25 de out de 2016

CORINTHIANS 25/10/2016


25/10/2016 - 16:43
Aprovado em exames ortopédicos, Jô fica ainda mais próximo do Corinthians
Atacante realiza bateria de exames e é aprovado. Tendência é que faça as avaliações cardiológicas na quarta. Contrato será por três temporadas
[[fotoMateria]]
Jô foi aprovado nos primeiros exames realizados (Foto: Gabriel Duarte)

O atacante Jô foi aprovado na primeira bateria de exames antes da assinatura de contrato com o Corinthians. Nesta terça-feira, o jogador foi submetido a avaliações ortopédicas e foi aprovado. A tendência é que, na quarta, ele passe por testes cardiológicos e análises físicas.
Caso os resultados sejam satisfatórios, o jogador deverá assinar vínculo por três anos. Aos 29 anos, o atacante estava no Jiangsu Suning, da China.


Revelado pelo Timão em 2003, Jô é o jogador mais novo a ter atuado pela equipe profissional – com apenas 16 anos. É também o jogador mais novo a fazer um gol pelo Corinthians, naquela mesma temporada. Campeão brasileiro em 2005, ele tinha o carinho da torcida justamente por ser prata da casa. Ele deixou o clube com 115 jogos e 18 gols





Corinthianos zagueiro Balbuena e atacante Romero foram convocados e servirão Seleção PAraguaia em jogos das Eliminatórias para Copa do Mundo 2018 nos dias 10 e 15 de novembro






25/10/2016 14h27

Corinthians cumpre punição do STJD a partir de sábado; veja o que muda
Clube decide não recorrer de decisão que proíbe organizadas e fecha setor Norte da Arena Corinthians após briga no Maracanã. Diretrizes já valem para jogo contra a Chapecoense


Por GloboEsporteO Corinthians não vai recorrer da decisão que o STJD tomou na noite desta segunda-feira, de proibir o clube de vender ingressos para suas torcidas organizadas nos seis jogos finais do Campeonato Brasileiro e fechar o setor Norte da Arena Corinthians pelo mesmo período. Nesta terça, o Timão definiu e anunciou como vai cumprir a punição.
A partir do jogo deste sábado, contra a Chapecoense, o setor Norte já estará fechado. Quem comprou ingressos para o local e não pertencer a nenhuma organizada será realocado para o Oeste Superior. Quem for de organizadas será ressarcido, já que não poderá comparecer.

A punição, baseada no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, vale até o julgamento da comissão disciplinar do STJD, que deve ocorrer em 15 dias. A punição vale também para os jogos como visitante.

Veja abaixo a nota oficial do Corinthians:


"Em cumprimento à decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, que proibiu a venda de ingressos às torcidas organizadas e interditou o setor Norte da Arena Corinthians, informamos que os seguintes procedimentos serão adotados já para o jogo deste sábado (29/10), entre Corinthians e Chapecoense:

1. Os torcedores dos planos Minha Vida, Minha História, Meu Amor e Minha Paixão, que adquiriram ingressos para o setor Norte, serão transferidos para o setor Oeste Superior, sem custo adicional. Esses torcedores irão receber um e-mail, com as instruções a respeito do bloco, fileira e cadeira que irão ocupar no sábado.


2. Aos torcedores do plano Minha Torcida, das torcidas Gaviões da Fiel, Estopim da Fiel, Camisa 12, Pavilhão 9, Coringão Chopp e Fiel Macabra, comunicamos que faremos a devolução do valor pago pelos ingressos adquiridos até este momento e que não poderão ser utilizados enquanto vigorar a punição. Esses torcedores também irão receber um comunicado, com as orientações para o estorno dos seus ingressos.


O Corinthians continuará tomando todas as providências para reverter tal decisão e minimizar seus efeitos sobre os torcedores que não participaram dos lamentáveis atos que a ensejaram, mas enquanto a punição vigorar seremos obrigados a cumpri-la.


Sport Club Corinthians Paulista"





Fagner comemora Corinthians no G6

Lateral-direito destaca importância do Timão se manter entre os primeiros colocados
Fagner, lateral-direito do Corinthians
(Foto: Ricardo Moreira/Lancepress!)


Fagner comemora Corinthians no G6. Nesta terça-feira, em entrevista coletiva, o lateral-direito disse que ficou sabendo depois do resultado da última partida da rodada e celebrou a colocação alvinegra.

- Estamos no G-6, o mais importante é permanecer nele até o fim. Agora é pensar jogo a jogo, buscar os três pontos a cada jogo. Ou ter uma folga na última rodada, ou fazer grandes jogos e conseguir a vaga - destacou.

O camisa 23 do Timão disse que a equipe precisa melhorar defensivamente, mas ponderou que um dos gols de domingo sofrido foi ireegular

- O Corinthians foi campeão brasileiro ano passado e o que valia 10 passou a valer 30. Para a diretoria, isso também é difícil, sair no mercado para contratar um jogador e ele se valorizar porque o clube foi campeão brasileiro. A diretoria fez o que pôde. Para o próximo ano, tem que se repensar. Uma equipe campeã não é formada em cima da hora, o time que foi campeão ano passado tinha jogadores jogando juntos desde 2013. Estamos brigando pelo G6. Estamos em uma remontagem para o ano que vem ser mais proveitoso - opinou.

Indagado sobre seu desempenho, o ala avalia que oscilou juntamente com a equipe. Ele também respondeu sobre algumas entradas duras que têm dado e se justificou:

- Eu vejo que o futebol hoje exige muita força, eu tenho um porte físico menor do que um cara de 1,90m, então não posso alisar, tenho que ser firme, duro. Existe diferença entre ser firme e desleal.

O Corinthians de Fagner volta a campo no próximo sábado, contra a Chapecoense, na Arena Corinthians.



25/10/2016 12h39

Fagner comemora retorno do Corinthians  ao G-6 e faz projeção por vaga na Libertadores da América 2017 Corinthians fecha a 32ª rodada na sexta colocação do Campeonato Brasileiro


Por Diego Ribeiro

Fagner faz projeção por vaga na Libertadores
(Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)

O empate em 2 a 2 do Corinthians com o Flamengo, no Maracanã, no último domingo, acabou sendo o suficiente para o time de Oswaldo de Oliveira retornar ao G-6 do Campeonato Brasileiro. A vaga no grupo de classificação para a Taça Libertadores do ano que vem foi confirmada somente na noite de segunda-feira, com o fechamento da rodada.


– Não assisti ao jogo, senão fico mais nervoso. Eu estava bem distraído e aproveitando para descansar. Fiquei sabendo depois, vi pelo celular – disse o lateral-direito Fagner, em entrevista coletiva nesta terça-feira, no CT Joaquim Grava.


– Estamos no G-6, o mais importante é permanecer nele até o fim. Agora é pensar jogo a jogo, buscar os três pontos a cada jogo. Ou ter uma folga na última rodada, ou fazer grandes jogos e conseguir a vaga – completou.


Com 49 pontos, o Corinthians agora está quatro atrás do quinto colocado Botafogo. A briga por uma vaga no G-6 promete ser agitada até as últimas rodadas do Campeonato Brasileiro pois são mais 4 concorrentes:

Estamos no G-6, o mais importante é permanecer nele até o fim. Agora é pensar jogo a jogo, buscar os três pontos a cada jogo

Fagner, sobre vaga na Libertadores

– O campeonato sempre traz muitas surpresas, é difícil apontar nosso principal adversário na briga pelo G-6. A diferença para o Botafogo é de quatro pontos, temos chances de terminar em quinto. É pensar no próximo jogo, fazer um grande jogo. Se os adversários tropeçarem, a diferença diminui. É pensar no próximo adversário e ver a rodada.

Titular absoluto, Fagner teve participação de destaque na campanha que deu ao Corinthians o título do Campeonato Brasileiro do ano passado. Convocado por Tite para fazer parte do plantel da seleção brasileira nas Eliminatórias, o lateral lamentou a distância do Timão na luta pelo título, mas ressaltou a reformulação vivida pelo clube nesta temporada.

– Por todos os atletas que saíram no meio do caminho, comissão técnica, houve duas trocas... O tamanho do desmanche que tivemos e hoje estarmos brigando por G-6... Se não tivesse saído tanta gente quanto saiu, falaria que sim (decepção não brigar pelo título em 2016). Por tudo que aconteceu, não – declarou o corintiano.



25/10/2016 07h55

Oswaldo tem semana livre para tirar dúvidas no Corinthians; veja disputas
Há pouco mais de uma semana no cargo, técnico terá, enfim, tempo para conhecer melhor seu elenco. Contra a Chapecoense, são pelo menos quatro vagas abertas


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga

Oswaldo tem semana livre para treinos no CT (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

O Corinthians volta a campo apenas no sábado, às 16h30 (horário de Brasília), na Arena Corinthians, contra a Chapecoense, e a primeira semana cheia de trabalho será importante para Oswaldo de Oliveira conhecer um pouco mais o seu elenco e fazer escolhas importantes para o jogo, fundamental para as pretensões do Timão em chegar à Taça Libertadores de 2017.

Há três partidas à frente da equipe, o treinador só tem duas certezas: terá o retorno do zagueiro Pedro Henrique, que cumpriu suspensão, e a ausência de Guilherme, expulso
Algumas decisões, portanto, terão de ser tomadas pelo treinador. Oswaldo admitiu que fez algumas trocas nos últimos jogos por desgaste dos jogadores. Assim, as dúvidas aumentam para o jogo de sábado. Há pelo menos quatro boas disputas por posições entre os titulares.

Com 49 pontos, o Corinthians quer somar pelo menos 60 para se garantir no G-6 do Campeonato Brasileiro.

Veja abaixo as principais disputas na equipe:


VILSON x PEDRO HENRIQUE
Titular em 3 jogos recentes, Pedro Henrique cumpriu suspensão automática e viu seu substituto atuar com muita segurança.  Vilson mostrou disposição física e realizou 14 roubadas de bola. Um dos dois será titular ao lado de Balbuena
Vilson e Balbuena foram titulares contra o Flamengo e podem repetir dupla (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)

WILLIANS x CAMACHO
Poupado contra o América-MG por dores musculares, Camacho voltou ao time na decisão contra o Cruzeiro, mas foi novamente substituído por Willians diante do Flamengo. A atuação do experiente jogador chamou a atenção. Oswaldo de Oliveira, em entrevista coletiva, disse que a escalação de Willians foi pela necessidade de mais agressividade na marcação.


– Alguns jogadores no Corinthians vêm numa sequência de jogos muito intensa e com desgaste. O Camacho já não jogou contra o América porque acusava contratura, era arriscado jogar aquela partida e o tiramos para a Copa do Brasil.Oswaldo de Oliveira, sobre as mudanças na escalação do Corinthians

MARLONE x MARQUINHOS GABRIEL
Foi também o cansaço que interrompeu a sequência de jogos de Marlone. Titular em 2 jogos, virou opção no banco em outros dois quando Marquinhos Gabriel foi titular. Oswaldo já planeja o retorno

– Marlone não iniciou essa partida porque, como o Camacho, vem sendo muito exigido, com sequência desgastante. Fizemos questão de poupá-lo para utilizar em um momento mais decisivo do jogo. Mas assim que ele recuperar as melhores condições vai voltar ao time também – afirmou.


LUCCA x GUSTAVO x ROMERO
A suspensão de Guilherme abre uma vaga para a função de pivô diante da Chapecoense. Usado por Oswaldo em seus três jogos, todos saídos do banco, Lucca pode ganhar oportunidade. Gustavo, que perdeu espaço no elenco, mas que é o único centroavante fixo do grupo, pode reaparecer. Outra opção seria centralizar Romero e colocar outro atleta pelo lado direito. O que possibilitaria atuar com Marlone e Marquinhos Gabriel juntos, por exemplo










CORINTHIANS TWITTA DESPEDIDA A UM EX TÉCNIO, FALECIDO HOJE Carlos Alberto Torres foi técnico do #Timão em 48 jogos (1985 e 1988). Descanse em paz. #RIPCapita



12:05


Está encerrada a entrevista coletiva de Fagner.

12:04


A diretoria errou no planejamento para este ano?

"O Corinthians foi campeão brasileiro ano passado e o que valia 10 passou a valer 30. Para a diretoria, isso também é difícil, sair no mercado para contratar um jogador e ele se valorizar porque o clube foi campeão brasileiro. A diretoria fez o que pôde. Para o próximo ano, tem que se repensar. Uma equipe campeã não é formada em cima da hora, o time que foi campeão ano passado tinha jogadores jogando juntos desde 2013. Estamos brigando pelo G6, muitos disseram que o Corinthians brigaria para não cair. Estamos em uma remontagem para o ano que vem ser mais proveitoso."


12:04
"Hoje só estou em pensando em acabar o ano bem, classificar o Corinthians para a Libertadores e ter férias, esse ano foi puxado (risos)."

12:03


Lateral-direito faz elogios ao técnico Oswaldo de Oliveira:

"Ele é esse tipo de pessoa que gosta de motivar, alertar para tudo que pode acontecer. Isso faz bem, é importante conhecer o adversário. E ser motivado, também. Às vezes o jogador está em uma zona de conforto e precisa de algo a mais para render uns 10% a mais do que pode."

12:00


Fagner fala
"O Alessandro está sempre à disposição, nos ajuda com qualquer dúvida ou preocupação."

11:59


Você tem jogado mais duro?

"Eu vejo que o futebol hoje exige muita força, eu tenho um porte físico menor do que um cara de 1,90m, então não posso alisar, tenho que ser firme, duro. Existe diferença entre ser firme e desleal."


11:58


Corinthians está devendo nessa temporada?

"Por todos os atletas que saíram, no meio do caminho a comissão técnica, tivemos duas trocas, jogadores saíram no meio do ano... Pelo desmanche que tivemos e pelo fato de ainda estarmos brigando pelo G6, não (é uma decepção). Se tivéssemos o time do ano passado, eu diria que sim, mas por tudo que aconteceu, não."

11:57


Assunto agora é briga pelo G6:

"Campeonato Brasileiro sempre traz surpresas, é difícil apontar um adversário principal na busca pelo G6. Temos quatro pontos de diferença, temos chances de ficar em quinto. É pensar no próximo adversário e ver o que a rodada vai dizer."

11:56


Fagner fala sobre semana livre para treinos:

"Vejo de duas maneiras. A primeira é (importante) para você se recuperar bem depois de duas semanas jogando de quarta e domingo. Assim, não há tempo para trabalhar a parte técnica. Ter uma semana cheia te dá essa possibilidade, de trabalhar bem e estar melhor. No nosso caso, como o Oswaldo chegou há pouco tempo, ele pode criar alternativas e corrigir coisas que ele vê erradas na equipe."

11:53


Você acha que caiu de produção nos últimos jogos?

"A equipe passou por um momento de oscilação, estávamos tentando achar o melhor futebol, encontrar um ponto de equilíbrio... eu me cobro muito e tento achar alternativas, entender por que as coisas acontecem. O segredo é continuar trabalhando para o ano terminar bem."

11:52


Aprova a contratação do Jô?

"Sem dúvida, ele conhece o Corinthians, foi criado aqui, sabe o que o torcedor gosta. Com certeza ele virá para ajudar."

11:51


Detectaram problemas de marcação?

"São situações que internamente a gente resolve, posicionamento ou descuidos que fazem com que sejamos surpreendidos. Isso não pode acontecer, temos que olhar para que isso não volte acontece. Foram cinco gols sofridos, porque um não era para valer."

11:49


"O principal objetivo é o próximo jogo. Conseguimos entrar no G6 e agora temos que pensar em ficar até o final. Vamos jogo a jogo, para no fim ter uma folga ou chegar na última rodada no G6", afirma Fagner.

11:49


"Jogar com o estádio cheio e a torcida apoiando ajuda, mas teremos que nos readaptar nisso. Os demais setores estarão cheios e vão nos empurrar. Temos que pensar no fim de semana e depois ver o que será decidido sobre isso", completa.

11:48

"Não assisti ao jogo, porque assim ficamos mais nervoso. Fiquei sabendo depois, olhei pelo celular e vi o resultado."

11:47


Fagner fala sobre erros da arbitragem contra o Corinthians e punição do STJD à torcida:

"É lógico que a gente gostaria de ter o estádio completamente cheio, é um prazer que a gente tem, mas foi uma decisão tomada, não cabe a mim questionar o assunto. Sobre o jogo contra o Flamengo, foi um lance visível, ficamos chateados pela forma que a equipe jogou, por tudo que fizemos e saber que aquele lance poderia nos dar a vitória. Mas precisamos esquecer isso."


11:46 Lateral-direito Fagner chega para entrevista coletiva #trCOR



11:38
Em instantes começará a entrevista coletiva do lateral Fagner.


11:34 Assim como ontem, titulares ficam na academia e não vão a campo. Eles devem iniciar trabalhos técnicos e táticos amanhã de manhã #trCOR


11:25 Treino acontece em ritmo moderado e tem aproveitamento #trCOR

11:16 Atacante Gustavo pode voltar ao time titular


11:13 Chuva aperta por aqui. Jogadores vão começar treino de finalizações agora #trCOR




10:51 Atletas são divididos em dois grupos, com dois times cada. Eles trocam passes, só podendo dar dois toques. Goleiros participam também #trCOR

10:45 Jô ainda não treina por aqui. Atacante deve fazer exames hoje e, então, assinará contrato de três anos #trCOR



10:38 Oswaldo aproveitará a semana livre para definir o substituto de Guilherme, suspenso, na partida contra a Chapecoense, sábado #trCOR

10:37 Pela primeira vez Oswaldo terá uma semana completa para treinar o time. Tempo para fazer ajustes e deixar o time mais com sua cara #trCOR


10:17 Jogadores do Corinthians em trabalho de aquecimento aqui no Joaquim Grava. Por enquanto, só reservas no campo #trCOR


10:13
Equipe treina agora no CT Joaquim Grava. Transmitiremos tudo o que rola em campo, bem como a entrevista coletiva do lateral Fagner.

10:11
Bom dia,. A partir de agora acompanhamos em tempo real tudo o que rola no dia do Corinthians.






reforço do Timão, Luidy se apresenta

Atacante, que se destaca pelo CRB-AL e assinou contrato de quatro anos com o Corinthians, concedeu entrevista ao L!.
O Corinthians espera a chegada de Jô, a torcida sonha com reforços de peso, mas a primeira contratação do clube para 2017 vem da Série B e quer surpreender. O atacante Luidy, de 1,67m e 20 anos, que está no CRB-AL, assinou contrato com o Timão por quatro temporadas. A chegada dele ao Parque São Jorge será apenas em janeiro, mas o atleta se apresentou à Fiel em entrevista concedida ao LANCE!.

Nascido em União dos Palmares, em Alagoas, terra de Zumbi, Luidy se inspira no herói brasileiro e tem sonhos a realizar no Corinthians. Não se trata apenas de gols e títulos, mas também de uma vida melhor para ele e sua família. Com o primeiro salário, o jogador quer comprar uma casa para os pais, que estão desempregados.

Apesar de jovem, o atacante já é experiente. Rodado, ele estreou como profissional aos 15 pelo CRB e depois passou por clubes pequenos, como Caçador (SC) e Murici (AL). Agora, promete entrega e raça para conquistar os corintianos.

Para tê-lo, o Timão pagará cerca de R$ 1,2 milhão, parcelado, e ficará com 70% dos direitos econômicos.

Nesta entrevista, Luidy conta um pouco sobre sua carreira, as referências dele no futebol, os sonhos que têm e fala um pouco sobre seu estilo de jogo. Confira abaixo:

- Como reagiu ao saber que o Corinthians tinha interesse na sua contratação? Já esperava?
"Fiquei muito feliz e emocionado. Ainda não estava acreditando se era verdade ou não. O Corinthians é uma das maiores equipes do mundo e será muito gratificante defender essa camisa"

Fiquei muito feliz e emocionado. Ainda não estava acreditando se era verdade ou não. O Corinthians é uma das maiores equipes do mundo e será muito gratificante defender essa camisa. Mas agora meu pensamento ainda é no CRB. Estamos fazendo uma grande campanha na Série B, temos chances do acesso para a Série A e irei brigar junto dos meus companheiros por esse objetivo.

- Você passou por alguma categoria de base? Ainda crê que está em formação?
Passei sim. Foi muito importante para o meu crescimento no futebol, tanto taticamente, quanto tecnicamente. E me considero sim um jogador formado, mas sei que tenho muito a aprender ainda.

- Como foi sua trajetória no futebol até chegar ao Timão?
Este ano vem sendo maravilhoso na minha vida. A temporada no CRB está sendo muito boa, estamos fazendo uma campanha consistente na Série B e espero fechar minha participação aqui no clube com chave de ouro (o time é o sétimo colocado e ainda briga pelo acesso). Só tenho a agradecer a Deus por tudo que vem acontecendo na minha carreira e na minha vida. Antes já tive dificuldades. No passado já passou pela minha cabeça (a ideia de) desistir do futebol em alguns momentos, mais por dificuldades financeiras. Ainda bem que persisti com meu sonho e agora estou vivendo ele intensamente.

- Para quem não te conhece, explique um pouco do seu estilo.
"Sou um jogador que usa bastante a velocidade. Sou rápido, habilidoso, gosto de jogadas mano a mano, ir para cima do defensor adversário"

Sou um jogador que usa bastante a velocidade. Sou rápido, habilidoso, gosto de jogadas mano a mano, ir para cima do defensor adversário. Finalizo com as duas pernas e também procuro achar sempre um companheiro bem posicionado.

- Você chegou a trabalhar em outra área além do futebol?
Não trabalhei. Desde meus 8 anos eu me dedico ao futebol. Foi quando eu comecei a dar os primeiros passos no esporte e buscar meu sonho de se tornar um jogador profissional.

- Quais foram os treinadores que mais acrescentaram à sua formação como jogador?
Para mim foi o professor Mazola. Ele me depositou toda a confiança nessa temporada, mostrou que acreditava em mim e me deu oportunidades para mostrar o meu futebol. É um treinador de grande caráter, muito profissionalismo e competência. Aprendi muito com ele no CRB e sei que até o fim do meu contrato continuarei aprendendo.

- Como foi quando contou a seus pais que havia a chance de você jogar no Corinthians?
Faz três anos que meus pais estão desempregados. Eles trabalham em casa mesmo. Foi uma notícia espetacular para eles. Eles ficaram muito felizes também. Até não estavam acreditando no começo.

- Você é casado ou tem namorada? Pretende trazer a família para São Paulo depois?
Sim, sou casado. Pretendo levar minha família para perto de mim. A gente sabe a importância de ter nossos parentes por perto, sempre aconselhando e passando muita força. Eles têm extrema relevância aqui no CRB e serão importantes aonde eu for.

- O que pretende fazer com o primeiro salário no Timão? Tem algum sonho de consumo?
"Pretendo comprar uma casa para os meus pais. Eles merecem muito por tudo que já fizeram e passaram"

Pretendo comprar uma casa para os meus pais. Eles merecem muito por tudo que já fizeram e passaram na vida. Além disso, também quero comprar uma casa para mim.

- Qual foi seu primeiro jogo como profissional? O que lembra?
Meu primeiro jogo como profissional foi com 15 anos. Era muito novo, mas sabia das minhas responsabilidades. Aquele momento era muito esperado por mim e foi muito importante. A partir dali comecei a crescer e amadurecer.

- Você é de União dos Palmares, terra de Zumbi. O herói brasileiro é também fonte de inspiração a você em campo?
Todos da cidade têm nele uma inspiração, e comigo não é diferente.


- Por fim, mande um recado para a Fiel torcida que te espera.
Irei trabalhar muito forte, com muito esforço e vontade todos os dias. Não faltará garra e dedicação dentro de campo. Estarei focado junto de todo o grupo para buscarmos os objetivos do clube em 2017 e conseguirmos conquistar títulos.


















Corinthians assume lugar no G6 do Brasileirão
Com 49 pontos, Timão foi ao sexto lugar e voltou ao bloco dos classificados para a Libertadores da América 2017

10h40 25/10/2016 - Agência Corinthians

O Corinthians está de volta à zona de classificação para a Libertadores 2017 no Campeonato Brasileiro.
O Timão chegou ao G6, na sexta posição, com 49 pontos e fechou a 32ª rodada no bloco dos classificados para a competição continental. O Corinthians assumiu a sexta posição, que dá direito à uma vaga nas fases pré-classificatórias para a Libertadores 2017.

Na busca por um lugar na principal competição da América do Sul, o Timão segue com a campanha no Brasileirão 2016 neste sábado (29). Nessa data, às 16h30, o Alvinegro do Parque São Jorge enfrenta a Chapecoense na Arena Corinthians, pela 33ª rodada
.