20 de jun de 2015

CORINTHIANS 20/06/2015



CORINTHIANS FUTSAL EMPATA COM JARAGUA POR 1X1 FORA DE CASA, JÁ CLASSIFICADO É TERCEIRO COM 36 PONTOS . ÚLTIMO JOGO DESTA FASE É SEGUNDA FEIRA CONTRA JOINVILLE 19H15 TB FORA DE CASA E BUSCA SEGUNDA COLOCAÇÃO


S.C. Corinthians Paulista 

Jogador 5 iniciais
Guitta - 91
Leandro - 4
Neto - 5
Deives - 10
Simi - 11


Jogador Banco

Luiz - 2
Munin - 6
Nene - 7
Caio - 8
Elisandro - 9
Arthur - 12
Valdin - 13
Marinho - 17
Rafael - 19
Comissão Técnica
Fernando Ferretti
Árbitros

S.C. Corinthians Paulista 36P 18J 10V 6E 2D 51GP 25GC 26SG






Corinthians/UNIP empata com Jaraguá fora de casa
O ala/pivô Deives fez o gol alvinegro; Timão volta à quadra nesta segunda (22), às 19h15, diante do Joinville

10h53 21/06/2015 - Agência Corinthians
Deives é o artilheiro do Timão na LNF, com 13 gols


O Corinthians/UNIP conquistou mais um ponto na série fora de casa pela Liga Nacional de Futsal. Na Arena Jaraguá, o Timão empatou em 1 a 1 com o Jaraguá, com gol de Deives.

O Alvinegro manteve a terceira colocação, agora com 36 pontos, e volta à quadra nesta segunda-feira (22), contra o Joinville, no ginásio Cau Hansen, na partida que fecha a participação na primeira fase da LNF.

A equipe adulta de futsal do Sport Club Corinthians Paulista é patrocinada por UNIP-Universidade Paukista é Colégio Amorim.



20/06/2015, às 20:06
Vágner Love reclama por jogar 'isolado' no ataque do Timão
O atacante também reclamou por não ter tido nenhuma chance clara de gol


Por Marcelo de Oliveira
Heroi e protagonista na vitória do Corinthians sobr eo Internacional na semana passada. Desta vez, o atacante Vágner Love não passou de um mero coadjuvante no clássico diante do Santos na tarde deste sábado (20). Em entrevista logo após o jogo, o camisa 9 do Timão reclamou por jogar de forma 'isolada' no ataque e por não ter tido nenhuma chance de marcar.
"É complicado quando se joga isolado e sempre de costas. Não tive nenhuma chance de gol. Vamos acertar os erros de hoje e tentar melhorar em casa", disse e acrescentou. "Agora é a parte técnica a melhorar, a parte física está boa. É melhorar em alguns aspectos para tudo acontecer", conluiu o atacante corintiano.

Com o revés, o Corinthians saiu do G-4 do Brasileirão e agora ocupa momentaneamente a quinta colocação com os mesmos 13 pontos marcados. O Timão agora volta a campo na noite do próximo sábado (27), ao receber o Figueirense, às 21h (de Brasília), na Arena Corinthians.










MOMENTO DO IMPEDIMENTO EM GOL IRREGULAR DO RIVAL:









20/06/2015 21h03

Tite reclama da arbitragem e faz apelo para que torcedor tenha paciência
técnico do Corinthians lamenta pênalti não marcado no fim e pede tempo para que possa reconstruir a equipe;


Por Carlos Augusto Ferrari







O Corinthians foi prejudicado pela arbitragem em dois lances no jogo de hoje
Mas é preciso de tempo para o time se reorganizar. Essa compreensão o torcedor precisa ter. Não dá para esperar que um Mendoza chegue e já saia jogando. É preciso tempo. A camisa do Corinthians pesa

Tite, técnico do Corinthians

Em sua coletiva pós-jogo, o técnico Tite se mostrou incomodado com esse tipo de pressão, criticou a arbitragem de Luiz Flávio de Oliveira e fez um apelo ao torcedor, para que tenha mais paciência com um grupo que tem perdido jogadores importantes, em meio a uma grave crise financeira.


– Não estou fugindo da responsabilidade, a equipe precisa vencer. Mas é preciso de tempo para o time se reorganizar. Essa compreensão o torcedor precisa ter. Não dá para esperar que um Mendoza chegue e já saia jogando. É preciso tempo. A camisa do Corinthians pesa. Nós jogamos por amor ao clube – disse Tite.


– Tenho o travesseiro leve. Sei que a gente perdeu, estamos sentidos, vai demorar para eu dormir, mas sei do trabalho. Não são resultados circunstanciais para botar no rabo de algo. É momento de reconstruir a equipe – emendou o treinador.


– A gente joga por amor, não tem vagabundo, não tem jogador que simula lesão. Tem uma formação de equipe que demanda tempo. Nós estamos correndo, é com a criatividade do técnico, de melhor momento dos atletas.


O técnico admitiu que o time teve uma atuação muito ruim no primeiro tempo. Mas salientou que, na etapa final, o Corinthians foi melhor, criou várias oportunidades e poderia ter empatado e até virado.


– Tivemos duas bolas na trave. Poderíamos ter vencido por 2 a 1.


Tite reclamou muito, porém, da atuação do árbitro Luiz Flávio de Oliveira, principalmente por não ter marcado um pênalti no final, quando Uendel tentou cruzamento e a bola bateu na mão de Daniel Guedes. Ele também falou do impedimento no gol de Ricardo Oliveira.


– Tem dias que são infelizes para a arbitragem. Teve um lance de bola na mão, que ela quebra a trajetória da bola, há o toque – disse Tite.



Questionado sobre o uso de atletas da base, especificamente o volante Marciel, já que não terá Ralf (suspenso) e Petros (de saída para o Betis) contra o Figueirense no próximo sábado, em São Paulo, Tite saiu pela tangente:


– Vamos com calma. Qualquer situação é prematura, estamos analisando em cima do jogo. Agora vamos montar a equipe, respondo isso durante a semana.








20/06/2015 19h56

Petros muda postura e aguarda decisão sobre futuro: “Espero ficar”

Após dizer à imprensa espanhola que quer jogar no Betis, meio-campista afirma neste sábado que gostaria de ficar no Timão

Por Carlos Augusto Ferrari

Petros declarou nesta semana à imprensa espanhola que gostaria de se transferir para o Betis. Hoje, a posição do meio-campista foi outra. O jogador evitou entrar em detalhes sobre a oferta do clube europeu, mas disse que gostaria de ficar no Timão.

– Eu queria falar, mas fui orientado a não falar nada. Minha vontade é jogar, tenho um contrato bom com o Corinthians. Espero permanecer, mas vamos conversar nessa semana. Não sei o que vai acontecer – afirmou.
)

De acordo com a diretoria do Corinthians, a negociação está praticamente fechada. O clube concordou com os termos do negócio, mas resta ainda a definição de termos contratuais.

Os valores não foram divulgados. No início do ano, os dirigentes pediam R$ 6 milhões para negociar o meio-campista.

Em entrevista ao jornal espanhol El Desmarque, Petros deixou claro que gostaria de se transferir e disse que estava muito próximo de seguir para a Espanha.

– Só mais alguns detalhes para fechar a operação. Estou confiante de que pode ser feito muito em breve. Eu realmente quero ir para o Betis. Eu sei que é um dos melhores clubes do mundo e tem uma torcida incrível – declarou.

Como o negócio ainda não foi fechado, Petros acabou relacionado. O Corinthians só volta a campo no próximo sábado, contra o Figueirense, na Arena Corinthians. Até lá, a diretoria espera resolver a questão.



CORINTHIANS


5,5


Cássio


Chute de Ricardo Oliveira que abriu o placar era defensável. Mostrou segurança nas bolas aéreas e fez boas defesas.


4,0


Fagner


Fez uma partida muito fraca. Mal no ataque e pior ainda na marcação. Para completar, foi expulso no segundo tempo.


4,5


Edu Dracena


Mostrou lentidão para fazer a cobertura de Fagner e deu espaço para os atacantes. Falhou no gol de Ricardo Oliveira.


6,0


Gil


Fez uma partida segura. Conseguiu desarmes, afastou bolas aéreas de cabeça e ajudou a saída de bola sem errar passes.


5,0


Uendel


Praticamente não apareceu no jogo. Fez uma partida segura na zaga, mas errou cruzamentos quando foi ao ataque.


5,0


Ralf


Exagerou nos lançamentos e errou quase todos. Sofreu para marcar os meias do Santos e conseguiu poucos desarmes.


5,5


Petros


Não foi bem na marcação, e apareceu pouco no ataque. Junto com Renato Augusto, tentou criar as jogadas do Timão.


5,5


Jadson


O meia fez uma partida sem brilho. Apareceu pouco na criação. Melhorou no fim e quase deu assistência.


6,0


Renato Augusto


Foi um dos únicos que tentaram criar chances de gol. Quase marcou no fim do segundo tempo em chute de fora da área.


4,5


Mendoza


Colombiano mais uma vez mostrou velocidade, mas sem qualidade. Perdeu praticamente todas as bolas que recebeu.


5,0


Vagner Love


Não recebeu bola em condições de finalizar. Recuou para buscar o jogo e perdeu a bola quando tentou individualizar.


6,5


Luciano


Entrou bem no jogo. Sofreu falta que expulsou Longuine, procurou atacar sempre e cabeceou uma bola na trave.


5,5


Danilo


Entrou no lugar de Edu Dracena após expulsão de Longuine, mas participou pouco e não conseguir sair da marcação.


6,5


Edílson


Após expulsão de Fagner, entrou para recompor o lado direito. Marcou bem e quase empatou com bola na trave.


5,5


Técnico: Tite


Primeiro tempo do Timão foi apático. Depois das expulsões mexeu bem no time e só não venceu porque o árbitro prejudicou o Corinthians













Corinthians prejudicado: Tite dá berros no vestiário e vê 'infelicidade' de arbitragem em clássico

Treinador do Corinthians se exaltou em conversa após jogo, mas minimizou fato em coletiva. Ele elencou erros do árbitro: Ricardo Oliveira impedido e jogador rival cortando a bola com a mão dentro da área

Felipe Bolguese - 20/06/2015 - 19:45


Tite em duelo do Corinthians neste sábado (Foto: Ari Ferreira/ LANCE!Press)


O técnico Tite se exaltou no vestiário. Enquanto aguardavam os portões serem abertos para a entrevista coletiva, os jornalistas puderam ouvir berros do treinador na parte interna. Questionado sobre o teor do papo, o corinthiano não quis revelar.



- Quem me conhece sabe que sou muito ponderado, consciente, independentemente das situações. Ali é momento que se ouve o técnico. Fizemos uma avaliação boa do segundo tempo, mas no primeiro (a equipe) esteve abaixo. Traduzi ali aquilo que fizemos. A gente já buscar fazer a projeção para o próximo jogo - disse o treinador alvinegro.



Os corinthianos deixaram o gramado da Vila reclamando muito da arbitragem de Luiz Flávio de Oliveira. As principais reclamações foram uma bola na mão de Daniel Guedes na área, após cruzamento de Uendel, e um pênalti não marcado em Danilo. Tite considerou o dia "infeliz" de Oliveira, mas antes afirmou que isso não foi determinante para o resultado.


- Primeiramente, o resultado não passa pela arbitragem. Se as nossas duas bolas no pau tivessem entrado... Mas tem dias que são infelizes da arbitragem, dias em que as casualidades acontecem contrárias ao discernimento. O lance do Fagner, do primeiro cartão, ele sofre a falta e depois faz a falta. O segundo amarelo dele foi correto. O Luciano tinha que ter sido expulso. Já tinha amarelo e calculou mal o tempo em outro lance. Antes, há um cruzamento, a bola bate na mão de um jogador do Santos, tinha trajetória de área, perigosa, e ele não marcou. Na sequência, teve o lance do Fagner. Teve infelicidade do árbitro. Tem dias que isso acontece - analisou o corintiano, que lastimou validação de gol impedido do rival.



- Estava impedido. Eu vi, estava impedido. "Ah, mas é pouquinho..." Pouquinho é impedimento. Por pouquinho eu sou cobrado, voces são... (Ricardo Oliveira) Estava impedido - completou.

]









Após jogo, Petros não comenta saída: 'Fui orientado a não falar'


Volante corinthiano pode ter feito sua despedida hoje e deve acertar sua saída do Parque São Jorge nos próximos dias. Seu destino será o Betis (ESP)



LANCEPRESS! - 20/06/2015 - 19:38

Especula-se que o volante  Petros possa ter se despedido do Timão. Com proposta do Betis (ESP), o volante deve selar sua saída nos próximos dias.

Depois do jogo, cercado sobre perguntas sobre suas chances de permanência no Parque São Jorge, Petros seguiu à risca as orientações de não dar qualquer detalhe sobre a negociação.


- Eu queria falar com vocês (imprensa), mas fui orientado a não falar nada. Minha vontade é jogar. Eu tenho um bom contrato no Corinthians. Espero permanecer. A gente vai conversar essa semana, a gente sabe que o Corinthians passa por esse momento, não sei o que vai acontecer.


O que eu quero menos importa, vamos conversar. Não poderíamos conversar antes do jogo, até por hombridade. - disse o camisa 40.


Sobre o jogo, Petros lamentou as chances perdidas ao final, quando o Corinthians chutou duas bolas na trave. (Nem se animou em reclamar da arbitragem em gol impedido do rival e penalti claro para o Corinthians não anotado)


- Bolas na trave, pressão... É trabalhar, não é fácil, é um momento de reformulação, de paciencia. A equipe está numa boa classificação - minimizou.










Corinthians no próximo sábado sem lateral direito Fagner, expulso e volante Ralf, com terceiro amarelo


LANCEPRESS! - 20/06/2015 - 18:42

O técnico Tite terá grande dor de cabeça para escalar o meio de campo do Corinthians no duelo do próximo sábado, às 21h, diante do Figueirense, na Arena Corinthians, pelo Brasileira. O volante Ralf , levou terceiro cartão amarelo e o lateral direito Fagner, foi expulso,  e estão suspensos.

Cristian (estiramento na panturrilha direita) e Bruno Henrique (entorse no tornozelo esquerdo) seguem lesionados, Elias está com a Seleção Brasileira na Copa América e Petros pode dar adeus rumo ao Betis, da Espanha, ainda na próxima semana.


Com tantas ausências, o garoto Marciel, que veio da base, poderá estrear pela equipe. Ainda há uma chance de Elias retornar na próxima semana, caso o Brasil seja eliminado na competição continental 




















20/06/2015 18h37

Corinthianos Ralf e  Fagner, suspensos para sábado
Por Carlos Augusto Ferrari






O técnico Tite ganhou mais um problema para montar o meio de campo do Corinthians. O volante Ralf recebeu o terceiro cartão e não defenderá o Corinthians contra Figueirense, no próximo sábado, às 21h, na Arena Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro. Com isso, o treinador tem apenas o garoto Marciel como jogador de origem para a função. O lateral-direito Fagner, expulso no clássico, também não poderá atuar. Edilson é o reserva imediato.


Os desfalques se acumulam no setor de marcação. Cristian, com uma lesão na panturrilha direita, e Bruno Henrique, com um problema no tornozelo esquerdo, estão em tratamento no departamento médico. O primeiro está totalmente descartado. O segundo ainda será reavaliado na reapresentação, mas tem chances remotas de ir a campo.


E não acabou. Petros, que atuou improvisado na posição na Vila Belmiro, tem negociações avançadas com o Betis, da Espanha. A transação pode ser confirmada no começo da semana. O acerto está encaminhado, mas ainda restam detalhes contratuais a serem resolvidos entre as partes.


Elias retornaria ao Corinthians na próxima semana para atuar diante dos catarinenses, se a Seleção Brasileira sair da Copa América


Tite, provavelmente, terá de recorrer à base. O garoto Marciel, um dos destaques da equipe campeão da última edição da Copa São Paulo, é o único volante que sobrou no elenco neste momento. O treinador havia dito que queria cuidado para escalar os novatos para não queimá-los, mas, com tantos destaques, será obrigado a usá-lo.


Já para o ataque, Tite terá a volta do atacante Malcom e hoje já contou com Luciano
 








-
Santos derrota Corinthians em clássico na Vila (Foto: Ivan Storti/ LANCE!Press)



Santos derrota Corinthians em clássico na Vila (Foto: Ari Ferreira/ LANCE!Press)


 20/06/2015 18h49
Corinthians prejudicado por arbitragem: levou gol impedido e penalti claro a favor não anotado
Em jogo com duas expulsões e reclamação corinthiana de pênalti não assinalado,


Por GloboEsporte.com


O jogo teve dois tempos completamente distintos - o primeiro foi dos santistas, o segundo foi dos corintianos. Aproveitando belo passe de Rafael Longuine, Ricardo Oliveira, impedido, fez o gol. A etapa final foi tensa, com duas expulsões (primeiro de Longuine, depois de Fagner) e muita reclamação dos corinthianos no fim, com uma bola na mão de Daniel Guedes, pênalti ignorado pelo árbitro Luiz Flávio de Oliveira.

O Corinthians é o quinto no Brasileiro


Na próxima rodada, o Corinthians recebe o Figueirense, na Arena Corinthians, sábado às 21h.
O jogo


. O Corinthians pouco criou e pouco incomodou no primeiro tempo, quando levou um gol irregular. A jogada de maior perigo foi num cruzamento rasteiro da direita que David Braz tentou cortar e quase fez contra.


O segundo tempo foi outra partida. O Corinthians passou a tentar propor o jogo, tocando a bola no campo de defesa O rival esperava um contra-ataque. Num deles, chegou a marcar com Gabriel - mais uma vez, anulado corretamente por impedimento.


O jogo ficou tenso a partir dos 24 minutos, quando Rafael Longuine fez falta em Luciano, tomou o segundo amarelo e foi expulso. Tite lançou o Corinthians ao ataque, colocando Danilo no lugar de Edu Dracena. Mas a superioridade numérica durou apenas quatro minutos. Aos 28, Fagner derrubou Neto Berola e também levou a segunda advertência. Com 10 contra 10 em campo, sobrava espaço, e só o Corinthians atacava. Aos 35, Luciano teve a melhor chance e cabeceou na trave. No rebote, Renato Augusto perdeu.


E ainda teve motivo para reclamação corinthiana: aos 39, Uendel cruzou, e Daniel Guedes cortou com a mão. Leonardo Gaciba, comentarista de arbitragem da TV Globo, entende que o árbitro Luiz Flavio Oliveira deveria ter marcado pênalti. Mas ele deu escanteio. Na sequência da jogada, Edilson mandou na trave.
O Corinthians foi prejudicado por erros cruciais da arbitragem, que validou um gol impedido do rival e não anotou um pênalti claro em que o adversário cortou cruzamento com a mão dentro da área


No primeiro tempo aos nove minutos a criatividade se converteu em gol irregular. Depois de uma saída de bola defeituosa da defesa do Corinthians, David Braz recebeu no campo santista e tocou curto para Rafael Longuine. O camisa 17 lançou Ricardo Oliveira., que impedido, fez o gol 

O Corinthians não aproveitou. Confuso taticamente, com inversões de posicionamento constantes e pouco úteis, o visitante não aproveitou as brechas do rival.  Jadson, Petros, Vagner Lovenão estavam bem
O segundo tempo foi mais aberto. O Corinthians, mais arrumado para criar chances ofensivas, tentando aproveitar os erros do adversário. Vladimir trabalhou, Cássio trabalhou, Luciano teve chance, Neto Berola teve chance, Gabigol teve gol anulado, também impedido, Marquinhos Gabriel fraquejou na frente da área, Mendoza foi bloqueado no último passe, Danilo entrou para dar mais força ofensiva e até Edílson acertou a trave do Santos...
Um bom jogo que ganhou novos contornos com a expulsão justa de Rafael Longuine aos 24 minutos. Aí foi ataque dos visitantes contra defesa dos donos da casa. Mas isso durou só cinco minutos, até Fagner interromper contra-ataque com falta e também levar o vermelho.
O Corinthians pôs ainda duas bolas na trave e foi de novo prejudicado pela arbitragem, que não anotou um penalti claro em que atleta rival cortou a bola com a mão.
O  Corinthians entrará em campo no próximo sábado, às 21h, diante do Figueirense, na Arena Corinthians. 

FICHA TÉCNICA

san7os 1 x 0 CORINTHIANS (roubado)
Local: Vilinha
Data/Hora: 20/6/2015 – 16h30
quadrilha de arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira, Rogerio Pablos Zanardo e Daniel Ziolli 
Renda/Público: R$ 255.965,00/7.674 pagantes
Cartões Amarelos: Daniel Guedes, Vladimir, Geuvânio, Rafael Longuine e Neto Berola (SAN); Ralf, Fagner, Uendel e Luciano (COR)
Cartões vermelhos: Rafael Longuine (24'/2ºT) e Fagner (28'/2ºT)

GOL: Ricardo Oliveira, 9'/1ºT (1-0)IMPEDIDO

san7os: 12-Vladimir; 38-Daniel Guedes, 2-Werley, 14-David Braz e 13-Victor Ferraz; 25-Lucas Otário, 17-Rafael Longuine e 19-Marquinhos Gabriel (29-Thiago Maia, 27'/2ºT); 10-Gabriel (40-Neto querrola, 16'/2ºT), 11-Geuvânio (21-Leandrinho, 34'/2ºT) e 9-Ricardo Oliveira. Técnico: Serginho Chupa. +1-Vanderlei, 6-G.Henrique 32-Paulo Ricardo, 16-Crystian, 41-Serginho,  22-Elano, 27-Léo Cittadini, 39-Nilson, 




CORINTHIANS: 12-Cássio; 23-Fagner, 4-Gil, 17-Edu Dracena (20-Danilo, 27'/2ºT) e 13-Uendel; 5-Ralf, 40-Petros (18-Luciano, 12'/2ºT), 10-Jadson e 8-Renato Augusto; 30-Mendoza (2-Edílson, 32'/2ºT) e 9-Vagner Love. Técnico: Tite. + 27-Walter, 3-Yago,  28-Felipe, 22-Marciel, 19-Matheus Pereira, 33-Romero






















Próximo compromisso do Corinthians será contra o Figueirense, no sábado, na Arena Corinthians
© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

san7os 1 X 0 CORINTHIANS
Campeonato Brasileiro, 8ª rodada

Data: 20/06/2015
Local: Vilinha
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Gol: Ricardo Oliveira (S) aos nove minutos do primeiro tempo impedido
Cartões amarelos: Vladimir, Daniel Guedes, Rafael Longuine, Geuvânio (S), Fagner, Uendel, Ralf e Luciano (COR)
Cartões vermelhos: Rafael Longuine (S) 24 '2ºT e Fagner (COR) 29'2ºT

san7os: 12-Vladimir; 38-Daniel Guedes, 2-Werley, 14-David Braz e 13-Victor Ferraz; 25-Lucas Otávio, 31-Marquinhos Gabriel (29-Thiago Maia) e 17-Rafael Longuine; 11-Geuvânio (21-Leandrinho), 9-Ricardo Oliveira e 10-Gabriel (40-Neto Berola). Técnico: Márcelo Fernandes

CORINTHIANS: 12-Cássio; 23-Fagner, 4-Gil, 17-Edu Dracena (20-Danilo) e 13-Uendel; 5-Ralf, 40-Petros (18-Luciano), 10-Jadson e 8-Renato Augusto; 30-Mendoza (2-Edílson) e 9-Vagner Love. Técnico: Tite + 27-Walter,  3-Yago, 28-Felipe, 22-Marciel, 19-Matheus Pereira, 33-Romero





CORINTHIANS ROUBADO NA VILINHA














































Vágner Love, atacante corinthiano: "resultado que não era o que esperávamos. Tivemos chances, mas infelizmente não saiu o gol".

O Corinthians pressionou nos ultimos 20 minutos, acertou duas bolas na trave, mas não empatou.



Fim de jogo .

49’

cartão amarelo

Corinthiano Uendel derruba Neto Berola e recebe cartão amarelo.
48’

Corinthiano Edílson entra na área pela esquerda, cruza e Werley ganha de Vagner Love pelo alto.

47’

Corinthiano Edílson chuta das imediações da área e a bola sai com certo perigo.

46’

cartão amarelo

Neto Berola para jogada de Luciano com falta e é punido com cartão amarelo.

45’

Corinthiano Vagner Love tenta o giro dentro da área, mas Werley faz o desarme com facilidade.

44’

Corinthiano Vagner Love ajeita na área, Danilo tenta a finta antes do chute, mas Werley afasta o perigo.

43’

O árbitro dará quatro minutos de acréscimo.

42’

Corinthiano Edílson tenta a finta pela direita, mas não supera a marcação de Victor Ferraz.

41’

Ricardo Oliveira é lançado pelo lado esquerdo da área, corre, mas não evita tiro de meta.

39’

NA TRAVE

Corinthiano Edílson chuta forte da entrada da área e a bola vai ao poste.

38’

O Corinthians mantém a posse nesse final. O Santos recua demais e aposta em contragolpes.

37’

cartão amarelo

Vladimir reclama demais com o juiz e vê cartão amarelo.

36’

QUE LANCE

Corinthiano Jadson levanta na área, Luciano cabeceia no canto e acerta a trave. Na sobra, Luciano é bloqueado por David Braz e Renato Augusto chuta para fora, rente à trave.

35’

Corinthiano Edílson cruza em cobrança de falta pela esquerda e Thiago Maia corta na primeira trave.

34’

Substituição

Leandrinho entra, Geuvânio sai na última mudança do jogo.

32’

Substituição

Após a expulsão de Fagner, Tite troca Mendoza por Edílson.

31’

Geuvânio arranca pela direita, mas força a jogada individual e perde para Gil.

30’

Corinthiano Danilo faz a finta pela ponta-esquerda, cruza e a zaga santista afasta.

29’

cartão vermelho

VERMELHO

Corinthiano Fagner derruba Neto Berola, também recebe o segundo amarelo e está fora.

28’

Substituição

Corinthiano Tite troca o zagueiro Edu Dracena pelo meia Danilo.

27’

Substituição

Marquinhos Gabriel sai para entrada de Thiago Maia no Santos.

26’

cartão amarelo

Corinthiano Luciano levanta a perna contra Geuvânio na área santista e é punido com cartão amarelo.

25’

Corinthiano Jadson cruza na cobrança da falta pela direita, Luciano cabeceia e Vladimir defende.

24’

cartão vermelho

FORA

Longuine para jogada de Luciano com falta, vê segundo amarelo e está expulso.

23’

Ricardo Oliveira tenta de longe e Cássio agarra com tranquilidade.

22’

Longuine ajeita na entrada da área, chuta e Cássio faz a defesa.

20’

Victor Ferraz tenta acionar Neto Berola pela esquerda, erra e manda pela lateral.

19’

Corinthiano Cássio escorrega ao tentar chutar para frente, Lucas Otávio tenta o golaço por cobertura e manda para fora.

18’

Neto Berola faz a finta pelo lado esquerdo da área e é travado por Ralf no momento do chute.

17’

Daniel Guedes cruza fechado da direita e a bola passa por Dracena e Ricardo Oliveira, que perde chance.

16’

Substituição

Gabriel cede posto a Neto Berola no time local.

15’

Corinthiano Luciano força o passe pelo meio, Jadson não alcança na entrada da área e Daniel Guedes domina a sobra.

14’

Substituição

Corinthiano Luciano assume vaga de Petros na primeira mudança do clássico.

13’

Na cobrança da falta pela direita, Jadson cruza, a zaga não corta, mas Renato Augusto não completa. Ricardo Oliveira isola.

12’

Gabriel derruba Petros na entrada da área, pela lateral, e cede chance em cobrança de falta.

11’

Longuine centra em tiro de canto e Gil salta sozinho para cortar de cabeça.

10’

Gabriel passa por Petros, entra na área pela esquerda, chuta forte e Cássio defende.

8’

Corinthiano Mendoza acelera pela meia-esquerda, tenta o passe e David Braz intercepta.

7’
Ricardo Oliveira recebe pelo lado direito da área após contragolpe, cruza e Gabriel completa. O gol é corretamente invalidado por impedimento do atacante.

6’

Corinthiano Mendoza faz o passe dentro da área, Renato Augusto tenta o domínio, mas não supera Werley.

5’

cartão amarelo

Longuine chuta a bola com o lance parado e vê o cartão amarelo.

4’

David Braz tenta o longo passe e a bola chega a Cássio, que agarra.

3’

Corinthiano Mendoza força a jogada pela esquerda e não supera a marcação de Daniel Guedes.

2’

Gabriel acelera pela esquerda e Fagner, atento, faz o corte.

1’

Corinthiano Fagner é lançado pelo lado direito, corre, mas não evita saída em tiro de meta.

0’

Começa a etapa final.

Intervalo




Corinthians não muda e tem: Cássio; Fagner, Edu Dracena, Gil e Uendel; Ralf e Petros; Renato Augusto, Jadson e Mendoza; Vágner Love.
Petros, meio-campista corintiano: "precisamos encostar um pouco mais para poder finalizar. Vamos voltar mais ligados para poder empatar logo".

1º tempo
47’
Fim de primeiro tempo.

46’
Corinthiano Uendel cruza da esquerda, Petros tenta aproveitar, mas Victor Ferraz corta pelo alto.

45’
O árbitro dará dois minutos de acréscimo.

44’
Geuvânio prende a bola pela direita, mas não supera marcação de Ralf.

42’
SUSTO
Corinthiano  Petros cruza da ponta-direita, David Braz corta para trás e a bola sai rente à trave santista.

41’
Victor Ferraz carrega pela esquerda, ajeita, Ricardo Oliveira chuta de primeira, mas sem força. Cássio segura.

40’
Na cobrança da falta da entrada da área, Victor Ferraz chuta forte, mas acerta a barreira.

39’
cartão amarelo
Gabriel cai na entrada da área ao receber marcação de Ralf, o juiz dá falta e mostra cartão amarelo para o volante.

38’
Na cobrança da falta pela direita, Longuine centra e Gil corta pelo alto.

37’
O lateral santista sai de campo para receber o atendimento médico. Já está recuperado.

36’
Daniel Guedes recebe pela direita e é derrubado por Uendel: falta.

35’

Corinthiano  Vagner Love força a jogada contra dois e a bola sobra para Daniel Guedes afastar o perigo.

34’

Corinthiano  Jadson cruza na cobrança da falta pela esquerda e David Braz intercepta.

33’
Corinthiano Renato Augusto fica no gramado, com dores após entrada de Longuine. O meia corintiano logo se recupera.

32’

Corinthiano  Petros gira o corpo pelo lado direito da área, bate cruzado, Love se estica, mas não alcança.

30’

cartão amarelo

Fagner acerta Longuine fora do lance e vê cartão amarelo.

29’

Ricardo Oliveira consegue a jogada pela direita, cruza por baixo e Gil afasta o perigo.

28’

Marquinhos Gabriel levanta em cobrança de falta pela direita e Cássio sai do gol para defender.

26’

Gabriel recebe pela ponta-esquerda, rola, mas Longuine erra o domínio na entrada da área e acaba desarmado por Gil.

24’

Jadson cruza mal em cobrança de falta pela meia-esquerda e nenhum companheiro aproveita.

23’

cartão amarelo

Daniel Guedes comete falta por trás e recebe o cartão amarelo.

22’

Longuine cruza em cobrança de escanteio e Love intercepta na primeira trave.

21’

Jadson cruza da direita, Fagner desvia na área, mas Love não alcança.

20’

Love recebe de Fagner pela direita, tenta o passe para Jadson e erra o lance.

19’




Longuine aciona Geuvânio na entrada da área e o assistente assinala impedimento do atacante.

18’

Daniel Guedes domina pela direita, centra e Gil faz o corte de cabeça.

16’

Renato Augusto força o passe para Uendel pela esquerda e a bola sai em tiro de meta.

15’

Marquinhos Gabriel arrisca das imediações da área e Cássio acompanha a saída da bola.

14’

Petros cruza da direita, Mendoza desvia de cabeça, mas sem força. Vladimir segura.

13’

Vagner Love arranca pelo meio em bela jogada, mas adianta a bola na entrada da área e Lucas Otávio afasta.

10’
Longuine acerta ótimo passe nas costas de Dracena e Ricardo Oliveira, pelo lado esquerdo da área, chuta forte para superar Cássio.

9’

Gabriel faz a jogada pela esquerda, cruza por baixo e Dracena intercepta.

8’

David Braz se estica todo e evita arrancada de Renato Augusto pela meia-direita.

6’

Lucas Otávio estica a perna e intercepta passe de Love para Mendoza.

5’

Victor Ferraz tenta a jogada pelo lado esquerdo da área e não passa por Fagner.

4’

Marquinhos Gabriel é acionado pela esquerda, levanta na área corintiana e Cássio agarra.

3’

Longuine cruza fechado na cobrança da falta pela esquerda e Cássio espalma.

2’

Marquinhos Gabriel tenta a jogada pela esquerda e é parado por falta de Fagner.

1’

David Braz força o lançamento pela esquerda e manda a bola pela lateral.

0’

Começa o clássico na Vila Belmiro.

Pré-jogo

Corinthians escalado: Cássio; Fagner, Edu Dracena, Gil e Uendel; Ralf e Petros; Renato Augusto, Jadson e Mendoza; Vágner Love.

O San7os está confirmado com: Vladimir; Daniel Guedes, Werley, David Braz e Victor Ferraz; Lucas Otávio, Rafael Longuine e Marquinhos Gabriel; Geuvânio, Gabriel e Ricardo Oliveira.



Corinthians quer reforços, mas negocia Fábio Santos e Petros

O Corinthians, com duas vitórias seguidas, é o quarto colocado, com 13 pontos.






Antes de ir ao México, Fábio Santos negocia dívida com o Corinthians


20 JUN2015
15h36


O lateral-esquerdo Fábio Santos já tem acerto com o Cruz Azul e nem sequer foi relacionado para o este sábado,. Antes de viajar ao México, porém, o jogador vai acertar algumas pendências com o clube alvinegro, que lhe deve dinheiro referente a premiações de títulos.


Os valores da transferência não foram revelados, mas foram considerados bons por todas as partes. Os direitos econômicos de Fábio são divididos entre Corinthians, que detém 40%, e o jogador e seu empresário, Álvaro Serdeira, que detêm os outros 60%.


No fim da última semana, Corinthians, Cruz Azul e Fábio Santos deixaram a saída do jogador encaminhada. As cartas de intenção foram assinadas e, agora, as partes estão em vias de trocar as minutas de contrato para selar a transferência, que deve ser oficializada na segunda-feira.


O Corinthians já esperava que tudo estivesse resolvido na última sexta. O clube já providenciou uma placa em homenagem ao jogador. Fábio Santos chegou ao Timão em 2011 e foi titular das conquistas do Brasileirão, Libertadores, Mundial, Paulistão e Recopa Sul-Americana.











Integrante do Corinthians Campeão da Copa do Brasil em 95, Marcelinho Carioca revela bastidores da decisão
O Pé de Anjo marcou um gol em cada jogo da final e contribuiu diretamente para a conquista alvinegra, que completa 20 anos neste domingo (21)

19h15 20/06/2015 - Agência Corinthians



Marcelinho Carioca marcou 206 gols em 433 partidas no Timão
© Pisco del Gaiso


Um dos maiores ídolos da história do Corinthians, Marcelinho Carioca também relembrou a conquista do Timão na Copa do Brasil de 1995, que completará 20 anos neste domingo (21). Autor de gols no dois jogos da final contra o Grêmio, no Pacaembu e no estádio Olímpico, o Pé de Anjo falou sobre a decisão e destacou a sintonia do elenco campeão.

"O legal de toda aquela trajetória foi a união do grupo. Na época da final, enquanto o Grêmio falava na imprensa que iria dar porrada, a nossa semana acabava com o elenco realizando um churrasco aqui no Parque São Jorge, que servia para descontrair e tirar aquela tensão da importância do jogo. A gente estava extremamente tranquilo para a decisão", disse o ex-camisa 7 alvinegro, que completou falando sobre a atitude dos torcedores gremistas um dia antes da final.

"No último jogo, um dia antes, a torcida do Grêmio tentou tirar nosso sono com mais de três mil torcedores soltando fogos na porta do hotel. Tentou nos perturbar para a decisão. Só que toda a situação contrária que os torcedores faziam se tornavam como motivação para nosso elenco", explicou Marcelinho.

O Pé de Anjo também contou uma história inusitada que aconteceu momentos antes do início do duelo contra o Grêmio, no estádio Olímpico. "Um momento inusitado, porém importante, aconteceu no túnel do estádio, antes de irmos aquecer no gramado. Tinha uns três seguranças enormes que bloqueavam a saída para o gramado olhando de cara feia para gente. Então eu dei uma disfarçada e falei com o resto dos jogadores para nós formarmos uma rodinha. Nessa hora, a gente fingiu que ia se reunir, chamar o grupo todo para fechar antes de entrar e partimos para cima dos seguranças, tipo futebol americano. Começamos a ganhar o título ali, no túnel", revelou Marcelinho Carioca.

No Corinthians, Marcelinho Carioca jogou 433 jogos e marcou 206 gols. Além das grandes partidas e faltas inesquecíveis, o Pé de Anjo ganhou quatro títulos paulistas (1995, 1997, 1999 e 2001), um da Copa do Brasil (1995), dois brasileiros (1998 e 1999) e um do Mundial de Clubes da FIFA (2000).




Henrique relembra conquista da Copa do Brasil de 1995: "Ficará eternizado na minha mente"
Ex-zagueiro do Corinthians foi o capitão da equipe que foi campeã e levantou a taça no estádio Olímpico, onde começou a carreira

19h00 20/06/2015 - Agência Corinthians


Além da Copa do Brasil de 1995, Henrique ganhou mais dois Campeonatos Paulista no Timão
© Pisco del Gaiso


A primeira conquista da Copa do Brasil pelo Corinthians completa 20 anos neste domingo (21). A taça veio após vencer o Grêmio na final em pleno estádio Olímpico, em Porto Alegre-RS. Capitão daquele time, o ex-zagueiro Henrique relembrou o principal momento alvinegro na trajetória do título.

"O que mais me marcou nesta trajetória foi a final. Como eu fui o capitão do time na época, ter a oportunidade de levantar o troféu dentro do estádio do Grêmio, onde eu cresci profissionalmente, foi uma honra muito grande. Também marcou por esta conquista ter sido em um clube grande, com uma torcida maravilhosa, que ficará eternizado na minha mente", explicou o ex-jogador do Timão.

Henrique também falou sobre as taças que conquistou com a camisa do Corinthians. Além da Copa do Brasil, o ex-zagueiro conquistou dois títulos paulistas no Timão. Porém, nenhum em casa, ao lado da Fiel.

"A única coisa que faltou para mim aqui no Corinthians foi ter conquistado um título em casa. Todas as minhas conquistas nós vencemos na casa do adversário. Foi assim com a Copa do Brasil no Olímpico, em Ribeirão Preto no Paulistão de 95 e também o Paulistão de 97, que foi no Morumbi. Agora o Corinthians tem a oportunidade de comemorar em casa, com o novo estádio. Na minha época, comemorávamos fora", recordou.

No Timão, Henrique disputou 292 jogos e marcou 17 gols em seis anos de clube.




Com Marcelinho e Henrique, Timão realiza ''Jogos Eternos'' sobre título da Copa do Brasil de 1995
A dupla campeã pelo Alvinegro compareceu ao Teatro Omni Corinthians e relembrou os principais episódios da conquista, que completa 20 anos neste domingo (21)

15h45 20/06/2015 - Agência Corinthians



A equipe que foi campeã da Copa do Brasil em 1995, vencendo o Grêmio fora de casa na final
© Pisco del Gaiso/Placar


Neste sábado (20), o Corinthians realizou mais uma edição dos "Jogos Eternos", no Teatro Omni Corinthians, localizado no Parque São Jorge. Desta vez, o evento relembrou os 20 anos da conquista da Copa do Brasil de 1995, que serão completados neste domingo (21). A celebração contou com os ex-jogadores alvinegros Marcelinho Carioca e Henrique, que participaram da campanha do título.

Capitão da equipe campeã em 1995, o ex-zagueiro Henrique lembrou da emoção do título. "Vai fazer 20 anos do título, e como eu moro no Sul, estou há muito tempo longe daqui do Corinthians. Tive seis anos aqui de muitas glórias. O título da Copa do Brasil foi muito importante para mim, pois eu era o capitão do time e tive a oportunidade de levantar a taça na casa do Grêmio, onde eu iniciei minha carreira. E o que fica na história do clube, o que marca o nome do jogador são títulos, e eu pude ganhar", explicou o ex-atleta.

A cerimônia também contou com Marcelinho Carioca, que fez gol nos dois jogos da decisão contra o Grêmio. O ex-meia do Timão relembrou um pouco da conquista e elogiou a atitude do clube em homenagear os campeões de 1995. "Primeiro de tudo, gratidão não tem preço, e poder reencontrar grandes amigos como o Henrique é muito bom. Teremos a chance de relembrar toda a nossa trajetória, em um ambiente de trabalho maravilhoso que a gente tinha. As brincadeiras que nós fazíamos... Esta atitude do Corinthians de enaltecer os seus ídolos e seus craques é de grande valia para nós", declarou.

Na final da Copa do Brasil de 1995, o Corinthians encarou o Grêmio em dois jogos difíceis. No primeiro jogo, no Pacaembu, o Timão venceu por 2 a 1, com gols de Viola e Marcelinho Carioca. Na segunda partida, realizada no estádio Olímpico, o Alvinegro conseguiu segurar o ataque gremista e garantiu o título com nova vitória, dessa vez por 1 a 0, gol do camisa 7 da equipe corinthiana.




Malcom participa de decisão e é vice-campeão mundial com a Seleção Brasileira Sub-20
Brasil perdeu na prorrogação para a Sérvia na final do Mundial Sub-20, disputado na Nova Zelândia

13h20 20/06/2015 - Agência Corinthians

Malcom encerrou a passagem pela Seleção Brasileira Sub-20 no Mundial da categoria na madrugada deste sábado (20), pelo horário de Brasília.

















20/06/2015 09h25

Tite espera reforços ao Corinthians e quer cuidado com jogadores das categorias de base
Treinador diz que será cauteloso para colocar garotos na equipe profissional e admite a necessidade de o Corinthians contratar para o restante da temporada


Por Carlos Augusto Ferrari

Marciel é um dos garotos da base no time de cima
(Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

A torcida do Corinthians vai precisar de paciência para ver algum garoto vindo das categorias de base na equipe titular. Em meio às recentes mudanças no elenco, o técnico Tite admitiu a necessidade de contratar reforços e não se mostrou disposto a colocar os garotos tão cedo nas partidas do Campeonato Brasileiro.


– Marciel está trabalhando há bastante tempo, Rodrigo Sam entrou em um jogo (XV de Piracicaba). O Matheus Pereira está agora conosco depois do título do sub-17. O Arana saiu (emprestado para o Atlético-PR), não sei a possibilidade de retornar. É entender quando a equipe estiver preparada para não queimar o atleta. Corre sério risco de a equipe não ir bem e queimar um atleta jovem – afirmou.


Tite não esconde que gostaria de ter aproveitado melhor os meninos no Campeonato Paulista.


No entanto, teve de mudar de planos por causa do regulamento em que as equipes só poderiam inscrever 28 jogadores. Com a regra, os atletas promovidos após a conquista da Copa São Paulo de Juniores passaram boa parte do semestre apenas treinando no CT Joaquim Grava.


As oportunidades no Campeonato Brasileiro só aparecerão em caso de extrema necessidade ou se o Corinthians embalar novamente e permitir que o treinador faça experiências. Para o clássico contra o Santos, neste sábado, às 16h30, na Vila Belmiro, foram relacionados o volante Marciel e o meia Matheus Pereira. Ambos ficarão como opções no banco de reservas.


Marciel, aliás, é quem mais se aproxima de uma chance. Depois das lesões de Cristian e Bruno Henrique, o Timão só conta com Ralf como volante de ofício. Tite vem improvisando Petros na função nos últimos jogos, mas o meio-campista tem negociações avançadas com o Betis, da Espanha, e pode sair a qualquer momento – é provável que isso aconteça na próxima semana.


O técnico, porém, não abre mão da chegada de reforços, principalmente para o ataque após perder Emerson e Guerrero.


Rildo, da Ponte Preta, e Teo Gutiérrez, do River Plate, são os mais cotados neste momento. O treinador também conta com a chegada de um meio-campista de criação. Carlos Sánchez, também do River, era o alvo, mas já declarou que pretende seguir na Argentina.


– O time precisa sempre da melhor condição possível – disse Tite.










 

PRE JOGO
Santos: o técnico Marcelo Fernandes deve escalar: Vladimir, Daniel Guedes, Werley, David Braz e Victor Ferraz; Lucas Otávio, Rafael Longuine e Marquinhos Gabriel; Geuvânio, Ricardo Oliveira e Gabriel.
Corinthians: Tite foi obrigado a mexer na equipe que venceu o Inter. Ralf volta ao meio de campo com a lesão de Cristian. Na lateral esquerda, Uendel é o novo titular com a iminente negociação de Fábio Santos. O treinador também modificou o ataque. Vagner Love, autor do gol da vitória sobre o Colorado, venceu a disputa com Romero e ficou com a vaga.

A escalação DO CORINTHIANS é a seguinte: Cássio, Fagner, Edu Dracena, Gil e Uendel; Ralf e Petros; Jadson, Renato Augusto e Mendoza; Vagner Love.
ESTAO FORA:
Corinthians: Cristian e Bruno Henrique (lesão),Malcom (Seleção sub-20), Elias (Seleção principal). Fábio Santos (negocia transferência para o Cruz Azul, do México).
header pendurados 690 (Foto: arte esporte)


PENDURADOS:
Corinthians: Ralf, Gil e Edilson.











CORINTHIANO ATACANTE MALCOM EM CAMPO PELA SELEÇÃO BRASILEIRA SUB 20, A PARTIR DOS 28 MINUTOS DO SEGUNDO TEMPO, NA FINAL DO MUNDIAL, POR ENQUANTO, 1X1, COM A SERVIA brasil perdeu por 2x1 e ficou com vice