9 de nov de 2016

CORINTHIANS 09/11/2016

Por um 2017 melhor, Rodriguinho sabe que classificação do Corinthians para a Libertadores da América é necessária

Giovanni Magliano -
09/11/2016 20:15:21
Rodriguinho vê com bons olhos as perspectivas do Timão e estabelece a classificação para a Libertadores como obrigação para garantir um 2017 melhor.

‘Tivemos um ano muito difícil. A equipe oscilava até com Tite. Não conseguimos encontrar a melhor forma de jogar, como todos esperavam. Estamos trabalhando para que as coisas possam acontecer, mas, infelizmente, não está dando liga. Agora, temos que, no mínimo, ir atrás da vaga para a Libertadores. Não sei de que forma, mas temos que conseguir. O ano de 2017 tem que ser diferente e essa classificação é importante para isso”, apontou o meia.

Apesar das dificuldades nessa temporada, as possibilidades de o Corinthians conseguir uma vaga no torneio continental são boas. Na sétima colocação, o time está com 50 pontos, apenas um atrás do G6. O Corinthians depende apenas de si para garantir a classificação, pois fará um confronto direto

Para ir atrás desse objetivo, Rodriguinho disse “Temos que nos doar um pouco mais, demonstrar mais vontade. Às vezes as coisas não acontecem como queremos e os jogadores saem do sério, não podemos nos prejudicar por isso.”

Com a semana cheia para trabalhar, Oswaldo de Oliveira tem aproveitado o tempo para recuperar a questão física dos atletas titulares, como o próprio Rodriguinho, que fez apenas atividades na academia nesta semana. O próximo compromisso do Corinthians será apenas na quarta-feira, dia 16, contra o Figueirense, no Estádio Orlando Scarpelli, pela 35ª rodada do Brasileirão.












Boato:
Oswaldo de Oliveira teria pedido atacante Rafael Marques e volante Gabriel no Corinthians
O treinador trabalhou com os dois jogadores em 2 clubes. Agora, Oswaldo tem interesse em levá-los para o Timão.





Corinthianos sabem que sequência não é fácil na reta final do Brasileirão


Giovanni Magliano

09/11/2016 20:27:38
Corinthians ainda tem 4 jogos (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

Na luta para conseguir uma vaga na Libertadores de 2017, o Corinthians tem mais quatro rodadas pela frente do Campeonato Brasileiro e depende apenas de si para alcançar o objetivo. Apesar de ter pela frente três adversários da parte de baixo da tabela, e sabem que os jogos serão difícies.

“Acho que o nível de dificuldade dos oponentes independe da posição do time. O Brasileirão é fascinante por causa disso. O São Paulo, por exemplo, perdeu para o América, de Minas Gerais. Enfrentamos a Chapecoense, que já não tem maiores ambições no campeonato, e foi um jogo muito complicado. Teremos dificuldades em todos os jogos”, argumentou Rodriguinho.

Um dos problemas que o Timão terá pela frente são os desfalques. Com Fagner na Seleção Brasileira, Balbuena e Romero com o Paraguai e Uendel lesionado, Oswaldo de Oliveira apostará nos garotos do elenco. Um dos mais experientes do grupo, Rodriguinho ressalta a importância de dar confiança aos jovens.

“O Léo Príncipe e o Pedro já participaram um pouco mais dos jogos, e o Léo  é um garoto com um potencial muito grande. Temos que dar confiança para eles. Será o primeiro jogo do Léo conosco. Ele vem treinando no profissional há um tempo e evoluiu muito. Conversamos sempre com ele para se sair muito bem quando surgir a oportunidade”, apontou.

Com a semana cheia para treinar, Oswaldo de Oliveira tem aproveitado o tempo para afinar o trabalho com os jovens. Nesta quarta-feira, o comandante deu um coletivo em que aproveitou para fazer diversas interrupções a fim de ajustar posicionamento e marcação. O próximo confronto do Corinthians será contra o Figueirense, apenas no dia 16, pela 35ª rodada do Brasileiro.

















Corinthians faz treino técnico sem seis titulares em retorno
Time ainda luta por uma vaga na Libertadores. Corinthians terá mais sete dias até o duelo contra o Figueirense no Orlando Scarpelli, no dia 16 de novembroOswaldo treinou os jogadores do Corinthians nesta terça-feira (8 de novembro) (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
8/11/2016 20h41
O Corinthians se reapresentou em clima de otimismo por uma vaga na Copa Libertadores da América, pois o time segue a um ponto do g6. Na tarde desta terça-feira (8 de novembro), o Timão se reapresentou no CT Joaquin Grava após o elenco receber dois dias de folga.

Dos titulares, apenas Vilson, Willians, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel e Marlone participaram das atividades comandadas pelo técnico Oswaldo de Oliveira nesta terça-feira. Fagner está com a Seleção Brasileira e Balbuena serve o Paraguai, enquanto os outros titulares ficaram apenas na academia.

Na volta aos trabalhos, o técnico Oswaldo de Oliveira dividiu o grupo de atletas e comandou um trabalho de dois toques em campo reduzido. Em seguida, os atletas fizeram um treino específico de finalização e ataque contra defesa.

O Corinthians terá agora mais sete dias para preparar a equipe antes do jogo contra o Figueirense, na quarta-feira, dia 16, no estádio Orlando Scarpelli. Para esta partida, Vilson e Balbuena, suspensos, além de Fagner, que jogará na madrugada de terça para quarta pela Seleção Brasileira contra o Peru pelas Eliminatórias Sul-Americanas, são desfalques certos. Pedro Henrique, Léo e Léo Princípe devem ser os substitutos, respectivamente. Já o lateral Uendel segue no Departamento Médico e é dúvida








Terceiro reforço do Corinthians para 2017, meia Wagner pode antecipar a pré-temporada
Meio-campista acertado com o Corinthians para 2017 fará preparação especial no CT, assim como Jô

Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro
09/11/2016
07:00


Acertado com o Corinthians desde terça-feira, quando sinalizou positivamente à proposta feita há menos de uma semana, o meia Wagner deverá ser o terceiro reforço para a próxima temporada, depois dos atacantes Luidy e Jô. Da mesma forma que ocorreu com o atacante, Wagner passará por uma preparação especial para 2017.

Há grande possibilidade de que ele inicie uma rotina de treinamentos no CT Joaquim Grava ainda neste ano. Isto porque relatórios de desempenho do clube indicam que o meia não joga desde 18 de junho de 2016 e atuou bem pouco em sua passagem pela China.
O Timão acelerou as conversas e fechou rapidamente com o reforço - internamente, o acerto já é dado como certo.

Wagner conversou diretamente com um dirigente do Corinthians em duas oportunidades. Nesta terça pela manhã, ele deu sinal positivo à oferta e agora espera a marcação de exames médicos e acerto de detalhes finais de seu novo contrato.









09/11/2016 18h56
Corinthians faz primeiro coletivo da semana; veja a escalação
Com improvisações na lateral esquerda e no meio, Corinthians faz primeiro treino da semana. Técnico não levou a campo alguns dos principais jogadores da equipe



Por Marcelo Braga

Léo Príncipe, Pedro Henrique e Léo  no treino (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

Oswaldo de Oliveira quebrou a cabeça para montar o Corinthians para o primeiro treino coletivo da semana, nesta quarta-feira, já pensando na partida do dia 16, contra o Figueirense, no Orlando Scarpelli. Com ausências em todos os setores da equipe, ele montou o time bastante remendado. E que ainda mudará bastante até a partida válida pela 35ª rodada.

A escalação teve: Cássio, Léo Príncipe, Pedro Henrique, Léo  e Marciel; Willians; Camacho, G
iovanni Augusto, Rildo e Marquinhos Gabriel; Lucca.

Dos prováveis titulares, porém, Marlone, Rodriguinho e Guilherme fizeram trabalhos na parte interna pelo segundo dia consecutivo e em nenhum momento foram a campo. Além deles, Uendel e Walter, que se recuperam de lesões, seguiram em tratamento.

Com improvisações na lateral direita e na linha de meio, o time reserva contou com: Caíque (Matheus), Franklin, Vilson, Vinicius Del'Amore e Guilherme Romão; Jean; Cristian, 
Léo Jabá, Jô e Isaac; Gustavo. Outros dois garotos, Warian e Guilherme Mantuan, participaram do treino também.

Vale lembrar ainda que Fagner defende a seleção brasileira principal e Guilherme Arana joga amistosos com a seleção sub-20. A dupla Romero e Balbuena está com a seleção do Paraguai.

Oswaldo de Oliveira durante treino do Corinthians no CT (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

Com início por volta das 16h, a atividade desta quarta terminou duas horas depois. Entrevistado do dia, Rodriguinho comentou sobre os questionamentos feitos aos métodos de Oswaldo de Oliveira, que costuma realizar atividades bastante longas.

– Acho que é mais questão de acostumar, cada treinador tem sua linha de trabalho. Uns gostam de treinar mais tempo, outros menos, mas com mais intensidade. O Corinthians é preparado, os fisiologistas monitoram, estão cientes do trabalho. Cada jogador prefere uma coisa, treinar mais ou menos. Quem não está jogando tanto tem que treinar mais mesmo. Quando precisar, como agora com Léo e Pedro Henrique, tem de estar em nível alto – comentou o jogador.

Com 50 pontos, o Corinthians é sétimo colocado do Brasileirão e ainda luta por uma vaga no G-6.






Rodriguinho aposta em vaga, mas diz que Timão não deu liga e rebate rival

Meio-campista diz que não pensa em propostas para deixar o Corinthians e quer encerrar ano com classificação ao torneio continental. Enquanto isso, responde tricolores: 'E o 6 a 1?'

Rodriguinho soma 49 partidas na temporada Rodriguinho soma 49 partidas na temporada
(Foto:Rodrigo Gazzanel)


Gabriel Carneiro
09/11/2016
18:50
Rodriguinho não participou do treinamento em campo desta quarta-feira, mas foi o porta-voz dos jogadores do Corinthians em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava. Quatro dias após a goleada sofrida diante do São Paulo pelo Campeonato Brasileiro, o camisa 26 apareceu na sala de imprensa com uma bolsa de gelo no joelho direito e a língua afiada.

- Deixa eles aproveitarem, né? O futebol ficou meio chato em relação a isso, ninguém pode brincar, zoar. Eu lembro de um 6 a 1 também até hoje, então deixa eles aproveitarem também. Cada um aproveita na sua hora e está tudo certo - disse Rodriguinho, titular do Corinthians tanto nos 6 a 1 de 2015

O experiente meio-campista sabe que o Corinthians precisa reagir no Campeonato Brasileiro. A equipe se deu bem no complemento da 34ª rodada por nenhum adversário direto pelo G6 também ter vencido e agora espera voltar a vencer no próximo meio de semana para seguir na briga pela vaga na Libertadores. Rodriguinho aposta em classificação do Corinthians para o torneio continental.

- A gente teve um ano todo muito difícil, até com o Tite a equipe deu uma oscilada, não conseguiu encontrar a melhor forma de jogar e encantar, como todos esperavam. Estamos trabalhando, mas ainda não deu liga. A gente tem que no mínimo achar, buscar, trabalhar para que a vaga na Libertadores venha. Não sei de que forma, estamos fazendo todo o possível, mas temos que ter esse objetivo na cabeça, porque 2017 tem que ser diferente desse ano. E a vaga na Libertadores é importante para isso. Mas eu apostaria (no Corinthians) em qualquer situação, sim. Por estar vestindo essa camisa e saber o potencial de quem está aqui. Estamos passando por um momento difícil, mas na minha convicção, a gente tem o dever de conseguir essa vaga.

Caso os objetivos se concretizem e o Corinthians alcance a vaga na Libertadores, não é certeza que Rodriguinho representará a equipe mais uma vez no torneio continental. O jogador, que é vice-artilheiro da equipe e terceiro em número de assistências na temporada, é alvo de assédio internacional desde o meio do ano, e está deixando para pensar neste assunto depois do Brasileirão.

- Eu prefiro que não cheguem as informações (de interesse de outros clubes). Se você quiser manter contato com empresário, tudo bem. Se não afetar, sem problema. Mas você tem que estar focado no seu trabalho. Minha cabeça é no Corinthians, primeiro de classificar para a Libertadores, que vai fazer bem para o nosso ano de 2017. Não penso muito se vai acontecer proposta, isso será fruto do trabalho. Pode acontecer (saída) com qualquer um que está aqui, como já saíram outros, vão chegar outros, futebol é assim. Se você está em momento bom saem coisas boas, é uma coisa normal - disse o meia.







Quarta do Corinthians tem gol de Jô, bronca de Oswaldo e desfalques

Timão segue preparação para o jogo contra o Figueirense e faz treino coletivo com vários desfalques no CT Joaquim Grava. No meio dos trabalhos, treinador se irritou com jogada

Imagens do treino desta quarta-feira
(Foto: Daniel Augusto Jr./A.Corinthians)















Gabriel Carneiro
09/11/2016
19:10


Com tempo livre para treinar e ajustar o time que enfrenta o Figueirense na próxima quarta-feira, dia 16, Oswaldo de Oliveira comandou uma atividade coletiva nesta quarta, no CT Joaquim Grava, e fez o primeiro esboço da equipe para a 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O problema é que o treinador teve diversas ausências no gramado e escalou um time bem remendado. Para se ter uma ideia, o lateral-esquerdo do time titular foi o volante Marciel, improvisado na função.

Cássio; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Léo e Marciel; Willians; Camacho,
Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel; Rildo e Lucca foi a equipe do treino desta quarta-feira. Walter e Uendel, lesionados, além de Rodriguinho, Marlone e Guilherme, em recondicionamento físico por conta do risco de lesão, e Fagner, Balbuena, Guilherme Arana e Romero, convocados para suas seleções, foram baixas no treino. Contra o Figueirense, ao menos três destes nove nomes devem estar à disposição de Oswaldo de Oliveira. 

O técnico primeiro observou um trabalho de troca de passes e triangulação e depois dirigiu o coletivo, paralisado a todo instante para orientações. Um dos momentos de interrupção foi para uma bronca do treinador em Marquinhos Gabriel e Léo Jabá. O treinador achou que uma cobrança de lateral não foi bem feita e a marcação também não foi executada da maneira correta, falou grosso com os dois jogadores e logo depois mostrou como achava certo, tanto na cobrança do tiro, quanto na movimentação posterior. O treino seguiu sem novas ocorrências do tipo e foi sucedido por um trabalho específico de bolas paradas defensivas.

Os reservas do treino desta quarta-feira formaram da seguinte maneira: Matheus Vidotto/Caique/Douglas/Luan; Franklin, Vilson, Vinícius Del'Amore e Guilherme Romão; Jean; Cristian, 
Léo Jabá, Jô e Isaac; Gustavo. Jô atuou como meio-campista nesta atividade, mas fez um belo gol no coletivo: ele recebeu na entrada da área, girou e bateu de perna direita, sem defesa para Cássio. O treino terminou em 1 a 1, com gol de Lucca para os titulares.

Já que Yago, Bruno Paulo e Danilo estão no departamento médico e só voltam em 2017 e Rodrigo Figueiredo e Carlinhos também tratam lesão, só dois jogadores "sobraram" nesta quarta: Ameixa e Mantuan, que fizeram um treino leve de troca de passes acompanhados por um profissional da comissão técnica.





09/11/2016 18h47
Corinthiano meia Rodriguinho ainda aposta no G-6
Meia diz que ano foi muito difícil, porém, mostra determinação pela conquista da vaga na Libertadores do ano que vem. Timão volta a jogar apenas no dia 16 de novembro


Por Marcelo Braga

Rodriguinho durante entrevista no CT Joaquim Grava (Foto: Marcelo Braga)

Restam quatro partidas para 2016 terminar. Com 50 pontos, o Corinthians ainda luta ponto a ponto para conseguir uma vaga no G-6, que classifica para o principal torneio sul-americano.

Um dos poucos jogadores que teve algum destaque na temporada com a camisa do Timão, Rodriguinho diz que o torcedor ainda tem motivos para acreditar que, na reta final da temporada, ao menos esse objetivo será alcançado.

– Eu apostaria no Corinthians em qualquer situação, principalmente por estar vestindo essa camisa, pelo potencial que temos aqui. Estamos passando um momento difícil, um ano não tão agradável, mas a minha convicção é que temos o dever de conseguir essa vaga.

Em 66 partidas disputadas no ano, o Corinthians venceu 33, empatou 16 e foi derrotado em outras 17. Os jogadores marcaram 100 gols, mas sofreram 63. Ao longo da temporada, o time teve 4 técnicos: Tite (que foi chamado para a Seleção Brasileira, assim como toda Comissão Técnica e até o gerente de futebol),  com Cristóvão Borges, com o interino Fábio Carille e, há cinco partidas, está nas mãos de Oswaldo de Oliveira.

– Tivemos um ano todo difícil, até com Tite deu oscilada, não encontramos a melhor forma de jogar, não conseguimos encantar. Estamos trabalhando para as coisas acontecerem. Mas como a gente fala, não deu liga. Temos que trabalhar para que essa vaga na Libertadores venha. Não sei de que forma, estamos nos esforçando, mas temos de ter esse objetivo na cabeça. 2017 tem de ser diferente e essa vaga é importante para que a gente tenha um ano muito melhor.

O Corinthians só volta a campo no dia 16, diante do Figueirense, no Orlando Scarpelli, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.





17H55
#trsccp




Fim da atividade. Rodriguinho dará entrevista coletiva #trsccp





17H45Vem chuva #trsccp



Parte dos jogadores partiu para a parte interna. Agora tem treino de bola parada para alguns #trsccp


17H20Jô marca um gol na atividade. Chute da entrada da área #trsccp

Gerente de futebol Alessandro Nunes acompanha o treino. Faz uns 20 minutos que está pendurado no telefone. Vem reforço? #trsccp

Há pouco, Oswaldo parou o treino e repetiu uma cobrança de lateral e pediu velocidade.

17H08


Oswaldo faz coletivo de campo inteiro. E sempre pausa a atividade para dar orientações #trsccp





17h04

Em outro campo, Warian e Guilherme Mantuan fazem embaixadinhas #trsccp




Mas calma... É só o primeiro coletivo da semana. Sem Rodriguinho, Guilherme e Marlone. E Walter e Uendel no DM #trsccp


Reservas: Caíque, Franklin, Vilson, Del'Amore e Guilherme Romão; Jean; Cristian ,Léo Jabá,  Jô e Isaac; Gustavo #trsccp
Oswaldo armou um time titular, mas vale lembrar que ele não conta com alguns nomes nesta quarta #trsccp
Cássio, Léo Príncipe, P]edro Henrique, Léo e Marciel; Willians; , Camacho, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel; Rildo e Lucca #trsccp



17H
Oswaldo reúne o grupo para o próximo trabalho #trsccp




Giovanni Augusto se junta aos colegas para os trabalhos de campo #trsccp

Atividade de troca de passes e marcação pressão #trsccp




Jô participa de todas as atividades. Só joga em 2017 #trsccp




Jogadores fazem aquecimento #trsccp



Assim como ontem, Uendel, Rodriguinho e Guilherme não estão no campo. Além de Marlone e Giovanni Augusto, todos lá dentro #trsccp
Bom lembrar: Fagner com a seleção, Romero e Balbuena com a seleção paraguaia e Arana na seleção sub-20 #trsccp 16H30


Goleiros do Timão fazem treino específico. Cássio em campo. Walter segue no DM #trsccp
Jogadores do Timão em campo #trsccp




Mais uma tarde de treino aqui no CT do Corinthians. Time se prepara para o confronto diante do Figueirense, dia 16 #trsccp 16H15






Em evento, zagueiro Chicão terá reencontro com torcedores do Corinthians

Zagueiro participará de tarde de autógrafos nesta quinta-feira, na loja Poderoso Timão em Shopping
LANCE! 09/11/2016 09:30
O torcedor do Corinthians terá a oportunidade de rever um dos maiores zagueiros da história recente do clube: Chicão. O ex-capitão do Alvinegro passará uma tarde ao lado dos fãs na próxima quinta-feira (10), a partir do meio-dia, na loja Poderoso Timão de um shopping na Av. das Nações Unidas, 22540.

No mês de outubro, em ação semelhante na unidade do Shopping Ibirapuera, o defensor atraiu cerca 500 corinthhianos para uma noite de autógrafos.

Chicão chegou ao Corinthians em 2008. Após cinco anos e meio no clube, o camisa 3 atuou em 247 jogos e marcou 42 gols, se tornando o segundo maior zagueiro-artilheiro da história do Alvinegro.

Com a camisa do Timão, Chicão foi um dos jogadores mais importantes nas conquistas do Corinthians campeão do Paulistão (2009 e 2013), Brasileirão (2011), Copa do Brasil (2009), Libertadores da América (2012), Mundial (2012) e Recopa Sul-Americana.












Zagueiro estreante do Timão tentou ser meia e quer agarrar chance da vida

Bruno Calió * -

09/11/2016 08:00:59











Léo fará sua estreia na zaga do Corinthians (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)



Com 17 anos, Léo fará sua estreia pelo profissional do Corinthians na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Figueirense, no dia 16. O jovem formará a dupla de zaga titular do Timão, ao lado de Pedro Henrique, algo bem distante do que imaginava anos atrás, quando tentava se firmar no meio-de-campo.

“Minha primeira passagem pelo clube foi no sub-13, cheguei como zagueiro, mas não fui muito aproveitado, não passei no teste. Fui mandado embora, mudei de posição e fui jogar no meio. Treinei na Vila Maria (Zona Leste), no futebol de salão. Depois voltei como meia, mas não tive evolução e voltei para a defesa”, contou o jogador

Léo já foi relacionado para mais de 20 jogos pelo Timão, e terá a primeira chance de entrar em campo. Desta vez, poderá fazer sua estreia em um momento complicado da equipe, que não vence há três jogos do Brasileirão. Mesmo assim, o zagueiro só pensa em agarrar a oportunidade de sua vida.

“Momento realmente não é dos melhores pelo o que o clube passou, mas minha preparação psicológica é das melhores. Essa é a oportunidade da minha vida, tenho que aproveitá-la”, completou antes de ressaltar as qualidades de seu jogo.



(Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

(Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

“Uma das minhas características é a velocidade, isso me diferencia. E a técnica para saída de bola. Até o momento não estou ansioso para jogar, quero mostrar meu potencial”, garante o jogador, de 1,86m.
O Corinthians encara o Figueirense na quarta-feira, dia 16, no estádio Orlando Scarpelli, pelo Campeonato Brasileiro. Ao lado do jovem de 17 anos que fará sua estreia, Pedro Henrique formará a dupla de zaga do Timão na partida, substituindo Vilson e Balbuena, suspensos. Além da dupla, o lateral Léo Príncipe, de 20 anos, também deverá iniciar o jogo entre os 11, já que Fagner jogará na madrugada de terça para quarta pela Seleção Brasileira contra o Peru pelas Eliminatórias Sul-Americanas.


09/11/2016 07h20

Depois de reforçar ataque, Corinthians sai à procura de defensores para 2017
Diretoria busca pelo menos um zagueiro e um primeiro volante para o ano que vem. Objetivo é aumentar o poder de marcação do setor

Por Carlos Augusto Ferrari
Alessandro Nunes conversa com Oswaldo de Oliveira no CT (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

Após contratar os atacantes Luidy e Jô e ficar próximo de anunciar o meia Wagner, o Corinthians passa a pensar agora em opções para a defesa. Com a instabilidade do setor nesta temporada, a diretoria avalia como indispensável as chegadas de pelo menos um zagueiro e um volante com mais poder de marcação.

Os dirigentes não estão satisfeitos com o rendimento dos zagueiros em 2016. Agora, a direção vê a necessidade da chegada de um atleta para ser titular absoluto.

Vários nomes estão sendo analisados, mas as negociações esbarram nos valores. O Timão não tem muito dinheiro para investir em reforços badalados e procura alternativas mais baratas no mercado. Felipe Santana, do Kuban Krasnodar, da Rússia, foi oferecido no mês passado por empresários e não agradou.
A contratação de um volante também é tratada como prioridade pela comissão técnica. O Corinthians passou toda a temporada sem conseguir fixar um jogador na posição que era de Ralf – Bruno Henrique, hoje no Palermo, foi quem mais se aproximou. Willians não convenceu e não fica. Cristian também está em baixa, mas tem contrato até o final de 2017 e dificilmente sairá.

Sonho antigo do Timão, o volante Rithely, do Sport, é o preferido de Oswaldo de Oliveira e da direção. No entanto, a limitação financeira mais uma vez atrapalha os planos. Mesmo assim, o clube tenta chegar a um acordo com os pernambucanos para contratá-lo. A multa rescisória é de R$ 40 milhões, valor muito alto para os padrões atuais do Corinthians.


A caça do clube por reforços dependerá também das saídas de algumas peças do elenco atual. O lateral-direito Fagner e o meio-campista Rodriguinho são os mais cotados a sair neste momento. Por conta disso, a diretoria procura opções também no mercado sul-americano. Não está descartada a chegada de mais um atacante. 







Pedro Henrique garante zaga com média de 19 anos
Bruno Calió * -

08/11/2016 19:34:23 — 08/11/2016 19:38:44
Pedro Henrique deverá ser titular contra o Figueirense (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)



Um jovem de 21 anos pode ser o integrante mais experiente da zaga do Corinthians. Com diversos desfalques, Pedro Henrique irá assumir a titularidade no jogo contra o Figueirense, formando dupla com Léo, de apenas 17 anos. Mostrando liderança apesar da idade, o beque  mostrou foco em conseguir uma vaga na Copa Libertadores.

“Para mim é uma alegria imensa de ser o mais velho da linha de quatro defensores, mas todos que estão aqui têm qualidade e vão dar conta do recado. Temos de esquecer esse resultado no clássico e pensar no Figueirense, estamos buscando a zona da Libertadores. Vamos focar no próximo jogo e buscar um grande resultado”, disse Pedro Henrique.

Para o jogo contra o Figueirense, na quarta-feira, dia 16, no estádio Orlando Scarpelli, pelo Campeonato Brasileiro, Pedro Henrique e Léo Santos devem assumir as vagas de Vilson e Balbuena, suspensos, na equipe titular. Além da dupla, o lateral Léo Príncipe, de 20 anos, também deverá iniciar o jogo entre os 11, já que Fagner jogará na madrugada de terça para quarta pela Seleção Brasileira contra o Peru pelas Eliminatórias Sul-Americanas.

O Corinthians soma 50 pontos no Brasileirão e está a um do G6 da competição. Sabendo da importância da partida para o Timão, o zagueiro não fugiu da responsabilidade e afirmou que a jovem dupla de zaga responderá à altura, apesar dos rumores recentes sobre a diretoria alvinegra estar buscando reforços para a defesa.
“Nos jogos que fiz, dei conta do recado e o Léo também vai dar. Vem faltando sorte também, temos tomado gol e errado na frente. Temos que focar para sair com a vitória contra o Figueirense. Se o clube trouxer zagueiros, será uma disputa sadia. Vamos dar o nosso melhor”, concluiu.

* Especial para a Gazeta Esportiva






















CORINTHIANS HOJE 09/11 - Quarta-feira

16h - Treino no CT Dr. Joaquim Grava