11 de dez de 2016

CORINTHIANS 11/12/2016


Oswaldo se defende e diz que Timão sentiu falta de jogadores experientes

Técnico afirma que faz trabalho de reestruturação no Corinthians e lamenta saída de jogadores experientes.

LANCE!

11 DEZ2016
20h01
atualizado às 20h01
Dentre os vários problemas do Corinthians, o técnico Oswaldo de Oliveira destacou um: a falta de experiência. O técnico lembrou que o clube perdeu diversos jogadores rodados na temporada e apontou que, neste domingo, apenas Cristian tinha mais de 30 anos dentre os titulares do Timão.

Ao ser questionado sobre o mau desempenho da equipe justamente após ter semanas livres para treinos, Oswaldo se defendeu e declarou:

- Isso não tem relação com o resultado do jogo. Em outros jogos, em casa, fomos bem. Isso tem mais relação com o estado de espírito e tudo que aconteceu durante a equipe neste ano. Um ou mais dias de treinamento entre tudo o que aconteceu não faria diferença. É só você perceber que hoje só tínhamos o Cristian com mais de 30 anos em campo. Ano passado, tinha mais de sete, muitos deles jogando. Em 2012, quando foi campeão do mundo, a proporção era a mesma - argumentou.

- Por estar se reestruturando, em uma fase de transição, a equipe não conseguiu ter performance em sequência. Contra o Inter e o Atlético-PR eu achei que jogou bem. Hoje, infelizmente, não - completou.

Oswaldo conquistou duas vitórias em oito jogos pelo Corinthians. Após substituir Fabio Carille, que vinha como interino após a saída de Cristóvão Borges, ele teve também duas derrotas e quatro empates.

- O time não deu liga porque a liga foi quebrada, o Corinthians perdeu muitos jogadores experientes. Gil, Felipe, Fabio Santos, Bruno Henrique, Ralf... Enfim, uma lista interminável. Você não consegue dar continuidade a um trabalho se tantas mudanças acontecem. É um trabalho de reestruturação que precisa ter seguimento - comentou Oswaldo.

Segundo a diretoria corintiana, o técnico será mantido no cargo para 2017. Ele tem contrato até o fim do próximo ano.










Guilherme diz que Corinthians pagou por mudanças e projeta 2017 melhor

Camisa 10 afirma que clube demorou a encontrar técnico com a sua cara, mas afirma que jogadores não podem se escorar em desculpas. Ele é contra fazer muitas mudanças


LANCE!

11 DEZ2016
20h56
atualizado às 20h56

Camisa 10 do Corinthians, o meia-atacante Guilherme apontou as várias saídas de jogadores e as quatro trocas de técnicos na temporada como alguns dos motivos pela campanha decepcionante em 2016.

No entanto, o jogador disse que é preciso assumir as responsabilidades pelo ano ruim e melhorar em 2017.

- As várias mudanças que houve sem dúvidas foram prejudiciais, mas não podemos dar muita desculpa, ficar se escorando em outras situações, por nossa qualidade poderíamos ter conseguido coisa melhor. Mas quanto menos mudar, melhor - opinou.

Guilherme foi o autor do primeiro gol do Timão diante da Raposa. Contratado em janeiro, ele marcou oito vezes com a camisa alvinegra em 43 partidas.

- Futebol é coletivo e tem que ser dividido sempre, mas individualmente cada um deve analisar o que poderia ter feito melhor não só hoje mas no decorrer do ano, nem todos conseguem ter a mesma oportunidade e a mesma sequência - disse.

Ele ainda mostrou não ter concordado com a contratação de Cristóvão Borges, que depois foi substituído interinamente por Fabio Carille e posteriormente por Oswaldo de Oliveira.

- Depende do momento, no meu ponto de vista, a saída do Tite deixou uma dificuldade de conseguir alguém de imediato com a cara do clube. Algumas escolhas o torcedor cobrou, mas isso tudo já passou. O ideal é que todos assumam suas responsabilidades, agora é descansar, eu mesmo não tenho férias há dois anos - afirmou o atleta, que se reapresenta com o elenco alvinegro em 7 de janeiro.

Indagado sobre a necessidade de muitas contratações para a próxima temporada, Guilherme ponderou:

- Muita coisa já foi mudado, mudar mais um monte? Acho que não, nosso time não é ruim, são ajustes, isso será feito por eles (dirigentes), que são sábios.





Corinthiano volante Cristian pede desculpas à torcida e quer mostrar futebol melhor em 2017

11 DEZ2016
20h24

O volante Cristian se desculpou com a torcida do Corinthians pelo desempenho mostrado durante todo o ano.O jogador disse que quer continuar no clube em 2017 para mostrar um futebol melhor do que o apresentado nesta temporada.

Com o revés diante do clube mineiro, o Corinthians classificou-se apenas para Copa sul americana 2017. "É até difícil falar alguma coisa. Pessoalmente, eu tenho que pedir desculpas aos torcedores, porque esse ano foi ruim para nós", afirmou.


Ele também aproveitou para criticar as mudanças no comando técnico e no elenco. "Tivemos jogadores importantes que foram embora, mas outros chegaram. Houve mudança de técnico toda hora.", declarou.

"Agora é descansar e pensar em um 2017 melhor. Mas, no momento, única coisa é pedir desculpas à torcida e trabalhar. Vou trabalhar para 2017 ser bem melhor", acrescentou.

Cristian está com 33 anos e possui contrato até o final de 2017 com o Corinthians. O jogador atuou em apenas 16 jogos deste Brasileirão, mas dificilmente deverá ter a trajetória no clube interrompida. Ele não possui mercado e poderá ser aproveitado na disputa dos campeonatos da próxima temporada.







11/12/2016 19h52

Oswaldo lamenta "liga quebrada" no Corinthians e pede reforços em 2017
Técnico do Corinthians diz que mudanças atrapalharam e pede continuidade para time render no próximo ano; clube quer experiência no elenco


Por GloboEsporte.com

Há nove jogos no comando do Corinthians, o técnico Oswaldo de Oliveira só conseguiu levar o time a Copa Sul Americana 2017

Em entrevista coletiva após a partida, Oswaldo citou os motivos que fizeram o Corinthians sucumbir na temporada. Em sua atual passagem, o técnico tem duas vitórias, quatro empates e três derrotas. Ele deve começar 2017 no comando da equipe.

– Vocês dizem que não deu liga. Não deu liga por quê? Porque a liga foi quebrada. Vou dizer pela enésima vez, o Corinthians perdeu muitos jogadores experientes, acima de 30 anos. Gil, Felipe, Fábio Santos, Bruno Henrique, Ralf, enfim... É uma lista interminável. Você não consegue dar continuidade a um trabalho. O nosso trabalho é de reestruturação – afirmou.


Mais uma vez, o técnico pediu reforços para a próxima temporada. As prioridades são a zaga e o meio-campo – principalmente um volante.

– Temos jogadores de valor, mas nós precisamos, em posições pontuais, realmente fazer algumas contratações, revigorar a equipe com experiência e qualidade em alguns pontos. Isso há de ser feito para que, nessa continuidade, a equipe consiga render o que rendeu em algumas partidas – destacou Oswaldo de Oliveira.


Até agora, o Corinthians confirmou as contratações dos atacantes Jô e Luidy. O meia Wagner chegou a fazer exames, mas um litígio com a Fifa deve fazer o Timão desistir do negócio. O volante Rithely, do Sport, é outro alvo da diretoria alvinegra.


O elenco do Corinthians foi liberado para as férias após a partida. A reapresentação está marcada para 7 de janeiro. Depois, o time viaja para a disputa do Torneio da Flórida, nos EUA.

Veja abaixo outras respostas de Oswaldo de Oliveira:


EXPERIÊNCIA NO ELENCO EM 2017
– Meu raio-x é que é muito importante isso nesse momento, principalmente quando você está competindo com equipes que têm essa experiência e qualidade semelhantes. Além dos problemas que aconteceram dessas perdas, são coisas que você não ressuscita de um dia para o outro. São nove jogos, mas tem de ter um trabalho para estruturar, organizar, e isso não acontece se você tiver uma coisa fracionada e não der tempo de estabelecer novamente.


PROBLEMAS NA DEFESA
– Foi uma coisa que procuramos evidenciar durante esse tempo que tivemos de treinamento, sempre partindo do posicionamento defensivo. Ainda é uma preocupação, precisamos fazer com que os jogadores entendam melhor, posicionem-se e aprendam com a experiência que tiveram. Coisas que viemos corrigindo, mas não conseguimos ter plenitude, continuidade. Nos dois últimos jogos, a equipe foi muito bem defensivamente. Hoje nem tanto. Pega o que o Corinthians teve de movimentação, compactação nos últimos jogos, a diferença com o jogo de hoje é muito grande. Tem outros valores que não seriam inteligentes da minha parte ficar divulgando aqui, tenho de controlar isso e tentar revigorar para que as coisas tenham outro andamento no futuro














Corinthians 2x3 Cruzeiro no Mineirão na última rodada do Campeonato Brasileiro

Timão fecha temporada 2016 e passa a pensar em 2017; reapresentação no CT Dr. Joaquim Grava acontecerá no dia 7 de janeiro


19h00 11/12/2016 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
O Corinthians perdeu para o Cruzeiro por 3 a 2, no Mineirão, em Belo Horizonte-MG, neste domingo (11), pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Timão fechou a participação na competição em sétimo, com 55 pontos.
No primeiro tempo, o Corinthians saiu na frente no placar. Logo aos oito minutos, após cobrança de escanteio, Rodriguinho desviou para a pequena área e Guilherme empurrou a bola para o fundo do gol, fazendo 1 a 0. Mas ainda na etapa inicial, o time do Cruzeiro empatou, com gol de Arrascaeta.
O técnico Oswaldo de Oliveira fez duas mudanças no intervalo. Saíram Camacho e Romero e entraram Guilherme Arana e Giovanni Augusto. Em busca de um resultado positivo, o Corinthians saiu para o ataque e conseguiu voltar a ficar à frente na partida no início do segundo tempo.
Em triangulação, Rodriguinho tocou para Fagner, que foi à linha de fundo e cruzou. Marlone, sozinho, cabeceou e desempatou o jogo para o Timão, aos nove minutos da segunda etapa. No entanto, a vantagem alvinegra durou pouco. Aos 11 minutos, o Cruzeiro empatou o jogo com Ezequiel e aos 13, Robinho decretou a virada da equipe mineira, em um placar de 3 a 2 que não se alterou mais até o fim do duelo.
Com o fim do Brasileirão 2016, o Corinthians passa a pensar na temporada 2017. O elenco alvinegro se reapresenta no CT Dr. Joaquim Grava no dia 7 de janeiro, quando inicia a pré-temporada e a preparação para a Florida Cup, primeiro torneio que o Timão disputará no ano que vem, nos EUA.
















Corinthians empata com o Nacional-URU pela Copa Internacional Sub-20

Alvinegro foca atenções para a estreia na Copinha de Futebol Júnior 2017


18h00 11/12/2016 - Agência Corinthians






© Divulgação




Neste domingo (11), o Corinthians encerrou sua participação na Copa Internacional Sub-20 com um empate sem gols diante do Nacional-URU. A partida aconteceu na Morada dos Quero-Queros, em Alvorada, no Rio Grande do Sul.

Na primeira etapa da partida, o Corinthians controlou a posse de bola e tentava agredir a defesa da equipe uruguaia na base dos passes. A melhor chance da primeira etapa ficou em um chute de fora da área de Mantuan.

O jogo seguiu na mesma toada no segundo tempo. O goleiro Filipe precisou fazer apenas uma defesa complicada no jogo, após cruzamento na área alvinegra. Osmar Loss promoveu algumas mudanças na equipe, deixando-a mais leve. O Timãozinho atacou bastante e criou boas oportunidades com Lucas Minele e, novamente, com Mantuan – sem sucesso, no entanto.

O próximo jogo oficial do Corinthians é justamente na Copa São Paulo de Futebol Júnior, no dia 4 de janeiro de 2017, às 18h45, no Estádio Joaquim de Moraes Filho, o Joaquinzão, em Taubaté, no interior paulista


Corinthians

Filipe; Samuel, Franklin, Del’Amore, Guilherme Romão; Mantuan, Luisinho (Roni), Jonatas Santos (Pedrinho), Fabricio Oya (Marquinhos), Guedes (Lucas Minele); e Carlinhos (Zé Gabriel).

Técnico: Osmar Loss




11/12/2016 20h24

Guilherme lamenta ano irregular do Corinthians, mas avisa: "Não podemos dar desculpas"
Camisa 10 do Corinthians diz que equipe poderia ter feito mais no Brasileiro, mesmo com os problemas durante a temporada. Ele pede continuidade para Timão melhorar


Por GloboEsporte.
Uma das principais contratações da atual temporada, o meia-atacante Guilherme também esperava um desfecho melhor do Corinthians no Brasileiro do que o sétimo lugar e a vaga apenas para a Copa sul Americana 2017

– As várias mudanças que tivemos no ano sem dúvida foram prejudiciais, mas acho que não podemos dar muitas desculpas, ficar nos escorando em outras situações. Pela nossa qualidade, poderíamos ter conseguido coisa melhor – disse Guilherme, depois da partida.

Guilherme fez um gol hoje(Foto: Fernando Michel/Estadão Conteúdo)

Decepcionado com o fim de ano corinthiano, o camisa 10 até elogiou a atuação da equipe no jogo deste domingo, mas apontou o conjunto da obra como determinante para a campanha frustrante em 2016. A saída do técnico Tite, para ele, foi o fator mais grave para a queda de rendimento.

– No meu ponto de vista, a saída do Tite deixou uma dificuldade de o clube conseguir alguém de imediato com a cara do clube. Algumas das escolhas foram cobradas pelo torcedor, muitas vezes não parte só da gente. Mas o ideal é que todos assumam suas responsabilidades. Agora é descansar, estou sem férias há dois anos, e ano que vem vou voltar melhor – assegurou.

Apesar das decepções, Guilherme espera que boa parte da base corintiana seja mantida para 2017, com Oswaldo de Oliveira no comando.

– Muita coisa já foi mudada, vamos mudar mais um monte de coisas? Acho que não. Nosso time não é ruim, tem jogadores de qualidade. São ajustes que serão feitos pela diretoria, eles são sábios e vão saber fazer – pediu o meia-atacante.


O elenco do Corinthians foi liberado para as férias. A reapresentação está marcada para o dia 7 de janeiro. Depois, a delegação viaja para a disputa do Torneio da Flórida, nos EUA.





Oswaldo diz não ser possível avaliar seu trabalho e cobra contratações ao Corinthians
11 DEZ2016
20h06
atualizado às 20h06


O técnico Oswaldo de Oliveira reiterou neste domingo que não teve tempo suficiente para trabalhar no Corinthians
"Não dá para avaliar [o trabalho]. Eu entrei dando continuidade e para reestruturar. Não tem avaliação se não tem um início, meio e fim. O percurso foi interrompido com muitas mudanças que castigaram a equipe", afirmou Oswaldo.

Oswaldo foi o quarto técnico que dirigiu o Timão no ano. O clube também teve Tite, Cristóvão Borges e Fábio Carille nesta temporada. Segundo o treinador, as mudanças de comando e no elenco foram preponderantes

"[O time] não deu liga porque a liga foi quebrada. O Corinthians perdeu muitos jogadores experientes. Saíram o Gil, Felipe, Fábio Santos, Bruno Henrique, Ralf… Enfim, uma lista interminável. Você não consegue dar continuidade a um trabalho se tantas mudanças acontecem. É um trabalho de reestruturação que precisa ter seguimento", disse.

"Além dos problemas que aconteceram com as perdas de atletas, tivemos coisas que não podem ser ressuscitadas de uma hora pra outra. Principalmente quando você chega para disputar nove jogos. Isso não acontece quando tem uma coisa em andamento, que foi fracionada e não teve tempo de ser restabelecida", acrescentou.

Parte integrante do planejamento para 2017, Oswaldo disse que precisará de reforços para formar um novo elenco. "Concordo que temos jogadores de valor. Mas em posições pontuais precisamos de contratações, revigorar a equipe com experiência e qualidade em alguns pontos. Isso deverá ser feito para a equipe render no futuro como rendeu em algumas partidas neste ano", declarou.

O Corinthians se reapresentará só no dia 7 de janeiro. Os jogadores já receberam férias e deixaram o estádio do Mineirão para cumprir os seus compromissos pessoais. Os atacantes Jô e Luidy foram as únicas contratações confirmadas até o momento pela diretoria.
Elenco do Corinthians critica mudanças e instabilidades de 2016
11 DEZ 2016 19h41
Os jogadores do Corinthians deixaram o estádio do Mineirão frustrados com a sétima colocação no Campeonato Brasileiro.

"Temos que reconhecer que poderíamos dar mais. Esse foi um ano de muita mudança. Mudou quase o time todo e chegaram jogadores novos. Isso não é desculpa, quem veste a camisa do Corinthians tem que honrar. Nós ficamos devendo, porque o lugar do Corinthians é brigando por coisas grandes", afirmou Marlone.

O meia disse que desatenções foram preponderantes hoje. "Tomamos gols que foram muito rápidos, saíram de detalhes. Estamos frustrados, porque o lugar do Corinthians é na Libertadores e brigando na parte de cima. Agora pensaremos no ano que vem e tentaremos melhorar muitas coisas", completou Marlone.

O lateral esquerdo Uendel endossou o discurso do companheiro e lamentou as instabilidades que prejudicaram o clube nesta temporada. "Tínhamos que ter dado mais. Não foi só esse jogo que nos tirou da Libertadores, faltou consistência durante o campeonato. Perdemos pontos preciosos em casa e que fizeram falta no final", declarou.

O meia-atacante Guilherme ainda citou a falta de sequência que diversos jogadores tiveram durante o Brasileirão. Ele disputou 26 das 38 jogos do Corinthians no campeonato.

"Futebol é coletivo e tem que ser dividido sempre, mas individualmente cada um deve analisar o que poderia ter feito melhor não só hoje, mas no decorrer do ano. Nem todos conseguem ter a mesma oportunidade e a mesma sequência", disse.

Com 55 pontos, o Corinthians encerrou o ano na sétima colocação do campeonato nacional e disputará a Copa sul americana 2017
















Oswaldo diz não ser possível avaliar seu trabalho e cobra contratações

11 DEZ2016
20h06
atualizado às 20h06
O técnico Oswaldo de Oliveira reiterou neste domingo que não teve tempo suficiente para trabalhar no Corinthians e se recusou a avaliar o próprio desempenho neste ano.

"Não dá para avaliar [o trabalho]. Eu entrei dando continuidade e para reestruturar. Não tem avaliação se não tem um início, meio e fim. O percurso foi interrompido com muitas mudanças que castigaram a equipe", afirmou Oswaldo.

Oswaldo foi o quarto técnico que dirigiu o Timão no ano. O clube também teve Tite, Cristóvão Borges e Fábio Carille nesta temporada. Segundo o treinador, as mudanças de comando e no elenco acarretaram no fracasso corintiano.

"[O time] não deu liga porque a liga foi quebrada. O Corinthians perdeu muitos jogadores experientes. Saíram o Gil, Felipe, Fábio Santos, Bruno Henrique, Ralf… Enfim, uma lista interminável. Você não consegue dar continuidade a um trabalho se tantas mudanças acontecem. É um trabalho de reestruturação que precisa ter seguimento", disse.

"Além dos problemas que aconteceram com as perdas de atletas, tivemos coisas que não podem ser ressuscitadas de uma hora pra outra. Principalmente quando você chega para disputar nove jogos. Isso não acontece quando tem uma coisa em andamento, que foi fracionada e não teve tempo de ser restabelecida", acrescentou.

Parte integrante do planejamento para 2017, Oswaldo disse que precisará de reforços para formar um novo elenco. "Concordo que temos jogadores de valor. Mas em posições pontuais precisamos de contratações, revigorar a equipe com experiência e qualidade em alguns pontos. Isso deverá ser feito para a equipe render no futuro como rendeu em algumas partidas neste ano", declarou.

O Corinthians se reapresentará só no dia 7 de janeiro. Os jogadores já receberam férias e deixaram o estádio do Mineirão para cumprir os seus compromissos pessoais. Os atacantes Jô e Luidy foram as únicas contratações confirmadas até o momento pela diretoria.









11/12/2016 19h35

Atuações do Corinthians:


Por Diego Ribeiro




Guilherme
Depois de se recuperar de uma lesão na coxa, voltou bem na função de "falso nove". Apareceu na área para fazer o gol que abriu o placar no Mineirão, tentou lançamentos longos e buscou a bola na defesa. Caiu de produção no segundo tempo. Nota: 6,5

Marlone
Fez o segundo gol do Corinthians, mas também deixou a desejar na recomposição da marcação pelo lado esquerdo da defesa. É um dos jogadores com maior potencial no atual elenco, mas precisa de maior regularidade em 2017. Nota: 6

Guilherme Arana
Aposta de Oswaldo para o segundo tempo, demorou a se ajustar na linha de defesa corintiana Nota: 4,5


AS NOTAS:


Walter [GOL]: 5
Fagner [LAD]: 6
Vilson [ZAG]: 5
Balbuena [ZAG]: 4,5
Uendel [LAE]: 5,5
(Léo Jabá [ATA]): sem nota
Cristian [VOL]: 4
Camacho [VOL]: 5,5
(Guilherme Arana [LAE]): 4,5
Rodriguinho [MEC]: 6
Marlone [MEC]: 6
Romero [ATA]: 5
(Giovanni Augusto [MEC]): 5,5
Guilherme [ATA]: 6,5



cuzero  X  CORINTHIANS
Brasileiro 2016- 38ª rodada
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 11/12/2016 - 17h
Árbitro: Wagner Reway (MT) 
Auxiliares: Fabio Rodrigo Rubinho (MT) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS).
Público/renda: Não divulgados
Cartões amarelos: Edimar e Ezequiel (CRU), Guilherme Arana, Guilherme, Vilson e Balbuena (COR)
Cartões vermelhos: -
Gols: Guilherme (7'/1ºT) (0-1), Arrascaeta (23'/1ºT) (1-1), Marlone (9'/2ºT) (1-2), Ezequiel (11'/2ºT) (2-2) e Robinho (13'/2ºT) (3-2)

cuzero: 12Rafael; 30Ezequiel, 3Léo, 27Manoel e 31Edimar; 8Henrique, 5A.Cabral e 19.Robinho; 10Arrascaeta (9-Willian, aos 41'/2ºT), 11Alisson (70Rafinha, aos 28'/2ºT) e 7RSóbis (20-Marcos Vinícius, aos 40'/2ºT). Técnico: Sidnei Lobo.+ 87Elisson, 37Lucas, 34Fabrício, 4-Bruno Rodrigo,33 B Ramires, 38Alex, 25B Nazário,23 Élber,29 L Romero


CORINTHIANS: 27-Walter; 23-Fagner, 15-Vilson, 4-Balbuena e 6-Uendel (18-Léo Jabá, aos 29'/2ºT); 16-Cristian, 29-Camacho (13-Guilherme Arana, no intervalo), 26-Rodriguinho e 8-Marlone;  11-Romero (17-Giovanni Augusto, no intervalo) e10-Guilherme. Técnico: Oswaldo de Oliveira. +12-Cássio, 32-Léo Principe, 14-Léo, 34-Pedro Henrique, 21-Jean, 22-Marciel, 31-Marquinhos Gabriel, 9-Gustavo, 30- Lucca
































CORINTHIANS FICA NO 2X3 contra cruzeiro, fora de casa, e encerra brasileiro 2016 na 7ª colocação e disputará a Copa Sul Americana em 2017


FICHA TÉCNICA

cuzero  X  CORINTHIANS
Brasileiro 2016- 38ª rodada
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 11/12/2016 - 17h
Árbitro: Wagner Reway (MT) 
Auxiliares: Fabio Rodrigo Rubinho (MT) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS).
Público/renda: Não divulgados
Cartões amarelos: Edimar e Ezequiel (CRU), Guilherme Arana, Guilherme, Vilson e Balbuena (COR)
Cartões vermelhos: -
Gols: Guilherme (7'/1ºT) (0-1), Arrascaeta (23'/1ºT) (1-1), Marlone (9'/2ºT) (1-2), Ezequiel (11'/2ºT) (2-2) e Robinho (13'/2ºT) (3-2)

cuzero: Rafael; Ezequiel, Léo, Manoel e Edimar; Henrique, Ariel Cabral e Robinho; Arrascaeta (Willian, aos 41'/2ºT), Alisson (Rafinha, aos 28'/2ºT) e Rafael Sóbis (Marcos Vinícius, aos 40'/2ºT). Técnico: Sidnei Lobo.


CORINTHIANS: 27-Walter; 23-Fagner, 15-Vilson, 4-Balbuena e 6-Uendel (18-Léo Jabá, aos 29'/2ºT); 16-Cristian, 29-Camacho (13-Guilherme Arana, no intervalo), 26-Rodriguinho e 8-Marlone;  11-Romero (17-Giovanni Augusto, no intervalo) e10-Guilherme. Técnico: Oswaldo de Oliveira.






O jogo

Guilherme abre o placar e dá esperança ao Timão em BH (Foto: Fernando Michel/Estadão Conteúdo)

 Walter defendeu uma cabeçada logo nos primeiros 20 segundos. Todo espalhado, o Timão perdeu seu meio-campo.

Aos 5 minutos, teve um gol impedido anulado, Arrascaeta recebeu lançamento longo de Manoel, ganhou da zaga e completou de cabeça, na saída de Walter.
O troco do Timão veio aos 7 minutos e um lance ensaiado à exaustão por Oswaldo de Oliveira durante a semana – esse mérito não se pode tirar do criticado técnico. Uendel cobrou escanteio, Rodriguinho desviou para o segundo pau, e Guilherme apareceu sozinho para empurrar às redes:Corinthians 1 a 0.

O problema é que não houve sequência e o time só finalizou 2 vezes no primeiro tempo contra 11 do rival.

Tanto volume e intensidade resultaram numa bola na trave de Sobis, aos 18, e no gol de Arrascaeta, aos 23. A defesa  doCorinthians assistiu, de dentro da área, à troca de passes até os pés do uruguaio.
Romero não atuou bem (Foto: Agência Estado)

Oswaldo de Oliveira tentou mudanças no segundo tempo: lançou Guilherme Arana e Giovanni Augusto no time, deslocou Uendel para o meio e esperou maior qualidade no passe. Aos poucos, o Timão até se encontrou e fez o segundo gol após uma triangulação. De Rodriguinho para Fagner, de Fagner para Marlone. De cabeça, aos 9 minutos, ele recolocou o Timão no G-6.

Mal deu tempo para comemorar. Aos 11 e aos 13, Ezequiel e Robinho se aproveitaram da confusão total na marcação pelo lado esquerdo do campo – Guilherme Arana e Marlone cochilaram nos lances
Oswaldo ainda colocou o garoto Léo Jabá, que pouco pôde fazer em um time desorganizado. O Corinthians só assistiu ao fim de jogo do rival, e disputará a Copa Sul-Americana em 2018.

















11/12/2016 07h30

Com time ideal, Corinthians visita Cruzeiro em última cartada pelo G-6
Pela primeira vez, Oswaldo de Oliveira consegue escalar formação que considera a melhor possível. Neste domingo, equipe precisa vencer e torcer por tropeços de rivais


Por Diego Ribeir


Só agora, na última rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Oswaldo de Oliveira vai conseguir colocar em campo a formação que considera ideal para o Corinthians desde que chegou ao clube, há dois meses. A façanha, porém, vem justamente no jogo mais importante do ano: neste domingo, contra o Cruzeiro, às 17h (de Brasília), no Mineirão.

Oswaldo de Oliveira reúne elenco no sábado: técnico tem opções para o time (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

O duelo representa a cartada decisiva do Corinthians na tentativa de uma vaga na Taça Libertadores do ano que vem. Com 55 pontos, na sétima posição, a conta do Timão é simples: tem de vencer o Cruzeiro e torcer por ao menos um empate de Bot ou Atl Cu

Para isso, Oswaldo vai com força máxima. Sua formação ideal tem Guilherme no comando do ataque, com Marlone e Romero abertos pelos lados. Camacho e Rodriguinho são os responsáveis pela armação no meio, enquanto Cristian faz a proteção à zaga.
Neste sistema, perdem espaço os meias Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto. Contratados como soluções em 2016, ambos tiveram temporadas irregulares e encerram o ano em baixa. Oswaldo diz contar com todos os jogadores para o próximo ano.

– Para esse momento, sim (é o time ideal). Vamos continuar buscando, temos a ambição de fazer o time ainda mais forte, mas na forma dos jogadores neste momento, esta é a melhor equipe – afirmou o técnico corintiano, na sexta-feira.

Escalação provável: Walter, Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Cristian; Romero, Camacho, Rodriguinho e Marlone; Guilherme
Desfalque: Danilo
Pendurados: Giovanni Augusto, Guilherme e Uendel













Oswaldo leva garotos para decisão e mira espaço em 2017
Seis jogadores formados nas categorias inferiores do Timão vão compor elenco que tentará vaga no G-6 contra o Cruzeiro, neste domingo. Técnico pensa no futuro


Por Diego Ribeiro

Oswaldo pretende aumentar espaço da garotada (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)

O técnico Oswaldo de Oliveira pretende consolidar em 2017 uma tese que vem formando desde que chegou ao Corinthians, em outubro passado. Diante da dificuldade em contratar reforços, ele tem observado com maior carinho os jovens valores. Seis desses garotos ficam no banco de reservas contra o Cruzeiro, neste domingo, às 17h (horário de Brasília), no Mineirão, última rodada do Brasileirão, jogo que pode definir a classificação do time à Libertadores.

Os zagueiros Pedro Henrique e Léo, os laterais Léo Príncipe e Guilherme Arana, o volante Marciel e o atacante Léo Jabá são os relacionados para a partida. Todos eles, à exceção de Jabá, já tiveram participações importantes na atual edição do Brasileirão.

A intenção de Oswaldo é fazer os garotos ganharem ainda mais rodagem para serem aproveitados regularmente. Os seis citados acima devem começar 2017 no time de cima. Outros não relacionados devem disputar a Copa São Paulo, em janeiro.


Nessa categoria, estão nomes como o volante Warian, o meia Rodrigo Figueiredo e o atacante Carlinhos. Todos foram liberados para as férias neste sábado. O clube também estuda a promoção do meia Fabrício Oya, de 17 anos, outro que vai jogar a Copinha.


– Alguns vão ficar conosco, outros vão jogar a Copinha, ainda estamos avaliando isso, não definimos. Mas a preferência é que quem puder jogar a Copinha, jogue – disse Oswaldo.

Léo Santos e Jabá, os dois primeiros da esquerda, ficam no banco no domingo (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)




O técnico também conta com o retorno do volante Maycon, emprestado à Ponte Preta até o fim do ano. No entanto, ele, Léo Santos e Guilherme Arana desfalcam a pré-temporada corintiana nos EUA – os três foram convocados pelo técnico Rogério Micale para a seleção brasileira sub-20, que disputa o Sul-Americano da categoria no Equador, em janeiro.


Próximo adversário: Cruzeiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data e horário: domingo, às 17h (de Brasília)
Escalação provável: Walter, Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Cristian; Romero, Camacho, Rodriguinho e Marlone; Guilherme
Desfalque: Danilo
Pendurados: Giovanni Augusto, Guilherme e Uendel
Arbitragem: Wagner Reway (MT), auxiliado por Fabio Rodrigo Rubinho (MT) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS)
Transmissão: TV Globo para SP, SC, GO, TO, MS, MT e AL (com Cleber Machado, Casagrande, Caio Ribeiro e Paulo César Oliveira) e Premiere, Premiere HD e PFCI (com Rogério Correa e Belletti)
Tempo Real: GloboEsporte.com a partir das 16h

Corinthians enfrenta 
Nacional-URUpela última rodada da Copa Internacional Sub-20

Timão busca vitória em jogo final antes da busca de décimo título da Copinha de Futebol Júnior, em janeiro do ano que vem


12h30 11/12/2016 - Agência Corinthians






© Divulgação


Neste domingo (11), às 15h30, o Corinthians encerra sua participação na Copa Internacional Sub-20. Na Morada dos Quero-Queros, em Alvorada, no Rio Grande do Sul, o Alvinegro encara o Nacional, do Uruguai, em sua última partida oficial antes da busca por décimo título da Copinha de Futebol Júnior, em janeiro do ano que vem.

O técnico Osmar Loss terá a volta de Carlinhos. O atacante estava suspenso na partida diante do Fluminense e agora reforça o Timão neste jogo. Geovani, com uma torção no joelho esquerdo, e Thiago, com uma fratura no nariz, são os desfalques.

O Corinthians ocupa a quarta colocação do Grupo A, com um ponto conquistado. A vitória ou o empate manterão o Alvinegro nesta colocação, já que o Nacional-URU é o último – ainda sem pontos.






Em decisão pela vaga no G6, Corinthians enfrenta Cruzeiro no Mineirão

Na sétima colocação do Brasileirão com 55 pontos, o Corinthians está atrás em um ponto do Atlético-PR e Botafogo, sexto e quinto colocado respectivamente


10h00 11/12/2016 - Agência Corinthians





© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Neste domingo (11), o Corinthians tem jogo decisivo pela última rodada do Campeonato Brasileiro. No Mineirão, às 17h, o Timão enfrenta o Cruzeiro em busca de uma vaga para a Libertadores 2017. Globo (alguns estados) e Premiere transmitem a partida.

Na sétima colocação do Brasileirão com 55 pontos, o Corinthians está atrás em um ponto do Atlético-PR e Botafogo, sexto e quinto colocado respectivamente. Uma vitória do Timão e um tropeço dos adversários garante a equipe de Parque São Jorge no torneio continental.

Para isso, o treinador Oswaldo de Oliveira deve escalar Walter; Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Cristian, Camacho, Marlone, Romero, Rodriguinho; Guilherme.

Durante a semana, os jogadores do Timão demonstraram confiança no resultado positivo contra a equipe mineira. Um dos destaques do Corinthians na temporada, Rodriguinho falou que o Alvinegro buscará os três pontos fora de casa.

“Vamos buscar a vitória e ver o que vai acontecer. Seria muito ruim ficar fora, a torcida está acostumada, nós jogadores, vai ser ruim para todo mundo. Não podemos pensar nisso, senão podemos ficar muito apreensivos no jogo. Estamos confiantes", disse o meia do Corinthians.

Contra o Cruzeiro, a equipe do Corinthians tem retrospecto positivo. Em 79 jogos, o Timão venceu 35, empatou 19 e perdeu 35. Foram105 gols marcados e 90 gols sofridos.