21 de mai de 2015

CORINTHIANS 21/05/2015



Corinthians recusa proposta por jovem meia Matheus Cassini
 Jorge Nicola –


Matheus Cassini participou do Corinthians eneacampeão da copinha (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

* O Corinthians vetou no fim da tarde desta quinta-feira a proposta de R$ 5 milhões do Palermo pelo meia Matheus Cassini. O clube não gostou da forma de pagamento oferecida pelo clube italiano, que pretendia dividir o valor em três parcelas: julho e dezembro deste ano e julho de 2016.

O Corinthians só teria direito a R$ 3,5 milhões, já que detém 70% dos direitos econômicos do garoto de 19 anos, um dos protagonistas na conquista da Copinhajuniores.

Antes de recusar a proposta do Palermo, a diretoria teve uma conversa a portas fechadas com Matheus Cassini, na quarta-feira. Ouviu que ele tem vontade de se tornar ídolo da torcida corintiana e que não pretende sair agora. Tite foi incluído na conversa. Ficou combinado que meia Matheus Cassini vai passar a ter mais chances na equipe principal.

Ele, inclusive, deve ser incluído na delegação que viaja sábado para o Rio de Janeiro















21/5/2015 21h10
Danilo quer renovar com o Corinthians: ''Me sinto em casa''
Jogador tem contrato com o Timão até dezembro de 2015, mas ainda não foi procurado pela diretoria para acertar a renovação
Com 35 anos, Danilo declarou ainda quer jogar por ''mais um ou dois anos'' (Foto Arena/Marco Galvão)

O meia Danilo, de 35 anos, não pensa em parar e muito menos deixar o Corinthians. Nesta quinta-feira (21 de maio), o jogador concedeu entrevista coletiva no CT Joaquim Grava e expôs sua vontade de continuar no Timão. Com contrato até dezembro de 2015, Danilo ainda não foi procurado pela diretoria para saber se renova.

“Não sei o que passa na cabeça da diretoria, ela vai decidir. Se eu não renovar, vou sair com a cabeça erguida. O futebol é dessa forma, temos de entender. Meu pensamento é continuar jogando. Eu me sinto em casa e muito feliz aqui”, declarou.

O lateral-esquerdo Fábio Santos e o volante Ralf também têm contratos até dezembro e aguardam a definição. O último, no entanto, demonstrou ansiedade quanto a um posicionamento da diretoria, que está focada, no momento, em definir a situação de Guerrero, que tem contrato até 15 de julho, e de Sheik, que tem vínculo até o final do mesmo mês, mas deve ser liberado para outro clube.

“Ficamos muito tristes por perder jogadores, mas isso faz parte do futebol.  O importante é que a amizade permanece e o clube continua. E, em todo lugar, o contrato termina e o jogador acaba saindo”, comentou Danilo.

O experiente jogador, que completa 36 anos em julho, ainda declarou que pretende jogador por “mais um ou dois anos”, e quem sabe encerrar a carreira no Timão.

“Eu penso em jogar ainda. Enquanto estiver em campo treinando, tenho poucas lesões, ainda dá para jogar. Penso em jogar mais um ou dois anos. Eu ainda me vejo em condições de jogar. Quando você não vai para o campo, aí é o momento de parar. A partir de julho vou começar a pensar para o ano que vem”.

















21/05/2015 19h25

IMPRENSA ESPECULA QUE Timão crê em blefe sobre ofertas por Guerrero
Diretoria do Corinthians avalia que jogador não tem tantas propostas de outros clubes e aposta que ele ainda aceitará renovação por menos de R$ 18 milhões


Por Carlos A. Ferrari e Diego Ribeiro

A diretoria do Timão já avisou: não desembolsará os R$ 18 milhões que o jogador pede para renovar o contrato por mais três temporadas. A ordem agora é esperar que o centroavante peruano concorde com a redução da pedida para permanecer no clube.

A imprensa diz que os dirigentes corinthianos avaliam que Guerrero dificilmente conseguirá nos mercados europeu e brasileiro valores tão altos por já ter atingido 31 anos. Além disso, nunca foi um jogador de grande destaque no Velho Continente ao passar por Bayern de Munique e Hamburgo, da Alemanha. Outro fator que a imprensa diz que é destacado pelos alvinegros é a crise financeira vivida pela maioria das equipes nacionais e apenas clubes chineses e do mundo árabe poderiam chegar ao valor estipulado. Guerrero, porém, não está disposto a se mudar para lá. Em conversas com seus agentes, o atacante deixou claro que esses destinos são as últimas alternativas.

Guerrero participa do treino do Corinthians nesta quinta (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

A imprensa imagina que o Corinthians avalia que se Guerrero tivesse tantas propostas elevadas assim teria assinado um pré-contrato – ele está livre para isso desde janeiro. Em conversas com o empresário Bruno Paiva, o presidente Roberto de Andrade disse que não tem condições de pagar os R$ 18 milhões e não vai endividar ainda mais o clube para buscar dinheiro no mercado financeiro.


A ideia agora é esperar o passar das semanas para que as sondagens sobre Guerrero não se confirmem, e ele concorde com a redução. O Corinthians não divulga os valores que pensa em pagar. Especula-se, porém, que não seja mais do que R$ 9 milhões, metade do que pretende o jogador.


Corinthians e Guerrero conversam sobre a renovação desde o ano passado. Ainda na gestão do presidente Mário Gobbi Filho, o Timão chegou a oferecer R$ 13 milhões, mas o atacante recusou.


O assunto deve se arrastar por mais algum tempo, até mesmo com Guerrero longe do CT Joaquim Grava. O jogador foi convocado para defender a seleção peruana na Copa América












21/05/2015 18h53

Com contrato no fim, atacante Emerson deve ficar entre reservas do Corinthians Falta de opções no ataque faz Tite recorrer ao atacante, que tem vínculo até 31 de julho e imprensa especula que não deve ser chamado para renovar. Reforço muscular o tira de treino nesta quinta-feira


Por Carlos A. Ferrari e Diego Ribeiro


Emerson compõe elenco até julho (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

Mesmo fora dos planos do Corinthians e avisado de que seu contrato não será renovado, Emerson Sheik deve ser relacionado para a partida deste domingo contra o Fluminense, às 16h (horário de Brasília), no Maracanã. As baixas que o time terá no ataque nas próximas partidas vão fazer a comissão técnica recorrer ao jogador de 36 anos. Ele não será utilizado somente se apresentar um problema físico.


Malcom está fora porque integra a seleção brasileira sub-20, que vai disputar o Mundial da categoria na Nova Zelândia. Guerrero só terá mais dois jogos antes de se apresentar à seleção peruana, que joga a Copa América. E Luciano ainda se recupera de lesão.


Emerson não treinou nesta quinta-feira. Ele participou de uma reunião que todo o elenco teve com o técnico Tite no centro do gramado, antes do início da atividade. Depois, deixou o campo ao lado de Vagner Love para fazer reforço muscular na academia. Mesmo assim, a ideia da comissão técnica é aproveitá-lo no domingo.


O único cuidado de diretoria e comissão técnica é evitar que Emerson chegue à marca de sete partidas no Campeonato Brasileiro – acima deste limite, a CBF proíbe a transferência de um jogador para outro clube da mesma divisão. O atacante atuou duas vezes, nas vitórias sobre Cruzeiro e Chapecoense.



Apesar de negar que tivesse sido procurado pelos dirigentes, o empresário Reinaldo Pitta, responsável por gerir a carreira de Emerson, foi autorizado pelo Timão nesta semana a encontrar uma nova equipe. A decisão está basicamente nas mãos dele. Se conseguir um novo clube,o Corinthians libera Emerson

Com contrato até 31 de julho, o jogador ainda tem mais dois meses de trabalho e cerca de R$ 1 milhão a receber pelo período. Se o Corinthians conseguir a saída antecipada, poderá economizar esse valor.







Zagueiro Felipe assina renovação com Corinthians
21 MAI2015
18h20
atualizado às 18h33

OCorinthians anunciou a renovação de contrato do zagueiro Felipe, Seu contrato válido até 31 de agosto de 2016 poderia ser prorrogado até o final de 2018.

Felipe já assinou o novo acordo com o Corinthians, a exemplo de alguns jogadores novatos, como o goleiro Matheus Vidotto, o defensor Yago e o atacante Malcom. O zagueiro tem 26 anos e chegou ao clube em 2012, . Já acumula 60 partidas como corinthiano, com cinco gols marcados.





















Corinthians treina sem Jadson, de novo com dores, Tite testa Petros

21 MAI2015
17h41
atualizado às 18h08

O técnico Tite começou a esboçar a escalação do Corinthians para a partida contra o Fluminense , no domingo, no Maracanã. No treinamento desta quinta-feira, realizado em campo reduzido, o meio-campista Petros foi testado como titular, o zagueiro Edu Dracena seguiu ao lado de Gil, e o meia Jadson voltou a dar indício de que poderá desfalcar a equipe na terceira rodada doCampeonato Brasileiro .


Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians / Divulgação

O volante Petros virou a solução para a ausência do atacante Malcom, que defenderá a Seleção Brasileira Sub-20 no Mundial da categoria. O jogador treinou aberto na ponta direita, com um pouco mais de liberdade do que ocorria sob o comando de Mano Menezes.

Assim como fez na vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre a Chapecoense , Tite escalou Jadson centralizado, incumbido de ser o principal armador corinthiano. Bastaram alguns minutos de atividade, no entanto, para o atleta reclamar novamente de dor muscular na coxa esquerda e deixar o gramado a passos lentos. Ele já havia acusado o problema quando se aquecia para a movimentação de quarta-feira.


Uendel e Ralf fazem alongamento durante treino desta quintaFoto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians / Divulgação

Sem Jadson, Tite recorreu à entrada de Renato Augusto, recuperado de um trauma na perna esquerda, na equipe de colete laranja. Mais tarde, o meia também foi substituído pelo veterano Danilo.

Na defesa, Edu Dracena começou a deixar de ser uma novidade ao lado de Gil. Felipe, já recuperado da dor nas costas que o tirou da rodada passada do Brasileiro, fica como opção

Dessa maneira, Tite preparou o seguinte time no CT Joaquim Grava: Cássio; Fagner, Edu Dracena, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros, Jadson (Renato Augusto) (Danilo), Mendoza e Guerrero.































21/5/2015 20h41 Em treino no Corinthians, meia Jadson sai com dores e volta a virar dúvida
Meia sentiu dores no músculo adutor da coxa esquerda e teve que ser substituído no treinamento desta quinta-feira

Jadson deixou o treino do Corinthians em poucos minutos nesta quinta-feira (Agência Corinthians)
O técnico Tite iniciou a preparação do Corinthians para o duelo contra o Fluminense, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, e já precisa resolver um problema. O meia Jadson voltou a sentir dores no músculo adutor da coxa esquerda e teve que ser substituído no treinamento desta quinta-feira (21 de maio), no CT Joaquim Grava.

Tite escalou Jadson centralizado, como principal armador da equipe, mas em poucos minutos viu o jogador deixar o treinamento rumo ao departamento médico. Na quarta-feira, o meia já tinha sentido dores. A primeira mudança do técnico foi colocar Renato Augusto, que está recuperado de um trauma na perna, como substituto. Mais tarde, o treinador mudou novamente e colocou Danilo.

Sem contar com Malcom, que defenderá a Seleção Brasileira sub-20 no Mundial da categoria, Tite testou o atacante Petros, que atuou aberto pela direita. Ao lado de Gil, na defesa, o treinador manteve Edu Dracena, que parece ter conquistado a posição de Felipe. Os atacantes Emerson Sheik e Vagner Love sequer apareceram no campo.

Sendo assim, o técnico Tite escalou o Corinthians com a seguinte formação nesta quinta: Cássio, Fagner, Edu Dracena, Gil e Fábio Santos; Ralf; Petros, Elias, Jadson (Renato Augusto, depois Danilo) e Mendoza; Guerrero.











21/05/2015 18h17min22)

Agora reserva, Felipe assina renovação de contrato com o Corinthians
Helder Júnior
O Corinthians anunciou a renovação de contrato de um dos comandados de Tite no final da tarde desta quinta-feira. Não se trata do centroavante peruano Guerrero, que pede alto para ficar além de 15 de julho, ou do atacante Emerson, com vínculo até o final do mesmo mês. O lateral esquerdo Fábio Santos, o volante Ralf e o meia Danilo também precisarão aguardar para saber se seguirão no clube após o final do ano. O premiado foi o zagueiro Felipe, com negociação menos dispendiosa.

Contestado por boa parte da torcida, Felipe perdeu recentemente a sua vaga entre os titulares do Corinthians para o experiente Edu Dracena. Ainda assim, contou com as oportunidades que recebeu de Tite em 2015 para convencer a diretoria de que o seu contrato válido até 31 de agosto de 2016 poderia ser prorrogado até o final de 2018.

Felipe já assinou o novo acordo com o Corinthians, a exemplo de alguns jogadores novatos, como o goleiro Matheus Vidotto, o defensor Yago e o atacante Malcom. O zagueiro tem 26 anos e chegou ao clube em 2012, vindo do Bragantino. Já acumula 60 partidas como corintiano, com cinco gols marcados.
Djalma Vassão/Gazeta Press


Felipe ficou na reserva no treino desta quinta-feira






















Corinthiano Danilo: "Pensamos grande. Temos de pensar na vitória desde o início"
Meia disse que mesmo com a dificuldade do próximo compromisso do Corinthians, contra o Fluminense fora de casa,

17h36 21/05/2015 - FutebolAgência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Ag. CorinthiansDanilo concedeu coletiva após o treino no CT Dr. Joaquim Grava


De olho na partida do Corinthians contra o Fluminense no Maracanã, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro 2015, o elenco fez mais um treino no CT Dr. Joaquim Grava, na tarde desta quinta-feira (21). Após a atividade, Danilo falou sobre o próximo compromisso, destacando a dificuldade do confronto, mas sem perder o foco no objetivo do Timão.

“Não podemos perder pontos”, declarou o meia do Corinthians. “Jogar lá não é fácil, mas pensamos grande e temos de pensar na vitória desde o início”, completou o camisa 20.

O Corinthians enfrenta o Fluminense neste domingo (24), às 16h. O Timão lidera a classificação do Brasileirão 2015 depois de vencer os dois primeiros jogos disputados na competição.









21/05/2015 17h35min01)
Em treino no Corinthians, Tite testa Petros como titular, mantém Edu Dracena e tem desfalque de Jadson
Helder Júnior

O técnico Tite começou a esboçar a escalação do Corinthians para a partida contra o Fluminense, no domingo, no Maracanã. No treinamento desta quinta-feira, realizado em campo reduzido, o meio-campista Petros foi testado como titular, o zagueiro Edu Dracena seguiu ao lado de Gil e o meia Jadson sentiu dores de novo e ficou de fora.

O volante Petros virou a solução para a ausência do atacante Malcom, que defenderá a Seleção Brasileira sub-20 no Mundial da categoria. O jogador treinou aberto na ponta direita, com um pouco mais de liberdade do que ocorria sob o comando de Mano Menezes.

Assim como fez na vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre a Chapecoense, Tite escalou Jadson centralizado, incumbido de ser o principal armador corintiano. Bastaram alguns minutos de atividade, no entanto, para o atleta reclamar novamente de dor muscular na coxa esquerda e deixar o gramado a passos lentos. Ele já havia acusado o problema quando se aquecia para a movimentação de quarta-feira.
Djalma Vassão/Gazeta Press

Corinthiano Petros ganhou a chance de mostrar a sua utilidade para Tite

Sem Jadson, Tite recorreu à entrada de Renato Augusto, recuperado de um trauma na perna esquerda, na equipe de colete laranja. Mais tarde, o meia também foi substituído, pelo veterano Danilo.

Na defesa, Edu Dracena começou a deixar de ser uma novidade ao lado de Gil. O experiente defensor ganhou a posição que era do contestado Felipe, já recuperado da dor nas costas que o tirou da rodada passada do Brasileiro.

Dessa maneira, Tite preparou no CT Joaquim Grava o Corinthians com: Cássio; Fagner, Edu Dracena, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros e Jadson (Renato Augusto) (Danilo), Mendoza e Guerrero.
Djalma Vassão/Gazeta Press


Edu Dracena se firmou como titular 

Ainda sem a concretização do acordo para se transferir ao Palermo, da Itália, o jovem meia Matheus Cassini trabalhou normalmente entre os reservas. O mesmo não ocorreu com os atacantes Emerson, cujo contrato vencerá em 31 de julho e não deverá ser renovado, Vagner Love e Luciano. O trio não apareceu no gramado.

Com tantas baixas ofensivas na formação reserva, o paraguaio Romero aproveitou para mostrar serviço. Ele marcou um gol de cabeça na primeira parte do treinamento, após cruzamento da esquerda.









Danilo diz ter intenção de renovar com Corinthians
Danilo: ' Se ficar melhor porque me sinto em casa' Imprensa não tem base para falar de futebol, entáo só fala de fofoca e especulçóes fora de campo: Entrevista do coletiva do camisa 20 não tem perguntas sobre o jogo Questionamentos apenas sobre possíveis não renovações...

Rodrigo Vessoni - 21/05/2015 - 18:08 


Danilo concedeu entrevista coletiva no CT (crédito: Rodrigo Vessoni)

Danilo foi colocado na equipe titular do Corinthians no trabalho realizado por Tite na tarde desta quinta-feira no CT. O próximo compromisso da equipe será neste domingo, contra o Fluminense, no Rio de Janeiro. Mas nada disso fez parte da entrevista coletiva do meia, realizada poucos minutos depois da atividade tática. Os questionamentos para o camisa 20 foram em cima das renovações de contrato dos principais jogadores e de possíveis saídas dos mais experientes.

Com a tranquilidade de sempre, Danilo evitou entrar em polêmica e/ou confirmar qualquer transferência antecipada dos seus colegas. Em relação à situação do seu contrato, que termina no dia 31 de dezembro, o meia deixou claro que a intenção é permanecer no Corinthians, mas sabe que há possibilidade de isso não acontecer devido ao cenário caótico financeiro do clube de Parque São Jorge.

- Faz parte, a gente fica chateado se alguém sair porque nosso grupo vem junto há muito tempo. Nosso grupo e nossa amizade é grande, quando sai muita gente não é muito boa, sai gente que está adaptada e chega outra que ainda tem de adaptar, mas acontece com todos os clubes. O Corinthians continuará sem todo mundo, todos têm sua parcela e importância, mas o clube continuará - afirmou.

- A gente não sabe o que passa na cabeça da diretoria, vou dar meu máximo até o final. Se eu não renovar, sairei de cabeça erguida. Se renovar será melhor, porque me sinto em casa. Temos de respeitar as decisões - completou.

O camisa 20 afirmou entender que o noticiário corinthiano, neste momento, seja apenas do extracampo. Na sua visão, situação natural. (Porém fato deve-se a imprensa que adora fofocar)
- A gente sabe que fica por conta da diretoria, futebol é muito do momento, vem cobranças assim depois da eliminação. No fim do ano, tem eu, Fábio, Ralf. Agora Sheik e Guerrero. Temos de continuar trabalhando, faz parte isso. Isso acontece, todo jogador passa por isso. A gente tem uma história bonita, o momento do clube a gente não sabe o que acontece, o pensamento é o de ficar, eu entendo e não fico magoado. Tenho contrato até o fim do ano e darei o meu máximo até o fim do ano - lembrou.

- Se a gente tivesse classficado ou sido campeão da Libertadores, não precisaria renovar nada, né? Mas faz parte do futebol, é assim mesmo. Ter jogadores da base é importante para o clube, quanto mais melhor - completou o meia, ao responder sobre a necessidade de renovar o elenco

Danilo deixou claro que a falta de pagamento de parte dos direitos de imagem, que afeta cerca de dez jogadores, é um assunto que ele não gosta de falar. O camisa 20, que está no clube desde janeiro de 2010, lembrou que essa questão nunca fez parte do seu cotidiano no Corinthians.

- Eu vou fazer seis anos, foram momentos bons. Esse momento tem de levar em consideração, é um momento complicado que estamos passando, a diretoria sempre foi correta, estamos dando o nosso máximo porque uma hora ou outra, a coisa vai se acertar - lembrou.

- É difícil, esse período eu passei as duas fases, pós-Tolima para ganhar tudo. Esse clube a gente passou a torcer bastante, depois a coisa se resolve e volta a dar tudo certo. Tem de levantar a cabeça, queríamos chegar à final (da Libertadores). Todo mundo vai dar o máximo para dar a volta por cima - finalizou.

Danilo deixou claro que, no Corinthians ou não, sua intenção é atuar mais um ou dois anos.







(21/05/2015 18h02min )
Meia Danilo segue tranquilo no Corinthians
Helder Júnio

O meia Danilo não perde a tranquilidade característica nem mesmo quando é o seu futuro que está em jogo.

“Sempre penso em ficar. Não me falaram nada, mas entendo e não fico magoado. Isso acontece, ainda mais em um momento como o que o Corinthians está enfrentando. Todo clube é assim. O time continua, o jogador passa”, conformou-se Danilo, decisivo em algumas das conquistas mais importantes da história corintiana.

Danilo tem contrato válido até o final do ano, assim como o lateral esquerdo Fábio Santos e o volante Ralf, este ansioso por definição.
Djalma Vassão/Gazeta Press


Suando bastante após o treino desta quinta-feira, Danilo avisou: "Vou dar o meu máximo até o final do contrato"


O presidente Roberto de Andrade, no momento, busca soluções para quitar as dívidas referentes a diretos de imagem de boa parte do elenco e tenta manter esperanças de renovar o contrato do peruano Guerrero, que vencerá em 15 de julho. O também atacante Emerson, com vínculo até o final do mesmo mês, já não inspira a mesma vontade na diretoria.

“Ficamos muito tristes por perder jogadores, mas isso faz parte do futebol. O importante é que a amizade permanece e o clube continua. Sabemos que as coisas vão muito de acordo com o momento. Agora, vieram as cobranças. E, em todo lugar, o contrato termina e o jogador acaba saindo”, comentou Danilo, outra vez compreensivo.

O experiente atleta manteve essa postura ao minimizar o atraso nos seus vencimentos. Só avisou que, se não for procurado pelo Corinthians, começará a planejar a sequência de sua carreira a partir de julho. “Caso possa continuar, melhor, porque me sinto em casa. Sou muito feliz aqui. Mas sei que o futebol é dessa forma e respeito as opiniões de todos. Mesmo saindo do Corinthians, penso em seguir jogando. Graças a Deus, sou um jogador que sofre poucas lesões. Ainda me vejo em condições de atuar mais um ou dois anos”, concluiu Danilo, que completará 36 em 11 de junho.






21/05/2015 17h45

Danilo quer renovar com o Timão e jogar por mais "um ou dois anos"
Meia tem contrato até dezembro e aguarda chamado da diretoria para discutir novo contrato. Sem ver fim de ciclo, ele espera encerrar carreira no clube alvinegro


Por Carlos A. Ferrari e Diego Ribeiro


Danilo concede entrevista coletiva no CT alvinegro nesta quinta-feira (Foto: Diego Ribeiro)


Um dos jogadores mais vitoriosos da história recente do Corinthians, o meia Danilo aguarda um chamado da diretoria alvinegra para definir se renova ou não seu contrato com o clube, válido até dezembro deste ano. Mesmo reticente por causa do tratamento recente do Timão com Emerson e Guerrero, ele espera ficar e jogar por mais algum tempo antes de encerrar a carreira.


Além de Danilo, o lateral-esquerdo Fábio Santos e o volante Ralf têm contratos até dezembro. Antes, o Corinthians vai definir a situação de Guerrero, com vínculo até 15 de julho, e Emerson, que será liberado para procurar outro clube.


– Todo clube é assim, todo jogador passa por isso. Ainda mais com a nossa história aqui. Temos uma história muito bonita, mas sabemos que tem o momento do clube, não sabemos o que pensam. O pensamento sempre é ficar, mas até agora não tem nada. Entendo e não fico magoado. Tenho contrato e vou dar meu máximo até o final – afirmou Danilo, de 35 anos.

A intenção do meia é ficar no Corinthians, clube que defende desde 2010, e possivelmente encerrar sua carreira no Parque São Jorge.

– Eu penso em jogar ainda. Enquanto estiver em campo treinando, tenho poucas lesões, ainda dá para jogar. Penso em jogar mais um ou dois anos. Eu ainda me vejo em condições de jogar. Quando você não vai para o campo, aí é o momento de parar. A partir de julho vou começar a pensar para o ano que vem – esclareceu Danilo.

Ao contrário do volante Ralf, que mostrou preocupação em entrevista coletiva na quarta-feira, o meia está tranquilo. Com 280 jogos e 30 gols com a camisa corinthiana, Danilo sabe que terá lugar cativo na história do Corinthians.

– Não sei o que passa na cabeça da diretoria, ela vai decidir. Se eu não renovar, vou sair com a cabeça erguida. O futebol é dessa forma, temos de entender. Meu pensamento é continuar jogando. Eu me sinto em casa e muito feliz aqui – avisou o jogador.

Danilo pode ser titular no jogo do próximo domingo contra o Fluminense, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. As dores na coxa de Jadson e a recuperação física de Renato Augusto podem reabrir espaço para o meia de 35 anos.










Jadson sente, deixa treino e time titular do Timão no Rio vira incógnita
Camisa 10 inicia entre os titulares, mas sai após sentir desconforto no músculo adultor da coxa esquerda. Renato Augusto é colocado em seu lugar. Na sequência, Danilo entra...

Rodrigo Vessoni - 21/05/2015 - 17:43

Jadson deixou o treino mais cedo e é dúvida no Corinthians(crédito: Reginaldo Castro)


Jadson virou dúvida no Corinthians para a partida contra o Fluminense, neste domingo, às 16h, no Maracanã. No trabalho tático realizado na tarde desta quinta-feira, o camisa 10 do Corinthians sentiu dores no músculo adultor da coxa esquerda, deixou o gramado e foi para a sala de fisioterapia do CT Joaquim Grava. Como já tinha sentido o mesmo problema no dia anterior, o meia virou dúvida para o jogo diante dos cariocas.

Renato Augusto, que não atuou na vitória do Corinthians por 1x0 sobre a Chapecoense devido a dores na perna esquerda, foi colocado em seu lugar na equipe titular. Após um certo período, o técnico Tite optou pela entrada de Danilo. Os dois jogadores disputam a vaga de Jadson. O Corinthians será o seguinte: Cássio, Fagner, Edu Dracena, Gil e Fábio Santos; Ralf; Elias, Petros e Renato Augusto (Danilo); Mendoza e Guerrero.
Os atacantes Emerson e Vagner Love estiveram no gramado apenas antes de a bola rolar. A dupla, assim como Luciano, participou do bate-papo de Tite durante cerca de 15 minutos. Na sequência, entraram para a parte interna do CT. Emerson não deve ser mais aproveitado, já que dificilmente terá seu contrato renovado. Love, por sua vez, ainda é tratado pela comissão técnica como um jogador que necessita de melhores cuidados na parte física.

Corinthians e Fluminense se enfrentam neste domingo, às 16h, no Maracanã, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O Timão é líder da competição nacional, com duas vitórias em dois jogos.










Corinthiano Danilo: "Pensamos grande. Temos de pensar na vitória desde o início"
Meia disse que mesmo com a dificuldade do próximo compromisso do Corinthians, contra o Fluminense fora de casa, a equipe não pode pensar em perder pontos
17h36 21/05/2015 - FutebolAgência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Danilo concedeu coletiva após o treino no CT Dr. Joaquim Grava


De olho na partida contra o Fluminense no Maracanã, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro 2015, o elenco do Corinthians fez mais um treino no CT Dr. Joaquim Grava, na tarde desta quinta-feira (21). Após a atividade, Danilo falou sobre o próximo compromisso, destacando a dificuldade do confronto, mas sem perder o foco no objetivo do Timão.

“Não podemos perder pontos”, declarou o meia do Corinthians. “Jogar lá não é fácil, mas pensamos grande e temos de pensar na vitória desde o início”, completou o camisa 20.

O Corinthians enfrenta o Fluminense neste domingo (24), às 16h. O Timão lidera a classificação do Brasileirão 2015 depois de vencer os dois primeiros jogos disputados na competição.

























Aberto a propostas, Guerrero mantém pedida e aguarda oferta do Timão
Empresa que agencia a carreira do peruano ouve interessados desde o início de maio. Corinthians ainda não fez proposta oficial para tentar manter o camisa 9 depois de julho

Felipe Bolguese - 21/05/2015 - 17:31


Guerrero tem contrato com o Corinthians até 15 de julho (Foto: Mauro Horita/AGIF)

Desde o começo de maio, a empresa que agencia a carreira de Guerrero, começou a ouvir propostas de outros clubes.  A pedida segue a mesma feita ao Corinthians no ano passado: R$ 18 milhões de luvas e salários na casa dos R$ 500 mil mensais. Até agora, porém, tudo não passou de consultas e contrapropostas. O Corinthians segue a prioridade, mas a espera está chegando ao fim...

Desde que o presidente Roberto de Andrade assumiu o cargo, no dia 7 de fevereiro, não houve qualquer reunião formal para tratar da renovação de contrato do peruano. Conversas sobre o assunto ocorrem apenas entre duas pessoas: o próprio presidente e o empresário Bruno Paiva. Ninguém mais tem aval para negociar. Paiva aguarda desde o início do mandado de Andrade uma proposta, o que ainda não aconteceu por conta das dificuldades financeiras enfrentadas pelo Timão. Em um dos contatos, informou que esperaria passar março e abril e, se não houvesse novidade, começaria a ouvir outros interessados. E assim fez.

Guerrero reforçou que tem o desejo de atuar na Europa e prioriza as propostas do Velho Continente, mesmo que não sejam dos considerados clubes "Top". O discurso de que no Brasil só defende o Corinthians pode ser mudado caso todos os seus desejos sejam atendidos por algum clube da Série A. Para qualquer outro, porém, a exigência é receber o valor de luvas à vista.

Tanto o jogador como a OTB ainda esperam a proposta do Corinthians. A diretoria busca a melhor composição para oferecer um novo contrato ao camisa 9, mas já avisou que não tem como pagar nada agora e que, se os valores forem mantidos, não haverá negócio. Há cerca de dez dias, o clube conseguiu um empréstimo bancário de cerca de R$ 7 milhões e quitou parte das dívidas com alguns jogadores do elenco, entre eles Guerrero. Os débitos eram referentes a direitos de imagem e premiações.

O contrato do centroavante acaba em 15 de julho e, já no início de junho, ele se juntará à seleção do Peru para a disputa da Copa América no Chile. As partes esperam se resolver a questão antes da viagem, uma vez que, na pior das hipóteses, ele retorna ao Brasil entre os dias 22 e 25 de junho.















Zagueiro Felipe renova contrato com o Corinthians
17h24 21/05/2015 - FutebolAgência Corinthians



© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Felipe já realizou 60 jogos pelo Corinthians e marcou cinco gols
O Sport Club Corinthians Paulista confirma a renovação do zagueiro Felipe, de 26 anos, até dezembro de 2018. A exemplo de Felipe, recentemente foram renovados os contratos de Matheus Vidotto, Yago e Malcom.

Contratado em 2012 junto ao Bragantino, o zagueiro Felipe já realizou 60 jogos pelo Corinthians e marcou cinco gols.

















21/5/2015 16h42 -
Corinthians quer renovar com Guerrero só se este abaixar valores


Corinthians tenta renovar com Guerrero se este baixar pedida(Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)


O Corinthians mudou a estratégia nas negociações para renovação de contrato com Guerrero, pois tem mais tempo para conversar com o jogador e, desta forma, conseguir mantê-lo no elenco com valores reduzidos
A intenção é manter contato com os procuradores do peruano por meio do presidente Roberto de Andrade, mas sempre mantendo a calma para evitar pagar os 7 milhões de dólares (R$ 21 milhões) para renovar e mais os R$ 500 mil mensais de salários, que inclui valor fixado na carteira de trabalho mais os direitos de imagem.

A diretoria do Corinthians acredita que nenhum clube brasileiro conseguirá ofecerecer valor maior do que o já proposto pelo clube (R$ 13 milhões de luvas e R$ 400 mil por mês).





























































Fiel elege os cinco gols mais bonitos do Timão na Arena Corinthians pelo Facebook
Os mais votados serão exibidos no telão do estádio no dia do jogo Corinthians x palmeir2as, pelo Brasileirão 2015, na comemoração de um ano da inauguração
16h24 21/05/2015 - Redes SociaisAgência Corinthians
© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Gol de Elias em Corinthians 2x0 5P pela Libertadores da América 2015 está na lista

A Arena Corinthians vai celebrar o primeiro aniversário no telão antes e durante o próximo jogo do Corinthians em casa, contra o Palmeiras, no próximo domingo (31), pelo Campeonato Brasileiro 2015. Serão exibidos os cinco gols mais bonitos do Timão marcados no estádio, eleitos pela Fiel no Facebook.

Para participar da enquete, basta entrar naconta oficial do Alvinegro no Facebook e escolher o gol preferido entre os 10 citadosneste post.

Na lista, estão os seguintes gols:

Elias em Corinthians 4x0 Once Caldas-COL (Libertadores da América 2015)

Elias em Corinthians 2x0 5P (Libertadores da América 2015)

Emerson em Corinthians 5x3 Penapolense (Paulistão 2015)

Fabio Santos em Corinthians 2x1 Criciúma (Brasileirão 2014)

Guerrero em Corinthians 3x2 5P (Brasileirão 2014)

Guerrero em Corinthians 4x0 Danubio-URU (Libertadores 2015)

Jadson em Corinthians 1x1 Botafogo (Brasileirão 2014)

Jadson em Corinthians 3x0 Mogi Mirim (Paulistão 2015)

Mendoza em Corinthians 2x2 palm (Paulistão 2015)

Renato Augusto em Corinthians 3x1 Bragantino (Copa do Brasil 2014)

Curta a página oficial do Corinthians no Facebook e participe!

https://www.facebook.com/corinthians?fref=ts









Marketing do Corinthians confirma novo parceiro do futebol
O aplicativo 99Taxis patrocinará o manto da equipe profissional
17h 21/05/2015 - MarketingAgência Corinthians
© Divulgação99
Taxis passa a ocupar os espaços do omoplata na camisa do Corinthians
O Departamento de Marketing do Sport Club Corinthians Paulista acertou mais um parceiro comercial para o futebol do clube. Nesta quinta-feira (21), foi assinado o contrato de patrocínio com o aplicativo 99Taxis para a equipe profissional.

A marca do aplicativo 99Taxis passa a ocupar os espaços do omoplata na camisa do Corinthians já no fim de semana, no jogo de domingo (24), pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Fluminense no Maracanã. O contrato entre as partes foi formalizado nesta quinta, e a marca 99Taxis ficará no manto alvinegro até o fim da temporada 2015.

Além da estreia no omoplata, haverá uma ação especial neste domingo. Em alusão ao novo patrocinador, o atacante Guerrero deverá jogar com o número 99 nas costas da camisa.


Corinthiano Guerrero usará camisa 99 no domingo

LANCEPRESS! - 21/05/2015 - 17:23 



Nova parceira do Corinthians, a 99Taxis, empresa de aplicativo de celular que oferece serviços de táxi, fará uma ação especial no duelo deste domingo, diante do Fluminense, no Maracanã, pelo Brasileirão. O centroavante Paolo Guerrero, camisa 9 do Timão, vestirá o número 99. A empresa acertou nesta semana patrocínio para ocupar o espaço dos ombros da camisa até o fim deste ano. Os valores ficaram em torno de R$ 3,5 milhões (Foto: Divulgação)




SeguirCorinthiansConta verificada‏@Corinthians

Confirmado! O aplicativo @99taxis é o novo patrocinador do Timão. A marca ficará no #mantoalvinegro até o fim do ano.


Link permanente da imagem incorporada









21/05/2015 16h55

Tite tem dúvida no meio de campo do Corinthians
Com meia Jadson deixando o treino mais cedo por causa de dores na coxa esquerda: continua como incógnita. Renato Augusto e Danilo são testados

Por Carlos A. Ferrari e Diego Ribeiro


Jadson voltou a sentir dores e deixou o treino (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

O técnico Tite tem um problema para resolver no meio de campo do Corinthians antes de enfrentar o Fluminense, domingo, às 16h, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. O meia Jadson voltou a sentir dores no músculo adutor da coxa esquerda e precisou ser substituído, no treino desta quinta-feira à tarde, no CT Joaquim Grava. Renato Augusto e Danilo são as alternativas para a vaga.

Jadson fez apenas o aquecimento no trabalho de quarta e retornou aos vestiários. Nesta quinta, isso praticamente se repetiu. Depois de aquecer normalmente no gramado, ele chegou a participar de alguns minutos da atividade com a equipe considerada titular, mas teve um novo desconforto no local e rapidamente voltou ao departamento médico para fazer tratamento.


Renato Augusto, que regressava aos treinos depois de um período ausente em virtude de dores na perna esquerda, ficou com o lugar. Tite o manteve por cerca de dez minutos na função e logo em seguida optou por uma alteração. Danilo foi colocado na equipe, mostrando que o treinador está em dúvida sobre quem jogará.


Tite colocou o Timão no esquema 4-1-4-1, base desde o início da temporada. A diferença é que Petros agora faz a função de atuar mais aberto pelo lado direito do meio de campo, posição que anteriormente era ocupada por Jadson. Elias, pelo meio, e Mendoza, praticamente como um ponta esquerda, completaram o setor.


Os atacantes Emerson e Vagner Love sequer apareceram no campo. De acordo com o departamento de comunicação do clube, ambos permaneceram na academia. Emerson não terá o contrato renomado pelo clube e provavelmente sairá antes do fim do contrato, em julho. Já o “Artilheiro do Amor” não conseguiu render o esperado até o momento e vem recebendo críticas da torcida.


O Corinthians treinou com a seguinte formação nesta quinta: Cássio, Fagner, Edu Dracena, Gil e Fábio Santos; Ralf; Petros, Elias, Jadson (Renato Augusto, depois Danilo) e Mendoza; Guerrero.





17:18 Fim da entrevista coletiva de Danilo no CT Joaquim Grava! Obrigado pela audiência de todos vocês. Até a próxima...
17:17 "Em relação ao Sheik não sabemos de nada, em relação ao Cassini é da base, ele nem estreou ainda, é difícil a gente falar sobre isso. Tem talento, torcemos para o melhor na carreira dele"

17:15 "É difícil, esse período eu passei as duas fases, pós-Tolima para ganhar tudo. Esse clube a gente passou a torcer bastante, depois a coisa se resolve e volta a dar tudo certo. Tem de levantar a cabeça, queríamos chegar à final (da Libertadores). Todo mundo vai dar o máximo para dar a volta por cima"

17:14 "É difícil, esse período eu passei as duas fases, pós-Tolima para ganhar tudo. Esse clube a gente passou a torcer bastante, depois a coisa se resolve e volta a dar tudo certo"

17:12 "Penso em jogar, enquanto eu tiver em campo e treinando, com ritmo, ainda penso em jogar um ou dois anos. É difícil falar sobre isso (aposentadoria). Se eu não tivesse como treinar, seria o momento de parar. Tenho contrato até o fim do ano, depois de julho eu pensarei nisso"

17:11 "Se a gente tivesse classficado ou sido campeão da Libertadores, não precisaria renovar nada, né? Mas faz parte do futebol, é assim mesmo. Ter jogadores da base é importante para o clube, quanto mais melhor"

17:10 "A gente sabe que essa parte é da imprensa e da torcida, nós jogadores temos de focar no Brasileiro e nos jogos. A cobrança é grande, é pensar no jogo a jogo"

17:08 "Faz parte, a gente fica chateado se alguém sair porque nosso grupo vem junto há muito tempo. Nosso grupo e nossa amizade é grande, quando sai muita gente não é muito boa, sai gente que está adaptada e chega outra que ainda tem de adaptar, mas acontece com todos os clubes. O Corinthians continuará sem todo mundo, todos têm sua parcela e importância, mas o clube continuará"

17:07 "A gente não sabe o que passa na cabeça da diretoria, vou dar meu máximo até o final. Se eu não renovar, eu sairei de cabeça seguida. Se renovar será melhor, porque me sinto em casa"

17:06 "Eu vou fazer seis anos, foram momentos bons. Esse momento tem de levar em consideração, é um momento complicado que estamos passando, a diretoria sempre foi correta, estamos dando o nosso máximo porque uma hora ou outra, a coisa vai se acertar"

17:05 "Isso acontece, todo jogador passa por isso. A gente tem uma história bonita, o momento do clube a gente não sabe o que acontece, o pensamento é o de ficar, eu entendo e não fico magoado. Tenho contrato até o fim do ano e darei o meu máximo até o fim do ano"

17:04 "Temos um treinador que sempre fala com todo mundo, não podemos perder pontos, jogar lá não é fácil, mas pensamos grande e temos de pensar na vitória desde o início"

16:59 Danilo: "A gente sabe que fica por conta da diretoria, futebol é muito do momento, vem cobranças assim depois da eliminação. No fim do ano, tem eu, Fábio, Ralf. Agora Sheik e Guerrero. Temos de continuar trabalhando, faz parte isso"

16:59 Danilo já está na sala de imprensa do CT Joaquim Grava!

16:48 Fim do treino! Danilo falará com os jornalistas em instantes.


16:44 Tite mantém os 11 titulares, com Danilo no meio. Segue o trabalho em campo reduzido. Diretor Sérgio Janikian acompanha do lado de fora, perto de um dos bancos na beira do gramado.

16:44 Tite mantém os 11 titulares, com Danilo no meio. Segue o trabalho em campo reduzido. Diretor Sérgio Janikian acompanha do lado de fora, perto de um dos bancos na beira do gramado.

16:40 Retomando a equipe titular do Corinthians neste momento: Cássio, Fagner, Edu Dracena, Gil e Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros, Danilo e Mendoza; Guerrero.

16:39 Enquanto rola o trabalho tático, o preparador Mauri Lima faz trabalho com os goleiros Matheus Vidotto, Zé Guilherme e Caíque.
16:39 Sai Renato Augusto, entra Danilo. Tite testa o camisa 20 entre os titulares pela primeira vez no trabalho tático no CT. Nas outras posições, seguem os mesmos jogadores.


16:38 Segue o treino tático. Mendoza está do lado direito do ataque, ao lado de Guerrero, que fica mais centralizado. Atrás, Renato Augusto e Petros tentam fazer a bola chegar aos dois.

16:38 Equipe reserva dá trabalho aos titulares e faz Cássio trabalhar. Goleiro já fez duas boas intervenções no trabalho tático.

16:21 Assessoria de imprensa informa que Jadson saiu do treino por um desconforto no músculo adutor da coxa esquerda. Camisa 10 vira dúvida no Corinthians para a partida de domingo, no Maracanã.

16:21 Assim como na quarta-feira, Jadson deixa o treino e vai para a parte interna do CT. Renato Augusto ocupa seu lugar entre os titulares.
16:20 Obs: fotógrafos e cinegrafistas não puderam fazer imagens da reunião. Normalmente, Tite proíbe o registro apenas de atividades de bola parada.
16:19 Antes do treino, Tite reuniu jogadores e comissão técnica para uma conversa que durou cerca de 20 minutos. Não havia diretores nem assessores de imprensa na resenha do treinador, que gesticulava bastante.
16:18 Renato Augusto treina entre os reservas porque ainda precisa de melhor condicionamento físico. O meia ficou cerca de dez dias no DM por conta de um trauma na perna esquerda.
16:17 Emerson Sheik, Vagner Love e Luciano estão na parte interna do CT. A assessoria de imprensa do Corinthians ainda não confirmou os motivos que fazem eles não irem a campo na tarde desta quinta-feira.
16:16 Os reservas com a seguinte formação: Walter, Edilson, Felipe, Yago e Uendel; Cristian, Bruno Henrique, Danilo e Renato Augusto; Matheus Cassini e Romero.
16:16 Os titulares do Corinthians estão com a seguinte formação:
Cássio, Fagner, Edu Dracena, Gil e   Fábio Santos; Ralf, Elias, Petros, Jadson, Mendoza e Guerrero.

16:15 Jadson, que deixou o treino da última quarta, com dores na coxa esquerda, está no campo e treina sem problemas. Ele está escalado como titular.

16:15 Tite faz treino em campo reduzido e coloca titulares e reservas para se enfrentarem.

16:14 O Timão enfrenta o Flu, às 16h deste domingo, no Maracanã, pela terceira rodada do Brasileirão.

16:13 Boa tarde, internauta! Nesta quinta-feira, o LANCE! acompanha o treino do Corinthians no CT Joaquim Grava. Veja aqui as principais notícias do clube.










21/5/2015 12h57
Corinthiano Mendoza quer confirmar titularidade
Atacante colombiano tentará aproveitar a oportunidade
Mendoza terá a oportunidade de se firmar como titular no Corinthians (Daniel Augusto Jr/ Ag Corinthians)


O Corinthians não está muito interessado em renovar o contrato do atacante Emerson, está desfalcado dos atacantes Malcom, com Seleção sub 20 e Luciano, no DM, e ainda conversa por reovação contratual do centroavante Guerrero. Assim, reforço para esta temporada, o colombiano  Mendoza se tornou uma das alternativas do treinador, e revelou que espera confirmar sua titularidade com boas atuações no decorrer do Campeonato Brasileiro.

"Independentemente do fato de outros jogadores não estarem aqui, tenho que aproveitar a oportunidade. É uma fase um pouco complicada, mas estamos retomando o nosso nível e a confiança. A torcida pode acreditar em mim. Estou me sentindo totalmente capacitado e tenho muita vontade de ajudar o time", disse o atacante.

Além da possível não renovação de Emerson Sheik e negociação difícil com Guerrero, Luciano tem sofrido nesta temporada com algumas lesões, deixando o setor ofensivo corintiano com apenas três peças: Vagner Love, Mendoza e Malcom, que irá desfalcar a equipe por até três semanas para defender a Seleção Brasileira no Mundial Sub-20, que será disputado na Nova Zelândia.














Convocação da assembleia geral extraordinária do Sport Club Corinthians Paulista

12h30 21/05/2015 - InstitucionalAgência Corinthians


Prezado (a) Associado (a),

Não deixe de comparecer à Assembleia Geral Extraordinária, que acontecerá no próximo sábado, das 10h às 16h, na Sede Social do Sport Club Corinthians Paulista (Parque São Jorge).

Seu voto é fundamental para que possamos obter a redução de impostos, receber verbas públicas e benefícios que contribuirão para o engrandecimento de nosso clube.

À Diretoria.

Mais informações: 2095-3000

Clique aqui e confira o documento










ATACANTE CORINTHIANO MALCOM SERÁ NUMERO 11 DA SELEÇÃO BRASILEIRA SUB 20 NO MUNDIAL DA CATEGORIA






Timão tenta segurar joia, mas venda só depende de forma pagamento
Palermo (ITA) deseja pagar 1,5 mi de euros em três parcelas para ter meia Matheus Cassini, mas Corinthians quer receber à vista. Enquanto isso, dirigentes tentam convencer atleta a ficar
Bruno Andrade - 21/05/2015 - 13:25
Corinthiano meia Matheus Cassini ainda não estreou no time profissional (Foto: Agência Corinthians)

O Corinthians estipulou a próxima quarta-feira como data final para o Palermo (ITA) pagar à vista 1,5 milhões de euros (cerca de R$ 5 milhões) para contratar o meia Matheus Cassini. A diretoria alvinegra aceitou a negociação no início da semana e até já enviou os documentos da transferência à Itália, mas se recusou a receber o valor da venda em três parcelas (julho, setembro e janeiro de 2016).

Matheus Cassini participou do Corinthians eneacampeão da Copinha Júnior deste ano pelo Timão, tem em mãos uma oferta de contrato de cinco temporadas com o clube italiano. Se o negócio for concretizado, ele receberá 25 mil euros por mês (aproximadamente R$ 85 mil) na primeira temporada - com reajustes nos anos seguintes. No Brasil, ele recebe R$ 8 mil.

Enquanto o Timão aguarda uma reposta do Palermo (ITA), Edu Gaspar e Alessandro, gerente e coordenador de futebol, respectivamente, se mostraram preocupados com a repercussão negativa da negociação e tentaram na última quarta-feira convencer Cassini a rejeitar a proposta do futebol europeu. Mas o atleta, que ainda não estreou na equipe profissional e inicialmente se viu como uma "solução" para diminuir a crise financeira do clube, não está disposto a mudar de ideia.

Detentor de 70% dos direitos econômicos de Matheus Cassini, o Corinthians ficará com aproximadamente R$ 3 milhões da venda. Os outros 30% pertencem à empresa Art Sports. O Timão também receberá 10% de uma futura negociação do jogador.









21/05 - Quinta-feira

15h30 - Treino do Corinthians no CT Dr. Joaquim Grava




Corinthians quer pagamento por meia Matheus Cassini a vista e cobra Tite  a utilizar mais as categorias de base
Dassler Marques
Rodrigo Coca/Agência Corinthians


Matheus Cassini participou do Corinthians eneacampeão da Copinha jrs deste ano
Antes disposto a pagar R$ 5,1 milhões à vista por Matheus Cassini, o Palermo-ITA indicou ao Corinthians que prefere fechar o negócio em duas parcelas. A diretoria corinthiana bateu o pé e deu o prazo de quatro dias ao clube italiano. Além disso, tomou providências.

Tite foi cobrado internamente para que utilize mais os jovens da base durante o Campeonato Brasileiro em reunião recente entre diretoria e comissão técnica.

Na avaliação da diretoria, a falta de espaço aos jogadores jovens é um dos motivos para a saída de Matheus Cassini Com a repercussão negativa do fato na terça-feira, Andrés declarou que o desejo de saída era do atleta. 


Mais do que um desejo, o aproveitamento de jogadores jovens deve ser uma necessidade para Tite, que tem contrato com o clube até o fim de 2017. O corte de despesas na folha salarial do Corinthians, a curto prazo, precisa ser de 15%, segundo projeções da diretoria. Para o próximo ano, essa redução pode chegar a até 50%. Será indispensável utilizar a base.















CORINTHIANS FE PROPOSTA SALARIAL A GUERRERO E AGUARDA RESPOSTA EM NO MÁXIMO 10 DIAS
















CORINTHIANS  SUB 17 TEM ZAGUEIRO LEOZÃO E MEIA RENAN CONVOCADOS PARA
Seleção Brasileira Sub-17, para a disputa do Torneio de Suwon, na Coreia do Sul, em que vai enfrentar os donos da casa e também a Nigéria e os Estados Unidos
















O Corinthians fez uma oferta bem abaixo daquilo que Guerrero está acostumado a receber no Alvinegro e estipulou o prazo de dez dias para o peruano decidir seu futuro. O jogador tem vínculo até o dia 15 de julho. Os dirigentes do Timão mantêm a esperança de continuar com o atacante.







Corinthians perto de acordo para vender Petros

Corinthians perto de vender Petros (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

 O técnico Tite já  liberou o volante Petros e o Corinthians pede R$ 6 milhões. O Flamengo quer pagar R$ 5 milhões por 50% dos direitos econômicos Hoje, a empresa de Fernando Garcia, a Elenko Sports, e o Timão são donos de 50%, cada um, dos direitos sobre uma futura venda de Petros.

Ambos concordaram em ceder 25% de suas fatias para o Flamengo, dividindo pela metade o valor pago pelo Flamengo. Desta maneira, se o Rubro-Negro topar pagar R$ 6 milhões, os corinthianos embolsarão R$ 3 milhões e ainda ficarão com 25% dos direitos de Petros, assim como Garcia, que, além de empresário, é conselheiro alvinegro.







Ex meia corinthiano na década de 60, Rivellino vai a Flu x Corinthians, neste domingo, para receber homenagem

21/05/2015 

Ídolo de Corinthians e Fluminense, Rivellino vai ao confronto entre os dois times, neste domingo, no Maracanã. O ex-jogador será homenageado antes da partida. Rivellino dará uma volta no gramado para saudar as torcidas de seus ex-times e, no campo













21/05/2015 11h09

Gil se aproxima de marca e deve ter sexto parceiro de zaga no Timão
Edu Dracena pode ser mantido entre titulares para duelo do Corinthians contra o Fluminense e é mais um a atuar ao lado do regular defensor, que está perto dos 150 jogos


Por Carlos A. Ferrari e Diego Ribeiro
Gil, do Corinthians (Foto: Sergio Gandolphi)

Jogador mais regular do Corinthians desde que chegou ao clube, o zagueiro Gil está próximo de completar a marca de 150 partidas em apenas dois anos e meio no Timão. Contratado no início de 2013, ele participou de 70 vitórias alvinegras no período – quase a metade das 148 partidas que jogou até o momento.


Se participar dos dois próximos duelos, Gil vai completar a marca no dia 31 de maio. Desde que chegou ao Corinthians, o zagueiro nunca entrou durante uma partida. Sempre foi titular quando esteve à disposição dos técnicos Tite e Mano Menezes. Por outro lado, acostumou-se a ver um “rodízio” de jogadores ao seu lado.


Paulo André, Cleber, Anderson Martins, Felipe, Yago e agora Edu Dracena. O experiente defensor foi titular na vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, sábado passado, e deve ser mantido para o confronto com o Fluminense, domingo, no Maracanã.


– Atingir quase metade dos jogos com vitória me deixa muito satisfeito com o desempenho da equipe e com o meu. Estamos passando por um momento difícil, tentando buscar o melhor futebol, mas acreditamos no nosso potencial e sabemos que vamos nos acertar para seguir em busca de um título em 2015 – afirmou Gil.


Dentro do elenco, o zagueiro é um dos que mais passa confiança à comissão técnica. Sem problemas com lesões ou cartões desde que chegou ao Corinthians, Gil ficou fora poucas vezes. O preparo físico do zagueiro costuma ser elogiado pelos preparadores do clube.


– É gratificante saber que estou perto do jogo 150 e que consegui manter uma regularidade nos últimos anos. Mesmo trabalhando forte no dia a dia, é difícil estar presente em quase todos os jogos, pois o calendário é apertado. Mas tenho conseguido graças ao auxílio da comissão técnica e espero continuar assim durante todo este ano – desejou.


No total, Gil tem 70 vitórias, 48 empates e 30 derrotas com a camisa do Corinthians. Um aproveitamento de 58% dos pontos.

Depois de atuar ao lado de Felipe, Gil deve jogar com sexto parceiro diferente (Foto: Daniel Augusto Jr / Ag. Corinthians)





Ralf elogia reserva Cristian e ressalta respeito do colega no Timão
Camisa 5, pela primeira vez em cinco anos, tem um reserva à altura no elenco corintiano. Ele diz que concorrente é 'parceiro' e revela o que pensou com sua chegada ao clube

LANCEPRESS! - 21/05/2015 - 11:00

Dupla Cristian e Ralf, os volantes do Corinthians (Foto: Arte LANCE!)

Por muitos anos, Ralf não teve reserva no Corinthians. Guilherme Andrade, Maldonado, Willian Arão, Gomes, Marcelo Oliveira, Moradei... Nenhum dos primeiros volantes que passaram pelo clube fizeram sombra ao atual titular. Ainda que tenha a preferência de Tite nesta temporada, agora o reserva é de luxo: Cristian. A chegada do ídolo fez o camisa 5 pensar que a diretoria já projetava sua saída.

- Quando chega um companheiro para a sua posição, claro que você imagina que é para suprir sua ausência. O Cristian tem qualidade, é parceiro, está respeitando a mim e ao Tite. Se for para ele jogar, para ele ser escolhido, eu vou respeitar da mesma forma - disse o volante.

Principal reforço de 2015, Cristian não conseguiu desbancar Ralf. Ele disputou apenas 13 partidas, a maioria com a equipe reserva. Nas decisões do ano, não foi relacionado ou ficou apenas no banco, sem ter chance de entrar. Já Ralf segue como um dos líderes em campo, com 28 partidas - ao lado de Cássio, é o jogador que mais atuou na temporada.

O camisa 5 afirma que não sente falta de respaldo da diretoria, apesar de admitir incômodo por não ter sido procurado para renovar contrato. O vínculo dele acaba no dia 31 de dezembro deste ano e o jogador admitiu que espera ser procurado para acabar com a indefinição de seu futuro.

- Respaldo sempre existiu. Não me vejo em outro clube no Brasil. Tenho mais seis meses de contrato. Não é nada concreto quando é uma sondagem, se não tem preto no branco. Estou focado aqui, quero permanecer, é a minha vontade - disse, respondendo sobre propostas nas últimas janelas.










Guerrero: marketing do Timão aguarda fim da novela de renovação
Um dos principais projetos publicitários envolvendo o atacante corinthiano é a realização de um amistoso no Peru, país com mais torcedores corinthianos fora do Brasil
Bruno Andrade e Rodrigo Vessoni - 21/05/2015 - 10:35

Guerrero , do Timão (Foto: Alan Morici/ LANCE!Press)

A renovação contratual de Guerrero está cada vez mais complicada no Corinthians. Com isso, as ações de marketing envolvendo a imagem do atacante peruano, que hoje é um dos principais ídolos da torcida alvinegra, também seguem paradas.

– Estamos esperando o departamento de futebol decidir o que será feito em relação ao Guerreiro. A função do marketing é buscar e colocar dinheiro na mão do presidente (Roberto de Andrade). Ele que decidirá o que será feito com esse dinheiro, se será usado para pagar atrasados, se será usado para tentar renovações. Temos ideias para o Guerrero, sim, mas elas dependem da permanência do jogador – declarou Marcelo Passos, diretor de marketing do Timão, ao LANCE!.
Para renovar o contrato com o Corinthians, o camisa 9 pede, além de R$ 500 mil por mês de salário, 7 milhões de dólares de luvas (aproximadamente R$ 22 milhões). O ex-presidente Mário Gobbi Filho chegou a oferecer 4 milhões de dólares, mas o valor acabou sendo recusado pelos empresários do jogador. O vínculo do atacante se encerrará no próximo dia 30 de julho.

Um dos projetos publicitários envolvendo Guerrero é a realização de um amistoso no Peru. Apaixonados pelo atacante, que é capitão da seleção, os peruanos têm cada vez mais buscado informações e comprado produtos do Timão.

– A torcida do Corinthians mais forte fora do Brasil é no Peru. Mas a gente tem vários problemas, calendário, pré-temporada, férias dos jogadores... Se a gente conseguir renovar com o Guerrero, vamos fazer algum coisa com ele no Peru, com certeza – explicou Passos.














Mendoza celebra chances no Timão: 'Estou com muita vontade'
Titular na partida vitória do Corinthians sobre a Chapecoense, no último sábado, colombiano espera continuar entre os titulares do Corinthians na partida contra o Fluminense, no Maracanã


LANCEPRESS! - 21/05/2015 - 09:03

Mendoza (Foto: Ari Ferreira/ LANCE!Press)

Mendoza foi um dos titulares do Corinthians na vitória sobre a Chapecoense, no último sábado, em Araraquara. Aliás, a bola chutada por Fábio Santos bateu em sua cabeça antes de entrar no gol. O colombiano parece empolgado em dar continuidade na equipe principal.

- É uma grande oportunidade, tenho de aproveitar. É um momento um pouco complicado, mas vou tentar aproveitar da melhor maneira. Tanto o técnico quanto a direção e a torcida me dão confiança. Estou totalmente capacitado e com muita vontade de jogar - afirmou o camisa 30, que levou bronca do treinador pela expulsão no Majestoso pela Libertadores.

- O Tite falou muito comigo sobre a partida contra o São Paulo, mas passou. Tenho que seguir trabalhando e manter meu trabalho, tenho de estar sempre concentrado. Os jogos são sempre competitivos - completou o colombiano.

Com a iminente saída de Emerson Sheik, a complicada renovação de contrato de Guerrero e a convocação de Malcom para a seleção brasileira sub-20, a possibilidade de Mendoza ter chances na equipe titular do Corinthians nas próximas semanas é enorme.

O próximo adversário do Corinthians na temporada será o Fluminense, fora de casa. O Timão jogará no Maracanã, no Rio de Janeiro, neste domingo, às 16h.







21/05/2015 08h30
Corinthiano Ralf aguarda conversa para renovar: "Não vejo a hora de acertar logo"
Volante admite ansiedade para estender vínculo com o Corinthians, que vence em dezembro. Postura da diretoria com Sheik causa preocupação


Por Carlos A. Ferrari e Diego Ribeiro

Ralf tem mais de 300 jogos pelo Timão (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

Jogador do atual elenco com mais partidas pelo Corinthians, o volante Ralf começa a mostrar apreensão com a indefinição de seu futuro no clube. Com 319 jogos pelo Timão, ele tem contrato até dezembro deste ano, mas ainda não foi procurado para discutir uma possível renovação. A ansiedade começou a bater.


A preocupação de Ralf aumentou depois da postura adotada pela diretoria corintiana nas últimas negociações. Além de não querer ceder para oferecer um novo contrato a Paolo Guerrero, a cúpula definiu nesta quarta-feira que não vai estender o vínculo de Emerson Sheik, válido até 31 de julho.


O volante sabe que também não é intocável no clube, apesar dos bons serviços prestados desde 2010, quando foi contratado do Grêmio Barueri.


– O futebol muda rapidamente, mas as pessoas não estão medindo esforços em acertar essa renovação. Não vejo a hora de acertar logo, no meio do ano já posso assinar um pré-contrato. Estamos nos sentindo valorizados, não nessa parte do contrato, que está demorando um pouco, mas não me sinto desvalorizado aqui – afirmou Ralf.
Apesar da percepção, o jogador fez questão de dizer que suas declarações não são uma forma de pressionar a diretoria alvinegra.

Os ciclos são normais. Uns saem, outros chegam. Queremos que todos permaneçam

Ralf

– Claro que queremos uma definição, mas antes tem o Sheik e o Guerrero. A diretoria não está medindo esforços para fazer essas renovações. Os ciclos são normais. Uns saem, outros chegam. Queremos que todos permaneçam – pediu.


Ralf foi alvo de sondagens no início do ano, fato que levou o Corinthians a repatriar Cristian, jogador da mesma posição, que estava no futebol da Turquia. Hoje, porém, o volante prefere não pensar na possibilidade de vestir outra camisa que não seja a do Corinthians.


– Não me vejo em outro clube. Não falo sobre o dia de amanhã, mas não me vejo em outro clube no Brasil. Nem na Europa – disse Ralf.


Além dele, outros dois jogadores experientes do elenco terão futuro definido no segundo semestre. O lateral-esquerdo Fábio Santos e o meia Danilo também têm contratos até dezembro deste ano.










Fiel Torcedor e Arena: os desafios do marketing do Timão
Marcelo Passos, diretor publicitário do Corinthians, fala dos desafios de gerar dinheiro, de ‘dar vida’ a setores 'parados' do estádio e das metas para o programa de fiel-torcedor


Bruno Andrade e Rodrigo Vessoni - 21/05/2015 - 08:15

Passos assumiu o marketing do Timão em fevereiro (Foto: Divulgação)

O reformulado departamento de marketing do Corinthians tem como objetivo ajudar a criar receitas para minimizar a situação. De quebra, ainda há muito o que fazer na Arena Corinthians, no programa de fiéis torcedores e nas redes sociais.

É com tudo isso pela frente que Marcelo Passos, de 42 anos, assumiu como diretor do departamento em fevereiro. Executivo da DM9DDB, uma das maiores agências do país, o publicitário falou ao lance sobre os desafios que se apresentam na nova função.

:Como encarou a empreitada?
Marcelo Passos: Eu acho que tudo foi uma grande coincidência. Eu sou corintiano desde sempre e tive a sorte de ter crescido no mesmo prédio do Adilson Monteiro Alves (diretor de futebol na época da Democracia Corinthiana). E ele tem um filho que é da minha idade, que é o Duílio (diretor-adjunto de futebol entre 2011 e 2013). Eu frequentei o estádio desde sempre, depois o Duílio virou diretor, eu frequentava estádio junto dele, discutia algumas coisas. Foi através dele que eu conheci Roberto de Andrade. O convite veio. Aí juntou a fome com a vontade de comer. Como o cargo dentro do Corinthians não é remunerado, e na agência (DM9DDB) é onde ganho dinheiro para sobreviver, eu não poderia correr o risco de uma coisa atrapalhar a outra. Hoje o grande desafio é esse, virar a chavinha de torcedor. Mas está indo bem até agora.

O marketing tem 15 projetos, antes eram 60... Por que isso?
Marcelo Passos: Prioridades. Um exemplo era um aplicativo para a torcida baixar no smartphone e poder ter informações sobre o clube. Qual é o propósito? Vai gerar receita? Não, simplesmente um organizador de informações, que se você der hoje uma “Googlada” e digitar Corinthians vai vir. É o tipo de projeto que tinha gente dedicada, pessoas fazendo um monte de coisa para um projeto que não vai gerar receita e não vai reconstruir marca. Esse é um exemplo. Temos uma força enorme na internet. A cada 22 segundos “Corinthians” é digitado no mundo virtual, seja no Google, numa rede social, etc. É uma força gigantesca no Facebook, com mais de 10 milhões de pessoas participando. Tem o Twitter, o Instagram, o Youtube, onde quer que você vá. Temos um conteúdo muito bacana que a gente consegue gerar, e todo esse ambiente sem ser monetizado. Um projeto que a gente está tocando agora é como que eu consigo monetizar, sem estragar a relação com a turma que participa das redes sociais e do nosso site, como que eu consigo trazer parceiros para dentro dessa relação, que possam trazer valor para o nosso projeto, que possam agregar para a relação que a gente tem com o torcedor, mas que ao mesmo tempo possam gerar de certa forma dinheiro para o clube, porque é uma audiência alta, muito fiel. Este, por exemplo, é um projeto que o Corinthians está trabalhando a curto prazo, que a gente acha que pode ter um retorno muito grande de receita extra para o nosso clube.

Como foi assumir em meio aos cortes de custos em todo o clube?
Marcelo Passos: Essa decisão do Roberto de pedir para todos nós diminuirmos foi o melhor exemplo de que ele estava falando sério. Se tivesse chegado, visto a encrenca que tinha na mão e chegasse no clube com uma atitude diferente dessa, era sinal de que o cara não ia ter uma boa gestão. O resultado é conta de padeiro: é o dinheiro que entra menos o dinheiro que sai. Se está saindo mais dinheiro do que entrando a dívida só vai aumentar. Tem custos que dá para você cortar e tem custos que não dá. Se o Roberto não tivesse chegado com essa atitude, eu provavelmente não estaria aqui, porque seria totalmente diferente do que precisa ser feito, Trazer receita é responsabilidade do tio da portaria, da tia que serve o café até o presidente. Trazer dinheiro para dentro de uma empresa é responsabilidade de todos. E também é responsabilidade de todos cortar gastos e despesas.

A torcida tem média de 31 mil na Arena e já deixou R$ 70 milhões nas bilheterias. Porém, naming rights, cativas, camarotes, lojas e outras propriedades do estádio ficaram paradas. Como fazer?
Marcelo Passos: O meu trabalho está muito focado no futuro e em fazer acontecer. A orientação que o Roberto me deu foi: “Marcelo, nós temos uma Arena que não vai ter show dentro do gramado, nós temos todo o prédio (Oeste) que precisa ser comercializado, incluindo as PSLs corporativas, as físicas e os camarotes. A gente fez um evento que foi um sucesso. Trouxemos mais ou menos 900 empresários do mercado, lotou. Nesse dia, na largada, a gente já vendeu oito camarotes. Isso mostra que planejar as coisas que têm para fazer antes de sair falando, funciona.

O fundo que administra a Arena tem de ser consultado para quase tudo lá dentro, até precificação de ingresso. Como é a relação?
Marcelo Passos: A relação com o fundo, eu particularmente falando, Marcelo, estou acostumado, não com o fundo propriamente dito, mas com acionista, com dono de empresa. E o fundo nada mais é que alguém que botou dinheiro e quer satisfação. Lidar com eles, negociar, eu não tenho problema. Até porque eles querem ganhar dinheiro e a gente precisa pagar o estádio. O que clube tem que achar é o melhor jeito de o fundo ganhar dinheiro. E eles não estão querendo ganhar dinheiro em cima dos corintianos, eles estão querendo ganhar dinheiro em cima do que a gente topou fazer. Nada mais justo do que Corinthians devolver aquilo que foi combinado com eles.

É difícil negociar com eles?
Marcelo Passos: Preciso ser justo: nem sou eu que negocio com o fundo. Então, acredito que a relação vai amadurecendo ao longo do tempo, do mesmo jeito que o Corinthians vai aprendendo a se organizar melhor, a montar os projetos melhores e defender seus pontos com mais detalhe. O fundo também vai aprendendo um pouco mais sobre o mundo do futebol, como otimizar os ativos que ele tem na mão. Então, não foi à toa que o preço (de alguns setores) baixou, porque o Corinthians provavelmente pediu, conseguiu comprovar que isso seria bom para todo mundo. O fundo resolveu experimentar, topar, viu que foi, encheu, lotou... Então, certo ou errado, estamos trabalhando neste sentido, priorizando tudo aquilo que a gente acha que vai fazer mais diferença e caminhando no caminho de chegar inclusive nesse, de você ter um ambiente muito mais propício ao entretenimento do lado de fora da Arena do que temos hoje

Não são muitos veículos de imprensa, mas alguns ainda apelidam a Arena Corinthians. Até onde isso atrapalha vocês?
Marcelo Passos: Eu acho que tudo aquilo que, de certa forma não ajuda, atrapalha. É o seguinte, você tem um apelido que você não gosta, isso por natureza já te atrapalha. Se a gente conseguisse fazer com que todo mundo chamasse o estádio pelo nome, que é Arena Corinthians, a gente acha que ficaria mais fácil, teria menos resistência, porque você nasce de uma coisa que é própria. No nosso caso, a gente acha que se chamar Arena Corinthians e depois trouxer alguém para dar o naming rights, vai ser mais fácil o trabalho de ativação do que se eu ficar como todo mundo batendo na história do apelido. Porque fica mais difícil de você reverter. Eu vou ter que botar mais dinheiro para poder mudar.

A camisa segue com espaços a serem preenchidos com marcas...
Marcelo Passos: Temos boas negociações acontecendo, mas como numa mesa depende das duas partes, eu preciso que os dois concordem. E tem uma outra coisa que afeta a gente e todo mundo, o cenário macro econômico não ajuda ninguém. Hoje, qualquer empresa pensa 27 vezes antes de botar investimento em qualquer coisa, não é só no futebol ou no Corinthians.

: Vocês colocariam tantas marcas?
Marcelo Passos: Não faria como não fiz. Todo dia, todo dia, a gente recebe pelo menos uma proposta de pontual, mas o valor é tão baixo, as propostas são tão irrisórias, que a gente não vai fazer. Podia ter feito, se eu quisesse, todo jogo teria mais três marcas na camisa.

LANCE!: O que pensa da relação com as torcidas organizadas do clube?
Marcelo Passos: O Corinthians é o Corinthians. O Corinthians vem com um clube do Parque São Jorge, vem com o CT, vem com a Gaviões, vem com a Camisa 12, vem com o Pavilhão 9, vem com a Arena, vem com os gritos, vem com naming rights, vem com direito de imagens que a Globo paga... Eles são parte do Corinthians. A torcida faz parte e não adianta eu fingir que a torcida não existe, que não tem integração, é uma loucura. Pelo contrário, a torcida do Corinthians é a torcida que qualquer time no mundo adoraria ter. Mas, como tudo na vida, você tem as coisas boas e as coisas ruins, as coisas que você gosta mais e as coisas que você gosta menos, como em qualquer relacionamento de marido e mulher, de namorados, de amigos. Eu acho que cabe ao clube e aos torcedores administrar essa relação da melhor forma possível e com o mais bom senso possível. A torcida faz parte do Corinthians, ela precisa estar perto. Ela faz toda a diferença. A nossa torcida não é o 12º jogador, é o 1º jogador.







21/05/2015 07h20

Timão tenta antecipar saída de Emerson para economizar mais de R$ 1 milhão
Diretoria do Corinthians aciona empresário do jogador para buscar um novo clube rapidamente e acertar a liberação dele antes do fim do contrato, em julho


Por Carlos A.Ferrari e Diego Ribeiro


Emerson Sheik não deve continuar no Corinthians
(Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

A não renovação de contrato de Emerson foi apenas o primeiro passo dado pela diretoria do Corinthians para cortar gastos no departamento de futebol e amenizar a grave crise financeira. Após comunicar que Emerson Sheik não ficará no clube no segundo semestre, a direção tenta economizar mais de R$ 1 milhão com a antecipação da saída do atacante.


Emerson recebe mais de R$ 500 mil mensais e tem vínculo com o clube até o fim de julho. Ou seja, pouco mais de dois meses de trabalho. O Corinthians aceita liberá-lo antes do encerramento do contrato, mas quer que ele abra mão do que tem a receber.

Emerson, aliás, era o jogador há mais tempo sem embolsar os direitos de imagem. O Timão chegou a atrasar o pagamento por dez meses, mas quitou parte da dívida na semana passada. Agora, restam cinco meses. Mesmo saindo antes, o clube ainda terá de pagar o montante.

Apesar de negar que tivesse sido procurado pelos dirigentes, o empresário Reinaldo Pitta, responsável por gerir a carreira de Emerson, foi autorizado pelo Timão nesta semana a encontrar uma nova equipe. A decisão está basicamente nas mãos dele. Se conseguir um novo clube, ele dará adeus mais cedo ao Alvinegro. Aos 36 anos, a ideia dele é atuar até o fim de 2016.

Emerson recebe mais de R$ 500 mil mensais e tem vínculo com o clube até o fim de julho. Ou seja, pouco mais de dois meses de trabalho. O Corinthians aceita liberá-lo antes do encerramento do contrato, mas quer que ele abra mão dos atrasados


Emerson e seu representante, aliás, precisam correr contra o tempo. O jogador pode atuar apenas seis vezes pelo Corinthians no Campeonato Brasileiro se quiser se transferir para outra equipe da Série A. Caso entre em campo pela sétima vez, só jogará em divisões menores ou no futebol internacional.

Ele participou das duas partidas do Corinthians até agora, nas vitórias do Corinthians sobre o Cruzeiro, em Cuiabá, e sobre o Chapecoense, em Araraquara, entrando no segundo tempo em ambas. É provável que seja relacionado por Tite para defender o Corinthians contra Fluminense, neste domingo, às 16h, no Maracanã, começando o confronto no banco de reservas – Mendoza deve ser titular.

Emerson é o primeiro jogador a sofrer com o corte de gastos e a reformulação planejada pela diretoria. O Corinthians decidiu antecipar as mudanças e, principalmente, diminuir a folha salarial, hoje na casa de R$ 10 milhões mensais.