6 de jun de 2014

Fã do corinthianos Ronaldo e Gamarra, Romero quer dupla com Guerrero: "Orgulho"



06/06/2014 08h00
Fã do corinthianos Ronaldo e Gamarra, Romero quer dupla com Guerrero: "Orgulho"
Novo reforço do Timão não faz projeção de gols, mas promete entrega em campo


Por Marcelo Braga

- Que tal na frente dele? - sugeriu Ángel Romero, apontando para um painel com Ronaldo, na foto que ilustra essa reportagem, tirada na clínica Santana Cór.

Paraguaio de fala mansa, o garoto de 21 anos tem no ex-dono da camisa 9 da seleção brasileira e do Corinthians o maior ídolo de sua infância e juventude. O motivo?

- Porque ele é um fenômeno! Um dos maiores ídolos do Corinthians e também de todo o mundo. Eu me espelho muito nele e fico feliz por estar no mesmo clube que ele jogou - explica.

Ángel Romero posa ao lado de painel com Ronaldo, em clínica usada pelo Corinthians em SP (Foto: Marcelo Braga)

Romero será o quinto paraguaio a jogar no Timão. O de maior destaque, é claro, foi Carlos Gamarra, bicampeão brasileiro pelo Corinthians (1998 e 1999) e outro jogador que o atacante afirma se inspirar:

- Ele foi o maior central que vi na seleção do Paraguai e por coincidência jogou também no melhor clube do mundo, o Corinthians - afirma.

Ele (Gamarra) foi o maior central que vi na seleção do Paraguai e por coincidência jogou também no melhor clube do mundo, o Corinthians
Ángel Romero, sobre seu compatriota famoso


Em todas as entrevistas que deu até agora, o novo reforço alvinegro fez questão de dizer que a paixão corintiana vem de berço, embora não consiga explicar exatamente como ela se aflorou em território vizinho.

- Desde criança, sempre gostei do Corinthians, pela torcida, que é a maior do Brasil e que é parecida com a do Cerro no Paraguai. É algo incrível jogar aqui, era o meu sonho e quero sentir isso. Sou torcedor do Corinthians. Estou contente e vou tratar de aproveitar essa oportunidade porque é única para mim - diz.


Tratado como grande revelação em Assunção, o paraguaio deixa o Cerro Porteño após 80 partidas e 43 gols marcados. Os últimos dois contra o Libertad, pelo Campeonato Paraguaio, na sua despedida. Sem projeção de gols, demonstra humildade a dizer que ainda terá de se mostrar útil ao técnico Mano Menezes.

- Primeiro é tratar de ganhar uma vaga na equipe, vou brigar por um posto e depois vamos ver como será. Mas sou um atacante, e tenho a obrigação de fazer gols. Não prometo gol, mas sim, entrega - diz o atleta, que custará US$ 3 milhões (R$ 6,7 milhões) a um investidor.




Com Paolo Guerrero como titular absoluto, a dupla com o peruano já começa a ser projetada pelos torcedores. Vai dar certo?

- Sim, creio que sim, o Paolo é um grande jogador, um dos melhores atacantes do mundo. Vai ser um orgulho jogar ao seu lado - diz Romero.

Com contrato assinado, o atacante retorna a Assunção no sábado, onde deve descansar com a família e assistir ao jogo do Cerro contra o Luque na próxima quarta-feira. Depois, no dia 16, se apresenta junto do elenco para a intertemporada em Extrema, no interior de Minas Gerais.