27 de ago de 2016

CORINTHIANS 27/08/2016



CORINTHIANS notas

5,5
Cássio
Vacilou no primeiro gol ao parar no meio do caminho, mas não foi culpado direto. Nada pôde fazer para evitar o segundo gol.

5,5
Fagner
Foi bastante incomodado pelo ataque da Ponte Preta. Obrigado a marcar mais, chegou pouco à frente.

4,5
Yago
Afobado em alguns lances da partida. Defesa do Corinthians se complicou em vários momentos com o ataque da Ponte.

3,0
Balbuena
Expulso de campo com 18 minutos de jogo, prejudicando demais a equipe. Falta clara em Roger próximo à área.

6,0
Uendel
O mais incomodado com o resultado. Tentou arrancada no primeiro tempo, chutou a gol no fim e se mostrou firme na marcação.

4,5
Cristian
Devagar em campo. Aceitou a pressão da Ponte do começo ao fim e ficou travado no meio-campo corintiano.

4,5
Rodriguinho
Não conseguiu apresentar soluções diante de um jogo complicado. Não organizou, tampouco ajudou o meio.

4,5
Marquinhos Gabriel
Não conseguiu ajudar o Corinthians a sair de trás. Atuação apagada. Não contribuiu com a equipe em 47 minutos.

4,5
Elias
Quase não tocou na bola durante o jogo. Apagado, não se apresentou como opção e tampouco organizou o time.

5,0
Marlone
Até tentou chamar a responsabilidade pelo seu lado do meio e ataque, mas esteve discreto e não conseguiu ser efetivo.

5,5
Guilherme
Sacrificado com a expulsão de Balbuena, saiu de campo aos 21 minutos. Não conseguiu mostrar seu futebol no primeiro tempo.

4,0
Pedro Henrique
Lento na marcação no primeiro gol da Ponte Preta, não fechou espaço de Roger. No segundo, foi driblado por Clayson na área.

4,5
Romero
Recebeu amarelo por tentativa afobada de marcação. Afoito, entrou para tentar resolver e pouco apresentou ao time.

4,5
Lucca
Também entrou para que o ataque do Timão incomodasse. Quase não conseguiu tocar na bola nos minutos em campo.

3,5
Cristóvão Borges
Corinthians não conseguiu incomodar a Ponte em nenhum momento do jogo. Inferior e com pouco recurso à frente.











Corinthians vence Penapolense e garante classificação no Paulistão Sub-17

De virada, Timão bateu equipe do interior por 2 a 1 e decide a liderança do grupo no próximo sábado (03 de setembro), contra o Santos

19h00 27/08/2016 - Agência Corinthians

Neste sábado (27), o Corinthians garantiu classificação à próxima fase do Campeonato Paulista Sub-17. Fora de casa, no Estádio Tenente Carriço, em Penápolis, no interior de São Paulo, o Alvinegro bateu o Penapolense por 2 a 1 e chegou aos 12 pontos – seis a mais que o Mirassol, terceiro colocado – e já está na próxima fase da competição estadual, mesmo com mais uma partida por jogar, no próximo sábado (03 de setembro), contra o Santos, no Estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos.

O Penapolense saiu na frente, aos 20 minutos, com Wesley. O Timãozinho empatou quatro minutos depois. Garagau bateu falta com perfeição para fazer o primeiro gol do Coringão na partida. O lateral-direito Lucas Minele fez o segundo, aos 18 minutos da etapa complementar, e deu números finais ao jogo.

A última partida do Corinthians na segunda fase, contra o Santos, decidirá o líder do Grupo 11, já que os dois têm 12 pontos – a equipe praiana está na frente por conta do saldo de gols. O Mirassol estacionou nos seis pontos e o Penapolense ainda não pontuou nesta fase.






























Cristóvão diz: 'Meu pior jogo no Corinthians'

Treinador admite que time já não estava bem antes mesmo da expulsão de Balbuena aos 18 minutos

O técnico Cristóvão Borges admitiu que o Corinthians teve uma atuação muito ruim hoje. O treinador, inclusive, disse que foi o pior jogo do time sob o seu comando.

- Foi meu pior jogo aqui. Nosso jogo não fluiu, o Corinthians que eu estou procurando é mais próximo do jogo contra o Vitória (virada por 2 a 1, na rodada passada), com variações, por isso ficamos todos entusiasmados com aquilo. Vimos possibilidade de crescimento. Esse jogo contra a Ponte não dá para comparar com nada, é diferente de tudo que fizemos no Corinthians - analisou o treinador, em entrevista coletiva após a partida

Cristóvão ainda admitiu que a equipe não estava bem antes mesmo da expulsão de Balbuena, aos 18 minutos do primeiro tempo. No entanto, ele confia que o desempenho do Corinthians seria melhor se estivesse com 11 jogadores em campo até o fim da partida.

- Tivemos dificuldades no jogo. Antes, as duas equipes estavam se estudando muito, então o jogo estava lento. A perda de um jogador pode desequilibrar como foi hoje. A gente sentiu, o nosso jogo não encaixou. Independentemente disso, a gente não vinha jogando bem até a expulsão, mas o desequilíbrio não aconteceria se tivesse 11 contra 11 - disse.

O Corinthians volta a atenção para a Copa do Brasil. O elenco folga neste domingo e começa na segunda-feira a preparação para o jogo contra o Fluminense, quarta, pela ida das oitavas de final. Para Cristóvão, pode ser positivo ao time voltar a ter jogo no meio da semana.

- É bom jogar, desde que a gente tenha tempo de recuperar e jogar, sem problema. Vamos estrear na Copa do Brasil. Com certeza muito mais próximo da atuação contra o Vitória - afirmou.







27/08/2016 19h12 - Atualizado em 27/08/2016 23h28

Cristóvão lamenta expulsão, mas admite má atuação: "Foi o pior jogo"
Treinador diz que desempenho do Timão contra a Ponte não se compara a nada com o que o time já apresentou sob seu comando e promete reação contra o Fluminense


Por Carlos Augusto Ferrari

O técnico Cristóvão Borges não escondeu a insatisfação com a atuação do Corinthians neste sábado, em Campinas, pelo Brasileiro. O treinador disse que essa foi a pior partida do Timão desde que ele foi contratado.

– Foi o pior jogo. Nosso jogo não fluiu. O Corinthians que estou procurando é mais próximo da partida contra o Vitória. Por isso estamos entusiasmados com aquilo. É uma possibilidade de crescimento. Esse jogo aqui não dá para comparar do nada, é diferente de tudo o que fizemos desde que cheguei ao Corinthians – afirmou.

Além de um início de jogo bastante instável, o Corinthians ainda perdeu o zagueiro Balbuena, expulso no primeiro tempo ao cometer uma falta quando o centroavante Roger entrava na área de frente para Cássio. Com um jogador a menos, o Timão não conseguiu atacar e acabou batido sem demonstrar reação.

– O fato de ter perdido um jogador muito cedo dificultou bastante, porque sabíamos que a Ponte jogaria no nosso erro. O jogo ficou muito propício para eles, e o nosso não fluiu hoje – admitiu Cristóvão.

O treinador minimizou a cobrança feita pela torcida nos minutos finais da partida em Campinas. Os torcedores passaram a cantar contra a equipe e a cobrar dirigentes. Uma bisnaga de pimenta foi atirada no gramado e atingiu o goleiro Cássio.

– O nosso problema temos de resolver dentro do campo. Logicamente, quando perdemos o jogo e com uma atuação que não foi boa, ficamos muito insatisfeitos. Estamos tristes com o que fizemos, e a torcida também não quer. Queremos o mesmo que a torcida: ganhar jogando bem.

O treinador garante que o Corinthians vai reagir nas próximas partidas. O Timão enfrenta o Fluminense, quarta-feira, em Edson Passos, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

– Temos de nos organizar bem. Mas o grupo, em relação à parte física, está muito bem. Estamos procurando dar uma melhor qualidade técnica para a equipe. Na última partida que ganhamos a equipe se portou bem. Hoje, como foi muito diferente do que já apresentamos, com toda certeza igual a isso não vai acontecer. Nos próximos jogos o time tende a melhorar – garantiu.







"Nosso problema, temos de resolver dentro de campo", diz corinthiano Cristovão
Corinthians volta a atuar nesta quarta-feira (31), contra o Fluminense, pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, fora de casa

19h30 27/08/2016 - Agência Corinthians


© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O Corinthians tem pouco tempo para se recuperar e volta as atenções para a primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil contra o Fluminense. O jogo será nesta quarta-feira (31), no estádio Giulite Coutinho, às 21h45, em Mesquita-RJ. O treinador Cristóvão Borges falou em entrevista coletiva para a imprensa após a partida e lembrou que o Timão tem que resolver dentro de campo.

"Logicamente que quando perdemos o jogo, ainda como hoje, com uma atuação que não foi boa, a sensação é ruim. Não ficamos satisfeitos com o que fizemos, e é lógico que a torcida também não. Mas nosso problema, temos de resolver dentro de campo", declarou Cristovão.
O técnico do Alvinegro do Parque São Jorge também falou sobre essa nova fase que o clube enfrentará, com duas competições pela frente.

“Temos de nos organizar bem. Estamos bem na parte física, buscando melhorar a parte técnica. Nas partidas em que ganhamos, a equipe se apresentou bem, mas hoje foi muito diferente. Com toda certeza, a gente tende a melhorar nos próximos jogos. O que preocupa é a performance, porque o campeonato é duro. Temos de cuidar da nossa qualidade de jogo e evoluir. A sequência vai ser dura até o final”, concluiu o técnico do Timão.










Corinthians joga mal e fica rodada sem pontuar Balbuena recebe cartão vermelho aos 18 minutos do primeiro tempo








O Corinthians "não entrou em campo" na tarde deste sábado. Já a Ponte Preta aproveitou a péssima atuação do Timão, que teve Balbuena expulso aos 18 minutos do primeiro tempo, e venceu por 2 a 0 no Moisés Lucarelli
Mesmo quando tinha 11 jogadores em campo, o Corinthians sofria com as chegadas da Ponte. Antes dos dez minutos, Roger já havia perdido chance incrível na frente de Cássio. O centroavante, aliás, cansou de receber bolas em boas situações e se complicar. Mas a redenção dele não demorou. Ainda no primeiro tempo, aproveitou hesitação de Pedro Henrique e Cássio após desvio em cruzamento para abrir o placar.


Se a situação já estava complicada para o Corinthians, o gol praticamente acabou com a esperança de conquistar ao menos um ponto em Campinas. Cristóvão Borges sacrificou Guilherme para recompor a zaga com Pedro Henrique. Com isso, Marquinhos Gabriel e Marlone ficaram responsáveis por puxar contra-ataques, mas não tiveram sucesso.
O Timão teve apenas uma finalização durante 90 minutos: aos seis, em chute sem perigo de Balbuena. Enquanto isso, a Ponte não parava de pressionar e ampliou no início do segundo tempo, com um golaço de Clayson. Vitória garantida para a Macaca, já que o Corinthians não mostrava o menor poder de reação.

O restante da etapa final foi deprimente para o Timão, que parecia não estar incomodado com a situação. Romero, que entrou após o intervalo, e Lucca não mudaram a postura da equipe. O Corinthians apenas assistia à Ponte tocar bola e chegar à área de Cássio. Nos acréscimos, a segunda finalização do time no jogo, com Uendel

No meio de semana o Timão voltará a campo, mas pela Copa do Brasil. A equipe visitará o Fluminense, no jogo de ida, no Giulite Coutinho, às 21h45.

FICHA TÉCNICA
pp x CORINTHIANS
Brasileiro 2016 22ª rodada
Local: campo Moisés Lucarelli, em Campinas
Data/horário: 27 de agosto de 2016, sábado, às 16h
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira - SP (FIFA)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho - SP (FIFA) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa - SP (ASP-FIFA)
Público/renda: 8.529 pagantes/R$ 229.720,00
Cartões amarelos: Roger (p); Romero (COR)
Cartão vermelho: Balbuena (COR)
Gols: Roger 35'1ºT (1-0); Clayson 5'2ºT (2-0)

ponte: 1-Aranha; 2-Nino Paraíba, 3-Douglas Grolli, 4-Fábio Ferreira e 6-Reinaldo; 5-Abuda (22-Matheus Jesus 38'2ºT) e 8-Wendel; 11-Rhayner (23-Léo Cereja 38'2ºT), 10-Thiago Galhardo e 7-Clayson; 9-Roger (19-Willian Pottker 24'2ºT). Técnico: Eduardo Baptista + 12-JCarlos, 14-A.Carlos 15Kadu 16 Jeferson 17Breno Lopes 20Ravaneli 21Renejr 1
3-Wellington Pta 

CORINTHIANS: 12-Cássio; 23-Fagner, 3-Yago, 4-Balbuena e 6-Uendel; 16-Cristian; 26-Rodriguinho (30-Lucca 23'2ºT), 31-Marquinhos Gabriel (11-Romero, intervalo), 7-Elias e 8-Marlone; 10-Guilherme (14-Pedro Henrique 21'1ºT). Técnico: Cristóvão Borges + 1-Matheus Vidotto, 27-Walter, 15-Vilson, 13-Guilherme Arana, 17-Giovanni Augusto, 29-Camacho, 20-Danilo




Corinthians perde para Ponte Preta fora de casa pelo Campeonato Brasileiro

Após a partida deste sábado (27), Timão volta as atenções para o jogo de ida das oitavas de final, contra o Fluminense, pela Copa do Brasil

19h00 27/08/2016 - Agência Corinthians

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Neste sábado (27), o Corinthians perdeu para Ponte Preta por 2 a 0 no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, em jogo válido pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016. O Timão agora voltará as atenções para a primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil contra o Fluminense, nesta quarta-feira (31), às 21h45, no estádio Giulite Coutinho, em Mesquita-RJ.

A partida em Campinas começou morna, com muito estudo de ambas as equipes. Aos 18 minutos, o zagueiro Balbuena foi expulso após fazer falta em Roger, atacante da Ponte, e o Coringão ficou com um jogador a menos. Aos 35 minutos, Roger aproveitou uma sobra na área e marcou para a Ponte Preta.

Na volta do intervalo, Romero entrou no lugar de Marquinhos Gabriel. O Corinthians teve dificuldades para impor o ritmo da partida na segunda etapa e viu a Ponte ampliar a diferença no placar. Clayson dominou dentro da área, girou e chutou colocado, sem chances para o goleiro Cássio. Cristóvão Borges colocou Lucca no lugar de Rodriguinho, mas o Timão tinha dificuldades para chegar ao ataque e não conseguiu reverter o resultado.











Fim de jogo em Campinas. Ponte 2 X 0 Corinthians. O Timão volta a campo quarta, às 21h45, contra o Fluminense, pela Copa do Brasil.


Corinthians troca passes e tenta encontrar espaços na defesa adversária.

Ponte Preta 2x0 Corinthians


E a bola volta a rolar para Ponte Preta x Corinthians.


Na volta para a segunda etapa, Romero entra no lugar de Marquinhos Gabriel.

Fim de primeiro tempo no Moisés Lucarelli. Ponte Preta 1x0 Corinthians.
Ponte Preta 1x0 Corinthians
Balbuena expulso após falta em Roger
CÁAAAASSIO!!!! Roger finaliza livre de dentro da área para grande defesa


Partida bastante estudada neste início. Após confusão na área, #Timão finaliza para defesa tranquila do goleiro


Bola rolando em Campinas! Vamos meu #Timão, não para de lutar!!!! #VaiCorinthians



#Timão escalado!








27/08/2016 14h01 - Atualizado em 27/08/2016 15h51

Com protesto, Corinthians derruba Chapão e tem novo método de eleição
A partir de agora, escolha de 200 conselheiros trienais será feita por meio de chapas com 25 integrantes. As dez mais votadas vencem, mas somente oito tomam posse


Por Carlos Augusto Ferrari


Em meio a protestos de cerca de 300 integrantes de uma torcida organizada, o Conselho Deliberativo do Corinthians votou pelo fim do Chapão, neste sábado, em reunião realizada na arena. O sistema que elegia 200 conselheiros trienais automaticamente com o candidato vitorioso na eleição presidencial não tem mais validade.
Torcida Organizada protesta durante reunião do Conselho Deliberativo do Corinthians na Arena e consegue alterar modo de eleições (Foto: Beto Lioi/Rádio Globo)

A partir de agora, a eleição dos conselheiros passa a ser por “Chapinhas”. São montadas chapas com 25 conselheiros cada (o associado pode votar em apenas uma). As dez mais votadas vencem, mas somente as oito primeiras tomam posse dos 200 cargos. As outras duas ficam como suplentes.

A decisão precisou passar por um segundo turno na reunião do Conselho. Na outra opção, o associado votava no Chapão ou em cinco candidatos do grupo. A escolha seria feita através do quociente eleitoral. Ou seja, se o presidente eleito tivesse 60% dos votos, ele levaria o mesmo número de conselheiros para o triênio.

A queda do Chapão vinha sendo cobrada nos últimos anos por oposicionistas políticos da atual gestão e também pela principal torcida organizada ligada ao Timão. Cerca de 300 torcedores compareceram ao estádio corintiano para pressionar os conselheiros pelo fim do sistema. Não foi registrado nenhum tumulto.

Em vigor desde a aprovação do novo estatuto, em 2008, o Chapão dava ao presidente eleito muitos poderes para comandar o clube por três anos.


Torcida Organzada protesta em frente à Arena Corinthians durante reunião do Conselho Deliberativo do Corinthians (Foto: Beto Lioi/Rádio Globo)






Conselho do Corinthians vota pelo fim do Chapão; entenda novo método

A partir da próxima eleição, escolha será feita com chapas de 25 conselheiros. Dez primeiras vencem, sendo que as oito mais votadas tomam posse. Reunião teve protesto

Gaviões da Fiel protestou do lado de fora da Arena (Foto: reprodução/Twitter)
O Conselho Deliberativo do Corinthians se reuniu na manhã deste sábado, na Arena Corinthians, e votou pelo fim do chamado Chapão. O modelo, que estava em vigor desde a aprovação do novo estatuto, em 2008, previa a eleição de 200 conselheiros automaticamente com o candidato a presidente vitorioso. A partir da próxima eleição, a escolha será feita com chapas de 25 conselheiros. Das dez primeiras que vencem, as oito mais votadas tomam posse (totalizando os 200 conselheiros), enquanto as outras duas ficam como suplentes.

A reunião deste sábado contou novamente com o protesto da Gaviões da Fiel, maior organizada do clube. Em outras reuniões, a torcida já havia pedido o fim do Chapão. Além da oposição, os próprios dirigentes atuais admitem que o formato não era democrático, já que uniformiza a visão de um importante órgão de cobrança e acompanhamento.
O novo método de eleição dos conselheiros foi definido apenas em segundo turno. A outra opção era a votação no Chapão ou em cinco candidatos. Com isso, o quociente eleitoral decidiria a quantidade de conselheiros para cada chapa. Por exemplo: se o presidente tivesse 60% dos votos, ele levaria 60% dos conselheiros.

Na reunião deste sábado, o Conselho também aprovou a criação de uma espécie de Lei da Ficha-Limpa, que impede que um conselheiro condenado se candidate a qualquer cargo no clube por oito anos, além da inelegibilidade por dez anos de dirigentes que tenham sido afastado por irregularidades.

As novas medidas já passam a valer na próxima eleição. O atual mandato de Roberto de Andrade tem validade até fevereiro de 2018.



























Os conselheiros modificaram a data da eleição presidencial, antecipando a votação de fevereiro para novembro. O presidente passa a tomar posse em janeiro e não em março. A alteração vale para o pleito de 2021. Para 2018, permanece o método atual.


O Conselho aprovou outras duas novas normas: a Lei da Ficha-Limpa, que impede um conselheiro condenado a se candidatar a qualquer cargo no clube pelo período de oito anos, e a inelegibilidade por dez anos de dirigentes afastados de seus cargos por irregularidades.


Agora também, o associado só poderá votar e ser votado em eleições se estiver em dia com as mensalidades por cinco anos ininterruptamente. No modelo antigo, ele tinha a possibilidade de quitar seus débitos a qualquer momento para ter direto de participar das eleições.










27/08/2016 16h14
Bruno Henrique se despede do Timão em rede social após ser negociado
Volante agradece clube e torcedores pelo carinho. Ele vai defender o Palermo
Por GloboEsporte.com
O volante Bruno Henrique se despediu neste sábado do Corinthians. Por meio de uma rede social, o jogador agradeceu ao clube e aos torcedores. Ele vai defender o Palermo, da Itália.
Um dos destaques do Corinthians no Brasileirão deste ano, Bruno Henrique deixa o clube com 125 partidas disputadas e seis gols. Emprestado ao Timão até dezembro, e com os direitos federativos vinculados ao Coimbra (MG), clube comandado pelo Banco BMG, o volante renderá pouco ao clube paulista, que tem uma pequena fatia dos direitos econômicos dele (25%).
Desde abril, o Corinthians tentava renovar o contrato dele, mas não conseguiu. Neste período, uma proposta do Torino, da Itália, foi recusada.




Bruno Henrique Corinthians despedida (Foto: Reprodução/Instagram)














27/08/2016 07h05

Em novo esquema, Guilherme segue como "falso 9" no Corinthians

Escalado pelo segundo jogo seguido como centroavante

Por Diego Ribeiro
Contratado como uma das soluções para o ataque do Corinthians, Guilherme vai fazer seu segundo jogo seguido em uma função à qual estava acostumada no início da carreira. Como centroavante, mais perto do gol, aproveitando sua capacidade de finalização.

Em Corinthians x Ponte Preta, neste sábado, às 16h (horário de Brasília), em Campinas, ele terá nova chance. A partir das próximas rodadas, porém, terá a concorrência de Gustavo – recém-contratado do Criciúma e com características bem diferentes, de área, de jogo aéreo.

Guilherme voltou a ganhar chance nessa posição por dois motivos: pelas saídas de Luciano e André e por sua característica de mobilidade. O técnico Cristóvão Borges quer um ataque de movimentação, sem ninguém fixo na área, o que faria o jogador ganhar vantagem mesmo com a presença de Gustavo no elenco.

– Desde minha primeira partida percebi um desequilíbrio no ataque. Consistência defensiva muito boa, mas pouco peso no ataque. Meu trabalho foi buscar isso, por isso fiz trocas. Em alguns jogos encaixou, em outros não. Minha busca é essa. Dessa última maneira que jogamos, gostei do volume de jogo com o Guilherme à frente – elogiou Cristóvão.
Guilherme vai jogar ao lado de dois jogadores fortes pelas pontas – Marquinhos Gabriel na direita, Marlone na esquerda. Com Elias e Rodriguinho mais atrás, ele tem como função promover triangulações, participar mais do jogo e também marcar presença dentro da área. Cristóvão vê Guilherme como o jogador ideal para isso.

O meia-atacante também sente que essa é sua maior oportunidade. No início do ano, ainda com Tite, ele foi escalado como um meia pela esquerda no mesmo 4-1-4-1 que foi retomado por Cristóvão para o jogo deste sábado.



Na época, porém, a função de Guilherme era substituir Renato Augusto, que costumava voltar até a defesa para buscar a bola e iniciar jogadas, ficando assim mais distante da área e tendo maiores responsabilidades na marcação. Acabou sacado do time e ficou por longo tempo na reserva – até Alan Mineiro, que já saiu do clube, teve sequência depois dele.












Corinthians encara Ponte, hoje, de olho na liderança
Embalado pela vitória de virada na última rodada do Brasileirão, o Corinthians volta a campo neste sábado (27) para enfrentar a Ponte Preta, fora de casa, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

Para este duelo, o técnico Cristóvão Borges prometeu mudanças. Uma deles é a entrada de Marlone. O meia-atacante entrou no intervalo contra o Vitória e foi o responsável pelo triunfo de virada por 2 a 1. Com isso, o camisa 8 ganhou a titularidade e atuará no setor de meio de campo junto com Marquinhos Gabriel e Rodriguinho.

Outra mudança no time foi forçada por uma negociação. Bruno Henrique, que deixou o Corinthians para fechar com o Palermo-ITA, deverá dar lugar a Cristian, substituto imediato para a posição.

A Ponte Preta comandada por Eduardo Baptista também terá mudança. O volante João Vitor está suspenso e já é desfalque certo. Para a posição, o treinador tem duas opções: Abuda e Tiago Galhardo. Como já é de costume, Eduardo Baptista deve manter o mistério na escalação da Macaca até horas antes do início do confronto.

Provável Ponte Aranha; Nino Paraíba, Douglas Grolli, Fábio Ferreira e Reinaldo; Abuda (Galhardo), Wendel e Maycon; Clayson, Rhayner e Roger.

Provável Corinthians: Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Cristian; Marquinhos Gabriel, Elias, Rodriguinho e Marlone; Guilherme.