1 de jun de 2016

CORINTHIANS 01/06/2016










CORINTHIANS 1 X 0 s7os
Brasileirão 2016- 5ª rodada
Local: Arena Corinthians
Data-Hora: 1/6/2016 - 21h
Árbi Leandro Pedro Vuaden, Miguel Ribeiro da Costa  e Gustavo Rodrigues de Oliveira 
Público/renda: 30.452 total (30.187 pagantes 265 nao pag)/R$ 1.460.047,00
Cartões amarelos: Zeca, Vitor Bueno (SAN)
Cartões vermelhos: -
Gols: Giovanni Augusto (36'/2ºT) (1-0)

CORINTHIANS: 27-Walter; 23-Fagner, 28-Felipe, 15-Vilson e 6-Uendel; 16-Cristian, 25-Bruno Henrique (26-Rodriguinho, aos 30'/2ºT), 17-Giovanni Augusto, 10-Guilherme e 31-Marquinhos Gabriel (30-Lucca, aos 15'/2ºT); 18-Luciano (9-André, aos 34'/2ºT). Técnico: Tite. + 12-Cássio, 34-Pedro Henrique, 13-Guilherme Arana, 29-Camacho, 5-Willians, 22-Maycon, 8-Marlone, 20-Danilo, 11- Romero

s7os: 1-Vanderlei; 4-Victor Ferraz, 14-David Braz, 6-Gustavo Henrique e 37-Zeca; 29-Thiago Maia, 8-Renato, 18-Vitor Bueno e 11-Elano (30-Joel, aos 23'/2ºT); 27-Léo Cittadini (26-Paulinho, no intervalo) e 41-Serginho (31-Maxi Rolón, aos 30'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior. + 12-Vladimir,2-Luis Felipe, 3-Caju, 8-Alison, 15-Valencia, 16-Fernando Medeiros, 23-Ronaldo Mendes, 19-Matheus Nolasco, 17-Rafael Longuine








01/06/2016 23h05 - 

CORINTHIANS 1X0 s7os
Atuações do Corinthians: Giovanni Augusto decide;
Meio-atacante aparece bem pelo lado direito e faz o gol da vitória sobre s7os, NA ARENA CORINTHIANS.
Por Diego Ribeiro

Giovanni Augusto
Foi premiado pela insistência. Aberto pelo lado esquerdo, teve poucas chances de se livrar da marcação de Victor Ferraz. Pela direita, criou mais e se infiltrou na área nas principais ações ofensivas. No fim, conseguiu o gol da vitória alvinegra. Nota: 7
Cristian
Aos poucos, vai se adaptando melhor ao esquema proposto por Tite. Com maior ritmo de jogo, conseguiu bons desarmes em contra-ataques do Santos e foi à área participar do lance do gol corintiano. Ainda tem muito a evoluir. Nota: 6,5
Marquinhos Gabriel
Parecia estar travado contra o ex-clube. Foi batido na marcação por Zeca, de um lado, e Victor Ferraz, do outro, que conhecem bem a característica do meia. Acostumado aos dribles, teve seus espaços fechados. Acabou substituído por Lucca. Nota: 5
AS NOTAS:
Walter [GOL]: 6
Fagner [LAD]: 6,5
Felipe [ZAG]: 7
Vilson [ZAG]: 7
Uendel [LAE]: 6,5
Cristian [VOL]: 6,5
Bruno Henrique [VOL]: 5,5
(Rodriguinho [MEC]): 6
Marquinhos Gabriel [MEC]: 5
(Lucca [ATA]): 5
Guilherme [MEC]: 5,5
Giovanni Augusto [MEC]: 7
Luciano [ATA]: 5
(André [ATA]): 6










01/06/2016 23h54

Corinthians fura retranca, bate Santos e chega à terceira vitória consecutiva
Gol de Giovanni Augusto premia a insistência do Timão contra um recuado Peixe, que tem apenas quatro pontos e três derrotas em cinco rodadas


Por GloboEsporte.com

O Corinthians venceu s7os por 1x0 com gol de Giovanni Augusto, pela quinta rodada do Brasileirão,  O gol marcado pelo corinthiano na vitória por 1 a 0 do Timão deu os três pontos ao time que, apesar das falhas na criação, esteve sempre no ataque.


Giovanni Augusto comemora o gol do Corinthians
(Foto: Marcos Ribolli)

A vitória coloca o Corinthians na terceira colocação, com dez pontos. Já são três vitória seguidas

O Corinthians volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado, às 20h30, contra o Coritiba, novamente em casa.




Corinthians vence rival na Arena Corinthians e é 3ºcolocado (Foto: Marcos Ribolli)

Primeiro tempo
Walter fez boa defesa aos 3 minutos. Depois, só deu Corinthians. Cristian tentou de longe, e Vanderlei, que defendeu em dois tempos, quase vacilou. Na sequência, o goleiro fez grande defesa em cabeçada de Luciano.
O Timão teve mais posse de bola. Trocou bons passes e dominou as ações ofensivas

Público pagante na Arena Corinthians foi de 30.187 torcedores (Foto: Marcos Ribolli)


Segundo tempo


Na segunda etapa, o Corinthians segui melhor e com ajuda da defesa adversária, Vilson ficou com a bola após escanteio e chutou à queima-roupa, aos 17 e chuou em cima do goleiro
Tite tentou mudar o panorama da partida e na garra, aos 36, Guilherme cruzou e, após dois desvios de cabeça (de Felipe e Cristian), Giovanni Augusto fez para o Timão.





Tite e Corinthians venceram 3º jogo seguido(Foto: Marcos Ribolli)











''Fico feliz de ter feito o gol'', diz Giovanni Augusto em vitória do Corinthians sobre s7os

Meia marcou o primeiro gol no Brasileirão 2016

00h10 02/06/2016 - Agência Corinthians


Giovanni Augusto agradeceu os companheiros por conseguir balançar as redes

iovanni Augusto agradeceu os companheiros por conseguir balançar as redes

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Autor do gol da sofrida vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre s7os na Arena Corinthians, na noite desta quarta-feira (01), Giovanni Augusto agradeceu os companheiros por conseguir balançar as redes. O meia lembrou especialmente de Cristian, Guilherme e Felipe, que participaram da jogada.

"Mais um gol na Arena diante do torcedor. Isso me deixa muito feliz, dar alegria para essa torcida. Fico feliz de ter feito o gol. Contei com apoio do Cristian, do Guilherme e do Felipe que desviaram a bola, ela veio no meu peito e consegui fazer o gol", disse Giovanni Augusto, que balançou a rede pela primeira vez no Brasileirão 2016.

O Corinthians volta a entrar em campo já neste sábado (04). Novamente na Arena Corinthians pelo Campeonato Brasileiro, o Timão recebe o Coritiba. Os ingressos para esta partida estão à venda, para sócios e não sócios do Fiel Torcedor, pelo www.fieltorcedor.com.br/ingressos.


























Pós vitória do Corinthians, Tite diz: ''Esse espírito deve prevalecer''

Timão volta a entrar em campo sábado, quando enfrenta o Coritiba na Arena Corinthians

00h00 02/06/2016 - Agência Corinthians


O Corinthians volta a entrar em campo já neste sábado (04). Novamente na Arena Corinthians pelo Campeonato Brasileiro, o Timão recebe o Coritiba

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Na noite desta quarta-feira (01), o Corinthians venceu o s7os na Arena Corinthians pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro de 2016. O Timão pressionou o rival durante todo o jogo, mas o gol da vitória por 1 a 0, marcado por Giovanni Augusto, saiu só no fim. Após o clássico, o técnico Tite analisou o desempenho do Alvinegro.

"Quando veio a escalação, nós tentamos projetar, e imaginamos duas linhas de quatro com dois de movimentação, pegando nossos dois volantes, liberando nossos zagueiros. Disse a eles que ia abrir linha de passe para zagueiro. Tínhamos de agredir, retomar a bola no campo adversário. Tivemos 600 passes no jogo, 16 finalizações, oito no gol. Vanderlei em noite feliz", disse Tite. ""Era um jogo perigoso, a equipe construiu e manteve nível de concentração alta para transformar isso em gol", prosseguiu.


"Origem do gol saiu de finalização do Fagner. Meia aberto ajuda lateral, que passa toda hora para agredir. É jogador surpresa. Uendel e Fagner têm essa qualidade", continuou o treinador. "No jogo passado, sobrecarregado ficou Giovanni Augusto e Marquinhos teve evidência. Nesse jogo foi inverso. Aparece Giovanni. Isso é jogo, e esse espírito deve prevalecer", completou Tite.

O Corinthians volta a entrar em campo já neste sábado (04). Novamente na Arena Corinthians pelo Campeonato Brasileiro, o Timão recebe o Coritiba.



















Corinthians vence por 1x0 em casa e embala no Brasileirão

O Timão venceu o rival praiano com gol de Giovanni Augusto nos minutos finais

23h00 01/06/2016 - Agência Corinthians




O Corinthians volta à Arena Corinthians neste sábado (04), às 20h30, quando enfrenta o Coritiba, pela sexta rodada do Brasileirão 2016

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Na noite desta quarta-feira (01), o Corinthians venceu  s7os por 1 a 0 na Arena Corinthians e conquistou a terceira vitória seguida no Campeonato Brasileiro 2016. Com o resultado, o Timão chegou a 10 pontos ganhos em cinco partidas pela competição.




Na primeira etapa, apesar de não balançar as redes, o Corinthians não deu chances ao adversário praiano. Com o controle da posse de bola, o Timão teve as únicas chances de gols no primeiro tempo.

A melhor delas veio com Luciano. Após cruzamento de Uendel dentro na área, o atacante se adiantou e escorou no canto da meta, obrigando o goleiro  a operar um milagre na Arena Corinthians.

Na volta para a segunda etapa, o rival se fechou e bloqueou as principais ações ofensivas da equipe comandada pelo técnico Tite. Mesmo com a forte marcação, o Timão não deixou de tentar o gol e foi recompensado no fim.

Aos 36 minutos, Guilherme cruzou pelo lado esquerdo. Felipe e Cristian desviaram de cabeça, e a bola sobrou na segunda trave para Giovanni Augusto, que dominou no peito, bateu e estufou as redes para a alegria da Fiel.

O Corinthians volta à Arena Corinthians neste sábado (04), às 20h30, quando enfrenta o Coritiba, pela sexta rodada do Brasileirão 2016.

Corinthians

Walter; Fagner, Felipe, Vilson e Uendel; Cristian, Bruno Henrique (Rodriguinho), Marquinhos Gabriel (Lucca), Giovanni Augusto e Guilherme; Luciano (André).










































Vitinho: corinthiano, maloqueiro e sofredor!


Autor do segundo gol da vitória diante do Sport, na final da Copa do Brasil Sub-17, atacante conta da sua paixão pelo Corinthians



18h30 01/06/2016 - Agência Corinthians







© Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians



No dia 19 de julho de 2008, o Corinthians encarava o Bahia, no Pacaembu, em jogo válido pela Série B do Campeonato Brasileiro. Quase oito anos depois, mais precisamente no dia 31 de maio de 2016, o Timão, representado por sua equipe sub-17, entrou em campo – mais uma vez, no Estádio Paulo Machado de Carvalho – para ser campeão da Copa do Brasil Sub-17, diante do Sport.


Essas duas partidas não têm praticamente nada em comum. Na primeira, o Alvinegro saiu derrotado por 1 a 0 e estava disputando uma competição que nunca mais queremos jogar. Já na última terça-feira (31), o resultado foi o esperado – 2 a 0 – e o Timãozinho levou mais um caneco para o Parque São Jorge. Entretanto, há ponto semelhante nesses dois dias: Vitinho.


O atacante, que fez o segundo gol da vitória do Corinthians contra o Sport, estava, ao lado de seu pai, nas arquibancadas do Pacaembu pela primeira vez em sua vida. De lá para cá, sua paixão pelo Alvinegro só cresceu. “Foi naquele momento que despertou o meu amor pelo clube”, revelou o jovem.


Fazer o gol que selou a conquista de um título dentro da nossa boa e velha casa foi um momento emocionante para ele. “Tive a oportunidade de jogar naquele estádio maravilhoso, que sempre foi a casa do Corinthians, e, ainda por cima, fazer o gol e dar o título para aquela torcida maravilhosa”, comentou.
























Especula-se que Corinthians tentará contratar zagueiro argentino Kannemann, do atlas do mexico, se vender o zagueiro Felipe por 30 milhões











Para embalar no Brasileirão, Corinthians joga hoje na Arena Corinthians


10h00 01/06/2016 - Agência Corinthians



O Corinthians faz o primeiro clássico no Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira (01) ao receber o Santos na Arena Corinthians, às 21h, em partida válida pela quinta rodada da competição. Após um início turbulento, a equipe corinthiana vem se reerguendo no campeonato, com vitórias consecutivas sobre Ponte Preta e Sport nas últimas duas rodadas, e tenta embalar de vez. A partida terá transmissão ao vivo do canal Premiere.



Com duas vitórias seguidas, o Timão deu um salto na tabela de classificação do Brasileirão 2016. Com sete pontos ganhos -- duas vitórias, um empate e uma derrota --, o Alvinegro do Parque São Jorge alcançou o G4, na quarta posição. Uma sequência de três resultados positivos pode ajudar a equipe corinthiana a se manter perto ou até se aproximar ainda mais dos líderes Grêmio e Internacional, que têm 10 pontos cada.


Após dois jogos seguidos disputados às 11h, para evitar mais desgaste e possíveis lesões, o técnico Tite preservou os atletas que iniciaram a partida contra o Sport no último domingo (29). A equipe que enfrentará o Santos deve ser a mesma que venceu a equipe pernambucana na Ilha do Retiro: Walter; Fagner, Felipe, Vílson e Uendel; Cristian, Bruno Henrique, Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto e Guilherme; Luciano.


Apesar das duas vitórias consecutivas, de jogar na Arena Corinthians e enfrentar um rival que vem de derrota, Tite afastou qualquer possibilidade de favoritismo no clássico. "Melhor momento é o nosso, mas não determina favoritismo. Já estou calejado com relação a clássicos. Jogar em casa é sempre melhor. Estamos em melhor momento, mas dá favoritismo? Não!", afirmou.


Uma novidade entre o grupo de jogadores que estará à disposição do técnico Tite para o clássico contra o Santos é a presença de Camacho. Contratado recentemente após ser destaque no vice-campeão paulista Audax, o volante está nos relacionados e deve ser opção no banco de reservas pela primeira vez no Corinthians.

O retrospecto do centenário clássico alvinegro traz vantagem ao Corinthians. Em 322 partidas, o Corinthians venceu 127, empatou 92 e perdeu 103. Jogando na Arena Corinthians contra o Santos, o Timão tem duas vitórias, um empate e uma derrota em quatro jogos. O último deles aconteceu no ano passado, pelo Brasileirão. Na ocasião, o Coringão venceu pelo placar de 2 a 0, com dois gols de Jadson, e seguiu rumo ao hexacampeonato brasileiro.

Corinthians tem concentrados para este jogo:

Goleiros: Cássio e Walter

Lateral direito: Fagner 


Lateral esquerdo: Guilherme Arana e Uendel


Zagueiros: Felipe, Pedro Henrique e Vilson


Volantes: Bruno Henrique, Camacho, Cristian, Maycon e Willians


Meias: Danilo, Giovanni Augusto, Guilherme, Marlone, Marquinhos Gabriel e Rodriguinho


Atacantes: André, Luciano, Lucca e Romero


















01/06/2016 10h30


Titular, Walter conta com "amuleto da sorte" para agarrar chance no Timão

Goleiro ainda não sofreu gols na arena desde que passou a entrar em campo com a filha Maria Eduarda. Ele revela papo que teve com Cássio depois da decisão de Tite



Por Carlos A. Ferrari e Diego Ribeiro



Walter, a filha Maria Eduarda e a esposa Adriana no CT Joaquim Grava (Foto: Diego Ribeiro)


Walter carrega a cada partida na arena a maior de suas vitórias. A filha Maria Eduarda, de pouco mais de um ano, mudou a vida da família e se transformou em um símbolo para quem chegou a colocar a carreira em dúvida.


Com ela nos braços no caminho dos vestiários até o gramado, o goleiro não sofreu gols em Itaquera. Aliada melhor não há para quem ganhou a posição de titular do amigo Cássio e luta para ser um novo ídolo da Fiel.


– Ela entrou em campo comigo já com dois meses e depois não levei mais gols. São cinco jogos apenas, mas está dando sorte. Então, vamos manter – afirmou Walter


Maria Eduarda ainda não faz ideia do que aconteceu, mas o papai-goleiro vive dias agitados. De forma inesperada, Tite decidiu mexer em uma posição quase intocável. Colocou Cássio, ídolo e campeão de quase tudo no clube, no banco. Deu a Walter a oportunidade que ele mesmo nem sonhava ter depois de ser rebaixado duas vezes em um curto espaços de tempo no interior


– É coisa divina. Não tem explicação. É algo sobrenatural. Se pegar a história de muitos jogadores, nenhum tem duas quedas e depois chegou a um time grande. Não é por trabalho ou por ajuda. Foi Deus que me trouxe aqui.



Nesta entrevista ao GloboEsporte.com, Walter mostra não se sentir pressionado com a maior chance da carreira e revela a conversa que teve com Cássio logo após o anúncio feito por Tite no CT Joaquim Grava. A disputa pela vaga continua aberta, mas a amizade entre os goleiros segue inabalada.



– É uma oportunidade de entrar e fazer o meu melhor. Tenho de estar bem em todos os jogos. Aqui e em todos os clubes maiores a cobrança é muito grande. Em um dia, você não vale nada. No outro, é o melhor em campo, o rei. Tem de saber assimilar – disse.



Confira a entrevista com o goleiro Walter:


GLOBOESPORTE.COM: O que muda na vida de um goleiro titular do Corinthians?

Walter: Ser titular é outra situação. Minha vida mudou mesmo depois que cheguei ao Corinthians. Fui mostrando meu potencial, sendo parceiro de todo mundo, ajudando todo mundo. Agora é tentar colher os frutos e ver o que vai dar ao longo do campeonato.


Mas a responsabilidade aumenta...

Peso mesmo tinha quando eu entrava em um jogo e precisava dar conta do recado. Depois que você tem uma sequência de jogos, acaba ganhando a confiança do grupo. Entro agora com um peso nas costas muito menor do que se fosse em uma partida só. Teste mesmo foi contra Criciúma (estreia), Grêmio (Copa do Brasil 2013) ou Atlético-MG e Flamengo (ano passado), entrando no meio dos jogos. Essas partidas me deram tranquilidade para hoje render ao máximo.














Walter acende velas nos vestiários da arena (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)


Qual foi seu maior teste no Corinthians?

Acho que foi minha estreia Mas acho que a confiança do torcedor e da comissão eu ganhei contra o Corinthians 1x0 Atlético-MG (Brasileiro de 2015). Fazia cinco meses que eu não jogava, tinha . Precisávamos ganhar, e fiz defesas importantes.


É mais difícil trabalhar com um goleiro como o Cássio no banco?

Pô, quantos títulos o Cássio tem? Não dá nem para contar. É difícil entrar no lugar dele, mas tenho de fazer o meu melhor. Não é pela pressão de ele estar no banco, mas por você precisar sempre estar em alto nível. Ele é um grande goleiro. Qualquer erro meu podem pedir a volta dele. Todos os goleiros estão sujeitos a falhar, mas preciso estar sempre com a cabeça voltada para a partida e continuar jogando.


Quando recebeu a notícia de que seria o novo titular?

Foi para mim e para o Cássio, quinta ou sexta-feira. Sentamos com a comissão, e ele (Tite) avisou sobre a troca. Foi bem sadio.


Você se surpreendeu?

Sim. Eu também não sabia. Como o Cássio não sabia que sairia, eu não sabia que entraria. É uma oportunidade de entrar e fazer o meu melhor. Tenho de estar bem em todos os jogos. Aqui e em todos os clubes maiores a cobrança é muito grande. Em um dia, você não vale nada. No outro, é o melhor em campo, o rei. Tem de saber assimilar.



Depois disso, você e o Cássio conversaram? Vocês sempre se deram bem, até passam finais de semanas juntos...

Quando tivemos a noticia, saímos da sala. Eu já estava indo embora, tinha tomado banho. Ele me passou um recado para ficar tranquilo e seguir meu trabalho, que estava feliz por isso, mas chateado por sair. Foi uma conversa sadia, normal, como todos os dias. Foi 100%, tranquilo, cada um buscando seu lugar.


No Barbarense, eu recebi o mês de novembro, metade de dezembro e depois fiquei até abril sem ganhar nada, até o fim do Paulistão. Até hoje não recebi. Não tinha como. Pensava mesmo que o melhor era voltar e trabalhar no bar do meu pai

Walter, novo goleiro titular do Corinthians



Você acha que é uma troca definitiva?

Como ele saiu e eu entrei, eu posso sair para ele entrar de novo. Já trocamos vários jogadores e não há titulares absolutos aqui. Temos de trabalhar com alegria, personalidade e conversando sempre olho no olho.


Mas agora existe um amuleto da sorte na Arena Corinthians. Você está intransponível quando entrou em campo com sua filha nos braços.

Ela entrou comigo já com dois meses e depois não levei mais gols. São cinco jogos apenas, mas está dando sorte. Então, vamos manter.



É um pai participativo?

Ajudo bastante, troco fralda, dou banho, faço de tudo. Quando minha mãe e minha sogra estão em casa, aí dá pra ficar deitado um pouco no sofá. Se pudesse, teria tido ela antes. Agora, o pensamento é ficar nela só (risos).


Cássio e Walter durante treino do Corinthians nos Estados Unidos (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)


E agora, titular do Corinthians, o que é possível planejar? Uma chance na Seleção?

Tá doido! E muita coisa em uma semana só. Primeiro, tenho que trabalhar aqui, conseguir ficar o maior tempo possível jogando. Time grande tem de pensar em ser campeão. O que marca a carreira de um jogador é ser campeão.





Walter concede entrevista no CT e brinca com a filha Maria Eduarda (Foto: Diego Ribeiro)

















Há 44 anos, Wladimir estreava pelo Corinthians

Em 105 anos de história do Timão, ninguém vestiu o manto alvinegro mais vezes do que o ex-lateral esquerdo; ao todo, foram 805 jogos

10h40 01/06/2016 - Agência Corinthians

O primeiro dia do mês de junho de 1972, há exatos 44 anos, marcou o início de uma era chamada Wladimir no Corinthians. A estreia do atleta pelo Timão aconteceu em amistoso internacional contra o Besiktas, da Turquia, que terminou com vitória alvinegra por 3 a 0.

Em 105 anos de história do Sport Club Corinthians Paulista, ninguém vestiu o manto alvinegro mais vezes do que Wladimir. Ao todo, foram 805 jogos com a camisa do Timão, 199 vezes mais do que Luizinho, segundo jogador dessa lista.

O ex-lateral esquerdo foi revelado pelo próprio Corinthians. Além de ser o jogador que mais vezes usou o manto preto e branco, Wladimir é o atleta que detém o recorde de atuações seguidas pelo Coringão. Foram 161 jogos sem uma única ausência, durante dois anos, um mês e 23 dias.

Wladimir atuou pelo Corinthians de 1972 a 1985 e teve segunda passagem em 1987. Até o momento longe de ser batida, a marca de 805 jogos com o Timão rendeu, durante a primeira passagem, a conquista de quatro títulos do Campeonato Paulista, incluindo o mais importante de todos, em 1977, que acabou com o jejum de quase 23 anos sem conquistas do Alvinegro. Os outros foram em 1979 e o bicampeonato de 1982/1983.

Você encontra esta e outras informações no aplicativo oficial Almanaque do Timão e no aplicativo oficial do Sport Club Corinthians Paulista, ambos disponíveis em sistemas iOS, na Apple Store, e Android, na Google Play Store.









Meia atacante Guilherme evidencia boa fase e mostra eficiência no Timão
 meio-campista vive seu melhor momento pelo Corinthians: participou de gols em todas as partidas desde que virou titular

1 JUN 2016 06h53

– É como eu falo: a única coisa que dá resultado rápido é veneno – disse Guilherme, ainda no início da passagem pelo Corinthians, quando enfrentava certa resistência da Fiel ao seu futebol.

O meio-campista, contratado por R$ 5,7 milhões para vestir a camisa 10, começou o ano mais recuado que o habitual, e admitiu confusão com a adaptação ao setor. No entanto, era justamente de tempo que Guilherme precisava para convencer.

Nesta quarta-feira, às 21h, pelo Corinthians contra s7os, Guilherme tentará dar sequência ao seu melhor momento nestes pouco mais de quatro meses como jogador do Timão. Desde que voltou ao time titular, há três jogos, o camisa 10 teve participações diretas em três gols

– Não posso garantir 38 jogos maravilhosos, mas eu almejo, sim, fazer muitos gols e dar passes. Sou um sonhador – revelou o camisa 10 do Corinthians, em entrevista recente.







Nova opção como centroavante do Corinthians, opção do time, Lucca reencontra adversário da sua estreia, onde brilhou em vitória corinthiana

Jogador se recuperou com um gol marcado na vitória sobre o Sport, na rodada passada

Helder Guimaraes Junior

1 JUN 2016 08h23

Autor do primeiro gol do Corinthians na vitória por 2 a 0 sobre o Sport, na rodada passada do Campeonato Brasileiro, o atacante Lucca encontrou mais um motivo para se motivar nesta semana. O adversário da sua equipe na noite desta quarta-feira será s7os, o mesmo contra o qual ele estreou no ano passado.

Na vitõria do Corinthians por 2x0 sobre s7os, na manhã de 20 de setembro, Lucca substituiu o prata da casa Malcom (hoje no Bordeaux, da França) no segundo tempo e conquistou a torcida com bastante velocidade pelos lados do campo.
Atualmente, Lucca chama a atenção em outra posição. O jogador passou a ser visto pelo técnico Tite como uma alternativa a André e a Luciano, que ainda não agradaram como homens de referência do ataque corintiano em 2016. Foi assim que ele se destacou com gol pelo Corinthians em vitória de domingo sobre o sport, por 2x0, fora de casa

“Tenho que ficar voltado àquilo que sei fazer, como recuperar um atleta que estava com a confiança baixa e que começa a produzir novamente. É o caso específico do Lucca”, afirmou Tite, sobre a melhora do atacante que era titular e passou a amargar a reserva.

O comandante corintiano, no entanto, fez questão de diferenciar a função de Lucca àquela atribuída a Luciano e André. “Não é um falso 9, mas um atacante de movimentação. Da forma como atuamos, com duas linhas de quatro, abre espaço até para o time jogar com dois atletas de velocidade na frente”, analisou.

Por enquanto, o centroavante titular do Corinthians ainda é Luciano, que vivenciou grande momento no ano passado e não conseguiu mais ser o mesmo depois de passar por cirurgia no joelho direito.

“O Luciano está buscando resgatar o seu futebol, ter uma tranquilidade maior. Chamei ele para conversar e disse: ‘Vem cá, você está fazendo o segundo movimento antes do primeiro. Volta aos seus princípios, dá um passo atrás, que naturalmente as coisas acontecerão para você’”, comentou Tite.
























CORINTHIANS TEM VANTAGEM HISTÓRICA SOBRE ADVERSÁRIO DE HOJE


322 J, 127 V,  92 E, 103 tropeços









Corinthians busca liderança hoje na Arena Corinthians

Corinthians desfruta bom momento após duas vitórias consecutivas

O Corinthians vem de duas vitórias no Brasileirão 2016 e é o 4º colocado com 7 pontos, a 3 do lider. Às 21 horas desta quarta-feira (1º de junho), o Corinthians enfrenta o s7os na Arena Corinthians

“Em se tratando de Corinthians, temos pressão sempre.As vitórias mudam tudo”, sorriu o meia Giovanni Augusto, de olho na disputa pelas primeiras colocações do Brasileiro. “Todos conhecem o Campeonato Brasileiro, um dos mais difíceis do mundo. Precisamos de regularidade, aumentando a nossa confiança e o nível técnico. Vamos tentar aproveitar o fator casa, como o time fez no ano passado”, acrescentou.

 Giovanni Augustonovamente terá a companhia de Marquinhos Gabriel e de Guilherme, que se reabilitou tecnicamente com um posicionamento mais adiantado, na armação de jogadas. O técnico Tite ficou satisfeito com as mudanças que promoveu recentemente, com a entrada do volante Cristian para dar suporte ao trio de armadores. No gol, Walter também está mantido, apesar do incômodo do ídolo Cássio com a reserva.
A Arena Corinthians terá apenas corinthianos, devido as novas regras da FPF de ter apenas torcida mandante em jogos entre clubes do mesmo estado

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS X s7os
Brasileirão 2016 5ª rodada

Arena Corinthians
Data: 1º de junho de 2016, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden, Miguel Cataneo Ribeiro e Gustavo Rodrigues de Oliveira
CORINTHIANS: Walter; Fagner, Felipe, Vilson e Uendel; Cristian, Bruno Henrique, Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto; Luciano Técnico: Tite
s7os: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia, Rafael Longuine (Ronaldo Mendes) e Vitor Bueno; Paulinho e Joel Técnico: Dorival Júnior



































01/06/2016 08h04

 Timão campeão copa do brasil sub 17: os heróis do sub-17
Por Marcelo Braga

O Corinthians conquistou o título da Copa do Brasil Sub-17 ao vencer o Sport na noite de terça-feira, no Pacaembu, por 2 a 0, com gols do zagueiro Antônio Guilherme e do atacante Vitinho.


O primeiro, nascido em 30 de março de 1999 (17 anos), é carioca natural no Morro do Jacaré, na zona norte do Rio de Janeiro, começou a jogar futsal na Mangueira e passou pelo Flamengo antes de chegar ao Corinthians, em setembro de 2014. Chamado pela comissão técnica do time profissional para completar alguns treinos desde o ano passado, diz que sofre "bullying" no CT por aparentar ser mais velho do que realmente é. Ou seja, é chamado de "gato".

– Dizem que pareço mais velho (risos), mas é tranquilo, é zoação. Lembro quando fiz meu primeiro treino lá, fiquei nervoso, mas depois você vai treinando e fica normal – relata ele.



Antônio Guilherme comemorou muito o primeiro gol da decisão (Foto: Marcos Ribolli)

Fã de Felipe, titular do Timão que está a caminho do Porto, de Portugal, o garoto tem ainda um zagueiro do Real Madrid, da Espanha, como seu principal espelho.


– De fora, gosto do Sérgio Ramos. Acho que pareço com ele peça raça, técnica, calma, visão de jogo. No Corinthians gosto do Felipe e dos outros zagueiros também – explicou Antônio Guilherme, que tem contrato com o Timão até 31 de agosto de 2018.



Vitinho marcou gol no seu primeiro toque na bola contra o Sport (Foto: Marcos Ribolli)

Responsável pelo segundo gol, Vitinho é considerado uma das principais joias das categorias de base do Corinthians. Convocado na última semana para um período de treinos com a seleção brasileira sub-17 pelo técnico Carlos Amadeu, quase foi titular na decisão na vaga de Caio Emerson, que era dúvida por uma lesão na virilha. Por decisão do técnico Márcio Zanardi, começou no banco e, ao entrar, marcou o segundo gol em seu primeiro toque na bola.


– Precisa de um toque só para fazer um gol – brincou o garoto, após a partida.


Nascido em Guarulhos, em 4 de janeiro de 2000 (16 anos), Vitinho ganhou destaque no Corinthians no início do ano ao viver novela para assinar seu primeiro contrato profissional. Por um erro administrativo, o Timão perdeu a data para protocolar a proposta e, na mira do Manchester City, da Inglaterra, ele quase saiu de graça do Parque São Jorge.


Após muita negociação e pagamento de luvas, ele ficou, firmando contrato até 12 de março de 2021. O gol na final, diante de 7 mil pessoas, pode mudar sua imagem com a Fiel.


– Sempre time uma imagem boa com a torcida, sempre fui corintiano, pensava em ficar no Corinthians, mas torcedor é assim, apoia e também critica no momento ruim. Mas sempre quis ficar no Corinthians. Agora conquistei meu primeiro título depois daquela novela, que é passado.


Acompanhado do pai, Emerson Oliveira, que é corinthiano roxo, Vitinho festejou o fato de poder ter conquistado um título em pleno Pacaembu, onde diz que via jogos na arquibancada com Gaviões da Fiel.


Veja abaixo a festa dos jogadores do Corinthians campeão Copa do Brasil Sub-17:





Jogadores do Corinthians comemoram título da Copa do Brasil Sub-17 (Fotos: Marcos Ribolli)





Corinthians defende 100% de aproveitamento contra s7os na Arena Corinthians pelo Brasileirão

Foram dois jogos contra a equipe da baixada com duas vitórias alvinegras, uma delas por 2 a 0, na reta final da conquista do hexa

10h45 01/06/2016 - Agência Corinthians
O Corinthians entra em campo nesta quarta-feira (01) para mais um clássico contra o Santos na Arena Corinthians pelo Campeonato Brasileiro. Pela competição, o Timão tem 100% de aproveitamento contra o rival praiano no estádio corinthiano.
No primeiro clássico alvinegro realizado na Arena Corinthians, o Corinthians venceu por 1 a 0 em partida válida pelo segundo turno do Brasileirão de 2014.
A vitória mais marcante, porém, ainda estava por vir. Na reta final da campanha do hexacampeonato brasileiro em 2015, o Timão recebeu o rival na Arena Corinthians precisando de uma vitória para se distanciar ainda mais do vice-líder
Com cerca de 42 mil pessoas presentes no estádio, o Corinthians superou o rival por 2 a 0. Os dois gols da partida foram anotados pelo ex-camisa 10 Jadson, sendo um deles de pênalti.