5 de abr de 2015

CORINTHIANS 05/04/2015

;



05/04/2015 20h13
Corinthiano Tite vê "situação atípica" e implora por "descanso humano" de seus atletas
Treinador corintiano admite queda de rendimento no segundo tempo do clássico, fala sobre o desgaste


Por Diego Ribeiro




O Corinthians confirmou a melhor campanha do Paulistão com o empate, em 1 a 1, diante do Santos, mas se desgastou muito para conquistar o efeito. Também líder de seu grupo na Libertadores, o grupo comandado por Tite chega às finais do Estadual muito perto de “estourar”, o que faz com que o treinador implore “humanamente” por descanso


– Há a necessidade de eles descansarem, eles precisam humanamente de descanso. Na quarta-feira (contra o XV de Piracicaba), queremos jogar bem, mas para aqueles que vêm jogando há mais tempo é vital uma paradinha, senão estoura – disse o treinador, projetando o time para a última rodada da primeira fase.


O treinador relembrou os momentos mais delicados do elenco neste início de temporada: as competições simultâneas, as decisões já na primeira fase da Libertadores e a semana em que atuou quatro vezes pelo Campeonato Paulista.


– Nós temos uma situação atípica, pois viemos de uma sequência com jogos de decisão da Libertadores e quatro compromissos em uma semana pelo Paulista. Repito, não é desculpa para a queda de rendimento, pois teve a qualidade do Santos, que passou por uma semana limpa, se preparando – explicou o treinador.


A qualidade do adversário, aliás, foi bastante exaltada por Tite. Ao falar sobre o segundo tempo corintiano, no qual a equipe sofreu o gol de empate


– No segundo tempo, fomos caindo em termos físicos e o Santos cresceu pelas modificações que fez, pela qualidade e mobilidade dos jogadores que entraram. Assim acabamos tomando o gol de empate – completou o treinador do Timão.

Após garantir melhor campanha, treinador implorou por descanso de seus atletas (Foto: Marcos Ribolli)

Confira a entrevista coletiva de Tite:


ANÁLISE DO TIME
Foi um grande jogo, as duas equipes tem soluções individuais por causa da qualidade técnica, isso foi um fator marcante. Fizemos um grande primeiro tempo, Vladimir foi muito feliz. No segundo, fomos caindo em termos físicos, o Santos cresceu pelas modificações que fez, pela qualidade e mobilidade dos jogadores que entraram, E acabamos tomando o gol de empate, Bom para equipe sob o aspecto de saber que a equipe terá que absorver um gol de empate em jogos decisivos. A equipe se irritou demais nos primeiros cinco minutos e depois normalizou. A bola dá e a bola tira, se contra o San Lorenzo poderia ser empate, hoje nós poderíamos ter vencido.


QUEDA DE RENDIMENTO

 nosso time foi caindo. A minha intenção era dizer no intervalo a eles para diminuírem o ritmo e alternar a posse de bola, mas a gente vinha de uma sequência muito dura.


SEQUÊNCIA
Nós temos uma situação atípica, pois viemos de uma sequência com jogos de decisão da Libertadores e quatro compromissos em uma semana pelo Paulista. Repito, não é desculpa para a queda de rendimento, pois teve a qualidade do time que passou por uma semana limpa, se preparando.


Você tem uma série de opções. Eu ficava falando com minha comissão: “eu tenho que ajudar minha equipe, porque ela está carente”. De repente, o Jadson descoordenou, o Renato também. O Guerrero também foi muito visado, está com o tornozelo recebendo gelo.


Uma equipe se forma vencedora ao passar por dificuldades, hoje, por exemplo, a gente absorveu um gol de empate, é uma maturidade que precisa ter, a equipe se irritou por cinco minutos após o gol, e isso não pode. Ela vai se formando. Não dá para afirmar absolutamente nada, o que queremos é manter apresentando este futebol que foi mostrado até agora.


DESCANSO
Há necessidade de eles descansarem, precisam humanamente de descanso, os que mais jogaram. Na quarta-feira , queremos jogar bem, mas para aqueles que vêm jogando há mais tempo é vital uma paradinha, senão estoura.

Poderia ter mudado antes, mas há duas óticas. Havia um equilíbrio, e entrar em um jogo frio, sem ter normalidade de função poderia prejudicar. Apostei na coordenação da equipe, no entrosamento dela. A outra é que estava com dificuldade de ver quem estava mais cansado, por isso chamei o Fábio (Mahseredjian, preparador físico). Estava com dificuldade de ver quem estava com essa necessidade. Apostei então na estrutura da equipe para não cair demais. Eu vi equilíbrio no segundo tempo, por isso apostei. Como eu tinha essa variação, deixei a coordenação da equipe. Outro detalhe, não tinha um armador no banco. Você descansa com a posse de bola, se eu tenho outro armador para ficar com a bola, eu coloco ele no jogo.



Quando a zaga toma gol de bola aérea teve a qualidade do cruzamento, da finalização, da armação da jogada, não vi deficiência neste aspecto


O Corinthians fez um grande primeiro tempo e o goleiro foi o grande nome do rival. Duas ou três vezes eu estava vibrando. O Futebol é assim, tem que saber administrar essas situações. Não sei o número de lances em que acertamos no gol, mas foi muito mais o goleiro do que previsão.


PREOCUPAÇÃO NAS FINAIS
A preocupação nossa é repetir o padrão quarta-feira, porque acredito que é um grupo que faz forte, e não apenas onze jogadores. Fizemos a melhor campanha rodando todo elenco, com Libertadores no meio, e isso é considerável. Especificamente é na qualidade da equipe adversária. Um time é bom porque tem jogadores bons. Tem o estádio, que ajuda, mas precisa ter qualidade.  Agora vai ficar só quem é grande, só quem tem qualidade. Essa vai ser a dificuldade maior.


CORINTHIANS X PONTE NAS QUARTAS
 A partir do momento que definiu isso, a gente está acompanhando mais de perto.




ATUAÇÕES: Corinthians 1x1


LANCEPRESS! - 05/04/2015 - 19:06


Neste domingo, Corinthians e Santos ficaram em 1 a 1 em clássico disputado na Arena Corinthians, válido pelo Campeonato Paulista. O Timão saiu na frente e podia ter goleado se o goleiro rival não estivesse inspirado

CORINTHIANS, por Maurício Oliveira (oliveira@lancenet.com.br)

6,0
Cássio
Foi mero espectador no primeiro tempo. Depois, sofreu gol na única finalização certa do Santos, embora não tenha falhado.

6,0
Fagner
Foi sempre boa opção de ataque no jogo. 

7,0
Felipe
Rebateu nove cruzamentos, fez três desarmes e marcou o gol no primeiro tempo, quando o Corinthians dominava.

4,5
Gil
Falhou no jogo aéreo no gol, quando Felipe saiu para cobrir Fagner. Não havia falhado até aquele lance.

5,5
Uendel
Ignorou a marcação no primeiro tempo, mas sofreu na segunda etapa – tomou até caneta.

6,0
Ralf
Marcou de longe e foi ao ataque dar opção para passes. Na segunda etapa, teve trabalho 

5,5
Elias
Apareceu menos do que em outros clássicos. Atuação regular no primeiro tempo e apagada no segundo.

7,0
Renato Augusto
O melhor em campo no primeiro tempo, criou, inverteu o jogo e finalizou três vezes, uma delas na trave.

6,5
Jadson
Participativo, trocou de posição com Sheik, atacou e armou pela direita e pela esquerda.

6,5
Emerson
Abriu o jogo e a marcação e participou de jogadas de ataque, só não conseguiu finalizar.

6,5
Guerrero
Saiu da área para abrir a marcação  finalizou quatro vezes 


Vagner Love
Substituiu Guerrero, mas entrou tarde demais e jogou pouco mais de dez minutos.


Petros
Entrou no lugar de Renato Augusto para dar mais gás ao meio de campo corintiano. Teve pouco tempo.

6,5
Tite
Fez o Corinthians encurralar o San7os e venceu o primeiro tempo. Manteve a invencibilidade e garantiu a melhor campanha do Corinthians antecipadamente na primeira fase do Paulistão com 5 pontos de vantagem sobre o segundo


















FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 1 s7os
Paulistão 2015- 14ª rodada 1ª fase
Local: Arena Corinthians
Data/Hora: 5/4/2015 – 16h
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo 
Auxiliares: Marcelo Carvalho van Gasse  e Anderson J. de Moraes Coelho 
Público: 32.566 espectadores 32.199 pagantes Renda/R$ 1.833.746,95 
Cartões Amarelos: Fagner e Emerson Sheik (COR); Valencia, V Ferraz, Geuvânio e Cicinho (s)

GOLS: Felipe, 39'/1ºT (1-0); R Oliveira, 14'/2ºT (1-1)

CORINTHIANS: 12-Cássio; 23-Fagner, 28-Felipe, 4-Gil e 13-Uendel; 5-Ralf, 7-Elias, 8-Renato Augusto (40-Petros, 38'/2ºT), 10-Jadson e 11-Emerson Sheik; 9-Guerrero (29-Vagner Love, 35'/2ºT). Técnico: Tite. + 27-Walter, 17-Edu Dracena, 16-Cristian 25-Bruno Henrique 21-Malcom

s7os: 12-Vladimir; 13-V Ferraz, 2-Werley, 14-D Braz e 23-Chiquinho (4-Cicinho, 27'/2ºT); 15-Valencia, 8-Renato, 22-Elano (45-Geuvânio, 11'/2ºT) e 20-L Lima; 7-Rabinho (10-Gabriel, 47'/2ºT) e 9-ROliveira. Técnico: M Fernandes.+ 33-Gabriel, 6-G. Henrique 25-L. Otavio 31-M Gabriel






05/04/2015 19h52 - Atualizado em 05/04/2015 19h52
No Corinthians invicto, zagueiro Felipe se recupera, faz gol e brinca com comemoração: “Não tomei dura”
Zagueiro troca salto mortal por cambalhota após marcar novo gol pelo Corinthians e celebra tratamento rápido de dores no ombro – até folga ele perdeu


Por Diego RibeiroS







A maior preocupação do técnico Tite com o zagueiro Felipe era a forma de ele comemorar seus gols. Após dois saltos mortais em dois gols em vitórias do Corinthians pela Taça Libertadores da América mo defensor teve muito mais cuidado  ao abrir o placar para o Corinthians, neste domingo, na Arena Corinthians. Uma simples cambalhota foi a forma encontrada por Felipe para evitar uma bronca do comandante. Deu certo.


– Dessa vez não tomei dura como nos outros jogos (risos) – brincou.


Felipe só esteve em campo neste domingo porque se recuperou rapidamente de uma pancada no ombro esquerdo, sofrida na quando o Corinthians goleiou por 4 a 0 sobre o Danubio, quarta-feira passada. O tratamento até lhe custou uma folga.


Na quinta-feira, um dia após a vitória pela Taça Libertadores, apenas cinco jogadores foram ao CT Joaquim Grava – todos em tratamento de dores ou lesões. Além de Felipe, compareceram o volante Bruno Henrique, o lateral-esquerdo Fábio Santos, o meia Danilo e o atacante Luciano.


– Tivemos uma folga na quinta, mas eu preferi tratar. Fui de manhã fazer tratamento, o departamento médico me ajudou muito e está de parabéns. Hoje sinto pouca coisa pela pancada, que foi muito forte, mas nada que me atrapalhasse – ressaltou.


O gol de Felipe ajudou o Corinthians a ampliar a invencibilidade  na Arena Corinthians – agora, são 29 jogos invicto. Com 36 pontos, o Timão assegurou também a melhor campanha da primeira fase do Campeonato Paulista com uma rodada de antecedência. A equipe volta a campo na quarta-feira, contra o XV de Piracicaba, no interior paulista.

Felipe ganha no alto e faz o gol do Corinthians 
(Foto: Marcos Ribolli)












Tite ressalta cansaço dos atletas em empate do Corinthians e explica apenas duas alterações
'Há a necessidade de eles descansarem, eles precisam humanamente de descanso. Na quarta (contra o XV), queremos jogar bem, mas é vital a paradinha, senão estoura'

LANCEPRESS! - 05/04/2015 - 19:55

Corinthians tropeçou na Arena Corinthians, mas garante-se líder geral da primeira fase foto:reginaldo castro)

O Corinthians ficou sem perna no segundo tempo contra o Santos. A opinião unânime dos jogadores foi ratificada pelo técnico Tite após o empate na Arena. Na entrevista coletiva, o treinador lembrou da necessidade de seus comandados terem uma semana inteira sem jogo para encarar a Ponte Preta, no próximo final de semana, pelas quartas de final do Estadual.

– Há a necessidade de eles descansarem, eles precisam humanamente de descanso. Na quarta-feira (contra o XV de Piracicaba, no interior), queremos jogar bem, mas para aqueles que vêm jogando há mais tempo é vital uma paradinha, senão estoura – afirmou o treinador, projetando para a última rodada da primeira fase.


– Nós temos uma situação atípica, pois viemos de uma sequência com jogos de decisão da Libertadores e quatro compromissos em uma semana pelo Paulista. Repito, não é desculpa para a queda de rendimento, pois teve a qualidade do Santos, que passou por uma semana limpa, se preparando. No segundo tempo, fomos caindo em termos físicos e o Santos cresceu pelas modificações que fez, pela qualidade e mobilidade dos jogadores que entraram. Assim acabamos tomando o gol de empate – completou o treinador.

Diante desse cenário, um fato chamou atenção: Tite fez apenas duas substituições, sendo que uma foi aos 35 do segundo tempo (Vagner Love na vaga de Guerrero) e a outra três minutos depois (Petros no lugar de Renato Augusto). Tanto problema físico para administrar e tantos jogadores de renome no banco para entrar viraram notícia após o jogo. O treinador teve de explicar os motivos que o fizeram a manter a mesma equipe durante boa parte da etapa final.

– Poderia ter mudado antes, mas há duas óticas. Havia um equilíbrio, e entrar em um jogo frio, sem ter normalidade de função poderia prejudicar. Apostei na coordenação da equipe, no entrosamento dela. A outra é que estava com dificuldade de ver quem estava mais cansado, por isso chamei o Fábio (Mahseredjian, preparador físico). Estava com dificuldade de ver quem estava com essa necessidade. Apostei então na estrutura da equipe para não cair demais. Eu vi equilíbrio no segundo tempo, por isso apostei. Como eu tinha essa variação, deixei a coordenação da equipe. Outro detalhe, não tinha um armador no banco. Você descansa com a posse de bola, se eu tenho outro armador para ficar com a bola, eu coloco ele no jogo – afirmou.

Por fim, Tite lembrou que o Corinthians merecia a vitória, principalmente pelo desempenho nos primeiros 45 minutos.

– O Corinthians fez um grande primeiro tempo. Duas ou três vezes eu estava vibrando. O Futebol é assim, tem que saber administrar essas situações. Não sei o número de lances em que acertamos no gol, mas foi muito mais o goleiro do que previsão – afirmou o treinador, que ainda completou:

– Foi um grande jogo, as duas equipes tem soluções individuais por causa da qualidade técnica, isso foi um fator marcante. Fizemos um grande primeiro tempo, o goleiro foi muito feliz. No segundo, fomos caindo em termos físicos E acabamos cedendo empate, Bom para equipe sob o aspecto de saber que a equipe terá que absorver um gol de empate em jogos decisivos. A equipe se irritou demais nos primeiros cinco minutos e depois normalizou. A bola dá e a bola tira, hoje nós poderíamos ter vencido – finalizou.







Tite valoriza conquista da melhor campanha da primeira fase do Campeonato Paulista pelo Corinthans




Marcos Guedes

5 ABR2015
20h20
atualizado às 20h20
O empate por 1 a 1  assegurou ao Corinthians, com uma rodada de antecedência, o primeiro lugar geral da fase de classificação do Campeonato Paulista. Foram 11 vitórias e três empates até aqui, retrospecto especialmente valorizado porque muitos jogos foram disputados com a equipe reserva.

"Fizemos a melhor campanha rodando todo o elenco, todos os jogadores possíveis. Isso é considerável, e tenho que registrar isso em relação aos atletas", afirmou o técnico Tite, que sabia: bastava um pontinho no clássico em Itaquera para a liderança ser consolidada.

"O objetivo era vencer, claro. Mas a gente tinha consciência de que jogar bem e somar seria importante, até porque eles tem um poder ofensivo interessante. A gente sabia que podia jogar com essa possibilidade, sabia que o resultado de empate nos garantiria a melhor campanha", acrescentou o gaúcho.

Com o primeiro lugar geral, o Corinthians tem vantagens nos mata-matas do Estadual, que começam no próximo final de semana. O Corinthians enfrenta a Ponte, na Arena Corinthians. Antes o Corinthians vai quarta a Piracicaba enfrentar o XV de Piracicaba







Corinthianos ligam diminuição de ritmo no segundo tempo a esforço na goleada por 4x0 sobre Danubio




Marcos Guedes

5 ABR2015
18h50
atualizado às 18h50
Amplamente superior no primeiro tempo, o Corinthians só marcou um gol e acabou pagando o preço após o intervalo, sofrendo o empate por 1 a 1 do Santos. De acordo com os jogadores, a diminuição do ritmo na etapa final na tarde de domingo teve ligação com o esforço na noite de quarta, na vitória  do Corinthians por 4 a 0 sobre o Danubio.

"Influenciou bastante", resumiu Elias. "Acho que o fato de ter jogado uma partida difícil na quarta pesou um pouco. O time deles estava sem jogar. Mas a gente não pode colocar desculpa. Tem dias em que as coisas não acontecem como a gente pensa", acrescentou Jadson.

Para o meia, pelo domínio de uma equipe em cada tempo, foi justo o placar na Arena Corinthians. Elias discordou, recordando que houve um controle bem maior dos donos da casa nos 45 minutos iniciais, com defesas difíceis do goleiro e duas bolas na trave.

"É difícil pegar um jogo em que só uma equipe joga, foi um tempo de cada. Mas o resultado mais justo seria a vitória nossa, pelo que a gente criou no primeiro tempo. No segundo, eles tiveram uma oportunidade e fizeram o gol. É assim. É clássico, são duas grandes equipes", comentou o volante.

O empate foi suficiente para o Corinthians assegurar a melhor campanha na fase de classificação no Campeonato Paulista, o que rende vantagens no mata-mata. O Corinthians enfrenta a Ponte, pelas quartas de final, no próximo final de semana, ba Arena Corinthians



Jogadores do Timão têm opinião unânime: faltou perna no segundo tempo
Com o primeiro lugar garantido na fase inicial do Estadual, o Corinthians jogará com uma equipe de suplentes na quarta-feira, contra o XV, em Piracicaba
Rodrigo Vessoni - 05/04/2015 - 19:20

Corinthians sai na frente, cede empate, garante liderança da primeira fase(Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

A equipe não teve perna para manter o ritmo forte da primeira etapa, quando perdeu inúmeras chances de gols e fez de Wladimir o protagonista em campo. Essa foi uma opinião unânime de jogadores e comissão técnica do Corinthians após o empate diante do Santos, por 1 a 1, na Arena Corinthians.

Apesar de elogiarem o adversário, todos deixaram claro que sentiram a maratona de jogos, mesmo com o revazamento executado durante a sequência de compromissos pela Copa Libertadores e o Estadual.

– (Queda de produção) Natural, tivemos um jogo pesado na quarta (Corinthians 4x0 Danubio), Santos teve a semana inteira para trabalhar – lembrou o lateral-direito Fagner.

– As pernas pesaram um pouco por causa do jogo de quarta, perdemos muitas chances na primeira etapa. O resultado foi justo – lembrou o meia Jadson, responsável pelo escanteio que resultou no gol de Felipe, o terceiro do zagueiro no ano.

O volante Elias lembrou da maratona de jogos, que chegou a fazer o Timão entrar em campo quatro vezes em oito dias.

- Objetivo era ganhar. Jogamos muito bem no primeiro tempo, no segundo fisicamente acho que sentimos um pouco, mas é normal por causa da sequência de jogos, desgastante. Eles folgaram, tiveram a semana inteira para trabalhar. A equipe jogou muito bem, é manter. Jogos são pegados e disputados - lembrou o camisa 7.

Com o primeiro lugar garantido na fase inicial do Estadual, o Corinthians jogará com uma equipe de suplentes na quarta-feira, contra o XV, em Piracicaba.

Todos voltarão a campo no próximo domingo, quando o Corinthians receberá a Ponte, novamente na Arena Corinthians. Sendo o local do jogo a unica vantagem da fase






Corinthians tropeça só empata na Arena Corinthians, mas garante-se líder geral da primeira fase
Corinthians pressionou, finalizou 9 vezes no primeiro tempo e goleiro rival deu sorte

LANCEPRESS! - 05/04/2015 - 17:58

Corinthians e San7os fizeram um bom jogo na tarde deste domingo e empataram por 1 a 1, na Arena Corinthians, pelo Campeonato Paulista. O Corinthians mantém as invencibilidades na temporada (22 jogos) e no estádio (29 jogos), além de garantirem a primeira colocação geral da primeira fase do Estadual.
Com supremacia incontestável do Corinthians no primeiro tempo, o goleiro rival fez muitas defesas até o zagueiro Felipe abrir o placar . Foi o que se viu no primeiro tempo na Arena Corinthians. No segundo tempo o Corinthians cedeu o empate

O goleiro rival fechou com sorte parou Guerrero, que está em fase iluminada e vem marcando um gol atrás do outro. Ele fez defesas por baixo, por cima, no estilo milagroso, com sorte... Mas água mole em pedra dura tanto bate até que fura. E furou. Com dois jogadores de destaque na equipe corintihana.

Jadson, em mais uma assistência na temporada, bateu escanteio na cabeça de Felipe, que colocou no canto direito e fez outro gol em 2015. O zagueiro é um dos destaques do Timão na temporada. Não é exagero dizer que o placar ficou de bom tamanho para os visitantes. Após 45 minutos de tanta diferença de intensidade, perder pelo mínimo foi ótimo.

Corinthians garante melhor campanha da primeira fase e invencibilidade em casa pós 1x1












Corinthians  empata na Arena Corinthians, garante melhor campanha da primeira fase e invencibilidade (Fotos: Ari Ferreira)



Para a segunda etapa, com os mesmos titulares, o panorama começou parecido, com o toque de bola do Timão e a marcação do rival Mas o técnico Marcelo Fernandes resolveu criar coragem e colocou Geuvânio no lugar de Elano, algo que deveria ter feito desde o início. A mudança não demorou para dar fruto. O jovem iniciou a jogada e tocou para Lucas Lima, que abriu na esquerda. A bola foi cruzada na área por Chiquinho para Ricardo Oliveira, que não havia pegado na bola e  1 a 1.


O Corinthians manteve sua invencibilidade na Arena Corinthians e garantiu melhor campanha geral da primeira fase do Paulistão 2015.






Corinthiano Tite exalta nível do empate: ''Foi um grande jogo''
Segundo o comandante alvinegro, o Timão podia ter saído com a vitória, mas o desgaste após a maratona de jogos pesou na segunda etapa

19h 05/04/2015 - FutebolAgência Corinthians


© Daniel Augusto Jr/Ag. CorinthiansTimão encerra primeira fase do Paulistão contra o XV de Piracicaba


Após o empate em 1 a 1 com o Santos na Arena Corinthians, o técnico Tite concedeu entrevista coletiva e elogiou o alto nível da partida. “Foi um grande jogo. As duas equipes têm muita qualidade técnica e soluções individuais. A bola dá e a bola tira. No jogo com o San Lorenzo, nós vencemos, mas o jogo podia ter terminado com empate. Hoje, nós poderíamos ter vencido”, disse.

Após dominar a segunda etapa, o Timão diminuiu o ritmo na segunda etapa e deixou o rival equilibrar a partida. Para o comandante, a maratona enfrentada pelo Alvinegro foi fator decisivo no empate. “A qualidade do Santos foi um fator importante, mas nossa atuação caiu na segunda etapa. Não tivemos tantas infiltrações quanto o normal. Após a sequência de jogos, o desgaste era inevitável. Você vê quando descoordena o passe, a perna pesa mais”, explicou Tite, que também lembrou do goleiro do Santos: “O Vladimir foi muito feliz, teve uma grande atuação”.

Porém, o técnico do Corinthians lembrou que cada partida deixa um ensinamento e projetou a sequência: “Uma equipe se forma vencedora passando por cima de adversidades. A equipe tem que ter maturidade. Nosso time provoca o jogo, então corre riscos. O que queremos é manter a qualidade que estamos apresentando”, declarou.

Por fim, Tite já projetou a partida desta quarta-feira (08), contra o XV de Piracicaba, em Piracicaba. “Há a necessidade deles descansarem. Eles precisam humanamente. Quarta-feira (08), vamos procurar jogar um bom futebol, mas é necessário que os que vêm jogando mais fiquem de fora”.






Corinthians segue invicto, empata e segue garante primeira colocação geral da fase de grupos do Paulistão Itaipava 2015 – Série A1; Alvinegro volta a jogar nesta quarta-feira (08), contra o XV de Piracicaba
18h 05/04/2015 - FutebolAgência Corinthians


© Daniel Augusto Jr/Ag. CorinthiansFelipe anotou o gol do Corinthians

O Corinthians garantiu neste domingo (04), a primeira colocação geral da fase de grupos do Paulistão Itaipava 2015 – Série A1. Na Arena Corinthians, o Timão empatou com o Santos em 1 a 1, chegou a 36 pontos e não pode mais ser alcançado por ninguém na primeira fase do estadual.

A partida começou equilibrada e em ritmo mais lento, com as equipes se estudando. Mas a partir dos 15 minutos, o Corinthians passou a dominar a posse de bola, com boa troca de passes no campo de ataque. Melhor em campo, o Timão não parava de levar perigo ao gol adversário.

As chances surgiam, e aos 20 minutos, um lance inacreditável na Arena Corinthians. Renato Augusto deixou Elano no chão e bateu colocado, mas a bola explodiu na trave esquerda de Vladimir. No rebote, Guerrero tentou duas vezes. De cabeça, a bola parou no travessão, e na sequência, o goleiro espalmou o desvio no cantinho, dando rebote novamente para o camisa 8, que chutou por cima da meta.

O Corinthians continuou pressionando, mas o grito de gol da Fiel só saiu aos 41 minutos. Em cobrança de escanteio pela direita, Jadson levantou para Felipe, que de cabeça, abriu o placar na Arena Corinthians.

O Timão voltou para o segundo tempo com vontade de jogo e logo no início criou duas chances em tabelas rápidas no campo de ataque. Mas aos 13, o atacante Ricardo Oliveira desviou cruzamento de Chiquinho e empatou o placar. Diante de uma defesa bem postada, o Corinthians apostou na troca de passes com velocidade, mas parou no goleiro Vladimir e na trave.

Com o empate, o Alvinegro garantiu a primeira colocação geral na fase de grupos do Paulistão Itaipava 2015 – Série A1 e volta a campo nesta quarta-feira (08), diante do XV de Piracicaba, em Piracicaba-SP.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 1 san7os
Paulistão Itaipava 2015 – Série A1

Local: Arena Corinthians
Data: 05/04/2015
Cartões Amarelos: Fagner e Emerson Sheik (COR); Victor Ferraz, Valencia e Geuvânio (SAN)
Gols: Felipe (COR), aos 41 minutos do primeiro tempo; Ricardo Oliveira (s), aos 13 minutos do segundo tempo.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf; Jadson, Elias, Renato Augusto (Petros) e Emerson Sheik; Guerrero (Vagner Love). Técnico: Tite

san7os Vladimir; V Ferraz, DBraz, Werley e Chiquinho (Cicinho); Valencia, Renato, Elano (Geuvânio) e L Lima; Rabinho (Gabriel) e R Oliveira. Técnico: Marcelo Fernandes








Corinthians garante melhor campanha na primeira fase do Paulistão em 1x1 em casa contra s7os


LANCEPRESS! - 05/04/2015 - 17:58

O Corinthians cedeu empate por ao san7os hoje 1 a 1, na Arena Corinthians, pelo Campeonato Paulista. O Corinthians manteve as invencibilidades na temporada (22 jogos) e no estádio (29 jogos), além de garantirem a primeira colocação geral da primeira fase do Estadual.

Após o Corinthians pressionar e criar 8 grandes chances de gol, Felipe, de cabeça,abriu o placar no fim doprimeiro tempo, que teve uma supremacia incontestável. Foi o que se viu no primeiro tempo na Arena Corinthians.

Jadson, em mais uma assistência na temporada, bateu escanteio na cabeça de Felipe, que colocou no canto direito  e fez outro gol em 2015. Sim, o zagueiro tão contestado é um dos destaques do Timão na temporada. Não é exagero dizer que o placar ficou de bom tamanho para os visitantes. Após 45 minutos de tanta diferença de intensidade, perder pelo mínimo foi ótimo.



Corinthians garante melhor campanha da primeira fase do Paulista com este empate, segue invicto













Para a segunda etapa, com os mesmos titulares, o panorama começou parecido, com o toque de bola do Timão  Peixe. Mas o técnico Marcelo Fernandes resolveu criar coragem e colocou Geuvânio no lugar de Elano, algo que deveria ter feito desde o início. A mudança não demorou para dar fruto. O jovem iniciou a jogada e tocou para Lucas Lima, que abriu na esquerda. A bola foi cruzada na área por Chiquinho para Ricardo Oliveira, que não havia pegado na bola. Mas artilheiro é artilheiro. E a cabeçada foi no canto : 1 a 1.

O Corinthians tentou criar mais chances, prendeu a bola no pé e o resultado não se alterou.



FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 1 san7os
Local: Arena Corinthians
Data/Hora: 5/4/2015 – 16h
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo
Auxiliares: Marcelo Carvalho van Gasse  e Anderson J. de Moraes Coelho
Renda/Público: R$ 1.833.746,95 / 32.199 pagantes
Cartões Amarelos: Fagner e Emerson Sheik (COR); Valencia, Victor Ferraz, Geuvânio e Cicinho (s)

GOLS: Felipe, 39'/1ºT (1-0); Ricardo Oliveira, 14'/2ºT (1-1)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf, Elias, Renato Augusto (Petros, 38'/2ºT), Jadson e Emerson Sheik; Guerrero (Vagner Love, 35'/2ºT). Técnico: Tite.

san7os: Vladimir; V Ferraz, Werley, D Braz e Chiquinho (Cicinho, 27'/2ºT); Valencia, Renato, Elano (Geuvânio, 11'/2ºT) e L Lima; Rabinho (Gabriel, 47'/2ºT) e ROliveira. Técnico: M Fernandes.






Corinthians confirma liderança geral na 1ª fase, mesmo cedendo empate ao s7os
Timão domina primeiro tempo duelo termina empatado na Arena Corinthians. Corinthians invicto com melhor campanha
RESUMÃO
O JOGO

Dono da melhor campanha na classificação geral do Campeonato Paulista, o Corinthians ficou no empate por 1 a 1 com o s7os disputado neste domingo, na Arena Corinthians. Invicto em seu estádio há 29 jogos, o Corinthians abriu o placar, com o zagueiro Felipe, no primeiro tempo e finalizou 9 vezes com perigo. Cedeu o empate no segundo tempo

Foi a primeira vez que o Corinthians não venceu um clássico na sua nova casa – havia levado a melhor nos quatro anteriores. O goleiro rival segurou o Corinthians com sorte

DESTAQUE COMO FICA

O empate assegurou o Corinthians na primeira colocação geral da primeira fase do Campeonato Paulista, com 36 pontos. Dessa maneira, o Timão terá vantagem do mando de campo contra qualquer adversário nas próximas fases.
DESTAQUE PRÓXIMA FASE

Nas quartas de final, o Corinthians enfrentará a Ponte Preta, NA ARENA CORINTHIANS





LANCE A LANCE
49'2º TEMPO

APITA O ÁRBITRO

Fim de jogo na Arena Corinthians.

48'2º TEMPO
O árbitro dá mais um minuto de acréscimo.

47'2º TEMPO

SAI RabinhoATACANTE
ENTRA  GabrielATACANTE

46'2º TEMPO
Emerson recebe na entrada da área pela direita, arrisca o chute, mas manda longe do gol defendido por Vladimir.


46'2º TEMPO
A bola é rolada para Petros, na ponta esquerda, e o meia perde a bola.

45'2º TEMPO
Jogo perigoso de Renato em Elias na entrada da área. Mais um lance bom para o Corinthians.

45'2º TEMPO
Na cobrança de Jadson para a segunda trave, Ricardo Oliveira afasta de cabeça.
44'2º TEMPO
CicinhoLATERAL
Cartão amarelo para Cicinho

44'2º TEMPO
SUBIU A PLACA

Três minutos de acréscimo.
44'2º TEMPO
Falta de Cicinho em Emerson Sheik na ponta esquerda. Posição perigosa para o Corinthians.

43'2º TEMPO
Petros tenta tabela com Vagner Love, mas David Braz aparece para afastar de qualquer maneira.

42'2º TEMPO
Cássio se recupera após atendimento médico, e o jogo é retomado com a cobrança do tiro de meta.
41'2º TEMPO
Lucas Lima faz o cruzamento, e Cássio afasta com um soco. O goleiro do Corinthians fica no chão após o lance.

40'2º TEMPO
Após bate-boca entre Geuvânio e Emerson, ambos são advertidos com o cartão amarelo. O santista estava pendurado, e não encara o Rio Claro na próxima quarta-feira.

39'2º TEMPO

GeuvânioATACANTE

Cartão amarelo para Geuvânio

39'2º TEMPO

EmersonATACANTE

Cartão amarelo para Emerson

38'2º TEMPO

SAIRenato AugustoMEIO-CAMPO
ENTRAPetrosMEIO-CAMPO

38'2º TEMPO
Em cruzamento para a área, Gil sobe mais, cabeceia, mas o árbitro marca falta de ataque do Corinthians.

37'2º TEMPO
Uendel tenta cruzamento para a área, a bola passa por Vagner Love, e Victor Ferraz afasta o perigo de cabeça para escanteio.

37'2º TEMPO
Vem aí mais uma mudança no Corinthians. Petros entrará.
36'2º TEMPO
Renato Augusto tenta jogada individual pela direita, mas perde a bola para Valencia e permite o contra-ataque

35'2º TEMPO

SAI GuerreroATACANTE
ENTRAVagner LoveATACANTE


35'2º TEMPO
Emerson vai para cima de Cicinho, é travado, mas Uendel recupera a bola. O árbitro marca toque de mão do lateral.

34'2º TEMPO
Cicinho tenta cruzamento rasteiro para a área do Corinthians, mas Gil afasta o perigo.

33'2º TEMPO
Vem aí Vagner Love no Corinthians!

32'2º TEMPO
Guerrero vai até a ponta esquerda, tenta ficar com a bola, mas David Braz faz o corte.

31'2º TEMPO
Jadson cobra falta de longe, a bola passa pela barreira e o goleiro santista se estica para fazer a defesa.

29'2º TEMPO

Victor FerrazLATERAL

Cartão amarelo para Victor Ferraz


28'2º TEMPO
Jadson puxa o contra-ataque do Corinthians, mas demora para fazer o passe e acaba desarmado pela zaga
27'2º TEMPO
SAI ChiquinhoLATERAL
ENTRA CicinhoLATERAL

26'2º TEMPO
Rabinho cobra falta  pega muito mal na bola

25'2º TEMPO


Na cobrança de escanteio do Santos, David Braz aparece livre dentro da área, desvia de cabeça pra fora


Público na Arena Corinthians: 32.199 pagantes. Renda: R$ 1.833.746,95. #trarenacor

24'2º TEMPO
23'2º TEMPO

PRA FORA!

Elias dá lindo passe para Guerrero, que sai da marcação, toca para o gol e a bola passa por cima do travessão.

22'2º TEMPO
Ricardo Oliveira domina a bola no bico da área, tenta o chute por cobertura e joga por cima do gol defendido por Cássio.

21'2º TEMPO
Elias briga no lado direito, ganha de dois marcador, mas cruza mal. A bola vai direto para as mãos do goleiro

20'2º TEMPO

Lucas LimaMEIO-CAMPO
Cartão amarelo para Lucas Lima por retardar o reinício da partida
Fagner, suspenso, não defende o Coritnhians contra XV de Piracicaba na próxima quarta-feira. #trarenacor


20'2º TEMPO
Fagner estava pendurado e não atua na última rodada, Corinthians x XV de Piracicaba.lá. Edilson deve ganhar a vaga.
19'2º TEMPO
Lucas Lima cobra na segunda trave, a bola passa por todo mundo e sai pela linha de fundo.
18'2º TEMPO

FagnerLATERAL

Cartão amarelo para Fagner


17'2º TEMPO
Rabinho domina no peito, tenta passar pela marcação de Fagner e sofre a falta.
16'2º TEMPO
Emerson domina a bola no lado esquerdo, espera a passagem de Renato Augusto, mas o passe fica na marcação de Victor Ferraz.

Santos parecia estar com medo do Corinthians no primeiro tempo.
15'2º TEMPO
Chiquinho se apresenta no lado esquerdo, tenta o cruzamento, e joga direto pela linha de fundo.

Corinthians ainda tem muito a melhorar na bola aérea defensiva. Tem sido a maior preocupação de Tite. #trarenacor

14'2º TEMPO
Lucas Lima tenta a jogada individual pelo meio, emenda o chute de direita, mas pega muito mal na bola.

13'2º TEMPO
Gol de Ricardo Oliveira
Chiquinho chega à linha de fundo e encontra Ricardo Oliveira. O centroavante apenas escora de cabeça.

11'2º TEMPO

SAI  ElanoMEIO-CAMPO
ENTRA GeuvânioATACANTE


10'2º TEMPO

ValenciaMEIO-CAMPO

Cartão amarelo para Valencia

09'2º TEMPO
Fagner desce pela direita, tenta nova tabela com Guerrero, mas a devolução do peruano não chega no lateral.

08'2º TEMPO
Guerrero tenta a tabela com Emerson, se enrola com a bola e acaba desarmado pela marcação rival

A comemoração de Felipe, autor do único gol marcado na Arena Corinthians até aqui (Foto: Marcos Ribolli) #trarenacor


07'2º TEMPO
Elano cobra bem, a bola passa pela barreira e passa muito perto do gol
06'2º TEMPO
Lucas Lima recebe na entrada da área e é derrubado por Ralf.
04'2º TEMPO
Victor Ferraz faz jogada individual, passa pelo primeiro marcador, mas a cobertura corintiana desarma o lateral.

03'2º TEMPO
Elano se apresenta ao ataque, bate com força, e a bola se perde pela linha de fundo.

02'2º TEMPO
Renato Augusto ganha com facilidade de Chiquinho, faz o cruzamento, Emerson divide, mas a zaga afasta
01'2º TEMPO
 zaga corinthiana desarma rival e se antecipa.


00'2º TEMPO

APITA O ÁRBITRO

Começa o segundo tempo de Corinthians 1x0 San7os.
INTERVALO
Vai recomeçar o jogo na Arena Corinthians



INTERVALO



Felipe subiu mais do que a zaga santista para marcar o primeiro do Timão!



INTERVALO

INTERVALO

FALA, FELIPE!

"É treinamento. Procuro sempre o primeiro, o Jadson, mas também o Renato, no segundo. É todo mundo. A gente se entende, então dá certo", disse o autor do gol corintiano.
INTERVALO

FALA, CÁSSIO!

"Difícil falar em perfeição, mas o time está muito bem. O goleiro está muito bem, se não fosse ele, o placar seria mais elástico. Mas é clássico, e clássico tem que matar", disse o goleiro.

FALA, ELIAS!

"A gente está se impondo, precisamos ter um pouco mais de calma, porque o Paolo (Guerrero) vai fazer o dele", disse o volante.
46'1º TEMPO

TERMINA O PRIMEIRO TEMPO!

Corinthians 1 x 0


45'1º TEMPO

MAIS UM!
Arbitragem sinaliza um minuto de acréscimo para o primeiro tempo!

44'1º TEMPO
Emerson domina a bola no lado esquerdo do ataque, Victor Ferraz chega atrasado no carrinho e faz falta dura sobre o atacante.

Felipe levou bronca de Tite porque deu salto mortal para comemorar gol na Libertadores. Desta vez, foi só uma cambalhota. #trarenacor
41'1º TEMPO

FelipeZAGUEIROGOL DO CORINTHIANS!

Gol de Felipe

Jadson cobra escanteio, Felipe aparece livre no meio da área e desvia de cabeça para anotar o primeiro do Corinthians!




40'1º TEMPO
Guerrero fica livre com a bola no lado esquerdo, arrisca o chute e David Braz se estica para salvar


39'1º TEMPO
Rabinho se joga e a arbitragem manda o jogo seguir.


38'1º TEMPO
Lucas Lima faz bela jogada no lado direito, carrega para o meio, tenta o passe para Robinho, mas a zaga do Corinthians corta.

36'1º TEMPO
Chiquinho se atrapalha no campo de defesa, Guerrero tenta encaixar o contra-ataque, mas também erra.

35'1º TEMPO
Emerson toca de calcanhar para Uendel, o lateral cruza da esquerda, e a zaga santista afasta de cabeça.

34'1º TEMPO
Jadson domina na direita, faz o cruzamento de perna esquerda, Guerrero se estica, mas não alcança a bola, que sai pela linha de fundo.
32'1º TEMPO
Lucas Lima encaixa belo passe para Elano, mas o volante não tem velocidade para dar sequência à jogada.
31'1º TEMPO
em escanteio  Ralf aparece na primeira trave para afastar o perigo da área corinthiana.

30'1º TEMPO
Fagner busca Guerrero mais uma vez na área, e o peruano comete falta sobre a zaga

29'1º TEMPO
Renato Augusto desvia de cabeça, a bola fica limpa para Guerrero, que tem tempo de dominar dentro da área, mas chuta mal e goleiro defende


28'1º TEMPO
Corinthians pressiona, San7os segue tentando diminuir o ritmo da partida.

26'1º TEMPO
MAIS CORINTHIANS!
O ataque corinthiano tabela bem mais uma vez, Elias arrisca de fora da área e a bola passa raspando o travessão.
Depois de 15 minutos de equilíbrio, Corinthians começa a comandar o jogo na base das triangulações. #trarenacor
25'1º TEMPO
O Corinthians segue no ataque, Emerson agora chega pela esquerda, cruza, e a bola passa por todo mundo.

24'1º TEMPO
Emerson inverte para Jadson, que domina no lado direito da área e bate forte. Vladimir faz a defesa.

23'1º TEMPO
PRA FORA!
Fagner faz o cruzamento da direita, Emerson aparece por trás da zaga e acerta o lado de fora da rede.
22'1º TEMPOCorinthiano goleiro Cássio defende fãcil atque de rival

21'1º TEMPO
chute do atacante desvia em Jadson. Escanteio para o rival
20'1º TEMPO

INACREDITÁVEL!!!

Renato Augusto arrisca de longe e acerta a trave. No rebote, Guerrero acerta o travessão. A bola volta para o peruano, que obriga defesa espetacular de Vladimir. Na quarta chance, Renato Augusto isola.



19'1º TEMPO
Emerson desce pela direita, faz o cruzamento, mas Guerrero não consegue alcançar.

18'1º TEMPO
Ricardo Oliveira tenta a jogada individual e Felipe desarma com tranquilidade. Torcida aplaude o zagueiro.

16'1º TEMPO
Após boa troca de passes, Elias chega na entrada da área, arrisca o chute e ganha mais um escantieo para o Corinthians.


15'1º TEMPO

CORINTHIANS PRESSIONA!

Timão permanece com a bola no campo de ataque e torcida se anima na Arena.

14'1º TEMPO
Renato Augusto deixa Elano no chão, arrisca de perna esquerda e obriga o goleiro santista a espalmar para escanteio.



13'1º TEMPO

POR CIMA DO GOL!
Na cobrança do escanteio, Felipe chega antes da marcação, consegue o desvio, mas a bola passa por cima do travessão.

12'1º TEMPO
AFASTA A ZAGA!
Jadson faz o cruzamento na segunda trave, David Braz se estica e consegue mandar à linha de fundo.

11'1º TEMPO
Jadson faz o pivô na entrada da área, David Braz chega atrasado e comete a falta. Lance perigoso para o Corinthians.


09'1º TEMPO
Elano se apresenta ao ataque, recebe na entrada da área, arrisca de perna esquerda, e a bola passa por cima do travessão.
07'1º TEMPO
QUASE O PRIMEIRO!
Após cruzamento da direita, Guerrero ganha da marcação, mas não consegue desviar ao gol.

06'1º TEMPO
Fagner tenta a jogada pela direita, coloca a bola na frente e David Braz aparece para cortar.
05'1º TEMPO
No cruzamento para a área do Corinthians, Felipe se antecipa e afasta o perigo.

04'1º TEMPO
03'1º TEMPO PAROU!

Guerrero disputa bola pelo alto com David Braz, leva uma pancada na cabeça e fica no chão. Partida é interrompida para o atendimento do atacante.

01'1º TEMPO
NO CHÃO!
Já em sua primeira participação, Fagner se choca com Lucas Lima e fica no chão.


TUDO PRONTO
Os dois times já estão espalhados no gramado. A bola rola em instantes na Arena Corinthians.
Enquanto os times entram em campo, torcida corinthiana exibe faixas no setor leste inferior da Arena Corinthians. #trarenacor
Times perfilados para o Hino Nacional #trarenacor


PRÉ-JOGO

TIMES EM CAMPO

Corinthians e San7os estão perfilados no gramado da Arena para a execução do Hino Nacional.
PRÉ-JOGO

FALA, TITE!

"São as duas melhores campanhas, o Santos estava invicto até o último sábado, a expectativa é de um grande clássico. Nós queremos repetir o nível de atuação dos últimos jogos", disse o treinador.

PRÉ-JOGO



O Corinthians já está pronto para subir ao gramado. Apesar de ser mandante, o Timão jogará de preto, o seu segundo uniforme. 

Telão da Arena Corinthians mostra os gols de Corinthians 7 x 1 Santos, em 2005. Torcida, claro, fica eufórica. #trarenacor

PRÉ-JOGO

Com poucos minutos para o início da partida, Arena Corinthians ja recebe um bom público. Mais de 30 mil ingressos foram vendidos antecipadamente para o clássico alvinegro. 

Corinthians no aquecimento. #trarenacor
Cássio e Walter no aquecimento. #trarenacorOCorinthians joga com a mesma escalação que goleou o Danubio, quarta-feira. Tite diz que clássico é um "campeonato à parte". #trarenacor
No banco, o rival terá: Gabriel Gasparotto, Cicinho, Gustavo Henrique, Lucas Otávio, Marquinhos Gabriel, Geuvânio e Gabriel #trarenacor
rival escalado: Vladimir, V. Ferraz, D. Braz, Werley e Chiquinho; Valencia, Renato, Elano e Lucas Lima, Rabinho e R. Oliveira #trarenacor

PRÉ-JOGO
Quando a bola rolar para o clássico entre Corinthians e Santos, às 16h deste domingo, 

Corinthians escalado. Mendoza e Yago cortados do banco de reservas. #trarenacor
Faltam apenas duas rodadas para acabar a primeira fase do Paulistão


Expectativa, mais uma vez, é de casa cheia. Até a noite de sábado, 31 mil ingressos foram vendidos. #trarenacor
Telão do setor norte da arena está pronto. Estrutura deve funcionar em Corinthians x San Lorenzo, dia 16. #trarenacor

PRÉ-JOGO



O Corinthians já esta na na Arena Corinthians

PRÉ-JOGO



Edílson, suspenso, Danilo, com tendinite no calcanhar esquerdo, e Luciano, com uma lesão muscular na coxa direita, são desfalques do Corinthians. Fábio Santos também não joga, ainda em recondicionamento físico após cirurgia no joelho.

Vinícius Gonçalves Dias Araújo apita a partida. Marcelo Carvalho Van Gasse e Anderson José de Moraes Coelho são os assistentes.

Com 35 pontos, o Corinthians é líder absoluto do Grupo 2 da competição. Um empate basta à equipe de Tite, que não seria mais alcançada por ninguém até o fim desta fase. Isso significa que o Timão sempre decidiria os duelos em sua casa, onde não perde há 28 jogos – na Arena Corinthians, o último capítulo foi uma goleada por 4 a 0 sobre o Danubio, pela Taça Libertadores da América



PRÉ-JOGO
A liderança geral da primeira fase do Campeonato Paulista é o que motiva Corinthians  no clássico de alvinegros deste domingo, que co empate estarã garantida


PRÉ-JOGO



Boa tarde, amigo internauta! A partir de agora você acompanha tudo sobre o clássico entre Corinthians e San7os, direto do estádio Arena Corinthians! A partida é válida pela 14ª rodada do Campeonato Paulista.












Corinthianos Dentinho: 'Meu recorde estará em boas mãos. Guerrero é fera'
Ex-camisa 31, que está perto de perder o posto de maior artilheiro do Corinthians no Século 21, fala ao LANCE! sobre o peruano e o atual momento do Timão
Rodrigo Vessoni - 05/04/2015 - 12:01

Entre 2007 e 2011, Dentinho marcou 55 gols pelo Corinthians (foto:tom dib)

Dentinho é o maior artilheiro do Corinthians no Século 21, com 55 gols. Desde que saiu do clube para atuar na Ucrãnia pelo Shakhtar Donetsk, em 2011, nenhum jogador chegou perto de ameaçar seu trono. Até Guerrero desandar a balançar as redes...

O peruano, que já marcou 12 vezes em apenas três meses de futebol nesta temporada, está a um gol de igualar o prata da casa. Quando fizer mais dois gols, se isolará como o maior artilheiro do Timão desde 2001. 
Dentinho, corinthiano, vibra com situação e  momento do Corinthians:

'Meu recorde estará em boas mãos. Guerrero é fera'

Guerrero está perto de igualar e passar seu recorde. Como vê esse posto de maior artilheiro do Corinthians no Século 21 nas mãos dele?
Estou feliz porque o recorde estará em boas mãos, ele está fazendo muitos gols e tem história linda no clube. Eu espero que ele faça muitos e muitos gols, além de conquistar títulos, que é o mais importante. E eu fico tranquilo também porque sou um atacante de beirada, ele é centroavante. Então, fazer 55 gols e ajudar na marcação como eu sempre ajudei não é fácil.

O que pensa sobre o Guerrero?
É muito fera, é um centroavante que é difícil ter no mundo. Fico bastante feliz pela história que ele vem fazendo no Corinthians, o Guerrero está fazendo eu comemorar muitos títulos, então, vamos torcer para renovar o contrato.

Você acompanha o Corinthians pela TV? Acha que bateria de frente com os grandes da Europa?
Eu assisto a todos os jogos do Corinthians, o time está entrosado, está bonito de ver a equipe jogar. Acho que, se jogasse contra os times daqui (Europa), daria bastante trabalho. Vale lembrar que o futebol daqui é diferente do Brasil, mas fiquem tranquilos que o Corinthians será campeão da Libertadores mais uma vez e vai disputar o Mundial contra um grande da Europa e tenho certeza que vai ganhar (risos).

Como está na Ucrânia? É possível vê-lo novamente com a camisa do Corinthians?
Eu sigo com as mesmas características, mas um pouco mais experiente. Aqui o jogo é mais pegado. Tem de esperar chegar a janela no meio do ano e ver o que acontece. O futuro pertence a Deus, tenho de ter tranquilidade, ter a cabeça boa. O Corinthians marcou minha vida, tenho muito carinho pelo clube. Não depende apenas de mim, o clube tem de querer que eu volte também. Estou feliz e quem sabe não posso voltar a vestir outra vez esse manto sagrado. Chegaram várias propostas do Brasil, até de rival do Corinthians. Vamos ver o que vai dar, a família cresceu (é pai de trigêmeos), é preciso esperar uma oferta boa para voltar, mas o carinho pelo Corinthians será sempre o mesmo.










05/04/2015 06h40 - Atualizado em 05/04/2015 08h49

Por liderança geral, Corinthians quer manter 100% contra rivais na Arena Corinthians
Arena Corinthians recebe clássico entre os alvinegros, neste domingo. Timão pode assegurar vantagem no mata-mata até co empate


Por GloboEsporte.com


A liderança geral da primeira fase do Campeonato Paulista é o que motiva Corinthians e Santos no clássico de alvinegros deste domingo, às 16h (horário de Brasília), na arena do Timão, em Itaquera. Os dois melhores times do estadual antes do início da 14ª rodada medem forças na busca por uma vantagem, ainda que pequena, na próxima fase.


Com 35 pontos, o Corinthians é líder absoluto do Grupo 2 da competição. Um empate basta à equipe de Tite, que não seria mais alcançada por ninguém até o fim desta fase. Isso significa que o Timão sempre decidiria os duelos em sua casa, onde não perde há 28 jogos – na Arena, o último capítulo foi uma goleada por 4 a 0 sobre o Danubio, pela Taça Libertadores.


Vinícius Gonçalves Dias Araújo apita a partida. Marcelo Carvalho Van Gasse e Anderson José de Moraes Coelho são os assistentes. A TV Globo transmite o clássico para SP, menos a capital (com Osvaldo Luis e Renato Leal), e o Premiere e PFC HD mostram para todo o Brasil, pelo sistema pay per view (com Linhares Jr e William Machado). Você acompanha tudo em Tempo Real, com vídeos, no GloboEsporte.com.




Corinthians: o técnico Tite vai escalar todos os titulares à disposição, mantendo a formação da goleada por 4 a 0 sobre o Danubio. O time deve ser o seguinte: Cássio, Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf; Jadson, Elias, Renato Augusto e Emerson Sheik; Guerrero.


Santos: o técnico Marcelo Fernandes não revelou a equipe que levará a campo neste domingo. Preocupado em povoar mais o meio de campo, ele deve escalar o Santos com: Vladimir, Cicinho, David Braz, Werley e Chiquinho (Victor Ferraz); Valencia (Lucas Otávio), Renato, Elano (Geuvânio) e Lucas Lima; Robinho e Ricardo Oliveira.

quem está fora:



Corinthians: Edílson, suspenso, Danilo, com tendinite no calcanhar esquerdo, e Luciano, com uma lesão muscular na coxa direita. Fábio Santos também não joga, ainda em recondicionamento físico após cirurgia no joelho.



pendurados:


Corinthians: Fagner e Bruno Henrique.












05/04/2015 13h45

Tite abre a casa e revela detalhes táticos do invicto Corinthians
Técnico mostra prancheta do seu período de estudos no ano passado e explica como está aplicando ao Timão em 2015.

Por Ivan Moré e Sergio Gandolph

Tite entrevista Esporte Espetacular (Foto: Sergio Gandolphi)

Invicto no Campeonato Paulista e na Copa Libertadores, o Corinthians é o time sensação do país nos primeiros meses de 2015. Além de vencer, o Timão tem enchido os olhos de sua torcida. Muito deve-se ao trabalho do técnico Tite, que voltou ao clube nesta temporada depois de passar 2014 estudando e esperando um convite da Seleção Brasileira que não veio.

Na semana passada, depois da goleada sobre o Danúbio, do Uruguai (4 a 0 em casa), o técnico Tite recebeu em sua casa, na Zona Leste, a equipe do Esporte Espetacular para um longo bate-papo sobre futebol. Mostrou detalhes do seu apartamento, como um diploma que ganhou do Papa Francisco, e falou muito - sim, Tite também fala muito - sobre futebol.

No vídeo acima, você poderá saber, e entender, a maneira de jogar do Corinthians. Referências e conhecimento que Tite adquiriu após conhecer de perto o trabalho do italiano Carlo Ancelotti no Real Madrid (ESP), e depois de ver - e anotar sobre - os 64 jogos da Copa do Mundo de 2014, que ele está colocando em prática agora no Corinthians.

Compactação, triangulações ofensivas, posicionamento na área, marcação... Detalhes que têm feito do Corinthians o melhor time do país em 2015 e que serão colocados à prova outra vez neste domingo, agora em Corinthians Santos, às 16h, na Arena Corinthians











05/04/2015 11h05

Com expulsos em vitórias anteriores, Corinthians fica alerta hoje

O Corinthians enfrenta neste domingo o Santos, às 16h, na Arena Corinthians, com o técnico Tite alerta à disciplina de seus comandados. No Paulistão, receber um cartão amarelo credencia o jogador corintiano a ser substituído quase que imediatamente: de cada cinco jogadores que levam amarelo, dois são substituídos se isso ainda é possível, no caso de as três substituições ainda não terem sido feitas. Foram 21 amarelos antes de a terceira substituição ser realizada e oito deles deixaram o campo, sendo que cinco deles quase imediatamente, até dez minutos após a primeira punição do árbitro. Dois que ficaram em campo acabaram expulsos.

O técnico Tite, do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians)

- Até conversei com o Edílson esses dias e perguntei a ele se algum dos cartões que ele levou foi desnecessário (o lateral é o único corintiano suspenso para o clássico). Temos cuidado com todos os aspectos. Esse é um aspecto, sim. Nosso time já é maduro e toma poucos cartões. Queremos evitar ao máximo situações como essas novamente - afirmou o técnico Tite.


Nos dois clássicos que venceu no Paulistão-2015, o Corinthians teve atletas expulsos. Contra o Palmeiras, o goleiro Cássio recebeu o cartão vermelho aos 11 minutos do segundo tempo por fazer cera apenas três minutos após levar um cartão amarelo pelo mesmo motivo. Na partida contra o São Paulo, o zagueiro Gil foi expulso aos 7 minutos do segundo tempo por colocar a mão na bola. Havia recebido o amarelo aos 31 minutos do primeiro tempo. Defensor, poderia ter sido substituído no intervalo.


Como venceu as duas partidas, o corintiano mais supersticioso deve estar rezando para que sua equipe receba pelo menos um cartão vermelho logo no início da partida. Mas como o técnico Tite é muito mais racional e detalhista, vem tratando a questão com cuidado. Em 13 jogos no Paulistão, o Corinthians recebeu 24 amarelos e dois vermelhos.





Corinthians é o líder do grupo B do Paulistão Itaipava 2015 – Série A1, com 35 pontos e pode confirmar a melhor campanha geral do torneio neste domingo (05)
10h 05/04/2015 - FutebolAgência Corinthians

© Daniel Augusto Jr/Ag. CorinthiansGuerrero fez o gol que garantiu a vitória do Timão no último clássico com o Santos


O Corinthians volta a jogar na casa da Fiel neste domingo (05). Às 16h, o Timão recebe o Santos, pela 14ª rodada do Paulistão Itaipava 2015 – Série A1. O Alvinegro é o primeiro colocado no grupo B do estadual, com 35 pontos. Na última sexta-feira (03), a Ponte Preta garantiu a segunda colocação e será o rival nas quartas de final.

Na véspera, o treinamento no CT Dr. Joaquim Grava definiu a escalação inicial do Corinthians, que deve entrar em campo com Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf; Jadson, Elias, Renato Augusto e Emerson Sheik; Guerrero. Invicto há 21 jogos, o Timão precisa de apenas um empate para garantir a primeira colocação na classificação geral do estadual.

O Corinthians leva boa vantagem no retrospecto do confronto com o San7os. Em 316 partidas, são 126 vitórias, 91 empates e 99 reveses  Pelo Paulistão, são 80 vitórias do Timão contra 60 do rival, além de 55 empates. O último duelo entre as equipes foi justamente o único na Arena Corinthians, palco do jogo deste domingo (05). Na ocasião, o time do Parque São Jorge saiu com a vitória por 1 a 0, com gol de Guerrero.

Você encontra essa e mais informações sobre o Corinthians no aplicativo do Almanaque do Timão, disponível em iOS pela Apple Store e Android, pela Google Play e Samsung Galaxy Apps..