10 de jun de 2016

CORINTHIANS 10/06/2016




Tite faz mistério no Timão para Dérbi
Guilherme volta, Vilson segue fora


Fora desde 4 de maio, Yago deve retornar à equipe titular noderbi . Já o camisa 10 treinou pela primeira vez na semana. Ainda assim, Tite adia definição do time
O Corinthians deverá ter o seu camisa 10 domingo, fora de casa. Recuperado de dores no joelho direito, o meia Guilherme treinou pela primeira vez na semana nesta sexta-feira e trabalhou junto dos demais titulares da equipe. O técnico Tite, porém, preferiu não confirmar o time que inicia a partida pela sétima rodada do Brasileirão e ainda decidiu fechar o último treinamento antes do Dérbi, neste sábado.

- O Guilherme ficou fazendo no dia anterior um trabalho específico com fisioterapeuta, de transição, e não sentiu nada. Ele treinou hoje (sexta-feira), mas não teve problema maior. Prefiro confirmar a escalação depois. Vou definir a equipe a partir de amanhã (sábado), não sei se vou externar - disse o treinador, antes de explicar a razão de sua medida.

- O Cuca (técnico rival) trabalha a equipe em cima do adversário, então me dou esse direito. Não vou externar. Tem momentos especiais, entendo que esse é um deles e não vou repassar escalação - disse, aos risos, o treinador alvinegro.

Assim, se Guilherme voltar, a única baixa do Timão no Dérbi deve ser o zagueiro Vilson, que ainda se recupera de edema muscular na coxa direita. Desfalque em Corinthians 2x1 ctb, no último sábado, ele não trabalhou no campo nos últimos dias e está vetado para o duelo.


Embora Tite não tenha organizado um trabalho tático nesta sexta, ele indicou a provável escalação para encarar o Palmeiras. O Corinthians deve ir a campo com: Walter; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian, Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Guilherme e Marquinhos Gabriel; Luciano.

Jogadores de meio e ataque treinaram separadamente dos atletas de defesa nesta sexta. O quarteto ofensivo, por exemplo, trabalhou jogadas de mano a mano: Marquinhos tabelando com Guilherme, e Luciano com Giovanni. Tite permaneceu a maioria do tempo entre os dois campos, observando o trabalho dos jogadores ofensivos e defensivos.

O Corinthians completa a preparação para o Dérbi neste sábado, às 9h30, e logo depois inicia concentração para a partida. Diferentemente do que ocorre desde o início do ano, a última atividade terá portões fechados aos jornalistas.










10/06/2016 19h08 - Atualizado em 10/06/2016 19h08
Cássio sai e Naldo chega? Presidente explica negociações no Corinthians
Roberto de Andrade nega ambiente ruim para o goleiro e torce para que ele siga no clube até o fim do contrato. Zagueiro do Sporting é descartado: "Não buscamos nada"
Por Marcelo Braga
O Corinthians não pretende contratar ninguém e nem perder mais nenhum jogador além de Felipe, praticamente negociado com o Porto, de Portugal. Ao menos foi o que garantiu Roberto de Andrade, presidente do Timão, em entrevista coletiva na tarde de sexta-feira, no CT.
– Não existem prioridades, não estamos atrás de nenhum atleta, tudo é especulação, não existe negociação nenhuma – afirmou o presidente corintiano.
– Caso apareça alguma oportunidade, uma coisa pontual, vamos trazer. Mas não enxergamos nenhuma necessidade. Vamos manter o grupo e, pontualmente, pode aparecer algo que nos agregue. Não buscamos nada – garantiu.


– Não existe nada com jogador do Sporting, nem com Naldo. A especulação acontece pela saída do Felipe. Pode até vir alguém, mas hoje não há nada – cravou.
Outro jogador que agitou o mercado nesta semana foi Cássio mas não será liberado.
– Essa coisa de não ter ambiente não existe. A coisa mais comum do mundo é alguém passar a ser reserva e depois ser titular. Não vamos fazer tempestade. Tudo normal. Cássio é atleta do Corinthians, tem contrato até 2019 e espero que cumpra – projetou.











Timão nega proposta por Naldo e vê chance pequena de trazer reforços
Tomás Rosolino -
10/06/2016 18:49:02 — 10/06/2016 21:54:58




O Corinthians vive semanas de especulação desde a chegada da proposta do Porto-POR pelo zagueiro Felipe. Incomodado com os nomes vinculados ao clube nos últimos dias, como o também zagueiro Naldo, do Sporting-POR, o presidente Roberto de Andrade veio a público para assegurar que não negocia com nenhum jogador neste momento. Além disso, deixou claro que não sabe se haverá reposição após a ida do camisa 28 para a Europa.


“Não tem nenhuma prioridade de compra. O Corinthians não está atrás de nenhum atleta, não tem negociação com ninguém. Ninguém faz lista, tem conversa, fazemos análise de jogador. Todos os dias surge um nome de um jogador em qualquer clube no mundo. Pode ser que não contrate no momento, mas, quando precisar de nomes, a gente vai atrás”, avaliou o mandatário.


“Não existe negociação do Corinthians com nenhum jogador do Sporting. Sai um zagueiro, pessoal acha que tem que vir outro. Pode até vir, mas não é garantia”, comentou o presidente, que deu entrevista no CT Joaquim Grava acompanhado pelo técnico Tite e pelo diretor-adjunto de futebol, Eduardo Ferreira.


A chegada de Naldo, atualmente com 27 anos, foi veiculada principalmente em jornais portugueses, mas nunca confirmada no Alvinegro. Para a comissão técnica, o momento é de dar força a nomes como Pedro Henrique, de 20 anos, e Leozão de 17, crias da base corinthiana e vistos como bom potencial para substituir o titular. No primeiro momento, eles seriam opções para Yago, Balbuena e Vilson.

Além de tratar sobre a chegada de reforços, Roberto pediu que fosse colocado um ponto final nas especulações sobre a saída do goleiro Cássio. Insatisfeito com a reserva de Walter, o ídolo da torcida recebeu sondagens do Grêmio, mas, nas palavras do presidente, não será negociado.

“Ninguém ouviu da boca do Cássio, da minha ou do Tite que ele vai sair. Só pode falar quem está aqui dentro. Escuto todo dia que o Cássio não tem ambiente, é mentira. Houve a coisa mais comum do mundo: ele era titular, virou reserva, daqui a pouco volta. Não tem por que fazer uma tempestade em copo d’água. É atleta do Corinthians, tem contrato até 2019 e espero que ele permaneça aqui até o final do contrato”, avaliou o mandatário.

Por fim, Roberto ainda comentou as renovações de contrato do volante Bruno Henrique e do meia Danilo, cujos vínculos se encerram no final do ano. O caso que mais chamou atenção recentemente foi o do meio-campista, que tirou passaporte italiano e interessa a alguns clubes da Europa. “Estamos conversando com o Bruno, já está quase feito. E o Danilo vamos deixar para conversar um pouco mais para frente, como foi da última vez”, encerrou.













Roberto reclama de torcida única e revela emboscada de san7istas

Tomás Rosolino -
10/06/2016 18:15:39 — 10/06/2016 21:54:50

Roberto de Andrade contestou a eficácia das torcidas únicas em clássicos (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

O presidente Roberto de Andrade esteve no CT Joaquim Grava na tarde desta sexta-feira e fez questão de acompanhar o técnico Tite na entrevista coletiva concedida após o treinamento, a última antes do Derby de domingo, às 16h (de Brasília), no Palestra Itália, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Descontente com a medida que impôs torcida única e impediu corintianos de irem à casa do adversário, o mandatário revelou que, além de considerar ineficaz, já viu brigas acontecerem mesmo com torcida única em clássicos.

“Não saiu na imprensa, mas, no jogo contra o Santos (pelo Brasileiro, na quinta rodada), houve emboscada da torcida do Santos em torcedores do Corinthians e seis foram hospitalizados. A confusão que a gente presencia é fora do estádio. E lá fora ninguém está proibido de ir. Dentro do estádio não tem problema nenhum, a polícia separa bem. É uma medida muito curta, não está resolvendo nem vai resolver. O futebol está caminhando para o fim se isso prevalecer”, reclamou o dirigente, explicando que não teve poder para mudar a decisão.

“Se eu tivesse poder para mudar, mudaria ontem. O Corinthians fez todos os esforços para que isso não acontecesse, conversamos com todas as instâncias do judiciário para que isso fosse revertido. Acho uma mudança descabida, desnecessário ao futebol, um desrespeito ao cidadão. O nosso torcedor não ficou ausente de nenhum jogo do Corinthians na história. Se isso fosse resolver a violencia do país, eu apoiaria, mas não vai”, disparou.

Para Roberto, o que força isso é a segurança pública falha no Estado. “A segurança pública é quem tem de tomar as medidas cabíveis, não dá para culpar o cidadão. Daqui a pouco a gente não sai mais na rua para não ser assaltado. Só tem assalto porque tem gente na rua, não? É uma lógica que inexiste. Fico triste, sentido pelo torcedor, peço desculpas por não ter como agir em prol da nossa torcida. Tentei de todas as formas, mas não foi possível”, continuou.

Nas palavras do dirigente, porém, o time não pode se abalar por não ter nem sequer um membro da Fiel na arquibancada. “Não dá para quantificar isso. Primeiro porque é uma situação inusitada de ser proibido de ver um jogo, é a morte do futebol, lamentamos. Sei que o prejuízo é grande. Sabemos disso, o torcedor vibra, sofre, nós vamos jogar aqui do lado e o torcedor não pode ir porque alguém achou que isso seria prejudicial. Com tristeza, temos que acolher, mas acolheremos com tristeza”, completou.

Sentado ao lado do chefe, o técnico Tite também lamentou a ausência de corintianos no estádio, mas adotou um discurso mais moderado ao tratar do assunto. Mesmo se dizendo triste pelo ocorrido, ele preferiu pedir aos torcedores alvinegros que não tentem burlar a decisão.

“A primeira coisa que eu tenho é lamentar. Ao mesmo tempo, lembro que aqui mesmo nessa sala veio um procurador e nos orientou o seguinte: “Não falem nada, cuidem com gesto de vocês, porque ali na rua vai ter emboscada, vai ter assassinato”. Aí você fica pensando: como que posso eu participar de algo que tem assassinato? Vamos acolher independentemente de gostar ou não. O torcedor vai passar a energia de dentro de casa. Não façam disso um ato de rebeldia”, encerrou o treinador.









Felipe será capitão do Corinthians e pode se despedir do clube no Dérbi

Com venda iminente para o Porto, de Portugal, defensor usará a braçadeira no clássico de domingo. Presidente do Timão diz que ele ainda pode fazer mais jogos

O zagueiro Felipe será o capitão do Corinthians no DERBI, domingo. Mesmo com transferência para o Porto, de Portugal, próxima de ser sacramentada, o zagueiro está confirmado no Dérbi, que pode marcar a despedida dele do Timão.

Segundo o técnico Tite, a iminente venda não prejudica a concentração do defensor. Ele também comentou a situação de Yago, que retorna à equipe após mais de um mês afastado por suspensão de doping.
- O Felipe será o capitão da equipe. Ele tem capacidade de ficar voltado para o jogo, depois é com a direção. Já o Yago é um cara muito centrado, estou muito tranquilo com a participação dele no jogo - declarou.

O comandante alvinegro, contudo, lembrou que no passado Felipe chegou a ter seu desempenho prejudicado por conta de negociações.

- Há algum tempo atrapalhou, e eu o chamei para conversar. Chamei o Eduardo (Ferreira, diretor adjunto de futebol) também. Quando essas negociações aconteciam, o Felipe desconcentrou. Chamei ele na minha sala, falamos a respeito, ele entendeu também, administrou, retomou seu foco. A gente via que o desempenho dele no treinamento não era igual. Não é o caso agora - revelou.
Roberto de Andrade, presidente do Corinthians, afirmou que espera selar a venda de Felipe nos próximos dias. O negócio renderá R$ 24 milhões ao Timão, que ainda manterá 25% dos direitos econômicos do atleta.

Segundo o mandatário, Felipe pode fazer o último jogo com a camisa alvinegra neste domingo, mas tem chances de ainda enfrentar o Fluminense, quinta-feira, e participar de outras partidas antes de se transferir.

- Não tem data acertada para ele sair, temos de acertar tudo. Na semana que vem vamos finalizar. Não dá para cravar que é o último jogo. Pode ser ou não. Na Europa estão de férias, voltam no início de julho. Vamos aguardar - disse o presidente, que garantiu não haver nenhuma negociação por um substituto de Felipe no momento.











10/06/2016 18h31

Guilherme treina, mas Tite cria dúvida no Corinthians
Apesar de ter a equipe praticamente confirmada, técnico fechará o último treino do Corinthians para não dar armas ao treinador do Palmeiras, que adotou o mistério


Por Marcelo Braga
O técnico Tite vai apostar em segredos no clássico de domingo, às 16h,

Nesta sexta-feira, deu sinais da montagem do time, mas afirmou que só baterá o martelo no treino de sábado. Em atividade fechada para a imprensa, algo pouco usual no Timão. Fora do treino de quinta por dores no joelho direito, Guilherme participou de todas as atividades.


– Guilherme fez no dia anterior um trabalho de transição com Caio (Mello, fisioterapeuta), já sem sentir nada. Treinou normal hoje, então não vejo um problema maior. Vou confirmar a equipe depois. A partir de amanhã (sábado). Não sei se vou externar, será treino fechado – disse Tite.


– Cuca trabalho em cima do adversário, então me reservo no direito de fechar o treino. Alguns momentos são especiais e entendo que esse seja – esclareceu o treinador.

Nesta quinta, Tite treinou a linha defensiva com Fagner, Felipe, Yago e Uendel. Em outra atividade, treinaram Cristian, Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Guilherme, Marquinhos Gabriel e Luciano. Todos devem ser titulares, além do goleiro Walter.

O treino desta quinta, que começou com ação social para divulgar o "teste do pezinho", quando os jogadores tiraram suas chuteiras e posaram para fotos com crianças da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), terminou com um animado rachão, atividade pouco praticada nos trabalhos comandados por Tite durante a temporada.
Guilherme treina nesta sexta depois de dois dias fora: expectativa para o Dérbi (Foto: Marcelo Braga)













Tite fala em “ocasião especial” para justificar mistério sobre o time

Tomás Rosolino -

10/06/2016 18:36:13




O treinador pediu insistentemente para seus jogadores pressionarem o rival na hora da marcação (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

O técnico Tite raramente não divulga escalação antes das partidas do Corinthians. Quando não faz isso, normalmente apenas deixa para os repórteres as conclusões após o último treinamento antes dos jogos. Porém, para encarar o derbi, na tarde deste domingo, o comandante adotou um anormal mistério acerca dos seus titulares e justificou por se tratar de uma “ocasião especial”.

“Tenho duas motivações para fazer isso. Adoto isso inclusive pela manifestação do Cuca de que ele trabalha a equipe dele em cima da do adversário. Sendo assim, eu não vou externar. Eu entendo que esse é o momento de segurar e não passar a especulação, um momento especial. Deixa eu me reservar a esse direito”, disse o comandante, que fechará o treino deste sábado para a imprensa.

A princípio, a única dúvida no Alvinegro é sobre a presença de Guilherme entre os titulares, já que o camisa 10 só participou de um treinamento durante a semana. Ele reclama de dores no joelho direito decorrentes de uma pancada sofrida na partida contra o Coritiba, na semana passada. Caso o jogador não esteja à disposição, Danilo seria o substituto na armação.

Como é um treinador que normalmente não muda muito suas escalações com relação ao que trabalha nos treinos, dificilmente Tite aprontará uma surpresa nos 11 iniciais para o Derby. Ainda assim, o corintiano fez questão de deixar ao menos algum tipo de dúvida na cabeça do técnica adversário.

Para o gaúcho, o embate não tem caráter de decisão, mas mais de afirmação das equipes na competição. “Quando está na parte de cima da tabela e na parte final do campeonato, tem caráter decisivo. Exemplo: nós e Atlético-MG no ano passado (Corinthians venceu os 2 jogos). Agora, mesmo sendo uma fase inicial, as duas estão muito próximas, o torneio acabou de começar”, apontou.

A falta de “caráter decisivo” do confronto motivou Tite até a lembrar passagens tristes diante do rival para apontar o que esperava do duelo de domingo.

“Acredito em equilíbrio, que com posse de bola você tem mais chance de ir bem. Não se pode abrir mão da essência do futebol, que é a qualidade técnica. É ali que se decide. Momento do talento com a bola e da marcação sem ela”, concluiu.













10/06/2016 18h55

Presidente do Timão critica Dérbi sem visitante
Roberto de Andrade diz que decisão não acaba com a violência e revela caso de emboscada de san7istas a corinthianos "O futebol caminha para o fim"


Por Marcelo Braga

Na antevéspera do primeiro clássico que o Corinthians jogará fora de casa sem poder contar com a presença de sua torcida, por medida solicitada pelo Ministério Público à Federação Paulista de Futebol após casos de violência no Paulistão, o presidente Roberto de Andrade veio a público para se posicionar contra a decisão, e garantir que o clube tentou derrubá-la. Neste domingo, o Timão joga o derby, às 16h, na casa da construtora, pelo Brasileirão.


– É uma situação inusitada ser proibido de assistir a um jogo de futebol, para o corintiano é a morte, lamentamos. O prejuízo emocional é grande, o torcedor vibra, empurra, sofre. Jogaremos aqui do lado e o torcedor não pode comparecer porque alguém achou que seria prejudicial. Enfim, vamos acatar e acolher – lamentou o presidente.
Roberto de Andrade deu entrevista no Corinthians ao lado do técnico Tite (Foto: Marcelo Braga)

Segundo Roberto de Andrade, o departamento jurídico do Timão tentou reverter a decisão anunciada ainda em abril pela Secretaria de Segurança Pública, mas sem efeito.


– Se eu tivesse poder para mudar, mudaria ontem. Fizemos todos os esforços para que isso não ocorresse. Falamos em todas as instâncias do judiciário para tentar reverter, sem resultado. É uma medida descabida. Um desrespeito ao torcedor, ao cidadão. Se fosse resolver a violência do país, a gente contribuiria sem problemas. Acho muito triste, fico sentido pelo torcedor. Tentei de todas as formas, em todas as instâncias. Mas temos de acatar a decisão judicial.


Durante a coletiva, Roberto de Andrade citou um episódio que não ganhou notoriedade para sustentar seu argumento de que a violência fora dos estádios não acaba com a torcida única. Segundo o dirigente, torcedores do Santos fizeram uma emboscada a corintianos no clássico de1º de junho, quando o Timão venceu por 1 a 0. Em clássico que só corintianos compareceram.


– Não foi noticiado, mas no jogo Corinthians 1x0 s7os teve emboscada com a torcida do Corinthians e foram seis para o hospital. E dentro do estádio não tem problema nenhum, a Polícia sabe o que fazer, eles chegam por estações diferentes. Essa é uma medida prática, curta, que não vai resolver. O futebol caminha para o fim – reclamou.

Sobre o Dérbi deste domingo, Roberto afirmou que se trata do clássico mais importante do país.


– É o maior clássico da cidade e o maior do Brasil, para mim. Pelo volume de gente, o grupo de jogadores de cada time, pela rivalidade já centenária, é o maior clássico do Brasil. Independente do momento que cada um esteja vivendo, é um jogo nervoso – analisou.









10/06/2016 19h49

Corinthians aguarda sinal do Porto para anunciar venda de zagueiro Felipe por 25 milhões
Com zagueiro negociado com equipe portuguesa, Presidente do Timão mantém cautela e não crava data para saída


Por Marcelo Braga
Felipe vive expectativa de ser negociado, que está próxima (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Após negociação praticamente fechada com o Porto por 25 milhões, o Corinthians só tem uma dúvida em relação ao zagueiro Felipe: se o último jogo dele pelo Timão será o derby, às 16h (horário de Brasília), fora de casa. A indefinição vai persistir por mais alguns dias dentro do clube.

De acordo com o presidente Roberto de Andrade, ainda há pendências a serem tratadas com o clube português antes de Felipe ter a data de despedida confirmada por todas as partes.


– Não tem data acertada para ele sair, temos de acertar tudo. Na semana que vem vamos finalizar. Não dá para cravar que é o último jogo. Pode ser ou não. Na Europa estão de férias, voltam no início de julho. Vamos aguardar – disse Roberto de Andrade.


O Corinthians vai faturar cerca de R$ 24 milhões com a contratação – o clube tem 100% dos direitos econômicos de Felipe. O jogador tem evitado falar sobre o assunto, mas o técnico Tite admitiu que ele perdeu a concentração no período de negociações com o Porto.


– A situação do Felipe chegou a atrapalhar, chamamos ele para conversar. Ele humanamente desconcentrou, o nível de treino baixou. Chamei ele na sala, conversamos e ele retomou, administrando de uma forma mais tranquila – contou o técnico.


Durante a entrevista, Tite afirmou que Felipe será o capitão do Corinthians no clássico. Despedida ou não, o zagueiro vai chegar aos 113 jogos pelo clube.








Sem dar pistas sobre time titular, Tite espera grande jogo entre “duas extraordinárias equipes”

Dúvidas sobre a equipe do Corinthians que entrará em campo contra o Palmeiras no domingo devem permanecer, já que o treino deste sábado (11) será fechado à imprensa


18h50 10/06/2016 - Agência Corinthians


Tite não deu nenhuma pista sobre essa projeção da equipe, definição deve acontecer no último treino da semana no sábado (11), que vai acontecer com portões fechados

© Daniel Augusto Jr/Agencia Corinthians


O elenco do Corinthians fez nesta sexta-feira (10) o penúltimo treino de preparação para o clássico contra o Palmeiras, que acontecerá neste domingo (12), às 16h, no Allianz Parque, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro 2016. Tite falou com a imprensa após a atividade e projetou a partida deste fim de semana. De acordo com o técnico, se um Derby normal já é importante, quando os dois rivais estão na parte de cima da tabela, como neste momento, o duelo ganha ainda mais visibilidade. A expectativa do comandante alvinegro é de que as equipes proporcionem um espetáculo dentro de campo.

“Espero que seja um grande jogo, duas extraordinárias equipes. Que seja forte, bonito. Se for 3 a 3 como já foi, emocionante com qualidade. Duas equipes que mais atacam, mais efetivas do Brasil, melhor média de gol”, afirmou Tite.

Com uma semana inteira de preparação para o clássico, o técnico do Corinthians explicou o cronograma que os jogadores seguiram. “A primeira etapa da semana foi para atletas que não vinham na sequência de jogos. Para os outros, foi de recuperação. No meio da semana, começamos a projetar a equipe”, relatou.

Porém, Tite não deu nenhuma pista sobre essa projeção da equipe. A definição deve acontecer no último treino da semana, deste sábado (11), que vai acontecer com portões fechados para a imprensa. Por isso, as dúvidas sobre o time titular para o Derby devem permanecer até momentos antes do clássico










CORINTHIANS TEM HORÁRIO DE JOGO ALTERADO
confronto entre Corinthians e Santa Cruz foi alterado para às 21h do próximo dia 25 na Arena Corinthians





Guilherme treina e deve reforçar o Corinthians no derby de domingo


O meia Guilherme treinou sem limitações na tarde desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, e deve ser titular na partida de domingo, às 16h (de Brasília), fora de casa, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O jogador não treinava com bola há duas semanas, apenas participando de trabalhos na academia e jogos. Nesta semana, reclamou de dores no joelho direito, mas agora parece estar em perfeitas condições para atuar.

Dessa forma, a formação do Corinthians que encara o Derby será Walter; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian, Bruno Henrique, Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto; Luciano. Danilo, que substituiu Guilherme nos últimos treinamentos, ficará no banco de reservas.

O trabalho consistiu em um aquecimento de cerca de 20 minutos, logo após os jogadores participarem de uma ação com crianças da Associação de Pais e Amigos de Especiais (Apae), já com a presença de Guilherme. O camisa 10, na sequência, se juntou aos companheiros para um trabalho de finalizações, separando ataque e defesa.

Na ocasião, quem se destacou foi o atacante Luciano, mostrando bom aproveitamento tanto nos chutes de fora da área quanto nas cabeçadas. O jogador, que não marca desde o dia 16 de agosto do ano passado, está confirmado como titular para o embate no Palestra.

Depois de mais de 40 minutos trabalhando chute a gol, Tite liberou os jogadores para um “rachão” na parte final. Bastante descontraído, o duelo entre os times capitaneados por Guilherme e Felipe, respectivamente, acabou empatado por 3 a 3, com o tento marcado por Felipe no último lance.

Jogadores que sofreram mais com o desgaste físico, como o lateral direito Fagner, o volante Cristian e o meia Marquinhos Gabriel, não participaram da última sessão. Liberados, foram para a parte interna e realizaram um último reforço muscular antes do Derby.

Neste sábado, Tite fará o tradicional trabalho tático para definir os 11 titulares. Como não quer dar pistas para o adversário, ele realizará um treinamento fechado para a imprensa e só depois vai liberar a lista de relacionados para o jogo.









O treino deste sábado do Corinthians será fechado no CT Joaquim Grava. A tendência é de que Guilherme jogue, mas Tite adota o mistério às vésperas do clássico.


Tite faz mistério no Timão para Dérbi
Yago deve retornar à equipe titular. Já o camisa 10, Guilherme, treinou pela primeira vez na semana. Tite adia definição do time


Corinthiano meia Guilherme está recuperado de dores no joelho direito (Foto: Daniel AugustoJR/Corinthians)

O Corinthians deverá ter o seu camisa 10 no derbi, domingo, 16h. Recuperado de dores no joelho direito, o meia Guilherme treinou pela primeira vez na semana nesta sexta-feira e trabalhou junto dos demais titulares da equipe. O técnico Tite, porém, preferiu não confirmar o time que inicia a partida pela sétima rodada do Brasileirão.

- O Guilherme ficou fazendo no dia anterior um trabalho específico com fisioterapeuta, de transição, e não sentiu nada. Ele treinou hoje (sexta-feira), mas não teve problema maior. Prefiro confirmar a escalação depois. Vou definir a equipe a partir de amanhã (sábado), não sei se vou externar - disse o treinador, antes de explicar a razão de sua medida.

- O Cuca trabalha a equipe em cima do adversário, então me dou esse direito. Não vou externar. Tem momentos especiais, entendo que esse é um deles e não vou repassar escalação - disse, aos risos, o treinador alvinegro.

Assim, se Guilherme voltar, a única baixa do Timão no Dérbi deve ser o zagueiro Vilson, que ainda se recupera de edema muscular na coxa direita. Desfalque na vitória do Corinthians por 2x1 sobre  Coritiba, no último sábado, ele não trabalhou no campo nos últimos dias e está vetado para o duelo.

Embora Tite não tenha organizado um trabalho tático nesta sexta, ele indicou a provável escalação. O Corinthians deve ir a campo com: Walter; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian, Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Guilherme e Marquinhos Gabriel; Luciano.

Jogadores de meio e ataque treinaram separadamente dos atletas de defesa nesta sexta. O quarteto ofensivo, por exemplo, trabalhou jogadas de mano a mano: Marquinhos tabelando com Guilherme, e Luciano com Giovanni. Tite permaneceu a maioria do tempo entre os dois campos, observando o trabalho dos jogadores ofensivos e defensivos.

O Corinthians completa a preparação para o Dérbi neste sábado, às 9h30, e logo depois inicia concentração para a partida


















Fim das coletivas.
Roberto sobre Danilo e Bruno Henrique: "Bruno já falou que não existe nada. Estamos conversando com ele, praticamente quase feito. Danilo vamos conversar mais para frente"

Tite: "Passeis uns quatro cinco jogos sem namorar. Ainda bem que ganhamos (risos). Espero que seja um grande jogo, duas extraordinárias equipes. Que seja forte, bonito. Se for 3 a 3 como já foi, emocionante com qualidade. Duas equipes que mais atacam, mais efetivas do Brasil, melhor média de gol"

Tite: "Hoje chamei Léo (zagueiro que subiu da base) e falei: está saindo o Felipe. Quando ele chegou, tinha problema de condicionamento. Foi para o Mundial porque trabalhava muito"



Tite concorda: "Técnico não quer, técnico participa. Existem hierarquias. Tem executivos, presidente. Não é só a vontade do técnico. O Corinthians é organizado"
Roberto: "A gente tem errado quase nada nas contratações. Isso é trabalho do Cifut e da comissão. Temos uma centena de nomes. Se acharmos que precisamos de um lateral, temos uma lista que podemos trazer se for bom comercialmente"



Roberto: "Aqui no Corinthians ninguém faz lista, existe um trabalho de um departamento no Cifut, fazemos análise todos os dias, sempre existe um jogador em evidência que está na mesa do professor, da comissão para avaliarmos. Não significa que vamos contratá-lo. Pode ser que busquemos só depois. Há nomes que Tite nos indica para olharmos, fazer acompanhamento para depois definirmos"

Tite sobre Camacho, Rildo e Isaac: "Não dá para programar quando poderemos usá-los. Por exemplo. Precisávamos de velocidade contra o Sport, usamos Lucca. Precisávamos de físico contra o Coritiba, usamos o Danilo. Estou usando o Camacho de lateral também, é versátil, isso vai ajudá-lo a ser utilizado em uma oportunidade ou outra"

Roberto de Andrade: "É o maior clássico da cidade e do Brasil"

Roberto: "Cássio é atleta do Corinthians, tem contrato até 2019"
 Roberto : "É um privilégio jogar em casa, tem a cultura de que quem joga em casa tem obrigação de ganhar. Mas nosso grupo vai se superar"
Tite: "Acredito em equilíbrio, na qualidade técnica dos atletas. Existe o momento do talento e o momento da organização"

Roberto: "Cássio é atleta do Corinthians, tem contrato até 2019"
Roberto: "É uma situação inusitada ser proibido de assistir um jogo de futebol, para o corintiano é a morte, lamentamos. O prejuízo emocional é grande, o torcedor vibra, empurra, sofre. Jogaremos aqui do lado e o torcedor não pode comparecer porque alguém achou que seria prejudicial. Enfim, vamos acatar e acolher"
17:31
"Não dá para quantificar, é uma situação inusitada que a gente vai passar. Ser proibido de ver um jogo é uma coisa de morte para o corintiano", volta a lamentar Roberto de Andrade, sobre torcida única.
Tite: "A situação do Felipe chegou a atrapalhar, chamamos ele para conversar. Ele humanamente desconcentrou, o nível de treino baixou. Chamei ele na sala, conversamos e ele retomou, administrando de uma forma mais tranquila. Mas não é o caso agora"
17:30
Negociações influenciam em campo, Tite? "A do Felipe há algum tempo atrapalhou, e eu chamei para falar com ele. Chamei o Eduardo (Ferreira, diretor adjunto de futebol). Quando essas negociações aconteciam, o Felipe desconcentrou. Chamei ele na minha sala, falamos a respeito, ele entendeu também, administrou, retomou seu foco. A gente via que o desempenho dele no treinamento não era igual. Não é o caso agora."


Roberto, sobre contratações: "Caso apareça alguma oportunidade, coisa pontual, é o que vamos trazer. Não enxergamos nenhuma necessidade. Manter o mesmo grupo e pontualmente pode aparecer algo que nos agregue. Não buscamos nada"

Tite sobre jogo único: "Lamento muito, o que era para ser espetáculo acaba sendo o cercear pessoas, não estou entrando no mérito. Lembro que veio uma pessoa do Ministério Público e disse: "Não falem nada, qualquer manifestação que vocês fazem pode ter assassinato". Eu ficava pensando nisso, A gente vê que a coisa é ampla, social, de má educação, corrupção e valores."

17:24
Tite evita traçar paralelos entre a equipe de agora com a de 2015: "Não dá para comparar etapas e grupos diferentes, são características, sistemas, atletas diferentes. Vai ter que chegar no ano e ver como evoluiu, se consolidou..."
Tite compara os times: "Posso falar a nosso respeito Do que lembro, do clássico mais jogado que tivemos foi o 2 a 2 (semifinal do Paulistão de 2015). Sou privilegiado, participo de mais um dos maiores clássicos do Brasil"

17:23
"Todo e qualquer jogador bom interessa, mas não existe negociação com nenhum jogador. Existe especulação por conta de o Felipe estar saindo. Aí todo mundo entende que tem que vir um zagueiro. Mas também não precisa contratar", fala o mandatário sobre a possível busca por um zagueiro.


17:21
"O que houve é a coisa mais comum do mundo no futebol. Alguém deixa de ser titular e passa a ser reserva, nada a mais que isso. Não vamos fazer uma tempestade. O ambiente do Cássio com os outros é o melhor possível", declara o presidente do Timão.


17:20
Roberto de Andrade é perguntado sobre reforços: "Estamos pensando em fortalecer o grupo, mas não tem prioridade. Corinthians não está atrás de nenhum atleta, não existe negociação com ninguém. Oportunidades são oportunidades, mas o Corinthians não busca nada."

17h23
Roberto: "Não existe nada com jogador do Sporting, nem com Naldo. A especulação é pela saída do Felipe. Pode até vir alguém, mas hoje não há nada"

Tite: "Quando as equipes estão na parte de cima da tabela em reta final, tem caráter decisivo. Exemplo: nós e Atlético-MG em 2015, era emblemático. Agora, pelos dois estarem próximos, é jogo importante"

17h20
Roberto: "Vocês não ouviram da boca do Cássio, nem da minha, nem do Tite. Só pode falar quem está aqui dentro. Essa coisa de não ter ambiente não existe. A coisa mais comum do mundo alguém passar a ser reserva e depois ser titular. Não vamos fazer tempestade. Tudo normal"

Roberto: "Não existe prioridade de compra nenhuma, pensamos em fortalecer, nossa prioridade é manter nosso elenco. Não estamos atrás de nenhum atleta, tudo é especulação, não existe negociação nenhuma. Não buscamos nada"

Jogaria Vilson 100% ou Yago? "Não sei, os treinos iam mostrar. Vilson machucou em prol de uma vitória da equipe, contra o Santos já estava sentindo, eu chamei o André para substituir, ele viu, mediu que podia segurar a dor, talvez tenha agravado, e deixou a substituição ofensiva. Custou a saúde do atleta. Quem ia jogar, não sei, mas ele se doou muito pela equipe"


Tite, sobre o treino fechado: "As duas (física e tática). Cuca trabalho em cima do adversário, então me reservo no direito de fechar. Alguns momentos são especiais e entendo que esse seja"
17h18
"Acho muito triste, fico sentido pelo torcedor. Peço desculpas ao torcedor, mas o Corinthians não tem o que fazer, tentei de todas as formas, em todas as instâncias. Mas temos de acatar a decisão judicial"

Jogaria Vilson 100% ou Yago? "Não sei, os treinos iam mostrar. Vilson machucou em prol de uma vitória da equipe, contra o Santos já estava sentindo, eu chamei o André para substituir, ele viu, mediu que podia segurar a dor, talvez tenha agravado, e deixou a substituição ofensiva. Custou a saúde do atleta. Quem ia jogar, não sei, mas ele se doou muito pela equipe"

"Não foi noticiado, mas no jogo contra o Santos teve emboscada com a torcida do Corinthians e foram seis para o hospital. Fora do estádio é qualquer um, e dentro do estádio não tem problema nenhum, chegam por estações diferentes. É medida prática, curta, que não vai resolver. Fizemos tudo para tentar reverter. Futebol caminha para o fim. Segurança pública tem que tomar atitudes"

Roberto sobre torcida única: "Se eu tivesse poder para mudar, mudaria ontem. Aproveitando, queria passar para o torcedor que fizemos todos os esforços para que isso não ocorresse. Falamos com as instâncias do judiciário para tentar reverter, sem resultado. É uma medida descabida um jogo com torcida única. Desrespeito ao torcedor, ao cidadão. Se fosse resolver a violência do país, contribuiria"

17:14


Giovanni Augusto atende a criançada depois do fim do treino

Roberto: "Não tem data acertada para ele sair, temos de acertar tudo. Na semana que vem vamos finalizar. Não dá para cravar que é o último jogo. Pode ser ou não. Na Europa estão de férias, voltam no início de julho. Vamos aguardar"

17:13

Segundo Roberto de Andrade, Felipe pode fazer a despedida do Timão neste domingo. Contudo, ele tem chances de atuar por mais jogos, segundo o mandatário.


17:13

Agora, técnico fala sobre a defesa, que não terá Vilson: " O Felipe é o capitão da equipe. Ele tem capacidade de ficar voltado para o jogo, depois é com a direção. Já o Yago é um cara muito centrado, estou muito tranquilo com a participação dele no jogo."



Tite: "Felipe é o capitão da equipe no domingo, merece não apenas pelo lado atleta, mas lado conduta, lado pessoal. Estará voltado ao jogo e depois é com ele e direção. Yago é centrado, estamos tranquilos pelos treinos com ele"

Tite sobre Guilherme: "Guilherme fez no dia anterior trabalho de transição, já sem sentir nada. Treinou normal hoje, não vejo problema maior, mas vou confirmar a equipe depois. A partir de amanhã. Não sei se vou externar de forma pública, será treino fechado"
Tite sobre a semana cheia: "A primeira etapa da semana foi para atletas que não vinham na sequência de jogos. Os outros foi de recuperação. No meio da semana começamos a projetar a equipe"




Roberto sobre Felipe: "Estamos bem encaminhados, faltam alguns detalhes. Em mais alguns dias estará definido"


Roberto de Andrade diz que não veio falar de nada específico: "Bom para esclarecer algum assunto que vocês tenham necessidade. Sempre tem mentiras"







TREINO DO CORINTHIANS:


Fim do rachão! Fim do treino! Hoje falam Tite e o presidente #trsccp

Guilherme é um dos que participa do rachão. Ou seja, tá pronto para o Dérbi #trsccp


16:52
Daqui a pouco acompanharemos as entrevistas coletivas de Tite e do presidente do Corinthians, Roberto de Andrade

Cristian e Marquinhos foram poupados do rachão #trsccp


16h40
Dia de rachão no CT #trsccp





16H36 Jogadores seguem divididos em dois campos, realizando trabalhos distintos #trsccp
Matheus Pereira segue treinando. Vai para o Juventus na janela #trsccp 

Matheus Pereira e Léo Príncipe são chamados para completar o treino dos titulares de ataque, cruzando bolas 

Guilherme mostra boa recuperação. Danilo, testado ontem entre os titulares, treina com os reservas.  #trsccp



16:30
Quarteto ofensivo trabalha jogadas de mano a mano. Marquinhos tabela com Guilherme, e Luciano, com Giovanni Augusto



16h26 Tite inverte os trabalhos. Quarteto titular faz finalização #trsccp

16h25 Romero com bom desempenho no treino dos reservas. Paraguaio acertou quase todos os chutes 

16:19


Marquinhos Gabriel treina pelo lado esquerdo. Tite fica entre os 2 campos, observado defensores e atacantes 

16:16
Timão: Walter, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Cristian, Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto; Luciano


16:16
Jogadores de meio e ataque em um campo, defensores em outro. Treino tático deve ficar para amanhã, véspera do clássico.


16:16

Guilherme treina com os outros meias titulares. É a primeira atividade dele na semana. Corinthians não deve ter surpresas domingo.

Demais jogadores de meio e ataque treinam chute a gol: André, Lucca, Romero... #trsccp
Goleiros do dia: Walter, Cássio, Caíque França e Zé Guilherme #trsccp

16h10
Em outro, os demais jogadores: Cristian, Bruno Henrique, GiovanniAugusto, Guilherme e Marquinhos Gabriel; Luciano #trsccp
16:09

Vilson não treina mais uma vez. Está vetado para o clássico por conta de edema na coxa direita. Yago volta ao time após quase 40 dias.
Tite separa o elenco em dois campos. Em um deles, a defesa titular: Fagner, Felipe, Yago e Uendel #trsccp

Tite separa o elenco em dois campos. Em um deles, a defesa titular: Fagner, Felipe, Yago e Uendel #trsccp

Fim do aquecimento #trsccp




Hoje Tite e o presidente Roberto de Andrade falarão com a imprensa #trsccp


Luciano pintou no campo #trsccp16h04

Luciano é o único titular que não participa do aquecimento. Faz trabalho interno, mas deve ir para o campo depois #trsccp 16h

15h57

Vilson segue como ausência no campo. Tem edema na coxa e faria exames hoje. Não deve ir para o Dérbi #trsccp
15h55

Olha o Guilherme aí #trsccp


15h50

Guilherme levou uma pancada no joelho contra o Coritiba, mas está fazendo tratamento intensivo para jogar #trsccp


A boa notícia é: Guilherme está no campo e vai treinar. À Rádio Globo, disse que vai estar no Dérbi se não sentir dores hoje #trsccp


Mais um registro dos jogadores sem chuteiras #trsccp

15h47

Felipe foi bastante assediado pelas crianças. Ele está a caminho do Porto #trsccp

Jogadores tiraram as chuteiras antes do treino para divulgar o teste do pezinho, em ação junto com a Apae #trsccp

Boa tarde! Começa o treino desta sexta-feira no Corinthians #trsccp












Tite concede entrevista coletiva após o treino de hoje. O presidente Roberto de Andrade também atenderá a imprensa  15h45






Corinthians ‏@Corinthians  49 minHá 49 minutos
Goleada histórica do #Corinthians sobre o Palmeiras em 1997: 5 a 2, com três de Donizete Pantera! #VaiCorinthians





Corinthianos campeões da Copa do Brasil Sub-17 são convocados para Seleção Brasileira Sub-18

O zagueiro Franklin, o meia Fabricio e o atacante Zé Gabriel foram chamados pelo técnico Carlos Amadeu para uma semana de treinamentos na Granja Comary
CORINTHIANS CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL SUB 17- 2016
14h00 10/06/2016 - Agência Corinthians

Na última quinta-feira (09), o Departamento de Seleções da CBF divulgou uma lista de convocados pelo técnico Carlos Amadeu para a Seleção Brasileira Sub-18, que treinarão por uma semana na Granja Comary, em Teresópolis, no Rio de Janeiro. Três campeões da Copa do Brasil Sub-17 com o Corinthians foram chamados: o zagueiro Franklin, o meia Fabricio e o atacante Zé Gabriel.

Todos os meninos convocados nasceram no ano de 1999. Atletas nascidos em anos ímpares geralmente são chamados apenas quando chegam à categoria sub-20. Por isso, a CBF resolveu começar, desde já, a dar a vivência com a camisa amarelinha para esses jovens.

“Estamos buscando preencher uma lacuna com esta convocação”, explicou Erasmo Damiani, coordenador das categorias de base da CBF, ao site oficial da entidade. “Como as competições oficiais são disputadas em anos ímpares, geralmente as equipes Sub-15 e Sub-17 têm jogadores nascidos em ano par. Quando chega no Sub-20, o menino costuma ter pouca experiência de Seleção”, complementou.

“É uma importância muito grande ser convocado para a seleção do nosso país”, exaltou Fabricio, que usará a amarelinha pela primeira vez na carreira. “Gostaria de agradecer ao Corinthians, por proporcionar todas as oportunidades que eu venho tendo, e à minha família, que me apoiam sempre e ficaram felizes demais com a convocação”, acrescentou.

Franklin, que também foi convocado pela primeira vez, ficou surpreso com a notícia. “Eu estava na loja da minha mãe esperando dar a hora de eu ir para a escola. De repente, olhei meu celular e vi mensagens do Vitinho, Roni e Dú [também campeões da Copa do Brasil Sub-17] me dando parabéns. Aí, fui ver a convocação”, relatou o zagueiro, que se parece com Gil, ex-defensor do Timão. “Na hora, eu fiquei tremendo e curti com a minha família”, falou.

“Assim que eu fiquei sabendo da convocação, liguei para os meus pais para comemorar com eles”, contou Zé Gabriel, que é sergipano e é mais um estreante na seleção. “Essa é uma prova que, apesar de ser de um estado pequeno, é possível chegar lá. Só tenho a agradecer ao Corinthians, que está me proporcionando este momento único”, disse.

Franklin, Fabrício e Zé Gabriel se apresentam no Hotel Lynx, no Rio de Janeiro, no dia 19 de junho, às 10h.




Fazendinha será centro de treinamento para seleções de futebol no Rio 2016

Campo no Parque São Jorge será reformado pelo Comitê Organizador para receber treinos das seleções de futebol que jogarão na Arena Corinthians durante as Olimpíadas


13h45 10/06/2016 - Agência Corinthians




Além de um campo reformado, o clube do Parque São Jorge receberá como legado materiais de treino de futebol

© Divulgação


O estádio da Fazendinha, no Parque São Jorge, foi escolhido como um dos Centros de Treinamentos para as seleções masculinas e femininas de futebol que vão jogar em São Paulo durante os Jogos Olímpicos Rio 2016.

O campo alvinegro receberá as seleções masculinas da Colômbia, Nigéria, África do Sul e Iraque e as femininas da Alemanha, Zimbábue, Canadá e Austrália, que farão partidas da primeira fase do torneio de futebol em outro palco corinthiano: a Arena Corinthians.

Para abrigar as seleções, o campo da Fazendinha já está passando por uma reforma na parte estrutural do gramado, custeada pelo Comitê Organizador do Rio 2016, que começou em 23 de maio e será feito até o dia 23 de julho – a sala de fisioterapia e a Academia Corinthians também estão sendo reformadas. Em contrapartida, o Corinthians cederá o local para o trabalho das equipes durante as Olimpíadas.

Além de um campo reformado, o clube do Parque São Jorge receberá como legado materiais de treino de futebol, como barreiras móveis, entre outros.

O Corinthians no Rio 2016

A inclusão da Fazendinha como Centro de Treinamento do futebol do Rio 2016 amplia a participação do Corinthians nos Jogos Olímpicos.

Cinco nadadores do clube vão disputar as Olimpíadas pelo Brasil: Leonardo de Deus (200m costas e 200m borboleta), Brandonn Almeida (400m medley e 1.500m livre), Felipe França (100m peito), Thiago Simon (200m peito) e Natalia de Luccas (revezamento 4x100m medley), formando a maior delegação alvinegra da história da natação do Timão em uma edição das Olimpíadas.

Quatro atletas do Corinthians/Americana foram pré-convocadas pela Seleção Brasileira de basquete feminino: as armadoras Babi e Joice e as pivôs Gil e Damiris, que participarão de treinos até a definição da lista final de 12 jogadoras.

Já a Arena Corinthians será um dos sete estádios que serão utilizados nos torneios masculino e feminino de futebol do Rio 2016. O estádio do Timão receberá 10 partidas, incluindo uma semifinal masculina e a disputa pela medalha de bronze feminina.







CORINTHIANS NAS OLIMPÍADAS 2016
Fazendinha, do Corinthians, será CT de seleções do futebol no Rio-2016

10.06.16 - 15h07
Além de ceder a Arena Corinthians para receber jogos de futebol dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o Corinthians também vai colaborar com o grande evento ao ceder a Fazendinha para servir de centro de treinamento para seleções masculinas e femininas.

O estádio, localizado no Parque São Jorge, vai atender às seleções masculinas da Colômbia, Nigéria, África do Sul e Iraque e às equipes femininas da Alemanha, Zimbábue, Canadá e Austrália. São times que jogarão na Arena Corinthians na primeira fase do torneio de futebol olímpico.

Para tanto, o campo da Fazendinha, atualmente sem atividades do futebol profissional, passa por reformas. Já estão sendo feitos ajustes no gramado, na sala de fisioterapia e na Academia Corinthians. Tudo será custeado pelo Comitê Organizador do Rio-2016. A reforma teve início no dia 23 de maio e será finalizado até o dia 23 de julho.

Como contrapartida por ceder o espaço, o Corinthians vai herdar a estrutura reformada, assim como materiais de treino de futebol, como barreiras móveis, por exemplo.
A Arena Corinthians será um dos sete estádios que vão receber jogos de futebol na Olimpíada. Serão dez partidas no local, entre jogos das seleções masculinas e femininas.


































CORINTHIANS RECEBE 350 MIL SOBRE VENDA DE SEU EX VOLANTE NILTON POR SER CLUBE FORMADOR
 Corinthians receberá R$ 350 mil pelo mecanismo de solidariedade da FIFA por ser o clube formador do volante Nilton. Apesar de não ser um alto valor, as cifras ajudarão em relação ao deficits mensais do clube. Segundo Emerson Piovesan, o deficit do Alvinegro por mês é bem menor que a do ano passado já que atualmente é de R$ 500 mil.

“O Corinthians está bem mais próximo do equilíbrio hoje do que na temporada passada. Tanto é que temos um déficit mensal de aproximadamente R$ 500 mil, contra mais de R$ 3 milhões por mês no ano passado”, explica o diretor de finanças do Corinthians em entrevista ao Blog do Jorge Nicola.

Nilton iniciou sua carreira no Corinthians e foi revelado pelo clube em 2006. Ficou na equipe até 2008 e foi vendido









CORINTHIANS PERTO DE ANUNCIAR VENDA DE ZAGUEIRO FELIPE POR 25 MILHOES AO PORTO, ELE DEVE FAZER ÚLTIMO JOGO PELO CORINTHIANS NESTE DOMINGO











CORINTHIANS HOJE 

10/06 - Sexta-feira

15h30 - Treino no CT Dr. Joaquim Grava






















10/06/2016 10h04

Reforços: veja como o Corinthians vai investir o dinheiro da venda de Felipe
Timão se divide entre contratar um jogador de peso para substituir o zagueiro ou apostar em um atacante renomado para acabar com a carência ofensiva da equipe


Por Carlos Augusto Ferrari



Roberto de Andrade e Eduardo Ferreira busca reforços (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

Os cerca de R$ 24 milhões que arrecadará com a venda do zagueiro Felipe para o Porto ficarão pouco tempo nos cofres do Corinthians. Em busca de fortalecer o elenco para brigar pelo título brasileiro novamente, o Timão investirá boa parte do dinheiro na contratação de novos jogadores. O problema é que não há caixa para duas grandes opções.

Dirigentes corintianos discutem nas últimas semanas qual o melhor planejamento: apostar na chegada de um zagueiro renomado para substituir Felipe à altura ou concentrar as negociações em um atacante de peso, capaz de resolver de uma vez por todas os problemas ofensivos da equipe.


Por conta disso, o Corinthians trata com cautela o interesse no zagueiro Naldo, do Sporting. Em um contato inicial, os portugueses pediram € 5 milhões (R$ 19,2 milhões) por parte dos direitos econômicos, valor considerado muito alto pelo Timão. A negociação só avançará se o preço cair ou se a equipe europeia aceitar um empréstimo, condição que não parece provável neste momento.


Uma ala da diretoria gostaria de colocar em prática uma velha estratégia de contratar jogadores menos conhecidos, mas com potencial de crescimento. Isso foi feito com o próprio Felipe, vindo do Bragantino em 2011. O Timão gastaria menos e daria chance para que a dupla formada por Yago e Balbuena se firmasse. O elenco ainda conta com Vilson e os garotos Pedro Henrique e Léo Santos.

A maior parte dos diretores e dos integrantes da comissão técnica avalia que o Corinthians deveria investir em um atacante. André é elogiado internamente, mas enfrenta forte resistência da torcida e precisará de tempo para apagar a má impressão deixada com o pênalti perdido diante do Nacional, do Uruguai, pela Libertadores.


As outras opções não empolgam. Luciano vive má fase, não fez gols nesta temporada e pode até ser negociado no meio do ano. Sem muitas chances, o paraguaio Romero já cogita deixar o Timão na próxima janela de transferências. O clube, aliás, dificilmente colocará obstáculos caso o jogador receba ofertas.

O Corinthians olha bastante para o mercado sul-americano de atacantes. O nome que mais agrada aos dirigentes é o de Marco Ruben, ídolo do Rosario Central. Nico López, do Nacional, e Gustavo Bou, do Racing, são outros jogadores bem avaliados pela direção alvinegra. Até agora, nenhuma conversa avançou.


Além do dinheiro de Felipe, o Corinthians pode arrecadar outras quantias na janela de transferências que se abre no próximo dia 20. Fagner, Cássio, Elias e Romero estão cotados como os jogadores que provavelmente receberão ofertas.











10/06/2016 09h25

Das críticas ao gol: Bruno Henrique se renova e mira futuro no Corinthians
Volante passa por momento inédito no clube após eliminações do primeiro semestre, mas se recupera em nova função; ideia é permanecer no Timão com contrato novo


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga

Bruno Henrique vive nova fase no meio-campo (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)


O volante 
Bruno Henrique foi um dos alvos de protestos Perto de renovar contrato até o fim de 2018, Bruno ainda viu as negociações travarem – ele ainda não assinou o novo vínculo. O belo gol em Corinthians 3x0 Ponte Preta, pelo Brasileirão, foi o início da virada –

– O gol em si é muito bom. Para a equipe e para mim, deu mais confiança. Aquele momento foi importante, fazer um gol para ganhar essa confiança, motivação. Tudo isso sempre melhora. Estava arriscando mesmo quando jogava de primeiro volante, mas não estava acertando. É uma característica. Vou continuar treinando e tentando. Até acertar de novo (risos) – disse Bruno.

Aos 26 anos, o jogador tem 110 jogos e quatro gols com a camisa alvinegra. Nunca foi dos mais badalados do elenco, mas sempre teve moral elevado com Tite. Substituto de Ralf no início do ano, ele encarou tarefa difícil em nova função, mas não se eximiu de responsabilidade. Agora, como segundo volante, sua posição de origem, o futebol voltou a deslanchar.


Em 20 minutos de conversa com a reportagem do GloboEsporte.com, o volante falou sobre seu momento no clube, entre outros assuntos. Como encarou as críticas, o que fez para superá-las, a expectativa de ficar no Timão por mais tempo e, claro, o derby de domingo . No Dia dos Namorados, sua mulher, Bhel, terá de esperar o resultado do Dérbi para saber se ganhará um jantar romântico.


– Se acontece um resultado ruim, é difícil sair de casa, tem a questão psicológica. Minha mulher entende, ela está tranquila. Esperamos vencer para dar esse presente de dia dos namorados e sair com a cabeça tranquila (risos) – brincou o volante.


Confira abaixo os principais tópicos da conversa:


FUNÇÃO DE PRIMEIRO VOLANTE
– Ano passado eu já estava adaptado a essa função, joguei várias vezes assim no Brasileiro. Depois tive uma lesão que me tirou de campo por bastante tempo, mas não foi novidade para mim. Foi uma adaptação tranquila, o Tite conversou comigo no início do ano e eu tinha coisas a melhorar. Primeiro volante tem de cobrir muito os meias e zagueiros. Fui crescendo ao longo dos jogos.  A confiança que o Tite me deu desde o início foi muito importante.



Bruno Henrique  (Foto: Diego Ribeiro)

CRÍTICAS
– Você erra um passe, dois passes, a torcida está no calor do jogo e acaba levando isso em conta. Procuro não filtrar essas coisas negativas. As críticas nem sempre são ruins. Sempre tento fazer o que o Tite me pede, apesar das críticas procuro sempre trabalhar mais para melhorar e não levar isso como uma coisa ruim ou pessoal. Temos de entender o lado do torcedor e não se abalar dentro de campo. É isso que faço, tento trabalhar para melhorar a cada dia.


MUDANÇA DE POSICIONAMENTO
– A função tática mudou, mas já fizemos isso em alguns jogos antes da mudança de esquema. Flutuavam dois, três jogadores no meio. Não é uma novidade, mas para mim é algo diferente. Há muito tempo eu não jogava de segundo volante. Também tem muita responsabilidade na marcação, principalmente pelo lado direito. Mas tenho um pouco mais de liberdade. O time está se encaixando, foram quatro vitórias seguidas. Estou me sentindo muito bem por jogar na minha posição de origem. Se precisar de mim como primeiro volante, jogo também.


COBRANÇAS DE FALTA
– É uma das minhas características, mas tive algumas lesões no tornozelo quando cheguei ao Corinthians. No tornozelo esquerdo, que é o de apoio, então me limitou um pouco de treinar. Sempre treino, mas se surgir uma brecha no jogo e eu me sentir bem, vou tentar pegar a bola e cobrar uma falta.

Bruno Henrique

PRIMEIRAS VAIAS NO CORINTHIANS
– Aquele momento foi ruim, nunca tinha acontecido comigo no Corinthians. Ninguém gosta de sair vaiado. Temos de tentar absorver isso. O torcedor está ali para nos apoiar, mas ele fica chateado com algumas coisas e começa a criticar. Somos profissionais e temos de absorver da melhor maneira. A vaia é ruim, mas temos de entender o torcedor e dar a volta por cima. Quando nós formos bem e ganharmos títulos, o torcedor também está ali para aplaudir. Temos de absorver tudo da melhor maneira para não deixar a concentração cair. Temos o Brasileiro e vamos dar a volta por cima para receber novamente o carinho da torcida.


RENOVAÇÃO DE CONTRATO
– Estou deixando os meus empresários cuidarem disso. É uma coisa extracampo e tento não me envolver, nem fico perguntando. É uma coisa que está encaminhada, estou tranquilo. Minha função é dentro de campo. Acredito que está encaminhado, tomara que dê tudo certo.


PERMANÊNCIA OU SAÍDA?
– Quero ficar. Temos totais condições de brigar na Copa do Brasil e no Brasileiro, minha vontade e meu foco são 100% no Corinthians. Não chegou nada para mim. O pessoal falou para eu ficar tranquilo, se tivesse qualquer coisa chegaria até mim. Quero ficar.


IRMÃO NA ITÁLIA
– Não é o momento de morar com ele (risos). Ele está feliz lá, mas estou feliz aqui também.
(Nota da redação: Douglas Corsini, irmão de Bruno, joga futsal na Itália e é naturalizado. O volante, porém, nega qualquer proposta recente de clubes italianos)
derbi
– É o maior clássico do Brasil e sempre um jogo diferente. Se vale briga pela liderança, é um jogo maior ainda. Eles estão bem, nossa equipe também cresceu muito. Pode acontecer de tudo. Estamos bem focados para fazer um grande jogo no domingo.

– Sempre que jogamos fora de casa, conseguimos ouvir a torcida do Corinthians cantar. Queríamos nosso torcedor ali perto, o fato de entrar em campo e ver a torcida ali é muito bom. É ruim não ter torcida, não é legal, mas temos de tentar absorver isso e fazer do jogo uma grande final. O torcedor sempre nos ajuda, seria muito bom tê-lo ao nosso lado.


Bruno Henrique em Corinthians 3x0 Ponte Preta: golaço ajudou em retomada no clube (Foto: Mauro Horita)











10/06/2016 07h40

Perto dos 37, do top-20 e do fim do vínculo, corinthiano meia Danilo pode ressurgir no Dérbi
Se não tiver Guilherme, dúvida para o clássico, Tite deve apostar na experiência do meia, que ocupa a 25ª posição dentre os jogadores que mais atuaram pelo Timão


Por Marcelo Braga

Danilo tem fama de decisivo. No Corinthians desde 2010, fez gols importantíssimos com a camisa alvinegra. Dos 32 marcados, 12 foram em clássicos, sendo três derbys
O último feito em Dérbi, em fevereiro de 2015, garantiu a vitória por 1 a 0 na casa rival, no primeiro encontro dos clubes no novo estádio palmeirense. E agora,como Guilherme é dúvida para a partida, pode ganhar nova chance de Tite na equipe titular.

Um dos atletas mais experientes desta edição do Brasileirão, o meia completa 37 anos na véspera do clássico. Chamado de "jogador cascudo" por Tite, esteve no Corinthians campeão brasileiro de 2011 e 2015, está na história do clube não apenas pelos vários títulos conquistados. Mas também pelo alto número de jogos.

Segundo o "Almanaque do Timão", Danilo é o 25º jogador com mais partidas com a camisa alvinegra, tendo participado de 332 jogos. Se fizer apenas mais 11 jogos no ano, pode superar Luís Carlos (zagueiro dos anos 60 e 70, que tem 333 jogos), Mauro (zagueiro dos anos 70 e 80, com 335), Eduardo (meia dos anos 80, com 336), Tupãzinho (meia dos anos 90, com 341) e Marcelo (zagueiro dos anos 80 e 90, com 342). O ex-lateral-esquerdo Wladimir, que defendeu o Timão nos anos 70 e 80, é o recordista, com 805 jogos.


Com contrato até 31 de dezembro e sem nenhuma vontade de se aposentar, pode assinar pré-contrato com qualquer outro clube a partir de julho. Dependendo de seu rendimento nos próximos meses, a diretoria pode sugerir outra renovação. Neste ano, fez 21 jogos e dois gols.


Reserva com Tite, Danilo deve ganhar chance no Corinthians neste domingo (Foto: Daniel Augusto Jr)

Confira as informações do Corinthians para o clássico:

Escalação provável: Walter, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian e Bruno Henrique; Marquinhos Gabriel, Danilo (Guilherme) e Giovanni Augusto; Luciano.
Pendurados: Bruno Henrique e Cristian
Desfalques: Matheus Vidotto, Bruno Paulo e Vilson










Última partida de Sócrates com camisa do Corinthians completa 32 anos

Em amistoso contra o Santos, da Jamaica, o eterno Doutor também balançou as redes pela última vez no Timão em 1984


10h00 10/06/2016 - Agência Corinthians



Em seis anos no Timão, Sócrates atuou em 298 partidas, marcou 172 gols e conquistou três títulos paulistas (1979, 1982 e 1983)

© Irmo Celso/Placar


Nesta sexta-feira (10), a despedida de um dos maiores ídolos da história do Corinthians completa 32 anos. Em 10 de junho de 1984, o eterno Sócrates atuou e balançou as redes pela última vez com o manto alvinegro, em amistoso realizado contra o Santos, da Jamaica.

No amistoso realizado no Estádio Nacional de Kingston, em Kingston, na Jamaica, o Timão perdeu por 2 a 1, mas a partida entrou para a história por representar o último capítulo dentro de campo do eterno camisa 8 pelo Alvinegro do Parque São Jorge.

Conhecido como “Doutor” – por ser formado em medicina – e “Magrão”, Sócrates jogou no Timão entre 1978 e 1984. Em seis anos, atuou em 298 partidas, marcou 172 gols e conquistou três títulos paulistas (1979, 1982 e 1983).

Dentro de campo, ficou conhecido pela classe com que jogava futebol, muito técnico e com uma característica marcante: os toques de calcanhar. Fora de campo, foi um ícone não só do Corinthians, mas como de todo o Brasil ao participar da abertura política que o país vivia na década de 1980.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.





































































































Formado nas categorias de base do Timão, Caíque França completa 21 anos

Atualmente no elenco profissional, o goleiro foi titular da equipe do Corinthians campeã da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2015


10h00 10/06/2016 - Agência Corinthians

O goleiro Caíque França faz aniversário nesta sexta-feira (10). Formado nas categorias de base do Corinthians e atualmente fazendo parte do elenco profissional comandado pelo técnico Tite, o arqueiro alvinegro completa 21 anos de idade.
Caíque França foi titular da equipe do Corinthians que foi campeã da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2015, a nona conquista do Timão na maior competição de futebol de base do Brasil. Depois, o goleiro foi promovido ao time profissional.


Último gol de Marcelinho Carioca no Corinthians completa 15 anos

Com 206 gols em 433 jogos, o meia é o quinto maior artilheiro da história do Timão


10h00 10/06/2016 - Agência Corinthians


No Corinthians, o ex-jogador esteve em 433 jogos e fez 206 gols, o que o coloca como o quinto maior artilheiro da história centenária corinthiana

© Pisco del Gaiso/Placar


Há 15 anos, no dia 10 de junho de 2001, Marcelinho Carioca balançou as redes pela 206ª e última vez com a camisa do Corinthians. O último gol do Pé de Anjo pelo Timão foi marcado contra o Grêmio, no estádio Olímpico, em Porto Alegre-RS, no jogo de ida da final da Copa do Brasil daquele ano. O eterno camisa 7 alvinegro abriu o placar que terminou em empate por 2 a 2.

Marcelinho Carioca é sempre lembrado pelos gols que marcou com a camisa do Timão, mas principalmente aqueles em cobranças de falta, arma letal dos pés do meia. No Corinthians, o ex-jogador esteve em 433 jogos e fez 206 gols, o que o coloca como o quinto maior artilheiro da história centenária corinthiana.

O Pé de Anjo também está na seleta lista dos jogadores que mais conquistaram títulos no Corinthians. Foram quatro paulistas (1995, 1997, 1999 e 2001), dois brasileiros (1998 e 1999), um Mundial de Clubes da FIFA (2000) e uma Copa do Brasil (1995).

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.









Dúvida no Dérbi, Guilherme embala em esquema 'qualificado' do Timão
Guilherme é peça-chave do esquema tático do Corinthians, cujo segredo é mobilidade e pouca rigidez. Camisa 10, que ainda não treinou em campo nesta semana, explica

Gabriel Carneiro

10 JUN 2016 08h27

Guilherme ainda não fez nenhum treinamento em campo nesta semana, em tratamento de dores no joelho direito. O meia é a principal dúvida do Corinthians para o derbi no próximo domingo. E não estamos falando de uma dúvida qualquer...

Titular do Timão na sequência de cinco vitórias que levou a equipe à liderança do Brasileirão, o camisa 10 é peça-chave da formação tática aplicada pelo técnico Tite nas últimas semanas. Um dos segredos deste esquema é justamente a liberdade de movimentação dada a Guilherme, que pode transformar o 4-2-3-1 em 4-1-4-1 ou até no já tradicional 4-4-2, dependendo apenas da postura do adversário e do momento do jogo. A facilidade de variação é uma proposta deste Corinthians.

– Hoje em dia não dá mais para ficar estático no campo, cumprir só aquilo, senão a marcação fica fácil. Mas quando você tem um leque de jogadores que podem fazer essa mudança, você qualifica o jogo e dá opções. Às vezes, como nos movimentamos muito, essa análise de fora, de quem está fazendo o que, é complicada. Eu, por exemplo, estou um pouco mais adiantado, mas eu não fico nessa zona de conforto, eu rodo, volto para buscar a bola... É uma forma estudada, treinada, e temos que explorar cada vez mais essa chamada indefinição – diz o atual camisa 10 do Timão.


Nesta quinta-feira, o departamento médico do Corinthians declarou que Guilherme treinará com o restante dos companheiros em campo hoje e assim estará apto para o Dérbi. Cauteloso, Tite já testou o experiente Danilo na função – o camisa 20, porém, não será exigido na recomposição.

Mais do que uma peça pela outra, Tite tem na dúvida entre Guilherme e Danilo a incerteza da aplicação de uma proposta de jogo que tem dado certo, que é a variação tática pela mobilidade. Quem joga domingo?




BATE-BOLA com GUILHERME

MEIA DO CORINTHIANS, AO L!

Você se sente mais à vontade no novo esquema? O que mudou?

Teve um ajuste, mas nada de excepcional. O Tite já sabia desde o início que eu jogava nessa função, mas eu estava marcando demais e tendo pouca produção na frente, além do desgaste. Então houve um ajuste, hoje estou um pouco mais na frente, mas sem deixar de ajudar na marcação. Nessa função consigo desarmar também, ajudar a marcação e atacar bastante, então tenho sido produtivo, ajudado, e graças a Deus dá certo.



Você disse que só veneno dava resultado rápido, lá na época das críticas. Agora está dando?

Está dando resultado sim, né? Eu tenho muita certeza da minha qualidade, do meu posicionamento, ali eu consigo exercer o que realmente gosto, de definir jogadas, dar passes, fazer gols. Eu me sentia muito simples, tinha que tocar muito de lado, mas hoje consigo ser agudo: passe para frente, finalizações, então me sinto bem à vontade, mas não confortável. Quero crescer, treinar e lutar mais ainda para melhorar.


Variações táticas dão certo por conta do bom nível do elenco?

Isso é importantíssimo, ter aí 20 jogadores com qualidade de serem titulares. Nós que estamos hoje entre os 11 temos uma pressão constante do banco, de quem quer jogar e sabemos que qualquer deslize o companheiro entra e vira titular. Todos têm que entender.



Como manter a liderança do Brasileirão?

Chegar é difícil, mas permanecer é mais. Só depende da gente vencer e mostrar a cara desse Corinthians.













NO CORINTHIANS, MEIA DANILO TERÁ FUNÇÃO BEM DIFERENTE SE FOR TITULAR

Meia aguarda definição nesta sexta-feira

Durante o treino desta quinta-feira, Tite deixou claro que o camisa 20 desempenhará uma função bem diferente do número 10 caso seja escalado no domingo. Enquanto Guilherme tem plena liberdade de movimentação ofensiva, mas com obrigação de recompor marcando os volantes adversários, Danilo não tem esta missão defensiva. A ideia é que o veterano meia se transforme em um “falso 9” quando o Corinthians esta sem a bola, deslocando Luciano a auxiliar na recomposição – e por isso, também, a importância do atacante se manter no time titular, e não André voltar à formação principal, já que se movimenta menos que o outro.

No momento ofensivo, Danilo é centralizado e tem funções de armação, deslocamento e precisão de passes. No momento defensivo, Danilo se torna o único homem do ataque sem necessidade de marcar ninguém, e Luciano fica com a função. Basicamente, a mudança de postura é para evitar que o meia se desgaste além da conta na partida.



Corinthiano volante Bruno Henrique sobe de produção e cria dúvida sobre retorno de Elias

Tomas Rosolino Amaral Do Valle

10 JUN 2016 08h42


O volante Elias é o único jogador de Seleção Brasileira restante no elenco do Corinthians e teve participação de destaque na campanha do título de 2015, mas sua titularidade não está garantida no retorno ao Corinthians. A serviço da Seleção para a disputa da Copa América Centenário, o meio-campista acompanha de longe a dupla Cristian e Bruno Henrique, que, na ausência do camisa 7, acumulam quatro jogos, quatro vitórias e muitos elogios.

“O fato de ser segundo volante tem uma liberdade maior para poder chegar mais perto das minhas características, de entrar na área e finalizar. Estou muito bem, muito feliz jogando com o Cristian. O Cristian pega o lado esquerdo e eu o direito, a nova formação ajudou o time defensivamente. Dá um pouco mais de liberdade para o Guilherme armar”, comentou Bruno, que não atravessava boa fase como principal marcador do meio-campo.

Na avaliação da comissão técnica, a subida de produção do camisa 25 e a surpreendente boa forma apresentada por Cristian, que passou 2015 como um atleta que às vezes nem ia para o banco de reservas, “complicam” o encaixe de Elias no novo esquema, que necessita de uma forte marcação para dar uma ação mais livre a Guilherme.

Dessa forma, a competição do volante da Seleção, que no ano passado inteiro era substituído pelo meia Rodriguinho, deve passar a ser com o próprio Bruno Henrique, hoje dono da sua posição. Como o Brasil ainda não assegurou sua passagem à próxima fase da Copa América, é possível que isso aconteça inclusive para o jogo do Corinthians contra o Fluminense, na quinta-feira, em Brasília.

“Função de primeiro volante é uma que me adaptei bem, agora a função de segundo volante, nessa formação, tenho um pouco mais de liberdade para sair, só que tenho de marcar forte também. O fato de ter essa liberdade me ajuda principalmente por ser minha função de origem. Me sinto à vontade, sim”, avaliou Bruno.

O volante, que está confirmado entre os titulares para encarar o derby, no domingo, às 16h (de Brasília), fora de casa, ainda fez questão de reforçar que o Alvinegro não vai fugir ao bom futebol apresentado na série recente de vitória

“Temos que fazer o que sempre fazemos, não fugir das nossas característivas”, encerrou.