14 de dez de 2016

CORINTHIANS 14/12/2016



Nota de pesar - D Paulo Evaristo Arns


13h10 14/12/2016 - Agência Corinthians






© Divulgação


O Sport Club Corinthians Paulista lamenta a morte do cardeal D. Paulo Evaristo Arns, aos 95 anos. O Arcebispo Emérito da Arquidiocese paulista sempre foi um apaixonado pelo Timão, expôs publicamente o amor dele pelo clube e inclusive escreveu um livro sobre a relação com o Alvinegro, "Corintiano, Graças a Deus!?".

"Corinthians, para nós, é o símbolo da esperança.(...) O Corinthians é mesmo o símbolo do povo que não chega lá. Do povo que sofre todas as decepções, desde as mais legítimas, como também as de seus sonhos. Mas é um povo que aguenta. Que é humilde. Povo que se abate, mas que, ao mesmo tempo, sabe que precisa recomeçar. E recomeça mesmo! Está presente em todas as próximas lutas. Recomeça", disse D. Paulo Evaristo Arns.

O clube deseja força e presta condolências à família de D. Paulo Evaristo Arns neste momento tão difícil. Descanse em paz!








Com Corinthians entre participantes, CBF realiza sorteio da primeira fase da Copa do Brasil

Timão será um dos 80 clubes que começarão a disputar o torneio a partir de fevereiro; primeiras duas fases serão disputadas em jogo único


19h45 14/12/2016 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agencia Corinthians


A temporada 2017 do Corinthians terá o primeiro esboço nesta quinta-feira (15), quando a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) realizará o sorteio da primeira fase da Copa do Brasil, a partir das 11h, no Rio de Janeiro. O Timão está entre os 80 clubes que serão sorteados para os 40 confrontos iniciais do torneio.

A Copa do Brasil de 2017 terá várias novidades. Realizada entre os dias 08 de fevereiro e 12 de outubro do ano que vem, a competição terá oito fases – cinco no primeiro semestre e três no segundo. As duas primeiras serão disputadas em jogo único.

Para decidir quem será o mandante na primeira fase, a CBF separará os clubes em dois blocos: Bloco I, com todos numerados de 1 a 40 de acordo com as posições no Ranking Nacional de Clubes, e II, de 41 a 80 segundo o mesmo ranking. O mando de casa dos confrontos será dos times do Bloco II, mas as equipes do I – em que está incluído o Corinthians – terão a vantagem do empate.

Os 40 times classificados passam para a segunda fase, em que os mandantes serão definidos por sorteio e o empate levará a definição do classificado para a cobrança dos pênaltis.

A partir da terceira fase, os confrontos passarão a ser disputados em jogos de ida e volta, com as regras de costume na competição. No fim da quarta fase, sobrarão apenas cinco dos 80 times, que se juntarão nas oitavas de final aos oito participantes da Libertadores 2017 e mais três equipes

Em 2017, o Corinthians busca o tetracampeonato da Copa do Brasil. O Timão conquistou a taça da competição nos anos de 1995, 2002 e 2009.

Lista dos clubes que podem enfrentar o Corinthians na primeira fase da Copa do Brasil

São Bento
Santo André
Ferroviária
A. Osasco
Boavista – RJ
Friburguense – RJ
Volta Redonda – RJ
Caldense – MG
URT – MG
São José – RS
Brusque – SC
PSTC – PR
Anápolis – GO
Vitória da Conquista – BA
Guarani – CE
Uniclinic – CE
Globo – RN
São Francisco – PA
São Raimundo – PA
CSA – AL
Murici – AL
Sinop – MT
Moto Club – MA
Campinense – PB
Itabaiana – SE
Sergipe – SE
Luziânia – DF
Ceilândia – DF
Fast Clube – AM
Princesa do Solimões – AM
Atlético – AC
Rio Branco – AC
Altos – PI
7 de Setembro – MS
Comercial – MS
Desportiva – ES
Gurupi – TO
Stos – AP
Rondoniense – RO
São Raimundo - RR







Corinthians busca parceria para voltar ao basquete

14 DEZ 2016Por GLOBOESPORTE10h:15

Wlamir Marques, Corinthians x Real Madrid, amistoso - Divulgação

O Corinthians vem crescendo em outros esportes e após o inédito título da Liga Nacional de futsal, na natação está entre os três maiores clubes do país e, no basquete feminino, a parceria com o Americana rendeu o vice-campeonato da Liga Nacional. Mas o clube quer mais e já prevê uma equipe adulta de basquete masculino para o ano que vem. Adilson Ferreira, diretor de esportes terrestres do clube, explica que há muito interesse em voltar a ter um time de basquete masculino:

- Esse ano, houve vários projetos do Corinthians no alto rendimento basquete. Nós temos categorias de base aqui, e tivemos várias propostas para ter o basquete de alto rendimento. Mas queremos fazer isso aqui dentro do clube, e tem problema de logística e infraestrutura. É alto rendimento. Já temos o futsal. Treinar dois períodos, não é só jogar. Não temos espaço o futsal e o basquete de alto rendimento. O basquete, apesar do carro chefe ser o futebol e o futsal, foi muito importante aqui. Grandes títulos, grandes jogadores. Tem história e nós pretendemos resgatar esse esporte que tem muita tradição aqui - disse.

São duas opções para ser criado um time adulto. Ou fazer uma parceria externa, como acontece com o basquete feminino, em que o Corinthians cede o nome para Americana, mas a equipe não treina no ginásio, ou manter os jogadores perto do próprio clube. Adilson avalia as duas situações, mas prefere a segunda alternativa:

- Podemos vir com uma parceria externa ou lançar nosso sub-16 e ir participando das divisões de acesso do NBB. Esse ano demos alguns passos, vamos vir mais agressivos, estamos tentando. Mas eu queria o basquete próximo daqui (do clube). Há muito interesse, estamos tentando - disse.

O Corinthians é um dos clubes mais tradicionais da história do basquete brasileiro. Embora jamais tenha disputado uma edição do NBB, campeonato criado há nove anos, foi campeão nacional quatro vezes, a última delas em 1996. Tem no currículo dois títulos sul-americanos na década de 1960, além de ter levantado o troféu do Campeonato Paulista 14 vezes, a última delas em 1985.

Dois dos maiores jogadores da história do basquete brasileiro atuaram pelo Corinthians: Wlamir Marques e Oscar. Wlamir, que dá o nome ao ginásio do Parque São Jorge, que foi bicampeão mundial pela seleção e foi o grande nome do Timão nos anos 1960, ficando com o vice do Mundial Interclubes. Já Oscar, corinthiano de coração, participou do Corinthians campeão brasileiro de 1996.














Corinthians publica nota de pesar por morte de Dom Paulo Evaristo Arns

14 DEZ 2016 21h00 atualizado às 21h00

Dom Paulo Evaristo Arns, um grande corinthiano. Você estará eternamente dentro dos nossos corações.

— Corinthians (@Corinthians) 14 de dezembro de 2016

O Corinthians se manifestou a respeito da morte do cardeal Dom Paulo Evaristo Arns, ocorrida nesta quarta-feira. Aos 95 anos, o religioso estava internado no Hospital Santa Catarina, em São Paulo, em decorrência de uma broncopneumonia desde 28 de novembro e apresentou falência múltipla dos órgãos.

"O arcebispo emérito da Arquidiocese de São Paulo sempre foi um apaixonado pelo Timão, expôs publicamente o amor dele pelo clube e inclusive escreveu um livro sobre a relação com o Alvinegro, 'Corinthiano Graças a Deus!'", publicou o Corinthians em seu site oficial.

O clube ainda divulgou um comentário do cardeal: "Corinthians, para nós, é o símbolo da esperança. O Corinthians é mesmo o símbolo do povo que não chega lá. Do povo que sofre todas as decepções, desde as mais legítimas, como também as de seus sonhos. Mas é um povo que aguenta. Que é humilde. Povo que se abate, mas que, ao mesmo tempo, sabe que precisa recomeçar. E recomeça mesmo! Está presente em todas as próximas lutas. Recomeça".

Para demonstrar o amor pelo Coringão, Dom Paulo Evaristo Arns escreveu até livro. #DescanseEmPaz

— Corinthians (@Corinthians) 14 de dezembro de 2016

Nascido em Forquilhinha (SC), Dom Paulo Evaristo Arns iniciou o seu trabalho como líder da Igreja Católica em Petrópolis (RJ). Exerceu a função de bispo e arcebispo  entre as décadas de 1960 e 1970, tendo atuado ainda como jornalista, professor e escritor - a obra "Corinthiano Graças a Deus" é uma das 57 de sua autoria. Teve grande engajamento na luta pelos direitos humanos durante a ditadura militar.









14/12/2016 17h01

Após reunião, futuro de Oswaldo continua indefinido no Corinthians
Depois de encontro de mais de três horas com diretoria do clube, técnico ainda não sabe se fica no comando em 2017. Presidente sofre pressão para demitir profissional


Por Carlos Augusto Ferrari, Diego Ribeiro, Marcelo Braga e Martín Fernandez
O Corinthians não decidiu se fica com o técnico Oswaldo de Oliveira para 2017. Depois de uma reunião que durou mais de três horas na tarde desta quarta-feira, num restaurante na capital paulista, a diretoria alvinegra e o técnico não chegaram a um acordo sobre o futuro, e a decisão foi adiada. A ideia do presidente Roberto de Andrade é mantê-lo no cargo, mas o cartola vem sendo muito pressionado por conselheiros para reformular o departamento de futebol.

Reunião entre Oswaldo e a diretoria durou mais de três horas em um restaurante de São Paulo (Foto: Arquivo Pessoal)

A reunião contou com Oswaldo, Roberto, o diretor de futebol Flávio Adauto e o gerente Alessandro Nunes. O técnico estava de férias no Rio de Janeiro e chegou por volta de 12h (horário de Brasília). Depois do encontro, todos os envolvidos saíram por uma porta alternativa e não conversaram com os jornalistas.

Flávio Adauto confirmou, mais cedo, que a cúpula do departamento de futebol se reuniria com Oswaldo para tratar sobre o futuro do treinador.

Mesmo com o futuro incerto, Oswaldo vem sendo ouvido sobre reforços e indicando alguns nomes – como o do volante Rithely, do Sport, com quem o Timão tem negociações avançadas. Nos próximos dias, a diretoria alvinegra vai definir seu planejamento para 2017.

Roberto de Andrade esteve praticamente sozinho na decisão de contratar Oswaldo de Oliveira, em outubro.











Corinthians tem 3 nomes como opção para ser reforço de volante
14/12/2016 06:00)
Em busca de um reforço para o meio-campo em 2017, o Corinthians mantém o nome de Rithely, do Sport, como prioridade. Porém, consciente das dificuldades e da demora nas negociações com o clube pernambucano, o Timão abriu conversas com outros dois jogadores que podem ser tratados como alternativas ao plano A: Renê Júnior, que pertence à Ponte Preta e atualmente defende o Bahia por empréstimo, e Alan Santos, do Coritiba. Coincidentemente, os dois tiveram passagens recentes pelo rival Santos, sendo que o segundo nome foi até comandado por Oswaldo de Oliveira em 2014.

O Corinthians já tem conversas com os representantes de Renê e Alan há alguns dias, mas ainda não formalizou oferta a nenhum deles. A ideia é insistir por Rithely, em negociação que está em espera. O Sport terá eleições presidenciais na sexta-feira, e só então será possível sacramentar qualquer negócio. Nos últimos dias, o Timão intensificou conversas com a atual diretoria do clube pernambucano, com os representantes do jogador de 25 anos e também o grupo investidor que detém 50% dos direitos econômicos.

Caso não tenha sucesso na busca por Rithely é que o Timão apostará em Renê Júnior ou Alan Santos. O primeiro nome é alvo antigo do clube e já teve negociações em 2015 - a contratação foi descartada por falta de acordo financeiro naquela oportunidade. Desde então, Renê voltou do Guangzhou Evergrande para a Ponte Preta, recuperou-se de lesão e foi emprestado ao Bahia na campanha do acesso à Série A do Brasileirão.

Renê Júnior tem mais um ano de contrato com a Ponte Preta, mas o Bahia tem preferência de compra e até mesmo de empréstimo por seis meses. O Bahia quer exercer sua prioridade, mas a entrada do Corinthians na história pode alterar os rumos da negociação. O volante não está nos planos da Macaca para 2017 por conta do alto salário que recebe.

O caso de Alan Santos é semelhante ao de Renê Júnior: houve consulta do Corinthians aos representantes, que mostraram disposição para o acerto, mas nada avançará enquanto não houver definição sobre Rithely. O volante de 25 anos tem contrato com o Coritiba até o fim de 2017.








14/12/2016 13h37

Fábio Carille participa de curso de técnicos da CBF na Granja Comary
Auxiliar comandou o Corinthians em oito partidas em 2016 e só perdeu para Tite no aproveitamento de pontos. Encontro no RJ conta com estrelas do futebol brasileiro


Por GloboEsporte.com

Depois de dirigir o Corinthians em oito partidas nesta temporada, o auxiliar técnico Fábio Carille participa de um curso de treinadores “Licença Pró”, na Granja Comary, sede da CBF, em Teresópolis, no Rio de Janeiro.

O encontro conta com conferencistas de nomes como Carlos Alberto Parreira e até de integrantes da federação alemã, como o treinador lars Isecke. No futuro, os profissionais que quiserem trabalhar como técnicos precisarão obrigatoriamente da licença para atuar.

Auxiliar da comissão permanente do Corinthians, Fábio Carille dirigiu o time em oito partidas, com quatro vitórias, um empate e três derrotas.

14/12/2016 12h25

Corinthians confirma participação no Torneio da Flórida, mas muda viagem

Timão mantém pré-temporada nos Estados Unidos, mas seguirá para a torneio quatro dias após o planejado inicialmente. Organização terá de mudar a data das partidas


Por Marcelo Braga


O Corinthians bateu o martelo nesta quarta-feira e estará presente no Torneio da Flórida, que acontece em janeiro, nos Estados Unidos. O clube, porém, adiou a viagem que estava marcada para o dia 11 e seguirá para a competição norte-americana apenas quatro dias depois, dia 15. O retorno ao Brasil segue marcado para dia 22.



A mudança nos planos ocorreu por conta do adiamento da última rodada do Brasileirão diante do acidente com o avião da Chapecoense, o que atrasou as férias dos jogadores em uma semana – do dia 5 de dezembro para o dia 12. Com reapresentação anteriormente marcada para 7 de janeiro, os atletas teriam menos de 30 dias de descanso obrigatório.



Com isso, a organização do torneio terá de alterar a data das partidas. O Timão tinha estreia prevista para o mesmo dia 15, diante do River Plate, no Bright House Networks Stadium. A segunda partida, entre ganhadores ou perdedores, seria dia 18, no mesmo local. A final e a disputa de terceiro lugar serão no dia 21. O Timão deve atuar apenas duas vezes.



– Não dá para se reapresentar dia 7, vamos cumprir a lei, não queremos problemas jurídicos. Vamos fazer as baterias de exames que são praxe. Precisamos de três a quatro dias para isso. Estamos aguardando uma resposta dos organizadores. Devem nos responder se essa fórmula que propusemos dará certo. Vai dia 15, joga nos dias 18 e 21, não fazendo três jogos, só dois. Queremos atender o combinado, desde que não nos tirem a preparação. Eles estão sensíveis a isso – comentou o diretor de futebol Flávio Adauto.


Ingressos que já foram comprados poderão ser trocados para as novas datas ou devolvidos, com devolução de dinheiro. Os organizadores devem divulgar um comunicado oficial nesta tarde.







Há 33 anos, Corinthians era campeão paulista pela 19ª vez na história


Com gol de Sócrates, Timão garantiu o bicampeonato estadual após empate em 1 a 1 contra 5P em 83


12h00 14/12/2016 - Agência Corinthians






No dia 14 de dezembro de 1983, há 33 anos, o Corinthians conquistou o Campeonato Paulista pela 19ª vez, com o time que ficou simbolizado como a Democracia Corinthiana. Após vencer a primeira partida da final sobre 5P por 1 a 0, bastou um empate em 1 a 1 no jogo de volta para garantir o título à equipe alvinegra.


Na ocasião, a equipe comandada pelo técnico Jorge Vieira entrou em campo com Leão; Alfinete, Mauro, Juninho e Wladimir; Paulinho, Sócrates, Zenon, Biro-Biro; Casagrande e Eduardo. Assim como no primeiro duelo, Sócrates marcou o gol corinthiano.


Com a vantagem de ter vencido a primeira partida, também disputada no Morumbi, o Timão jogava pelo empate diante de 88 mil torcedores. Quando parecia que o confronto terminaria sem gols, o Doutor recebeu belo passe de calcanhar de Zenon e abriu o placar aos 46 minutos da segunda etapa.


A equipe 5P chegou a igualar o placar um minuto depois, mas a festa era alvinegra. Pelo segundo ano consecutivo, o Corinthians derrotava 5P na final do Campeonato Paulista e consagrava a equipe da Democracia Corinthiana com o bicampeonato estadual.










14/12/2016 08h24


Corinthians busca parceria para voltar ao basquete masculino: "Resgatar a história"

Timão, que já conquistou quatro nacionais, pode ter uma equipe masculina em 2017, mas logística atrapalha: "Não tem espaço para futsal e basquete de alto rendimento"


Por Guilherme Costa


Wlamir Marques, Corinthians x Real Madrid, amistoso (Foto: Divulgação )


Se o Corinthians não vive lá um grande momento no futebol de campo, encerrou o ano sem vaga na Libertadores, nos outros esportes, o clube está bem. Na segunda-feira, conquistou o inédito título da Liga Nacional de futsal, na natação está entre os três maiores clubes do país e, no basquete feminino, a parceria com o Americana rendeu o vice-campeonato da Liga Nacional. Mas o clube quer mais e já prevê uma equipe adulta de basquete masculino para o ano que vem. Adilson Ferreira, diretor de esportes terrestres do clube, explica que há muito interesse em voltar a ter um time de basquete masculino:



- Esse ano, houve vários projetos do Corinthians no alto rendimento basquete. Nós temos categorias de base aqui, e tivemos várias propostas para ter o basquete de alto rendimento. Mas queremos fazer isso aqui dentro do clube, e tem problema de logística e infraestrutura. É alto rendimento. Já temos o futsal. Treinar dois períodos, não é só jogar. Não temos espaço o futsal e o basquete de alto rendimento. O basquete, apesar do carro chefe ser o futebol e o futsal, foi muito importante aqui. Grandes títulos, grandes jogadores. Tem história e nós pretendemos resgatar esse esporte que tem muita tradição aqui - disse.


Basquete feminino "mora e treina" em Americana (Foto: Divulgação / Corinthians/Americana)


São duas opções para ser criado um time adulto. Ou fazer uma parceria externa, como acontece com o basquete feminino, em que o Corinthians cede o nome para Americana, mas a equipe não treina no ginásio, ou manter os jogadores perto do próprio clube. Adilson avalia as duas situações, mas prefere a segunda alternativa:



- Podemos vir com uma parceria externa ou lançar nosso sub-16 e ir participando das divisões de acesso do NBB. Esse ano demos alguns passos, vamos vir mais agressivos, estamos tentando. Mas eu queria o basquete próximo daqui (do clube). Há muito interesse, estamos tentando - disse.



O Corinthians é um dos clubes mais tradicionais da história do basquete brasileiro. Embora jamais tenha disputado uma edição do NBB, campeonato criado há nove anos, foi campeão nacional quatro vezes, a última delas em 1996. Tem no currículo dois títulos sul-americanos na década de 1960, além de ter levantado o troféu do Campeonato Paulista 14 vezes, a última delas em 1985.



Dois dos maiores jogadores da história do basquete brasileiro atuaram pelo Corinthians: Wlamir Marques e Oscar. Wlamir, que dá o nome ao ginásio do Parque São Jorge, que foi bicampeão mundial pela seleção e foi o grande nome do Timão nos anos 1960, ficando com o vice do Mundial Interclubes. Já Oscar, corintiano de coração, levou a equipe ao título brasileiro de 1996.


Ginásio leva o nome de Wlamir Marques (Foto: Divulgação/Corinthians)











14/12/2016 12h23
Diretor do Timão confirma reunião com Oswaldo e faz críticas à equipe
Flávio Adauto diz que terá encontro para tratar sobre o futuro do treinador. Dirigente quer reforços


Por GloboEsporte.com
Flávio Adauto em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

O Corinthians terá dias decisivos ainda esta semana. O diretor de futebol Flávio Adauto confirmou que a cúpula do departamento de futebol se reunirá com Oswaldo de Oliveira para tratar sobre o futuro do treinador e admitiu que o time necessita de reforços depois de não conseguir se classificar para a Taça Libertadores de 2017.

– Corinthians precisa ter time mais qualificado. O que tinha dava para isso aí. Com esse time e esse elenco, não dava para ir além do que foi. Precisamos ver o que está errado e melhorar o time, ter jogadores mais contundentes. Esse é o período de atingir isso e ter um 2017 melhor. Para fazer melhor, temos de ter os pés no chão – afirmou, em entrevista à Rádio Transamérica.

Depois de dois dias no Rio de Janeiro com a família, Oswaldo de Oliveira se reunirá com a diretoria nesta quarta ou quinta-feira. Apesar de querer a permanência, O presidente Roberto de Andrade vem sofrendo muita pressão de oposicionistas e até de integrantes do mesmo grupo político para demitir o treinador.


– Não passa desta semana, vamos avaliar e sentir o que o Oswaldo vai querer. Fizemos contatos para agendar uma reunião porque ele viaja com a família de férias na sexta. Não acredito que fique para depois uma conversa clara e esclarecedora do que o clube pretende, do que ele pensa. O presidente está numa reunião fora que não tem a ver sobre esse assunto. Mas vamos falar com o Oswaldo entre hoje e amanhã – acrescentou.


Roberto de Andrade esteve praticamente sozinho na decisão de contratar Oswaldo de Oliveira. O dirigente já queria o treinador para a vaga de Tite, mas foi convencido a desistir do acerto em virtude da enorme rejeição do técnico entre os torcedores. Após a queda de Cristóvão, o mandatário bancou a chegada de Oswaldo mesmo depois da promessa de manter o auxiliar Fábio Carille na função até dezembro.


Oswaldo enfrenta certa rejeição no clube. Até mesmo a rotina de treinamentos do técnico está sendo questionada. Ele comandou nas últimas semanas atividades com até três horas de duração no CT Joaquim Grava. O tempo e a metodologia de trabalho foram considerados exagerados, sobretudo pelo grupo estar em fim de temporada.