3 de jun de 2016

CORINTHIANS 02/06/2016

CORINTHIANS É 3º COLOCADO DO BRASILEIRO 2016 COM 10 PONTOS, A 3 DA LIDERANÇA, APÓS FIM DA 5ª rodada









02/06/2016 18h52

Sede do Corinthians, Parque São Jorge vai receber seleções na Olimpíada


Local será CT para equipes que jogarão na Arena Corinthians


Por Lucas Strabko

Parque São Jorge receberá melhorias para receber seleções na Olimpíada (Foto: Carlos Augusto Ferrari)

Parque São Jorge (sede do Corinthians) será um dos centros de treinamento para seleções que disputarão o torneio olímpico de futebol na capital paulista. As partidas serão disputadas na Arena Corinthians
Corinthians acerta os últimos detalhes do contrato.

Em relação ao Parque São Jorge faltam apenas assinaturas do contrato, que já foram elaborados, e alguns relatórios. A expectativa é que, por parte do Comitê Rio 2016, é que a sede seja confirmada até a próxima semana.

A Arena Corinthians e a Fazendinha ficarão à disposição do Comitê Rio 2016 entre 18 de julho e 16 de agosto. A Fazendinha ainda passará por adequações bancadas pelo comitê olímpico local, como a padronização das dimensões, de acordo com o regulamento da Fifa. Os locais receberão também melhorias como reforma de gramado, vestiários e outras áreas internas. 

Nenhuma das oito seleções que jogarão a primeira fase na capital paulista terá uso exclusivo de algum estádio - as equipes obedecerão a um rodízio. Assim a Fazendinha deve receber as equipes masculinas da África do Sul, Colômbia, Iraque e Nigéria; e os times femininos da Alemanha, Austrália, Canadá e Zimbábue. 








02/06/2016 18h37 - Atualizado em 02/06/2016 18h37

 André segue no Corinthians
Apoiado pela comissão técnica do Timão, atacante preferiu seguir no Corinthians e rejeita proposta do sport do recife

Por Elton de Castro

André fica no Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

André fica no Corinthians. A decisão foi tomada no início desta quinta-feira, após a última reunião entre 
a diretoria do Corinthians e o vice-presidente do Sport, Arnaldo Barros. Pela proposta, o Rubro-Negro arcaria com o valor investido pelo Timão, além de pagar praticamente o mesmo salário que o atleta ganha . A oferta agradou ao Timão, mas o atacante preferiu seguir na equipe paulista.

Apoiado pela comissão técnica, André acredita que pode dar a volta por cima com a camisa do Timão. Esperança que fez o atacante rejeitar a oferta do Sport, que contou com o apoio de pessoas próximas ao atacante.
A confiança do treinador foi determinante para que André querer ficar no Corinthians











Corinthians empresta jovem atacante Gabriel Vasconcelos ao JEC até o fim de 2016

Atacante de 20 anos tem artilharia da última Copinha no currículo e disputou o Campeonato Carioca deste ano ano pelo América-RJ, onde fez dois gols

Por GloboEsporte.com*

Corinthians emprestou o atacante Gabriel Vasconcelos ao joinville até o fim deste ano. O jogador de 20 anos será cedido ao clube catarinense para a disputa da Série B. O atleta, revelado pelo Timão, vai renovar seu vínculo, atualmente válido até 15 de setembro de 2017, por mais uma temporada.

Gabriel Vasconcelos foi emprestado no primeiro semestre ao América-RJ, para a disputa do Campeonato Carioca. Terminou a campanha, sua primeira como jogador profissional, com dois gols marcados. No Corinthians, o atacante foi artilheiro da última Copainha de Futebol Júnior, com cinco tentos.











Timão e Braga mantêm parceria: trio reserva cedido

Após renovar contrato, Guilherme Andrade foi emprestado, assim como Rodrigo Sam. Atacante Claudinho pode ser o próximo. Reforços do Corinthians não vingaram em 2015


Bruno Cassucci 02/06/2016 20:25
O Corinthians emprestou o zagueiro Rodrigo Sam e o lateral e volante Guilherme Andrade ao bragantino, o Timão deve ceder o atacante Claudinho, de 19 anos.






































Corinthians se reapresenta e reservas treinam após 3ª vitória seguida

Com Rildo em campo, garoto Fabricio Oya participa de treino do Timão

Jovem de 16 anos foi campeão do torneio mais importante do país na categoria sub-17 e agora vive processo de integração com o elenco profissional. Rildo se aproxima da volta



Corinthians teina com Fabricio Oya, meio-campista de 16 anos, que foi integrante do Corinthians campeão da Copa do Brasil sub 17. Ele é uma aposta do clube (Foto: LANCE!Press)
LANCE!
02/06/2016
17:06

Enquanto os titulares do Corinthians permaneceram na academia no dia seguinte à vitória por 1 a 0 sobre s7os, os reservas foram a campo para um trabalho leve no CT Joaquim Grava. Foram duas as novidades do dia de trabalhos: Rildo treinou com bola na primeira parte da atividade, o que indica que ele está praticamente recuperado da lesão no tornozelo esquerdo, e o garoto Fabricio Oya, do sub-17, dividiu o campo com os jogadores mais experientes na tarde desta quinta-feira.

Oya é considerado uma alta aposta nas categorias de base do Corinthians, clube em que está desde 2012. Destaque nas conquistas do Corinthians campeão Mundial sub-17 de 2015, além da Taça BH do ano passado e da Copa do Brasil da categoria, na última terça-feira, o garoto faz parte do processo de integração da base com os profissionais do Timão. Nesta quinta, ele foi o único dos juvenis do Timão a participar dos trabalhos em campo, mas alguns atletas do sub-20 também completaram a atividade.
Com Rildo e Fabrício Oya, os reservas e não relacionados na vitória de ontem do Corinthians, a terceira seguida, participaram de um trabalho físico no primeiro momento e depois foram a campo para um treino técnico: eram três gols, e o desafio era trabalhar posse de bola e precisão nos passes e ocupação de espaços. Depois, os meio-campistas e atacantes participaram de um trabalho específico de finalização. Desta forma, não houve qualquer indicativo do time titular do Corinthians para a partida contra o Coritiba, neste sábado, às 20h30, na Arena Corinthians

O Corinthians entrou em campo três vezes nos últimos sete dias, sendo dois destes compromissos às 11h. Assim, há possibilidade do técnico Tite preservar alguns jogadores na partida da Arena Corinthians. A equipe ainda trabalha nesta sexta-feira, às 15h30, quando Tite deve definir o time titular para a sexta rodada do Brasileirão.









No treino de hoje a tarde do Corinthians, atacante Rildo trabalhou com bola em parte do treino desta terça-feira, no CT. Depois, fez trabalho físico ao lado de Yago (Foto: LANCE!Press)












Autor do gol da vitória do Corinthians, meia Giovanni Augusto diz que é preciso ter inteligência em relação ao time que enfrenta o Coritiba neste sábado para evitar desgaste. Sequência de jogos foi cansativa para o Timão




Time titular do Corinthians, vem de 3 vitórias, ainda não fez nenhum trabalho em campo nesta semana (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)
Gabriel Carneiro
02/06/2016
17:39

Depois de três jogos e três vitórias corinthianas em apenas sete dias, o Corinthians segue a desgastante rotina do Campeonato Brasileiro já neste sábado, às 20h30, contra o Coritiba. Em três dias de trabalho durante a semana, os titulares não foram a campo nenhuma vez para trabalhos com bola, e o desgaste físico é um grande motivo de preocupação para a sexta rodada. Consciente da possibilidade de alguns jogadores serem preservados no fim de semana, o meia Giovanni Augusto fez um alerta para a "armadilha" de ter time completo contra o Coxa.

- Temos que ser inteligentes, porque tem muitos jogos pela frente. Não adianta querer abraçar o mundo, porque tem alguns jogadores menos descansados, e isso faz a diferença. Mas temos uma comissão técnica muito profissional, que nos acompanha no dia a dia, vê como está o cansaço, e temos que ser inteligentes para não cair em armadilha de querer buscar três pontos e machucar o cara para um mês. É ser inteligente e pensar bastante antes de tomar a decisão - disse o herói da vitória do Corinthians por 1 a 0 em cima do s7os , nesta quarta-feira, na Arena Corinthians.

Tite só definirá quem enfrenta o Coritiba em treinamento desta sexta-feira à tarde. Ainda há a possibilidade, aliás, de os titulares novamente realizarem trabalhos leves, caso a formação dos três últimos jogos seja mantida - pela primeira vez na temporada, o Timão repetiu a escalação em três partidas consecutivas, e curiosamente venceu todos os compromissos, avançando a dez pontos e assumindo a terceira colocação do Campeonato Brasileiro.

Nesta quinta, apenas reservas foram a campo no CT Joaquim Grava, e não houve qualquer demonstração de quem começa jogando contra o Coritiba. Os desfalques do Corinthians seguem os mesmos: Balbuena e Elias na Copa América, Yago suspenso por doping (o julgamento será na próxima segunda-feira, e a tendência é de absolvição) e Matheus Vidotto e Rildo lesionados. A equipe tem Bruno Henrique pendurado com dois cartões amarelos, e o próximo jogo depois do Coritiba será o clássico diante do Palmeiras.

- Eu acho que nossa equipe está bem fisicamente, apesar de ter feito dois jogos às 11h, o que desgasta o grupo. Quando você consegue vencer acaba meio que esquecendo o cansaço e superando. Para esse próximo jogo de sábado vamos estar bem descansados, até porque há grandes profissionais aqui para ver como está a recuperação. Não tem como fugir, é o calendário brasileiro, muito apertado. Mas temos que passar por isso e seguir em frente - espera Giovanni Augusto, que não vê problemas em não ir a campo para treinamentos nestes dias de sequência dura do Brasileirão.

- Praticamente já temos a maioria das coisas definidas, jogadas de escanteio e bolas defensivas, então nesse momento vale priorizar o descanso, porque não vai mudar muita coisa vir para o campo correr, o tempo de recuperação é muito pouco e o cansaço vem. Estamos no caminho certo e mais uma vez provamos que precisamos estar descansados. Então é válido o que o Tite está fazendo - explicou.




Meia marcou o quarto gol pelo Corinthians no ano (Foto: Ale Cabral)

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA COLETIVA DE GIOVANNI AUGUSTO:

CENTROAVANTES DO CORINTHIANS
"São três grandes jogadores, o André não vive um bom momento, mas sei que vai dar a volta por cima, porque conhece futebol e sempre se destacou. Luciano teve uma crescente ano passado, mas agora está tendo a sequência que todo jogador precisa. Também tem o Lucca, que está aproveitando a oportunidade, então independentemente de quem atuar ali a nossa equipe está bem servida. O professor Tite é experiente o suficiente para definir e cabe a nós do meio ajudar para a bola chegar redondinha".

"Eu acho que nossa equipe tem que continuar fazendo o que faz nesses três últimos jogos (3 vitórias). Ano passado o Corinthians fez grandes jogos, de empolgar torcida, então sobe a cobrança, mas acredito que a torcida vai nos abraçar e vamos dar a sequência que precisamos. Espero que a torcida possa compreender e ajudar, porque faz muita diferença".

"Sempre muito bom vencer, ainda mais em se tratando de clássico. Fiquei feliz de ter feito gol, um gol que é diferente. No dia seguinte é muito bom olhar o celular e ter só mensagens positivas, ligar a televisão junto com a família e ver todo mundo falando coisas boas. É bom você se apegar a isso, porque faz a diferença".

"Seleção Brasileira é um sonho de todo jogador, mas só vamos conseguir chegar até lá se fizermos bom papel no clube onde está. Só de chegar no Corinthians você já passou muitas etapas, então as coisas tendem a ficar mais fáceis. Mas hoje há outros jogadores melhores, com sequência e confiança maiores. Na hora certa as coisas vão acontecer, e assim como eu quem está no Corinthians pensa primeiro em fazer o melhor pelo seu clube".

"Pelo que estão mostrando agora no início sem dúvida nenhuma são muito favoritos (Corinthians e outros 2), apesar do campeonato estar começando. Quem fizer o trabalho de casa rápido, somar pontos nesse início, vai se destacar. Algumas equipes ainda estão procurando o time ideal, e as outras precisam aproveitar isso para se distanciar".














Giovanni Augusto se orgulha por participação decisiva ontem em vitória do Corinthians: "Gol em clássico mexe com milhares de torcedores"

Os jogadores que atuaram por mais de 45 minutos no clássico fizeram um trabalho leve nesta quinta (02) no CT Dr. Joaquim Grava


17h50 02/06/2016 - Agência Corinthians




Giovanni Augusto marcou o gol que garantiu a vitória do Corinthians contra o Santos por 1 a 0

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Na tarde desta quinta-feira (02), o Corinthians voltou a treinar no CT Dr. Joaquim Grava. Após a atividade, o meia Giovanni Augusto, autor do gol da vitória do Corinthians sobre o Santos, falou sobre o clássico da última quarta (01), realizado na Arena Corinthians.

"Sempre muito bom vencer. E clássico, melhor ainda. Gol em clássico mexe com milhares de torcedores, com certeza o dia seguinte é muito bom ver mensagens positivas, ligar a TV e ver que estão falando bem de você. Jogador procura reconhecimento. Bom se apegar às coisas positivas que fazem diferença no nosso dia a dia", disse o meia.

A vitória sobre o Santos foi suada. O Timão pressionou o adversário o tempo todo, mas conseguiu fazer o gol apenas no fim. Giovanni Augusto falou também sobre a maturidade e a paciência da equipe para balançar as redes no clássico.

"Se achar que tem de chutar, Tite dá liberdade. Mas conversamos muito sobre paciência, para não escolher a jogada que não é a melhor. Falamos em trabalhar a bola, girar a bola de um lado para o outro. Estamos conseguindo fazer isso, até vencemos alguns jogos dessa forma, conseguimos ter paciência e fizemos gol aos 45. Na hora certa, a bola entra", falou o camisa 17.

Nesta quinta (02), os jogadores que atuaram por mais de 45 minutos no clássico fizeram um trabalho leve, já que o próximo duelo acontece já neste sábado (04), às 20h30, na Arena Corinthians, contra o Coritiba pelo Brasileirão.

"Temos a maioria das coisas definidas, escanteio sabemos o que fazer, bolas ofensivas também. Vale priorizar o descanso do jogador, não vai mudar muita coisa vir para o campo, correr, porque o tempo de recuperação é pouco. É comprovado que o cansaço vem em dois dias. Estamos no caminho certo. É válido o que o Tite vem fazendo", continuou o jogador

"Temos de ser inteligentes porque tem muitos jogos pela frente. Não adianta querer abraçar o mundo, colocar todos os jogadores se tiver alguns desgastados. Faz diferença ter todos 100%. Temos uma comissão muito profissional, que acompanha o dia a dia, vê nosso cansaço. Temos de ser inteligentes para não cair nessa armadilha. Botar alguém que se machuque", completou Giovanni Augusto.

A venda de ingressos para Corinthians x Coritiba continua nesta sexta-feira (03) nas bilheterias, das 12h às 17h, e na internet, pelo www.fieltorcedor.com.br/ingressos.





02/06/2016 16h04

Guilherme vê evolução do Corinthians em vitória de ontem: "Nenhum susto"
Em boa fase após três triunfos seguidos, meia-atacante explica mudanças táticas: "A dinâmica e a filosofia continuam as mesmas, mas o Tite me deu mais liberdade"


Por SporTV.com


Guilherme enfim desabrochou no Corinthians. O meia-atacante se adaptou à filosofia do técnico Tite e vem sendo o "motorzinho da equipe": já fez gol, deu assistência e teve sua melhor atuação na vitória do Corinthians sobre o Sport, a segunda das três vitórias seguidas do alvinegro no Campeonato Brasileiro. Em entrevista ao "Seleção SporTV", o jogador destacou a evolução do time, coroada, segundo ele, com o bom desempenho no triunfo do Corinthians por 1 a 0 sobre s7os, na última quarta-feira, pela 5ª rodada. 

- Isso (vitória no clássico) prova nossa consistência, maturidade, a evolução da equipe. Em momento algum a gente afrouxou ou "entrou" no jogo rival. O torcedor foi muito importante também, entendeu o que teria que ser feito no jogo. Em outra ocasião poderia ficar afoito, mas jogou junto com a gente. A gente conseguiu, além de muita posse de bola, atacar, não sofrer nenhum susto. Toda a parte ofensiva e defensiva trabalhou muito bem. O gol do Giovanni reflete o que foi o jogo e nosso esforço de um grupo unido e coletivo - pontuou.






Guilherme diz que ganhou mais liberade de Tite no Corinthians (Foto: Reprodução SporTV)

Um dos responsáveis pelo bom momento da equipe, Guilherme também falou das mudanças na parte coletiva da equipe, que, segundo ele, facilitaram seu crescimento. Para ele, o fator tático não foi mais importante do que a "liberdade" dada pelo treinador.

- A verdade é que a dinâmica e a filosofia ainda continua. Eu ainda volto para recompor, iniciar em alguns momentos as jogadas, continuo com a contribuição na marcação, mas hoje o Tite me deu mais liberdade para atacar. Não que eu não tivesse isso antes, mas eu me preocupava demais em marcar e não tinha tanta força para atacar. Eu ficava sempre com isso na cabeça de ter que iniciar a jogada e nem sempre eu conseguia concluir lá na frente. Hoje não, eu posso também iniciar, mas meu maior poder é de definir. Defino mais, com passe, finalização, que é o setor mais próximo do centroavante, onde eu me sinto melhor, e isso tem me ajudado - explicou.

A maior alteração, entretanto, foi pessoal. O jogador, que teve de adaptar seu próprio estilo no início da temporada, lembrou que sua volta às origens é o que facilitou sua subida de produção.

- Em relação às funções eu estava invertendo os meus valores. Eu amo dar passe, ver o companheiro fazer gol, além, óbvio, de fazer gol. E no início da temporada eu estava mais feliz em dar carrinho, roubar uma bola, que teoricamente é uma função mais nova para mim. Eu precisava ser mais decisivo. Agora, como vou mais a frente, fico muito feliz, ajudando meus companheiros e a equipe - finalizou.











02/06/2016 17h16

Em maratona, Giovanni Augusto pede cuidado com desgaste no Corinthians
Especula-se que Corinthians deva preservar alguns titulares em duelo contra o Coritiba, neste sábado. Autor de gol da vitória do Corinthians ontem, meia aprova medida: "Faz diferença ter todos 100%"


Por Marcelo Braga
Giovanni Augusto espera que Corinthians se preserve em maratona (Foto: Diego Ribeiro)

O desgaste causado por três jogos em sete dias – dois deles às 11h da manhã – faz o Corinthians ter cuidados especiais antes do duelo deste sábado com o Coritiba, às 20h30 (horário de Brasília), na Arena. Especula-se que alguns titulares devam ser preservados, fato que agrada a Giovanni Augusto, autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre o Santos, nesta quarta-feira, também em casa.


– Temos de ser inteligentes porque tem muitos jogos pela frente. Não adianta querer abraçar o mundo, colocar todos os jogadores se tiver alguns desgastados. Faz diferença ter todos 100% – afirmou Giovanni, em entrevista coletiva.

Os jogadores mais desgastados não vão atuar no sábado e terão semana livre de recuperação até o derbi, dia 12 de junho, fora de casa

– Temos uma comissão muito profissional, que acompanha o dia a dia, vê nosso cansaço. Temos de ser inteligentes para não cair nessa armadilha – contou o meia corintiano.

O Timão vai completar quatro partidas disputadas num intervalo de dez dias.Com 3 vitórias e um tropeço. Giovanni Augusto acredita que os dois jogos em horários incomuns foram decisivos para o desgaste.


– Jogar às 11h é desumano, ainda mais no calor do Nordeste. Choveu, mas estava muito quente. Você tem de se entregar ao máximo e o jogo perde, fica mais demorado, você demora na reposição de bola. Jogo às 11h mais atrapalha que ajuda. Sou a favor do Tite. Acho que tinha de ser repensado, com certeza – opinou o meia.


Tite define nesta sexta-feira o Corinthians que joga sábado. Antes da vitória de ontem, o desgaste impediu que o técnico pudesse dar qualquer trabalho com bola para os titulares.







Veja como foi o treino do Timão
Um dia depois da vitória sobre o Santos, pelo Brasileirão, Tite poupa titulares e observa reservas e jovem promessa em atividade no CT

Um dia após o Corinthians vencer s7os por 1 a 0, pelo Brasileirão, na Arena Corinthians, o time voltou a treinar na quinta-feira, no CT Joaquim Grava, apenas com reservas. Só o goleiro Walter, da equipe titular, esteve em campo.

Tite dividiu o elenco em dois grupos e promoveu um treino técnico com três gols. Cássio e Caíque França defenderam os demais. Na sequência, deu um trabalho de finalizações para alguns jogadores.


Confira como foi o dia do Timão:


ANDRÉ NA ÁREA



André fica no Timão  (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)
Garantido pela diretoria no Corinthians, o centroavante André foi a campo para treinar junto do grupo. Ele entrou em campo nos minutos finais da vitória de ontem do Corinthians. A diretoria não vai liberá-lo. Tite afirma que sua paciência com André "não tem limite" e promete seguir apostando.


RILDO DÁ AS CARAS




Rildo (à direta) realizou o aquecimento junto dos companheiros no Corinthians (Foto: Marcelo Braga)

Em processo de recuperação de lesão no tornozelo e de fratura no pé esquerdo, Rildo participou de todo treino de aquecimento junto dos companheiros. Depois, recebeu atenção especial com um preparador físico. Inicialmente, a previsão era de 40 dias fora dos jogos, prazo que se encerrou nesta semana. Portanto, o retorno deve estar próximo.


ATENÇÃO ESPECIAL A YAGO





Yago e Rildo durante treino desta quinta-feira (Foto: Marcelo Braga)

Ainda suspenso pela Federação Paulista de Futebol, Yago também luta contra um problema no tornozelo. Nesta quinta, iniciou o aquecimento, mas não fez o treino técnico com os demais reservas. Fez treino físico com um preparador, com Rildo. Ainda sem poder atuar, Yago deve finalmente ser julgado no TJ na segunda-feira. Ele foi flagrado no exame antidoping no Paulistão. Os médicos alegam que a substância é legal.


OYA QUEM TÁ AÍ...

Fabricio Oya foi integrante do Corinthians campeão da Copa do Brasil Sub-17, anteontem (Foto: Marcelo Braga)


Integrante do Corinthians Campeão da Copa do Brasil Sub-17 na terça-feira, em vitória sobre o Sport, o meia Fabricio Oya foi chamado para compor o treino desta quinta (os demais campeões ganharam férias). Além dele, que tem 17 anos, o treino contou com uma série de atletas da categoria sub-20.


CÁSSIO EM AÇÃO

Cássio em ação durante o treino no Corinthians (Foto: Marcelo Braga)

Cássio participou de todas as atividades e se destacou no treino de finalizações, quando apresentou dificuldade para os atacantes reservas.







Corinthians pode receber R$ 4 mi do Barcelona por zagueiro

Segundo imprensa estrangeira, clube espanhol está disposto a pagar até 40 milhões de euros por Marquinhos
2 JUN2016
17h28
atualizado às 17h37


Mais uma vez o zagueiro Marquinhos, do Paris Saint-Germain (FRA), é um dos protagonistas da janela de transferências europeia. Assim como já havia ocorrido no ano passado, o Barcelona (ESP) demonstra interesse em contratá-lo, o que pode render uma fortuna não só para os cofres do PSG, mas também ao Corinthians.

Clube formador de Marquinhos, o Timão pode receber cerca de R$ 4 milhões caso a transação se confirme. Isso porque, segundo a imprensa estrangeira, os catalães estão dispostos a pagar R$ 160 milhões pelo zagueiro, dos quais o Corinthians com 2,5%.

O defensor atuou pelo Corinthians dos 8 aos 18 anos. A Fifa considera o período de forção dos 12 aos 23 anos, e obriga o pagamento de 0,25% da transferência por cada temporada do atleta dos 12 a 15 anos e 0,5% a partir dos 16.

Marquinhos foi negociado pelo Timão em 2013, rendendo aproximadamente R$ 13 milhões ao clube. Depois, ainda dono de 5% dos direitos econômicos do defensor, o Alvinegro voltou a receber quando ele fechou com o PSG, cerca de R$ 7,5 milhões.

Pelo Corinthians, o jogador foi pouco aproveitado. Ele realizou 15 partidas e integrou a delegação do Corinthians bicampeão Mundial em 2012





Fim do treinamento! #trsccp 17H07

Jogadores seguem em treino de finalização. André, Lucca, Romero, Marlone, Isaac, Camacho, Maycon... #trsccp



16H55
Fim da atividade técnico. Atacantes e meias ficam no campo para um treino de finalização #trsccp






16H50


Treino segue por aqui #trsccp







Edu e Alessandro acompanham o treino #trsccp







16H20


Luciano, que estava na academia, aparece no campo para acompanhar o treino #trsccp
16H15

Hoje não teremos informações sobre quem joga pelo Corinthians no sábado. Tite deve poupar os mais desgastados #trsccp

16H10

Rildo aqueceu, mas agora faz trabalho de recondicionamento. Tem a companhia de Yago #trsccp




Tite trouxe os reservas para um trabalho com três gols em outro campo #trsccp




Treino tem alguns meninos da base. Fabricio Oya, do Corinthians campeão copa do brasil terça pelo sub-17, é um deles #trsccp








Boa notícia: Rildo participa do treino com os reservas #trsccp



Cássio treina no campo #trsccp








Titulares fazem treino regenerativo na academia. Apenas Walter está no campo com os suplentes #trsccp


Após terceira vitória seguida, os reservas do Corinthians treinam no campo nesta quinta #trsccp








Corinthians tem horário de jogo alterado
Partida entre Corinthians e Botafogo pelo Brasileirão tem novo horário

Anteriormente marcada para 11h, o jogo será realizado às 16h do dia 19 de junho na Arena Corinthians


12h15 02/06/2016 - Agência Corinthians


A CBF anunciou mudança de horário do jogo entre Corinthians e Botafogo, que acontecerá no dia 19 de junho (domingo) na Arena Corinthians, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro 2016. Anteriormente marcada para 11h, a partida será realizada às 16h.

Neste sábado (04), o Timão jogará na Arena Corinthians, onde receberá o Coritiba, às 20h30, pela sexta rodada do Brasileirão.









Para comandante do Corinthians, sua equipe precisa se manter no pelotão de cima da tabela para que nas dez rodadas finais consiga brigar pelo título nacional

O técnico Tite não escondeu sua insatisfação com a ausência de convocados de alguns de seus concorrentes ao título do Campeonato Brasileiro. Mesmo com a vitória por 1 a 0 sobre o Santos, a terceira de forma consecutiva no torneio, o treinador deu uma alfinetada em Dunga, comandante da Seleção Brasileira. Para ele, alguns times podem ser ajudados no período de disputa em que atletas estiverem disputando a Copa América Centenário.

“Olha, o Santos teve dois convocados, nós tivemos um. E tem um monte de gente que não tem nenhum”, observou o gaúcho, acompanhado de uma risada do lateral direito Fagner, que apenas assentiu. Ele perdeu o volante Elias para a equipe canarinho, que iniciará a disputa continental no sábado (4 de junho).
Além do volante, o treinador também perdeu o zagueiro paraguaio Balbuena, “alcançando” os adversários em número de perdas. 


Para Tite, no entanto, nada que acontecer até a 28ª rodada do Brasileiro vai ser determinante no resultado final do Corinthians. A ideia dele é se manter ao menos entre os oito primeiros para, nos últimos dez jogos, definir se conseguirá uma vaga na Libertadores ou o título. Antes, ele já havia dito que um posto na competição continental de clubes é uma das metas da temporada.

“Não dá para passar de três jogos do céu para o inferno só porque ganhou. Os últimos 10 jogos vão mostrar quem vai jogar a Libertadores. Queremos o G5, G6, G7… Tem que se manter no bloco muito próximo e os 10 últimos jogos vão mostrar quem vai bater Libertadores e campeão. Quem souber manter seu time saudável, vai levar vantagem”, concluiu.









No Corinthians, atacantes André e Luciano têm confiança de Tite: 'A bola vai entrar'
 Corinthians venceu o Santos por 1 a 0, alcançou a terceira vitória seguida e é terceiro colocado. Com gol marcado por Giovanni Augusto aos 36 minutos do segundo tempo,, garantiu sua permanência no G4 do Campeonato Brasileiro e ainda completou uma valiosa trinca de resultados positivos nesta temporada. A partida, porém, marcou a sétima vez em que nenhum dos centroavantes do elenco do técnico Tite balançou as redes adversárias - André tem cinco gols marcados pelo Timão, sendo o último deles ainda nas semifinais do Paulistão, em 23 de abril. Já Luciano, o novo titular,ndo recentemente de cirurgia e recuperção, ainda busca primeiro gol.
Tite mantém a confiança em seu camisa 9, André, e outra vez utilizou o exemplo de Vágner Love no ano passado para garantir o crédito do centroavante. Em razão desta confiança, o Corinthians se recusou a liberar André para o Sport, que mostrou interesse na repatriação do jogador para o Brasileirão.

- Meu limite com os atletas é quando eles deixarem de ser persistentes. Não posso impor limites. Se o cara trabalha, se cuida, é inevitável que o momento vá acontecer. E eles estão trabalhando. Em alguns momentos a bola vai começar a entrar. São momentos, situações. O jogo que fizemos contra o Vitória eu não acreditava no resultado contra... mas pedi para manter desempenho, corrigir isso e aquilo, mas mantém o jogo. E deu a sequência que deu. Mas digo que em algum momento a bola vai entrar. A gente sabe que vai acontecer, é do 9, são momentos - explicou o treinador do Corinthians, se referindo a André.

Com Luciano, Tite elogiou o desempenho do atacante.

- Hoje  foi melhor o nível de atuação do Luciano, de não sair muito da área, estar em zona que dê tempo de chegada. Fez uma finalização com grande defesa do Vanderlei... Ele é jogador terminal, capacidade de finalização com o pé é muito importante. Importante também esse crescimento de desempenho - sentenciou.












Parceria entre Walter e Cássio vira exemplo para arrancada do Timão
Tomás Rosolino 
02/06/2016 10:27:48
As três vitórias consecutivas e a vice-liderança (ao menos provisória) do Campeonato Brasileiro deixaram o ambiente do Corinthians mais tranquilo. Para os alvinegros, porém, foi exatamente uma delas que ajudou o grupo a se unir e sair em busca das vitórias:a entrada de Walter no gol

Para os jogadores, apesar de ter se decepcionado com a perda da vaga e até ter feito duras críticas ao preparador de goleiros do clube, Mauri Lima, Cássio continuou apoiando o companheiro do banco de reservas. No gol de Giovanni Augusto em vitória do Corinthians sobre o Santos, por exemplo, o agora titular foi correndo direto para o abraço do ídolo da Fiel, algo apontado como exemplo de união do time.

“Se você parar para ver, a maioria dos gols que a a equipe faz o jogador que fez o o gol vai no banco para comemorar. É como se fosse um gol de cada um que está ali. Isso mostra o respeito que cada atleta tem. O Walter e o Cássio são amigos, isso não mudou com essa troca. Acho que atitudes como essa só demonstram a amizade e o respeito que um tem pelo outro”, comentou o lateral direito Fagner, capitão da equipe no clássico.

Para o técnico Tite, o assunto foi resolvido assim que os envolvidos sentaram para conversar e chegaram a um denominador comum. De acordo com a sua avaliação, além de ajudarem um a outro, os dois acabam contribuindo para que o Corinthians alcance melhores resultados. Para exemplificar, Tite acabou citando a atuação dos meias Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel nos últimos dois jogos.

“A alegria de um é a alegria de todos. Jogo passado o Giovanni ficou sobrecarregado, precisou ajudar mais no meio-campo, e aí apareceu o Marquinhos. Hoje (quinta-feira) foi o contrário, o Giovanni já teve mais espaço foi lá e decidiu. Esse é o espírito, cada jogo vai ser um diferente que vai decidir”, apontou o comandante.

Pegando o gancho do chefe, Fagner também fez questão de exaltar a participação defensiva dos armadores. Para ele, mesmo com pouco tempo de clube, ambos já entenderam a forma como a equipe jogar e a necessidade de marcação dos rivais desde o campo de ataque.

“É de suma importância para a gente da defesa alguém acompanhar a beirada e dar sustentação lá atrás. A bola já vem mascada e ajuda bastante. O importante é os atletas entenderem o sistema em si. No jogo, o Guilherme me lançou uma bola e quando eu vi o Giovanni estava lá atrás para me cobrir, isso dá confiança”, concluiu.











Em 3 vitórias corinthianas, Walter intransponível nestes jogos




Walter assumiu a condição de titular do Corinthians no início do Brasileirão (Foto: Daniel Augusto Jr)
Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro
02/06/2016
08:10


O sorriso no rosto evidencia a felicidade de Walter. Se já não bastasse ter superado Cássio e assumido a condição de titular da meta do Corinthians, o goleiro chegou ao terceiro jogo consecutivo sem ser vazado. Seguro nas poucas vezes em que foi exigido no jogo, ele não sofreu gols novamente, como já havia acontecido nos ultimos dois.

Contudo, se hoje o jogador de 28 anos é só alegria, o passado não foi tão bom assim. Pouco aproveitado nas últimas temporadas, só sendo escalado quando Cássio estava machucado ou era poupado, Walter cogitou até mesmo deixar o clube de Parque São Jorge.

- A gente trabalha, procura fazer o melhor todo dia, mas se pintasse alguma coisa boa, que valesse a pena, eu iria sair. Mas a família está muito bem, contente, ainda mais agora que veio a oportunidade, quero agarrar
- contou o atleta, que está no Timão desde 2013 e é natural de Jaú, no interior paulista.

- Ser titular dá tranquilidade. Entrar um jogo a cada cinco meses não é fácil, não é pra qualquer um. Agora estou tendo sequência e podendo fazer coisas que não fazia antes - completou.

Walter também pôs panos quentes na polêmica entre Cássio e a comissão técnica alvinegra. O goleiro disse estar chateado por ser sacado da equipe sem antes uma conversa prévia e também pela reserva vir logo após a morte de sua avó.

- Não tem nada de anormal, sempre tive amizade com ele. O Cássio está me ajudando ao máximo, como eu fiz com ele quando estava jogando. Não tem nada demais. O que ele disse é normal, não é nada polêmico - opinou Walter.








Corinthians 1x0
'Pragmatismo e paciência triunfam. Timão encorpa e vai brigar no topo'

Corinthians venceu por 1 a 0 o clássico contra s7os na noite desta quarta-feira, na Arena, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro

Corinthians 1x0

(Foto: Ale Cabral)














fotos Ale Cabral

Bruno Cassucci
01/06/2016
23:30

O Corinthians dominou s7os do primeiro ao último minuto, embora não tenha feito uma de suas melhores partidas no ano. Se nas duas últimas vitórias os elogios foram para a criatividade da equipe, a mobilidade do trio de meio de campo e o repertório ofensivo, no clássico os pontos fortes da equipe comandada por Tite foram outros: paciência e pragmatismo. O Timão venceu por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, na Arena, pela quinta rodada.

A primeira virtude, aliás, faltou em alguns momentos do primeiro tempo. Com o rival todo no campo defensivo, o Timão até começou à seu estilo, com triangulações e apoio dos laterais, mas viu que seria difícil chegar trocando passes. A solução encontrada, então, foi cruzar bolas na área. Foram 39 durante o duelo, sendo 29 errados.


Depois, o Corinthians retomou as suas características, seguiu com mais de 60% de posse de bola, mas tinha um falso domínio, sem conseguir criar oportunidades. As poucas que surgiram, foram mal concluídas ou pararam em Vanderlei.

Aí que entra o pragmatismo. Se o resultado não fosse a vitória, talvez a crítica fosse pela falta de ousadia de Tite nas substituições, mas o gol de Giovanni Augusto premiou a insistência do treinador. Ele não abriu mão de seu esquema, não lançou o time ao ataque no embalo da torcida.

O Corinthians volta a vencer clássicos, chega ao terceiro triunfo consecutivo e ganha confiança para o Brasileirão. O atual campeão brasileiro dá demonstrações não só de que encorpou novamente, como de também de que brigará pelo hepta.











Tite celebra padrão e confia na recuperação de  centroavantes do Corinthians em 3ª vitória seguida
Treinador do Corinthians elogiou a produção de Luciano e destacou que o atacante permaneceu mais tempo dentro da área. Foram 16 finalizações, sendo oito na direção do gol


Tite elogiou a atuação de Luciano e valorizou a entrada de André
2/06/2016 7h53
Por Gazeta Press

O técnico Tite cre que a boa produção do Corinthians foi o suficiente para alcançar a vitória por 1 a 0 na Arena Corinthians

“Quando veio a escalação, nós tentávamos projetar a atuação deles e, pelas características dos atletas, nós imaginávamos que viria duas linhas de quatro, com dois de movimentação pegando o volante e liberando o zagueiro. Tanto que eu peguei os zagueiros e falei que teria liberdade para atacar”, avaliou o comandante, satisfeito com o número de chances criadas durante os 90 minutos.

“Tivemos 16 finalizações com oito delas indo no gol. Vanderlei catou muito bem, tem de reconhecer essa parte. O mais importante foi manter essa consistência num jogo difícil, marcação média alta. Era um jogo perigoso para o nosso time. Mas a equipe construiu e manteve um nível de concentração alta para manter esse nível e fazer o gol”, avaliou o comandante.

Com três vitórias consecutivas na competição, o treinador ainda defendeu a atuação dos centroavantes André e Luciano. Mesmo com a boa produção corintiana, eles seguem zerados no torneio, algo que parece incomodar a torcida, mas não faz com que o comandante pense em uma mudança no setor.

“Hoje (quarta) o Luciano foi melhor, o nível de atuação foi melhor. Deu retenção de bola, conseguiu não sair muito da área e ficar em boa situação para bater a gol. Teve uma finalização que o Vanderlei fez uma grande defesa, canto inferior baixo, ali podia ter feito o gol”, analisou, justificando a entrada de André em seu lugar, pouco antes do tento marcado por Giovanni Augusto.

“Ele é um jogador terminal, mas naquele momento a gente precisava de um pivô. Foi importante também. A bola que antes rebatia naturalmente na defesa do Santos passou a continuar no nosso ataque, sem voltar. Isso ajudou a ter volume e chegar ao gol”, observou o gaúcho, prevendo uma melhora também do camisa 9.

“Só desisto do atleta quando ele deixa de trabalhar. Fosse assim, o Love não teria feito tantos gols como fez ano passado. Quando o cara trabalha, é persistente, se cuida fora do campo, é inevitável que o momento vai acontecer. Em algumas horas a bola vai entrar”, encerrou o treinador.

Com o resultado, os alvinegros alcançaram os 10 pontos no torneio. Na próxima rodada, os comandados do técnico Tite continuam contando com a força da sua casa, dessa vez para superar o Coritiba, no sábado, às 20h30 (de Brasília).













Jogadores do Corinthians destacam paciência para buscar vitória no fim

Timão atacou muito durante toda a partida, mas só conseguiu o seu gol nos momentos finais do clássico



A insistência corinthiana foi premiada com vitória em gol de Giovanni Augusto no final (foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Apesar do grande volume de jogo no clássico desta quarta-feira, na Arena Corinthians, o Corinthians só chegou à vitória por 1 a 0 sobre s7os com um gol chorado, aos 37 minutos do segundo tempo. Para os comandados do técnico Tite, a paciência para obter o resultado positivo foi recompensada.

“A bola não está queimando nos nossos pés. Estamos fazendo primeiro o domínio para depois dar o passe, e isso está sendo muito importante”, comentou o meia Giovanni Augusto (em discurso bem semelhante ao que Tite apregoa), o autor do único gol do clássico. Ele aproveitou um cruzamento do armador Guilherme para sacudir a rede, após desvios do zagueiro Felipe e do volante Cristian.

Guilherme foi mais um a valorizar a persistência corintiana. “Eles nem jogaram com centroavante. Encheram o meio-campo, e isso dificulta. Não tivemos tantas chances como nos outros jogos, mas sempre seguimos tentando até o último minuto. E conseguimos essa vitória na raça”, comemorou.

Mais defensivo dos meio-campistas do Corinthians, Cristian apareceu bastante no ataque nesta noite. E aproveitou para criticar o Santos pelo excesso de cautela no clássico. “Eles não tiveram nenhuma chance de gol. Lembro só de uma, em uma bola parada. Depois, mais nada. Mas fizemos o que deveríamos. Não podemos perder ponto em casa”, disse.











02/06/2016 00h57

Após vencer "jogo perigoso", Tite freia início de empolgação no Corinthians
Timão vence a terceira consecutiva e técnico brinca sobre a alternância entre o inferno e o céu. Técnico vê evolução em Luciano e diz que não desistirá de André


Por Diego Ribeiro e Marcelo Braga

O Corinthians se remodelou e emplacou três vitórias consecutivas, mas o técnico Tite tratou de frear a empolgação do torcedor, que agora passa a ver a equipe como candidata ao título.

Tite não se empolga com sequência de três vitórias do Timão no Brasileirão (Foto: Marcos Ribolli)

– Não dá para passar três jogos e ir do céu ao inferno (risos), não dá. Deixa construir. Os últimos dez jogos que vão mostrar quem vai brigar pela Libertadores. Queremos estar no G-5, G-6 e até G-7. É nos dez últimos jogos que se define quem chega na Libertadores e quem bate campeão.


A vitória manteve o Corinthians na terceira posição, agora com 10 pontos. O resultado, porém, foi chorado. Até o gol de Giovanni Augusto, o Timão persistiu e lutou contra a retranca rival. Dorival Júnior armou um time retraído e apostou em contra-ataques.

– Quando veio a escalação, nós tentamos projetar, e imaginamos duas linhas de quatro com dois de movimentação, pegando nossos dois volantes, liberando nossos zagueiros. Disse a eles que ia abrir linha de passe para zagueiro. Tínhamos de agredir, retomar a bola no campo adversário. Tivemos quase 600 passes no jogo, 16 finalizações, oito no gol. Vanderlei esteve em noite feliz. Era um jogo perigoso, a equipe construiu e manteve nível de concentração alta para transformar isso em gol – analisou.
Sobre Luciano, que mais uma vez passou em branco e ainda está em busca do primeiro gol na temporada, Tite disse que viu evolução. No primeiro tempo, ele quase marcou de cabeça, mas Vanderlei fez uma grande defesa.


– Hoje foi melhor o nível de atuação, retenção, de não sair muito, de dar tempo de chegar. Fez finalização que Vanderlei fez grande defesa. Dá sequência, é jogador terminal. Importante também esse desempenho e crescimento dele – disse.

André teve chance de entrar no jogo no segundo tempo, quando o time ainda buscava o gol. A atuação, mais uma vez, foi tímida. Tite, porém, promete não desistir do atleta.

– Não tenho limite com atletas. Só se deixar de ser persistente, deixar de trabalhar. Fosse assim Vagner Love não tinha feito os gols que fez ano passado. Não tem limite. Quando o cara se cuida, trabalha, vai acontecer. Em algum momento a bola vai entrar. A gente sabe que vai acontecer, é do 9, são momentos – garantiu.





















O Corinthians volta a treinar na tarde de quinta-feira. No sábado, recebe o Coritiba, às 20h30




Corinthians vence Santos em casa e embala no Brasileirão

O Timão venceu o rival praiano com gol de Giovanni Augusto nos minutos finais


23h00 01/06/2016 - Agência Corinthians





O Corinthians volta à Arena Corinthians neste sábado (04), às 20h30, quando enfrenta o Coritiba, pela sexta rodada do Brasileirão 2016

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Na noite desta quarta-feira (01), o Corinthians venceu o Santos por 1 a 0 na Arena Corinthians e conquistou a terceira vitória seguida no Campeonato Brasileiro 2016. Com o resultado, o Timão chegou a 10 pontos ganhos em cinco partidas pela competição.

Na primeira etapa, apesar de não balançar as redes, o Corinthians não deu chances ao adversário praiano. Com o controle da posse de bola, o Timão teve as únicas chances de gols no primeiro tempo.

A melhor delas veio com Luciano. Após cruzamento de Uendel dentro na área, o atacante se adiantou e escorou no canto da meta, obrigando o goleiro Wanderlei a operar um milagre na Arena Corinthians.

Na volta para a segunda etapa, o Santos se fechou e bloqueou as principais ações ofensivas da equipe comandada pelo técnico Tite. Mesmo com a forte marcação, o Timão não deixou de tentar o gol e foi recompensado no fim.

Aos 36 minutos, Guilherme cruzou pelo lado esquerdo. Felipe e Cristian desviaram de cabeça, e a bola sobrou na segunda trave para Giovanni Augusto, que dominou no peito, bateu e estufou as redes para a alegria da Fiel.

O Corinthians volta à Arena Corinthians neste sábado (04), às 20h30, quando enfrenta o Coritiba, pela sexta rodada do Brasileirão 2016.

Corinthians

Walter; Fagner, Felipe, Vilson e Uendel; Cristian, Bruno Henrique (Rodriguinho), Marquinhos Gabriel (Lucca), Giovanni Augusto e Guilherme; Luciano (André).