5 de jun de 2016

CORINTHIANS 05/06/2016



CORINTHIANS LÍDER DO BRASILEIRO 2016 COM 13 PONTOS
Tite comenta vitória corinthiana


Com a vitória, Timão assume provisoriamente a liderança do Brasileirão



23h30 04/06/2016 - Agência Corinthians






A noite deste sábado (04) foi marcante na Arena Corinthians. Com dois gols no fim, o Corinthians virou o jogo sobre o Coritiba, bateu por 2 a 1 e conquistou a quarta vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro de 2016. Após o jogo, o técnico Tite comentou o resultado positivo.


"Quando está 0 a 0 não precisa ser tão arrojado. Mas quando está 1 a 0 para o adversário não tinha volta... Enfiei dois homens de área, com dois de lado para chegar metendo. Em contrapartida o contra-ataque também é dado, mas Felipe é jogador de velocidade, Bruno é construtor, passador, não podia perder saída. Claro que ficou exposto, mas o jogo pedia isso", disse Tite.


“Fizemos 20 finalizações, tivemos 79% de posse de bola e encontrando linha de passe. Guilherme deixou André na cara do gol aos 42... É uma equipe que a bola não queima no pé, e ela vai se forjando. Mas é natural que apresse em alguns momentos, é compreensível. Essa precisão de finalizações tem melhorado. A cada três finalizações em casa que fazemos uma entra. Esse número também importa”, continuou o treinador.


“Quero agradecer a um profissional com quem troco muitas ideias táticas, Gilmar Dal Pozzo. Não queria perder poder de fogo, porque somos o melhor ataque do Brasil por percentual de gols feitos, 1,9 por jogo. Mas a bola estava passando e não tinha homem de conclusão. Tentei com Danilo... Mas lembrei do Gilmar, e enfiei dois atacantes. Deixei um volante para sair jogando e dois homens enfiados na frente. Mas não foi só esse fator. O fator foi a alma. Jogos às 11h, dúvida na escalação do Uendel, roubadas de bola do Giovanni Augusto, espírito solidário da equipe, mas 80% de posse de bola, com carinho do torcedor... Falei algum tempo atrás que a torcida estava sendo impaciente. E o mesmo coração que falou isso é o coração que agradece agora, porque o torcedor acarinhou. Inclusive o André”, completou Tite.


Com a vitória, o Corinthians passa a somar 13 pontos e assume provisoriamente a liderança do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (05), a sexta rodada do Brasileirão será finalizada. O Timão voltará a entrar em campo no dia 12, quando terá o derbi fora de casa.










''Precisava desse gol para dar confiança'', diz André


Técnico Tite também elogiou o atacante após a vitória sobre o Coritiba



23h40 04/06/2016 - Agência Corinthians




Na noite deste sábado (04), na Arena Corinthians, o Corinthians conquistou, de forma emocionante, a quarta vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro de 2016. De virada no fim, o Timão venceu o Coritiba por 2 a 1. Autor do primeiro gol André concedeu entrevista após o fim do jogo.


“Acho que por tudo o que venho passando aqui, precisava desse gol para dar confiança, para continuar trabalhando. O grupo sempre me apoiou, o pessoal me chamava, para ter paciência. É isso, é o carinho que um tem pelo outro”, disse André.


Também após a partida, o técnico Tite concedeu entrevista coletiva e elogiou o atacante do Timão.


“Ele é um cara que trabalha sério. Eu não estou aqui para esconder erros de atletas e justificar e fazê-los passar de bonzinhos. Eles têm cobrança, exigência alta. E se trabalha tem o meu respaldo. Se for negligente não terá. E tomara que o André se sinta acolhido, útil, com carinho. A possibilidade de fluir mais natural é grande assim. Quando recebo inquietação atrás do banco isso me tira do natural. Tenho 55 anos, muitos títulos no Corinthians e interfere comigo. Imagina com o atleta”, falou Tite.


Com a vitória, o Corinthians passa a somar 13 pontos e assume provisoriamente a liderança do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (05), a sexta rodada do Brasileirão será finalizada. O Timão voltará a entrar em campo no dia 12, quando terá o derbi fora de casa.






















































Em vitória do Corinthians, zagueiro Felipe exalta força da Fiel Torcida: "É um jogador a mais"

Zagueiro comentou sobre a vitória histórica do CORINTHIANS sobre Coritiba pelo Brasileirão 2016

23h50 04/06/2016 - Agência Corinthians





Após a vitória do Corinthians por 2 a 1 contra o Coritiba nos minutos finais, pelo Brasileirão 2016, o zagueiro Felipe participou de mais uma transmissão ao vivo do canal do Corinthians no Facebook. Em bate-papo exclusivo com a Fiel, o zagueiro comentou sobre a partida e exaltou a persistência da equipe.


"A gente não desiste até o apito final. A equipe esta de parabéns. A gente se entrega dentro de campo até o final e tem que continuar desse jeito", disse.


O zagueiro comentou sobre as dificuldades na partida, mas disse que é preciso ter atenção até o último minuto. "A gente fez um grande jogo. Saímos atrás do placar, o campo pesado, o Coritiba fechado. A gente tem isso na cabeça, que o jogo só acaba quando o juiz apitar. O Corinthians é isso, é raça até o final", comentou.


Por fim, o zagueiro exaltou o papel da Fiel torcida, que foi recompensada com a virada no último minuto. "Tá todo mundo de parabéns! Para nós que estamos dentro de campo, é uma força a mais. A gente sempre fala que a torcida é um jogador a mais quando estamos dentro de campo", finalizou.









05/06/2016 09h00

Papo com Tite, "fico" e gol: André renasce, mas Corinthians quer cautela
Atacante vira um dos heróis da vitória do Corinthians sobre o Coritiba.


Por Carlos Augusto Ferrari

 André comemora o gol marcado contra o Coritiba 
(Foto: Marcos Ribolli)

– Acho que esse gol eu vinha buscando, vinha trabalhando. Lógico que fico chateado quando a torcida vaia, e tem o direito de vaiar, mas em nenhum momento baixei a cabeça. Muito pelo contrário, fui lá e trabalhei – afirmou.


O jogador esteve próximo de acertar com o Sport. O clube pernambucano procurou o Corinthians nos últimos dias para negociar. A diretoria do Timão quis ouvir os planos do atacante. André se mostrou propenso a continuar no clube, mas gostaria de saber se seria utilizado por Tite, já que perdeu a vaga de titular após a segunda rodada do Brasileirão.


Treinador e jogador tiveram uma conversa no CT Joaquim Grava. Tite, que pediu à diretoria a contratação de mais um centroavante para fortalecer o elenco, disse que contava com André.


– O Tite me falou uma coisa que é meio óbvia: “se eu não te quero, como eu te coloco?” Eu falei que ele poderia me colocar que eu ajudaria. Teve a questão do Sport, onde eu tenho um carinho muito grande. Sentei e conversei com o Tite, disse que queria ficar. Não é porque me vaiam que eu ia virar as costas e ir embora – revelou.


Muito vaiado nos últimos jogos ao entrar na equipe, André ganhou um afago neste sábado. Um grupo de torcedores levou a Itaquera uma faixa com a frase "André, estamos com você". Ele entrou aos 32 minutos do segundo tempo, empatou o jogo aos 44 e abriu caminho para a virada.


– Acho que torcedor é isso, é emoção. Difícil pedir para apoiar quando está perdendo. Jogador de futebol é confiança. Você, quando vê a torcida apoiando, torcendo a favor, quer mostrar mais.

Futuro
André ganha moral com o gol marcado. A comissão técnica quer cautela com o jogador. O planejamento inicial é realizar com ele um trabalho semelhante ao que foi feito com Vagner Love durante a temporada passada.


Tite quer que o jogador recupere a confiança e seu melhor momento técnico nos treinamentos para, gradativamente, ser lançado novamente na equipe e não sair mais. Em 2015, Vagner Love saiu da equipe e voltou aos poucos. Na reta final, foi decisivo em alguns jogos com o Corinthians hexacampeão e acabou o Brasileirão como vice-artilheiro, com 14 gols.


 André recebe o carinho dos colegas após o gol 
(Foto: Marcos Ribolli)

– Acho que isso é engraçado. Quando você faz gol, você corre, dá carrinho, faz tudo. Quando não faz, você não corre... É engraçado, é vida de atacante. Já passei por isso dez vezes e acho que lá na frente vou passar também. Então atacante é isso, é conviver e trabalhar – disse André.


O momento dos concorrentes pode apressar o retorno. Luciano disputou quatro partidas como titular e não conseguiu render o esperado. Por conta disso, está ameaçado. Lucca chegou a treinar algumas vezes como centroavante e também aparece como uma alternativa para a vaga.


Concorrência
O Corinthians já procura no mercado um centroavante para reforçar a equipe. Tite gostaria de receber um jogador com características diferentes de André. Isso quer dizer que o treinador espera pela chegada de um atacante com mais mobilidade. Na visão dele, uma peça assim se encaixa melhor ao novo esquema tático da equipe.


Vários nomes estão sendo avaliados pela comissão técnica, mas, até agora, nenhuma negociação avançou. O nome preferido é o de Marco Ruben, do Rosario Central, da Argentina. A transação, contudo, não anima os dirigentes em virtude dos altos custos para a compra de parte dos direitos econômicos.









05/06/2016 10h47 - Atualizado em 05/06/2016 10h47

Marlone vê disputa sadia por titularidade no Corinthians


Por Carlos Augusto Ferrari

 Marlone durante treino do Timão no CT Joaquim Grava (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

Marlone recebeu na vitõria do Corinthians, ontem por 2x1 sobre Coritiba, mas foi substituído no intervalo. Após a partida, o jogador mostrou que aceitou com naturalidade a decisão do técnico Tite, mas admitiu que necessita de uma sequência maior de partidas para render em alto nível.
– Todo mundo precisa de sequência. Mas, como eu sempre falo, o professor Tite tem total sabedoria, total capacidade de saber os que estão na melhor forma de começar atuando. Realmente tem uma briga sadia por posição. Creio que no tempo certo as coisas vão acontecer naturalmente, começa a encaixar. Quero só trabalhar para evoluir – afirmou.


Posicionado pelo lado esquerdo do ataque, Marlone teve muita dificuldade para passar pela marcação do Coxa e criou muito pouco. Para piorar, o jogador ainda perdeu a bola na frente dando início ao lance que originou o gol paranaense, marcado por Negueba. Ele acabou substituído no intervalo por Giovanni Augusto.


– Todo mundo quer jogar, né?! Todo mundo quer fazer o melhor, que é jogar futebol. Como sempre falo, aqui é uma equipe, uma família. Queremos jogar, mas Tite tem sabedoria. Ele achou melhor entrar o Giovanni, mas fico feliz porque conseguimos a vitória – ressaltou.

Esperança da torcida no início do ano após ótimo rendimento pelo Sport, Marlone ficou quase dois meses afastado depois de sofrer uma lesão no tornozelo esquerdo, contra a Ferroviária, em fevereiro, pelo Paulistão. O jogador perdeu 12 partidas na temporada e acabou como uma das últimas opções do setor ofensivo quando retornou.

Com uma semana para treinar até o clássico contra o Palmeiras, no próximo domingo, Tite colocará Marlone novamente no banco de reservas. Giovanni Augusto, preservado na primeira parte por estar desgastado fisicamente, é titular absoluto da equipe neste momento da temporada.








5/06/2016 13h49

Zagueiro Pedro Henrique aprova estreia pelo Timão com vitória: "Acho que a torcida gostou"
Zagueiro, de apenas 20 anos, fez a primeira partida oficial com a camisa do Timão. Ele pode até seguir na equipe no derbi

Por Carlos Augusto Ferrari


Pedro Henrique durante treino do Timão no CT (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

O zagueiro Pedro Henrique ficou satisfeito com o rendimento em sua primeira partida oficial pela equipe profissional do Corinthians. Com Balbuena na seleção paraguaia, Yago suspenso por doping e Vilson lesionado, o garoto de 20 anos foi escalado por Tite como titular na vitória do Corinthians por 2 a 1 de virada, sobre o Coritiba, no último sábado, na Arena Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro.

– É fazer o simples e bem feito. Acho que fiz isso e pude fazer uma grande partida, com meus companheiros passando tranquilidade para mim – afirmou o defensor.


Único inscrito pelo Corinthians que não entrou em campo no Paulistão, Pedro Henrique acumulava apenas dois jogos no profissional, ambos longe do Brasil e em torneios amistosos: estreou na derrota por 1 a 0 contra o Colônia, da Alemanha, no Torneio da Flórida de 2015, e atuou no 0 a 0 com o Strikers, na pré-temporada de 2016.


Formado nas categorias de base do Timão, Pedro Henrique ficou sabendo que jogaria apenas na sexta-feira. Vilson foi reavaliado pelo departamento médico e apresentou um edema na coxa direita. Elogiado pela comissão técnica pelo bom desempenho nos treinamentos, o novato zagueiro foi colocado como titular por Tite.

– Aqui, se você jogar com raça e determinação, acaba conquistando a torcida. E não foi diferente. Pude dar o meu máximo. Acho que a torcida gostou – disse.


Pedro Henrique vive agora a expectativa de ser utilizado no derbi no próximo domingo. Yago será julgado pela Federação Paulista de Futebol, nesta segunda-feira, e ainda não sabe se estará liberado. Vilson fará tratamento intensivo em virtude de uma edema na coxa direita e também é dúvida.











5/06/2016 07h00

Análise: paciência prevalece e leva Corinthians ao triunfo
Calma e persistência ajudam Corinthians a vencer nos minutos finais


Por Leonardo Lourenço

O Corinthians alcançou 4 vitórias seguidas, invicto nove meses na Arena Corinthians e ontem na vitória por 2x1, criou oito chances reais de gol

Tite fez poucas mudanças na equipe após atacar a maratona de jogos recente que fez o time atuar quatro vezes em 11 dias. Colocou Giovanni Augusto no banco e deu chance a Marlone – que não aproveitou e deixou o jogo no intervalo para a entrada do titular. Na zaga, sacou Vilson e escalou o jovem Pedro Henrique, em noite discreta, o que é bom.

Marquinhos Gabriel, pela direita, avançava para o meio para ajudar Guilherme na criação de jogadas. Cristian, no meio, protegia a defesa a permitia que os laterais estivessem quase sempre à frente da linha de meio-campo. Mas o Coritiba se defendia bem, ainda que permitisse algumas oportunidades desperdiçadas pelos corinthianos.

A estratégia paranaense era clara: atrair os donos da casa, encaixar um contra-ataque e depois segurar o que desse. Funcionou quando Marlone perdeu uma bola na esquerda e ela caiu com Dodô, que lançou Negueba para ganhar de Fagner na corrida e fazer 1 a 0.

 Gol da vitória do Corinthians, de Uendel, saiu no último minuto da partida (Foto: Marcos Ribolli)

Com 10 minutos do segundo tempo, já com Giovanni Augusto em campo, Tite tirou também Cristian para colocar Danilo em campo. O jogo se resumia ao campo de defesa do Coritiba, que se retraía ainda mais, mas não abria mão de assustar. Walter fez grandes defesas em cabeçada de Negueba e chute de Juan em novo contra-ataque.

O Corinthians martelava, com paciência, porém. Ela já tinha sido fundamental na vitória do Corinthians sobre s7os na rodada anterior. Contra o Coritiba, o tempo passava, e os anfitriões continuavam trocando passes – foram 455 certos, contra 117 dos visitantes – como se soubessem que, em algum momento, uma brecha seria aberta sem que fosse preciso abusar dos chuveirinhos na área, sempre mais favoráveis aos que se defendem.


Os buracos apareceram: o primeiro, aos 38 minutos da etapa final, mas Marquinhos Gabriel desperdiçou. Calma, o segundo viria. Veio ao 44, num roteiro quase óbvio: criticado pelos gols perdidos, André esteve perto de deixar o clube durante a semana. Ficou no banco, entrou no lugar de um zagueiro (Pedro Henrique) e marcou o gol de empate.

Jornada de herói, mas ainda faltavam os cinco minutos de acréscimo. E Uendel virou, no último deles, para que o placar refletisse com mais justiça o que foi o jogo, com toda a paciência












Tite vibra com seriedade de André após o gol em Corinthians 2x1Coritiba

Helder Júnior -

O centroavante corinthiano André conquistou o técnico Tite por causa da sua disposição. Foi o que o comandante do Corinthians declarou após o jogador se reabilitar com um gol marcado na vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o Coritiba, de virada, na Arena Corinthians.

“Ele é um cara que trabalha sério”, elogiou Tite, sentindo a necessidade de garantir que as suas palavras eram sinceras. “Não estou aqui para esconder e justificar erros de atletas, fazendo com que eles se passem por bonzinhos. Não faço isso. Estaria enganando a mim mesmo. Todos são altamente cobrados. Mas, se o cara vai e trabalha, tem o meu respaldo. Se é negligente, não.”

Disposto a vingar no Corinthians, André preferiu seguir no Corinthians e recusou proposta de outro clube. Na viória de ontem, substituiu o zagueiro Pedro Henrique e marcou o gol de empate (o lateral esquerdo Uendel virou o jogo) como recompensa. Comemorou bastante e recebeu abraços calorosos de quase todos os seus companheiros.

Tite espera que o gol de sábado à noite marque uma reviravolta na carreira de André. O técnico confia que o seu centroavante possa seguir o exemplo de Vagner Love (que também criticou o seu sucessor em uma rede social e desculpou-se por telefone) e alcançar a redenção no decorrer do Campeonato Brasileiro.

“Tomara que sim. Torço por isso, para que ele receba o carinho do torcedor. No jogo, esse carinho já o ajudou a fazer o gol”, comentou Tite







Tite agradece apoia e paciência da fiel torcida do Corinthians em vitória corinthiana no fim
Helder Júnior -


05/06/2016 00:00:28

Mais aplaudido do que os seus jogadores quando a locutora da Arena Corinthians anunciou a escalação do Corinthians na noite deste sábado, antes da partida contra o Coritiba, o técnico Tite deixou o gramado contente com a paciência que o público teve ao acompanhar a vitória corinthiana por 2 a 1, de virada, sacramentada apenas nos acréscimos do segundo tempo.

“Falei de coração que a torcida estava sendo impaciente. E é esse mesmo coração que agradece pelos dois últimos jogos, em que o torcedor nos acarinhou. Isso aconteceu inclusive quando o André entrou em campo. Obrigado, torcedor”, disse Tite

Para Tite, a sintonia com a Fiel foi fundamental para o Corinthians conquistar as suas duas últimas vitórias. O técnico falou especificamente sobre André

“Toda pessoa que se sente acolhida, útil, recebendo carinho, tem a possibilidade de fluir mais naturalmente. Comigo é assim. Quando percebo uma inquietação atrás do banco, saio do meu natural. E eu tenho 55 anos e seis títulos pelo Corinthians. Imaginem o atleta”, argumentou.









Marlone entende disputa no Timão

Contratado no início da temporada, meia-atacante tem apenas três jogos como titular do Corinthians até o momento. Ao todo, são 14 partidas e dois gols marcados pelo Corinthians


Marlone (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)
- Todo mundo precisa de uma sequência. Mas como eu sempre falo, o professor Tite tem total sabedoria, total capacidade de saber os que estão na melhor forma de começar atuando. Realmente tem uma briga sadia por posição. Creio que no tempo certo as coisas vão acontecer naturalmente, começa a ir encaixando. Quero só trabalhar para evoluir - afirmou.

- Todo mundo quer jogar, né? Todo mundo quer fazer o melhor, que é jogar futebol. Como sempre falo, aqui é uma equipe, família. Queremos jogar, mas Tite tem a sabedoria. Ele achou melhor entrar o Giovanni, mas fico feliz porque conseguimos a vitória - acrescentou, sem criar polêmicas sobre a substituição precoce.

Contratado pelo Corinthians no início deste ano, Marlone soma 14 jogos e dois gols. O meia-atacante sofreu uma lesão durante o Campeonato Paulista e teve de desfalcar a equipe por cerca de um mês.

A concorrência no setor é grande: Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto, Lucca e Romero, além do próprio Marlone, disputam duas vagas no time.












Após importante gol em vitória do Corinthians, André revela conversa com Tite para permanência no Corinthians






O atacante André se esticou para completar para o gol um cruzamento de Uendel (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Autor do primeiro gol corinthiano na suada vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o Coritiba, nesse sábado, na Arena Corinthians, o atacante André disse ter procurado o técnico Tite antes de rejeitar uma saída da equipe. Pressionado pela torcida, o jogador viu o Sport – seu ex-clube no ano passado – propor uma transferência nessa semana. O atleta, no entanto, afirmou que permaneceria para conquistar títulos pelo Timão.

“Tive uma conversa com o Tite e falei que queria ficar, que ia vencer. Esse é só o começo de uma caminhada vitoriosa no Corinthians”, afirmou o jogador.

Enquanto concedia entrevista ao canal SporTV, André foi abraçado efusivamente pelo atacante Luciano. “Você merece”, disse o jogador ao companheiro de ataque. “É isso. É o carinho que um tempo pelo outro”, respondeu André.

Para o jogador, o gol anotado na vitória corinthiana será importante para recuperar o apoio dos torcedores. “Por tudo que eu venho passando, precisava desse gol para dar confiança e para continuar trabalhando. O grupo sempre me apoiou. O pessoal me chamava e pedia para eu ter paciência”, destacou.

O Corinthians empatou o jogo aos 44 minutos do segundo tempo, quando André se esticou para completar um cruzamento de Uendel para as redes. No último lance do jogo, aos 49, Uendel subiu bem para completar para o gol um cruzamento de Marquinhos Gabriel.






















































Autor de gol na final no Corinthians campeão da Copa do Brasil Sub-17, Vitinho é convocado para treinos com Seleção Brasileira da categoria

Atleta passará uma semana com os comandados do técnico Carlos Amadeu, que busca manter os jovens entrosados

10h00 05/06/2016 - Agência Corinthians



© Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

O atacante Vitinho, autor do segundo gol da vitória sobre o Sport por 2 a 0 que deu o título inédito da Copa do Brasil Sub-17 ao Corinthians, se apresenta à Seleção Brasileira Sub-17 neste domingo (05) para uma semana de treinamentos com o técnico Carlos Amadeu.


Esta é a quarta vez no ano que o treinador chama atletas para um período de treinamento. “É sempre bom poder representar a seleção do nosso país”, comentou Vitinho. “Também é importante para que a gente trabalhe nossos defeitos e vai aprendendo como os outros atletas jogam”, acrescentou.


Em 2017, o Brasil jogará o Sul-Americano Sub-17, que é classificatório para o Mundial da categoria. Com apenas 16 anos, Vitinho espera fazer parte do elenco que disputará as competições.























Corinthiano Uendel sobre vitória do Corinthians no vira-vira: ''A gente acreditava''

Com a vitória, Timão passa a somar 13 pontos e assume provisoriamente a liderança do Brasileirão

11h15 05/06/2016 - Agência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Na noite do último sábado (04), o Corinthians conquistou uma vitória como a Fiel gosta: com raça e sofrimento. O Timão recebeu o Coritiba na Arena Corinthians e, de virada no fim, venceu por 2 a 1. Autor do segundo gol, o lateral esquerdo Uendel falou após a partida.


"Parecia bang-bang, mas a gente acreditava e nesses minutos finais foi na raça, como o torcedor gosta", disse Uendel.

Com a quarta vitória consecutiva, o Corinthians assume temporariamente a liderança do Campeonato Brasileiro com 13 pontos. Neste domingo (05), a sexta rodada do Brasileirão será finalizada.

"Vamos dormir com esse gosto da liderança, mas chegaremos com moral no clássico aconteça o que acontecer amanhã", disse o lateral, que já marcou dois gols no Brasileirão.








Há 19 anos, Corinthians conquistava o 22º título Paulista


Com melhor campanha na primeira fase, empate em 1 a 1 garantiu o título ao Corinthians, o maior campeão paulista



11h00 05/06/2016 - Agência Corinthians



© Arquivo Placar



No dia 05 de junho de 1997, há 19 anos, o Corinthians conquistou o Campeonato Paulista pela 22ª vez na história. O Timão empatou em 1 a 1 contra 5P na última partida do quadrangular final do torneio e ficou com a taça.


Naquele ano, o Campeonato Paulista era disputado em dois grupos de oito equipes. Ao fim da primeira fase, os dois melhores de cada grupo jogariam entre si para definir o campeão estadual. Após o Corinthians vencer s7os e palmeir2as, um empate contra 5P era suficiente para garantir a conquista, já que o Timão somou mais pontos que a equipe rival na primeira fase (45 a 40).

O Corinthians entrou em campo na ocasião com Ronaldo; Fábio Augusto, Antônio Carlos, Henrique e André Luiz; Gilmar, Romeu, Marcelinho e Souza; Mirandinha e Donizete.


O gol alvinegro na partida decisiva foi marcado pelo lateral esquerdo André Luiz, aos 45 minutos da primeira etapa 1x0, enfiando a bola entre as pernas do goleiro rival. Corinthians cedeu o empate e mesmo assim sagrou-se campeão paulista 97

O Timão é o maior campeão da história do Campeonato Paulista com 27 títulos. A última vez que a equipe alvinegra levantou a taça do torneio estadual foi em 2013.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.
















Corinthians chega à quarta vitória consecutiva no Brasileirão 2016 após vencer o Coritiba


Até o momento, a campanha do Timão é igual ao da conquista do hexacampeonato brasileiro



10h30 05/06/2016 - Agência Corinthians







Agora, o Timão tem clássico pela frente. No próximo domingo (12), o Corinthians encara o Palmeiras, às 16h, no Allianz Parque


© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians



No último sábado (05), o Corinthians conquistou uma vitória emocionante na Arena Corinthians. No fim e de virada, o Timão superou o Coritiba por 2 a 1 e chegou a 13 pontos na tabela do Brasileirão 2016.


Além de estar no G-4, o Corinthians atingiu a marca de quatro vitórias consecutivas até o momento no Brasileirão. Foram três resultados positivos na Arena Corinthians e um fora, contra o Sport, na Ilha do Retiro.


O início de campeonato do Corinthians vem sendo igual ao da conquista do hexacampeonato brasileiro. Nas seis primeiras rodadas, o Timão também conquistou quatro vitórias, um empate e uma derrota.


Agora, o Timão tem clássico pela frente. No próximo domingo (12), o Corinthians joga o derbi, às 16h, fora de casa, em busca de manter bons resultados neste início de Brasileirão.


Confira os gols da vitória do Timão contra o Coritiba no último domingo:
















Em vitória do Corinthians Pedro Henrique vibra com estéia 'simples e bem feita'


Zagueiro de 20 anos atuou pela primeira vez em uma partida oficial no time principal do Corinthians neste sábado, e ganhou elogios do técnico Tite. Ele segue aguardando chances


5 JUN2016

09h25



Com Yago suspenso, Balbuena na seleção do Paraguai para a disputa da Copa América e Vilson em tratamento de um edema na coxa direita, Pedro Henrique teve uma rara oportunidade de mostrar serviço no Corinthians. Na verdade, foi a primeira chance do zagueiro de 20 anos no time profissional. Neste sábado, na vitória do Corinthians por 2 a 1 diante do Coritiba, pela sexta rodada do Brasileirão, o jovem começou jogando ao lado de Felipe e permaneceu em campo até os 32 minutos do segundo tempo, quando Tite optou pela entrada de André para dar força ofensiva ao Timão, que só alcançou o resultado positivo nos minutos finais.


Integrante do Corinthians eneacampeão da Copinha de Juniores de 2015 e acionado em dois amistosos no elenco principal do Corinthians, Pedro Henrique é hoje a terceira opção do elenco para o setor defensivo, mas acredita ter aproveitado a rara oportunidade na Arena de Itaquera. Segundo o camisa 34, não há grandes segredos para conquistar a Fiel torcida.


- É fazer o simples e bem feito. Acho que fiz isso e pude fazer uma grande partida, com meus companheiros passando tranquilidade para mim. Aqui, se você jogar com raça e determinação, acaba conquistando a torcida. E não foi diferente. Pude dar o meu máximo e acho que a torcida gostou da minha atuação - disse Pedro Henrique, satisfeito pela estreia.



Se Pedro Henrique ficou satisfeito e a Fiel não reclamou, o técnico Tite também deixou a Arena Corinthians otimista com as perspectivas a respeito do aproveitamento de Pedro Henrique. A dois dias do julgamento de Yago, que pode voltar a ser relacionado em caso de absolvição, e sem esperar perder Vilson por mais um jogo, o treinador gostou do que viu na atuação do jovem de 20 anos, que seguirá esperando por oportunidades.


- Com o Pedro era muito tranquilo, estou há muito tempo com ele, tinha que jogar como jogou na Flórida Cup. Era para fazer o que faz no treino e ele alcançou esse nível - elogiou Tite.