26 de mai de 2016

CORINTHIANS 26/05/2016


CORINTHIANS 6º COLOCADO DO BRASILEIRO COM 4 PONTOS







Pós vitória do Corinthians, zagueiro Felipe indica acerto, e Timão pode fechar sua milionária venda ao Porto na próxima semana

26/05/16 - 14:51


Por Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro



Felipe fazendo oração antes da vitória do Corinthians

(Foto: Daniel Augusto Jr)
O Corinthians pode ter um grande lucro ao confirmar na próxima semana a venda do zagueiro Felipe ao Porto, de Portugal. Os clubes têm conversas avançadas, e o jogador de 27 anos já tem um acerto verbal com os europeus.

O presidente alvinegro, Roberto de Andrade, confirma a oferta dos Dragões, mas diz que ainda há detalhes a serem resolvidos. Como revelou o LANCE!, o Timão tenta garantir participação em uma eventual nova transferência de Felipe no futuro.

- Estamos negociando, de fato chegou (proposta), estamos vendo, mas não está resolvido. Semana que vem a gente define. Comigo se trata os valores dos direitos econômicos, é o que estamos discutindo - comentou o mandatário.

Felipe também falou na saída da Arena Corinthians após a vitória do Corinthians por 3 a 0 sobre a Ponte Preta e evitou comentar o assunto. Embora tenha se esquivado sobre a sua provável saída do Timão, ele indicou já ter um acordo com os portugueses. Ao ser indagado se ele já tinha se acertado com o Porto, ele balançou a cabeça em sinal de afirmação e falou "pode ser". Depois, o defensor declarou:

- Eu não procuro saber, sinceramente, porque sei que isso vai atrapalhar meu desempenho dentro de campo, então eu deixo para o meu pai e uma hora que ele ver que eu estiver mais tranquilo, uma sequência menor de jogos, ele pode me contar - afirmou.





CORINTHIANS 3X0 ponte














Após Corinthians vencer,Tite fala sobre mudança no esquema tático do Corinthians e escolha por Cristian: "Tem muita qualidade de passe"
Jogador atuou ao lado de Bruno Henrique, que no antigo esquema atuava sozinho na proteção à defesa


14h30 26/05/2016 - Agência Corinthians

Após a vitória do Corinthians sobre a Ponte Preta por 3 a 0 na manhã desta quinta-feira (26) na Arena Corinthians, Tite falou com a imprensa em entrevista coletiva no estádio corinthiano. Com uma mudança no esquema tático da equipe, o técnico explicou o que houve de diferente em relação às outras partidas da temporada.


"Duas linhas de quatro, com dois homens mais avançados, deixam a equipe mais compactada, mas as variações dos homens de lado não modificam muito. Há mais necessidade de quem vem de trás", explicou o treinador alvinegro.


Com Bruno Henrique e Cristian de volantes, o Corinthians saiu do consagrado 4-1-4-1 e deu mais liberdade aos meio-campistas. Sem muitas oportunidades desde que voltou ao Timão, Tite explicou o porquê de escalar Cristian como titular ao lado de Bruno Heneique, que anteriormente atuava sozinho na proteção da defesa.


"O Cristian tem muita qualidade de passe, e o sistema permite essa transição ao ataque. Ele readquiriu a forma física, está apto para voltar. Eu não dei nada para ele, ele construiu isso com nutricionista, fisiologistas, treinamento em rotação alta. Nesta formação, precisa ter qualidade de passe. Os dois volantes têm qualidade", definiu o técnico Tite.


O próximo compromisso do Corinthians pelo Brasileirão acontecerá neste domingo (29), contra o Sport, na Ilha do Retiro, no Recife-PE, novamente às 11h. Em três jogos no campeonato, o Timão soma quatro pontos.

































Goleiro Cássio fala sobre sua situação atual no Corinthians
– Eu estava no Sul, mas me disponibilizei. Se precisasse, eu voltaria, indiferente se tivesse que ficar no banco, jogando ou não. O pessoal pediu para eu ficar lá tranquilamente e eu fiquei. Eu vinha jogando há um bom tempo, já fiz uma história aqui no Corinthians, estou entre os que mais jogaram, mas no meu contrato não está que tenho exclusividade em ser titular. Lógico que não fico feliz por não jogar, por sair do time, mas temos de pensar no conjunto. Não posso ser egoísta e pensar só em mim – disse Cássio.
– O Tite é o treinador e tenho que respeitar. Tenho que trabalhar para recuperar a posição. Não sendo irônico, mas espero que não faleça ninguém mais. Fiquei bem chateado com essa situação, vou ser bem honesto. Eu iria jogar contra o Grêmio, acabei saindo e depois não voltei mais. Foi bem difícil, foram duas pancadas, uma atrás da outra. Sou um ser humano, tenho sentimentos. Tento trabalhar para sempre melhorar. A gente fica chateado, mas é vida que segue – falou o goleiro.

– É uma parte (o falecimento da avó e a ausência no jogo), a outra ele sabe, eu já conversei, em outro componente, mas vou preservar o vestiário. Essa parte é nossa, vamos esclarecer isso aí. Estamos aqui para apoiar. Conversamos legal sobre isso. No momento oportuno vocês vão saber – explicou o treinador.

– Meu primeiro objetivo é tentar buscar minha posição aqui. No dia a dia, nos jogos vão ver e a gente nunca sabe o que pode acontecer no futuro. Meu objetivo é ficar no Corinthians, mas não sei o que pode acontecer. De repente aparece alguma coisa que seja interessante para o Corinthians e para mim também.















































































Presidente do Corinthians convidou organizada ao CT: 'Eu sei o que pode'

26/05/16 - 14:53

Por Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro


Roberto de Andrade concedeu uma entrevista coletiva áspera nesta quinta-feira, dia em que o Corinthians venceu a Ponte Preta por 3 a 0 na Arena Corinthians .

- Não é que a diretoria permitiu, a diretoria que convocou que eles (torcedores organizados) fossem lá para conversar. Eu que pedi que eles fossem. Para mim é (normal), não tem nada demais. É normal que se converse, foi só isso. Não abre nenhum precedente. Vai falar que gera violência? Não tem nada a ver uma coisa com a outra. Se tivesse perdido hoje (quinta-feira) você ia falar que era por isso? Não há efeito a favor nem contra, a torcida faz parte do futebol - disse o presidente do Corinthians
- Comissão técnica não tem que dar aval nenhum, o presidente sou eu. Não chamei a comissão técnica para conversar, chamei os torcedores para conversar com os jogadores, a comissão técnica não tem que falar se pode ou não. Eu sei o que pode. O que me motivou foi a vontade de conversar, nenhum problema. Eu acho que conversa cabe sempre e eu sou adepto a isso, por isso chamei três quatro pessoas da torcida para conversar. Não foi a primeira vez que fiz isso e não vou parar de fazer se for necessário - bradou o mandatário.
- Estavam lá, reclamação faz parte. Não tem como travar as pessoas de falarem. Não houve agressão, nada. Quem falou é mentiroso e maldoso. Houve xingamentos e reclamações - explicou.

- Todos ficaram muito confortáveis. Você não ouviu da boca de ninguém que eles não ficaram. O Guilherme nem estava presente na conversa, estava dentro da fisioterapia, quando ele soube "ah, os torcedores estão aí" aí ficou com a conotação de invasão. Não tem nada a ver. Pergunte para qualquer um do elenco que estava na sala - disse o mandatário.












26/05/2016 16h19

Presidente do Timão banca reunião com torcida

Por Marcelo Braga


O presidente Roberto de Andrade assumiu a responsabilidade pela reunião entre torcedores organizados, membros da diretoria e seis jogadores do Corinthians na semana passada. O encontro incomodou o técnico Tite e deixou irritados vários atletas do elenco. Além disso, o dirigente admitiu que o elenco sofreu ofensas e xingamentos na chegada do hotel em Salvador, no último sábado, antes da derrota por 3 a 2 para o Vitória. Ele negou ter havido agressões.

– Não é ser a favor nem contra (da presença da torcida no CT). É uma conversa. A torcida faz parte do futebol. Chamei para conversar. Qual o problema? Conversa cabe sempre, em qualquer lugar. Não é a primeira vez que faço isso. Achei necessário.

– A comissão não tem que dar aval nenhum. O presidente sou eu. Chamei a torcida para conversar com jogadores. A comissão não precisa falar se pode ou não. Eu sei o que pode – disse.

– Todos ficaram muito confortáveis. O Guilherme não estava presente na conversa. Estava dentro da fisioterapia quando soube que os torcedores estavam. Houve a conotação de que houve invasão, vieram reclamar. Não houve nada disso. Depois, tudo normal. Pergunte a quem estava na sala.

– Estavam lá (torcedores organizados em hotel da delegação em Salvador), reclamação faz parte. Não tem como travar as pessoas de falarem. Não houve agressão, nada. Quem falou é mentiroso. Houve xingamentos e reclamações.






 CORINTHIANS 3 X 0 ponte
 Brasileirão 2016- 3ª rodada 
Data e horário: 26/5/2016, às 11h. 
Local: Arena Corinthians, 
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha Auxiliares: Fabio Rogerio Baesteiro e Bruno Salgado Rizo Público/renda: 35.857 total (35.573 pagantes 284 nao pag)/ R$ 2.059.8400 
Cartões amarelos: Vilson (COR), Bruno Henrique, Cristian; João Carlos, Renê Júnior, Cristian (p).
 Gols: Kadu (contra), 14'/1ºT (1-0); Bruno Henrique, 21'/1ºT (2-0); Guilherme, 34'/2ºT (3-0). 

CORINTHIANS: 27-Walter, 23-Fagner, 28-Felipe, 15-Vilson e 

6-Uendel (13-Guilherme Arana - 36'/2ºT); 25-Bruno Henrique, 
16-Cristian, 21-Marquinhos Gabriel, 10-Guilherme e 17-Giovanni Augusto (8-Marlone - 30'/2ºT); 18-Luciano (9-André - 33'/2ºT). Técnico: Tite. +12-Cassio, 40-Caique França, 34- Pedro Henrique, 22-Maycon,5-Willians, 26-Rodriguinho, 30-Lucca, 11-Romero 

ponte preta: 1-João Carlos; 2-Jeferson, 3-Douglas Grolli, 4-Kadu e 6-Reinaldo; 5-João Vitor, 8-Matheus Jesus (15-Renê Júnior - 37'/1ºT) e 10-Ravanelli (20-Cristian - 19'/2ºT); 11-Felipe Azevedo, 7-Clayson (17-Thiago Galhardo - intervalo) e 9-Wellington Paulista. Técnico: Eduardo Baptista.+ 12-César, 13-Fábio Ferreira, 14-Gilson, 16-Felipe Menezes, 21-William Pottker, 19-Roger, 18-Rhayner














26/05/2016 14h42

Felipe admite que deve acertar com o Porto após boa fase no Corinthians
Zagueiro indica que o negócio esteja apalavrado com o clube português, mas deixa as negociações a cargo de seu pai, do empresário Giuliano Bertolucci e do Timão


Por Marcelo Braga


O Corinthians pode lucrar muito com a venda do zagueiro  Felipe. Aos 27 anos, o jogador confirmou em participação no programa Globo Esporte que as chances de deixar o clube para acertar com o Porto, de Portugal, são "maiores que 90%" (confira no vídeo).

Nesta quinta-feira, após a vitória do Corinthians por 3 a 0 diante da Ponte Preta, pelo Brasileirão, ele confirmou que o negócio está "apalavrado".


– Não posso falar (que vou sair) porque não tenho nada concreto, nada assinado. Meu foco é o Corinthians até a decisão final. Meu empresário me passou poucas coisas, e acompanho pelas coisas que saem de vocês (imprensa). Deixo para o meu pai, para a minha família, que está próxima de mim, para que eles possam resolver – destacou o zagueiro.

Questionado, porém, se o negócio já está apalavrado com o clube português, o jogador confirmou que a tendência é de que a transferência seja concretizada na abertura da janela.

– Pode ser (que esteja apalavrado). Mas meu pai sabe muito mais que eu (risos) – afirmou.

Avisado pelo empresário, o Corinthians acredita que o negócio tem grandes chances de ser sacramentado. O Timão calcula que conseguirá cerca de € 8 milhões com a venda. O zagueiro tem 100% dos direitos econômicos ligados ao clube alvinegro.

Com Balbuena na seleção paraguaia e Yago ainda suspenso, o Corinthians enfrenta o Sport, no domingo, às 11h, na Ilha do Retiro, novamente com Felipe e Vilson na defesa.

Felipe sobe alto para afastar o perigo na vitória do Corinthians contra a Ponte (Foto: Mauro Horita)








CORINTHIANS 3X0 ponte
ATUAÇÕES do CORINTHIANS: Guilherme é o melhor em campo na Arena Corinthians

26/05/16 - 13:18


Por Gabriel Carneiro e Guilherme Amaro


Corinthians 3x0 Ponte Preta

(Foto: Ale Cabral/Lancepress!)
O Corinthians mudou e voltou a vencer. A vitória por 3 a 0 sobre a Ponte Preta, a primeira do Timão no Campeonato Brasileiro, teve Bruno Henrique, Cristian e Guilherme como os melhores em campo. O último levou a melhor nota.
CORINTHIANS


6,0 Walter Uma defesa importante no segundo tempo, em batida de Thiago Galhardo. Fora isso, sem muito trabalho.


6,5 Fagner Incontestável no apoio. Preenche espaços, força tabelas e chega sempre com perigo. Na defesa, dá poucas brechas.


6,0 Felipe Seguro nas bolas aéreas, também anulou Wellington Paulista pelo chão. Responsável, não deu sustos na saída de bola.

5,5 Vilson  Altíssimo nível no início, mesmo sem jogar há um mês. Depois bobeou em alguns lances, mas não comprometeu.


6,0 Uendel   Participação ofensiva discreta, mas eficiência na contenção. Podia ter se aproximado mais de Giovanni Augusto à frente.


7,0 Cristian Atuação consistente no primeiro jogo como titular do ano. Muito combate na marcação e boa qualidade nas saídas.


7,0 Bruno Henrique Mais livre para atacar, foi importante elemento surpresa. Em duas tentativas de fora da área, fez um golaço na Arena.

6,5 Marquinhos Gabriel  Plenamente à vontade na equipe. Chama o jogo, transita por setores e limpa a marcação com facilidade. Outro bom jogo.


7,5 Guilherme Novo sistema de jogo favorece a criatividade e capacidade técnica do meia. Organizou o time e ainda fez um golaço.


5,5 Giovanni Augusto Talvez o menos inspirado do setor ofensivo do Corinthians. Prendeu a bola demais e não participou de tantas ações.


6,0 Luciano Sai da área, puxa marcação, faz tabelas... Ainda não fez o seu gol, mas mostrou disposição e participou demais das ações.

5,5  Marlone Podia ter aproveitado melhor a oportunidade nos últimos minutos. Errou uma saída boba, mas criou uma boa chance.


6,0 André Entrou vaiado, mas disposto a ajudar. Quase fez um gol, voltou para marcar. Bom sinal para quem precisa de espaço.

5,5 Guilherme Arana
Pouco tempo em campo, e com muita responsabilidade na marcação por conta da pressão da Ponte. Segurou bem.


6,5 Téc: Tite
Coletivo foi seu melhor jogador. Sustentação defensiva para proporcionar liberdade aos homens de frente fez diferença.











Em vitória do Corinthians, Bruno Henrique celebra gol e se vê melhor como segundo volante

Tomás Rosolino -

26/05/2016 13:13:54

O volante Bruno Henrique foi um dos atletas que mais comemorou a boa atuação do Corinthians na vitória por 3 a 0 sobre a Ponte Preta na manhã desta quinta-feira, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Corinthians. Contestado pela torcida devido a algumas atuações ruins no último mês, ele celebrou a performance e indicou que o novo posicionamento, como segundo volante, ajudou-o bastante.

“Ajudei mais na saída de bola, no começo de ano fiquei como primeiro volante e, apesar de ter jogado ano passado assim, às vezes você depende de um tempo para se adaptar a uma função que não é sua de origem. Mas consegui chegar bem ao ataque, ajudar na defesa. Fico contente com o que o time fez hoje e ter ajudado na vitória”, afirmou o jogador, que viu Cristian ficar mais na proteção da defesa enquanto Elias, titular da posição, serve a Seleção Brasileira.

Outro ponto bastante celebrado pelo meio-campista foi o fato de ter marcado um gol em chute de fora da área, feito que só havia acontecido com ele no ano passado, pelo Campeonato Paulista, contra o XV de Piracicaba. Conhecido por bons chutes antes de chegar ao Alvinegro, ele alega que o fato de correr menos para chegar a uma situação de remate, justamente por ter mais liberdade para atacar, é essencial para ser mais preciso.

“Eu vinha chutando e errando bastante, só que eu estou treinando, não posso fugir da minha característica que é chutar de fora da área. Hoje [quinta-feira] fui feliz e fiz o gol. Nós, dentro da equipe, sabemos o quanto trabalhamos, trabalhamos sério, nos dedicamos muito. Torcedor às vezes não gosta de algum jogo, é normal. Precisamos trabalhar e fazer aquilo que tem de fazer para jogar futebol”, observou o jogador.

Cansado pelo forte ritmo imposto desde o apito inicial, o jogador deixou o gramado sentindo câimbras ainda antes do fim, mas retornou para fazer número como centroavante. De acordo com o próprio, o problema não deve tirá-lo dos próximos jogos do Corinthians

Na próxima rodada, o Corinthians encara novamente o horário das 11h, mas, dessa vez, no calor do Recife, onde encaram o Sport, no domingo, na Ilha do Retiro. Com quatro pontos, o Timão já briga na parte de cima da tabela após o mau desempenho nos dois primeiros jogos.













26/05/2016 13h14


Atuações do Corinthians em vitoria por 3x0 sobre ponte: Guilherme e Bruno Henrique renascem em vitória

Meia e volante marcam na vitória por 3 a 0 sobre a Ponte Preta e são os maiores beneficiados por novo esquema tático. Cristian entra bem; Luciano destoa no ataque


Por Marcelo Braga





Guilherme

Grande atuação do meia-atacante, com direito a golaço. Assim como na derrota para o Vitória, teve mais liberdade para chegar à frente e não teve de fazer o papel de buscar a bola no campo de defesa, o que não vinha conseguindo fazer com qualidade. Nota: 7,5

Cristian

Se antes era visto como "inútil" no elenco, provou que tem valor e que poderá ajudar o Corinthians na temporada. Fez bom papel no meio-campo, com desarmes e lançamentos.
Nota: 7

Bruno Henrique

Marcou um golaço e mostrou que pode render melhor na sua posição de origem, como segundo volante. Teve boa força de marcação e chegou à frente. Adaptou-se ao novo sistema. Nota: 7

Corinthians tem boa atuação coletiva na vitória sobre a Ponte Preta (Foto: ANDERSON GORES / Agência Estado)





AS NOTAS:



Walter [GOL]: 6

Fagner [LAD]: 6,5
Felipe [ZAG]: 6
Vilson [ZAG]: 5,5
Uendel [LAE]: 6
(Guilherme Arana [LAE]): 6
Cristian [VOL]: 7
Bruno Henrique [VOL]: 7
Marquinhos Gabriel [MEC]: 7
Guilherme [MEC]: 7,5
Giovanni Augusto [MEC]: 6
(Marlone [ATA]): 5,5
Luciano [ATA]: 6
(André [ATA]): 5,5







26/05/2016 13h37

Corinthians vence Ponte com facilidade
Com boa atuação após mudanças no time, Timão faz 3 a 0 e não leva um susto sequer. Tite ganha crédito com nova formação
Por GloboEsporte.com
Um primeiro tempo bem jogado foi suficiente para o Corinthians vencer a Ponte Preta por 3 a 0, na manhã desta quinta-feira, na Arena Corinthians. Com gols de Kadu (contra), Bruno Henrique e Guilherme, o Timão mostrou diferenças com a nova formação tática proposta por Tite e encerrou um jejum de mais de um mês sem vitórias.

Corinthians 3x0: Marquinhos Gabriel e Guilherme comemoram gol: Timão teve grande atuação na sua maravilhosa Arena Corinthians(Foto: Mauro Horita)
 O resultado levou o Timão aos quatro pontos na tabela do Campeonato Brasileiro

O Corinthians volta a campo no próximo domingo, às 11h (horário de Brasília), pela quarta rodada do campeonato nacional. O Corinthians viaja ao Recife para enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro.


Esquema novo dá resultado


Tite abriu mão do 4-1-4-1 que utilizava desde o início do ano, adotou o 4-2-3-1 e viu o Corinthians deslanchar. Apesar de um início cauteloso, com muitas trocas de passes entre zagueiros e volantes, a equipe se soltou aos poucos, com triangulações, e envolveu a defesa da Ponte Preta.

O primeiro gol, porém, teve ajuda do rival para sair. Depois de pressionar a Ponte com infiltrações de meias e volantes na área, Marquinhos Gabriel, aos 14 minutos, foi à linha de fundo e cruzou para trás. Kadu desviou contra as próprias redes e iniciou a festa corintiana na sua Arena

Cristian, Bruno Henrique e Guilherme mostraram que têm muito a contribuir. O primeiro, com apenas dois jogos oficiais na temporada, surpreendeu pela forma física satisfatória, aguentou os 90 minutos e melhorou o poder de marcação que Bruno Henrique não tinha.

Bruno, aliás, teve maior liberdade para se infiltrar, armar jogadas e fazer a função executada por Elias, hoje na seleção brasileira. Aos 21 minutos, a recompensa: estava na entrada da área para pegar um rebote da defesa e acertar um chutaço, sem chances para o goleiro João Carlos: 2 a 0.

Depois disso, bastou administrar. A Ponte não apresentou o poder de reação nem o apetite que teve na vitória sobre o Palmeiras, sábado passado. No segundo tempo, o Timão teve maior posse de bola e chegou com facilidade ao gol adversário. Guilherme fez um golaço aos 34 minutos, fechou o placar e aumentou a festa na arena, que recebeu 35.573 pagantes.













'Novo' Corinthians domina Ponte Preta e vence primeira no Brasileirão

Com gols de Kadu (contra), Bruno Henrique e Guilherme, Timão bate a Macaca por 3 a 0, na Arena, e já é 4º colocado

Corinthians 3x0 Ponte Preta
(Foto: Rodrigo Coca/Eleven/Lancepress!)

Corinthians 3x0 Ponte Preta
(Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

Corinthians 3x0 Ponte Preta
(Foto: Rodrigo Coca/Eleven/Lancepress!)

Corinthians 3x0 Ponte Preta
(Foto: Rodrigo coca/Eleven/Lancepress!)

Corinthians 3x0 Ponte Preta
(Foto:Ale Vianna/Eleven/Lancepress!)

Corinthians 3x0 Ponte Preta
(Foto:Ale Vianna/Eleven/Lancepress!)

Corinthians 3x0 Ponte Preta
(Foto: Ale Cabral/Lancepress!)

Corinthians 3x0 Ponte Preta
(Foto: Ale Cabral/Lancepress!)

Corinthians 3x0 Ponte Preta
(Foto: Bruno Ulivieri /Raw Image/Lancepress!)





O torcedor que acordou cedo mesmo no feriado de Corpus Christi e foi à Itaquera nesta quinta-feira viu um novo Corinthians. E se a primeira impressão é a que fica, a Fiel tem motivos de sobra para estar otimista. Com novo esquema tático e mudanças na escalação, o Timão dominou a Ponte Preta e venceu por 3 a 0, na Arena Corinthians, gols marcados por Kadu (contra), Bruno Henrique e Guilherme.


Renovado, o Corinthians salta para o quarto lugar
Até onde irá esse "novo" Corinthians é difícil prever, mas evolução em relação aos últimos jogos foi clara, em diversos aspectos. Com dois volantes, além de a defesa ficar mais protegida, Bruno Henrique teve maior liberdade para atacar. Foi assim, próximo da área, que o camisa 25 marcou o segundo gol da partida. Antes, Kadu já havia desvia cruzamento de Marquinhos Gabriel e feito contra.

O Timão dominou do início ao fim. Mais à frente, Guilherme novamente se destacou e fez um golaço, de fora da área, no segundo tempo. O trio formado pelo camisa 10, Marquinhos Gabriel e Giovanni Augusto ainda precisa de maior entrosamento, mas já causa problemas aos adversários combinando velocidade, passes e lançamentos precisos e muita movimentação.

Contudo, não foram todas as mudanças surtiram efeito. Vilson, substituto de Balbuena, cometeu alguns vacilos, embora não tenha comprometido. Já Luciano, que ocupou o lugar de André, brigou bastante, mas brilhou pouco, mantendo seca de gols que vem desde agosto de 2015.

É preciso também se destacar que nem tudo foi novo. Mudaram alguns jogadores do Timão (seis em relação à equipe eliminada na Libertadores) e até a formação tática, mas as ideias seguem as mesmas. Triangulações, aproximação dos laterais, jogo rápido pelo chão, marcação já a partir do campo de ataque... o "DNA" alvinegro segue o mesmo.

Na próxima rodada, já no domingo, também às 11h, o Timão enfrenta o Sport, fora de casa

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 3 X 0 ponte
Brasileirão 2016- 3ª rodada
Data e horário: 26/5/2016, às 11h.
Local: Arena Corinthians,
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha Auxiliares: Fabio Rogerio Baesteiro e Bruno Salgado Rizo
Público/renda: 35.573 pagantes / R$ 2.059.8400
Cartões amarelos: Vilson (COR), Bruno Henrique, Cristian; João Carlos, Renê Júnior, Cristian (PON).
Gols: Kadu (contra), 14'/1ºT (1-0); Bruno Henrique, 21'/1ºT (2-0); Guilherme, 34'/2ºT (3-0).

CORINTHIANS: Walter, Fagner, Felipe, Vilson e Uendel (Guilherme Arana - 36'/2ºT); Bruno Henrique, Cristian, Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto (Marlone - 30'/2ºT); Luciano (André - 33'/2ºT). Técnico: Tite.

ponte preta: João Carlos; Jeferson, Douglas Grolli, Kadu e Reinaldo; João Vitor, Matheus Jesus (Renê Júnior - 37'/1ºT) e Ravanelli (Cristian - 19'/2ºT); Felipe Azevedo, Clayson (Thiago Galhardo - intervalo) e Wellington Paulista. Técnico: Eduardo Baptista.
















Tite revela alegria com padrão no Corinthians em vitória por 3x0

treinador ressaltou importância do resultado positivo conquistado nesta quinta: "A grandeza pressiona para que a gente sempre tenha desempenho e resultado"



O técnico Tite não escondeu a felicidade pela vitória por 3 a 0 do Corinthians sobre a Ponte Preta, construído com gols de Kadu (contra), Bruno Henrique e Guilherme

“Desempenho e resultado. Trouxemos competitividade, mas não abrimos mão da nossa ideia de futebol, mantivemos o DNA”, analisou o alvinegro, explicando como conseguiu fazer com que a equipe sufocasse a Ponte Preta desde o primeiro minuto de partida.

“Duas linhas de quatro, com dois homens mais avançados, isso deixa a equipe um pouco mais compactada, mas as variações não mudam muito. Deixa uma liberdade maior para o Guilherme se soltar. Não tenho essa capacidade de perceber todas as características de todos os atletas logo de cara. Eu não pensava em jogar com os três meias e mais Bruno e Elias porque eu pensava que não ia dar infiltração, mas aí no jogo eles infiltraram muito”, avaliou, elogiando a trinca de armadores e explicando a demora em utilizá-los.

“Partindo de um pressuposto lógico, se você tem uma equipe campeã brasileira, você mantém o esquema e tenta fazer o melhor para continuar com o padrão conquistado no ano anterior. Fomos o melhor time do Paulista, mas não fomos campeões. Passa por reajustes”, comentou, elogiando também a participação do volante Cristian, escolhido para substituir Elias, a serviço da Seleção Brasileira.

“O sistema também permite que dois meio-campistas joguem bola. Tanto o Cristian quanto o Bruno Henrique têm essa capacidade de sair jogando, e isso é muito necessário, se não sobrecarrega o Guilherme. Digo mais, para mim, a gente repetiu o padrão conquistado contra o Vitória, só que convertemos em gol”, opinou Tite,

“Eu quero agradecer ao torcedor que entendeu, não tenho essa pretensão de guiar o que eles vão falar. Fiz um pedido, abri meu coração, é uma equipe com atletas jovens, que não está madura e de repente pode sentir pressão. Eu sempre ouço que o importante é o clube, o importante é o Corinthians. Prefiro enaltecer todas essas pessoas. Trouxe o que o grupo necessitava. Quero enaltecer aqueles que aplaudiram”, encerrou.



















Recomeço! Timão faz 3 a 0 na Ponte Preta na Arena Corinthians e conquista primeira vitória no Brasileirão 16

Kadu (contra), Bruno Henrique e Guilherme fizeram os gols da vitória do clube do Parque São Jorge vista por 35.573 pessoas




13h00 26/05/2016 - Agência Corinthians


O segundo gol do Corinthians foi um golaço anotado por Bruno Henrique

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Recomeço! O Corinthians conquistou a primeira vitória no Campeonato Brasileiro 2016 na manhã desta quinta-feira (26) na Arena Corinthians, ao derrotar a Ponte Preta por 3 a 0. Após perder para o Vitória no último fim de semana, o Timão se recuperou do tropeço, passando a mirar a parte de cima da tabela de classificação.
Diante de 35.573 pessoas na Arena Corinthians, a equipe corinthiana começou a partida a todo vapor, mostrando que estava totalmente ligada às 11h do feriado de Corpus Christi. Pressionando a equipe adversária, o Timão não demorou para abrir o placar.

Aos 15 minutos do primeiro tempo, Marquinhos Gabriel cruzou e o zagueiro Kadu desviou contra a própria meta, para a alegria da Fiel. Sem se acomodar com a vantagem, a equipe comandada pelo técnico Tite continuou atacando. A pressão deu resultado: aos 22, Bruno Henrique encheu o pé após pegar rebote na entrada da área e ampliou.
Folgado no placar, o Timão controlou o restante da primeira etapa sem sustos. No ínicio do segundo tempo, a Ponte Preta ameaçou pressionar, mas a equipe do Parque São Jorge logo retomou o comando da partida e chegou inúmeras vezes à meta adversária. A falta de pontaria, porém, impediu que a vantagem corinthiana ficasse ainda maior. Mas aos 34 da segunda etapa, Guilherme marcou um golaço de fora da área, o terceiro do Corinthians.


Com a partida já decicida, coube à Fiel fazer mais uma festa nas arquibancadas da Arena Corinthians, onde o Timão não perde pelo Brasileirão há quase um ano. Desde a quarta rodada do ano passado, foram 16 vitórias e três empates como mandante no campeonato.
Com quatro pontos conquistados em três rodadas, o Timão volta a campo pelo Campeonato Brasileiro 2016 neste domingo (29), quando visita o Sport, na Ilha do Retiro, no Recife-PE, de novo no horário das 11h. Já o próximo confronto na Arena Corinthians será o clássico contra o Santos, na quarta-feira (01), às 21h.




Corinthians

Walter; Fagner, Felipe, Vilson e Uendel (Guilherme Arana); Cristian, Bruno Henrique, Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto (Marlone) e Guilherme; Luciano (André). Técnico: Tite




Técnico muda esquema tático do Corinthians, coloca novas peças no time e vê vitória por 3 a 0 sobre a Ponte Preta. Alterações no meio-campo são alvo de elogios

Por Marcelo Braga


Após alterações técnicas e táticas o Corinthians venceu hoje a ponte por 3x0

A principal mudança foi no esquema tático: Tite deixou o 4-1-4-1 e montou a equipe em um 4-2-3-1, com Cristian e Bruno Henrique juntos como volantes. O futebol dos dois cresceu, e Bruno, mais solto, fez o segundo gol do Corinthians – seu primeiro no ano.

Um grande clube exige desempenho e resultado. O mais importante foi não abrir mão de jogar. Eu estava pressionado, sim, pela necessidade do desempenho e do resultado

Tite, sobre a vitória do Corinthians

– O Cristian tem muita qualidade de passe, e o sistema permite essa transição ao ataque. Ele readquiriu a forma física, está apto para voltar. Eu não dei nada para ele, ele construiu isso com nutricionista, fisiologistas, treinamento em rotação alta. Nesta formação, precisa ter qualidade de passe. Os dois volantes têm qualidade – analisou Tite.

O técnico também admitiu que o Corinthians precisava se reinventar. 

– Se você é campeão, tem um esquema montado, dá ajuste. Foi a equipe com o melhor futebol do Paulista, mas não bateu campeã. Aí você busca reajustes para se reinventar. A partida de hoje passa por isso – explicou o corintiano.

Com a primeira vitória no Campeonato Brasileiro, o Timão chegou a quatro pontos em três rodadas na competição. O próximo jogo é neste domingo, às 11h (horário de Brasília), contra o Sport. A partida será realizada na Ilha do Retiro.














Pão por macarrão e lembrança dos juniores: Timão encara jogo às 11h

Tomás Rosolino -
26/05/2016 06:54:25

Os jogos às 11h já não são mais uma novidade no futebol brasileiro, mas ainda demandam mudanças significativas na preparação dos jogadores para encarar um horário bastante diferente do usual. No Corinthians, que enfrenta o horário a Ponte Preta nesta quinta-feira, na Arena Corinthians, os ajustes começam já pelo café da manhã, refeição que vira praticamente um almoço para os alvinegros.


“Passa mais por uma boa alimentação no café da manhã, talvez você tenha de trocar o pão que normalmente come por um macarrão, algo que dê mais energia”, comentou o lateral direito Fagner, que não acredita em uma queda de desempenho do clube nem no próximo embate marcado para as 11h, no domingo, contra o Sport, na Ilha do Retiro, pela quarta rodada do Brasileiro. Para ele, todos já passaram por isso antes de chegarem ao profissional.


“Tudo bem que não estamos muito acostumados, mas todos nós jogamos em horários como esse na nossa época de juniores, não é nenhuma grande novidade. O que pode complicar é o clima, mas, como estamos entrando no inverno, também não acho que vá atrapalhar”, avaliou o defensor.


A julgar pelo ano passado, o Corinthians não tem do que reclamar das disputas marcadas para as manhãs. O Corinthians venceu o joinville por 3x0 e s7os por 2x0


Para o próprio treinador, por sinal, apesar de acarretar algumas alterações na hora de preparar o elenco, o horário não é de todo ruim. “Muda a alimentação e todo o trabalho que ele traz de preparação dos atletas, o fisiologista fala em relógio biológico. Mas acho que os atletas são os mais indicados para tratar do assunto”, encerrou.