9 de jun de 2016

CORINTHIANS 09/06/2016






Meia Guilherme não treina, mas deve ser titular do Corinthians no Derby


09/06/2016 17:35:19

Meia Danilo mais uma vez foi a alternativa para a vaga de Guilherme (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
O meia Guilherme mais uma vez foi a ausência dentre os titulares em um treinamento, mas sua participação no derbi neste domingo, às 16h (de Brasília), na casa da construtora do time adversario, ainda é dada como provável no Corinthians. O jogador, que reclama de dores no joelho direito, não treinou na quarta nem nesta quita-feira, no CT Joaquim Grava, ficando fora dos ensaios da equipe realizados pelo técnico Tite.

Assim como na véspera, o treinador optou pela entrada de Danilo na armação central, colocando o atleta de 37 anos como substituto imediato caso o problema no joelho do camisa 10 persista. Experiente, o atleta mais antigo do elenco de jogadores, contratado há seis anos, formou trio ao lado de Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel, os três municiando Luciano no comando do ataque.

Na zaga, Vilson continuou realizando tratamento para um edema muscular na coxa direita e provavelmente vai perder a vaga para Yago. O jogador, que a partir desta sexta já poderá jogar com o fim de sua suspensão preventiva pelo doping, formou dupla ao lado de Felipe. Sem atuar desde dia 4 de maio, ele vai completar 36 dias fora das partidas oficiais antes do Derby.

Com os problemas, Tite escalou uma formação do Corinthians com Walter; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian, Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Danilo e Marquinhos Gabriel; Luciano. Com relação ao time que deve encarar o Palmeiras, a única mudança seria a de Guilherme na vaga do camisa 20, compondo a base que já conquistou quatro vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro e é líder do torneio

A atividade consistiu em um coletivo de campo reduzido, disputado entre os titulares citados e um time reserva com Cássio; Camacho, Leozão, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Willians, Maycon, Marlone, Rodriguinho e Lucca; André. Romero atuou como um reforço para os times que tinham a posse de bola, com um colete diferenciando-o dos demais.


Nos últimos dez minutos, Tite ainda promoveu alguns testes. Fagner e Marquinhos Gabriel foram liberados enquanto Camacho e Lucca foram colocados em seus respectivos lugares. Léo Príncipe, que trabalhava em um outro campo do CT, foi para a lateral do time reserva e Romero deixou de ser “curinga” para ser o armador dos suplentes.

A movimentação contou com diversas participações de Tite, sempre pedindo para que ambos times pressionassem bastante a saída de bola. Dentre os reservas, no entanto, o destaque ficou por conta de Cássio, que praticou ao menos três grandes defesas e deixou o placar zerado. O treinador confirmará a escalação titular no treinamento marcado para esta sexta, também no CT.








09/06/2016 17h43

Bruno Henrique aguarda renovação no Corinthians: "Quero ficar no clube"
Volante tem tudo acertado há dois meses, mas ainda não selou extensão de seu vínculo por mais dois anos. Diretoria espera resolver tudo nos próximos dias


Por Diego Ribeiro
Bruno Henrique aguarda renovação de contrato com o Corinthians (Foto: Diego Ribeiro)


Titular do Corinthians durante toda a temporada e em boa fase desde que o técnico Tite adotou novo esquema tático na equipe, o volante Bruno Henrique tenta se concentrar no que faz em campo para esquecer a arrastada negociação pela sua renovação de contrato.

Com vínculo até 31 de dezembro, ele pode assinar pré-contrato com qualquer equipe a partir de julho.O jogador tem extensão praticamente acertada há dois meses, mas até agora as partes não assinaram qualquer documento. O clube tenta comprar mais uma parte dos direitos econômicos junto ao Coimbra-MG, ligado ao banco BMG. Bruno espera que o negócio seja resolvido o mais breve possível.

– Não chegou nenhuma proposta (de outro clube) para mim, meus representantes estão conversando com a diretoria. É uma coisa que eles estão resolvendo e espero que dê tudo certo – afirmou Bruno, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

No dia 11 de abril, o gerente de futebol Edu Gaspar declarou que tinha tudo certo para renovar o contrato de Bruno Henrique por mais dois anos. Desde então, porém, as negociações não andaram. A diretoria mantém a postura de dizer que “faltam detalhes” para o novo vínculo ser assinado. Enquanto isso, Bruno diz não querer saber de propostas.
– Por enquanto, quero permanecer no Corinthians – resumiu.

Bruno Henrique será titular do Corinthians no derby deste domingo, às 16h (horário de Brasília), pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O volante tem 110 jogos e quatro gols.








09/06/2016 18h02

Corinthians tem apenas uma dúvida para o clássico; veja as duas opções
Guilherme trata dores no joelho direito, mas é esperado para treino de sexta-feira. Com Danilo, Tite mudaria algumas características do time

Por Diego Ribeiro


Danilo pode ser novidade no Corinthians
(Foto: Daniel Augusto Jr)

Um treino coletivo realizado na tarde desta quinta-feira mostrou que o Corinthians tem apenas uma dúvida na equipe que vai para o derby fora de casa neste domingo, às 16h (horário de Brasília)

O dilema do técnico Tite não é dos mais complicados: no meio-campo, joga Guilherme ouDanilo. O primeiro, titular, está se recuperando de dores no joelho direito e não treinou pelo segundo dia seguido. O reserva imediato foi quem lhe substituiu em todas as atividades, podendo ganhar uma chance no clássico.

A expectativa da comissão técnica é de que Guilherme volte a treinar com bola na sexta-feira. Se ele não sentir mais dores, a decisão já estará tomada: jogará. Caso volte a apresentar incômodo, Danilo é quem deverá entrar em campo.

Tite vai esperar até o treino de sábado para tomar a decisão. As outras dez posições estão definidas, e a maior novidade é o retorno de Yago à defesa – ele cumpriu 30 dias de suspensão por doping e está à disposição do Corinthians. Concorrente à vaga, Vilson ainda está em tratamento de um edema na coxa e é dúvida até para compor o banco de reservas.

O Timão treinou com Walter, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian e Bruno Henrique; Marquinhos Gabriel, Danilo e Giovanni Augusto; Luciano.












Com Danilo no time, há algumas mudanças sensíveis no ataque do Corinthians. Sem a bola, o meia fica mais adiantado e obriga Luciano a recuar para compor a marcação no meio. Com a bola, Danilo se movimenta menos do que Guilherme, mas faz a bola girar mais entre meias e atacantes.


O elenco do Corinthians volta a treinar na tarde desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava.





Jogadores do Corinthians durante o treino desta quinta-feira (Foto: Daniel Augusto Jr)







Bruno Henrique lembra vitória do Corinthians na casa alugada do rival (construtora é dona) e reclama de torcida única

Tomás Rosolino -


Meio-campista disse que vai correr para o banco de reservas caso marque algum gol (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

O volante Bruno Henrique não titubeou ao ser questionado qual foi o Derby mais marcante que já disputou. Para ele, o embate que teve lugar no dia 8 de fevereiro de 2015, o primeiro do estádio da construtora do rival, não sai de sua memória, principalmente por se tratar de mais uma visita à casa do adversário neste domingo, às 16h (de Brasília), pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

“O Derby mais marcante, acho que, pelo fato de jogar na casa deles domingo, foi aquele jogo que ganhamos de 1 a 0 lá, com um gol do Danilo. Foi uma partida em que jogamos muito bem, por sinal. Acabamos vencendo aquele jogo, então é tentar levar como espelho para conquistar mais uma vitória”, afirmou o jogador

Para o jogador, a importância de se encarar um rival logo de cara na competição acaba ficando evidente devido ao fator psicológico da equipe. Assim como o lateral esquerdo Uendel, ele acredita que um revés frente ao maior rival pode atrapalhar o ânimo adquirido com as quatro vitórias seguidas na competição.

“Pensamos que é um grande jogo, jogo diferente, clássico é sempre jogo diferente. Se você vence, dá muita confiança. Nem estamos pensando nisso, pensando só em trabalhar muito forte, fazer um grande jogo para o domingo. Nossa preparação é para fazer um grande jogo no domingo e conseguir os três pontos lá”, prometeu o meio-campista

“Acho que não incomoda, quando a bola rola ali as coisas ficam para trás, só temos de pensar em trabalhar forte”, analisou o jogador, sem esconder seu incômodo pelo fato de não ter no Palestra a presença de torcedores corintianos. Respeitando medida pedida pelo Ministério Público de São Paulo, todos os clássico até o final do ano terão de ser disputados com torcida única.

“É estranho, sim, ainda mais que quando a gente joga fora o torcedor corintiano sempre está em peso. É uma coisa nova para a gente, que vai ser ruim”, reclamou, antes de explicar para onde correria caso fizesse um gol. “Corre pro banco, né, comemora com os companheiros e a comissão técnica. Se acontecer de fazer um gol, comemora com os companheiros”, encerrou Bruno Henrique.




Timão segura Cássio
Tomás Rosolino -


Cássio não sairá para clubes do país, mas exterior ainda é um mercado possível (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

O Corinthians não pretende negociar o goleiro Cássio com equipes do futebol nacional. O jogador, que recebeu sondagens do Grêmio após ser relegado à condição de reserva de Walter, é visto como essencial no elenco tanto pela parte técnica quanto por ser um dos líderes dos corintianos. Dessa forma, o técnico Tite e a diretoria não querem perdê-lo, muito menos para um possível concorrente direto na briga pelo título Brasileiro.

Barrado pelo mau momento técnico e por estar acima do peso considerado ideal, Cássio passa pelo que pessoas do clube chamam de “fase de transição”. Na opinião de responsáveis pelo departamento de futebol, o camisa 12 não esperava perder a condição de titular devido ao prestígio conquistado junto à torcida, o que fez com que seu rendimento diminuísse. Outro ponto ressaltado é o fato de o clube tê-lo segurado e renovado seu contrato após o próprio atleta dizer que queria ir para o Besiktas-TUR.











Corinthians aguarda propostas para lucrar na janela européia
O Corinthians espera receber propostas altas por seus jogadores com a abertura da janela de transferências do futebol europeu. A cúpula alvinegra espera propostas para Bruno Henrique, Elias e Fagner, atletas visto como bom potencial de mercado no exterior.

O trio, contratado em 2014, manteve-se como titular durante praticamente todo o tempo em que estiveram no clube, algo que, na visão dos corintianos, aumenta a possibilidade de transferência. Até o momento, no entanto, nenhum deles recebeu qualquer sondagem para transferências. Há na diretoria também um consenso de que dois titulares podem ser negicuados

Quem tem o futuro mais incerto é o camisa 7, que está disputando a Copa América Centenário pela Seleção Brasileira. O jogador, alvo do Shandong Luneng-CHI no começo do ano, já deixou claro que não assegurava sua permanência para o segundo semestre e o Corinthians não recusaria uma proposta especulada de 40 milhões (Corinthians gastou R$ 12 milhões para trazê-lo

A única certeza, porém, é sobre Felipe. O jogador teve 75% de seus direitos econômicos negociados com o Porto-POR por cerca de R$ 25 milhões. Resta saber quando ele terá de se apresentar aos portugueses, que têm pré-temporada marcada apenas para o dia 28 de junho. Caso chegue apenas para esta data, o defensor ainda poderia jogar mais cinco jogos pelo Alvinegro, contando com o Derby deste domingo, fora de casa










Corinthiano Bruno Henrique prevê derby bem jogado: “Será um grande jogo”

Volante do Corinthians também acredita que a equipe não pode fugir da característica de marcar forte e ter a posse de bola para sair com a vitória
17h40 09/06/2016 - Agência Corinthians

Na tarde desta quinta-feira (09), o Corinthians realizou mais um dia de treinos de preparação para o deby, que será disputado neste domingo (12), às 16h, fora de casa, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro 2016. Após o trabalho no CT Dr. Joaquim Grava, o volante Bruno Henrique falou com a imprensa sobre o Derby e demonstrou bastante expectativa para a partida, acreditando em um bom espetáculo para o público.

“Pensamos que é um grande jogo, diferente. Vale os mesmos três pontos, mas são jogos que dão muita confiança se você vencer. Estamos pensando em fazer um grande jogo.Nossa equipe está crescendo. Será um grande jogo”, disse.

O camisa 25 relembrou a vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o rival no primeiro Derby da história no local onde o Corinhians está invicto ( empatou 3x3 no Brasileiro), com gol de Danilo. O volante disse que esse jogo foi marcante para ele e que pode ser usado como referência para buscar mais um resultado positivo neste domingo (12).

“O time fez uma grande partida, e acabamos vencendo. É tentar levar como espelho para entrar bem domingo e sair com a vitória”, disse.

Para sair com a vitória, Bruno Henrique crê que o Corinthians não pode abrir mão do estilo de jogo com o qual está acostumado a apresentar

"Não podemos fugir da nossa característica, é a marcação forte. Com a bola, temos de jogar. No jogo do Paulista, não conseguimos jogar. Aquele jogo serviu como aprendizado, não vamos cometer os mesmos erros”, concluiu Bruno Henrique.










09/06/2016 18h38
Corinthians não deve colocar obstáculo se tiver proposta pelo atacante Romero, que está insatisfeito com a reserva e cogita negociação na janela européia
Sem entrar em campo nos últimos quatro jogos, atacante diz que pretende avaliar as propostas que chegarem, já que não tem conseguido ser titular. Contrato vai até 2019


Por GloboEsporte.com

Romero não está satisfeito com a sua situação no Corinthians e cogita deixar o clube na próxima janela de transferências em caso de boa proposta. Artilheiro do time em 2016 com nove gols, o paraguaio iniciou bem o ano, mas nunca se firmou entre os titulares. Opção no banco de reservas, nem entrou nos últimos quatro jogos.

Titular pela última vez na estreia do Brasileirão, quando o Timão empatou sem gols com o Grêmio, o atacante esperava enfim conseguir a sequência que desejava, mas acabou saindo do time contra o Vitória para a entrada de Giovanni Augusto.

Na visão de quem trabalha com o jogador, Tite não tem confiança nele para ser titular.

Em participação em evento na capital paulista, em uma loja oficial do clube, Romero deixou clara a sua insatisfação, admitindo a real chance de sair. O contrato vai até 14 de julho de 2019. O Timão tem apenas 20% dos direitos econômicos do atacante, que foi trazido por investidores.


– Estou feliz por jogar no Corinthians, um time grande no Brasil e no mundo. Mas você tem que olhar sua carreira, não é fácil ficar na reserva, já estou há muito tempo. Não cheguei agora, faz quase dois anos que estou aqui. Estou feliz por estar no Corinthians, mas se chegar proposta temos que analisar – disse








“Sou artilheiro do time, mereço ao menos uma chance”, reclama corinthiano Romero


09/06/2016 16:09:11

Autor de nove gols na temporada, Romero só foi titular uma vez neste Brasileiro (foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians)

O atacante Romero mostrou bastante insatisfação com a condição de reserva do Corinthians que lhe foi imposta neste Campeonato Brasileiro. Após apenas um jogo como titular, a estreia em Corinthians 0x0 Grêmio, ele foi relegado à condição de reserva desde então e reclamou das decisões tomadas pelo técnico Tite desde então. Para ele, os nove gols marcados no ano, sendo sete em partidas oficiais, mereciam ser levados mais em conta pelo comandante.

“Pelo trabalho que estou realizando agora em 2016, mereço jogar pelo menos em uma oportunidade. Comecei muito bem o ano, fazendo gols e grandes partidas, então fiquei feliz porque tive as oportunidades. Mas ninguém demonstra seu futebol em um jogo, dois jogos, tem que dar sequência, jogar seu futebol, pegar mais confiança dentro de campo e se firmar como titular. A oportunidade vai chegar. É só me preparar nos treinos”, comentou o atacante

O paraguaio de 23 anos, contratado em 2014, fez questão de ressaltar que já não é mais um novato no futebol brasileiro. No atual elenco, por exemplo, só chegou depois de Cássio, Walter, Felipe, Fagner, Uendel, Bruno Henrique e Elias, quase todos titulares da equipe.

“Estou feliz por jogar no Corinthians, um time grande no Brasil e no mundo. Mas você tem que olhar sua carreira, não é fácil ficar na reserva, já há muito tempo. Não cheguei agora, faz quase dois anos que estou aqui. Estou feliz por estar no Corinthians, mas se chegar proposta temos que analisar”, observou.

Antes reticente em deixar o clube, Romero agora se mostra aberto a analisar propostas vindas do exterior. No ano passado, ele chegou a recusar uma proposta de R$ 13 milhões do Rubin Kazan-RUS, com a justificativa de que queria “vingar” no futebol nacional. Para ele, se continuar jogando apenas uma vez e amargando uma longa sequência como reserva depois, será hora de sair do Brasil.

“É diferente ser titular ou entrando no segundo tempo, são jogos diferentes. Perdi a vaga, mas fico feliz porque estamos jogando bem e somos líderes.Minha ideia é ficar no Corinthians, mas se vier proposta da Europa tenho que falar com minha família e empresário para ver o que acontece. Estou há dois anos aqui, ficando mais velho, então a ideia é evoluir cada dia. Se Deus quiser poderei jogar como titular do Corinthians e ficar aqui”, encerrou.










































Tite testa Corinthians com Danilo, mas deve ter Guilherme para o Dérbi


09/06/16 - 17:33



Próximo de completar 37 anos, meia tem chances de começar jogando no domingo (Foto: Agência Corinthians)


Por Gabriel Carneiro

Prestes a completar 37 anos, o meia Danilo pode ser a principal novidade do Corinthians no Dérbi do próximo domingo, às 16h, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Pelo terceiro dia consecutivo, Guilherme permaneceu na academia do CT Joaquim Grava tratando dores no joelho direito, e coube ao veterano camisa 20 ocupar sua função de armação no treino técnico comandado por Tite. Além de Guilherme, Vilson também permaneceu na academia se recuperando de um edema na coxa direita, e Yago foi o titular de um dos últimos treinamentos antes do derbi

Walter; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian e Bruno Henrique; Giovanni Augusto, Danilo e Marquinhos Gabriel; Luciano foi o time titular escalado por Tite para a atividade desta quinta-feira. As únicas mudanças durante o trabalho foram para evitar desgaste: Camacho e Lucca nas vagas de Fagner e Marquinhos Gabriel. A única mudança para o Dérbi, porém, pode ser a entrada de Guilherme, que é esperado para o treinamento em campo desta sexta-feira e ainda tem chances de encarar o rival fora de casa

Com Danilo, o Corinthians teve uma mudança de funções táticas no treino desta quinta: o veterano de 36 anos não tinha responsabilidades defensivas quando o adversário controlava a posse de bola, e Luciano é quem recompunha a marcação, diferentemente do que ocorre com Guilherme, que volta à defesa para buscar a bola.

O time reserva foi formado da seguinte maneira no treinamento desta quinta-feira: Cássio; Camacho, Pedro Henrique, Léozão e Guilherme Arana; Willians e Maycon; Lucca, Rodriguinho e Romero; André. Marlone substituiu Romero e depois Léo Príncipe e Rildo ganharam chances por alguns minutos do trabalho técnico em campo reduzido. Matheus Pereira e Isaac foram os únicos do elenco que não participaram do trabalho em campo, além dos goleiros Caíque França e Filipe.

Durante o treino, dois momentos de trocas de elogios chamaram atenção. Primeiro, Walter parabenizou Cássio por uma defesa difícil em chute de Marquinhos Gabriel, evidenciando que não há atrito entre os goleiros, que recentemente inverteram a condição de titular e reserva no time alvinegro. Outro que ganhou elogios foi o garoto Léo Santos, recém-promovido da base do Timão, e que teve um desarme enaltecido pelo técnico Tite: "Boa, Léo! Boa tomada de decisão", disse o técnico Tite.

O Corinthians segue a preparação com atividade na tarde desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava. A tendência é que Guilherme se junte ao grupo e trabalhe em campo, deixando só Vilson, Matheus Vidotto e Bruno Paulo no departamento médico.
























09/06/2016 16h44

Hérnia causa incômodo em André, mas caso não exige cirurgia imediata
Médico do Corinthians confirma problema do atacante, mas diz que situação não tem atrapalhado o dia a dia do jogador: "Ele fez gol com a hérnia", diz Ivan Grava


Por Marcelo Braga

André tem dores por conta de uma hérnia inguinal (Foto: Daniel Augusto Jr)

O atacante André, do Corinthians, teve uma hérnia inguinal diagnosticada, mas o caso, a princípio, não exige cirurgia. Segundo o médico Ivan Grava, o jogador convive com o problema há bastante tempo. Dependendo da evolução do caso, o jogador será submetido ao procedimento no futuro.


– Estamos aguardando a evolução do caso para ver se ele vai ou não operar. No momento, não estamos pensando nisso. Ele tem essa hérnia há um bom tempo, jogou semana passada com ela, fez gol com a hérnia. Veremos a evolução do quadro clínico para decidir o melhor momento.


Autor do primeiro gol da vitória por 2 a 1 contra o Coritiba, no último sábado, quando saiu do banco e ajudou na reação do Timão, o atacante tem convivido com um pouco de dor.


– Isso eventualmente causa dor. Se fosse uma hérnia que causasse dor constante e que o impossibilitasse de jogar, já teríamos tirado. Mas como a dor é de vez em quando e a hérnia é muito pequena, não optamos por cirurgia, apenas por tratamento conservador – esclareceu.


Com André em campo, o Corinthians volta a treinar nesta tarde, no CT Dr. Joaquim Grava.


Confira abaixo as informações do Corinthians para o clássico:

Escalação provável: Walter, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian e Bruno Henrique; Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto; Luciano.
Pendurados: Bruno Henrique e Cristian
Desfalques: Matheus Vidotto, Bruno Paulo e Vilson








09/06/2016 15h22

Exame vai definir presença de Vilson no Corinthians em Dérbi; Yago está em vantagem
Desfalque na vitória do Corinthians sobre ctba por edema na coxa, zagueiro corre contra o tempo para ficar pelo menos no banco de reservas neste domingo
Por Marcelo Braga


Vilson desfalcou o Corinthians contra o Coritiba (Foto: Daniel Augusto Jr/ Ag. Corinthians)

Fora dos treinos do Corinthians nesta semana, o zagueiro Vilson passará por um exame de ultrassom na sexta-feira para saber se tem condições de, pelo menos, ficar no banco de reservas do Corinthians no derbi de domingo, às 16h, fora de casa.


Com um edema muscular na coxa direita, o jogador que já foi desfalque na vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre ctba, no último sábado, corre contra o tempo para retornar ao time. Nos últimos dias, fez tratamento intensivo de fisioterapia e uso de medicamentos para conseguir voltar a campo.


Sem ele, Tite deve formar a defesa com Felipe e Yago, que estará livre da suspensão imposta pela FPF no clássico. Mesmo sem ritmo de jogo, já que não atua há um mês, o jogador deve retornar para a equipe. Contra o Coxa, quem jogou foi o jovem Pedro Henrique, de 20 anos.


Escalação provável do Corinthians: Walter, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian e Bruno Henrique; Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto; Luciano.
Pendurados: Bruno Henrique e Cristian
Desfalques: Matheus Vidotto, Bruno Paulo e Vilson








RESUMO DO DIA DO CORINTHIANS

- André tem uma hérnia, mas não precisa operar agora
- Vilson fará exame sexta e pode ficar no banco no Dérbi
- Yago será titular ao lado de Felipe
- Guilherme tem dores no joelho. Se não melhorar, joga Danilo

- Bruno Henrique diz que não tem proposta da Itália


Saiu agora no BID da CBF o novo contrato do atacante Gabriel Vasconcelos. Ele renovou por um ano com o Corinthians antes de ser emprestado ao Joinville para a Série B. Ele tem 20 anos.





CORINTHIANO VOLANTE BRUNO HENRIQUE FALA:
Fim da entrevista coletiva de Bruno Henrique.
Bruno Henrique analisa o próprio desempenho no ano: "O fato de ser segundo volante me dá uma liberdade maior para chegar perto das minhas características. Sempre trabalhei pensando em melhorar. Tento fazer o que ele me pede. Estou tentando fazer o máximo taticamente e estou muito bem, feliz de jogar nessa segunda função, ao lado do Cristian".
Como o Corinthians deve JOGAR? Bruno responde: "Não podemos fugir da nossa característica, é a marcação forte. Com a bola temos de jogar. No jogo do Paulista não conseguimos jogar. Aquele jogo serviu como aprendizado, não vamos cometer os mesmos erros".

Empate é bom resultado? "Todo jogo fora de casa é bom para somar pontos. Não é mau resultado um empate. Vamos para somar os três pontos, mas clássico fora de casa não dá para descartar um empate. Mas não vamos jogar lá para empatar".

A vontade é de ficar no Corinthians? "Por enquanto quero permanecer no Corinthians".
Felipe se despediu do elenco, Bruno? "Pelo menos de mim ele não se despediu, está treinando e trabalhando normalmente. Não sei quando ele vai embora, nem fico perguntando essas coisas. Não se despediu de nós ainda, não".
Vai renovar contrato, Bruno? "Não chegou nenhuma proposta para mim, meus representantes estão conversando com a diretoria. É uma coisa que eles estão resolvendo e espero que dê tudo certo".
Como comemorar um gol sem torcida? "É correr para o banco, comemorar com os companheiros e a comissão técnica (risos)".
O volante é questionado sobre a torcida única no clássico: "É estranho, sim. Quando jogamos fora de casa, o torcedor corintiano aparece em peso. É uma coisa nova para nós, vai ser ruim. Gostamos de jogar com nosso torcedor apoiando".

Bruno Henrique fala sobre a invencibilidade do Corinthians no estádio da construtora do rival: "A partir do momento em que a bola rola, essas coisas ficam para trás. Tem de pensar em fazer uma grande partida no fim de semana".


Bruno Henrique fala sobre as mudanças como segundo volante: "A função de primeiro volante fez eu me adaptar bem. Nessa formação, tenho um pouco mais de liberdade para poder sair. Tenho a função de marcar forte, assim como o Cristian. O fato de ter um pouco mais de liberdade me ajuda porque é minha posição de origem. Posso chegar, finalizar um pouco mais. Eu me sinto à vontade, sim".

O volante é questionado sobre o peso do clássico: "Pensamos que é um grande jogo, diferente. Vale os mesmos três pontos, mas são jogos que dão muita confiança se você vencer. Estamos pensando em fazer um grande jogo.  nossa equipe está crescendo. Será um grande jogo".

Vai jogar na Itália, Bruno? "É uma notícia, mas eu e meus representantes não estamos sabendo. Essas questões extracampo nem me envolvo. Se tiver alguma coisa, meus representantes vão falar. É só especulação".

Guilherme ou Danilo. Quem joga, Bruno? "Não sabemos, essas questões do departamento médico são específicas. Às vezes você passa a semana toda tratando e vai para o jogo. O Danilo dispensa comentários, é um grande jogador, principalmente em clássicos. Quem jogar vai fazer muito bem a função no meio-campo".

Bruno é questionado sobre um Dérbi marcante no Corinthians: "Pelo fato de ter jogado na casa deles, tem aquele jogo do ano passado que vencemos por 1 a 0, o time fez uma grande partida e acabamos vencendo. É tentar levar como espelho para entrar bem domingo e sair com a vitória".


Depois de alguns problemas técnicos na sala de imprensa do CT, vai começar a coletiva.

Bruno Henrique vai falar em instantes. Acompanhe aqui todas as respostas do volante.


Fim do treino coletivo no CT Joaquim Grava. #trsccp 

Tite observa e orienta jogadores no treino. Técnico mais agitado do que o normal. Clima de clássico! #trsccp


Titulares, aos poucos, deixam o gramado. Marquinhos Gabriel e Fagner já foram para a parte interna do CT. #trsccp 16h50

16H47
Tite observa e orienta jogadores no treino. Técnico mais agitado do que o normal. Clima de clássico! #trsccp
Guilherme: provável. Vilson: praticamente fora. Posições do departamento médico do Corinthians para o clássico. #trsccp 16H44
Novidade sobre Guilherme: meia tem dores no joelho direito, mas deve treinar amanhã em campo. #trsccp

O setor de criação continua bem abastecido, mas a recomposição perde sem Guilherme. #trsccp



Entrada de Danilo traz algumas mudanças ao Corinthians. Sem a bola, Luciano precisa voltar mais e ele fica como último homem. #trsccp

16H35
Romero deixa o time reserva e vira "curinga". Lucca e Marlone estão abertos pelas pontas. #trsccp
16h20
Marlone substitui Lucca no time reserva. #trsccp
16h13
Vilson fará exame amanhã para saber se tem condições de jogo. Se tiver, será reserva de Yago. #trsccp
Em poucos minutos, Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto já trocaram de posição. Movimento será constante no clássico. #trsccp
Sim, Camacho treina na lateral direita. Willians e Maycon também já jogaram na posição em outros treinos. #trsccp
16h05
Reservas: Cássio, Camacho, Pedro Henrique, Leozão e Guilherme Arana; Willians e Maycon; Romero, Rodriguinho e Lucca; André. #trsccp

Marlone, de colete amarelo, faz papel de curinga na atividade. #trsccp

Corinthians treina com Walter, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian e Bruno Henrique; Marquinhos Gabriel, Danilo e Giovanni; Luciano. #trsccp

Felipe deixou laboratório e veio para o campo. Vai participar do treino coletivo. #trsccp

Felipe faz trabalho de prevenção no laboratório de biomecânica do CT. Não preocupa para domingo. #trsccp
Guilherme não treina em campo pelo segundo dia seguido e passa a ser dúvida para o clássico. Mais informações em breve. #trsccp


16h17
ATENÇÃO PARA A ESCALAÇÃO DO CORINTHIANS DO TREINO DE HOJE: Walter, Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Cristian e BrunoHenrique; Marquinhos Gabriel, Danilo e Giovanni; Luciano.


16h12
Vilson fará exame amanhã para saber se tem condições de jogo. Se tiver, será reserva de Yago. #trsccp
André teve hérnia detectada e fará tratamento clínico. Treina sem limitações hoje. #trsccp


Tite separa as equipes. Titulares não terão Felipe e Guilherme, que não treinam hoje. #trsccp

16h10
Em poucos minutos, Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto já trocaram de posição. Movimento será constante no clássico. #trsccp
16h
Corinthians treina em campo nesta quinta. Expectativa de montagem do time 

































Com dores, corinthiano André tem diagnóstico de hérnia (caso simples), mas não irá operar

A princípio, problema do atacante não exige cirurgia. Caso o incômodo persista, haverá uma reavaliação da gravidade da lesão pelos departamento médico do Timão


Autor de um dos gols da vitóra do Corinthians sobre o Coritiba no último sábado, na Arena, o atacante André relatou dores ao departamento médico do clube recentemente. Apesar de não ter sido ausência em nenhum dos trabalhos, com ou sem bola, o camisa 9 do Timão teve diagnosticada uma hérnia. Hoje, porém, o problema não é considerado grave pelos profissionais do clube e não exigirá cirurgia.
- Foi diagnosticada uma hérnia inguinal (na região da virilha), mas é algo simples. Hoje não vemos necessidade de cirurgia. Se ele reclamar de dores, aí vamos reavaliar. Não nos preocupa por enquanto - disse aoLANCE! Júlio Stancati, médico do Corinthians.

Atualmente, o departamento médico do Corinthians trata apenas de Vilson, que se recupera de um edema na coxa direita, Bruno Paulo, último reforço contratado e que nem sequer estreou pelo clube, e o goleiro Matheus Vidotto, que também sofreu uma hérnia e precisou passar por cirurgia. Outros jogadores, como Isaac e Rildo, já estão recuperados e treinam normalmente com o resto do grupo.

André, no momento reserva de Luciano, tem 23 jogos pelo Corinthians, sendo 17 como titular, e seis gols marcados. O vice-artilheiro do Corinthians em 2016 se prepara para enfrentar o derbi no próximo domingo, com possibilidade de volta ao time titular.


















09/06/2016 11h38

Diretor do Timão abre o jogo e fala de vendas e reforços
Eduardo Ferreira veta saída do goleiro para clubes brasileiros e diz que agente do atacante procura time no exterior. Dirigente acha difícil fazer contratações de peso


Por Carlos A. Ferrari, Diego Ribeiro e Marcelo Braga

Eduardo Ferreira trocou as arquibancadas por uma sala no CT Joaquim Grava. É de lá que precisou aprender a deixar um pouco de lado a paixão pelo Corinthians para pensar mais friamente como dirigente. Um dos articuladores do movimento que ajudou a derrubar o ex-presidente Alberto Dualib, em 2007, ele divide com Edu Gaspar e Roberto de Andrade a responsabilidade de montar um elenco capaz de manter o Timão na briga por títulos.

A missão não é nada simples. Depois da conquista do Brasileirão no ano passado, o Corinthians teve que negociar por propostas irrecusáveis seis titulares, boa parte deles para o furacão chinês. E as mudanças devem continuar na próxima janela de transferências. Felipe, Elias, Cássio, Romero, Fagner...a lista de possíveis jogadores negociados aumenta a cada dia, mas o clube promete um grupo forte para seguir na briga pela sétima taça nacional.

– Qualquer clube grande, especialmente o Corinthians pelo trabalho que vem fazendo, fica preocupado com as janelas. Pode ser Europa, Ásia, Arábia. Vamos tentar manter nosso time o mais forte possível. Hoje, a única negociação é a do Felipe – garantiu.

Nesta entrevista ao GloboEsporte.com, Ferreira falou sobre a busca do Timão por reforços, conteve a euforia da torcida em ver nomes de peso desembarcando no clube e mostrou confiança de que o atual elenco é capaz de colocar o clube na disputa pelos primeiros lugares do Brasileirão novamente.

– Sabemos que temos uma qualidade muito boa no grupo. Pode aparecer alguma coisa? Pode. Mas depende do mercado. Não estamos em condição de gastar. Temos um grupo bom, mas estamos de olho em oportunidades de mercado. Contratamos jogadores caros, mas não adianta querer formar time de estrelas.

Integrante da Gaviões da Fiel, principal torcida organizada ligada ao Corinthians, Eduardo Ferreira recentemente deu aval para a realização de um encontro entre membros do grupo e seis jogadores, no CT Joaquim Grava e admite que, se necessário, receberá torcedores novamente.

– Não foi a primeira vez e não será a última, pelo menos nessa gestão – disse.


Confira abaixo os principais trechos da entrevista:


GloboEsporte.com: O que mais sentiu na mudança de torcedor para dirigente?
Eduardo Ferreira: Tem aquela coisa de torcida: o time perde e já falam que o grupo está rachado, não estão pagando os salários. Hoje vejo que não é nada disso. Aprendi que tendo paciência nos momentos delicados as vitórias acabam voltando, como foi no ano passado e como estamos provando neste ano novamente. Você sofre pelo jogador que chega em campo e não consegue fazer o seu melhor. Não é que ele é ruim. São fases, acontece. Gosto de ser sincero, conversar com o atleta em particular, mostrar um pouco do Corinthians. Você brinca, pede empenho, cobra. Dependendo do atleta, conversa um pouco de lado, explica sobre o jogo, o que vem acontecendo. Acho que essa é uma das melhores coisas que faço aqui.

Sentiu algum tipo de preconceito por ter vindo ter sido de torcida organizada?
Sempre. Esse é um assunto meio triste. Até hoje tem gente na imprensa e principalmente no clube que não se conforma. Já peguei de tudo aqui no Corinthians em um ano e meio. Tirando grupo rachado, já peguei de tudo. Conseguimos contornar todas situações (saídas de jogadores e premiação atrasada em 2015) e chegar ao título. Sei que meu trabalho foi muito importante aqui dentro, com a direção, a comissão técnica.


Quando sentiu preconceito?
Quando foi anunciado que eu seria o diretor adjunto com o Serginho (Sergio Janikian, demitido no ano passado). É uma coisa muito estúpida. Dentro do clube mais ainda pela política. Muita gente não se conforma que um cara chegou aqui no futebol com 35 anos e foi campeão brasileiro. Sei que faço um trabalho bom. O presidente está contente, a comissão, a direção. Os jogadores têm um carinho por mim, faço tudo o que posso. Às vezes, somos chatos em cobrar, mas eles sempre sabem que busco o melhor.


Jogadores também tiveram restrição a você?
No final do ano, alguns brincaram, caras que foram para a China mandam whatsapp. Comentaram entre eles que tinham uma certa desconfiança quando cheguei. Mas viram com o passar do tempo que não tinha nada disso.


Seu cargo é um dos mais visados do clube. Você sente isso?
Tem o lado político. Faz parte. Temos de tomar muito cuidado porque isso atrapalha o dia a dia. Tem a política limpa e a suja. Fazer algo agora pensando em uma futura eleição é um desrespeito com o presidente e toda a diretoria. Começar inventar história, plantar, derrubar, é complicado. Estou firme e forte aqui para felicidade de milhões e a infelicidade de alguns.


Seu nome apareceu no caso do garoto Alyson como tendo dado uma procuração para o empresário Helmut Niki Apaza negociar em nome do Corinthians nos Estados Unidos?
Foi algo político. É um caso que veio da base. Eu fiz uma carta aqui no profissional para esse empresário. Tenho várias cartas que damos para uma negociação na China, na Turquia. Foi uma política que tentaram fazer para me complicar. No dia a dia, sempre tem alguém que tenta passar a rasteira em você. É melhor pensar no bem do clube para almejar chegar onde cheguei do que essa pilantragem pelas costas.


Você concordou com a reunião de integrantes de uma organizada com jogadores.. Faria de novo?
Procuramos ter uma boa relação com o torcedor. Recebemos aqui pessoas do Fiel Torcedor, conselheiros, sócios. Não temos motivo para criar barreiras, achar que precisa fazer uma blindagem. Como vivi do outro lado, sei que é importante essa relação. Quem está do outro lado não sabe como funciona o dia a dia. É melhor ter esse contato com os torcedores e com as organizadas. De repente, como foi uma reunião de incentivo ao grupo, um incentivo direto ao André, não vemos nada contra. Não foi a primeira vez e não será a última, pelo menos nessa gestão. O próximo presidente ou o próximo diretor pode trabalhar como achar melhor.


Mas não é uma maneira de intimidar os jogadores?
Intimidar seria se abrisse o CT para protestar, deixar os caras na porta fazendo barreira na saída, no aeroporto. Isso seria uma coisa deselegante para todos nós. É um trabalho que temos de bom relacionamento. Não vejo problema algum nisso. Não foi a primeira vez que pediram, mas não dá para receber torcedores aqui mensalmente. Existe o momento certo, de uma conversa franca, de incentivo.


Domingo tem o derbi com apenas com torcedores adversários no estádio. Você é favorável à torcida única?
Acho isso muito triste. Você está punindo o bom torcedor de assistir seu time. Torcedor que tem 40 anos de arquibancada acompanhando o time você deixa fora de um jogo importante. Não foi noticiado, mas, no clássico entre Corinthians 1x0 s7os, tiveram brigas nas ruas com vários feridos em hospitais. Acho que é um fato lamentável e não vai acabar com a violência. Você não está penalizando os bandidos que estão na rua. Você está penalizando os bons torcedores.


Falando sobre o time, como você avalia a situação do Cássio hoje? Foi injusta a maneira como ele saiu da equipe?
Ele é um grande profissional e uma grande pessoa. Foi uma opção da comissão. Nós, dirigentes, dificilmente nos metemos quando se refere a algo dentro de campo. Graças a Deus, o Cássio está chateado. Seria muito ruim um jogador ir para o banco e não ficar assim. Ele está trabalhando e vai dar a volta por cima. Já já ele está de volta.


Ele pode ser negociado?
Não. Chegaram a fazer sondagens, mas o Cássio não sai do Corinthians. Não vou falar de clubes, mas foram alguns clubes do Brasil.


Algum rival?
Todos os clubes grandes são rivais...


No início do ano, Cássio quase foi para o Besiktas, da Turquia. E se aparecer algo do exterior novamente?
Aí, não sei. A janela vai abrir daqui um mês, não tem nada agora. Mas, para o Brasil, não existe nenhuma negociação.


Felipe está negociado com o Porto?
Não posso dizer que está 100% acertado. O presidente recebeu a proposta, está bem encaminhado. Esperamos nos próximos dias ver se confirma a venda ou não.


A prioridade então é contratar um zagueiro?
Estamos muito contentes com nossos zagueiros. Temos Yago, Vilson, Balbuena...o Pedro Henrique jogou pela primeira vez agora e foi muito bem. Temos o Léo, do sub-17, que vem participando da seleção de base. Ele é um baita zagueiro. Lógico, vamos ficar mais atentos no mercado. Mas hoje não tem nenhum nome encaminhado.


Naldo, do Sporting, é um dos nomes especulados...
Agora começam a falar. Assim que você perde um jogador, todos os empresários começam a soltar notícias e oferecer jogador de todo canto. Mas não tem nada engatilhado ainda.


Elias estava sendo cotado para ser contratado pelo Shandong Luneng, da China. Você acha que isso muda agora com a demissão do Mano Menezes?
Tinha essa especulação desde o início do ano, mas, para a gente, não chegou nada de concreto. É triste pela saída dos treinadores, mas tem o lado positivo. Quanto menos treinadores brasileiros tiver lá, diminui a chance de levar algum jogador daqui.







Roberto de Andrade e Eduardo Ferreira na celebração do hexa (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)


Pode vender mais jogadores?
Qualquer clube grande, especialmente o Corinthians pelo trabalho que vem fazendo, fica preocupado com as janelas. Pode ser Europa, Ásia, Arábia. Vamos tentar manter nosso time o mais forte possível. Hoje, a única negociação é a do Felipe.


Mas o Fagner também está valorizado...
Até hoje não chegou nenhuma sondagem pelo Fagner.


O Tite já deixou claro que gostaria de ter mais um centroavante. Essa é outra meta para a próxima janela?
Aqui falamos de dois centroavantes diariamente: Luciano e André, mais nada. O Corinthians está aberto todos os dias do ano para boas oportunidades de mercado. Não estamos focados em centroavantes. Luciano vem de contusão, está evoluindo. André está dando a volta por cima. O time vai crescer cada vez mais.


O contrato do Pato acaba no fim do ano. Você ainda acha possível recuperar parte dos quase R$ 41 milhões investidos nele?
O empresário dele (Gilmar Veloz) está fazendo um trabalho na Europa, vendo se deixa o jogador no Chelsea ou se arruma outro time. Até o dia 30 de junho vamos esperar se aparece algo mais concreto.


Mas em agosto ele pode assinar um pré-contrato e sair de graça no início de 2017. Será que eles não estão vendo apenas o lado deles?
O ser humano tem esse defeito de pensar em si próprio e não ter carinho por quem o acolheu algum dia. Isso faz parte da vida e do futebol. Vamos aguardar, quem sabe aparece alguma coisa até o final do mês. Vamos ver se aparece alguma compra, alguma parceria de jogador para jogador.


O Corinthians pode contratar algum reforço de peso?
Acho difícil, infelizmente. Há dez dias, nosso elenco era uma bosta, brigaria lá em baixo, uma confusão, estavam pedindo a cabeça do diretor de futebol, que ele era inexperiente. Agora, é tudo uma maravilha, está tudo ótimo. Sabemos que temos uma qualidade muito boa no grupo. Pode aparecer alguma coisa? Pode. Mas depende do mercado. Não estamos em condição de gastar. Temos um grupo bom, mas estamos de olho em oportunidades de mercado. Contratamos jogadores caros, mas não adianta querer formar time de estrelas. 








09/06 - Quinta-feira
15h30 - Treino no CT Dr. Joaquim Grava














Jornal: Após reunião com Sporting, Corinthians pode adquirir 50% do zagueiro Naldo
Time paulista tentou o empréstimo do defensor, mas cogita desembolsar metade do valor, que gira em torno de R$ 8 milhões, para ter um substituto para FelipeCorinthians pode pagar até R$ 8 milhões para ter o zagueiro Naldo (Getty Images)
9/06/2016 11h51São Paulo
Por Gazeta Press
22compartilhado


A saída do zagueiro Felipe para o Porto – que deve ser oficializada em breve – fez a diretoria do Corinthians correr rapidamente atrás de um substituto. E o clube provavelmente terá de desembolsar uma quanta significativa pelo reforço. A contratação de Naldo, do Sporting, de Portugal, pode chegar a 2 milhões de euros (cerca de R$ 7,8 milhões).


Segundo informações do diário O Jogo, representantes do clube de Parque São Jorge conversaram com os portugueses nesta quinta-feira (9 de junho). Inicialmente, o Corinthians buscava uma negociação por empréstimo, Porém, já cogita adquirir, pelo menos, 50% dos direitos do jogador.

Naldo já está informado sobre o contato entre as equipes. Por outro lado, a comissão técnica do Sporting deixou claro que gostaria da permanência do defensor para as disputas da temporada 2016-17.

Aos 27 anos, Naldo tem uma grande experiência no Brasil e no exterior. Nas categorias de base, passou por Cascavel, Lemense, Oeste e União São João. A partir de 2010, começou a avançar na carreira. Primeiro, defendeu a Ponte Preta. Em seguida, jogou no Cruzeiro e no Grêmio. No exterior, passou por Bologna e Udinense, da Itália, no Getafe, da Espanha, antes de acertar com o SportingCom futuro no Timão incerto, Danilo não cogita se aposentar em dezembro

Meia tem contrato com o Corinthians até o fim da temporada e não sabe se renovará. Ele recebeu sondagens de outras equipes recentemente e quer seguir jogando em 2017


Bruno Cassucci

9 JUN2016
07h12

O meia Danilo completará 37 anos no próximo sábado. E mesmo com um currículo já repleto de conquistas e atuações decisivas, o jogador não se dá por satisfeito e nem sequer cogita pendurar as chuteiras em breve. Com contrato com o Corinthians até o fim da temporada, ele pretende seguir atuando em 2017 seja no Timão ou em outro clube.

O veterano prioriza a permanência no Parque São Jorge, mas não sabe se este também será um desejo da diretoria corintiana. Ano passado a renovação contratual se arrastou e só ocorreu a três meses do fim do vínculo. O clube, inclusive, chegou a pensar em não manter o ídolo.

No momento, o camisa 20 pensa em cumprir seu contrato até o fim e, independentemente de seguir ou não no Corinthians em 2017, ter bom desempenho neste segundo semestre. Seria uma forma de mostrar que ainda pode ser útil ao Timão ou encerrar por cima sua vitoriosa passagem pelo clube.

Recentemente, o atleta recebeu algumas sondagens de outras equipes, mas nenhuma proposta foi entregue a ele. Gilmar Rinaldi deixou de representar o meia em julho de 2014, quando assumiu o cargo de coordenador de seleções da CBF.

Nesta temporada, Danilo disputou 22 partidas e marcou dois gols. Contudo, ele não atua por 90 minutos desde o confronto contra o Linense, no Paulistão, dia 19 de março.

No total, o meia realizou 331 jogos pelo Corinthians e marcou 32 gols. Ele esteve em 6 títulos do Corinthians: Paulista (2013), Brasileirão (2011 e 2015), Recopa Sul-Americana (2013), Libertadores da América (2012) e Mundial (2012).










'Não tem o que fazer e o Felipe deseja a transferência', afirma Roberto de Andrade
Corinthians tem acerto encaminhado com o Porto (POR), e aguarda apenas abertura da janela de transferências para negociar o zagueiro, que deve render R$ 24 milhões ao Corinthians





Felipe renderá R$ 24 milhões de reais aos cofres do Corinthians (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
9/06/2016 9h01

Destaque do Corinthians na campanha que resultou na conquista do hexacampeonato do Brasileirão, Felipe está cada dia mais próximo de dar adeus ao clube. Com acerto encaminhado com o Porto (POR) por R$ 24 milhões, o zagueiro Felipe aguarda somente a abertura da janela de transferências internacional para deixar o Timão. Confirmando a negociação, Roberto de Andrade, presidente alvinegro, explicou que esteve de mãos atadas diante de uma nova proposta pelo defensor. Em entrevista ao jornal Lance!, o cartola revelou que esta foi a quarta investida pelo jogador desde sua chegada ao Parque São Jorge.

“É fácil explicar, pela quarta vez teve proposta. Na primeira conversamos e ficou no zero a zero, ele não tinha se afirmado ainda, queria jogar no Corinthians e nós queríamos vê-lo. Na segunda houve um reajuste considerável no salário e decidimos manter. Na terceira tivemos que comprar os outros 50% que não eram nossos e fizemos outro reajuste. Agora é a quarta vez, não tem o que fazer e o Felipe deseja a transferência”, disse o mandatário do clube, que vê mais um jogador do elenco campeão em 2015 deixar o elenco.


Entretanto, mesmo perdendo um de seus destaques, o negócio será extremamente lucrativo para a equipe alvinegra. O clube ficará com 100% dos valores da transferência e continuará possuindo 25% dos direitos econômicos do jogador, o que permitirá a equipe lucrar caso o atleta venha a ser transferido pela equipe portuguesa. Além disso, Felipe passa a ser o segundo atleta que mais rendeu ao time paulista na temporada, atrás somente do zagueiro Gil, que rendeu R$ 40 milhões.

O defensor é mais uma das bases de 2015 a ser negociado por grande proposta, entretanto, sai pelo valor total. Vale lembrar que os valores embolsados pela equipe nas transferências de Jadson e Renato Augusto, estrelas do time no último Brasileirão, totalizam o mesmo que o valor que será recebido por Felipe, visto que os atletas possuíam seus direitos econômicos fatiados. Juntos, os meias totalizaram R$ 24 milhões, sendo R$ 6,5 milhões de reais pelo antigo camisa 10 e R$ 17,5 milhões pelo camisa 8, que hoje atua na China, mas segue jogando pela Seleção Brasileira.




Visitante no domingo, Fagner está pronto pra defender o Corinthians no Dérbi (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
9/06/2016 10h41
Projetando o derbi, no próximo domingo, às 16h (de Brasília),fora de casa, o corinthiano Fagner destacou o fato de as duas equipes se conhecerem bastante, já que são da mesma cidade e estão acostumadas a se enfrentar.

“É um jogo no qual as duas equipes se conhecem bem, já que são da mesma cidade. Vamos deixar o favoritismo para eles. Nós vamos para lá para procurar fazer um grande jogo, fazer um bom trabalho e buscar a vitória a todo tempo, acho que isso é importante para nós. O pensamento tem que ser esse, nos prepararmos bem para enfrentar todas as situações que encontrarmos lá”, afirmou.


O jogador ve o Corinthians em processo de formação, depois das saídas de Renato Augusto, Jadson e Ralf, que modificaram o meio de campo alvinegro, bem como do zagueiro Gil, peça importante no esquema de Tite durante a campanha do título brasileiro de 2015.

“A equipe está se formando, está se readaptando e vem tendo êxito. Como as coisas vêm dando certo, temos que manter a forma de jogar, sem mudar nada. O mais importante é que todos os atletas vêm se preparando para entrar bem. Às vezes mudam um pouco as características, mas o padrão se mantém”, disse.

O derbi só terá torcedores do mandante, conforme determinação da Secretaria da Segurança Pública para todos clássicos, válida até o final deste ano. Fagner minimizou o fato e ressaltou que a torcida alvinegra apoiará o time mesmo fora do estádio.

“Tenho certeza de que os milhões de corintianos que estarão do lado de fora vão torcer do mesmo jeito e mandar energia positiva para nós”, concluiu o camisa 23 do Timão.








'Cássio não está à venda', diz presidente do Corinthians

Apesar do forte interesse do Grêmio, Roberto de Andrade avisa que Corinthians não tem intenção de se desfazer do camisa 12, vencedor de cinco títulos pelo clube e hoje reserva


Bruno Cassucci, Gabriel Carneiro e Rodrigo Vessoni

9 JUN2016
08h12
atualizado às 11h56

"O Cássio não está à venda, não está à disposição, não está nada. É atleta do Corinthians."

Enfático, o presidente alvinegro, Roberto de Andrade, dá o recado para os interessados em contratar o goleiro do Timão. Mesmo com o camisa 12 na reserva de Walter, o clube não pretende vendê-lo, muito menos para o mercado nacional.


Recentemente, Cássio renovou contrato com o Corinthians até o fim de 2019. Ainda chateado com a saída da equipe, mas menos abalado, o goleiro perdeu alguns quilos nas últimas semanas e voltou ao peso ideal.

Embora Roberto de Andrade diga que não recebeu nenhuma proposta por Cássio, o mandatário está ciente de que o jogador é cobiçado. O Grêmio, clube que revelou o arqueiro, é um dos que estudam a contratação dele. Segundo veículos de imprensa do Rio Grande do Sul, o Tricolor gaúcho teme perder Marcelo Grohe, que está com a Seleção, e vê o goleiro corintiano com potencial para substituí-lo.

"Ninguém nos procurou para nada. Li que o Grêmo contatou com o Corinthians, mas não falou com ninguém, muito menos comigo. Simplesmente nesse momento a titularidade deixou de ser dele e passou a ser do Walter, porque assim entendeu o treinador. Mas ele vai trabalhar para voltar", comentou o presidente do Timão, ao LANCE! .

Questionado sobre como lidar com a presença de um ídolo da Fiel na reserva, Roberto de Andrade tratou o caso com naturalidade:

"Todos os atletas são tratados iguais, não importa se titular ou não. Já pensou se a gente abrir mão de cada um que sair do time e for para o banco? Acaba o time. Maior exemplo disso é o Cristian, que ficou mais de um ano no banco e as às vezes até fora da reserva. Aqui qualquer um pode ser titular a qualquer momento."

Recentemente, Cássio renovou contrato com o Corinthians até o fim de 2019. Ainda chateado com a saída da equipe, mas menos abalado, o goleiro perdeu alguns quilos nas últimas semanas e voltou ao peso ideal.































Corinthians pode gastar quase R$ 8 milhões dos 25 milhões que vai receber por Felipe para contratar zagueiro Naldo

09/06/2016 11:02:42 — 09/06/2016 11:05:43
A saída do zagueiro Felipe para o Porto – que deve ser oficializada em breve por R$ 25 milhões – fez a diretoria do Corinthians correr rapidamente atrás de um substituto. E o clube provavelmente terá de desembolsar uma quanta significativa pelo reforço. A contratação de Naldo, do Sporting, de Portugal, pode chegar a 2 milhões de euros (cerca de R$ 7,8 milhões).

Segundo informações do diário O Jogo, representantes do clube de Parque São Jorge conversaram com os portugueses nesta quinta-feira. Inicialmente, o Corinthians buscava uma negociação por empréstimo, Porém, já cogita adquirir, pelo menos, 50% dos direitos do jogador.

Naldo já está informado sobre o contato entre as equipes. Por outro lado, a comissão técnica do Sporting deixou claro que gostaria da permanência do defensor para as disputas da temporada 2016-17.

Aos 27 anos, Naldo tem uma grande experiência no Brasil e no exterior. Nas categorias de base, passou por Cascavel, Lemense, Oeste e União São João. A partir de 2010, começou a avançar na carreira. Primeiro, defendeu a Ponte Preta. Em seguida, jogou no Cruzeiro e no Grêmio. No exterior, passou por Bologna e Udinense, da Itália, no Getafe, da Espanha, antes de acertar com o Sporting.













09/06/2016 09h21

Jornal diz que Naldo já tem proposta do Corinthians; Timão desconversa
"A Bola", de Portugal, garante que clubes estão conversando, mas questão financeira emperra o negócio. Diretoria alvinegra tenta acerto por empréstimo


Por GloboEsporte.com

O Corinthians insiste na negociação para contratar o zagueiro Naldo, do Sporting. De acordo com o jornal português "A Bola", o Timão procurou os representantes do clube europeu para conversar. Esse é o mesmo jornal que citou o interesse em trazer o zagueiro ao Brasil por empréstimo.

De acordo com a publicação, os representantes do Timão tentam convencer os dirigentes do clube de Portugal a liberar o defensor por empréstimo, mesmo sabendo que a liberação não irá ocorrer sem uma compensação financeira. Em um primeiro contato, o Sporting pediu 5 milhões de euros pelos direitos econômicos.

O Corinthians não confirma que a negociação esteja ocorrendo. Segundo o que apurou o GloboEsporte.com, o nome de Naldo é um dos analisados para reforçar a defesa corintiana, já que Felipe está de saída. Gil, que foi titular na campanha do título brasileiro de 2015, se transferiu para a China no começo do ano.





















CBF desmembra tabela da 12ª a 21ª rodada do Brasileirão 2016

Corinthians volta a jogar às 11h apenas na 20ª rodada, quando enfrenta o Grêmio, na Arena do Grêmio em Porto Alegre


12h00 09/06/2016 - Agência Corinthians





Corinthians sabe sequência de jogos no Brasileirão 2016

© Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians


A CBF divulgou na última quarta-feira (08) o desmembramento de mais dez rodadas do Campeonato Brasileiro 2016. Sem grandes novidades para o Timão, foram conhecidas datas e horários para as partidas da 12ª até a 21ª rodada.

Como ainda não há data definida para a Arena Corinthians começar a ser oficialmente utilizada para os Jogos Olímpicos Rio 2016, três jogos com mando do Timão, entre as rodadas 15 e 21, estão com local indefinido.

Confira os confrontos do Timão:

12ª rodada
29/06 – 21h45 (quarta-feira) – Am-MG x Corinthians – Ind

13ª rodada
03/07 – 16h (domingo) – Corinthians x Flam – Arena Corinthians

14ª rodada

09/07 – 16h30 (sábado) – Chapec x Corinthians – Arena Condá

15ª rodada

17/07 – 16h (domingo) – Corinthians x 5P – A definir

16ª rodada

23/07 – 16h (sábado) – Corinthians x Fig – A definir

17ª rodada

31/07 – 16h (domingo) – Inte x Corinthians – Beira-Rio

18ª rodada

03/08 – 21h45 (quarta-feira) – AtlPR x Corinthians – Arena Cu

19ª rodada

06/08 – 16h (sábado) – Corinthians x Cru – A definir

20ª rodada

14/08 – 11h (domingo) – Grê x Corinthians – Arena

21ª rodada

20/08 – 16h (sábado) – Corinthians x Vit – A definir