1 de jan de 2017

CORINTHIANS 01/01/2017


Dupla volta de empréstimo ao Timão e está nos planos de técnico Fábio Carille para 2017

Após períodos na Ponte Preta e no Bahia, respectivamente, Maycon e Moisés são inscritos no BID de volta ao Corinthians. Novo técnico pretende aproveitar os dois na pré-temporada
LANCE!
01/01/2017
16:54

O elenco do Corinthians ganhou duas novas peças neste domingo, primeiro dia do ano de 2017. Mas calma, torcedor, não se trata de nenhum reforço inesperado... O volante Maycon e o lateral-esquerdo Moisés estão de volta dos empréstimos a Ponte Preta e Bahia, respectivamente, e fazem parte dos planos do técnico Fabio Carille para a temporada. Ambos disputarão Paulistão, Copa do Brasil, Sul-americana e Brasileiro pelo Timão em 2017, mas só um deles tem apresentação marcada para o dia 11 de janeiro, como o restante do elenco.

Apesar do interesse do Bahia em manter Moisés em 2017, o Corinthians teme perder Guilherme Arana ou Uendel e espera ter a terceira opção na pré-temporada, incluindo a viagem aos Estados Unidos para a disputa da Florida Cup. Carille gostou do rendimento de Moisés na Série B e planeja dar chances ao jogador contratado no início do ano passado ao menos neste início de temporada. Moisés tem contrato até o fim do ano, e o Timão já pensa até na possibilidade de propor a renovação do vínculo.

Já o caso de Maycon é diferente. Elogiado por diretoria e comissão técnica e jogador de uma posição em que o elenco do Corinthians é carente, o jovem de 19 anos chega para jogar. O problema é que ele foi convocado para a disputa do Sul-americano sub-20 que a Seleção Brasileira disputa no Equador. O jogador se apresenta ao técnico Rogério Micale nesta segunda-feira e inicia a disputa do torneio no dia 18 - as finais serão em 11 de fevereiro. Assim, Maycon perderá a reapresentação, a pré-temporada e possivelmente os primeiros jogos do ano antes de integrar o grupo de Fabio Carille.

Entre os outros emprestados, só o colombiano Mendoza deve se apresentar ao CT Joaquim Grava no dia 11. Ele terá o desempenho analisado pela comissão técnica para saber se permanece no elenco ou não. Os outros emprestados não serão aproveitados: Alan Mineiro (deve acertar com o Paraná), Claudinho, Gustavo Viera, Rodrigo Sam (jogará o Paulistão A2 pelo Água Santa), entre outros nomes menos badalados, como Igor, Lucas Roncato e Fabiano.

VEJA COMO ESTÁ O ELENCO DO CORINTHIANS PARA 2017:

Goleiros: Walter, Cássio, Matheus Vidotto, Caique e Douglas
Laterais-direitos: Fagner e Léo Príncipe
Laterais-esquerdos: Uendel, Guilherme Arana e Moisés
Zagueiros: Balbuena, Vilson, Pedro Henrique, Yago e Léo
Volantes: Cristian, Camacho, Jean, Warian, Maycon e Marciel
Meias: Rodriguinho, Danilo, Marlone, Guilherme, Marquinhos Gabriel, Rodrigo Figueiredo e Giovanni Augusto
Atacantes: Jô, Romero, Lucca, Bruno Paulo, Mendoza, Luidy e Léo Jabá







ESPECULA-SE QUE CORINTHIANS AINDA PODE TENTAR CONTRATAR TECNICO PORTUGUES MARCO SILVA





Matheus Cassini se anima a voltar e vira nome em pauta no Corinthians

Meio-campista de 20 anos foi formado na base do Timão, mas saiu em 2015 para jogar na Itália. Hoje na Terceira Divisão, se empolgou com mudanças na comissão técnica alvinegra



Matheus Cassini foi formado na base do Timão
(Foto: Daniel Augusto Jr)


Gabriel Carneiro
01/01/2017
15:47

Um nome já conhecido da torcida do Corinthians entrou na pauta de assuntos da diretoria e pode ser alvo de uma investida nos próximos dias. Aos 20 anos, o meio-campista Matheus Cassini está insatisfeito no Siracusa, da Terceira Divisão da Itália, e se empolgou pelas mudanças recentes na comissão técnica do Timão: Fabio Carille, que acompanhou a base por muitos anos como assistente, será o técnico em 2017, auxiliado a partir de fevereiro por Osmar Loss, que dirige o time sub-20 há mais de três anos e conhece bem o jogador.

Cassini é revelado pelas categorias de base do próprio Timão, foi campeão da Copa São Paulo de Juniores de 2015 como titular e logo depois promovido ao time profissional. Sem espaço, ele recebeu proposta do Palermo (ITA) e optou pela saída, apesar da oferta posterior do Corinthians. O clube brasileiro possuía 70% dos direitos econômicos do meia, que foi negociado por R$ 3,5 milhões - o caso gerou revolta de parte dos torcedores, que entendeu a saída como uma "esnobada" ao Timão, especialmente após declarações nessa linha do ex-presidente Andrés Sanchez: "Ele quer ir embora. Se não for agora em um ano ele vai de graça".

Fora do Corinthians sem nem sequer ter estreado como profissional, Cassini ficou encostado no Palermo e já foi emprestado duas vezes, ao Zapresic, da Croácia, e ao Siracusa, da Terceira Divisão italiana. Ele tem contrato até 2020 no Palermo, mas o status já não é o mesmo de 2015 e os salários são considerados elevados para uma promessa. O clube cogita rescindir o vínculo.

O sonho de voltar ao Corinthians foi alimentado por uma entrevista recente do técnico Osmar Loss à Rádio Bandeirantes. O atual comandante do sub-20, futuro auxiliar técnico do time profissional do Corinthians, fez importantes elogios ao garoto e não descartou a possibilidade de indicá-lo à diretoria. Quando soube das declarações, Cassini mobilizou seus representantes a trabalhar a possibilidade de um retorno, buscou contato com o próprio Loss e ainda postou um texto no Instagram com uma imagem sua com a camisa do Timão e fotos de ídolos alvinegros, como Sócrates, Ronaldo, Casagrande, Neto e Zé Elias.

"Essa semana depois da declaração do professor Osmar Loss, fui pego de surpresa pelo carinho dos torcedores corintianos (...) Hoje entendo melhor tudo que aconteceu no passado, e quando olho para os grandes ídolos (meus ídolos) que já vestiram essa camisa, sempre me orgulho de poder ter representado eles e toda nação mesmo que por pouco tempo. Um ótimo 2017 a todos", escreveu o garoto de 20 anos.

Matheus Cassini não estava na lista original de jogadores pretendidos pelo Corinthians, mas seus representantes já iniciaram conversas com dirigentes do clube. O Timão acenou que não pagará o salário que o jovem recebe na Itália e nem mesmo aquilo que ofereceu pela renovação em 2015. A ideia também não é "brigar" pelo meia, e sim aguardar que ele esteja livre de contrato. O nome, porém, não foi rejeitado de primeira, o que indica a chance de aproximação e até mesmo repatriação em 2017.







Corinthians parabeniza Artilheiro alvinegro, Viola, que completa 41 anos de idade

Revelado pelo Timão, o centroavante conquistou três títulos no período em que vestiu o manto alvinegro


10h00 01/01/2017 - Agência Corinthians






© Arquivo Placar


Paulo Sérgio Rosa, mais conhecido como Viola, completa 48 anos de idade neste domingo (01). Nascido no dia 01 de janeiro de 1969, o ex-atacante jogou a primeira partida dele como titular do Corinthians no segundo jogo da final do Campeonato Paulista de 1988, contra o Guarani, com apenas 19 ano. Na ocasião, o ex-jogador marcou o único gol da partida, que deu a vitória e o título para o clube do Parque São Jorge.

Na passagem pelo clube alvinegro, de 1988 a 1995, Viola conquistou três títulos: dois paulistas (1988 e 1995) e uma Copa do Brasil (1995). Ainda como jogador corinthiano, o ex-centroavante foi tetracampeão mundial com a Seleção Brasileira em 1994.

Em 283 jogos pelo Timão, Viola marcou 105 gols.







Atletas do Corinthians completam trajeto da 92ª Corrida de São Silvestre

Todos os corredores da Corre Corinthians cruzaram a linha de chegada na tradicional prova de 15 km


12h00 31/12/2016 - Agência Corinthians






© Divulgação


Na manhã deste sábado (31), foi realizada a 92ª edição da corrida de rua mais tradicional do Brasil: a São Silvestre. Os 30 mil inscritos fizeram a festa de encerramento do calendário esportivo brasileiro nas ruas de São Paulo. O Corinthians esteve representado com cerca de 30 corredores do Corre Corinthians, grupo de corrida de rua e caminhada oficial do Timão. Preparando-se desde outubro para a prova, os atletas alvinegros completaram o trajeto de 10 km.

No masculino, o vencedor foi o etíope Leul Aleme, com o tempo de 44m53s. No feminino, a queniana Jemima Sumgong, campeã olímpica da maratona nos Jogos Olímpicos Rio 2016, foi a primeira colocada com o tempo de 48m34s, recorde da Corrida de São Silvestre entre as mulheres.








Corinthians parabeniza, Ídolo do Corinthians, Marcelinho Carioca que completa 45 anos

Multicampeão e quinto maior artilheiro da história do clube, ex-meia fez história no Timão na década de 90


10h00 31/12/2016 - Agência Corinthians






© Pisco Del Gaiso/Placar


Um dos maiores ídolos da história do Corinthians faz aniversário neste sábado (31). Nascido no Rio de Janeiro no dia 31 de dezembro de 1971, Marcelinho Carioca completa 45 anos de idade.

Com três passagens pelo clube (1994/1997, 1998/2001 e 2006), o ex-meia é um dos jogadores mais vencedores da história do Timão. Com a camisa alvinegra, Marcelinho conquistou os títulos do Mundial de Clubes (2000), do Brasileirão (1998 e 1999), da Copa do Brasil (1995) e do Paulista (1995, 1997, 1999 e 2001).

O ídolo dos anos 90 também é o quinto maior artilheiro da história do Corinthians, com 206 gols, atrás apenas de Cláudio (306), Baltazar (269), Teleco (253) e Neco (228). Entre aqueles que mais atuaram com o manto alvinegro, Marcelinho fica em 13º, com 433 partidas.

Além dos números, o jogador ficou conhecido pela maneira perfeita e diferenciada com que cobrava as faltas e também pelas assistências que dava aos colegas de equipe. Nos momentos decisivos, o jogador também estava presente, como nos três jogos da final do Brasileirão de 98 contra o Cruzeiro, quando fez gol em todas as partidas.

Conhecido apenas como Marcelinho na época do Flamengo, o jogador colocou o Carioca no nome ao chegar no Corinthians, já que havia outro Marcelinho, volante. Desde então, o nome Marcelinho Carioca virou sinônimo de craque e ídolo no Parque São Jorge.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.




Reizinho do Parque, Roberto Rivellino completa 71 anos

Grande jogador, o ex-meia ficou conhecido pela bomba de perna esquerda, apelidada de Patada Atômica durante a Copa do Mundo de 1970


10h00 01/01/2017 - Agência Corinthians




Rivellino era conhecido como "Reizinho do Parque" na época em que jogava pelo Corinthians

© Rodrigo Coca/Agência Corinthians




Roberto Rivellino completa 71 anos de idade neste domingo (01). Nascido no dia 01 de janeiro de 1946, Rivellino fez história no Corinthians e também no futebol mundial. A famosa bomba de perna esquerda, conhecida como Patada Atômica na Copa do Mundo de 1970, quando o Brasil foi tricampeão mundial, e o drible curto conhecido como "elástico" o fizeram um dos maiores jogadores da história do esporte bretão.

Na época em que Pelé reinava, Rivellino também foi rei. O Reizinho do Parque, apelido que ganhou do jornalista Antônio Guzman. Após tentar a sorte nas peneiras do São Paulo e do Palmeiras, Roberto veio parar no Sport Club Corinthians Paulista. Aos 19 anos, ganhou a primeira oportunidade de atuar pelo profissional e nunca mais saiu.

Rivellino atuou pelo Alvinegro do Parque São Jorge de 1965 a 1974, quando foi para o Fluminense. Apesar do grande jogador que foi, o meia não realizou o maior sonho dentro do Timão, que era ganhar um Campeonato Paulista. Contudo, Rivellino conquistou o Torneio Rio-São Paulo de 1966.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.

Em toda a carreira, Rivellino participou de 474 partidas – atrás apenas de Wladimir (805), Luizinho (606), Ronaldo (602), Zé Maria (598), Biro-Biro (590), Vaguinho (551), Cláudio (550) e Olavo (506) – e marcou 144 gols com a camisa do Corinthians.

Em 2014, no jogo festivo de ex-atletas do clube que inaugurou a Arena Corinthians, Rivellino foi homenageado ao marcar, de pênalti, o primeiro gol no novo estádio.
















































Lateral do Corinthians na Copinha busca inspiração em Kleber e Guilherme Arana

Helder Júnior -

Guilherme Romão chama a atenção para as suas características ofensivas (foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)



O tímido Guilherme Romão já tem em quem se espelhar para vingar no Corinthians. Lateral esquerdo titular do time que buscará o décimo título do Corinthians na Copinha de Juniores, em 2017, ele busca inspiração em jogadores da sua posição que conseguiram se firmar como profissionais do clube – o já aposentado Kleber, projetado no final da década de 1990, e o ainda jovem Guilherme Arana, reserva de Uendel no elenco comandado por Fábio Carille.

“Vou tentar fazer um bom campeonato, sendo regular, para ter as oportunidades que os dois tiveram. Tudo será consequência do meu trabalho”, comentou Guilherme Romão, que está no Corinthians desde agosto de 2015. Antes, ele passou por bastante tempo pelo Marília, time da sua cidade natal, e por um curto período pelo rival São Paulo.

No Corinthians, o lateral esquerdo conta justamente com a ascensão de Guilherme Arana para ser promovido a profissional. Mesmo na reserva, o colega já chama a atenção de clubes europeus e é cotado para se transferir em 2017. Ele nem sequer participará da pré-temporada com o grupo de Fábio Carille, pois foi convocado para defender a Seleção Brasileira no Sul-Americano sub-20, no Equador.

Guilherme Romão, no entanto, ganhou um novo concorrente recentemente. Moisés retornou de empréstimo para o Bahia e poderá ser aproveitado pelo técnico Fábio Carille no início do ano. O que não diminuiu as expectativas do lateral esquerdo da base corinthiana. “Espero fazer uma grande Copinha, representando bem o Corinthians. Depois disso, almejo uma oportunidade no time profissional”, avisou.

Sobre a montagem do elenco de Fábio Carille, ao contrário, Guilherme Romão achou prudente não palpitar. Apesar de saber que as dificuldades financeiras para a aquisição de reforços deverão deixar os pratas da casa em maior evidência. “A gente acompanha o que está acontecendo, mas prefiro fazer o meu trabalho. Assim, se surgir uma oportunidade, vou poder aproveitar”, disse.

Para quem ainda não o conhece, Guilherme Romão abriu um sorriso para se apresentar. “Sou um lateral esquerdo que ataca bem, que dá muito suporte aos companheiros no campo ofensivo”, afirmou o jogador, ainda cobrado para aprimorar as suas virtudes defensivas.




Corinthians para 2017
Diante da redução de gastos adotada pelo presidente Roberto de Andrade, o técnico Fábio Carille receberá reforços apenas pontuais: nomes com rodagem no futebol, mas possivelmente sem status de "estrela". Jô, de 29 anos, e o turco Kazim, 30, serão as "novas" apostas no ataque. A tendência é que mais reforços cheguem: dois zagueiros, dois volantes, um meia e um atacante.

Jô: velho conhecido é aposta para o ataque em 2017 (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

A busca por defensores se dá por uma das necessidades diagnosticadas. Especialista neste tipo de treinos, o ex-zagueiro Fábio Carille promete resolver a questão. Mas dependerá, primeiramente, de material humano.

Após se reapresentar no dia 11, o Corinthians viaja para o Torneio da Flórida no dia 15, onde disputará jogos nos dias 18 e 21.

O Corinthians aguarda boas propostas oficiais por jogadors de seu atual elenco. Marlone, um dos destaques do time na temporada passada, tem proposta do Atlético-MG. Rodriguinho, outro que conseguiu brilhar, tem sondagens da China e sonha com a Europa. Há sondagens ainda por Balbuena, Guilherme Arana, Lucca, Marquinhos Gabriel. Ficam? Saem?