27 de jun de 2015

CORINTHIANS 27/06/2015




















CORINTHIANS 2 X 1 figueirense
Campeonato Brasileiro, 9ª rodada

Data: 27/06/2015
Local: Arena Corinthians
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG), marcio Eustaquio Sousa Santiago, Pablo Almeida da Costa
PT: 25.063 (PP:24.786 np:277) R$ 1.252.246,25
Gols: Vagner Love (COR) aos nove, Jádson (COR) aos 19 e Thiago Santana (f) aos 28 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Marquinhos e Cereceda (FIG)

CORINTHIANS: 12-Cássio; 2-Edílson, 4-Gil, 28-Felipe e 13-Uendel; 25-Bruno Henrique (22-Marciel 19'2ºT), 10-Jadson e 8-Renato Augusto; 21-Malcom, 18-Luciano (20-Danilo 31'2ºT) e 9- Vagner Love (3-Yago 38'2ºT). Técnico: Tite + 27-Walter, 32-Matheus Caldeira, 17-Edu Dracena, 15-Matheus Vargas, 19-Matheus Pereira, 33-Romero, 30-Mendoza

figueirense: 38-Alex Muralha; 2-Leandro Silva, 4-Thiago Heleno, 3-Marquinhos e 36-Cereceda; 55-Dener, 77-Fabinho, 16-Rafael Bastos (12-Thiago Santana 18'2ºt) e 8-Ricardinho (99-Everaldo 31'2ºt); 7-Clayton e 9-Marcão (39-Elias 20'2ºt). Técnico: Argel Fucks + 1-Felipe59-Bruno Alves, 20-Saimon, 15-Jefferson, 43-Jackson, 27-Yago








Há 15 horas

24.786 pagantes nesta noite. #ObrigadoFiel





Corinthians vence o Figueirense na Arena


FOTOS - Corinthians vence o Figueirense na Arena (foto:Miguel Schincariol)





28/06/2015 00h18

Tite vê placar merecido em vitória do Corinthians: "Ainda buscamos o equilíbrio"
Técnico elogia desempenho do Corinthians em vitória sobre o Figueirense, neste sábado, e pede apoio da torcida em momento de reconstrução da equipe no ano


Por Diego Ribeiro







O técnico Tite insiste que o Corinthians vive um momento de reconstrução, e isso não muda com a vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, neste sábado, na arena alvinegra, pela nona rodada do Brasileirão. Em entrevista coletiva após a partida, Tite elogiou a postura da equipe, principalmente no segundo tempo, mas ressaltou que o time ainda está aberto e em busca de um desempenho semelhante ao do começo do ano.


– A equipe está procurando seu ponto de equilíbrio. Ter um só volante é bem diferente de ter dois, por isso eu queria o Bruno Henrique. Lançar o Marciel, que sempre trabalhou de segundo volante na base, é um risco muito grande. Fomos melhores, apesar do nervosismo depois de tomar o 2 a 1. Transformamos o volume de jogo em oportunidades e conclusões. Foi merecido o placar, mas ainda na busca do equilíbrio – disse o técnico.

Tite Corinthians (Foto: Marcos Ribolli)

Tite pediu também a compreensão da torcida em um momento que naturalmente vai gerar oscilações. Com a perda de peças nas últimas semanas, o Corinthians precisou se readaptar. Saíram Guerrero, Emerson, Petros e Fábio Santos.


– Um termo que passo para o torcedor é confiança. É o momento de a equipe adquirir confiança, não é momento de cobrança. O Malcom se firmando, o Luciano, que é garoto, o Vagner, que está tendo uma sequência. É a afirmação de Uendel... O torcedor tem de ter muita calma neste momento e ajudar a passar confiança para os atletas – afirmou Tite.


Com 16 pontos, o Timão voltou a encostar nos líderes do Campeonato Brasileiro. O próximo jogo é quinta-feira, contra a Ponte Preta, mais uma vez na Arena Corinthians.


Veja tudo que o treinador falou na entrevista coletiva após a partida


Estreia de Marciel
– Aos poucos vai brigar, eu seria mágico se conseguisse tirar uma conclusão em 30 minutos. Falei para ele trabalhar de primeiro volante, nunca jogou assim. Não jogou assim no sub-20, e fica mais difícil ainda com Jadson e Renato à frente que precisam criar. Teve a prova de fogo para entrar num momento tenso do jogo. Depois coloquei o Yago de primeiro volante, e aí ele fez o segundo pelo lado esquerdo, função que ele faz normalmente.

A escalação, os sistemas e a montagem da equipe estão abertos. Quem produzir vai ter sequência. Se fosse pelo jogo passado, o Vagner não jogaria hoje. Futebol não se faz assim, tem de ter uma sequência"
Tite

Faixa sobre Amarilla
– Não tenho conhecimento da regra (de que faixas de protesto não podem ser estendidas). Se a regra existe, tem de ser igual para todos. Vou retirar o torcedor, a faixa, e o técnico vai se manifestar agora: o caso Amariila 2013, uma vergonha para o futebol. Eu estou falando. Quero regra igual para todos, se não puder usar, que seja feito para todos. Mas eu posso falar. Ninguém vai tapar minha boca. Repito o que estava escrito. E que o caso seja julgado, por si só já é uma vergonha.


Perdas no elenco
– São desafios profissionais que enfrentamos a cada janela, o calendário tem de ser equiparado ao da Europa para não termos mais esses problemas. Sem contar os problemas financeiros das nossas equipes. Temos de nos adaptar, criar... Faz parte do nosso ofício. Não tenho condições de contratar, pagar R$ 100 milhões por um Douglas Costa... Tomara que um dia chegue essa realidade aqui, mas hoje não é assim.


Homenagem a Fábio Santos
– Fiquei muito feliz quando ele apareceu e foi aplaudido. Gratidão é um dos sentimentos mais nobres que o ser humano pode ter. É legal, é bonito. Dei a palavra a ele na oração, mas ele não quis falar porque iria se emocionar. Ele é exemplo. Baita de um profissional.


Evolução do setor ofensivo
– A escalação, os sistemas e a montagem da equipe estão abertos. Quem produzir vai ter sequência. Se fosse pelo jogo passado, o Vagner não jogaria hoje. Futebol não se faz assim, tem de ter uma sequência.


Retorno de Felipe
– Felipe foi bem, tem velocidade para as coberturas quando fazemos pressão alta. Tem de ter tranquilidade para utilizar os jogadores conforme o jogo, conforme as necessidades.












Corinthiano Cássio: “O importante é que a equipe está começando a ter um padrão de atuação”
Após vitória sobre o Figueirense, goleiro corinthiano ainda exaltou o desempenho do setor defensivo no esquema com três atacantes
23h48 27/06/2015 - Agência Corinthians



Corinthians venceu o Figueirense na noite deste sábado (27) na Arena Corinthians
© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Na noite deste sábado (27), o Corinthians passou pelo Figueirense na Arena Corinthians. Com gols de Vagner Love e Jadson (de pênalti), ambos marcados no segundo tempo, o Timão venceu por 2 a 1. Na saída do campo, o goleiro Cássio comentou a atuação da equipe, destacando que o time está ganhando forma após mudanças ao longo da temporada.


"A equipe soube se defender muito bem, mesmo com o time mais ofensivo. A vitória era importante porque estávamos jogando em casa. O importante é que a equipe está começando a ter um padrão de atuação", disse o camisa 12.


Nesta noite, o Corinthians teve uma formação inicial mais ofensiva, e o ataque foi composto por três jogadores: Malcom, Luciano e Vagner Love.


Com 16 pontos, o Timão está na quinta colocação do Campeonato Brasileiro, antes do encerramento da nona rodada, que acontece neste domingo (28), com a disputa dos sete jogos restantes. O Alvinegro volta a entrar em campo pela competição nacional nesta quinta-feira (02), às 19h30, quando enfrenta a Ponte Preta na Arena Corinthians.






























27/06/2015 23h54

Aplaudido pela Fiel em vitória do Corinthians, Vagner Love aprova esquema e comemora lição de casa 
Atacante marca um gol, sofre pênalti e é o principal personagem da vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, que fez Timão ganhar três posições e subir para o quinto lugar


Por Diego Ribeiro







Um gol marcado, um pênalti sofrido e um enorme peso tirado das costas. Vagner Love segue em sua luta para conquistar o torcedor corintiano. Na vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, neste sábado, na arena, pela nona rodada do Brasileirão, ganhou pontos importantes com a Fiel. Tanto que, ao ser substituído para a entrada do zagueiro Yago, saiu de campo muito aplaudido. Apesar de feliz com a sua atuação, ele garante que ainda tem espaço para melhorar.


– Dá para ir além. Em nenhum momento vou deixar de correr para que o Corinthians chegue ao seu auge. Vou trabalhar para que as coisas possam acontecer ainda mais. A camisa 9 me deixa mais leve. Espero que possa contribuir com o time fazendo gols – afirmou.

Vagner Love foi bastante aplaudido pelo torcedor corintiano na noite deste sábado (Foto: Ag. Estado)

O atacante mostrou seu faro de gol ao aproveitar cruzamento de Uendel. Depois, no lance do pênalti, teve velocidade para invadir a área até ser derrubado pelo zagueiro Thiago Heleno, do Figueirense. Love saiu de campo comemorando o resultado, principalmente porque o time fez a lição de casa.


– O time jogou bem, correu, lutou e conseguimos um resultado muito importante. Dentro de casa, temos sempre a obrigação de ganhar – ressaltou.


O Corinthians entrou em campo com uma formação de três atacantes. Além de Vagner Love, atuaram Malcom e Luciano. O camisa 9 acredita que o esquema poderá dar certo com a sequência de treinamentos e jogos do Brasileiro.


– Esse é o caminho. Tudo tem um tempo de adaptação. O Tite está procurando mexer no esquema, foi a segunda vez que jogamos desse jeito. Temos de manter a pegada e seguir trabalhando forte – finalizou o atleta, que deverá seguir como titular no confronto da próxima quinta-feira, diante da Ponte Preta, novamente na Arena Corinthians.











28/06/2015 00h12

Corintianos abrem faixa contra ladrão Amarilla
Durante a vitória do Corinthians sobre o Figueirense, torcedores lembram polêmica da semana e eliminação na Libertadores de 2013. Tite aproveita para também se queixar


Por Diego Ribeiro








Torcedores do Corinthians protestaram contra o árbitro paraguaio Carlos Amarilla na noite deste sábado, durante a vitória alvinegra por 2 a 1 sobre o Figueirense, em Itaquera. Na metade do segundo tempo, corintianos estenderam uma faixa no setor Leste do estádio com os dizeres: “Caso Amarilla 2013 – Vergonha do futebol”.


O protesto contra Amarilla se deu por causa da revelação de escutas telefônicas do ex-presidente da Federação Argentina de Futebol, Julio Grondona, que colocaram em suspeita a arbitragem do paraguaio em Corinthians 1 x 1 Boca Juniors, jogo que eliminou o Timão da Taça Libertadores de 2013, no Pacaembu.


Até hoje, o torcedor alvinegro reclama da péssima atuação do juiz paraguaio naquele confronto, que acabou com o sonho do bicampeonato sul-americano. Naquela noite, o juiz não deu um pênalti claro de Marin, que colocou a mão na bola em disputa com Emerson Sheik. Depois, na etapa complementar, foi anulado um gol legítimo de Paulinho que, segundo a arbitragem, teria cometido falta no goleiro Orion, o que não aconteceu.


O árbitro Igor Junio Benevenutto não percebeu a faixa na arquibancada, mas foi alertado por outros membros da equipe de arbitragem que estavam fora do campo. Igor paralisou a partida e solicitou a retirada do protesto – os torcedores rapidamente deixaram o local. Após cinco minutos, o jogo recomeçou normalmente. Ele colocou na súmula o incidente, no campo observações.


Na entrevista coletiva após a partida, o técnico Tite falou novamente sobre o caso Amarilla e pediu que o caso seja investigado.


– Se a regra (para retirada da faixa) existe, tem de ser igual para todos. Vou retirar o torcedor, a faixa. O técnico vai se manifestar agora: caso Amarilla 2013, uma vergonha para o futebol. Eu estou falando. Se não puder usar (a faixa), que seja feito para todos. Mas eu posso falar. Ninguém vai tapar minha boca. Repito que estava escrito. E que o caso seja julgado, por si só já é uma vergonha – ressaltou o treinador.

Faixa colocada na Arena Corinthians faz protesto contra a atuação do juiz paraguaio Carlos Amarilla (Foto: Diego Ribeiro)








Torcida protesta contra Amarilla, jogo é paralisado e Tite reforça 'coro'
Torcedores do Timão estenderam faixa contra árbitro paraguaio, mas juiz da partida interrompeu o jogo para exigir que o pano fosse retirado das arquibancadas da Arena


LANCEPRESS! - 27/06/2015 - 23:32

Torcida do Corinthians protesta contra Amarilla (Foto: Bruno Cassucci)

Durante o jogo diante do Figueirense, neste domingo, a torcida do Corinthians protestou contra o árbitro paraguaio Carlos Amarilla, cuja atuação no duelo contra o Boca Juniors (ARG), nas oitavas da Libertadores de 2013, foi colocada sob suspeita nesta semana após o vazamento de escutas telefônicas entre Julio Grondona, presidente da Federação Argentina até 2014, quando faleceu, e Abel Gnecco, diretor da Escola de Árbitros da AFA.

Uma faixa com os dizeres “Caso Amarilla 2013 - Vergonha do Futebol” foi exposta no setor Leste aos cerca de 32 minutos do segundo tempo. O árbitro Igor Benevenuto parou o jogo e exigiu que a bandeira fosse retirada. Com isso, o duelo ficou paralisado por cinco minutos.


No jogo de 2013, no Pacaembu, Amarilla anulou dois gols legais do Corinthians e ainda deixou de marcar dois pênaltis. Nas gravações reveladas pela TV América, da Argentina, os dirigentes conversam sobre a atuação de Amarilla.

- O reforço mais importante do Boca no último ano foi Amarilla - diz Grondona..


As gravações também apontam que Abel Gnecco fez pressão em Carlos Alarcón, diretor da comissão de arbitragem, para a escolha do paraguaio para apitar o confronto.


- “Gostam aí na Argentina do Amarilla?” Olha, se não gostam dele, não sei. Eu gosto, bota ele e deixa de me encher o saco. Alarcón, me bota o Amarilla e para de encher. Bom, assim foi, o colocou - afirma Gnecco em trecho de conversa com Grondona.

Em entrevista coletiva depois da vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, o técnico Tite foi questionado sobre uma possível punição que o Corinthians pode ter, já que o protesto deve ser colocado na súmula pelo árbitro. O treinador disse que não tem conhecimento da regra que impede a manifestação da arquibancada e voltou a questionar a atuação de Amarilla.

- Eu vou retirar o torcedor e a faixa. O técnico vai se manifestar: caso Amarilla 2013, uma vergonha para o futebol. Eu que estou falando - disparou Tite, repetindo a frase da faixa de protesto.


Após o vazamento das conversas, o presidente Roberto de Andrade pediu e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) enviou à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) um ofício para apurar as supostas manipulações.










27/06/2015 23h10

Atuações: Love é o melhor do Timão;
Atacante faz um gol e sofre pênalti do segundo na vitória corinthiana por 2 a 1, na Arena Corinthians; Reserva do time catarinense marca belo gol e leva nota 7,0


Por GloboEsporte.com


Vagner Love
Depois de um início de jogo discreto, sem receber muitas bolas, o atacante participou mais no segundo tempo e apareceu onde deve estar: na área, pronto para fazer gols. Além de abrir o placar, sofreu o pênalti que originou o segundo gol graças à sua movimentação. Nota: 7,5


Renato Augusto
Quase sempre é o melhor em campo pelo Corinthians. Neste sábado, ditou o ritmo do ataque e arriscou chutes a gol, algo que vem se acostumando a fazer com maior frequência. Papel importante na armação de jogadas. Nota: 7,0


Marciel
A estreia do garoto de 20 anos foi cercada de expectativas e ocorreu na metade do segundo tempo, com a saída de Bruno Henrique. Mostrou qualidade na saída de bola e aos poucos se soltou no time. Mostra que tem futuro. Nota: 6,0


AS NOTAS
Cássio [GOL]: 6,0
Edílson [LAD]: 6,0
Felipe [ZAG]: 5,0
Gil [ZAG]: 6,0
Uendel [LAE]: 6,5
Bruno Henrique [VOL]: 6,5
(Marciel [VOL]): 6,0
Jadson [MEC]: 7,0
Renato Augusto [MEC]: 7,0
Luciano [ATA]: 6,0
(Danilo [MEC]): 6,0
Malcom [ATA]: 6,5
Vagner Love [ATA]: 7,5
(Yago [ZAG]): sem nota






ATUAÇÕES:  em vitória do Corinthians

LANCEPRESS! - 27/06/2015 - 23:20

Jadson festeja com Love e Corinthians vence o Figueirense na Arena

O Timão venceu mais uma na Arena Corinthians! E vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense teve atuação decisiva de Vagner Love, o melhor em campo na noite deste sábado. O atacante fez um gol e sofreu um pênalti, convertido por Jadson. Confira as notas do LANCE!:

CORINTHIANS

6,0
Cássio
Praticamente não teve trabalho durante a partida e também não teve culpa no gol do Figueirense.

5,5
Edilson
Não acompanhou Thiago Santana, que apareceu livre e marcou. Correto nos outros lances atrás e apoiou no ataque.

6,0
Felipe
Após ganhar a vaga, jogou com seriedade: fez o simples e afastou o perigo. Foi soberano nas jogadas aéreas.

6,0
Gil
Teve bastante trabalho, mas não comprometeu na cobertura pelo lado esquerdo da zaga. Fez bons cortes.

6,0
Uendel
Ótimo cruzamento para Love fazer o primeiro gol da equipe. Deu espaços na defesa e o Figueirense quase aproveitou.

5,5
Bruno Henrique
Único à frente da zaga, fez um bom corte. Tentou três chutes da intermediária, e todos longe do gol adversário.

6,5
Luciano
Passe rápido e inteligente para Uendel no primeiro gol. Fez o simples nos outros lances. Sem brilho, mas teve boa atuação.

6,5
Jadson
Sonolento no primeiro tempo, acordou junto com o time na etapa final e deu bons passes. Cobrou muito bem o pênalti.

6,5
Renato Augusto
Foi o mais participativo da etapa inicial e manteve o ritmo depois. Chute perigoso de fora da área e bons passes.

6,5
Malcom
Inverteu o lado com Luciano o tempo todo. Arriscou jogadas individuais e acertou a trave em lindo chute de fora da área.

7,0
Vagner Love
No primeiro tempo, pouco participou e só deu um chute de fora. No segundo, marcou, sofreu o pênalti e se movimentou.

6,0
Marciel
Não mostrou nervosismo com sua estreia pelo time profissional. Protegeu a zaga e não arriscou nos passes.

5,0
Danilo
Não conseguiu segurar a bola no momento que o Figueirense procurava o empate. Também não levou perigo.


Yago
Entrou no fim.

6,5
Téc: Tite
Equipe acordou após o intervalo de jogo. Não ousou nas substituições, mas finalmente testou o volante Marciel.





Presente nos gols de vitória sobre Figueirense, Vagner Love comemora atuação do Timão: ''Esse é o caminho''
Camisa 9 do Corinthians fez o primeiro gol e participou do segundo ao sofrer o pênalti cobrado por Jádson na noite deste sábado (27) na Arena Corinthians
23h30 27/06/2015 - Agência Corinthians


Vagner Love abriu o caminho para a vitória sobre o Figueirense ao marcar o primeiro gol do jogo
© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Vagner Love foi um dos protagonistas da vitória corinthiana sobre o Figueirense por 2 a 1, na noite deste sábado (27) na Arena Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro. O atacante começou o duelo como titular, mas a estrela brilhou no segundo tempo, quando fez o primeiro gol do Corinthians e sofreu o pênalti que, batido por Jadson, resultou no segundo.

"Esse é o caminho. Tudo tem um tempo de adaptação. O Tite está procurando mexer no esquema, foi a segunda vez que jogamos desse jeito. Temos de manter a pegada e seguir trabalhando forte", comentou o atacante.

"Nos treinamentos, venho me sentindo mais à vontade. Hoje o time jogou bem, correu, lutou e conseguimos um resultado muito importante. Dentro de campo, temos sempre a obrigação de ganhar", completou Vagner Love.

Com 16 pontos, o Corinthians foi à quinta colocação na tabela de classificação. Neste domingo (28), a nona rodada será encerrada com os jogos restantes. O Timão volta a entrar em campo na quinta-feira (02), às 19h30, quando enfrenta a Ponte Preta novamente na Arena Corinthians, pela 10ª rodada do Brasileirão..










Corinthiano Tite: “A equipe está procurando seu ponto de equilíbrio”

Técnico do Corinthians falou após a vitória sobre o Figueirense na Arena Corinthians, neste sábado (27), pela nona rodada do Campeonato Brasileiro

00h37 28/06/2015 - Agência Corinthians







''É oportunizar esta forma em jogo. A calma, a coordenação dos movimentos ela vai'', declarou Tite

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Após a vitória do Corinthians sobre o Figueirense por 2 a 1 na noite do último sábado (27), na Arena Corinthians, o técnico Tite concedeu entrevista coletiva. O treinador corinthiano analisou o desempenho da equipe, que teve uma formação inicial mais ofensiva com três atacantes (Malcom, Luciano e Vagner Love) e apenas um volante (Bruno Henrique). Para o comandante, o time está em busca do pleno entrosamento.




"A equipe está procurando seu ponto de equilíbrio. Ter um volante é bem diferente de ter dois. Por isso queria o Bruno, porque o Marciel sempre trabalhou na segunda função na base e estrear em uma função que você não está acostumado é um risco muito grande. Então o que o técnico faz? É oportunizar esta forma em jogo. A calma, a coordenação dos movimentos ela vai", comentou o técnico.




Com o resultado positivo, o Corinthians ganhou três posições na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro e agora está em quinto. Neste domingo (28), ainda serão disputados sete jogos para o encerramento da nona rodada.




O próximo compromisso do Timão acontece nesta quinta-feira (02), também pelo Brasileirão. Novamente na Arena Corinthians, o Alvinegro encara a Ponte Preta, a partir das 19h30.



















Renato Augusto comenta esquema tático do Timão após vitória sobre Figueirense
“Varia muito do 4-1-4-1 para o 4-3-3. É um esquema que está dando certo”, disse o jogador, titular no jogo realizado neste sábado (27) na Arena Corinthians

00h37 28/06/2015 - Agência Corinthians


"A gente precisava vencer", disse Renato Augusto após a vitória do Corinthians na noite deste sábado (27), na Arena Corinthians
© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Um dos destaques do Corinthians na atual temporada, Renato Augusto foi, mais uma vez, peça fundamental para o bom desempenho da equipe na noite do último sábado (27), quando o Timão passou pelo Figueirense por 2 a 1, pelo Campeonato Brasileiro. Após o duelo, disputado na Arena Corinthians, o meia analisou o esquema tático mais ofensivo utilizado diante da equipe de Santa Catarina.

"Não tem jeito, temos de trabalhar mais com isso. Varia muito do 4-1-4-1 para o 4-3-3. É um esquema que está dando certo, mas o desgaste físico é muito grande. A gente precisava vencer. Agora é descansar porque temos uma pedreira pela frente", falou o meia.

A pedreira citada pelo camisa 8 é a Ponte Preta. Na quinta-feira (02), às 19h30, o Timão enfrenta a equipe de Campinas na Arena Corinthians, pela 10ª rodada do Brasileirão.



Após estrear pelo Corinthians, Marciel desabafa e cobra: 'Passou da hora'

Apesar de enfim ter disputado uma partida pelo time profissional do Corinthians, jovem volante entrou apenas no segundo tempo. Após 'horas extras', o atleta pede passagem

LANCEPRESS! - 27/06/2015 - 23:34

FOTOS - Corinthians vence o Figueirense na Arena (foto:Miguel Schincariol)

Corinthians venceu Figueira com gols de Love e Jadson (Foto: Miguel Schincariol)

O jovem Marciel, de 20 anos de idade, viveu na noite deste sábado, em Itaquera, seus primeiros 26 minutos de jogo pelo time profissional do Corinthians. Foi bom, mas poderia ser melhor...

Na saída do gramado da Arena Corinthians, após vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, pelo Brasileirão, Marciel desabafou e, em conversa com jornalistas, cobrou chance ao técnico Tite para ser titular do Timão.

– Essa semana vamos ver com ele (Tite) se ele vai deixar eu jogar. Já estava na hora, seis meses que eu estava parado – declarou o volante, que não disputava um jogo oficial desde o começo do ano, quando participou do Corinthians eneacampeão da Copinha de Futebol Júnior .

– Já passou da hora, estava fazendo hora extra, mas hoje ele me botou, ele confiou em mim, eu confiei nele, essa semana é trabalhar e ver se para o próximo jogo vai botar eu para jogar – completou.

Desde o último fim de semana, quando Ralf levou seu terceiro cartão amarelo na competição, havia expectativa sobre a titularidade de Marciel. Os outros volantes do elenco, afinal, estavam sem condições de jogo (Bruno Henrique e Cristian, machucados; Elias, convocado para a Copa América).

Ao longo da semana, Bruno Henrique saiu do departamento médico e começou a ganhar ritmo de jogo por meio de treinamentos. Enquanto isso, Marciel era testado por Tite como titular. Na última sexta, contudo, em treino realizado na Arena, Tite trocou Marciel por Bruno Henrique.

No duelo deste sábado, Marciel entrou em campo aos 19 minutos do segundo tempo, justamente na vaga de Bruno Henrique.







Tite brinca e revela pedido dos jogadores: 'Resultado da Mega Sena'
Técnico diz que antecipou aos atletas que a chave para bater o Figueirense era marcar a saída de bola rival. Comandante alvinegro diz que Corinthians busca 'ponto de equilíbrio'



LANCEPRESS! - 28/06/2015 - 00:13

Tite orientou bastante a equipe durante o duelo contra o Figueira (Foto: Miguel Schincariol)

Em meio a explicações táticas, críticas ao árbitro paraguaio Carlos Amarilla e análises sobre a vitória do Corinthians sobre o Figueirense, o técnico Tite também encontrou espaço para brincar e revelar uma história curiosa do vestiário alvinegro. Segundo o treinador, após o triunfo sobre a equipe catarinense por 2 a 1, ele foi abordado por alguns jogadores, que lhe fizeram um pedido inusitado: os números da loteria. O comandante corintiano explicou a solicitação inusitada:

- Eu falei antes de jogo: "se fizer a pressão alta em passe lateral, agredir a marcação, aposto que vamos roubar a bola e ter oportunidade de gol. Se não tiver, nem palestra vou dar pra vocês no próximo jogo". Aí, depois que acabou o jogo, me chamaram no bolinho ali de três quatro jogadores e pediram o resultado da Mega Sena. Nao entendi nada (risos). E eles falaram: "Você disse que se fizesse pressão alta, conseguiríamos os gols, e foi assim nos dois lances, do primeiro e no pênalti" - contou Tite.


Antes, em tom menos extrovertido, o treinador analisou a partida e voltou a falar que o Corinthians vive uma fase de reconstrução e ainda busca uma formação ideal. Ele ainda citou a troca do esquema tático. Acostumado a jogar no 4-1-4-1 ou no 4-2-3-1, o Timão bateu o Figueirense jogando com três atacantes.


- A equipe está procurando o seu ponto de equilíbrio. Ter um só volante é diferente de ter dois, por isso queria o Bruno Henrique. Lançar o Marciel, que trabalhou sempre na segunda função de meio na base e fazer ele ter uma função que não está habituado seria um risco grande - opinou.

- Foi merecido o placar, mas estamos em busca do equilíbrio - completou Tite.

Depois da vitória sobre o Figueira, o Timão folga neste domingo e retorna aos treinamentos a segunda-feira. Quinta, a equipe encara a Ponte Preta, novamente na Arena Corinthians












Aqui é Arena Corinthians! Pelo Brasileirão, Timão vence por 2 a 1
Alvinegro do Parque São Jorge agora soma 16 pontos e está na quinta colocação do Campeonato Brasileiro; Nona rodada termina neste domingo (28)

23h00 27/06/2015 - Agência Corinthians



Após um primeiro tempo sem gols, o Timão definiu a vitória na etapa final jogando na Arena Corinthians
© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians


Aqui é Arena Corinthians! Na noite deste sábado (27), Corinthians e Figueirense se enfrentaram pela nona rodada do Campeonato Brasileiro de 2015. No estádio corinthiano, o Timão venceu por 2 a 1. Os gols do Alvinegro do Parque São Jorge foram marcados por Vagner Love e Jadson, de pênalti. Ambos saíram no segundo tempo.

Pouco mais de um ano depois da disputa do primeiro jogo oficial da Arena Corinthians, que foi vencido pelo Figueirense, o Corinthians teve a oportunidade da revanche. E o Timão não deixou a oportunidade escapar. Após a etapa inicial ter sido muito equilibrada, o Alvinegro voltou com tudo do intervalo.

Logo aos cinco minutos, a primeira boa chance no segundo tempo. Jadson cobrou escanteio pela direita, Felipe subiu mais alto que a zaga adversária e cabeceou muito perto. Aos oito, Malcom fez jogada individual e arriscou de pé esquerdo. A bola bateu na trave e saiu. A pressão finalmente resultaria em gol um minuto depois.

Renato Augusto tocou para Luciano, que rolou para Uendel. O lateral esquerdo avançou e cruzou rasteiro. Vagner Love empurrou para as redes e abriu o placar para o Corinthians. O Timão não se acomodou e seguiu pressionando o Figueirense em busca do segundo gol. Aos 18 minutos, o mesmo camisa 9 invadiu a área e foi derrubado. O juiz marcou pênalti. Na cobrança, Jadson acertou o ângulo direito e ampliou a vantagem para o Alvinegro.

Aos 28 minutos, Thiago Santana diminuiu para o Figueirense. O Corinthians, no entanto, não permitiu que a equipe de Santa Catarina pressionasse com perigo e segurou o resultado. Com a vitória, o Timão passou a somar 16 pontos e assumiu a quinta colocação na tabela de classificação. A nona rodada será encerrada neste domingo (28), com os demais jogos.

O próximo compromisso do Corinthians acontecerá nesta quinta-feira (02), às 19h30, quando enfrenta a Ponte Preta, também na Arena Corinthians. O jogo será válido pela 10ª rodada do Brasileirão.

CORINTHIANS 2 X 1 figueirense

Campeonato Brasileiro, 9ª rodada

Data: 27/06/2015

Local: Arena Corinthians
Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)
Gols: Vagner Love (COR) aos nove, Jádson (COR) aos 19 e Thiago Santana (f) aos 28 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Marquinhos e Cereceda (FIG)

CORINTHIANS: 12-Cássio; 2-Edílson, 4-Gil, 28-Felipe e 13-Uendel; 25-Bruno Henrique (22-Marciel 19'2ºT), 10-Jadson e 8-Renato Augusto; 21-Malcom, 18-Luciano (20-Danilo 31'2ºT) e 9- Vagner Love (3-Yago 38'2ºT). Técnico: Tite + 27-Walter, 32-Matheus Caldeira, 17-Edu Dracena, 15-Matheus Vargas, 19-Matheus Pereira, 33-Romero, 30-Mendoza


figueirense: 38-Alex Muralha; 2-Leandro Silva, 4-Thiago Heleno, 3-Marquinhos e 36-Cereceda; 55-Dener, 77-Fabinho, 16-Rafael Bastos (12-Thiago Santana 18'2ºt) e 8-Ricardinho (99-Everaldo 31'2ºt); 7-Clayton e 9-Marcão (39-Elias 20'2ºt). Técnico: Argel Fucks + 1-Felipe59-Bruno Alves, 20-Saimon, 15-Jefferson, 43-Jackson, 27-Yago



















Corinthians vence o Figueirense em casa e segue na cola do G4
Vagner Love e Jadson marcam e garantem mais três pontos para o Timão no Campeonato Brasileiro. Figueirense segue ameaçado pela zona da degola



LANCEPRESS! - 27/06/2015 - 23:01

Na última sexta-feira, a aprovação do casamento gay nos Estados Unidos gerou uma campanha viral nas redes sociais de todo o mundo com o tema Love Wins (o amor vence, em tradução literal). No Brasil, ela deixou as páginas da internet para também aparecer na Arena Corinthians, na noite desse sábado, mas de outra forma. Love, o Vagner, fez gol, sofreu pênalti e decidiu a partida contra o Figueirense a favor do Timão: 2 a 1.

O amor, porém, não é só feito de alegrias, momentos bons e... Gols. Há também sofrimento, por que não? E como sofreu o Corinthians na primeira etapa. Com dificuldades para criar e prender a bola no ataque, o Timão produziu pouco e não empolgou na gelada noite paulistana. Mas no segundo tempo as coisas se ajustaram, Love venceu a marcação catarinense e o goleiro Alex Muralha e garantiu a quinta vitória da equipe em nove jogos no Brasileirão. O resultado deixa o Timão mais próximo do G4 e o Figueira com chances de voltar à zona de rebaixamento com o complemento da rodada neste domingo.



Até triunfar, porém, Love vinha tendo atuação muito ruim. Com três atacantes, o Corinthians buscava o camisa 9 para ele atuar como pivô, mas o centroavante não conseguia reter a bola. A boa marcação do Figueira também impedia que os donos da casa penetrassem na área e conseguissem trocar bons passes. Renato Augusto, o mais lúcido, até tentava, com tabelas e chutes de longe, mas não tinha sucesso.

Faltava ao Corinthians usar mais os lados do campo, não só com Malcom e Luciano abertos, como também com os laterais, que pouco apareceram na etapa inicial. Quando isso aconteceu, aos 9 minutos do segundo tempo, o amor venceu. Ou melhor, o gol saiu. Após boa trama, Uendel foi à linha de fundo e cruzou para Love empurrar para o fundo das redes.

Vagner Love comemora primeiro gol do Timão na partida (Foto: Miguel Schincariol)


Empolgado, o Timão foi para cima e 11 minutos depois o camisa 9 voltou a brilhar. Ele recebeu na entrada da área, brigou com os zagueiros, avançou e sofreu o pênalti, convertido com maestria por Jadson.

A Fiel se empolgou e foi presenteada com a entrada de dois garotos da base, Marciel e Yago, algo que a torcida tem tanto cobrado de Tite nos últimos tempos.

No entanto, para testar o coração e o amor dos alvinegros, o Figueira, mesmo criando pouquíssimo, diminuiu aos 28, com Thiago Santana.

A noite de amor para os corintianos ainda teve espaço para um protesto contra o árbitro paraguaio Carlos Amarilla, cuja atuação nas oitavas de final da Libertadores de 2013, entre Timão e Boca Juniors (ARG), voltou a ser colocada sob suspeita nesta semana, após o vazamento de escutas telefônicas. Alguns torcedores exibiram uma faixa com os dizeres "Caso Amarilla 2013, a vergonha de futebol" no setor Leste da Arena. O árbitro Igor Junio Benevenuto então paralisou o duelo, que só foi retomado quando a bandeira foi retirada.

A noite, porém, era de amor. Pelo menos para os corintianos. Love Wins. O Timão venceu. Troco dado no Figueirense, que estragou a festa de abertura da Arena Corinthians em 2014 ao bater o Alvinegro em Itaquera.


FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 1 FIGUEIRENSE

Local: Arena Corinthians,
Data: 27 de junho de 2015, às 21h (de Brasília)
Juiz: Igor JunioBenevenuto (MG)
Auxiliares: Marcio Eustaquio Santiago e Pablo Almeida da Costa (ambos de MG)
Público/Renda: 24.786 pagantes / R$ 1.252.246,25
Cartões amarelos: Cereceda e Marquinhos (FIG)

GOLS: Vagner Love, 9'/2ºT (1-0); Jadson, 19'/2ºT (2-0) e Thiago Santana, 28'/2ºT (2-1).

CORINTHIANS: Cássio; Edilson, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique (Marciel, 19'/2ºT), Luciano (Danilo, 32'/2ºT), Jadson, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love (yago, 37'/2ºT). Técnico: Tite

FIGUEIRENSE: Alex Muralha; Leandro Silva, Marquinhos, Thiago Heleno e Cereceda; Fabinho, Dener, Ricardinho (Everaldo, 31'/2ºT) e Rafael Bastos (Thiago Santana, 17'/2ºT); Clayton e Marcão (Elias, 21'/2ºT). Técnico: Argel Fucks



Corinthians vence o Figueirense na Arena































Na Arena Corinthians, Fábio Santos recebe homenagem do Timão

Lateral esquerdo disputou 214 jogos, conquistou cinco títulos e marcou 14 gols pelo Timão

21h00 27/06/2015 - Agência Corinthians





Fabio Santos foi homenageado pelo Timão antes da partida contra o Figueirense na Arena Corinthians

© Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Antes da bola rolar para Corinthians e Figueirense neste sábado (27), o Timão realizou uma justa homenagem para o lateral esquerdo Fabio Santos. De saída para o Cruz Azul (MEX), o jogador recebeu uma placa das mãos do presidente Roberto de Andrade e foi festejado pela comissão técnica e todos os outros atletas.




“Só tenho a agradecer, um beijão pra todo torcedor corinthiano. Só tenho que agradecer por tudo. Vocês farão muita falta”, disse Fábio Santos




A placa que Fabio Santos recebeu apresentou o seguinte texto:




O Sport Club Corinthians Paulista agradece o jogador Fabio Santos por toda a dedicação nos cinco anos em que defendeu o clube e pela gloriosa história construída em 214 jogos, 14 gols e cinco títulos conquistados com o manto alvinegro – Brasileirão (2011), Libertadores (2012), Mundial de Clubes da FIFA (2012), Paulistão (2013) e Recopa Sul-Americana (2013).




Obrigado, Fabio Santos!




Fabio Santos no Timão




Contratado em 2011, após passagem pelo Grêmio, Fabio Santos estreou no dia 30 de janeiro daquele ano, num empate em 2 a 2 com o São Bernardo fora de casa. A partir de então, o lateral esquerdo escreveu uma história fantástica com a camisa do Corinthians: disputou 214 jogos, anotou 14 gols e participou efetivamente de cinco conquistas históricas do Timão – Brasileirão (2011), Copa Libertadores (2012), Bi Mundial de Clubes da FIFA (2012), Paulistão (2013) e Recopa Sul-Americana (2013).











Fábio Santos é homenageado na Arena e exalta o Timão: 'Tudo perfeito'


Lateral-esquerdo, que se transferiu para o Cruz Azul, do México, recebeu uma placa neste sábado, antes da partida entre Corinthians e Figueirense

LANCEPRESS! - 27/06/2015 - 20:45

Fábio Santos recebeu placa do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Assim como aconteceu com Emerson Sheik há duas semanas, o Corinthians homenageou neste sábado mais um ídolo que está deixando o clube. O lateral-esquerdo Fábio Santos, que acertou sua transferência para o Cruz Azul, do México, foi festejado antes da partida do Timão contra o Figueirense, na Arena, e recebeu uma placa do clube.

Cerca de 40 minutos antes do início da partida, todos os jogadores alvinegros entraram no gramado e formaram um corredor para receber Fábio Santos, que levantou cinco taças pelo Corinthians (Paulista, Brasileiro, Libertadores, Mundial e Recopa). Ao lado das duas filhas, o ala entrou no campo ovacionado pela torcida presente - ainda em pequeno número - e foi recebido pelo presidente corintiano, Roberto de Andrade, que lhe entregou a placa.


Depois, Fábio Santos atendeu aos jornalistas e exaltou o Timão, clube que defendeu por cerca de quatro anos e meio.

- (A passagem no Corinthians) Foi muito melhor do que eu espera, que todos esperávamos. Não faltou nada, foi tudo perfeito - declarou.

O jogador, que antes já havia defendido os rivais Santos e São Paulo, destacou a importância do clube alvinegro na carreira dele.

- Aqui foi onde minha carreira acabou deslanchando, tive respeito de todos vocês (jornalistas). Com certeza existe uma carreira antes do Corinthians e após o Corinthians - disse.

Fábio ainda

mostrou confiança no futuro da equipe, mesmo com a saída de importantes atletas

- Depende de como vão ser as contratações, mas não tem nenhuma equipe diferente do que nós temos aqui. Acredito que o Corinthians pode brigar lá em cima na classificação, talvez apareça alguma revelação, algum menino da base... Com a força que temos da torcida, a grande comissão técnica, tem tudo para brigar pelo título - finalizou.


























27/06/2015 20h46

De saída para o México, Fábio Santos ganha placa e homenagem do Timão
Lateral-esquerdo é lembrado pela diretoria alvinegra antes de duelo com o Figueirense, neste sábado. Ele foi negociado com o Cruz Azul na semana passada


Por Diego Ribeiro

Fábio Santos ganha placa pelos serviços prestados (Foto: Marcos Ribolli)

Negociado com o Cruz Azul, do México, o lateral-esquerdo Fábio Santos foi homenageado por diretoria e jogadores do Corinthians neste sábado. Antes do jogo contra o Figueirense, em Itaquera, Fábio entrou em campo, foi saudado pela torcida e ganhou uma placa comemorativa pelos serviços prestados ao clube.


– Fico muito feliz com isso, não esperava essa homenagem. O Corinthians entrou na
minha vida realmente para ficar – agradeceu o jogador.

– O clube sempre foi muito sincero comigo e disse que não teria como renovar. Achei melhor sair nesse momento, mas é claro que eu gostaria de ter ficado. Foi bom enquanto durou, agora é buscar novos desafios – completou.

O lateral-esquerdo foi o segundo jogador a receber homenagem do tipo nas últimas semanas. Antes da vitória por 2 a 1 sobre o Internacional, dia 13 de junho, o atacante Emerson também foi lembrado antes de confirmar sua saída do clube e acertar com o Flamengo.


Contratado em 2011 para ser reserva de Roberto Carlos, Fábio Santos assumiu a vaga de titular com a saída do pentacampeão e agora se despedirá do Corinthians com seu nome na história. São cinco títulos pelo Timão, entre eles Taça Libertadores e Mundial de Clubes.


Fábio Santos deixa o Corinthians com 214 partidas e 14 gols marcados. Sem ele, Tite tem duas opções para a lateral esquerda na sequência do Campeonato Brasileiro: Uendel, titular nos últimos jogos, e Guilherme Arana, que voltou de empréstimo do Atlético-PR.










VOLANTE ELIAS PARTICIPOU OS 90 MINUTOS DE EMPATE POR 1X1 E DERROTA NOS PENALTIS DA SELEÇÃO BRASILEIRA PARA O PARAGUAI






Com Elias, Seleção Brasileira busca vaga na semifinal da Copa América
Volante do Timão foi titular nas três partidas da competição até aqui; confronto com o Paraguai será realizado às 18h30 no Estádio Collao, em Concepción (CHI)

18h00 27/06/2015 - Agência Corinthians


Elias deve estar em campo para mais um jogo do Brasil na Copa América
© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians


Neste sábado (27), a Seleção Brasileira entra em campo em busca de uma vaga na semifinal da Copa América 2015. No estádio Collao, em Concepción (CHI), o Brasil encara o Paraguai às 18h30 (horário de Brasília), pelas quartas de final da competição.

Até aqui, o volante Elias, do Corinthians, esteve em campo como titular nas três partidas da Seleção Brasileira – vitórias sobre Peru e Venezuela e derrota para a Colômbia. O Brasil encerrou a primeira fase na liderança do grupo C, com seis pontos.

A partida será transmitida ao vivo nos telões da Arena Corinthians, que terá portões abertos para a torcida a partir das 18h.



fim de jogo CORINTHIANS SUB 17 5X0 guaratingueta

CORINTHIANS 5X0   38'2ºT


CORINTHIANS 4X0 36'2ºT

CORINTHIANS SUB 17 3X0 13'2T



CORINTHIANS SUB 17 VENCENDO O GURATINGUETA POR 2X0 31'1T








Corinthians pode faturar cerca de R$ 1 mi se Totheham negociar volante paulinho. A oferta do Guangzhou Evergrande, da China, segundo a mídia inglesa, é de 20 milhões de euros (aproximadamente R$ 70 milhões). O montante precisa ser pago em até 30 dias após a negociação.

























Entre as duas passagens pelo Corinthians, Elias esteve em La Bombonera na final da Libertadores
Volante que hoje faz parte do elenco alvinegro foi ao estádio em Buenos Aires (ARG) para apoiar o Timão contra o Boca Juniors em 2012

10h00 27/06/2015 - Agência Corinthians



Elias viu a final da Libertadores nas arquibancadas de La Bombonera
© Divulgação


“Corinthians minha vida, Corinthians minha história, Corinthians meu amor”. Foi assim que Elias se despediu da Fiel após a última partida da primeira passagem dele pelo clube, em 2010. Mesmo antes de voltar a vestir o manto alvinegro dentro de campo em 2014, o camisa 7 demonstrou que a paixão pelo Timão estava também fora das quatro linhas.

Na primeira partida da final da Copa Libertadores da América 2012 contra o Boca Juniors, o volante esteve entre os loucos do bando na arquibancada de La Bombonera para apoiar o Corinthians em busca do título inédito. “Aproveitei as férias para vir torcer pelo Corinthians e por meus amigos”, declarou Elias à época.

Elias entrou em campo 207 vezes pelo Corinthians e fez 33 gols, além de ter participado das conquistas do Brasileiro Série B (2008), Paulistão e Copa do Brasil (2009). Pela Seleção Brasileira, o volante está atualmente disputando a Copa América de 2015.

Você encontra essa e mais informações sobre o Corinthians no aplicativo do Almanaque do Timão, disponível em iOS pela Apple Store e Android, pela Google Play e Samsung Galaxy Apps.











Histórico gol de Romarinho em empate contra Boca na final da Libertadores completa três anos

Após sair perdendo em La Bombonera, o Timão contou com um lance inesquecível, protagonizado por um jogador que fazia a estreia em Libertadores naquela partida decisiva

10h00 27/06/2015 - Agência Corinthians






Romarinho deu leve toque que encobriu o goleiro Orión para empatar o jogo contra o Boca Juniors na final da Libertadores há três anos

© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Há três anos, o Corinthians dava um passo muito importante para acabar de vez com uma longa espera. No mítico estádio La Bombonera, no dia 27 de junho de 2012, a equipe do Timão montada para aquela competição deu mais uma prova de que estava prestes a entrar na história do centenário clube do Parque São Jorge. O empate por 1 a 1 contra o Boca Juniors em Buenos Aires (ARG), no primeiro jogo da final da Copa Libertadores da América daquela temporada, criou personagens marcantes e guardou memórias inesquecíveis para a Fiel.

Era a primeira final de Libertadores da história do Corinthians. Tinha de ser logo contra o Boca Juniors, que não é o maior campeão da história do torneio -- este posto é do Independiente (ARG) --, mas se tornou o bicho papão do século XXI, principalmente contra brasileiros. Porém, para quem já tinha passado por batalhas épicas, essa só seria a cereja do bolo para o Timão de 2012.

A entrada em campo foi a usual em jogos importantes na Argentina. Muito canto, muito papel picado, muita pirotecnia. A tentativa era de acuar os jogadores alvinegros antes mesmo de a bola rolar, mas o primeiro tempo não mostrou um jogo de uma equipe só. O Corinthians se lançou ao ataque, propôs o jogo. Poderia ter aberto o placar logo aos sete minutos, quando Paulinho arriscou um chute de longe, que só não entrou no gol porque o goleiro Orión espalmou para fora.

A etapa inicial não teve muitas chances claras, e as emoções que costuma cercar uma decisão ficaram guardadas para o segundo tempo. Foram 45 minutos de pressão do Boca Juniors. A equipe argentina conseguiu se impôr dentro de campo, e o estádio conhecido por parecer uma caixa de bombons parecia causar efeitos à equipe corinthiana. Teve chute de Riquelme para fora, tentativa de Mouche na área defendida por Cássio. O Timão só conseguiu responder aos 20 minutos, sem causar muito perigo, em cabeçada de Danilo.

A pressão que só aumentava se transformou em gol do Boca Juniors aos 25 minutos. Escanteio cobrado na área, em uma disputa de bola, sobrou para Santiago Silva cabecear para fazer o gol, que só não aconteceu porque Chicão meteu a mão na bola. O pênalti não foi marcado porque ainda assim houve um novo rebote para o time argentino, concluído por Roncaglia. Parecia que La Bombonera faria uma nova vítima brasileira. Mas o Timão tinha uma carta na manga, um salvador com nome diminutivo de craque.

Romarinho entrou no lugar de Danilo aos 39 minutos. O atacante tinha acabado de chegar ao Corinthians e nunca havia atuado em uma partida de Libertadores. O que para alguns poderia amendrontar, não surtiu o menor efeito para o jovem atleta do Timão. Pelo contrário.

Aos 41, o lance começou com Paulinho, que roubou a bola de Riquelme e tocou para Emerson. O camisa 11 girou e quase se desequilibrou, mas se recuperou a tempo de passar em profundidade para Romarinho, que conseguiu furar a defesa do Boca Juniors e entrou livre na área. Eram apenas o atacante e o goleiro Orión, frente a frente. E Romarinho, como se estivesse jogando no quintal de casa, deu o primeiro toque em um jogo de Libertadores. Sutil, que encobriu o arqueiro e fez a bola morrer lentamente no gol do time argentino.
Um momento épico, inesquecível para os corinthianos que estavam vendo o jogo em La Bombonera ou pela TV. As feições de jogadores e torcedores do Boca Juniors eram de incredulidade. Pareciam não acreditar no que havia acontecido. O alcapão que derrubou tantos adversários foi ao chão pelo menino nascido na cidade de Palestina, no interior do estado de São Paulo.

Devido ao que foi o segundo tempo e a possibilidade de conquistar o título inédito com uma simples vitória no Pacaembu, o resultado de 1 a 1 era enorme para o Corinthians. Ainda assim, o Boca Juniors quase deu um segundo golpe aos 45 minutos. Cruzamento na área aproveitado por Viatri, que cabeceou na travessão. Deu rebote, mas Cvitanichi não teve tempo de reação. A bola bateu em cima dele e foi para fora. Era um sinal dos deuses do futebol de que aquele resultado estava sacramentado e de que algo de muito bom estava reservado para os 30 milhões de corinthianos.




O fim dessa história, todo mundo sabe.




Você encontra essa e mais informações sobre a final da Libertadores 2012 e o título do Corinthians no aplicativo do Almanaque do Timão, disponível em iOS pela Apple Store e Android, pela Google Play e Samsung Galaxy Apps.












Corinthians Sub-15 e Sub-17 enfrentam Guaratinguetá pelo Campeonato Paulista
Equipes, que venceram na última rodada, buscam manter o bom momento vivido na competição estadual nas partidas deste sábado (27)
10h00 27/06/2015 - Agência Corinthians

Neste sábado (27), as equipes Sub-15 e Sub-17 do Corinthians encaram o Guaratinguetá pelo Campeonato Paulista das categorias. As partidas serão realizadas no estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos.

O jogo do Sub-15 começa às 9h. Já a partida envolvendo o Sub-17 tem início marcado para as 10h45.

Na última rodada, o Sub-15 venceu a equipe do Guarulhos pelo placar de 3 a 1, enquanto o Sub-17 superou o Taubaté por 3 a 0.















Corinthians Sub-20 enfrenta Guaratinguetá pelo Campeonato Paulista 15h. mesmo confronto as 10h45 pelo sub 17
A partida que será realizada neste sábado (27) é válida pela nona rodada do estadual da categoria

10h00 27/06/2015 - Agência Corinthians

Neste sábado (27), a equipe Sub-20 do Corinthians enfrenta o Guaratinguetá pela nona rodada do Campeonato Paulista da categoria. O jogo será realizado no estádio Prof. Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá, às 15h.

Na rodada anterior, o Sub-20 venceu o São José dos Campos FC pelo placar de 4 a 0. O Corinthians está em oitavo lugar no campeonato e busca a terceira vitória na competição estadual.

















Corinthians homenageia hoje a Fábio Santos antes de jogo

Lateral esquerdo disputou 214 jogos, conquistou cinco títulos e marcou 14 gols pelo Timão

10h00 27/06/2015 - Agência Corinthians





Fabio Santos conquistou cinco títulos pelo Timão

© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Neste sábado (27), às 21h, Corinthians e Figueirense se enfrentam na Arena Corinthians pela nona rodada do Campeonato Brasileiro de 2015. Antes de a bola rolar no gramado do estádio corinthiano, o Timão fará uma justa homenagem a um jogador que honrou o manto alvinegro por mais de quatro temporadas e está deixando o clube: o lateral esquerdo Fabio Santos.




Contratado em 2011, após passagem pelo Grêmio, Fabio Santos estreou no dia 30 de janeiro daquele ano, num empate em 2 a 2 com o São Bernardo fora de casa. A partir de então, o lateral esquerdo escreveu uma história fantástica com a camisa do Corinthians: disputou 214 jogos, anotou 14 gols e participou efetivamente de cinco conquistas históricas do Timão – Brasileirão (2011), Copa Libertadores (2012), Bi Mundial da FIFA (2012), Paulistão (2013) e Recopa Sul-Americana (2013).






Obrigado, Fabio Santos! Você está eternamente em nossos corações!















Corinthians parabeniza Mendoza, que comemora aniversário neste sábado

Veloz atacante nascido em Palmira (COL) completa 23 anos de idade

10h00 27/06/2015 - Agência Corinthians




Mendoza chegou neste ano ao Corinthians

© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O atacante Mendoza completa 23 anos de idade neste sábado (27). Nascido em Palmira (COL), o jogador foi contratado no início de 2015 junto ao Chennaiyin, da Índia, e em 25 jogos com o manto alvinegro balançou a rede três vezes.

Stiven Mendoza tem passagens pelas seleções Sub-17 e Sub-20 da Colômbia. Antes de atuar na Ásia. foi atleta dos clubes colombianos América de Cali, Deportivo Calí e Cúcuta. O atacante deve entrar em campo diante do Figueirense neste sábado (27), na Arena Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro.

O Sport Club Corinthians Paulista parabeniza Mendoza pelo aniversário.

Você encontra essa e mais informações sobre a passagem de Mendoza pelo Corinthians no aplicativo do Almanaque do Timão, disponível em iOS pela Apple Store e Android, pela Google Play e Samsung Galaxy Apps.












27/06/2015 08h20

Com três atacantes, Corinthians busca volta dos gols no Brasileiro

Timão terá formação mais ofensiva do ano neste sábado, contra o Figueirense, e busca solução para ser mais efetivo

Por Diego Ribeiro

Malcom e Vagner Love vão tentar deixar Timão ofensivo (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

A formação ofensiva que o Corinthians vai usar em campo contra o Figueirense, neste sábado, às 21h (horário de Brasília), na Arena Corinthians, tem uma razão de ser. Com dois meias e três atacantes, Tite e sua comissão técnica esperam uma pressão maior da equipe dentro de casa e a retomada da fase artilheira.O auxiliar de Tite, Cléber Xavier, explicou o que a comissão técnica quer.



– Quando temos jogadores com características de velocidade mais perto da defesa adversária, fazemos a marcação alta e não deixamos o adversário sair. Treinamos para que a saída seja dificultada. Em casa, o time faz mais isso. É natural. Também por isso resolvemos mudar um pouco: temos jogadores com essas características e podemos ser agressivos – afirmou Cléber.



A escalação alvinegra será a seguinte: Cássio, Edílson, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique; Luciano, Jadson, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love.


Quando temos jogadores com características de velocidade mais perto da defesa adversária, fazemos a marcação alta e não deixamos o adversário sair"


Cléber Xavier, auxiliar de Tite



– O momento é ruim, sempre buscamos melhorar o ataque, e o Tite colocou essa situação de trabalhar em cima de um equilíbrio. Temos de aumentar nossa possibilidade de gols. O Malcom volta num momento muito bom. Luciano também dá opções. O ataque precisa melhorar – explicou o auxiliar de Tite.



Nas últimas 16 partidas, o Corinthians marcou apenas 12 gols – média de 0,75 por jogo e queda de 63% em relação à primeira parte da temporada. O baixo número coincide com as saídas dos dois principais atacantes, Emerson e Guerrero, e as eliminações em Campeonato Paulista e Taça Libertadores.



O Corinthians espera também as definições sobre Dentinho e Teo Gutiérrez para fechar seu elenco no Campeonato Brasileiro e suprir as recentes perdas. Teo é quem está mais próximo, já que o Timão apenas aguarda resposta sobre uma proposta enviada ao River Plate











27/06/2015 10h05

Após acordo, Timão tem sondagens e espera vender atacante Alexandre Pato no meio do ano

Sem pendências judiciais com atacante, clube e jogador têm mesmo objetivo: conseguir boa proposta para retornar ao futebol europeu nas próximas semanas

O Corinthians espera receber propostas por Alexandre Pato nas próximas semanas. Essa é a esperança da diretoria alvinegra após a confirmação do acordo que fará o atacante retirar uma ação judicial que cobrava o pagamento de direitos de imagem que estavam em atraso.

O presidente Roberto de Andrade diz em entrevistas e também a amigos próximos que "reza todos os dias" para clubes europeus se interessarem pelo atacante. O agente dele, Gilmar Veloz, está liberado para buscar ofertas e tentar negociar o jogador.

O Corinthians tem o aval do clube ao qual Pato está emprestado até dezembro. A Roberto, chegou apenas a informação de que uma equipe alemã pode enviar proposta oficial para contar com o jogador, adquirido em 2013 por cerca de R$ 40 milhões.

O Corinthians recebeu sondagens recentes de outros centros, inclusive da Itália. Nenhuma, porém, chegou a se concretizar. A esperança na diretoria é de que o negócio seja resolvido logo. O panorama corintiano para o final do ano é mais pessimista.







27/06/2015 06h30

Timão joga para voltar ao G-4


Por GloboEsporte.com


O Corinthians neste sábado as 21h (horário de Brasília),  recebe o Figueirensna Arena Corinthians, em busca pelo G-4 do Campeonato Brasileiro.
Uma vitória neste sábado pode colocar a equipe de Tite novamente na briga pelas primeiras posições. Com 13 pontos, o Corinthians é o sétimo colocado na tabela.


O árbitro da partida será Igor Junio Benevenuto (MG), auxiliado por Márcio Eustáquio Santiago e Pablo Almeida da Costa (ambos de MG). Premiere, PFC HD e PFCI transmitem o duelo para todo o Brasil, pelo sistema pay-per-view (com Odinei Ribeiro e Belletti). O GloboEsporte.com acompanha todos os lances em tempo real, com vídeos, a partir das 20h.

escalações:

Corinthians: o técnico Tite tem desfalques demais no meio-campo, e por isso terá formação ofensiva com dois meias e três atacantes. Bruno Henrique volta ao time e será o único volante. Mais duas mudanças importantes: Felipe volta à zaga e ganha vaga de Edu Dracena, Malcom vira titular. 


O CORINTHIANS TERA Cássio, Edílson, Felipe, Gil e Uendel; Bruno Henrique; Luciano, Jadson, Renato Augusto e Malcom; Vagner Love.


Figueirense: Argel fez mistério na última sexta-feira, fechando o treino. O time provável é: Alex; Leandro Silva, Thiago Heleno, Marquinhos e Roberto Cereceda; Dener, Fabinho, Ricardinho e Rafael Bastos; Clayton e Marcão (Elias).




Corinthians: Ralf e Fagner (suspensos), Cristian (lesão na panturrilha) e Elias (seleção brasileira que disputa a Copa América).


Figueirense: Paulo Roberto, Marquinhos Pedroso e Carlos Alberto (lesões musculares), Nirley e Luan (em fase final de recuperação), Juninho (recuperando-se de fratura, volta em um mês), França (passará por artroscopia no joelho)





Corinthians: Edílson e Gil.

Figueirense: Bruno Alves, Carlos Alberto, Cereceda, Clayton e Fabinho.










BATE-BOLA: CORINTHIANO MALCOM,

Estamos totalmente focados no jogo, vale três pontos. Se eles buscarem o empate também é bom para eles. A gente só pensa na vitória, não importa se é Figueirense ou Grêmio, sei lá. O que importa é que vencer.

 sabemos que nosso grupo é muito qualificado, nosso trabalho é forte, o professor é inteligente mesmo.
 a gente vai procurar dar raça, vontade e fazer gols, porque a gente sabe. Eu, Luciano, Love... Eu preciso entrar mais na área, vamos fazer de tudo.

E lá na concentração da Seleção, você assistia aos jogos?

Era difícil, muitas vezes eu estava dormindo na hora do jogo. Teve um que eu acordei. Aí o Mazziotti falou que era para eu voltar a dormir. Despertei para ir no quarto dele, porque o Mazziotti baixou um programa para ver os jogos e acompanhava ao vivo.

Como é o “Malcom torcedor”?

Pulo, vibro, xingo... cornetar, não, porque o que não quero para mim, não faço para os outros. Eu xingo bastante, mas sou tranquilo. Minha família é fanática. Cheguei a ir no estádio quando era menor.

Torcida pede uso da base. Como você, prata da casa, encara isso?

A gente tem que aprender muito, eu também, não é porque estou há um ano no profissional. Tolerância vai ter, mas a responsabilidade vai do Cássio ao Love, é a mesma para gente. A gente gosta disso, eu me acostumei com pressão na base e sempre tirei de letra, graças a familiares e colegas. Gosto de viver sobre pressão.

Esperava voltar da Seleção e já ganhar chance como titular?

Pra falar a verdade, não. Depois do Sul-Americano Sub-20, em janeiro, eu voltei e esperei um pouco para ter chance. Agora me surpreendeu, mas o professor sabe quais as possibilidades de me usar, onde me usar, ele está confiando e eu vou fazer por onde.

Corinthians ‏@Corinthians 1 minHá 1 minuto

Hoje o atacante @stiven20mendoza completa 23 anos! Parabéns! #FelizAniversárioMendoza 




Corinthians ‏@Corinthians 1 hHá 1 hora


Hoje é dia de vestir o manto alvinegro e empurrar o #Timão até o fim! Na @A_Corinthians, pra cantar os 90 minutos! 




CORINTHIANS SUB 17 EM CAMPO PELO PAULISTA AO VIVO NA REDE VIDA 10H45