28 de mai de 2014

(28/05/2014 09h00min )

Mano diz que Canindé foi escolhido por Fiel e pede apoio ao Corinthians
Marcos Guedes

Sem poder utilizar o Pacaembu e a Arena Corinthians, entregues à Fifa para ajustes antes da Copa do Mundo, o Corinthians adotou o Canindé como casa nas partidas contra Atlético-PR e Cruzeiro O segundo será na noite de quarta-feira.

 Mano espera que a Fiel desequilibre o confronto a favor do mandante. Na semana passada, os protestos aconteceram apenas no intervalo e após o apito final, mas o público de 13.137 pagantes

“Queremos deixar bem claro que precisamos muito do torcedor. Pedimos que seja compreensivo com as dificuldades que vamos ter, e é normal que tenhamos com um adversário como o Cruzeiro. Mas só vamos conquistar a vitória com esse apoio”, afirmou o treinador.

“Quando você não está bem, é que precisa do torcedor. E sempre foi essa a característica do torcedor do Corinthians. Ele cobra depois do jogo, quando o resultado não vem, como sempre foi, mas estamos precisando dele”, acrescentou, esperando uma boa vontade maior após a vitória do Corinthians 
por 4 a 1 sobre o Sport, em Pernambuco.
Divulgação/Agência Corinthians


Torcida deverá comparecer em maior número do que fez na semana passada (foto: Rodrigo Coca - 18/5/14)

Em sua argumentação, Mano explicou que a escolha pelo Canindé foi justamente no sentido de facilitar o acesso dos torcedores.


“Nós pensamos na possibilidade que tínhamos de escolher um local que tivesse proximidade para o torcedor ir. Se fizéssemos o jogo em Barueri, às 22 horas, certamente teríamos um público ainda menor. Aí, você perde ainda mais na questão do mando de campo”, disse o comandante gaúcho.