu retorno ao clube. Apresentado nesta sexta-feira, o jogador deixou claro que tem uma preferência: a mesma numeração que usou em outras passagens pelo futebol brasileiro. Inclusive pelo Timão, entre 2014 e 2015.


– Sendo bem sincero, em todos os clubes que atuei no Brasil sempre joguei com a 10. Só que isso aí é uma decisão do clube, do Corinthians. Não me passaram ainda a numeração que vou usar, também estou ansioso para saber, mas estou aqui para ajudar o grupo. Independentemente do número, vou dar meu melhor e ajudar o Corinthians a conseguir as vitórias – disse Jadson, em entrevista coletiva.


O meia será apresentado à torcida neste sábado, antes do jogo contra o Santo André, às 21h (horário de Brasília), na arena. Só na entrada em campo é que Jadson saberá qual número vai utilizar em 2017. A camisa 10, atualmente, pertence a Guilherme – hoje reserva.
Jadson também chamou a torcida para sua festa de apresentação, em tom de brincadeira:

– Tomara que vocês larguem a baladinha de sábado e vão prestigiar o Timão.


Corinthians e Jadson firmaram contrato válido por dois anos. Ainda em fase de recuperação da forma física, o meia deve ficar um mês alternando treinos físicos e técnicos, mas não tem data para reestrear pela equipe.

Jadson vestia a camisa 10 do Corinthians na temporada 2015 (Foto: Marcos Ribolli)














Confira os relacionados do Corinthians para o jogo:
GOLEIROS: Cássio e Caíque
LATERAL DIREITO: Fagner e Léo Príncipe
LATRAL ESQUERDO: Moisés
ZAGUEIROS: Pablo, Balbuena, Vilson e Pedro Henrique
VOLANTES: Gabriel, Camacho, Marciel, Fellipe Bastos e Paulo Roberto
MEIAS: Rodriguinho, Guilherme, Marquinhos Gabriel e Marlone
ATACANTES: Jô, Romero e Kazim
Veja as informações da partida:
Próximo adversário: Santo André
Local: Arena Corinthians
Data e horário: sábado, às 21h (de Brasília)
Escalação: Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Moisés; Gabriel; Fellipe Bastos, Marlone, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; Jô
não jogam: Jadson, Giovanni Augusto, Walter e Danilo



10/02/2017 13h28

Corinthians apresenta meia Jadson, que declara: "Muito feliz"
Meio-campista promete muito empenho para repetir o futebol da conquista do título brasileiro em 2015


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga
Jadson é apresentado no CT Joaquim Grava nesta sexta-feira (Foto: Diego Ribeiro)

Depois de uma temporada no futebol chinês, Jadson está de volta ao Corinthians. O meia foi apresentado pela diretoria do clube, nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, e falou sobre o sentimento de retornar à equipe em que foi campeão brasileiro de 2015. Jadson assinou contrato de dois anos na segunda-feira e já treina com o elenco.

– Eu estou muito feliz de retornar ao clube que saí por cima em 2015, campeão brasileiro. Foi um ano muito bom para mim e para todos. Não esperava essa repercussão da torcida, pedindo minha volta. Acho que foi muito bacana. A única forma de agradecer e retribuir é me empenhando, fazendo gols e dando assistências. É para isso que eu voltei – afirmou.

Integrante na conquista do Corinthians hexacampeão brasileiro em 2015, Jadson chega precisandode um mês para recuperar a forma. A previsão é de que ele seja escalado por Fábio Carille aberto pelo lado direito e seja titular

– Aqui no Corinthians há outros jogadores com uma história bacana no clube, com esse espírito de liderança, mas sei da minha parte e do que tenho de fazer. Cada um tem de se esforçar e dar seu melhor. Sei a parte de liderança que terei também. Voltei para isso. Não sou o salvador da pátria, mas a torcida pode esperar um Jadson determinado e focado nos objetivos desse ano – disse.

Jadson durante a entrevista coletiva no CT Joaquim Grava nesta sexta-feira (Foto: Diego Ribeiro)

Jadson voltou a se manifestar também sobre a polêmica entrevista do médico Joaquim Grava. O chefe do corpo clínico do Timão disse que o jogador está acima do peso e precisará de um período para entrar em forma novamente.

– Foi uma entrevista que o Joaquim Grava deu, até assisti, ele não falou na maldade sobre a situação do meu peso, mas foi uma declaração infeliz dele. Depois conversamos e não tivemos problema algum. Eu nem tinha assinado com o Corinthians, e as pessoas já estavam dizendo que eu não estava em forma... Que jogador vem de férias em forma? – questionou.


Veja como foi a entrevista coletiva de Jadson:

NOVO ELENCO
"Pelo que já bati papo com alguns jogadores, todos dizem que é um grupo bacana de se trabalhar, tem um clima muito bom. Isso é muito importante para quem quer vitórias e resultados. Estou feliz e esperançoso, porque temos jogadores de qualidade aqui. Importante é todos darem confiança ao grupo e à comissão técnica".


TRABALHO COM TECNICO FABIO CARILLE
"Trabalhei com ele na época do Tite, merece estar onde está. Estou trabalhando a parte física, quando eu voltar, vamos trocar uma ideia para ver o que ele pensa sobre minha utilização no time".


POSICIONAMENTO
"Nunca tive problema em jogar no meio, joguei centralizado na frente dos volantes, com Tite joguei aberto, não sei o que o Carille está pensando, ainda não conversamos, mas onde eu tiver que jogar, vou dar meu melhor. Não tem problema jogar aberto ou no meio, quero ajudar".

Jadson na entrevista coletiva (Foto: Marcelo Braga)

OUTRAS PROPOSTAS
"Teve três propostas além do Corinthians, mas quando rescindi na China deixei claro que a preferência era do Corinthians, queria voltar, me identifiquei com o clube e a torcida. Graças a Deus as coisas deram certo, estava ansioso. Feliz de voltara um grande clube, é um elenco novo e vim para contribuir".


FORMA FÍSICA
"Estou há muito tempo parado, o importante é ter uma base de treinamentos para depois não ter lesões durante a temporada. Já conversei com a comissão técnica, eles estão um fazendo um trabalho especial, estou treinando em dois períodos e me esforçando ao máximo. O tempo vai depender de como as coisas evoluírem. Por mim, já ia para o jogo amanhã".


PERÍODO DE ADAPTAÇÃO
"Estou me esforçando nos treinamentos e fora deles. É difícil dar uma previsão, mas quero jogar o mais breve possível. O comprometimento com o grupo, com a instituição, estou me esforçando da melhor maneira".


DESAFIO MAIOR NA SEGUNDA PASSAGEM
"Pela imagem que eu deixei em 2015, pelo título, acho que a torcida está esperançosa e querendo ver aquele futebol. O ano de 2015 foi especial para mim, para o grupo, então minha volta vai ser um desafio. Vou me entregar para ter o melhor desempenho possível e dar alegrias à torcida".


VALORES DA NEGOCIAÇÃO
"Às vezes saem algumas notícias, mas nem sempre são verdadeiras. Nesse momento que acabei vendo as notícias, preferi ficar quieto e esperar terminar tudo. São coisas de negociações, cada atleta tem seu valor, eu tenho o meu. Meu empresário não chegou a falar sobre isso. Pode ter certeza de que abri mão de dinheiro para voltar ao Corinthians. Vontade minha".

Jadson veste a camisa do Corinthians ao lado do diretor de futebol Flávio Adauto (Foto: Marcelo Braga)




COBRANÇAS DE FALTAS
"Naquele ano, fiz alguns gols de falta na Libertadores, no Brasileiro. Foi um ano importante para mim. Não sei o que o Carille está pensando, não conversei com ele sobre isso. Mas ele sabe das minhas qualidades, trabalhamos juntos. O Fellipe Bastos também bate bem na bola, importante é encontrar a solução para que possamos levar perigo".


LÍDER DO ELENCO
"Cada jogador tem seu compromisso e tem de dar sua parte. Sei da minha responsabilidade nessa volta, estou confiante e querendo me preparar bem para atuar em alto nível novamente. Aqui tem outros jogadores com bagagem. Cássio, Danilo, Fagner... Esses jogadores podem ajudar o time a ganhar uma cara, uma forma".


TIMÃO FAVORITO?
"O Corinthians, em qualquer campeonato que entra, é favorito. Pelo peso da camisa, da história, quando a bola começa a rolar, não tem favoritismo. Vai muito da força de vontade e da entrega dos jogadores em campo. Quando tivermos jogos importantes e clássicos, vamos colocar a bunda no chão, dar carrinho... Aí os resultados vêm".

Jadson usou camisa sem número: mistério será desvendado no sábado (Foto: Marcelo Braga)

COMPARAÇÃO COM 2015
"Em 2015, o elenco também era de qualidade, como esse, mas também recebíamos críticas no início. Saímos do Paulista, Copa do Brasil, Libertadores, e as críticas vieram. Com esse grupo, acabamos ouvindo algumas coisas... As críticas estão um pouco exageradas. O grupo aqui é bom e temos tudo para dar a volta por cima e conseguir resultados".


CHANCE NA SELEÇÃO
"A Seleção tem muitos jogadores de qualidade, o Tite conseguiu ajeitar a Seleção pelo trabalho dele. Merecidamente. Primeiro, tenho que voltar a atuar e mostrar meu futebol em campo para chamar a atenção. Só o tempo dirá. Estou focado no Corinthians".


COBRANÇAS DE FALTAS
"Em 2015, Tite cobrava muito a questão das faltas. Pegava umas dez bolas de cada lado para aprimorar a batida. Isso ajudou bastante, carrego junto comigo como experiência. Quando eu voltar a treinar, vou praticar. Tem de chamar também o Fellipe Bastos e outros jogadores para ajudar".


NÚMERO DA CAMISA
"Sendo bem sincero, em todos os clubes que atuei no Brasil sempre joguei com a 10, só que isso aí é uma decisão do clube, do Corinthians. Não me passaram ainda a numeração que vou usar, também estou ansioso para saber, mas estou aqui para ajudar o grupo. Independentemente do número, vou dar meu melhor e ajudar o Corinthians a conseguir vitórias".


FESTA NA ARENA CORINTHIANS NO SÁBADO
"Os caras têm de ser guerreiros, o pôster de 2015 era bem mais bonito do que esse, os caras estão derrubadinhos (risos). Mas vai ser muito importante a torcida prestigiar os jogos e apoiar a equipe. Vai ser bacana minha apresentação, mas mais importante vai ser ajudar o grupo a conseguir a vitória. Tomara que vocês larguem a baladinha de sábado e vão prestigiar o Timão"
Jadson fala com os jornalistas na sala de imprensa. #trsccp
Jadson é do Corinthians! #trsccp

Jadson recebe a camisa do Corinthians das mãos de Flávio Adauto. #trsccp


Jadson deve ser apresentado perto das 13h. Vai receber a camisa no gramado e, depois, dar entrevista na sala de imprensa. #trsccp

Warian foi o último a deixar o campo hoje. Fez trabalho específico para aprimorar o passe. #trsccp















10/02/2017 12h21

CORINTHIANS ESCALADO PARA AMANHÃ
Técnico Fábio Carille altera time
Com Giovanni Augusto vetado, Marquinhos Gabriel entra na equipe titular para a partida deste sábado. Moisés retorna à lateral esquerda. Jadson aparece no campo...


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga

O Corinthians terá 2 alterações para enfrentar o Santo André, neste sábado, às 21h, na ARENA CORINTHIANS, pelo Campeonato Paulista. O lateral-esquerdo Moisés e o meia-atacante Marquinhos Gabriel entram na equipe, confirmados pelo técnico Fabio Carille. Marciel e Giovanni Augusto saem.


A escalação do Corinthians é a seguinte: Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Moisés; Gabriel; Fellipe Bastos, 
Marlone, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; Jô.

Giovanni Augusto sequer participou do treino desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, em virtude de dores musculares e foi vetado pelo departamento médico. A entrada de Marquinhos Gabriel faz Carille inverter as posições pelos lados. O jogador vai atuar pela esquerda do ataque, enquanto Marlone passa para a direita.

Moisés retorna depois de ser desfalque contra a Caldense, pela Copa do Brasil. O lateral-esquerdo estava confirmado na partida, mas acabou vetado de última hora por conta de uma suspensão de quando ainda atuava pelo Bahia, no ano passado. Marciel volta a ficar no banco como opção também para o meio de campo.

O meia Jadson apareceu no gramado para realizar parte do aquecimento com o grupo e logo em seguida regressou à academia para dar sequência ao processo de recondicionamento físico. A previsão do clube é de que ele esteja em boas condições para jogar em até um mês. Ele precisa perder cerca de quatro quilos.

Apesar da escalação da equipe e da presença de Jadson, o grande destaque do treino foi o atacante Romero. O paraguaio fez um golaço no trabalho em campo reduzido ao aplicar um chapéu e bater de primeira, sem nenhuma chance de defesa para Cássio.


Recém contratado, meia corinthiano Jadson ainda se recondiciona fisicamente






Corinthians projeta dupla de meias Rodriguinho e Jadson

Helder Júnior -



10/02/2017 08:09:37



Jadson terá Rodriguinho como parceiro no meio (foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)
O meia Rodriguinho voltará a atuar com um dos destaques do Corinthians hexacampeão brasileiro 2015, o também meia Jadson. Mas tem evitado qualquer relação com o passado.

“ É Jadson e Rodriguinho, se Deus quiser, se eu continuar mantendo a posição de titular”, avisou Rodriguinho, encarregado de ser o armador central na equipe de Fábio Carille

O meia não quer nem que o Jadson de 2017 seja comparado com o Jadson de 2015. 

“A gente não pode colocar a culpa das coisas em um jogador só. O esporte é coletivo. Estamos vivendo um momento diferente. Naquele ano, tudo deu certo, a equipe estava redonda. Agora, o Jadson vai começar um trabalho, chegar, adequar-se…”, ponderou Rodriguinho, apesar de reconhecer as similaridades entre os trabalhos do técnico Fábio Carille e de seu mentor, Tite.

Seja como for, a chegada de Jadson, que será oficialmente apresentado como reforço corinthiano nesta sexta-feira, aumentará bastante a qualidade técnica do Corinthians. Até o comedido Rodriguinho concordou: “O Jadson é um jogador de muita capacidade, do último passe, que finaliza muito bem e tem uma boa bola parada. Com certeza, vai nos ajudar bastante”.

“Futebol é uma incógnita. Não tem como olhar um papel e falar quem está melhor ou pior. Estamos trabalhando para fazer o nosso melhor, mudar a mentalidade das pessoas e surpreender”, concluiu o parceiro de Jadson.