6 de dez de 2016

CORINTHIANS 06/12/2016




Uendel manifesta seu desejo de permanecer no Corinthians
Uendel é titular no Timão desde a metade do ano passado (Getty Images)

6/12/2016 19h02

O lateral-esquerdo Uendel está contente com a temporada 2016, e assegura que, no que depender da sua vontade, sua estadia no Timão durará ainda muito mais tempo.

“Olha, a única coisa de concreto é que tenho dois anos de contrato com o clube e não pretendo sair”, afirmou o jogador, exaltado internamente como um dos atletas de relacionamento mais fácil com o restante do grupo, principalmente com os reforços adquiridos para a atual temporada. Contratado em 2014, ele tem vínculo firmado até dezembro de 2018, com 100% dos seus direitos econômicos ligados ao clube.

“Gosto demais daqui, me dou bem com todo mundo, do porteiro ao presidente, não tenho nada para reclamar. Para sair daqui, só se o clube quiser que eu tenha novos ares. Dentro de todo esse contexto, só se fosse uma situação que o clube desejasse um novo lugar para mim mesmo. Por mim, continuaria aqui com o maior prazer do mundo”, assegurou o camisa 13.
Titular desde a metade do ano passado, integrando o Corinthians hexacampeão brasileiro, Uendel atacou até de meia na partida contra o Internacional, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, função que ele aprovou após uma primeira experiência.

“Gostei, foi um jogo com muitos desfalques. Oswaldo perguntou durante a semana se eu poderia fazer e eu disse que sim. É uma posição que requer outros atributos, recebe mais bola de costas, na lateral está sempre de frente. Muda um pouco os movimentos, no começo me senti preso, mas depois fui me soltando”, celebrou o jogador, sem saber quando repetirá a atuação.

“Nunca foi minha pretensão assim sair da lateral para ir ao meio-campo, até porque o clube tem bons jogadores nessa posição. O que aconteceu foi que perdemos muitos jogadores para aquele jogo. O Oswaldo optou por mim no meio, foi algo do dia, mas a gente está sempre à disposição”, concluiu.






Uendel sobre Corinthians no Brasileiro 2016: 'Se ficar no G6, é porque mereceu'
Lateral-esquerdo fez frente às opiniões sobre queda de desempenho do time durante o segundo turno do Campeonato Brasileiro: ‘Falar em merecimento no futebol é complicado’
Uendel rebate críticas ao Corinthians: 'Se ficar no G6, é porque mereceu' (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

6/12/2016 13h47

O Corinthians só visa ganhar do Cruzeiro, domingo, às 17h (de Brasília), no Mineirão e buscar a classificação a Libertadores da América 2017.

Para o lateral esquerdo Uendel, por exemplo, o Corinthians se classificará por mérito próprio.

“Se a gente terminar entre os seis primeiros é porque merecemos a vaga. Vai mostrar que fomos melhores que outras equipes”, analisou o defensor, um dos poucos restantes dentre os titulares da campanha do título brasileiro do ano passado, reconhecendo que o posto na Libertadores já poderia estar assegurado.

“Claro que a gente oscilou muito, fizemos grandes jogos, mas tivemos muitas perdas, trocas de treinador, não é tão simples assim para as coisas se encaixarem. Mas o importante é que a gente está vivo na competição”, observou, reconhecendo que a campanha fora de casa deixou a desejar, mas apontando os tropeços em Itaquera como mais determinantes para a atual situação.

“No começo do returno perdemos muito jogo que estava na nossa mão em casa. São pontos que nos custam muito, poderíamos estar classificados para a Libertadores. Mas falar em merecimento no futebol é complicado. Por isso que eu digo que, se a equipe chegar em sexto, é porque mereceu”, analisou, elencando diversos motivos para expor a importância da competição.
“Sabemos da importância do jogo, estamos confiando muito numa vitória com a ajuda dos resultados. E sabemos também o quão importante também vai ser a Libertadores. Tem um clima diferente a libertadores, questão de investimento também. Receita melhora, patrocínio. Estamos conscientes do tamanho desse jogo, sabemos que não representa só uma vaga, mas um 2017 melhor”, concluiu.









Corinthians abre espaço principal na camisa para ajudar Chape
Em acordo com a Caixa, clube colocará o master à disposição para que a Chapecoense divulgue o seu novo programa de sócios, incentivando doações


Por Marcelo Braga

Camisa do Corinthians homenagerá Chapecoense (Foto: Divulgação)

O Corinthians bateu o martelo nesta terça-feira sobre as homenagens que pretende fazer à Chapecoense no domingo, contra o Cruzeiro, às 17h, no Mineirão, após o acidente aéreo que matou 71 pessoas, incluindo 19 jogadores da equipe.
Além de seguir as homenagens padronizadas da CBF, em protocolo que contará com bandeiras, crianças com camisas especiais, minuto de silêncio no círculo central, imagens no telão e escudo da Chapecoense nos uniformes dos árbitros, e que contará com um logotipo padronizado disponibilizado pela entidade, o Timão fará iniciativas próprias.

Patrocinado pela Caixa, o Corinthians colocará o seu espaço master à disposição da Chape para anunciar ações de engajamento financeiro. Uma ideia é exibir o programa se sócios que foi criado após o acidente, que incentiva a doação de dinheiro. A confirmação ainda depende da própria Chapecoense, já que nenhuma ação será feita sem o aval dos catarinenses.
As costas da camisa do Timão também podem ter homenagens, mas aos veículos de imprensa que perderam funcionários na tragédia: TV Globo, GloboEsporte.com, Grupo RBS, Fox Sports, Diário Catarinense, Rádio Oeste Capital, Rádio Chapecó, Rádio Super Condá, RIC TV e Vang FM. Detalhes jurídicos, porém, ainda impedem essa oficialização.

Uma outra homenagem, em união dos 19 clubes da Série A, foi divulgada por meio de uma nota oficial. Um trecho do hino da Chapecoense estará espalhado pela camisa das equipes, em ordem alfabética. 










Corinthians define homenagens a Chapecoense e veículos de imprensa em rodada decisiva por vaga a libertadores da América
Além de seguir as homenagens padronizadas da CBF, em protocolo que contará com bandeiras, crianças com camisas especiais, minuto de silêncio no círculo central, imagens no telão e escudo da Chapecoense nos uniformes dos árbitros, e que contará com um logotipo padronizado disponibilizado pela entidade, o Timão fará iniciativas próprias.

Patrocinado pela Caixa, o Corinthians colocará o seu espaço master à disposição da Chape para anunciar ações de engajamento financeiro. Uma ideia é exibir o programa se sócios que foi criado após o acidente, que incentiva a doação de dinheiro. A confirmação ainda depende da própria Chapecoense, já que nenhuma ação será feita sem o aval dos catarinenses.

As costas da camisa do Timão também podem ter homenagens, mas aos veículos de imprensa que perderam funcionários na tragédia: TV Globo, GloboEsporte.com, Grupo RBS, Fox Sports, Diário Catarinense, Rádio Oeste Capital, Rádio Chapecó, Rádio Super Condá, RIC TV e Vang FM. Detalhes jurídicos, porém, ainda impedem essa oficialização.














Corinthiano lateral esquerdo Uendel avalia jogo contra o Cruzeiro: “Confiamos muito na vitória”

O Corinthians entra em campo pela última vez em 2016 neste domingo (11), às 17h, contra o Cruzeiro


13h00 06/12/2016 - Agência Corinthians






© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Nesta terça-feira (06), o lateral-esquerdo Uendel concedeu entrevista coletiva após o treino realizado nesta manhã no CT Dr. Joaquim Grava. O jogador do Corinthians falou sobre o último compromisso do Timão em 2016, contra o Cruzeiro, neste domingo (11).

“Sabemos da importância do jogo. Confiamos muito na vitória com a ajuda de resultados. Sabemos o quanto é importante o ano que vem com a Libertadores, a parte anímica da torcida, o investimento do clube, que vem sofrendo um pouco na parte financeira. Com a Libertadores ajudaria bastante. Estamos conscientes do tamanho do jogo. Não representa só classificação, mas um 2017 melhor", contou Uendel.

Uendel analisou os três jogos que envolvem a situação do Corinthians na tabela em busca de uma vaga na Libertadores de 2017. "São três jogos equilibrados. Serão três jogos difíceis e tudo pode acontecer", disse Uendel.

O último compromisso do Corinthians no ano acontece neste domingo (11), às 17h. No Mineirão, o Corinthians enfrentará a equipe do Cruzeiro pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro.











Uendel reforça valor da vaga e quer ficar no Timão para a Liberta de 2017

Após experiência no meio-campo, lateral volta à posição de origem na última rodada do Brasileirão

Uendel disputou 55 partidas nesta temporada
(Foto: Daniel Augusto Jr)

Uendel disputou 55 partidas nesta temporada
(Foto: Agência Corinthians)


Após atuar improvisado no meio-campo na rodada passada do Campeonato Brasileiro, o lateral-esquerdo Uendel voltará à posição de origem neste domingo, quando o Corinthians encerra a competição duelando contra o Cruzeiro. A partida é fundamental para o Timão, que está em sétimo lugar e busca vaga na libertadores da América 2017
- A gente vai tentar fazer nossa parte primeiro, temos que vencer. . Vamos tentar vencer, mas como dependemos deles vamos procurar saber logo depois. Então serão três jogos difíceis, complicados e tudo pode acontecer - relatou o lateral, que reforçou o valor da classificação para a Libertadores de 2017 no Parque São Jorge.

- Sabemos da importância do jogo, mas estamos confiando na vitória. E sabemos como será importante a Libertadores. Questão de emocional, questão de investimento do clube, que está sofrendo um pouco na parte financeira. Libertadores aumenta receitas, patrocínios. Não representa apenas classificação para a Libertadores, mas também um 2017 melhor - disse.
Para 2017, o camisa 6 planeja estar novamente na Libertadores. Ele não pensa em deixar o Corinthians.

- Não me vejo longe do Corinthians. Para sair só se o clube quiser que eu tenha novos ares, uma situação que o clube desejasse. Por mim continuaria aqui com o maior prazer do mundo vestindo essa camisa. O concreto é que tenho dois anos de contrato com o clube e gosto demais daqui, me dou bem do porteiro ao presidente - relatou.




Antes de 'decisão', Guilherme brilha e Giovanni Augusto treina na lateral do Timão

Camisa 10 que será esperança de gols na partida contra o Cruzeiro marcou duas vezes no treinamento desta terça-feira, no CT. Fagner não esteve na atividade por razão de saúde


Guilherme: dois gols e uma assistência em treino no CT. Pronto para a decisão de domingo (Foto: Daniel Augusto Jr)
Gabriel Carneiro
06/12/2016
12:14

De volta após duas partidas fora do time titular por razões físicas, o meia-atacante Guilherme será a esperança de gols do Corinthians na rodada final do Campeonato Brasileiro, domingo, contra o Cruzeiro. Improvisado como centroavante, o camisa 10 mostrou boas credenciais no treinamento desta terça-feira, marcou dois gols e deu uma assistência no treino coletivo comandado por Oswaldo de Oliveira no gramado do CT Joaquim Grava. A atividade vencida por 3 a 0 pelos titulares contra os reservas do Timão ainda teve gol de Marlone.


O time escalado por Oswaldo não foi o mesmo dos dois últimos treinamentos. Ele não contou com Fagner, que está com uma inflamação ocular, e nem com o zagueiro Vilson, que apresentou desgaste físico e participou de apenas uma parte do treinamento. Nas vagas, o treinador promoveu as entradas de Giovanni Augusto e Pedro Henrique. Sim, Giovanni Augusto... Reserva nesta reta final de Brasileirão, o meia trabalhou improvisado como titular da lateral direita, já que Léo Príncipe também não está à disposição por conta de uma amigdalite.

Walter; Giovanni Augusto, Pedro Henrique, Balbuena e Uendel; Cristian; Romero, Camacho, Rodriguinho e Marlone; Guilherme foi o time titular montado por Oswaldo com os desfalques. Já os reservas trabalharam assim: Cássio; Léo Jabá, Yago, Léo Santos e Guilherme Arana; Jean; Marquinhos Gabriel, Marciel, Rodrigo Figueiredo e Rildo; Lucca. Também houve os jogadores que "sobraram" do coletivo e ficaram disputando uma roda de bobo no campo anexo: Matheus Vidotto, Caique, Douglas, Ameixa, Gustavo, Isaac, Jô e Bruno Paulo.

O coletivo foi focado em disputas de ataque contra defesa. Houve alguns destaques individuais na equipe titular, como Guilherme (dois gols e uma assistência) e Marlone (um gol e uma assistência) e até mesmo Giovanni Augusto (uma assistência). No time reserva, o garoto Rodrigo Figueiredo teve bom rendimento, ditando o ritmo de ações da equipe. O menino promovido da base do Timão não vinha atuando nos coletivos, mas aproveitou a chance nesta terça-feira e mostrou serviço.

Susto de Rildo - O atacante, que tem longo histórico de lesões, promoveu um novo susto no treinamento desta terça ao se envolver em dividida com Rodriguinho. O jogador ficou caído no gramado, chegou a tirar a chuteira e baixar os meiões durante o atendimento do departamento médico. Após cinco minutos, ele retornou às atividades e protagonizou lance bonito ao fintar Giovanni Augusto.



Integração com o Cifut - Antes do coletivo, o Corinthians teve uma hora de trabalhos técnicos em espaço reduzido - uma espécie de roda de bobo evoluída. O analista de desempenho Uendell Macedo, que integra o Cifut (Centro de Inteligência do Futebol do Corinthians), comandou um destes trabalhos em campo, em integração com a comissão técnica.












Há 29 anos, Wladimir vestia manto alvinegro pela última vez

Revelado pelo Corinthians, o ex-lateral atuou 803 vezes e fez 34 gols nas duas passagens que teve pelo clube


18h15 06/12/2016 - Agência Corinthians






© Lemyr Martins/Placar


Há exatos 29 anos, um dos maiores ídolos da história do Corinthians, o ex-lateral Wladimir, atuava pela última vez com o manto alvinegro. A partida de despedida foi o amistoso estadual do Corinthians contra o Esportivo de Passos-MG, no estádio Starling Soares, que acabou empatada em 2 a 2.

Revelado pelo Timão, o ex-lateral atuou 803 vezes e fez 34 gols nas duas passagens que teve pelo clube. No período em que esteve no Timão, Wlad conquistou os Paulistas de 1977, 79, 82 e 83.

Wladimir Rodrigues dos Santos foi alçado ao time profissional em 1972, com apenas 17 anos em um amistoso diante dos Besiktas, da Turquia, vencido pelo Timão por 3 a 0, quando o camisa 4 foi eleito o melhor da partida. Já na temporada seguinte, era o dono absoluto da lateral esquerda alvinegra.

O lateral vivenciou alguns dos mais importantes momentos da história do Corinthians. Esteve presente na Invasão Corinthiana, no Maracanã em 1976, e na quebra do jejum de 23 anos sem títulos, no ano seguinte. Mas foi na década de 80 em que Wladimir se destacou. Ao lado de Sócrates e Casagrande, foi responsável direto pela ocasião que considera ter sido o ápice da carreira dele, a Democracia Corinthiana, movimento que permitia a participação de todo o elenco em decisões técnicas do clube.







Técnico do Sub-20 e coordenador técnico do Departamento de Formação de Atletas do Corinthians ministram curso em Porto Alegre


19h00 06/12/2016 - Agência Corinthians

Na tarde desta terça-feira (06), o coordenador técnico do Departamento de Formação de Atletas do Corinthians, Rodrigo Azevedo, e o técnico da equipe Sub-20 do Alvinegro, Osmar Loss, visitaram a sede da Federação Gaúcha de Futebol, em Porto Alegre-RS, para ministrar um curso para preparadores de goleiros.

Rodrigo falou sobre a capacidade cognitiva no aperfeiçoamento do trabalho do goleiro. Durante pouco mais de uma hora, interagiu com a plateia mostrando exemplos e estudos que comprovam a importância deste trabalho específico incorporado ao treino dos defensores da meta.

Na sequência, Osmar Loss falou sobre a inserção do goleiro no modelo de jogo das equipes – algo que o próprio está fazendo com os arqueiros do Sub-20 do Timão, em parceria com Carlos Magno, preparador de goleiros da equipe. O treinador deu exemplos de como realiza esse trabalho nos treinos e nos reflexos que geram na hora da partida.















Especula-se que o Corinthians esteja negociando a vinda do volante Alan, do Coritiba, discute transferência para o Corinthians Jogador de 25 anos, ex s7os e vit.
Os clubes conversam a respeito, mas quem participa das negociações vê o Coritiba com pouco poder de barganha. O atual contrato de Alan Santos expira em dezembro de 2017, o que indica ser essa a chance de a equipe paranaense arrecadar alguma quantia.

Procurado recentemente por outras equipes, Alan avisou que já tinha dado prioridade ao Corinthians e que aguardava por uma definição dos clubes.

O nome dele surgiu para a direção corintiana há aproximadamente três semanas e obteve a aprovação do treinador Oswaldo de Oliveira que trabalhou com ele em 2014

A direção do Corinthians admite a possibilidade de transferência, mas vê em Alan Santos uma possível concorrência para jogadores como Maycon e Marciel, por exemplo. Na concepção da comissão técnica, ele estaria mais para segundo que primeiro volante. Mas, como o clube trabalha a possibilidade de negociar Rodriguinho, bastante assediado e no último ano de contrato, Alan ganha forças como peça de reposição.

A contratação dele não inviabilizaria a busca por um jogador de características mais defensivas no meio-campo. Nesse sentido, a prioridade ainda é Rithelly, do Sport. Os maiores focos do Corinthians estão na busca por um zagueiro e por esse primeiro volante para 2017 (um plano B é Gabriel, emprestado por empresários ao rival ).

Além disso, o clube quer um meia -Wagner tenta a liberação na China para assinar o acordo já verbalizado. A busca por um centroavante para disputar posição com Jô também é alternativa cogitada, e contatos foram realizados por Leandro Damião



















06/12/2016 11h45

Oswaldo esboça o Corinthians no CT. 2 jogadores foram poupados.
Sem Fagner, com um problema ocular, e contando com Vilson só na primeira parte do treino, técnico do Timão faz improvisação inusitada em preparação para "a decisão"


Por Carlos Augusto Ferrari

Treino Corinthians na manhã desta terça-feira (Foto: Carlos Augusto Ferrari)

Oswaldo de Oliveira teve dois problemas para armar o Corinthians no treino desta terça-feira, no CT Joaquim Grava, em mais um preparativo para o decisivo duelo contra o Cruzeiro, domingo, às 17h, no Mineirão, na busca por ida a Lib da amé 2017.

Fagner, com uma inflamação ocular, foi baixa. Vilson fez apenas o aquecimento no gramado.

Sem os dois, o treinador deu chance a Pedro Henrique na defesa e, no lado direito do campo, fez uma improvisação inusitada: escalou o meia Giovanni Augusto, já que o jovem Léo Príncipe não tem treinado por conta de uma amigdalite.

O Timão foi a campo no trabalho tático com Walter, Giovanni Augusto, Pedro Henrique, Balbuena e Uendel; Cristian;  Camacho, Rodriguinho e Marlone, 
Romero; Guilherme.

Em um treinamento de campo inteiro, o treinador pediu que os reservas pressionassem o time titular desde o campo de defesa, dando ênfase à manutenção de posse de bola sob pressão, talvez acreditando que o time de Mano Menezes vá realizar esse tipo de ação jogando dentro de casa.

Reserva, o atacante Rildo deu mais um susto na comissão técnica após dividir forte com Rodriguinho. Atendido, retornou à atividade. O contrato dele com o Timão vai até o fim do ano.








12:02
A razão de Giovanni Augusto ter treinado como lateral na ausência de Fagner: Léo Príncipe está fora, com amigdalite #trCOR
11:55 Coletivo entre titulares e reservas do Corinthians terminou 3 a 0 para o time principal. Dois gols de Guilherme e um de Marlone

11:47 Uendel vai conceder entrevista coletiva daqui a pouco

11:44 Pessoal liberado do treinamento. Jô tira fotos com os torcedores convidados aqui no CT. Fim de trabalhos 




11:40 Oswaldo encerra o treino coletivo e agora bate papo com o grupo de jogadores no centro do gramado




11:33 Dois a zero para o time titular no coletivo. Dois gols de Guilherme. Assistências de Giovanni Augusto e agora Marlone

11:30 Rodrigo Figueiredo dita o ritmo do time reserva, que vai bem. Menino não vinha disputando coletivos, mas mostra muita qualidade hoje

11:28 Lindo lance no treino agora. Passe impressionante de Rodrigo Figueiredo e drible de Rildo. Quase gol

11:26 Oswaldo exercita e pede muita compactação à equipe. Quer troca de passes em espaço curto e precisão

11:21 Giovanni Augusto, que treina como lateral-direito, acaba de acertar belo cruzamento para gol de Guilherme no coletivo do Corinthians #trCOR


11:20 Treinam separado no Corinthians, hoje: Matheus Vidotto, Caique, Douglas, Ameixa, Gustavo, Isaac, Jô e Bruno Paulo
11:19 Time reserva do Corinthians hoje: Cássio; Léo Jabá, Yago, Léo e Guilherme Arana; Jean;  Marciel, Marquinhos Gabriel, Rodrigo Figueiredo e Rildo; Lucca

11:17 Time titular do Corinthians, hoje: Walter; Giovanni Augusto, Pedro Henrique, Balbuena e Uendel; Cristian;Camacho, Rodriguinho e Marlone, Romero; Guilherme

11:14 Fagner está com inflamação ocular, explica a assessoria do Corinthians. Não participa do treino coletivo
11:13 Oswaldo comanda treino de ataque x defesa. Ele não conta com Fagner e Vilson, liberados. Giovanni Augusto e Pedro Henrique nas vagas #trCOR


11:05 Grupo reunido depois de uma hora do treino técnico. Será que acabou? #trCOR




11:03 Uendell Macedo, do Cifut, comanda parte do treinamento em campo. Corinthians integra ciência ao trabalho no gramado #trCOR

10:57 Já quase uma hora do treinamento técnico. Foco em posse de bola, precisão na troca de passes e mobilidade. Sol forte no CT #trCOR

10:45 Agora são quatro times, dois contra dois. Novamente um treinamento técnico em espaço reduzido, com ritmo muito acelerado #trCOR
10:33 Elenco quase inteiro à disposição para última rodada do Brasileirão. Só Willians, já dispensado, e Danilo, lesionado, fora de ação #trCOR

10:21 Elenco em aquecimento no gramado, com os atletas divididos em três grupos #trCOR




10:10


Jogadores já aparecem no gramado do CT

10:02


O Timão treinou ontem, quando Oswaldo de Oliveira esboçou a escalação para a última rodada do Brasileirão, e retoma os trabalhos agora de manhã. Por enquanto, nenhum jogador em campo

10:00


Bom dia, internauta do LANCE!. Começa agora a transmissão em tempo real do dia do Corinthians, que segue em preparação para a decisão do próximo domingo, contra o Cruzeiro!



Uendel manifesta seu desejo de permanecer no CorinthiansUendel é titular no Timão desde a metade do ano passado (Getty Images)
6/12/2016 19h02

O lateral-esquerdo Uendel está contente com a temporada 2016, e assegura que, no que depender da sua vontade, sua estadia no Timão durará ainda muito mais tempo.

“Olha, a única coisa de concreto é que tenho dois anos de contrato com o clube e não pretendo sair”, afirmou o jogador, exaltado internamente como um dos atletas de relacionamento mais fácil com o restante do grupo, principalmente com os reforços adquiridos para a atual temporada. Contratado em 2014, ele tem vínculo firmado até dezembro de 2018, com 100% dos seus direitos econômicos ligados ao clube.

“Gosto demais daqui, me dou bem com todo mundo, do porteiro ao presidente, não tenho nada para reclamar. Para sair daqui, só se o clube quiser que eu tenha novos ares. Dentro de todo esse contexto, só se fosse uma situação que o clube desejasse um novo lugar para mim mesmo. Por mim, continuaria aqui com o maior prazer do mundo”, assegurou o camisa 13.
Titular desde a metade do ano passado, quando integrou o Corinthians hexacampeão, Uendel atacou até de meia na partida contra o Internacional, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, função que ele aprovou após uma primeira experiência.

“Gostei, foi um jogo com muitos desfalques. Oswaldo perguntou durante a semana se eu poderia fazer e eu disse que sim. É uma posição que requer outros atributos, recebe mais bola de costas, na lateral está sempre de frente. Muda um pouco os movimentos, no começo me senti preso, mas depois fui me soltando”, celebrou o jogador, sem saber quando repetirá a atuação.

“Nunca foi minha pretensão assim sair da lateral para ir ao meio-campo, até porque o clube tem bons jogadores nessa posição. O que aconteceu foi que perdemos muitos jogadores para aquele jogo. O Oswaldo optou por mim no meio, foi algo do dia, mas a gente está sempre à disposição”, concluiu.










Corinthiano meia Marlone faz balanço positivo de 2016 e quer classificação do Corinthians para a Libertadores
Meio-campista disse que a equipe não pode se escorar na perda dos atletas ainda no início de ano e ainda acredita na vaga para o torneio continentalMarlone com o Corinthians, ainda busca uma vaga na Libertadores para próxima temporada (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
5/12/2016 21h37

O meia Marlone foi o primeiro reforço do Corinthians para 2016, mas o último dos contratados a ter uma sequência como titular da equipe. Agora titular da equipe após boas atuações, ele quer aproveitar o duelo contra o Cruzeiro, domingo, no Mineirão, para assegurar uma vaga na Copa Libertadores a América e garantir um prognóstico ainda melhor para 2017.

“Foi um ano importante para mim, me lesionei no começo do ano e não tive muitas oportunidades. Mas continuei trabalhando, fazendo meu dever, sempre que eu tinha minhas oportunidades eu tentava agarrar da melhor forma possível. Terminar o o ano como titular é muito importante”, avaliou o jogador, reconhecendo que as comparações com o time campeão brasileiro no ano passado rondaram o elenco durante toda a temporada.

“A gente veio para cá, por isso teve tanta comparação, porque muitos saíram. Tem que pegar as coisas que erramos e acertamos para buscar coisas mais altas em 2017, objetivos maiores do que os que a gente conquistou. Estamos a um passo da Libertadores, vamos em busca disso e, conseguindo, as coisas melhoram ainda mais”, observou o jogador.

Para ele, é normal que um time do Corinthians sofra bastante assédio estrangeiro quando se tem um ano como 2015, como melhor equipe do país. Ainda assim, não é algo aceitável que o clube passe 2016 sem nem sequer brigar por títulos.

“Uma marca como a do Corinthians é normal que clubes se interessem. Um time desse tamanho campeão brasileiro. Quando se destaca aqui, é normal. É o meio do futebol e é o sistema”, começou, antes de fazer uma autocrítica ao desempenho apresentado.

“Eu penso que o normal não é estar nessa situação, é brigar entre as quatro cabeças, Libertadores, Brasileiro. Os corintianos estão acostumados a coisas grandes. Mas a gente teve oscilações dentro do campeonato. É um campeonato difícil, mas sabemos que o normal seria estar lá em cima. Estamos cientes disso. Espero que nós possamos aprender muitas coisas”, concluiu.










Corinthians futsal na Final da LNF: Alteração na logística da troca de ingressos

O torcedor deve comparecer munido de um documento (RG ou CNH) válido com foto, e poderá fazer a trocar por até dois ingressos


10h30 06/12/2016 - Agência Corinthians




Atenção para a mudança nas regras da troca de ingressos

Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Nesta segunda-feira (12), às 19h45, o Corinthians recebe o Sorocaba no ginásio Poliesportivo Wlamir Marques para a segunda partida das finais da Liga Nacional de Futsal.

A troca de ingressos para o associado do Sport Club Corinthians Paulista acontece nesta quinta-feira (08), das 13h às 17h, nos guichês da bilheteria interna em frente ao mini ginásio. Haverá atendimento enquanto houver ingressos disponíveis para os associados, por isso poderá encerar antes das 17h.

Para o torcedor geral, a troca acontece nesta sexta-feira (09) nas bilheterias ao lado do portão 2, das 10h às 17h. A previsão é que o atendimento seja encerrado antes do horário programado devido a grande procura por ingressos.

Atenção para as novas regras na troca de ingresso:

- O torcedor associado deve trocar o ingresso mediante a apresentação da carteira de associado;

- Cada torcedor poderá trocar até no máximo DOIS ingressos;

- É indispensável a apresentação de documento original com foto (RG ou CNH), pois o ingresso será registrado, nominal e intransferível;

- Os ingressos devem ser emitidos para todos os torcedores.

- O atendimento preferencial será feito no Guichê 1.

SERVIÇO

Final da Liga Nacional de Futsal

Corinthians/Unip x Sorocaba

Data: 12/12/2016

Local: Ginásio Poliesportivo Wlamir Marques, Parque São Jorge, Rua São Jorge, 777, Tatuapé  - SP

Horário: 19h45

Valor: 1 kg de alimento não perecível (exceto açúcar, sal, farinha de trigo, farinha de mandioca e fubá).









CORINTHIANS HOJE


06/12 - Terça-feira


09h30 - Treino no CT Dr. Joaquim Grava