6 de mai de 2014

Inauguração da Arena Corinthians terá 90 veteranos e público de 20 mil pessoas

Inauguração da Arena Corinthians terá 90 veteranos e público de 20 mil pessoas
Corinthians aval do Corpo de Bombeiros para o jogo deste sábado, uma festa com ex-jogadores do clube
06 de maio de 2014 | 7h 47
Vítor Marques - O EstadoO jogo festivo de sábado entre veteranos do Corinthians, que o clube considera a inauguração oficial da Arena Corinthians, terá a presença de pelo menos 90 ex-jogadores. Eles responderam a um convite público feito pela diretoria alvinegra, que espera receber 20 mil torcedores na partida, marcada para as 10h.

Idealizado pelo ex-presidente Andrés Sanchez, responsável pela obra do estádio, o amistoso, que deve ter duração de 90 minutos, reunirá ex-jogadores de várias épocas. Um time jogará de branco e o outro, de preto. Cada ex-jogador atuará cerca de 15 minutos e todos eles serão homenageados pela diretoria.

Do elenco atual, a maior atração deverá ser Elias, que só poderá disputar o Brasileirão após a Copa do Mundo, pois domingo tem jogo pelo Brasileiro, a comissão técnica dificilmente vai liberar os jogadores. Os detalhes do evento ainda estão sendo discutidos.

Há uma semana, o clube convidou os ex-atletas com um comunicado em seu site. Basílio, ídolo da torcida e autor do gol do título paulista de 1977, organizou a lista. Edu Gaspar, também ex-jogador do Corinthians e gerente de futebol, é um dos coordenadores do evento.

Os dirigentes ainda aguardam a liberação do Corpo de Bombeiros para estabelecer a capacidade de público no amistoso e quais setores do estádio serão liberados. Isto porque as arquibancadas provisórias ainda não estão prontas. Um novo laudo dos Bombeiros terá de comprovar que o estádio tem segurança para receber um público de 20 mil pessoas.

Se o aval sair nesta terça, o clube vai iniciar a venda de ingressos nesta quarta-feira, segundo o gerente de operações do estádio, Lucio Blanco. Os torcedores que participam do programa de fidelidade do clube devem ter a preferência de compra e os descontos normais. O preço de cada bilhete do setor mais barato vai se equipar ao praticado no Pacaembu, ou seja, entre R$ 40 e R$ 50.

O jogo de sábado, no entanto, não é considerado evento-teste para a Copa. A primeira partida “para valer”, encarada pela Fifa como vital para o estádio, será no dia 18, contra o Figueirense, válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Nessa partida, o Corinthians espera vender 50 mil ingressos e usar as arquibancadas provisórias, setor essencial para o jogo de abertura do Mundial. No entanto, ainda não é possível garantir que elas estarão prontas até o dia 18. Não está descartada a realização de outro jogo antes de o estádio ser entregue à Fifa.

O cronograma de venda de ingressos para o jogo contra o Figueirense deverá ser divulgado até o fim desta semana ou, no máximo, até a segunda-feira. O estádio já recebeu dois eventos de pequeno porte. Primeiro, cinco mil crianças visitaram a Arena Corinthians e testaram parcialmente o sistema de venda de ingressos. Na quinta-feira passada, no feriado do Dia do Trabalho, houve um jogo entre operários da Odebrecht. O público foi pequeno e os ingressos foram distribuídos – não houve comercialização de bilhetes.

DILMA
Na quinta-feira, a presidente Dilma Rousseff vai, enfim, visitar o estádio. Será a primeira vez que ela irá a Arena Corinthians. Não está confirmada a presença do ex-presidente Lula, amigo de Andrés Sanchez. A princípio, a presidente visitará somente o estádio, e não as obras do entorno.