2 de jun de 2014

GUERRERO VÊ INDIVIDUALISMO NO CORINTHIANS E RALF DIFICULDADE NA ADAPTAÇÃO


GUERRERO VÊ INDIVIDUALISMO NO CORINTHIANS RALF DIFICULDADE NA ADAPTAÇÃO

01 DE JUNHO DE 2014 ÀS 19:28

Guerrero lamenta o empate amargo contra o Botafogo | Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians
.


Em pelo menos dois momentos no segundo tempo do empate por 1 a 1 com o Botafogo (um chute de Petros e um lance individual de Luciano), a reação de Guerrero foi a mesma: abriu os dois braços e depois bateu no corpo, reclamando acintosamente por não ter recebido a bola. Depois do jogo, o camisa 9 do Corinthians reclamou das decisões tomadas pelo setor ofensivo da equipe alvinegra e citou a Arena Corinthians como um dos motivos.

O jogo deste domingo foi o segundo do Corinthians no novo estádio. A Arena Corinthians foi aberta no dia 18 de maio. O único gol do Corinthians na arena até aqui foi marcado por Jadson em chute de fora da área.

'Nós precisamos pensar mais coletivamente. Um ou outro está tentando resolver e fazer o gol no novo estádio, e isso atrapalha de vez em quando', admitiu Guerrero.

Depois do revés contra o Figueirense, jogadores e o técnico Mano Menezes já haviam admitido que a ansiedade tinha atrapalhado o Corinthians. Neste domingo, o volante Ralf disse que o time da casa ainda não está plenamente adaptado ao novo estádio.

'Tem algumas diferenças, como o gramado mais rápido, e nós sentimos um pouco isso', reconheceu o camisa 5.

O Corinthians chegou a 16 pontos após ter empatado por 1 a 1 com o Botafogo. O time da Arena Corinthians está a três do Cruzeiro, líder do Campeonato Brasileiro