25 de jan de 2017

CORINTHIANS 25/01/2017






25/01/2017 19h01

Corinthians decacampeão da copinha jrs Corinthians vence o Batatais e levanta a taça da Copinha pela décima vez
Favorito na final, Timão encontra rival valente, martela por 80 minutos e consegue gols no fim. Vitória por 2 a 1 dá a taça e coroa campanha brilhante


Por Diego
No aniversário da capital paulista corinthiana, quem comemora é o torcedor do Corinthians. E já é quase rotina. A vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o Batatais, nesta quarta-feira, no ensolarado Pacaembu, deu ao Timão o décimo título da tradicional Copinha de Futebol Júnior, maio torneio nacional sub 20. Dono absoluto da competição, o Corinthians repete o feito de 1969, 70, 95, 99, 2004, 2005, 2009, 2012 e 2015.

A taça coroa uma campanha irreparável da equipe treinada por Osmar Loss. Com os dois gols da final, o ataque alvinegro chegou a 30 marcados em nove jogos, média superior a três por partida. Coube a Carlinhos, artilheiro da Copinha, com 11, tirar o Timão do sufoco e abrir o placar aos 39 do segundo tempo. Marquinhos fez o segundo, e Douglas Pote diminuiu para o Batatais.

A garotada, agora, pensa no futuro. Guilherme Mantuan, volante moderno, e Carlinhos voltam a integrar o elenco profissional treinado por Fábio Carille, que assistiu à partida de perto no Pacaembu. O zagueiro Vinícius Del’Amore, o lateral-esquerdo Guilherme Romão, o meia Fabrício Oya e o atacante Pedrinho, craque do torneio, podem ser os próximos.


Ao Batatais, cabe o papel de honrado coadjuvante. Classificado depois da eliminação do Paulista, que escalou um jogador irregular na semifinal, o time do interior não tremeu com o estádio cheio e fez o que pode para estragar a festa alvinegra. Não deu.

Pela décima vez, o Corinthians é campeão da Copinha Júnior (Foto: Marcos Ribolli)

Primeiro tempo


O feriado e a tarde de sol contribuíram para a torcida fazer sua parte no Pacaembu. Com a antiga casa do Timão lotada, a equipe se sentiu à vontade para encurralar o Batatais em seu campo de defesa e tentar o gol logo cedo. O problema é que Carlinhos, Fabrício Oya, Pedrinho e Marquinhos não receberam sossego – a forte marcação do rival do interior surtiu efeito.


Aos poucos, o time se soltou e começou a abrir espaços. Assim, o ataque mais efetivo da Copinha – média de 3,5 gols por jogo até a final – pode aparecer. O problema é que o goleiro Gérson, a trave e os zagueiros do Batatais impediram o gol alvinegro.


No contra-ataque, a equipe do interior até teve duas chances, mas ambas pararam no goleiro Filipe. Fora isso, só deu Timão. A melhor chance, curiosamente, foi com um zagueiro. Aos 42 minutos, Thiago aproveitou cobrança de escanteio e, de cabeça, acertou o travessão.

Jogadores do Corinthians comemoram o primeiro gol na vitória por 2 a 1 (Foto: Marcos Ribolli)

Segundo tempo


Ao Corinthians, faltava o que havia sobrado em todos os outros jogos da Copinha – precisão nas finalizações. No segundo tempo, um novo componente : o nervosismo. A cada chance perdida, a impaciência aumentava em campo e fora dele. Carlinhos foi quem teve a melhor chance, ao receber de Pedrinho e chutar em cima de Gérson, aos 6 minutos.


Depois disso, Osmar Loss tentou mudanças. Tirou Fabrício Oya e lançou Matheus, além de colocar Guedes e Lucas Minele nas laterais. O Timão continuou perdendo gols, vítima da falta de pontaria. Guedes, Marquinhos e Mantuan tiveram oportunidades, mas não marcaram.


O Batatais, a cada minuto, parecia cada vez menos aquele time que levou 5 a 1 do Paulista na semifinal e só se classificou porque o time de Jundiaí escalou um jogador irregular. O time do interior teve mérito em perceber o nervosismo do adversário e passou a tentar ficar mais com a bola, cozinhar o jogo, irritar a torcida que lotou o Pacaembu.


A estratégia deu certo por mais de 80 minutos, mas, no primeiro descuido, a zaga do Batatais deixou o artilheiro rival livre. Aos 39, Carlinhos recebeu de Marquinhos e, de cabeça, foi às redes e às arquibancadas. Três minutos depois, o goleador máximo da Copinha devolveu a gentileza, e Marquinhos fez o segundo. Douglas Pote ainda diminuiu com um golaço, por cobertura. Tarde demais. O Corinthians é campeão da Copinha pela décima vez.

Corinthians fez campanha incrível nesta edição da Copinha: 9 vitórias e 30 gols em 9 jogos (Foto: Marcos Ribolli)





 25/01/2017 20h53

"Cansadão", Carlinhos lamenta meta perdida na Copinha: "Prometi 19 gols"
Desgastado após título da Copinha, centroavante terá descanso antes de se apresentar ao elenco profissional. Parceria com Jô já é grande


Por Diego Ribeiro e Lucas Strabko*
 O centroavante Carlinhos, do Corinthians decacampeão da copinha, artilheiro
 e com passagem garantida para a equipe profissional. realizou sonhos nesta Copinha o, mas queria ainda mais. Autor de um dos gols da vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o Batatais, na final da competição, nesta quarta-feira, no Pacaembu, ele não alcançou apenas uma meta que tinha traçado no início da temporada.


– Eu prometi fazer 19 gols, mas não aconteceu. O importante é que saí como artilheiro, 11 gols, e pude ajudar o Corinthians a ser campeão. Sempre quis buscar uma meta e ser o maior artilheiro de todas as Copinhas, mas não consegui. Se tivesse feito os 19 gols, tinha batido minha meta, mas está tudo certo – disse o atacante.

Carlinhos marcou o primeiro gol da vitória alvinegra (Foto: Marcos Ribolli)

Apesar do único objetivo não cumprido, Carlinhos vai voltar ao elenco de cima, comandado pro Fábio Carille. Ele e o volante Guilherme Mantuan treinavam no CT Joaquim Grava em 2016, mas desceram de categoria exclusivamente para a disputa da Copinha. Antes de pensar no profissional, porém, o atacante só quer descanso.

– Agora eu quero curtir, depois, quando falarem algo, aí sim vou estar pronto para subir. Agora quero curtir com a equipe sub-20, estamos de parabéns e eu estou cansadão! – brincou.

O maior parceiro do time principal é Jô, quase dez anos mais velho, jogador da mesma posição e também revelado pelo Corinthians. Os dois já trocaram mensagens durante a Copinha, mas Carlinhos só vê semelhança no futebol. Nada de comparação física.

– Não, não. Sou mais bonito que o Jô (risos).

A capacidade de finalização e a velocidade de Carlinhos são as características que mais chamam a atenção da comissão técnica. Por isso, ele deve ter oportunidades no Campeonato Paulista. Seu atual técnico, Osmar Loss, é só elogios.

– O Carlinhos tem um talento individual absurdo, é difícil achar um jogador com a estatura dele e esse talento. Vamos investir na melhora dele – ressaltou Osmar Loss.














25/01/2017 20h22
Técnico Osmar Loss mira futuro no profissional do Corinthians; Coelho pode virar técnico
Após título da Copinha, técnico do sub-20 do Timão não esconde desejo de fazer parte da comissão técnica de Fábio Carille. Ex-lateral pode assumir cargo


Por Diego Ribeiro e Lucas Strabko

Técnico do Corinthians Decacampeão da Copinha jrs e finalista das últimas quatro edições do torneio, o técnico Osmar Loss participou no Corinthians em um nível mais alto nas categorias de base. O próximo passo, porém, deve ser a equipe profissional. Prestes a se tornar auxiliar-técnico da comissão formada por Fábio Carille, Loss diz ainda não ter definição sobre o futuro, mas não esconde seu desejo.

Corinthianos Osmar Loss e Coelho na final da Copinha (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag.Corinthians)

– Tenho 21 anos trabalhando com o futebol, visualizando o futuro longo, conviver com vestiário do profissional, com aqueles que já conquistaram seu espaço, acho que é um ponto fundamental. É óbvio que eu tenho esse interesse – afirmou o técnico.

Osmar Loss pode ter feito seu último jogo pelo sub-20 do Corinthians na vitória por 2 a 1 sobre o Batatais, nesta quarta-feira. Caso a transferência seja confirmada, a tendência é de que seu auxiliar, o ex-lateral Dyego Coelho, assuma o cargo.


– Despedida ainda não é, não tem nada oficial. Minha carreira sempre foi pautada em chegar ao profissional, mas já respondi tanto sobre isso que estou ansioso para que o convite chegue logo – contou Osmar Loss.


Coelho, por sua vez, diz estar preparado para herdar a função do atual técnico. Há um ano e meio como auxiliar, o ex-lateral-direito, revelado pela própria base corintiana, mostra confiança.


– Ainda não sabemos (o que vai acontecer). Minha vontade é fazer o bem para o clube, não importa a função. Se for treinador, vou fazer o melhor para o clube continuar ganhando. Se isso acontecer, a gente já vem numa toada boa, é só dar continuidade no trabalho que o Osmar vem fazendo – analisou o ex-jogador.

Elenco e comissão técnica do Corinthians decacampeão da Copinha de Futebol Júnior (Foto: Marcos Riboli)


Fábio Carille e a diretoria de futebol do Corinthians vão definir nos próximos dias o aproveitamento de Osmar Loss. O elenco vencedor da Copinha ganhou folga, e nomes como Guilherme Mantuan e Carlinhos, que já fazem parte do elenco profissional, só se apresentam na semana que vem ao grupo de Fabio Carille.

– Trocamos poucas informações, retornamos antes do período de retorno deles (profissionais). O Fabio Carille foi ver os jogos em Taubaté, na primeira fase, mas eram poucas palavras. Depois ele foi para os EUA, e nós viemos para Barueri. Efetivamente, não trocamos muita ideia sobre isso – destacou Osmar Loss, sobre a relação com o técnico do Timão.



Guilherme Mantuan volante e trio que saiu da reserva: as mudanças de Osmar Loss no Corinthians decacampeão
 O Corinthians mudou em campo, e fora dele também, e um dos responsáveis pelas modificações que encorparam o time é o técnico Osmar Loss. Outros agentes foram o acaso, a seleção sub-20 e a promoção de alguns jogadores ao time principal. Veja quais foram as principais mudanças:

Guilherme Mantuan como volante
Sempre visto como um jogador de potencial no Corinthians, Guilherme Mantuan era meia, e jogou como meia na final do Brasileiro Sub-20, substituindo Rodrigo Figueiredo. Dawhan e Warian, muito mais defensivos, eram os volantes, e estouraram a idade. Deram lugar ao bom Renan Areias e ao próprio Mantuan, que era criticado por uma certa passividade em alguns momentos. Ele cresceu, assumiu a responsabilidade e tomou conta da camisa 8.

Pedrinho amadurecido
O camisa 7 do Corinthians sempre foi visto como um diamante bruto, mas com maturação tardia. Fez uma Taça BH muito boa em 2015, um gol importante na Copinha de 2016 contra o Cruzeiro e herdou a posição de Léo Jabá, que subiu aos profissionais, para ser o melhor jogador da Copinha.

Carlinhos titular
Reserva de Lauder até setembro, Carlinhos foi outro que herdou a posição. Com a camisa 9, o centroavante, que veio do Novorizontino, voou. Terminou a Copinha como artilheiro e cotado para subir aos profissionais.

Guilherme Romão de volta
Suspenso na final, Guilherme Romão se firmou de vez na lateral esquerda dos juniores do Corinthians, e tem potencial para, na carência dos profissionais, lutar por uma vaga em cima. Ele estava machucado no Brasileiro Sub-20 e fez falta ao time naquele momento.

O retorno de Marquinhos
Em 2016, o atacante Marquinhos atuou no Flamengo de guarulhos, parceiro do Corinthians e espécie de equipe B dos juniores do Timão nos últimos anos. Pois bem: ele voltou em setembro, após marcar 11 gols em 15 jogos no Paulista Sub-20, assumiu a posição de titular, cresceu durante a Copinha e foi o melhor jogador da final.








25/01/2017 22h46

Corinthians tem reunião decisiva por Jadson nesta quinta-feira
Após adiamentos, diretoria vai se encontrar com empresário do jogador para discutir acerto. Tempo de contrato e salários ainda são pontos de divergência

Por Carlos A. Ferrari, Diego Ribeiro e Marcelo Braga



A diretoria do Corinthians se reúne nesta quinta-feira com o empresário Marcelo Robalinho para discutir o retorno do meia Jadson. Clube e jogador ainda não chegaram a um acordo financeiro, mas os dirigentes avaliam que a possibilidade de acordo é grande. A reunião era para ter sido realizada na segunda-feira e foi adiada seguidas vezes em virtude da dificuldade do gerente de futebol Alessandro Nunes retornar dos Estados Unidos, onde o Timão disputou o Torneio da Flórida. O mau tempo cancelou vários voos, e o dirigente só chegou nesta quarta à tarde.Para dificultar ainda mais o encontro, o Corinthians disputou a final da Copinha de Juniores, com a presença de boa parte dos dirigentes no Pacaembu. Por isso, Alessandro e o representante de Jadson decidiram marcar a reunião para quinta-feira. As partes buscam agora um consenso sobre valores. O Corinthians descarta pagar os R$ 650 mil mensais e as luvas de R$ 10 milhões pedidos pelo jogador no início da negociação. O Timão gostaria de desembolsar cerca de R$ 450 mil de salários e aproximadamente R$ 4 milhões como premiação pelo acerto.Outro ponto divergente é o tempo de contrato. Jadson quer assinar por três temporadas, enquanto o Timão pensa em apenas duas. A alegação é de que o jogador tem uma idade avançada (33 anos) para ter um vínculo tão longo.+ Decidido pelo Timão, Jadson negocia valores e fica mais perto de retorno
Uma das estrelas do time campeão brasileiro em 2015, Jadson deu prioridade ao Corinthians no retorno do futebol chinês, mas também vem sendo assediado por outras equipes brasileiras. Mesmo assim, ele já avisou que vai esgotar as negociações com o Timão antes de ouvir os demais interessados. Jadson é visto pela diretoria e pela comissão técnica como a peça que falta para colocar a equipe em outro patamar. Por conta da experiência e do histórico bastante positivo no clube, o meia seria o ponto de referência durante o processo de reformulação do time.O Corinthians já contratou sete jogadores para a atual temporada: o zagueiro Pablo, os volantes Gabriel, Fellipe Bastos e Paulo Roberto, e os atacantes Jô, Luidy e Kazim.






25/01/2017 23h44

Na mira do Corinthians, Jadson dá os parabéns pelo título da Copinha

Meia está em negociação para reforçar o Timão; reunião definitiva será nesta quinta




Em negociação para reforçar o Corinthians, Jadson parabenizou o clube pela décima conquista da Copinha de Futebol Júnior, com vitória por 2 a 1 sobre o Batatais, no Pacaembu. O meia, aliás, já avisou que gostaria de acertar contrato com o Timão, mas ainda restam ajustes para os dois lados. Nesta quinta-feira haverá uma reunião para tentar concluir um acordo.



“Foi campeã a equipe que mereceu”, diz Osmar Loss após 10º título da Copinha

De acordo com o técnico do Corinthians na Copinha Júnior, o time alvinegro jogou para frente com qualidade


20h30 25/01/2017 - Agência Corinthians






© Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians


Campeão da Copinha de Futebol Júnior pela segunda vez no Corinthians, o técnico Osmar Loss citou o estilo de jogo ofensivo do Timão ao falar da conquista do decacampeonato da Copinha, após a vitória sobre o Batatais por 2 a 1, no Pacaembu, nesta quarta-feira (25). Para o treinador, os meninos alvinegros fizeram por merecer com a campanha de nove vitórias e 30 gols marcados em nove jogos disputados.

“Foi campeã a equipe que mereceu, a equipe que jogou para frente, o futebol que a gente espera que o futebol brasileiro jogue, jogo ofensivo, de qualidade, transição. Fiquei muito feliz de passar quatro Copinhas chegando em todas as finais aqui”, disse Osmar

O técnico também mandou um recado para a Fiel após a conquista do decacampeonato da Copinha de Futebol Júnior. “Vocês estão de parabéns, vocês nos empurraram para o décimo título. Parabéns à torcida do Corinthians, a maior do Brasil”, finalizou





Com retrospecto quase perfeito, Osmar Loss conquista segundo titulo da Copinha no comando do Timão

No Sub-20 do Corinthians desde setembro de 2013, técnico tem mais de 93% de aproveitamento à frente do Alvinegro na Copinha de Futebol Júnior


18h56 25/01/2017 - Agência Corinthians






© Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians


Na tarde desta quarta-feira (25), o Corinthians sagrou-se decacampeão da Copinha de Futebol Júnior, após vitória por 2 a 1 sobre o Batatais, em duelo realizado no estádio do Pacaembu. Um dos grandes responsáveis pelas conquistas recentes do Timãozinho nas categorias de base, o técnico Osmar Loss tem retrospecto invejável no comando da equipe Sub-20 do Corinthians quando o assunto é Copinha.

Desde que assumiu o comando técnico da equipe alvinegra Sub-20, em setembro de 2013, o treinador comandou o Timão em quatro edições da Copinha, chegando em todas as finais e conquistando dois títulos. O aproveitamento de pontos impressiona: mais de 93%, com 31 vitórias, dois empates e apenas uma derrota em 34 partidas disputadas pela principal competição de base do Brasil.

Comandado por Osmar Loss, o Corinthians marcou 106 gols na Copinha, com uma média de 3,1 gols por jogo, e tomou apenas 25, 0,73 gols sofridos por partida.
 Assim como no título conquistado em 2015, o título de 2017 veio com campanha irretocável, com 100% de aproveitamento.

Com grande colaboração do técnico Osmar Loss, o Corinthians se perpetua cada vez mais como a grande equipe da principal competição de base do país. Finalista das últimas quatro edições, o Timão é disparado o maior vencedor da Copa São Paulo de Futebol Júnior, com 10 conquistas.

Números de Osmar Loss pelo Timão na Copinha de Futebol Júnior

4 participações (2014, 2015, 2016 e 2017)
34 partidas
31 vitórias
2 empates
1 derrota
93% de aproveitamento
106 gols marcados (média de 3,1 por jogo)
25 gols sofridos (média de 0,73 por jogo)
2 títulos (2015 e 2017)
2 vice-campeonatos (2014 e 2016)




Corinthians conquista título da Copinha com ataque avassalador e artilheiro da competição

Equipe comandada pelo técnico Osmar Loss fez mais de um gol em todas as nove partidas que disputou; goleador, Carlinhos balançou as redes em todas as vezes que atuou


18h50 25/01/2017 - Agência Corinthians






© Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians


A melhor defesa é o ataque, já dizia o ditado popular. No Corinthians decacampeão da Copinha de Futebol Júnior em 2017, o sistema ofensivo foi a principal arma contra os adversários. Foram 30 gols marcados em nove jogos disputados. Desses, Carlinhos fez 11 e terminou a Copinha como o artilheiro da competição.

“Não é dúvida para nós do Corinthians que a gente tem um ataque com qualidade, com meninos que sabem fazer gol, com controle de bola muito bom. Isso aliado a uma organização, a um conceito coletivo, fez com que a gente tivesse de fato um volume ofensivo tão elevado e uma qualidade muito grande para fazer os gols”, afirmou Osmar Loss durante a campanha do Timão jrs.

O poderio ofensivo do Corinthians na Copinha 2017 foi mesmo muito elevado. A equipe alvinegra fez mais de um gol em todas as partidas da competição. Em sete jogos dos nove, marcou três ou mais gols.

Se for necessário destacar apenas um jogador desse ataque avassalador, pode ser Carlinhos. O camisa 9 foi sinônimo de gol na competição. Dos nove jogos do torneio, o atacante balançou as redes em oito, inclusive na final contra o Batatais, deixando apenas de marcar nas quartas de final contra o Flamengo. Mas porque não atuou na partida, pois estava suspenso.




Dez vezes Timão: a história do Corinthians até o decacampeonato da Copinha de Futebol Júnior

Campeão da primeira edição da Copinha em 1969, Timão chega ao 10º título na 48ª edição da maior competição de base do país


18h59 25/01/2017 - Agência Corinthians




© Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians


Maior campeão da história da Copinha de Futebol Júnior, o Corinthians conquistou o 10º título do maior campeonato de categorias de base do Brasil ao derrotar o Batatais por 2 a 1 no estádio do Pacaembu, nesta quarta-feira (25).

Isolado como maior vencedor da Copinha, a vitoriosa história do Timão na competição teve início logo na primeira edição do torneio. Em 1969, quando a competição contava com a participação apenas de clubes paulistas, o Corinthians sagrou-se campeão derrotando o Juventus-SP e o Nacional-SP por 4 a 1 e 1 a 0, respectivamente.

No ano seguinte, ainda apenas com equipes paulistas, a segunda conquista veio após vitória do Corinthians por 3 a 2 sobre s7os na semifinal e triunfo por 4 a 2 sobre palm. na decisão.

O terceiro título alvinegro viria 25 anos depois. Em 1995, o Corinthians venceu todas as partidas da fase de grupos e passou por Guarani, Nacional, 5P e Ponte Preta para levantar a taça.

Em 1999, liderados por Edu, Kleber, Ewerthon, Gil e Fernando Baiano, o Timão conquistou o quarto troféu ao derrotar o Vasco na final com um belo gol de Edu, que no ano seguinte seria campeão mundial com a equipe profissional após nova vitória sobre a equipe carioca.

Em 2004 e 2005, o primeiro e único bicampeonato. Há 13 anos, o quinto título veio após vitória por 2 a 0 sobre 5P, com gols de Bobô e Rafael. Neste ano, a equipe alvinegra igualava o Fluminense em número de conquistas (cinco).

No ano seguinte, o adversário na decisão foi a equipe do Nacional-SP, a mesma da primeira conquista em 1969. Com dois gols de Dinélson e um Bobô, a equipe alvinegra venceu por 3 a 1 e se isolou como maior campeão com seis títulos.

Em 2009, o início do período mais vitorioso da equipe: nada menos do que quatro títulos em nove edições de Copinha. A sétima conquista veio após vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-PR.

Três anos depois, o oitavo caneco. Com uma campanha avassaladora, o Timão venceu todos os nove jogos que disputou no torneio, tendo marcado 30 gols e sofrido apenas dois. Na final, vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense.

O nono e então último título alvinegro na Copinha foi conquistado em 2015. Já sob o comando do técnico Osmar Loss, o Corinthians conquistou o eneacampeonato após vencer a equipe do Botafogo-SP por 1 a 0, gol de Maycon.

Após ficar no quase em 2016, 2017 ficará marcado na história do Timão como o ano da 10ª conquista da Copinha de Futebol Júnior.




Artilheiro da Copinha do Corinthians decacampeão, Carlinhos abre caminho para deca com gol: “Emoção inexplicável”

Atacante do Timão fez gol em todos os jogos em que atuou e marcou o primeiro da vitória sobre o Batatais por 2 a 1 na final no Pacaembu


20h37 25/01/2017 - Agência Corinthians




© Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians


Para o Corinthians na Copinha de Futebol Júnior 2017, falou em gol, falou em Carlinhos. Artilheiro da Copinha com 11 gols, o atacante fez gol em todos os jogos em que atuou – só não marcou contra o Flamengo nas quartas de final porque não jogou por estar suspenso. Na final contra o Batatais, não foi diferente. O camisa 9 abriu o caminho para a conquista do decacampeonato com o primeiro gol da vitória por 2 a 1 no Pacaembu, nesta quarta-feira (25).

“Emoção inexplicável. Estar ali e fazer o gol. E deslanchar na artilharia, que é o melhor. Muito trabalho, muita dedicação. Vocês estão vendo hoje o que significa o Corinthians e a equipe Sub-20”, afirmou Carlinhos.

Decacampeão, Corinthians chega a 26 partidas de invencibilidade na Copinha Futebol Júnior
Foram 25 vitórias, um empate e dois títulos nas últimas três edições do torneio


18h58 25/01/2017 - Agência Corinthians






© Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians


Decacampeão da Copinha de Futebol Júnior, o Corinthians alcançou nesta quarta-feira (25), após vencer o Batatais por 2 a 1 na final da edição deste ano da competição no Pacaembu, a marca de 26 jogos de invencibilidade na competição.

O Corinthians vem de 25 vitórias, um empate e a conquista de dois títulos da Copinha.

Na campanha de 2015, quando se sagrou campeão pela nona vez, o Timão venceu as oito partidas que disputou. Naquele ano, o clube do Parque São Jorge marcou 26 gols e tomou só quatro.

Em 2016, apesar de não ter conquistado o título, o Coringão fez ótima campanha. Foram oito vitórias e um empate na final contra o Flamengo. No total, o Timão balançou as redes 30 vezes e sofreu apenas sete gols.

Nesta última edição, o Corinthians manteve a invencibilidade e sagrou-se campeão da Copinha pela 10ª vez de maneira invicta. Durante a campanha, o Timão marcou 30 gols e sofreu oito.

A conquista do 10º título isola ainda mais o clube alvinegro como o maior campeão da história da Copinha de Futebol Júnior, 5 títulos a frente do segundo.










veja como foi o treino do Corinthians nesta quarta
Zagueiro faz o primeiro treino com o elenco no CT Joaquim Grava. Turco sente dores musculares, e goleiro volta a trabalhar no gramado


Por Carlos Augusto Ferrari

Treino do Corinthians (Foto: Carlos Augusto Ferrari)

Depois da complicada viagem de retorno da Flórida, por conta de problemas meteorológicos, os jogadores do Corinthians voltaram a treinar, nesta quarta-feira, no CT Joaquim Grava. A grande novidade foi a presença do zagueiro Pablo no grupo. Ele assinou contrato com o clube na segunda-feira e está à disposição do técnico Fábio Carille.

Contratado do Bordeaux por empréstimo como um provável titular, Pablo passará por um processo de recondicionamento físico para tentar se igualar ao restante do elenco. Mesmo assim, é provável que ele participe do amistoso contra a Ferroviária, quarta que vem, na Arena Corinthians.

Walter também apareceu no gramado e realizou normalmente o aquecimento com os outros goleiros. No entanto, ele fez um trabalho separado do restante dos jogadores e não esteve na atividade em campo reduzido. O goleiro acabou vetado da viagem para os Estados Unidos em virtude de uma lesão na região do tórax.

Quem ficou fora do treino foi o atacante Kazim. O turco permaneceu na academia em virtude de um desconforto muscular na coxa direita. O problema não preocupa os médicos, e ele deve estar liberado para as próximas atividades no CT.

O lateral-direito Fagner e o meio-campista Rodriguinho estão servindo a seleção brasileira para o amistoso contra a Colômbia, no Rio de Janeiro. A previsão da comissão técnica é de que eles estejam de volta na quinta-feira.














25/01/2017 12h22
Atacante do profissional do Corinthians, Jô elogia jovem artilheiro Carlinhos
Centroavante destaca grande momento do artilheiro da Copinha

Por Carlos Augusto Ferrari

Jô retornou ao Corinthians para tentar acabar com os problemas no ataque da equipe, mas pode começar 2017 com uma grande concorrência. Carlinhos, artilheiro da Copinha, voltará em alta ao elenco profissional na próxima semana. Além disso, o Timão está confiante de que poderá contratar o marfinense Didier Drogba

– Não sabemos em que pé está a situação, mas o Drogba é um nome fortíssimo, mundialmente conhecido. Tive o prazer de jogar contra ele. Não sabemos como está. Estamos aguardando, não cabe a gente resolver, mas se vier vai nos acrescentar bastante – afirmou.

Jô, em entrevista no Corinthians (Foto: reprodução)

Depois de uma passagem apagada pelo Jiangsu Suning, da China, Jô acertou com o Corinthians em novembro do ano passado. A oportunidade no Timão está sendo encarada pelo jogador como um recomeço. Apesar da fama conquistada ao longo dos últimos anos, o jogador acredita que terá de se empenhar ao máximo para atuar. Condição que, para ele, também se encaixa Drogba.

– A maior contratação é sempre o clube. O jogador é passageiro. Quem vem tem de valorizar o clube. Eu nunca havia passado por esse momento de ficar quatro meses sem clube. Valorizo muito o Corinthians. Quem vier terá de trabalhar, correr atrás. O Drogba é mundialmente conhecido, mas se vier terá de trabalhar igual a todos – ressaltou.

Correndo por fora está Carlinhos. Autor de dez gols nesta edição da Copinha, o centroavante vem sendo muito elogiado no clube e será reintegrado ao elenco profissional depois da decisão do torneio. Para Jô, o atacante possui talento de sobra para construir uma grande carreira.


– Ele tem tudo para ser um ótimo centroavante. Tive o prazer de treinar com ele ano passado e passei um pouco da minha experiência, o pouco que eu sei. Ele está executando bem, está em grande fase. Esperamos que dê continuidade no profissional. Ele tem muito futuro e tem semelhança grande comigo, por ser bem magro (risos) – recordou.

Carlinhos é o destaque do Corinthians na Copinha (Foto: Agência Estado)


Timão faz primeiro treino após volta dos EUA

Recém contratado, zagueiro Pablo fez a primeira atividade com os novos companheiros. Atacante ficou na parte interna do CT por conta de desconforto muscular




Corinthians treinou na manhã desta quarta-feira, no CT Joaquim Grava (Foto: Guilherme Amaro)
LANCE!
25/01/2017
11:55

O Corinthians realizou na manhã desta quarta-feira o primeiro treinamento após a volta dos Estados Unidos, onde disputou a Florida Cup. Os jogadores fizeram uma atividade leve em campo reduzido por conta do desgaste causado pela viagem - que seria na noite de domingo, mas foi cancelada em razão do mau tempo e foi apenas na noite de segunda, com a delegação desembarcando na terça no Aeroporto de Guarulhos.

A novidade nesta quarta-feira foi a presença do zagueiro Pablo em campo. O defensor, contratado por empréstimo de um ano do Bordeaux (FRA), treinou pela primeira vez com os novos companheiros.

Por outro lado, o atacante Kazim não apareceu em campo. De acordo com o clube, ele sentiu um desconforto muscular e ficou na parte interna do CT Joaquim Grava. Já goleiro Walter, que não viajou aos Estados Unidos para tratar uma lesão no tórax, fez um trabalho à parte em outro gramado.

O elenco alvinegro volta a treinar na manhã desta quinta-feira, no CT Joaquim Grava. O lateral-direito Fagner e o meia Rodriguinho, com a Seleção Brasileira para o jogo contra a Colômbia, serão desfalques novamente.

Antes da estreia do Paulistão, o Corinthians faz um amistoso contra a Ferroviária, dia 1º de fevereiro, na Arena. Já o primeiro jogo pelo Estadual será no dia 4, contra o São Bento, em Sorocaba.











Corinthians fecha patrocínios pontuais para final da Copinha

Betel, Perfil Líder e Mackenzie terão marcas estampadas no uniforme


Frente da camisa do Corinthians para a decisão da Copinha (Foto: Divulgação/Corinthians)
LANCE!
25/01/2017
11:1

Nesta quarta-feira, às 16h, o Corinthians disputará a 18ª final de Copinha de Futebol Júnior de sua história. Para a decisão contra o Batatais no Pacaembu, o Timão contará com três patrocinadores pontuais. Além da Caixa, da Nike e da Iveco, que caminharam com o Alvinegro em toda a campanha, as empresas Betel, Perfil Líder e Mackenzie estamparão o manto.

A Betel Segurança Absoluta estará na parte superior das costas do manto alvinegro. A Perfil Líder, que é referência no mercado da construção civil, colocará a sua marca na manga. E o Mackenzie, instituição de ensino privada e confessional, líder em empregabilidade com mais de 146 anos de inovação e tradição no ensino, estampará a barra das costas.

Costas da camisa para a final (Foto: Divulgação/Corinthians)


HOJE A TARDE, GERENTE DO CORINTHIANS, ALESSANDRO, DEVE SE REUNIR COM PROCURADOR DO MEIA JADSON PARA ACERTAR SUA VOLTA






PRESIDENTE DO CORINTHIANS, ROBERTO ANDRADE, FEZ REUNIÃO EM VÍDEO CONFERÊNCIA COM ATACANTE DROGBA. CORINTHIANS ATENDERÁ SUAS EXIGÊNCIAS E AGUARDA RESPOSTA ATÉ FIM DA SEMANA.




CORINTHIANS PROFISSIONAL REALIZOU TREINO LEVE HOJE PELA MANHÃ NO CT JOAQUIM GRAVA






CORINTHIANS TEVE QUE SE SEPARAR EM 6 VIAJENS PARA VOLTAR DOS EUA. HOJE PELA MANHÃ CHEGOU ÚLTIMA LEVA.




Ansioso por estreia na Arena Corinthians, Jô diz: 'Certeza de que vou corresponder'

Atacante está em sua segunda passagem pelo Corinthians e diz que tem que controlar ansiedade. Ele também falou sobre Drogba, Jadson e expectativa para a temporada


(Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)
LANCE!
25/01/2017
12:15


Em sua segunda passagem pelo Corinthians, o atacante Jô está ansioso para estrear na Arena Corinthians, no amistoso do Timão contra a Ferroviária, dia 1º de fevereiro, às 21h45. Além da ansiedade, o jogador também mostra confiança e diz que corresponderá à altura da expectativa da torcida.

- A ansiedade é muito grande, não sei se foi bom ou ruim ter voltado em novembro, porque treinava e não jogava (risos). Estou brincando, foi muito bom eu ter voltado para treinar e me readaptar. A ansiedade é grande, tenho que controlar bastante, e tenho certeza de que vou corresponder à altura. Desde menino, o torcedor sempre sonhou com o estádio, e hoje o Corinthians tem. Vou poder pisar na Arena e dar alegria para a torcida. Mas tenho que controlar essa ansiedade para ela não tomar conta e prejudicar - afirmou Jô, em entrevista coletiva nesta quarta-feira, no CT Joaquim Grava.

Ele já foi utilizado pelo técnico Fabio Carille tanto como centroavante, como ponta

- Hoje é um pouquinho mais difícil (jogar como ponta). Joguei muitos anos como centroavante, mas a comissão viu alguns vídeos de quando eu joguei como ponta e me pediu para eu jogar ali nessa fase de teste. Só que hoje é mais complicado, precisa de um tempo de adaptação e treinamento. Mas achei que foi positivo, estou aqui para ajudar. Onde me sinto melhor e mais à vontade é como centroavante, mas estou aqui para ajudar o Carille onde ele quiser - disse.

Durante a entrevista coletiva, Jô foi perguntado sobre Drogba, Jadson e expectativa para a temporada. Confira abaixo:

Acredita em uma boa temporada?
Corinthians sempre será Corinthians. É um time muito renovado, em 15 dias de trabalho já vê a diferença, todo mundo querendo mostrar o seu valor, com certeza é um Corinthians forte. Estamos determinado para mostrar que 2016 é para ficar para trás.

Como o elenco vê as possíveis chegadas de Drogba e Jadson?
Não sabemos como está a situação do Drogba, mas é um nome fortíssimo, mundialmente conhecido, é um excelente jogador, já joguei contra. A gente não sabe como está, mas se vier vai acrescentar. Sobre o Jadson, é um excelente jogador e vai ajudar bastante se vier.

Muita gente disse que você chegou acima do peso. Como levou essas críticas?
Estou muito tranquilo, é natural, realmente voltei acima do peso porque fiquei quatro meses parado. É natural. Crítica é bom para ver onde está errando. É trabalho, dedicação e cabeça tranquila. Tem que estar focado no trabalho. Desde que voltei recebi mais elogios, mas é natural, qualquer profissão você recebe críticas e elogios. O jogador tem que estar com a cabeça boa, estou pronto e preparado para esse desafio. Espero que no fim do ano tenha dado tudo certo.








Herói discreto do Corinthians supera incertezas por final feliz na Copinha

Aos 19 anos, Marquinhos atuou nos oito jogos do Timão no torneio e marcou três gols. Atacante se diz ansioso com estreia no Pacaembu, na tarde desta quarta, contra o Batatais



Marquinhos marcou três gols na Copinha
(Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians)

Atacante foi o autor do gol da virada sobre o Coxa
(Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians)
Guilherme Amaro
25/01/2017
08:00

O Corinthians conta com jogadores já badalados na Copinha Júnior, como o volante Guilherme Mantuan, o meia Fabricio Oya e os atacantes Pedrinho e Carlinhos. O Timão ainda tem um "herói discreto", pouco badalado, mas que atuou em todos os oito jogos e fez três gols no mata-mata do principal torneio de base neste ano.

Aos 19 anos, Marquinhos foi o responsável por marcar o gol da virada por 2 a 1 em cima do Coritiba que garantiu a classificação para as oitavas de final. O atacante ainda deixou sua marca na goleada por 5 a 1 sobre o Manthiqueira, na segunda fase, e na vitória por 3 a 0 sobre o Juventus, na semifinal. Agora, ele se diz ansioso para estrear no Pacaembu, nesta quarta-feira, às 16h, na decisão diante do Batatais.

- Ainda não joguei no Pacaembu. Estou ansioso demais. Duas tias e uma prima vão ao estádio, e isso me dá ainda mais força - disse Marquinhos, que prefere não ser badalado mesmo após destacar-se no ataque corinthiano.

- Procuro fazer sempre meu trabalho, sou uma pessoa quieta, na minha, não gosto de holofotes e muita gente em cima. Procuro fazer o que o professor manda, e isso sempre deu certo e espero que continue dando - afirmou.

Antes de destacar-se pelo Corinthians, porém, Marquinhos teve de superar incertezas. Ele foi emprestado ao Flamengo de guarulhos nas duas últimas temporadas e chegou a pensar que não teria mais oportunidades no Timão. No entanto, voltou após marcar 14 gols no Paulista Sub-20 do ano passado e teve contrato prorrogado até junho de 2019.

- No meu primeiro ano no Flamengo de guarulhos, pensei que poderia não voltar mais para o Corinthians. Mas no segundo ano eu coloquei na cabeça que ia trabalhar para me destacar e deu certo. Fui bem, fiz 14 gols no Paulista Sub-20 e acho que isso me deu um empurrão para ter essa renovação de contrato com o Corinthians - analisou.

Nascido em Santa Izabel, no Pará, Marquinhos iniciou em um time da cidade chamado Brasiliense e passou pelo Castanhal até chegar ao Paysandu. Após destacar-se, chegou a ir para o Santos, mas logo voltou ao Papão. Foi atuar pelo Noroeste, transferiu-se para a Portuguesa e depois foi contratado pelo Corinthians. Com experiência em jogar para uma torcida apaixonada, como foi pelo Paysandu, o atacante quer mais uma boa atuação na final em busca de uma chance no time profissional.

- Esse é o sonho de todo jogador que está aqui, não só o meu. Queremos nos destacar e subir para o profissional. Vamos em busca desse título e quem sabe de uma vaga no time principal - declarou Marquinhos.





Ansioso para reestrear em casa, Jô vê equipe renovada: “É um Corinthians forte”

Após o treino desta quarta (25), o atacante disse em entrevista coletiva que os 15 dias de trabalho em 2017 já mostraram uma equipe diferente

12h12 25/01/2017 - Agência Corinthians

Depois de uma semana nos Estados Unidos e o retorno ao Brasil, o elenco do Corinthians voltou ao CT Dr. Joaquim Grava nesta quarta-feira (25). O grupo alvinegro treinou pela manhã na continuação da pré-temporada de 2017. Após a atividade, Jô falou com a imprensa em entrevista coletiva e afirmou que vê um time muito renovado para esse ano.

“Por esses 15 dias de trabalho, já vemos a diferença. Todo mundo quer mostrar seu valor. É um Corinthians forte, pronto para mostrar que 2016 ficou para trás”, afirmou o atacante do Timão.

O camisa 7 do Alvinegro ainda falou sobre a ansiedade de voltar a jogar pelo clube do Parque São Jorge, onde foi revelado, ao lado da Fiel. A reestreia já aconteceu durante a Florida Cup, em Orlando (EUA), mas a expectativa agora está em atuar na Arena Corinthians.

“É muito grande. Não sei se foi bom voltar em novembro, porque treinava e não podia jogar (risos). Esse começo de temporada está sendo muito bom. Ansiedade é grande para pisar na Arena, com essa torcida maravilhosa gritando meu nome. Tenho certeza de que vou corresponder à altura”, concluiu Jô.







Corinthians decide copinha hoje em busca de décimo título
Timão jrs entra no gramado do Pacaembu em busca da 10ª conquista da Copinha


10h00 25/01/2017 - Agência Corinthians






© Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians


Foram 21 dias – sem contar toda a preparação, ao longo de dezembro do ano passado –, mais de 600 km percorridos, quatro hotéis, três cidades, dois estádios, 750 minutos, aproximadamente, de bola rolando para chegar neste 25 de janeiro de 2017, às 16h, no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu. Essa foi a trajetória do Corinthians na Copinha de Futebol Júnior deste ano, que terá um desfecho logo mais: o Timão jrs enfrenta o Batatais-SP em busca da 10ª conquista na competição. A partida terá transmissão da Globo, SporTV, ESPN e Rede Vida.

Com a melhor campanha da competição (oito jogos, oito vitórias, 28 gols marcados, seis sofridos, 22 de saldo de gols, 100% de aproveitamento), a equipe comandada pelo técnico Osmar Loss está focada na busca pelo caneco. O treinador terá a baixa do lateral-esquerdo Guilherme Romão, que levou o cartão vermelho na semifinal, e cumpre suspensão.

Carlinhos, artilheiro do Corinthians e da Copinha com 10 gols, vai em busca do segundo título da competição dele – esteve no grupo campeão em 2015, mas não entrou em nenhuma partida. O atacante está a três gols de superar Sinval, da Portuguesa, que anotou 12 gols na Copinha de 1991. “Meu objetivo principal e de toda a equipe é ser campeão, independentemente de quantos gols eu consiga fazer. Depois penso nos prêmios pessoais”, comentou.

Longa invencibilidade

O Corinthians está a 25 jogos invicto na copinha, com 24 vitórias e um empate. Osmar Loss era o treinador em todas essas disputas e tem um aproveitamento de 92,92% na Copinha pelo Corinthians (33 jogos, 30 vitórias, dois empates e uma derrota).












Há 94 anos, Corinthians estreava na Fazendinha

Estádio Alfredo Schürig leva o nome de um dos principais presidentes do Corinthians, grande apaixonado pelo Timão


10h00 25/01/2017 - Agência Corinthians






© Divulgação


Há exatos 94 anos, no dia 25 de janeiro de 1923, o Corinthians jogou a primeira partida oficial no Estádio Alfredo Schürig. Popularmente conhecido como Fazendinha, o campo localiza-se dentro do clube do Parque São Jorge, no bairro do Tatuapé. Na época, o Timão venceu o Sírio por 1 a 0, com gol de Gambarotta, em confronto válido pelo segundo turno do Campeonato Paulista daquele ano.

O Coringão jogou ao todo 469 partidas oficiais na Fazendinha, com um aproveitamento positivo de 73%. Foram 347 vitórias, 60 empates e 62 derrotas, com 1.321 gols a favor e 480 sofridos. O Estádio Alfredo Schürig leva o nome de um dos principais presidentes da história do Corinthians, grande apaixonado pelo Timão.

A escalação do Corinthians no primeiro jogo no Parque São Jorge teve Mário (Goleiro), Del Debbio (Zagueiro), Rafael (Zagueiro), Ciasca (Lateral Esquerdo), Peres (Ponta Direita), Amílcar (Volante), Garcia (Meio-campista), Neco (Meio-campista), Tatu (Meio-campista), Rodrigues (Ponta Esquerda) e Gambarotta (Centroavante).

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.






Liedson estreava pelo Corinthians há 14 anos

Ex-atacante disputou 111 partidas e marcou 50 gols com a camisa alvinegra


10h00 25/01/2017 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


No dia 25 de janeiro de 2003, há 14 anos, Liedson estreava pelo Corinthians em vitória por 2 a 0 sobre o Marília pelo Campeonato Paulista. Aos 37 minutos do segundo tempo do jogo, o ex-atacante entrou em campo no lugar de Gil para defender o Timão pela primeira vez.

Na ocasião, a equipe do Parque São Jorge entrou em campo com Doni; Rogério, Anderson, Fábio Luciano e Kléber; Pingo, Fabinho, Renato; Deivid, Leandro e Gil. Deivid e Renato marcaram os gols alvinegros.

Em duas passagens pelo Corinthans (2003 e 2011/2012), Liédson disputou 111 jogos, marcou 50 gols e conquistou três títulos: um paulista (2003), um brasileiro (2011) e uma Libertadores da América (2012).

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.





Corinthians fecha patrocínios pontuais com Betel, Perfil Líder e Mackenzie para final da Copinha

Empresas estamparão o manto na decisão contra o Batatais com Caixa, Nike e Iveco


10h50 25/01/2017 - Agência Corinthians






© Divulgação


Nesta quarta-feira (25), às 16h, o Corinthians disputará a 18ª final de Copa São Paulo de Futebol Júnior de sua história. Para a decisão contra o Batatais no Pacaembu, o Timão contará com três patrocinadores pontuais. Além da Caixa, da Nike e da Iveco, que caminharam com o Alvinegro em toda a campanha, as empresas Betel, Perfil Líder e Mackenzie estamparão o manto.

A Betel – Segurança Absoluta estará na parte superior das costas do manto alvinegro. A Perfil Líder, que é referência no mercado da construção civil, colocará a sua marca na manga. E o Mackenzie, instituição de ensino privada e confessional, líder em empregabilidade com mais de 146 anos de inovação e tradição no ensino, estampará a barra das costas.













Corinthians jrs dupla de zaga já é barbada e experiente

Thiago e Vinicius Del'Amore passaram por vários clubes antes de defenderem o Timão e chegarem à decisão da Copinha. Nesta quarta-feira, às 16h, eles podem ajudar pelo título

Corinthianos Thiago e Vinicius Del'Amore, os titulares da zaga
(Foto: Montagem sobre Ag. Corinthians)

Gabriel Carneiro
25/01/2017
07:00

O Corinthians tem a melhor defesa da Copinha de Futebol Júnior. Caso a boa fase do setor defensivo se mantenha e o Corinthians não sofra gols nesta quarta-feira, contra o Batatais, o décimo título da Copinha se tornará uma realidade próxima. São dois os responsáveis por tentarem manter a fortaleza do Timão intacta no Pacaembu: Thiago e Vinicius Del'Amore. Apesar dos 19 e 20 anos, respectivamente, os dois jogadores já têm longas trajetórias no futebol. E respeitáveis barbas no rosto.

Thiago é jogador do Corinthians desde abril do ano passado, quando teve 70% dos direitos econômicos adquiridos pelo clube por R$ 300 mil. Formado pelo PSTC-PR, ele já havia disputado a Copinha pelo Desportivo Brasil no ano passado e pelo Atl Cu em 2015. Ele disputa, portanto, sua terceira edição de Copinha no último ano em categorias de base.

- Ter sido dispensado do Atlético-PR e atuado pelo Desportivo Brasil, que é um clube-empresa, sem torcida, foi uma lição de maturidade para o Thiago. E ele está colocando esse aprendizado em prática no Corinthians, outra camisa pesada. Todo esse processo deixa o jogador mais preparado para os grandes desafios, e a Copinha é um deles - diz Alexis Malavolta, representante do zagueiro corintiano.

Vinicius Del'Amore começou a carreira no próprio Corinthians, em 2008, mas permaneceu só até a temporada seguinte, quando foi dispensado. Rodou por outros clubes por 6 anos

Em 2015, o jogador nascido em São Bernardo do Campo acertou o retorno ao Corinthians. Ele disputou a Copa São Paulo de Juniores do ano passado como parceiro de zaga de Léo, que foi promovido ao profissional. No fim do ano, Vinicius Del'Amore foi até relacionado para uma partida contra o Figueirense, pelo Campeonato Brasileiro, pelo técnico Oswaldo de Oliveira.

Experientes e barbados, os dois zagueiros são a esperança do Corinthians nesta quarta-feira, às 16h, contra o Batatais. O título seria o décimo do clube na história da competição.












Há boato de interesse do Corinthians no jovem chileno volante Claudio Baeza



















Jadson pode assinar com o Corinthians ainda hoje



Jogador é esperado na parte da tarde desta quarta-feira (25 de janeiro) para concretizar o retorno ao clube onde foi campeão brasileiro em 2015
























25/01/2017 08h05
Técnico corinthiano Fábio Carille apresenta reforços
Técnico lista as características que fizeram o Corinthians contratar Kazim, Jô, Luidy, Pablo, Gabriel, Fellipe Bastos e Paulo Roberto


Por Marcelo Braga



Técnico Fábio Carille trabalha com dois esquemas de jogo para o Corinthians em 2017 (Foto: Marcelo Braga)

Ainda à espera de Jadson e Drogba, o Corinthians conta com sete novas contratações para o Paulistão: uma para a defesa, três para o setor de meio-campo e outras três para o ataque.
Durante a pré-temporada da equipe nos Estados Unidos, o técnico Fábio Carille explicou que a chegada desses jogadores ocorreu por conta da ideia de jogo pré-definida pela comissão técnica e projetou o que se espera deles em 2017.

Gabriel, Paulo Roberto, Fellipe Bastos, Kazim e Jô deram o cartão de visita nos EUA. Luidy e Pablo devem estrear no amistoso contra a Ferroviária, no dia 1º, na Arena Corinthians.

Segundo o treinador, a ida ao mercado aconteceu a partir das carências diagnosticadas, como a falta de pegada no meio-campo e a ausência de jogadores capazes de botar a bola para dentro do gol.

– Eu inicio o ano com o que já vinha sendo trabalhado de ideia de jogo com esse grupo, procuro não mudar. Tanto que estou deixando claro que vão ser os esquemas 4-1-4-1 e 4-2-3-1 (plano A e plano B para 2017). Nossa busca foi por peças que se encaixassem nesses dois esquemas. A mudança, na verdade, é pequena. É o triângulo do meio que muda, mas sempre jogando com jogadores de lado. Nossa busca foi em cima do que já tinha sido implantado – explicou Carille.

Confira uma análise do técnico para cada reforço:


PABLO, zagueiro
– Observamos o Pablo desde que ele jogava no Avaí. Pela Ponte Preta, fez grandes jogos contra nós. Pensamos em trazê-lo antes de ser vendido para a França (Bordeaux), mas a negociação foi com valores muito altos. É um jogador de imposição, força, rapidez, tem 1,88m...Tem a cara do Corinthians. Tem muita marcação e força, vai agradar o torcedor do Corinthians.


FELLIPE BASTOS, volante
– Conhecemos o Fellipe desde a época de seleção brasileira, acompanhamos sua carreira. É um jogador de marcação forte, qualidade no passe e finalização. Tem uma bola parada muito boa. Faz parte do perfil que a gente busca, de jogadores agressivos na marcação do meio-campo, algo que perdemos nos últimos anos, para voltarmos a ser o Corinthians que todos gostam.


PAULO ROBERTO E GABRIEL, volantes
– Fazem parte dessa busca: Gabriel sendo muito mais marcador, mas com saída de bola boa, e Paulo Roberto com marcação agressiva e qualidade de jogo. Acompanho o Paulo Roberto desde 2010. Já chegava com qualidade como segundo volante. Tentamos trazê-lo naquele momento, mas ele acabou indo para o Atlético-PR. Lá, teve uma fratura no tornozelo que fez com que ele perdesse tempo na carreira. Mas é um jogador com qualidade no passe que não fica com a bola no pé. Sobre Gabriel, o torcedor vai abraçá-lo muito rápido por sua característica.


KAZIM E JÔ, atacantes
– Kazim é um jogador de frente, pivô mesmo, que acompanhamos desde a Turquia. Jogador de imposição, força e muita presença de área, outra coisa que nos faltou no ano passado. A bola passou ali (na frente do gol) muitas vezes, mas não tivemos o jogador para fazer os gols. Até no período em que fui o técnico. Por isso essa busca por jogador de área, assim como é o Jô, que todo mundo já conhece. E é bom ter jogadores que façam outras funções também. Com Jô, vimos jogos dele atuando aberto pelo Manchester City.


LUIDY, atacante
– Acompanhamos muito esse jogador no CRB, foi uma oportunidade ótima para o Corinthians. É jogador de cumprir função, meio parecido com Jorge Henrique, de vir, baixar, ter força para atacar. As informações que temos do técnico Mazzola são maravilhosas. É trabalhador, quer aprender e aos poucos vai ganhar oportunidades.








25/01/2017 09h07

Corinthians além de maior campeão é clube que disputará mais finais seguidas da Copinha

 Timão garantiu presença na sua quarta decisão seguida (2014, 2015, 2016 e 2017).


Corinthians disputa contra o Batatais a quarta final consecutiva na Copinha, um recorde na competição (Foto: Marcos Ribolli)

Quando dizem que a Copinha de Futebol Júnior tem a cara do Corinthians, ou então, foi feita sob medida para o clube não é a toa. Além de ser o maior campeão do torneio e ter o maior número de participações em decisões, o Timão agora é o que possui mais finais consecutivas. Com a vitória por 3 a 0 sobre o Juventus, no último domingo, na Arena Barueri, o clube vai disputar o título pela quarta vez seguida. A partida será realizada nesta quarta-feira, às 16h, no Pacaembu.

Nas últimas três Copinhas, o Corinthians sempre esteve presente no jogo decisivo.No total, são nove conquistas (1969, 1970, 1995, 1999, 2004, 2005, 2009, 2012 e 2015) em 17 finais sem contar a de 2017 (1969, 1970, 1973, 1976, 1978, 1984, 1993, 1995, 1997, 1999, 2004, 2005, 2009, 2012, 2014, 2015 e 2016).

Em outras duas ocasiões, o Timão chegou dois anos consecutivos na decisão. Em 1969 e 1970, quando a competição ainda era só disputada por equipes paulistas, o clube foi bicampeão, respectivamente. Em 2004 e 2005, quando a Copinha já tinha a participação de times de outros estados, o Corinthians levantou a taça os dois anos 








25/01/2017 07h00

Corinthians confia no ataque por décima Copinha
Timão joga final contra o Batatais nesta quarta, no Pacaembu, 16h, e apresenta seus artilheiros. Carlinhos já é profissional, e dupla promissora pode seguir o caminho


Por Diego Ribeiro
Carlinhos e Pedrinho são os artilheiros do Timão em 2017 (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

O Corinthians confia no seu ataque para buscar o décimo título da Copinha Júnior, maior torneio jrs do país, nesta quarta-feira, às 16h (de Brasília), no Pacaembu, contra o Batatais. O artilheiro Carlinhos, o arisco Pedrinho e o camisa 10 Fabrício Oya comandam o setor ofensivo na decisão: são 28 gols em oito jogos, média de 3,5 por partida.

Em campo, o técnico Osmar Loss só terá um desfalque para a final: Guilherme Romão, suspenso, deve dar lugar a Carlos, que se recupera de desconforto muscular, mas deve ter condições. O Timão deve entrar em campo com Filipe, Samuel, Thiago, Vinícius Del'Amore e Carlos; Renan Areias e Guilherme Mantuan; Pedrinho, Fabrício Oya e Marquinhos; Carlinhos.


Juntos, Carlinhos, Pedrinho e Oya são responsáveis por 60% dos gols do Corinthians. Carlinhos, o centroavante, já faz parte da equipe profissional e vai voltar após o torneio, assim como o volante Guilherme Mantuan. Pedrinho, de 18 anos, pode ser o próximo nome.

Trabalho todos os dias para poder ter uma oportunidade. Se os caras lá de cima puderem me chamar, vou tentar corresponder à altura

Pedrinho, atacante do Corinthians

Arisco, o atacante tem feito o jogo fluir no Timãozinho. Com cinco gols e seis assistências na Copinha, ele tem credenciais suficientes para chamar a atenção do técnico Fábio Carille, que se impressionou com o futebol do garoto nos jogos que viu na primeira fase.


Pedrinho é de Maceió, em Alagoas, e chegou ao Corinthians há três anos e meio. Desde então, tem lutado por suas chances. Esta é a segunda Copinha dele, agora mais maduro.


– Trabalho todos os dias para poder ter uma oportunidade no profissional, se os caras lá de cima puderem me chamar, vou tentar corresponder à altura. Ainda tenho mais uma Copinha, mas tenho em mente que posso subir ao profissional. Realizar meu sonho e o da minha família. Estou muito longe deles e dos amigos. O início foi difícil, mas o tempo foi passando, fui amadurecendo, e hoje me sinto em casa – comemorou Pedrinho.

Outro destaque do setor ofensivo é Fabrício Oya. Aos 17 anos e considerado maestro do time, o garoto é tratado como joia das categorias de base. Com dois gols na Copinha, ele também é observado pelos profissionais e já fez treinos na equipe de cima. Oya, porém, tem mais tempo para amadurecer e só deve subir num segundo momento. Ele já brilhou no Pacaembu em 2016, quando o Corinthians conquistou a Copa do Brasil Sub-17 sobre o Sport.

Fabricio Oya é o camisa 10 do Timão jrs: futuro é promissor para o ataque alvinegro (Foto: Futura Press)

– Eu me lembro muito bem daquele jogo. Foi um título importante para a nossa categoria e a torcida corintiana nos apoiou do início ao fim, como tem feito durante toda essa Copinha. Será especial retornar ao estádio, e espero que o final seja tão feliz quanto foi aquele – disse Oya.


O jogador mais pronto, porém, é Carlinhos. Prestes a completar 20 anos, ele será opção a Jô no ataque alvinegro em 2017. A semelhança física, inclusive, chama a atenção. Mais do que isso, suas credenciais são os dez gols marcados na Copinha. Artilheiro isolado do torneio, ele terá o título como uma confirmação de seu sucesso na base.


Veja as informações do Timão para a final:
Corinthians x Batatais
Local: Pacaembu
Data e horário: quarta-feira, às 16h (de Brasília)
Escalação provável: Filipe, Samuel, Thiago, Vinícius Del'Amore e Carlos; Renan Areias e Guilherme Mantuan; Pedrinho, Fabrício Oya e Marquinhos; Carlinhos.
Desfalque: Guilherme Romão (suspenso)