5 de nov de 2016

CORINTHIANS 05/11/2016

Corinthians tem dois desfalques e duas dúvidas para 16/11
Zagueiros Vilson e Balbuena cumprirão suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Lateral Fagner e atacante Romero atuarão um dia antes pelas eliminatórias

 Os zagueiros Balbuena e Vilson receberam o terceiro cartão amarelo e terão de cumprir suspensão. 
O lateral-direito Fagner e o atacante Romero se apresentam neste domingo às seleções brasileira e paraguaia, respectivamente, para os jogos das eliminatórias e são dúvidas já que os jogos são um dia antes.
O Timão, aliás, provavelmente terá uma defesa vinda das categorias de base em Santa Catarina. Com Yago fora em virtude de uma operação de hérnia, as vagas devem ficar com Pedro Henrique e Léo
Caso Fagner e Romero não atuem, Léo Príncipe paar direita e Marlone, Lucca ou Rildo são opções para o ataque.
O elenco do Corinthians terá dois dias de folga. O grupo retorna aos treinos no CT Joaquim Grava na terça-feira à tarde 




Oswaldo não esconde necessidade de melhora: "É logico que temos erros para corrigir"

Treinador do Corinthians também lamentou o fato de a equipe não ter aproveitado as chances de empate no fim do primeiro tempo

22h00 05/11/2016 - Agência Corinthians

O técnico Oswaldo de Oliveira conversou com a imprensa em entrevista coletiva. Ciente do mal desempenho no clássico Majestoso, o treindar alvinegro não hesitou ao falar da necessidade de evoluir para as próximas rodadas.

"É logico que temos erros para corrigir, essa equipe que começou o jogo, tirando o goleiro, foi a mesma que começou contra o Flamengo e fez uma partida muito boa. Hoje não conseguiu. Claro que a equipe do Corinthians teve muitas modificações, isso gera desequilíbrio, quando tem circunstâncias como aconteceu, de levar gol de pênalti, tira a estabilidade do time", disse Oswaldo.

Após sofrer o primeiro gol de pênalti, o Corinthians até teve de chances de igualar o placar. Segundo Oswaldo, o empate antes do intervalo poderia dar maior confiança ao time

"Fizemos um primeiro tempo razoável, poderíamos ter empatado no fim e voltado com mais confiança. Infelizmente não conseguimos e depois não conseguimos controlar o jogo", completou o treinador.
O próximo jogo do Corinthians acontece dia 16 de novembro, contra o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, às 21h45.




05/11/2016 22h42
Oswaldo de Oliveira: "Erro da arbitragem nos fez sair derrotados"
Técnico do Corinthians reclama da marcação de pênalti

Questionado sobre sua parcela de culpa no resultado, Oswaldo admitiu que a atuação foi ruim, mas citou a arbitragem.
– O técnico é parte de uma estrutura. Estou há 20 dias no Corinthians procurando fazer o melhor que posso. Elenco foi muito desequilibrado. Fizemos com esse mesmo time uma grande partida contra o Flamengo, quando era para nós termos vencido a partida. Hoje, um erro da arbitragem nos fez sair derrotados. Se estivesse mais equilibrado, teria outro resultado. Não pode colocar o peso nas minhas costas de uma coisa que vem acontecendo há bastante tempo. Várias equipes estão desequilibradas no Brasileiro – disse o treinador.
Temos erros para corrigir. Essa equipe que começou o jogo hoje, com exceção do goleiro, foi a que começou contra o Flamengo e foi muito bem. Hoje não conseguimos reeditar. A equipe do Corinthians teve muitas modificações. Isso gera desequilíbrio. Quando acontece em circunstâncias de levar gol em pênalti, isso tira a estabilidade da equipe. Fizemos um primeiro tempo razoável. Poderíamos ter empatado no final do primeiro. Voltaríamos com mais confiança. Não conseguimos mais controlar o jogo.
O que achou do jogo?
Nós cometemos falhas, por isso levamos os gols. Não jogamos bem os dois últimos jogos. Fomos bem nos outros dois. Instabilidade não é só do Corinthians. Isso é uma coisa que tem acontecido em um campeonato bem equilibrado

Não conseguimos ter da mesma forma efetiva como foi da outra vez. Da outra vez, conseguimos equilibrar a partida. No primeiro tempo, não. Conseguimos conter. No segundo tempo, não.
Momento do time
Falei que várias equipes estão passando por instabilidade. O Corinthians está tratando de contratar jogadores para reforçar a equipe. Sofreu muitas baixas, jogadores de excelente nível técnico. Outros tantos bons ficaram. As lideranças, jogadores com mais experiência deixaram o clube. Deixou um espaço muito grande para quem precisava se equilibrar.
Qual a culpa do treinador na derrota?
O técnico é parte de uma estrutura. Estou há 20 dias no Corinthians procurando fazer o melhor que posso. Elenco foi muito desequilibrado. Fizemos com esse mesmo time uma grande partida contra o Flamengo, quando era para nós termos vencido a partida. Hoje, um erro da arbitragem nos fez sair derrotados. Se estivesse mais equilibrado, teria outro resultado. Não pode colocar o peso nas minhas costas de uma coisa que vem acontecendo há bastante tempo. Várias equipes estão desequilibradas no Brasileiro.


Falta time?
Nós temos bons jogadores. Tenho gostado de alguns jogadores que vejo em jogos e treino. Esses jogadores não reeditaram as partidas que fizeram antes. Precisamos reforçar, repor o que o Corinthians campeão perdeu e que foi sendo repartido com os grandes jogadores que deixaram a equipe.
Avaliação dos jogadores
Temos ainda quatro jogos. Está todo mundo trabalhando para fazer uma campanha vencedora no ano que vem. Temos chance ainda nos jogos que temos. Somar pontos é importante. Ninguém no Corinthians deixou de pensar, avaliar. Jogadores estão muito tristes com a derrota, estão se esforçando para melhorar. Temos essa consciência. Vamos trabalhar para melhorar isso.
Intensidade dos treinos
Se for fazer uma análise nos últimos 15 dias e achar que por isso perdemos o jogo, é uma coisa bem razoável. Se analisar toda uma temporada, que outros detalhes têm que ser levadas em consideração. Se você analisar tudo o que está acontecendo, pode chegar a outra conclusão.
O que achou do empenho dos jogadores nessa reta final?
Está todo mundo se empenhando dentro das suas limitações e como pode colaborar. Criou oportunidades. Não conseguiu não por falta de empenho.
Perspectiva para 2017
Tem a realidade e temos a necessidade. Temos que avaliar. Não podemos errar o tiro. Temos que fazer as coisas de forma consciente. Não há como esbanjar. Estamos racionalizando bastante, analisando tudo o que podemos para fazer a coisa da maneira mais certa.
Pontos positivos no seu comando
Você colocar o torcedor... Dê a sua opinião, me faça a sua pergunta que vou responder. Não vou generalizar colocando um confronto entre o que o torcedor pensa e o que está acontecendo. Resultado do jogo não é animador. Vamos trabalhar para reagir, reconstruir, repor no que for possível.









5P x CORINTHIANS 
Brasileiro 2016 34ª rodada
Data-horário: 5 de novembro de 2016, sábado, às 19h30 
Árbitro: Claudio Francisco Lima E Silva - SE (ESP)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo - MG (FIFA) e Nadine Schramm Camara Bastos - SC (FIFA)
Público/renda: 53.781 bichas/R$ 723.844,00
Cartões amarelos: Wesley, Luiz Araujo, João Schmidt (SAO) e Balbuena, Vilson, Romero, Rodriguinho (COR)
Gols: Cueva 14'1ºT (pen) (1-0); David Neres 15'2ºT (2-0); Chavez 21'2ºT (3-0); Luiz Araujo 47'2ºT (4-0) 
5P: 12-Denis; 18Buffarini, 27Maicon, 3R Caio e 21Mena; 15JSchmidt, 23T Mendes e 13Cueva; 30Kelvin (31L Araújo 39'1ºT) e 14DNeres (11Wesley 37'2ºT); 9Chavez (35Pedro 35'2ºT). Técnico: Ricardo Gomes. 22Renan 5Lugayno  19Lyanco 20Jean C 29Robson  37Wellinton 17Gilberto 8Daniel

CORINTHIANS: 12-Cássio; 23-Fagner, 15-Vilson, 4-Balbuena e 6-Uendel (13-Guilherme Arana - intervalo); 5-Willians;  26-Rodriguinho, 17-Giovanni Augusto e 31-Marquinhos Gabriel (19-Rildo 16'2ºT); 11-Romero e 10-Guilherme (29-Camacho 26'2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira. + 40-Caíque, 1-Matheus Vidotto, 34-Pedro Henrique, 22-Marciel, 16-Cristian, 8-Marlone, 30-Lucca, 9-Gustavo 



05/11/2016 21h28
Atuações do Corinthians:
AS NOTAS:

Cássio [GOL]: 5,5
Fagner [LAD]: 5
Vilson [ZAG]: 5
Balbuena [ZAG]: 5
Uendel [LAE]: 6
(Guilherme Arana [LAE]): 5
Willians [VOL]: 5
Rodriguinho [MEC]: 6
Giovanni Augusto [MEC]: 5,5
Marquinhos Gabriel [ATA]: 4,5
(Rildo [ATA]): 6
Romero [ATA]: 4,5
Guilherme [ATA]: 4,5
(Camacho [VOL]): 6




CORINTHIANS

4,0
CÁSSIO
Não teve grande responsabilidade em nenhum dos gols, mas também não fez defesas difíceis. Duas saídas estabanadas. 

4,0
FAGNER
Importante desarme no primeiro tempo, mas quase nada de produção ofensiva e fragilidade na marcação. Deu carrinho tirando a bola em que árbitro viu como penalti

4,0
VILSON
Não foi tão mal quanto Balbuena, mas também cometeu erros, especialmente na saída de bola. Sempre exposto. 

3,5
BALBUENA
Lento, não deu combate, sofreu com a mobilidade do ataque adversário e abusou dos erros. Viveu noite para esquecer. 

4,5
UENDEL
Jogou só o primeiro tempo, mas foi o melhor do Corinthians. Cruzamento quase rendeu um gol. Substituído por lesão.

4,0
WILLIANS
Entrou para não deixar a defesa vulnerável. E foi só o que fez. Correu atrás, deu poucos botes e só marcou de longe. 

3,5
MARQUINHOS GABRIEL
Além de ter sido o homem em campo que mais perdeu posse de bola, teve uma noite com pouquíssima produção ofensiva.

4,0
GIOVANNI AUGUSTO
Eficiente no combate e nas coberturas, mas sem atitude e eficiência no ataque. Neste sábado, faltou até mesmo atenção. 

4,0
RODRIGUINHO
Foi quem mais errou passes na partida. Além disso, mereceu expulsão em lance com Cueva. Vinha bem, mas no clássico foi mla. 

4,5
ROMERO
Muito nervoso em campo, apesar de esforçado nas poucas tentativas à frente. Quase fez de cabeça no primeiro tempo. 

4,5
GUILHERME
Discreto. Não conseguiu desenvolver o jogo entre as linhas do São Paulo e pouco teve bola no pé para criar ou finalizar.

3,5
GUILHERME ARANA
Errou na única iniciativa ofensiva e em praticamente todas as ações no campo de defesa. Não manteve o nível de Uendel.

4,0
RILDO
Deu correria, abriu linhas de passe e mostrou interesse no jogo, mas cometeu muitos erros técnicos, de passe e chute. 

4,5
CAMACHO
Entrou para proteger o setor defensivo e cumpriu o papel com mais qualidade que Willians. Com ele, só um sofrido. 

3,5
OSWALDO DE OLIVEIRA
Time está em queda livre e não esboça reação. Neste sábado, foi uma bagunça na defesa e no ataque. Uma noite horrorosa.





. Puta que pariu, é foda. É indignação. Vamos ter que trabalhar mais, melhorar mais para na próxima partida poder recuperar - disse o camisa 12 Cássio

Fagner desabafa na saída do campo: "Vestir a camisa do Corinthians e fazer o que nós fizemos hoje não é digno"





5P x CORINTHIANS
Brasileiro 2016
Data-horário: 5 de novembro de 2016, sábado, às 19h30
Árbitro: Claudio Francisco Lima E Silva - SE (ESP)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo - MG (FIFA) e Nadine Schramm Camara Bastos - SC (FIFA)
Público/renda: 53.781 pessoas/R$ 723.844,00
Cartões amarelos: Wesley, Luiz Araujo, João Schmidt (SAO) e Balbuena, Vilson, Romero, Rodriguinho (COR)
Gols: Cueva 14'1ºT (pen) (1-0); David Neres 15'2ºT (2-0); Chavez 21'2ºT (3-0); Luiz Araujo 47'2ºT (4-0)
5P: Denis; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; João Schmidt, Thiago Mendes e Cueva; Kelvin (Luiz Araújo 39'1ºT) e David Neres (Wesley 37'2ºT); Chavez (Pedro 35'2ºT). Técnico: Ricardo Gomes.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel (Guilherme Arana - intervalo); Willians; Romero, Giovanni Augusto, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Rildo 16'2ºT); Guilherme (Camacho 26'2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira.













Corinthians apenas entrou em campo hoje

O Corinthians entrou em campo pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe alvinegra permanece com 50 pontos ganhos e ocupa momentaneamente a sétima posição na tabela de classificação.

Sem se encontrar durante maior parte do primeiro tempo, o Corinthians sofreu gol aos 14 minutos de jogo após cobrança de pênalti. No fim da primeira etapa a equipe corinthiana conseguiu chegar com perigo após cabeçada de Romero, mas a bola passou ao lado do gol.

Na segunda etapa, com a necessidade de buscar o resultado, o Corinthians não conseguiu segurar o contra-ataque adversário. Aos 16 minutos, o rival ampliou com gol. Seis minutos depois, veio o terceiro.

No fim do jogo, a equipe adversária marcou o quarto e definiu o placar.
Com a pausa para os jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo 2018, o Corinthians só volta a campo no dia 16 de novembro, quando enfrenta o Figueirense em Santa Catarina, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

















Buscando retorno ao G6 do Brasileirão, Corinthians visita 5P

Após empate com a Chapecoense, Timão busca vitória fora de casa para voltar à zona de classificação para a Libertadores da América 2017


09h30 05/11/2016 - Agência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


De olho no G6, o Corinthians visita 5P, neste sábado (05), às 19h30, em partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O canal Premiere transmite ao vivo o jogo.

Após 33 rodadas e com 50 pontos conquistados, o Timão ocupa a sétima posição na tabela de classificação do Brasileirão e está um ponto do sexto colocado. Os seis primeiros garantem uma vaga na Libertadores 2017.

O Majestoso deste sábado será o primeiro clássico do técnico Oswaldo de Oliveira desde a volta ao Timão. Invicto até o momento em três partidas pelo Campeonato Brasileiro, o treinador corinthiano considerou a partida como especial. "Clássico é um momento extremo, top do futebol. A origem desse clássico é estadual. Ganha proporções maiores sendo jogado no Brasileiro, Copa do Brasil ou Libertadores. Um jogo de muito interesse porque reúne duas grandes torcidas, dois grandes clubes, muita história e dá muita motivação", afirmou.

Em relação à equipe que iniciou a partida contra a Chapecoense no último sábado (29), a equipe alvinegra terá algumas mudanças. Suspenso contra a equipe catarinense, Guilherme volta ao time titular. Na defesa, Balbuena retorna. Recuperando-se de lesão, Walter, que saiu jogando nos últimos jogos, é desfalque. A escalação do Corinthians no clássico deve ter Cassio; Fagner, Vílson, Balbuena e Uendel; Willians, Rodriguinho, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel; Romero e Guilherme.

Na história do Majestoso, o retrospecto é extremamente favorável ao Corinthians. Em 313 jogos, o Timão venceu 121, empatou 99 e 93 vezes tropeçou. No palco do jogo deste sábado (05), a equipe do Parque São Jorge também leva vantagem: 49 vitórias, 55 empates e 35 derrotas.




















05/11/2016 09h30

Oswaldo usa vídeos com ex-jogadores para combater relaxamento no Timão
Ronaldo, Luizão, Fábio Luciano, Zé Maria e Zé Elias gravaram mensagens para motivar o elenco antes do clássico


Por Carlos A. Ferrari, Diego Ribeiro e Marcelo Braga



Oswaldo está preocupado com o lado psicológico do time (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

Depois de quatro partidas no comando do Corinthians, o técnico Oswaldo de Oliveira está preocupado com o lado mental dos jogadores. Para tentar mudar o quadro, a comissão técnica exibiu ao elenco vídeos motivacionais com ex-atletas do Timão.

As mensagens foram gravadas por Ronaldo (goleiro), Luizão, Fábio Luciano, Zé Maria e Zé Elias, entre outros. As imagens estão sendo mostradas ao grupo de jogadores ao longo desta semana como forma de incentivo para o majestoso, neste sábado, às 19h30, no Morumbi, pelo Brasileirão.

Oswaldo não gostou da diferença de postura da equipe nas duas últimas rodadas.

– Cada jogador tem uma maneira de pensar, não acho que estão em zona de conforto. Alguns tiveram relaxamento natural depois do jogo contra o Flamengo. Quebramos uma sequência de jogos consecutivos, mudou a rotina e o mental dos caras. Eles sentiram sair aquele peso e não conseguiram uma boa atuação contra a Chapecoense – explicou o treinador.

O rendimento abaixo do esperado na rodada passada resultou em uma reunião da comissão técnica com o grupo de jogadores. Oswaldo não quer perder a oportunidade de obter uma vaga na fase prévia da Taça Libertadores da América. O Timão hoje é o sétimo colocado, com 50 pontos, um abaixo do G6
– Merecíamos vencer no Rj Aquela atuação, de 15 minutos com um a menos, resistir bem e criar boas oportunidades, deu uma relaxada em alguns jogadores. Mas cada um tem uma formação, uma maneira de ver e uma reação. Isso aconteceu. Procurei mostrar os detalhes do jogo que foram importantes para a gente corrigir. A cobrança na verdade foi uma correção, mudar atitude sem ter desnível – disse.


Escalação provável: Cássio; Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Willians; Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto, Rodriguinho e Romero; Guilherme.
Desfalques: Yago, Danilo e Bruno Paulo
Pendurados: Lucca, Giovanni Augusto, Balbuena, Vilson, Guilherme e Uendel













Técnico Oswaldo Oliveira elogia Wagner e fala perfil de reforços que o Corinthians deseja

Treinador diz que se preocupa com saída de jogadores que exerciam liderança no elenco. Ele evita falar sobre jogadores que interessam para 2017, mas lembra trabalho com meia


O técnico Oswaldo de Oliveira evita falar sobre reforços para 2017 para não atrapalhar as negociações que o Corinthians tem em andamento, mas explicou nesta sexta-feira um pouco do perfil de jogadores que está procurando.

Embora tenha despistado sobre atletas que estão na mira, ele também elogiou o meia Wagner, que aguarda rescisão contratual com o Tianjin Teda, da China, e já recebeu proposta do Corinthians. O comandante alvinegro trabalhou com o jogador no início da carreira, em 2006, no Cruzeiro:

- Na época que conheci o Guilherme, também conheci o Wagner, é realmente um jogador que eu gosto muito, mas não tenho como falar de negociação neste momento. É a mesma história de Diego Souza, Rithely, Gabriel... - comentou, citando jogadores de Sport e Palmeiras, especulados como possíveis contratações do Timão para a próxima temporada.

O Corinthians busca reforços "cascudos", que tenham mais experiência e títulos. Oswaldo confirmou este perfil:

- Para jogar no Corinthians tem que ser bom jogador, ter aptidão. Se tivermos um leque de opções e pudermos escolher líderes, jogadores que podem interferir no grupo, é claro que vamos querer - disse.

O treinador indicou que o elenco alvinegro carece de líderes, embora veja o grupo com qualidade técnica para buscar títulos no próximo ano.

- A minha maior preocupação foi com a saída de jogadores que exerciam uma liderança forte no grupo, que se destacavam por isso, tinham representatividade no grupo. Isso nos debilitou muito, foram mais de 50% dos jogadores que foram campeões no ano passado. Isso foi um peso grande. Essa confiança precisa ser restabelecida, principalmente nas posições desses jogadores que deixaram o clube. Vejo muitos jogadores com habilidade técnica, qualidade e aptidão para formar uma grande equipe - opinou Oswaldo.











Elogiado, Cássio volta ao Timão ante rival 'favorito' e tenta evitar 200º gol

Goleiro será titular do Corinthians contra o São Paulo, grande do estado contra o qual se dá melhor. Camisa 12 foi exaltado pelo técnico Oswaldo de Oliveira e tenta reconquistar vaga

Cássio tem contrato com o Timão até 2019
(Foto: Agência Corinthians)

Cássio tem contrato com o Timão até 2019
Bruno Cassucci
05/11/2016
07:20


Não havia clássico melhor para Cássio voltar ao gol do Corinthians do que no majestoso. Titular do Timão novamente depois de mais de um mês, o camisa 12 enfrentará nesta noite, fora de casa, o rival contra o qual se dá melhor.

Contra 5P, o goleiro não só defendeu pênaltis importantes e conquistou a Recopa Sul-Americana de 2013, como também teve melhor aproveitamento. Ante o adversário desta noite, ele venceu 55% dos pontos.
– O Cássio tem treinado muito bem, fisicamente evoluiu bastante e tem sido submetido a procedimentos importantes na fisiologia e correspondido também – disse o técnico alvinegro, em entrevista coletiva.

Se as cinco partidas que restam para o Corinthians no Campeonato Brasileiro são encaradas como finais na busca por uma vaga na Libertadores, para o goleiro elas têm caráter ainda mais decisivo. Se for bem e retomar a titularidade, Cássio aumentará as chances de permanecer no clube em 2017 (tem contrato até 2019)









Oswaldo confia em Marquinhos Gabriel no Corinthians. Meia será titular mais uma vez neste sábado
Camisa 31 vai ser titular mais uma vez da equipe, atuando pelo lado esquerdo (Getty)
5/11/2016 9h39

O técnico Oswaldo de Oliveira garantiu e segue apostando no Marquinhos Gabriel como titular

Na avaliação do treinador, que vai escalar o camisa 31 pelo lado esquerdo, Romero pela direita e Guilherme como centroavante, relegando Marlone à condição de reserva,

“Jogador de futebol, ser humano é muito cíclico. Formação do jogador, forma como foi educado, personalidade, cada um reage de uma forma a determinadas situações. A própria temporada. Alguns jogadores sentem muito quando a equipe não está alcançando objetivos, duração de contrato… Uma série de coisas mexem muito”, observou o treinador, enchendo de elogios seu comandado na sequência.
“Eu me habituei a vê-lo faer partidas boas aqui também, eventualmente não passa por um bom momento, mas nada impede que volte a dar uma resposta. Essa é a minha expectativa em relação a ele, de atuar nesse nível em que ele já jogou”, continuou o comandante.

Como opção pelos lados, além do trio, Lucca e Rildo são nomes que podem ser aproveitados, assim como o garoto Léo Jabá. Ciente dos problemas que Marlone teve durante o ano, quando quase foi negociado, o treinador assegurou que todos terão sua chance.

“Não há preferência visando equipe. Já pretendi levar para outros clubes que dirigi e agora o momento é de sofrer menos desgaste Tem um quarto jogador de que gosto muito, o Rildo, mas que vem se contundido muito. O fato é que ele já entrou decidindo partidas comigo (em outro time) É coisa de momento. Hoje não é Marlone, mas pode ser amanhã”, encerrou.