17 de mai de 2015

CORINTHIANS 17/05/2015






Corinthiano atacante Malcom é convocado para a Seleção sub-20 e pode desfalcar Corinthians em até 7 jogos


18 MAI2015
00h11

A Confederação Brasileira de Futebol anunciou a conovocação do atacante corinthiano Malcom no fim da noite deste domingo para a Seleção Brasileira sub-20 que disputará a Copa do Mundo da categoria.
Pelo chamado de última hora, o atacante poderá desfalcar o Corinthians em até sete rodadas do Campeonato Brasileiro, em 7 jogos
O Brasil estreia no Mundial em 1º de junho, contra a Nigéria, em New Plymouth. A final da competição está marcada para o dia 20 do mesmo mês.








17/05/2015 22h46min39)

Para Andrés, pedido de Guerrero é alto e opina que Corinthians não deve pagar o que ele pede

Com a ressalva de que a decisão não é sua, mas sim do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez deu sua opinião neste domingo a respeito da situação de Guerrero. O peruano tem contrato com o clube até 15 de julho e tem pedido US$ 7 milhões apenas como prêmio pela assinatura de um novo acordo.

"Se for com o que está pedindo, se não abaixar, a minha opinião é de que não renovem. Ele que vá para onde quiser ir. É direito dele. Ninguém tem que ficar bravo. Se ele estivesse mal, estaria tomando pontapé. Ele está no papel dele. Não tem mercenário", disse o superintendente de futebol, no Mesa Redonda, da TV Gazeta.

Embora tenha sido o presidente mais vitorioso da história do clube, Andrés advertiu que se limita a conversar com os demais membros da diretoria. "Quem está negociando é o Roberto (de Andrade, atual mandatário)", falou, não sem ressaltar novamente seu entendimento sobre o negócio com o centroavante.

"Não cabe o que estão pedindo. Quem vai decidir é o presidente. Que seja feliz. Agradecemos por tudo o que ele fez em campo, o gol do Mundial. Mas também não fez de graça. Ele que vá jogar onde quiser. É minha opinião, e já dei", falou.
Fernando Dantas/Gazeta Press


Ex-presidente e atual superintendente de futebol deu sua opinião a respeito do negócio com o atacante peruano

"Sinto que ele tem vontade de continuar, o Corinthians também. Mas ele tem que viver a vida dele. E o Corinthians tem que viver a sua", avaliou Andrés, que não duvida que outro clube possa pagar o que pede o peruano. "Infelizmente, no Brasil, temos louco para tudo, principalmente no futebol".



















16/03/2015 22h16 Vencedor da etapa de surfe hoje, corinthiano fanático, Filipe Toledo usa a camisa 77 em homenagem ao Timão
Paulista de 19 anos, campeão escolhe número em lembrança ao título do Paulistão de 1977


Por GloboEsporte.com







Filipe Toledo com a lycra 77 no Mundial de Surfe (Foto: Luciana Pinciara)



Com nota 10, surfista Filipe Toledo é campeão da etapa do Rio
É possível dizer que Filipe Toledo é surfista de água e de ar e que, com essa habilidade de trabalhar com os dois elementos, conquistou o título da etapa do Rio de Janeiro do Circuito Mundial de Surfe. Filipinho, como é conhecido, não tomou conhecimento do rival, o experiente australiano Bede Durbidge e venceu por 19,87 a 14,70, na praia da Barra da Tijuca, na zona oeste. A conquista lhe garante o segundo lugar no ranking mundial, atrás somente do também brasileiro Adriano de Souza, o Mineirinho.

Filipinho começou a bateria com tudo e, como era de se esperar, realizou vários aéreos. Em um deles obteve rotação inteira no ar e boa aterrissagem. A manobra lhe rendeu uma nota 10 por decisão unânime dos juízes. Ele seguiu fazendo aéreos, dando boas rasgadas e, ao encerrar, vibrava na água.


Em certo momento, quando completou uma das séries quase na areia, algumas crianças entraram no mar para tentar chegar perto do ídolo, mas foram contidas pelos seguranças. "Preciso agradecer primeiro a Deus, porque foi uma semana muito abençoada. Sempre foi um sonho ganhar essa etapa no Rio, vencer para essa plateia", comemorou Filipinho. "Vai ser um ano maravilhoso para nós, para mim, para o Mineirinho, e vamos lutar pelo título."


No Barra da Tijuca, Filipinho encontrou condições propícias para mostrar seu melhor surfe. As ondas pequenas e rápidas favoreceram os seus aéreos e o colocaram sempre um passo à frente de seus rivais. Na quarta fase, ele já havia recebido nota 10 por uma série de manobras ousadas.


O menino de Ubatuba, no litoral paulista, teve bem em quem se espelhar. Ele é filho de Ricardo Toledo, uma dos primeiras referências do surfe brasileiro, e bicampeão nacional (1991 e 1995). Hoje, o pai acompanha Filipinho em todas as viagens e atua como técnico e gestor de sua carreira.










CORINTHIANS JÁ VENDEU 3 SETORES DO PACOTES DE 8 JOGOS EM UM DIA
PACOTE BRASILEIRO 2015 1º TURNO


leste inferior: esgotado

leste superior: liberado

oeste inferior: liberado

norte: esgotado

sul: esgotado




17/05/2015

Tite aprova atuação e defende elenco: "Não tem vagabundo aqui"
O Corinthians venceu por 1 a 0 e saiu de campo aliviado
Ao final da partida, o técnico Tite saiu em defesa do grupo. "Não quero, do torcedor, racionalidade. Mas a gente também tem que tomar cuidado em pontuar ao falar em 'torcida do Corinthians'. Muitos não concordam, passaram para mim um carinho muito grande. Uma coisa, eu vou falar: esse grupo não é de vagabundo, de mercenário. Isso, eu posso afirmar. Torcedor está chateado, sim, mas não tem vagabundo e mercenário aqui, não", falou.

"Não estou criticando, não, absolutamente. Tenho que compreender, mas é que tem um número tanto grande que apoia e ficou feliz por uma série de aspectos. A torcida corintiana são 30 milhões ou mais", ressalvou.
Divulgação/Agência Corinthians

Time bateu Chapecoense três dias após queda precoce (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)


"Temos partidas emblemáticas neste ano. Aí não teve problema financeiro?", questionou. " Os motivos que nos levam a trabalhar são as relações pessoais, de carinho, lealdade. É claro que tem o aspecto financeiro, mas não foi esse o motivo da desclassificação. Jogamos o jogo errado lá, no Paraguai. Acontece. A melhor campanha vai ficar fora. E o time que apresentou o melhor futebol na fase de classificação ficou fora também".

Neste sábado, para vencer a Chapecoense, o Corinthians não precisou apresentar o mesmo futebol elogiado no começo da fase de classificação da Libertadores. Segundo Tite, nem seria possível. "Porque é um processo todo, futebol é muito complexo. É diferente achar que se muda assim", justificou, estalando os dedos. "Primeiro, tem o adversário. Segundo, tem um resultado negativo, três dias depois você tem jogo, perde confiança. Muda peças, não tem como repetir a equipe... Quantos jogos essa equipe jogou? Calma, não pode ser imediatista".

Com seis pontos em duas rodadas, o Corinthians volta a campo apenas no próximo domingo, diante do Fluminense, no Maracanã. Até lá, o treinador talvez já tenha mais confiança depois da vitória do Corinthians neste sábado.












17/05/2015 08h00min ) Pós ter recebido parte dos atrasados, corinthiano volante Elias diz que isso não influencia no futebol Corinthians os pagará em breve, via empréstimo bancário

"Tem muito jogador que está há mais de dez meses sem receber direito de imagem e nem por isso deixou de correr, como muita gente falou. A gente confia na diretoria que a gente tem, no nosso trabalho. Às vezes, acontece uma partida ruim, como aconteceu, que pode comprometer o trabalho. Mas estamos trabalhando para buscar o melhor para todo o mundo", disse o jogador, antes de questionar quem chamou os jogadores de mercenários.

"Falam o que querem. A gente respeita a opinião de todos. Às vezes, você fica de cabeça cheia por não conseguir dar a vitória para nós mesmos, para a nossa família. Mas, quanto a isso, em nenhum momento a gente deixou de correr. Estou com vários meses (de atraso) também. Nunca deixamos de fazer nosso melhor", frisou, na sequência.
Divulgação/Agência Corinthians


Elias (no alto) jurou que os atrasos não influenciam no desempenho (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)
Ainda segundo ele, a diretoria pagou parte do que estava atrasado na última semana, mas ainda há pendências com a maioria dos atletas. Nada que comprometa o trabalho, reforçou.

"Não liga, não. A gente vai continuar trabalhando duro. Agora é descansar, comemorar essa vitória, que hoje (sábado) foi meu aniversário. No próximo domingo, independentemente de salário atrasado, vamos em busca de mais três pontos", disse, referindo-se à partida contra o Fluminense, no Maracanã. Se vencer, o Corinthians chegará a nove pontos em três rodadas.

"Temos qualidade, potencial, elenco, um grande técnico, uma grande diretoria, uma torcida que vai nos apoiar até o final. A caminhada vai ser longa, dura, e a gente pede apoio em um momento tão difícil", concluiu o volante, antes de comemorar seus 30 anos.

Quem também comemorou bastante em Araraquara, mas não pelo aniversário do colega, foi Fábio Santos. Muito criticado pela expulsão na decisiva derrota de quarta-feira para o Guaraní, do Paraguai, o lateral esquerdo anotou - com desvio acidental de Mendoza - o único gol do triunfo por 1 a 0 sobre a Chapecoense.













Tite após nova vitória do Corinthians: “Resultado justo”
Após o triunfo do Timão por 1 a 0 em Araraquara – o segundo no Brasileirão -, o treinador concedeu entrevista coletiva na Fonte Luminosa

00h 17/05/2015 - FutebolAgência Corinthians


© Daniel Augusto Jr/Ag. CorinthiansTite comandou o Timão pela 304ª vez na vitória sobre a Chapecoense


No último sábado (16), com gol de Fábio Santos, o Timão bateu a Chapecoense por 1 a 0 na Fonte Luminosa, em Araraquara-SP, e garantiu a segunda vitória no Campeonato Brasileiro. Após a partida, o técnico Tite concedeu entrevista coletiva e falou sobre o resultado: “Resultado justo, sem brilhantismo maior, a não ser em alguns minutos”.

O comandante alvinegro também lembrou o aproveitamento do time na temporada. Em 2015, o Timão venceu 20 vezes, empatou sete e perdeu apenas quatro. “É uma equipe em formação, não tem cinco meses juntos, essa formação não tem sido repetida. O Jadson jogou por dentro, os jogadores de velocidade pelas pontas. O Corinthians verdadeiro é a média desses 30 e poucos jogos. Tem de ser pego a média ponderada”.

O Timão volta a campo no próximo domingo (24), às 16h, diante do Fluminense, no Maracanã, na terceira rodada do Campeonato Brasileiro.









17/05/2015 10h20

Tite pede paciência na construção do time do Corinthians
 "Levei um ano e três meses para ser campeão aqui"



Por Cleber Akamine






O bom futebol apresentado pelo Corinthians no início da temporada não foi uma miragem, segundo o técnico Tite. A sequência invicta, que incluiu partidas válidas pela Libertadores, na opinião do treinador, fez e faz parte de um processo maior, que é a montagem de uma equipe.

A queda de produção é apontada pelo treinador como algo normal para um time formado há quatro meses.

- Não foi miragem o que aconteceu. Foram seis, sete, oito jogos em alto nível. Mas estamos num processo há quatro meses. Estamos construindo uma equipe. Na outra passagem, para ser campeão, levamos 12, 13 meses - comentou o treinador.


Na vitória deste sábado, Tite viu o Corinthians sufocar a Chapecoense nos primeiros minutos do jogo deste sábado, na Arena da Fonte, em Araraquara, como fez no início da temporada. Mas viu, também, o time apresentar uma queda de produção, principalmente no segundo tempo.

Questionado sobre a oscilação da equipe, se estaria relacionado a condicionamento físico, Tite negou e usou o técnico Pep Guardiola e o Bayern como exemplos para elucidar as dificuldades encontradas durante a formação de uma equipe.

- Não vou fazer comparativos. Vou pegar um exemplo. O cara está um ano e meio lá, e foi [campeão] Alemão. Estamos na construção de uma equipe. São quatro, cinco meses. Calma. O time vai oscilar. É inevitável. Eu comparo o Corinthians com Corinthians. Precisei de um ano e três meses para ser campeão na outra passagem. Não podemos ser tão imediatistas - declarou o treinador.


O técnico fez uma nova experiência neste sábado, posicionando o meia Jadson mais centralizado, liberando os atacantes Mendoza e Malcom para atacar pelos lados, deixando Guerrero mais centralizado.



Ralf comemora 'resposta rápida' do Corinthians, mas evita animação: 'Somos um time comum'
Volante do Corinthians exalta bom início da equipe no Brasileirão: duas vitórias em dois jogos


LANCEPRESS! - 17/05/2015 - 07:01

Corinthians venceu Chapecoense pelo placar mínimo (Foto:Jose Luis Silva / AGIF)

O Corinthians voltou a vencer: 1 a 0 para cima da Chapecoense, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Na saída do gramado, o volante Ralf, um dos líderes do elenco alvinegro,  comemorou a "rápida resposta" do Timão.

– A gente sabe que precisávamos dessa vitória. Precisávamos dar essa resposta rápida no Brasileiro. Querendo ou não, foram duas vitórias importantes nesse começo de Brasileiro – disse o camisa 5, se referindo também ao triunfo do Corinthians por 1 a 0 sobre o Cruzeiro, no último domingo, pela primeira rodada da competição.

Apesar de vencer, porém, o Corinthians não apresentou grande futebol em Araraquara, no Estádio Fonte Luminosa, contra os catarinenses. Ralf foi questionado se as boas atuações voltarão a fazer parte da rotina corinthiana. O volante, então, rebateu a pergunta com um discurso em tom de humildade.

– Sim, estamos tentando melhorar. Nunca falamos que estávamos acima de ninguém. Quem falou isso foram vocês da imprensa. Nós somos um time comum. Sabemos que somos difíceis de ser batidos, mas é só – explicou o jogador.

O Corinthians volta a campo no próximo domingo contra o Fluminense, no Maracanã.









17/05/2015 08h15

Pacotão da vitória do Corinthians: gol de Fábio Santos e sobe-e-desce de Emerson
Lateral comemora gol dado a ele após chute desviado em Mendoza. Já o atacante ganha carinho da torcida em Araraquara, mas joga pouco contra a Chapecoense


Por GloboEsporte.com


O Corinthians levou a melhor sobre a Chapecoense e conseguiu um alento na noite de sábado, ao vencer o time catarinense por 1 a 0, em Araraquara, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.O público no interior paulista foi de 10.144 pagantes, para uma rende de R$ 500.499,00.


O único gol foi marcado por Fábio Santos, ainda no primeiro tempo, em bola que desviou no atacante Mendoza. O lateral-esquerdo viveu uma noite diferente. "Independentemente de quem faça o gol, é importante estar à frente. Estou feliz pelo juiz ter dado o gol para mim", disse.


Emerson Sheik foi outro personagem interessante, pois entrou no segundo tempo, aplaudido pela torcida, mas jogou mal e se irritou ao tomar um cartão amarelo por causa de um carrinho dado por trás.

Confira os principais lances do jogo pela segunda rodada do Brasileirão:



PAREDÃO 1


Aos seis minutos do primeiro tempo, em contra-ataque armado por Malcom, Guerrero recebeu a bola na intermediária, avançou e chutou com força. Danilo fez sua primeira grande defesa.



PAREDÃO 2



No minuto seguinte, Edílson fez belo cruzamento da direita, e Jadson chegou como surpresa para cabecear com perigo. Danilo fez outra grande defesa, e a bola ainda tocou no travessão.



AGORA CÁSSIO




Roger passou por Edu Dracena e Gil e arriscou um chute de bico aos 22 minutos. Cássio, atento, foi buscar a bola em seu canto esquerdo na primeira chegada perigosa da Chapecoense.



TIMÃO 1 A 0



Após escanteio, a bola foi para a entrada da área, e Fábio Santos tabelou com Jadson. O lateral soltou a bomba e contou com desvio de Mendoza para tirar Danilo do lance, aos 27: gol do 6!



BOMBA



No segundo tempo, a primeira chance clara aconteceu aos 12 minutos: após jogada com Jadson, Malcom tocou a bola de calcanhar para Guerrero, que a chutou forte por cima do gol adversário.









Aos 20 minutos, assim que Tite chamou Emerson para entrar em campo, a torcida corintiana em Araraquara começou a fazer muito barulho e aplaudir o atacante, que começou na reserva.









Aos 37, o atacante, que tinha entrado sob aplausos da torcida, deu um carrinho por trás em Apodi, tomou cartão amarelo e não escondeu a irritação com o juiz Marcelo de Lima Henrique.