23 de jun de 2016

CORINTHIANS 23/06/2016



Corinthians estende vínculo de lateral esquerdo Uendel

Com 91 jogos e seis gols pelo Timão, lateral renovou contrato com o Alvinegro até o fim de 2018


18h00 23/06/2016 - Agência Corinthians



© Divulgação


Na tarde desta quinta-feira (23), o lateral esquerdo Uendel prorrogou vínculo com o Corinthians até dezembro de 2018. O atual contrato tinha data até 2017.

Uendel está no Corinthians há três temporadas. No Timão, fez 91 jogos e seis gols até o momento.

O atleta foi titular na campanha do hexacampeonato brasileiro em 2015. Atualmente, é o sexto jogador do elenco que mais vestiu a camisa do clube.











Corinthians renova contrato de lateral Uendel até dezembro de 2018

Titular desde o ano passado, jogador tinha vínculo com o Timão até o fim de 2017. Corinthians ainda tenta acertar com Bruno Henrique, que já pode assinar pré-contrato com outro time


LANCE!

23 JUN2016
18h30


O Corinthians renovou nesta quinta-feira o contrato do lateral-esquerdo Uendel, de 27 anos. O vínculo do atleta, que era válido até o fim da próxima temporada, foi estendido até dezembro de 2018.

Há três anos no clube de Parque São Jorge, Uendel se firmou como titular da equipe na última temporada, quando o Corinthians foi hexacampeão Brasileiro




Uendel fez seis gols com a camisa do Corinthians e está perto do 100º jogo (Foto: Divulgação/Corinthians)Foto: LANCE!

Uendel chegou ao Corinthians no início de 2014 Ele está próximo de seu centésimo jogo com a camisa alvinegra: atualmente são 91 partidas, com seis gols marcados e o título do Brasileirão do ano passado.

O Timão ainda tente renovar com volante Bruno Henrique, cujo vínculo acaba em dezembro. Tanto o atleta como a diretoria alvinegra manifestam interesse na permanência, mas ainda não houve acerto. Ele já pode assinar um pré-contrato com outro clube.

Neste ano, o Corinthians já renovou o contrato de Cássio, Lucca, Maycon Rodriguinho e Yago.









Corinthians crava Fagner na seleção e busca lateral no mercado


Tite só estreia pela seleção brasileira em 2 de setembro, mas o Corinthians já tem convicção de que um de seus titulares estará na primeira lista do treinador: Fagner. “O Tite sempre falou nas nossas conversas que o Fagner merece a seleção”, afirma Mauro da Silva, analista do Timão.

A convicção de que Fagner estará a serviço da seleção com frequência a partir da chegada de Tite também é compartilhada pelo presidente Roberto de Andrade, que autorizou o departamento de futebol a buscar um lateral-direito no mercado. A ideia é ter alguém que possa substituir o titular durante os jogos do Brasil. Léo Príncipe, que voltou do empréstimo do Oeste é visto como bom reserva
Apesar do ótimo momento, Fagner não tem proposta oficial do exterior. Agenciado por Carlos Leite, o lateral recebeu duas sondagens da Europa, que não viraram ofertas.









Lateral Uendel renova contrato por mais um ano com o Corinthians

O Corinthians anunciou nesta quinta-feira a renovação do contrato do lateral-esquerdo Uendel, titular absoluto desde meados do ano passado e durante a campanha do Corinthians hexacampeão Brasileiro. O jogador, que tinha vínculo válido até o fim do ano que vem, agora fica preso ao clube alvinegro até dezembro de 2018.

A diretoria não deu maiores informações sobre a renovação, mas o Corinthians costuma oferecer aumento salarial aos atletas neste tipo de situação. Uendel chegou ao clube há três temporadas e já fez 91 jogos pelo clube, fazendo seis gols até o momento. Ele antes defendia a Ponte Preta.
 Dos atuais titulares, outro que está no clube há mais de um ano é Bruno Henrique.













23/06/2016 16h01

Cristóvão fecha treino para escalar o Corinthians; especula-se mudanças
Imprensa só poderá entrar no CT Joaquim Grava na sexta uma hora depois do início da atividade. Balbuena retorna após cumprir suspensão. Ataque pode ser alterado


Por GloboEsporte.com


Balbuena durante treino do Corinthians no CT Joaquim Grava (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Cristóvão Borges provavelmente fará mistério novamente sobre a escalação do Corinthians, agora para enfrentar o Santa Cruz, neste sábado, às 21h, na Arena Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro. O treinador decidiu fechar as portas do CT Joaquim Grava para a imprensa durante a primeira parte do trabalho desta sexta-feira à tarde.


O técnico já havia feito o mesmo na véspera do confronto de quarta. Em campo, porém, ele não apresentou novidades. O Timão iniciou a partida sem nenhuma surpresa na escalação e até mesmo tática.

Agora, Cristóvão pode mexer no time. O treinador já deixou claro que está bastante preocupado com o rendimento do ataque.


O departamento médico continua cheio. Para piorar, o zagueiro Vilson torceu o tornozelo esquerdo, em Minas, e ainda será reavaliado pelo departamento médico. A boa notícia é que Balbuena cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo e retorna. Pedro Henrique pode ser mantido no setor.


A lista de desfalques continua bem grande: Walter, Elias, Yago, Cristian, Danilo, André, Matheus Vidotto e Bruno Paulo seguem em tratamento com o corpo clínico e ainda não possuem uma data exata para retornar.

Com o ataque em baixa, Cristóvão avalia possíveis alterações para dar mais poder ao setor. Romero não funcionou bem como centroavante, mas melhorou jogando pelos lados. O único reserva para a função é Luciano. Lucca, autor do gol em Minas, também alimenta a esperança de ganhar uma nova oportunidade.

A provável escalação do Corinthians é a seguinte: Cássio, Fagner, Balbuena, Vilson (Pedro Henrique) e Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel; Guilherme e Romero (Luciano).







23/06/2016 17h42

Pedro Henrique cita apoio e explica choro no Corinthians: "Não quis errar"
Zagueiro de 20 anos dá entrevista à Rádio Globo um dia após falha. Mensagens positivas da torcida surpreendem e deixam garoto confiante


Por GloboEsporte.com

De cabeça mais fria depois, o zagueiro Pedro Henrique se surpreendeu com o apoio que recebeu da torcida alvinegra com o episódio. Em entrevista à Rádio Globo na tarde desta quinta-feira, o jogador de 20 anos se sentiu mais confiante.

– A torcida compreendeu (o erro) da melhor maneira possível, viu que eu não quis errar, fui tentar um recuo para o Cássio e infelizmente errei. Agora é bola para frente, de cabeça erguida, para conseguirmos uma vitória no sábado – afirmou o corintiano.

O choro foi porque estou desde os 15 anos no clube, aprendi a gostar do Corinthians. Quando a gente erra daquela maneira, é normal ter aquela tristeza, aquele sentimento de que podia fazer melhor

Pedro Henrique

Pedro deu um passe muito fraco ao tentar recuar a bola para Cássio; Cazares chegou antes, passou pelo goleiro e fez o segundo gol do Atlético no jogo. Ainda durante a partida, ele teve mensagens de apoio dos colegas e até de rivais. Tudo por causa do choro que ele não conseguiu controlar após o apito final.


– O choro foi porque estou desde os 15 anos no clube, aprendi a gostar do Corinthians. Quando a gente erra daquela maneira, é normal ter aquela tristeza, aquele sentimento de que podia fazer melhor, dar um recuo melhor para o Cássio. Agora vou levantar a cabeça, trabalhar, melhorar o que tem de melhorar e pensar em vitórias e conquistas – prometeu.


Pedro Henrique deve ser mantido entre os titulares no jogo deste sábado contra o Santa Cruz, às 21h (horário de Brasília),na Arena Corinthians. Balbuena volta de suspensão, mas Vilson, com dores no tornozelo, deve ser desfalque do Corinthians.


Confira abaixo os principais trechos da entrevista de Pedro Henrique:

Pedro Henrique desembarca em silêncio nesta quinta, após derrota (Foto: Marcelo Braga)

APOIO DE JOGADORES RIVAIS
– Dentro da partida, meus companheiros me apoiaram da melhor maneira possível, até rivais... Todos deram apoio também. O Dátolo falou para eu ficar tranquilo porque estou tranquilo, o Fred da mesma maneira, falou que tenho potencial enorme e que devo continuar nessa caminhada. Tem também de exaltar o apoio da torcida, que está mandando mensagens de carinho e me dando força para ser um grande zagueiro, como quero ser. Temos de esquecer o que passou.


APRENDIZADO
– Aprendemos com nossos erros. Errei, já refleti ontem à noite, vou buscar melhorar a cada dia nos treinamentos. Daqui para frente, se Deus quiser, não cometer mais erros e dar muitas alegrias à torcida corintiana.


PAPO COM CRISTÓVÃO
– Cristóvão falou que tenho um futuro brilhante, disse para continuar trabalhando e não se abalar, porque sábado tem mais uma batalha.


INSPIRAÇÃO EM FELIPE
– Sou um privilegiado de estar onde estou, muita gente queria estar aqui. Vou dar essa volta por cima, como o Felipe deu. Tenho ele como exemplo aqui, e vai dar tudo certo.


Pouco descanso e proteção a jovem zagueiro: Timão ganha preocupações













Corinthians desembarca. Técnico Cristóvão Borges dá amparo a Pedro Henrique


Com uma hora de atraso em relação às previsões, o elenco do Corinthians desembarcou no Aeroporto de Guarulhos na tarde desta quinta-feira, Na chegada do grupo, duas preocupações foram reveladas: o pouco tempo de descanso antes do próximo compromisso, sábado, contra o Santa Cruz, e a necessidade de proteção ao garoto Pedro Henrique, que teve falha decisiva no Mineirão e saiu do gramado chorando por conta do erro. Amparado já no campo, o jovem zagueiro ganhou crédito dos companheiros.

- A gente sabe que ele é um garoto, tem muito o que aprender ainda. A gente cresce nas adversidades, então temos que assumir nossos erros e aprender com eles. Todos nós estamos sujeitos a erros e temos que dar força para ele nesse momento. Merece todo o apoio dos jogadores e da torcida - disse o meia Rodriguinho, titular do Corinthians após a lesão de Elias.

No desembarque da delegação no Aeroporto de Guarulhos, Pedro Henrique passou calado pelos jornalistas, mas foi alvo das câmeras - isto motivou o técnico Cristóvão Borges inclusive a conversar com os seguranças do clube sobre a necessidade de proteger o garoto e evitar o assédio.

Com Pedro Henrique como titular, possivelmente na vaga de Vilson, que trata uma entorse no tornozelo e pode ser desfalque, o Corinthians enfrenta o Santa Cruz neste sábado, às 21h, na ARENA CORINTHIANS. O grupo terá apenas a sexta-feira como preparação, já que nesta quinta haverá atividade regenerativa para os titulares, e o tempo curto de preparação é um motivo de preocupação no Timão, derrotado quatro vezes nas dez primeiras rodadas do Brasileirão.

- O pouco tempo de descanso preocupa muito. Os jogos são muito intensos, o futebol hoje exige muito da parte física. Temos que descansar, não temos muito tempo pra treinar, então é acertar as coisas na base da conversa. Estamos tentando fazer nossa parte, melhorar em alguns aspectos e temos que conversar entre a gente para poder evoluir - sentenciou o preocupado Rodriguinho.


















Vilson sofre entorse no tornozelo e pode desfalcar Corinthians no sábado

Zagueiro sentiu dores na partida de ontem e pode não enfrentar o Santa Cruz, sábado, na Arena. Por outro lado, técnico Cristóvão Borges terá Balbuena após suspensão


Vilson é dúvida no Corinthians para a partida do próximo sábado (Foto: Daniel Augusto Jr)

A lista de desfalques do Corinthians não diminui. O departamento médico do clube, que já conta com oito atletas no momento, deve receber também o zagueiro Vilson, que sofreu uma entorse no tornozelo direito ontem. Ele é dúvida para a partida contra o Santa Cruz, sábado, às 21h, na Arena Corinthians.

O defensor vinha fora da equipe há quase três semanas por conta de edema muscular na coxa direita e até acelerou o retorno por conta das baixas do setor. Se ele não enfrentasse o Galo, o técnico Cristóvão Borges teria de promover a estreia do jovem Leozão, de 17 anos.

- A outra lesão, que era muscular, não teve qualquer influência nesta. O Vilson pisou em falso e se machucou sozinho. Ainda não é possível garantir que ele está fora do jogo, vamos avaliá-lo e fazer tratamento no CT. É dúvida - afirmou Julio Stancati, médico do Corinthians.
Por outro lado, a zaga alvinegra terá o reforço de Balbuena. O paraguaio retornará à equipe após cumprir suspensão por conta do terceiro cartão amarelo. A tendência é que ele forme dupla com Pedro Henrique, garoto de 20 anos, que falhou diante do Atlético-MG e deixou o gramado do Mineirão chorando.

Atualmente, estão contundidos em tratamento no departamento médico do Corinthians: André, Bruno Paulo, Cristian, Danilo, Elias, Matheus Vidotto, Vilson, Walter e Yago.












Rodriguinho pede paciência com Cristóvão, meio-campista do Corinthians espera que novo técnico tenha tempo e respaldo para trabalhar com o grupoRodriguinho pediu que torcida do Corinthians tenha paciência com Cristóvão Borges (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
23/06/2016 17h32

O Corinthians viveu na noite de quarta-feira a estreia do técnico Cristóvão Borges, na derrota por 2 a 1 diante do Atlético-MG, no estádio do Mineirão, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Para o meia Rodriguinho, porém, apesar do revés diante do Galo, os corintianos têm de acreditar no começo do trabalho do comandante, principalmente pelo número escasso de treinos.

“Ele não teve nem tempo pra treinar a gente direito, a maior parte do tempo foi de recuperação. Ainda tem muita coisa para passar para a gente e espero que possamos entender bem o que ele quer. No fim, o objetivo de todos é que ele faça um bom trabalho aqui”, comentou o armador, detalhando um pouco do trato pessoal entre o comandante e o elenco nesses primeiros dias.


“Ele tem esse jeito tranquilo, sereno, colocando bem suas palavras e passando a confiança necessária pra gente. São pessoas diferentes, o Tite era um pouco mais enérgico, ele é mais tranquilo mesmo. A gente vai aprendendo e absorvendo essa parte dele”, analisou.

Na visão do jogador, porém, o que pode atrapalhar essa arrancada inicial é o número de desfalques com os quais tem de lidar logo de cara. Para o duelo do meio de semana, por exemplo, foram nove baixas entre lesionados e suspensos. Para o jogo contra o Santa Cruz, no sábado (24 de junho), às 21h (de Brasília), em Itaquera, ele ao menos sabe que terá o retorno de Balbuena, livre após suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

“O pouco tempo de descanso preocupa muito. Os jogos são muito intensos, o futebol exige muito da parte física. Temos que descansar, não temos muito tempo pra treinar e acertar as coisas na base da conversa.
Estamos tentando fazer nossa parte, melhorar em alguns aspectos e temos que conversar entre a gente pra poder evoluir”, explicou o jogador, pedindo para evitarem comparações com a excelente campanha do ano passado.

“É difícil comparar uma equipe campeã do ano passado com a equipe desse ano. Vamos ter oscilações, é uma equipe nova que está se formando, mas já estamos na hora de começar a buscar resultados fora de casa. Queremos brigar la em cima, não podemos deixar os primeiros colocados se distanciar e precisamos correr atrás do tempo perdido”, encerrou.






Corinthians desembarca

Rodriguinho foi um dos jogadores que falaram com a imprensa nesta quinta-feira (Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press)

O Corinthians desembarcou nesta quinta-feira no Aeroporto Internacional de Guarulhos. O novo técnico Cristóvão Borges não estreou da maneira que desejava, no entanto, parece contar com o apoio de seus comandados para reverter a situação recente do time alvinegro. Marcado pela falha no segundo gol do Galo, o zagueiro Pedro Henrique não falou com a imprensa e permaneceu calado durante o desembarque.

Autor do único gol corintiano no Mineirão, Lucca comentou sobre o momento delicado que seu companheiro de equipe enfrenta após ter facilitado as coisas para Cazares balançar as redes. Segundo o atacante, todos erram e é preciso que Pedro Henrique tire proveito do ocorrido para voltar ainda mais forte na próxima partida.

“Grandes vencedores aprendem com erros, com falhas, com derrotas. Ele é um jovem que tem um grande futuro e o que falei para ele foi isso. Nos erros que surgem os grandes vencedores e tenho certeza quer ele vai aprender muito com isso”, afirmou o jogador.

O time do Corinthians chegou com certo atraso a São Paulo por conta do tempo instável que pairou sobre a capital nesta quinta-feira. O meia Rodriguinho seguiu a mesma linha de Lucca e minimizou a falha de Pedro Henrique, acreditando que o jovem merece todo o apoio da torcida alvinegra.

“A gente sabe que ele é um garoto, tem muito o que aprender ainda. A gente cresce nas adversidades, temos que assumir nossos erros e aprender com eles. Todos nós estamos sujeitos a erros e temos que dar força para ele nesse momento. Merece todo o apoio de toda a torcida”, disse.

Já em relação ao resultado da partida, Rodriguinho não acredita que o Atlético-MG foi superior ao Corinthians a ponto de merecer a vitória. Para o meia o confronto foi equilibrado e o resultado decidido em detalhes.

“Sabíamos da dificuldade que ia ser o jogo, o Atlético-MG em Minas é muito forte. Tínhamos esperanças de sair de lá vitorioso ou pelo menos com um empate, infelizmente erramos em alguns lances e perdemos o jogo. Não vejo que o Atlético-MG foi superior, conseguimos nos comportar de maneira positiva. Estamos evoluindo e vamos evoluir ainda mais”, completou.

O Corinthians volta aos trabalhos na tarde desta sexta-feira quando começa sua preparação para o confronto contra o Santa Cruz, neste sábado, às 21h (de Brasília), em Itaquera. O time de Cristóvão Borges é o atual sexto colocado do Campeonato Brasileiro, porém pode ser ultrapassado pelo São Paulo caso a equipe vença o Sport nesta quinta-feira, no Morumbi







23/06/2016 15h15

Artilheiro e reserva, Lucca festeja gol pelo Corinthians: "Sempre tive confiança em mim"
Atacante marcou oito vezes na temporada e sonha com uma nova chance como titular


Por Marcelo Braga

Lucca no desembarque da delegação do Corinthians no aeroporto de Guarulhos (Foto: Marcelo Braga)

O atacante Lucca voltou a alimentar a esperança de ser titular. O jogador fez o gol do Timão ontem que dimimnuiu o placar, e vive a expectativa de receber uma nova oportunidade, contra o Santa Cruz, sábado, às 21h, na ARENA CORINTHIANS, pelo Campeonato Brasileiro.

– Sempre tive confiança em mim. Trabalho em cima disso. Se eu não confiar em mim, quem vai confiar? Mas o torcedor me ajudou bastante, eu agradeço. Tenho de saber lidar com todas as situações. Preciso trabalhar para, quando tiver uma chance, aproveitar – afirmou.

Um dos destaques da equipe no início da temporada, Lucca teve 60% dos direitos econômicos comprados pelo Corinthians. A pedido do técnico Tite, o Timão investiu pesado no jogador. Na época, ele era peça-chave no esquema tático e foi importante nos bons resultados obtidos na primeira fase do Paulistão e da Libertadores.

Lucca é o artilheiro do Corinthians em jogos oficiais em 2016, com oito gols – Romero lidera a lista com nove se somarmos também os amistosos. O atacante, porém, enfrenta uma dura concorrência no setor. Além de Marquinhos Gabriel, o técnico Cristóvão Borges tem Giovanni Augusto e Marlone para a mesma função.

O Corinthians volta a treinar na sexta-feira à tarde, no CT Joaquim Grava. Cristóvão ainda não deu pistas se fará alguma mudança na equipe, mas deixou claro que está preocupado com o atacante do Timão. Lucca e Luciano vivem a expectativa de receberem uma nova oportunidade como titulares














23/06/2016 15h33

Com torção no tornozelo, Vilson vira dúvida no Corinthians para sábado
Zagueiro joga no sacrifício ontem e não deve enfrentar o Santa Cruz, na Arena Corinthians. Balbuena volta, e Pedro Henrique deve ter nova chance


Por Marcelo Braga


Vilson é dúvida para enfrentar o Santa Cruz; problemas à vista (Foto: Carlos Augusto Ferrari)

O técnico Cristóvão Borges pode ter mais um problema para escalar a defesa do Corinthians no jogo do próximo sábado contra o Santa Cruz, às 19h (horário de Brasília), na Arena Corinthians. Com uma torção no tornozelo esquerdo, o zagueiro Vilson passou a ser dúvida. Ele será reavaliado.

O médico Júlio Stancati esclareceu a situação do jogador durante o desembarque da delegação corintiana no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, no início da tarde desta quinta-feira. O elenco voltava de Belo Horizonte

– Ele teve uma entorse no tornozelo. Para sábado é dúvida – afirmou o médico.

Vilson sentiu dores durante o segundo tempo da partida, mas permaneceu até o fim. O banco de reservas tinha apenas o garoto Leozao como opção para a zaga. O zagueiro fazia seu primeiro jogo como titular depois de se recuperar de um edema na coxa direita.


Caso Vilson não jogue, a tendência é de que Balbuena, que cumpriu suspensão volte ao Corinthians diante do Santa Cruz ao lado de 
Pedro Henrique, pois Yago, com um trauma ósseo no tornozelo, só deve voltar aos treinos na próxima semana








23/06/2016 11h22

Em um jogo, Cristóvão detecta grande problema do Timão;
Treinador vê carência no ataque e espera pela contratação de um jogador para suprir necessidade.


Por Carlos Augusto Ferrari

Cristóvão Borges conversa com Fernando Lazaro no CT (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)

Cristóvão Borges precisou de apenas um jogo na beirada do campo para detectar o que muita gente no Corinthians já sabia. A maior dificuldade da equipe nesta temporada está no ataque. E, para piorar, solucionar esse problema rapidamente não será nada fácil para o treinador escolhido para ocupar o lugar de Tite.

Na entrevista coletiva de quarta-feira, minutos, Cristóvão admitiu que o time necessita de mais “peso ofensivo”. Isso significa ter um jogador que sirva como referência, alguém que desperte a preocupação da defesa adversária e, principalmente, decida as partidas.

Com o que tem no grupo, o técnico dificilmente encontrará uma solução. Romero atuou como centroavante em Belo Horizonte, mas está longe de ser um “camisa 9”. Artilheiro da equipe na temporada, com nove gols, o paraguaio possui características de movimentação pelos lados e de aproximação à área. Guilherme, hoje, funciona mais como um meia de criação.

– É notável, a gente vê até pelas características que precisamos de mais peso ofensivo. Mas, como a equipe tem um equilíbrio grande, ela consegue chegar porque tem uma variação de jogo muito boa. Isso, em alguns momentos, compensa – afirmou Cristóvão.

Luciano também não empolgou nas partidas que fez como centroavante e acabou voltando para o banco de reservas rapidamente. O jogador brilhou na função em parte da temporada passada, mas sofreu uma grave lesão no joelho direito e nunca mais recuperou aquele ritmo. Tanto que ainda não fez gols em 2016.

Romero disputa lance  em partida no Mineirão (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)


Quem poderia atuar desta maneira só voltará aos gramados em meados de junho. André passou por uma cirurgia de hérnia inguinal nesta semana e precisará de um mês de recuperação.

Cristóvão, ao que tudo indica, não pensa em utilizar Lucca na posição de centroavante, como Tite chegou a cogitar. O mesmo acontece com Rildo, opção para os lados do campo. Resta apenas o garoto Isaac Prado, promovido da base, mas que nunca teve oportunidades.

O novo técnico alvinegro deixou claro em duas entrevistas coletivas que espera pela chegada de reforços. Quer um grupo maior para tentar se manter entre os primeiros no Brasileirão e poder brigar também na Copa do Brasil. Contratar um novo centroavante se transformou em prioridade no Timão.

Diretoria admite necessidade
O Corinthians se movimenta há algumas semanas no mercado em busca de uma solução para o problema. Vários jogadores foram avaliados, mas o clube mantém em sigilo qualquer negociação. O nome que mais agrada é o de Marco Ruben, do Rosario Central. Nico López, do Nacional, e Gustavo Bou, do Racing, também estão sendo monitorados.


15H

O Lucca falou na chegada .








O treino desta sexta será às 15h30, mas a imprensa só será liberada às 16h30. 














Arena Corinthians recebia Chile e Holanda pela Copa do Mundo há dois anos

Já classificadas, seleções entraram em campo pela liderança do grupo B; primeiro colocado evitaria o Brasil nas oitavas de final


13h40 23/06/2016 - Agência Corinthians

Há exatamente dois anos, a Arena Corinthians recebia o terceiro jogo do estádio alvinegro na Copa do Mundo de 2014. No dia 23 de junho, Chile e Holanda entraram em campo pela última rodada do grupo B.

Pela primeira vez, a Arena Corinthians recebia uma partida da Copa no começo da tarde. Mesmo com início marcado para as 13h, milhares de torcedores chegaram cedo e começaram a festejar ainda naquela manhã de muito sol. Em grande número, fãs chilenos e holandeses, além de representantes de inúmeros outros países, pintaram o estádio corinthiano de vermelho e laranja em mais uma grande festa do futebol mundial.

Chile e Holanda chegaram à Arena Corinthians já classificadas para as oitavas de final da Copa do Mundo. As seleções venceram os dois adversários que tiveram pela frente na chave – Austrália e Espanha – e já não poderiam mais ser alcançadas. A briga, no entanto, era para garantir a liderança do grupo e, consequentemente, escapar do Brasil na fase seguinte.

O favoritismo da Holanda, que havia goleado a então campeã Espanha por 5 a 1 e passado pela Austrália por 3 a 2, não se justificou na Arena Corinthians. O Chile, que também havia vencido os dois adversários, não só equilibrou o jogo, como também teve domínio de posse de bola.

Mesmo com boas chances criadas para ambos os lados, o primeiro tempo terminou em 0 a 0. No início da segunda etapa, Sneijder começou a aparecer mais no jogo, e a Holanda cresceu em campo. Após algumas tentativas sem sucesso, o time holandês chegou ao gol. Aos 31 minutos, Robben cobrou escanteio curto para Janmaat. O lateral cruzou para Fer, que havia entrado pouco antes no lugar do próprio Sneijder, abrir o placar.

Após o gol holandês, o Chile passou a pressionar a Holanda. No entanto, a equipe chilena não conseguiu levar perigo à meta adversária. O jogo já estava nos acréscimos, quando os holandeses ainda acertaram um contra-ataque e fecharam o placar. De Jong acionou Robben na velocidade. O atacante ganhou de Jara e cruzou para Memphis, que finalizou para decretar o 2 a 0.

Com o resultado, a Holanda fechou a primeira fase com 100% de aproveitamento (nove pontos) e enfrentou o México nas oitavas de final. Já o Chile avançou em segundo do grupo B (com seis pontos) e pegou o Brasil na etapa seguinte da Copa do Mundo.

Depois de Chile 0 x 2 Holanda, a Arena Corinthians ainda receberia mais um jogo antes do fim da primeira fase da Copa. No dia 26, pela terceira – e última – rodada do grupo H, Coreia do Sul e Bélgica se encontrariam no novo estádio corinthiano.













“Estamos cientes de que precisamos evoluir”, afirma Lucca

15h10 23/06/2016 - Agência Corinthians




Lucca marcou o único gol do Timão ontem

© Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians


No início da tarde desta quinta-feira (23), o elenco do Corinthians desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos. Autor do único gol alvinegro, o atacante Lucca afirmou que a equipe alvinegra tem consciência de que precisa corrigir erros e já focou no próximo duelo pela competição, contra o Santa Cruz na Arena Corinthians, neste sábado, às 21h.

"Estamos cientes de que precisamos evoluir para pensarmos no título, mas a equipe está ciente disso. Agora vamos buscar nossa reabilitação no sábado", disse o atacante.

Lucca ainda comentou a atuação do Corinthians contra o Atlético-MG. Na avaliação do camisa 30, a equipe precisa caprichar mais no último passe.

"Um jogo equilibrado, mas no nosso último passe, realmente não estamos conseguindo acertar para conseguir uma boa finalização. Temos de corrigir”, concluiu o atacante.











Rodriguinho diz que jogadores buscam evolução da equipe

Elenco do Corinthians tenta se recuperar do revés já neste sábado (25), contra o Santa Cruz, na Arena Corinthians


15h00 23/06/2016 - Agência Corinthians



Rodriguinho no duelo de ontem pelo Brasileirão 2016

© Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Rodriguinho, titular na partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, conversou com a imprensa no desembarque do elenco alvinegro no aeroporto de Guarulhos, no início da tarde desta quinta-feira (23). O meia admitiu que a equipe ainda tem de melhorar alguns pontos para buscar voos mais altos na competição nacional.

"Acho que estamos tentando fazer nossa parte, melhorar em alguns aspectos. Temos de conversar entre nós e evoluir", explicou o jogador.

Com o time em construção e ainda em período de adaptação com a troca no comando técnico – a partida contra o Atlético-MG foi a primeira de Cristóvão Borges como treinador corinthiano –, os jogadores do Timão sabem da necessidade de evolução para a sequência do campeonato.

“É uma equipe nova, que está se formando, mas está na hora de buscar fora de casa. Não podemos deixar os primeiros se distanciarem, se não fica difícil", completou Rodriguinho.

O Corinthians volta a campo na noite deste sábado (25), às 21h, quando recebe o Santa Cruz na Arena Corinthians, pela próxima rodada do Brasileirão. Com 16 pontos em dez rodadas e atualmente na sexta colocação, a equipe alvinegra busca se aproximar do G4, bloco que integrava antes do revés em Belo Horizonte







Corinthians tem 2 preocupações e 1 alívio na zaga
Vilson volta a preocupar

O Corinthians Já pensa no trabalho que terá para montar o setor diante do Santa Cruz, neste sábado, às 21h (de Brasília), na Arena Corinthians. Além de trabalhar o psicológico do defensor Pedro Henrique, o treinador viu Vilson deixar o campo mancando e colocar em dúvida a sua escalação como titular.

A cena que mais chamou a atenção em Vilson foi aos 30 minutos do segundo tempo da derrota para os mineiros, quando ele desabou reclamando de muitas dores no tornozelo esquerdo. Sem a possibilidade de sair devido à busca pelo empate, ele terminou a partida mancando muito. Antes de ser relacionado a essa partida, ele já havia perdido quatro duelos por conta de um edema na coxa esquerda.

A boa notícia para o setor é o retorno do paraguaio Balbuena, que cumpriu suspensão após receber o terceiro cartão amarelo no 3 a 1 diante do Botafogo. Ainda assim, com a possibilidade de não ter Vilson, Cristóvão já concentra seus esforços em dar moral a Pedro.

“Ele fez um grande jogo, foi uma pena, uma infelicidade. Fala-se muito quando tem falha porque ele é jovem, mas é um jogador de grande futuro, se não fosse a falha seria um dos principais da partida”, avaliou o comandante, que não considerou o atleta mal no gol de Fred, em que o centroavante ganha na corrida do próprio Pedro e finaliza.

“Conversei bastante com ele no vestiário, e tem uma coisa que me tira algumas preocupações: ele é muito talentoso. Se é talentoso, não tem jeito, ele vai acontecer. Jogou uma grande partida, tirando a falha. Vi o jogo de domingo, também foi bem. Vamos saber cuidar e tratar disso e, com toda certeza, ele será um grande futuro do Corinthians”, analisou.

Cristóvão ainda viu um ponto positivo no fato do camisa 34 ter deixado o gramado cabisbaixo, sendo amparado por companheiros e rivais. Na sua avaliação, a tristeza demonstrada é um grande sinal do valor que Pedro dá a ser jogador do Corinthians.

“Ao mesmo tempo, sentir é um ponto de partida para reagir. Ele foi tocado por isso, sabe que fez um grande jogo. Muito por isso ele sabe que foi bem e uma infelicidade resultou no gol. Muitas vezes, não precisa ser jovem para isso acontecer. Ele tem um futuro brilhante, grande qualidade, grande futuro”, concluiu.







Cristóvão reconhece “DNA” de Tite e quer regularidade pelo G-4

23/06/2016 10:37:45


O técnico Cristóvão Borges admite que, ao menos pelas próximas semanas, o Corinthians continuará com a “cara” de Tite, agora comandante da Seleção Brasileira. Para o treinador, o fato de chegar a um clube que tinha um trabalho de sucesso praticamente impossibilita uma mudança drástica na tática adotada e no moral dos jogadores, algo que normalmente ocorre nas trocas de técnicos.

“O nosso time vai levar muito tempo com esse DNA do Tite”, comentou Cristóvão, que, até o momento, foi só elogios para o estado em que encontrou o elenco e para a forma com que foi tratado pelo seu antecessor no breve contato que tiveram durante a vitória do Timão por 3 a 1 contra o Botafogo, no último final de semana.

“É uma herança de grande qualidade e eu vou aproveitar tudo que eu puder disso. A equipe vem trabalhando, o Tite trabalhou aqui durante um tempo e pôde consolidar muitas coisas. O que eu puder usar durante esse tempo inteiro de tudo que ele deixou aqui eu vou usar por que são coisas benéficas e de alta qualidade”, derreteu-se o baiano.

O comandante só não esmorece quando tem de comentar a saída da equipe do G-4 da competição nacional, meta já reconhecida por todos no elenco por assegurar o time na disputa da Copa Libertadores da América do ano que vem.

Para ele, os alvinegros precisam manter uma regularidade maior, principalmente fora de casa, já que uma sequência de triunfos pode ser a chave para se desgarrar do “pelotão” de time praticamente junto entre o quarto e o décimo lugar.

“O campeonato é de regularidade, longo e de regularidade. A partir deste momento, temos que ter vitórias. Viemos de um resultado de derrota contra o Fluminense, saímos do G-4. Ganhamos do Botafogo, voltamos. Perdemos agora, saímos. Está todo mundo muito próximo, então, se você consegue duas ou três vitórias, você vai até para a ponta”, projetou.

Com 16 pontos conquistados, o Timão está um atrás do quarto colocado. A sequência de “duas ou três vitórias” pode ter lugar nas próximas rodadas, que apontam confrontos diante do Santa Cruz, como anfitrião, no sábado, frente ao América-MG, na quarta, fora de casa, e contra Flamengo, no dia 3 de julho, também na Arena Corinthians









CORINTHIANS HOJE
23/06 - Quinta-feira
15h30 - Treino no CT Dr. Joaquim Grava