31 de out de 2016

CORINTHIANS 31/10/2016




31/10/2016 20h29

Livre na China, Wagner tem caminho aberto para acerto com o Corinthians
Meia de 31 anos consegue a liberação do Tianjin Teda, onde atuava desde julho de 2015, e busca um novo clube. Negociações com o Timão seguem em curso


Por Marcelo Braga

Wagner está na mira do Corinthians para 2017
Alvo do Corinthians para 2017, o meia Wagner já não tem contrato com o Tianjin Teda, da China.

Nos últimos dias, os advogados do jogador de 31 anos acertaram a rescisão do vínculo, que era válido até o fim do ano que vem. Situação que abre caminho para um acerto.

– Ele já está totalmente livre – confirmou o empresário João Sérgio, que trabalha com ele.

Pai de dois garotos, de cinco e sete anos, Wagner tem como prioridade voltar a jogar no Brasil. Ex-jogador de Cruzeiro e Fluminense, o meia já está em Belo Horizonte, onde vive sua família.

Assim como foi com Jô, que assinou contrato nesta segunda, o negócio não envolveria grandes cifras, o que desperta grande interesse do Timão
As negociações começaram há duas semanas, quando a delegação esteve em Minas e seguem avançando. Oficialmente, o clube não fala do assunto.

A pedido de Oswaldo de Oliveira, o Corinthians busca a contratação de um meia experiente para 2017.






Meia Wagner acerta saída da China e negocia com o Corinthians para 2017

Jogador de 31 anos estava no Tianjin Teda desde julho do ano passado e rescindirá contrato que tinha mais seis meses de validade. Ele já conversou com pessoas da diretoria do Timão

De saída da China, Wagner interessa ao Timão
Gabriel Carneiro
31/10/2016
19:45


Em busca de reforços mais experientes e acostumados a grandes clubes e jogos decisivos, o Corinthians decidiu um novo alvo para 2017: o meia Wagner, ex-Cruzeiro e Fluminense, hoje com 31 anos. Membros da diretoria do Timão já conversaram diretamente com o jogador em mais de uma oportunidade e as negociações estão avançadas no momento. O jogador, que não tem um empresário fixo, foi sondado por outros clubes brasileiros e deve aguardar até o fim do Brasileirão para decidir seu destino a partir de 2017, mas o clube paulista é favorito.

A boa notícia para os clubes interessados, principalmente o Corinthians, é que Wagner está prestes a rescindir seu contrato com o Tianjin Teda, clube da China que defende desde 2015, e assim deixar o caminho livre para os interessados. A tendência é que o jogador obtenha a rescisão seis meses antes do fim do contrato na China, já que não vinha sendo utilizado com frequência e a equipe decidiu apostar em outro estrangeiro para preencher a cota de três jogadores de outras nacionalidades no torneio nacional local em 2017.
Sem espaço, ele foi liberado para passar férias no Brasil e aguarda a definição de seu futuro. Com apoio de um advogado, ele pleiteou e recebeu indicação positiva nesta segunda-feira sobre a rescisão contratual do vínculo que duraria até julho de 2017 sem multa.

Por esse motivo, o meia conversou ao menos duas vezes com pessoas do Timão nos últimos dias e gostou dos valores e condições apresentados. Wagner foi revelado no América-MG, defendeu Cruzeiro, Al Ittihad (ARS), Lokomotiv de Moscou (RUS), Gaziantepspor (TUR), Fluminense e Tianjin (CHN) e deseja voltar ao futebol brasileiro na próxima temporada.

JÔ ASSINA.  - Também de saída da China, o atacante Jô esteve no CT Joaquim Grava nesta segunda-feira para acertar os detalhes finais de seu contrato de três anos com o Corinthians. Segundo o estafe do jogador de 29 anos, ele finalizou o acordo e assinou contrato. O Corinthians ainda não confirma





Meia Wagner acerta saída da China e negocia com o Corinthians para 2017

Jogador de 31 anos estava no Tianjin Teda desde julho do ano passado e rescindirá contrato que tinha mais seis meses de validade. Ele já conversou com pessoas da diretoria do Timão

Gabriel Carneiro
31/10/2016
19:45

Em busca de reforços mais experientes e acostumados a grandes clubes e jogos decisivos, o Corinthians decidiu um novo alvo para 2017: o meia Wagner, ex-Cruzeiro e Fluminense, hoje com 31 anos. Membros da diretoria do Timão já conversaram diretamente com o jogador em mais de uma oportunidade e as negociações estão avançadas no momento. O jogador, que não tem um empresário fixo, foi sondado por outros clubes brasileiros e deve aguardar até o fim do Brasileirão para decidir seu destino a partir de 2017, mas o clube paulista é favorito.

A boa notícia para os clubes interessados, principalmente o Corinthians, é que Wagner está prestes a rescindir seu contrato com o Tianjin Teda, clube da China que defende desde 2015, e assim deixar o caminho livre para os interessados. A tendência é que o jogador obtenha a rescisão seis meses antes do fim do contrato na China, já que não vinha sendo utilizado com frequência e a equipe decidiu apostar em outro estrangeiro para preencher a cota de três jogadores de outras nacionalidades no torneio nacional local em 2017.

Wagner está na China desde julho de 2015. Ele foi liberado para passar férias no Brasil e aguarda a definição de seu futuro. Com apoio de um advogado, ele pleiteou e recebeu indicação positiva nesta segunda-feira sobre a rescisão contratual do vínculo que duraria até julho de 2017 sem multa.






CORINTHIANS COM TÉCNICO OSWALDO OLIVEIRA TEM TREINOS MAIS LONGOS E COM ENFASE EM FUNDAMENTOS









Reforços corinthianos para majestoso treinam com bola em reapresentação

Helder Júnior -

31/10/2016 19:41:07

O Corinthians iniciou na tarde desta segunda-feira a sua preparação para o majestos, no sábado, fora de casa, com um treinamento leve. Apenas os jogadores considerados reservas trabalharam com bola no gramado do CT Joaquim Grava – contando com os reforços de uma dupla que não atuou sábado

O meia Guilherme, agora livre de suspensão, e o zagueiro paraguaio Balbuena, que foi poupado do jogo de sábado por estar pendurado com dois cartões amarelos, exercitaram-se normalmente. O primeiro está em alta sob o comando do técnico Oswaldo de Oliveira e mandará Romero, Marlone ou Marquinhos Gabriel para a reserva no sábado. Já o segundo ganhará a vaga do jovem Pedro Henrique, que cometeu um pênalti diante da Chapecoense.

O goleiro Walter, ao contrário, deverá continuar como ausência no Corinthians. Ele se recupera de um incômodo muscular na coxa direita e provavelmente será substituído por Cássio, que participou do treino com bola desta tarde

Foto:Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Foto:Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Foto:Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Não foram apenas os titulares que ficaram reclusos nas dependências internas do CT neste início de semana. O lateral esquerdo Guilherme Arana segue em observação por causa de um desconforto abdominal, enquanto o atacante Rildo se queixou de dores musculares.







31/10/2016 17h45


Corinthians inicia semana de clássico com três prováveis titulares no campo
Cássio, Guilherme e Balbuena trabalham com os reservas enquanto os jogadores que foram titulares contra a Chapecoense fazem apenas academia nesta segunda-feira


Por Marcelo Braga


Guilherme volta de suspensão no clássico do próximo sábado (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

O Corinthians voltou aos treinos nesta segunda-feira já de olho no clássico do próximo sábado

Enquanto os titulares do último jogo ficaram na academia, três jogadores que devem iniciar o Majestoso participaram do trabalho técnico dos reservas: o meia-atacante Guilherme, que volta de suspensão; o zagueiro Balbuena, que foi poupado contra a Chape; e o goleiro Cássio, que substituiu Walter ainda no primeiro tempo do jogo. Com dores na coxa direita, o goleiro será reavaliado pelos médicos na terça-feira, mas pode ser desfalque na partida.


Rildo, que entrou na parte final do jogo, foi ausência no treinamento. Com desconforto muscular, fez trabalhos específicos, mas não deve ser problema para a sequência da semana. Guilherme Arana, desfalque no último jogo por um desconforto abdominal, também não treinou.


Sétimo colocado com 50 pontos, o Corinthians volta a campo no sábado, às 19h30 (de Brasília), contra 5P, fora de casa, em jogo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.









Corinthiano meia Giovanni Augusto crê em fim de ano positivo: “Teremos a concentração para fazer grandes jogos novamente”


Meio-campista do Corinthians também destacou a importância do clássico Majestoso, neste sábado (05), fora de casa

17h30 31/10/2016 - Agência Corinthians



Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians


Após o treino desta segunda-feira (31) no CT Dr. Joaquim Grava, Giovanni Augusto conversou com a imprensa em entrevista coletiva. Perguntado sobre o desempenho abaixo do esperado contra a Chapecoense na última rodada, o meio-campista reconheceu o bom jogo da equipe adversária e alertou sobre a necessidade de melhora nas próximas partidas.

“Mais méritos da Chapecoense, que adiantou a marcação e dificultou o jogo. Nós também não estávamos em um ótimo dia, e quando isso acontece nada dá certo. Mesmo jogando mal, conseguimos o gol. Agora é erro zero, não tem mais tempo para ficar errando. Neste próximo jogo, teremos a concentração para fazer grandes jogos novamente”

Buscando retornar ao G6 do Campeonato Brasileiro, o Timão visita o São Paulo no próximo sábado (05), fora de casa. Ciente da grandeza do confronto e da necessidade de um bom resultado, Giovanni Augusto crê que a vitória no Majestoso é importantíssima para a equipe na reta final da competição.

"Além de ser um clássico, posso dizer que é o jogo das nossas vidas. Quando você vence os clássico as coisas mudam. Vamos ter uma semana de trabalho para corrigir os erros e temos essa consciência que vai ser o jogo da nossa vida", completou o meio-campista.

Sem jogos no meio de semana, o elenco alvinegro tem a semana cheia de treinos para o clássico. Pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, Corinthians enfrenta 5P a partir das 19h30 de sábado (05), fora de casa


Giovanni Augusto sobre a chegada de Jô no Corinthians: 'Vai nos ajudar bastante'














Jô é o novo atacante do Corinthians e já treina no CT
Jogador já esteve com os novos companheiros na tarde desta segunda-feira (31)

O atacante Jô está de volta ao Corinthians. Depois de semanas de negociação, o atacante esteve nesta segunda-feira (31) no CT Joaquim Grava e já treinou com os novos companheiros. A apresentação oficial será ao longo da semana.

O jogador de 29 anos estava no Jiangsu Suning, da China, até o começo do semestre. Depois de se desligar no clube asiático, ficou treinando por conta própria em Belo Horizonte. Em entrevista dia 18 de outubro, Jô celebrou a "volta para casa".

Revelado pelo Corinthians, o atacante subiu para o clube profissional em 2003, com 16 anos e 3 meses, se tornando o mais jovem jogador da história do clube.

Ele é o segundo reforço do Corinthians para a temporada 2017. Luidy, do CRB, também já foi confirmado.











Timão inicia semana de clássico com Walter fora e trio provável em campo

Goleiro fará exames médicos na terça-feira e pode ser desfalque  do Corinthians, sábado, contra 5P. Em campo, somente os reservas, reforçados de Cássio, Balbuena e Guilherme


Cássio deve voltar ao time titular do Corinthians
LANCE!
31/10/2016
17:42


Substituído ainda no primeiro tempo do empate em 1 a 1 com a Chapecoense no último sábado, o goleiro Walter segue com incômodo no músculo adutor da coxa direita e é dúvida para o compromisso do Corinthians contra 5P, no próximo fim de semana. O titular da meta alvinegra fará exames médicos nesta terça-feira para conhecer a gravidade da lesão, mas Cássio já está de sobreaviso para a possibilidade de começar jogando no Morumbi.

Nesta segunda-feira, o elenco do Corinthians se reapresentou após um dia de folga sem contar com Walter, mas Cássio trabalhou sem restrições ao lado de Matheus Vidotto, Caique e Douglas, os demais jogadores da posição no elenco. Outros jogadores que podem ser titulares contra o São Paulo também trabalharam em campo, casos de Balbuena e Guilherme. O primeiro deve tirar vaga de Pedro Henrique e o outro é um dos principais jogadores do Timão com Oswaldo e ainda não se sabe quem substituirá.

Apenas jogadores que foram reservas contra a Chapecoense treinaram em campo, enquanto os titulares permaneceram em atividades regenerativas na parte interna do CT Joaquim Grava. Entre os suplentes habituais, duas baixas: Guilherme Arana, ainda em observação de dores na região abdominal, e Rildo, que sentiu dores após a partida do fim de semana e foi preservado do treino desta segunda-feira.

Gustavo, atacante contratado há dois meses pelo Corinthians e que perdeu condição de titular recentemente, participou de um trabalho específico de finalizações após o curto treino deste início de semana. O camisa 9 finalizou dez vezes ao gol e teve aproveitamento regular.

O Corinthians se reapresenta na tarde desta terça-feira e Oswaldo segue a preparação para a partida de sábado, às 19h30, contra 5P, fora de casa, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.




31/10/2016 17h28

Giovanni Augusto entrega presença de Jô no CT do Corinthians: "Ele mudou"
Mmeia e centroavante conversaram antes do treino nesta segunda. Impressão foi positiva para Giovanni Augusto
Por Marcelo Braga


Giovanni Augusto elogia a contratação de Jô
(Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Autor do gol do Corinthians no empate por 1 a 1 contra a Chapecoense, no sábado, o meia Giovanni Augusto entregou a presença de Jô no CT durante a sua entrevista coletiva, na tarde desta segunda-feira. Questionado sobre o atacante, com quem atuou em outro clube, ele disse que manteve conversas com o amigo no local antes do treinamento.

– Acabei de encontrar com ele ali, fiquei muito feliz de falar com ele, admiro bastante, todo mundo sabe da sua qualidade. Fiquei feliz com a forma como ele chegou. Não tenho dúvida que vai chegar e resolver. Está motivado, bem, feliz, com a família, tem tudo para dar certo – contou Giovanni Augusto.

Convertido ao cristianismo, Jô tem afirmado em entrevistas que mudou seu comportamento fora de campo. Presente na Copa do Mundo de 2014, o centroavante admite que abusava da noite e do álcool, o que causou problemas na sua carreira. Segundo Giovanni, a mudança é nítida.

– É visível a mudança do Jô, até no jeito de conversar, mais tranquilo, sossegado, acredito que mudou, estou feliz por isso. Tem um coração muito grande. Acredito nessa mudança, estou feliz. Todo clube quer ter jogador assim. Ele mesmo assume como era, eu também era complicado na noite. Isso são fases, fico feliz. Acordei para a vida e ele também. Espero que possa dar certo.


Aprovado nos exames médicos, Jô aguarda os últimos detalhes para assinar contrato por três anos com o Corinthians. Questionado ainda se, além de Jô, mais algum reforço para 2017 já dava as caras no CT, Giovanni Augusto brincou com o reforço "pedido" pelo técnico Oswaldo de Oliveira ao diretor Flávio Adauto na última semana.


– Estamos esperando o Ibrahimovic, mas ainda não apareceu ainda (risos).


Sétimo colocado com 50 pontos, Corinthians volta a campo sábado, 19h30, contra 5P, fora de casa, em jogo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Amigos, encerramos aqui a cobertura interativa do Corinthians nesta segunda-feira. Até a próxima!
17h30

Giovanni Augusto entrega presença de Jô no CT do Corinthians: "Ele mudou"

Breve trabalho. Nem dez chutes. Gustavo segue o bonde e vai para a parte interna. Fim do treino por aqui #trsccp
17h15
Fim da atividade técnica. O atacante Gustavo fica em campo para trabalhar finalizações #trsccp

Treino segue aqui. Cássio, Balbuena e Guilherme, que devem jogar o clássico, em ação #trsccp 



Giovanni Augusto entregou a presença de Jô no CT. Brinquei se tem mais algum reforço lá dentro: "Estamos esperando o Ibra" #trsccp


Fim da entrevista coletiva. 

Giovanni é perguntado se, além de Jô, tinha mais algum reforço na parte interna do CT: "Estamos esperando o Ibrahimović, mas ainda não apareceu ainda não"


Giovanni Augusto: "Acho que ainda tem muita coisa para acontecer. São cinco jogos, vai depender desses cinco jogos para saber quem foi a melhor equipe em 2016"



Giovanni Augusto: "Guilherme vive grande fase, tem outros jogadores bem, como Rodriguinho, mas não vejo uma dependência no futebol dele.

Giovanni Augusto: "É visível a mudança do Jô, até no jeito de conversar, mais tranquilo, sossegado, acredito que mudou, estou feliz por isso. Tem um coração muito grande. Acredito nessa mudança, estou feliz. Todo clube quer ter jogador assim. Ele mesmo assume como era, eu também era complicado na noite, isso são fases, fico feliz. Acordei para a vida e ele também. Espero que a possa dar certo"

Giovanni Augusto: "Da mesma forma que trabalhamos da semana que empatamos fora trabalhamos e empatamos em casa. Mas no jogo não deu nada certo. Vale a pena o torcedor acreditar"


Giovanni Augusto: "Faltam cinco jogos, não adianta achar que vamos vencer todos, não é fácil. O clássico mexe com a cidade, vamos fortes para o jogo"


Giovanni Augusto: "O nosso maior título esse ano será a classificação para a Libertadores. Não adianta vir falar que vamos brigar por título, infelizmente não vai acontecer mais. Corremos risco, há outras equipes animadas, vamos procurar fazer o maior número de pontos"


Giovanni Augusto, sobre Jô: "Acabei de encontrar ele ali, fiquei muito feliz de falar com ele, admiro bastante, todo mundo sabe sua qualidade. Fiquei feliz com a forma como ele chegou. Não tenho dúvida que vai chegar e resolver. Está motivado, bem, feliz, com a família, tem tudo para dar certo"

16h50

Giovanni Augusto: "Além de ser um clássico, posso dizer que é o jogo das nossas vidas. Quando você vence os clássico as coisas mudam. Vamos ter uma semana de trabalho para corrigir os erros e temos essa consciência que vai ser o jogo da nossa vida"



Giovanni Augusto: "Futebol é resultado, todo mundo sabe que jogador só tem valor quando está vencendo. Se der errado, pode mudar muita coisa. No jogo contra o Flamengo, fizemos um pacto que os set jogos seriam uma Copa do Mundo para a gente. Vencemos um, empatamos outro, estamos no caminho certo"



Giovanni Augusto: "Concordo, essa aparição das duas novas vagas animou outras equipes, o campeonato está próximo, embolado, pode acontecer de tudo. Acredito muito no nosso time, somos qualificados, temos de voltar a vencer, está acabando o campeonato. As equipes que estavam desmotivadas, voltaram a brigar pela vaga"

Giovanni Augusto: ". Temos de voltar a ter confiança e voltar a ser aquele Corinthians que, quando jogava em casa, o torcedor sabia que ia dar tudo certo"


Giovanni Augusto: "Mais méritos da Chapecoense, que adiantou a marcação e dificultou o jogo. Nós também não estávamos em um ótimo dia, e quando isso acontece nada dá certo. Mesmo jogando mal, conseguimos o gol. Agora é erro zero, não tem mais tempo para ficar errando. Neste próximo jogo, teremos a concentração para fazer grandes jogos novamente"

Giovanni Augusto: ". Temos de assumir essa responsabilidade, não foi um ano dos melhores, mas acredito no elenco. Tenho certeza que vamos classificar para a Libertadores. Não podemos ter mais erros, temos de ter o máximo de concentração para não sermos surpreendidos"


Giovanni Augusto: "Sobre o gol, estava me incomodando bastante, fazia um tempinho que eu não balançava a rede, mas graças a Deus pude voltar a marcar. Feliz pelo gol, mas triste pelo resultado. Jogando em casa, tínhamos de sair com a vitória, mas não aconteceu. Conversamos depois do jogo e hoje. Temos um clássico difícil, tempos de ir para fazer um grande jogo"



Giovanni Augusto chega para a coletiva #trsccp

16h40

Técnico Oswaldo Oliveira chega para acompanhar #trsccp

16h35

Só reservas no campo #trsccp 


Perguntei a Chicão se o garoto é zagueiro. "Meia atacante. Vai fazer gols", brincou ele, que se aposentou neste ano #trsccp

Olha que legal: Gustavo, de 11 anos, filho do ex-zagueiro Chicão, iniciou treinos no time sub-11 do Corinthians. Ficará uma semana #trsccp

Giovanni Augusto, autor do gol de empate contra a Chapecoense no sábado, é quem fala hoje com a imprensa #trsccp


Boa tarde! Corinthians inicia os treinos para o majestoso de sábado #trsccp
16h35
Boa tarde! Começa aqui a cobertura interativa do Corinthians nesta segunda-feira!









Corinthians chega a 100 tentos marcados em 2016

Gol de pênalti de Giovanni Augusto foi o centésimo tento do Timão na temporada


16h00 31/10/2016 - Agência Corinthians






Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians


Com o gol marcado no empate em 1 a 1 com a equipe da Chapecoense no último sábado (29), na Arena Corinthians, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians chegou à marca de 100 gols no ano de 2016.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Timão tem até o momento 44 gols marcados. Dos outros 56 gols, 15 foram marcados na Copa Libertadores, 32 no Campeonato Paulista, 6 na Copa do Brasil e outros 3 na Florida Cup.

O primeiro gol alvinegro da temporada foi marcado por Danilo, na vitória por 3 a 2 sobre o Shakhtar Donetsk-UCR pela Florida Cup, em janeiro. O artilheiro do Timão na temporada é o atacante paraguaio Romero, que marcou 15 dos 100 gols corinthianos em 2016.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.








CORINTHIANS HOJE
31/10 - Segunda-feira
16h - Treino no CT Dr. Joaquim Grava










31/10/2016 09h50

Diretor do Corinthians mira 2017 com técnico Oswaldo Oliveira: "Vamos ter os pés no chão"
Flávio Adauto mantém conversas com o técnico, ouve sugestões e começa a sondar nomes para o ano que vem. Vaga na Libertadores influencia no planejamento


Por Diego Ribeiro

Flávio Adauto foi apresentado na sexta-feira (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

Há menos de uma semana no cargo de diretor de futebol do Corinthians, o jornalista Flávio Adauto tenta reunir informações dentro do clube para começar a participar do planejamento para a próxima temporada. Em contato direto com o técnico Oswaldo de Oliveira, Adauto já tem ao menos uma premissa: o Timão deve evitar grandes gastos na hora de contratar.

– Estamos conversando, mas estou mais ouvindo. Já brincamos sobre o Ibrahimovic, mas na hora de falar sério vamos ter os pés no chão – disse.

Por isso, o clube não fala em lista de reforços. Já há nomes discutidos com Oswaldo para posições específicas: ataque, lateral direita e zaga, por exemplo. Por enquanto, a fase é de consulta


– Lista não tem, apenas conversas. É óbvio que conversamos sobre vários nomes, ele (Oswaldo) faz várias sugestões, mas ele é um dos mais interessados de que neste momento não se ventile nomes. Sempre surge algo. Apenas internamente o Alessandro (gerente de futebol) está tratando essa parte – afirmou Adauto, neste sábado.

A cinco jogos do fim do Campeonato Brasileiro, o Corinthians ocupa a sétima posição na tabela, com 50 pontos e busca o G-6 para estar na Taça Libertadores da América do ano que vem, o que influencia no planejamento.

– A Libertadores podia começar e morrer em dois, três meses. Agora pode ter até novembro. É outro calendário. Estamos lutando por isso. Um time do porte do Corinthians tem de estar lá – ressaltou o dirigente corintiano.
O Corinthians deve planejar 2017 com Adauto, Alessandro e o presidente Roberto de Andrade. 









Conselheiro do Corinthians reafirma que Corinthians não terá dificuldades para pagar Arena
31 OUT2016
09h03
atualizado às 10h27
"O Corinthians tem um contrato com a construtora do estádio, e a auditoria está analisando coisas que não foram feitas, que foram feitas erradas, cobradas com preço maior do que o que era para cobrar. Temos condições de fazer uma boa auditoria e chegar a um preço factível do estádio", explicou Antonio Roque Citadini, ex-vice-presidente do Corinthians, durante o programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, no último domingo.

Conselheiro vitalício do clube, Citadini garantiu que o Timão arcará com os custos da obra, que contou com aporte financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que emprestou R$ 400 milhões ao Corinthians

"Muitas coisas que foram feitas erradas serão descontadas e o clube pagará sem problema nenhum. O empréstimo do BNDES, os títulos…O Estádio será pago. O arquiteto (Aníbal Coutinho) também está ajudando muito, ele apontou todas as divergências com a construtora para avaliação", acrescentou o cartola, integrante da oposição à atual diretoria encabeçada por Roberto de Andrade.

Antonio Roque Citadini ainda ressaltou que a dificuldade do clube em arcar com os pagamentos e encontrar um parceiro para adquirir os Naming Rights do estádio ocorre em função da crise econômica pela qual o Brasil vem enfrentando nos últimos anos.

"O Corinthians não vai dar golpe, vai pagar o que tem de pagar. Realmente, o país hoje é muito diferente da época da Copa do Mundo, os investimentos diminuíram, está difícil vender os naming rights. A crise está aí, o problema que existe com a construtora não é nosso, é com o noticiário", concluiu Citadini





31/10/2016 07h20

Sem lesões, Rildo joga cinco finais para tentar continuar no Corinthians
Atacante ganha moral com Oswaldo Oliveira e volta a participar de jogos do Timão. Contrato vai até dezembro, e ele tenta realizar sonhos: renovar e entrar em campo com a filha


Por Diego Ribeiro
Em um ano e meio, apenas 21 jogos e dois gols com a camisa do Corinthians. Lesões e episódios até certo ponto incomuns prejudicaram a trajetória de Rildo no clube que aprendeu a amar desde criança. Agora, a ordem a esquecer o passado e pensar nos cinco jogos que restam no Campeonato Brasileiro. Cinco finais para quem quer renovar contrato com o clube.

Rildo é vinculado ao Timão até 31 de dezembro de 2016. Seu futuro está indefinido. Com poucas chances, mal pôde mostrar do que é capaz.


Com Oswaldo de Oliveira, porém, o ânimo se renovou. O atacante fez um gol na derrota por 4 a 2 para o Cruzeiro, pela Copa do Brasil, e sofreu um pênalti no empate por 1 a 1 com a Chapecoense, em Itaquera – veja vídeo abaixo.


– Apesar de meu contrato estar acabando, todo jogo é importante. Ainda mais agora, com o Corinthians precisando se classificar à Libertadores. A camisa do Corinthians é muito grande. Tenho de encarar cada jogo como se fosse o último – disse Rildo.

O atacante tem dois objetivos: tentar a renovação e ter a chance de entrar no gramado da arena com sua filha, Isabella, prestes a completar um ano de idade. Quando ela nasceu, Rildo estava longe dos gramados. Fazia tratamento de uma lesão no ombro que teve complicações no fim do ano (o jogador contraiu uma bactéria e passou o Natal no hospital).


– Quando eu me machuquei, ela não tinha nem nascido. Depois eu tinha voltado, ela já estava engatinhando, eu não tinha voltado a jogar... Fiquei pensando nisso. Mas me apeguei a ela, minha mãe, minha irmã, que são as pessoas mais importantes da minha vida. Minha filha ainda não foi à arena. Sonho com o dia em que vou entrar com ela em campo – destacou o corintiano.


A reportagem do GloboEsporte.com conversou com o atacante no fim da semana passada, antes do jogo contra a Chape. Ele já falava em jogar finais para tentar ficar no Corinthians em 2017. A diretoria só deve definir a situação de Rildo depois do Brasileirão. A tendência é de que o vínculo não seja renovado, mas ele tem cinco chances para mudar o panorama.


em Corinthians 4x0 Flamengo, no primeiro turno, o primeiro gol pelo Timão: permanência é o objetivo de Rildo (Foto: Marcos Ribolli)

Veja abaixo as principais respostas do atacante:


Você só tem 21 jogos em um ano e meio do Corinthians. Como se sente?
– Infelizmente, tive essas lesões que me atrapalharam bastante. Tenho 20 jogos, mas se colocar o tempo que entrei o campo, não dá seis, sete jogos, contando só os minutos que fiquei em campo. Procuro sempre dar meu melhor, porque é uma oportunidade única. Muitas pessoas queriam estar aqui no Corinthians, todos que vestem essa camisa são privilegiados.

Você se lembra do início desse calvário?
– Foi bastante difícil para mim. Eu tive a oportunidade de ser titular, e tudo foi por água abaixo em três minutos. Acabei me machucando, tive complicações no pós-cirurgia, então isso atrapalhou todos os meus planos de ter uma sequência, que até hoje não tive.


O fato de ter trabalhado com o Oswaldo te ajuda nessa retomada?
- Ele me conhece, né? Trabalhamos juntos no Santos, em 2014, fomos vice-campeões paulistas juntos. Ele conhece meu trabalho, então isso é bom. Por outro lado, tenho de trabalhar ainda mais para conseguir outras oportunidades e fazer meu melhor trabalho.Hoje me sinto bem, nos treinamentos estou bem, fiz trabalhos especiais na academia e isso me deixou preparado. Quando eu tiver uma chance, vou fazer um bom trabalho.


O pós-operatório do ombro foi o momento mais difícil nessa recuperação?
– Foi o pior momento da minha carreira. Eu nunca tinha operado, e ainda tive complicações. Peguei uma bactéria, o prazo era de dois a três meses, fiquei nove meses sem jogar. Foi um período bastante difícil, não quero passar por isso de novo. Não tive pré-temporada, não trabalhei junto com os companheiros. Não tive Natal, fiquei internado no hospital. Foi um fim de ano para esquecer. Agora é só pensar em coisas boas.

A trajetória de Rildo:

Setembro/15 - lesão no ombro
Dezembro/15 - infecção no ombro
Março/16 - trauma no pé esquerdo
Abril/16 - fratura no tornozelo esquerdo após lance com Edílson
Julho/16 - primeiro gol, contra o Flamengo, em Itaquera
Agosto/16 - lesão muscular na coxa
Setembro/16 - nova lesão muscular
Outubro/16 - volta ao time


Depois, quando você estava para voltar, teve aquele lance com o Edílson...
– O Edílson é parceiro, aquilo que aconteceu é acidente de trabalho, assim como tive um acidente com o Vanderlei, do Santos, e ele ficou fora por muito tempo.


Você sentiu um carinho maior da torcida durante esse período?
– Em todo lugar que eu ia, a torcida me apoiava. Sempre me deram bastante força. Recebi cartas de torcedores, até de longe. Mandaram apoio, mandaram eu me apegar mais a Deus. Foi um momento complicado, mas agradeço a todos pelo carinho.


Você também teve um período de "azar", não? Tudo acontecia contigo... Inclusive de estar para entrar num jogo e o técnico ter de mudar a substituição...
– Falei para o pessoal. Não é possível, estou muito azarado. Aí as mensagens chegaram, pessoal falando para eu me apegar a Deus. Eu trabalhava, e quando ia ter a oportunidade as coisas não aconteciam. Sempre procurei trabalhar e me esforçar. Quando fiz meu primeiro gol com a camisa do Corinthians, foram três minutos contra o Flamengo, mesmo tempo que tive quando me machuquei contra o Joinville.


(Nota da redação: contra o América-MG, em junho, ele seria utilizado no segundo tempo e voltaria a jogar depois de nove meses, mas uma lesão de Camacho fez o técnico Cristóvão Borges mudar de ideia. Rildo voltou para o banco, e Willians entrou – veja vídeo abaixo)










Em algum momento pensou em sair do clube? As propostas de Botafogo e São Paulo chegaram até você?
– Nunca quis sair, aqui me sinto muito bem, todos me tratam muito bem. É um lugar onde me sinto bem. Quando você se sente assim, não tem motivo para sair. Dificuldades temos em todos os lugares, mas aqui me sinto em casa e aqui quero ficar. Essas coisas de Botafogo e São Paulo eu deixo para meus empresários, nunca chegou nada para mim. Meu trabalho é aqui no Corinthians. As especulações eu deixo para eles.


A poucos jogos do fim do ano, você sonha em ter seu contrato renovado?
– Vou procurar dar um passo de cada vez e deixar isso com meus empresários. Não sei o que vai acontecer. Como tenho contrato até o fim do ano, vou procurar fazer meu melhor e ajudar os companheiros. Quero ajudar o time a se classificar para a Libertadores. Eu tive momentos bastante difíceis aqui, nunca tinha passado por tantas lesões na carreira. Agora é um momento em que estou podendo desfrutar de tudo isso. Não estou me machucando, espero que isso não aconteça por muito tempo.
Após fechar com o atacante Jô, Corinthians sai atrás de um meia para 2017

Após fechar com o atacante Jô, o Corinthians saiu à procura de um meia para reforçar a equipe em 2017. É uma das posições mais carentes do time do técnico Oswaldo de Oliveira. Um dos nomes cotados é o de Wagner, ex-Cruzeiro e ex-Fluminense. O jogador de 31 anos está no Jiangsu Suning, da China, e tem o desejo de retornar ao Brasil. A aposta é que o time chinês facilite a saída do jogador.


Wagner não é a primeira opção da diretoria, que também sondou recentemente Diego Souza, do Sport – outro meia experiente e que conta com o aval do treinador. A análise da diretoria e da comissão técnica neste fim de temporada é que o elenco tem vários jogadores que atuam pelo lado do campo – casos de Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto, Lucca, Romero e Rildo. Porém, falta um armador

Além de um meia, o Corinthians tentará contratar ao menos mais dois jogadores para 2017: um primeiro volante e um zagueiro. Essas são as principais tarefas do novo diretor de futebol Flávio Adauto.

Até agora, o único reforço confirmado é o atacante Jô, de 29 anos. Ele foi aprovado nos exames médicos na semana passada e deve assinar contrato de três anos nesta segunda-feira. A ideia é que Jô comece a treinar neste ano para aprimorar a forma física. Ele não joga desde julho, quando defendia o Jiangsu Suning.


O grupo se reapresenta nesta segunda-feira. O time só volta a jogar no sábado