3 de nov de 2016

CORINTHIANS 03/11/2016




Corinthians conhece datas e horários dos dois últimos jogos de 2016 do Corinthians em casa são confirmados
20h45 03/11/2016 - Agência Corinthians




© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


No começo da noite desta quinta-feira (03), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou as datas e horários dos jogos das últimas três rodadas do Campeonato Brasileiro. As partidas do Corinthians contra Internacional e Atlético-PR em casa serão disputadas nos dias 21 e 26 de novembro, respectivamente.

O jogo contra o Internacional será disputado no dia 21 (segunda-feira), a partir das 20h. O confronto diante do Atlético-PR acontecerá em 26 de novembro (sábado), às 21h. Os dois duelos estão marcados para a Arena Corinthians.

As duas partidas marcam também a despedida do Corinthians da Arena Corinthians em 2016, já que o duelo contra o Cruzeiro, pela 38ª - e última - rodada, será disputado fora de casa, no Mineirão, em Belo Horizonte, no dia 4 de dezembro, às 17h.

Confira os últimos três jogos do Corinthians no Brasileirão 2016

36ª rodada

Corinthians x Internacional
Arena Corinthians
21 de novembro, segunda-feira, 20h

37ª rodada

Corinthians x Atlético-PR
Arena Corinthians
26 de novembro, sábado, 21h

38ª rodada

Cruzeiro x Corinthians
Mineirão, Belo Horizonte-MG
04 de dezembro, domingo, 17h










Corinthians sub 20 participará de torneio internacional entre dias 3 e 18 de dezembro no Rio Grande do Sul



CORINTHIANS PODE TENTAR A CONTRATAÇÃO DO VOLANTE GABRIEL, EX bot rj, pertence ao monte azul e empresários e está empr até dez ao rival




Corinthians futsal x Atlântico Erechim: informações de ingressos

Troca de entradas será feita nesta quinta-feira (03) e na sexta-feira (04), das 10h às 17h, nas bilheterias do Memorial


10h20 03/11/2016 - Agência Corinthians

Nesta sexta-feira (04), o Corinthians/UNIP recebe o Atlântico Erechim no jogo de volta das quartas de final da Liga Nacional de Futsal 2016, às 19h15, no Ginásio Poliesportivo Wlamir Marques. Para o duelo, haverá troca de ingressos por 1 kg de alimento não perecível (exceto açúcar, sal, farinha de trigo, farinha de mandioca e fubá).

A troca de entradas será feita na bilheteria do Memorial nesta quinta-feira (03) e na sexta-feira (04), das 10h às 17h. Cada torcedor poderá levar até quatro ingressos.

A equipe adulta de futsal do Sport Club Corinthians Paulista é patrocinada por Caixa, Colégio Amorim e UNIP-Universidade Paulista.






Corinthians negocia condição salarial e já apresenta proposta a Wagner
Meio-campista que estava na China é alvo do Timão para 2017, mas terá que aceitar uma redução salarial para fechar com novo clube. Jô, apresentado nesta quinta, fez até 'lobby'

Gabriel Carneiro
03/11/2016
14:55

Depois de duas conversas com membros da diretoria do Corinthians, o meia Wagner recebeu uma proposta formal para se tornar jogador da equipe a partir da próxima temporada. O jogador de 31 anos deve obter a confirmação de sua rescisão com o Tianjin Teda, da China, nos próximos dias, e logo estará apto a assinar com qualquer clube sem custos além de luvas e salários. O Timão obteve informações sobre a situação contratual de Wagner na Ásia e só então elaborou sua oferta. Há uma diferença salarial que deve ser conversada entre as partes, mas a tendência é que não haja empecilhos.

Segundo uma das partes envolvidas na negociação, a diferença entre o que Wagner recebia na China e o que foi oferecido pelo Corinthians é pequena e não faria o jogador desistir do acerto. A questão é que o Corinthians ainda não está classificado para a Libertadores, não tem o planejamento para 2017 definido e o jogador tem recebido sondagens de outros grandes clubes do país.

Wagner está na China desde julho de 2015 e aguarda a definição de seu futuro. Com apoio de um advogado, ele pleiteou a rescisão contratual do vínculo que duraria até julho de 2017 sem multa. A oficialização deve ocorrer em breve.

O Corinthians já tem dois reforços acertados para a próxima temporada: Luidy, que está em ação pelo CRB-AL na Série B do Brasileirão, e Jô, que também estava sem contrato após passagem pelo futebol chinês e fechou por três anos. O novo reforço do ataque, aliás, fez um lobby pela contratação de Wagner, que foi seu adversário no futebol chinês meses atrás.

- Não sei em que pé que está, mas é um excelente jogador, joguei com ele na seleção de base, joguei contra ele. O conselho é, se tiver encaminhado, que venha. Aqui é um ótimo clube. Vai mostrar seu futebol, é uma boa pessoa. Que dê certo - disse o atacante.






'Emoção forte': Jô relembra passado em 'volta para casa' no Corinthians

Atacante de 29 anos é apresentado pelo Corinthians onze anos após a primeira passagem, quando ainda era garoto.









Apresentação de Jô nesta quinta-feira
(Foto: Mauro Horita/AGIF/Lancepress!)


Gabriel Carneiro
03/11/2016
13:38

Mais de uma década após se tornar o jogador mais jovem a vestir a camisa e marcar um gol pelo time profissional do Corinthians, o atacante Jô voltou para "casa" nesta quinta-feira. Aos 29 anos, ele foi apresentado na sala de imprensa do CT Joaquim Grava como primeira contratação do clube para 2017. Contratado sem custos após rescindir com o Jiangsu Suning, da China, o jogador disse que o Timão seria sua primeira opção em caso de retorno ao futebol brasileiro e que "não pensou duas vezes" para topar o contrato de três anos assinado na tarde de quarta-feira.

- O Corinthians é minha casa, quando surgiu a possibilidade de voltar, independentemente de colocação ou que divisão estivesse, seria minha melhor escolha. Eu nasci aqui no clube, cheguei com 7 anos, tenho uma história no clube. Não era fácil estar entre grandes jogadores e com 16 anos estrear. Era um garoto, morava na periferia, soltava pipa e tive uma responsabilidade grande. Foi tudo rápido, depois fui para fora. Tive pessoas do meu lado que me ajudaram bastante, cometi erros como todos, mas tudo superado, estou de volta para minha casa, onde nasci e cresci. Espero dar o meu melhor - disse o novo reforço do Timão, que só estará à disposição de Oswaldo de Oliveira no próximo ano.

Fora de campo Jô também mudou. Cristão convertido, que agradeceu a Deus em sua volta ao Corinthians e se disse focado em provar que realmente está mudado.

- Quem me conheceu há muitos anos conhece meu caráter, minha índole. Às vezes no futebol você traça um caminho que não é correto. Aconteceu comigo e com muitos de dar uma deslumbrada. Encontrei Deus há dois anos, as coisas fora de campo se ajeitaram. Foram erros que reconheço, isso é importante. Superei, hoje sou a pessoa que eu era, só me desviei. Hoje sou feliz.

Jô defendeu o Corinthians profissionalmente entre 2003 e 2005, quando foi negociado. Ele não atua desde julho, quando rescindiu com o clube chinês e já está treinando no CT Joaquim Grava para se reabilitar fisicamente.

- A ideia deles (comissão técnica) é aprimorar a parte física, porque fiquei três meses parado, vinha treinando, mas é diferente treinar sozinho e em grupo. Como não vou jogar, faço a parte física e a de campo. Vou me adaptar ao trabalho e ao elenco. Pedi para aprimorar a parte física, conhecer o elenco. Para não entrar de férias abaixo, para voltar em janeiro em condições boas - disse, antes de completar, sobre os três anos de contrato que cumprirá:

- Difícil agradar a todos, nem Jesus Cristo agradou. Mas fiz três anos de contrato por merecimento também. Apesar de não jogar há três meses, joguei uma Copa há dois anos, pode ser que alguns questionem, mas faço meu trabalho, me cuido mais, não estou tão abaixo fisicamente. Podem questionar, mas fizemos um bom contrato. Tenho que mostrar meu futebol, o que sempre mostrei. Fora de campo não tenho de mostrar a ninguém, Deus sabe. Tenho que provar que vim fazer o melhor, gols, correr, me dedicar. Depois aceito as críticas. Mas vou mostrar meu valor.

Jô já tem 115 jogos e 18 gols pelo Corinthians no currículo. Entre 2017 e 2019, espera aumentar os números.

- Primeiramente queria agradecer a Deus por esse retorno, à minha esposa por esse período comigo e ao presidente, ao diretor e aos funcionários por me receberem de volta. Passa um filme na cabeça, a emoção vem forte.

CONFIRA OUTRAS DECLARAÇÕES DE JÔ EM SUA APRESENTAÇÃO:

ESPERANÇA DE GOLS DO CORINTHIANS
"Não sou o salvador da pátria, sou mais um jogador que chega para ajudar. Aqui tem grandes atacantes, tem o Gustavo com potencial muito grande, é jovem, 21 anos, e bom jogador. Tem o Guilherme que faz bem essa função, tem o Romero. Sou mais um para brigar e ajudar. Mas claro que voltando após 11 anos, com experiência, a responsabilidade aumenta. Mas com sabedoria vou superar tudo isso".

MUDANÇAS ESTRUTURAIS DO CLUBE
"O clube cresceu, tem uma estrutura que realmente é muito boa. Passei por clubes na Europa e poucos têm uma estrutura dessa. Antigamente tinha contâiner, chuveiro gelado, mas o Corinthians é assim. Viver o dia a dia, estar de corpo e alma. A estrutura é maravilhosa".


 Me cuido mais, alimentação melhor, tem que buscar mais. pretendo me dedicar até mais
CONVERSÃO AO CRISTIANISMO
"Foi no final de 2014, depois da Copa do Mundo. Tive férias, sozinho e comecei a refletir, encontrei Deus. No começo de 2015, fiquei feliz com a família, vi que poderia estar jogando a vida no lixo. E tudo voltou a ter uma direção. Foi no final de 2014 que reencontrei a paz fora de campo".

É O MAIS JOVEM A MARCAR GOL PELO CORINTHIANS
"Lembro muito bem de uma frase que o Robert sempre me dizia: acreditar no sonho. Aquilo ali estava começando, era um sonho, eu não sabia a proporção. Fazer o primeiro gol? A alegria foi imensa, eu ficava vendo os jornais, era um impacto. Robert me ajudava muito, Renato Abreu, que tem uma pizzaria no Rio, e os da base: Wendel, Coelho, Fininho, Bobô...".

REENCONTRO COM OSWALDO DE OLIVEIRA
"Oswaldo é uma pessoa maravilhosa, na ocasião eu era muito novo, a gente não conversava tanto, mas sempre foi uma pessoa carinhosa, um pai. Desde que conheci até hoje, quando a gente se encontrava ele falava: "Um dia vamos trabalhar juntos de novo". Está aí a oportunidade".

TORCEDOR DE INFÂNCIA
"Eu nunca neguei que sempre fui corinthiano, desde pequeno, até esse tempo fora eu sempre torci.  Tive amigos aqui, nunca deixei e nem nunca vou deixar de ser torcedor. Isso marcou minha vida".












O Corinthians está perto de acertar com  seu 3º reforço para 2017. Após fechar com Luidy e Jô, o meia Wagner esta próximo de ser anunciado






Apresentado à imprensa, Jô exalta retorno ao Timão: “Corinthians é minha casa”

Na apresentação como novo jogador do clube do Parque São Jorge, o atacante também elogiou a atual estrutura da equipe alvinegra e apontou o CT Dr. Joaquim Grava como um dos melhores do mundo


13h20 03/11/2016 - Agência Corinthians



Jô foi oficialmente apresentado como novo reforço do Timão

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians


Após o treino do Corinthians desta quinta-feira (03) no CT Dr. Joaquim Grava, Jô foi apresentado como novo jogador alvinegro para a imprensa e concedeu entrevista coletiva. Voltando ao Timão após mais de 10 anos, o atacante disse que não pensou duas vezes quando surgiu o convite.

"Corinthians é minha casa. Quando surgiu a possibilidade de voltar, independente de colocação ou que divisão estivesse, foi minha melhor escolha", afirmou Jô.

Agora com 29 anos e diferente daquele garoto que com 16 anos estreava pela equipe principal do Corinthians, o atacante falou da mudança na estrutura encontrada no retorno ao clube. Para o novo reforço alvinegro, o ambiente de trabalho do Timão pode ser considerado um dos melhores do mundo.

"O clube cresceu e tem uma estrutura que realmente é muito boa. Passei por clubes na Europa, e poucos têm uma estrutura dessa. Antigamente tinha container, chuveiro gelado, mas o Corinthians é assim. Viver o dia a dia, estar de corpo e alma. A estrutura é maravilhosa", completou Jô.







'Emoção forte': Jô relembra passado em 'volta para casa' no Corinthians

Atacante de 29 anos é apresentado pelo Corinthians onze anos após a primeira passagem, quando ainda era garoto. Ele admite 'desvios' na carreira, mas foca em reabilitação e 2017

Mais de uma década após se tornar o jogador mais jovem a vestir a camisa e marcar um gol pelo time profissional do Corinthians, o atacante Jô voltou para "casa" nesta quinta-feira. Aos 29 anos, ele foi apresentado na sala de imprensa do CT Joaquim Grava como primeira contratação do clube para 2017. Contratado sem custos após rescindir com o Jiangsu Suning, da China, o jogador disse que o Timão seria sua primeira opção em caso de retorno ao futebol brasileiro e que "não pensou duas vezes" para topar o contrato de três anos assinado na tarde de quarta-feira.

- O Corinthians é minha casa, quando surgiu a possibilidade de voltar, independentemente de colocação ou que divisão estivesse, seria minha melhor escolha. Eu nasci aqui no clube, cheguei com 7 anos, tenho uma história no clube. Não era fácil estar entre grandes jogadores e com 16 anos estrear. Era um garoto, morava na periferia, soltava pipa e tive uma responsabilidade grande. Foi tudo rápido, depois fui para fora. Tive pessoas do meu lado que me ajudaram bastante, cometi erros como todos, mas tudo superado, estou de volta para minha casa, onde nasci e cresci. Espero dar o meu melhor - disse o novo reforço do Timão, que só estará à disposição de Oswaldo de Oliveira no próximo ano.

Fora de campo Jô também diz que mudou. Cristão convertido, que agradeceu a Deus em sua volta ao Corinthians e está focado em provar que realmente está mudado.

- Quem me conheceu há muitos anos conhece meu caráter, minha índole. Às vezes no futebol você traça um caminho que não é correto. Aconteceu comigo e com muitos de dar uma deslumbrada. Encontrei Deus há dois anos, as coisas fora de campo se ajeitaram. Foram erros que reconheço, isso é importante. Superei, hoje sou a pessoa que eu era, só me desviei. Hoje sou feliz.

Jô defendeu o Corinthians profissionalmente entre 2003 e 2005, quando foi negociado. Fez 27 jogos e disputou uma Copa do Mundo de 2014 com a Seleção Brasileira. Ele não atua desde julho, quando rescindiu com o clube chinês e já está treinando no CT Joaquim Grava para se reabilitar fisicamente.

- A ideia deles (comissão técnica) é aprimorar a parte física, porque fiquei três meses parado, vinha treinando, mas é diferente treinar sozinho e em grupo. Como não vou jogar, faço a parte física e a de campo. Vou me adaptar ao trabalho e ao elenco. Pedi para aprimorar a parte física, conhecer o elenco. Para voltar em janeiro em condições boas - disse, antes de completar, sobre os três anos de contrato que cumprirá:

- Difícil agradar a todos, nem Jesus Cristo agradou. Mas fiz três anos de contrato por merecimento também. Apesar de não jogar há três meses, joguei uma Copa há dois anos, pode ser que alguns questionem, mas faço meu trabalho, me cuido mais, não estou tão abaixo fisicamente. Podem questionar, mas fizemos um bom contrato. Tenho que mostrar meu futebol, o que sempre mostrei. Fora de campo não tenho de mostrar a ninguém, Deus sabe. Tenho que provar que vim fazer o melhor, gols, correr, me dedicar. Depois aceito as críticas. Mas vou mostrar meu valor.

Jô já tem 115 jogos e 18 gols pelo Corinthians no currículo. Entre 2017 e 2019, espera aumentar os números.

- Primeiramente queria agradecer a Deus por esse retorno, à minha esposa por esse período comigo e ao presidente, ao diretor e aos funcionários por me receberem de volta. Passa um filme na cabeça, a emoção vem forte.

CONFIRA OUTRAS DECLARAÇÕES DE JÔ EM SUA APRESENTAÇÃO:

ESPERANÇA DE GOLS DO CORINTHIANS
"Não sou o salvador da pátria, sou mais um jogador que chega para ajudar. Aqui tem grandes atacantes, tem o Gustavo com potencial muito grande, é jovem, 21 anos, e bom jogador. Tem o Guilherme que faz bem essa função, tem o Romero. Sou mais um para brigar e ajudar. Mas claro que voltando após 11 anos, com experiência, a responsabilidade aumenta. Mas com sabedoria vou superar tudo isso".

MUDANÇAS ESTRUTURAIS DO CLUBE
"O clube cresceu, tem uma estrutura que realmente é muito boa. Passei por clubes na Europa e poucos têm uma estrutura dessa.  Viver o dia a dia, estar de corpo e alma. A estrutura é maravilhosa".

Me cuido mais, alimentação melhor, tem que buscar mais.  Mas pretendo me dedicar até mais

CONVERSÃO AO CRISTIANISMO
"Foi no final de 2014, depois da Copa do Mundo. Retornei ao Atlético-MG, não vinha fazendo bons jogos, tive problemas na vida pessoal, um tempo sem fazer gols. Tive férias, sozinho e comecei a refletir, encontrei Deus. No começo de 2015, fiquei feliz com a família, vi que poderia estar jogando a vida no lixo. E tudo voltou a ter uma direção. Foi no final de 2014 que reencontrei a paz fora de campo".

É O MAIS JOVEM A MARCAR GOL PELO CORINTHIANS
"Lembro muito bem de uma frase que o Robert sempre me dizia: acreditar no sonho. Aquilo ali estava começando, era um sonho, eu não sabia a proporção. Fazer o primeiro gol? A alegria foi imensa, eu ficava vendo os jornais, era um impacto. Robert me ajudava muito, Renato Abreu, que tem uma pizzaria no Rio, e os da base: Wendel, Coelho, Fininho, Bobô...".

REENCONTRO COM OSWALDO DE OLIVEIRA
"Oswaldo é uma pessoa maravilhosa, na ocasião eu era muito novo, a gente não conversava tanto, mas sempre foi uma pessoa carinhosa, um pai. Desde que conheci até hoje, quando a gente se encontrava ele falava: "Um dia vamos trabalhar juntos de novo". Está aí a oportunidade".

TORCEDOR DE INFÂNCIA
"Eu nunca neguei que sempre fui corinthiano, desde pequeno, até esse tempo fora eu sempre torci.  Tive amigos aqui, nunca deixei e nem nunca vou deixar de ser torcedor. Isso marcou minha vida".







03/11/2016 13h43


Corinthians futebol feminino, campeão da copa do brasil, visita jogadores no CT

Por Carlos A. Ferrari e Diego


Romero entregou placa para Chú no CT
(Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Campeão da Copa do Brasil, o time feminino do Corinthians visitou o CT Dr. Joaquim Grava na manhã desta quinta-feira, após a apresentação de Jô. Autora de 12 gols na competição, a artilheira Chú recebeu uma placa das mãos do atacante Romero, maior goleador da equipe na temporada, com 15 gols.


O título foi conquistado na semana passada. No estádio José Liberatti, em Osasco, o Corinthians venceu o jogo sobre o São José por 3 a 1, faturou o caneco e uma vaga na próxima Libertadores. No jogo de ida, as equipes empataram por 2 a 2.


Meninas do Corinthians no CT Joaquim Grava (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)
Pardal tieta Romero no CT do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)



Corinthianas campeãs da Copa do Brasil de Futebol Feminino fazem visita ao treino do Timão

Artilheira da competição, a atacante Chú Santos foi homenageada com uma placa entregue por Romero


14h30 03/11/2016 - Agência Corinthians





O Corinthians foi campeão da Copa do Brasil de Futebol Feminino

Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians


O treino do Timão na manhã desta quinta-feira (03) contou com a presença especial das meninas do Corinthians/Audax, campeãs da Copa do Brasil de Futebol Feminino. Após a atividade, as atletas conversaram com os jogadores e tiraram fotos com a taça da recente conquista.

Artilheira da competição com 12 gols marcados, a atacante Chú Santos recebeu os comprimentos dos jogadores alvinegros e foi homenageada com uma placa, entregue por Romero.

A equipe de futebol feminino do Timão teve um grande desempenho na temporada. Em 40 jogos, o time comandado por Arthur Elias venceu 25, empatou 10 e perdeu apenas em cinco oportunidades. No total, foram 133 gols marcados e 34 sofridos.












Time feminino do Corinthians ganha homenagem de jogadores após título

Equipe fruto de parceria do Corinthians com o Osasco Audax foi campeã da Copa do Brasil feminina na última semana, e artilheira ganhou placa de Romero, bastante tietado pelas jogadoras

Corinthians feminino campeã visitou CT nesta quinta-feira
(Foto: Daniel Augusto Jr)






Corinthians feminino visitou CT nesta quinta-feira
(Foto: Daniel Augusto Jr)


Corinthians feminino visitou CT nesta quinta-feira
(Foto: Daniel Augusto Jr)


LANCE!
03/11/2016
14:02


O time feminino do Corinthians/Audax, campeão da Copa do Brasil da modalidade na semana passada, recebeu uma homenagem da equipe masculina do Timão nesta quinta-feira, no CT Joaquim Grava. Artilheira e capitã da equipe, Chú Santos recebeu uma placa das mãos de Romero, que é o principal goleador da outra modalidade nesta temporada.

O paraguaio, aliás, foi bastante tietado pelas jogadoras e passou alguns minutos tirando selfies. Uma das atletas estava se preparando para tirar a foto ao lado de Romero quando ele pediu um minuto a mais para ajeitar o cabelo. "Relaxa, está lindo", disse a jogadora, arrancando um sorriso do camisa 11. Logo depois, outra atleta disse ser fã do paraguaio e também fez seu registro.
















Diretor quer base do Timão na Arena para 'ver futebol Flávio Adauto estabelece planos para trabalho com jovens jogadores, inclusive um intercâmbio de informações e rotina para poder 'criar amor' pelo Corinthians

Dirigente quer jovens vendo os jogos na Arena
(Foto: Daniel Augusto Jr)


Dirigente quer jovens vendo os jogos na Arena

Empossado há menos de uma semana como diretor de futebol do Corinthians, o jornalista Flávio Adauto falou como será o trabalho com as categorias de base. Do elenco atual, 13 jogadores são formados ou tiveram passagens pelas divisões inferiores do Timão. Além da ideia de aumentar o uso de garotos, Adauto tem um projeto incomum que pretende implantar ainda neste ano: "aproximar" os garotos do time de cima.

Flávio Adauto tem como ideia levar os garotos da base para os jogos do time principal na Arena Corinthians. Ele pretende fazer isso ainda em 2016

- Jogador tem que ver futebol, não caçar Pokémon. Vou mandar para ver jogo, como se fosse atividade didática. Sub-11, 13, 15, 17, 20. Tem que olhar, sentir o impacto. Não pode chegar pela primeira vez na Arena Corinthians direto para jogar. Tem que conviver, saber o ambiente, então vamos sentar e conversar sobre isso. É ver o aquecimento, o túnel, isso faz criar amor, faz sentir comportamento de torcida, xingamento, protesto... - explicou
Além da preocupação com a formação dos garotos, Flávio Adauto espera acrescentar ideias em mais dois aspectos: acelerar a integração ao profissional e o uso de garotos por Oswaldo de Oliveira. O dirigente detalha seus planos.

- Os jogadores que chegarem para o Corinthians tem que ser com maioria de direitos. Se não tivermos direitos com parcela maior não tem que jogar no Corinthians. Por que dar casa, comida, vivência, aperfeiçoamento, se o jogador não é seu? Vamos fazer jogador para empresário? Já pedi um levantamento do que a gente tem ou não de direitos, do profissional e do amador - disse, antes de explicar outras ideias para o departamento de futebol amador alvinegro.

- Há uma ideia de integração, conversei com o Fausto Bittar Filho, diretor da base, e ele me disse que é uma necessidade. Não dá para pegar jogador da base e trazer simplesmente. É necessário um projeto. A base pode ser a coisa mais importante da história do Corinthians. No passado se jogava com seis ou sete jogadores feitos em casa, é uma solução para o alto custo de comprar jogadores.





03/11/2016 13h06
CORINTHIANS APRESENTA ATACANTE JÔ
Jô é apresentado pelo Corinthians e não esconde emoção: "Eu nasci aqui"
Revelado nas categorias de base do Timão, atacante retorna ao clube após 11 anos: "Mais um para brigar e ajudar"


Por Carlos A. Ferrari e Diego Ribeiro
Jô beija camisa do Timão na sua apresentação (Foto: Diego Ribeiro)

Depois de 11 anos, Jô está de volta ao Corinthians. Apresentado nesta quinta-feira, ele promete ser diferente. O garoto formado nas categorias de base se transformou em um atacante renomado, agora com a missão de resolver os problemas ofensivos do Timão na próxima temporada. Fora de campo ele também garante que é outro. Famoso pelas noitadas, o centroavante de 29 anos se apega ao evangelho para reerguer a carreira.

– Primeiramente, queria agradecer a Deus por esse retorno, a minha esposa por esse período comigo e ao presidente, ao diretor e aos funcionários por me receberem de volta. Passa um filme na cabeça, a emoção vem forte. Eu nasci aqui no clube, cheguei com 7 anos. Meu primeiro treinador foi Paulo Borges, tenho uma história no clube. Meu primeiro treino foi em 2002 com o Parreira, com 15 anos – afirmou Jô, ao ser apresentado pelo diretor de futebol Flávio Adauto, no CT Joaquim Grava.

Como o prazo para a inscrição de novos jogadores no Campeonato Brasileiro já se encerrou, Jô só terá condições de atuar na próxima temporada – o Timão disputará o Torneio da Flórida, em janeiro, nos Estados Unidos. Aos 29 anos, o atacante estava no Jiangsu Suning, da China, e não joga desde julho. Ele é o jogador mais jovem a vestir a camisa corintiana em todos os tempos, tendo sua estreia pelo alvinegro no ano de 2003 (com 16 anos, 3 meses e 26 dias), e esteve em campo em 115 jogos, marcando 18 gols.

Confira outras respostas de Jô em entrevista coletiva:


INÍCIO NO CORINTHIANS


– Não era fácil estar entre grandes jogadores e com 16 anos estrear. Era um garoto, morava na periferia, soltava pipa e tive uma responsabilidade grande. Foi tudo rápido, depois fui para fora. Tive pessoas do meu lado que me ajudaram bastante, cometi erros como todos, mas tudo superado, estou de volta para minha casa, onde nasci e cresci. Espero dar o meu melhor.


MUDANÇA FORA DE CAMPO


– Quem me conheceu há muitos anos, conhece meu caráter, minha índole, às vezes no futebol você traça um caminho que não é correto. Aconteceu comigo e com muitos, dar uma deslumbrada. Encontrei Deus há dois anos, as coisas fora de campo se ajeitaram. Foram erros que reconheço, isso é importante. Superei, hoje sou a pessoa que eu era, só me desviei. Amigos e família do meu lado, sou feliz.


ESPERANÇA NO ATAQUE


– Não sou o salvador da pátria, sou mais um jogador que chega para ajudar. Aqui tem grandes atacantes, tem o Gustavo com potencial muito grande jovem, 21 anos, bom jogador. Tem o Guilherme que faz bem essa função, tem o Romero. Sou mais um para brigar e ajudar. Mas claro que voltando após 11 anos, com experiência, a responsabilidade aumenta. Mas com sabedoria vou superar tudo isso.


ESTRUTURA DO CORINTHIANS


– Corinthians sempre foi grande onde se exige muito do jogador. O clube cresceu, tem uma estrutura que realmente é muito boa. Passei por clubes na Europa e poucos têm uma estrutura dessa. Viver o dia a dia, estar de corpo e alma. A estrutura é maravilhosa.


CHANCE DE VOLTAR AO TIMÃO

– O Corinthians é minha casa, quando surgiu a possibilidade de voltar, independentemente de colocação ou que divisão estivesse, seria minha melhor escolha.


POSICIONAMENTO EM CAMPO

– Eu pesava 69kg, era magrinho e rápido (no início de carreira). Depois que fui para a Europa, você joga em mais posições. Me encontrei como centroavante, faço isso há anos, é onde mais fiz sucesso. Mas se precisar jogar de segundo atacante, tudo bem.


TRÊS ANOS DE CONTRATO

– Difícil agradar a todos, nem Jesus Cristo agradou. Mas fiz três anos de contrato por merecimento também. Apesar de não jogar há três meses, desde 17 de julho não jogo partida oficial. Mas joguei uma Copa há dois anos, pode ser que alguns questionem, mas faço meu trabalho, me cuido mais, não estou tão abaixo fisicamente. Podem questionar, mas fizemos um bom contrato. Tenho que mostrar meu futebol, o que sempre mostrei. Fora de campo não tenho de mostrar a ninguém, Deus sabe. Tenho que provar que vim fazer o melhor, gols, correr, me dedicar. Depois aceito as críticas. Mas vou mostrar meu valor.


PODE RETOMAR A BOA FASE?

– É possível até mais. Me cuido mais, alimentação melhor, tem que buscar mais. Mas pretendo me dedicar até mais

PARTE FÍSICA


– A ideia deles (comissão técnica) é aprimorar a parte física, fiquei três meses parado, vinha treinando, mas é diferente treinar sozinho e em grupo. Como não vou jogar, faço a parte física e a de campo. Vou me adaptar ao trabalho e ao elenco. Pedi para aprimorar a parte física, conhecer o elenco. Para não entrar de férias abaixo, para voltar em janeiro em condições boas.


CONVERSÃO AO CRISTIANISMO


– Foi no final de 2014, depois da Copa, não vinha fazendo bons jogos, tive problemas na vida pessoal, um tempo sem fazer gols. Tive férias, sozinho e comecei a refletir, encontrei Deus. No começo de 2015, fiquei feliz com a família, vi que poderia estar jogando a vida no lixo. E tudo voltou a ter uma direção. Foi no final de 2014 que reencontrei a paz fora de campo.


MAIS JOVEM A MARCAR GOL PELO CORINTHIANS


– Lembro muito bem de uma frase que o Robert sempre me dizia: acreditar no sonho. Aquilo ali estava começando, era um sonho, eu não sabia a proporção. Fazer o primeiro gol? A alegria foi imensa, eu ficava vendo os jornais, era um impacto. Robert me ajudava muito, Renato Abreu, que tem uma pizzaria no Rio, e os da base: Wendel, Coelho, Fininho, Bobô...


REENCONTRO COM OSWALDO


– Oswaldo é uma pessoa maravilhosa, na ocasião (2004) eu era muito novo, a gente não conversava tanto, mas sempre foi uma pessoa carinhosa, um pai. Desde que conheci até hoje, quando a gente se encontrava ele falava: "Um dia vamos trabalhar juntos de novo". Está aí a oportunidade. Sempre foi maravilhoso.


CORINTIANO DESDE CRIANÇA


– Eu nunca neguei que sempre fui corinthiano, desde pequeno, até esse tempo fora eu sempre torci. Tive amigos aqui, nunca deixei e nem nunca vou deixar de ser torcedor. Isso marcou minha vida.

Fim da entrevista coletiva do atacante Jô. Jô: "Eu disputei alguns clássicos, não me recordo os números bem, algumas vitórias. Hoje vejo duas equipes qualificadas, na tabela cada um buscando seu objetivo. Um clássico, o Corinthians tem condição de ganhar. Mas será um grande jogo"


Jô: "Um cara que acompanho desde antes de vestir a camisa do Corinthians é o Ronaldo Fenômeno. Quando vestiu a camisa do Corinthians foi maravilhoso. Uma referência, um ídolo. Ele mudou o Corinthians, o que ele trouxe, a estrutura, as ideias, tornou o Corinthians maior ainda"

Jô: "Oswaldo é uma pessoa maravilhosa, na ocasião (2004) eu era muito novo, a gente não conversava tanto, mas sempre foi uma pessoa carinhosa, um pai. Desde que conheci até hoje, quando a gente se encontrava ele falava: "Um dia vamos trabalhar juntos de novo". Está aí a oportunidade. Sempre foi maravilhoso"

Jô lembra de seu primeiro gol: "Lembro muito bem de uma frase que o Robert sempre me dizia: acreditar no sonho. Aquilo ali estava começando, era um sonho, eu não sabia a proporção. Fazer o primeiro gol? A alegria foi imensa, eu ficava vendo os jornais, era um impacto. Robert me ajudava muito, Renato Abreu, que tem uma pizzaria no Rio, e os da base: Wendel, Coelho, Fininho, Bobô..."

Jô dá conselho ao Jô de 2003: "Juízo, essa é a palavra. Às vezes você faz coisas na adrenalina que não deveria fazer. Reflito nos meus erros e com a ajuda de Deus tenho uma direção melhor"


Jô: " sempre fui corinthiano, desde pequeno, até esse tempo fora eu sempre torci. Minha esposa perguntou e eu falei que estava triste, era o clube do meu coração. Tive amigos aqui, nunca deixei e nem nunca vou deixar de ser torcedor. Isso marcou minha vida"


Jô: "Jogar uma Libertadores pelo Corinthians é uma coisa fantástica, sei o quanto é importante. Vou torcer muito para classificar, é muito bom jogá-la"
Jô, sobre Wagner, que também jogava na China: "Não sei em que pé que está, mas é um excelente jogador, joguei com ele na seleção de base, joguei contra ele. O conselho é, se tiver encaminhado, que venha. Vai mostrar seu futebol, é uma boa pessoa. Que dê certo"


Jô: "Provavelmente nas férias também não vou parar, vou sair bem na pré-temporada. Aí vai depender de mim"
Jô: "Foi no final de 2014, depois da Copa.  não vinha fazendo bons jogos, tive problemas na vida pessoal, um tempo sem fazer gols. Tive férias, sozinho e comecei a refletir, encontrei Deus. Começo de 2015 fiquei feliz com a família, vi que poderia estar jogando a vida no lixo. E tudo voltou a ter uma direção. Foi no final de 2014 que reencontrei a paz fora de campo"

Jô: "A ideia deles é aprimorar a parte física, fiquei 3 meses parado, vinha treinando, mas é diferente treinar sozinho e em grupo. Como não vou jogar, faço a parte física e a de campo. Vou me adaptar ao trabalho e ao elenco. Pedi para aprimorar a parte física, conhecer o elenco. Para não entrar de férias abaixo, para voltar em janeiro em condições boas"
Flávio Adauto, sobre Tevez "Futebol é feito de oportunidades. Em relação a Tevez, não vejo essa oportunidade"

Flávio Adauto, sobre Tevez: "Não vejo essa oportunidade". #trsccp


Jô: "É possível até mais. Me cuido mais, alimentação melhor, tem que buscar mais... pretendo me dedicar até mais "

Jô: "Tenho que mostrar meu futebol, o que sempre mostrei. Fora de campo não tenho de mostrar a ninguém, Deus sabe. Tenho que provar que vim fazer o melhor, gols, correr, me dedicar. Depois aceito as críticas. Mas vou mostrar meu valor"


Jô, sobre 3 anos de contrato: "Difícil agradar a todos, nem Jesus Cristo agradou. Mas fiz 3 anos de contrato por merecimento também. Apesar de não jogar há três meses, desde 17 de julho não jogo partida oficial. Mas joguei uma Copa há dois anos, pode ser que alguns questionem, mas faço meu trabalho, me cuido mais, não estou tão abaixo fisicamente. Podem questionar, mas fizemos um bom contrato"


Jô: "Fiz três anos de contrato por merecimento, apesar de não ter jogado nos últimos três meses". #trsccp



Jô chega para o Timão em 2017 #trsccp



Jô: "Eu pesava 69kg, era magrinho e rápido. Depois que fui para a Europa, você joga em mais posições. Me encontrei como centroavante, faço isso há anos, é onde mais fiz sucesso. Mas se precisar jogar de segundo atacante, tudo bem"


Jô: "Como cristão, o que eu puder fazer pelas pessoas vou fazer. É bíblico, tem que ajudar o próximo. O que eu puder falar do amor de Deus vou falar. Mas vim para jogar. O que puder fazer para ajudar classificar, eu vou fazer"

Jô: "Corinthians é minha casa, quando surgiu a possibilidade de voltar, independente de colocação ou que divisão estivesse, foi minha melhor escolha"



Jô: "Corinthians sempre foi grande onde se exige muito do jogador. O clube cresceu, tem uma estrutura que realmente é muito boa. Passei por clubes na Europa e poucos têm uma estrutura dessa. Antigamente tinha container, chuveiro gelado, mas o Corinthians é assim. Viver o dia a dia, estar de corpo e alma. A estrutura é maravilhosa"

Jô: "Não sou o salvador da pátria, sou mais um jogador que chega para ajudar. Aqui tem grandes atacantes, tem o Gustavo com potencial muito grand,e jovem, 21 anos, bom jogador. Tem o Guilherme que faz bem essa função, tem o Romero. Sou mais um para brigar e ajudar. Mas claro que voltando após 11 anos, com experiência, a responsabilidade aumenta. Mas com sabedoria vou superar tudo isso"



Jô: "Estou mais concentrado, mais família. Não sou velho, tenho 29 anos, comecei com 16. Tenho muita vontade de dar a volta por cima e voltar a fazer gols, estou muito feliz"


Jô admite que deu "uma deslumbrada na carreira", mas hoje é outra pessoa. #trsccp 


Jô: "Quem me conheceu há muitos anos, conhece meu caráter, minha índole, às vezes no futebol você traça um caminho que não é correto. Aconteceu comigo e com muitos, dar uma deslumbrada. Encontrei Deus há dois anos, as coisas fora de campo se ajeitaram. Foram erros que reconheço, isso é importante. Superei, hoje sou a pessoa que eu era, só me desviei. Amigos e família do meu lado, sou feliz"


Roberto de Andrade e Alessandro não estão na apresentação. Apenas o diretor financeiro Emerson Piovezan acompanha Adauto. #trsccp
Jô relembra polêmicas: "Tudo foi superado" #trsccp




Jô: "Não era fácil estar entre grandes jogadores e com 16 anos estrear. Era um garoto, morava na periferia, soltava pipa e tive uma responsabilidade grande. Foi tudo rápido, depois fui para fora. Tive pessoas do meu lado que me ajudaram bastante, cometi erros como todos, mas tudo superado, estou de volta para minha casa, onde nasci e cresci. Espero dar o meu melhor"

Jô: "Primeiramente, queria agradecer a Deus por esse retorno, a minha esposa por esse período comigo e ao presidente, ao diretor e aos funcionários por me receberem de volta. Passa um filme na cabeça, a emoção vem forte. Nasci aqui no clube, cheguei com sete anos. Meu primeiro treinador foi Paulo Borges, tenho uma história no clube. Meu primeiro treino foi em 2002 com o Parreira, com 15 anos"


Jô é apresentado #trsccp 


Flávio Adauto entrega uma camisa ainda sem número para o atacante do Corinthians, que assinou por três temporadas.


Adauto: "Está aqui desde a semana passada, mas a oficialização foi ontem, vai fazer parte do grupo que trabalha com a gente"


Jô é apresentado pelo diretor de futebol Flávio Adauto. #trsccp 


Adauto: "Sou apenas um coadjuvante. Estou aqui na função quase de mestre de cerimônias, mas bastante feliz. Em 2005 eu era vice do Corinthians e naquela ocasião o Corinthians cedeu uma de suas maiores promessas, houve a transferência do Jô. E agora temos de volta um jogador 11 anos mais experiente, mais completo, que há dois anos jogou a Copa. Acho que ele está feliz, nós estamos"


Jô chega à sala de imprensa do CT. #trsccp






Flávio Adauto chega com Jô na sala de imprensa.


CHEGOU O JÔ!!!

03/11/2016 11h55
Corinthians treina com alterações e de novo sem meia atacante Guilherme, que é dúvida para clássico
Meia-atacante fica fora de trabalho tático nesta quinta-feira, no CT Joaquim Grava. Oswaldo de Oliveira monta provável escalação

Por Carlos A. Ferrari e Diego Ribeiro

O técnico Oswaldo de Oliveira montou a provável escalação para o duelo. O volante Willians será titular na vaga de Camacho. No gol, Cássio pode ser mantido – Walter faz tratamento intensivo na coxa direita. O goleiro foi a campo nesta quinta, fez um trabalho com o preparador Mauri Lima, mas ainda não sabe se joga.

O Corinthians treinou com Cássio, Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Willians; Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto, Rodriguinho e Marlone; Romero. Durante a atividade, Oswaldo de Oliveira voltou a dar atenção especial às bolas aéreas defensivas, que têm sido problema crônico da equipe nos últimos jogos pelo Campeonato Brasileiro.

O meia-atacante Guilherme foi desfalque no treino do Corinthians pelo segundo dia seguido e é dúvida. Nesta quinta-feira, o jogador passou a manhã na parte interna do CT Joaquim Grava. De acordo com o clube, ele fez trabalhos de manutenção física.

Caso Guilherme tenha condições de jogo, Oswaldo terá uma decisão a tomar. A tendência é de que Marquinhos Gabriel deixe o time e Romero seja deslocado para o lado direito do ataque.
Oswaldo vai definir o time nesta sexta-feira. Com 50 pontos, o Corinthians é o sétimo colocado na tabela do Campeonato Brasileiro.









Goleiro Douglas tem treinado diariamente no CT Joaquim Grava. Hoje participou de parte do coletivo no time reserva. #trsccp
Escalação provável: Walter (Cássio); Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Willians; Marquinhos Gabriel (Romero), Giovanni Augusto, Rodriguinho e Marlone; Guilherme.



Escalação provável: Walter (Cássio); Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Willians (Camacho); Marquinhos Gabriel (Romero), Giovanni Augusto, Rodriguinho e Marlone; Guilherme.

Desfalques: Yago, Danilo e Bruno Paulo

Pendurados: Lucca, Giovanni Augusto, Balbuena, Vilson, Guilherme e Uendel


11H30
Equipe feminina do Timão é homenageada no CT após a conquista da Copa do Brasil




10H50

Walter treina ao fundo com Mauri Lima

Walter começa atividade com preparador Mauri Lima em outro campo do CT

Novidade é a volta de volta de Giovanni Augusto. Willians segue no time, e Camacho vai para reserva
Guilherme faz manutenção da parte física. Ele também não treinou no campo na quarta. Romero segue como titular
Cássio se junta ao time. Walter não veio para o campo até o moment


Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Willians; Marquinhos, Giovanni, Rodriguinho e Marlone; Romero
Giovanni Augusto vai a campo. Guilherme segue nos vestiários. Eles não treinaram na quarta
Jogadores batem bola antes do início do treino no CT Joaquim Grava

11H48
Diego Ribeiro ‏@diegoribeiro 5 minhá 5 minutos

Jô será apresentado daqui a pouco. Com ele, diretoria completa. Há negociações em andamento por reforços para 2017. #trsccp

Diego Ribeiro ‏@diegoribeiro 21 minhá 21 minutos

Conta do Corinthians pelo G-6: três vitórias e um empate nos cinco jogos finais do Brasileirão. Meta é bater nos 60. #trsccp

Diego Ribeiro ‏@diegoribeiro 24 minhá 24 minutos

Romero atua como centroavante, na vaga de Guilherme. Mas, mesmo se o titular jogar, o paraguaio deve continuar no time. #trsccp

Diego Ribeiro ‏@diegoribeiro 25 minhá 25 minutos

Oswaldo, mais uma vez, mostra atenção especial com as bolas aéreas. Técnico teve mais uma semana livre para acertar a defesa. #trsccp